Jump to content
Sign in to follow this  
Zap!

Kristoffer Sørensen - Den Største Viking - Fim de Save

Recommended Posts

Zap!
Em 03/06/2020 em 13:36, Valismaalane disse:

Tava fazendo uma campanha mediana no dinamarques, mas era um projeto um pouco mais longo, e espero que mantenham-se a evoluir com a base criada. De qualquer forma, Brann é um time interessante e tenho certeza que poderá fazer muito por eles no periodo que estiver por lá e pegar um novo projeto no inicio. Boa sorte!

Penso da mesma forma. Vi uma boa evolução em 6 meses, era algo que com certeza renderia frutos. A base do Silkeborg ta bem forte mesmo, vamos ver como vão se sair sem o Kristoffer agora.

Brann é time grande já, do mesmo nível do Hammarby eu diria.

Em 04/06/2020 em 17:36, marciof89 disse:

Bom, como uma das características do save é você recorrer a seu amigo, não tem jeito, se ele fala que quer mudar, você muda. Mas achei bem triste largar um projeto em andamento. Claro que na vida real provavelmente abandonaríamos também, já que estamos falando do chamado para uma equipe maior em divisão de topo. Mas... hahaha

Enfim, a campanha não era lá essas cosias também, então fica a torcida para a melhora no começo de uma nova temporada, agora na Noruega.

Boa sorte!

Hahahaha exatamente. Até achei que ele seria mais engessado pra fazer as trocas. Mas realmente, se o Brann oferece pro técnico do Silkeborg não vejo porque ele não mudaria mesmo.

A campanha estava melhorando. Acho que conseguiríamos ficar entre os 6 primeiros e talvez umas 2 temporadas vencer a competição.

Obrigado!

6 horas atrás, PedroJr14 disse:

Kkkk, você parece não ter dado sorte ao Brann na sua passagem pela Noruega, espero que Kristoffer consiga dar a sorte que você não deu, já que ele sim pode fazer algo pelo clube.

Boa sorte!

Hahahahah Exatamente isso ai! E tem pelo menos 3 jogadores que já sei que jogam desde essa época do rebaixamento. Será que Kristoffer está a altura desse desafio ? Eu acho que sim.

Obrigado!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Zap!

j93aIQE.png

TEMPORADA 2025 - SK BRANN

Mais um ano na carreira de Kristoffer. Dessa vez em um clube grande da Escandinávia. Teve emoção do começo ao fim este ano! Será que Kristoffer já se demitiu mais uma vez após uma dobradinha? 

efb1uWp.jpg

GPMmW0P.jpg

O Brann é o time da cidade de Bergen. Avaliado em 28M de Euros existe muito trabalho a ser feito nas melhorias do clube, caso este queira manter-se entre os melhores clubes da Noruega. O clube possui 5 canecos da Liga e 7 da Copa, muito atrás comparado com Rosenborg com mais de 20 canecos da Liga. Mas o clube sempre está brigando na parte de cima da tabela, e no jogo foi campeão da Liga em 2021 e 2022.

Com isso Kristoffer chegou e possuía este elenco e estes staff. O orçamento de transferências estava em 12M de Euros. Salários não era um problema para realizar contratações.

Os jogadores que já estavam no clube e merecem destaque:

Daniel Dalehaug – O construtor de jogo recuado. Bom passe, sempre começando bem a construção das jogadas. Ele cola no zagueiro pela direita e sempre recebe o passe para começar a ofensiva. Foi eleito o melhor jogador da temporada na Liga!

Felice D’Amico – O melhor jogador do time até a chegada de Kristoffer. Joga bem pela ponta esquerda mas também sabe construir jogadas pelo meio. Foi titular absoluto durante a temporada

Magnus Immerstein – Goleiro reserva que vai assumir a titularidade já já. Ótimo potencial.

Markus Eiane – O craque do time em minha opinião. O artilheiro da equipe na temporada, com maior média. Muito bom jogador, apesar das estrelas de habilidade não serem muito altas, seu desempenho é maravilhoso.

 

EG1Wwsi.jpg

Uma janela de transferências extremamente movimentada. Muitos jogadores não agradaram os olhos de Kristoffer, que fez muitas mudanças para alcançar as duas taças esta temporada.

O primeiro setor reforçado foram os Staff que ficaram assim.

SAÍDAS

Nas saídas, muita movimentação. Todos os jogadores foram vendidos por não serem utilizados com exceção de Thomas Isherwood que foi extremamente importante durante a primeira metade da temporada. Achei o valor muito bom e acabei vendendo. Stale Varem também foi uma perda, infelizmente ele queria sair e não consegui negociar um valor maior. O clima no vestiário estava ficando ruim pois ele estava fazendo baderna para ir embora.

 

f19Ipjp.png

CHEGADAS

O primeiro reforço de Kristoffer foi Jim Farrell, zagueiro com potencial absurdo emprestado pelo Manchester United. O jogador já é o craque da Eliteserien e ainda vai crescer demais. Com o setor de defesa precisando de reforços, Samuel Fernandez chegou para a reserva da lateral esquerda, jogador versátil que atua também como zagueiro (eu amo jogadores versáteis). 5⭐ de potencial, o garoto vai ser craque, vamos ver como se desenvolve. O próximo reforço foi um achado dos olheiros. Mais um mini craque, mas agora para o setor de meio campo. Ótimos atributos, chegou pra ser o cara do meio campo, Mateusz Kumor. Sam Henry chegou para ser o centroavante. Potencial absurdo também e por um valor muito baixo. Vai crescer e já chamou atenção de clubes. Clifton Robinson chegou de graça!!!! Mas apenas no meio da temporada, mas fez uma dupla inglesa na zaga excelente. Mais um 5⭐ para o Brann. Tomás Silva também veio de graça, por isso chegou no meio da temporada para ser o reserva imediato de Kumor. No caso, os olheiros colocavam 4⭐ de habilidade, mas quando ele chegou ao clube ele caiu para 3. Jordan Kerr foi oferecido ao clube, e cara, como recusa um jogador assim? Não teve dúvidas e Kristoff já o contratou.

As outras chegadas foram do DoF e do HYD para o time 2 e sub-19.

Com isso fomos com um elenco cheio de jovens para o começo da competição, mas a mídia nos colocava em segundo lugar. O time estava bem encaixado.

 

TfaQKvW.jpg

 

A campanha na liga começou de uma maneira ESPETACULAR. O time encaixado direitinho, fazendo as triangulações muito bem feitas, lançamentos para os pontas livres, tudo corria muito bem. Os 15 primeiros jogos da liga foram 13V 1E e 1D. Uma campanha espetacular e 10 pontos de vantagem para o Molde, segundo colocado. Tudo corria perfeitamente bem. Mas aí vem o calendário mais apertado...

Começaram os jogos decisivos da Copa da Noruega e a Confederence League. O time precisava de uma rotação maior, com isso resolvi poupar alguns titulares em alguns jogos para ir ao mata-mata. Algumas pequenas lesões de 2-3 semanas atrapalharam no meio também, o que fez as vezes jogadores entrarem em campo na Liga com 80% de condição de jogo. Afrouxei um pouco os treinos para os jogadores não ficarem tão cansados, mas não adiantou muito. Conclusão, começamos a perder alguns jogos, incluindo o jogo contra o Molde. Perdemos a primeira colocação para o Molde na 17ª rodada. Estávamos agora disputando jogo a jogo, coisa de 1,2,3 pontos nos separavam. E chegamos na 28ª rodada deste jeito

QgB11Fe.jpg

 

2 pontos nos separavam, mas nossos jogos eram mais difíceis que os do Molde. Sendo assim precisávamos, além de vencer, de um tropeço do Molde. Vencemos o Stromsgodset, mas o Molde venceu fora de casa também.

ckaQO9d.png

Agora nos restava a última rodada. Era o tudo ou nada e fomos com tudo para cima. Era um jogo no campo e outro na telinha que mostra os outros resultados. O MOLDE ESTAVA PERDENDO, era nossa chance. Nosso time só precisava de um golzinho para celebrar a taça da competição. Jogando a 3h de casa, no estádio de Haugesund, nosso time sofria demais para abrir o placar. Foi quando Kristoffer colocou todo o time ao ataque...

Spoiler

Eis que nada aconteceu e emaptamos o jogo no 0x0. Foi-se o campeonato na mão do Molde. Eles até tentaram nos ajudar perdendo o último jogo. Mas o que deu a eles o título foi o confronto direto, onde em dois jogos eles bateram nossa equipe.

1937uEF.png

Veio a frustração de uma temporada muito boa, mas sem sucesso. Agora só restou a Kristoffer ver a reação da imprensa, diretoria e jogadores para saber o que o aguardava no futuro.

A imprensa caiu matando Kristoffer falando que suas táticas não funcionaram, mas os torcedores e a diretoria ficaram satisfeitos com a campanha do clube.

 

 

fBlt1QM.jpg

 

Na copa da Noruega, os primeiros jogos são aqueles “fáceis” onde pegamos apenas times menores de ligas inferiores. Sem surpresa chegamos sem dificuldades as quartas de finais, onde agora pegamos outro clube da primeira divisão.

