Jump to content
Sign in to follow this  
Peepe

Eu amo o Dinheiro! A história de um mercenário na América do Sul - Estranhando o Brasil 05/04

Recommended Posts

Peepe

banner-sagae792e0c9f1caab80.png

 

Apresentação Pessoal

Bom, vamos começar do começo. Sou novo na área, tenho interagido aos poucos e acho justo que eu seja minimamente conhecido antes de começar a minha primeira história aqui. Meu nome é Pedro Ribeiro, sou do Rio de Janeiro, tenho 24 anos e torcedor do Fluminense. 

Sempre fui fã do Football Manager e joguei ativamente o 10, 11 e o 12 durante a adolescência, mas tive problemas no meu computador e acabei passando anos com o 2010. Ou seja, não joguei as novas versões, até o período free do FM20 que foi liberado no início da quarentena. Peguei ainda mais gosto pelo jogo, decidi comprar e cá estou eu intensificando meu vício. Também sou um grande fã das histórias desde os tempos do falecido Orkut, e lembro que criei minha conta aqui quando aquela rede social foi abandonada, mas como acabei um bom tempo sem jogar FM/com versões antigas, esqueci um pouco do fórum e reativei minha conta recentemente. Por isso, não estranhem em ver meu perfil com 7 anos e menos de 50 postagens. 

Enfim, falando do save, eu sou um "tapa-buraco" por natureza nesse jogo e busco sempre saves que não oferecem estabilidade, com mudanças drásticas sempre que me seja permitido. É a primeira vez que farei isso no FM20, então posso cometer algum erro pelo caminho, mas tenho grandes histórias de jogos nesse formato nos outros FMs que joguei.

 

Sonho

Me tornar o treinador mais bem pago do mundo

 

Objetivos

Receber mais de 5 mil por semana.

Receber mais de 15 mil por semana.

Receber mais de 25 mil por semana.

Me tornar o treinador mais bem pago da América do Sul

Dentro desse save, a ideia maior é construir a história em cima das regras e não dos objetivos. Apesar disso, coloquei um sonho gigantesco, que é o fator motivador do nosso personagem, e alguns objetivos palpáveis para medir o sucesso.

 

Regras

1) O save gira em torno de dinheiro, e meu objetivo é sempre arrecadar o máximo para mim e meus times. Portanto, eu não posso dispensar nenhuma proposta por nenhum jogador, devo sempre tentar negociar. É claro que isso não significa vender todo meu time a preço de banana, mas para os mais procurados, eu devo fixar um valor “justo” e vender sempre que a proposta atingir o que eu espero. A reposição, é claro, não deve ser mais cara que a venda.

2) Independente de onde eu estiver, de como eu estiver, dos meus objetivos pessoais, profissionais e gosto pelo jogo, sempre devo sair de um clube quando receber uma proposta salarial melhor em outro clube.

3) Após 1 ano de clube, independente de qualquer coisa, eu devo iniciar negociações para renovação contratual com um aumento salarial. Se a diretoria se recusar, eu ainda me permito ficar mais 2 meses como forma de me valorizar no mercado mas sempre buscando um novo clube.

 

Base de Dados

1basededados59812522d7fd991d.png

 

Aqui cabe uma pequena explicação dos motivos para a escolha desse desenho de save, são 2 coisas principais: 1) eu gosto muito da América do Sul, e queria começar aqui com um save no continente; 2) a ideia de fazer algo mundial é ótima e eu confesso que pensei, mas exigiria uma base de dados muito maior, o que deixaria o computador pesado, a história voltada para a Europa e tornaria o desafio muito irreal para esse momento.

Como meio de contornar isso, fiz o save baseado na América do Sul, com o objetivo local, mas para caso eu anime, deixei em aberto como sonho. Carreguei para ver apenas as ligas com os treinadores mais bem pagos do mundo: Inglaterra, Espanha, Itália e China. Se eu chutar o balde em algum momento, fica mais fácil redesenhar o save para a busca desse título mundial.

--

 

Tarde de sábado, janeiro de 2020, em algum vilarejo do interior paraguaio…

Sento eu na cadeira de uma pequena praça e aguardo. Olho o celular em busca de respostas, nenhuma aparente, mas nem preciso. Cruzando a esquina vem os dois rapazes, bem vestidos e apessoados, apertam minha mão e se apresentam timidamente:

- Errr, eu sou o Rivaldo Rojas, nos falamos pelo telefone. Este é meu amigo e parceiro, Andy Gomez. Como vai, señor Hernandéz?

Eu retribuo, seguimos as trivialidades e o Andy abre seu notebook na praça, começa a me fazer perguntas:

- Então, você é o Hernandéz Fernandéz Salvio, há algo de errado no seu nome, não?

- Bom, tenho pais brasileiros e eles não entendiam muito bem a lógica de nomes hispânicos quando nasci. Acabei ganhando um sobrenome como nome, mas me chamei Nandéz em maior parte da carreira justamente para driblar esse problema.

- Nascido quando mesmo? Me ajuda…

Olhei desconfiado, sem entender a razão daquilo e logo fui cortado por Rivaldo

- É que achamos boa a ideia de fazer uma página no wikipedia pra você. Vai dar uma impressionada nos nossos leitores, eu acho, mas a gente promete que é rapidinho. Até adiantamos os times da sua carreira, vê se faltou algum

Abri um pequeno sorriso. Ao longo da minha carreira de futebolista amador nas divisões inferiores de Paraguai, Venezuela, Peru e Bolívia, eu tive 27 clubes na carreira e 35 transferências. Uma vez fui até entrevistado como recordista sulamericano de transferências no futebol, mas a Conmebol se recusou a me premiar (uma pena, eu adoraria ter derretido o ouro de uma possível medalha). Até olhei despreocupado para a lista dos garotos e devolvi:

- Um clube a mais, um a menos na minha carreira não faria grande diferença. Façam como quiserem, mas vamos logo.

- Tudo bem! Só me conta o que você faz da vida, pra deixar o seu wikipedia um pouco mais atualizado.

- Eu sou treinador de futebol!

- O que? E quantos clubes já treinou?

- Nenhum até agora!

Na verdade eu não era, ou melhor, eu queria ser. Quando se passa por 27 clubes em uma carreira, você naturalmente faz contatos diversos e eu queria aproveitar essa faceta para tentar a vida no futebol. Tive tantos amigos ricos, vi tanta gente aproveitar a vida de forma confortável e eu sabia que o futebol era uma mina de ouro, bastava ter sorte. E toda a sorte que eu não tive como jogador, quem sabe eu tivesse como técnico? Eu já tinha 46 anos, parado há 4 e precisava pagar as minhas contas, crescer, construir o meu legado.

A entrevista foi algo um tanto quanto clichê e eu realmente não entendia o que dois jornalistas tão jovens, de um jornal relevante em Assunção, faziam comigo, num vilarejo interiorano do Paraguai. Deixei as coisas correrem, foi aquele lenga-lenga de sempre “Qual foi seu time favorito?” ou “As condições atrapalharam muito em suas lesões” ou “Por que tantos clubes em tão pouco tempo”, os garotos não entendem que na vida você enriquece trabalhando ou sendo esperto, e a cada rescisão que eu pegava, eu ficava um pouco mais cheio de Guaranís, ou de Sóis, ou de Pesos. Não importava a moeda, o que eu queria saber era da quantidade.

No finalzinho, já com gravador desligado, notebook carregando em uma tomada ligada diretamente do poste e toda a improvisação de uma mesa de praça com amendoim e coca-cola, eu perguntei:

- Mas vem cá, o que vocês, tão importantes e moradores da capital, jornalistas com algum prestígio, vieram fazer nesse fim de mundo com um jogador fracassado? Isso tudo é por que o Roque Santa Cruz estava ocupado?

- Então, aconteceu um pequeno desvio de comunicação – a troca de olhares entre os dois foi ficando nervosa – nós somos de Assunção, até vamos escrever em um jornal mas é o da faculdade. Na verdade mesmo, a gente mora aqui na cidade, estamos de férias escrevendo o TCC e você foi a única referência que a gente conhecia disponível pra falar sobre as dificuldades da transmissão esportiva radiofônica do século 21 no Paraguai. Pela sua experiência, por viver tão intensamente esse país, afinal jogou nele todo, achamos que era boa ideia

- P**** moleques, vocês estão de sacanagem? Eu não autorizo o uso da minha imagem sem o pagamento devido – blefei, mas um bom golpe é composto de blefes – E eu achando que o episódio da ameaça de morte ao jornalista que eu fiz na coletiva tinha chamado atenção por isso a pergunta...

