Jump to content

TSV 1860 München - De volta ao topo | ​​​​​​​Briga pelo acesso em uma temporada para recordar | Att: 17/06


Recommended Posts

schacoffee

Se continuar nessa pegada, sobe direto! Grandes resultados até aqui.

Pensa em fazer alguma alteração tática caso o time desempenhe bem consistentemente?

Link to post
Share on other sites
  • Replies 84
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

  • Marcolation

    30

  • div

    11

  • Cadete213

    9

  • Peepe

    5

Top Posters In This Topic

Popular Posts

APRESENTAÇÃO PESSOAL   Olá, pessoal! Como sou novo aqui no fórum achei por bem começar com uma pequena apresentação, uma vez que meu primeiro tópico no FManager já é um post de sa

Seja bem vindo a área Marcos e duas dicas ou três, se me permite: A primeira é colocar a tag do jogo antes do título do save: Tipo fm2019, fm2020 ou fm2021. A segunda dica é para dar uma lid

O INÍCIO DA JORNADA   TEMPORADA 2019/20 Iniciando o save na pré-temporada para a época 2019/20, vou começar pela seleção das capacidades do treinador e apresentar o que encontrei na che

Tsuru

Começo muito bom mas tá tudo embolado, a sequência vai ser definitiva na definição do "pelotão de frente" e vai deixar mais claro quem tem boas chances de título.

Link to post
Share on other sites
Marcolation
Em 14/04/2021 em 15:36, Cadete213 disse:

entrada com pé direito mas tens varias equipas fortes nesse escalão. para já, estás onde queres, na liderança.

Valeu, Cadete! Por enquanto estamos bem acima do que nosso desempenho merece, mas está embolado, qualquer sequencia ruim pode nos fazer despencar na tabela.

 

Em 18/04/2021 em 14:01, div disse:

Grande começo de campeonato, derrotando dois times que ostentavam a liderança no momento da partida. Tá numa merecida 1ª colocação, mas o campeonato ainda tá bem embolado, com apenas 4 pontos separando o 1º do 8º colocado.

Fala, div! Essas vitórias foram fundamentais, vencer a concorrência direta pode ser a diferença entre ficar entre os 3 ou jogar novamente a terceirona no ano que vem. Por enquanto, é levar um jogo de cada vez e tentar se manter na briga, está muito embolado e dentro de campo apesar dos resultados o desempenho não empolga.

 

Em 19/04/2021 em 01:47, schacoffee disse:

Se continuar nessa pegada, sobe direto! Grandes resultados até aqui.

Pensa em fazer alguma alteração tática caso o time desempenhe bem consistentemente?

Valeu, Schacoffe! Os resultados foram ótimos, tomada de liderança com autoridade vencendo duas vezes os líderes, mas ainda tem muita água para rolar.

Sobre a tática, na próxima atualização vou trazer, mas adianto que como o time vem sofrendo para marcar gols já pensei em um plano B para jogos onde somos favoritos. Jogar esperando o adversário tem um limite quando o adversário não quer atacar...

 

Em 22/04/2021 em 07:36, Tsuru disse:

Começo muito bom mas tá tudo embolado, a sequência vai ser definitiva na definição do "pelotão de frente" e vai deixar mais claro quem tem boas chances de título.

Valeu Tsuru! Começar bem é importante, mas com tantos jogos decididos no detalhe, qualquer sequencia muda tudo na classificação. Espero que o time embale e continue na briga na parte de cima, e quem sabe até lutar pelo título. Se ficar nas 5 primeiras posições, já é um grande passo para o clube.

 

Obrigado a todos pelos comentários

Link to post
Share on other sites
Marcolation

spacer.png 

  

TEMPORADA 2019/20

 

Segunda parte – Rodadas 11 a 25

 

Rodadas_151da9bf5508fd98b4.png

 

Rodada 11 - Kaiserslautern (Cotado para 3º)

Jogo isolado na rodada, que tomou ares de importância: com os resultados parciais da rodada, estávamos em 6º e enfrentaríamos um time invicto com 4V e 6E. A Volta de Beki dava confiança, e fomos pra cima!

Início de partida foi como estamos acostumados, dar campo para o adversário subir e apostar nos espaços deixados com contra-ataques em velocidade e passes diretos. Após algumas boas chances, chegamos ao gol exatamente em uma jogada de transição rápida: aos 27' Beki lançou Gebhart com espaço para correr na direita, o meia partiu deixando o marcador e cruzou da entrada da área para Lex que vinha fechando pelo outro lado e aproveitou a indecisão da defesa para subir e marcar, 1x0. Atrás no marcador, a desorganização ofensiva dos mandantes se intensificou, e o 1860 ainda encontrou mais alguns contragolpes sem sucesso antes do fim da 1ª etapa.

No segundo tempo, o Kaiserslautern subiu a linha de marcação na frente e tentou pressionar para roubar a bola no ataque. A pressão conseguiu incomodar o Sechzig, que rifava mais a bola, mas não era suficiente dada a falta de qualidade dos donos da casa com a pelota nos pés. O tempo foi passando, mas quem continuava criando as melhores chances eram os visitantes azuis, que por muito pouco não conseguiram ampliar a vantagem em cabeceio de Erdmann na pequena área aos 48. O apito do árbrito definiu o fim do jogo, com o Sechzig mantendo a liderança conquistada!

 

Rodada 12 - Jena (Atual 14º)

Dois dias antes da partida diante do Jena, nosso goleiro titular Bonmann teve uma lesão grave no treino, com previsão de ficar fora por 5-7 semanas. Boa oportunidade para Hiller mostrar serviço e ganhar espaço na briga pela titularidade, mas como não temos outro goleiro na equipe principal tive de chamar o goleiro do time reserva para completar o banco, esperando muito não ter de utilizá-lo.

Tínhamos antes da partida pleno favoritismo, e tínhamos de corresponder se quiséssemos mesmo lutar pelo acesso já esse ano. Fomos a campo com nossa formação e plano de jogo inalterados, apenas com as linhas um pouco mais adiantadas do que o normal. Em campo, dois times em condições bem diferentes na tabela, mas ambos vindo de 4 jogos de invencibilidade.

O início de jogo foi morno, até que aos 23' em bola parada (mais uma) conseguimos cabeceio muito bem defendido pelo goleiro, no rebote dobradinha de zagueiros: Weber levantou para Rieder testar e abrir o marcador, 1x0. Na frente do placar, voltamos com as linhas mais baixas habituais, frustrando o ataque adversário e conseguindo algumas boas saídas em contragolpe, mas o placar se manteve até o intervalo.

O início do segundo tempo foi confortável para o 60, jogando como gosta e não permitindo espaço algum na defesa para o Jena explorar. As poucas chances criadas foram as saídas rápidas do 60 em erros do ataque visitante, mas nem se essa partida tivesse mais 4 tempos sairia outro gol.

Fim de jogo com 38% de posse, mas com a vitória merecida pelo primeiro tempo na mão.

 

AMISTOSO

Recompensados com 13 dias de descanso na data FIFA antes da partida de número 13 contra o Magdeburg fora de casa, achei interessante marcar um amistoso para fazer alguns testes para a continuação da temporada, além de dar ritmo a alguns reservas. O adversário foi o Mannheim, 12º colocado na 3.Liga.

Utilizei o amistoso para testar uma abordagem que não mexesse muito na estrutura da equipe em campo, mas dando outra mentalidade mais agressiva na marcação, exercendo mais pressão na frente, para ter como Plano B ou até A em partidas contra times inferiores ou jogando muito fechados. Fiquei bem satisfeito com a nova tática, um 4231 tradicional. Fora isso, alguns jogadores me agradaram e ganharam mais moral ainda, como é o caso de Niemann, utilizado como ponta nos dois lados e que já vinha ganhando oportunidades como titular, ganhará ainda mais!

 

spacer.png

 

Rodada 13 - Magdeburg (Atual 10º)

Apesar do pequeno favoritismo, fomos para o jogo com nossa tática habitual de contra-ataque.

O primeiro tempo foi de pouca criatividade, com leve vantagem do Magdeburg nas chances e com 60% na posse de bola. Para tentar alguma coisa no segundo tempo, um pouco mais de pressão na bola foi o pedido no vestiário.

2ª Etapa iniciada, e a mudança não surtiu muito efeito, com os mandantes mantendo o domínio das ações e o 60 se segurando na defesa. Ninguém conseguiu abrir o marcador, e o jogo ficou mesmo no 0x0.

 

Rodada 14 - Chemnitz (Atual 19º)

Para a rodada seguinte, contra o vice-lanterna Chemnitz, resolvi apostar no esquema de maior pressão e proposição treinado no amistoso para confirmar o favoritismo e dar confiança ao nosso ataque, que tem média de apenas 1,23 gol por jogo.

Não deu nem tempo de observar o funcionamento da tática, porque em uma jogada totalmente inexplicável na lateral do campo aos 3' o centroavante adversário resolveu dar um carrinho criminoso por trás em Steinhart e foi expulso pelo juizão. Ao contrário do esperado, mesmo com um a menos foram os visitantes que quase abriram o placar ao menos três vezes antes dos 15'. Com algumas mudanças táticas, o 60 passou a dominar a partida e aos 32' viu Niemann tabelar dentro da área com Mölders e chutar cruzado para abrir o placar: 1x0. Ainda conseguimos ampliar aos 46', quando Niemann de dentro da área levantou, e Lex aproveitou o corte mal feito do zagueiro para fuzilar as redes: 2x0. Com o time já pensando no intervalo, o Chemnitz conseguiu diminuir no apagar das luzes numa falta cobrada para dentro da área: 2x1.

Segunda etapa iniciada com o time em cima, para não dar chance ao azar. Valeu a pena. O terceiro gol chegou aos 12', quando Wunderlich achou o lateral direito Willsch na entrada da área para chutar com raiva, sem chance pro goleiro: 3x1. Tivemos tempo de marcar mais um: aos 36' bola trabalhada até achar novamente Willsch na quina da área, ele invadiu e bateu no canto contrário, 4x1. Daí foi só matar o tempo e aproveitar o Olé da torcida.

 

Rodada 15 - Mannheim (Atual 16º)

Na rodada seguinte, enfrentaríamos o adversário do amistoso. Achei por bem seguir a mesma estratégia daquela partida e utilizar nossa nova abordagem ofensiva.

Jogo iniciado com domínio extremo do Sechzig, com 10 finalizações antes dos 16', mas a pontaria pesou para o placar se manter em 0x0 até o intervalo.

No segundo tempo o adversário se adaptou ao ritmo intenso e passou a fechar melhor os espaços abdicando do ataque e jogando por uma bola. Deu certo, não que tenha vindo essa uma bola para eles, mas o 60 não conseguiu ter calma para furar o bloqueio e terminou o jogo em um 0x0 frustrante.

 

Rodadas_205744826d2f9c13bb.png

 

Rodada 16 - Unterhaching (Atual 17º)

Para nos recuperar do empate onde fomos muito superiores, um jogo traiçoeiro contra um time atualmente na zona de rebaixamento, o Unterhaching.

Claro que seguimos aperfeiçoando nossa tática de alta pressão, e nada como jogar em casa contra um adversário bem inferior na tabela para usá-la sem peso na consciência. Resolvi também dar uma chance para Owusu como titular, porque o Mölders estava sofrível...

Bola rolando, e o que se viu foi novamente um início amassando o adversário, que recorria às faltas. A pressão foi tanta que logo aos 8' abrimos o placar com Erdmann em jogada de escanteio: 1x0. Menos de 3 minutos depois, aos 11', jogada muito bem trabalhada na direita com toques rápidos achou Bekiroglu sozinho na entrada da área, que bateu colocado no canto do goleiro para ampliar: 2x0. A pressão se manteve até perto dos 40', quando os visitantes resolveram sair mais pro jogo, mas o 60 não deu chance pro azar e levou o resultado pro vestiário.

Segundo tempo sem mudanças, e tendo de buscar o resultado o Unterhaching passou a dar mais espaços na defesa, aproveitados muito bem mas novamente sem pontaria. O terceiro gol acabou não fazendo falta e levamos mais uma vitória para casa.

 

AMISTOSO

Mais uma parada para data FIFA, mais um amistoso marcado, dessa vez contra o Aalen recém rebaixado da 3.Liga. O objetivo é o mesmo do anterior, dar rodagem a reservas e aprimorar nossa tática nova. Empatamos e sofremos demais numa atuação vergonhosa, mas acho que mais pelos jogadores todos reservas e falta de ritmo.

 

Rodada 17 - Viktoria Köln (Atual 13º)

Bola em campo para tentarmos não descolar da luta pela liderança. Fomos no nosso 4231 com alta pressão.

Jogo lá e cá, mas fomos nós que abrimos o placar aos 13', com cruzamento de Steinhart na cabeça de Niemann: 1x0. 3 minutos depois, foi a vez do Koln marcar em cruzamento após contra-ataque armado pela direita: 1x1. Voltamos à frente após belíssima jogada de Lex em contragolpe pela esquerda, driblando o marcador e cruzando na medida para Niemann marcar novamente: 2x1. Ainda criamos algumas boas chances, mas o placar ficou por isso mesmo no 1ºT.

