Jump to content
Sign in to follow this  
Danut

Mathis Liam - Livro Cinco: Decisão no confronto direto [atualizado em 17/03]

Recommended Posts

Danut

ACtC-3f-bwbD12XBsxes271aGHU7t5Y9dUqK1C1F

Olá pessoal. Sejam bem-vindos ao meu novo save aqui no Profissão: Manager. Desde o FM14 que eu namoro a ideia de jogar um save em que as contratações fiquem nas mãos da diretoria. Nas versões anteriores do FM, porém, essa opção não funcionava de forma adequada. Deixar tudo na mão da diretoria significava jogar campeonatos com apenas cinco ou seis jogadores, com um elenco de dez homens em que seis são laterais esquerdos, e outras bizarrices do tipo. Por conta disso, nunca levei um save do tipo adiante.

Nas versões mais recentes, porém, isso parece ter sido corrigido. Notadamente, temos aqui na área o exemplo do @ggpofm (que, aliás, novamente merece os créditos pelo banner, que peguei da Galeria de Gráficos), que tem conseguido jogar de forma satisfatória um save nesse estilo. Isso me encorajou a tentar um save no mesmo estilo. A primeira tentativa não teve grande sucesso esportivo, mas a parte das contratações funcionou bem e me encorajou a compartilhar um save nesse formato por aqui.

E é a partir disso que chegamos ao save atual, no qual acompanharemos a trajetória de Mathis Liam, jovem belga nascido na pequena cidade de Tubize. Diferentemente do que costumo fazer, este será um save de carreira, com o treinador podendo circular também pelos países vizinhos. No entanto, pretendo abordar a carreira de forma um pouco diferente do que está sendo feito em outros saves da área, dando prioridade ao trabalho no clube atual. Não haverá nenhuma regra fixa quanto a isso, mas o meu plano é focar as escolhas de troca de clube no ciclo de cada equipe, em vez de pensar no que seria melhor para a carreira do treinador em si.

 

Treinador

ACtC-3fwdHcT7EEmKdrTmuDYQCyrsL3jHuxQJHLe

Mathis Liam tem 25 anos e poucas qualificações para ser treinador de futebol. Em um daqueles milagres que só acontecem no FM, porém, conseguiu um cargo como treinador em equipe a ser apresentada no próximo post. Com sorte, nosso treinador conseguirá aproveitar a oportunidade para aumentar seu status dentro do mundo do futebol.

 

Dados do save

Ligas carregadas: Bélgica, Alemanha, França, Inglaterra (todos 3ª divisão e acima) e Holanda (2ª divisão e acima).

Base de dados: pequena, com cerca de 24 mil jogadores.

Data de início: 1º de julho de 2019

Outras opções: mascarar atributos, não adicionar equipe técnica, sem orçamento na primeira janela de transferências

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut

Histórico

Spoiler

Livro Um: A.F.C Tubize

2019/20:

  • Derde Klasse (metade superior):  Demitido (4V, 4E, 8D, 16GP, 29GC, -13SG, 33% de aproveitamento)
  • Cofidis Cup (6ª eliminatória): 6ª eliminatória (Tubize 0x3 KAS Eupen)

 

Livro Dois: Sint-Eloois-Winkel Sport

2019/20:

  • Derde Klasse (evitar o rebaixamento direto): 11º lugar (5V, 4E, 3D, 16GP, 12GC, 4SG, 52% de aproveitamento; total da temporada 9V, 9E, 12D, 33GP, 35GC, 40% de aproveitamento)

2020/21:

  • Derde Klasse (metade superior): Demitido (8V, 8E, 10D, 22GP, 32GC, -10SG, 41% de aproveitamento)
  • Cofidis Cup (6ª eliminatória): 4ª eliminatória (Westhoek [pên 7]0x0[pên 6] Winkel Sport)

 

Livro Três: Quevilly-Rouen Métropole

2020/21:

  • Championnat National (metade superior): 9º lugar (4V, 0E, 3D, 14GP, 8GC, 6SG, 57,1% de aproveitamento; total da temporada 14V, 7E, 13D, 45GP, 41GC, 4SG, 48% de aproveitamento)

2021/22:

  • Championnat National (metade superior): Campeão (23V, 7E, 4D, 62GP, 28GC, 34SG, 74% de aproveitamento)
  • Coupe de France (8ª eliminatória): 9ª eliminatória (Lorient [pên 11]2x2[pên 10] QRM)

2022/23:

  • Ligue 2 (lutar contra o rebaixamento): 7º lugar (17V, 10E, 11D, 42GP, 34GC, 8SG, 53% de aproveitamento)
  • Coupe de France (9ª eliminatória): 7ª eliminatória (US Colomiers 3x2 QRM)

2023/24:

  • Ligue 2 (meio de tabela): 10º lugar (13V, 15E, 10D, 49GP, 45GC, 4SG, 47% de aproveitamento)
  • Coupe de France (9ª eliminatória): 8ª eliminatória (QRM 0x3 Valenciennes)

2024/25:

 

Livro Quatro: Dijon Football Côte d'Or

2024/25:

  • Ligue 2 (meio de tabela): 12º lugar (8V, 4E, 9D, 10D, 23GP, 26GC, -3SG, 44% de aproveitamento; total da temporada 13V, 11E, 14D, 39GP, 44GC, -5SG, 44% de aproveitamento)
  • Coupe de France (10ª eliminatória): 11ª eliminatória (Clermont Foot 2x0 Dijon)

2025/26:

  • Ligue 2 (conquistar o acesso): Demitido (14V, 12E, 11D, 44GP, 41GC, 3SG, 49% de aproveitamento)
  • Coupe de France (10ª eliminatória): 10ª eliminatória (Dijon 0x2 Nice)

 

Livro Cinco: VfL Osnabrück

2026/27:

2027/28:

  • 2. Bundesliga (lutar contra o rebaixamento):
  • DFB-Pokal (2ª eliminatória): 1ª eliminatória (Osnabrück [pên 3]0x0[pên 5] Hertha BSC)

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut

Esse post é um rascunho da próxima atualização misturada com a anterior. Favor ignorar para evitar levar spoiler com uma atualização incompleta, confusa e mal formatada.

Spoiler

ACtC-3dREUfqXgCYhWQuMwM16hBuLsMT9YbXpKjC

Verein für Leibesübungen von 1899 Osnabrück - 2027/28

Olá pessoal. Na última atualização, vimos que o Osnabrück caiu de forma na segunda parte da temporada e, como consequência, frequenta agora a zona de rebaixamento. Com dez jogos por disputar e apenas um ponto separando o clube da salvação, contudo, muita coisa ainda poderia acontecer. Hoje vamos falar sobre o fim da temporada 2027/28, a 9ª do save.

 

2. Bundesliga
Decisão no confronto direto

ACtC-3clmQZTbMnXEl0uv8zmriIwUZxuLUSV8HCw

Começamos março empatando com o Ezgebirge Aue em um jogo monótono em que ninguém criou chances. Bem diferente foi o segundo confronto, contra o Karlsruhe, quando tivemos um bom número de chances criadas - só que, assim como acontecia no começo da competição, não soubemos aproveitar as oportunidades e vimos o adversário levar os pontos.

Contra o Wiesbaden conseguimos abrir o placar cedo e fizemos um primeiro tempo razoável. Mas na volta do intervalo nos perdemos completamente, deixamos o adversário dominar o jogo e chegar ao empate - pelo tamanho do domínio deles, ficou até barato.

ACtC-3cTumcMS5r8kSRZPwrnqSV3jmO66Hq6fd1k

Fechando o mês, perdemos para o Braunschweig de virada em uma das partidas em que mais fomos dominados até aqui - o adversário conseguiu 40 finalizações e três bolas na trave. 

ACtC-3dw4PFCJuQkyCMM3Plj4F3YnNY2J8bJ9LSu

Iniciamos abril no mesmo ritmo que encerramos março: jogando mal e perdendo merecidamente. No segundo jogo do mês, tivemos um confronto direto com ares de decisão. Osnabrück e Bielefeld estavam muito ameaçados, e o perdedor ficaria a dois jogos de distância de escapar do rebaixamento - faltando apenas quatro rodadas. Se já não fosse o suficiente, o confronto ainda é cercado de rivalidade entre os dois clubes. Vencer era obrigação.

Em campo, porém, o Osnabrück passou longe de corresponder ao esperado. Fomos completamente dominados pelo adversário, nem parecia ser um jogo entre duas equipes que frequentam a mesma parte da tabela.

ACtC-3eE8fjXO6_ITlKbsJSsRN-aAxd_rxxD5Sac

A derrota para o Bielefeld esgotou as minhas forças. Foi um resultado horrível que nos deixou em situação desesperadora. Mas além disso, foi um daqueles jogos que provam que a equipe simplesmente não merece estar na divisão. Quem perde desse jeito de time que briga pra não cair não pode querer se manter nesse nível.

Nos dois jogos seguintes eu já estava completamente desanimado. Enfrentamos Paderborn, 7º colocado, e Kaiserslautern, vice-líder. Eu já dava o rebaixamento como certo. Mas de algum jeito o meu time empatou com o primeiro - mesmo sendo completamente dominado - e venceu o segundo - um resultado absolutamente improvável, que ainda contou com pênalti defendido pelo meu goleiro nos minutos finais. Contrariando minhas expectativas, chegávamos nas duas rodadas finais ainda com chances de evitar a queda.

ACtC-3eGT_sMV9dpTY3cML0GUNsAHP_pzeGRZQqd

Abrimos o mês decisivo enfrentando o St. Pauli, equipe com elenco forte, mas que não tem mais nada por disputar no ano. Em campo, eles mostraram bem essa falta de interesse típica de quem joga pra cumprir tabela, deixando a equipe mais na defesa e saindo pouco para o ataque. Apesar disso, as poucas jogadas de perigo durante a partida eram deles - minha equipe não tem muitas armas para enfrentar adversários recuados.

