Jump to content
Tsuru

Um clube, uma ilha, uma paixão | O fim da terceira temporada [27/09]

Recommended Posts

Tsuru

bannernacional0874a7f57c29903d.png



Apresentação

Um clube: o Nacional. Carismático, simpático, ainda em busca de um lugar ao sol, cheio de histórias para contar e com o qual fiz um dos melhores saves que já joguei, se não o melhor.

Uma ilha: a Madeira. De uma beleza exuberante e um orgulho muito particular, é a maior da Região Autônoma da Madeira, na costa africana, a 972 km de Lisboa (ou uma hora e meia de voo). E, como parte insular de Portugal, os clubes locais disputam o campeonato luso, assim como as equipes dos Açores.

Uma paixão: o futebol. Como bons portugueses, os madeirenses adoram, tanto que há três equipes grandes em uma ilha de 741 km2 e 240 mil habitantes - Nacional (atualmente na segunda divisão, a Segunda Liga) e os arquirrivais Marítimo (Primeira Liga) e União (Campeonato Nacional de Sêniores, a terceira divisão). Fora as menos conhecidas, como o Camacha (que joga a divisão regional e fica no bairro onde supostamente se jogou futebol pela primeira vez em Portugal) e o Câmara de Lobos (que na base do FM 20 é jogável e também disputa o CNS). 

O clube e a ilha - tão indissociáveis que o time é chamado de Nacional da Madeira - se encontrarão com a paixão pelo futebol nesse retorno aos gramados portugueses, que estava prometido para quando eu desse um upgrade na versão do FM, no caso, o Touch 2020. E que eu pensava postar apenas em agosto, mas comecei a jogar, estou animado e não acho que faça sentido esperar por esperar.

Teremos postagens em estilo JET, posts históricos (com viés e frequência diferentes do save anterior) e certamente muitos desafios. Sabemos que uma simples vaga na Europa é comemorada como título para qualquer clube português fora o trio de ferro e o Braga, imagine então vencer a Primeira Liga ou além.

Mas sem desafio certamente não seria tão divertido.

 

Objetivos
 

  • Conquistar o acesso para a Primeira Liga de Portugal;
     
  • Vencer a Primeira Liga;
     
  • Disputar a Liga Europa e a Liga dos Campeões;
     
  • Transformar pelo menos um jogador formado na base em lenda do clube;
     
  • Ter instalações e categorias de base de primeiro mundo;
     
  • Se estabelecer no grupo dos 100 clubes mais ricos da Europa.

 

Ligas carregadas

 

ligascarregadasc3a1a3659d0cbcb6.png


Histórico

Temporada 1:
Segunda Liga - Vice-campeão (promovido para a Liga NOS)
Taça de Portugal - Oitavas de final (eliminado pelo Tondela)
Taça da Liga de Portugal - Eliminado na fase de grupos (último colocado em um grupo com Braga, Paços de Ferreira e Penafiel)

 

Temporada 2:
Liga NOS - 15o lugar
Taça de Portugal - Eliminado na quinta eliminatória pelo Chaves
Taça da Liga de Portugal - Eliminado na segunda fase pelo Feirense

 

Índice

1. Primeiros passos
2. Meio barro, meio tijolo
3. A gente oscila, mas sobe
4. Novas perspectivas
5. Um arquipélago forte, autônomo e rico
6. Quando a bola parada é meio gol
7. O Nacional a passar por momentos de grande aperto
8. Se não vai na técnica, vai no instinto
9. Uma janela à moda antiga
10. O CD Nacional está a afundar-se
11. Afunda ou nada?
12. O fim da terceira temporada

 

Histórias da terrinha

1. O Stradivarius
2. Um senhor dentro e fora de campo

Share this post


Link to post
Share on other sites
Khroiskantis

Excelente retorno Tsuru! Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Apesar de torcer pelo União da Madeira, eu vou te desejar sorte com o Nacional. Menos é claro se enfrentar o União da madeira.

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

Que bom que decidiu retomar a ideia do save com o Nacional.  Desejo melhor sorte.

Share this post


Link to post
Share on other sites
ElPerroMG

Boa sorte, Tsuru! 

Espero que se divirta.

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Um dos meus saves preferidos da área e provavelmente um dos que mais lamentei por ter acabado pela metade. Estarei de olho com certeza.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tsuru
16 horas atrás, Khroiskantis disse:

Excelente retorno Tsuru! Boa sorte!

Obrigado Crocante!

16 horas atrás, LC disse:

Apesar de torcer pelo União da Madeira, eu vou te desejar sorte com o Nacional. Menos é claro se enfrentar o União da madeira.

Obrigado LC! Tomara que o União consiga sair da terceira divisão e que os três clubes madeirenses ocupem seu lugar, que é na Primeira Liga.

12 horas atrás, ggpofm disse:

Que bom que decidiu retomar a ideia do save com o Nacional.  Desejo melhor sorte.

Obrigado Gilson!

5 horas atrás, ElPerroMG disse:

Boa sorte, Tsuru! 