HamKam foi o clube infeliz que tomou uma chulapada de 4x0 do Brann. A Copa é disputada em jogo único e o time simplesmente brilhou em campo. Tudo funcionou. Jogo extremamente controlado e consciente da equipe. Mas assim, foi um massacre total, olhem as estatísticas da partida. Com um jogador expulso da equipe adversária aos 26 minutos o Brann brincou de futebol. Os caras não deram 1 chute a gol se quer.

Já na Semi final o jogo foi outro. Contra o Bodo/Glimt  o jogo foi tenso. Muito equilibrado e chances reais para os dois lados. O jogo estava tão equilibrado que abrimos o placar aos 24 minutos mas levamos o empate aos 37. No segundo tempo, sem modificações, marcamos aos 50, mas já sofremos outro gol aos 53. Muito equilíbrio e todo cuidado era pouco. Foi então que aos 56 brilhou o menino Eiane. Em seguida ele marcou mais uma vez de pênalti e ganhávamos por 4x2. Mas perto dos acréscimos o time deles cresceu demais, e o cansaço do meu time bateu. Sofremos uma abita pressão e eles marcaram aos 93. Fim de jogo! Brann estava na final!

Na final, não tenho muito o que comentar, nosso time simplesmente dominou todas as áreas do campo e massacramos o Haugesund. Foi a hora da revanche contra o time que nos tirou o título. Mas desta vez o jogo foi no estádio do Brann mas em campo Neutro. Jogando “em casa” o resultado veio facilmente. Vitória por 3x0 e caneco da competição!

Brann e Kristoffer campeão da Copa da Noruega.

 

SEtctJK.jpg

 

t3gYWbh.jpg

 

Na competição continental, uma incógnita em como o time se sairia. Primeiro jogo de eliminatória contra o Liria, resolvi ir com o time titular pois era fora de casa. Rapaz, 10x0 nos caras. Não aguentava mais ver lance chave, era toda hora. Um massacre pra cima dos caras. No jogo de volta, com a equipe inteiramente reserva, 12x0 em cima do Liria. Coitados, fiquei com dó. Agregado de 22x0 e fomos para a próxima eliminatória. Esta era contra o Levski. Em casa 1x1 e fora 2x0 para o Brann. Mais uma etapa concluída. E faltava uma eliminatória para entrarmos na fase de grupos. Agora contra o Vitória Guimarães de Portugal. 2x0 fora de casa no primeiro jogo. Fomos com a equipe reserva na volta, em casa. Surpresa, perdemos por 2x1. Mas o gol do Robinson de escanteio nos classificou para a fase de grupos.

Após o sorteio, caímos num grupo acessível:

RiYxU5Q.jpg

 

Julguei extremante mal a qualidade das outras equipes perante ao Brann. Perdemos os dois jogos contra o Schalke 04. Empatamos os 2 jogos contra o AGF por 1x1 e vencemos os dois jogos contra o Marieham (que perdeu todos os jogos). Conclusão da história...

AbpI360.jpg

Nos classificamos pelo saldo de gols! Ainda bem que goleamos o Marieham nos dois jogos. Mais um sorteio nos aguarda...

Caímos contra o Esbjerg da Suécia.

Pela diferença de calendário da Noruega para a Europa, a competição acaba por aqui nesta temporada.

 

I9lBWyB.jpg

 

Jogos da temporada: Março – Junho, Julho – Outubro, Novembro – Dezembro.

 

Grande temporada de Kristoffer em seu primeiro ano comandando o SK Brann. Aqui algumas das estatísticas da temporada e da equipe.

A próxima temporada, com os jovens jogadores crescendo tem tudo para ser coroada para Kristoffer. Muita expectativa.

Agora permanecendo num clube grande até eu estou mais animado (e rezando pro Kristoffer não aceitar nenhuma oferta de novo clube). A Confederence promete, acredito que seja algo alcançável

Share this post


Link to post
Share on other sites
PedroJr14

Temporada muito boa, com bons reforços, incluindo na parte do staff.

O time brigou pelo título até o último momento, pena que não teve forças pra levantar a taça.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Valismaalane

brigou ate o ultimo momento, muito bom. Parabens!

Ainda levou a copa e a EURO II tem chances, eu acredito!

Boa sorte na sequencia!

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Bateu muito na trave nesse título, foi tão na trave que quando botou no spoiler eu pensei: ganhou. Mas foi lá e perdeu! hahahahah

Mesmo assim, isso não apaga a ótima temporada de Kristoffer, que disputa ainda a Euro II e tem chances de passar de fase.

E aliás, parabéns pelo título!

Boa sorte 🙂

Share this post


Link to post
Share on other sites
Zap!
Em 09/06/2020 em 00:21, PedroJr14 disse:

Temporada muito boa, com bons reforços, incluindo na parte do staff.

O time brigou pelo título até o último momento, pena que não teve forças pra levantar a taça.

Muito boa mesmo! O time perdeu um pouco de forças depois do primeiro turno, isso fez o título escapar. Mas acontece né, afinal é só o primeiro ano de Kristoffer no clube.

 

Em 09/06/2020 em 19:37, Valismaalane disse:

brigou ate o ultimo momento, muito bom. Parabens!

Ainda levou a copa e a EURO II tem chances, eu acredito!

Boa sorte na sequencia!

Obrigado! Foi extremamente disputado. Rosenborg brigou pelo título também, mas já na 27 rodada ficou de fora.

Já já posto o resultado da Confederence

17 horas atrás, marciof89 disse:

Bateu muito na trave nesse título, foi tão na trave que quando botou no spoiler eu pensei: ganhou. Mas foi lá e perdeu! hahahahah

Mesmo assim, isso não apaga a ótima temporada de Kristoffer, que disputa ainda a Euro II e tem chances de passar de fase.

E aliás, parabéns pelo título!

Boa sorte 🙂

Hahahahha mano! Essa foi aquelas que bateram nas duas traves e não entrou, porque nem esperava o Molde perder, e eles estavam os ajudando. Euro II também foi uma surpresa! Já trago o resultado.

Obrigado!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Zap!

j93aIQE.png

TEMPORADA 2026 - SK BRANN

Segundo ano como treinador no Brann. Nesta temporada as expectativas não poderiam ser outras se não conquistar a Liga e a Copa. Será que conseguimos defender o título da Copa e buscar o inédito título para Kristoffer ?

 

NfPQuVp.jpg

 

Mercado extremamente agitado neste ano. Muitas saídas, mas com ótimos valores geraram um bom lucro ao SK Brann.

SAÍDAS

Não conseguimos segurar o jovem Kumor. O cara já estava com 4⭐ de habilidade e chamando atenção. Chegaram várias propostas pelo garoto, mas a que não teve como recusar foi da Arábia. 7,75M de Euros podendo chegar a 11,75M (Foi comprado por 4M). O mesmo time acabou levando nosso lateral multifuncional Strand por 1,2M (Já tinha 30 anos, achei a proposta muito boa).

No meio da temporada, com o Clifton Robinson voando na zaga ele chamou muita atenção dos times ingleses e pediu pra sair. Mas saiu por 10,75M (ele veio de graça na temporada passada). O Lechia também levou nosso jovem lateral direito Even Drage, substituto do Strand que assumiu a titularidade. Mas a bagatela de 4,5M foi muito pesada e acabou sendo vendido.

HlNB154.png

 

CHEGADAS

O foco deste ano para Kristoffer era manter a base e buscar apenas peça de reposição para os jogadores perdidos. Outra coisa que era necessária era trazer jogadores com o status de Treinado na Noruega, pois a Liga exige um mínimo de 16 jogadores treinados no país.

O primeiro reforço foi um substituto na ponta direita, o jovem tcheco Jakub Janousek. Veio por um preço muito baixo para o seu potencial. Foi reserva do Eiane na ponta direita. Logo em seguida o empréstimo de Jim Farrell, xerifão da Zaga foi renovado perante ao Man Utd. Dylan Carden veio para a reserva da ponta esquerda. Jovem com potencial, pouco utilizado este ano, mas tem um futuro promissor. Stephane Simon veio para ser o jovem promissor na zaga. Entrando em algumas partidas para já ir ganhando experiência. Guilherme Giovan estava listado para transferência e não pude deixar de trazer esta jovem estrela para o time. Atua tanto no meio-campo ofensivo quando de Mezzala. Carlos Sanchís é a próxima promessa no ataque, chegou mas foi emprestado por não ser treinado na Noruega. Veio por preço de banana.

Para completar as 2 vagas de jogadores treinados na Noruega chegaram Emil Mikkelsen para recompor a saída de Robinson e Aleksander Liestøl para suprir a lateral direita.

Dejan Kostic veio para reforçar mais ainda a zaga, pois o time estava sofrendo de lesões e cansaço pelo setor.

 

SOghnaA.jpg

 

Ficamos com este elenco ao terminar a temporada.

 

q4FVm9i.jpg

 

TfaQKvW.jpg

 

Mais uma temporada que o time começou voando! Sofremos um empate no 3º jogo da competição, mas depois disso o time embalou uma excelente sequência de vitórias e nos 15 primeiros jogos nosso time estava em primeiro colocado. Vale ressaltar que a diferença de pontos chegou a 10 pontos, mas 2 derrotas (uma delas no confronto direto) fizeram o Rosenborg encostar na segunda colocação.

x7SqdSU.png

Veio a janela de meio de ano, perdemos 2 peças importantes na equipe, mas o time não se abalou, ficou feliz por ter deixado Robinson realizar um dos sonhos de jogar na Inglaterra. A moral do time lá em cima e o time voando em campo.

