Jump to content
Sign in to follow this  
Peepe

Eu amo o Dinheiro! A história de um mercenário na América do Sul - Estranhando o Brasil 05/04

Recommended Posts

felipevalle

Que delícia acompanhar a sua trajetória. Muito divertida. Mas fiquei com pena do seu rango. Só um dogão seco fica duro de manter as broncas no decorrer da partida 🤣🤣😂

E muito boa sorte na próxima temporada.

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

E o rapaz foi lá e não deu margem para dúvidas, garantindo o acesso!

[ironia]Que puta geração de ouro que te deram nessa fornada ein? Ótimos! [/ironia]

E agora ein, como vai ser a vida na divisão de cima agora que conseguiu um super contrato melhor que o anterior? HAHAHAHA mas falando sério, já viu qual o nível que te espera?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Seguradora Gralha Azul
On 5/10/2020 at 10:18 PM, Andreh68 said:

hqdefault.jpg

 

Essa foto é do Alex Dias Ribeiro?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68
7 horas atrás, Khroiskantis disse:

Essa foto é do Alex Dias Ribeiro?

É. Ele foi CEO do atletas de Cristo por anos. Não simpatizo com nenhum dos 2.

Share this post


Link to post
Share on other sites
mfeitosa

Mais alternativo impossível! Que loucura é essa divisão inferior venezuelana. Time de loteria, time da polícia... hahaha! Muito legal! Parabéns pela campanha do título e acesso!

Share this post


Link to post
Share on other sites
PedroJr14

Que isso, hein? Em uma final cheia de gols o time da loteria vence e Hernández Fernández dá o seu primeiro passo rumo à glória internacional. O homem é diferenciado!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe
Em 11/05/2020 em 17:57, Bruno Trink disse:

Um salto de qualidade excepcional! 🤣

Mas, na verdade, só de poder pagar salários decentes para seus jogadores, já dá para montar um elenco razoável para o nível de competição que você encontra nesses cafundós. A campanha na fase de classificação foi arrebatadora e o acesso foi muito justo. Ainda ganhou uma merrequinha para renovar o contrato.

Vamos ver na divisão de cima agora!

Obrigado por acompanhar, Bruno!

A questão financeira realmente me possibilitou conhecer jogadores profissionais e minimamente capazes, também foi diferencial porque peguei alguns times com elencos incompletos pelo meio do caminho. Merecia até mais de renovação, mas infelizmente não aconteceu.

 

Em 11/05/2020 em 18:25, LC disse:

Eu te disse, eu te disse, mas eu te disse. Leva a parede com você. Ela é melhor que o seu auxiliar.🤣🤣🤣

HAHAHAHA é verdade, LC, mas ia ficar pesado demais tirar tijolinho por tijolinho da parede pra levar. Pelo menos a telepatia segue em dia, me salvando das ordens de um auxiliar de enfeite.

 

Em 11/05/2020 em 18:28, felipevalle disse:

Que delícia acompanhar a sua trajetória. Muito divertida. Mas fiquei com pena do seu rango. Só um dogão seco fica duro de manter as broncas no decorrer da partida 🤣🤣😂

E muito boa sorte na próxima temporada.

Muito obrigado, Felipe, fico feliz com a repercussão e tem sido muito divertido contar essa história.

 

Em 12/05/2020 em 00:53, marciof89 disse:

E o rapaz foi lá e não deu margem para dúvidas, garantindo o acesso!

[ironia]Que puta geração de ouro que te deram nessa fornada ein? Ótimos! [/ironia]

E agora ein, como vai ser a vida na divisão de cima agora que conseguiu um super contrato melhor que o anterior? HAHAHAHA mas falando sério, já viu qual o nível que te espera?

Obrigado pela participação, Márcio!

A geração é realmente uma vergonha e o nível dos dois craques diz tudo, não vai ser dessa vez que vou usar os garotos. Quanto ao nível da divisão de cima, é bem acima mesmo da terceira e acima também do Loterías. Como são todos times com elenco completo e uma capacidade financeira melhor, não vou ter a moleza que tive na primeira fase da 3ª, por exemplo. Acho que dá pra fazer uma graça mas sem maiores expectativas por título ou coisa do tipo.

 

Em 12/05/2020 em 11:11, mfeitosa disse:

Mais alternativo impossível! Que loucura é essa divisão inferior venezuelana. Time de loteria, time da polícia... hahaha! Muito legal! Parabéns pela campanha do título e acesso!

Obrigado por acompanhar, Feitosa, tem sido bem divertido navegar pelas profundezas do continente.

 

9 horas atrás, PedroJr14 disse:

Que isso, hein? Em uma final cheia de gols o time da loteria vence e Hernández Fernández dá o seu primeiro passo rumo à glória internacional. O homem é diferenciado!

Grande manchete essa! Glória internacional talvez seja exagero kkkkk mas quem sabe um dia!

 Muito obrigado por acompanhar, xará!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe

banner-loteria182327b3ebff5691.png

Os Primeiros Passos do Imperialismo Lotérico!

A rotina de final de ano foi diferente do habitual. A temporada na Venezuela acaba em novembro, os jogadores tem 20 dias de férias e pouco antes do natal, as atividades retornam. Com isso, eu não consegui voltar pra casa a tempo das festas e decidi nem ir, mas mandei um presente para os primos chatos: um boneco de 1 metro do Kino Táchira.

- Homem de Ferro é coisa do passado – expliquei no telefone para eles – nesse novo ano o que vocês devem fazer é se divertir como um grande Lotero.

Ainda bem que eu não estava lá na ceia. Segundo relatos da família, fizeram uma fogueira com o pobre boneco e quase incendiaram a casa, além de empestear tudo com cheiro de plástico queimado. Uma pena que essa criançada não saiba mais o valor do lúdico.

No nosso retorno, era preciso remontar todo o elenco. A primeira coisa foi rever aquela vergonha contra o Zamora Sub-21, amistoso marcado em que só os jogadores da nova fornada foram escalados: ok que eu elevei demais o nível para uma geração tão ruim, mas a perspectiva era medonha e a atuação só confirmou o esperado, 6x0 ficou barato. Romero não pareceu gostar muito, quis reclamar mas não teve conversa:

- Todo um trabalho, um custo alto pra captar jovem e você não aproveita ninguém? Sabe quanto foi o carro de som rodando pela cidade? Quantos pães nós compramos para servir de lanche?

- Óscar, muito bem observado, nós não temos dinheiro e nem tempo pra evoluir barangas. E, pelo amor de Deus, some com o Rentería da minha frente porque o tal do Ascanio que ele recomendou errou até o nome na súmula, escreveu Acsanio.

- Pelo menos alguém você tem que contratar, pra não desvalorizar nosso trabalho e nem desmoralizar o time na região. Escolhe o menos pior e tentaremos melhorar ano que vem…

- Ok, ok! Vou analisar e te aviso na hora do contrato.

Eu poderia dizer que passei horas analisando atributo por atributo, e quem havia se destacado, mas não serei hipócrita. Abri as redes sociais, joguei meu nome e o goleirão Héctor Acosta se dizia muito feliz em ter sido comandado por alguém como eu, querendo estabelecer uma amizade.

hector-acosta-amigo7063579eed93c1fe.png

Liguei na hora pro presidente e mandei fechar com o garoto. O volante José Vallejo, que nem chegou a jogar, foi o outro aproveitado da fornada: depois que eu observei melhor o mercado, percebi que ele tinha valor para o banco. Aproveitei o embalo para dispensar também o Rentería, antigo auxiliar, e fazer a única mudança na comissão técnica com a contratação de Jean García para o cargo.

Na volta das férias, o presidente também aproveitou para fazer uma sugestão peculiar…

- Fomos tão bem com os gols do Angarita, fora a dupla de zaga artilheira. Acho que o clube pode evoluir se focar mais nas bolas paradas.

E a partir de então, um dos nossos novos objetivos é tirar o máximo dos lances de bola parada. Quem diria que o começo da vida de técnico agradecendo ao Muricy Ramalho pela sorte nos escanteios me traria até aqui. Além disso, não é pra menos, o objetivo é sobreviver a Segundona e não voltar para a Terceira.

visao-do-clube-nova4da19943795d0711.png

Por falar nela, como funciona a Segundona? Dessa vez, para não ser pego desprevenido, fui atrás dos mínimos detalhes. E tem a mesma lógica de título que a División Inferior: o campeão é o líder dos grupos, a semifinal e final definem “apenas” o acesso. A diferença maior é que ela se divide em 3 grupos regionais: Oriental, Central e Ocidental, com o número variando em 6 ou 7 times. Nós estamos no maldito grupo Oriental.

grupo-oriental9c965fc045cd220b.png

Os times jogam entre si 4 vezes também. Os 3 melhores de cada grupo avançam para um mata-mata de 9 times dividido assim: os terceiros dos grupos Central e Oriental (independente dos pontos) fazem as únicas quartas de final. O vencedor e os demais classificados são sorteados em 4 semifinais, que levam a 2 finais e definem os 2 times que sobem para a elite do futebol venezuelano. Sigo impressionado com a habilidade da Federação em criar mata-matas alternativos. Mas isso é assunto para quem quer subir, para nós o importante é: o pior de cada grupo é rebaixado diretamente. Em relação ao nosso grupo, a previsão da imprensa fala por si só.

previsao-da-imprensaf711949315ee90a9.png

Análise Completa da Imprensa

(valores estão diferentes porque a notícia completa foi tirada na véspera da estreia, mas a ordem não muda)

Carabobo e Angostura são dois times rebaixados na última temporada e vieram parar aqui por conta da posição geográfica, e em análise superficial é fácil entender que são muito favoritos para sobrar no grupo. Dynamo Puerto bateu na trave na última temporada e também tem um bom nível. Na parte de baixo, como líder isolado de apostas ao time rebaixado, estamos nós e um pouquinho acima, o Deportivo Anzoatégui. Observem como em previsão o Tucanes, o 5º cotado, é 10 vezes melhor que o Anzoatégui, o 6º, e a minha matemática não me permite dizer qual a diferença para o Loterías, pobre lanterna.

Eu sabia que a barca era furada, mas ao observar que nosso jogador mais caro custa 12,5m enquanto todo o time titular dos times médios do grupo custam mais do que isso, o desespero bateu e se somou a certa curiosidade. Resolvi espalhar currículos de forma tão despretensiosa quanto a minha chegada ao Loterías. Fui atrás de oportunidades na Bolívia, Uruguai e Colômbia.

- Por que não voltar pra casa? A gente ia gostar tanto de te ver treinar perto de casa

- Mãe, o Paraguai paga pior do que a Venezuela, ê país mão de vaca esse. Os clubes sem treinador não podem pagar grandes coisas e eu não vou dar pra trás agora na minha carreira. Se ninguém me quer, os Loteros me aguardam felizes.