Espero que se divirta.

Obrigado El Perro! Eu também haha

2 horas atrás, marciof89 disse:

Um dos meus saves preferidos da área e provavelmente um dos que mais lamentei por ter acabado pela metade. Estarei de olho com certeza.

Obrigado Marcio!

Share this post


Link to post
Share on other sites
LucasPettine

Boa sorte, Tsuru. Que a força esteja com você e que faça uma ótima temporada.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bega Gomes

Opa, novo Save. Bora lá de novo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

Boa sorte, Tsuru, na nova empreitada! 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tsuru
22 horas atrás, LucasPettine disse:

Boa sorte, Tsuru. Que a força esteja com você e que faça uma ótima temporada.

Obrigado, jovem Padawan!

21 horas atrás, Bega Gomes disse:

Opa, novo Save. Bora lá de novo.

Vamos que vamos. Obrigado Bega!

20 horas atrás, Jirimias disse:

Boa sorte, Tsuru, na nova empreitada! 

Obrigado Jiri!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tsuru

 

 

bannernacional0874a7f57c29903d.png

 

Primeiros passos
Temporada 1, parte 1

Conta a história que o Nacional da Madeira foi fundado em 1908 com o nome de Nacional Sport Grupo, como resultado da paixão de um grupo de jovens locais pelo futebol. As cores já eram o preto e o branco e assim permaneceram em 1916, quando o nome foi trocado para Grupo Desportivo Nacional e, seis anos mais tarde, para o definitivo Clube Desportivo Nacional, que permanece até hoje.
 

primeir-11.jpg&key=3643419af656e7561e419



Depois de décadas participando apenas de competições regionais - o que acirrou a rivalidade com o Marítimo e o União - o Nacional foi autorizado a disputar o Campeonato Português em 1975, após o fim da ditadura salazarista. Fora algumas campanhas muito boas - quarto lugar na Primeira Liga em 2004/05 e em 2008/09 - e de ter passado quase toda a década de 2000 na elite, nos últimos anos tem sido um “time ioiô”: foi rebaixado em 2017/18, promovido na temporada seguinte, novamente rebaixado e, na vida real, recém-promovido de volta. 

 

panoramae60b263cacf8d93f.png


Na base do FM, porém, o Nacional ainda está na segunda divisão, e portanto a primeira missão será levá-lo de volta ao principal escalão do campeonato luso.

 

Expectativas e análise do plantel

Logo na chegada, a diretoria já colocou as cartas na mesa: voltar à elite não é apenas missão, mas obrigação. Também há expectativas sobre a classificação na Taça de Portugal - o que significa vencer a eliminatória inicial - e para a Taça da Liga, embora nesse caso a exigência não seja tão grande.

A longo prazo os planos para o clube parecem ser bem coerentes, subindo pouco a pouco na pirâmide local.
 

expectativasc4573cb1b8aed23f.png


Quando se assume um time com um elenco pequeno ou deficiente em várias posições, por vezes é mais simples entender o que falta e ir ao mercado para preencher as lacunas. Mas quando o elenco é grande e sem foco definido - como foi o caso aqui - fica difícil saber se o que temos em mãos é suficiente, onde é necessário investir e qual será o caminho a seguir. 

Lendo os relatórios iniciais, me foi dito que temos um grupo veloz e com boa capacidade de jogo pelos flancos do campo. Aí fui ver o time e contrataram diversos pontas avançados (MAE/MAD) mas não há meia ofensivo (o único natural da posição está emprestado e seu salário não é suportável para a equipe nesse momento). Não havia nenhum lateral esquerdo; no centro do campo, encontrei pelo menos cinco jogadores capazes de atuar como meia, mas com baixa capacidade de recomposição, e apenas um volante natural. Fechando, no ataque estavam três bons jogadores com perfil totalmente diferente - um Avançado Recuado Apoiar, um Ponta de Lança Fixo e um Avançado Trabalhador. 

Não sei bem onde queriam chegar com isso. Para um 4-2-3-1 tradicional faltaria um elo de ligação entre meio e o ataque e meias dinâmicos o suficiente para ajudar a zaga. Para o 4-1-2-3 haveria meias sobrando e atacantes demais - e poucos laterais muito bons -, e para o 4-4-2 e o 4-4-1-1 seria necessário adequar os pontas e/ou trazer um meia ofensivo e fazer um dos meias jogar cobrindo a zaga. E jogar com três zagueiros exigiria transformar pontas ou laterais em alas, o que pareceu bem arriscado. Vejam bem, não estou questionando aqui que com contratações essas lacunas não sejam preenchidas; estou questionando que a montagem do elenco existente faz zero sentido e não tem foco.