Nessa hora, tive que tomar uma decisão bastante difícil. Sabia que era preciso mexer no time, de modo a evitar o domínio (mesmo que sem tanto ímpeto) do St. Pauli. A dúvida era se deveria tentar partir pro ataque, buscando pontos que poderiam ser preciosos na rodada final, mas arriscando a derrota, ou se focava em evitar o gol deles, levando o empate até o final. A decisão era muito difícil porque, naquele momento, os resultados paralelos significavam que uma derrota rebaixaria o Osnabrück, enquanto que empate ou vitória levariam a decisão para a rodada final - com a vitória nos deixando em situação levemente melhor para o último jogo (precisaria de um empate + resultado paralelo no cenário de vitória aqui, contra uma vitória + resultado paralelo no cenário de empate aqui).

Acabei não tendo confiança suficiente em minha equipe para jogar pela vitória, e decidi apenas segurar o 0 a 0 e deixar tudo para a rodada final. Acabou que essa estratégia se mostrou um erro, já que os jogos paralelos tiveram mudanças de resultado no finalzinho - e aí uma derrota não teria mudado nada, enquanto que uma vitória nos deixaria em situação muito melhor pra rodada final.

ACtC-3e_ktWXnLfBkVk-HKLNjz9uwDuIOxAzLfVI

A tabela antes da última rodada estava assim, com três equipes brigando entre si para ver quem conseguiria escapar do rebaixamento direto. Para nós, a salvação viria com uma vitória no confronto direto contra o Bochum e uma derrota ou empate do Bielefeld no jogo paralelo. Uma situação desconfortável, mas que sinceramente era muito melhor do que o que eu esperava dado o desempenho do Osnabrück na competição.

No fim das contas, o Bielefeld perdeu mesmo seu jogo e poderíamos ter escapado. Só que não fizemos nossa parte. Depois de um primeiro tempo em que só o Bochum jogou até conseguimos igualar as coisas na volta do intervalo. Tivemos até chances de abrir o placar, deixando o torcedor esperançoso. Mas entregamos o primeiro gol numa falha feia do jovem Alwart, e aí a coisa complicou. No desespero não conseguimos mais fazer nada. O Bochum ainda marcou outra vez, cravando sua vaga no playoff e o nosso rebaixamento.

f6cf549e19739db1bad9a31a8c06e78f.gif

 

Classificação
Lanterna com méritos

ACtC-3dsTUBGbl5Gm3ePxx9ssDjUGkQJTO3yACzI

O 16º lugar não salvou o Bochum: no playoff, a equipe conseguiu vencer o Viktoria Köln por 2 a 1 fora de casa e entregar a rapadura com uma derrota por 2 a 0 em casa.

Estamos rebaixados. Ainda teve emoção até o final, graças à nossa vitória milagrosa sobre o Kaiserslautern e à incompetência dos adversários. Mas quando tudo chegou ao fim, ocupamos a lanterna da competição. E olhando para o desempenho da equipe, não dá para dizer que deveria ser diferente. Depois de um começo positivo, o Osnabrück despencou de desempenho e fez por merecer a última posição. Estivemos entre os piores tanto no ataque (que, com 28 gols, bateu com folga o recorde negativo anterior - 35 gols em 2003/04) quanto na defesa. Jogamos mal demais nos confrontos diretos. Em resumo, completamos o bingo de equipe rebaixada.

Apesar de achar que o rebaixamento é totalmente justo, não posso deixar de olhar para o começo da competição e pensar que a coisa poderia ter sido diferente. Fizemos ótimas apresentações nos primeiros meses, mas os resultados não acompanharam. O mais provável é que a queda de desempenho viria igual, pois não temos mesmo elenco para manter aquela forma inicial. Mas um ou dois resultados diferentes naqueles jogos em que empilhamos chances poderiam ter nos salvado na outra ponta do campeonato. Por outro lado, considerando o que a equipe apresentou nessa parte final, talvez seja mesmo melhor cair de divisão e recomeçar do que escapar por alguns resultados lá no início - e depois virar o grande saco de pancadas no próximo ano.

 

Elenco
Destaques? Que destaques?

ACtC-3d2r-Lvn2Fce_xLlEpghHva3jKu8sYwM3fD

Vi depois que cortei dois atacantes dessa imagem. Mas são reservas que sequer marcaram gol esse ano, não fazem muita falta.

Não foi um ano nada bom para o Osnabrück, e as estatísticas individuais refletem isso. Nosso melhor jogador foi o meia central Sebastian Kuhn, que terminou o ano com média 6,9 e seis gols marcados. Aliás, Kuhn chegou muito perto de ser o artilheiro da equipe, o que reflete outro grande problema. A aposta em Winkler como solução de todos os problemas ofensivos funcionou na 3ª divisão, mas a 2. Bundesliga se mostrou bem mais complicada. Foram só oito gols em 35 jogos, número muito baixo para quem é o ponto focal do ataque do Osnabrück.

No mais, é até difícil elogiar ou reclamar de um jogador em específico. O time todo não jogou bem, não há motivos para individualizar. Até porque no próximo ano enfrentaremos uma situação bem diferente da que vivemos nessa temporada, de modo que qualquer análise teria utilidade limitada.

 

Finanças
Participação lucrativa

ACtC-3fIL4TJ_COH4vSo5tV4tFUJDA7dDOEAjjBO

A 2ª divisão alemã tem muito mais dinheiro do que a divisão abaixo, e isso teve um impacto claro nas finanças do Osnabrück. Lucramos mais de 8 milhões de euros em uma temporada, saindo do vermelho para a melhor situação financeira do clube desde a metade de 2023 - justamente quando o clube encerrou sua participação anterior na 2ª divisão.

 

Notícias gerais

  • Com o rebaixamento, a reputação do Osnabrück caiu. Achei duas coisas muito curiosas nessa situação. Primeiro, que quando subimos de divisão a reputação não se alterou - de modo que agora ela está pior do que antes de subir de divisão. Segundo, que nós somos a equipe com a menor reputação a disputar a 3ª divisão. É pouca diferença para os demais clubes da liga, mas isso não faz nenhum sentido - nem com a história do clube, nem com seu desempenho recente.
  • Tivemos uma piora nas instalações para as camadas jovens. Tentei pedir a atualização à diretoria, mas eles recusaram.
  • Outro pedido efetuado foi o estabelecimento de uma parceria com um clube maior. Esse foi aceito, e fechamos uma parceria com o Mainz.
  • Liam continua a fazer sucesso na Bélgica, tendo sido procurado para entrevista no Club Brugge. Seria um salto enorme na carreira, mas o treinador prefere continuar no Osnabrück.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut

Reservado 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut

ACtC-3d1FqQdfgA-TElSdaisNxu6DaPgzqKKN1Fq

Livro Um - A.F.C Tubize

 

O clube

Mathis Liam iniciará sua carreira comandando a equipe de sua cidade natal, o Association Football Clubs Tubize. Surgido em 1990 da fusão de duas equipes anteriores - o Club Sportif Esperance Tubize, de 1953, e o Amis Réunis Tubize, de 1974 -, o AFC Tubize tem uma história crescente até 2008/09, escalando das profundezas do futebol amador até a 1ª divisão belga. A participação na Jupiler League, no entanto, durou apenas uma temporada.

ACtC-3cuUU3v6Czw1WxOs2Z45Zod4NV3_Qe_ckfP

Nos anos seguintes, o clube permaneceu em posições intermediárias da 2º divisão nacional. A partir de 2016/17, porém, a 2º divisão passou por uma reformulação que complicou a vida do Tubize: de 17 equipes, a divisão passou a ser jogada por apenas oito. Nos três anos seguintes, o Tubize teve que participar do play-off de relegação. Escapou com folga no primeiro ano, mas ficou em último lugar nos dois seguintes. No primeiro deles, não foi rebaixado porque outra equipe acabou rebaixada por problemas financeiros. No seguinte, o rebaixamento veio.

É nesse momento que encontramos a equipe no FM20. Recém rebaixado, o Tubize é a única equipe profissional entre as 16 que compõem a 3ª divisão belga. Apesar disso, a equipe não é favorita ao acesso - a previsão da imprensa é que ocupe a 5ª posição ao final da temporada. Na vida real, os resultados foram ainda piores do que o previsto pela imprensa: a temporada foi interrompida por conta dos problemas de saúde pública enfrentados mundialmente, mas naquele momento o Tubize se encontrava na penúltima colocação. Além disso, a equipe enfrentou problemas financeiros e não conseguiu a renovação de sua licença para a divisão, sendo automaticamente rebaixada para o quarto nível do futebol local.

Os maiores ídolos do FC Tubize são os irmãos Eden, Thorgan e Kylian Hazard (aposto que ninguém sabia da existência desse último aí), que jogaram em suas categorias de base. Nenhum dos três chegou a atuar pelo clube no profissional. Há ainda um quarto irmão, Ethan Hazard, que ainda joga na base do Tubize - infelizmente, ele não está representado na base de dados do save.

 

Infraestrutura e finanças

ACtC-3dVSX4giuFUE5brHHLdqTwGvEoZjRwdTJyE

Reputação nacional e condições razoáveis para as camadas jovens são os grandes destaques da situação inicial do clube. Por outro lado, o que mais preocupa é a situação financeira, que inicia como insegura. No dia que assumi meu posto de trabalho o clube contava com 140 mil euros em caixa, enquanto que os gastos salariais anuais estão muito próximos de 2 milhões de euros. A projeção atual é que o clube encerre a temporada devendo cerca de 4 milhões de euros.

ACtC-3dKZZyspAsYQKELmsEhmHiN-mUsc-xlzine

Os jogos do Tubize são disputados no estádio Edmond Leburton (ex-premiê belga), de propriedade da cidade. Não encontrei a data de construção do estádio, mas o FM registra que ele foi reconstruído em 2008. Possui capacidade para 8.100 torcedores, sendo 5.337 sentados.