O medo e o desespero da dupla foi perceptível, eles tentaram argumentar mas eu me fiz forte. Talvez nem tanto assim pois cedi: de 1000 guaranís como pedida inicial, aceitei os 100 que eles tinham pra me oferecer na hora. É melhor um pássaro no bolso do que dois voando. 

Já anoitecia quando eles, enfim, aceitaram que deviam me pagar, sem nenhum tipo de consulta jurídica antes. Jovens sempre inocentes, doces e na crença que o mundo é um arco-íris. Eles ainda pediram uma foto pra guardar como recordação.

- Me desculpa, Hernandéz, foi só um deslize. Pra compensar o desconto, eu prometo que vou publicar na capa do nosso jornal.

- E que diabos de jornal é esse?

- Ah, é interno da faculdade, serve como espaço para os alunos publicarem seus trabalhos em forma jornalística. Eu gostei da sua história e vou aproveitar.

- Mas aí, são mais 200… - Mais um blefe, queria testá-los

- Obrigado, seu Nandéz – o Andy já veio se despedindo - caso a gente realmente publique, conversaremos mas sem o pagamento

- Tudo bem, farei essa bondade a vocês. E afinal, isso impulsionaria minha carreira de técnico!

- Então adeus, e boa sorte na carreira de técnico – despediu-se Rivaldo

- Boa sorte na carreira de jornalista!

Eu podia não saber, mas aquele moleque me valeu muito mais que os 100 pesos daquela tarde. E já que eu não sabia, nada mais justo que pedir uma pizza pra celebrar a vitória do dia (de mussarela que é mais barato)

Perfil do Treinador

--

(É isso, gente, se eu tiver esquecido alguma coisa, me avisem)

Spoiler

Desculpem o spoiler do primeiro time, mas estou começando agora e acabei falhando nos prints que eu tirei. Esqueci de pegar o perfil na hora de criar o treinador.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
felipevalle

quero ver se compra uma Parati pelo menos.

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Fala Pedro, seja bem-vindo a área, bom ver que decidiu compartilhar com a gente uma história, ainda mais uma história com um objetivo bem diferente e criativo, estarei acompanhando.

A tag do jogo estava errada, já corrigi para você. Não sei se chegaram a recomendar, mas aconselho que, caso não tenha lido ainda, dê uma passada na Central de Informações, lá você vai encontrar as regras da área e dicas sobre as postagens, vantagens de se tornar membro VIP entre outras coisas.

No mais, te desejo boa sorte com o save!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Nei não cai (38D)

Curti a ideia. Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
PedroJr14

Fala, xará. Seja bem-vindo, é sempre bom ver novas histórias por aqui e com idéias diferentes.

Eu acho que no FM as renovações de contrato nem sempre oferecem a valorização que o treinador merece, por isso eu nunca aceito um contrato de primeira e sempre encho o saco pra renovar. Na minha última história aqui eu peguei o Racing Santander na terceira divisão da Espanha e levei até a conquista do mundo, ganhei 18 milhões de euros em 9 anos de save, mas acho que dava pra ser mais kkkk

Boa sorte na sequência, estaremos acompanhando. Vê se manda um abraço pro Ronaldinho.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Wecio

Interessante sua proposta. A história realmente me prendeu, boa sorte na continuação. Estarei acompanhando em

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut

É sempre bom ver gente estreando na área. Bom save pra ti 🙂

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bruno Trink

Ótimo início, bem escrito, seja bem-vindo à PM.

Torço para que essas regras todas não te engessem muito. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe
3 horas atrás, felipevalle disse:

quero ver se compra uma Parati pelo menos.

HAHAHAHAHAH só quando a gasolina ficar mais barata. Por enquanto, o ônibus resolve nossos problemas.

 

3 horas atrás, marciof89 disse:

Fala Pedro, seja bem-vindo a área, bom ver que decidiu compartilhar com a gente uma história, ainda mais uma história com um objetivo bem diferente e criativo, estarei acompanhando.

A tag do jogo estava errada, já corrigi para você. Não sei se chegaram a recomendar, mas aconselho que, caso não tenha lido ainda, dê uma passada na Central de Informações, lá você vai encontrar as regras da área e dicas sobre as postagens, vantagens de se tornar membro VIP entre outras coisas.

No mais, te desejo boa sorte com o save!

Obrigado pela correção, Márcio. Eu cheguei a ler a Central de Informações um tempo atrás, já pensando na criação dessa história, e tô sempre dando uma olhada com medo de ter esquecido algo (tipo a tag kkkk).

Valeu mesmo, espero chegar ao sucesso do Elliott!

 

3 horas atrás, Neynaocai disse:

Curti a ideia. Boa sorte!

Muito obrigado!

 

3 horas atrás, PedroJr14 disse:

Fala, xará. Seja bem-vindo, é sempre bom ver novas histórias por aqui e com idéias diferentes.

Eu acho que no FM as renovações de contrato nem sempre oferecem a valorização que o treinador merece, por isso eu nunca aceito um contrato de primeira e sempre encho o saco pra renovar. Na minha última história aqui eu peguei o Racing Santander na terceira divisão da Espanha e levei até a conquista do mundo, ganhei 18 milhões de euros em 9 anos de save, mas acho que dava pra ser mais kkkk

Boa sorte na sequência, estaremos acompanhando. Vê se manda um abraço pro Ronaldinho.

Valeu, xará! 

A ideia é curiosa porque normalmente a gente (me incluo nessa) não se atenta ao nosso contrato nos ganhos pessoais, e isso é uma das coisas mais relevantes na vida real, e realmente perde a oportunidade de ficar rico numa realidade paralela.

Agradeço o apoio e pode deixar que farei referências sempre que possível aos ídolos do dinheiro.

 

3 horas atrás, Wecio disse:

Interessante sua proposta. A história realmente me prendeu, boa sorte na continuação. Estarei acompanhando em

Muito obrigado, Wecio!

 

2 horas atrás, Danut disse:

É sempre bom ver gente estreando na área. Bom save pra ti 🙂

Muito obrigado! Estou começando aqui mas quero deixar boa impressão.

 

24 minutos atrás, Bruno Trink disse:

Ótimo início, bem escrito, seja bem-vindo à PM.

Torço para que essas regras todas não te engessem muito. 

Valeu, Bruno!

As regras são muitas mas são bem simples, não acho que me engesse não. E se elas me obrigarem a fazer loucuras, é mais ou menos isso que eu quero mesmo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe

banner-sagae792e0c9f1caab80.png

Julho de 2020. 7 Meses Depois…

A vida não tinha decolado e minha carreira seguia mais parada que eu mesmo nos últimos anos de jogador, com a diferença que naquela época eu podia levantar o atacante com um pontapé. É impressionante e vergonhoso que clubes de futebol não anunciem vagas nos sites de emprego grátis desse país.

Em um dia como qualquer outro, toca o telefone e era o glorioso Rivaldo Rojas, meu amigo entrevistador do começo da história.

- E aí, seu Hernandéz, como vai a vida de treinador?

- Que jornalista mal informado é esse que não sabe? Sigo desempregado, meu filho

- Eu sei e é por isso que eu te liguei. Eu entreguei o trabalho, finalizei a faculdade e comecei a trabalhar no jornal Correo de Assunción, agora é sério. Mas tô cobrindo o interior paraguaio, o senhor sabe como é ruim essa vida?

- Meu filho joguei anos lá – fui interrompido, o jornalista demonstrava ansiedade

- Então quero vender, crescer e pra isso preciso cavar notícia boa. O senhor tá acompanhando a fase do Humaitá? O treinador lá abandonou em janeiro e os caras estão sem ninguém desde então… Vai dizer que você não toparia ir pra lá?

- Isso tudo é pra cavar notícia? Hehehe vocês jornalistas paraguaios não mudaram nada. Pode falar que eu tô afim sim, até porque é um começo e algo melhor do que eu tenho hoje, mas coloca palavras bonitas na matéria.