Sem muito alarde, no maior sigilo possível e com grande expectativa a cada vez que o telefone tocava, recebi respostas de Deportivo Kala da Bolívia e Rocha F.C do Uruguai. Ambas respostas negativas, agradecendo e explicando que admiram meu trabalho mas optaram por treinadores mais habituados ao futebol local. Pelo menos responderam: o Quíndio da Colômbia nem se deu ao trabalho, eu só descobri a recusa quando pesquisei sobre o time e vi que o cargo estava ocupado.

Hora de aceitar a realidade: o Planejamento de pré-temporada

A partir do ano novo, eu comecei a trabalhar de verdade. Tirei o cavalinho da chuva e entendi que meu destino era mesmo Lotero. O time tinha várias deficiências e eu fui rabiscando papel e caneta para desenhar o que acreditava para o elenco: como financeiramente o time está morto, era fundamental ser preciso nas contratações. Não fomos, mas tentamos. Tracei como meta 8 jogadores: 4 titulares (DD, DC, MDC e MAC) e 4 reservas (DE, 2 Mcs e MAC). Isso ressaltando que o Gabriel Serrano assinou no último dia de atividades da última temporada, e fechou idealmente nosso ataque.

transferenciase34b311e4d749ff0.png

Richard Angarita | Abelardo BaylouneGabriel Serrano | Kevin Sequera | José Vallejo | Héctor Acosta

Não tenho muito o que destacar, a janela foi bem difícil. O primeiro complicador foi a questão financeira: praticamente todos esses jogadores recebem 525 reais por semana, e isso impediu muita gente boa de vir; o segundo é que por mais que a procura tenha sido intensa, o nível dos listados para empréstimo é ainda mais feio que o dos jogadores sem contrato e dispostos a vir. Sem ter para o que recorrer, buscamos 12 jogadores (10 na imagem, 2 ainda em 2021). Entre eles, o retorno do grande craque da División Inferior: Richard Angarita. A oportunidade de jogar uma divisão acima do antigo clube fez com que ele forçasse um pouco a barra para voltar. E, além dele, Aaron Rodrigues, também jogador na campanha de acesso, foi dispensado, estava sem clube e aceitando qualquer coisa para jogar. Como a posição de meia ofensivo foi a mais difícil do mercado, nos coube aceitar mesmo ciente de que ele não é grande jogador.

A única saída foi de partir o coração mas não tinha como: Carlos Alberto Díaz, o folclórico jogador, recebia um salário muito acima do nosso teto e pesava em nossas finanças. Quando a primeira proposta de transferência chegou, a custo zero, ele mesmo pressionou para sair. Eu fui firme, não vendi de graça, mas acabei emprestando ao Pellícanos F.C com o clube da División Inferior custeando integralmente o salário de Díaz.

elenco-oficialf656183bb6777334.png

Tática e Escalação pra Temporada | Vista Geral do Elenco

Nosso elenco é bem mais encorpado que o da última temporada, são 24 jogadores, todas as posições tem reservas mas ainda assim formei uma base titular, sem pretensões de mudar. Sigo com a mesma postura tática e a única mudança foi posicional: o 41212 se tornou um 4312 para que William Lugo se adeque melhor ao time. Do time titular da última temporada e o que pretendo utilizar nessa, mudamos apenas 6 jogadores, quem permaneceu foram verdadeiros destaques no acesso e já tem nosso jogo bem assimilado, pois a ideia de maior posse e defesa alta também permanece, inclusive pudemos alterar nosso campo para favorecer o jogo: nessa temporada optei por um gramado curto, com 90m de comprimento e 70m de largura, para que nossos defesas não fiquem sofrendo com bola nas costas o tempo todo. Também é interessante observar a alta capacidade potencial desse time, que é um sintoma de muita juventude, mas a baixa avaliação da capacidade atual, especialmente nos jogadores de banco.

amistososd02b71c37c856ca3.png

Em relação aos testes de pré-temporada, diferente do que foi feito na última temporada, eu procurei dar uma sequência positiva para pegar embalo rumo a Segunda División, ou seja, escolhi adversários mais acessíveis na reta final.

Nosso primeiro jogo foi a partida tradicional do clube satélite contra o Zamora, que vem em baixa na Liga mas ainda é um dos clubes mais fortes do país: foi uma derrota honrosa porque criamos tanto quanto eles e os gols só vieram no final. Depois veio o Boyacá Chicó, diretamente da primeira colombiana, e uma partida também abaixo do adversário porém, com mais sorte ao finalizar.

Os últimos 3 jogos foram marcados na expectativa de vencer: REDI Colón e San Antônio nos deram trabalho e exploraram bem os problemas defensivos, mas com Angarita e Korbaj roubando a cena, as vitórias vieram e foram bem expressivas. Por último, o sempre conhecido PoliTáchira, que tanto nos gerou problemas e alegrias. A expulsão de Bayloune nos deixou com um a menos logo no primeiro tempo e, por mais que tenhamos aberto o placar, não deu pra segurar a vitória.

Os amistosos serviram mais para colocar uma dúvida sobre a dupla de ataque ideal: Jesús Aular segue o pior atacante a primeira vista mas é participativo e criou mais jogadas que seus concorrentes. É provável que a gente vá experimentando ao longo dos jogos, e é o único setor passível de mudanças por ora.

--

O Início na Segunda División.

Pouco antes da temporada começar, o presidente Romero manda me chamar. Ele me serve um café antes de conversar. Logo vi que vinha bomba…

- Então, Nandéz, é uma nova proposta da empresa que nos comanda usar o esporte para alavancar as vendas e crescer nossa loteria. A gente vai dominar o país ainda e você é o braço do imperialismo lotérico

- Imperialismo Lotérico? - Admito, que criatividade tinha nosso presidente – E o que isso significa na minha vida?

- A partir de agora, você vai forçar toda e qualquer aparição na imprensa e nós vamos colocar um Kino Táchira ao seu lado. Você tem tantos amigos entre os jornalistas, sei que vai conseguir disfarçar os interesses.

- Então, quer dizer que foi por isso que no último dia da janela, ficaram me ligando até meia-noite esperando anúncio de reforços?

- Hehehehe – o risinho confirmava a minha suspeita – e vamos falar de dinheiro?

Não respondi com palavras, apenas olhos arregalados.

- Estou em um projeto inovador que utiliza apostas esportivas recém-criadas aqui na Venezuela. Confio em você e no projeto. Como o Lotería é azarão, a cotação é sempre alta e a cada jogo colocarei uma quantia de 1000 Bolívares Venezuelanos na nossa vitória e 10% é teu, inclusive do prejuízo.

- Mas, pera aí, eu não concordo!

- Po*** você tava enchendo o saco na renovação, implorando por dinheiro. Resolvi teu problema, 100 bolívares em cada vitória é um valor justo, não acha?

- O problema não é na vitória, e sim o das derrotas...

O resto da conversa foi lenga-lenga, Óscar me convenceu que era boa ideia e o investimento inicial era todo dele. Eu tão adepto de bingos clandestinos no Paraguai, gostava da emoção das apostas. Vamos aos jogos…

calendario-segundabf9d37b0b45336a6.png

2-0 Anzóategui | 1-5 Carabobo | 3-2 Angostura | 0-5 U. Central Venezuela

Com dinheiro não se brinca, e eu menos ainda. Abrir o campeonato contra o Deportivo Anzoatégui era uma boa oportunidade para ganhar um saldo, afinal, o jogo parelho colocava nossa cotação a 2,63. O dia 26 de fevereiro foi daqueles que eu lustro a careca, faço gargarejo na garganta para gritar bem e vou ao vestiário com um livro filosófico debaixo do braço. Me ajudou muito a notícia em um jornal local informando sobre nosso possível recorde.

- Muitos aqui não fizeram parte da história até agora. Fica meu convite para fazerem. Vamos pra cima ganhar esse jogo! - Palestra entusiasmada refletia minha empolgação

E tudo pareceu um conto de fadas: Pepino Acosta com bom público, um laranja marcante nas arquibancadas e o já tradicional boneco do Kino Táchira alegrando as crianças na arquibancada. O primeiro tempo foi morno mas de superioridade nossa, confirmada logo de cara na volta para o segundo tempo: aos 46’ Jesús Aular recebeu de Lugo e bateu na saída do goleiro, 1x0. Mais 15 minutos, Angarita chuta da entrada da área, fraco, mas o goleiro aceita, 2x0. Depois foi administrar e ofender o bandeira quando Aúlar, em posição legal, fez o 3x0 e foi anulado. Nada que estragasse a festa da primeira vitória na Segunda División!

Eu dispenso comentários sobre o segundo jogo: empolgados pelos jornais, fomos sem nenhuma mudança em relação a estréia. O Carabobo foi amplamente superior, aproveitou de um gramado sem laterais e mais longo que o normal para enfiar 5x0 com facilidade. Ainda descontamos num lindo gol de Lugo, mas não foi o suficiente para impedir o esporro no vestiário. Tônica de jogo semelhante vivemos no fechamento do mês contra o Central Venezuela, um campo mais aberto que o nosso deu espaço para o adversário impôr sua superioridade e com muita felicidade nas finalizações, fomos presas fáceis e o 5x0 doeu. 2 jogos fora de casa: 10 gols sofridos e 1 marcado.

O mês só não foi trágico porque teve seu momento épico, e o jogo no meio das tragédias garantiu moedas para meu porquinho. O Angostura vinha da Primera División como rebaixado, é o segundo melhor time do grupo e mesmo assim fomos pra cima de modo inconsequente. O primeiro tempo foi um toma-lá-dá-cá e o placar diz isso: marcamos com Aúlar, sofremos o empate e fizemos o 2x1 já aos 21’. Só que o segundo tempo foi todo deles, o empate inclusive tardou: só aos 79’ conseguiram com gol de Guerrero.

Eu tinha aceitado o empate, mantive os pedidos para perder tempo, gritava pro time fazer cera e aos 96’ fazíamos muito bem: Jiménez demorou a bater o lateral e Aúlar já dominou sendo derrubado. A partir daí é história, Angarita levantou no segundo poste e a aura vencedora de Muricy Ramalho voltou a me iluminar. Janggen conferiu de cabeça aos 90+7’ e nos deu uma vitória ÉPICA em um jogo que deveria ter 4 minutos de acréscimo.

A cotação que abriu o mercado pagando 5.5 engordou meu cofrinho em 550 bolívares. Dinheiro na mão? Festa para celebrar?