Sem Spoilers sobre a Confederence League, mas no segundo turno estávamos disputando novamente a etapa de eliminatórias da competição para entrarmos na fase de grupos que começa no meio do ano. Com isso o time sofreu fisicamente, e acabamos tendo uma mini má sequência. Foi quando decidi fazer pequenas alterações táticas na Equipe. O desenho tático e as orientações a equipe são as mesmas, mas as funções e instruções individuais foram alteradas ficando assim:

Spoiler

o4jWhPc.jpg

Agora os pontas estão jogando como Extremos e o Meia Atacante como Atacante Sombra. Além disso o Mezzala não mais Ataca e sim Apioa.

 

Após essa alteração, não teve pra ninguém (alías, só o Haugesund nos venceu). O time embalou 6 vitórias seguidas e acabamos a competição assim:

OG2B6if.png

 

CAMPEÃO DA NORUEGA!!!!!! Kristoffer levou mais um caneco importante para casa! Chupa Ranheim (que aliás tomou um baile de 5x1 em Bergen).

LugOh1k.jpg

Temporada maravilhosa na Liga! E como de costume, vamos a Copa...

 

fBlt1QM.jpg

 

Na última edição fomos campeões basicamente sem nenhuma dificuldade. Nos restava defender o caneco dos outros grandes clubes da Noruega. Neste ano, no entanto, foi um pouco diferente.

Como de praxe, os 4 primeiros jogos são contra clubes amadores e quem jogam são os reservas e jovens da base. 4 vitórias, uma por 7x0 - 5x0 – 4x2 – 5x1. Um baile para cima dos clubes amadores.
 

Chegamos as quartas de finais contra o Kongsvinger. Jogo equilibrado até o último minuto. Já estava esperando a partida ir para os pênaltis, quando o Eiane resolveu mostrar sua estrela e marcou aos 90 minutos, dando a vitória e classificação a semi para o Brann.

Na Semi-final um jogo duríssimo. Fredrikstad era o nome da vez. Começamos perdendo o jogo por 1x0 e levamos o resultado ao vestiário. Depois de o pau comer lá dentro a postura mudou, assim como a formação em campo. Veio o empate de pênalti (aqueles lances bizarro dentro da área que o jogador meteu um carrinho horrível). Henry empatou o jogo que foi a prorrogação. Muita tensão, jogadores se arrastando em campo, principalmente os laterais. Na prorrogação Jan Gran, jovem jogador da base marcou um gol e nos deu a vantagem. Mas no lance logo em seguida, lambança da minha zaga e os caras empataram. Final do tempo extra 2x2. Agora era tudo ou nada nos penais. 4x4 nos pênaltis, eis que o goleirão Immerstein salva a quinta cobrança e Nordås converte! Mais uma vez Brann na final!!! Dessa vez com muita emoção.

Chegamos na final logo após sermos campeões da Liga. Contra o Vålerenga, clube com rivalidade histórica com o Brann. Jogo extremamente controlado para o Brann. Muitos chutes a gol, muito mais posse de bola. Mas o time pecou demais nas finalizações. Não acertava o alvo, e quando acertava, o goleiro defendia tudo. Impressionante. Conclusão. 0x0 no tempo regulamentar e um novo 0x0 no tempo extra. Decisão da Copa nos Penais, e...

zzicrUt.png

BRANN CAMPEÃO! Mais um título para a carreira de Kristoffer! Desta vez sofrido, Haja coração. Conseguiu defender o caneco da Copa e realizou a dobradinha da Noruega! Grande treinador esse Viking.

0s8iN13.jpg

c8rMRax.jpg

 

t3gYWbh.jpg

Bom aqui fiquei meio perdido em como postar, visto que temos duas temporadas desta competição no mesmo ano.

TEMPORADA 25/26

Começando com a Confederence da temporada 25/26 onde nos classificamos na fase de grupos e pegamos o Esberjg FB da Suécia.

No jogo de ida fora de casa, vitória por 2x1 para o Brann. Com dois gols marcados fora de casa o jogo de volta tinha tudo para ser tranquilo. E foi. Um 0x0 mixuruca em casa nos garantiu na próxima fase da competição. Esta, que possui 2 fases de eliminatórias antes das quartas de finais.

Próximo jogo contra o Malmo, também da Suécia. Mas esse time Kristoffer já aprendeu a vencer. Jogo de ida 1x0 para o Brann e na volta um bom jogo com o resultado de 3x1. Duas vitórias e classificação garantida.

Mas aí o bicho pegou. Quartas de Final chegou e pegamos nada mais nada menos que Tottenham. O ataque dos caras com Vinicius Junior, Paulinho e Djenepo. Parada duríssima. Fomos com a tática mais fechada que o comum. Não deu certo, jogo de ida, derrota por 3x1 e na volta em Londres, mais uma derrota por 4x1. Agregado de 7x2 e o Brann se despede da competição.

GgZ9Img.jpg

 

Caímos, mas caímos felizes com o resultado.

 

TEMPORADA 26/27

Depois do meio do ano começaram as eliminatórias para a nova temporada da competição continental. Vou dar uma resumida pois ainda falta um pouco de história desta temporada.

Depois de jogar contra Barry, Konyaspor e OB, conseguimos nos classificar para a fase de Grupos. O jogo mais difícil foi contra o OB na Dinamarca onde perdemos por 2x1, mas o placar de ida por 3x0 garantiu a classificação.

Chegamos a fase de grupos

Desta vez não havia nenhum clube de grande expressão no grupo, mas isso não significa que foi fácil. Primeiro jogo, 1 derrota para o Viktoria Plzen ligou o alerta. Mas depois disso o time foi bem profissional e conseguiu os resultados esperados: 1D e 1V contra o Plzen, 1V e 1D contra o Aalborg e 2V contra o Levski nos colocaram em segundo do grupo

BOUhCBJ.jpg

E o Brann segue classificado para a próxima temporada. Infelizmente pela regra do Save, Kristoffer não irá prosseguir no clube, então deseja sorte a boa garotada que seguirá na competição.

Jogos da Temporada: Fevereiro – Abril, Maio – Agosto, Setembro – Dezembro.

 

QcK6vH7.jpg

 

pCtKVaA.jpg

Um email inesperado me surpreendeu durante esta temporada. No começo/meio da temporada Kristoffer foi convidado a treinar a seleção de se país!!!!

Não preciso nem comentar que o Kristoff real aceitou, e ainda disse que é o maior sonho de sua vida.

Com isso agora Kristoffer estava com o trabalho de técnico duplo.

A Dinamarca acabava de jogar a Copa do Mundo de 2026. Coisa muito maluca com 48 equipes em 16 grupos de 3. Não sei se é normal, se isso vai acontecer na vida real ou não, mas achei bizarro. A Dinamarca ficou em segundo lugar no grupo de Brasil, Dinamarca e Jamaica. Depois eliminou o México, mas caiu para a Croácia nos Pênaltis nas oitavas. Por curiosidade, a França foi campeã.

Com isso a Dinamarca chamou Kristoffer para a Divisão Internacional da Europa. Uma liga que eu nunca ouvi falar também. Mas Kristoffer chegou para esta competição. No fim, um desastre. Caímos no grupo de Bélgica, França e Inglaterra. Com 6 jogos, todos em ida e volta, conseguimos nada mais nada menos que 6 derrotas. Apesar disso os jogadores estavam felizes com o resultado (acho que meu jogo ta bugado).

aw3Bq3S.jpg

Achei que Kristoffer seria demitido, mas surpreendentemente a Dinamarca ainda confia nele. Então ele seguirá no cargo para a classificatória da Eurocopa.

 

Jogos da Temporada

 

I9lBWyB.jpg

 

Agora Kristoffer está sem clube mais uma vez. Mas como ele treina a seleção de seu país, é mais difícil de receber proposta de outros clubes. Então resolvi oferecer nosso Viking aos clubes com cargo de treinador disponíveis das Ligas em que ele ainda tem que conquistar (Dinamarca, Finlandia e Islandia). Vamos ver qual será o novo clube de Kristoffer. Ele já consta como top 10 da Dinamarca no Quadro de Honras, mais ainda faltam muito para ser o maior da Escandinávia!

Depois dessa temporada, não podia ser outro o técnico do ano!

pH3gFm4.jpg

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Leho.

Tava meio desatualizado aqui da história, mas acabei lendo tudo e colocando em dia. Grande temporada pro Kris, que massa! Dominando a Dinamarca e botando mais uma dobradinha pra conta! Agora, que loucura aquela passagem pelo Silkeborg hein? Hahaha fiquei com dó dos caras, o trabalho ali era promissor.

Com relação ao formato da Copa do Mundo, é isso aí mesmo, a intenção da FIFA é essa. Bizarro né?

Essa sua primeira competição pela Dinamarca foi um belo fiasco, hahahahah mas o grupo era mt forte também. Acho que na Euro as coisas vão melhorar.