Voltamos para a segunda etapa com a mesma estratégia, tentando matar o jogo. Pressionamos mais e mais e jogávamos muito bem, tanto que acabei fazendo a primeira substituição apenas aos 38'. Pouco depois, recuei o time para garantir o resultado e fechamos no placar de 2x1. Boa vitória dos Leões!

 

Rodada 18 - Rostock (Atual 11º)

Antes da rodada 18, uma boa notícia e outra má. A boa: A direção me procurou para renovar meu contrato! Ofereceram 2 anos, mas consegui negociar para 3 e acho que estamos num bom caminho até o fim da temporada 2021/22. A má: Steinhart, nosso lateral marcador e homem da bola parada lesionado por até 8 dias, vai perder ao menos o próximo jogo. Para piorar, nosso ponto central do time Bekiroglu está querendo renovar, mas pedindo alto... Prometi conversar sobre o contrato, mas não sei o que vai dar para fazer com ele e a maioria dos jogadores tendo contrato até o fim da temporada apenas.

Jogo contra o 11º colocado Rostock em casa. Oportunidade para manter o bom momento e seguir atacando, acho que estou gostando demais dessa nova abordagem do time, mas sei que nosso bloco baixo será importante ainda.

Jogo truncado no início, com apenas um chute para cada lado até o adversário abrir o placar em boa trama pelo meio: 0x1. Após quase tomarmos o segundo, foi hora de mudar a abordagem que não vinha funcionando, mas nada adiantou e dei graças a Deus quando o apito do juiz soprou. Fomos ao intervalo sobre as cordas.

A achincalhada no intervalo pareceu ter tido efeito, e não tardou para que o lateral improvisado na esquerda Paul cruzasse com apenas 8' para Owusu empatar: 1x1. O Rostock foi bravo e jogou melhor, é verdade, mas nem sempre o futebol é justo. E numa dessas do futebol, conseguimos a virada aos 36' após escanteio com o Zagueiro artilheiro Weber, o 4º dele no campeonato e nosso maior marcador até aqui. O Rostock ainda meteu uma bola na trave no minuto seguinte, que me fez jogar o time de volta na retranca de sempre rezando para segurar a pressão por mais 10min. O gol de desempate mexeu com o adversário, que não conseguiu mais encontrar seu jogo e ainda permitia algumas saídas de contra-ataque, em um deles, Gebhart conduziu e deu para o volante Wein chutar de fora da área e botar o placar em 3x1 já aos 47'. Ainda deu tempo de arrumar um escanteio e no bate rebate aos 49' Weber chutar forte para dar números finais à partida: um 4x1 que não reflete o que foi o jogo.

 

Rodada 19 - Wuzburg (Atual 3º)

No jogo da rodada 18, acabamos perdendo o volante Moll, substituto imediato como MRB. Deve ficar fora até 5 semanas. Pedi para a direção renovar o contrato de Beki, porque a pedida era muito maior do que poderia oferecer, e eles renovaram! Apesar da clausula de rescisão de 1M para times de primeira divisão, é bom contar com ele por mais tempo.

Fomos pro jogo com nosso tradicional 4231 recuado buscando contra-atacar, numa partida importante para o topo da tabela.

Na primeira etapa, a estratégia do 60 deu certo e o time criou boas chances com a bola rolando, mas o Würburg chegava venenoso nas bolas paradas e quase marcou em algumas ocasiões, no fim o 0x0 ficou justo.

No segundo tempo, o jogo ficou ao contrário: o Würburg criava com a bola, e o 60 tentava aproveitar a bola parada, e foi em uma falta da intermediária que o gol finalmente saiu com Weber se antecipando e cabeceando, 1x0. O empate veio na mesma moeda, após escanteio cobrado o artilheiro do campeonato Pffeifer apareceu livre para fazer o 1x1. Aos 31' mais um gol de bola parada, outro do Würburg: em falta lateral, a bola ficou viva dentro da área e Widemann fuzilou: 1x2. Fomos para o tudo ou nada sabendo do valor do jogo, mas o nervosismo falou mais alto e o jogo terminou com nossa invencibilidade de 11 partidas sendo quebrada, mas mantendo a 2ª colocação ao fim do 1º Turno de campeonato, tendo a 2ª melhor defesa e o 3º melhor ataque da competição.

 

Classificacao_R19a901604adfb8545b.png

 

Rodada 20 - Großaspach (Atual 12º)

Para começar bem o segundo turno, uma pequena rebelião no vestiário por falta de tempo de jogo a alguns reservas começou a se formar mas consegui cortar o mal pela raiz, e recebi a primeira vista da captação de talentos para a base do próximo ano. Para ir para 2020 bem, receberia antes da parada de fim de ano dois times bem inferiores, incluindo o lanterna Meppen que não venceu um joguinho sequer e amarga 6 pontos em 57 possíveis até aqui.

Como má notícia, nosso zagueiro artilheiro Weber se lesionou e perderá o jogo contra o Großaspach. Erdmann vai ser recuado para a zaga e vou escolher um dos chorões para ter um joguinho de titular.

O jogo teve um bom início para os dois lados, mas fomos nós que conseguimos abrir o placar com Owusu em troca de passes muito boa na entrada da área, com direito a assistência de calcanhar de Niemann aos 23': 1x0. Fomos superiores o restante da primeira etapa e ainda tivemos uma bola na trave aos 32', enquanto o adversário só chegava nas bolas paradas.

Para o segundo tempo sem mudanças para tentar matar o jogo. O adversário quase empatou em bolas paradas perigosíssimas, e chegou ao empate após bola rebatida pela defesa em falta, que sobrou na entrada da área para cruzamento no segundo pau pegando a defesa ainda desorganizada, 1x1. Ainda tivemos boas chegadas com o goleiro visitante trabalhando bem, mas não foi o suficiente para vencer a partida.

 

Rodadas_25ee74fb4518d2f73f.png

 

Rodada 21 - Meppen (Atual 19º)

Jogo nervoso na primeira etapa, cada equipe chutou 5 vezes a gol e as chances foram equilibradas.

Segundo tempo ainda mais truncado, com poucas chances para cada lado. Aos 30' bola na trave. Aos 35' o adversário teve um jogador expulso, e a pressão ficou intensa mas o Meppen se segurou como pode até o apito final selando o 0x0.

Fomos para a pausa de fim de ano com 3 partidas sem vitória e muitos problemas para solucionar no time.

 

AMISTOSOS

Temos uma pausa de 4 semanas, com 2 semanas de treino e dois amistosos antes da volta de início de ano. Espero usar esse tempo para aperfeiçoar a tática ofensiva e resolver a situação contratual de boa parte do time que quero contar na próxima temporada.

Não devemos ser ativos na janela de transferências, salvo alguma saída que seja muito necessário repor.

 

Rodada 22 - Zwickau (Atual 12º)

Começamos a partida com muito para provar, vindo de 3 jogos sem vencer e de exibições muito abaixo nos amistosos.

Correspondemos logo aos 5', com cobrança de falta desviada por Rieder para a meta: 1x0. O restante do primeiro tempo foi um amasso para recuperar a confiança que estava em baixa, com 11x3 nas finalizações.

Começamos o segundo tempo em cima, e chegamos novamente em bola parada ao gol: Beki cobrou falta de bem longe na trave, e no rebote Weber apareceu para empurrar, 2x0. O segundo gol foi a deixa para montarmos nossa retranca, que se mostrou forte demais para o adversário furar. Com o jogo já encaminhado, ainda fechamos o caixão, adivinhem como? O costume da bola parada seguiu, e em mais uma, dessa vez em escanteio bem cobrado aos 39', novamente Weber apareceu para desviar: 3x0.

Ótima retomada no caminho da vitória, e um resultado que nos mantém firmes na terceira colocação.

 

Rodada 23 - Braunschweig (Atual 6º)

Passada a janela de transferências sem perdas para o time, é hora de se concentrar no desafio a frente. Partida importante para a parte de cima da tabela, uma vitória praticamente tira o Braunschweig da disputa pelo acesso, que hoje parece ser uma disputa de 5 times. Fomos jogar no contra-ataque e aguentar a pressão do 442 adversário.

Jogo lá e cá totalmente na primeira etapa, o jogo parecia se encaminhar para o intervalo sem gols, mas aos 41' o Braunschweig foi quem abriu o placar em escanteio, 0x1.

Fomos mais agressivos na segunda etapa, com nosso 4231  e criamos as melhores chances, mas esbarrávamos em ótima noite do goleiro até que aos 38', em jogada muito bem trabalhada pelo meio, Bekiroglu achou Kindsvater ultrapassando o zagueiro dentro da área, ele rolou para o meio e Owusu empurrou: 1x1. Resolvi manter o time em cima para tentar a virada, e quase conseguimos nos minutos seguintes em boas chances, mas o empate acabou ficando de bom tamanho.

 

Rodada 24 - Halle (Atual 13º)

Jogo em casa para manter a posição nos Playoffs, mas minha confiança estava em baixa com o desempenho dentro de campo da equipe nas duas formações.

Primeiro tempo foi moroso, com poucos chutes a gol de cada lado, e um controle da posse sem objetividade para o 1860.

Segundo tempo veio com um pouco mais de pressão da nossa parte, mas não estávamos calibrados nas finalizações, e a partida fechou em um 0x0 mais uma vez desanimador para nós. Só Deus sabe como mantivemos a 3ª colocação após esse vexame.

 

Rodada 25 - Uerdingen (Atual 1º)

Rodada decisiva mais uma vez para nossas pretensões no campeonato, principalmente depois dessa sequência ruim nos últimos jogos. Enfrentar o líder fora de casa não é brincadeira, e fomos para nos segurar tentando achar espaços na subida do adversário. Os jornais deram o Uerdingen como franco favorito para o confronto, e não posso discordar disso. Nosso momento é simplesmente muito irregular!

Os donos da casa começaram a partida pressionando, mas um lance fortuito nos deu a frente ainda aos 7': O goleiro saiu mal no tiro de meta nos pés de Lex na direita, ele correu até a linha de fundo e cruzou baixo para Owusu aparecer desviando no primeiro pau, 1x0. Acabamos levando o empate logo aos 12', com jogada rápida e o ponta saindo livre em um lado para cruzar ao outro e encontrar o atacante totalmente desmarcado para empatar de cabeça: 1x1. Em bom contra-ataque aos 25', Owusu encontrou Lex em boa virada de jogo para o ponta bombardear a meta adversária: 2x1. Mal deu para comemorar, e novamente em cruzamento da esquerda sofremos o empate: 2x2. Tivemos duas chances ótimas para ampliar novamente ainda no primeiro tempo, mas faltou frieza em frente ao goleiro.

O segundo tempo começou promissor, com um Pênalti marcado para nós logo aos 3', e nosso zagueiro artilheiro Weber não perdoou: 3x2! A pressão do Uerdingen se intensificou muito com a desvantagem no marcador, mas nos seguramos como deu e conseguimos sair com uma vitória suada e importantíssima!! Uma vitória como essa em confronto direto pode significar ficar ou não entre os 3 no fim do campeonato.

 

Classificacao_R25b7b992a9dc67057f.png

 

Estatísticas do time até a Rodada 25:

Spoiler

15º em posse de bola (47%) / 14º em passes completados / 1º em finalizações ao gol / 19º em faltas cometidas / Steinhart líder em assistências (11) / Bekiroglu com a 2ª melhor média da 3.Liga 

 Estatísticas do Elenco

Link to post
Share on other sites
  • Marcolation changed the title to TSV 1860 München - De volta ao topo | Segunda parte – Rodadas 11 a 25 | Att: 23/04
div

Teve uma queda de desempenho em relação ao começo do campeonato, estando em 3º agora, mas segue firme na briga pelo acesso, que é o mais importante. Só tem que cuidar pra tentar ficar entre os dois primeiros e evitar um playoff de promoção, que sempre é traiçoeiro.

Boa sorte no final da temporada.

Link to post
Share on other sites
Marcolation
1 hora atrás, div disse:

Teve uma queda de desempenho em relação ao começo do campeonato, estando em 3º agora, mas segue firme na briga pelo acesso, que é o mais importante. Só tem que cuidar pra tentar ficar entre os dois primeiros e evitar um playoff de promoção, que sempre é traiçoeiro.

Boa sorte no final da temporada.

Fala, div! A queda é até natural, uma vez que dentro de campo o desempenho não era de líder, mas ainda estamos numa boa posição na luta pelo acesso e a defesa está funcionando  muito bem, garantindo empates quando não conseguimos marcar. Tenho medo de conseguir o acesso agora, porque o time não tem peças para lutar na segunda divisão e com a saúde financeira do time hoje não vejo muito como reforçar a ponto de ter tranquilidade para lutar contra o rebaixamento. Subir e cair em seguida pode acabar sendo um péssimo negócio tanto  pela possibilidade de demissão como pelos salários que aumentam com o acesso mas não diminuem quando cai 😅.

Por enquanto vai se desenhando uma briga de 5 times no final (Bayern II não pode subir) e essa última vitória sobre o líder foi muito importante para se manter no páreo.  Agora é manter a pegada e resolver nas últimas rodadas. Quem sabe não acontece uma decisão direta na última rodada contra o atual vice-líder?

Link to post
Share on other sites
Victor Duque

Rapaz, perdi essa atualização. 