Com base nisso, tomei algumas decisões. Iniciaremos com o esquema que menos exige adaptação do elenco agora, um 4-4-2 inglês bem simples (com variações para mais ofensivo e mais defensivo), usando as transfêrencias para posições carentes ou que ainda não temos. Como amistosos não querem dizer muita coisa (nada), as 3 a 5 primeiras rodadas do campeonato irão me mostrar se o time se adequa ao esquema e ao estilo tático - não apenas em termos de resultado, mas na postura em campo - e poderei avaliar melhor o rendimento dos jogadores. A partir daí vou decidir se vamos manter as coisas como estão ou se o caminho é outro. E, se houver alguma necessidade de mais transferências, fica para a janela de inverno.

É claro que existe o risco de uma mudança mais adiante não funcionar e o time ficar perdido. Mas, se eu atuasse de outra forma, exisitiria o risco de definir mais as coisas agora e não ter mais opções de jogadores para trocar depois. Com o 4-4-2 consigo ajustar rapidamente para um 4-2-3-1, 4-1-2-3, 4-4-1-1, enfim.

Definido isso, fomos ao mercado.

 

Transferências

Usei bastante o recurso de trazer jogadores à experiência e observá-los nos amistosos a fim de minimizar os custos com olheiros (em relação aos atributos não faz diferença, pois até onde eu saiba não há opção para ocultá-los no Touch). A prioridade era contratar dois laterais esquerdos, um extremo esquerdo recuado (ME) e um atacante recuado.

 

jogador---entradasdbcfb280591d50ee.png

 

A margem salarial apertada não permitiu grandes investimentos. Por exemplo, o ponteiro que eu gostaria de trazer pediu 20 mil euros de salário por mês e o teto máximo girava em torno de 8 mil. Tentei deslocar os recursos de transferência, a diretoria permitiu salários mais altos mas ainda abaixo do valor solicitado, e ele não quis mais conversa.

Por outro lado também não foi fácil conseguir jogadores emprestados: muitos clubes exigiram gordas contribuições mensais, algumas cuja totalidade ultrapassava o valor do passe do atleta, além do pagamento dos salários. Aí complica.

Começando pela lateral esquerda, o titular deverá ser Armando Lopes, emprestado pelo Famalicão. E para a reserva chegou Luis Oliveira, contratado em transferência livre.

 

jogador---lopes72f9aba18f14562a.png

 

Para opção de ponta esquerdo recuado o escolhido foi o argentino Agustin Lobos. E nosso atacante recuado titular será Franco Jominy, que chega com um salário bem alto por pura falta de opção no mercado. Espero que ele consiga corresponder em campo.

 

jogador---jominy0f69e13237257f73.png

 

Pretendia parar por aí, mas um dos outros atacantes do elenco, Pedro Perotti, se machucou e ficará de fora de 3 a 6 meses. Como era emprestado, achei melhor devolvê-lo e ir atrás de alguém que tivesse condições de jogo. O escolhido acabou sendo Nazareno Funez, emprestado pelo Newell´s Old Boys, que chega para compor o banco de reservas.

 

jogador---nazarenod579e8d159401519.png

 

A maioria das saídas já havia ocorrido quando cheguei ao clube - a única na qual tive participação foi o empréstimo do zagueiro Rui Correia ao Chaves, para liberar espaço na folha de um jogador que seria pouco aproveitado.

Eu queria vender também o experiente meia Ruben Micael, 32 anos e sem vaga na equipe, mas até agora não houve interessados.

 

jogador---saidas83241877f873babb.png

 

Além do Rui, também devolvi alguns emprestados ruins de bola, com salário alto e que seriam pouco utilizados no time principal.

 

Elenco

O plantel ficou com 27 jogadores. Não é um número ruim, mas está um pouco inchado considerando que só podemos ter sete no banco de reservas. 

 

plantel7d016dbb453560b2.png

 

No gol, Daniel Guimarães chama atenção tanto por seus Reflexos (16) quanto por sua Excentricidade (16), quase um Higuita português. E o melhor zagueiro é o hermano Leonel Mosevich, emprestado pelo Argentinos Juniors.

 

jogador---zagaa88aac25821fb39a.png

 

Enquanto o lateral Nuno Campos se destaca como o principal em sua posição, no meio campo aposto bastante no nigeriano Ibrahim Alhassan, que encontrei encostado no nosso time de reservas. 

 

jogador---meio7bee888c9b771541.png

 

Por fim, o atacante que mais me chamou atenção é o colombiano Bryan Riascos. Ok que diante da baliza muitas vezes lhe falta frieza, mas seu nível de Imprevisibilidade e sua velocidade são interessantes diante das zagas bastante fechadas que certamente encontraremos.

 

jogador---ataquee716c9eea3df880a.png

 

Finanças

O Nacional quase fechou as portas na década de 90 por conta das dívidas, e eu suspeito que o “efeito ioiô” dos últimos anos tenha algo a ver com isso.

 

financas3e1ca7ed35ea382a.png

 

Foi necessária uma pequena ginástica financeira, mas com as dispensas dos emprestados e o empréstimo do Rui Correia consegui manter a folha salarial abaixo do teto estabelecido pela diretoria. Não que isso nos tenha tirado do vermelho, mas fazendo a nossa parte, no futuro podemos sonhar com mais dinheiro e mais possibilidades de investimento.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut

Quando tava lendo a tua descrição do elenco pensei que um 4-4-2 parecia fazer sentido. Aí logo vi que tu foi lá e fez isso mesmo.