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

A Liga das Nações é complicada, sobretudo pq pegou mts times realmente fortes. Foi azarão e apanhou kkk, como o Leho disse, talvez na Euro se saia melhor.

Já pelo Brann só faltou fazer chover. Foi bem em todas as frentes, fazendo dobradinha e indo embora com senso de dever cumprido. Agora é ver se vai conseguir emprego em outro lugar além da seleção.

Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Valismaalane

AGora não falta muito mais, né? Fez barba e cabelo pelo Brann, e saiu por cima. A Seleção é o mais complicado, mas acho que tem como sonhar com uma Euro, ou até mais. Boa sorte na sequencia!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Zap!
Em 17/06/2020 em 09:32, Leho. disse:

Tava meio desatualizado aqui da história, mas acabei lendo tudo e colocando em dia. Grande temporada pro Kris, que massa! Dominando a Dinamarca e botando mais uma dobradinha pra conta! Agora, que loucura aquela passagem pelo Silkeborg hein? Hahaha fiquei com dó dos caras, o trabalho ali era promissor.

Com relação ao formato da Copa do Mundo, é isso aí mesmo, a intenção da FIFA é essa. Bizarro né?

Essa sua primeira competição pela Dinamarca foi um belo fiasco, hahahahah mas o grupo era mt forte também. Acho que na Euro as coisas vão melhorar.

Queria ter ficado mais no Silkeborg mesmo. Estava sendo legal subir com o time, tinha muito futuro. Dominio com os grandes. Kristoffer já provou que sabe gerenciar essas equipes.

Bizarro demais esse novo formato. Espero que de mais competitividade então. 

Rapaz, vergonha dessa campanha na Dinamarca. Achei que seria demitido, mas a Euro a Dinamarca já ganhou uma vez né, porque não uma segunda vez. Problema são os Newgens de França, Inglaterra e Alemanha. Muito superiores.

Em 17/06/2020 em 19:57, marciof89 disse:

A Liga das Nações é complicada, sobretudo pq pegou mts times realmente fortes. Foi azarão e apanhou kkk, como o Leho disse, talvez na Euro se saia melhor.

Já pelo Brann só faltou fazer chover. Foi bem em todas as frentes, fazendo dobradinha e indo embora com senso de dever cumprido. Agora é ver se vai conseguir emprego em outro lugar além da seleção.

Boa sorte!

Rapaz, o time da França e da Inglaterra não tem pra ninguém não. Nem o Brasil da conta. Tomara que tenhamos sorte no sorteio da Euro.

Devir cumpridissimo. Agora bora pra outra liga!

Em 17/06/2020 em 22:08, Valismaalane disse:

AGora não falta muito mais, né? Fez barba e cabelo pelo Brann, e saiu por cima. A Seleção é o mais complicado, mas acho que tem como sonhar com uma Euro, ou até mais. Boa sorte na sequencia!

Falta muito pra chegar no maior técnico Escandinávo ainda. Hahahah. O maior tem 1500 pontos, Krsitoffer ta com 350 ainda. Mas ganhando mais umas 2 ligas e a UCL, quem sabe...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Leho.
16 hours ago, Zap! said:

Rapaz, vergonha dessa campanha na Dinamarca. Achei que seria demitido, mas a Euro a Dinamarca já ganhou uma vez né, porque não uma segunda vez. Problema são os Newgens de França, Inglaterra e Alemanha. Muito superiores.

Newgens de países mais tradicionais são apelões mesmo, mas aqui no meu save surgiu um centroavante dinamarquês monstruoso, hahahaha se isso te consola. No mais, trabalhar com seleção é bem diferente do que trabalhar com clube, vamos ver como o Kris se sairá.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Zap!
Em 20/06/2020 em 12:13, Leho. disse:
 

Newgens de países mais tradicionais são apelões mesmo, mas aqui no meu save surgiu um centroavante dinamarquês monstruoso, hahahaha se isso te consola. No mais, trabalhar com seleção é bem diferente do que trabalhar com clube, vamos ver como o Kris se sairá.

Seguindo a realidade né. Mas ainda acho bizarro como aparecem Newgens do Líbano com -9 de PA ainda. Hahahah.
Rapaz, passa esse cara pra mim. O Atacante aqui é o Poulssen

Share this post


Link to post
Share on other sites
Zap!

j93aIQE.png

TEMPORADA 2026/27 - FC MIDTJYLLAND

 

Vamos para um update rápido na carreira de Kristoffer. Apenas 6 meses e logo mais vocês entenderão.

Logo após sua saída do Brann por conquistar Liga e Copa da Noruega, um clube se interessou e fez uma proposta. Era o Sonderjyske.

Já pensei, será mais difícil, algo como foi com o Silkeborg. Mas o Kristoffer RECUSOU, disse que não gosta desse time de jeito nenhum e não quis aceitar este clube (Milagre).

No dia seguinte, a surpresa. FC Midtjylland fez a oferta a Kristoffer. Nesta ele não teve como recusar, e aceitou imediatamente.

Lembrando que o calendário de Noruega e Dinamarca são diferentes, então Kristoffer chegou no meio da temporada na Dinamarca.

 

efb1uWp.jpg

 

xIftyA6.jpg

 

O FC Midtjylland é um clube bem tradicional da Dinamarca. Com sede em Herning, o clube é o com maior valor estimado que Kristoffer já passou. Neste save porém, ele tem uma particularidade. O desafio de Kristoffer é manter a soberania do clube perante aos adversários, principalmente o FC  København.

TM75BQz.jpg

O clube era Tetra campeão da Liga e Bi da Copa.

Ao chegar no novo clube, Kristoffer se depara com essa situação das competições

 

RuS2HrN.png

 

Voces devem estar se perguntando o porque de o clube estar sem um treinador neste momento. Eu também tive essa dúvida e fui pesquisar. Acontece que Kristoffer substituiu Brian Priske que aceitou treinar o Newcastle da Inglaterra, deixando o ótimo trabalho que ele estava fazendo na Dinamarca para trás. Com isso, vamos ao elenco

 

SOghnaA.jpg

 

Kristoffer chegou exatamente no ÚLTIMO DIA DA JANELA DE TRANSFERÊNCIAS, ou seja, não trouxe reforço algum, e foi para o restante de temporada com este elenco.

Lc1NE9B.jpg

Os jogadores que vale a pena destacar são:

Evander – Sim aquele mesmo que jogou no Vasco, que agora brilha na Dinamarca.

Eric Bailly – Xerifão da zafa, ex Man Utd.

Martin Betzer – Esse monstrinho Dinamarquês que o jogo criou. Ele não estava na seleção da Dina pois estava machucado durante os jogos internacionais.

 

59CnrG7.jpg

 

O primeiro jogo de Kristoff com o novo clube era justamente contra o København, clube brigando diretamente pelo título. Jogo de 6 pontos em que a calma e tranquilidade reinaram para o FC Midtjylland. Memso jogando fora de casa, a vitória veio com estatísticas absolutas para o clube vermelho e preto. 3x1 o placar final. Quando tudo parecia que seria extremamente fácil, vieram 2 empates seguidos, um contra o Vejle e outro contra o Brøndy. A diferença entre primeiro e segundo colocado voltou a ser apenas 1 ponto. Com isso acabou a primeira fase da competição e Kristoffer conseguiu ficar na primeira colocação.

Agora restava a fase final com apenas 6 clubes em jogos de ida e volta.

Nesta fase a tática de Kristoffer brilhou.

FvX2SPs.jpg

Faltando 5 jogos para o fim do campeonato, Kristoffer possuía uma vantagem de 4 pontos para o seu rival direto pela briga. Ambos os times venceram os 3 primeiros jogos, o que levou a decisão para o confronto direto. Já havíamos vencido uma vez, seria fácil vencer mais uma né? Lógico que que não! Perdemos. 1x0 para o time de Copenhagen. Com isso a distância caiu para apenas 1 ponto, restando 1 jogo para o fim da Liga.

No último jogo, nenhuma surpresa. Domínio sobre o Brøndy. Vitória por 3x0 e mais um caneco para Kristoffer!

NXzVsr6.jpg

cTmJlHG.jpg

 

lnoFFKT.jpg

 

Com o campeonato a todo vapor pela Liga. Kristoffer chegou já nas quartas de final na Copa da Dinamarca.

Primeira etapa foi um 2x1 fora de casa contra o Lyngby. Apesar do placar apertado, o jogo foi tranquilo. Sobramos para cima dos caras em todos os quesitos. Vitória tranquila.

Na semi final a coisa era diferente. Iríamos enfrentar nada mais nada menos que o FC København. A Impresa já dava o jogo como final antecipada. Jogo extremamente equilibrado. 1x1 no placar final, prorrogação e jogo não saiu do empate. Número de chutes a gol foi exatamente o mesmo, 8. Jogo lá e cá o tempo todo, onde o nosso goleiro se destacou e salvou 2 jogadas que era claras de gol. Com isso fomos aos pênaltis. Agora era tudo ou nada, sorte ou treino? Conseguimos triunfar, 5x4 nos pênaltis. O terceiro cobrador deles chutou em cima do goleirão. Classificamos para a final.