ACtC-3cR4hXuuk4VkRBeUKwCtdhNxhLJZDq6qg9-

De início, o clube não possui nenhuma parceria estabelecida. Tratei de solicitar imediatamente o estabelecimento de uma parceria para empréstimo de atletas. A ideia não foi bem recebida pelo presidente, mas com alguma insistência quanto aos benefícios financeiros da medida foi possível convencê-lo. Porém minha alegria durou pouco: a diretoria logo veio informar que não foi possível encontrar qualquer clube para estabelecer a ligação.

 

Visão do clube

ACtC-3f2PoIbUxqR3APjxru6qJWFB0IpyAyVTcWr

Em minha primeira reunião com a diretoria, fui apresentado aos planos da equipe para os próximos anos. Para o ano corrente, a expectativa é terminar o campeonato na metade superior. Na copa, a diretoria espera chegar até a 6ª eliminatória - o Tubize estreia na 3ª eliminatória. Os confrontos até a 5ª eliminatória da copa já foram sorteados, então sabemos que até lá iremos enfrentar equipes da mesma divisão ou abaixo.

Já para a temporada 2020/21 a diretoria pretende buscar o retorno à 2ª divisão belga. Uma eventual extensão de contrato do treinador certamente dependerá de seu desempenho na busca destes objetivos.

ACtC-3elt46i8uk-980fJtbyl4rz_K_zZrOLmpIT

Além destes objetivos, a diretoria também me passou que deseja ver a equipe jogando um futebol de posse. Mathis Liam não tem preferência por nenhum estilo de jogo, de modo que devo tentar jogar da forma solicitada. Por fim, o clube tem também duas diretrizes de transferências: contratar atletas de renome e contratar atletas sul-coreanos (estas se explicam pelo fato de que o clube pertence desde 2014 a um empresário daquele país). Como já adiantei na introdução do save, a parte de transferências ficará sob responsabilidade da diretoria, então não poderei atuar para realizar o desejado pelo presidente. Em todo caso, será interessante acompanhar se a diretoria irá tomar decisões de transferência com base nessas diretrizes.

 

Plantel

ACtC-3djM7FdRBZbBzH0Kr30koVqEDVXFnJ_HiRJ

Apesar da preferência por atletas sul-coreanos, não temos ninguém do país em nosso elenco inicial.

Nosso plantel inicial conta com 23 jogadores. Além disso, temos um sub-21 bastante recheado, que pode servir para tapar eventuais buracos. O maior problema do elenco principal é o desequilíbrio: temos oito atletas cuja posição natural é o ataque, mas apenas três zagueiros, um lateral esquerdo e nenhum lateral direito (natural).

Nossos principais destaques são os atacantes Mohammed Aoulad e Kafoumba Touré, e o zagueiro/lateral Naim Aarab.

ACtC-3eMVhR5lUpBKVSCHPzxJQ9w5BHnkZlWxiVs

Utilizando a tela de comparação com outras equipes (ideia roubada na cara dura do save do ggpofm), vemos que a equipe tem 29 atributos acima da média e 46 abaixo da média da divisão. Em 16 atributos estamos entre os cinco melhores, enquanto que em 34 atributos estamos entre os cinco piores. O "destaque" fica por conta do meio de campo, que está abaixo da média em todos os oito atributos comparados, além de estar entre os cinco piores em seis deles. Ótimo para uma equipe que pretende jogar um futebol de posse de bola. Olhando para estes números, começo a desconfiar que me meti em uma fria...

 

Plano tático

ACtC-3eH377vsI1Z9919MYyEEQTXb4aJMsfi9T0Q

Bem, sabem a história de estabelecer um estilo de jogo baseado na posse de bola? Depois de observar um pouco mais a equipe, concluí que isso simplesmente não é possível. Não temos sequer jogadores em número suficiente para criar uma linha de meio campo decente. E todo mundo é horrível de passe. Assim, o plano vai ser mesmo dar chutão pra frente (e para os lados) e apostar na quantidade de atletas lá na frente.

Como alternativa ao esquema acima, estou treinando também um esquema de jogo direto sem tanto foco no jogo pelos lados. Ambos esquemas certamente serão modificados com o decorrer dos jogos, mas gosto de apresentar minhas ideias iniciais para que se possa ver de onde estamos partindo.

ACtC-3fedXZM5wEOrq8oKU6siuqKh2-Brfl6YesN

Share this post


Link to post
Share on other sites
Cadete213

Boa sorte. Tens uma tática arrojada e um longo caminho pela frente. Aproveita os sub-21

Share this post


Link to post
Share on other sites
Nei não cai (38D)

Comecei achando que era na Tunísia o save.

Boa sorte com esse esquema ofensivão😁

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Gostei da proposta, principalmente por você jogar em modo carreira. Boa sorte Danut.

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

Gostei da proposta. Bem-vindo ao clube. Pretende ficar com quais responsabilidades? Pretende sugerir contratações?

Era melhor os Hazard aprenderem com outros de nome holandês, os Van Halen. Montavam um clube, o FC Hazard, e completavam o que faltava com outros jogadores, igual a banda, mas mantinha o nome da família.

Quando eu olho um gramado desses me dá uma dó e raiva do futebol brasileiro.

Gostei do detalhe sul-coreano. Liam vai curtir sem problemas a norma, já o Danut deve estar xingando as ordens do dono.

Quando se joga com a máscara de atributos fica difícil comparar os elencos. A ferramenta de comparação dá uma força até para cobrarmos mais de você. Por exemplo, sendo profissional eu iria dizer que teria tudo para ganhar a liga, ainda mais cotado para o 5º lugar. Afinal, subir algumas posições além da expectativa é o que eu espero de um treinador humano. Mas a comparação mostra que a equipe não é tão forte assim. Quase metade dos atributos estão entre os piores da liga. E esse meio-campo?  Pode sofrer bastante.

Adoro essas frias. Depois de ler "dar chutão para frente",  comecei a gelar de medo...

Sobre o post inicial fiquei curioso o que seria:  "Mathis Liam tem 25 anos e poucas qualificações para ser treinador de futebol"? É amador e sem licenças?

Sobre o banner. Pretende colocar algo abaixo do título e subtítulo? Se não pretende, não seria melhor centralizá-los verticalmente?

PS: Ao jogar com o DdF você ganhar uma desculpa que só quem faz esse tipo de save poderia usar: a de que a responsabilidade pelas contratações ruins não é nossa, mas de outra pessoa. No caso o DdF. 😉

Share this post


Link to post
Share on other sites
ElPerroMG

Eu gosto dessa parte de "simpatizar" com o clube e só sair quando for melhor pra ambos, vamos ver se no decorrer do save essa ideia se mostra realmente interessante. No mais, achei legal a ideia de começar na Bélgica, é um país com youth recruitment alto e isso pode te ajudar no futuro, uma vez que dependerá do DDF pra fazer as contratações. 

Gostei dos esquemas de jogo, ainda mais para uma divisão inferior. Porém, acho que já pode começar a planejar algo mais técnico em segundo plano.

7 horas atrás, Danut disse:

(ideia roubada na cara dura do save do ggpofm)

HAHAHAHA aqui todo mundo aprende. Eu peguei o estilo pelos seus GIFS na cara dura também, mas até hoje não aprendi como deixá-los em alta resolução kkk.

Boa sorte no save, Danut!

Feliz 2021!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

Uma vantagem do desafio: técnico, é que esse vermelho todo nas contas não é problema seu.

É verdade que o DoF está aparentemente contratando muito melhor, mas duvido muito que ele esteja preocupado com a cultura do clube

 

4 horas atrás, ggpofm disse:

Quando eu olho um gramado desses me dá uma dó e raiva do futebol brasileiro.

Meio que entrar em hospital público no Brasil. Não ter o básico é visto como normal.

😢

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut
8 hours ago, Cadete213 said:

Boa sorte. Tens uma tática arrojada e um longo caminho pela frente. Aproveita os sub-21

Com oito centroavantes no elenco eu não tinha muito como fugir de empilhar atletas lá na frente. Tive que recorrer ao sub-21 já, sem ele não teria sequer um meio-campista para o banco de reservas. Mas por enquanto é só tapa buraco mesmo. Estou curioso para ver se no futuro a base vai chegar a trazer atletas para a equipe titular mesmo.

Valeu 😄

 

6 hours ago, Nei não cai (38D) said:

Comecei achando que era na Tunísia o save.

Boa sorte com esse esquema ofensivão😁

Eu não gosto muito de jogar com databases alternativas, e infelizmente a Tunísia não tá no FM. Então fico nos países mais tradicionais mesmo, rs.

O esquema foi o que deu pra pensar com os quarenta centroavantes que o elenco me deu. E um pouco é ressaca do save do Pogon ainda 😛 Não poderia abandonar o futebol ofensivo tão rapidamente.

 

4 hours ago, LC said:

Gostei da proposta, principalmente por você jogar em modo carreira. Boa sorte Danut.

Eu não costumo me dar muito bem com saves de carreira, gosto mais dos de clube. Acho que sou o contrário de ti, que sempre vejo postando carreira e ficção, enquanto meu negócio é clube e jogo e texto. Mas dessa vez decidi sair um pouquinho do que faço normalmente (embora nem tanto assim, já que pretendo ficar bastante em cada clube). 

 

4 hours ago, ggpofm said:

Gostei da proposta. Bem-vindo ao clube. Pretende ficar com quais responsabilidades? Pretende sugerir contratações?

Era melhor os Hazard aprenderem com outros de nome holandês, os Van Halen. Montavam um clube, o FC Hazard, e completavam o que faltava com outros jogadores, igual a banda, mas mantinha o nome da família.

Quando eu olho um gramado desses me dá uma dó e raiva do futebol brasileiro.

Gostei do detalhe sul-coreano. Liam vai curtir sem problemas a norma, já o Danut deve estar xingando as ordens do dono.