Recém rebaixado e com orçamento de transferências na primeira temporada a promoção é obrigação. Estarei aqui pra cornetar se não corresponder em campo 😛

E nada a ver com teu save em específico, mas eu queria saber quem é que achou que roxo era uma boa cor pra skin.

Share this post


Link to post
Share on other sites
MitoMitológico

Te desejo sucesso no novo save com o Nacional, relembrando uma grande história sua.

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Teve boas entradas de jogadores, mas vamos ver como eles irão se sair nas partidas oficiais.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe

Portugal é um desafio sempre muito bom, guardo lembranças de ótimos saves feitos por lá e é uma liga com bastante liberdade pra contratar, o que ajuda a empolgar.

Boa sorte no desafio! O começo é interessante, limpou o elenco e manteve o nível alto. Subir é uma realidade justa, e imagino que o encaixe vá acontecer apesar de uma ou outra peça "improvisada" pro 442.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Khroiskantis

O time é interessante. Tem o Framelin e o Witi, do primeiro save (tem mais alguém?), além de contar com a experiência do Ruben Micael e do Gorré (lembro dele no Swansea na época da Premier League). 

Gostei dos jogadores que trouxe, tem uma colonia hermana na Madeira e, mesmo com o elenco grande, deram uma encorpada no time. 

Boa sorte para o início da temporada

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tsuru
22 horas atrás, Danut disse:

Quando tava lendo a tua descrição do elenco pensei que um 4-4-2 parecia fazer sentido. Aí logo vi que tu foi lá e fez isso mesmo.

Recém rebaixado e com orçamento de transferências na primeira temporada a promoção é obrigação. Estarei aqui pra cornetar se não corresponder em campo 😛

E nada a ver com teu save em específico, mas eu queria saber quem é que achou que roxo era uma boa cor pra skin.

Oi Danut.

O 4-4-2 é um porto seguro para começarmos. Dependendo de como as coisas acontecerem, vemos se dá para manter ou mudar, é aquele estilo meio coringa que se adapta a quase qualquer equipe.

Pode cornetar á vontade, subir é mais que obrigação.

Eu também não sei quem teve a ideia do roxo brilhante, e é melhor nem saber para não insultá-lo hehehe. Eu nem gosto de trocar de skin, sei que essas coisas aumentam o risco de crash dumps, mas aqui não teve jeito. Acho que a nova ficou bem melhor e inclusive menos agressiva aos olhos:

Rafael-Cavalcanti_-Recebidas-359783a06de

Obrigado pelo comentário!

20 horas atrás, MitoMitológico disse:

Te desejo sucesso no novo save com o Nacional, relembrando uma grande história sua.

Obrigado Mito! Seja bem-vindo e desta vez que o Nacional consiga chegar onde nunca antes chegou.

18 horas atrás, LC disse:

Teve boas entradas de jogadores, mas vamos ver como eles irão se sair nas partidas oficiais.

Oi LC. Sim, temos que aguardar, ainda é muito cedo pra avaliar o time.

Obrigado pelo comentário!

11 horas atrás, Peepe disse:

Portugal é um desafio sempre muito bom, guardo lembranças de ótimos saves feitos por lá e é uma liga com bastante liberdade pra contratar, o que ajuda a empolgar.

Boa sorte no desafio! O começo é interessante, limpou o elenco e manteve o nível alto. Subir é uma realidade justa, e imagino que o encaixe vá acontecer apesar de uma ou outra peça "improvisada" pro 442.

Oi Peepe.

Eu adoro jogar na liga portuguesa, apesar da dureza de encarar o trio de ferro. Tem uns times muito legais e bastante liberdade para contratar, como você comentou.

Tomara que a gente encaixe mesmo, eu tive poucas experiências boas com o 4-4-2. Como a maioria dos adversários usa cinco no meio. essa desvantagem acaba criando problemas.

Obrigado pelo comentário!

10 horas atrás, Khroiskantis disse:

O time é interessante. Tem o Framelin e o Witi, do primeiro save (tem mais alguém?), além de contar com a experiência do Ruben Micael e do Gorré (lembro dele no Swansea na época da Premier League). 

Gostei dos jogadores que trouxe, tem uma colonia hermana na Madeira e, mesmo com o elenco grande, deram uma encorpada no time. 

Boa sorte para o início da temporada

Oi Crocante.

É um time legal sim, dá pra começar. A grande questão vai ser mesmo encaixar essa turma rápido, porque a pressão em cima de quem foi rebaixado na temporada anterior é sempre muito maior.

Witi, Framelin, Vitor Gonçalves e o Jota estavam no time no outro save. O interessante é que fui olhar os relatórios dos olheiros e eles recomendaram alguns jogadores que eu contratei no 17 também, é possível que tenham mais repetecos por aqui.