Bom, como div falou aí, embolado demais, mas o bom é estar na frente do bolo haha

Bom início. Steinhart é um baita garçom hein??

Link to post
Share on other sites
gustavo922

QUE COMEÇO!!! Mesmo estando tudo embolado, o que importa é a liderança! Agora a missão é manter esse desempenho... Bora que o acesso vem!

Link to post
Share on other sites
schacoffee

A 6 pontos do topo! Tem chão ainda, mas dá pra buscar. Nessa reta final todo cuidado é pouco, talvez os times acima possam dar uma balançada e o 60 chegue firme e consistente na busca do acesso!

Link to post
Share on other sites
Peepe

A campanha é bem melhor do que a prevista no começo do campeonato, briga seriamente pelas primeiras posições e a vitória sobre o líder é um demonstrativo de força. Mas é claro que tem de ficar atento, perdeu posições no último mês e viu o Uerdingen abrir vantagem. Por ora, acho importante retomar o segundo lugar e se agarrar a ele para garantir o acesso em melhor posição.

 

Link to post
Share on other sites
Marcolation
Em 28/04/2021 em 20:31, Victor Duque disse:

Rapaz, perdi essa atualização. 

Bom, como div falou aí, embolado demais, mas o bom é estar na frente do bolo haha

Bom início. Steinhart é um baita garçom hein??

Fala, Victor!

Sobre a atualização, pode ter algo a ver com um  problema: apesar de ser alertado nos comentários, achei que poderia mudar o nome do tópico depois dos 7 dias sem ser VIP. Acabou que coloquei o dia da atualização para a primeira, mas na seguinte não tinha como mudar mais. Acabou ficando com uma atualização nova (primeiras 10 rodadas) como se fosse a anterior e deixei assim, quando virei VIP já foi para postar a atualização seguinte... e pelo que entendi  do comentário sobre o div, você leu a primeira mas perdeu essa também hahahaha.

Realmente, começamos muito bem, apesar de estar embolado na frente e qualquer resultado mudar muito na colocação. Vai ver que oscilamos um pouco, mas conseguimos nos manter bem na briga.

Sobre o Steinhart, esperava que ele faria apenas o feijão com arroz na defesa, mas o cara surpreendeu muito. Principalmente nas bolas paradas, ele fez a diferença para conseguirmos várias das vitórias ali pelo começo. 6 Ass nos primeiros 10 jogos não é brincadeira, ainda mais considerando que não somos um time de fazer muitos gols, com apenas 14 marcados nessas partidas.

Depois dá uma olhada na segunda atualização, e obrigado pela participação!

 

18 horas atrás, gustavo922 disse:

QUE COMEÇO!!! Mesmo estando tudo embolado, o que importa é a liderança! Agora a missão é manter esse desempenho... Bora que o acesso vem!

Fala, gustavo!

Começando bem também aqui na Alemanha, quem sabe daqui a uns anos chego ao patamar do Union Berlin? hahahaha

A liderança acabou sendo provisória, e realmente não estamos jogando bola para vencer esse campeonato até agora. Apesar da oscilação, ainda conseguimos nos manter bem, e vai ter briga para subir ainda nessa temporada  se tudo der certo.

Depois da uma olhada na segunda att, e obrigado por acompanhar!

 

15 horas atrás, schacoffee disse:

A 6 pontos do topo! Tem chão ainda, mas dá pra buscar. Nessa reta final todo cuidado é pouco, talvez os times acima possam dar uma balançada e o 60 chegue firme e consistente na busca do acesso!

Valeu, schacoffe!

E como tem chão. Apesar da descida da liderança ainda estamos numa boa posição. Parece que vai ser uma briga de 5 times, e estamos nesse bolo para tentar a subida logo na primeira temporada.

 

13 horas atrás, Peepe disse:

A campanha é bem melhor do que a prevista no começo do campeonato, briga seriamente pelas primeiras posições e a vitória sobre o líder é um demonstrativo de força. Mas é claro que tem de ficar atento, perdeu posições no último mês e viu o Uerdingen abrir vantagem. Por ora, acho importante retomar o segundo lugar e se agarrar a ele para garantir o acesso em melhor posição.

 

Fala, Peepe!

Essa vitória sobre o Uerdingen foi um grande alívio, já estava vendo a derrocada do time nessa reta final mas deu um fôlego para continuar a tentar o acesso. Vamos tentar lutar pelo menos para pegar um Playoff, que mesmo que não dê para subir vamos criando casca para as próximas temporadas. Por enquanto ainda tem jogo, e está tudo embolado no pelotão de cima, mas são só 3 vagas para 5 times na briga e queremos ser um desses 3.

 

 

Obrigado a todos pelos comentários!

Link to post
Share on other sites
Marcolation

spacer.png

 

 

 

TEMPORADA 2019/20

 

Fim da Temporada 19/20 – Com emoção!

 

TÁTICAS

Vou começar a atualização falando sobre nossa abordagem tática. Acho que deveria ter escrito um pouco sobre as duas táticas que estou utilizando na  temporada na última atualização, uma vez que mudei algumas coisas ao longo dos jogos até chegar em uma versão ‘final’. As mudanças que faço ao longo das partidas são principalmente nas instruções, mentalidade e em alguns casos uma ou outra função dos jogadores a partir do que observo no comportamento do time, mas essas duas são as táticas-base que estamos utilizando após muitos testes e observação em campo:

4231 recuado – contra-ataque

 

spacer.png

 

4231 tradicional – pressão no campo de ataque

 

spacer.png

 

Dito isso, vamos agora às partidas:

 

spacer.png 

 

Rodada 26 - Ingolstadt (Atual 4º)

Resolvi ir contra o Ingolstadt em casa novamente com abordagem defensiva, buscando o contra-ataque mesmo jogando em casa. O jogo de ida foi muito difícil, e acredito que a melhor opção é se segurar atrás contra nosso adversário direto. Não perder é importantíssimo!

Antes da partida, péssima notícia: Wunderlich machucado por até 3 semanas. Gebhart vai voltar para tentar retomar o espaço como titular.

O Início de partida foi com as maiores chances para nós, a opção de dar a bola ao adversário parecia dar certo e o Ingolstadt parecia não saber o que fazer com ela. Quando os visitantes já pareciam começar a se organizar, tivemos pênalti marcado aos 31' em cima de Lex e nosso artilheiro Weber, o zagueirão, marcou seu 10º no campeonato: 1x0. O final do segundo tempo foi de pressão do Ingolstadt, mas conseguimos segurar o placar até o intervalo com ótimas intervenções do nosso goleirão Hiller.

O segundo tempo não deu tempo nem para frustrar o adversário, que conseguiu o empate aos 3' em bom cruzamento: 1x1. Seguimos com a estratégia de dar espaço ao adversário, mas o jogo caiu de ritmo com o empate. No fim, o empate ficou de bom tamanho.

 

Rodada 27 - Münster (Atual 13º)

O começo de partida foi animado para os dois lados, com vantagem do 1860 na criação de chances, mas nenhum dos dois times conseguiu tirar o zero do placar.

O cenário se repetiu no segundo tempo, mas novamente nenhuma das duas equipes conseguiu vencer as defesas. 0x0 amargo e sabe-se lá como conseguimos manter a colocação nos playoffs de acesso após esse resultado.

 

Rodada 28 - Duisburg (Atual 9º)

Com os resultados das últimas partidas, estávamos com a 3ª posição ameaçada.

Fomos para a partida tentando sufocar o adversário e conseguimos. Foram muitas chances criadas e perdidas pelo 1860 na primeira etapa, com direito a gol invalidado por impedimento.

O segundo tempo teve ainda mais pressão sobre o adversário, com bola na trave aos 4', e aos 12' finalmente a insistência foi recompensada com gol de Owusu que conferiu o rebote dele próprio após bom cruzamento da direita: 1x0. Decidi manter a mesma pegada para tentar matar o jogo e chegamos perto, mas o Duisburg conseguiu segurar o resultado pelo placar mínimo, com um placar de 28x5 nas finalizações e 6x1 nas oportunidades de gol.

 

Rodada 29 - Bayern II (Atual 6º)

Para a partida contra nossos rivais da Baviera decidi manter aquilo que deu certo no confronto do primeiro turno e jogar no nosso estilo habitual de contra-ataque.

Partida bem aberta desde o início, mas com poucas chances criadas efetivamente. A posse foi de quase 70% para o Bayern na 1a etapa, mas isso não se converteu em superioridade nas finalizações, que terminaram 5x4 para o Sechzig.

O segundo tempo não foi muito diferente do primeiro, e a partida se encaminhou para mais um frustrante 0x0 após os 90'.

 

spacer.png

 

Rodada 30 - Kaiserlautern (Atual 4º)

Jogo decisivo na classificação, confronto direto, e não estava confortável com nosso estilo de jogo ultimamente. Apesar da ótima estabilidade defensiva, temos muito pouco poder de fogo. Essa partida definirá o 3º colocado e pode contar muito ao fim do campeonato, precisamos vencer!

Resolvi arriscar bastante, promovendo o ponta Djayo ao time principal direto como titular, fogueira mesmo. É melhor no cruzamento que todos os outros pontas do time, que é algo que vem me incomodando demais na nossa criação. E decidi ser mais conservador e começar mais recuado no primeiro tempo, uma vez que temos a vantagem na tabela.

Ínicio de jogo tenso, com poucas chances até sofrermos o 0x1 em bom cruzamento da entrada da área aos 32'. Logo aos 36' os visitantes ampliaram em bom chute de fora da área: 0x2.

Fomos obrigados a ir para cima no 2ºT e acabamos tomando ainda outro para jogar água fria em qualquer esperança de empate: outro cruzamento e pancada certeira: 0x3. O pior foi que o Kaiser teve apenas 3 chutes ao gol, e os três entraram. Dei graças a Deus pelo apito final do árbitro para pensar já na próxima rodada, dessa vez tendo de correr atrás da vaga nos Playoffs.

 

Rodada 31 - Jena (Atual 15º)

Tivemos nossa série invicta de 10 partidas interrompida na rodada 30 (eram 3V/7E, nada impressionante), precisávamos nos reerguer diante do fraco Jena, tendo apenas dois dias de descanso da última partida. Antes, tivemos a avaliação da 'fornada' e não fiquei muito animado, mas um jogador parece promissor.

Com os jogos da rodada realizados no dia anterior, estamos provisoriamente na 5ª colocação... Precisamos da vitória a todo custo!

Jogo iniciado no 4231 ofensivo, e começamos mal: pressionados pelo adversário, aos 11' a bola sobrou viva na área e os mandantes abriram o placar, 0x1. Nossos jogadores de frente quase não tocavam na bola, quando achamos uma brecha aos 33', em bola enfiada para Osuwu que invadiu a área e fuzilou no canto: 1x1. Ainda salvamos uma bola em cima da linha, e parecia que iríamos ao segundo tempo empatados, mas o contestado ponta Greilinger conseguiu tirar um coelho da cartola, cortando para o meio e batendo de fora no canto do goleiro: 2x1.

Fui pro segundo tempo mantendo a pegada na frente, matar ou morrer! Dominávamos completamente o desesperado Jena, mas duas boas chegadas do adversário no contra-ataque ligaram o alerta, e resolvi fechar a casinha para tentar segurar o resultado. Seguramos bastante a pressão, conseguimos meter uma bola na trave em contra-ataque, mas o adversário achou um gol aos 40' em bola pingada na entrada da área que morreu no canto direito de Hiller: 2x2. Fomos com tudo para cima para tentar uma última cartada, mas não houve tempo para mais nada.

Gosto amargo por termos a vitória tão próxima, e por ver o sonho da subida escapando das nossas mãos.

 

spacer.png

 

Rodada 32 - Magdeburg (Atual 7º)

Para começar bem a preparação para o próximo jogo, uma lesão que deve tirar nosso atacante reserva Mölders das próximas 5 semanas, e não tenho mais um terceiro centroavante no time, pois Ziereis era considerado dispensável e o emprestei para dar alívio à folha salarial... Terei de adaptar a equipe sem Jogador Alvo caso Owusu precise sair em algum momento de campo.

Estando a 4 Pts atrás da zona de playoff, uma vitória mais do que nunca é essencial. Uma derrota praticamente decreta nossa saída da disputa.

Fomos com sangue nos olhos para a partida, e aos 4' já abrimos o placar em bom cruzamento de Lex para Owusu desviar: 1x0. Apesar das poucas finalizações, eramos nós que tinhamos o controle da partida. Aos 36', quando o Magdeburg começa a gostar do jogo, ampliamos em outro bom cruzamento pela esquerda e gol de Owusu na primeira trave: 2x0.

O segundo tempo teve dominio inicial do 1860, mas em bom contra-ataque o Magdeburg conseguiu descontar aos 21', 2x1. As chances continuavam a aparecer mais a nossa favor, mas o jogo se encaminhou ao fim sem mais mudanças no placar. Uma vitória de alívio!

 

Rodada 33 - Chemnitz (Atual 16º)

A preocupação com a queda da posição de playoffs pela primeira vez na temporada ao menos tem um alento: nos últimos 6 jogos da temporada, apenas a última partida (confronto direto contra o Wüzburg!) é contra um time acima da 9ª posição atualmente. Não temos jogado bem, mas ao menos o calendário é favorável.