Quando se joga com a máscara de atributos fica difícil comparar os elencos. A ferramenta de comparação dá uma força até para cobrarmos mais de você. Por exemplo, sendo profissional eu iria dizer que teria tudo para ganhar a liga, ainda mais cotado para o 5º lugar. Afinal, subir algumas posições além da expectativa é o que eu espero de um treinador humano. Mas a comparação mostra que a equipe não é tão forte assim. Quase metade dos atributos estão entre os piores da liga. E esse meio-campo?  Pode sofrer bastante.

Adoro essas frias. Depois de ler "dar chutão para frente",  comecei a gelar de medo...

Sobre o post inicial fiquei curioso o que seria:  "Mathis Liam tem 25 anos e poucas qualificações para ser treinador de futebol"? É amador e sem licenças?

Sobre o banner. Pretende colocar algo abaixo do título e subtítulo? Se não pretende, não seria melhor centralizá-los verticalmente?

PS: Ao jogar com o DdF você ganhar uma desculpa que só quem faz esse tipo de save poderia usar: a de que a responsabilidade pelas contratações ruins não é nossa, mas de outra pessoa. No caso o DdF. 😉

Responsabilidades de dia de jogo só. Contratações e renovações, sejam de jogadores ou de staff, são exclusivamente com a diretoria. Talvez bem mais pra frente no save eu pense em adotar de pedir um ou dois atletas com quem joguei em algum clube passado como contratações, no estilo "esse é de confiança do treinador". Mas é só uma ideia, decido quando chegar a hora. Por enquanto não me meto em nada disso. Nem em treino e conferência de imprensa vou me meter, que não tenho mais idade pra isso 😛 Falando sério, tenho achado as interações com a imprensa uma parte completamente dispensável do FM, e não tive saco ainda para tentar aprender o novo sistema de treinos.

Olha, é uma sugestão interessante para os Hazard. Mas a julgar por onde cada um foi parar na vida eu diria que os mais velhos iriam sair perdendo nessa história. Não sei muito sobre o Van Halen, mas desconfio que há mais paridade entre o talento musical deles do que há entre o talento esportivo dos irmãos Hazard.

Esses dias eu tava vendo Juventude x Ponte Preta, jogo importantíssimo da nossa Série B aqui, e dava vontade de chorar com a qualidade de imagem, gramado, tudo. Sabemos que futebol brasileiro tem muito menos dinheiro, mas realmente tem algumas coisas que poderiam ser diferentes, né?

Não sei se entendi por que eu estaria xingando as ordens do dono. Pode explicar?

Eu achei essa ideia de usar a contagem de atributos para comparação muito boa. É claro que como toda análise mais "por cima" ela pode deixar várias nuances importantes de fora. Mas ajuda demais a ter pelo menos alguma ideia do nível do elenco, que é algo que eu sempre achava muito ruim quando pegava equipes de lugares onde não tenho conhecimento prévio da qualidade de cada um (leia-se, qualquer coisa que não seja série A brasileira ou A e B alemã). Gostei bastante da ideia e daí roubei pra mim 😛

Também achei que por ser profissional a equipe teria a obrigação de brigar pelo título. Mas pelos atributos a história é bem diferente, e o 5º lugar já parece uma expectativa um tanto alta para o material humano que temos.  

O meio de campo é triste. Tive que buscar um garoto do sub-21 para sequer ter gente no banco de reservas, já que o plantel base tem um incrível total de três atletas que jogam de MD/MC (tá, são quatro, mas o quarto é meu lateral direito). Nos primeiros jogos até aqui a partida tem sido disputada uns 40% do tempo em nossa zaga, 40% do tempo no terço ofensivo, e 20% do tempo com o adversário correndo através de meu meio campo. É feio de assistir.

Não coloquei as qualificações porque achei que com os atributos já dava para ter uma ideia. É amador e sem licenças, exatamente.

Tem razão sobre o banner. Eu tinha vários outros planos que não funcionaram, e aí no meio disso tudo não atentei para o alinhamento vertical. Arrumei e ficou melhor. Obrigado pela dica.

Tem suas vantagens né? Por outro lado, não posso compensar deficiências táticas com boa atuação no mercado de transferências. E acho que manjo mais de contratação de jogadores do que de tática, então vai ser interessante ver como me saio sem poder tocar nisso.

 

4 hours ago, ElPerroMG said:

Eu gosto dessa parte de "simpatizar" com o clube e só sair quando for melhor pra ambos, vamos ver se no decorrer do save essa ideia se mostra realmente interessante. No mais, achei legal a ideia de começar na Bélgica, é um país com youth recruitment alto e isso pode te ajudar no futuro, uma vez que dependerá do DDF pra fazer as contratações. 

Gostei dos esquemas de jogo, ainda mais para uma divisão inferior. Porém, acho que já pode começar a planejar algo mais técnico em segundo plano.

HAHAHAHA aqui todo mundo aprende. Eu peguei o estilo pelos seus GIFS na cara dura também, mas até hoje não aprendi como deixá-los em alta resolução kkk.

Boa sorte no save, Danut!

Feliz 2021!

Minhas tentativas anteriores de save de carreira nunca deram certo porque eu acabo ficando muito desligado do que tá acontecendo no clube no momento. Gosto mais do save de clube, em que vamos acompanhando o crescimento ao longo dos anos. Por outro lado, em um save em que não toco nas transferências é bem possível que acabe ficando muito estagnado - não duvido que o Tubize não consiga sair do buraco financeiro e pouco avance esportivamente, por exemplo. Aí minha ideia é tentar conciliar uma ligação maior com cada clube (evitando o que me desanima nos saves de carreira) com alguma possibilidade de mobilidade para que o save não fique inteiramente estagnado (o que também acabaria cansativo depois de alguns anos). A ver como vai se dar na prática.

Sobre começar na Bélgica, foi fruto de um processo longo de pesquisa e debate teórico para decidir onde seria melhor de começar (joguei os países do mundo numa lista e fui sorteando aleatoriamente até cair em algum que a) estivesse disponível na DB do FM e b) não me fizesse pensar "puta merda, não tô afim de jogar aí" - o primeiro que caiu foi Cingapura, descartado porque se encaixava no critério B). Mas tem razão sobre o YR, talvez isso tenha impacto no futuro. Embora o recrutamento do Tubize em si seja fraco, então não sei. Vamos descobrir.

Joguei umas primeiras partidas aqui e posso dizer que o resultado em campo dos esquemas é triste de se acompanhar. Não em termos de resultados, mas porque o jogo fica feio demais mesmo. Meio campo é aquele espaço onde o zagueiro passa correndo quando precisa participar do escanteio no ataque, nada mais. Talvez um esquema mais técnico não fizesse mal mesmo. O problema é como montar. Tenho três atletas de meio campo no elenco principal, com passe 8, 9 e 11. O melhor é o guri da base que subi (passe 12), mas ele é horrível no resto, rs.

Sobre os GIFs, não entendi a história da alta resolução. GIF é sempre baixa resolução, não?

Obrigado 😄 Feliz 2021 pra ti também

 

12 minutes ago, Andreh68 said:

Uma vantagem do desafio: técnico, é que esse vermelho todo nas contas não é problema seu.

É verdade que o DoF está aparentemente contratando muito melhor, mas duvido muito que ele esteja preocupado com a cultura do clube

 

Meio que entrar em hospital público no Brasil. Não ter o básico é visto como normal.

😢

Mais ou menos não é problema meu. Porque sem dinheiro o clube vai acabar contratando gente pior, né. E quando somos nós que controlamos há mecanismos para tentar diminuir o rombo. Já com a diretoria no comando o clube vai se afundar mais. Só nesse começo de save já contrataram treinador adjunto, olheiro, diretor desportivo, treinador sub-21 e não sei mais quem tudo, todos recebendo salários de 50-80 mil euros anuais, valores muito acima do que um clube na nossa situação deveria gastar com esse tipo de pessoal.

Outra coisa que eu não sei como fica é o impacto da situação financeira na situação do treinador. Pelo que pude observar no meu save com o Sandhausen parece que as transferências em si não entram pra conta do treinador, mas não sei se o buraco financeiro não acaba impactando na avaliação (não cheguei a descobrir isso naquele save porque nossas finanças lá estavam em dia). Acho que o @ggpofm pode saber sobre isso.

Sobre o impacto da cultura do clube no DDF, no mesmo save com o Sandhausen notei que meu diretor trouxe vários atletas jovens e alemães para o clube, o que tava de acordo com a cultura estabelecida. Mas joguei só duas temporadas, e considerando que é um clube alemão não é muito surpreendente que tenha trazido vários atletas alemães. Fiquei com a impressão de que ele estava sim seguindo a cultura do clube, mas novamente não tenho bem certeza. Aqui também o @ggpofm deve saber mais. E vamos poder descobrir durante o save também.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68
19 minutos atrás, Danut disse:

Mais ou menos não é problema meu. Porque sem dinheiro o clube vai acabar contratando gente pior, né. E quando somos nós que controlamos há mecanismos para tentar diminuir o rombo. Já com a diretoria no comando o clube vai se afundar mais. Só nesse começo de save já contrataram treinador adjunto, olheiro, diretor desportivo, treinador sub-21 e não sei mais quem tudo, todos recebendo salários de 50-80 mil euros anuais, valores muito acima do que um clube na nossa situação deveria gastar com esse tipo de pessoal.

Desapega fio. Não é problema seu  (apesar de influenciar o seu trabalho). Vc não tem controle sobre isso. Abraça o desafio e sai desse corpo Luxemburgo!

Além do mais é save de carreira. A direção afundou o time, que pena, parte pro próximo. (Não que estejamos desejando isso)

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm
7 hours ago, ElPerroMG said:

HAHAHAHA aqui todo mundo aprende. Eu peguei o estilo pelos seus GIFS na cara dura também, mas até hoje não aprendi como deixá-los em alta resolução kkk.

Exato, ninguém é dono.