Eu e os argentinos né. Não posso reclamar, eles são baratos, têm bons atributos e normalmente correspondem em campo. Que aqui não seja diferente.

Obrigado pelo comentário!

Share this post


Link to post
Share on other sites
gutofritzen

Vou acompanhar teu save, nunca joguei o Touch então é um ingrediente a mais! Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
felipevalle

skin preta pra quem usa 🤓

Então, os atributos técnicos com poucos perto do 15, ao menos com bons no psicológico. Para essa temporada ok. Será mais para se firmar. E ir criando uma identidade para o time depois.

Boa sorte 🙂

Share this post


Link to post
Share on other sites
AllMight

Boa sorte com o novo save Tsuru!

O time parece forte, mas já tem pressão desde o início com a diretoria querendo a promoção.

Estarei acompanhando!

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Neyguaín

A foto do primeiro onze do CDN parecia O Lar Da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares hahaha

Não duvidaria ver o Franco Jominy de zagueiro.

Boa sorte na sequência.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tsuru
19 horas atrás, gutofritzen disse:

Vou acompanhar teu save, nunca joguei o Touch então é um ingrediente a mais! Boa sorte!

Oi gutofritzen. Seja bem vindo!

Também nunca tinha jogado. Tenho achado bem parecido com as versões mais antigas - contratar jogador e staff, fazer a tática e jogar. Curto essa simplicidade e ainda garanto que roda sem problemas no meu notebook, por ser mais leve que a full.

Obrigado pelo comentário!

18 horas atrás, felipevalle disse:

skin preta pra quem usa 🤓

Então, os atributos técnicos com poucos perto do 15, ao menos com bons no psicológico. Para essa temporada ok. Será mais para se firmar. E ir criando uma identidade para o time depois.

Boa sorte 🙂

Oi Felipe.

Eu tinha duas opções, tela branca com letra preta e tela preta com letra branca. Como dizem que modo noturno cansa menos a vista, optei por esse esquema de cores também no FM.

Sobre os atributos, os mentais para mim são mais importantes, mesmo em nível mais alto. O cara que é inteligente sabe que é ruim e não inventa. Já o cara que é bom mas é burro não sabe o que fazer com o talento dele. Hehehe

Obrigado pelo comentário.

16 horas atrás, AllMight disse:

Boa sorte com o novo save Tsuru!

O time parece forte, mas já tem pressão desde o início com a diretoria querendo a promoção.

Estarei acompanhando!

Oi Diogo, obrigado!

Pressão total mesmo, é subir ou subir. Vamos ver se em campo o time corresponde.

23 minutos atrás, Neynaocai disse:

A foto do primeiro onze do CDN parecia O Lar Da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares hahaha

Não duvidaria ver o Franco Jominy de zagueiro.

Boa sorte na sequência.

Oi Ney.

Hahahahah, peculiar aqui só o treinador. Hahahaha

Jominy daria um bom Avançado Trabalhador, mas essa função é do Riascos. Ao menos por enquanto.

Obrigado pelo comentário!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

Sabe dizer qual a relação, se tem mesmo, entre o fim da era Salazar e a entrada do Nacional no portuguesão?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tsuru
12 horas atrás, Andreh68 disse:

Sabe dizer qual a relação, se tem mesmo, entre o fim da era Salazar e a entrada do Nacional no portuguesão?

Oi Andreh.

A população da Madeira se sentia esquecida pelo continente nos anos 30, e para piorar, Salazar - que era Ministro das Finanças - criou uma política econômica restritiva para o arquipélago. A população se revoltou e, junto com Açores e algumas colônias, tentaram a independência. O governo reagiu, reprimiu duramente o movimento e diminuiu ainda mais a liberdade desses territórios. Uma das medidas foi cortar o subsídio das viagens para os clubes madeirenses e açorianos disputarem o portuguesão, o que tornava a participação deles inviável já que as viagens eram feitas de barco.

No caso dos clubes madeirenses, passaram a jogar apenas o campeonato local. Isso durou até os fins dos anos 60, quando foi construído o Aeroporto da Madeira e o regime salazarista estava enfraquecido, o que permitiu ao Marítimo negociar um retorno ao campeonato nacional. Com a queda do regime em 1974, a Madeira foi reconhecida como Região Autônoma e isso facilitou a integração dos clubes - Nacional voltou à liga do país em 1975 e o União em 1979.

Eu não diria que é uma relação direta, mas certamente uma coisa influenciou a outra.

