Jump to content
Sign in to follow this  
ElPerroMG

Boston City FC Brasil - (29/03) - 10 vezes para o Boston

Recommended Posts

ElPerroMG

spacer.png

Vingança é um prato que se come frio.
15 de Novembro de 2036
 

Essa seria nossa primeira vez disputando a Série C no Brasileirão e por isso esse final de temporada seria importantíssimo para gente. Somado a isso, teríamos a disputa da taça MG e pela primeira vez eu via potencial na nossa equipe para sair com o título. 

Diante de todo esse cenário, eu não fiz nenhuma modificação no elenco, seria o mesmo que disputou o campeonato mineiro. Nossa preparação consistiu em apenas 2 jogos, contra GEL e Castelense, os quais vencemos os dois muito facilmente.

spacer.png

Para nossa estreia no terceiro escalão do futebol nacional, caímos no grupo B juntamente com:

 

  • Atlético Patrocinense
  • CRB
  • Desportiva
  • Juventude
  • Portuguesa
  • São Caetano
  • Toledo (PR)
  • Vila Nova (GO)
  • Volta Redonda

Com base na minha análise, os últimos rebaixados tiveram entre 16 e 18 pontos, então nosso número ideal será 19 pontos para escaparmos da degola logo na primeira temporada.

JOGOS MAIO

Iniciamos na competição com um confronto caseiro, fomos até Patrocínio enfrentar o Atlético Patrocinense, equipe que nos derrotou na final da Taça MG. Dessa vez foi nossa revanche, estreamos com pé direito. Em um jogo de 6 gols, dominamos o Patrocinense e vencemos o jogo por 4x2. Abrimos 3x0 no placar logo no primeiro tempo e quase entregamos o empate no final. Sofremos um gol aos 88' e outros aos 90', porém, aos 92', Lucas Henrique (29B) sacramentou nossa vitória. Na semana seguinte, recebemos o Volta Redonda em Manhuaçu. Mais uma vez tivemos uma partida com 6 gols. Porém, dessa vez não vencemos, empatamos em 3x3. Mimi (35H), que assumiria a titularidade, foi o destaque do nosso time na partida ao marcar o gol de empate. Seguimos jogando em casa na rodada seguinte, quando recebemos a equipe alagoana do CRB. Dessa vez tivemos uma partida com apenas 1 gol, sorte a nossa que foi a nosso favor e vencemos por 1x0. Emerson Borato (33B) deitou e rolou no jogo, fazendo o gol da vitória, além, é claro, de perder outras oportunidades. Nosso começo arrasador terminou por aí, nas 2 rodadas finais do mês descobrimos a dura realidade da Série C. Fomos até o ES enfrentar o Desportiva, campeão capixaba. Fomos completamente envolvidos por eles e perdemos por 2x0. Retornando a Manhuaçu, enfrentamos a forte equipe gaucha do Juventude e perdemos de 3x1, mesmo jogando em casa. Nosso destaque foi outra vez Mimi (35H), que voltou a balançar as redes. Terminamos o mês com 7 pontos em 15 disputados, e totalmente vivos na disputa pelo descenso. 

spacer.png
Patrocinense | Volta Redonda | CRB | Desportiva | Juventude

JOGOS JUNHO

Apesar da virada do mês, somamos a terceira derrota seguida, quando fomos enfrentar a Portuguesa em SP. Outra vez saímos totalmente apagados de campo, fazendo um péssima partida, sem destaque algum, e perdemos por 3x0. Voltamos a vencer na rodada seguinte, quando recebemos o São Caetano e vencemos por 2x1 em um jogo muito equilibrado. Einsten Jr. (33D) foi nosso ponto de desequilíbrio, ao marcar 2 vezes e nos dar a vitória.  Na semana seguinte, fomos até o sul do país, mais especificamente, no estado do Paraná, enfrentar o Toledo (PR), equipe do nosso primeiro craque do save, João Arroz, que agora é capitão e ídolo da equipe paranaense. Em um jogo totalmente apático da nossa equipe, sofremos muito durante toda a partida. Por sorte, a equipe deles não teve um poderio ofensivo a altura e a partida acabou em 0x0. Rubens (33C) e Francisco (35C) foram nossos destaques, ao erguer um muro defensivo. Para fechar o mês, recebemos o Vila Nova (GO). Em uma tarde inspirada dos craques da geração 33, Taubaté (33A) e Einsten Jr. (33D), empatamos em 1x1 com a equipe goiana, que descontou no final do jogo com Iran. Fechamos o primeiro turno com 12 pontos conquistados, um bom início ao meu ver, faltariam mais 7 pontos em 27 disputados para afastarmos o risco de queda.

spacer.png
Portuguesa | São Caetano | Toledo (PR) | Vila Nova

JOGOS JULHO

Iniciamos Julho, e o segundo turno, recebendo o lanterna, Patrocinense. Nossos compatriotas mineiros tentaram complicar nossa vida, fazendo uma partida com um volume ofensivo muito bom. No entanto, quando a fase é ruim nada ajuda, e em 2 ataques bem armados, Mimi (35H) e Alves (35A) fizeram 2 gols para nossa equipe e o Patrocinense só conseguiu descontar, vencemos por 2x1. Na semana seguinte, fomos até o Rio de Janeiro enfrentar o Volta Redonda. Como em outros jogos fora de casa, fomos totalmente apáticos e demos sorte ao perder por apenas 1x0. Ainda jogando fora de casa, fomos massacrados pelo CRB. Em uma partida de 7 gols, perdemos por 5x2 para os alagoanos. O interessantes é que fomos para o intervalo com 2x2 no placar. No segundo tempo o trem descambou e sofremos a derrota mais pesada até aqui. Nosso destaque foi Alves (35A), que a cada jogo fica mais a vontade. Voltamos a vencer na competição na semana seguinte, quando recebemos  o Desportivo em Manhuaçu. Fizemos um excelente jogo, sendo bem superiores ao adversário e vencemos por 2x0. Nosso destaque foi o contra ataque rápido pelas pontas com Einsten Jr (33D) e Romulo Frank (33G). Fechamos o mês com mais 6 pontos na bagagem e precisando de apenas mais um ponto para, na minha concepção, afastar o risco de rebaixamento.

spacer.png
Patrocinense | Volta Redonda | CRB | Desportiva

JOGOS AGOSTO E SETEMBRO

Como Setembro só tivemos 2 jogos, resolvi colocar os 2 meses aqui. Infelizmente foram 2 meses bem pesados pra gente, parecendo que o time desconcentrou ao ficar em uma posição "confortável", precisando de apenas 1 ponto. Esse ponto saiu logo no primeiro jogo, quando fomos visitar o Juventude em Caxias. Em um jogo muito aberto, empatamos em 1x1 com a equipe gaucha. Alves (35A) fez uma partida sensacional, comandando nosso setor ofensivo, marcando gol e esbanjando habilidade. Na semana seguinte, recebemos a Portuguesa e perdemos de 2x0. A equipe paulista tem um atacante chamando Semensato, que é um terror. Vários times ficam de olho nele, mas ninguém contrata, enquanto isso ele fica arrasando aqui na Série C. Fechamos Agosto com outra derrota para um time paulista, ao enfrentar o São Caetano em SP. Fizemos um jogo bem ruim, sem nenhum destaque e mais uma vez o 1x0 saiu barato. O fim do mês marcou a saída de Mimi (35H), que vinha fazendo uma bela Série C e despertando interesse de gigantes do futebol nacional. Acabou que nossa diretoria negociou o jogador com o Góias por R$400 mil e uma série de parcelas por rendimento do jogador. 

 Em Setembro foram apenas 2 jogos. Voltamos a empatar com o Toledo (PR), dessa vez em MG. Parecia difícil sair jogo quando jogamos contra o Toledo e empatamos em 0x0 novamente. Rubens (33C) foi nosso destaque. Nosso último jogo na competição foi contra o Vila Nova em Goias. Já sem chances de ser rebaixados, fizemos uma partida em ritmo de férias e empatamos em 1x1 com o Vila. Nossa dupla de zaga voltou a ser destaque, com Rubens (33C) inclusive marcando o gol do empate. 

spacer.png
Juventude | Portuguesa | São Caetano | Toledo (PR) | Vila Nova

Terminamos com 21 pontos (5V, 6E e 7D), 20 gols marcados e 27 sofridos, a pior defesa da competição. Ficamos a 5 pontos do Z-2 e a 7 pontos do G-4. Analiso como positiva essa nossa estreia na competição, era tudo novo pra nossa equipe e se manter seria o principal objetivo. Com um inicio muito bom e um resto de competição até certo ponto regular, ficando apenas uma vez com 3 rodadas sem pontuar, nossa equipe mostrou que tem potencial para disputar essa competição e ir arrumando as coisas ao pouco para subir no futuro.
spacer.png

spacer.png

Fomos sorteados em um grupo difícil, juntamente com União Luziense, URT e Villa Nova. Nosso primeiro jogo na competição foi contra a URT, em casa. Mostramos nossa superioridade e dominamos o jogo todo, porém só conseguimos converter o domínio em gol uma única vez, e vencemos por 1x0 com gol de Mimi (35H). O segundo jogo foi contra o Villa Nova (MG), jogando em Nova Lima. O jogo foi bem truncado, com poucas chances para ambos os lados, o que consagrou o sistema defensivo. Gustavo Henrique (27A) e Rubens (33C) foram nossos destaques. O jogo mais fácil do grupo foi o mais terrível pra nossa equipe. Recebemos a fraca equipe do União Luziense em casa. Tivemos 75% de posse e 4 vezes mais finalizações que o time deles, mas não conseguimos colocar a bola pra dentro. Como tudo pode piorar, no fim do jogo eles fizeram um gol de contra golpe e nos venceram por 1x0. Por sorte, classificamos em 2º lugar do grupo pelo saldo de gols.

spacer.png

QUARTAS DE FINAL

Nas quartas de final fomos sorteados para enfrentar a equipe do Betim FC. O primeiro jogo foi em Manhuaçu e fizemos um ótimo jogo em termos de crianção e movimentação, mas fraco em concretização de oportunidades. Demos 16 chutes ao gol e só colocamos uma pra dentro, o gol que nos deu a vitória por 1x0 e a vantagem pro jogo de volta.

O jogo de volta foi cheio de emoções. A equipe do Betim FC abriu logo 2x0 no primeiro tempo, já virando o confronto. No vestiário, eu esculachei a equipe, pedindo para que eles mostrassem pelo menos um pouco de garra. Parece que deu certo. Com um gol de Taubaté (33A) e Einsten Jr. (33D) aos 94', empatamos o jogo e nos classificamos para a próxima fase.

SEMI FINAL

A semi final seria disputada contra a boa equipe da Caldense. O primeiro jogo, mais uma vez, foi em nossa casa e tínhamos a chance de sair em vantagem. Foi justamente o que aconteceu. Fizemos um ótimo jogo, principalmente no meio campo com Rosevelt (26A) comandando nosso time e com Romulo Frank (33G) sendo a válvula de escape pela esquerda. Os dois marcaram os 2 gols do jogo e vencemos por 2x0 merecidamente. 

O jogo da volta seguiu da maneira como eu queria. Nossa equipe controlou o jogo ao nosso ritmo, sem passar sufoco durante a etapa inicial. O segundo tempo foi mais tranquilo, tendo que buscar o resultado eles saíram pro jogo e deixaram muitos espaços para explorarmos. Foi num desses momentos que Einsten Jr. (33D) marcou o gol da nosso vitória e confirmou nossa vaga para mais uma vez disputarmos a final.

FINAL

A final mais uma vez foi contra o Atlético Patrocinense, nosso algoz de 2 anos atrás. Seria a hora da vingança ou então nos declararíamos fregueses da equipe de patrocínio. Porém, nessa temporada já havíamos vencido eles na Série C e eles estavam rebaixados na competição nacional. Porém, nem como tudo é preto no branco no futebol, fomos até Patrocínio para o primeiro jogo da decisão e mesmo sendo superiores durante todo os 90 minutos, acabamos sendo derrotados por 1x0, em um dos lances de perigo da equipe deles. 

spacer.pngEntramos para o segundo jogo tendo que reverter o placar, mas como era um placar mínimo de 1x0, resolvi manter a formação que o time estava acostumado, sem fazer nenhum loucura. Parece que deu certo, e logo aos 13' de jogo, Taubaté (33A) colocou nosso time em vantagem, empatando o confronto. Aos 15', 2 minutos depois do primeiro gol, Matheus Phelipe (32A) colocou nosso time na frente no confronto, ao marcar um golaço. Parecia tudo desenhado!! O gol da tranquilidade veio aos 62', quando o goleiro deles deu uma bisonhada tremenda. Ao sair chutando, ele chutou a bola nas costas de Taubaté (33A) e acabou sendo encoberto. Aos 91' veio o êxtase. Einsten Jr. (33D) fez o 4º da nossa equipe, fechou a goleada e confirmou o título mais importante do Boston City (MG), o da Taça MG. Era delírio em Manhuaçu, essa geração realmente está provando ser a melhor da história do time. A satisfação é tremenda em ser campeão de um torneio importante, principalmente vencendo uma equipe que havia nos tirado esse gosto há 2 anos atrás. Realmente a vingança é um prato que se come frio.