Fomos à campo, e a primeira etapa teve poucos chutes, um jogo muito lento, truncado, e ficou no 0x0.

Para o segundo tempo, pedi um foco maior em jogar pelos lados, buscando quebrar a formação fechada do adversário. Criamos as melhores chances e o adversário não tinha muito tempo para pensar com a bola, mas o futebol tem sua crueldade e aos 35' sofremos o 0x1 em escanteio. Fomos com tudo para tentar empatar, e conseguimos aos 47', no último lance da partida em falta cobrada na área e desviada por Weber: 1x1 e números finais à partida. Não parece muita coisa, mas esse pontinho conquistado nos acréscimos finais pode fazer muita diferença.

 

spacer.png

 

Rodada 34 - Mannheim (Atual 12º)

O panorama atual é esse: estamos em 4º empatados em pontos com o 5º, a 3 pts do 3º e 4 pts do 2º colocados. Precisamos vencer quase tudo daqui para frente para termos chance de subir direto ou ao menos chegar ao Playoff de acesso.

Fiz algumas mudanças na nossa tática do '4231 ofensivo', e vou testar no início da partida contra o Mannheim. Precisamos de mais movimento e paciência para furar as defesas adversárias...

Logo aos 4', o resultado: gol em jogada trabalhada pela esquerda com finalização de Bekiroglu que desviou na zaga para o gol contra: 1x0. Mas a alegria durou pouco, e após algumas chances criadas o adversário chegou ao empate em cruzamento pela direita: 1x1. Aos 22', conseguimos voltar à frente em bola mal recuada para o goleiro que Owusu interceptou e venceu o arqueiro para marcar: 2x1.

No segundo tempo, não quis arriscar e joguei o time para nossa tática de contra-ataque. Seguramos a vantagem a muito custo, sofrendo muita pressão até que aos 38', em contra-ataque de almanaque, Owusu segurou para a corrida de Niemann pela esquerda e lançou o ponta sozinho para marcar o placar final: 3x1.

 

Rodada 35 - Unterhaching (Atual 20º)

A rodada anterior acabou sendo favorável para nós com um tropeço do Wüzburg, mas o Ingolstadt goleou e agora aparece na nossa cola com diferença de apenas 1 gol de saldo. Qualquer coisa ainda pode acontecer, e são apenas mais 4 partidas para definir nosso destino na temporada.

Tivemos a "vantagem" de jogar sabendo dos resultados da rodada, e com Wüzburg e Ingolstadt tendo empatado, uma vitória sobre o lanterna nos colocaria na 3ª posição.

Começamos com tudo, metendo um gol de escanteio com 1' de partida marcado por Owusu, 1x0. Seguimos no ataque sem dar espaços aos mandantes, criamos muitas chances, mas não conseguimos ampliar na primeira etapa.

Segundo tempo com a mesma dinâmica do primeiro: pressão total do 1860 e falta de pontaria somada a ótimas defesas do goleiro que duraram até o aliviante apito final.

 

Rodada 36 – Viktoria Köln (Atual 18º)

Começando a rodada na 3ª posição, estou com mais tranquilidade para partir para o ataque novamente, mas o adversário também joga a vida então temos que ter cuidado.

Só a vitória interessava, e chegamos mais perto dela logo aos 5': em contra-ataque puxado por Lex pela esquerda, o ponta driblou três e cruzou da risca da grande área para Owusu cabecear, 1x0. Pressionamos mais, e aos 34' tivemos pênalti marcado em cruzamento de dentro da área, e Weber botou lá dentro: 2x0 para selar o placar do primeiro tempo.

O segundo tempo já começou nos dando muita tranquilidade para o restante da partida: com 1' Steinhart cobrou falta na área e Owusu novamente marcou, 3x0 e números finais à partida.

 

spacer.png

 

Rodada 37 - Rostock (Atual 8º)

Podemos garantir a vaga no Playoff em combinação de resultados com uma vitória contra o Rostock, e estamos em excelente forma.

Entramos em campo para vencer, mas não fizemos uma partida inspirada e fechamos o primeiro tempo 0x0 com as melhores chances indo para o Rostock.

O segundo tempo foi um carrossel de emoções, com os dois times tendo ótimas chances inacreditavelmente desperdiçadas e no fim, ninguém quis fazer o gol para tirar o zero do placar.

Não sei realmente como, mas o empate nos fez SUBIR na tabela, com uma vitória do Ingolstadt no confronto direto contra o Kaiserlautern e o Wuzburg perdendo fora de casa.

 

spacer.png

 

Rodada 38 - Wüzburg (Atual 5º)

Chegamos à rodada final ocupando a 2ª colocação com apenas um gol de saldo à frente do Ingolstadt em 3º. Uma vitória garantiria ao menos o 3º lugar, e é dela que fomos atrás.

As pretensões do Wüzburg dependem de um milagre de resultados, além de precisarem tirar um saldo de ao menos 12 gols, mas isso não faz deles adversários fracos. Perdemos fora no primeiro turno e espero reverter isso e garantir a subida automática ou no mínimo os Playoffs. Uma derrota do Kaiserlautern faz o serviço, mas dependemos apenas de nós nessa empreitada. Vamos que vamos!

Dentro de campo, o clima começou quente. Foram muitas faltas do Wüzburg no início da partida, e aos 13' os visitantes tiveram um jogador expulso: em menos de um minuto o volante Sontheimer tomou dois amarelos em faltas duras e foi pro chuveiro mais cedo. Cenário extremamente favorável, só precisávamos vencer o adversário com um a menos e com 77' + acréscimos por jogar. A vantagem em números não se traduziu na superioridade que se esperaria, apesar de conseguirmos controlar bem a partida. Algumas boas chances e nada mais, e o nervosismo ficava à flor da pele.

Não tinha conversa, fomos com tudo para cima no segundo tempo: saquei nosso volante de contenção para entrada do Meia-atacante Gebhart e avancei os dois volantes para a meia central. A pressão parece ter funcionado, pois aos 2' Wunderlich sofreu falta dentro da área: Pênalti para o 1860! O zagueirão Weber na bola, não havia perdido nenhum na temporada e era nosso artilheiro... Não deu outra, o goleiro nem se mexeu e a bola explodiu a rede: 1x0 e muita festa. Apenas 2 min depois, aos 4', a conta aumentou em bola recuada para o goleiro - Owusu e Niemann pressionaram e o arqueiro se embananou dando nos pés de Owusu que só precisou empurrar: 2x0. Mais 2 min e aos 6' outro do Sechzig: cruzamento de Niemann para Owusu (o nome do fim do campeonato) que se desmarcou e recebeu sozinho dentro da área batendo de primeira, 3x0. Sem ter porque tirar o pé do acelerador, seguimos pressionando para dar show à torcida mas o quarto gol ficou no quase.

 

spacer.png

 

No outro jogo que importava, o Ingolstadt venceu o Jena pelos mesmos 3x0, resultado que selou nossa subida de divisão de forma direta!!!

2.Bundesliga, aí vamos nós!

 

Terminamos a competição com o vice-campeonato, tendo a 2ª melhor defesa e o 2º melhor ataque, além do melhor saldo de gols que acabou por nos garantir o acesso direto à segunda divisão.  

 

spacer.png

 

PREMIAÇÕES DE FIM DE TEMPORADA

Votação da torcida do Die Löwen:

Spoiler

spacer.png

O líder em assistências da competição foi o nosso lateral esquerdo especialista em bolas paradas Steinhart, com 14 passes para gol!

Na artilharia, o atacante Owusu foi também o vice-artilheiro da competição com 15 gols, bem atrás dos 22 de Boere do campeão Uerdingen. Nesse quesito, talvez pese o fato de Owusu ter começado como banco e ter sido alçado à titularidade pela falta de desempenho de Mölders. O atacante acabou a temporada liderando a liga em minutos para fazer gol (138min), fazendo um fim de campeonato espetacular.

O jogador eleito como melhor do campeonato foi o meia do 3º colocado Ingolstadt Thalhammer. Bekiroglu ficou com o vice na categoria:

Spoiler

spacer.png

Os vices não pararam por aí. O técnico do Sechzig também foi selecionado como 2º melhor da competição, perdendo para o campeão Daniel Steuernagel do Uerdingen.

Spoiler

spacer.png

Tivemos também dois jogadores eleitos para a seleção da temporada da 3.Liga (curioso que o nosso meia Bekiroglu não entrou na seleção, mesmo sendo votado como o 2º melhor jogador do campeonato):  O lateral-esquerdo Steinhart e o zagueiro artilheiro Weber.

Spoiler

spacer.png

 

ESTATÍSTICAS DA TEMPORADA

Spoiler

spacer.png

Ao fim da temporada, as estatísticas das equipes definem bem a forma de jogar do nosso time ao longo do campeonato:

 

Estatísticas Defensivas:

20º em Desarmes (18,4 por partida) | 1º em Índice de Sucesso em Desarmes (90%) | 20º em Faltas Cometidas (7 por partida) | 20º em Cartões Amarelos e Vermelhos (29 Amarelos / 0 Vermelhos) | 20º em Penais Concedidos (Zero) | 1º em Jogos sem Sofrer Gols (21 partidas) | 2º com Menos Gols Sofridos (23 gols) 

 

Estatísticas Ofensivas:

13º em Posse de Bola (48%) | 13º em Passes Completados (366 por partida) | 4º em Cruzamentos Completados (7,7 por partida) | 8º em Oportunidades Criadas (1,7 por partida) | 1º em Dribles (16  por partida) | 2º em Faltas Sofridas (13,9 por partida) | 1º em Chutes à Gol (7,7 por partida) | 2º em Gols Marcados (54 gols)

 

Estatísticas do Elenco |  Quadro de Lesões | Origem dos Gols e Assistências

 

Para fechar as informações da temporada 2019/20 do TSV 1860 München, o ambiente no vestiário e apoio ao técnico estão ótimos após a campanha de acesso superando todas as expectativas, e não poderiam ser de outra forma:

 

spacer.png

 

 

PRÉVIA DA TEMPORADA 2020/21

Dando uma prévia do que virá na próxima temporada, a diretoria adiantou as expectativas sobre o time na 2.Bundesliga (alguém sabe o que significa esse 'lutar arduamente'?), e o desafio que já é enorme começa com duas notícias ruins para nós: os veteranos Mölders e Wunderlich definiram sua aposentadoria para o fim dessa temporada, e entraremos desfalcados na meia ofensiva - com apenas uma opção no início da temporada 2020/21 - e no comando de ataque - sem NENHUM jogador para a função, uma vez que os que a fazem foram usados apenas como pontas em 2019/20.

 

spacer.png

 

Deixemos os problemas do futuro para o futuro, e agora é comemorar!

 

Link to post
Share on other sites
  • Marcolation changed the title to TSV 1860 München - De volta ao topo | Fim da Temporada 19/20 – Com emoção! | Att: 03/05
Cadete213

esses empates todos deram emoção até ao fim, mas acabaste por celebrar a merecida subida de divisão. venha agora a nova divisão.

Link to post
Share on other sites
Marcolation
Em 03/05/2021 em 12:22, Cadete213 disse:

esses empates todos deram emoção até ao fim, mas acabaste por celebrar a merecida subida de divisão. venha agora a nova divisão.

Fala, Cadete!

Realmente os empates deram ainda mais emoção, mas alguns foram até injustos termos conseguido, não vou reclamar. Na rodada 37 não quis nem olhar os outros resultados, quando acabou empatado já pensei: "Acabou", e foi exatamente o contrário, ainda subi à segunda posição onde consegui terminar. Agora é remodelar o elenco dentro do possível com os poucos recursos para encarar o nível mais alto de exigência da 2.Bundesliga.

Obrigado pelo comentário!

Link to post
Share on other sites
div

Bota emoção nisso, hein?

Quando achei que não ia, parece que virou, pra parecer que tava muito dentro, pra depois virar essa briga de foice no final. Felizmente conseguiu sair por cima e ficou com a vaga direta e evitou tentar a sorte nos playoffs.

Parabéns pelo acesso!

Sobre sua dúvida quanto ao que significaria "lutar arduamente", significa que seu time é forte candidato a ser rebaixado e o time terá que lutar com todas as forças pra evitar o rebaixamento. Na prática, significa que mesmo com uma campanha horrorosa, a direção ainda vai estar do seu lado.

Link to post
Share on other sites
LC

Quase perde a vaga com tantos empates, mas ainda bem que terminou a frente do Ingolstadt. Vai ter que se preparar bem para a disputa da 2.Bundesliga. Boa sorte na próxima temporada.

Link to post
Share on other sites
PedroJr14

Já treinei o 1860, os Leões de Munique, e sei o quanto é difícil viver na sombra do rival Bayern. Na minha época o clube estava na segunda divisão e tinha o Rani Khedira, irmão mais novo do Sami e o Rumuald Lacazette, primo do atacante do Arsenal, era um bom time. Esse clube tem um potencial enorme e se bem explorado, vai te levar bem longe.

Parabéns pelo acesso e boa sorte na sequência.

Link to post
Share on other sites
Marcolation
Em 06/05/2021 em 18:41, div disse:

Bota emoção nisso, hein?