A conversa ainda prolongou o básico, dele me contando sobre a publicação no jornal da faculdade que não aconteceu porque chefe do jornal achou ruim. Enfim, o importante é que no mesmo dia a matéria do meu interesse estava no ar.

Aproveitei a aba de comentários anônimos e coloquei a alcunha de “Señor S.” para elogiar o treinador Nandéz. Marquei no relógio mais duas horas e criei nova alcunha, repetindo comentários positivos. Fiz isso mais 3 vezes e fui dormir, triste pelo fundo do poço que me encontrei mas esperançoso que logo logo mudaria.

E mudou.

No dia seguinte, segui minha rotina e meio-dia estava de pé. Quando abri o celular tinham 2 áudios de um número estranho e eu fui ouvir. Consistia basicamente no presidente do Deportivo Humaitá respondendo meu interesse e se entusiasmando com o feedback que a torcida deu no site (aparentemente internet não é o forte dele), ele queria marcar uma reunião o mais rápido possível para decidirmos o acordo de contratação.

Só que nossas distâncias eram bem grandes, eu não tinha a menor chance de dirigir até Mariano Roque Alonso porque os telefonemas do banco tem sido meu maior companheiro nessa fase de crise, e ele também não queria custear. No fim das contas, ele apenas disse: “te ofereço um abraço por semana, custeio sua vida e te bonifico por vitória. Se quiser vir, te espero amanhã com tudo certo e você já começa”.

A proposta era um sonho? Não.

Era melhor do que eu tinha? Com certeza.

E foi assim que a vida de treinador de Nandéz² começou: em Mariano Roque Alonso sob o comando do grande Deportivo Humaitá.

O PRIMEIRO CONTRATO DE HERNANDÉZ FERNANDÉZ

 

banner-humaitab4af40bb6a2072ad.png

Por dentro do Caos.

Antes mesmo de chegar na sede do clube, ao longo da viagem, eu já pedi aquele relatório esperto para meu grande amigo Rivaldo Rojas, convidando-o para fazer a apresentação do novo técnico.

- Cara, o Humaitá só não vai cair porque não existe rebaixamento, a torcida não existe e isso me renderia pouca visibilidade. Vou ficar te devendo essa presença por lá, mas pode deixar que já estou lançando no site a matéria da tua chegada. Abraços.

A resposta fria era uma dica do que me aguardava por lá: o caos! Até porque as divisões inferiores são caóticas. Vamos em partes:

O Paraguai tem 4 níveis de divisão, nomearemos de div. 1, 2, 3 e 4. As divisões 1, 2 e 4 tem apenas um único torneio (detalharei a 4ª divisão mais a frente), e a 3ª divisão é dividida em outras três: uma para times de Assunção, que tem 14 times, chamada Primeira Divisão B; outra para times do interior, que tem outros 18 times, chamada Primeira Divisão B Nacional; e uma terceira composta por federações que montam seleções amadoras, disputam entre si esse campeonato e o campeão precisa FUNDAR um novo time para jogar a segundona. Cada uma dessas 3 metades só dá o acesso ao time campeão, ou seja, de quase 40 times envolvidos, apenas 3 conquistam o acesso.

Já a 4ª Divisão, esta em que o meu novo time se encontra, tem 16 times, funciona em torneio de pontos corridos direto em que os dois primeiros conquistam o acesso, sem nenhuma hipótese de mata-mata. O lado bom é que não existe rebaixamento, até porque todo conjunto de atletas capaz de chutar uma bola já tem seu espaço reservado no gigantesco futebol paraguaio.

E o meu time? O Deportivo Humaitá Football Club, el león de Corumbá, é um clube bastante tradicional no regionalismo. Foi fundado em 1932 e ficou até os anos 80 ganhando títulos regionais, quando se uniu ao profissionalismo. Teve anos gloriosos ao conquistar a Segundona em 1993 e permaneceu na elite até 1996. Mas por razões inexplicáveis, em 1999 foi rebaixado à quarta divisão em uma queda vertiginosa. Foi campeão da Quartona em 2001 no seu último lampejo de glória. Em 2006 voltou a ser rebaixado e já são 14 anos nessa lamúria, vivendo hoje um status completo de amadorismo. Que não deve mudar muito em breve, já que assumo o time na penúltima posição com apenas 8 pontos em 10 jogos.

 

Logo que cheguei a belíssima Mariano Roque Alonso, o presidente Michel Sanchéz veio me recepcionar com a chave de casa. Como meu contrato era amador, não estava previsto nenhum tipo de salário mas a moradia era o mínimo, então ele me apontou o endereço e pediu que eu voltasse logo. Não demorou muito pois, na verdade, eu estava morando dentro do estádio e nossa casa Pioneros de Corumbá Cué. “Fica tranquilo que você está morando na área mais nobre da cidade, se eu alugasse esse quartinho mensalmente o clube teria até um centroavante de verdade” foi o que me disse o presida quando comentei a situação da moradia. O Pioneros realmente é um campo relativamente grande e com bom gramado, não é nenhum luxo mas o campo não vai servir como desculpa para o mau futebol.

Ao voltar para o campo, Michelzinho (já ganhei intimidade) aponta pro campo feliz, fazendo breves comentários dos atletas.

- A garotada é nova mas gostam e sabem jogar, você precisa ver o Yegros correndo. É lindo! E só tem 16 anos, eu ainda vou ver esse moleque no Libertad.

- Presida, por que só tem 8 jogadores em campo?

- São os nossos 8 guerreiros! Mas fica tranquilo que amanhã chega uma garotada boa, do colégio aqui da cidade, pra completar o time.

- Então eles vem contratados?

- Não, você é louco! Nem tenho dinheiro pra isso. Amanhã eles vêm, jogam, de forma totalmente voluntária e você volta com nossos 8 no domingo pra treinar.

Sim, três notas importantes: o elenco só tem 8 jogadores, o resto é tudo cinza; no dia seguinte a minha apresentação eu já faria a estreia no campeonato; e não existe comissão técnica, sou eu o dono do time praticamente.

- Mas fica tranquilo – voltou o presidente – a janela abre dia 4, hoje é dia 3. Vou te passar alguns contatos de bons jogadores, eles fazem um contrato ok e a gente encontra 11.

- Quanto a isso, estou acostumado, conheço praticamente todos os empresários trambiqueiros desse país. Mas autoriza para ter pelo menos 15, que tal?

- Eu só trabalho com números, Nandéz, se você quer 15, encontre 15 que aceitem jogar de graça e avisa que não tem cama pra todo mundo no teu apartamento, eles que se virem. - ele parou, refletiu e finalizou – uma pena que você engordou hein, a gente precisava mesmo de um zagueiro treinador HAHAHAHAHA.

Eu recolhi meus 110 kgs, de fato muito mais do que eu tinha quando jogava, e fui para o campo, pensando em formas de treinar um time de futsal em um campo para onze. 

ELENCO | INFORMAÇÕES DO ESTÁDIO | CLASSIFICAÇÃO 

 

Pelo menos na estreia tudo tinha que valer a pena, eu estava motivado, era o início da minha vida profissional, levei toda paixão possível para os atletas. Dois me olharam entusiasmados, o resto ignorou qualquer sentimento.

Um time apático desde o vestiário, uma surra dentro de campo: 5x0 para o 12 de Octubre, fora o baile. É preciso ser justo, não fomos mal, mas tecnicamente o time sofre demais: erros de passe, péssimos desarmes e todo chute forte era gol, fora o desespero para lançamentos só porque eu pedi um pouco de bolas longas e um jogo defensivo. O placar foi justo e me deu como primeira impressão que é fundamental envelhecer esse bando de garotos ou sempre seremos vulneráveis.

 

1estreiae6b665be17e039a8.png

 

 

O jogo do time principal às 15h, encerrou-se às 17h e eu fui buscar conforto do meu lar. Meia hora depois, escuto alguém socando a porta.

- Já vai, já vai! Essa imprensa descobriu onde mo… - porta se abrindo, pausa dramática – opa presidente, como vamos?

- Meu filho, você leu seu contrato? Você conhece seu clube? Tá de sacanagem? Os garotos do Sub-21 estão aí pra jogar já, estão te esperando, vamos!