2 hours ago, Danut said:

Joguei umas primeiras partidas aqui e posso dizer que o resultado em campo dos esquemas é triste de se acompanhar. Não em termos de resultados, mas porque o jogo fica feio demais mesmo. Meio campo é aquele espaço onde o zagueiro passa correndo quando precisa participar do escanteio no ataque, nada mais. Talvez um esquema mais técnico não fizesse mal mesmo. O problema é como montar. Tenho três atletas de meio campo no elenco principal, com passe 8, 9 e 11. O melhor é o guri da base que subi (passe 12), mas ele é horrível no resto, rs.

É preciso tomar cuidado com essa questão do passe. Já verificou se eles são tão ruins para o nível da divisão?

2 hours ago, Danut said:

O meio de campo é triste. Tive que buscar um garoto do sub-21 para sequer ter gente no banco de reservas, já que o plantel base tem um incrível total de três atletas que jogam de MD/MC (tá, são quatro, mas o quarto é meu lateral direito). Nos primeiros jogos até aqui a partida tem sido disputada uns 40% do tempo em nossa zaga, 40% do tempo no terço ofensivo, e 20% do tempo com o adversário correndo através de meu meio campo. É feio de assistir.

Particularmente achei as táticas muito desequilibradas. Estou curioso para ver qual trará resultado para o Tubize.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut
Just now, ggpofm said:

Exato, ninguém é dono.

Não que eu já não achasse que tu pensa assim, mas é bom ter a confirmação. Minha opinião é de que só temos a ganhar com as boas ideias sendo adotadas em mais saves. Ninguém aqui ganha dinheiro com isso igual, rs. 

Agora, se alguém algum dia se sentir ofendido porque peguei alguma ideia de seu save, por favor me diga isso diretamente.

 

Just now, ggpofm said:

É preciso tomar cuidado com essa questão do passe. Já verificou se eles são tão ruins para o nível da divisão?

São cerca de 2 pontos abaixo do nível médio dos atletas de meio campo dos adversários. O que não é taaanto assim, mas aí tem que considerar que estamos bem abaixo em técnica (em último, inclusive), trabalho de equipe, decisões e visão de jogo também. Se fosse só o passe ruim e o resto próximo da média não via tanto problema. 

 

Just now, ggpofm said:

Particularmente achei as táticas muito desequilibradas. Estou curioso para ver qual trará resultado para o Tubize.

Elenco desequilibrado resulta em táticas desequilibradas, né. Mas a aposta é que o desequilíbrio ocorra tanto para o mal quanto para o bem. Se não der certo vou trocar para um esquema mais equilibrado, ainda que não tenha os jogadores para isso.

 

PS: Não sei se tu viu as marcações que fiz ali no fim da resposta ao Andreh. Se tu tiver algo a dizer sobre o tema ali eu gostaria de ouvir.

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm
3 hours ago, Danut said:

Outra coisa que eu não sei como fica é o impacto da situação financeira na situação do treinador. Pelo que pude observar no meu save com o Sandhausen parece que as transferências em si não entram pra conta do treinador, mas não sei se o buraco financeiro não acaba impactando na avaliação (não cheguei a descobrir isso naquele save porque nossas finanças lá estavam em dia). Acho que o @ggpofm pode saber sobre isso.

Sobre o impacto da cultura do clube no DDF, no mesmo save com o Sandhausen notei que meu diretor trouxe vários atletas jovens e alemães para o clube, o que tava de acordo com a cultura estabelecida. Mas joguei só duas temporadas, e considerando que é um clube alemão não é muito surpreendente que tenha trazido vários atletas alemães. Fiquei com a impressão de que ele estava sim seguindo a cultura do clube, mas novamente não tenho bem certeza. Aqui também o @ggpofm deve saber mais. E vamos poder descobrir durante o save também.

Existe no plano do clube a diretriz de "trabalhar dentro do orçamento", mas mesmo estando no negativo muitas vezes nunca fui cobrado por isso. Eu diria que não pesa nas nossas costas. Ela conta porque está como diretriz, mas repito, nunca fui encostado na parede por conta disso. A única ressalva é que gostaria de ver isso em um calendário europeu. Às vezes tenho a impressão que o FM se perde um pouco com o nosso calendário.

Sobre a cultura, fiquei bastante desanimado no que diz respeito a usar jovens do clube. Recebo até perguntas positivas da imprensa sobre o uso que faço deles, mas a direção vende e empresta sem cerimônia os jovens, mesmo se estiverem jogando na equipe principal. Eu diria que não funciona bem. Não tive por exemplo, em clubes pedindo para jogar com um estilo determinado de jogador.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Boa sorte, bom ver que saves com esse mote estão aparecendo com mais frequência. Esse não tenho curiosidade de jogar, mas, sempre bom ver os colegas. Seria mais interessante recomeçando do zero com a equipe na quarta, mas, creio que devido as versões do FM, não seja possível.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut
2 minutes ago, Henrique M. said:

Boa sorte, bom ver que saves com esse mote estão aparecendo com mais frequência. Esse não tenho curiosidade de jogar, mas, sempre bom ver os colegas. Seria mais interessante recomeçando do zero com a equipe na quarta, mas, creio que devido as versões do FM, não seja possível.

Valeu 😄 Eu tô bem curioso pra ver no que vai dar o save dessa forma. É algo que ainda é pouco explorado - mesmo que a gente já tenha a história do ggpofm acontecendo, o contexto aqui é bem outro.

O FM só tem até a terceira divisão belga de qualquer modo. Mas já está bom para mim, é desafio suficiente.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut

ACtC-3d1FqQdfgA-TElSdaisNxu6DaPgzqKKN1Fq

Livro Um - A.F.C Tubize - 2019/20

 

Cofidis Cup
Toca no Touré que ele resolve

ACtC-3d81Ewjnz-FRabsa3BeRLVgLZp4LcuoH-i0

Iniciamos a temporada com uma sequência de jogos pela copa. No primeiro deles, contra os amadores do Vlamertinge, uma bela atuação coletiva garantiu nossa goleada. Nas rodadas seguintes, porém, nosso jogo passou a ser bem mais unidimensional. Diante do Royal Cappellen - outra equipe de divisão inferior -, Kafoumba Touré balançou as redes quatro vezes para nos colocar na próxima fase.

ACtC-3eSSdyadfB1DWniSY30lsRYNWUvkIVstG15

Com os resultados até aqui, precisávamos de apenas mais uma vitória para atingir o esperado pela diretoria. O adversário na quinta eliminatória foi o KMSK Deinze, favorito a vencer a nossa divisão na liga. As duas equipes fizeram um jogo bastante equilibrado, que acabou sendo decidido em nosso favor graças a mais uma boa atuação de Touré.

ACtC-3evohQvDjhMD94gK9ImOL8UVN_H7Ei67DmJ

A sexta eliminatória é o fim da linha para a maior parte dos pequenos na competição: nessa fase, as 16 equipes* (ver abaixo) da primeira divisão são colocadas no outro lado do chaveamento. O Tubize até deu sorte e foi designado para enfrentar o KAS Eupen, visto como a equipe mais fraca da divisão de elite. Mas bastou uma curta passagem pelos perfis dos atletas adversários para me convencer de que não teria qualquer chance de passar.

Como essa fase foi disputada mais tarde, já em meio aos jogos da liga, optei por enviar um mistão a campo com a única missão de tentar evitar a humilhação. Em campo, conseguimos segurar o empate por 25 minutos. 39 chutes a 0 depois, demos adeus à competição.

ACtC-3dSgbT_q3zN5BDS2h0uyGOoxreLZrGkKNX9

Perder sem sequer chutar a gol nunca é agradável. Mas para dar um pouco de contexto à nossa eliminação: das nove equipes da terceira divisão que chegaram até essa fase da competição, só duas marcaram gols em seus jogos - e só uma delas venceu. 

*OBS: Por algum motivo, apenas 15 das 16 equipes da primeira divisão entraram nessa fase da competição - a outra vaga foi para uma equipe da segunda divisão. A Wikipedia me diz que todos os 16 clubes da elite entram nessa fase, e também não encontrei nada no jogo que explique a ausência do KV Mechelen. A observar se isso se repete nos próximos anos.

 

Derde Klasse
Só os laterais salvam

Iniciamos a disputa depois dos três primeiros jogos pela copa. Nossa moral vinha em alta depois da vitória sobre o KMSK Deinze, mas logo descobrimos que na liga o buraco é mais embaixo. No primeiro jogo, levamos um sonoro 3 a 0 do Sint-Eloois-Winkel. É verdade que eles contaram com um pouco de sorte e um 2 a 1 provavelmente refletiria melhor o que foi apresentado, mas a derrota foi inteiramente justa.

ACtC-3eAEZIvJ9kVJlLUdrTmENXhxgHyWAv8SzZS

No segundo jogo, contra o Olympic Charleroi, Kafoumba Touré voltou a aparecer e marcou duas vezes. A segunda delas em um lateral longo, jogada que aprendi assistindo os jogos de uma equipe brasileira com nome de cidade americana.

ACtC-3c6p_FjGBpJh65l7HnTv5AJb6lLWSKZNa41

Diante de Thes Sport e Seraing United, duas partidas com história muito semelhante: abrimos o placar com gol de lateral longo, balançamos as redes uma segunda vez, mas deixamos a vitória escapar por entre os dedos. Contra o Seraing ainda tem o detalhe de que o empate do adversário veio em um contra-ataque encaixado a partir de um de nossos laterais - nossa principal arma ofensiva acabou servindo também ao adversário.

ACtC-3fa48QY2PEelj2tHK2OlVcPPhKaAM6_5y5y

Nossa segunda derrota na competição veio diante do USRL Visé. Jogo de poucas chances que poderia ter pendido para qualquer lado, mas foram eles que balançaram as redes uma vez - enquanto nós só acertamos a trave. Até aqui, estávamos com cinco pontos conquistados em cinco jogos, marca abaixo do esperado. Insatisfeito com o que a equipe vinha apresentando, resolvi trocar completamente o esquema tático para o confronto seguinte, contra o KMSK Deinze, escalando a equipe em um 4-1-2-3 (ou 4-1-4-1 MD com Extremos, como o FM chama o esquema). Esquema novo, tática velha: pela terceira vez em quatro partidas, abrimos o placar em uma cobrança de lateral longo. Depois ainda tivemos um pênalti e um escanteio que garantiram os três pontos e a goleada. 