Quando achei que não ia, parece que virou, pra parecer que tava muito dentro, pra depois virar essa briga de foice no final. Felizmente conseguiu sair por cima e ficou com a vaga direta e evitou tentar a sorte nos playoffs.

Parabéns pelo acesso!

Sobre sua dúvida quanto ao que significaria "lutar arduamente", significa que seu time é forte candidato a ser rebaixado e o time terá que lutar com todas as forças pra evitar o rebaixamento. Na prática, significa que mesmo com uma campanha horrorosa, a direção ainda vai estar do seu lado.

Fala, div.

Foi emocionante até o fim. Te falar que ali pelo menos em dois momentos eu tive certeza que tinha perdido a chance de subir, quando caí para 5º empatando com o Jena e com o empate da penúltima rodada, que tive muita sorte dos concorrentes diretos derraparem também. Na última rodada também, quando fechei o primeiro tempo com um a mais e sem conseguir abrir o placar já estava começando a pensar que ia ficar no quase, sorte que os gols saíram logo no início da segunda etapa para acalmar os nervos. Obrigado pelos parabéns.

Sobre essa história de lutar arduamente... passando o mouse no botão de informações diz algo sobre querer que alcance o Playoff do acesso, então acho que não é tão tranquilo assim  manter o apoio da diretoria, vamos  ver quando a temporada correr o  que isso aponta. Tomara que não tenha que tirar essa dúvida e consiga me salvar das últimas posições, mas seremos os patinhos feios do campeonato.

Valeu pelo comentário!

 

2 horas atrás, LC disse:

Quase perde a vaga com tantos empates, mas ainda bem que terminou a frente do Ingolstadt. Vai ter que se preparar bem para a disputa da 2.Bundesliga. Boa sorte na próxima temporada.

Oi LC.

Esses empates me deram dor de cabeça até a penúltima rodada mesmo, e acho que se não fosse a expulsão precoce na partida final a história poderia ser muito diferente... Agora é preparar para um patamar muito superior ao da terceira divisão e da nossa capacidade de investimento também.

Obrigado por comentar!

 

2 horas atrás, PedroJr14 disse:

Já treinei o 1860, os Leões de Munique, e sei o quanto é difícil viver na sombra do rival Bayern. Na minha época o clube estava na segunda divisão e tinha o Rani Khedira, irmão mais novo do Sami e o Rumuald Lacazette, primo do atacante do Arsenal, era um bom time. Esse clube tem um potencial enorme e se bem explorado, vai te levar bem longe.

Parabéns pelo acesso e boa sorte na sequência.

Oi Pedro.

Pois é, essa ideia de trazer um rival à margem do grande favorito para disputar em pé de igualdade é uma das que mais motiva no FM para mim. Pena para você que não eram os melhores representantes da família no seu time hahahahaha. É como pegar um time com o primo do Messi, é até legal pela curiosidade mas em campo bate uma tristeza.

Espero que dê para chegar longe para disputar uma boa rivalidade com o Bayern, e que não seja demitido logo agora se o elenco não tiver perna para competir na segundona.

Obrigado pelo comentário e por acompanhar o save!

Link to post
Share on other sites
Peepe

Mais uma rodada e chegava no título, o Uerdingen entrou no modo férias literalmente. Parabéns pelo acesso! Apesar dos empates e das oscilações, é um merecido acesso de quem não teve uma fase mesmo ruim na temporada e foi ponto a ponto se consolidando na parte de cima.

Veremos o planejamento para Bundesliga 2 mas dá pra ficar confiante na sobrevivência, quem sabe até ameace uma campanha acima das expectativas. Boa sorte na sequência!

Link to post
Share on other sites
Marcolation
3 horas atrás, Peepe disse:

Mais uma rodada e chegava no título, o Uerdingen entrou no modo férias literalmente. Parabéns pelo acesso! Apesar dos empates e das oscilações, é um merecido acesso de quem não teve uma fase mesmo ruim na temporada e foi ponto a ponto se consolidando na parte de cima.

Veremos o planejamento para Bundesliga 2 mas dá pra ficar confiante na sobrevivência, quem sabe até ameace uma campanha acima das expectativas. Boa sorte na sequência!

Fala Peepe.

O final  de campeonato foi um deixa que eu deixo só, e para sorte do Uerdingen eles tinham alguma gordura para queimar. Eu volta e meia achava que estava entrando em péssima fase, mas acho que era mais de desempenho que de resultados, porque conseguimos muitos empates e perdemos apenas 4 jogos. No fim essa 'regularidade' foi recompensada com um pouquinho de sorte também.

Para a 2.Bundesliga acho que até pensar em manutenção é muito otimismo. Temos investimento muito mais baixo que os times de que devem lutar por meio de tabela, mas se embalar uma boa sequência tudo é possível.

Obrigado por comentar!

Link to post
Share on other sites
Marcolation

spacer.png

 

 

 

TEMPORADA 2020/21

 

Mudanças no Elenco e Começo da Temporada 20/21

 

PRÉ-TEMPORADA

Passada a comemoração após uma ótima temporada de estreia no clube com a conquista do acesso direto para a disputa da 2.Bundesliga definida na última partida, foi chegada a hora de nos preparar para esse novo desafio à frente. Com a nova temporada, vem também a disputa da Copa da Alemanha, a DFB Pokal, que pode nos ajudar com bom retorno financeiro caso avancemos ao menos uma fase, que é a expectativa da diretoria.

Para o início dessa temporada, diversos jogadores tinham contratos encerrando e tiveram os mesmos renovados, uma vez que nosso orçamento disponível para contratações e salários não foi muito alto, considerando as necessidades do elenco causadas pelas saídas dos dois jogadores aposentados Mölders e Wunderlich, e considerando a própria necessidade de qualificação do time para disputar uma competição de nível bem superior ao que enfrentamos na última temporada. Mesmo os nossos melhores jogadores são apenas comuns para o nível de segunda divisão.

Para seguir melhor a linha do tempo do jogo, vou fechar essa atualização com as partidas e tudo mais que aconteceu até o fim da janela de transferências.

 

TRANSFERÊNCIAS

spacer.png

 

Entradas

Patrick Pflücke – Meia-atacante contratado em algum momento da temporada passada em pré-contrato para vir de graça, vem do campeão da 3.Liga e foi o segundo maior assistente do campeonato em 2020 com 13 Ass. Chega para disputar posição mas é o favorito para ser titular como MO(C). Tem bons atributos técnicos de passe e finalização, e alguma agilidade e imprevisibilidade, encaixando no que espero da posição jogando principalmente em contra-ataque.

Georg Niedermeier – Zagueiro muito experiente que vem do Kiel por um valor bem baixo, vem para ser titular absoluto e cobre uma lacuna na zaga onde só temos 2 jogadores naturais da posição.

Tim Rieder – Após o fim do empréstimo na temporada passada, contratei o Rieder em definitivo por considerar um ótimo jogador acessível para nosso orçamento. Vem para ser titular ao lado de Niedermeier.

Osei Owusu – Outro que estava emprestado na última temporada é o nosso artilheiro de 2020. A contratação de Owusu não era esperada, uma vez que o preço pedido pelo Arminia era muito alto para nossa verba. Tentamos novo empréstimo com obrigação de compra, mas após as contratações para zaga a diretoria vetou pela falta de orçamento. No fim, fiz um pedido para a diretoria para tentar a contratação do jogador e a diretoria acatou e pagou uma pequena fortuna por ele, que vem para ser titular absoluto, até por ser nosso único centroavante no momento. Com a contratação de Owusu nossas finanças ficaram muito apertadas, estourando o orçamento de salários.

Tom Adeyemi – Jogador de ótimo nível que veio oferecido pelo empresário, e após período de experiência foi contratado sem custos por um bom salário. Vem para ser titular ou nosso 12º jogador, uma vez que alia tanto características defensivas quanto ofensivas, podendo liberar Bekiroglu para a MO(C) em algumas situações e até ser o sucessor dele numa possível venda. Perfeito para jogar como Segundo Volante.

Mert Gockän – Outro contratado de graça após período de experiência, o lateral-esquerdo vem para ser opção na ausência de Steinhart e para o futuro, tanto para jogar quanto lucrar numa venda.

Malte Wengerowski – Jogador que tentei a contratação de graça por pré-contrato na temporada passada, mas preferiu renovar seu contrato com o Borussia Dortmund. Vem por empréstimo pagando apenas 10% do salário (apenas € 950), e foi contratado para qualificar nossas pontas. Apesar de agora ter um excesso de meias laterais, a maior parte deles é bem fraca e Wengerowski deve jogar bastante.

Kilian Ludewig – Contratado às pressas ao fim da janela de transferências por empréstimo devido à saída do lateral polivalente Klassen, que teve a venda acertada, sem pagamento de salários mas pagando valor de empréstimo equivalente à 100% dos vencimentos (por questões de orçamento de salário estourado com folga no de transferências). Tinha até poucas informações de atributos. Chega para ser titular, e apesar de não ter tanta qualidade deve suprir bem nossa necessidade e já é uma melhoria sobre o antigo titular Willsch, que vai para a reserva. Opera bem na defesa e ataque e pode até quebrar um galho na esquerda.

 

spacer.png

 

Saídas

As saídas do time foram um pouco menos relevantes, tirando os dois aposentados tivemos o promissor atacante Schlösser saindo por um bom valor que nos ajudou a ter caixa para contratar, mas com manutenção de 40% do valor da próxima transferência. O volante Wein foi oferecido por mim por entender que não teria espaço e abriria espaço na folha. Outra promessa, o zagueiro de 20 anos Lang foi vendido por um preço que considerei justo, também mantendo uma % de 50% do lucro de venda. Dressel foi emprestado pela chegada de Adeyemi, uma vez que não teria muito tempo de jogo e tem potencial para crescer. Por último, recebi a proposta por Klassen e negociei pelo mesmo que pagamos em Owusu, e achei ótima oferta. Acho que poderia ter conseguido até um pouco mais, mas para mim foi um ótimo valor por um jogador que seria reserva, mas com muito potencial e polivalência.

Sobre os dispensados do time principal, não tiveram o contrato renovado: o lateral Weeger, que mal jogava na terceira divisão e não teria nível para atuar; o ponta Karger, que também não entrou em campo e não tem o mínimo que espero de um jogador da posição; e o centroavante Ziereis, que foi emprestado no meio da temporada passada para economizar salários uma vez que estava fora dos nossos planos; assim como alguns refugos da base.

 

FINANÇAS

Nossas finanças da temporada começaram bem apertadas como já adiantei, e foi disponibilizado para transferências um valor insuficiente para montar um elenco que tenha chances de se manter na segunda divisão sem realizar vendas, o que explica um pouco a falta de mais contratações de peso para o time.

spacer.png

 

Após todas as negociações do período da janela de transferências, acabamos ficando em situação bem confortável financeiramente, pelas vendas feitas e principalmente pela entrada de um recurso inesperado vindo da venda de um jogador vendido anteriormente pelo 1860 que manteve um percentual de 10%. O zagueiro Uduokhai acabou sendo vendido ao Schalke 04 por € 24M pelo Wolfsburg, nos rendendo € 2,4M com parte parcelada.

spacer.png

 

 

ELENCO

Excedemos e muito o orçamento de salários pelo custo com Owusu, mas a chance de se manter na segunda divisão seria quase nula sem ele. Temos apenas um centroavante com as características que gosto, então subi Ezekwem do time reserva: 2m de altura e bom no jogo aéreo, será uma alternativa ao Owusu nas partidas e possíveis lesões. Fora isso, mudo a função de Target Man para PL e encaixo um dos pontas que tem familiaridade lá. Assim, fechamos o elenco para esse início de temporada.

spacer.png

 

TÁTICAS

Como deve ser esperado, nossa principal tática para essa temporada deve continuar a ser a tática de contra-ataque utilizada por bastante tempo na 3.Liga, uma vez que agora somos mesmo a grande zebra da competição, e temos que jogar primeiro para não cair. Sendo assim, fiz apenas algumas alterações pontuais e vou continuar tentando aprimorar o 4231 recuado, tendo o Plano B do 4231 tradicional com pressão no ataque sem muitas mudanças.

Tatica_def218929637785b44018.png

 

COMPETIÇÕES

Expectativas da Diretoria

Apesar de já ter adiantado na última atualização a expectativa da diretoria quanto à campanha na liga, ficou faltando a expectativa na Copa, a DFB Pokal. De forma bem razoável, a diretoria espera que apenas avancemos da primeira fase, o que com um sorteio bom não deve ser tarefa muito difícil, mas temos bastante chance de já enfrentar times fortes no começo da caminhada.

Expectativas_compc644f19fb096a56b.png

 

Previsão da Imprensa

Novamente como era esperado, somos vistos pela imprensa como o segundo pior time da competição, o que se explica também pela nossa folha de pagamentos ser a mais baixa de todos os times participantes da 2.Bundesliga, sendo incríveis 8 vezes menor que a do time com maior folha, o Wolfsburg.