A diretoria ficou extremamente satisfeita com o título e não mediu elogios ao nosso time. A torcida não fez diferente, enalteceu a vitória e ficou muito feliz também. A parte negativa foi que esse jogo marcou a despedida de Dana Dão (24J), que já amargava a reserva e pediu para buscar um outro desafio, e jogará pelo Santa Cruz (AL). Fica aqui nosso agradecimento ao maior artilheiro da história do Boston.

DESTAQUES  TAÇA MG

spacer.png

spacer.png

Quem trouxe o Spoiler da nossa fornada foi o diretor desportivo Gisiel Raupp. Segundo ele, teríamos um atacante que daria o que falar. 

Quando a fornada chegou, realmente foi um atacante que se destacou na peneira. Marcelo é um atacante com um físico invejado para a idade, que somados a uma boa técnica e uma ótima finta, farão dele um ótimo segundo atacante. O lado negativo é sua determinação 2 e sua personalidade pouco determinado, que não me agradam nem um pouco. O segundo destaque da fornada é o lateral direito Ageu. O jovem de 16 anos tem seu principal destaque no físico, principalmente na velocidade. Além disso tem uma boa determinação e uma personalidade equilibrada, o que podem ajudar no desenvolvimento. O terceiro destaque é o ponta esquerda Aclomar Ferreira. O jovem de 15 anos é muito rápido pra idade e tentarei melhorar seu drible para ser uma válvula de escape pela canhota. 

Os outros 8 contratos foram: Hercules (GK); Lucas Henrique (MOC); Caca (ZC); Carlos Eduardo (LD); Bobô (LE); Thalys (ZC); Ranieri (PL); Marcus Tulio (ZC).

spacer.png

Nessa temporada trarei 5 jogadores que foram destaques ao longo do ano e que evoluíram bastante nas últimas épocas. No gol, Gustavo Henrique (27A) vem sendo um dos destaques nos últimos anos, desde quando reassumiu a titularidade com a saída de Manu. Nossa dupla de zaga também é um dos destaques do time, principalmente Francisco (35C) que subiu absurdamente seus atributos e é o jogador de maior potencial do time atualmente, já tendo um nível de Série B ao meu ver. Seu companheiro de zaga, Rubens (33C) voltou a ser um pilar defensivo, sendo titular durante todo o ano e terminando com 6,94 de nota média. 

Passando para o setor ofensivo, temos 2 destaques. Alves (35A), ao lado de Francisco, foi o jogador que mais evoluiu no time. O jovem de apenas 17 anos já tem atributos técnicos quase perfeitos para ser o cérebro do meio campo. O jovem ja é titular absoluto do time sendo um dos destaque na conquista da Taça MG. Por fim, temos Einsten Jr (33D), que hoje é o melhor jogador do time. O versátil ponta esquerda, também faz a função de atacante e chuta com as duas pernas, o que faz dele útil em qualquer situação de jogo e isso foi demonstrado ao longo do ano. Hoje ele é nossa principal peça ofensiva pelo lado direito.

spacer.png
spacer.png
spacer.png

spacer.png

Estávamos caminhando bem para terminar o balanço financeiro no verde nessa temporada, principalmente dos R$400 mil da venda do Mimi, realizada pela diretoria. No entanto, a diretoria partilhou R$ 425mil entre jogadores e equipe técnica pelo bom trabalho na Série C desse ano. Com isso, fechamos o anos com -R$372mil. Um déficit até baixo, facilmente recuperável com alguma venda e com os bônus da Série C do ano seguinte.

spacer.png

SUMÁRIO COMERCIAL

spacer.png

Melhor Onze | Revista do Ano | Transferências | Dispensas | Balneário | Série A | Série B | Série C | Série D | Libertadores | Sulamericana | Histórico UCL | Histórico UEL | Histórico Euro Cup II

spacer.png

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
André Honorato

rapaz, esse Francisco vai longe, belos atributos para 17 anos
conseguiu ficar na serie C na primeira temporada disputando, mais um passinho importante no save rumo a evoluçao

acho que ja perguntei isso, mas nao me recordo e fiquei com preguiça de pesquisar
mas fui ate a pagina inicial e nao achei nada sobre

voce ta com quantas e quais divisoes add? ou começou e excluiu alguma?
valeu mano

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

A estreia na Série C foi boa, não é mesmo? Ela parece ser um pouco complicada já que o grupo é pequeno e sempre há a possibilidade subir e ser promovido ou descer e ser rebaixado, mas o Boston fez mais do que a pontuação que você planejou e seguirá nela. Com exceção da parte final dela, onde a equipe faturou apenas 3 dos 15 pontos o restante da campanha foi boa.

E o troféu veio. Parabéns. Quase não passou na 1ª fase, no grupo qualificado como difícil pro você e quase ficou no mata-mata contra o Betim. Supu a camisa e foi em frente. O Boston se superou nesses duas etapas e fez contra a Caldense uma eliminatória segura. E que grande final contra o Atlético Patrocinense. A derrota pela diferença mínima foi pulverizada na volta. Aqueles dois gols logo no 1º tempo foram importantes e goleada foi para não deixar dúvidas.

Tristeza pelo Dana Dão, mas é assim mesmo. Vida que segue.

E esse Marcelo! Se tudo der certo irá ajudá-lo.

Parabéns pela temporada.

Share this post


Link to post
Share on other sites
div

Bela temporada na Série C, o grupo era difícil, com vários times tradicionais (Portuguesa, Juventude, São caetano, etc.), conseguiu ainda superar as expectativas. O primeiro ano era pra manter mesmo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe

Título é título e é preciso comemorar demais essa Taça Minas Gerais, além do que bater assim o Patrocinense só reforça a ideia de que cada vez mais caminha para se tornar a 4ª força do estado, isso se já não for. Parabéns pelo título e pela ótima campanha na Série C, uma estreia boa de quem tende a crescer nos próximos anos.

O que eu destaco, e vale bem a observação, é perceber como o potencial dos jogadores atinge cedo: você trouxe o print de 3 jogadores abaixo dos 20 anos que, segundo a comissão técnica, já chegou ao máximo do seu potencial. Isso é de um mérito tamanho, afinal, vai conseguir fazer com que os caras desenvolvam no máximo por looongos anos, e até quem sabe supere o potencial deles. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
ElPerroMG
Em 27/08/2020 em 20:28, André Honorato disse:

rapaz, esse Francisco vai longe, belos atributos para 17 anos
conseguiu ficar na serie C na primeira temporada disputando, mais um passinho importante no save rumo a evoluçao

acho que ja perguntei isso, mas nao me recordo e fiquei com preguiça de pesquisar
mas fui ate a pagina inicial e nao achei nada sobre

voce ta com quantas e quais divisoes add? ou começou e excluiu alguma?
valeu mano

Fala, André!

Também acho que ele vai bem longe, além de ótimos atributos técnicos e físicos, ele tem bons atributos mentais e com pouca idade já domina nossa zaga.

HAHAH, sem problemas. No brasil to com todas as divisões selecionadas e não exclui nenhuma até agora, estão as 6 (até a pré regional). Acho que fica mais real e um pouco mais difícil desse jeito.

Valeu por comentar, André!!

Em 28/08/2020 em 07:37, ggpofm disse:

A estreia na Série C foi boa, não é mesmo? Ela parece ser um pouco complicada já que o grupo é pequeno e sempre há a possibilidade subir e ser promovido ou descer e ser rebaixado, mas o Boston fez mais do que a pontuação que você planejou e seguirá nela. Com exceção da parte final dela, onde a equipe faturou apenas 3 dos 15 pontos o restante da campanha foi boa.

E o troféu veio. Parabéns. Quase não passou na 1ª fase, no grupo qualificado como difícil pro você e quase ficou no mata-mata contra o Betim. Supu a camisa e foi em frente. O Boston se superou nesses duas etapas e fez contra a Caldense uma eliminatória segura. E que grande final contra o Atlético Patrocinense. A derrota pela diferença mínima foi pulverizada na volta. Aqueles dois gols logo no 1º tempo foram importantes e goleada foi para não deixar dúvidas.

Tristeza pelo Dana Dão, mas é assim mesmo. Vida que segue.

E esse Marcelo! Se tudo der certo irá ajudá-lo.

Parabéns pela temporada.

Fala, GG!!

Minha visão foi parecida com a sua, curti bastante nossa estreia, senti o nível um "pouco" parecido com o que enfrentamos na Série D, o que, pra mim, foi uma surpresa positiva. Apesar do final bem abaixo do restante, acredito que nossa equipe tem cancha pra brigar pelo menos por uma posição intermediária, vamos ver o que o futuro nos reserva.

Eu já estava perseguindo esse troféu na Taça MG desde que perdemos aquela final. Dessa vez não teve jeito, era nosso e não tinha jeito. Certamente os gols no começo fizeram a diferença, principalmente para matarmos o jogo no segundo tempo. Valeu GG!!

Com certeza, Dana Dão foi ídolo, mas o Marcelo pode ser bem útil também daqui pra frente.

Valeu por comentar, GG!!

Em 28/08/2020 em 15:56, div disse:

Bela temporada na Série C, o grupo era difícil, com vários times tradicionais (Portuguesa, Juventude, São caetano, etc.), conseguiu ainda superar as expectativas. O primeiro ano era pra manter mesmo.

Fala, Div!!

Esse modelo da Série C juntando Sul e Sudeste acaba juntando muitas equipes tradicionais e a gente que sofre hahah. Ainda bem que conseguimos resistir, ao melhor estilo @Peepe, e teremos mais uma chance ano que vem.

Valeu por comentar, Div!!

Em 28/08/2020 em 19:09, Peepe disse:

Título é título e é preciso comemorar demais essa Taça Minas Gerais, além do que bater assim o Patrocinense só reforça a ideia de que cada vez mais caminha para se tornar a 4ª força do estado, isso se já não for. Parabéns pelo título e pela ótima campanha na Série C, uma estreia boa de quem tende a crescer nos próximos anos.

O que eu destaco, e vale bem a observação, é perceber como o potencial dos jogadores atinge cedo: você trouxe o print de 3 jogadores abaixo dos 20 anos que, segundo a comissão técnica, já chegou ao máximo do seu potencial. Isso é de um mérito tamanho, afinal, vai conseguir fazer com que os caras desenvolvam no máximo por looongos anos, e até quem sabe supere o potencial deles. 

Fala, Pepe!!

Sem sombra de dúvidas, além do mais, esse é o título mais importante da nossa história até aqui e nos deu a chance de disputar a Copa do Brasil. Ser contra o Patrocinense foi bem especial, e agora a quarta força é nossa hahah.

Essas últimas fornadas, a partir de 33, foram excelentes e trouxeram ótimos valores pro nosso time. Na maioria, eles ja assumem a titularidade com 16, 17 anos e jogando bem. Isso me deixa bastante animado para o futuro.

Valeu por comentar, Pepe!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
ElPerroMG

spacer.png

Altos e baixos, ou melhor, baixos e altos.
31 de Junho de 2037.

Após terminar  a última temporada como campeão da Taça MG e como o 4º melhor mineiro em colocação nos campeonatos nacionais, só atrás dos grandes de BH, o Boston tinha um desafio ainda maior nessa temporada, se manter como a quarta força e já começar a sonhar em buscar subir ainda mais sua reputação. 

O time que começou a pré temporada é o mesmo que terminou o último jogo do ano passado, confiando no quarteto de frente, Alves (35A), Romula Frank (33G), Taubaté (33A) e Einsten Jr. (33D), como principais jogadores do time. No banco sim, teremos uma novidade, o jovem Marcelo (36A) vai treinar com os profissionais e deve ser bem usado, pelo menos enquanto estiver entre nós. Como o time não sofreu alterações no elenco, a tática usada continua a mesma, o 4231 com extremos. 