Chegamos na última etapa da competição com a moral nas alturas, afinal eliminamos o maior rival atual na etapa anterior. Com isso o resultado não poderia ter sido outro. 2x0 em campo neutro contra o Esbjerg.

0h1T8mI.jpg

CAMPEÃO!

Kristoffer colecionando canecos por onde passa.

Wnp4Sr7.jpg

 

4FJur3j.jpg

 

Bom, já na competição internacional, um fiasco. O FC Midtjylland ficou em terceiro lugar na Champions League, o que fez com que jogasse a eliminatória para a Europa League. Pegamos o Braga de Portugal, e em dois jogos empatamos as duas vezes. Fomos com tudo par ao ataque no segundo jogo, em casa, mas não deu. Fomos eliminados por empatar por 2x2 em casa e 1x1 fora. Ou seja, gols fora de casa nos eliminaram.

 

QcK6vH7.jpg

Na Seleção não aconteceu praticamente nada nesses 6 meses.

Teve o sorteio dos grupos para eliminatórias da Euro:

Z7BuR30.jpg

E um único jogo, contra Alemanha... Que nem precisa de suspense né..

Spoiler

 

VENCEMOS! Hahahahah. 1x0 em cima dos caras jogando inteiramente no contra-ataque.

uKfEVdg.jpg

Usamos esta formação

CEbAj3r.jpg

 

 

I9lBWyB.jpg

 Jogos da Temporada

Que correria na vida de Kristoffer. Mais uma dobradinha para sua galeria de troféus. Agora o menino já se tornou um adulto e muito responsável. Hahaha

Com isso encerra-se a passagem rápida pelo FC Midtjylland. Com as expectativas atingidas, a manutenção da soberania do clube nas competições.

Agora nos resta apenas 2 ligas na Escandinávia, mas conversei com Kristoffer e resolvemos deixar esse objetivo de lado por enquanto. Principalmente pelo fato da reputação dele estar grande o suficiente para ir treinar por outros ares do planeta (vulgo Europa). Assim sendo, veremos quais clubes irão fazer proposta ao nosso colecionador de Canecos.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Leho.

Rapaz, o Kris praticamente ganhou de bandeja essa dobradinha na Dinamarca, hahahahah... que bom pra ele! Serviu pra completar um pouco mais o objetivo, tá certo.

Quero ver agora, ampliando sua rede de opções, onde nosso herói vai parar.

 

 

p.s: grupo bem acessível na Euro, hein?

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Nossa que fácil, chegou nem a ter emoção hahahah o negócio é com a seleção mesmo (que já começou animando, inclusive).

Aliás, o grupo da EURO parece acessível. Só Alemanha dá medo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Zap!
Em 24/06/2020 em 07:24, Leho. disse:

Rapaz, o Kris praticamente ganhou de bandeja essa dobradinha na Dinamarca, hahahahah... que bom pra ele! Serviu pra completar um pouco mais o objetivo, tá certo.

Quero ver agora, ampliando sua rede de opções, onde nosso herói vai parar.

 

 

p.s: grupo bem acessível na Euro, hein?

Completamente de bandeja. Agora a rede vai mudar mesmo...

Rapaz definitivamente não sei treinar seleções. hahaha

19 horas atrás, marciof89 disse:

Nossa que fácil, chegou nem a ter emoção hahahah o negócio é com a seleção mesmo (que já começou animando, inclusive).

Aliás, o grupo da EURO parece acessível. Só Alemanha dá medo.

Não teve mesmo. O que poderia ter era uma Euro League, mas não classificamos.

Rapaz, a seleção... Já vou fazer o update

Share this post


Link to post
Share on other sites
Zap!

j93aIQE.png

TEMPORADA 2027/28 - RANGERS

 

Como regra, Kristoffer se demitiu do FC Midtjylland após fazer a dobradinha na Dinamarca. Kristoffer agora possui uma BOA reputação NACIONAL. Isso fez com que alguns clubes médios da Europa o procurassem. Desta vez, alguns dias após sua demissão, 3 clubes vieram fazer entrevista, eram eles: Marseille, Rangers e West Brom.

Conversei com Kristoffer sobre os clubes e sobre os objetivos do Save, visto que está lá ganhar as ligas de Finlândia e Islândia também. Porém algo tem acontecido nesse jogo e os técnicos dessas duas ligas nunca são mandado embora! Simplesmente nunca tem vaga de treinador nos clubes desta liga. Dito isso Kristoffer me perguntou se objetivos mudam ou se tem que ser aqueles para sempre. Depois de pensar um pouco, realmente, objetivos podem mudar, o que não pode mudar são as regras do Save. Com isso resolvemos mudar de cenário para Kristoffer. A Escandinávia está ficando pequena para o viking. E ele teve que fazer a escolha entre os 3 clubes. O novo destino é...

 

efb1uWp.jpg

 

Escócia! Rangers. Uma liga em que eu nunca joguei antes! Não faço ideia como é a competição. Basicamente todo meu conhecimento do futebol Escocês é a rivalidade de Celtic x Rangers.

Agora acredito que o save mude um pouco o estilo de jogo. Acredito que seja algo mais difícil de fazer a dobradinha e ao mesmo tempo jogar as competições continentais em alto nível.

O que me chamou muito atenção assim que Kristoffer chegou ao Rangers foi o fato de eles terem na visão do clube ser o clube com a melhor categoria de base do País.

J7UeX3F.jpg

O clube está jogando a eliminatórias da Champions League. Também tem duas copas além da liga principal do país.

 

NfPQuVp.jpg

 

O mercado de transferências foi EXTREMAMENTE movimentado. Com um total de chegadas de nada mais nada menos que 26 jogadores. Com saída de 21 jogadores. De todos esses jogadores, irei destacar apenas os que entraram no elenco principal já nesta temporada.

 

O primeiro reforço foi Jordan Parris para a zaga. Era o setor que mais precisou de reforços, mas a contratação foi confirmada depois de Kristoffer ver o baixo valor que o zagueiro tinha no mercado. O segundo reforço foi Sam Henry! Sim, o jovem atacante irlandês que Kristoffer desenvolveu no Brann. Ele foi o melhor jogador de Kristoffer pelo clube escandinavo e veio por preço de banana para o quanto esse atacante joga. Ele fez 27 gols em uma temporada pelo Brann. Sasha Rastello chegou por empréstimo para cobrir a falta de opções na Lateral Esquerda. Johan Karlsson chegou para brigar na ponta esquerda com Tom Martinsen que também chegou nesta janela. O Karlsson acabou jogando mais no meio de campo do que na ponta esquerda, já que Martisen dominou este setor. Estevão chegou para ser o goleiro titular. Era o setor mais fraco do time com apenas um goleiro Argentino. Como todo muno sabe, eles não dão segurança nenhuma e já pediu pra sair com a chegada do jovem vindo do Criciúma. Gary O’Brien chegou para ser reserva na ponta direita mas assumiu a titularidade em 3 meses. Joga muito esse menino.

Quando veio a janela do meio de ano meu time foi completamente assediado e acabei perdendo alguns jogadores (por bons valores). Com isso Kristoffer foi ao mercado para recompor as peças que perdeu. Luiz Paulo Penteriche chegou para ser o volante titular, veio sem custo do Santos que não renovou seu contrato. Serif Delic veio para ser o xerifão na zaga. E foi. O cara é uma máquina de roubar bolas. Michael Mabiala veio com a promessa de ser jovem com 5⭐ de potencial pelos olheiros por 1,3M. Quando chegou caiu para 3,5⭐ de potencial. Mas o jogador tem espaço para desenvolver e brigar pelo meio de campo.

Eu achei que tinha gastado demais ao longo da temporada. 36M de Euros. Mas aí quando veio a notícia que o Celtic gastou 100M. Quando fui ver, os caras estão um nível acima tecnicamente. A temporada será difícil contra o Celtic.

 

SOghnaA.jpg

 

QtH9SzH.jpg

 

jCsHK12.jpg

 

Começamos a temporada com o pé direito. Vitória magra por 1x0 em casa. O time estava confiante para brigar pelo título depois que Kristoffer se apresentou e colocou este objetivo como principal para a equipe. Enquanto rolava a eliminatória da UCL o time foi sendo revezado em campo, com o famoso mistão em alguns jogos. Mas os resultados foram muito bons. 3 vitórias seguidas até a fase de grupos da UCL. Depois dessa sequência o time embalou 27 jogos sem perder na Liga! Com a maior parte sendo vitórias, o time estava sempre brigando pela primeira posição da competição. A derrota veio contra o Hearts por 4x2 fora de casa. Houve uma variação pois o Aberdeen sempre tinha 2 jogos na nossa frente, e as vezes ficava em primeiro lugar. Mas a disputa real era entre Rangers x Celtic. Os dois clubes sempre brigando ponto a ponto. Chegamos no final da primeira fase deste jeito:

dJuacNG.png

Agora só restavam 5 jogos para o campeonato acabar com uma diferença de 1 ponto. Os jogos eram literalmente os mesmo para ambos os times. Ou seja, o campeonato poderia ser decidido no confronto direto! Jogo contra o Celtic fora de casa foi um jogão, mas não saiu do 0x0. Muitas chances pros dois clubes, mas ninguém acertou o pé nesse jogo. Com isso o Rangers foi para última rodada ainda 1 ponto atrás do Celtic. O jeito era ganhar e secar o maior rival. E o que aconteceu foi isso:

v8mq8pX.jpg

CAMPEÃO DA ESCÓCIA! Em seu primeiro ano como treinador fora da Escandinávia Kristoffer já conseguiu um caneco.