Previsao_Imprensa06537d30f97a6c38.png

 

PARTIDAS

Amistosos

Amistososa4b378762dafb4ad.png

 

Nossa pré-temporada foi bem encurtada por alguma razão, fazendo com que tivéssemos apenas duas semanas de preparação antes da estreia na 2.Bundesliga frente ao Ingolstadt. Consegui marcar 3 amistosos com times de níveis distintos, mas nenhum muito acima do nosso, principalmente para pegar ritmo de jogo.

 

2.Bundesliga

Rodadas_51a6b69bff6a27226.png

 

Rodada 1 - Ingolstadt (Cotado para 6º)

Iniciamos enfrentando o Ingolstadt, que subiu conosco no ano passado. Apesar de ter acabado de subir, o time é muito bem cotado na 2.Bundesliga, sendo visto pela imprensa como a 6ª força, muito maior que a nossa 17ª colocação.

Começamos esperando o adversário, e sofremos aos 14' o primeiro gol em bola parada: 0x1. Nos recuperamos na partida, criamos chances, mas não deu para empatar até o fim do primeiro tempo.

Atrás no placar, tinha de tentar ir para cima na segunda etapa e foi o que fiz. Aos 13', devolvemos na mesma moeda: Rieder marcou de cabeça após cobrança de falta, 1x1.Decidi continuar a pressionar na frente, vendo o Ingolstadt acuado e até fomos melhores, mas não fomos recompensados com o gol da vitória. No fim, o empate ficou de bom tamanho.

 

Rodada 2 - Mainz 05 (Cotado para 3º)

Começamos com nosso tradicional esquema de contra-ataque, e o primeiro tempo se desenhou exatamente como se esperaria contra um time muito favorito - éramos empurrados no campo de defesa e saíamos rápido tentando as costas da defesa adversária. Estávamos sobre as cordas, com 25% de posse de bola até que cometemos um pênalti infantil aos 36', mas o goleirão Hiller estava lá, imponente, e fez a defesa! Com esse novo gás, conseguimos segurar a pressão o restante do primeiro tempo.

O segundo tempo se iniciou mais parelho, com algumas chances sendo criadas para cada lado mas ainda uma visível superioridade do Mainz. Até que crescemos, e aos 25' um ótimo cruzamento de Steinhart achou Greilinger na ponta que bateu para defesa do goleiro, o rebote caiu nos pés de Owusu, a nossa grande contratação, nosso homem-gol e ele não perdoou: 1x0. Coloquei a mentalidade em cautelosa e rezei para segurar o resultado até o fim do jogo. Não vou mentir, os donos da casa poderiam e até mereciam empatar a partida, mas os Deuses do futebol estavam do nosso lado e do nosso goleiro essa noite, que merecia ter levado o prêmio de melhor em campo.

 

Rodada 3 - Heidenheim (Cotado para 11º)

Partida iniciada novamente buscando contra-atacar e apesar dos 80% de posse do adversário fomos nós que abrimos o placar aos 11', em bom cruzamento de Steinhart para Owusu cabecear e fazer 1x0. Seguimos frustrando o adversário, que acumulava finalizações bloqueadas de fora da área, mas uma hora de tanto bater os visitantes empataram em bom cruzamento da direita: 1x1. Com 30% da posse e apenas 2 finalizações, o apito do árbitro me deu o alerta para mudar.

No segundo tempo, iniciamos buscando um pouco mais o jogo avançando nossos volantes para MC. Não adiantou muito para nós, mas para o Heidenheim a mudança foi crucial para abrir nossos espaços e achar um gol igual ao primeiro já aos 33', cruzamento da direita no segundo pau e cabeçada no contrapé do goleiro para virar a partida: 1x2. Dessa vez não tinha jeito, e teríamos que ir para cima com tudo. Não demorou 2min para Gebhart dar bom passe em profundida para Pflücke dentro da área, que correu à linha de fundo e levantou para o cabeceio certeiro de Niemann empatar o jogo em 2x2 aos 35'. O empate fez o adversário crescer muito, e novamente recuei o time para garantir ao menos um ponto e aos 48:52 do segundo tempo, já além dos 3' de acréscimo assinalados pelo árbitro veio a crueldade do futebol: Niedermeier puxou o adversário em falta cobrada na área e o pênalti foi assinalado. Schnatterer não hesitou e colocou no fundo das redes para seu hat-trick fechando o placar em um frustrante 2x3.

 

Rodada 4 - Wolfsburg (Cotado para 1º)

Fomos após a derrota enfrentar o time mais forte da competição fora de casa, e não tem história, teríamos de jogar na retranca para evitar a goleada. Para piorar, nosso lateral-esquerdo titular Steinhart se lesionou e com o titular da direita Willsch também lesionado, teríamos de improvisar Paul na lateral esquerda, uma vez que Klassen vinha jogando na direita.

Fomos a campo e já rezava para o jogo acabar antes do apito inicial. Com 1' de partida, o Wolfsburg saiu em contra-ataque e Moll derrubou o atacante na área, fazendo pênalti convertido por Bentaleb: 0x1. Aos 13' escanteio batido na cabeça de Weghost que ampliou: 0x2. Aos 28' a troca de passes do Wolfsburg parou nos pés de Schlager na meia-lua que bateu no canto sem chance para Hiller: 0x3. Pouco depois, aos 32', Brekalo recebeu cruzamento dentro da área, driblou os dois zagueiros e empurrou para fazer o 0x4 e fechar a goleada no primeiro tempo.

Depois do vexame, só pude dar uma dura no vestiário e torcer para o Wolfsburg preservar a energia para os próximos confrontos. A única coisa digna de nota da segunda etapa é que conseguimos que a humilhação não fosse maior.

Partida_Wolfsburg34062c740844ec2e.png

 

Rodada 5 - Nürnberg (Cotado para 4º)

Após uma derrota acachapante, outra pedreira na rodada 5 e tivemos a lesão do ponta Werengowski por até 7 dias. Fomos a campo novamente em contra-ataque com poucos ajustes em relação à derrota anterior.

Início de jogo foi até mais equilibrado, mas aos 14' novamente fizemos um pênalti e sofremos o primeiro 0x1. Mantive a pegada no contra-ataque, e criamos as melhores chances apesar da pressão do adversário, mas sem conseguir o gol.

Pro segundo tempo, arrisquei nossa tática de pressão mais alta, mas logo aos 2' sofremos o segundo em bom cruzamento da esquerda para Platte cabecear: 0x2. Apesar do gol, fomos nós que passamos a dominar as ações, criando algumas chances até que aos 22', após ótima troca de passes, Bekiroglu recebeu sozinho de muito longe resolveu testar o goleiro que até tocou nela, mas não impediu o golaço: 2x1. Tentamos, mas o resultado seguiu assim e amargamos nossa terceira derrota seguida.

 

DFB Pokal

A expectativa da diretoria para nosso caminho na Copa era simples: avançar apenas a primeira partida e o que viesse depois era lucro. O sorteio acabou tornando esse objetivo algo incrivelmente impensável de ser realizado, caindo contra a tradicional equipe do Schalke 04, multi-campeão da Bundesliga. Na vida real o time pode estar em péssimos panos, mas no save vem de um 7º lugar em 2020 e é muito favorito para o confronto. O único alento é que jogaríamos a partida em casa, pelas regras da competição na primeira fase privilegiarem o time que atua na menor liga no confronto.

Perder de pouco era uma meta ambiciosa, empatar ou vencer e avançar de fase eu via como impossível, torcendo pela compreensão da diretoria quanto à minha avaliação dado tamanho azar no sorteio das bolinhas.

 

1ª Eliminatória - Schalke 04

Dentro de campo, o plano de jogo era simples: segurar o ataque dos azuis reais, e jogar por uma bola no nosso tradicional 4231 recuado, mas com mentalidade cautelosa.

O começo do jogo foi de bastante pressão do Schalke, que até conseguiu marcar aos 18' mas o auxiliar levantou corretamente a bandeira indicando impedimento. A pressão seguiu intensa, e os Leões mal conseguiam sair do campo de defesa, comemorando cada cruzamento cortado pela zaga até o apito do árbitro. Os números não deixam dúvida da superioridade do Schalke: 1x15 nas finalizações e 26%x74% na posse de bola.

A dinâmica da segunda etapa foi a mesma de ataque contra defesa, mas o ímpeto do Schalke diminui um pouco, dando espaço para encaixar os contra-ataques. Foi em um desses contra-ataques, aos 19', que o goleiro do Schalke fez um milagre salvando finalização de Adeyemi da entrada da área. No escanteio conseguido, o Sechzig conseguiu o que parecia inimaginável: a bola cruzou a área até o segundo pau, achando a cabeça de Owusu, a bola ainda bateu na trave antes de entrar no gol para abrir o placar em 1x0! O resultado já era espetacular, mas ainda deu para mais um, e esse sim foi digno de ser chamado de GOLAÇO. Contra-ataque pelo meio, a bola achou o estreante Wengerowski deixando o marcador comendo poeira, na quina da grande área ele levantou a cabeça e viu o goleiro um pouco adiantado e não teve dúvidas: chutou por cobertura e a bola morreu no canto, 2x0. A partir daí não tinha mais jogo, qualquer bola na área do 60 era facilmente cortada e o time gastava tempo sempre que podia até o apito final selar o resultado e a classificação com muita festa da torcida.

Rodadas_copa843dea1486b9dd5a.png

 

DFB-Pokal_Schalke36d60acabc127431.png

 

Sorteio da 2ª Eliminatória

Infelizmente para nós, não deu para comemorar o resultado da 1ª Eliminatória por muito tempo, uma vez que no sorteio da 2ª Eliminatória nossa bolinha foi a última a sair, logo após a do time que todos querem evitar em qualquer competição: nosso confronto será contra nossos rivais vermelhos da Baviera, o Bayern de Munique, no que irá marcar o primeiro clássico de Munique oficial sob meu comando.

DFB-Pokal_Bayernd3995da9cb67b5e5.png

Link to post
Share on other sites
  • Marcolation changed the title to TSV 1860 München - De volta ao topo | Mudanças no Elenco e Começo da Temporada 20/21 | Att: 08/05
schacoffee

Acredito que os resultados possam vir nessa "Bunda 2" (heheheh).

O acesso pra segundona garantiu fortes emoções. Boa sorte!

Link to post
Share on other sites
Cadete213

mexidas interessantes no mercado e Schalke ajudou nas finanças ao comprar o teu antigo zagueiro. Previsões não são as melhores e início complicado de liga, que acredito que melhores. O mais importante é garantir a manutenção. Na Taça, excelente resultado contra o  Schalke, mas cuidado que vem aí o todo poderoso visinho Bayern.

Link to post
Share on other sites
Marcolation
Em 08/05/2021 em 22:18, schacoffee disse:

Acredito que os resultados possam vir nessa "Bunda 2" (heheheh).

O acesso pra segundona garantiu fortes emoções. Boa sorte!

Fala schacoffe. 

Como diria Galvão: "Haja coração". O fim de temporada foi uma montanha russa, e com um pouco de sorte conseguimos o resultado exato que nos deu o acesso direto. 

Para a "Bunda 2" o jeito é aguardar para ver, mas espero não ir muito mal para continuar o save tranquilo por enquanto. Espero que a diretoria não resolva me dar um pé na Bundesliga se cair de volta.

Valeu por comentar!

Em 09/05/2021 em 08:18, Cadete213 disse:

mexidas interessantes no mercado e Schalke ajudou nas finanças ao comprar o teu antigo zagueiro. Previsões não são as melhores e início complicado de liga, que acredito que melhores. O mais importante é garantir a manutenção. Na Taça, excelente resultado contra o  Schalke, mas cuidado que vem aí o todo poderoso visinho Bayern.

Oi Cadete. 

Nesse início de temporada o Schalke foi só alegria, dentro e fora do campo. Não fosse essa venda, estaria em maus lençóis com a diretoria por estourar o orçamento de salários.

Na liga é isso mesmo, começamos mal mas temos que nos reerguer logo porque são apenas 34 jogos e o objetivo é a manutenção.

A vitória contra o Schalke na copa nos deixa sonhar contra os rivais, mas deve ser nosso ponto alto da temporada mesmo. Não creio que o raio vá cair duas vezes no mesmo lugar. 

Obrigado por acompanhar o save e pelo comentário!

Link to post
Share on other sites
div

Começo complicado, pegando praticamente só adversários previstos para o topo da tabela, nem tem muito como avaliar por enquanto, vamos ver como vai ser o desempenho contra times previstos para o meio de tabela, até porque acho que dá pra pegar um meio de tabela tranquilamente.

Na copa, realmente deu bastante azar e vai ter o primeiro clássico até mais cedo do que o esperado. Boa sorte contra o Bayern, vai precisar hahaha.