- Nada disso, Nandéz, eu tô deixando tudo junto no site para tirar de uma vez e pagar menos taxas. Fica tranquilo – Foi essa a resposta do presidente ao ser questionado.

classificacao9d73b5556a948fd9.png

Após o primeiro mês (considerando que fevereiro foi apenas um jogo) nós temos uma classificação bastante confusa e sem a superioridade que era esperada: todos os clubes já perderam em algum momento, nenhum deles venceu mais da metade dos jogos e a liderança se divide em 3 times com 7 pontos, mais os azaraões buscando surpreender com até então 6, que é o nosso caso. Ainda é muito cedo para dizer se estou sonhando, mas talvez eu esteja. Pelo menos, olhando para baixo, já temos 2 pontos a mais e 1 jogo a menos que o lanterna. Fato que é preciso melhorar nos jogos fora, adaptar um pouco a escalação e sofrer um pouco menos: o saldo de -6 assusta pela quantidade de jogos.

- Sabe, Rivaldo - eu na narração da minha biografia com meu colega jornalista - sigo buscando entender um pouco melhor as novidades da Segunda División, é possível fechar essa parte otimista e pessimista ao mesmo tempo. A classificação mostra que os Loteros estão cumprindo bem a média mas duas derrotas de 5 gols em tão pouco escancaram uma fragilidade que ninguém teve até agora. Você, pensando nisso tudo, está otimista ou pessimista?

Um silêncio do outro lado da linha, até que:

- Roooon - Rivaldo estava roncando do outro lado da linha

- Sacanagem, mas pelo menos ele deve ter gravado a conversa para arquivar o material - como ele dormia, eu podia pensar em voz alta - Boa noite, Riva, até a próxima.

Dito isso, a ligação foi desligada do lado de lá. O cara não sabe nem fingir direito...

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Rapaz tomou duas piabas de 5. Uma para a Central Venezuelae a outra para o Carabobo, que de bobo não tem nada. Vai ser complicado esta temporada.

Share this post


Link to post
Share on other sites
ElPerroMG

Fala, Pepe. 

Estou me atualizando aqui do save. Por um minuto pensei que você perderia a vaga na segundona. Sorte que um dejavu da parede fez com que vc encontrasse Jesus no banco de reservas. Parabéns pelo acesso! 

A fornada não te possibilitou aproveitar ninguém de imediato. Em contrapartida tu foi bem no mercado, fez o que dava. Tomara que o time consiga se encontrar no restante do torneio, tá realmente mt embolado e qualquer sequência de 3 vitórias te afasta da zona maldita e ao mesmo tempo te coloca no topo. 

Sucesso no restante da temporada!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Valismaalane

Finalmente coloquei a leitura em dia, e está passeando no relvado venezuelano hein?

Parabens pelos acessos.

Está indo bem na segundona, e que fase do Anzoategui hein? Os Tucanes (meu time favorito da Venezuela), ta indo bem, mas a surpresa mesmo fica por conta do time do menino Kino. O Loterias, ta indo muito bem, embora so tenha feito 4 jogos. Pelo visto vai ser ainda mais complicado, espero que tenha sucesso!

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Nei não cai (38D)

História muito legal até aqui, tanto em campo como fora dele.

Agora, o rapaz foi ganhar dinheiro na Venezuela? hahahaha

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

Putz, que azar essa de distribuição geográfica. Podendo não ter nenhum recem rebaixado no seu grupo ficou logo com 2! E tradicionais.

Ganhou em casa e perdeu fora... mas não podia ser qualquer derrotinha né? Tinha que perder com estilo! Mas o legal é que uma dessas vitória foi contra o Angostura! Bicho, aos 97, parece juiz de jogo do flaminthians!

Chato que com 2 vitorias achei que ia estar respirando um pouco, mas não. Espero que esse jogo a menos renda mais alguma gordurinha.

Agora, eu quero saber se na hora de comparecer com os cenzinho nas derrotas fica pro final também ou o prejuízo é a vista?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe
Em 13/05/2020 em 19:32, LC disse:

Rapaz tomou duas piabas de 5. Uma para a Central Venezuelae a outra para o Carabobo, que de bobo não tem nada. Vai ser complicado esta temporada.

Está sendo, Lc, está sendo...

Muito obrigado por acompanhar!

 

Em 13/05/2020 em 22:17, ElPeroMG disse:

Fala, Pepe. 

Estou me atualizando aqui do save. Por um minuto pensei que você perderia a vaga na segundona. Sorte que um dejavu da parede fez com que vc encontrasse Jesus no banco de reservas. Parabéns pelo acesso! 

A fornada não te possibilitou aproveitar ninguém de imediato. Em contrapartida tu foi bem no mercado, fez o que dava. Tomara que o time consiga se encontrar no restante do torneio, tá realmente mt embolado e qualquer sequência de 3 vitórias te afasta da zona maldita e ao mesmo tempo te coloca no topo. 

Sucesso no restante da temporada!

Valeu, ElPero, obrigado por acompanhar.

O começo foi bem embolado sim, resta saber se os favoritos vão despontar em algum momento. Como os grupos são pequenos e tem sido nivelado, toda vitória é paraíso e toda derrota é um inferno.

 

21 horas atrás, Valismaalane disse:

Finalmente coloquei a leitura em dia, e está passeando no relvado venezuelano hein?

Parabens pelos acessos.

Está indo bem na segundona, e que fase do Anzoategui hein? Os Tucanes (meu time favorito da Venezuela), ta indo bem, mas a surpresa mesmo fica por conta do time do menino Kino. O Loterias, ta indo muito bem, embora so tenha feito 4 jogos. Pelo visto vai ser ainda mais complicado, espero que tenha sucesso!

 

Opa, amigo, muito obrigado por acompanhar!

Curte futebol venezuelano? Conhece mesmo o Tucanes? Eu também achava o Anzoatégui tradicional e é bem surpreendente vê-lo tão mal cotado.

 

12 horas atrás, Neynaocai disse:

História muito legal até aqui, tanto em campo como fora dele.

Agora, o rapaz9 foi ganhar dinheiro na Venezuela? hahahaha

Muito obrigado pelo elogio e por acompanhar, Ney.

Eu sei que a Venezuela não é o sonho de enriquecimento mas era necessário sair do fundo do poço, e mais ainda aproveitando a onda da segundona.

 

5 horas atrás, Andreh68 disse:

Putz, que azar essa de distribuição geográfica. Podendo não ter nenhum recem rebaixado no seu grupo ficou logo com 2! E tradicionais.

Ganhou em casa e perdeu fora... mas não podia ser qualquer derrotinha né? Tinha que perder com estilo! Mas o legal é que uma dessas vitória foi contra o Angostura! Bicho, aos 97, parece juiz de jogo do flaminthians!

Chato que com 2 vitorias achei que ia estar respirando um pouco, mas não. Espero que esse jogo a menos renda mais alguma gordurinha.

Agora, eu quero saber se na hora de comparecer com os cenzinho nas derrotas fica pro final também ou o prejuízo é a vista?

Valeu, André! A geografia não nos favoreceu mesmo, e o Carabobo é muito favorito até pro acesso. 

Bom, ganhar aos 97 tem sempre aquela dose épica de jogo, fiquei sem acreditar olhando pra tela, mas o chá de realidade veio com outro 5 na sequência. E, em relação aos cenzinho, é tudo no saldo final: ganhei uma de 2.6 e outra de 5.5, perdi 2 jogos = lucro até agora está na casa de 610 pesos. Quem sabe o Nandéz não dá entrada num carrinho com esse dinheiro no final do campeonato

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe

banner-loteria182327b3ebff5691.png

Saudades daquilo que mal vivemos...

Domingo, 31 de julho, quase segunda 1º de agosto.

Estávamos em um boteco, eu, nosso olheiro Santiago Lugo e Leonardo, o cara por trás do boneco de KinoTáchira, que vinha de uma campanha no centro da cidade e ainda estava fantasiado. A cabeça ocupava a quarta cadeira daquela mesa. Nos reunimos ali para acompanhar, e torcer contra, o Deportivo Anzoatégui no jogo contra o Carabobo.

O jogo aconteceu às 15h e foi a partida do título para o Carabobo, que venceu fácil por 5x0. Era possível ouvir alguns festejos tímidos, inclusive no bar que ficamos uma dupla de torcedores mais empolgados assava carne e compartilhava como se não soubesse quem somos nós. Até pela tradição, o time tinha bons adeptos espalhados pela região. O clima fez a gente permanecer um pouco mais, e mais um pouco…

23:30 da noite e ainda estávamos lá, completamente alterados e eu, que nem fumo, estava indo para o segundo maço de cigarro, enquanto Lugo curtia devaneios da vida. Foi nessa hora que me levantei e comecei a declamar:

- Eu era muito feliz!

Saudade de tudo que fiz,

eu era feliz e não sabia.

A pouco tempo atrás, meu mundo era cheio de paz

E o campeonato era pra ser do Lotería.

- Cala boca aí, Nandéz, tá passando vergonha – Leonardo, vestido de KinoTáchira, falando sobre passar vergonha – você quando bebe fica chato pra cacete.

Não posso dizer como a discussão terminou, eu não lembro. O álcool tem dessas. O fato é que o saudosismo em mim era um sentimento vivo: saudades daquelas 4 primeiras rodadas da Segunda División em que eu, humildemente, dizia “não posso sonhar mas já estou sonhando”. Se eu soubesse como tudo acabaria, talvez tivesse aproveitado mais aqueles momentos.

Abril/2022

abrilf7090a42e6869426.png

2-2 Tucanes de Amazonas | 2-1 Deportivo Anzoatégui

Em abril, ninguém desconfiava do que vinha pela frente. Apesar da evidente fraqueza fora de casa, seguíamos a vida como pequenos destemidos: enfrentamos os Tucanes e pusemos um ritmo interessante, abrimos o placar mas sofremos a virada em 2 erros individuais de Kevin Sequera. O empate aos 90+1’ fez com que os lamentos na verdade fossem comemorações, Aúlar acertou lindo chute cruzado e gol nos acréscimos sempre amolece o coração, 2-2. A fragilidade fora foi a tônica do jogo contra o Dynamo Puerto, 0-2 fácil e rápido, sem muitas ameaças. Na partida seguinte, o Anzoatégui até faz uma partida equilibrada mas, com 1 a menos desde os 32’, não foi capaz de segurar nosso ímpeto ofensivo: Serrano e Angarita, os destaques dessa temporada, marcaram uma vez cada e confirmaram o 2-1 no placar. Fechamos o mês contra o Carabobo que já despontava como o grande time do grupo, cumprindo as expectativas iniciais, e ao menos fizemos 2 gols e um jogo duro, 2-4.