Foi uma temporada na Liga extremamente sólida para o Rangers. Apenas 1 derrota em toda competição! Com a ajudinha da sorte o Celtic perdeu por 3x1do Dumfermline.

nqrgYGh.png

Detalhe para o Artilheiro do campeonato. 31 Gols na competição pelo Sam Henry. Que jogador

O jogador com mais assistências também é do Rangers. Tom Martisen. Dois jogadores que Kristoffer trouxe esta temporada.

 

GjzG7xz.jpg

 

Uma das copas disputada pelo clube na Escócia. O time jogou muito e chegou facilmente até a final. Na final, não teve outra, contra o Celtic. Campo Neutro e o jogo acabou assim:

ZyslKTA.png

 

Perdemos a final. O Celtic simplesmente foi superior em campo. Não conseguimos jogar de igual para igual.

cvNXmCG.jpg

 

A Diretoria não se importava muito com esta competição, onde Kristoffer atingiu o objetivo de chegar na Final.

 

ZeYwCh6.jpg

WhiKCrt.jpg

Esta copa a Diretoria dá importância. Foi extremamente similar a copa anterior. Facilmente chegamos à final. E quem enfrentamos? Celtic novamente.

Desta vez o jogo foi mais equilibrado. Diferente. Mas mais uma vez eles foram superiores. Não conseguimos bater de frente mais uma vez. Celtic está entalado na garganta de Kristoffer.

k3SDO4p.png

 

FmWw1Pd.jpg

 

Já soltei um mini Spoiler de que chegamos a fase de Grupos da competição. Esta era a meta estipulada pela Diretoria.

Passamos por København e Besiktas. As duas eliminatórias foram surpreendente. Primeiro perdemos para o time da Dinamarca, mas devolvemos no jogo em casa um 5x0 que nos passou de fase. Depois um empate por 4x4 na Turquia com uma vitória por 1x0 em casa nos levaram ao sorteio dos grupos.

E claro, Kristoffer não teve sorte com o sorteio. Caiu neste grupo

XhcbUN5.jpg

Primeiro jogo foi um belo 6x1 que o Rangers tomou do PSG no Parque dos Príncipes. Rapaz, isso já abalou o treinador que não colocava muita fé em passar de fase. Mas o próximo jogo foi um 0x0 contra o Chelsea em casa. 1 ponto pelo menos garantido pra não fazer tão feio.

Mas aí veio 2 vitórias tranquilas contra o Salzburg.

Jogo contra o PSG em casa agora, uma GRANDE VITÓRIA por 1x0 . Rapaz, estávamos em 2º colocado no Grupo. 10 pontos contra 9 do PSG que perdeu par ao Chelsea. Um grupo extremamente embolado. Fomos para o último jogo em Londres. Tínhamos que ganhar, já que o PSG certamente ganharia do Salzburg. Mas não deu. 2x0 para o time Londrino nos deixaram em 3º lugar.

xYMJ95H.jpg

Kristoffer caiu da competição, mas mostrou que tem forças e com mais tempo de trabalho consegue passar dessa fase!

 

Na Europa League um erro absurdo meu (meu mesmo). Não inscrevi os jogadores direito para jogar a eliminatória da EL. Chegamos com 1 reserva par ao jogo. Hahhahaha

Mas mesmo assim vencemos o Napoli em casa por 1x0, sem fazer nenhuma substituição.

No próximo jogo o time estava inteiro. Mas não deu. Simplesmente fomos dominados fora de casa.

H0hvPqv.png

 

E as competições continentais acabaram por aqui.

 

QcK6vH7.jpg

 

Pela Seleção agora era hora de classificar para a Euro Copa. Bom, eu descobri que sou péssimo treinando seleções, pois olha os resultados da carreira de Kristoffer pela seleção de seu país.

aSzVlJo.jpg

Conclusão, não nos classificamos diretamente para a Euro Copa!!! (Vergonha). Os jogos foram completamente desastrosos, o time não encaixa na tática de Kristoffer e eu fiquei esse tempo todo bolando táticas na minha cabeça. Aquela tática de contra-ataque funcionou com a Alemanha e só.

Fomos aos Playoffs. Precisávamos vencer os 2 jogos em jogo único. E os resultados foram esses

rf0ZwXo.jpg

Conseguimos nos classificar para a Euro Copa pelos playoffs. Que alívio. O time resolveu jogar finalmente. Com a tática padrão de Kristoffer, porque ficar mudando de tática toda hora não deu certo.

 

I9lBWyB.jpg

 

Jogos da Temporada: Julho-SetembroOutubro-DezembroJaneiro-MarçoAbril-Maio.

 

Os ares mudaram, mas a campanha vencedora de Kristoffer não. Por onde passa ele consegue levantar um troféu. Impressionante. Agora o jogo está mais difícil, contando que o Celtic está um nível a cima tecnicamente.
 

Para a próxima temporada espero conseguir trazer um ou outro reforço e não perder os jovens que consegui trazer nesta temporada. UCL que aguarde, Kristoffer está chegando!

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Leho.

Bela temporada de debute do Kris na Escócia, só bateu na trave nas copas, mas compreensível dado o nível de investimento do rival, rs! Serviu pra mostrar também o quão bom manager ele é, fazendo bons negócios, trazendo joias pro clube e montando times competitivos. Isso é ótimo!

Agora, na Seleção da Dinamáquina, que fiasco hein? Poxa, esperava mais hahahahah... essa "tática padrão" do Kris precisa ser revista, tentar ir numa mais conservadora, sem inventar tanto pode ser uma saída.

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Gostei da escolha do clube, e mais ainda das transferências. Já teve uma boa primeira temporada, apesar do vacilo na inscrição de jogadores na UEL hahahah próxima temporada deve fazer mais ainda.

Na seleção, bom, confesso que não estou surpreso. Pelo menos se classificou.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Valismaalane

Foi bem na Dinamarca, mais facil do que o esperado. E uma pena que não ta conseguindo ir para as outras ligas viking. De qualquer forma, já chegou voando na Escocia. Liga e vice da copa, boa campanha na Champions!

Boa sorte na sequencia!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Zap!

j93aIQE.png

FIM DE SAVE

 

Pessoal, infelizmente venho comunicar o fim do save de Kristoffer. Foi muito bom e divertido enquanto durou. Mas infelizmente (para o save, mas muito felizmente para mim) voltei a trabalhar e não estou tendo absolutamente nenhum tempo de jogar. Já se passou mais de uma semana da última postagem e eu não consegui nem abrir o FM ainda. Realmente o trabalho está me consumindo demais.

Queria agradecer demais a todos que leram a história que criei com meu amigo. Foi divertido postar e tomar as decisões em conjunto. Dei risadas com as coisas que aconteceram, teve emoção e foi divertido.

 

Para finalizar queria deixar os prints de como foi a Euro Copa.

Apesar de resultados muito ruins na fase de grupos, a Dinamarca chegou até as quartas de finais eliminando a Holanda nas oitavas (Alguém deles fez o favor de ser expulso aos 5 minutos de jogo).

Spoiler

fJPfkhk.jpg

 

GUShws7.jpg

 

 

Mais uma vez obrigado a todos que acompanharam essa história!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut

Fim de save nunca é legal. Mas é por um bom motivo 😄

 

PS: As regras da área não permitem o uso de palavras inteiras em maiúsculo no título do save. Isso vale também pra comunicação de fim de save, embora o pessoal costume querer dar destaque e esqueça da regra nessa hora. Arrumei já, mas fica o aviso.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Valismaalane

realmente uma pena ter terminado o save, mas é compreensivel. Trabalho consome muito e nem sempre da para manter a sequencia que gostamos. De qualquer forma, aguardamos a volta de algum outro projeto e boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • LC
      By LC
      Santana, Ilha da Madeira - Portugal
       
      Para quem não me conhece o meu nome é Edu Miguel de Orleans Boa Morte. Sou filho de pai português e mãe brasileira. Meu pai fazia parte da equipe de segurança do embaixador português no Brasil e minha mãe era enfermeira no antigo Hospital Casa da Providência em Petrópolis(fechou a portas em 2012). Eles se conheceram numa solenidade no Museu Imperial. resumindo: Se apaixonaram, se casaram e vieram morar na Ilha da Madeira. Eu era um gajo feliz e um bom meia esquerda. Meu pai torcia para o Sporting e minha mãe para o Flamengo. Eu torcia para os clubes e ainda mais pelo União da Ilha da Madeira. Jogava nas categorias de base do clube e era feliz. Era, pois aos 11 anos meu pai foi ser adido militar em Angola e lá fomos nós. A responsabilidade de um Adido Militar era ser uma representação diplomática com a finalidade de trabalhar em estreita ligação com as autoridades militares locais, permutando informação específica. Por regra, uma embaixada dispõe de um adido militar ou rotativamente proveniente de cada um dos três ramos das Forças Armadas ou, junto dos Estados de maior relevância, três adidos de cada um dos ramos. Um certo dia eu estava a andar a cavalo e o animal se assustou e lá fui eu ao chão. Bati tão forte que tive um problema sério na coluna. Um acidente banal, mas que me impediria de voltar a jogar bola. Fiquei quase 2 anos fazendo fisioterapia e neste período o meu pai pediu dispensa e voltamos a Madeira.Passado alguns anos e meu avô materno não andava muito bem de saúde e como minha mãe era filha única nós voltamos ao Brasil.
       