Link to post
Share on other sites
  • Marcolation changed the title to TSV 1860 München - De volta ao topo | ​​​​​​​Briga pelo acesso em uma temporada para recordar | Att: 17/06

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

  • Similar Content

    • zeguinba
      By zeguinba
      Bautz, sobrenome incomum. Ao longo da história nunca significou nada, não há registro de ninguém importante com esse sobrenome. Isso mudou no ano de 2007, quando nasceu em Herne, na Alemanha um garoto filho de professor de polonês e de enfermeira francesa chamado Michel Bautz.
      Desde muito cedo sempre foi torcedor do Schalke 04 e jogou na base azul, porém em 2017 surgiu a proposta de ir ao grande rival de Gelsenkirchen, o Borussia Dortmund. Em 2022, assinou o primeiro contrato profissional, onde ficou até 2028. Em busca de tempo de jogo, saiu da Muralha Amarela para a Dinamarca, especificamente para o Vejgaard, time que José Zeguinba tirou da terceira divisão até um digno décimo lugar na elite dinamarquesa. Clube em ascenção, chegou com banca de craque e logo em sua primeira temporada chegou ao quarto lugar, classificando para a Conference League. Daí pra frente foi só sucesso, fez 647 jogos, 239 gols e deu 151 assistências.
      No final da temporada 2037/2038, uma catástrofe aconteceu: durante o aquecimento para a final da Sydbank Pokalen (Copa da Dinamarca) ele cai no chão e sai chorando de maca para o que poderia ser sua primeira taça como capitão. Tentou voltar mas não deu pra ele, triste aposentadoria precoce aos 31 anos. Tornou-se auxiliar de José Zeguinba e ficou estudando para a Licença Pro Continental até janeiro de 2040 (logo depois do Vejgaard ser tricampeão dinamarquês), quando decidiu iniciar a busca por seu primeiro clube como técnico com a promessa de algum dia voltar.

       
      Objetivos do save:
      Ser campeão de pelo menos 16 campeonatos nacionais pelo menos de um país por continente.
      Michel Bautz se tornou melhor amigo pessoal de José Zeguinba, que é torcedor fanático pelo EC Vitória (assim como eu kkkkkk), portanto desenvolveu grande simpatia pelo Único de Salvador. Uma das metas é ser tri nacional passando o jahia, ser bi da Copa do Brasil pra passar o Sport e ganhar a Libertadores.
      Ganhar todos os continentais (exceto os que não estiverem na db)
      Ganhar a Copa com um país de fora 7da Europa e fora do eixo sul-americano (Brasil, Argentina e Uruguai).
      Tornar-se o treinador mais reputado do mundo
      Tornar-se o treinador mais vencedor da história

      Treinar Schalke e Borussia
      Voltar pra casa encerrar a carreira.
       
       
       
       
      Observações importantes:
      No save que estou com o Vejgaard atualmente estou em 30/31 brigando por vaga na Europa League e Bautz já é "pessoal favorito" do clube. Como ainda estou em 2031, vou simular de férias até 2049, portanto, nada me garante que Bautz vai se tornar ídolo e que o Vejgaard vai dar continuidade ao trabalho de José Zeguinba em busca da Champions League.
      Como é minha primeira história no tópico, quem quiser pode ficar à vontade pra sugerir melhorias.
      Ainda tenho que simular algumas temporadas, mas com meu PC da NASA vai demorar, o save deve começar realmente nas próximas semanas. Enquanto não acontece, quem quiser pode sugerir caminhos pro grande Bautz.
       
      Obrigado!
    • Rodrigo Violim
      By Rodrigo Violim
      Fala galera! Estive um tempo ausente, desde de que tive que encerrar meu primeiro save aqui no fórum. Durante este período também meu nootbook onde estava meu FM deu pau, voltei a trabalhar e acabei ficando sem tempo.
      Pois bem, novamente estarei por um período em casa e como estava sem o noot tive que recorrer ao PS4 e como distração e fui jogar o FIFA, mas a vontade de voltar ao FM era grande. E ai eis que arrumo meu nootbook e ai voltei a frequentar o fórum e já comecei a pensar em uma nova história. Já tinha acompanhado o "Soy loco por ti américa" do @mfeitosae a ideia de pegar um jogador aposentado e seguir em uma carreira manager me agrada muito. Fiquei dias pensando e dias depois comecei a ver no netflix o seriado do Sunderland, para quem é fã de documentários de futebol assistam! E ver como eles tratam o futebol, a paixão dos torcedores pelo clube independente do momento e me fez também escolher a Inglaterra como a terra de meu personagem desta vez.
      Com tudo isso tive a ideia de trazer o Alex Hunter, personagem da "jornada" do FIFA, que tem em sua família um histórico de jogadores sendo que seu avô é considerado como um dos maiores jogadores da Inglaterra e seu pai teve que encerrar a carreira brevemente devido a uma lesão. E agora vou colocar Hunter no papel de técnico para ser o maior técnico de história da Inglaterra.
      DADOS E OBJETIVOS DO SAVE
      - Vou usar o FM 20
      - O calendário de inicio será na Inglaterra inicio da temporada 19/20.
      - Como gosto de jogar ligas ao redor do mundo, então carreguei vários países de todos os cantos do mundo. Somente na Alemanha, Brasil, Espanha, França e Itália terão a segunda divisão e na Inglaterra terá TODAS as divisões.
      Hunter terá 10 objetivos com uma ênfase maior no futebol inglês:
      - Ser o maior técnico do mundo.
      - Ser campeão mundial com a seleção inglesa.
      - Ser campeão continental com seleção. (Não necessariamente a inglesa)
      - Ser campeão Mundial de Clubes.
      - Ser campeão Continental. (Qualquer torneio continental de clubes)
      - Vencer todos os campeonatos de elite na Inglaterra. (Premier League, FA Cup, Copa da Liga, Supercopa da Inglaterra)
      - Conseguir um acesso de divisão.
      - Ser campeão Nacional ao menos em cinco países diferentes. (Não necessariamente em continentes diferentes)
      - Ser campeão de Copas ao menos em três países diferentes. (Não necessariamente em continentes diferentes)
      - Passar por todas as ligas no Reino Unido (Escócia, Irlanda, Irlanda do Norte e País de Galês)
      Será um save longo, irei postar a cada metade de temporada para ter um tempo de jogar e ir atualizando aqui e espero chegar ao fim deste save.
       
       
    • div
      By div
      Buenas! Como vão? Tudo certo?
      Então, começo hoje meu novo empreendimento aqui na área. Pensei bastante que tipo de save gostaria de jogar e o que gostaria de trazer para cá. Tive algumas ideias e cheguei a começar alguns saves, um deles cheguei até a escrever a apresentação e fazer uns banners, mas acabei deixando de lado por conta deste aqui.
      Já queria registrar o agradecimento a todos que contribuem com a Galeria de Gráficos de onde peguei aquele que serviu de base para fazer o que estou usando. Não levo muito jeito com edição de imagem, então foi uma mão na roda.
      Este save foi inspirado no save “Os doze trabalhos de Hércules" do Jirimias, que me cativou pela premissa (completar 12 desafios, nos moldes dos trabalhos do semideus grego Hércules, dentro de um save no FM dirigindo o time do Hércules de Alicante). Com essa história como inspiração, eu queria fazer algo semelhante, porém com a cultura nórdica, que gosto muito. Assim, tentei chegar em algo que aliasse o FM, alguns desafios dentro de um save e a cultura nórdica, em especial sua mitologia.
      O primeiro passo era escolher o time que seria treinado. Não foi uma tarefa fácil, tanto que não encontrei nenhum clube que encaixasse com essa proposta como o Hércules se encaixava para aquela. Portanto...
      FIM DO SAVE, obrigado a quem acompanhou até aqui.
      Brincadeira, pensando um pouco, cheguei na conclusão de que seria melhor fazer o save com um time criado utilizando aquela opção “Criar um Clube” disponível no FM, inclusive porque nunca me aventurei nela. Assim nasceu o Viking Saga FC (falarei mais sobre o clube em outro momento, até para não alongar ainda mais a apresentação).
      Com relação ao subtítulo (“Uma nova invasão na Inglaterra”), acredito que seja de conhecimento geral a invasão Viking à Inglaterra nos séculos VIII e IX, de modo que vou me abster de explicar o contexto histórico (até porque não sou historiador e quanto mais me estender, mais chance tenho de falar besteira). Mas, caso não seja de seu conhecimento, tudo que é necessário saber é que os Vikings invadiram a Inglaterra naquele período e deram um calor no povo inglês, por assim dizer. Portanto, minha proposta é criar uma invasão Viking moderna na Inglaterra, por meio do futebol.
      Nesse momento você pode estar se perguntando: Mas por que não fazer o save num país nórdico, com o propósito dos Vikings dominando a Europa?
      E eu te responderia: Poderia ser interessante de se acompanhar um save assim e seria até mais lógico, sem sombra de dúvidas. Há na área diversos saves em países de menor tradição que levaram um clube à glória continental e mundial. Porém, especificamente para mim como jogador, há um problema nessa premissa: depende muito de ânimo e resiliência. Um save nesse estilo, salvo algo extraordinário ocorrendo, acaba chegando num ponto onde o time é bom demais comparado com seus conterrâneos, mas ruim demais para o sucesso continental, levando um tempo até que o time possa competir pela competição continental. E esse período em que não há competitividade doméstica e se joga um ano inteiro por causa de 6 a 13 jogos (ou menos), é algo que, como jogador, não me atrai no momento (repito que isto é como jogador porque me vejo muito bem lendo um save neste estilo sem problema algum, a questão para mim é jogar nestas condições).
      Tendo ponderado isso, acredito que a melhor forma de conciliar o meu interesse como jogador, com a premissa que idealizei, sendo algo que possa ser atraente para quem lê, é na ideia de fazer o clube na Inglaterra. Alguns fatores fazem da Inglaterra a melhor opção: Há uma ligação histórica entre os Vikings e a Inglaterra; há mais divisões na database básica do jogo; as ligas inglesas promovem mais competitividade aos times (o que gera desafio às sagas “Percorrendo a Yggdrasil” e “Evitando o Ragnarok”, abaixo explicadas); a Premier League em si é um desafio; e não há uma grande discrepância entre os times do G4 da PL e os postulantes ao título da UCL, de modo que evita aquela questão que mencionei antes.
      Assim, o Viking Saga FC substitui o time do Bradford PA (time escolhido unicamente por estar previsto para a última colocação da liga), atuante na National League North, a 6ª divisão da Inglaterra e a divisão inglesa mais baixa no jogo base (cabe aqui explicar que na opção de criar um clube só é possível carregar as ligas e divisões que estão no jogo base, de modo que não posso carregar uma base de dados com mais divisões na Inglaterra, por exemplo). Por fim, diferente do meu save anterior, este não será um save com ficção. Como único elemento de ficção, vou dar um “background” básico pro clube (claro que as sagas podem ser vistas como ficção também, mas vocês entenderam o que quis dizer com ficção haha).
       

      Versão: FM 2020.
      Base dados: Grande.
      Ligas Carregadas.
      Mais Opções.
      A opção por adicionar jogadores a clubes acabou preenchendo as categorias de base do time, mas acredito que foi uma opção válida por duas razões: A primeira é porque assim todos os clubes das ligas inferiores, portanto rivais, terão plantéis completos, evitando jogar contra jogadores cinzas; a segunda é porque assim preenchem-se os elencos das ligas nórdicas, o que ajuda a cumprir uma das sagas (“Atravessando a Bifrost”), que seria praticamente inviável nesse começo de outra forma.
      Elenco Inicial: A ferramenta Criar um Clube permite que o jogador escolha como será montado o elenco do clube criado. Entre outras, as principais opções são: 1) manter o elenco do clube substituído; 2) limpar o elenco e começar sem jogadores, tendo que montar todo o elenco contratando dentro do jogo; 3) adicionar e remover jogadores a vontade, respeitando o orçamento salarial do clube. Optei pela primeira opção porque não quero perder tanto tempo no começo montando um elenco completo. Além disso, mantendo o elenco o jeito que está dá menos margem pra montar um time muito superior ao anterior, já que este elenco é cotado para o último lugar.
       

      Sagas são estórias contadas em prosa que misturam aspectos históricos com mitologia e religião. Para o save, as “Sagas” serão os objetivos/desafios propostos que misturam aspectos da mitologia nórdica com o futebol e o FM. Foi preciso adaptar muitas coisas, então peço que não estranhem, pois existem conceitos que serão variáveis para adaptar a mitologia aos objetivos (numa saga, “X” pode significar uma coisa, enquanto em outra, “X” pode significar algo diferente).
       