Nossa preparação começou ainda em Dezembro, quando fizemos 2 amistosos, contra Castelense e Goiás. Em janeiro, realizamos apenas 1 amistoso contra a fraca equipe do Azuriz e apenas empatamos por 0x0, quando jogamos com um time quase todo reserva. 

spacer.png

O campeonato mineiro nessa temporada será disputado por:

 

  • América Mineiro
  • Atlético Mineiro
  • Atlético Patrocinense
  • Arsenal (MG)
  • Betim FC
  • Boston (MG)
  • Cruzeiro
  • Democrata GV
  • Tombense
  • Tupi
  • Uberaba (Alô @Henrique M.)
  • Villa Nova (MG)

 

JOGOS JANEIRO

Iniciamos a competição recebendo a Tombense em Manhuaçu. Para esse jogo preferi começar jogando com Marcelo (36A), até mesmo para observar como o jogador se comporta em campo. Apesar do bom volume de jogo que impomos, com mais de 60% de posse e 7 chutes na meta de Valério, não conseguimos marcar e o jogo terminou em 0x0. Fomos buscar a primeira vitória no jogo seguinte, quando fomos até Juiz de Fora enfrentar o Tupi. Dentro de campo só deu Boston. Com nossos 2 pontas endiabrados no dia, o Tupi não conseguiu se defender, e demos 29 chutes na direção do gol. Romulo Frank (33G) jogou demais, dando 2 assistência pra gol. Vencemos por 3x1 e voltamos para casa com 3 pontos na bagagem. Infelizmente, na semana seguinte tivemos o confronto direto com o Galo. Minha expectativa era que pudéssemos fazer um jogo equilibrado, mas ainda não foi dessa vez, sofremos uma dura derrota por 4x1, na qual apenas nosso atacante Taubaté (33A) salvou, sendo autor do nosso gol de honra. Esse jogo marcou a saída do nosso goleiro Gustavo Henrique (27A), que já havia sido seduzido por times estrangeiros e acabou saindo para o Al-Raed, por apenas R$65mil, sua cláusula para clubes estrangeiros que ele exigiu na última renovação. Uma pena, mas não podemos fazer nada. Hércules (36D) vai assumir o pipino de o substituir.  Nosso último jogo do mês foi contra o Betim FC, na região metropolitana de BH. Fizemos o pior jogo do mês. Enfrentamos uma equipe inferior a nossa e  praticamente não criamos, foi uma pelada braba e o placar não se alterou, um 0x0 bem feio.

spacer.png
Tombense | Tupi | Atlético Mineiro | Betim FC

 

JOGOS FEVEREIRO

Nosso primeiro jogo do mês foi contra o Cruzeiro, pela 5ª rodada. Recebemos o gigante de BH em Manhuaçu e outra vez tomamos um passeio da equipe de BH. Sofremos outra dura derrota, dessa vez por 3x0. Ainda atordoados, fomos fazer 2 jogos fora de casa. O primeiro foi contra o Patrocinense, em Patrocínio. O jogo foi bem parecido com aquele contra o Betim, um jogo feio, truncado no meio e apenas com chutes de longe. O resultado não poderia ser outro, 0x0. Na semana seguinte, fomos visitar o Democrata em Governado Valadares. Outra vez empatamos, mas dessa vez foi cheio de emoções. Abrimos 3x0 com Alves (35B), Romulo Frank (33G) e Taubaté (33A). No entanto, a falta de atenção foi tanta, que cedemos o empate em 14 minutos, fiquei puto de raiva e esculachei o time no vestiário. A apatia do time teve seu auge no jogo seguinte, quando recebemos o América Mineiro. Frederico Curvinel (34J) foi o nome do jogo, indo do seu ao inferno. Logo aos 5' ele abriu o placar para o nosso time, e vinha fazendo uma ótima partida. Porém, jogando como um jogador mais de marcação, ele levou o segundo amarelo e foi expulso. Isso abriu a porteira, o América Mineiro virou o jogo para 5x1, e sofremos a derrota mais pesada até aqui. Esse jogo marcou a despedida de Marcelo (36A), que foi vendido pela nossa diretoria por R$ 2Milhões para o CSA. Segundo craque da fornada seguido que a diretoria vende sem nos deixar negociar.

spacer.png
Cruzeiro | Patrocinense | Democrata GV | América Mineiro

 

JOGOS MARÇO

O mês de Março seria uma chance para darmos uma volta na competição e quem sabe brigar por uma vaga nas semis. Começamos o mês recebendo o Uberaba, recém promovido. As broncas recentes parecem ter tido resultado tardio, passamos o carro, com 18 finalizações sendo 15 acertando a baliza. Com um show de Einsten Jr. (33D) vencemos por 3x1 e nos mantivemos vivos na briga por uma vaga. O balde de água fria veio na semana seguinte, quando fomos visitar o Villa Nova (MG) e tomamos uma lavada de 4x1. O time estava irreconhecível nesse campeonato mineiro. Com quase nenhum chance de classificação, fomos visitar o Arsenal (MG). Longe do auge da equipe, conseguimos vencer por 2x0 a fraca equipe do Arsenal e os rebaixamos novamente para o Módulo II. Einsten Jr (33D) e Alves (35B) foram os destaques. 

spacer.png
Uberaba | Villa Nova (MG) | Arsenal (MG)

Terminamos a competição na 7ª posição com 13 pontos, 3 abaixo do 4º colocado Villa Nova (MG). A equipe não se encontrou em campo, muito por conta do psicológico, a moral dos jogadores estavam baixas/muito baixas, principalmente depois de duras goleadas e até mesmo quando tudo parecia dar certo, uma expulsão mudava o rumo das coisas. Espero que durante a Série C e a Taça MG a sorte esteja do nosso lado, e não contra nós. A boa fica por conta do curso que a diretoria me permitiu fazer, depois desse eu termino as licenças, adquirindo a Pro Continental.

spacer.png

spacer.png
 

Por conta do título da Taça Minas Gerais da última temporada, disputaremos pela primeira vez a Copa do Brasil nessa temporada.

A moça bonita que sempre faz os sorteios parece não gostar nem um pouco da nossa equipe. Fomos sorteados para enfrentar o Santos logo na primeira rodada.

Minhas equipe jogava praticamente de apenas um jeito, o 4231 e pra frente, não tinha como eu inventar outra coisa em véspera de jogo e foi assim mesmo que fomos. Quando o jogo começou, vi um Santos totalmente estranho dentro de campo, errando passes bobos, não conseguindo criar muito, chutando apenas de longe e as principais chances criadas foram pela nossa equipe. Aos 85' o improvável aconteceu. Em um contra ataque da nossa equipe, a bola bateu e rebateu dentro da área e sobrou para Frederico Curvinel (34J) fuzilar pra dentro da meta de Faeco. Depois disso coloquei todo mundo atrás, o time para segurar o tempo frequentemente, aquela velha cera e seja o que Deus quiser. No último lance do jogo, o Santos ainda teve uma bola que cruzou a nossa área e ninguém encostou nela, o meu coração foi na garganta. Fim de papo, vencemos por 1x0 o "impossível" e nos classificamos para a próxima fase. Com isso, colocamos um troco de aproximadamente R$ 800mil no bolso.

A segunda fase foi contra o Goias, outra equipe da Série A. A mulher do sorteio definitivamente nos odeia. Mantive o mesmo modelo de jogo e confiando em outro milagre. No entanto, dessa vez não teve milagre que nos segurasse. O Goias foi bem melhor desde o início do jogo e no fim da primeta etapa abriu o placar. No segundo tempo voltamos um pouco melhores e até tentamos criar alguma coisa, mas Ataíde Freitas fechou a caixa pra a equipe goiana e perdemos por 2x0. O consolo foi que colocamos mais R$1 Milhão na conta.

spacer.png
Santos | Goiás

Avalio positivamente essa nossa estreia, eliminado um gigante do futebol nacional e arrecadamos quase R$2M em apenas 2 jogos. Com isso, a diretoria concordou em aumentar o orçamento de treino das camadas jovens, caso eu cumpra o objetivo de colocar jovens para jogar durante o ano.

spacer.png

Nosso calendário Sub-20 começou logo em Janeiro com a Taça SP de Júnior. Passamos em 2º em grupo equilibrado, que tinha América MG e Nacional AM. Nas duas fases seguintes eliminamos Nova Iguaçu e Paysandu. Nas oitavas de final fomos sorteados para enfrentar o gigante Corinthians. Uma coisa chata aconteceu, tivemos um jogo da equipe reserva no mesmo dia desse jogo e todos do sub-20 jogaram, e como não podem jogar 2 jogos no dia, na Copa SP foi um time todo de cinzentos e acabamos perdendo por 1x0.

spacer.png

No Mineiro Sub-20 fizemos uma ótima temporada. Terminamos em 3º, ficando a frente do America Mineiro. Tivemos o segundo melhor ataque da competição e 5ª melhor defesa.

spacer.png

No segundo semestre ainda teremos a disputa da Taça BH de Junior, a qual jogaremos pela primeira vez.

spacer.png

Nessa temporada fomos sorteados novamente no Grupo B da série C. Teremos como adversários:

spacer.png

Como da para perceber, teremos um grupo repleto de grandes equipes, como a Ponte Preta e Coritiba.

Para disputar a competição, teremos uma modificação no meio campo. Lê (33I) e Frederico Curvinel (34J) assumirão a meiuca central titular, com o resto bem igual a do mineiro.

PRIMEIRO TURNO

Iniciamos nossa campanha recebendo o Brasil de Pelotas em Manhuaçu. Fizemos um belo jogo, dominamos a partida durante todo o tempo, tendo quase 3 vezes mais chances do que eles. No entanto, como o que importa no futebol é bola na rede, o jogo terminou em 2x2. Em dois lances de bola parada eles conseguiram chegar bem e igualaram o marcador que já tinha 2 gols ao nosso favor. Na semana seguinte, fomos até o Sul do país enfrentar o Coritiba. Na tarde fria da capital paranaense, Taubaté (33A) abriu o placar logo aos 5' de jogo. O resto do jogo continuou bem aberto, com chances para ambos os lados. Já no último quarto do jogo, aos 78', o Coritiba conseguiu chegar ao empate, que permaneceu em 1x1 até o fim. Na 3ª rodada, recebemos o Juventude em Manhuaçu e conseguimos a primeira vitória na competição. Em um jogo com poucas chances de curta distância, a bola parada definiu pro nosso lado. O gigante Rubens (33C) subiu alto no escanteio e nos deu a vitória por 1x0. Na semana seguinte, fomos até o interior de SP enfrentar a favorita Ponte Preta. Felizmente o favoritismo fica só extra campo. Logo aos 13' Lê nos colocou em vantagem, e isso permaneceu até os 71', quando a Ponte empatou o jogo. No apagar das luzes, quando todo mundo esperava outro empate, Einsten Jr (33D) entrou sozinho pela direita e cravou nossa segunda vitória seguida, vitória por 2x1. Quando tudo parecia ir de vento em poupa, recebemos a Portuguesa em Manhuaçu e não nos encontramos em campo. Apesar de até criarmos algumas chances e as estatísticas parecerem bem parelhas, a Portuguesa nos dominou e mereceu a vitória por 3x0. O que não imaginávamos é que a partir dessa derrota que nossa vida tomaria outro rumo.

Começava o mês de Junho e fomos visitar o Rio Branco no ES. Em uma partida de 5 gols e duas viradas, vencemos a equipe capixaba por 3x2. Taubaté (33A) foi monstro, marcando 2 vezes e dando uma assistência. Na semana seguinte, recebemos o São o caetano e passamos o carro. Nosso trio ofensivo estava daquele jeito, os 3 com notas acima de 8,5 e não deram a mínima chance para a defesa do São Caetano. Taubaté (33A) voltou a marcar 2 vezes na vitória por 3x0 e alcançou a artilharia da competição até aqui. O penúltimo jogo do turno foi contra o Toledo, no Paraná. Jogo que tem o Boston em campo é sinal de chuvas de gol, dessa vez foram 7. Vencemos o jogo por 4x3, sem viradas dessa vez, sempre estivemos a frente do placar. O destaque foi Frederico Curvinel (34J) que fazia outro bom jogo. Taubaté (33A) deixou outro gol, tava imparável jogando como falso 9. Para fechar o turno, recebemos o Ypiranga em Manhuaçu e anotamos a 4ª vitória seguida e a 6ª em 9 jogos. Dessa vez não teve Taubaté (33A) e nenhum dos nossos atacantes. Nosso setor defensivo que decidiu resolver pra gente. Rubens (33C) duas vezes e Victor Esteves (34I) nos deram a vitória por 3x1.

spacer.png
Brasil de Pelotas | Coritiba | Juventude | Ponte Preta | Portuguesa | Rio Branco ES | São Caetano | Toledo (PR) | Ypiranga (RS)

Inacreditavelmente, terminamos o primeiro turno isolados na liderança, com 4 pontos de frente para o segundo colocado, Portuguesa. Em 27 pontos disputados fizemos 20 e afastamos só no primeito turno o risco de queda. Com isso, não posso pensar em outra coisa a não ser a classificação pra a próxima fase. Dando uma pesquisada, na edições anteriores, a média de pontos do 4º colocado foi entre 28 e 30 pontos. Estamos bem perto disso e essa será nossa meta.

spacer.png

Nosso setor ofensivo vem sendo destaque até aqui, com Taubaté (33A) sendo o artilheiro da competição com 6 gols. Será que a sorte resolveu ficar do nosso lado? Afinal de contas, começamos oscilando por baixo e agora estamos por cima, tomara que sim, a sorte esteja do nosso lado e possamos sonhar com algo mais.

spacer.png
 


 

Share this post


Link to post
Share on other sites
div

O mineiro foi abaixo das expectativas, mas acredito que nesse tipo de save seja mais ou menos, depende muito do momento e dos outros time, porque o avanço do time é gradual e lento, dependendo da base. Porém, na Série C engatou essa sequência de vitórias e é como você disse, não pode nem pensar em outra coisa que não a classificação e acredito que vai conseguir.