Apesar da irregularidade, tudo parecia dentro da normalidade e, ao olhar a classificação, vinha sempre aquela sensação de “se ganhar dois jogos, a gente encosta em cima”. Mas veio maio e junto uma saudade dos meses anteriores…

Maio/2022

maiocb99b80ad6f796fe.png

2-2 U. Central Venezuela

Olhando para trás, maio foi o mês que marcou nossa derrocada: não sofremos nenhuma goleada e, apesar de inferior em todas as partidas, foram jogos duros e competitivos. Uma derrota mínima para o Angostura, no final do jogo e após erro grotesco de Janggen. Um empate disputado contra o Universidad Central Venezuela, dentro de casa. Uma derrota contra o Tucanes só confirmada nos minutos finais. E um 0x0 brigado contra o Dynamo Puerto, que era segundo lugar a época. Não foram resultados absurdos e nem exibições terríveis para o que podemos fazer, o fato de ser inferior é pra ser visto com naturalidade, o importante é não ser entregue, mas a moral do time desceu, os jogadores perderam motivação e a tabela criou um abismo entre os times para cair, nós e o Anzoatégui, com o resto da competição.

Junho/2022

junho324d8c9ea7e29bb4.png

1-2 Deportivo Anzoatégui | 0-3 Carabobo

O fundo do poço veio em junho. Primeiro jogo do mês contra o lanterna Deportivo Anzoatégui, era confronto direto contra o rebaixamento: aos 27’ Victor González fechava o placar em favor do Anzoatégui, 2x1. Passamos os outros 70 minutos em cima, criando ótimas oportunidades e desperdiçando-as por nervosismo. Aquela derrota nos colocou na lanterna da competição. Seguimos nosso calvário com nova derrota para o Carabobo, 0-3, e eles emplacavam uma série imbatível que levaria a taça.

No meio de junho, com tudo dando errado, o presidente Romero quis conversar:

- Bom, Nandéz, eu não estou insatisfeito com seu trabalho mas eu não quero cair. E nós estamos virando piada, o dono da Lotería está puto da vida que o Kino tem virado piada por aí, o Imperialismo Lotérico é um grande fracasso. Todo o crescimento que era esperado com o time acabou.

Eu também morria de pena do Leo, o cara por trás do nosso mascote, estava virando moda entre os adversários mandar crianças chutarem o meio das pernas do KinoTáchira. Todo jogo era um relato diferente: “elas vêm, pedem uma foto e do nada, me chutam. Eu não vou conseguir mais ser pai”. Sem saber o que dizer, fiquei calado enquanto Romero falava mais:

- Eu sei que o elenco está com problemas por conta dos atrasos salariais, o nosso orçamento não comporta mas eu andei conversando com uns amigos e vou colocar 600 mil para que o clube sobreviva até o final do ano.

- SEISCENTOS MIL?? DE ONDE SAIU TANTO DINHEIRO?

- Esse dinheiro saiu de um fundo de investimento da nossa empresa, digamos assim, e é bem precioso, não vá querendo gastar tudo em pereba na janela de transferências

Sem-titulo6e3aa86a7cda4ebc.png

Pouco tempo depois, ao ler o jornal, eu descobri que um conjunto habitacional construído pelo setor de assistência social de Loterías del Táchira tinha interrompido suas obras por sumiço de verbas. Passei a entender tudo…

Mas a conversa não tinha acabado ali.

- Por falar em verbas – continuou Romero – não estou gostando nada do meu prejuízo no banco de apostas. 900 pesos negativos! Espero que você vá ao elenco e converse com eles sobre isso…

Eu chamei novamente os garotos pra conversar. Era a segunda vez nessa fase ruim e a primeira tinha sido um fiasco: todo mundo entrou pior do que saiu. Eu já nem tinha mais criatividade para usar palavras motivacionais, fiz um discurso simples que colocava fé neles e pedia um pouco mais de vontade. Aquilo encheu os olhos de Richard Angarita e o garoto se consolidando como líder da equipe, motivou os demais jogadores. Ânimo renovado, agora vai! Não foi. Fizemos até bom jogo contra o Angostura, tivemos a vantagem até o minuto 75’ quando Yohalex, em contra ataque, fez um lindo gol e fechou a conta em 2x2. Nossa sorte é que o Anzoatégui não ganhava de ninguém também, então aquele pontinho nos colocou empatados em pontos mas ainda na lanterna.

Julho/2022

julho2b7ef627be95ba98.png

2-1 Tucanes de Amazonas | 1-0 Deportivo Anzoatégui

Fomos para julho e começamos tomando um novo vareio da Universidad Central Venezuela, 4-0 em um placar muito mais elástico do que as estatísticas apontam, mas que se justifica na força mental dos dois times: os gols se explicam no excesso de confiança que eles tiveram diante do goleiro, ao passo que nós cometíamos erros capitais defensivos e concluímos mal demais as oportunidades criadas.

Nove jogos sem ganhar. A imprensa esfregava isso em nossas caras diariamente. Era impossível não lembrar dos tempos de Humaitá e a comparação era evidente: sem nenhuma esperança, em busca de um milagre e com um time muito inferior. As coincidências eram tantas que até Arnaldo Gamarra estava presente nas duas.

Na verdade, eu explico: com a janela de transferências aberta em julho, eu não podia reformular todo o time, então, fui atrás de nossas maiores fragilidades: trouxe o zagueiro Gamarra, revelado por mim no Deportivo Humaitá; o meia Cristian Meza, já que ao falta de opção no meio causava problemas; e fechamos com o lateral direito Douglas Martínez, essa era a posição do 11 titular mais mal avaliada e Douglas chega para assumir a titularidade.

Arnaldo Gamarra | Douglas Martínez | Cristián Meza

Não sei se foi o gás novo dado pelos novos jogadores ou se foi meramente a ajuda divina, mas o clima pareceu melhor às vésperas do jogo contra o Tucanes: os treinos renderam bem, os jogadores respeitaram a preleção e até a fiel torcida compareceu em bom número (339 pagantes). Na saída para o intervalo, Gabriel Serrano foi as redes após rebote em chute de Angarita e nós abrimos vantagem, que praticamente não durou, visto que aos 47’ Regalado empatou tudo. O jogo foi bem aberto, optei por 4411 na reta final e o time correspondeu: criava muito ao mesmo tempo que também permitia criar. Aos 87’ infelizmente, Bayloune se precipita e empurra Regalado dentro da área. Pênalti para o Tucanes.

- Eu não acredito. Justo hoje que era empatar e sair da lanterna.

Meus lamentos a beira do campo exalavam a frustração que eu sentia. Mas futebol é apaixonante porque coisas loucas acontecem: Graterol bateu mal e Figuera defendeu. Aquilo levantou nossos adeptos e num último gesto de confiança, gritei para o time avançar. Não sei se alguém ouviu, o fato é que aos 90+1’, Richard Angarita, sempre ele, chutou de longe. A bola não foi forte e nem no canto, mas venceu o goleiro. 2-1 pra gente numa vitória pra lá de improvável (que pagou 7.50 na casa de apostas do Romero).

Abrimos três pontos para o Anzoatégui, justo nosso adversário na sequência. Tendo em vista as campanhas e a tabela, eu sabia que aquela era a grande chance dos dois times de vencerem alguém até o fim do ano. Mais importante ainda era não perder. O jogo foi um horror, mas o que importa é bola na rede: na volta do intervalo, Serrano acertou lindo chute de fora e marcou o nosso 1x0. Após isso, não teve mais jogo: nenhuma finalização foi vista na partida, jogo apenas disputado no meio campo e a vitória confirmada para os Loteros. Com o sentimento de dever cumprido, fechamos essa sequência com mais uma pesada derrota, dessa vez para o Dynamo Puerto: a esperança de fechar a casinha como fizemos contra o Anzoatégui caiu por terra, e o Puerto pode aproveitar a partida pra fazer saldo.

1classificacaob0b9510ae404d9bd.png

Restando apenas 5 rodadas, o Grupo Oriental está praticamente definido. A grande surpresa fica por conta do Angostura, que fez campanha bastante irregular e não cumpriu o favoritismo após a queda da Primeira, só um milagre possibilita a sua classificação. O Carabobo, sempre apontado como favorito, demorou mas engrenou: campanha irretocável e título garantido com 4 rodadas de antecedência.

Para nós, Loterías del Táchira, resta cumprir com o objetivo inicial de não cair. Os 6 pontos de vantagem para o Deportivo Anzoatégui são espetaculares nesse sentido: com 4 jogos restantes, o Anzoatégui precisaria ganhar metade, sendo que sua média é de 1 vitória a cada 5 jogos. Lembrando que o primeiro critério de desempate é número de vitórias, e dado os empates do Lotería, o empate em pontos favoreceria o Anzoatégui.

estatisticas-equipe1d6af7cb3f6785e4.png

Ranking de Passes Completados | Estatísticas do Elenco

A curiosidade interessante dessa sequência é que, ao observar as estatísticas gerais da equipe, apesar de todas as porradas sofridas, o Loterías del Táchira tem a melhor média de posse de bola do grupo, com 53%, e o maior número de passes trocados, mesmo com um jogo a menos. É claro que existem diversos estilos dentro do grupo, algumas equipes não valorizam tanto a bola como nós tentamos, mas é um número para ser exaltado, e sempre dando destaque a quem merece: Richard Angarita, como se vê nas estatísticas do plantel, é nosso melhor jogador na temporada e um verdadeiro termômetro, todas as vitórias até aqui vieram em dias inspirados do nosso meia.

--

 

E o meu saldo? 

Considerando os 7.50 do jogo contra o Tucanes e os 2.60 do Anzoatégui, meu cofrinho está com aproximadamente 620 bolívares. Fui lá cobrar o presidente:

- Tudo bem, presidente? - a cara dele estava séria - Vim conversar sobre o dinheiro das apostas, acho prudente a gente parar de jogar agora.

- Nandéz, não é bem assim, não posso parar.

- Óscar, pelo amor de Deus, esse dinheiro que é meu, é um fim de semana de férias no Paraguai. Esquece essas apostas, a gente nem vai ganhar de alguém daqui pro final do campeonato.

- Nandéz, eu bem que queria pegar tudo e te devolver, mas aqueles 600 mil precisam ser repostos de alguma forma.

- E você pretende ganhar 600 mil pesos em apostas?? Você é um brincalhão, só pode.

- Eu não, mas os caras que me emprestaram sim. Eles querem pelo menos 3 empates ou vitórias nesses últimos 5 jogos pra recuperar o prejuízo, sem desculpas. - o tom de voz do Romero estava diferente - Você sabe que coisas ruins podem acontecer, não sabe? Volta lá pro campo, prepara o time e alcança o que a gente pediu...