ACtC-3dYRS5EPgsvx7r49TyokCXXqBCcQu3OY1js

Se na estreia levamos um 3 a 0 que foi exagerado, dessa vez o mesmo ocorreu a nosso favor. Um placar mais magro - ou mesmo um empate - seria bem mais justo.

Empolgado com o resultado contra o Deinze, mantive o esquema para o jogo contra o Liége. Só que dessa vez não deu nada certo. O adversário jogou bem melhor na primeira etapa, e com um pouco de sorte conseguiu abrir três gols de vantagem. No segundo tempo melhoramos muito, mas Touré perdeu pelo menos quatro chances no um contra um com o goleiro. No fim das contas o Liége ainda marcou o quarto gol, fechando uma vitória que foi merecida, mas certamente não nessa dimensão. 

ACtC-3dd8xCQxfiyU5_p5I8tbtc9h2E24DSlkxu8

A goleada ainda teve consequência negativas em nosso vestiário, com dois atletas solicitando uma reunião para falar sobre meu comando da equipe. De momento, consegui manter a situação sob controle, mas é possível que isso volte a incomodar no futuro.

No penúltimo jogo de outubro visitamos o Rupel Boom. Fizemos um bom jogo, mas tivemos dificuldade em abrir o placar. Nos dez minutos finais conseguimos finalmente balançar as redes - e duas vezes. Só que aí nos acréscimos um lançamento nas costas da defesa e um chute do meio da rua deixaram tudo igual.

ACtC-3fu-909mn_R4QWOjSA4NvI04F0RUJxmZacv

Vitória que escapou por entre os dedos, e mais uma reunião com o elenco. Dessa vez, com um grupo bem maior de atletas. Outra vez consegui controlar os ânimos, mas não sei até quando será possível segurar.

Fechando o mês, enfrentamos o KSK Heist. Vitória por 1 a 0 que veio da única forma possível: gol de Kafoumba Touré a partir de uma cobrança de lateral.

ACtC-3eYDmeUWTMLQ3iBybGbauCevT_iwXqwYWYq

3 vitórias (1 a 0, 2 a 1, 3 a 0), 3 empates (2 a 2, 2 a 2, 2 a 2), 3 derrotas (1 a 0, 4 a 0, 3 a 0). Se essa derrota por 4 a 0 fosse por 2 a 1 tudo estaria perfeitamente equilibrado.

 

Classificação
Equilíbrio

ACtC-3dkRHKo_chDFbBbZDAaXw0n64y2bZvSxwSD

Nosso começo de temporada não está sendo aquele que diretoria, torcida e elenco imaginavam, com a equipe ocupando apenas a 10ª colocação. No entanto, é preciso considerar o enorme equilíbrio da disputa até aqui. Esse equilíbrio acaba até dificultando uma real avaliação sobre a situação do clube. Por um lado, estamos a apenas um jogo de igualar a pontuação do terceiro colocado, o que nos colocaria dentro da zona esperada pela imprensa e bem acima do que imagina a diretoria. Por outro, uma vitória a menos e estaríamos igualados com a zona de rebaixamento.

Em um campeonato com pontuações ainda tão próximas, um bom indicativo pode ser o saldo de gols. Todas equipes acima de nós tem saldo positivo. De nossa equipe para baixo, o saldo é negativo. Desse detalhe tiro que nossa equipe ainda está abaixo do esperado, e será preciso fazer melhor nos próximos jogos para entrar no grupo de cima da tabela. Nossa defesa é a segunda pior da competição (empatada com outras duas equipes), então deve ser objeto de atenção. Já o ataque está indo bem, mas precisamos descobrir outras formas de fazer gols além dos laterais longos.

 

Bastidores
Muitos funcionários, pouco dinheiro

Fora de campo, a situação do FC Tubize se deteriora rapidamente, com o caixa registrando um passivo de 600 mil euros no momento. A diretoria não parece muito preocupada, e tem investido pesadamente na contratação de funcionários. Só nesses meses iniciais de temporada chegaram preparador de goleiros, treinador sub-21, treinador sub-18, olheiro, analista de dados e diretor desportivo. A maioria ganha salários acima de 50 mil euros anuais. É claro que um corpo mínimo de funcionários é necessário, mas diante da situação dos cofres do Tubize realmente não há muito sentido em se trazer um terceiro olheiro para o clube, ou então um profissional dedicado apenas para análise de dados.

ACtC-3cPfk2BQaHR0khzpow0k6f6uaEcqr9w-SHb

O destaque fica por conta do diretor desportivo, que será o responsável pelas contratações de atletas a partir de agora. Seus atributos de avaliação não são ruins para o nosso nível, então estou bem curioso para ver quem ele irá trazer ao clube.

Share this post


Link to post
Share on other sites
div

Boa sorte no novo save!

Acho bem legal essa abordagem de jogar com o diretor fazendo as contratações.

Curioso que o clube tenha como filosofia contratar coreanos, mas não tem nenhum coreano na equipe haha

O começo não é dos melhores, mas talvez seja preciso só um pouco de familiarização com o elenco. Achei interessante a tua forma de ver o desempenho das equipes baseado no saldo de gol. Dá uma ideia melhor de quem está bem e quem está mal.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut
2 hours ago, div said:

Boa sorte no novo save!

Acho bem legal essa abordagem de jogar com o diretor fazendo as contratações.

Curioso que o clube tenha como filosofia contratar coreanos, mas não tem nenhum coreano na equipe haha

O começo não é dos melhores, mas talvez seja preciso só um pouco de familiarização com o elenco. Achei interessante a tua forma de ver o desempenho das equipes baseado no saldo de gol. Dá uma ideia melhor de quem está bem e quem está mal.

Valeu 😄

É uma abordagem que sempre me interessou, pois tira o maior fator de desequilíbrio em favor do treinador humano. E obriga a gente a tentar se reinventar na parte tática (algo que eu preciso muito, porque não é meu forte).

Pois é, achei que teria algum coreano por lá já. Mas quem sabe não vem um nas próximas janelas? Ia ser legal.

Eu já esperava dificuldade no início. Tô apanhando demais do novo FM. E já nos FMs antigos eu não me dava muito bem com essas equipes menores, nunca soube adaptar direito meu jogo a elas. Então tá dentro do que eu esperava. Se não for rebaixado já é lucro 😛 Depois a gente constrói algo mais.

De modo geral o saldo de gols é uma ferramenta boa para uma análise adicional ao que diz a pontuação. Porque uns centímetros que coloquem uma bola na trave ou no gol podem mudar 3 pontos na classificação já, mas só mudam 1 gol no saldo. Claro que como toda estatística mais geral assim vai ter exceções, mas na maior parte dos casos equipes que estão jogando bem mas tiveram um ou outro jogo de azar tem saldo mais alto do que aquelas que estão mal mas com um ou outro jogo de sorte. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Cadete213

Sem dinheiro não é fácil. Liga está muito equilibrada e uma série de bons resultados colocam a equipa perto do topo. Ainda faltam muitos jogos e muito ainda pode acontecer.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Ademare

Feliz 2021 Danut, pegando finalmente um save no inicio ahahahahha.

Tenho vontade de fazer um save com a diretoria contratando os jogadores e pretendo começar em breve. Achei os atributos, tirando o negocial bem interessantes para o nivel do clube.

Bom save, acompanhando!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut
5 hours ago, Cadete213 said:

Sem dinheiro não é fácil. Liga está muito equilibrada e uma série de bons resultados colocam a equipa perto do topo. Ainda faltam muitos jogos e muito ainda pode acontecer.

A falta de dinheiro vai ser um complicador nas próximas temporadas, com toda a certeza. Mas por enquanto o clube ainda está entre os que mais gastam na divisão, então era pra estar um pouco acima pelo menos.

Por outro lado o equilíbrio realmente é muito grande. Se encaixar um pouco melhor em campo, já podemos chegar lá na briga do topo.

 

2 hours ago, Ademare said:

Feliz 2021 Danut, pegando finalmente um save no inicio ahahahahha.

Tenho vontade de fazer um save com a diretoria contratando os jogadores e pretendo começar em breve. Achei os atributos, tirando o negocial bem interessantes para o nivel do clube.

Bom save, acompanhando!

Olha só, quem tá vivo sempre aparece.

Se postar por aqui pode ter certeza que vou acompanhar 😄 Nosso diretor não é ruim. Mas a parte negocial preocupa. Acho que o que o Tubize mais precisa é alguém que controle bem as finanças (apesar de que não sei se o negocial muda algo nisso - é bem possível que isso só afete os valores individuais de cada contrato que o cara negocia, mas no fim ele gaste até o teto orçamentário de qualquer maneira).

Valeu.

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

Fez uma boa Copa da Bélgica. Chegou até onde deu.

São apenas 30 rodadas? Como é o regulamento?

Não está tão no começo já que são apenas 16 equipes, mas na próxima atualização já teremos mais certeza do que o Tubize pode fazer de verdade.

Dei uma olhada no editor para ver o nível do Tubize e fiquei admirado. Reputação 5000! O meu pobre Jaboticabal Atlético era 200. Logicamente, os demais da sua liga estão acima do seu patamar. 

21 hours ago, Danut said:

Elenco desequilibrado resulta em táticas desequilibradas, né. Mas a aposta é que o desequilíbrio ocorra tanto para o mal quanto para o bem. Se não der certo vou trocar para um esquema mais equilibrado, ainda que não tenha os jogadores para isso.