Não lembro se já respondeu, mas uma dúvida: Em média, quanto tempo leva pra subir um jovem pro profissional? Só curiosidade mesmo hehe

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tsuru

O Mineiro acaba sendo mais complicado até do que a terceira divisão por conta da presença do Cruzeiro, do América e do Atlético, então é normal não conseguir a vaga para as semis. E fica mais difícil ainda com a diretoria vendendo as promessas a preço de banana, complicado.

Sensacional a campanha na Série C, com o time jogando muito bem. A derrota para a Portuguesa parece ter sido mesmo um importante momento de virada, depois disso não perdeu mais. Acho que a vaga vem.

Boa sorte na continuação!

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

Como já disseram, no Mineiro não foi bem este ano. Se vai perder para o Galo, a Raposa e o Coelho, é melhor jogar fora de casa, né? Ganhou apenas 4 pontos dos 15 disputados em casa. E quando enfrentou as equipes com as quais precisava pontuar, não conseguiu. Acontece e o importante é que está mais uma temporada na principal divisão mineira. Já são quantos anos seguidos?

Caiu em um grupo complicado na Série C, mas o Boston está surpreendendo. É bem verdade que tem sofrido muitos gols, mas tem marcado muitos também. Acho que avança para a fase seguinte.

Share this post


Link to post
Share on other sites
ElPerroMG
Em 31/08/2020 em 22:41, div disse:

O mineiro foi abaixo das expectativas, mas acredito que nesse tipo de save seja mais ou menos, depende muito do momento e dos outros time, porque o avanço do time é gradual e lento, dependendo da base. Porém, na Série C engatou essa sequência de vitórias e é como você disse, não pode nem pensar em outra coisa que não a classificação e acredito que vai conseguir.

Não lembro se já respondeu, mas uma dúvida: Em média, quanto tempo leva pra subir um jovem pro profissional? Só curiosidade mesmo hehe

Fala, Div!

É o mesmo pensamento que eu tenho, a gente fica a mercê das fornadas e devemos fazer um planejamento muito bem feito sobre o futuro, porque perder um jogador pode ser fatal. O pior disso tudo é que a diretoria sempre avacalha os planejamentos. O mineiro eu não me vejo ganhando em um futuro tão próximo, então aproveito e testo algumas peças pra preparar pro nacional.

Começamos super bem, confesso que esperava brigar na parte de baixo por mais uma temporada, só esqueci de avisar aos jogadores, por sorte hahha.

Rapaz, depende muito do nível do jogador e do time atual. Já aconteceu de eu subir o jogador assim que ele sai, e outros que deixo por mais tempo. No entanto, hoje em dia que já tenho uma base fornada no time, gosto de testar pelo menos o jogador uma temporada na base. Na melhor das hipóteses, subo ele pro profissional e deixo "disponível" para o sub20.

Valeu por comentar, Div!!

Em 03/09/2020 em 11:21, Tsuru disse:

O Mineiro acaba sendo mais complicado até do que a terceira divisão por conta da presença do Cruzeiro, do América e do Atlético, então é normal não conseguir a vaga para as semis. E fica mais difícil ainda com a diretoria vendendo as promessas a preço de banana, complicado.

Sensacional a campanha na Série C, com o time jogando muito bem. A derrota para a Portuguesa parece ter sido mesmo um importante momento de virada, depois disso não perdeu mais. Acho que a vaga vem.

Boa sorte na continuação!

Fala, Tsuru!!

Exatamente, esses 3 jogos acabam sendo um pouco desequilibrados pra gente por conta da diferença técnica. No entanto, alguns outros adversários mais fracos a gente deveria ter ganho, pelo menos na teoria, mas futebol não fica só no papel e dentro de campo não fizemos por onde.

A campanha até agora vem surpreendendo até a mim, essa geração parece ter fome de sucesso, já tem o acesso da D para a C, o título da Taça MG e agora querem mais hahah. Tomara que ela venha mesmo.

Valeu por comentar, Tsuru!!

Em 03/09/2020 em 15:43, ggpofm disse:

Como já disseram, no Mineiro não foi bem este ano. Se vai perder para o Galo, a Raposa e o Coelho, é melhor jogar fora de casa, né? Ganhou apenas 4 pontos dos 15 disputados em casa. E quando enfrentou as equipes com as quais precisava pontuar, não conseguiu. Acontece e o importante é que está mais uma temporada na principal divisão mineira. Já são quantos anos seguidos?

Caiu em um grupo complicado na Série C, mas o Boston está surpreendendo. É bem verdade que tem sofrido muitos gols, mas tem marcado muitos também. Acho que avança para a fase seguinte.

Fala, GG!

Eu tô pra te falar que até prefiro jogar esses jogos em casa. O estádio sempre fica super lotado e acabamos por faturar bem com ingressos. Mas com certeza, se for olhar pelo lado de conquistar pontos em casa, jogar esses 3 fora é sempre melhor, e aproveitar contra os mais "fracos" em casa. Essa foi a sétima temporada seguida no Módulo I e conseguimos uma vez classificar para as semis.

O time é kamikase demais, faz muitos gols e temos o artilheiro da competição até aqui, mas também sofre muitos gols, principalmente pelas laterais, são nosso ponto mais fraco de jogadores nas fornadas e sempre sofremos por ali. Tomara que a gente consiga manter essa forma e anotar a vaga.

Valeu por comentar, GG!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
ElPerroMG

spacer.png

O leão tá rugindo alto.
15 de Dezembro de 2037.

Após um primeiro turno arrasador e, com base em ediçoes anteriores, faltando apenas 8 pontos em 27 disputados para garantimos a classificação, o Boston tinha muito em jogo nesse segundo semestre de 2037. Além do Brasileirão, tínhamos a Taça Minas Gerais, na qual somos os atuais campeões e favoritos ao bi campeonato.

spacer.png

2º TURNO

Começamos o segundo turno tropeçando. Fomos até Pelotas, no Rio Grande do Sul, enfrentar o time local, o Brasil de Pelotas. Fizemos um jogo bem abaixo do primeiro turno e isso foi o suficiente para o Brasil de Pelotas abrir 2x0 no placar. Cris (34F) diminuiu pra nossa equipe e ficou nisso, perdemos por 2x1. Recuperamos na semana que vem, quando recebemos o Coritiba em Manhuaçu. Fizemos outra partida MUITO ruim, com o Coritiba dominando grande parte do jogo. Aos 21' Romulo Frank (33G) abriu o placar para  a nossa equipe, mas, aos 38', Francisco (33C) recebeu o segundo amarelo e foi expulso. A partir daí só deu Coritiba. Demos sorte, de aos 48' do primeiro tempo sofrermos um pênalti, no qual Lê (33I) converteu e nos deu uma ótima vantagem para segurarmos até o final. Vencemos por 2x1. Na semana seguinte fomos visitar o Juventude em Caxias do Sul. Seguindo a tendência do segundo turno, fizemos outro jogo ridículo, não dando um mísero chute no gol adversário, que nos venceu por 2x0.  Na semana seguinte voltamos a ser derrotados, dessa vez jogando em casa. Recebemos a Ponte Preta e perdemos por 3x1. Porém, dessa vez voltamos a fazer um jogo equilibrado, principalmente ofensivamente, tendo boas tabelas, infiltrações e bastantes chances de gol, no entanto a Ponte estava bem inspirada e bem melhor  em questões de concretizações. Nossa série negativa continuou na semana seguinte, quando fomos visitar a Portuguesa em São Paulo. Nossa freguesia pro time do interior de SP só aumenta. Fizemos outro ótimo jogo em questão de criação de oportunidades e mais uma vez esbarramos na questão de concretização. Finalizamos 18 vezes, acertando 9 no gol e marcamos apenas 1 gol. A Portuguesa finalizou 19 vezes e marcou 4 vezes, nos goleando por 4x1. Na semana seguinte, receberíamos o lanterninha Rio Branco ES. Por isso, treinei concretização de oportunidades 3 vezes durante a semana, depois de 2 jogos criando muito e fazendo poucos gols. Parece que a bronca e o treinamento foram benéficos. Dominamos a equipe capixaba do início ao fim e goleamos por 4x0. Destaque para Taubaté (33A) e Alves (35B) que fizeram um jogo sensacional.  Tropeçamos de novo na semana seguinte, quando voltamos ao interior de SP, dessa vez para enfrentar o São Caetano. Fizemos um jogo até melhor que a equipe paulista, com mais finalizações e maior posse de bola, mas esbarramos outra vez na falta de eficácia das finalizações e perdemos por 1x0. Os 2 últimos jogos eram relativamente fáceis para mantermos a vaga no G-4. O penúltimo jogo foi contra a equipe do Toledo (PR) em Manhuaçu e precisávamos de uma vitória para confirmar a vaga. Infelizmente Taubaté (33A) não apareceu pra colocar a bola pra dentro, mesmo com nossa equipe criando algumas boas oportunidades, e o placar não saiu do 0x0. Na semana seguinte enfrentamos o Ypiranga (RS) no sul do país, jogando nossa classificação. A conversa ao pé do ouvido do nosso artilheiro funcionou, e, em uma das boas oportunidades que ele teve, colocou pra dentro e confirmou nossa vitória por 1x0 e a vaga para as quartas.

spacer.png
Brasil de Pelotas | Coritiba | Juventude | Ponte Preta | Portuguesa | Rio Branco ES | São Caetano | Toledo (PR) | Ypiranga (RS)

Terminamos em 4º lugar do grupo, com 2 turnos bem diferentes. O primeiro turno foi excelente, quando terminamos em primeiro lugar e quase invictos. No segundo turno fizemos uma campanha de Z-4 e só classificamos por conta do começo arrasador, o que acende um luz de preocupação para a segunda fase. 

QUARTAS DE FINAL

Como passamos em 4º lugar, pegamos o líder do Grupo A, Ferroviário (CE). O que me deixava relativamente "tranquilo" é que nossa equipe estava em uma ótima fase em mata mata, se tornando um belo time copeiro.

spacer.pngO primeiro jogo foi no estádio JK, em Manhuaçu. O jogo foi muito equilibrado, com oportunidades para os dois lados e com dois times procurando o gol. Pedro Samuel abriu o placar aos 24' para o Ferroviário. 9 minutos depois, aos 33', Matheus Phelipe (32A) acertou um lindo chute da entrada esquerda da área e deixou tudo igual. Ir para o intervalo com o jogo empatado nos deu mais tranquilidade para a segunda etapa. Voltamos melhor, com nossos 2 pontas jogando muito bem pelas pontas e aos 73', nossa craque, Einsten Jr. (33D), completou um cruzamento vindo da esquerda e nos deu a vitória por 2x1.

A decisão ficou paro o segundo jogo, em solo nordestino. O jogo foi bem mais amarrado que o primeiro, com poucas chances e um primeiro tempo muito ruim. Isso foi muito bom pro nosso time, que jogava a vaga na Série B em vantagem por ter vencido o primeiro jogo. Para o nosso alívio, aos 69', Einsten Jr. (33D) completou de cabeça um cruzamento vindo da esquerda, muito semelhante ao primeiro jogo, e nos colocou numa bela vantagem faltando 20 minutos pro fim do jogo. Aos 80', Fernando Henrique empatou para o Ferroviário ((CE) e colocou fogo no jogo. Nesse momento, coloquei mais um zagueiro em campo e retranquei 100% o time. O jogo que já estava feio, ficou mais feio ainda e o empate não saiu do placar até o final. Com o apito do árbitro veio nossa tão sonhada vaga para a Série B do Nacional.

Manhuaçu era só festa, vinham elogios de todo lado. A diretoria fez questão de parabenizar-me pelo acesso, falando que era motivo de orgulho para a cidade. Até mesmo nosso artilheiro Taubaté (33A) me deu os elogios pessoalmente.

spacer.png
Ferroviário (C) | Ferroviário (F)

SEMI FINAL

Já com a vaga na mão, mas com o título ainda em disputa, enfrentaríamos o Paysandu pela vaga na grande final. O primeiro jogo foi em Manhuaçu e foi bem parelho. Abrimos o placar logo no começo do jogo, aos 6', com Marcus Vinicius (34O). O Paysandu não demonstrava perigo, apenas chutando de longa distância e a gente controlava bem o jogo. Até que, aos 45', Jamelão acertou um belo chute e deixou tudo igual. O jogo ficou nisso, 1x1 e a vaga decidida no segundo jogo. 