Pra quem tinha a expectativa de ver a temporada acabada logo cedo, e só cumprir tabela nas partidas que faltavam, o presidente logo tratou de me ameaçar para forçar uma motivação. E o final da temporada promete ser animado. Se a aposta vai render algo para Hernández Fernández? Se as ameaças são sérias? Se o Loterías vai conseguir atingir os objetivos? Isso tudo a gente descobre na próxima atualização...

Share this post


Link to post
Share on other sites
ElPerroMG

A dura realidade de uma divisão superior escancarou as fragilidades do time. Por sorte, o presidente deu uma injetada financeira no time, e no final das contas, mesmo faltando 5 rodadas, a campanha vem sendo boa para as realidades atuais. Angarita e Serrano chamando a responsabilidade e levando o time em frente, ainda mais depois da vitória aos 46 da etapa final, emocionante. 

Vamos aguardar essas rodadas finais, mas a expectativa é boa, ainda mais depois da confiança ter voltado com 2 vitórias. 

Abraços, Pepe.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Valismaalane

é, parece que o dinheiro injetado pode trazer problemas para sua cabeça. Famoso emprestimo por agiotagem aposkpsokpoaskpoaskosakaskpok

A campanha estava muito boa, mas o time parou de render, houve alguma mudança tatica para retomar as vitorias ou so aqueles esporros e conversas com a equipe?

Vem mais um jogador do Humaita, para um time tao ruim, parece que conseguiu retirar peças boas para o venezuelão heim? Boa sorte na sequencia!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

O cara que veste de boneco fala do em passar vergonha. Coitado do Léo, fiquei com pena da violência que havia sendo cometida contra ele. Acabou encontra do uma motivação extra para esses jogos finais. Carabobo é muito engraçado esse nome RS, mas eles mandaram no campeonato.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe
2 horas atrás, ElPeroMG disse:

A dura realidade de uma divisão superior escancarou as fragilidades do time. Por sorte, o presidente deu uma injetada financeira no time, e no final das contas, mesmo faltando 5 rodadas, a campanha vem sendo boa para as realidades atuais. Angarita e Serrano chamando a responsabilidade e levando o time em frente, ainda mais depois da vitória aos 46 da etapa final, emocionante. 

Vamos aguardar essas rodadas finais, mas a expectativa é boa, ainda mais depois da confiança ter voltado com 2 vitórias. 

Abraços, Pepe.

 

Valeu, ELPero, acho que o resumo é bem esse: por mais que a gente tenha sido destemido no começo, as diferenças de plantel foram cobrando com o tempo. Eu já me sinto agraciado em escapar do rebaixamento com folgas, como deve acontecer.

E em relação ao Angarita, sempre soube que ele era o cara do time e ele correspondeu bem, já o Serrano demorou pra vingar, passou um tempo no banco mas encontrou a posição e é nosso artilheiro.

 

1 hora atrás, Valismaalane disse:

é, parece que o dinheiro injetado pode trazer problemas para sua cabeça. Famoso emprestimo por agiotagem aposkpsokpoaskpoaskosakaskpok

A campanha estava muito boa, mas o time parou de render, houve alguma mudança tatica para retomar as vitorias ou so aqueles esporros e conversas com a equipe?

Vem mais um jogador do Humaita, para um time tao ruim, parece que conseguiu retirar peças boas para o venezuelão heim? Boa sorte na sequencia!

Foi muito dinheiro e muito do nada, praticamente metade do orçamento anual assim, do bolso do presidente. Claro que tem algo suspeito kkkk

Então, eu fiz alguns testes táticos mas consolidei a solução mais pro final e vou trazer no último post o print certinho. O que eu fiz basicamente foi trocar para um 4132 e coloquei 2 meias centrais como Mezzala e Carillero, pra compensar os laterais defensivos, e ter uma saída de jogo pelas pontas. Até então eu tentava fazer isso com os 2 atacantes, mas senti que eles estavam muito isolados e que abri-los só facilitava esse isolamento.

Quanto ao Gamarra, ele veio na última fornada, finalzinho da passagem no Humaitá. Eu tive pouco contato mas gostei dele e como seguia com contrato amador, achei que seria uma boa aquisição pra evoluir no Loterías. O Humaitá em si era ruim, mas vinha melhorando e alguns jovens tinham futuro.

 

1 hora atrás, Jirimias disse:

O cara que veste de boneco fala do em passar vergonha. Coitado do Léo, fiquei com pena da violência que havia sendo cometida contra ele. Acabou encontra do uma motivação extra para esses jogos finais. Carabobo é muito engraçado esse nome RS, mas eles mandaram no campeonato.

Pois é, criança é sempre sem limite.

Em relação ao Carabobo, eu sempre ria quando via o clube em Sulamericanas por aí, mas o nome é indígena e não tem nenhuma relação com bobagens. Eles lideraram de ponta a ponta e não é pra menos, o time é bem tradicional na Venezuela, tem um poder aquisitivo forte. O susto foi vê-los na segundona.

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC
Citar

@Peepe disse: "Pouco tempo depois, ao ler o jornal, eu descobri que um conjunto habitacional construído pelo setor de assistência social de Loterías del Táchira tinha interrompido suas obras por sumiço de verbas. Passei a entender tudo…"

Eu avisei que essa Lotería era viciada. Agora ou ganha os jogos finais ou vai acabar levando uma surra. Igualzinho a um certo MacCachaça( @marciof89 ). Boa sorte na sequência e torcendo pela sua demissão, pois quem sabe vai para um clube melhor e sem problemas com apostas.

Share this post


Link to post
Share on other sites
PedroJr14

Fala, Xará.

Esse é realmente um campeonato de manutenção e o Loteria dele Tachira vai cumprindo o seu papel se mantendo acima do Deportivo Azontegui, time que eu realmente acredito que não tenha forças pra uma arrancada nessa reta final.

Boa sorte na sequência, mano.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

É... sonhar não custa nada...

Eu ia dizer que um empate em 5 jogos resolveria a vida do Loteria.  Mas pelo jeito não resolverá do Nandez²!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe
Em 17/05/2020 em 11:41, LC disse:

Eu avisei que essa Lotería era viciada. Agora ou ganha os jogos finais ou vai acabar levando uma surra. Igualzinho a um certo MacCachaça( @marciof89 ). Boa sorte na sequência e torcendo pela sua demissão, pois quem sabe vai para um clube melhor e sem problemas com apostas.

HAHAHAHAHA o presidente seguiu o jargão "Copa não se faz com hospitais".

Valeu, LC, e cuidado com o que você deseja... (não pretendo dar spoilers, mas olha.....)

 

22 horas atrás, PedroJr14 disse:

Fala, Xará.

Esse é realmente um campeonato de manutenção e o Loteria dele Tachira vai cumprindo o seu papel se mantendo acima do Deportivo Azontegui, time que eu realmente acredito que não tenha forças pra uma arrancada nessa reta final.

Boa sorte na sequência, mano.

 

Valeu, Pedrão. Obrigado por acompanhar.

É isso, fizemos bem o papel de casa até aqui e apesar da frustração de não brigar em cima, a meta sempre foi não cair.

 

18 horas atrás, Andreh68 disse:

É... sonhar não custa nada...

Eu ia dizer que um empate em 5 jogos resolveria a vida do Loteria.  Mas pelo jeito não resolverá do Nandez²!

Pois é, André, muito obrigado por acompanhar.

O Nandez é um cara safo, deve se virar bem nessa sequência.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe

banner-loteria182327b3ebff5691.png

O último ato: salvar a vida do Presidente!

calendarioc993cdb9cce12257.png

1-0 Carabobo | 2-2 U Central Venezuela | 2-1 Tucanes de Amazonas | 1-0 Dynamo Puerto

Com a corda no pescoço e sem entender muito bem do que se tratavam as ameaças do Romero, começamos o mês de agosto em busca das 3 não-derrotas. Financeiramente a situação aliviou um pouco com o clube fechando um acordo de patrocínio: 160 mil por ano que cairiam como uma luva na vida do Romero.

Ele estava tão comprometido que até viajou a Ciudad Bolívar com a gente. Coitado, antes tivesse ficado em casa. O Angostura atropelou-nos em um 0-2 que ficou barato tendo em vista as circunstâncias.

Motivado a mudar, eu procurei algumas variações táticas que se adequassem ao time. Comecei optando por um novo 4132, com maior consistência defensiva e tentei compensar o pouco ímpeto ofensivo dos laterais com 2 meias que jogam aberto: Angarita sempre de Mezzala e Korbaj ou Meza de Carillero. Ofensivamente as mudanças passaram a chamar mais os laterais pro jogo, mesmo com postura de defender, e os cruzamentos longos viraram nossa arma. Defensivamente que foi uma melhora considerável: até então, sofríamos muito com viradas de jogo. A posição dos meias centrais, uma baixa pressão e instruções ao adversário resolveram, em partes, esses problemas.

O jogo seguinte era contra o campeão, favorito pro acesso e mega time, Carabobo. A cobertura da imprensa naquela semana nos colocou parcialmente nos holofotes: tivemos coletiva pré-jogo, contato com jornalistas e até entrevista na beira do campo. A cidade estava ansiosa para ver o campeão jogar. Para mim, o jogo ganhou um contorno diferente: Carlos García, treinador adversário, menosprezou nosso trabalho durante a semana: “Ganhamos as 3 contra eles, podemos ganhar a próxima também”. Aproveitei o ambiente e fiz questão de provocar e dizer que agora não seria assim. Quando a bola rolou, eu estava pilhado enquanto o Carabobo estava tranquilo e relaxado. Aproveitamos bem o estado das coisas, não deixamos o adversário crescer e marcamos nosso gol aos 41’ num petardo de Cristian Meza. Se alguém mereceu marcar no segundo tempo, certamente fomos nós que tivemos 2 chances cara a cara defendidas por Arruda, mas não fizemos. E nem eles. Em uma entrega fantástica na etapa final, seguramos o 1x0 até o último apito do juíz. Daí foi só celebrar a permanência na Segundona, confirmada com a vitória, e aproveitar o KinoTáchira mostrando a bunda para o treinador García na saída para o vestiário.

A sequência contra o Universidad Central Venezuela foi um momento chave para o crescimento final: abrimos o placar aos 2’, sofremos o empate antes dos 10’. Quando eu esperava o time desestabilizado, vi um grupo sereno, calmo e capaz de “trocar chumbo” com o adversário. Fizemos 2x1 em um momento de grande orgulho pessoal: bola no goleiro, nossa equipe recuou para saída curta e a deles veio junto marcar pressão. Figuera viu bem o Rodrigues na faixa central, deu nele, que adiantou a bola para o ataque. Troca de passes rápida e o próprio Aaron Rodrigues acertou um balaço de fora para marcar o 2x1. Ver um gol trabalhado daquela forma, naquele grau de dificuldade, valeu a temporada.