Obrigado pelo comentário!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Similar Content

    • Henrique M.
      By Henrique M.
      Apresentação
      Como alguns sabem, eu moro em Portugal atualmente, e assim como o @Bigode. resido no sul de Portugal, precisamente em Faro. A ida a Portugal e à cidade de Faro, inspirou o Bigode a criar "Sou de Faro, sou Farense!". Quando vim pra cá, tinha a ideia de fazer um save carreira emulando o que estou buscando fazer na vida real, que é ser treinador de futebol. Entretanto, a convivência com o futebol da cidade, me levou por um caminho diferente. Acabei optando por pegar um dos clubes da cidade, mas que não se encontra em nenhuma divisão de futebol que não seja nas categorias de base. O clube escolhido é o Futebol Clube de São Luís, um clube que nasceu como filial do Porto, como podem ver pelo escudo e pelas cores, entretanto, o objetivo é transformar esse clube em algo mais do que filial de um clube grande do país.
      Hoje, o clube opera basicamente apenas com categorias de base, indo desde o sub-6 até o sub-19. E como só opera com categorias de base, apesar de existir na base de dados do Football Manager, o clube não se encontra em nenhuma liga. Seja na database oficial, que cobre as três primeiras divisões, seja pela database do Football Manager Portugal, que fez um excelente trabalho cobrindo toda a estrutura futebolística de Portugal.
      Dessa forma, eu fiz uma simples troca entre o São Luís e outro clube da Segunda Distrital do Algarve: o Sharks United. O Sharks United é um clube amador, da mesma região, que disputa a última divisão de futebol do Algarve. Ele foi fundado recentemente e fez sua primeira temporada na Segunda Distrital desse ano. O time, nessa temporada que foi cancelada devido à pandemia atual, era o último colocado na tabela e não havia conquistado nenhum ponto. E por causa dessa campanha deplorável, decidi trocar eles com o São Luís para poder dar asas à essa história, que nem era para ser história, entretanto, empolguei demais e passei a acreditar que valia uma história.
      Futebol Clube de São Luís
      O Futebol Clube de São Luís foi fundado em 1936, em Faro e é um dos diversos clubes da cidade que vive à sombra do Farense. O clube tem um estádio de propriedade do Concelho de Faro, o Campo da Horta da Areia, que na vida real não tem nem arquibancada, mas no FM, quando criei o save, apesar de ter zero lugares na base de dados, foram adicionados magicamente 200 lugares ao estádio. Quem é da região, conhece a fama do clube e a ideia é mudar essa fama, pelo menos nesse save. Infelizmente, a internet não possui muitas informações para dar. No FM, o clube funcionará nessa primeira temporada em regime de clube amador.
      Quando ao clube no FM, as informações são zero, já que é um clube que não anda jogando em divisões além das categorias de base. O elenco e o staff encontravam-se zerados, enquanto a situação financeira é de poucas centenas de euros no caixa. Entretanto, o clube já possui uma visão de trabalho mapeada e eu resolvi não negociar.

      O treinador
      Normalmente crio um personagem fictício para esse tipo de situação, mas decidi usar a minha persona como treinador. Criei ele com o mínimo exigido para ser treinador por aqui, que é a Licença Continental C (a Inglaterra é o único país da Europa que parece utilizar licenças abaixo dessa, por isso, não creio que seja algo que seja muito diferente da realidade). Além disso, se o coronavírus permitir, creio que daqui um ano, eu serei portador dessa mesma licença.