O estádio Curuzu estava lotado em Belém (PA) para ver o segundo jogo. O Paysandu começou em cima e aos 33' Wellington Francisco abriu o placar. Não deu tempo de comemorar, aos 34', Romulo Frank (33G) entrou lindamente driblando pela esquerda e deixou tudo igual. No fim do primeiro tempo, as 44', o Paysandu teve um pênalti desperdiçado por Wellington Francisco. O jogo ficou nisso, 1x1 e a decisão seria nos pênaltis. Hércules (36D) defendeu 2 cobranças em uma noite inspirada e nosso time converteu todos os 4 pênaltis. Voltamos para Manhuaçu com a vaga na grande decisão.

spacer.png
Paysandu (C) | Paysandu (F)

 

FINAL

A final foi contra nossa algoz Portuguesa. Fizemos um duelo belíssimo no primeiro jogo disputado em Manhuaçu. Francisco (33C) abriu o placar logo aos 5' de jogo. Márcio aos 23' e Semensato aos 42', viraram o jogo para a Portuguesa. Aos 50', Cris (34F) deixou tudo igual novamente. Porém, aos 51', na saída de bola, Gum voltou a deixar a Portuguesa em vantagem. Amaral aos 73' fez o quarto da equipe paulista e Lê, de pênalti, ais 76', descontou pro nosso time, fim de jogo em 4x3 para a Portuguesa, uma verdadeira final.

O jogo da volta foi bem menos emocionante. Semensato aos 50' e Marcio aos 59' fizeram 2x0 para a Portuguesa e Einsten Jr (33D), aos 68', diminuiu para o nosso time. Fim de jogo, 2x1 Portuguesa, campeão da Série C 2037.

spacer.png
Portuguesa (C) | Portuguesa (F)

Nosso início arrasador somado a uma alma "copeira" no mata-mata, nos deram a chance de disputar a Série B em 2038. Sinceramente, acho que temos time sim para disputar no andar de cima, não duvido mais nada desse elenco. Minha expectativa, claro, é brigar para não cair, mas vamos ver o que o futuro nos reserva. Além do mais, tivemos nossa primeira convocação para a divisão de base após o término da Série C. Maurício (35D) que havia escolhido a cidadania búlgara, foi convocado para jogar pela seleção de base do seu país.

Treinador do Ano | Jovem jogador do ano | Artilheiro Série C

spacer.png

Fomos sorteados no Grupo D, juntamente com Betim FC, URT e Pouso Alegre. Nosso primeiro jogo foi contra a boa equipe do Betim FC, fora de casa. Em um jogo de 4 gols, empatamos em 2x2, com destaque para Romulo Frank (33G) e Taubaté (33A) que jogaram muto bem ofensivamente. No segundo jogo, vencemos muito bem a equipe da URT por 3x0. Einsten Jr. (33D) marcou duas vezes e fez um jogasso pela ponta direita. Fechamos a primeira fase contra a fraca equipe do Pouso Alegre e novamente vencemos por 3x0. Dessa vez, Lê (33I) foi nosso destaque, ao marcar 1 vez e dar uma assistência. Terminamos a primeira fase na liderança, com 7 pontos em 9 disputados e saldo de 6 gols.
spacer.png
Betim FC | URT | Pouso Alegre

QUARTAS DE FINAL

As quartas de final foi disputada contra a Caldense. Já praticamente matamos o confronto no jogo de ida, jogado em Poços de Caldas. Abrimos 3x0 no placar, com destaque para Matheus Phelipe (32B) que marcou um gol e deu outra assistência. A equipe da Caldense ainda descontou no fim do jogo, 3x1. 

O jogo da volta foi bem menos empolgante que o primeiro. Abrimos o placar com Einsten Jr. (33D) em uma bela tabela com Taubaté (33A) e praticamente matamos o confronto. Com o jogo dominado, dormimos em campo e permitimos o empate da Caldense e o jogo terminou em 1x1. 

spacer.png
Caldense (F) | Caldense (C)

 

SEMI FINAL

Fomos sorteados para disputar a semi final contra o Boa Esporte. O primeiro jogo mais uma vez foi fora de casa, e mais uma vez praticamente matamos o confronto no primeiro jogo. Fizemos um jogo praticamente perfeito, controlando o adversário durante os 90'. Eisnten Jr. (33D) e Taubaté (33A) marcaram nossos gols e vencemos por 2x0. 

O jogo da volta sim, foi muito empolgante. Em um jogo aberto, com um jogo bem abaixo do nosso setor defensivo, tivemos uma partida com 5 gols. Marcus Vinicius (33O), Romulo Frank (33G) e Alves (35B) marcaram para o nosso time e Bernardinho marcou 2 vezes para o Boa, fim de jogo 3x2 para nós e a vaga para mais uma final de Taça MG.

spacer.png
Boa (F) | Boa (C)

FINAL

A final foi jogada contra a boa equipe do Betim FC, que foi do nosso grupo na primeira fase. Ao contrário do jogo da primeira fase, que terminou empatado, dessa vez não teve chances nenhuma para o Betim FC. O primeiro jogo foi disputado em Betim e como nas fases anteriores, matamos o confronto logo de cara. Já estávamos com 2x0 no placar, quando Diego Batista foi expulso pelo lado do Betim, deixando eles com 1 a menos. Por incrível que pareça, eles descontaram logo após a expulsão, mas foi só isso. No segundo tempo marcamos mais duas vezes e os goleamos por 4x1.

spacer.pngO jogo da volta foi parecido com o primeiro. Fomos para o intervalo com 4x0 no placar e 8x1 no confronto geral, já gritando Bi campeão no vestiário. O segundo tempo foi morno e só deu tempo do Betim FC descontar, vitória por 4x1 e 8x2 no confront geral. Boston bi campeão da Taça MG!! Romulo Frank (33G) foi o destaque dos dois jogos, marcando 2 vezes e dando outras 3 assistências.

Dominamos a competição do início ao fim, sem perder um jogo fomos campeões invictos. A torcida do Boston está em êxtase com o bi campeonato e a diretoria fez questão de ressaltar o legado que essa geração está deixando para o clube.

Artilheiro | Líder em assistências | Melhor em campo | Jogos sem sofrer gols | Classificação dos jogadores

spacer.png

Nossa fornada dessa temporada trouxe ótimos valores para o clube e quem sabe o melhor jogador que já tivemos. Quando a fornada chegou, tinha um jogador de 15 anos com 3 estrelas e meia de capacidade, quando o vi fiquei impressionado. Trata-se de Carlos Antônio, VOL/MC de 15 anos. O jogador é praticamente completo, com um ótimo físico para a idade, atributos de desarme e marcação bons para a posição e atributos mentais que nem se fala. Uma semana depois já tinha praticamente todos times da Série A em cima dele.  O segundo melhor jogador da fornada é o MOD/MD Vandro. O jovem tem atributos físicos bons para idade, principalmente velocidade, que para um ponta é essencial. Além disso tem um bom cruzamento. Vou tentar melhorar seu passe e técnica, além do mental em alguma mentoria. O terceiro destaque dessa fornada é o goleiro Breno Henrique, que com bom reflexo e boa saída do gol, pode ser mais um bom goleiro da nossa fábrica de bons goleiros. 

Os outros 10 contratados foram: João Antônio (ZC); Luquinhas (ZC); Mineiro (MOD); Lane (LD); Kell (Vol); Thalys Victor (LE); Marlos Gadelha (Vol); Pedro Victor (Ala Esq); Luiz (Vol) e Emerson Assis Cardoso (PL).

spacer.png

O nosso grande destaque na temporada foi Taubaté (33A). Jogando 44 jogos na temporada como falso 9, ele marcou 19 gols, sendo o terceiro artilheiro da Série C, e após algumas temporadas, voltamos a ter um atacante que corresponda a altura. Além disso, deu 6 assistências e foi o líder em classificação da nossa equipe, 7.10. Alves (35B) foi o segundo grande destaque do time. Dominando nosso meio campo, jogando como MO, o jovem de 18 anos fez uma temporada sensacional, marcando 6 gols e dando 9 assistências, o que lhe deram uma classificação de 7.09. Para fechar o top3, tem Einsten Jr. (33D). O atacante, que foi treinador para jogar de extremo direito, fez 14 gols em 43 jogos disputados, sendo importantíssimo durante toda a temporada. O jovem ainda deu 8 assistências e terminou a temporada com média 7.07.

spacer.png
spacer.png
spacer.png

spacer.png

Fechamos o ano com 3 Milhões negativos nas finanças. Muito se deve ao Bônus de 2,8M que a diretoria pagou aos jogadores pela campanha da temporada. O pior de tudo que não posso nem reclamar, foram sensacionais. Além disso, a diretoria anunciou o aumento do orçamento para recrutamento do jovens que entram na base, após eu cumprir a promessa de usar jovens da base no elenco, o que já era minha obrigação. 

spacer.png

Na próxima temporada teremos novamente a Copa do Brasil, tomara que possamos dar sorte e lucrar mais com os avanços de fase.

Sumário Comercial

spacer.png

Melhor 11 | Revista da Época | Transferências | Dispensados | Balneário | Série A | Série B | Série C | Série D | Libertadores | Copa do Brasil

spacer.png


 

Share this post


Link to post
Share on other sites
div

Parabéns pelo acesso e pelo Bi da Copa Minas Gerais, ficou muito pouco tempo na Série C e já conseguiu subir pra Série B usando só a base, não é pra qualquer um. No segundo turno fiquei temeroso pela classificação, mas felizmente se garantiu no último jogo.

Esse Carlos Antônio tá com cara de ser a maior promessa do Boston hein? Só resta rezar pra diretoria não se desfazer dele!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

A base já vai começando a se repor de maneira mais adequada, apesar de olhar para a análise do elenco que seu assistente faz e achar que faltasse algo para conseguir esse tão sonhado acesso. Agora é usar essa forma na Taça Minas Gerais e assombrar os outros clubes mineiros no estadual do ano que vem e voltar as semi-finais.

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

Que 2º turno deprimente, perdeu a vantagem de sete pontos para o 5º colocado e terminou com um ponto à frente. Quase dança. Tem alguma explicação para a queda de desempenho ou pensa que estará sujeito a outros acontecimentos como esse no futuro?

Depois do sufoco conseguiu a promoção e teve chances de conquistar o título, mas a Lusa fez questão de botar as coisas em seus devidos lugares.

Que avaliação você pode fazer sobre o tempo que você passou nas Séries C e D. Na D foram cinco temporadas para subir e na C apenas duas. O que fez a diferença para passar tão pouco tempo na C?

Na Taça MG fez o que precisa ser feito. Mostrou ser um forte competidor e conquistou novamente o troféu e de forma invicta.

Carlos Antônio chama atenção mesmo. Se a cada temporada tiver um ou dois desse tipo...

Parabéns pela promoção e o bi da Taça MG.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe

Que classificação no sufoco foi essa! Não há muito o que reclamar pois o acesso veio de toda forma, e o Ferroviário não demonstrou ser um adversário tão superior quanto a posição na tabela apontava, mas não precisava ficar fazendo contas até o final.

Imagino que a expectativa seja ótima pra Série B, agora que as coisas engrenaram e a base já oferece bons jogadores ano a ano, é mais fácil avançar logo a divisão, vide o curto tempo que ficou na Série C. Boa sorte daqui pra frente, estou curioso pra ver quem são os times da B se tem tantos tradicionais na C, e parabéns pelo título e pelo acesso!

Share this post


Link to post
Share on other sites
jeanslay

Finalmente consegui lhe alcançar para poder comentar sobre sua grande saga. Confesso que quando comecei, esperava que iria demorar mais para alcançar esse nível que está agora, mas os jovens (e o técnico) corresponderam a altura do desafio. Espero que se consolide como 3º força, já que está no mesmo patamar de América e Cruzeiro (Maior elevador do Brasil). Acho que tem totais condições de se manter na B, caso nao seja acometido por desmandos vindos de cima, ou com uma onda de lesões. Boa sorte, e parabéns pelo ótimo save.

 

P.S.: Parafraseando o Henrique, a que pé anda o grande Jacaré, o Democrata de Sete Lagoas?

Share this post


Link to post
Share on other sites
ElPerroMG
Em 06/09/2020 em 23:20, div disse:

Parabéns pelo acesso e pelo Bi da Copa Minas Gerais, ficou muito pouco tempo na Série C e já conseguiu subir pra Série B usando só a base, não é pra qualquer um. No segundo turno fiquei temeroso pela classificação, mas felizmente se garantiu no último jogo.

Esse Carlos Antônio tá com cara de ser a maior promessa do Boston hein? Só resta rezar pra diretoria não se desfazer dele!

Fala, Div!!

Obrigado!!

Eu fiquei bastante temeroso pela classificação também, até pela entregada contra o Toledo, que eu achava que já garantiríamos ali. Por sorte, pegamos os times mais fracos no final e deu certo ahah.

Carlos Antônio tem tudo pra ser um craque, pena que já tem mais de 20 times em cima dele hahah.

Valeu por comentar, Div!!