Infelizmente o roteiro não era perfeito e o mesmo Rodrigues vacilou, permitindo o empate nos acréscimos ao tirar o pé de uma dividida, mas vencer era secundário nesse momento. Importante era não perder para alegria do Romero.

Foi nesse espírito que fomos em frente: os 2 últimos jogos eram contra os dois já classificados para os playoffs. O menor favoritismo e o relaxamento natural adversário, criava uma possibilidade ao mesmo tempo que mantinha as cotações lá em cima.

Contra o Tucanes, fomos bombardeados mas desenvolvemos bem a maturidade defensiva e a letalidade ofensiva: Serrano abriu o placar aos 23’ após escanteio e converteu pênalti sofrido por Aúlar aos 41’. O 2x0 nos deixou confortável em campo e sentamos no relógio. O desconto até veio no final, mas goleiro Figuera garantiu o 2x1, nossa vitória e a paz do presidente.

- O churrasco é por conta do presidente depois de hoje!! E a propina do policial tá garantida pra não acontecer igual ano passado…- aquela foi uma palestra pós-jogo animada

Os festejos ficaram marcados para a rodada final, após a despedida contra o Dynamo Puerto. Antes disso, ao longo daquela semana, Romero parecia bem aliviado:

- Sabe, Nandéz, eu nunca tive problemas com a firma de empréstimo, mas dessa vez eles estavam até na porta da minha casa fazendo plantão. Ainda bem que você resolveu tudo com os resultados. E foi um grande final de campeonato, sabia?

- Eu sei, eu sei - se tem uma coisa que aprendi, é que pilantras nunca terminam uma ideia com uma pergunta - Aonde você quer chegar?

- Final de temporada. Eu quero te dar um contrato novo! O que você acha?

E como num filme repetido do último ano, eu disse que era fantástico, ele concordou e no dia seguinte veio com uma proposta semelhante a que eu já tinha. Pedi 5 mil, tentei diálogo e não chegamos em acordo. As negociações foram suspensas.

Nesse clima estranho, recebemos o Dynamo Puerto para a última partida da temporada. Uma partida parelha, com leve superioridade aos azuis, mas não teve como, a fase é boa e a letalidade ofensiva está em alta: aos 63’ Gabriel Serrano, o dono dessa boa fase final, subiu mais alto que todo mundo e conferiu para as redes após cruzamento de Angarita, 1-0. Seguramos bem o resultado e tive uma inesperada notícia ao final do jogo: com vacilos frequentes do Angostura, a nossa vitória significou uma subida e a 5ª colocação na tabela. Além disso, vencer completou meu saldo em 2.720 bolívares venezuelanos. E eu já tinha um gasto certo para aquele dinheiro.

classificacao-finalb9f265a2d99c7442.png

Prêmios do Final de Temporada | Estatísticas Finais do Plantel

Mata-Mata do Acesso

No final das contas, o rebaixamento não só não veio, como ainda conseguimos colocar alguém entre nós e a lanterna. Foi uma campanha mais segura do que parece: ficamos na zona por pouco tempo e a fraqueza do Anzoatégui sempre nos deu a ideia de que era possível cumprir as expectativas da direção (talvez eles pensassem igual sobre nós). Fato é que os 29 pontos são aquilo que eu imaginava: um “meio de tabela” tranquilo e os lamentos de saber que talvez desse pra ir mais longe. Confesso aqui que as rodadas finais balançaram (de novo) meu coração, e ver que eu sou um dos favoritos no Loterías é um reconhecimento inesperado mas que me deixa orgulhoso.

Quanto ao acesso, o Carabobo que varreu nosso grupo tremeu na final e acabou ficando na Segunda División. Subiram Libertador FC e TFC Maracaibo, nenhum dos dois campeão de seus grupos (2º e 3º respectivamente). Curiosidade: C.A Furrial e Real Frontera, que subiram junto com o Lotería, estiveram juntos no grupo Ocidental e o Frontera acabou rebaixado, com o Furrial em penúltimo.

 

Mais tarde, no churrasco, dessa vez mais contido para servir de exemplo para os jogadores, eu puxei o presidente num canto:

- Romero, a temporada acabou e vamos aguardar os playoffs pra entrar de férias. Quero aproveitar esse tempo para estudar um pouco e tirar minha primeira licença de treinador.

- Eu não posso concordar com isso, Hernández – ele sempre usava o nome completo quando estava contrariado – um curso vai chamar a atenção de times melhores. E não queremos te perder…

- Se você não quer, eu vou embora e faço sozinho. Estou informando apenas, o boleto já foi pago com a grana que você me deu das apostas.
Romero não gostou, mas aceitou. Aquilo balançou mais a relação com o presidente.  Segue a conversa sobre o curso.

licenca-curso93fd37075f63352a.png

 

Dias depois, houve a segunda tentativa de renovação. De novo, sem melhora salarial. Pouco a pouco, ficava claro o fim da minha vida lotera...

- Romero, me escuta, 4 mil e 200 eu aceito. - um pedido desesperado de minha parte, na nossa segunda e derradeira conversa.

- Me escuta você, Hernández, seu salário é o maior dessa divisão. Eu não posso e nem vou aumentar a proposta. Mantenho os 3 e 700.

- Não quero, não aceito.

Eu saí da conversa, as coisas não estavam fluindo. Meu coração pesava um pouco mas era preciso pensar grande para continuar e o clube, na sua resistência de não me deixar crescer pelos estudos, demonstrava uma incompatibilidade de gênios.

Quando as férias começaram, em 13 de novembro e a direção veio atrás de mim cobrando expectativas pela próxima temporada, eu achei injusto preparar algo que eu não comandaria. Comuniquei minha saída ao Romero, 1 mês e meio antes do contrato expirar definitivamente.

No jornal do dia seguinte, lá estava estampado:

Chega ao fim a passagem de Hernández Fernández pelo Loterías Del Táchira

Treinador se recusa a renovar e Loteros busca novo treinador para 2023.

Na manhã deste domingo quando todo o elenco se apresentou apenas para assinar a papelada de férias, o treinador Hernández Fernández acompanhou os jogadores e despediu-se de um a um, de forma bastante carinhosa. O gesto insinuava o que foi confirmado mais tarde: Nández pediu a rescisão de seu contrato com os Loteros. Questionado sobre a saída, ele comentou por telefone:

- Guardo com muito carinho tudo que foi conquistado aqui, sei que o time é muito capaz e que estamos nos consolidando na Segunda División. Mas senti que o trabalho foi muito mais complexo do que pareceu e queria uma maior valorização sobre minha pessoa, o clube não estava disposto e a renovação de contrato não aconteceria, de forma que é justo que se encerre logo aqui amigavelmente. Agora ambos procurarão alguém que se encaixe melhor nas suas expectativas.

Hernández Fernández sai do Loterías após 2 temporadas e diversos sucessos: o clube Lotero conquistou o título e o acesso na División Inferior, além de boa campanha na fuga do rebaixamento na Segunda División. Com relação ao futuro, o treinador pediu para não gravar mas deixou claro que não há nenhuma negociação avançada.

O clube Lotero passa a pensar em 2023 a partir da volta das férias. Até lá, a definição do treinador deve acontecer e os favoritos são José Nabollan ou José Luis Dolgetta. O presidente Óscar Romero não atendeu nenhuma das ligações para comentar essa fase atual.”

 

Eu não podia ir embora da Venezuela antes de terminar meu curso, ou até podia mas a transferência de localidade é paga e eu só estava disposto a fazer uma, então mandei lembranças a família novamente por telefone e avisei aos sobrinhos que eles tinham sido crianças ruins nesse ano e eu não enviaria presente. Até porque não esqueci o que os ingratos fizeram com o KinoTáchira. Aproveitei o final de ano ainda em Táchira, e comemorei timidamente as datas especiais. Na verdade, passei o dia 25/12 no telefone com o Rivaldo Rojas, jornalista e freelancer de meu biógrafo / assessor de imprensa:

- Então, Riva, eu confesso que não sei mesmo o que esperar do futuro. Tenho mantido os contatos mas agora eu não posso aceitar qualquer coisa, sabe?

- E o que você pode aceitar? - jornalista nunca pergunta nada sem maiores intenções – Até pra que eu saiba em quais locais eu posso te cogitar.

- A única coisa que eu faço questão no novo clube é receber mais do que o Lotería me pagava, pelo menos 3,8 milPagando bem, eu tô disposto a tudo.

- Isso pode te colocar em cada furada, você já parou para pensar nisso?

- Furada é ganhar mal, amigo! Sou adepto da frase “Pra trás, nem pra pegar impulso”. E eu sei que se o Loterías não valorizou, tem quem valorize.

- Bom, desejo sorte nessa lógica.. - Rivaldo deu aquela pausa dramática antes de uma bomba - Por falar nisso, o treinador novo do Loterías, Richard Ruíz, chegou recebendo 4,2 mil por semana, sabia?

Eu nem consegui responder. E não, eu não sabia. A minha vontade naquele momento era ligar pro Romero e xingá-lo de todo nome possível, mas me contive. O mundo dá voltas, ele não vai falhar comigo agora…

Ou será que vai?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Herr Jones

Excelente o enredo da história, muito bem trabalhado e bastante divertido pra se ler! Fiquei bastante chateado com a saída do Humaitá, sobretudo pela ligação excepcional de Nández com a parede, mas entendo a decisão de sair. É difícil passar aquele perrengue todo sem receber nenhum dinheiro em troca.

Os nomes dos times venezuelanos são maravilhosos e morri quando vi que Nández recebeu uma proposta pra Loteria. Fez duas temporadas memoráveis por lá e ainda conseguiu tirar um por fora com a máfia dos resultados, mas, infelizmente faltou ao presidente um pouco de sensibilidade para entregar as pretensões salariais e a saída era o caminho mais plausível mesmo. Ainda mais depois de descobrir a sacanagem do novo treinador receber acima do que se pretendia como mínimo para permanecer.