Sim, amigos, eu sou o treinador do sub-21 e do time reserva também, os dois compostos por jogadores amadores, inexistentes no jogo. 3 horas depois de perder de 5x0 lá estava eu e mais garotos, esses tão ruins que sequer conseguiram a vaga no time profissional.

Dei uma pesquisada básica, descobri que nós éramos azarões completos, as apostas pagavam 10.00 pela nossa vitória. O dia prometia ser longo…

Aos 27, o Deportivo Liberación sub-21 abria o placar. Até que suportamos bem, inclusive era interessante ver o nosso 442 em campo. 2 minutos depois, empatamos no escanteio com falha do goleiro adversário. Eu vibrei mais que todos os 23 torcedores naquele estádio (provavelmente esquecidos do jogo de mais cedo). Aos 52’ novo escanteio a nosso favor: bola bate, rebate e Santiago Rolón vira o jogo. Eu beijava uma foto do Muricy Ramalho agradecendo aos deuses pela sorte no escanteio. Não demorou muito e sofremos o empate, de novo o Coronel maldito. Só que nossa garotada era aguerrida.

Eu me esgoelava na beira do campo, os 23 adeptos gritavam juntos e a casa de apostas estava desesperada. Até que aos 81’, Vázquez e Rolón, dupla de ataque, fizeram 1-2 na entrada da área e o Mr Desodorante acertou um balaço no ângulo. VITÓRIA! A primeira vitória da carreira foi épica: depois com mais calma percebi que o Liberación era 3º lugar e vinha de 5 vitórias seguidas, enquanto nós perdemos as últimas 7. Abracei os meus meninos e dei contrato pro Mr Desodorante, Rolón, pois ele é bom e do nível dos atacantes que tínhamos.

 

1estreiasub21e01e25f50ec48239.png 

 

No dia seguinte, eu já estava preparado para o jogo dos reservas, dei lá minha motivada neles mas não adianta: o clima era de pelada total em ambas as equipes. Até fizemos bom jogo, pressionamos mas o empate foi a tônica do jogo: 1x1.

Até que não era um mal início, 3 jogos com 1 vitória, 1 derrota e 1 empate. Mas o profissional, realmente importante, precisava de ajuda e sem ninguém na comissão técnica eu nem sabia por onde começar. Fiz o que adultos a beira do desespero fazem num momento de pânico: bebi. Assaltei a geladeira do bar do clube (cláusula fundamental no contrato) e fui dormir de porre às 4h da manhã isolado no meu quarto. Ao acordar, vi que no meio daquela loucura solitária na madrugada, eu escrevi de caneta na parede: “No seremos los últimos”. Eu estava realmente muito louco, mas no meio daquela dor de cabeça eu decidi que aquela era a minha promessa pessoal, impedir que o Deportivo Humaitá terminasse na zona de rebaixamento fictícia da 4ª divisão, para isso considerei os 2 últimos lugares, ou seja, pelo menos antepenúltimo a gente seria. Pode parecer fácil, mas empatado no lanterna e com esse time, ganhar pontos é tarefa impossível.

Com isso levantei, afinal, segunda-feira era um novo dia e eu tinha fé que tudo mudaria.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Nei não cai (38D)
1 hora atrás, Peepe disse:

Dei uma pesquisada básica, descobri que nós éramos azarões completos, as apostas pagavam 10.00 pela nossa vitória. O dia prometia ser longo…

Você pode aproveitar pra ganhar um dinheiro por aqui. Mas tome cuidado, que outros já entraram por esse caminho e sempre rola uma máfia por trás.

cito @marciof89 @thyagocda @LC

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Bem-vindo e boa sorte. Quarta divisão paraguaia é para poucos.

Share this post


Link to post
Share on other sites
PedroJr14

O caminho até a fama e o dinheiro vai ser longo, ainda mais começando em uma divisão bem inferior e fora dos grandes centros, mas com um pouquinho de paciência o gordinho chega lá. O Paraguai tem uns gordinhos que fizeram sucesso, o Cabanas mesmo destruiu o Flamengo no maraca, bons tempos kkk

Share this post


Link to post
Share on other sites
mfeitosa

Seja muito bem-vindo e boa sorte com o save, Pedro!

Como bem falou o Henrique, a quarta divisão do Paraguai é para poucos. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

Seja bem-vindo!

“Pode-se identificar um Tricolor entre milhares, entre milhões. Ele se distingue dos demais por uma irradiação específica e deslumbradora.”

Interessante a visão monetária da vida, no FM pelo menos. Mas começar pro bono é de doer.

Quarta divisão paraguai assusta... tomara que de certo...será que vai rolar mala preta?

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC
1 hora atrás, Andreh68 disse:

Seja bem-vindo!

“Pode-se identificar um Tricolor entre milhares, entre milhões. Ele se distingue dos demais por uma irradiação específica e deslumbradora.”

Interessante a visão monetária da vida, no FM pelo menos. Mas começar pro bono é de doer.

Quarta divisão paraguai assusta... tomara que de certo...será que vai rolar mala preta?

Não sei se tu zuou  ou fez um elogio. Vou deixar minha 5ª série de lado para não parecer Bulling.🤣🤣🤣

Seja bem vindo a área @Peepe. Aqui agente comenta, dá pitaco, sacaneia, mas principalmente com respeito.

Quarta divisão do Paraguai? Parabéns. É muito raiz.kkkkk

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

Kkk. Freud explica

Share this post


Link to post
Share on other sites
#Vini

Meu amigo, que buraco você se meteu para ganhar uns trocados. Ainda bem que o treinador tem a motivação de ganhar dinheiro porque vai precisar de muito disso para sair dessa pasmaceira.

No mais, seja bem-vindo cara. Curti a ideia do save e espero que você continue por aqui durante um bom tempo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Valismaalane

Bem vindo! 

Gostei da ideia do save e espero que leve adiante. Jogar em divisões como a 4 do paraguai as vezes desanima, então espero que a grana incentive. 

A história ta interessante, vamos ver o que mais rola, como já citaram ai, mafia do apito ia ser engraçado. aspoksapokaposkposakopask

Boa sorte mano!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bruno Trink

O bom de ter ido para a quarta divisão paraguaia, para a sua história, é que pra baixo não vai. Então, qualquer proposta, o gordito vai embora! Quero ver como você vai fazer para reforçar esse time.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe

 

Em 28/04/2020 em 23:30, Neynaocai disse:

Você pode aproveitar pra ganhar um dinheiro por aqui. Mas tome cuidado, que outros já entraram por esse caminho e sempre rola uma máfia por trás.

cito @marciof89 @thyagocda @LC

HAHAHAHAHA a história do Márcio eu conheço. Admito que pra um mercenário, apostas são sempre um caminho fácil mas vou tentar manter meu personagem longe disso,.

 

Em 29/04/2020 em 00:32, Henrique M. disse:

Bem-vindo e boa sorte. Quarta divisão paraguaia é para poucos.

Valeu, Henrique! É pra poucos mas é divertida, eu recomendo.

 

Em 29/04/2020 em 09:33, PedroJr14 disse:

O caminho até a fama e o dinheiro vai ser longo, ainda mais começando em uma divisão bem inferior e fora dos grandes centros, mas com um pouquinho de paciência o gordinho chega lá. O Paraguai tem uns gordinhos que fizeram sucesso, o Cabanas mesmo destruiu o Flamengo no maraca, bons tempos kkk

O ditado "de grão em grão a galinha enche o papo" é o lema dessa história. E que saudades daquele Flamengo histórico, Cabañas virou meu ídolo particular naquele dia.

 

Em 29/04/2020 em 10:21, mfeitosa disse:

Seja muito bem-vindo e boa sorte com o save, Pedro!

Como bem falou o Henrique, a quarta divisão do Paraguai é para poucos. 

Muito obrigado!

 

20 horas atrás, Andreh68 disse:

Seja bem-vindo!

“Pode-se identificar um Tricolor entre milhares, entre milhões. Ele se distingue dos demais por uma irradiação específica e deslumbradora.”

Interessante a visão monetária da vida, no FM pelo menos. Mas começar pro bono é de doer.

Quarta divisão paraguai assusta... tomara que de certo...será que vai rolar mala preta?

Pois é, André, sempre bom ver tricolores espalhados.

Temos que começar de um lugar, mesmo que ele seja o mais aleatório possível. A Quartona é complicada mas encarar esses desafios é sempre bom.