       
      Em Petrópolis eu recebi o meu apelido: Morte, Ed Morte. Estava no Liceu quando a diretora mandou me chamar:
      - Bom dia senhor Edu Miguel de Orleans Boa Morte.
      - Bom dia Madame diretora. Em que posso ajudar-te?
      - Pode parar com essa mistura de Português com brasileiro Senhor Edu.
      - Mas a senhoura não queres dizer: Mistura de português com português? Já que aqui vóis falais uma derivação do nosso português.
      - O senhor me entendeu muito bem. Agora vamos ao que interessa. Fiquei sabendo que o senhor andou a brigar com o filho do General Guedes. É verdade?
      - Sim, é verdade. Aquele lazarento me chamou de Ed Morte. Em alusão aquele personagem Ed Mort, do Miguel Paiva e Luis Fernando Veríssimo.
      - Edu, meu caro Edu. Apelidos só pegam quando a pessoa fica esquentando ou com raiva.(PS: Nesta época o Bulling não existia direito). Se você ficar brigando com todos que o chamarem assim só vai piorar as coisas para você. Lembre-se que você tem um sobrenome atípico: Boa Morte. Mesmo para os portugueses é um nome atípico.Faz o seguinte. Quando o chamarem assim acene com a mão. Verás que logo, logo eles param ou quem sabe você mesmo não passe a gostar?
       
      Desse dia em diante eu deixar de ficar puto por causa do apelido e passei a usa-lo. E para ser honesto até as menininhas da cidade gostavam, pois além do apelido eu tinha o Orleans no sobrenome. Imagina um português me Petrópolis com o sobrenome da família real brasileira? Ok eu era brasileiro também, mas usava documentos de estrangeiro, pois meu pai e minha mãe fizeram questão que eu mantivesse a nacionalidade portuguesa. Talvez preocupados com a situação do país naquela época. Meu pai, de militar, passou a ser advogado. Era especialista em direito internacional e lidava diretamente com marketing, licenciamento de marcas e exportações. Minha mãe depois que viemos para o Brasil se formou em medicina e eu? Vou adiantar o tempo. Virei um belo de um faz nada: Vagabundo mesmo. Até o dia que meu pai me deu um ultimato: Ou fazia alguma faculdade ou leva-la um pé na bunda. Olhei para minha mãe e ela repetiu pausadamente as palavras do meu pai. Como não queria perder a boa vida vida eu fui fazer Administração. Estava levando o curso a meia boca, como se fala no Brasil. Sem muito interesse até que uma ficante na época me disse para fazer pós em Administração esportiva.Achei a ideia muito boa. E algo que começou sem muito interesse, virou algo sério. Me formei na graduação normal e ainda na pós. Meu pai tinha alguns conhecimentos, pois alguns clubes conversavam com ele sobre direitos. E quem tem paitrocinador, não morre pagão. Meu pai conversou com o Oeste e fui contratado como analista de dados do Sub-20:
       

       
      Foi um excelente período como estagiário e depois como contratado em definitivo. Fiquei um período de 1 ano e aos 25 anos voltei para Petrópolis, pois minha mãe adquiriu um tumor nos seios. Precisaria de uma cirurgia e mais 1 anos de tratamento, meu pai pediu para que eu ficasse mais perto. Foi o que eu fiz e voltei ao Rio de Janeiro. Para que minha mãe não precisasse se deslocar de Petrópolis até o Hospital de Câncer, no Centro do Rio, o meu pai alugou um apartamento no Bairro de São Cristovão. Eu aproveitei esse tempo para conversar com algumas pessoas sobre futebol e  minha experiência no Oeste de São Paulo. Queria seguir nesse ramo, analista de dados ou mesmo na administração esportiva, até que a vinda do Treinador Jorge Jesus para o Flamengo mudou os rumos da minha vida. Numa recepção, organizada por alguns portugueses ilustres, eu fui como representante do meu pai( Outra vez o paitrocinador entra em cena). Fui apresentado ao Mister e conversei um pouco sobre a análise de dados dos jogadores, etc. Fui convidado pelo Mister a ir ao " Ninho do Urubu" e assistir ao jogo treino do Flamengo x Madureira. O famoso treino aonde ele gritava a beira do gramado:
      " Tá mal Arão. Tá mal."
      Ali eu vi a paixão pelo jogo, pelos detalhes e vi como aquele grupo de jogadores estrelas aceitavam as ordens do Mister. Depois do treino ele me perguntou se eu havia gostado e claro que disse sim:
      - O que mais tu gostaste gajo?
      - Da forma como o senhor cuida de cada detalhe. De como os jogadores...
      - Teus olhas estão a brilhar ó pá. Deixas te dizer uma coisa: Estás na profissão errada. Largue esses seus computadores e abrace a profissão de treinador. Precisamos de jovens com essa paixão pelo futebol. Futebol é técnica? É tática? Sim és, mas principalmente és paixão.
       
      Resumindo: Conversei com meu pai e no ano que minha mãe ficou fazendo o tratamento eu fiz o Curso de Treinador da CBF e fui a luta.
       

       
      Conversei com um, com outro e liguei até mesmo para o Oeste e nada. Olhava sempre o meu e-mail, quando minha mãe, já restabelecida, medisse:
      - Filho nós vamos voltar para Petrópolis amanhã. Você quer vir ou vai ficar mais um tempo aqui? O aluguel está pago até o final de fevereiro.
      - Acho que volto com vocês, mas vou aguardar uma semana para ver se aparece algo pra mim.
      - Porque você não faz o seguinte: Mande o seu currículo vitae para todos os clubes conhecidos? Tipo aquelas Malas Diretas que se usava antigamente para se fazer propaganda?
      - Eu acho que eles vão é me achar um mala. Mas como é a senhora pedindo...Eu vou fazer isso.
       

       
       
       
       
       
      PS: Ontem eu levei meu irmão mais novo ao hospital, pois estava com resfriado e dor de cabeça. Foi atendido por uma amiga minha que encaminhou ele para realizar um teste rápido para o Covide-19. Enquanto aguardava o resultado(Graças a Deus deu negativo) eu comecei a criar uma ficção para um save e cheguei neste aqui.Fiquei chateado por não ter conseguido ir adiante com o save do York e resolvi voltar a jogar "Save Carreira". Como já muito tempo que não jogo no Brasil eu resolvi abrir um save carreira nas divisões inferiores da Liga Brasileira. Conversei com o @ggpofm a respeito do uso do Mundi-up e o trabalho do @Lohan e do @adriano roberto. Acredito que seja o melhor trabalho em termos d eLigas Brasileiras. Conversei com o @adriano roberto via facebook e aqui estou. Abaixo as informações do save:
       

       
      Base de Dados:  Brasil Mundi-UP.  86 mil jogadores.
      Ligas Selecionadas
      - Save de carreira.
      - Começar a saga no Brasil e terminar sendo campeão da Champions e Mundial
      - Sempre procurar o melhor para a vida profissional e pessoal do treinador.
      - Me divertir com o save.
       
       
       
       

    • Henrique M.
      By Henrique M.
      Desculpem pelo lapso, já está no ar a rodada 2. O prazo é até 19/07 às 23h59min.

      Descansam nessa rodada: @joga, @Katata, @Mandalorian, @Goias270187
      Jogadores com rodada em atraso: @DiegoCosta7, @Gundogan, @Katata, @Ighor S., @vini0393, @joga
      @Anderson Luiz Lettrari, @CristianTh9, @DiegoCosta7, @joga, @Goias270187, @Vannces, @Katata, @Gundogan, @Mandalorian, @luanvinny7, @Ighor S., @vini0393
    • mfeitosa
      By mfeitosa
      Em 2012, a experiência com save "Come Ai Vecchi Tempi... Italia!" me fez acompanhar o Casale/ITA na vida real, algo que faço até hoje. E muita coisa mudou de lá pra cá. Enquanto eu jogava de forma vitoriosa o FM 2012, o clube na vida real passava por uma grave crise, chegando à falência pela segunda vez em sua história. Entre outras coisas, o clube precisou ser refundado novamente em 2013, alterando seu tradicional escudo e seu nome de inscrição junto à FIGC.
      Daquele save, lamentavelmente pouca coisa restou, pois as imagens expiraram. Apenas o banner com o antigo escudo parece ter escapado do tempo. Apesar disso, minha ideia com o "Una stella sul cuore!" (uma estrela no coração) não é ser exatamente uma reedição do save de 2012. Embora não tenhamos como fugir de objetivos triviais como "vencer a UCL", minha expectativa é que as regras adicionadas tornem a caminhada com o Nerostellati mais complicada, porém, sem perder a graça. Para quem tiver interesse, segue a base de dados selecionada.