Aliás, eu acho essas negociações salariais do treinador com a diretoria no FM bastante ruins. Os caras são sempre irredutíveis: é aquilo ou vaza. Acho que os clubes poderiam ser um pouco mais maleáveis na hora de estabelecer as bases contratuais.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • Henrique M.
      By Henrique M.
      Na década de 90, a coisa mais comum nos campos europeus eram os tradicionais pontas velocistas; dribladores rápidos com capacidade de cruzar bem uma bola e que ficavam sempre preso no seu corredor de atuação. Atualmente, esse é um perfil bastante difícil de se encontrar nos elencos dos grandes clubes do mundo. No jogo moderno, é função dos alas e laterais atacarem os flancos e cruzar a bola para a aula. O ponta tradicional foi substituído pelo ponta de pé trocado. O ponta invertido (extremo invertido em PT-PT, por isso também no jogo e aqui nesse guia) é um desses casos dentro do FM, assim como o avançado interior.
      Enquanto esses pontas de pé trocado surgiram e evoluíram dentro do 4-2-3-1, eles tem funções diferentes dentro de campo de acordo com o time que jogam ou com a formação que são usados. Nas versões anteriores do Football Manager, a única opção tática que um treinador tinha para esse tipo de formação era utilizar um avançado interior. Atualmente, ganhamos uma ferramenta a mais, com o extremo invertido. A principal tarefa desses pontas de pé trocado é utilizar sua velocidade e técnica para duelar com seu marcador e conduzir a bola e o time para mais próximo do gol adversário.
      Para aqueles que ainda não sabem do que estamos falando, vou deixar alguns exemplos da vida real e que inspiraram a Sports Interactive a moldar a função de acordo com seu talento. Jogadores como Arjen Robben, Franck Rybéry e Thierry Henry são alguns dos ícones do futebol que ajudaram o Football Manager a trazer esse tipo de atleta do campo para as telas dos computadores. Hoje, atletas como Serge Gnabry e David Neres são grandes máquinas dentro do Football Manager graças ao que esse tipo de atleta trouxe para o motor do jogo.
      Normalmente, o estilo de jogo desses atletas é bem direito. Uma vez que tem a bola nos pés, eles combinam técnica e dribles com aceleração e boas tomadas de decisão para deixar o marcador para tráz e ou finalizar ou passar a bola para um companheiro melhor posicionado para continuar a jogada. Esse estilo de jogo não combina muito com o estilo de outros avançados interiores da vida real, que cortam para dentro, mas optam por uma enfiada de bola ou cruzamento ao invés do chute.
      Em versões anteriores, ou você transformava esses jogadores em avançados interiores, incluindo seus comportamentos codificados no motor do jogo (e que não podem ser removidos) que instruíam eles a cruzar menos, ou os transformava em construtores de jogo avançados, aceitando que eles iriam cruzar menos e chutar menos, mas fariam passes mais arriscados. Isso mudou a partir do FM 2020, que passou a nos oferecer o Extremo Invertido.
      Como essa função dá aos treinadores maior flexibilidade? As instruções se tornaram mais claras, assim como as percepções de cada um sobre o que cada função pode fazer dentro de uma partida. Para vermos o que eles devem fazer, basta olharmos para as instruções que não podem ser removidas no painel tático. Como mencionamos o Avançado Interior e o Construtor de Jogo Avançado, iremos compará-los antes de chegarmos à estrela desse guia, o Extremo Invertido. Começaremos pelo Construtor de Jogo Avançado.

      O construtor de jogo avançado, quando colocado nas pontas, é primariamente um meio-campista colocado em uma posição de maior largura, que busca encontrar espaços e criar oportunidades para si ou para os companheiros de equipes. O jogador funciona de forma bem restrita, mas tendem a recompor defensivamente quando o time está sem a bola.

      Quando comparamos o construtor de jogo avançado com o avançado interior, podemos ver imediatamente que o avançado interior movimenta-se mais em direção à área, buscando penetrações e necessitam de um tipo diferente de capacidades e habilidades ofensivas.

      E isso faz sentido quando nós examinamos seus comportamentos inerentes e que não podem ser retirados. O avançado interior é mais ofensivo. Eles querem conduzir a bola até o coração da defesa adversária, cortando para dentro a partir do corredor lateral. Ao invés de tentarem criar chances para seus companheiros com uma enfiada de bola, é mais provável que eles tentem marcar o gol por conta própria.
      Entretanto, isso não significa que eles irão chutar a esmo e ignorar companheiros melhores posicionados. Quando colocado em uma tarefa atacar, eles tendem mais a querer marcar o gol, enquanto na função apoiar, o avançado interior está mais afastado do gol e é mais provável que procurem um companheiro livro ou no espaço.

      Isto tudo nos traz até o extremo invertido. A descrição do jogo diz que ele "busca cortar para dentro a partir do terço ofensivo para criar espaço para laterais ultrapassarem e subsequentemente sobrecarregar defensores recuando."

      Seu comportamento inerente é diferente quando comparado as outras funções que mencionamos, já que eles não são instruídos a cruzarem menos ou a correr mais riscos nas tomadas de decisão. Eles são uma versão mais conservativa do avançado interior, ou talvez para ser mais preciso, a combinação entre o avançado interior e o construtor de jogo avançado.
      A movimentação de um extremo invertido é mais lateral se comparada ao avançado interior. O extremo invertido move-se para o corredor central, cortando de uma posição mais aberta. Mas ao invés de finalizar, ele quase sempre passa a bola antes de correr para se posicionar dentro da grande área.

      Quando examinamos o mapa de calor do, combinado com o de passes recebidos pelo, extremo invertido, nós podemos ver essa movimentação. Ele corta para dentro para receber o passe, progride e se posiciona entre o zagueiro e o lateral na área.

      Texto traduzido e adaptado por Henrique M. para o Engenharia do Futebol e FManager Brasil
      Fonte: https://www.footballmanager.com/the-byline/look-inverted-winger-wednesday-wisdom
    • PedroJr14
      By PedroJr14
      Eu já venho matutando há algum tempo uma nova história com um time do meu estado. Depois que o Altos conseguiu o acesso à Série C essa vontade aumentou mais ainda. A grande cereja do bolo foi o relatório sobre a última história que eu fiz aqui, onde o nosso querido @Peepedisse que ainda esperava uma história minha com começo, meio e fim. Desafio aceito!
      O CLUBE
      Muitos aqui sabem que o Altos subiu para a Série C de 2021, mas acredito que poucos sabem das dificuldades enfrentadas pelo clube durante o ano de 2020. A Associação Atlética de Altos fundada como equipe amadora em 2013, na cidade de Altos-PI, cerca de 40km de distância da capital Teresina, se profissionalizou em 2015 e logo obteve sucesso a nível estadual. A organização do clube impressionava e logo no seu primeiro ano profissional conquistou o título da Segunda Divisão do Piauí, garantindo assim o acesso para a Primeira Divisão no ano seguinte. Já no seu primeiro ano na elite, o Altos obteve a melhor campanha do campeonato e venceu a final sobre o River por 4x2 no agregado, porém perdeu o título no tribunal, por conta da escalação de um jogador irregular. Ainda em 2016 o altos obteve a melhor campanha da história da primeira fase da Série D, naquela época(5v-1e-0d), mas acabou eliminado pelo CSA, que conseguiria acessos consecutivos até a primeira divisão.
      O ESTÁDIO

      O Altos manda seus jogos no Estádio Municipal Felipe Raulino, o "FELIPÃO", que tem capacidade para cerca de 4 mil torcedores. Apesar de ficar muito próxima à capital Teresina, o Altos prefere mandar até os jogos grandes no seu estádio, mesmo às vezes sendo menos vantajoso financeiramente, só não joga lá quando é obrigado pela federação. O acanhado Felipe Raulino se transforma em Felipão, um verdadeiro caldeirão quando o time do Altos pisa lá dentro, que já fez o clube conseguir resultados improváveis.
      O MASCOTE

      Particularmente a coisa mais espetacular que eu acho nesse time é o mascote, que além de ser LINDO e SENSUAL, literalmente vive para o clube. E por conta dele eu criei o clássico dos mascotes entre Altos e Piauí Esporte Clube, que também tem um mascote espetacular, nada mais nada menos que um RATO MOLHADO, que se enxuga durante os jogos.
      O QUE ACONTECEU EM 2020?
      A nossa história começará no início de 2020, ignorando os acontecimentos desde ano, mas sem a maioria dos jogadores importantes contratados no ano, diria que sem os mais importantes. Nossas finanças estão zeradas, não temos dinheiro para contratações ou salários e contamos com apenas 18 jogadores no elenco, com posições muito carentes como a presença de apenas 1 goleiro, 1 lateral-direito e 3 zagueiros e 3 meias de ofício.
      Os desafios para um time como o Altos vão bem além das 4 linhas. O clube não tem estrutura, nem investimentos, não tem um banco de análise de dados, nem categorias de base. Vai ser um grande desafio comandar esse time nas próximas temporadas, ainda que eu já conheça alguns atalhos nas divisões inferiores e no Nordeste do Brasil.
      Ainda não posso adiantar qual será a meta para o fim da história, mas acredito que eu só vá parar depois de pelo menos um título de Campeonato Brasileiro, já que eu costumo dar sorte em Copas, então não vou colocar a Copa do Brasil como meta principal. O intervalo (ingame) entre os capítulos também ainda não foi determinado, mas pode ser de 3/3 meses, 4/4 ou 6/6. Devo fazer uma história baseada em tudo que rodeia o clube, passando pelo treinador, presidente e a relação do Altos com a política, o que não costuma dar certo no futebol.
      Estou aberto a dicas, críticas e tudo que possa me ajudar a melhorar como contador dessa história, espero contar com vocês.
      É possível ter uma temporada semelhante à que aconteceu na vida real em 2020-21? Como fazer um time tão limitado ser competitivo? Veremos nos próximos capítulos.
      Sala de troféus
      Capítulos
    • Danut
      By Danut
      Olá pessoal. Sejam bem-vindos ao meu novo save aqui no Profissão: Manager. Desde o FM14 que eu namoro a ideia de jogar um save em que as contratações fiquem nas mãos da diretoria. Nas versões anteriores do FM, porém, essa opção não funcionava de forma adequada. Deixar tudo na mão da diretoria significava jogar campeonatos com apenas cinco ou seis jogadores, com um elenco de dez homens em que seis são laterais esquerdos, e outras bizarrices do tipo. Por conta disso, nunca levei um save do tipo adiante.
      Nas versões mais recentes, porém, isso parece ter sido corrigido. Notadamente, temos aqui na área o exemplo do @ggpofm (que, aliás, novamente merece os créditos pelo banner, que peguei da Galeria de Gráficos), que tem conseguido jogar de forma satisfatória um save nesse estilo. Isso me encorajou a tentar um save no mesmo estilo. A primeira tentativa não teve grande sucesso esportivo, mas a parte das contratações funcionou bem e me encorajou a compartilhar um save nesse formato por aqui.
      E é a partir disso que chegamos ao save atual, no qual acompanharemos a trajetória de Mathis Liam, jovem belga nascido na pequena cidade de Tubize. Diferentemente do que costumo fazer, este será um save de carreira, com o treinador podendo circular também pelos países vizinhos. No entanto, pretendo abordar a carreira de forma um pouco diferente do que está sendo feito em outros saves da área, dando prioridade ao trabalho no clube atual. Não haverá nenhuma regra fixa quanto a isso, mas o meu plano é focar as escolhas de troca de clube no ciclo de cada equipe, em vez de pensar no que seria melhor para a carreira do treinador em si.
       