Saudações Tricolores!

 

19 horas atrás, LC disse:

Não sei se tu zuou  ou fez um elogio. Vou deixar minha 5ª série de lado para não parecer Bulling.🤣🤣🤣

Seja bem vindo a área @Peepe. Aqui agente comenta, dá pitaco, sacaneia, mas principalmente com respeito.

Quarta divisão do Paraguai? Parabéns. É muito raiz.kkkkk

Valeu, LC!! Tem sido ótima a receptividade da galera sobre a história, obrigado mesmo.

E a Quartona é bem feia, mas é o tipo de campeonato que eu assistiria fácil.

 

12 horas atrás, vinny_dp (17x1) disse:

Meu amigo, que buraco você se meteu para ganhar uns trocados. Ainda bem que o treinador tem a motivação de ganhar dinheiro porque vai precisar de muito disso para sair dessa pasmaceira.

No mais, seja bem-vindo cara. Curti a ideia do save e espero que você continue por aqui durante um bom tempo.

Muito obrigado, Vinny! 

Cada um ganha a vida com o que pode, no meu caso é com futebol amador paraguaio.

 

10 horas atrás, Valismaalane disse:

Bem vindo! 

Gostei da ideia do save e espero que leve adiante. Jogar em divisões como a 4 do paraguai as vezes desanima, então espero que a grana incentive. 

A história ta interessante, vamos ver o que mais rola, como já citaram ai, mafia do apito ia ser engraçado. aspoksapokaposkposakopask

Boa sorte mano!

Valeu, cara! 

Em relação a desanimar, acho improvável porque a ideia do save é algo que eu tô acostumado e o fato de estar escrevendo pra cá me anima também. Fica tranquilo que você ainda verá muita coisa sobre busca por dinheiro aqui kkkk

 

4 minutos atrás, Bruno Trink disse:

O bom de ter ido para a quarta divisão paraguaia, para a sua história, é que pra baixo não vai. Então, qualquer proposta, o gordito vai embora! Quero ver como você vai fazer para reforçar esse time.

HAHAHAHA é isso, a vantagem de estar no fundo do poço é que sempre há uma chance de melhora. E assim, eu vou até postar hoje ainda, mas contratar jogador tem sido tarefa impossível, praticamente ninguém aceita jogar em nível tão baixo e os filtros não funcionam muito bem tão abaixo do radar.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe

banner-humaitab4af40bb6a2072ad.png

Será mesmo que não seremos últimos?

Todos os dias quando acordo e leio a frase “No seremos los últimos” na parede, eu fico um pouco mais choroso. Não que alguém por aqui esteja preocupado, o presidente segue pleno tanto quanto a torcida, mas eu estou muito frustrado com esses meus primeiros 30 dias e os resultados explicam o porquê: 3 derrotas, 2 empates e toda semana o jornal estampa a quantidade de jogos sem ganhar que vai o Humaitá (10 ao todo).

Em um dia embriagado, eu mandei áudio para meu antigo amigo Rivaldo

- Vem pra Mariano, os jornais daqui precisam nos ajudar – e fechei os últimos 3 minutos do áudio cantando música sertaneja paraguaia, em muito sofrimento.

Ele não me respondeu.

 

A grande dificuldade foi, sem dúvidas, contratar jogadores. Fiz um esforço com antigos colegas da vida de jogador, mapeei o mercado e simplesmente ninguém aceitava jogar aqui. A situação era tão crítica que em uma das minhas muito tentativas, encontrei o Raúl Saucedo, zagueirão, 36 anos, bom perfil para gente e ele só aceitou negociar a vaga para comissão de observadores.

- Meu querido, você sabe como a vida é dura quando a gente envelhece. As lesões me mataram e eu quero um pouco de paz e experiência. Tô vendo que você tá mal no mercado, mexendo no elenco, não seria melhor me contratar como olheiro?

- Bom, você é a primeira pessoa que atende minhas ligações. Se tiver disposto a trabalhar de graça e ser meu vizinho de cama, no dormitório aqui do Corumbá Cué, que virou meu apartamento, o Deportivo Humaitá ficará feliz com seu trabalho!

E foi assim que eu e Saucedo fomos atrás de jogadores no mercado.

A primeira atitude pensada por nós foi aproveitar os amadores que vinham jogar sazonalmente, os cinzas. Fechamos 7 contratos. Não eram uma grande opção mas ao menos oferecia certa estabilidade. Minha vida não mudou muito com o Saucedo e ainda era quase impossível encontrar atletas, de modo que nossa busca passou a ser pelos jornais: íamos atrás de notícias de movimentação de clubes do mesmo escalão, víamos quem eles queriam e oferecíamos uma proposta nova pelo cara. Ter contatos no jornal adiantou muito nosso lado.

Toda essa dificuldade teve como resultado: 9 jogadores contratados, praticamente todos na segunda metade do mês. Para piorar, não conseguimos contratar para todas as posições, seguimos com o goleiro que já tínhamos e nos falta um bom centroavante. Apesar disso, hoje já contamos com 22 jogadores no elenco e todos eles presos a nós por um aperto de mão, fora os vinculados dos reservas e da base que estão quebrando um galho. Nenhum que mereça grande destaque mas, em consenso com Saucedo, a gente põe mais fé em José Gonzalez e Iván Paniagua. Infelizmente para meu planejamento, todos eles abaixo dos 25 anos: aquela conversa de deixar o time experiente foi pelo ralo, ninguém mais velho aceitou sequer conversar comigo.

1entradase971ed28a004901d.png

ELENCO ATUAL | NOSSO 4-4-2

Eu reclamei do elenco no início, é verdade, mas não posso negar a vontade dos garotos. Depois do traumático 5x0, eu tive a semana completa e optei por simplificar a vida deles: fui em 2 linhas de 4, pouca liberdade ofensiva pros meus laterais e um jogo baseado no contra-ataque longo. Tentei, em vão, a contratação de atacantes mais rápidos exatamente para encaixar nesse esquema.

1calendario4eac665d92982adb.png

O primeiro jogo da sequência foi simbólico: em 28 minutos, já perdíamos de 2x0. Apesar disso, o desespero da semana anterior não aconteceu, a gente foi organizado dentro do possível e empatou em 6 minutos: Palacíos já começa a se destacar como nosso grande jogador, vezes de meia central, outras vezes de atacante. A segunda partida que brochou totalmente, o Sportivo Colonial era o lanterna à época e venceu o confronto direto. Nós até tentamos, mas Guido Torres fez o gol adversário no rebote de um pênalti inexistente que ele mesmo perdeu. Aquilo foi uma ducha de água fria completa, e naquele momento as paredes começaram a falar comigo: o Deportivo Humaitá era lanterna e cada dia aquela pichação na parede parecia maior.

Apesar de tudo, o 442 deu resultado, ficamos mais competitivos mas ainda faltava aquela frieza vitoriosa. Acontece que nosso time deve ser o pior da competição, tecnicamente nós perdemos muito na defesa e quando o adversário passa do meio campo, eu já olho pra cima e peço a Deus para que o atacante adversário chute pra fora.

As duas últimas partidas foram o grão de esperança, 2 times melhores e partidas que não vencemos porque o futebol é cruel e o atacante deles sabe chutar pra dentro do gol. A partida final, contra o 1 de Marzo foi tão frustrante quanto esperançosa: abrimos 2x0 em 10 minutos, fora de casa, eu já estava louco. Fiquei ainda mais quando, após algumas oportunidades perdidas, o 1 de Marzo chegou ao empate aos 60’. Foi nossa primeira partida com todos os reforços e nosso melhor jogo no mês. Apesar da lanterna, dos 10 jogos sem vencer, da imprensa batendo na gente e da parede falante, eu saio desse mês com um sentimento positivo.

1 DE MARZO 2-2 DEPORTIVO HUMAITÁ | CLASSIFICAÇÃO

E os meus xodós da base? O time de pelada reserva que eu era obrigado a treinar? Mantive o mesmo 442 para ele e fiz os jogos como balão de ensaio: procurei ver as funções mais adequadas para os meias, estudando duplas de ataque funcionais.