Quando falei que achei suas táticas desequilibradas não disse tudo completo e ficou que parecendo que eu me referia à falta de jogadores. Mas não era isso, eu me referia à distribuição de funções e tarefas.😉

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • Henrique M.
      By Henrique M.
      Na década de 90, a coisa mais comum nos campos europeus eram os tradicionais pontas velocistas; dribladores rápidos com capacidade de cruzar bem uma bola e que ficavam sempre preso no seu corredor de atuação. Atualmente, esse é um perfil bastante difícil de se encontrar nos elencos dos grandes clubes do mundo. No jogo moderno, é função dos alas e laterais atacarem os flancos e cruzar a bola para a aula. O ponta tradicional foi substituído pelo ponta de pé trocado. O ponta invertido (extremo invertido em PT-PT, por isso também no jogo e aqui nesse guia) é um desses casos dentro do FM, assim como o avançado interior.
      Enquanto esses pontas de pé trocado surgiram e evoluíram dentro do 4-2-3-1, eles tem funções diferentes dentro de campo de acordo com o time que jogam ou com a formação que são usados. Nas versões anteriores do Football Manager, a única opção tática que um treinador tinha para esse tipo de formação era utilizar um avançado interior. Atualmente, ganhamos uma ferramenta a mais, com o extremo invertido. A principal tarefa desses pontas de pé trocado é utilizar sua velocidade e técnica para duelar com seu marcador e conduzir a bola e o time para mais próximo do gol adversário.
      Para aqueles que ainda não sabem do que estamos falando, vou deixar alguns exemplos da vida real e que inspiraram a Sports Interactive a moldar a função de acordo com seu talento. Jogadores como Arjen Robben, Franck Rybéry e Thierry Henry são alguns dos ícones do futebol que ajudaram o Football Manager a trazer esse tipo de atleta do campo para as telas dos computadores. Hoje, atletas como Serge Gnabry e David Neres são grandes máquinas dentro do Football Manager graças ao que esse tipo de atleta trouxe para o motor do jogo.
      Normalmente, o estilo de jogo desses atletas é bem direito. Uma vez que tem a bola nos pés, eles combinam técnica e dribles com aceleração e boas tomadas de decisão para deixar o marcador para tráz e ou finalizar ou passar a bola para um companheiro melhor posicionado para continuar a jogada. Esse estilo de jogo não combina muito com o estilo de outros avançados interiores da vida real, que cortam para dentro, mas optam por uma enfiada de bola ou cruzamento ao invés do chute.
      Em versões anteriores, ou você transformava esses jogadores em avançados interiores, incluindo seus comportamentos codificados no motor do jogo (e que não podem ser removidos) que instruíam eles a cruzar menos, ou os transformava em construtores de jogo avançados, aceitando que eles iriam cruzar menos e chutar menos, mas fariam passes mais arriscados. Isso mudou a partir do FM 2020, que passou a nos oferecer o Extremo Invertido.
      Como essa função dá aos treinadores maior flexibilidade? As instruções se tornaram mais claras, assim como as percepções de cada um sobre o que cada função pode fazer dentro de uma partida. Para vermos o que eles devem fazer, basta olharmos para as instruções que não podem ser removidas no painel tático. Como mencionamos o Avançado Interior e o Construtor de Jogo Avançado, iremos compará-los antes de chegarmos à estrela desse guia, o Extremo Invertido. Começaremos pelo Construtor de Jogo Avançado.

      O construtor de jogo avançado, quando colocado nas pontas, é primariamente um meio-campista colocado em uma posição de maior largura, que busca encontrar espaços e criar oportunidades para si ou para os companheiros de equipes. O jogador funciona de forma bem restrita, mas tendem a recompor defensivamente quando o time está sem a bola.

      Quando comparamos o construtor de jogo avançado com o avançado interior, podemos ver imediatamente que o avançado interior movimenta-se mais em direção à área, buscando penetrações e necessitam de um tipo diferente de capacidades e habilidades ofensivas.

      E isso faz sentido quando nós examinamos seus comportamentos inerentes e que não podem ser retirados. O avançado interior é mais ofensivo. Eles querem conduzir a bola até o coração da defesa adversária, cortando para dentro a partir do corredor lateral. Ao invés de tentarem criar chances para seus companheiros com uma enfiada de bola, é mais provável que eles tentem marcar o gol por conta própria.
      Entretanto, isso não significa que eles irão chutar a esmo e ignorar companheiros melhores posicionados. Quando colocado em uma tarefa atacar, eles tendem mais a querer marcar o gol, enquanto na função apoiar, o avançado interior está mais afastado do gol e é mais provável que procurem um companheiro livro ou no espaço.

      Isto tudo nos traz até o extremo invertido. A descrição do jogo diz que ele "busca cortar para dentro a partir do terço ofensivo para criar espaço para laterais ultrapassarem e subsequentemente sobrecarregar defensores recuando."

      Seu comportamento inerente é diferente quando comparado as outras funções que mencionamos, já que eles não são instruídos a cruzarem menos ou a correr mais riscos nas tomadas de decisão. Eles são uma versão mais conservativa do avançado interior, ou talvez para ser mais preciso, a combinação entre o avançado interior e o construtor de jogo avançado.
      A movimentação de um extremo invertido é mais lateral se comparada ao avançado interior. O extremo invertido move-se para o corredor central, cortando de uma posição mais aberta. Mas ao invés de finalizar, ele quase sempre passa a bola antes de correr para se posicionar dentro da grande área.

      Quando examinamos o mapa de calor do, combinado com o de passes recebidos pelo, extremo invertido, nós podemos ver essa movimentação. Ele corta para dentro para receber o passe, progride e se posiciona entre o zagueiro e o lateral na área.

      Texto traduzido e adaptado por Henrique M. para o Engenharia do Futebol e FManager Brasil
      Fonte: https://www.footballmanager.com/the-byline/look-inverted-winger-wednesday-wisdom
    • PedroJr14
      By PedroJr14
      Eu já venho matutando há algum tempo uma nova história com um time do meu estado. Depois que o Altos conseguiu o acesso à Série C essa vontade aumentou mais ainda. A grande cereja do bolo foi o relatório sobre a última história que eu fiz aqui, onde o nosso querido @Peepedisse que ainda esperava uma história minha com começo, meio e fim. Desafio aceito!
      O CLUBE
      Muitos aqui sabem que o Altos subiu para a Série C de 2021, mas acredito que poucos sabem das dificuldades enfrentadas pelo clube durante o ano de 2020. A Associação Atlética de Altos fundada como equipe amadora em 2013, na cidade de Altos-PI, cerca de 40km de distância da capital Teresina, se profissionalizou em 2015 e logo obteve sucesso a nível estadual. A organização do clube impressionava e logo no seu primeiro ano profissional conquistou o título da Segunda Divisão do Piauí, garantindo assim o acesso para a Primeira Divisão no ano seguinte. Já no seu primeiro ano na elite, o Altos obteve a melhor campanha do campeonato e venceu a final sobre o River por 4x2 no agregado, porém perdeu o título no tribunal, por conta da escalação de um jogador irregular. Ainda em 2016 o altos obteve a melhor campanha da história da primeira fase da Série D, naquela época(5v-1e-0d), mas acabou eliminado pelo CSA, que conseguiria acessos consecutivos até a primeira divisão.
      O ESTÁDIO

      O Altos manda seus jogos no Estádio Municipal Felipe Raulino, o "FELIPÃO", que tem capacidade para cerca de 4 mil torcedores. Apesar de ficar muito próxima à capital Teresina, o Altos prefere mandar até os jogos grandes no seu estádio, mesmo às vezes sendo menos vantajoso financeiramente, só não joga lá quando é obrigado pela federação. O acanhado Felipe Raulino se transforma em Felipão, um verdadeiro caldeirão quando o time do Altos pisa lá dentro, que já fez o clube conseguir resultados improváveis.
      O MASCOTE

      Particularmente a coisa mais espetacular que eu acho nesse time é o mascote, que além de ser LINDO e SENSUAL, literalmente vive para o clube. E por conta dele eu criei o clássico dos mascotes entre Altos e Piauí Esporte Clube, que também tem um mascote espetacular, nada mais nada menos que um RATO MOLHADO, que se enxuga durante os jogos.
      O QUE ACONTECEU EM 2020?
      A nossa história começará no início de 2020, ignorando os acontecimentos desde ano, mas sem a maioria dos jogadores importantes contratados no ano, diria que sem os mais importantes. Nossas finanças estão zeradas, não temos dinheiro para contratações ou salários e contamos com apenas 18 jogadores no elenco, com posições muito carentes como a presença de apenas 1 goleiro, 1 lateral-direito e 3 zagueiros e 3 meias de ofício.
      Os desafios para um time como o Altos vão bem além das 4 linhas. O clube não tem estrutura, nem investimentos, não tem um banco de análise de dados, nem categorias de base. Vai ser um grande desafio comandar esse time nas próximas temporadas, ainda que eu já conheça alguns atalhos nas divisões inferiores e no Nordeste do Brasil.
      Ainda não posso adiantar qual será a meta para o fim da história, mas acredito que eu só vá parar depois de pelo menos um título de Campeonato Brasileiro, já que eu costumo dar sorte em Copas, então não vou colocar a Copa do Brasil como meta principal. O intervalo (ingame) entre os capítulos também ainda não foi determinado, mas pode ser de 3/3 meses, 4/4 ou 6/6. Devo fazer uma história baseada em tudo que rodeia o clube, passando pelo treinador, presidente e a relação do Altos com a política, o que não costuma dar certo no futebol.
      Estou aberto a dicas, críticas e tudo que possa me ajudar a melhorar como contador dessa história, espero contar com vocês.
      É possível ter uma temporada semelhante à que aconteceu na vida real em 2020-21? Como fazer um time tão limitado ser competitivo? Veremos nos próximos capítulos.
      Sala de troféus
      Capítulos
    • ElPerroMG
      By ElPerroMG
      Em todos os meus saves, desde que comecei a jogar FM, sempre fui vislumbrado por utilizar a divisão de base no FM. Esse amor pelo base só aumentou quando comecei acompanhar de perto o futebol argentino nos últimos anos. Devido a crise no país, os times são obrigados a utilizar o que de melhor em sua categoria jovem para formar elencos competitivos. O maior exemplo disso, e minha maior inspiração, é o que faz Gallardo no comando do River. Nos últimos anos, Gallardo revelou diversas jóias como Emanuel Mammana, Exequiel Palacios, Gonzalo Montiel, Martinez Quarta, Júlian Alvarez, Benjamín Rollheiser entre outros. Devido a essa inspiração no trabalho do Muñeco e minha idolatria pela utilização da base, resolvi abraçar o Desafio da base no FM20, principalmente por conta das melhorias que foram feitas no acompanhamento da base nessa versão do FM. Acompanhei 2 sagas com esse modelo aqui no fórum, a do Ari com o Jaraguá e a do Henrique com a Caldense, que também me serviram de inspiração.