      A estrutura do futebol português
      O futebol português é dividido em três divisões: a Primeira Liga (LIGA NOS), a Segunda Liga (Liga Ledman) e Campeonato Nacional de Seniores (CNS). A Primeira Liga conta com 18 equipes, que jogam em turno e returno para decidir o campeão e os classificados para as competições da UEFA, assim como quais duas equipes serão rebaixadas. Nem preciso dizer nada sobre Benfica, Porto e Sporting. Outros clubes dignos de nota, principalmente pela história recente são: Braga, Rio Ave e Famalicão.
      Na Segunda Liga, temos o mesmo modelo, com 18 equipes, que jogam em turno e returno. As duas primeiras sobem e as duas últimas descem para o CNS. A CNS já não opera somente com clubes profissionais, então, existem variações de formas de operação por aqui. É a última divisão controlada pela FPF e é dividida em 4 grupos regionalizados. Os grupos A e B são focados mais nas regiões norte e central do país, com bastante força para a região norte, que é um dos locais com mais clubes em atividade no país. Os grupos C e D já cuidam mais da região próxima à capital e do sul do país. Normalmente, as equipes do sul militam no grupo D.
      A estrutura do futebol do Algarve
      Antes de falarmos de como funcionam as duas divisões distritais do Algarve, vamos falar um pouco sobre os clubes da região. O Farense é o maior clube da cidade de Faro, disparadamente e está no rol dos maiores clubes da região sul de Portugal. O Farense costuma ostentar a nomenclatura de maior do sul, o que em termos históricos, não deixa de ser verdadeiro, apesar dos rivais do Olhanense não concordarem muito. Esta região atualmente conta com o Portimonense na Primeira Divisão, que em termos competitivos, é atualmente o maior do Sul, mas carece de história, já que é um clube de um empresário brasileiro, o próprio Farense que está na Segunda Divisão e alguns clubes na CNS: Armacenenses, Esperança de Lagos, Louletano e Olhanense. 
      Abaixo dessa linha, o futebol passa de condições profissionais e semi-profissionais para algo mais próximo do amadorismo. E falo amadorismo em termos de futebol mesmo, não, gestão. A Associação de Futebol do Algarve cuida de duas divisões distritais: a Primeira e a Segunda Distrital do Alrgave. A Primeira Distrital conta com 12 equipes (o número de times nem sempre é esse, pois às vezes é necessário acomodar clubes que descem da CNS), que disputam nessa atual temporada jogos em turno e returno, com os 6 melhores indo para o grupo de Promoção e os 6 piores indo para o grupo de rebaixamento. Os clubes entram com 50% dos pontos nessa fase, jogam mais duas partidas contra cada um e o melhor sobe para a CNS e os dois piores descem para a Segunda Distrital. A cidade de Faro possui os seguintes clubes nessa divisão: Os 11 Esperanças e Culatrense (apesar de serem de uma ilha próxima, treinam e jogam na cidade).
      Já na Segunda Distrital, temos 14 equipes, que jogam entre si em turno e returno. Os dois melhores sobem e o restante tenta novamente na próxima temporada. A cidade de Faro conta com a Associação Farense 1910 (vulgo Farense B) e agora, o São Luís.
      Dados do save
      Versão: Football Manager 2020 20.4.1 Base de dados: Distritais FMPT 3.0 + todos os jogadores baseados em Portugal Atributo dos jogadores exibidos Uso do editor desativado Ligas Selecionadas: Alemanha(Apenas Bundesliga), Escócia (Premiership apenas), França(apenas Ligue 1), Inglaterra(Apenas Premier League), Itália(Apenas Serie A), Espanha(Apenas LaLiga Santander), Portugal(2ª divisão distritais e acima), Rússia (Premier League apenas), Turquia (Apenas Süper Lig),Ucrânia (Apenas Prem'er Liha), Brazil (Apenas Brasileirão Série A) Objetivos
      Transformar o São Luís no maior clube do sul de Portugal; Ser o clube português com mais Champions Leagues; Histórico
      2019/2020: Campeão da 2ª Distrital do Algarve e eliminado na 1ª Eliminatória da Taça do Algarve; 2020/2021: 7º lugar na Primeira Fase da 1ª Distrital do Algarve, 4º na fase de Despromoção da 1ª Distrital do Algarve; 2021/2022: 3º lugar na Primeira Fase da 1ª Distrital do Algarve, 2º na fase de Promoção da 1ª Distrital do Algarve; 2022/2023: 1º lugar na Primeira Fase da 1ª Distrital do Algarve, 1º na fase de Promoção da 1ª Distrital do Algarve, Campeão da Taça do Algarve; Índice
      Um novo clube; Um escrete azeitado; Bobeou, dançou; Nunca antes nessa indústria vital; Ricardo Fernandes chamou a responsa; Uma goleada acachapante nos desnorteou; Do susto ao alívio; Um clube brasileiro ou português?; O reduto brasileiro vem dando certo; Sem os velhinhos ficou mais difícil; Pipoca, pipoca murcha!; A estreia na Taça de Portugal; Quase perfeito; A vantagem podia ser muito maior; Drama até a última rodada; Uma regra que mudou tudo; Desistindo de desistir; Domínio algarvio no CNS; Engatamos em busca do acesso
    • Wancho
      By Wancho
      Olá, pessoal!
      Tentei vários saves nos últimos meses, sempre em lugares alternativos e muitas vezes sem jogadores reais. Conclui que estava com saudade de jogar com eles. Tentei um time, dois, e pensei "por que não reeditar um save passado?". Em 2016, devido a um save no modo Rumo ao Estrelato do PES 2015, criei uma pequena simpatia por um clube português, o Moreirense Futebol Clube, e cheguei até a tentar fazer uma história no clube, que terminou não indo adiante por uma escolha ruim para a apresentação do save. Me lembro bem, naquele save contratei o hoje meu amigo e ídolo, Ildefons Lima e o folclórico Adebayo Akinfenwa para o ataque. Não voltei a repetir outros saves com o Moreirense e resolvi tentar. Me empolguei e joguei por horas seguidas e conclui uma temporada. Serviu para ratificar a escolha pelo Moreirense. Jogar em Portugal trás um grande desafio que é desbancar o trio de ferro (Porto, Benfica e Sporting) com orçamentos muito mais baixos. Apenas dois clubes conseguiram isso na história: o Belenenses, na temporada 1945/46 e o Boavista, na temporada 2000/01, ambos clubes de cidades grandes do país, Porto e Lisboa. Já Moreira de Cónegos, cidade do Moreirense Futebol Clube tem apenas 4.853 habitantes e está entre as cinquenta cidades menos habitadas do país, porém é a cidade com maior número de habitantes por km²: 1 028,2 hab/km². Seria, um feito inimaginável desbancar o trio de ferro com um clube de uma cidade tão pequena e essa será a minha missão nesse save, que deve marcar a minha despedida do FM20. 
      Não haverá nenhuma regra específica nesse save e o maior objetivo é me divertir. Mas todos nós jogamos para vencer e sem nenhuma dúvida que o objetivo do alter-ego escolhido como treinador será vencer o maior número possível de títulos em âmbito nacional, continental e mundial, além de promover um crescimento geral do clube. Antes do início de cada temporada irei comentar sobre os objetivos específicos de cada uma. 
      O cronograma de atualizações será com um post para a apresentação do elenco, contratações e pré-temporada, atualizações a cada dois meses de jogo, e um post ao fim da temporada para análise da mesma. 
      Nos próximos posts, falarei um pouco mais da equipe, da cidade e do começo de trabalho no clube do novo treinador.
      A quem quiser me acompanhar nessa missão, seja bem-vindo. Aqueles que pretendem comentá-lo, já agradeço de antemão e aprecio cada comentário de vocês. 
      Até breve.