Consegui alguma vitória? Não! E as paredes estavam até gozando com a minha cara até nos jogos obscuros do Deportivo Humaitá. Mas para ser justo, eu tava P*** da vida com o presidente que marcava amistosos para os times de pelada nos finais de semana que não tinha campeonato, achando que eu era burro de carga:

- Seu Nandéz, não tem conversa, os caras precisam dessa pelada para abstrair da semana dura que tiveram no trabalho, eles pedem e eu marco jogo. Não deixo você ficar responsável por isso, e acabou.

- Mas eu tô cansado, Michel, eu quero descansar e os caras nunca seguem o que eu peço. Me libera dos jogos então, pelo amor de Deus.

- Ok, quando não tiver campeonato, vai dar uma volta por aí.

Dessa forma, sempre que rolava amistoso, eu ia caçar o que fazer, ate porque os jogadores sabiam onde eu morava e teimavam em me querer no banco. Adotei essa estratégia até durante o campeonato dos reservas, mas fiquem quietos porque o presidente nem pode saber que isso aconteceu. E quem treinou eles? Bem vindos a tática Anarquia: sem treinador, sem poder e os caras se organizaram. Óbvio que não deu certo, e as derrotas se amontoam nas minhas estatísticas, mas eu sigo confiante.

Tanto que, em um final de noite, bêbado com o Saucedo, nós compramos um balde de tinta pela internet. Uma pechincha.

- Nandito, nós vamos pintar essa parede quando sairmos dessa, eu te prometo!!

E abraçados, emocionados e um tanto quanto iludidos, fechamos o mês.

Jogos do Sub-21  |  Jogos dos Reservas

Share this post


Link to post
Share on other sites
Valismaalane

Caramba, é uma derrota atrás da outra. Imagino o quão complicado está além de achar jogadores, achar quem queira jogar ai. Também é complicado achar comissão né?

Realmente é um desafio. Mas logo tira isso de letra. Boa sorte na sequencia!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe
1 hora atrás, Valismaalane disse:

Caramba, é uma derrota atrás da outra. Imagino o quão complicado está além de achar jogadores, achar quem queira jogar ai. Também é complicado achar comissão né?

Realmente é um desafio. Mas logo tira isso de letra. Boa sorte na sequencia!

A inexperiência no FM me fez cometer essa burrada, a comissão faz uma diferença absurda. Tudo bem que é muito difícil achar qualquer um , em qualquer cargo, que tope vir mas eu deveria ter insistido mais. Tentei ir só com um olheiro e paguei caro por isso.

Muito obrigado por acompanhar!

Share this post


Link to post
Share on other sites
EduFernandes

Muito bom! Eu não costumo frequentar muito essa área, apesar de gostar da ideia dos saves e de vez em quando ler uma história, mas essa proposta do save é muito bacana. Fora que a história tá top, tô rindo horrores com o Nandéz, um pão-duro de mão cheia, do jeito que eu gosto hahaha

Boa sorte com o save, e seja bem-vindo ao fórum! Se interessar, dê uma passadinha na área de esportes pra ver se algum tópico chama sua atenção, tamo precisando de tricolores por aqui, chega de gremista e flamenguista, pelamor.

Brincadeirinha, gremistas e flamenguistas, amo vocês seus lindos. (A não ser quando ganham do Vaxco, aí eu odeio).

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • Henrique M.
      By Henrique M.
      Na década de 90, a coisa mais comum nos campos europeus eram os tradicionais pontas velocistas; dribladores rápidos com capacidade de cruzar bem uma bola e que ficavam sempre preso no seu corredor de atuação. Atualmente, esse é um perfil bastante difícil de se encontrar nos elencos dos grandes clubes do mundo. No jogo moderno, é função dos alas e laterais atacarem os flancos e cruzar a bola para a aula. O ponta tradicional foi substituído pelo ponta de pé trocado. O ponta invertido (extremo invertido em PT-PT, por isso também no jogo e aqui nesse guia) é um desses casos dentro do FM, assim como o avançado interior.
      Enquanto esses pontas de pé trocado surgiram e evoluíram dentro do 4-2-3-1, eles tem funções diferentes dentro de campo de acordo com o time que jogam ou com a formação que são usados. Nas versões anteriores do Football Manager, a única opção tática que um treinador tinha para esse tipo de formação era utilizar um avançado interior. Atualmente, ganhamos uma ferramenta a mais, com o extremo invertido. A principal tarefa desses pontas de pé trocado é utilizar sua velocidade e técnica para duelar com seu marcador e conduzir a bola e o time para mais próximo do gol adversário.
      Para aqueles que ainda não sabem do que estamos falando, vou deixar alguns exemplos da vida real e que inspiraram a Sports Interactive a moldar a função de acordo com seu talento. Jogadores como Arjen Robben, Franck Rybéry e Thierry Henry são alguns dos ícones do futebol que ajudaram o Football Manager a trazer esse tipo de atleta do campo para as telas dos computadores. Hoje, atletas como Serge Gnabry e David Neres são grandes máquinas dentro do Football Manager graças ao que esse tipo de atleta trouxe para o motor do jogo.
      Normalmente, o estilo de jogo desses atletas é bem direito. Uma vez que tem a bola nos pés, eles combinam técnica e dribles com aceleração e boas tomadas de decisão para deixar o marcador para tráz e ou finalizar ou passar a bola para um companheiro melhor posicionado para continuar a jogada. Esse estilo de jogo não combina muito com o estilo de outros avançados interiores da vida real, que cortam para dentro, mas optam por uma enfiada de bola ou cruzamento ao invés do chute.
      Em versões anteriores, ou você transformava esses jogadores em avançados interiores, incluindo seus comportamentos codificados no motor do jogo (e que não podem ser removidos) que instruíam eles a cruzar menos, ou os transformava em construtores de jogo avançados, aceitando que eles iriam cruzar menos e chutar menos, mas fariam passes mais arriscados. Isso mudou a partir do FM 2020, que passou a nos oferecer o Extremo Invertido.
      Como essa função dá aos treinadores maior flexibilidade? As instruções se tornaram mais claras, assim como as percepções de cada um sobre o que cada função pode fazer dentro de uma partida. Para vermos o que eles devem fazer, basta olharmos para as instruções que não podem ser removidas no painel tático. Como mencionamos o Avançado Interior e o Construtor de Jogo Avançado, iremos compará-los antes de chegarmos à estrela desse guia, o Extremo Invertido. Começaremos pelo Construtor de Jogo Avançado.

      O construtor de jogo avançado, quando colocado nas pontas, é primariamente um meio-campista colocado em uma posição de maior largura, que busca encontrar espaços e criar oportunidades para si ou para os companheiros de equipes. O jogador funciona de forma bem restrita, mas tendem a recompor defensivamente quando o time está sem a bola.

      Quando comparamos o construtor de jogo avançado com o avançado interior, podemos ver imediatamente que o avançado interior movimenta-se mais em direção à área, buscando penetrações e necessitam de um tipo diferente de capacidades e habilidades ofensivas.

      E isso faz sentido quando nós examinamos seus comportamentos inerentes e que não podem ser retirados. O avançado interior é mais ofensivo. Eles querem conduzir a bola até o coração da defesa adversária, cortando para dentro a partir do corredor lateral. Ao invés de tentarem criar chances para seus companheiros com uma enfiada de bola, é mais provável que eles tentem marcar o gol por conta própria.
      Entretanto, isso não significa que eles irão chutar a esmo e ignorar companheiros melhores posicionados. Quando colocado em uma tarefa atacar, eles tendem mais a querer marcar o gol, enquanto na função apoiar, o avançado interior está mais afastado do gol e é mais provável que procurem um companheiro livro ou no espaço.

      Isto tudo nos traz até o extremo invertido. A descrição do jogo diz que ele "busca cortar para dentro a partir do terço ofensivo para criar espaço para laterais ultrapassarem e subsequentemente sobrecarregar defensores recuando."

      Seu comportamento inerente é diferente quando comparado as outras funções que mencionamos, já que eles não são instruídos a cruzarem menos ou a correr mais riscos nas tomadas de decisão. Eles são uma versão mais conservativa do avançado interior, ou talvez para ser mais preciso, a combinação entre o avançado interior e o construtor de jogo avançado.
      A movimentação de um extremo invertido é mais lateral se comparada ao avançado interior. O extremo invertido move-se para o corredor central, cortando de uma posição mais aberta. Mas ao invés de finalizar, ele quase sempre passa a bola antes de correr para se posicionar dentro da grande área.