      Fundado em 1909, o hoje chamado Football Club Casale Associazione Sportiva Dilettantistica passou por vários altos e baixos ao longo dos seus mais de cem anos de existência. O clube teve uma ascensão meteórica em seus primeiros anos, contudo, após o período em que ocorreu a Primeira Guerra Mundial, o time nunca mais foi mesmo, caminhando rumo ao abismo com o passar das décadas. 
      Por possuir um uniforme inteiramente na cor preta com uma estrela branca no peito, o clube é carinhosamente conhecido como Nerostellati, ou seja, "preto-estrelado". O time manda seus jogos no Estádio Natale Palli, cuja capacidade original era de 5.600 pagantes. Porém, seguindo as recentes regulamentações de segurança, a capacidade aprovada foi de apenas 4.000 assentos no total. O nome do estádio é uma homenagem a um militar e aviador italiano com reconhecida participação na Primeira Guerra Mundial.
      No início da década de 1910, o Casale podia ser considerado um gigante em franca emergência e, ao lado de Novara, Pro Vercelli e Alessandria, formava o temido "Quadrilátero de Piemonte", repleto de rivalidade. Infelizmente, estas equipes que outrora eram respeitadas por sua força e potencial dentro do futebol italiano, hoje vivem um verdadeiro hiato de títulos e glórias relevantes.

      Em maio de 1913, o Casale tornou-se a primeira equipe italiana a vencer um clube profissional inglês, quando superou o Reading por 2 a 1. Vale ressaltar que os Royals venceram todas as outras partidas que realizaram naquela digressão pela Itália, contra equipes como Milan, Genoa, Pro Vercelli e a própria seleção nacional. No ano seguinte, o clube conquistou seu título de maior expressão, quando venceu a Lazio de forma arrasadora nos jogos finais da Serie A 1913-1914.
      A equipe também possui em sua sala de troféus os títulos da Serie B (1929-1930) e Serie C (1937-1938 e 1947-1948). A última conquista do Casale ocorreu na Temporada 2015-2016, quando venceram a Eccellenza Piemonte-Valle d'Aosta, que é um dos grupos (Girones) do quinto escalão do futebol italiano. Este título garantiu o retorno do Nerostellati à Serie D, onde tem conseguido se manter por quatro temporadas.


      Com base em sua história e visando rememorar os melhores momentos vividos pelo clube, os objetivos do save serão: 
       Retornar à Serie C, atualmente chamada de Lega Pro (última participação em 1991-1992);
       Retornar à Serie B (última participação em 1946-1947);
       Retornar à Serie A (última participação em 1933-1934);
       Conquistar o título inédito da Coppa Italia;
       Conquistar o título da Serie A (repetindo o feito de 1913-1914);
       Conquistar o título inédito da UEFA Champions League;
       Ter um jogador formado no clube na Seleção Italiana (repetindo o feito de Umberto Caligaris).
       OBJETIVO SECUNDÁRIO: Também focarei no desenvolvimento das infraestruturas do clube, principalmente, no que diz respeito às camadas jovens, pois a utilização das "pratas da casa" será recorrente em todo save, como poderão perceber a seguir.


      De início, todas movimentações no mercado de transferências serão realizadas pelo Diretor de Futebol ou Presidente do clube, incluindo a contratação e troca da comissão técnica. Não poderei abrir negociação com nenhum jogador até atingir da Licença Pro Continental*. Também não poderei solicitar que os olheiros avaliem jogadores, times ou competições que não sejam aqueles por eles indicados na "Caixa de Correio". Os atributos estarão disfarçados e essas tarefas ficarão a cargo da equipe de recrutamento do clube, sem qualquer interferência. 
      Com o passar das temporadas, algumas ações serão concedidas ao treinador mediante a aquisição de licenças, desde que os cursos sejam realizados (no máximo) uma vez por temporada. As permissões a serem "desbloqueadas" pelo treinador são:
       Licença Nacional A: Retirar propostas feitas a jogadores que seriam inúteis ao plantel;
       Licença C Continental: Solicitar ao Diretor de Futebol que negocie a renovação contratual de jogadores;
       Licença B Continental: Solicitar a dispensa de jogadores que não serão utilizados e que estejam em final de contrato;
       Licença A Continental: Indicar uma contratação ao Diretor de Futebol a cada janela de transferências;
       Licença Pro Continental*: Fazer uma contratação por temporada, sem interferência do Diretor de Futebol.

      Para evitar que as permissões conquistadas pelo treinador desequilibrem o nível do save, também haverá uma filosofia a ser seguida para a formatação do elenco principal, de acordo com os critérios abaixo:
       Máximo de dezenove jogadores sem origem no clube;
       Mínimo de quatro jogadores oriundos das categorias de base do clube;
       Máximo de três jogadores estrangeiros;
       Máximo de três jogadores indicados ou contratados pelo treinador;
       LIMITE DE ESTRANGEIROS: O clube só poderá contratar jogadores dos países que fazem fronteira com a região do Piemonte (Suíça e França) e da Albânia (em razão do retrospecto recente do clube). Com a aquisição da Licença Pro Continental, o treinador ganhará uma vaga de "exceção", que poderá ser preenchida com jogadores de qualquer região do mundo, desde que possua nacionalidade italiana.


      Criei o treinador com o mesmo nome do save anterior, Luca Caligaris. Trata-se de uma homenagem a um dos maiores ídolos da história do Casale, Umberto Caligaris, onde Luca seria seu neto fictício. Formado em equipes menores de Casale Monferrato, Umberto Caligaris chegou ao Nerostellati em 1919, onde fez sua estreia como profissional aos 18 anos. Caligaris permaneceu no Casale por nove temporadas até ser contratado pela Juventus em 1928, onde também marcou época. Pela seleção italiana, Umberto Caligaris conquistou a Copa do Mundo de 1934.
      Mantive o técnico sem qualificações, experiência anterior de "Futebol Semi-profissional" (status atual do clube) e estilo de treino "Original", gerando os atributos da imagem abaixo. E, assim como já foi abordado, os cursos para aquisição das licenças serão realizados uma vez por temporada, pois permitirão a Luca Caligaris realizar ações extras dentro do jogo.

      Por fim, deixo meus agradecimentos ao @ggpofm pela participação na elaboração deste save. 
    • Bruno Trink
      By Bruno Trink
      INFO   EQUIPE   ACADEMIA   1.FCK II  JOGOS   CLASSIFICAÇÃO   TRANSFERÊNCIAS   FINANÇAS
       
      Grüße, rote Teufel!
       
      Sejam bem-vindos à minha nova casa. Começo hoje a escrever meu blog, que alguns de vocês já devem conhecer, aqui na prestigiosa kicker Sportmagazin.
       

      E é mera coincidência que isso aconteça bem na semana em que Miroslav Klose foi anunciado como novo treinador da equipe principal do Kaiserslautern. Miro, que jogou no clube de 1999 a 2004, primeiro no sub-23 e depois no time de cima, estava trabalhando como treinador do sub-17 do Bayern München. A notícia caiu como uma surpresa entre os torcedores, em grande parte pela pouca bagagem dele comandando uma equipe de futebol. 
      Como jogador, lógico, não há nada a contestar. Da base do SG Blaubach-Diedelkopf, começou sua carreira no FC 08 Homburg antes de vir para cá. Daqui, passou três anos no Werder Bremen, quatro no Bayern e cinco na Lazio, da Itália, onde se aposentou em 2016 com 37 anos. Foi campeão mundial com a seleção em 2014 e é o recordista de gols marcados em Copas do Mundo. É, também, o maior artilheiro da seleção em todos os tempos, com 71 gols. No final do ano de 2016, ele foi contratado para fazer parte da equipe de treinadores de Die Mannschaft, tirou os certificados e, em 2018 começou a trabalhar no Bayern.
      Na coletiva de apresentação, Miro foi bastante tradicional, sempre com aquela conversa de recolocar o Kaiserslautern onde ele merece estar, que é no topo do futebol alemão. Disse que pretende ficar muitos anos no clube, construir uma dinastia. No entanto, um trecho me chamou bastante a atenção:

      Klose foi bem enfático ao afirmar que trabalhará com as categorias de base. Não haverá, nesse primeiro momento, uma limpa do elenco. Deixou claro que as contratações que, por ventura, venham a ser feitas, agora e para a frente, necessariamente precisarão ter experiência de, ao menos, dois anos no time de baixo. Podem até, eventualmente, ser usados na equipe principal mas não serão contratados com esse propósito.
      Viel Glück, Miro!
       

      Retornar à 2. Bundesliga ✅ Retornar à Bundesliga ✅ Voltar a conquistar a Bundesliga ✅ Voltar a conquistar a DFB Pokal Vencer uma competição continental ✅  
       

      Contratar apenas jogadores com menos de 18 anos que devem atuar pelo menos dois anos nas categorias de base  
    • Johann Duwe
      By Johann Duwe
      Fonte: Várias diferentes através do Google.
      Sobre a dita posição geográfica de Ceuta e Melilla, em spoiler pois é uma imagem um pouco maior:
×
×
  • Create New...