Em 07/09/2020 em 14:14, Henrique M. disse:

A base já vai começando a se repor de maneira mais adequada, apesar de olhar para a análise do elenco que seu assistente faz e achar que faltasse algo para conseguir esse tão sonhado acesso. Agora é usar essa forma na Taça Minas Gerais e assombrar os outros clubes mineiros no estadual do ano que vem e voltar as semi-finais.

Fala, Henrique!!

Eu acredito que faltam algumas peças de reposições, principalmente na parte defensiva. Quando algum zagueiro está indisponível, eu acho que o time perde demais. Alguns jogadores já até reclamaram de profundidade, mas é o que temos por agora, vamos torcer pra não ser um bate e volta.

Valeu por comentar, Henrique!!

Em 08/09/2020 em 07:28, ggpofm disse:

Que 2º turno deprimente, perdeu a vantagem de sete pontos para o 5º colocado e terminou com um ponto à frente. Quase dança. Tem alguma explicação para a queda de desempenho ou pensa que estará sujeito a outros acontecimentos como esse no futuro?

Depois do sufoco conseguiu a promoção e teve chances de conquistar o título, mas a Lusa fez questão de botar as coisas em seus devidos lugares.

Que avaliação você pode fazer sobre o tempo que você passou nas Séries C e D. Na D foram cinco temporadas para subir e na C apenas duas. O que fez a diferença para passar tão pouco tempo na C?

Na Taça MG fez o que precisa ser feito. Mostrou ser um forte competidor e conquistou novamente o troféu e de forma invicta.

Carlos Antônio chama atenção mesmo. Se a cada temporada tiver um ou dois desse tipo...

Parabéns pela promoção e o bi da Taça MG.

Fala, GG!!

Pra falar verdade, acho que o desempenho do primeiro turno que foi acima do esperado. Por exemplo a vitoria contra a Ponte em Campinas, eu já fui contando com a derrota. Por outro lado, eu esperaria vencer o São Caetano e Toledo, e não vencemos. Então acredito que seja até mesmo questão física, a fisioterapeuta recomendou que eu desse descanso de 2 semanas pra maioria dos titulares e eu fui contra, ainda mais que não teriamos reposição.

A Série D foi muito mais complicada, ainda mais pelo elenco que tínhamos a disposição. Ficamos quase 4 temporadas sem o atacante conseguir fazer 10 gols na temporada, o time sofria bastante até pra se manter. Depois de algumas melhores, principalmente depois de 2030 o elenco foi melhorando, até atingir o ápice em 2033 e com isso o time melhorou 300% e conseguimos viver essa melhor fase do Boston e do save até aqui com 2 promoções e 2 taças MG. Então, acredito que seja simplesmente a força do elenco e, quem sabe, a maneira do time jogar, com falso 9 em vez de PLF, e explorando os extremos como extremos invertidos jogando por dentro.

Mais um troféu e mais uma vaga pra CdB heheh, valeu GG!!

Carlos Antônio deve mitar, pena que não deve mitar no Boston, mas vou testar uma estratégia de venda com ele, vamos ver se dará certo.

Valeu por comentar, gg!

Em 09/09/2020 em 08:57, Peepe disse:

Que classificação no sufoco foi essa! Não há muito o que reclamar pois o acesso veio de toda forma, e o Ferroviário não demonstrou ser um adversário tão superior quanto a posição na tabela apontava, mas não precisava ficar fazendo contas até o final.

Imagino que a expectativa seja ótima pra Série B, agora que as coisas engrenaram e a base já oferece bons jogadores ano a ano, é mais fácil avançar logo a divisão, vide o curto tempo que ficou na Série C. Boa sorte daqui pra frente, estou curioso pra ver quem são os times da B se tem tantos tradicionais na C, e parabéns pelo título e pelo acesso!

Fala, Pepe!!

Sem dúvidas, apesar da derrota na final o time foi além do esperado e conseguiu atingir o segundo escalão do futebol nacional, o deslize na primeira fase foi só pra dar um "ar" de sofrimento hahah.

Eu tô de fato curioso pra ver como o time se sairá. Pessoalmente, acredito que uma metade inferior da tabela esteja de bom tamanho, mas já cansei de duvidar desse time hahah. Lembro quando você falou que nesse time de save as coisas demoram a engrenar, mas quando engrenassem iriam, e de fato, parece que tá indo.

Obrigado!

Valeu por comentar, Pepe!!

Em 09/09/2020 em 09:15, jeanslay disse:

Finalmente consegui lhe alcançar para poder comentar sobre sua grande saga. Confesso que quando comecei, esperava que iria demorar mais para alcançar esse nível que está agora, mas os jovens (e o técnico) corresponderam a altura do desafio. Espero que se consolide como 3º força, já que está no mesmo patamar de América e Cruzeiro (Maior elevador do Brasil). Acho que tem totais condições de se manter na B, caso nao seja acometido por desmandos vindos de cima, ou com uma onda de lesões. Boa sorte, e parabéns pelo ótimo save.

 

P.S.: Parafraseando o Henrique, a que pé anda o grande Jacaré, o Democrata de Sete Lagoas?

Fala, Jean!!

Eu percebi que estava lendo pelas curtidas hahah, bem vindo!!

O técnico eu não sei hahah, mas os jogadores, principalmente depois da melhoria de recrutamento (2030+) corresponderam bem demais. Porém, de fato, eu também achei que demoraria mais pra ficar, cheguei até imaginar que seriam 10 temporadas em cada divisão, mas qd subi da D pra C, eu vi que o potencial dos jogadores, segundo a eq. técnica, eram potenciais estrelas pra Série B, então imaginei que poderia vir outra promoção em breve. Agora que vai ser difícil, não temos nenhum jogador com "potencial Série A" e teremos que subir o morro mais uma vez nas infraestruturas antes de tentar mais um nível.

Vou olhar como eles estão e trago na próxima atualização, mas na A do mineiro eu tenho quase certeza que não estão hahah.

Valeu por comentar, Jean!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
tricolor de coraçao

Caraca muito inspiradora e motivadora essa tua série....sensacional....E comparando com a minha vejo que fez o certo, levou anos pra subir o time, "comeu o pão que o diabo amassou" mas hj é hegemonia na Taça MG, se estabilizou bem no estadual enquanto eu no meu save com o Joaçaba fiz o caminho inverso: sai contratando alto, fazendo estadio...e agora após 7 anos que lá estou (estou na Série C) procuro agora reduzir folha e gastos por que estou devendo 4M com um estadio de 2300 lugares (custo de 1,2M pois só tinhamos 500 lugares de inicio) mas meu medo era exatamente esse: o longo tempo q eu levaria pra subir de divisão se apostasse somente na base mediante o que percebi no teu save @ElPerroMG e pelo que vi na saga do @Ari com o Jaraguá....Porém se em mim que leio me da satisfação ver a evolução, imagino pra ti. Estou surpreso por subires de primeira na C....poucas vezes tenho conseguido subir de primeira...Boas sagas!

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Fiquei um bom tempo sem comentar e agora vejo o clube classificado para a Série B e Bicampeão da Taça MG.  Parabéns pela excelente evolução da equipe. Me lembrou bastante o save do @Ari Cesar: https://www.fmanager.com.br/topic/129226-sc-jaraguá-o-rugir-do-leão-do-vale/?tab=comments#comment-1062789280

Share this post


Link to post
Share on other sites
ElPerroMG
Em 11/09/2020 em 12:31, tricolor de coraçao disse:

Caraca muito inspiradora e motivadora essa tua série....sensacional....E comparando com a minha vejo que fez o certo, levou anos pra subir o time, "comeu o pão que o diabo amassou" mas hj é hegemonia na Taça MG, se estabilizou bem no estadual enquanto eu no meu save com o Joaçaba fiz o caminho inverso: sai contratando alto, fazendo estadio...e agora após 7 anos que lá estou (estou na Série C) procuro agora reduzir folha e gastos por que estou devendo 4M com um estadio de 2300 lugares (custo de 1,2M pois só tinhamos 500 lugares de inicio) mas meu medo era exatamente esse: o longo tempo q eu levaria pra subir de divisão se apostasse somente na base mediante o que percebi no teu save @ElPerroMG e pelo que vi na saga do @Ari com o Jaraguá....Porém se em mim que leio me da satisfação ver a evolução, imagino pra ti. Estou surpreso por subires de primeira na C....poucas vezes tenho conseguido subir de primeira...Boas sagas!

Fala, Ernani!!

Pois é, contratando as coisas tendem a ser mais rápidas no começo. O Joaçaba tem estádio? Acredito que por ter estádio, o Boston ainda não precisou fazer o seu, mas se a gente chegar na A, com certeza teremos que fazer, o nosso não tem nem 15k de capacidade. Mas o trabalho no Joaçaba vem sendo bem feito e jajá estará na A!!

Agradeço as palavras e é bom que sirva de inspiração pra que outros managers possam tentar no futuro, porque sem dúvidas é bem empolgante, apesar de passar raiva as vezes hahah.

Valeu por comentar, Ernani!!

1 hora atrás, LC disse:

Fiquei um bom tempo sem comentar e agora vejo o clube classificado para a Série B e Bicampeão da Taça MG.  Parabéns pela excelente evolução da equipe. Me lembrou bastante o save do @Ari Cesar: https://www.fmanager.com.br/topic/129226-sc-jaraguá-o-rugir-do-leão-do-vale/?tab=comments#comment-1062789280

Fala, LC!

Fico feliz que esteja voltando a área e torço pra que esteja tudo bem com sua vida particular, você merece sucesso!!

O save do Ari, assim como do Baltazar, são uma inspiração pra quem entra no YC. É uma honra ter o nome citado ao lado deles, espero poder chegar na A e responder as expectativas.

Valeu por comentar, LC!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
ElPerroMG

spacer.png

Forjando a alma copeira do Boston.
15 de Maio de 2038

Depois do bi campeonato da Taça MG e do acesso para o segundo escalão do futebol nacional, o desafio nessa temporada será bem maior do que os que enfrentamos nos últimos anos. O ponto chave da nossa equipe, na minha opinião, é o entrosamento dos jogadores e a base que o time já tem.

spacer.pngPara complementar o time, promovi 4 jovens do sub-20 para o time principal. O lateral direito Ageu, chega para ser o reserva imediato de Lúdyo. Além disso, o jogador é polivalente, fazendo quase todas funções pelo lado direito. O volante/MC Carlos Antônio chega do Sub-20 e com 16 anos já será titular do time. O meia esquerda Maurício, que joga na seleção de base da Bulgária, também será outro aproveitado no elenco principal. Por fim, o atacante Ranieri, que fazia bastantes gols na base, chega pra compor elenco no setor ofensivo. 

O time base é o mesmo da última temporada, com apenas a entrada de Lúdyo na LD e de Carlos Antônio no setor de meio campo. O ponto auge do nosso time é o quarteto ofensivo, responsável por mais de 50% dos nossos gols.

A boa notícia fora de campo é o bônus de R$6M que teremos direito por conta da disputa da Série B. Além do bônus de R$800mil por conta da participação na elite do estadual.

spacer.png

JOGOS JANEIRO

Nossa estreia no campeonato mineiro de 2038 foi contra o Villa Nova (MG). Fomos até Nova Lima enfrentar os donos da casa e o placar não saiu do zero naquela tarde. Um jogo bem "xoxo", sem nenhuma chances de gols, o que acabou consagrando o zagueirão Rubens (33C) como melhor em campo. Na semana seguinte, recebemos o Atlético (MG) em Manhuaçu. Não sei se por ser ainda começo de temporada, o Galo estava longe de ser o clube que nos goleava nos últimos anos, e mesmo estando longe do nosso melhor, conseguimos arrancar um empate em 1x1. Conseguimos nossa primeira vitória na competição na semana seguinte, quando fomos até Tombos, enfrentar a Tombense. Em uma tarde inspirada do nosso trio de Meio Campo ofensivo, goleamos a Tombense por 3x0, com destaque para Einsten Jr. (33D), que marcou um gol e deu uma assistência. Na semana seguinte, recebemos o outro gigante do estado, o Cruzeiro. A equipe celeste também disputará a série B do brasileiro, assim como nós, então seria um bom parâmetro para nosso time. Bom, o time do Cruzeiro é longe de ser aquilo tudo que imaginei, e por isso foram rebaixados mais uma vez no Brasileiro. Conseguimos dominar o jogo e jogar ao nosso ritmo, e Francisco (33C) marcou nosso gol no segundo tempo e vencemos por 1x0. 

spacer.png
Villa Nova (MG) | Atlético Mineiro | Tombense | Cruzeiro

JOGOS FEVEREIRO

Quando tudo parecia ir de vento e polpa para nosso time, caímos do cavalo. Fomos visitar a fraca equipe do Uberaba e perdemos em um jogo de 5 gols. Os lanterna da competição abriram 2x0 no placar, diminuímos com Alves (35B), mas eles voltaram a marcar e no fim do jogo, o mesmo Alves (35B) fez mais um pra gente, 3x2 Uberaba. O restante do mês foi só passeio, com 3 vitórias em Manhuaçu.Vencemos o Democrata GV em casa por 4x2, em outro show de Alves (35B). Além dele, Romulo Frank (33G) e Einsten Jr. (33D) mitaram nessa tarde.  A vítima da semana seguinte foi o Betim FC. Em um jogo muito menos corrido, vencemos com um gol único de Rômulo Frank (33G). Por fim, vencemos bem o Boa Esporte por 2x0, com destaque para nosso lado direito da zaga, com Rubens (33C) e Ludyo (35E).