      Quando examinamos o mapa de calor do, combinado com o de passes recebidos pelo, extremo invertido, nós podemos ver essa movimentação. Ele corta para dentro para receber o passe, progride e se posiciona entre o zagueiro e o lateral na área.

      Texto traduzido e adaptado por Henrique M. para o Engenharia do Futebol e FManager Brasil
      Fonte: https://www.footballmanager.com/the-byline/look-inverted-winger-wednesday-wisdom
    • PedroJr14
      By PedroJr14
      Eu já venho matutando há algum tempo uma nova história com um time do meu estado. Depois que o Altos conseguiu o acesso à Série C essa vontade aumentou mais ainda. A grande cereja do bolo foi o relatório sobre a última história que eu fiz aqui, onde o nosso querido @Peepedisse que ainda esperava uma história minha com começo, meio e fim. Desafio aceito!
      O CLUBE
      Muitos aqui sabem que o Altos subiu para a Série C de 2021, mas acredito que poucos sabem das dificuldades enfrentadas pelo clube durante o ano de 2020. A Associação Atlética de Altos fundada como equipe amadora em 2013, na cidade de Altos-PI, cerca de 40km de distância da capital Teresina, se profissionalizou em 2015 e logo obteve sucesso a nível estadual. A organização do clube impressionava e logo no seu primeiro ano profissional conquistou o título da Segunda Divisão do Piauí, garantindo assim o acesso para a Primeira Divisão no ano seguinte. Já no seu primeiro ano na elite, o Altos obteve a melhor campanha do campeonato e venceu a final sobre o River por 4x2 no agregado, porém perdeu o título no tribunal, por conta da escalação de um jogador irregular. Ainda em 2016 o altos obteve a melhor campanha da história da primeira fase da Série D, naquela época(5v-1e-0d), mas acabou eliminado pelo CSA, que conseguiria acessos consecutivos até a primeira divisão.
      O ESTÁDIO

      O Altos manda seus jogos no Estádio Municipal Felipe Raulino, o "FELIPÃO", que tem capacidade para cerca de 4 mil torcedores. Apesar de ficar muito próxima à capital Teresina, o Altos prefere mandar até os jogos grandes no seu estádio, mesmo às vezes sendo menos vantajoso financeiramente, só não joga lá quando é obrigado pela federação. O acanhado Felipe Raulino se transforma em Felipão, um verdadeiro caldeirão quando o time do Altos pisa lá dentro, que já fez o clube conseguir resultados improváveis.
      O MASCOTE

      Particularmente a coisa mais espetacular que eu acho nesse time é o mascote, que além de ser LINDO e SENSUAL, literalmente vive para o clube. E por conta dele eu criei o clássico dos mascotes entre Altos e Piauí Esporte Clube, que também tem um mascote espetacular, nada mais nada menos que um RATO MOLHADO, que se enxuga durante os jogos.
      O QUE ACONTECEU EM 2020?
      A nossa história começará no início de 2020, ignorando os acontecimentos desde ano, mas sem a maioria dos jogadores importantes contratados no ano, diria que sem os mais importantes. Nossas finanças estão zeradas, não temos dinheiro para contratações ou salários e contamos com apenas 18 jogadores no elenco, com posições muito carentes como a presença de apenas 1 goleiro, 1 lateral-direito e 3 zagueiros e 3 meias de ofício.
      Os desafios para um time como o Altos vão bem além das 4 linhas. O clube não tem estrutura, nem investimentos, não tem um banco de análise de dados, nem categorias de base. Vai ser um grande desafio comandar esse time nas próximas temporadas, ainda que eu já conheça alguns atalhos nas divisões inferiores e no Nordeste do Brasil.
      Ainda não posso adiantar qual será a meta para o fim da história, mas acredito que eu só vá parar depois de pelo menos um título de Campeonato Brasileiro, já que eu costumo dar sorte em Copas, então não vou colocar a Copa do Brasil como meta principal. O intervalo (ingame) entre os capítulos também ainda não foi determinado, mas pode ser de 3/3 meses, 4/4 ou 6/6. Devo fazer uma história baseada em tudo que rodeia o clube, passando pelo treinador, presidente e a relação do Altos com a política, o que não costuma dar certo no futebol.
      Estou aberto a dicas, críticas e tudo que possa me ajudar a melhorar como contador dessa história, espero contar com vocês.
      É possível ter uma temporada semelhante à que aconteceu na vida real em 2020-21? Como fazer um time tão limitado ser competitivo? Veremos nos próximos capítulos.
      Sala de troféus
      Capítulos
    • Danut
      By Danut
      Olá pessoal. Sejam bem-vindos ao meu novo save aqui no Profissão: Manager. Desde o FM14 que eu namoro a ideia de jogar um save em que as contratações fiquem nas mãos da diretoria. Nas versões anteriores do FM, porém, essa opção não funcionava de forma adequada. Deixar tudo na mão da diretoria significava jogar campeonatos com apenas cinco ou seis jogadores, com um elenco de dez homens em que seis são laterais esquerdos, e outras bizarrices do tipo. Por conta disso, nunca levei um save do tipo adiante.
      Nas versões mais recentes, porém, isso parece ter sido corrigido. Notadamente, temos aqui na área o exemplo do @ggpofm (que, aliás, novamente merece os créditos pelo banner, que peguei da Galeria de Gráficos), que tem conseguido jogar de forma satisfatória um save nesse estilo. Isso me encorajou a tentar um save no mesmo estilo. A primeira tentativa não teve grande sucesso esportivo, mas a parte das contratações funcionou bem e me encorajou a compartilhar um save nesse formato por aqui.
      E é a partir disso que chegamos ao save atual, no qual acompanharemos a trajetória de Mathis Liam, jovem belga nascido na pequena cidade de Tubize. Diferentemente do que costumo fazer, este será um save de carreira, com o treinador podendo circular também pelos países vizinhos. No entanto, pretendo abordar a carreira de forma um pouco diferente do que está sendo feito em outros saves da área, dando prioridade ao trabalho no clube atual. Não haverá nenhuma regra fixa quanto a isso, mas o meu plano é focar as escolhas de troca de clube no ciclo de cada equipe, em vez de pensar no que seria melhor para a carreira do treinador em si.
       
      Treinador

      Mathis Liam tem 25 anos e poucas qualificações para ser treinador de futebol. Em um daqueles milagres que só acontecem no FM, porém, conseguiu um cargo como treinador em equipe a ser apresentada no próximo post. Com sorte, nosso treinador conseguirá aproveitar a oportunidade para aumentar seu status dentro do mundo do futebol.
       
      Dados do save
      Ligas carregadas: Bélgica, Alemanha, França, Inglaterra (todos 3ª divisão e acima) e Holanda (2ª divisão e acima).
      Base de dados: pequena, com cerca de 24 mil jogadores.
      Data de início: 1º de julho de 2019
      Outras opções: mascarar atributos, não adicionar equipe técnica, sem orçamento na primeira janela de transferências
    • ElPerroMG
      By ElPerroMG
      Em todos os meus saves, desde que comecei a jogar FM, sempre fui vislumbrado por utilizar a divisão de base no FM. Esse amor pelo base só aumentou quando comecei acompanhar de perto o futebol argentino nos últimos anos. Devido a crise no país, os times são obrigados a utilizar o que de melhor em sua categoria jovem para formar elencos competitivos. O maior exemplo disso, e minha maior inspiração, é o que faz Gallardo no comando do River. Nos últimos anos, Gallardo revelou diversas jóias como Emanuel Mammana, Exequiel Palacios, Gonzalo Montiel, Martinez Quarta, Júlian Alvarez, Benjamín Rollheiser entre outros. Devido a essa inspiração no trabalho do Muñeco e minha idolatria pela utilização da base, resolvi abraçar o Desafio da base no FM20, principalmente por conta das melhorias que foram feitas no acompanhamento da base nessa versão do FM. Acompanhei 2 sagas com esse modelo aqui no fórum, a do Ari com o Jaraguá e a do Henrique com a Caldense, que também me serviram de inspiração.