      Treinador

      Mathis Liam tem 25 anos e poucas qualificações para ser treinador de futebol. Em um daqueles milagres que só acontecem no FM, porém, conseguiu um cargo como treinador em equipe a ser apresentada no próximo post. Com sorte, nosso treinador conseguirá aproveitar a oportunidade para aumentar seu status dentro do mundo do futebol.
       
      Dados do save
      Ligas carregadas: Bélgica, Alemanha, França, Inglaterra (todos 3ª divisão e acima) e Holanda (2ª divisão e acima).
      Base de dados: pequena, com cerca de 24 mil jogadores.
      Data de início: 1º de julho de 2019
      Outras opções: mascarar atributos, não adicionar equipe técnica, sem orçamento na primeira janela de transferências
    • ElPerroMG
      By ElPerroMG
      Em todos os meus saves, desde que comecei a jogar FM, sempre fui vislumbrado por utilizar a divisão de base no FM. Esse amor pelo base só aumentou quando comecei acompanhar de perto o futebol argentino nos últimos anos. Devido a crise no país, os times são obrigados a utilizar o que de melhor em sua categoria jovem para formar elencos competitivos. O maior exemplo disso, e minha maior inspiração, é o que faz Gallardo no comando do River. Nos últimos anos, Gallardo revelou diversas jóias como Emanuel Mammana, Exequiel Palacios, Gonzalo Montiel, Martinez Quarta, Júlian Alvarez, Benjamín Rollheiser entre outros. Devido a essa inspiração no trabalho do Muñeco e minha idolatria pela utilização da base, resolvi abraçar o Desafio da base no FM20, principalmente por conta das melhorias que foram feitas no acompanhamento da base nessa versão do FM. Acompanhei 2 sagas com esse modelo aqui no fórum, a do Ari com o Jaraguá e a do Henrique com a Caldense, que também me serviram de inspiração.

      Como um bom mineiro, não quis fugir do estado na escolha do clube, e, pra falar verdade foi até fácil a escolha. Escolhi o Boston City FC Brasil, time criado em 2018 exatamente com essa ideia - O clube brasileiro foi criado com a missão de ser autossuficiente no que diz respeito ao desenvolvimento de seus próprios atletas. O clube hoje já conta com uma excelente infraestrutura para o apoio, suporte e desenvolvimento de seus jogadores.

      Utilizando somente nossas fornadas, tentaremos atingir os seguintes objetivos:
      Equipe
      Utilizar somente a base Aplicar o modelo de jogo ofensivo visando a posse de bola e passes rápidos.  Reter o máximo de jogadores na equipe impedindo que saiam para a Europa.  Ter um jogador formado no time convocado para a seleção (Maikon Motta (38B), Adriel Luciano (42A), Allanzinho (44A)) Ter um jogador formado no clube disputando uma Copa do Mundo (Allanzinho 44A Copa 2050 e 2054); (Adriel Luciano 42A Copa 2054); (Felipe Bezerra 46F Copa 2054) Ter eleito o melhor jogador da América do Sul Ter eleito o melhor jogador jovem do mundo formado na base do Boston.  Ter eleito o melhor jogador do mundo formado na base do Boston. Clube
      Possuir o melhor centro de treinamento profissional de Minas Gerais Possuir o melhor centro de treinamento de base de Minas Gerais Possuir o melhor centro de treinamento profissional do Brasil Possuir o melhor centro de treinamento de base do Brasil Possuir a melhor estrutura de clube Sul Americano Se tornar o principal clube formador de Minas Gerais (2042, 2043) Se tornar o principal clube formador do Brasil  (2042, 2043) Se tornar o principal clube formador da América do Sul Se tornar o principal clube Mineiro Se tornar o principal clube Brasileiro (2053) Se tornar o principal clube da América do Sul (2053) Ficar entre os 5 melhores clubes do mundo: (Recorde: 8º em 2053) Títulos
      Chegar a elite do campeonato mineiro (2025) Ganhar o Campeonato mineiro (2045), (2046) (2047) (2048), (2049), (2050), (2051), (2053), (2054) Ganhar a Taça Minas Gerais (2036) Chegar a elite do campeonato brasileiro (2042) Ganhar o Brasileiro série A. (2051), (2052), (2053), (2054) Ganhar a Copa do Brasil (2046), (2050), (2051), (2054) Ganhar a Super Copa do Brasil (2047), (2051), (2053), (2054) Ganhar a Sul Americana (2046), (2049) Ganhar a Libertadores (2050), (2052), (2053) Ganhar a Recopa Sulamericana (2047), (2050), (2051), (2053), (2054) Ganhar o Mundial de clubes (2053)
      O Boston City F.C Brasil é um clube de futebol brasileiro profissional sediado na cidade de Manhuaçu – MG. O Clube foi fundado no Brasil em Janeiro de 2018 por seus idealizadores, o empresario brasileiro Renato Valentim e o Ex Craque do futebol Internacional o brasileiro Jorge Ferreirra, mais conhecido como Palhinha.
      A filial brasileira do Boston City F.C Brasil foi criada após o enorme sucesso e destaque de sua matriz americana, o Boston City F.C, que hoje tem sua sede na cidade de Boston – EUA . O Clube brasileiro foi criado com a missão de ser autossuficiente no que diz respeito ao desenvolvimento de seus próprios atletas. O clube hoje já conta com uma excelente infraestrutura para o apoio, suporte e desenvolvimento de seus jogadores.
      No mesmo ano de sua fundação o clube teve sua filiação junto ás principais entidades do futebol brasileiro, Federação Mineira de Futebol (FMF) entidade maxima do futebol para o Estado de Minas Gerais e Confederação Brasileira de Futebol (CBF), entidade máxima do futebol para o Brasil. O Clube já conta com quatro categorias de base e uma equipe profissional nas quais disputam os principais campeonatos estaduais.
      O Escudo bem como as cores oficiais do Boston City F.C Brasil seguem as mesmas de sua matriz americana, O escudo: Leão Rampante dominando uma bola de futebol com a cidade de Boston como plano de fundo da imagem. Suas cores oficiais são: Vermelho, Azul e Branco.





    • Valismaalane
      By Valismaalane
      O nosso primeiro clube na carreira será o:
        Paide Linnameeskond
       
      Paide Linnameeskond é um clube estoniano de futebol, fundado em 1990 e refundado em 2004, com sede em Paide e manda seus jogos no Paide Linnastaadion. O Paide iniciou como um clube filial do FC Flora (O maior time da Estonia), e no ano de 2005, conseguiu 4 acessos consecutivos, uma coisa inédita no campeonato Estoniano, sendo o primeiro a fazer isso e o único, por enquanto. O Paide é um time com um grande projeto, sendo o time que busca todo seu sucesso baseado em se sustentar na elite do campeonato estoniano. Neste sentido, rapidamente o Paide se tornou a quarta força do país conseguindo um Vice-campeonato da copa em 2015, ainda não foi campeão de nada, mas o seu desenvolvimento chama atenção, principalmente pela contratração de jogadores estrangeiros e repatriação de jogadores estonianos que já estiveram na seleção. O Paide ainda não venceu nada na Estonia, mas vamos mudar isso!
      Site oficial do clube: https://www.paidelinnameeskond.ee/ 
      Técnico: O Técnico sera Ragnar Dragunov, um antigo jogador da seleção estoniana e revelado pelo próprio Paide. Embora não tenha sido um jogador de sucesso, é um jogador relativamente conhecido entre os torcedores estonianos. Ragnar foi contratado com apenas 19 anos como uma das maiores promessas do país pelo Schalke 04, mas não conseguiu espaço no clube e rodou por diversos países como Japão, Uzbequistão, Cazaquistão, Russia e armênia, retornou a Estonia e encerrou sua carreira no Valga Warriors de Valga na segunda divisão estoniana. (Experiência passada no clube // História ficticia)
       
      Metas do Save:
       
       - Me tornar um dos maiores técnicos da Estonia
       - Classificar um clube estoniano para fase de grupos da EURO
      Classificar um clube estoniano para fase de grupos da Champions
      Revelar jogadores estonianos com nível para seleção (Zarikov - Cap. 30)
      - Ver ou Classificar a Estonia para uma copa do mundo inédita
      - Ver ou Classificar a Estonia para uma Eurocopa Inédita
      Objetivos do save:
      - Permitido trocar de clube durante o save
      - Se assumir a seleção tenho que estar sem clube ou trocar o clube pela seleção (não comandar os dois simultaneamente)
      - O save é voltado para o técnico e não para a liga estoniana (embora seja uma das minhas vontades crescer o futebol estoniano)
      - Se for necessário, posso mudar os objetivos do save durante a temporada.
      - Me divertir
      Início da Carreira:
       Temporada 01/2019

       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       Temporada 02/2020

       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       - Primeira fase Mata-Mata
       Temporada 03/2021
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       - Fase de Grupos
       Temporada 04/2022
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Vice-Campeão)
      Copa da Estonia (Eliminado pelo Kalju nas Quartas-Final)
       - Não classificado para nenhuma competição Continental
       Temporada 05/2023
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       - Eliminado no Mata-Mata para o Heerenveen
       Temporada 06/2024
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       Champions League (Eliminado na fase de Grupos)
       Temporada 07/2025 e 2026
      Juventus Football Club - Demitido
       Campeonato Italiano (4º Lugar)
       Copa da Italia (Eliminado)
       Champions League (Eliminado nas Quartas)
       Temporada 08/2026 e 2027
       Sassuolo -
      -
      -
      -
      Base do Jogo:
      *Foram adicionados no ano de 2021 o Brasil, Portugal e a Italia
      Notas do Jogador:
      Espero me divertir e que todos os leitores se divirtam. Criticas construtivas sempre serão bem recebidas, e espero uma boa interação com todos! Obrigado e "NAUTIGE"!
      Obs: Kogemus Jalgpall significa algo como: "Sinta o futebol", "experiencie o futebol" (não tem um significado literal para português, mas é utilizado para vivenciar algo)
       
      Gostaria de deixar aqui um agradecimento especial ao @ggpofm pelas varias dicas e conselhos e por ter feito o Banner da saga! Também gostaria de agradecer a todos que estão dando seus respectivos feedback e acompanhando, interagindo com a saga! Obrigado!
×
×
  • Create New...