spacer.png
Uberaba | Democrata GV | Betim FC | Boa Esporte

JOGOS MARÇO

Iniciamos Março visitando o Atlético Patrocinense e vencemos a 4ª seguida. Taubaté (33A) estava em uma tarde inspirada e marcou os dois gols da vitória por 2x0. Nossa dupla de zaga foi muito bem também nesse jogo, inclusive tendo nota acima de 7. Já classificados, fomos visitar o América MG e sofremos uma derrota pesadíssima, fomos goleados por 4x1 facilmente. O time desandou de uma maneira incrível e o único que salvou foi Taubaté (33A), autor do nosso gol de honra. Nos reerguemos no último jogo da primeira fase, vencendo bem a equipe da Caldense por 3x0. Rômulo Frank (33G) e Einsten Jr. (33D) foram os nomes do jogo, marcando um gol cada.

spacer.png
Patrocinense | América MG | Caldense

Terminamos na 4ª posição com 23 pontos, 5 acima do quinto colocado. Vencemos 7 jogos, empatamos 2 e perdemos outros 2. Tivemos um saldo positivo de 10 e o quarto melhor ataque da competição. De longe nossa melhor campanha no mineiro até aqui.

spacer.png

SEMI FINAL

Na semi final fomos sorteados para enfrentar o Galo, que terminou em 1º na primeira fase. O primeiro jogo foi em Manhuaçu e foi um JOGASSO. Einsten Jr. (33D) abriu o placar para nossa equipe e a gente estava em cima para ampliar. Porém, o galo conseguiu empatar e cresceu no jogo, virando para 3x1. Aí que entrou Rômulo Frank (33G) no jogo. Nosso extrema esquerdo marcou incríveis 3 gols e virou o jogo novamente pra gente, 4x3. No entanto, quando ainda estávamos comemorando, o Galo empatou novamente em 4x4 e ainda conseguiu fazer mais 2 gols no final, nos vencendo por 6x4.

O segundo jogo foi com muito menos emoção que o primeiro. Já praticamente eliminados, nossa equipe parece ter entrado um pouco sem motivação em campo e fomos derrotados facilmente por 2x0. Nosso destaque foi Hércules (36D).

spacer.png
Galo (C) | Galo (F)

Apesar da derrota, fizemos nossa melhor participação até aqui, o que confirma a nossa evolução a cada anos. Além disso, o fim do mineiro trouxe a venda de Carlos Antônio (37A). Já era de se imaginar que ele não ficaria no Boston pelo seus atributos. Porém, dessa vez fui mais esperto que a diretoria, e para não perder o jogador em campo, o vendi para o futebol estrangeiro, para que ele continuasse na nossa equipe até completar 18 anos, mesmo recebendo menos por ele. Ao todo foram R$6,75M + 50% de uma futura venda, muito menos que ele vale, mas foi o que deu pra fazer para segurá-lo por mais uma temporada. 

Ainda tivemos Hércules (36D) convocado para a seleção brasileira de base, para disputar 2 amistosos. Nosso goleiro é o primeiro jogador cria do Boston a integrar o elenco sub-20 do Brasil. A premiação do mineiro trouxe Rômulo Frank (33G) na equipe do ano e eu ganhei o segundo melhor treinador.

spacer.png

PRIMEIRA FASE

Começamos visitando a fraca equipe do Vila Rica e goleamos por 5x0 facilmente, com destaque para Einsten Jr. (33D), que marcou 4 vezes e ainda deu mais uma assistência, terminando a partida com nota 10.

SEGUNDA FASE

Na segunda fase, fomos até o Rio de Janeiro enfrentar o Madureira. Massacramos dentro de campo durante o tempo normal, mas não conseguimos colocar a bola pra dentro, e nem mesmo nas penalidades máximas o Madureira queria perder. Precisamos de 2 pênaltis extras, além dos 5, para vencer por 6x5 nas penalidades.

TERCEIRA FASE

Fomos sorteados em um confronto caseiro na terceira fase, contra o Galo. O primeiro jogo foi em Manhuaçu, e em uma blitz sem criatividade do Galo, eles criaram, criaram e não conseguiram finalizar com qualidade, e o jogo terminou em 0x0. 

O jogo da volta, foi uma verdadeira alma copeira. Conseguimos marcar bem a equipe atleticana, que pouco criou no jogo e já no final, Marcus Vinicius (34O) marcou o gol da classificação para nossa equipe.

QUARTA FASE

Fomos sorteados para enfrentar um adversário bem mais fraco que na última eliminatória, o Botafogo PB. O primeiro jogo foi em solo nordestino, e jogando com 3 atacantes, o Botafogo veio pra cima do nosso time e abriu 2x0 no placar. Nosso time tentava criar, mas só encontrava finalizações de longa distância, até que, no segundo tempo, Romulo Frank (33G) conseguiu fazer uma boa jogada e descontou pra gente, deixando a vaga em aberto.

No jogo da volta, fizemos uma partida BEM MELHOR. Logo no início de jogo, Alves (35B) já colocou nosso time em vantagem. O gol parece ter dado tranquilidade e mandamos no jogo, até que Einsten Jr. (33D) fechou o caixão e nos classificou para as oitavas.

OITAVAS DE FINAL

Dessa vez a tia do sorteio estava do nosso lado, e mesmo com os times da libertadores entrando nos potes, caímos para enfrentar o Operário PR. O primeiro jogo foi bem equilibrado, com boas chances para ambos os lados. O Operário saiu na frente com um belo chute do LE Zurita. Em uma bola parada, Rubens (33C) empatou pra nossa equipe. Porém, no final do jogo o operário voltou a frente do placar, nos vencendo por 2x1. Mais uma vez a vaga seria decidida em Manhuaçu.

Ao contrário das outras fases, quando fizemos ótimos jogos em casa, no jogo da volta dessa vez entregamos o pepino. O jogo já começou estranho, sem muitas chances de gol, o que favorecia o Operário. O trem descambou de vez, quando eles abriram o placar com Crispim. Eu esperava que o gol abrisse nossos olhos, ledo engano. O jogo continuou amarrado e terminou em 1x0 pra eles, confirmando a classificação do time Paranaense. 

Apesar da derrota, saio satisfeito com a campanha. Chegamos nas oitavas de final, colocando mais de R$6 Milhões no bolso e mostrando que continuamos copeiro. Ao mesmo tempo, voltamos o foco total para a Série B, que promete ser dificílima. 

Acabou que Einsten Jr (33D) foi o vice artilheiro na CdB. Além disso, nosso extremo direito arrancou o prêmio de segunda melhor revelação da competição. Eu fiquei como o segundo melhor treinador da competição, ficando atrás do treinador do Botafogo PB, que a gente eliminou, enfim, não entendi hahah.

spacer.png









 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Primeiramente: Parabéns pelo acesso (mesmo dando uma desafinada na reta final da primeira fase), ainda quase ganhou o título. E parabéns pelo título da Taça Minas Gerais, que torço para que nunca mais a dispute (times da Série A/B não jogam, se não estou enganado).

Nessa temporada já mostrou que tem força para ficar na Série B sem sustos. A campanha no Mineiro foi ótima e ainda chapuletou o galo na Copa do Brasil pra se vingar do resultado nas semis do mineiro (e aliás, que jogaço esse 4x6). Só é curioso como que acabou caindo justamente para o Operário. O mais difícil tinha feito... hahahah

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
tricolor de coraçao
5 horas atrás, ElPerroMG disse:

Pois é, contratando as coisas tendem a ser mais rápidas no começo. O Joaçaba tem estádio? Acredito que por ter estádio, o Boston ainda não precisou fazer o seu, mas se a gente chegar na A, com certeza teremos que fazer, o nosso não tem nem 15k de capacidade. Mas o trabalho no Joaçaba vem sendo bem feito e jajá estará na A!!

O meu save lembra o do @Ari Cesar que citei errado acima. O certo era eu ter feito como ele. Eu tinha so 500 lugar. 1.2 milhão investi pra fazer 1800...ai hj estamos na c com apenas 2375 lugares não to gastando/ ampliando para equilibrar as contas e por isso estou lendo o seu save e os demais...fica a experiencia/o aprendizado. Avante Boston!

Share this post


Link to post
Share on other sites
tricolor de coraçao

Caramba encheu os bolso esse ano...foi muito longe ns cdb ... isso vai possibilitar fazer investimentos infraestruturas. Investe nas condições de camadas jovens e treinos dos jovens acho nesse momento....sensacional...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • Henrique M.
      By Henrique M.
      Na década de 90, a coisa mais comum nos campos europeus eram os tradicionais pontas velocistas; dribladores rápidos com capacidade de cruzar bem uma bola e que ficavam sempre preso no seu corredor de atuação. Atualmente, esse é um perfil bastante difícil de se encontrar nos elencos dos grandes clubes do mundo. No jogo moderno, é função dos alas e laterais atacarem os flancos e cruzar a bola para a aula. O ponta tradicional foi substituído pelo ponta de pé trocado. O ponta invertido (extremo invertido em PT-PT, por isso também no jogo e aqui nesse guia) é um desses casos dentro do FM, assim como o avançado interior.
      Enquanto esses pontas de pé trocado surgiram e evoluíram dentro do 4-2-3-1, eles tem funções diferentes dentro de campo de acordo com o time que jogam ou com a formação que são usados. Nas versões anteriores do Football Manager, a única opção tática que um treinador tinha para esse tipo de formação era utilizar um avançado interior. Atualmente, ganhamos uma ferramenta a mais, com o extremo invertido. A principal tarefa desses pontas de pé trocado é utilizar sua velocidade e técnica para duelar com seu marcador e conduzir a bola e o time para mais próximo do gol adversário.
      Para aqueles que ainda não sabem do que estamos falando, vou deixar alguns exemplos da vida real e que inspiraram a Sports Interactive a moldar a função de acordo com seu talento. Jogadores como Arjen Robben, Franck Rybéry e Thierry Henry são alguns dos ícones do futebol que ajudaram o Football Manager a trazer esse tipo de atleta do campo para as telas dos computadores. Hoje, atletas como Serge Gnabry e David Neres são grandes máquinas dentro do Football Manager graças ao que esse tipo de atleta trouxe para o motor do jogo.
      Normalmente, o estilo de jogo desses atletas é bem direito. Uma vez que tem a bola nos pés, eles combinam técnica e dribles com aceleração e boas tomadas de decisão para deixar o marcador para tráz e ou finalizar ou passar a bola para um companheiro melhor posicionado para continuar a jogada. Esse estilo de jogo não combina muito com o estilo de outros avançados interiores da vida real, que cortam para dentro, mas optam por uma enfiada de bola ou cruzamento ao invés do chute.
      Em versões anteriores, ou você transformava esses jogadores em avançados interiores, incluindo seus comportamentos codificados no motor do jogo (e que não podem ser removidos) que instruíam eles a cruzar menos, ou os transformava em construtores de jogo avançados, aceitando que eles iriam cruzar menos e chutar menos, mas fariam passes mais arriscados. Isso mudou a partir do FM 2020, que passou a nos oferecer o Extremo Invertido.
      Como essa função dá aos treinadores maior flexibilidade? As instruções se tornaram mais claras, assim como as percepções de cada um sobre o que cada função pode fazer dentro de uma partida. Para vermos o que eles devem fazer, basta olharmos para as instruções que não podem ser removidas no painel tático. Como mencionamos o Avançado Interior e o Construtor de Jogo Avançado, iremos compará-los antes de chegarmos à estrela desse guia, o Extremo Invertido. Começaremos pelo Construtor de Jogo Avançado.

      O construtor de jogo avançado, quando colocado nas pontas, é primariamente um meio-campista colocado em uma posição de maior largura, que busca encontrar espaços e criar oportunidades para si ou para os companheiros de equipes. O jogador funciona de forma bem restrita, mas tendem a recompor defensivamente quando o time está sem a bola.

      Quando comparamos o construtor de jogo avançado com o avançado interior, podemos ver imediatamente que o avançado interior movimenta-se mais em direção à área, buscando penetrações e necessitam de um tipo diferente de capacidades e habilidades ofensivas.

      E isso faz sentido quando nós examinamos seus comportamentos inerentes e que não podem ser retirados. O avançado interior é mais ofensivo. Eles querem conduzir a bola até o coração da defesa adversária, cortando para dentro a partir do corredor lateral. Ao invés de tentarem criar chances para seus companheiros com uma enfiada de bola, é mais provável que eles tentem marcar o gol por conta própria.
      Entretanto, isso não significa que eles irão chutar a esmo e ignorar companheiros melhores posicionados. Quando colocado em uma tarefa atacar, eles tendem mais a querer marcar o gol, enquanto na função apoiar, o avançado interior está mais afastado do gol e é mais provável que procurem um companheiro livro ou no espaço.