      Como um bom mineiro, não quis fugir do estado na escolha do clube, e, pra falar verdade foi até fácil a escolha. Escolhi o Boston City FC Brasil, time criado em 2018 exatamente com essa ideia - O clube brasileiro foi criado com a missão de ser autossuficiente no que diz respeito ao desenvolvimento de seus próprios atletas. O clube hoje já conta com uma excelente infraestrutura para o apoio, suporte e desenvolvimento de seus jogadores.

      Utilizando somente nossas fornadas, tentaremos atingir os seguintes objetivos:
      Equipe
      Utilizar somente a base Aplicar o modelo de jogo ofensivo visando a posse de bola e passes rápidos.  Reter o máximo de jogadores na equipe impedindo que saiam para a Europa.  Ter um jogador formado no time convocado para a seleção (Maikon Motta (38B), Adriel Luciano (42A), Allanzinho (44A)) Ter um jogador formado no clube disputando uma Copa do Mundo (Allanzinho 44A Copa 2050 e 2054); (Adriel Luciano 42A Copa 2054); (Felipe Bezerra 46F Copa 2054) Ter eleito o melhor jogador da América do Sul Ter eleito o melhor jogador jovem do mundo formado na base do Boston.  Ter eleito o melhor jogador do mundo formado na base do Boston. Clube
      Possuir o melhor centro de treinamento profissional de Minas Gerais Possuir o melhor centro de treinamento de base de Minas Gerais Possuir o melhor centro de treinamento profissional do Brasil Possuir o melhor centro de treinamento de base do Brasil Possuir a melhor estrutura de clube Sul Americano Se tornar o principal clube formador de Minas Gerais (2042, 2043) Se tornar o principal clube formador do Brasil  (2042, 2043) Se tornar o principal clube formador da América do Sul Se tornar o principal clube Mineiro Se tornar o principal clube Brasileiro (2053) Se tornar o principal clube da América do Sul (2053) Ficar entre os 5 melhores clubes do mundo: (Recorde: 8º em 2053) Títulos
      Chegar a elite do campeonato mineiro (2025) Ganhar o Campeonato mineiro (2045), (2046) (2047) (2048), (2049), (2050), (2051), (2053), (2054) Ganhar a Taça Minas Gerais (2036) Chegar a elite do campeonato brasileiro (2042) Ganhar o Brasileiro série A. (2051), (2052), (2053), (2054) Ganhar a Copa do Brasil (2046), (2050), (2051), (2054) Ganhar a Super Copa do Brasil (2047), (2051), (2053), (2054) Ganhar a Sul Americana (2046), (2049) Ganhar a Libertadores (2050), (2052), (2053) Ganhar a Recopa Sulamericana (2047), (2050), (2051), (2053), (2054) Ganhar o Mundial de clubes (2053)
      O Boston City F.C Brasil é um clube de futebol brasileiro profissional sediado na cidade de Manhuaçu – MG. O Clube foi fundado no Brasil em Janeiro de 2018 por seus idealizadores, o empresario brasileiro Renato Valentim e o Ex Craque do futebol Internacional o brasileiro Jorge Ferreirra, mais conhecido como Palhinha.
      A filial brasileira do Boston City F.C Brasil foi criada após o enorme sucesso e destaque de sua matriz americana, o Boston City F.C, que hoje tem sua sede na cidade de Boston – EUA . O Clube brasileiro foi criado com a missão de ser autossuficiente no que diz respeito ao desenvolvimento de seus próprios atletas. O clube hoje já conta com uma excelente infraestrutura para o apoio, suporte e desenvolvimento de seus jogadores.
      No mesmo ano de sua fundação o clube teve sua filiação junto ás principais entidades do futebol brasileiro, Federação Mineira de Futebol (FMF) entidade maxima do futebol para o Estado de Minas Gerais e Confederação Brasileira de Futebol (CBF), entidade máxima do futebol para o Brasil. O Clube já conta com quatro categorias de base e uma equipe profissional nas quais disputam os principais campeonatos estaduais.
      O Escudo bem como as cores oficiais do Boston City F.C Brasil seguem as mesmas de sua matriz americana, O escudo: Leão Rampante dominando uma bola de futebol com a cidade de Boston como plano de fundo da imagem. Suas cores oficiais são: Vermelho, Azul e Branco.





    • Valismaalane
      By Valismaalane
      O nosso primeiro clube na carreira será o:
        Paide Linnameeskond
       
      Paide Linnameeskond é um clube estoniano de futebol, fundado em 1990 e refundado em 2004, com sede em Paide e manda seus jogos no Paide Linnastaadion. O Paide iniciou como um clube filial do FC Flora (O maior time da Estonia), e no ano de 2005, conseguiu 4 acessos consecutivos, uma coisa inédita no campeonato Estoniano, sendo o primeiro a fazer isso e o único, por enquanto. O Paide é um time com um grande projeto, sendo o time que busca todo seu sucesso baseado em se sustentar na elite do campeonato estoniano. Neste sentido, rapidamente o Paide se tornou a quarta força do país conseguindo um Vice-campeonato da copa em 2015, ainda não foi campeão de nada, mas o seu desenvolvimento chama atenção, principalmente pela contratração de jogadores estrangeiros e repatriação de jogadores estonianos que já estiveram na seleção. O Paide ainda não venceu nada na Estonia, mas vamos mudar isso!
      Site oficial do clube: https://www.paidelinnameeskond.ee/ 
      Técnico: O Técnico sera Ragnar Dragunov, um antigo jogador da seleção estoniana e revelado pelo próprio Paide. Embora não tenha sido um jogador de sucesso, é um jogador relativamente conhecido entre os torcedores estonianos. Ragnar foi contratado com apenas 19 anos como uma das maiores promessas do país pelo Schalke 04, mas não conseguiu espaço no clube e rodou por diversos países como Japão, Uzbequistão, Cazaquistão, Russia e armênia, retornou a Estonia e encerrou sua carreira no Valga Warriors de Valga na segunda divisão estoniana. (Experiência passada no clube // História ficticia)
       
      Metas do Save:
       
       - Me tornar um dos maiores técnicos da Estonia
       - Classificar um clube estoniano para fase de grupos da EURO
      Classificar um clube estoniano para fase de grupos da Champions
      Revelar jogadores estonianos com nível para seleção (Zarikov - Cap. 30)
      - Ver ou Classificar a Estonia para uma copa do mundo inédita
      - Ver ou Classificar a Estonia para uma Eurocopa Inédita
      Objetivos do save:
      - Permitido trocar de clube durante o save
      - Se assumir a seleção tenho que estar sem clube ou trocar o clube pela seleção (não comandar os dois simultaneamente)
      - O save é voltado para o técnico e não para a liga estoniana (embora seja uma das minhas vontades crescer o futebol estoniano)
      - Se for necessário, posso mudar os objetivos do save durante a temporada.
      - Me divertir
      Início da Carreira:
       Temporada 01/2019

       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       Temporada 02/2020

       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       - Primeira fase Mata-Mata
       Temporada 03/2021
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       - Fase de Grupos
       Temporada 04/2022
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Vice-Campeão)
      Copa da Estonia (Eliminado pelo Kalju nas Quartas-Final)
       - Não classificado para nenhuma competição Continental
       Temporada 05/2023
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       - Eliminado no Mata-Mata para o Heerenveen
       Temporada 06/2024
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       Champions League (Eliminado na fase de Grupos)
       Temporada 07/2025 e 2026
      Juventus Football Club - Demitido
       Campeonato Italiano (4º Lugar)
       Copa da Italia (Eliminado)
       Champions League (Eliminado nas Quartas)
       Temporada 08/2026 e 2027
       Sassuolo -
      -
      -
      -
      Base do Jogo:
      *Foram adicionados no ano de 2021 o Brasil, Portugal e a Italia
      Notas do Jogador:
      Espero me divertir e que todos os leitores se divirtam. Criticas construtivas sempre serão bem recebidas, e espero uma boa interação com todos! Obrigado e "NAUTIGE"!
      Obs: Kogemus Jalgpall significa algo como: "Sinta o futebol", "experiencie o futebol" (não tem um significado literal para português, mas é utilizado para vivenciar algo)
       
      Gostaria de deixar aqui um agradecimento especial ao @ggpofm pelas varias dicas e conselhos e por ter feito o Banner da saga! Também gostaria de agradecer a todos que estão dando seus respectivos feedback e acompanhando, interagindo com a saga! Obrigado!
    • Makengo
      By Makengo
      Esta vai ser a minha 1ª história aqui no fórum. 
      Se estiveres a ler isto, irás ler a história de dois treinadores com passados e objetivos diferentes:
      -Um deles, Ben Ivanov não sabe muito bem o que quer da vida mas está disposto a escrever o seu nome na história do futebol;
      -A outra, Manami Yoshida, irá querer calar a boca de críticos e reerguer um gigante adormecido;
      Histórias completamente diferentes mas que irão se cruzar (ou não) em um ponto.
      Seguindo a vibe de algúem chamado Justice (do fórum FMScout), também farei entrevistas e conferencias de imprensa mais detalhadas do que as que o jogo tem para oferecer.
      Fiquem apenas ligados em Manami Yoshida e Bennet «Ben» Ivanov
       
×
×
  • Create New...