      A primeira saga consiste em percorrer a árvore que conecta nos 9 mundos nórdicos, lares de deuses, anões, elfos, gigantes e homens. Os nove mundos são representados pelas seis divisões inglesas e dois objetivos satélites.
      A jornada pela Yggdrasil do futebol inglês começa em Muspelheim e Niflheim (National League South/North). Os dois mundos coexistem, ficando um a norte e outro a sul, e foram os dois primeiros mundos a existir. Enquanto Muspelheim é um caos de fogo e calor, o ponto de partida onde Surt acordará e liderará o caminho dos gigantes à Asgard; Niflheim é coberto de gelo e névoa. A jornada pela Yggdrasil começa pelos primeiros mundos, pela liga mais baixa. *Obs.: Como não é possível disputar pelas duas regiões (norte e sul), os dois primeiros mundos coexistem em uma só liga, tal qual coexistem na mitologia.
      Chegar em Helheim (Acesso Direto) é complicado e muito pouco se sabe sobre esse mundo. Diz-se que para chegar em Helheim é necessário percorrer a Gjallarbrú, uma ponte coberta de ouro. Passar por Helheim representa o acesso direto de uma liga, sem passar pelos playoffs, encontrando o caminho de ouro. *Obs.: Este objetivo pode ser realizado em qualquer uma das 5 divisões que oferecem acesso.
      No segundo nível está Alfheim (Narional League). Na Edda de Prosa Gylfaginning, Alfheim, o mundo dos elfos, é descrito como o primeiro de uma série de mundos no céu. Assim, o próximo passo rumo ao céu é explorar a 5ª divisão inglesa.
      Após a terra dos elfos fica Nidavellir (League Two), a terra dos anões, que fica nos subterrâneos de Midgard. Chegar em Nidavellir representa estar a um passo da terra dos homens, representa chegar na League Two, a 4ª divisão.
      Passando pelo lar dos anões e subindo pela Yggdrasil, chegamos em Midgard (League One), a terra dos homens, o solo comum, onde se planta, colhe, briga e bebe. Além disso, “Mid” significa “meio”, que é a posição da League One, a 3ª divisão, na escalada das ligas inglesas.
      Após passar pela terra dos homens, é preciso passar por Jotumheim (Championship), a terra dos gigantes. Na Championship moram alguns gigantes do futebol inglês que, contudo, há muito não conseguem entrar em Asgard, como o Preston North End e o Nottingham Forrest.
      Antes de chegar no reino dos Aesir, é hora de chegar nos Vanir, em Vanaheim (Premier League). Um dos dois clãs de Deueses, os Vanir são rivais dos Aesir, os deuses asgardianos. Todos os clubes que chegam na Premier League são deuses apenas de estarem lá, porém apenas uma parcela destes chega a Asgard, onde ficam os deuses mais venerados e conhecidos. Chegar à Premier League é se juntar ao primeiro clã de Deuses, mas com a expectativa de chegar em Asgard.
      Por fim, no topo da Yggdrasil do futebol inglês, o lar de Odin, Thor, Balder, Tyr e outros. Enfim chegamos em Asgard (Ganhar a Premier League). É em Asgard que fica Valhalla, o grande salão onde os bravos guerreiros nórdicos são recebidos por Odin, festejam e se esbaldam em um banquete que durará até a chegada do Ragnarok. Chegar em Asgard é chegar aonde estão os Deuses, ou seja, os campeões. Significa ganhar a Premier League.
       

      A mitologia nórdica é repleta de seres lendários, cujos feitos (ou atrocidades) eram contados de geração para geração. Destaquei seis dessas figuras para serem grandes rivais: Fafnir, Odin, Thor e os três filhos de Loki com a gigante Angrboða. É necessário força e perseverança para ultrapassar esses seres lendários.
      Fafnir era um anão que matou seu pai em busca de tesouro, transformando-se em um dragão para proteger suas posses. Fafnir representa um clube pequeno que através do dinheiro se engrandeceu, o Manchester City.
      Odin é o pai de todos, o maior dos Deuses. O maior de todos é o que mais vezes conquistou o campeonato inglês e que tem a maior torcida, o Manchester United.
      Thor é o mais forte dos Deuses. Pode não ser o maior deles, ou talvez o mais venerado, mas é o mais temido. Com seis títulos da UCL, o Liverpool é o time inglês mais temido.
      De acordo com a mitologia nórdica, Loki teve diversos filhos (inclusive um cavalo de 8 patas, cuja história de sua concepção é sensacional), mas entre eles, três se destacam, seus filhos com a gigante Angrboða: Fenrir, Jörmungandr e Hela. Os três londrinos:
      Fenrir é um lobo gigante feroz e terrivelmente forte. Porém, Fenrir foi preso através do Gleipnir, um cordão feito pelos anões especialmente para este fim. Muito temido quando está solto, mas inofensivo quando é preso, o clube londrino que parece estar atado a algo e não consegue se desvencilhar é o Arsenal.
      Jörmungandr é a serpente que circula o mundo e ali vive ali desde que Odin a baniu de Asgard e a enviou para Midgard, há muito tempo. Como o clube do “big-six” que não vai à Asgard (que não é campeão da Premier League) há mais tempo, o Tottenham é o Jörmungandr do futebol inglês
      Hela foi banida por Odin para o mundo inferior, que recebeu seu nome (Helheim, aquele cujo único acesso é através de uma única ponte). O Chelsea foi o último dos filhos de Loki a ser rebaixado e conquistar o acesso direto por Helheim, na temporada 1988/89.
      Para derrotar um Deus ou um ser lendário não basta o vencer uma única vez. É necessário vencer várias batalhas para se vencer uma guerra. O objetivo, portanto, é segurar uma invencibilidade de 5 jogos contra cada um.
       

      Ragnarok pode ser traduzido para “destino dos deuses”, e é uma série de eventos que conduziriam ao fim do mundo. Alguns eventos são “profetizados” (por falta de palavra melhor) como sinais do Ragnarok e é aqui onde encontrei mais divergência entre fontes, então escolhi os que mais se adequariam a um save. Diferente das outras sagas, o objetivo aqui é não deixar que algo ocorra, no caso, o Ragnarok, evidentemente. Assim, para evitar o Ragnarok é preciso evitar que os sinais se concretizem. Na mitologia, até onde pude averiguar, há uma certa ordem para o acontecimento dos eventos, porém, para fins desse save, vamos dizer que o Ragnarok vem independente da ordem que seus sinais forem aparecendo.
      O primeiro sinal do Ragnarok é a morte de Balder, o Deus imortal. Para que esse sinal seja completo é preciso que o Viking Saga FC seja rebaixado, morrendo, de certa forma (claro que o rebaixamento não é a morte de um clube, mas o clube falir e ser refundado é meio difícil – senão impossível – de ocorrer no FM).
      Depois, vem o Fimbulvetr, o longo inverno, que dura por três anos consecutivos. Assim, o inverno será uma estagnação por 3 temporadas, ou seja, se estiver em uma divisão com condição de acesso (da 6ª à 2ª), significa ficar 3 anos sem alcançar a promoção, se estiver na Premier League, primeiramente o alvo é a vaga na UEL, depois para a UCL, então para o título. Ou seja, quando subir da 2ª para a 1ª divisão, começa a contar 3 anos para ter uma classificação para a Europa League, depois 3 anos para a Champions, e, então, 3 anos para o título, se chegar ao título sem ter causado o Fimbulvetr, o título deve ser renovado a cada 3 anos, pelo menos.
      Por fim, há o desaparecimento do sol e da lua. Esse foi mais complicado para adaptar à proposta desta saga, mas considero que o desaparecimento do sol e da lua é a demissão do treinador, deixando o clube na escuridão. Assim, a demissão não será necessariamente o fim do save, mas uma das condições para a chegada do Ragnarok.
      Se não conseguir evitar os três sinais, o Ragnarok acontece e traz consigo o fim do mundo, ou seja, o fim do save.
       

      A Bifrost é uma ponte que liga o reino dos homens ao reino dos Deuses. Para o save, representa a travessia dos jogadores nórdicos para a Inglaterra. Utilizar a Bifrost significa contratar pelo menos 4 jogadores de origem nórdica* por temporada (*Dinamarca, Finlândia, Groelândia, Ilhas Faroe, Islândia, Noruega e Suécia, e pode ser como 2º nacionalidade). Obs.: Para deixar claro, serão contabilizados eventuais jogadores trazidos para o time sub-19, inclusive aqueles eventualmente oriundos das fornadas do clube.
       

      Os Deuses nórdicos, como tais, tem muitos tesouros e artefatos valiosos, sendo presenteados frequentemente (geralmente como pedido de desculpa de Loki por ter feito alguma besteira). Alguns desses artefatos aparecem no conto “Tesouro dos Deuses”, do livro “Mitologia Nórdica” de Neil Gaiman. Além dos citados no conto, os Deuses têm outros tesouros valiosos (como a já citada Gleipnir para prender Fenrir). Cada artefato é único e de difícil acesso, abrangendo um aspecto do jogo.
      Brisingamen é o colar da deusa Freya, deusa da beleza e amor. Um artefato utilizado por uma deusa da beleza pode ser equiparado ao dinheiro, que seduz os jogadores. Adquirir o Brisingamen significa transformar o Viking Saga FC no clube mais rico do mundo.
      Draupnir é o anel de Odin que a cada 9 noites cria oito anéis de mesmo tamanho e peso que o original, multiplicando-se. Possuir um Draupnir é ter uma produção em massa de itens valiosos. Assim, para isto, é necessário ter 8 jogadores que vieram de fornadas no plantel principal, que iniciem ao menos 60% das partidas em uma temporada e conquistar um título expressivo. *Objetivo válido apenas para competições de 1º escalão (FA Cup, Premier Legue e Champions League)
      Gleipnir é a corrente que conseguiu prender Fenrir. As correntes que “prendem” os jogadores nos clubes são seus contratos. Obter este artefato é ter o jogador mais bem pago do mundo. (Obs.: Não é permitido aumentar a proposta salarial oferecida pelo agente do jogador)
      Gungnir, a lança de Odin, que nunca erra o alvo, sempre volta à sua mão e torna os juramentos prestados inquebráveis. Significa acertar precisamente uma contratação e transformar um jogador contratado em ícone ou lenda do clube.
      Hugin e Munin, são os corvos de Odin, contam a ele tudo que ouvem e tudo que veem. São os olheiros do clube, claro. Hugin é ter a melhor equipe de observação da Premier League. Munin é ter conhecimento de 35% do mundo (se atingir muito cedo, aumentamos).
      Maçãs de Iduna. Iduna é a Deusa da Juventude. Ela carrega consigo uma cesta de maçãs que fazem com que os deuses permaneçam jovens. Quando um Deus começa a sentir o efeito do envelhecimento, uma mordida das maças de Iduna é o suficiente para recuperar a força e juventude. A renovação é necessária em todo clube de futebol. Comer dessas maçãs é ser campeão com o elenco mais jovem. *Objetivo válido apenas para competições de 1º escalão (FA Cup, Premier Legue e Champions League)
      Mjolnir, o martelo de Thor é o mais famoso e desejado dos tesouros, aqueles que todos querem, mas apenas um tem. Representa ter um jogador reconhecido como o melhor jogador do mundo.
      Espero que apreciem essa viagem!
       
    • Danilo Dantas
      By Danilo Dantas
      Boa noite pessoal,
      Baixei o FM 20 versão gratuita na EPIC GAMES, porém, não consigo salvar o jogo localmente, apenas em nuvem.
       
      O problema de salvar em nuvem é que demora demais pra salvar e carregar e não grava automaticamente, ou seja, já aconteceu várias vezes do jogo fechar sozinho e perco meses de progresso.
       
      Alguem já passou por isso?
       
    • alberto_ijui
      By alberto_ijui
      Apresentação
      Como diz o nome da saga, "não temo ser demitido, só temo a morte", o único objetivo é durar o máximo possível. E para isso decidir começar no clube da minha cidade natal. 
       
      Clube
      São Luiz foi fundado em 20 de fevereiro de 1938 por Angelino Alves dos Santos. Localizado em Ijuí, Rio Grande do Sul. O São Luiz profissionalizou-se na década de 1950, quando passou a disputar a Segunda Divisão gaúcha.

      Jogo Histórico: São Luiz 0x0 Seleção Brasileira - Estádio Beira Rio, 1991.
       
      Estádio

      Justamente em uma baixada foi onde surgiu o futebol apresentado na região de Ijuí, o Estádio 19 de Outubro era antes o Estádio da Baixada, muito antes de existir o Esporte Clube São Luiz já existia o campo da baixada em meados 1916. Com o tempo o campinho da baixada configurou-se com o nome de Estádio 19 de Outubro em homenagem a data da fundação da cidade, após veio todo o cercamento e o surgimento do Esporte Clube São Luiz em 1938, também foi criada uma arquibancada de madeira que sempre lotava. Desta forma surgia então o verdadeiro mandante do Estádio 19 de Outubro, o Esporte Clube São Luiz. O terreno onde era localizado o Estádio da Baixada foi então doado pele prefeitura do município ao clube de Ijuí.
      O Estádio 19 de Outubro tem capacidade para 8.000 pessoas, sendo boa parte sentados, possui copas, vestiários, sala de imprensa, salas de transmissão de imprensa, alojamento de atletas e sede do clube. Mais fotos aqui e aqui.
       
      Titulos

       
      Ijuienses Famosos
      Paulo César Baier: atleta da base, era conhecido apenas como Paulo Cesar. Atuando pelo São Luiz de Ijuí, anunciou oficialmente sua aposentadoria no dia 5 de junho de 2016, após um empate em 0 a 0 contra a União Frederiquense, em jogo válido pela Divisão de Acesso do Campeonato Gaúcho. 
      Carlos Caetano Bledorn Verri, Dunga: O apelido Dunga foi dado por um dos seus tios, em referência a um dos Sete Anões, acreditando que Carlos não teria uma estatura maior. Nunca jogou pelo São Luiz.
      Uma curiosidade: o pai do dunga morava perto da escola que estudei, ele tinha um campinho de futebol 7 que depois das aulas que tínhamos á tarde, nos alugávamos para jogar. Mas pensa num cara chato. 
      Paulo Afonso Bonamigo: Nunca jogou pelo São Luiz.
       
       
       
      O futuro é incerto e o fim está sempre perto!
       
       
       
       
       
       
       
       
×
×
  • Create New...