      Isto tudo nos traz até o extremo invertido. A descrição do jogo diz que ele "busca cortar para dentro a partir do terço ofensivo para criar espaço para laterais ultrapassarem e subsequentemente sobrecarregar defensores recuando."

      Seu comportamento inerente é diferente quando comparado as outras funções que mencionamos, já que eles não são instruídos a cruzarem menos ou a correr mais riscos nas tomadas de decisão. Eles são uma versão mais conservativa do avançado interior, ou talvez para ser mais preciso, a combinação entre o avançado interior e o construtor de jogo avançado.
      A movimentação de um extremo invertido é mais lateral se comparada ao avançado interior. O extremo invertido move-se para o corredor central, cortando de uma posição mais aberta. Mas ao invés de finalizar, ele quase sempre passa a bola antes de correr para se posicionar dentro da grande área.

      Quando examinamos o mapa de calor do, combinado com o de passes recebidos pelo, extremo invertido, nós podemos ver essa movimentação. Ele corta para dentro para receber o passe, progride e se posiciona entre o zagueiro e o lateral na área.

      Texto traduzido e adaptado por Henrique M. para o Engenharia do Futebol e FManager Brasil
      Fonte: https://www.footballmanager.com/the-byline/look-inverted-winger-wednesday-wisdom
    • PedroJr14
      By PedroJr14
      Eu já venho matutando há algum tempo uma nova história com um time do meu estado. Depois que o Altos conseguiu o acesso à Série C essa vontade aumentou mais ainda. A grande cereja do bolo foi o relatório sobre a última história que eu fiz aqui, onde o nosso querido @Peepedisse que ainda esperava uma história minha com começo, meio e fim. Desafio aceito!
      O CLUBE
      Muitos aqui sabem que o Altos subiu para a Série C de 2021, mas acredito que poucos sabem das dificuldades enfrentadas pelo clube durante o ano de 2020. A Associação Atlética de Altos fundada como equipe amadora em 2013, na cidade de Altos-PI, cerca de 40km de distância da capital Teresina, se profissionalizou em 2015 e logo obteve sucesso a nível estadual. A organização do clube impressionava e logo no seu primeiro ano profissional conquistou o título da Segunda Divisão do Piauí, garantindo assim o acesso para a Primeira Divisão no ano seguinte. Já no seu primeiro ano na elite, o Altos obteve a melhor campanha do campeonato e venceu a final sobre o River por 4x2 no agregado, porém perdeu o título no tribunal, por conta da escalação de um jogador irregular. Ainda em 2016 o altos obteve a melhor campanha da história da primeira fase da Série D, naquela época(5v-1e-0d), mas acabou eliminado pelo CSA, que conseguiria acessos consecutivos até a primeira divisão.
      O ESTÁDIO

      O Altos manda seus jogos no Estádio Municipal Felipe Raulino, o "FELIPÃO", que tem capacidade para cerca de 4 mil torcedores. Apesar de ficar muito próxima à capital Teresina, o Altos prefere mandar até os jogos grandes no seu estádio, mesmo às vezes sendo menos vantajoso financeiramente, só não joga lá quando é obrigado pela federação. O acanhado Felipe Raulino se transforma em Felipão, um verdadeiro caldeirão quando o time do Altos pisa lá dentro, que já fez o clube conseguir resultados improváveis.
      O MASCOTE

      Particularmente a coisa mais espetacular que eu acho nesse time é o mascote, que além de ser LINDO e SENSUAL, literalmente vive para o clube. E por conta dele eu criei o clássico dos mascotes entre Altos e Piauí Esporte Clube, que também tem um mascote espetacular, nada mais nada menos que um RATO MOLHADO, que se enxuga durante os jogos.
      O QUE ACONTECEU EM 2020?
      A nossa história começará no início de 2020, ignorando os acontecimentos desde ano, mas sem a maioria dos jogadores importantes contratados no ano, diria que sem os mais importantes. Nossas finanças estão zeradas, não temos dinheiro para contratações ou salários e contamos com apenas 18 jogadores no elenco, com posições muito carentes como a presença de apenas 1 goleiro, 1 lateral-direito e 3 zagueiros e 3 meias de ofício.
      Os desafios para um time como o Altos vão bem além das 4 linhas. O clube não tem estrutura, nem investimentos, não tem um banco de análise de dados, nem categorias de base. Vai ser um grande desafio comandar esse time nas próximas temporadas, ainda que eu já conheça alguns atalhos nas divisões inferiores e no Nordeste do Brasil.
      Ainda não posso adiantar qual será a meta para o fim da história, mas acredito que eu só vá parar depois de pelo menos um título de Campeonato Brasileiro, já que eu costumo dar sorte em Copas, então não vou colocar a Copa do Brasil como meta principal. O intervalo (ingame) entre os capítulos também ainda não foi determinado, mas pode ser de 3/3 meses, 4/4 ou 6/6. Devo fazer uma história baseada em tudo que rodeia o clube, passando pelo treinador, presidente e a relação do Altos com a política, o que não costuma dar certo no futebol.
      Estou aberto a dicas, críticas e tudo que possa me ajudar a melhorar como contador dessa história, espero contar com vocês.
      É possível ter uma temporada semelhante à que aconteceu na vida real em 2020-21? Como fazer um time tão limitado ser competitivo? Veremos nos próximos capítulos.
      Sala de troféus
      Capítulos
    • Danut
      By Danut
      Olá pessoal. Sejam bem-vindos ao meu novo save aqui no Profissão: Manager. Desde o FM14 que eu namoro a ideia de jogar um save em que as contratações fiquem nas mãos da diretoria. Nas versões anteriores do FM, porém, essa opção não funcionava de forma adequada. Deixar tudo na mão da diretoria significava jogar campeonatos com apenas cinco ou seis jogadores, com um elenco de dez homens em que seis são laterais esquerdos, e outras bizarrices do tipo. Por conta disso, nunca levei um save do tipo adiante.
      Nas versões mais recentes, porém, isso parece ter sido corrigido. Notadamente, temos aqui na área o exemplo do @ggpofm (que, aliás, novamente merece os créditos pelo banner, que peguei da Galeria de Gráficos), que tem conseguido jogar de forma satisfatória um save nesse estilo. Isso me encorajou a tentar um save no mesmo estilo. A primeira tentativa não teve grande sucesso esportivo, mas a parte das contratações funcionou bem e me encorajou a compartilhar um save nesse formato por aqui.
      E é a partir disso que chegamos ao save atual, no qual acompanharemos a trajetória de Mathis Liam, jovem belga nascido na pequena cidade de Tubize. Diferentemente do que costumo fazer, este será um save de carreira, com o treinador podendo circular também pelos países vizinhos. No entanto, pretendo abordar a carreira de forma um pouco diferente do que está sendo feito em outros saves da área, dando prioridade ao trabalho no clube atual. Não haverá nenhuma regra fixa quanto a isso, mas o meu plano é focar as escolhas de troca de clube no ciclo de cada equipe, em vez de pensar no que seria melhor para a carreira do treinador em si.
       
      Treinador

      Mathis Liam tem 25 anos e poucas qualificações para ser treinador de futebol. Em um daqueles milagres que só acontecem no FM, porém, conseguiu um cargo como treinador em equipe a ser apresentada no próximo post. Com sorte, nosso treinador conseguirá aproveitar a oportunidade para aumentar seu status dentro do mundo do futebol.
       
      Dados do save
      Ligas carregadas: Bélgica, Alemanha, França, Inglaterra (todos 3ª divisão e acima) e Holanda (2ª divisão e acima).
      Base de dados: pequena, com cerca de 24 mil jogadores.
      Data de início: 1º de julho de 2019
      Outras opções: mascarar atributos, não adicionar equipe técnica, sem orçamento na primeira janela de transferências
    • Valismaalane
      By Valismaalane
      O nosso primeiro clube na carreira será o:
        Paide Linnameeskond
       
      Paide Linnameeskond é um clube estoniano de futebol, fundado em 1990 e refundado em 2004, com sede em Paide e manda seus jogos no Paide Linnastaadion. O Paide iniciou como um clube filial do FC Flora (O maior time da Estonia), e no ano de 2005, conseguiu 4 acessos consecutivos, uma coisa inédita no campeonato Estoniano, sendo o primeiro a fazer isso e o único, por enquanto. O Paide é um time com um grande projeto, sendo o time que busca todo seu sucesso baseado em se sustentar na elite do campeonato estoniano. Neste sentido, rapidamente o Paide se tornou a quarta força do país conseguindo um Vice-campeonato da copa em 2015, ainda não foi campeão de nada, mas o seu desenvolvimento chama atenção, principalmente pela contratração de jogadores estrangeiros e repatriação de jogadores estonianos que já estiveram na seleção. O Paide ainda não venceu nada na Estonia, mas vamos mudar isso!
      Site oficial do clube: https://www.paidelinnameeskond.ee/ 
      Técnico: O Técnico sera Ragnar Dragunov, um antigo jogador da seleção estoniana e revelado pelo próprio Paide. Embora não tenha sido um jogador de sucesso, é um jogador relativamente conhecido entre os torcedores estonianos. Ragnar foi contratado com apenas 19 anos como uma das maiores promessas do país pelo Schalke 04, mas não conseguiu espaço no clube e rodou por diversos países como Japão, Uzbequistão, Cazaquistão, Russia e armênia, retornou a Estonia e encerrou sua carreira no Valga Warriors de Valga na segunda divisão estoniana. (Experiência passada no clube // História ficticia)
       
      Metas do Save:
       
       - Me tornar um dos maiores técnicos da Estonia
       - Classificar um clube estoniano para fase de grupos da EURO
      Classificar um clube estoniano para fase de grupos da Champions
      Revelar jogadores estonianos com nível para seleção (Zarikov - Cap. 30)
      - Ver ou Classificar a Estonia para uma copa do mundo inédita
      - Ver ou Classificar a Estonia para uma Eurocopa Inédita
      Objetivos do save:
      - Permitido trocar de clube durante o save
      - Se assumir a seleção tenho que estar sem clube ou trocar o clube pela seleção (não comandar os dois simultaneamente)
      - O save é voltado para o técnico e não para a liga estoniana (embora seja uma das minhas vontades crescer o futebol estoniano)
      - Se for necessário, posso mudar os objetivos do save durante a temporada.
      - Me divertir
      Início da Carreira:
       Temporada 01/2019

       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       Temporada 02/2020

       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       - Primeira fase Mata-Mata
       Temporada 03/2021
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       - Fase de Grupos
       Temporada 04/2022
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Vice-Campeão)
      Copa da Estonia (Eliminado pelo Kalju nas Quartas-Final)
       - Não classificado para nenhuma competição Continental
       Temporada 05/2023
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       - Eliminado no Mata-Mata para o Heerenveen
       Temporada 06/2024
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       Champions League (Eliminado na fase de Grupos)
       Temporada 07/2025 e 2026
      Juventus Football Club - Demitido
       Campeonato Italiano (4º Lugar)
       Copa da Italia (Eliminado)
       Champions League (Eliminado nas Quartas)
       Temporada 08/2026 e 2027
       Sassuolo -
      -
      -
      -
      Base do Jogo:
      *Foram adicionados no ano de 2021 o Brasil, Portugal e a Italia
      Notas do Jogador:
      Espero me divertir e que todos os leitores se divirtam. Criticas construtivas sempre serão bem recebidas, e espero uma boa interação com todos! Obrigado e "NAUTIGE"!
      Obs: Kogemus Jalgpall significa algo como: "Sinta o futebol", "experiencie o futebol" (não tem um significado literal para português, mas é utilizado para vivenciar algo)
       
      Gostaria de deixar aqui um agradecimento especial ao @ggpofm pelas varias dicas e conselhos e por ter feito o Banner da saga! Também gostaria de agradecer a todos que estão dando seus respectivos feedback e acompanhando, interagindo com a saga! Obrigado!
    • Makengo
      By Makengo
      Esta vai ser a minha 1ª história aqui no fórum. 
      Se estiveres a ler isto, irás ler a história de dois treinadores com passados e objetivos diferentes:
      -Um deles, Ben Ivanov não sabe muito bem o que quer da vida mas está disposto a escrever o seu nome na história do futebol;
      -A outra, Manami Yoshida, irá querer calar a boca de críticos e reerguer um gigante adormecido;
      Histórias completamente diferentes mas que irão se cruzar (ou não) em um ponto.
      Seguindo a vibe de algúem chamado Justice (do fórum FMScout), também farei entrevistas e conferencias de imprensa mais detalhadas do que as que o jogo tem para oferecer.
      Fiquem apenas ligados em Manami Yoshida e Bennet «Ben» Ivanov
       
×
×
  • Create New...