      Como um bom mineiro, não quis fugir do estado na escolha do clube, e, pra falar verdade foi até fácil a escolha. Escolhi o Boston City FC Brasil, time criado em 2018 exatamente com essa ideia - O clube brasileiro foi criado com a missão de ser autossuficiente no que diz respeito ao desenvolvimento de seus próprios atletas. O clube hoje já conta com uma excelente infraestrutura para o apoio, suporte e desenvolvimento de seus jogadores.

      Utilizando somente nossas fornadas, tentaremos atingir os seguintes objetivos:
      Equipe
      Utilizar somente a base Aplicar o modelo de jogo ofensivo visando a posse de bola e passes rápidos.  Reter o máximo de jogadores na equipe impedindo que saiam para a Europa.  Ter um jogador formado no time convocado para a seleção (Maikon Motta (38B), Adriel Luciano (42A), Allanzinho (44A)) Ter um jogador formado no clube disputando uma Copa do Mundo (Allanzinho 44A Copa 2050 e 2054); (Adriel Luciano 42A Copa 2054); (Felipe Bezerra 46F Copa 2054) Ter eleito o melhor jogador da América do Sul Ter eleito o melhor jogador jovem do mundo formado na base do Boston.  Ter eleito o melhor jogador do mundo formado na base do Boston. Clube
      Possuir o melhor centro de treinamento profissional de Minas Gerais Possuir o melhor centro de treinamento de base de Minas Gerais Possuir o melhor centro de treinamento profissional do Brasil Possuir o melhor centro de treinamento de base do Brasil Possuir a melhor estrutura de clube Sul Americano Se tornar o principal clube formador de Minas Gerais (2042, 2043) Se tornar o principal clube formador do Brasil  (2042, 2043) Se tornar o principal clube formador da América do Sul Se tornar o principal clube Mineiro Se tornar o principal clube Brasileiro (2053) Se tornar o principal clube da América do Sul (2053) Ficar entre os 5 melhores clubes do mundo: (Recorde: 8º em 2053) Títulos
      Chegar a elite do campeonato mineiro (2025) Ganhar o Campeonato mineiro (2045), (2046) (2047) (2048), (2049), (2050), (2051), (2053), (2054) Ganhar a Taça Minas Gerais (2036) Chegar a elite do campeonato brasileiro (2042) Ganhar o Brasileiro série A. (2051), (2052), (2053), (2054) Ganhar a Copa do Brasil (2046), (2050), (2051), (2054) Ganhar a Super Copa do Brasil (2047), (2051), (2053), (2054) Ganhar a Sul Americana (2046), (2049) Ganhar a Libertadores (2050), (2052), (2053) Ganhar a Recopa Sulamericana (2047), (2050), (2051), (2053), (2054) Ganhar o Mundial de clubes (2053)
      O Boston City F.C Brasil é um clube de futebol brasileiro profissional sediado na cidade de Manhuaçu – MG. O Clube foi fundado no Brasil em Janeiro de 2018 por seus idealizadores, o empresario brasileiro Renato Valentim e o Ex Craque do futebol Internacional o brasileiro Jorge Ferreirra, mais conhecido como Palhinha.
      A filial brasileira do Boston City F.C Brasil foi criada após o enorme sucesso e destaque de sua matriz americana, o Boston City F.C, que hoje tem sua sede na cidade de Boston – EUA . O Clube brasileiro foi criado com a missão de ser autossuficiente no que diz respeito ao desenvolvimento de seus próprios atletas. O clube hoje já conta com uma excelente infraestrutura para o apoio, suporte e desenvolvimento de seus jogadores.
      No mesmo ano de sua fundação o clube teve sua filiação junto ás principais entidades do futebol brasileiro, Federação Mineira de Futebol (FMF) entidade maxima do futebol para o Estado de Minas Gerais e Confederação Brasileira de Futebol (CBF), entidade máxima do futebol para o Brasil. O Clube já conta com quatro categorias de base e uma equipe profissional nas quais disputam os principais campeonatos estaduais.
      O Escudo bem como as cores oficiais do Boston City F.C Brasil seguem as mesmas de sua matriz americana, O escudo: Leão Rampante dominando uma bola de futebol com a cidade de Boston como plano de fundo da imagem. Suas cores oficiais são: Vermelho, Azul e Branco.





    • Valismaalane
      By Valismaalane
      O nosso primeiro clube na carreira será o:
        Paide Linnameeskond
       
      Paide Linnameeskond é um clube estoniano de futebol, fundado em 1990 e refundado em 2004, com sede em Paide e manda seus jogos no Paide Linnastaadion. O Paide iniciou como um clube filial do FC Flora (O maior time da Estonia), e no ano de 2005, conseguiu 4 acessos consecutivos, uma coisa inédita no campeonato Estoniano, sendo o primeiro a fazer isso e o único, por enquanto. O Paide é um time com um grande projeto, sendo o time que busca todo seu sucesso baseado em se sustentar na elite do campeonato estoniano. Neste sentido, rapidamente o Paide se tornou a quarta força do país conseguindo um Vice-campeonato da copa em 2015, ainda não foi campeão de nada, mas o seu desenvolvimento chama atenção, principalmente pela contratração de jogadores estrangeiros e repatriação de jogadores estonianos que já estiveram na seleção. O Paide ainda não venceu nada na Estonia, mas vamos mudar isso!
      Site oficial do clube: https://www.paidelinnameeskond.ee/ 
      Técnico: O Técnico sera Ragnar Dragunov, um antigo jogador da seleção estoniana e revelado pelo próprio Paide. Embora não tenha sido um jogador de sucesso, é um jogador relativamente conhecido entre os torcedores estonianos. Ragnar foi contratado com apenas 19 anos como uma das maiores promessas do país pelo Schalke 04, mas não conseguiu espaço no clube e rodou por diversos países como Japão, Uzbequistão, Cazaquistão, Russia e armênia, retornou a Estonia e encerrou sua carreira no Valga Warriors de Valga na segunda divisão estoniana. (Experiência passada no clube // História ficticia)
       
      Metas do Save:
       
       - Me tornar um dos maiores técnicos da Estonia
       - Classificar um clube estoniano para fase de grupos da EURO
      Classificar um clube estoniano para fase de grupos da Champions
      Revelar jogadores estonianos com nível para seleção (Zarikov - Cap. 30)
      - Ver ou Classificar a Estonia para uma copa do mundo inédita
      - Ver ou Classificar a Estonia para uma Eurocopa Inédita
      Objetivos do save:
      - Permitido trocar de clube durante o save
      - Se assumir a seleção tenho que estar sem clube ou trocar o clube pela seleção (não comandar os dois simultaneamente)
      - O save é voltado para o técnico e não para a liga estoniana (embora seja uma das minhas vontades crescer o futebol estoniano)
      - Se for necessário, posso mudar os objetivos do save durante a temporada.
      - Me divertir
      Início da Carreira:
       Temporada 01/2019

       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       Temporada 02/2020

       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       - Primeira fase Mata-Mata
       Temporada 03/2021
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       - Fase de Grupos
       Temporada 04/2022
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Vice-Campeão)
      Copa da Estonia (Eliminado pelo Kalju nas Quartas-Final)
       - Não classificado para nenhuma competição Continental
       Temporada 05/2023
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       - Eliminado no Mata-Mata para o Heerenveen
       Temporada 06/2024
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       Champions League (Eliminado na fase de Grupos)
       Temporada 07/2025 e 2026
      Juventus Football Club - Demitido
       Campeonato Italiano (4º Lugar)
       Copa da Italia (Eliminado)
       Champions League (Eliminado nas Quartas)
       Temporada 08/2026 e 2027
       Sassuolo -
      -
      -
      -
      Base do Jogo:
      *Foram adicionados no ano de 2021 o Brasil, Portugal e a Italia
      Notas do Jogador:
      Espero me divertir e que todos os leitores se divirtam. Criticas construtivas sempre serão bem recebidas, e espero uma boa interação com todos! Obrigado e "NAUTIGE"!
      Obs: Kogemus Jalgpall significa algo como: "Sinta o futebol", "experiencie o futebol" (não tem um significado literal para português, mas é utilizado para vivenciar algo)
       
      Gostaria de deixar aqui um agradecimento especial ao @ggpofm pelas varias dicas e conselhos e por ter feito o Banner da saga! Também gostaria de agradecer a todos que estão dando seus respectivos feedback e acompanhando, interagindo com a saga! Obrigado!
×
×
  • Create New...