    • maicongol
      By maicongol
      De uma pequena cidade de Portugal surge uma lenda no cenário do Futebol... 🇵🇹 ⚽
      Bem vindos a Tondela...😎
      Confira com a gente todas as aventuras de uma saga onde tentaremos transformar uma equipe de pouca expressão 
      na Liga Nos em uma potência Mundial... 🏆🥇
       
    • Banton
      By Banton
      Eu só jogo na Europa e o campeonato português é sempre o meu principal alvo nas janelas de transferência. Jogadores dos clubes pequenos saem por uma barganha.
      Mas resolvi me aventurar no Bacalhauzão e gostaria de saber se existe uma possibilidade dos jogadores serem mais valorizados?
      Os valores dos meus jogadores estão abaixo de 1M. Recebo propostas absurdamente ofensivas pelos meus atletas. Como resolver? 
      Pensei em aumentar o nível de reputação da liga mas outros campeonatos tem menos reputação e os jogadores são mais valorizados que os portugueses.
       
    • Lanko
      By Lanko
      Próxima>>>                 
       
      ATUALIZAÇÃO MAIS RECENTE!
      ÍNDICE
       
      E aê galera, tudo bom? Descobri o fórum recentemente há uns dias atrás, especificamente a área de histórias. Li algumas e adorei o formato e o fato que a galera resolveu postar suas jornadas e challenges interessantíssimos. 
      Enquanto jogava o FM18 fiquei pensando nas várias coisas que aconteceram e que dificilmente conseguiria guardar pra lembrar depois, especialmente as coisas memoráveis.
      Deixei quieto e segui em frente, mas como disse, encontrei essa área aqui e me arrependo de não ter pesquisado e encontrado antes. Mas antes tarde do que nunca, né! O save não tem tanto tempo e muitas dos principais eventos estão frescas na memória.
      Esse save não tem objetivos específicos a serem alcançados, simplesmente criei um perfil de treinador (sem escolher clube, comecei desempregado) e saí pro mundo pra ver no que vai dar. 
      PERFIL DO TREINADOR:
       
      Lanko Askarian sempre teve interesse por futebol, principalmente na parte tática, já que jogando ele é um grande perna de pau. Decidiu ir adiante com esse pensamento e resolveu estudar para ser técnico e dirigir uma equipe.
      Diante dos vários fracassos do Brasil na área, decidiu, corretamente ou não, ir estudar e fazer cursos na Europa. Escolheu a Inglaterra já que sabia inglês e nada dos outros idiomas. Depois de algum tempo, adquiriu profundo conhecimento tático, de treinamentos, de filosofias de jogo.
        
       
      Agora só faltava botar tudo isso em prática, e é aí que morava o problema. Lanko entrou determinado a começar 2018 como técnico, mas passou o primeiro semestre desempregado. Nem clubes brasileiros da 3a divisão quiseram sequer conceder uma entrevista.
      No fim da temporada europeia, Lanko voltou a Inglaterra, disposto a aceitar propostas da 5a ou 6a divisão inglesas só pra começar a trabalhar, mas mesmo dessa vez conseguindo entrevistas, não foi o escolhido em nenhum dos oito clubes em que bateu a porta.
       

       
      Jovem (30 anos, muito menos que muitos jogadores em atividade), sem ter comandado vestiário antes e ainda por cima estrangeiro, esses foram os principais motivos das recusas.
      Até que viu um anúncio de um clube de Portugal (o único), a Mondinense, da terceira divisão portuguesa, e decidiu entrar em contato com eles.
      O presidente foi surpreendido pelo contato. Ele acabou gostando do perfil. Avisou que o clube era pequeno, mas gostaria de ver o clube crescer e talvez tentar algo inusitado seria o primeiro passo ideal. O presidente convidou Lanko para a cidade de Mondim de Basto para assinarem o contrato.
       

       
      Lanko aceitou, muito feliz. Portugal não estava nos planos iniciais, mas quem sabe, caindo do céu, seria o melhor lugar para começar a carreira. O idioma não seria problema e Portugal era um bom país, além de ter certa história no futebol e um cenário respeitável.

      Ele sabia que o começo ia ser difícil, mas até chegar em Portugal e ver a sede da Mondinense de perto, ele não fazia ideia do quão difícil…
       
      Próxima>>>
×
×
  • Create New...