Jump to content
Sign in to follow this  
Peepe

Eu amo o Dinheiro! A história de um mercenário na América do Sul - Em busca da Glória Eterna! 15/05

Recommended Posts

Valismaalane

Temporada interessante e segura com o Loterias, e como o presidente não te valorizou, vai ter outros que vão né? Imagino que a própria Venezuela tenha clubes atentos ao seu desempenho pelo Loterias.

Espero que encontre logo um clube, e é aquela famosa: PENA QUE NÃO LIGOU PRA XINGAR. Cretinisse de mais do presidente, mas antes sair que sobrar pro Nandez aquelas ameaças e corrupções. Na primeira ameaça, já estava claro que o ciclo estava se encerrando.

Boa sorte na sequencia!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

Qué isso. Ainda passou o Angostura! E o Carabobo fez juz ao nome.

Uma pena se desvincular do Romero, mas melhor assim. Desse jeito o Nandez não ia conseguir comprar o Opalão nunca. E difícil ficar desempregado, mas as vezes há q se ter coragem.

Chato ver o cara novo ganhando mais, mas veja com um aprendizado para o Romero.

Share this post


Link to post
Share on other sites
felipevalle

aí fica ruim sem poder se qualificar.

Com uma melhor licença logo estará em algum time da primeira divisão brasileira ou argentina.

Mas, curioso o Dep. Anzo ter ficado em último e o Carabobo nem ter se qualificado pra elite. Já vi esses times em competições internacionais...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe
17 horas atrás, Herr Jones disse:

Excelente o enredo da história, muito bem trabalhado e bastante divertido pra se ler! Fiquei bastante chateado com a saída do Humaitá, sobretudo pela ligação excepcional de Nández com a parede, mas entendo a decisão de sair. É difícil passar aquele perrengue todo sem receber nenhum dinheiro em troca.

Os nomes dos times venezuelanos são maravilhosos e morri quando vi que Nández recebeu uma proposta pra Loteria. Fez duas temporadas memoráveis por lá e ainda conseguiu tirar um por fora com a máfia dos resultados, mas, infelizmente faltou ao presidente um pouco de sensibilidade para entregar as pretensões salariais e a saída era o caminho mais plausível mesmo. Ainda mais depois de descobrir a sacanagem do novo treinador receber acima do que se pretendia como mínimo para permanecer.

Aliás, eu acho essas negociações salariais do treinador com a diretoria no FM bastante ruins. Os caras são sempre irredutíveis: é aquilo ou vaza. Acho que os clubes poderiam ser um pouco mais maleáveis na hora de estabelecer as bases contratuais.

Muito obrigado pelo feedback, Jones, seja bem-vindo a história.

Cara, em todo save carreira eu começo repetindo a mim mesmo que devo ser desapegado, sem ficar criando laço demais com os times por onde passo, mas isso tem sido um desafio nesse save em específico. Gostei muito do Humaitá e do Loterías, eram projetos que eu realmente queria ter tocado pra frente, e até tentei permanecer agora no Loterías mas a saída é uma boa até mesmo para a história. Estou indo para a 4ª temporada e completaria 3 no mesmo time. Como tem sido uma dificuldade desse FM receber propostas quando você já está empregado, a saída forçada acabou sendo um bom caminho.

Com relação as negociações salariais, eu considero meio de lua: a maioria realmente é bem irredutível mas sempre tem um clube disposto a negociar e aceitar suas condições. O segredo é tentar todos. Mas como o salário é uma questão secundária aos jogadores, imagino que a IA do jogo não se agarra muito nessa dinâmica, tanto que a relação com as cláusulas está cada vez menor. 

 

16 horas atrás, Valismaalane disse:

Temporada interessante e segura com o Loterias, e como o presidente não te valorizou, vai ter outros que vão né? Imagino que a própria Venezuela tenha clubes atentos ao seu desempenho pelo Loterias.

Espero que encontre logo um clube, e é aquela famosa: PENA QUE NÃO LIGOU PRA XINGAR. Cretinisse de mais do presidente, mas antes sair que sobrar pro Nandez aquelas ameaças e corrupções. Na primeira ameaça, já estava claro que o ciclo estava se encerrando.

Boa sorte na sequencia!

Muito obrigado, amigo!

O nome do Nández tá na boca do povo dessa região sim, Venezuela e surpreendentemente Equador são os países que retornam com alguma coisa para ele, já adianto aqui. 

E sim, o presidente foi fdp demais. Eu até suspeitava que o salário pedido fosse acima do padrão venezuelano mas quando vi o novo treinador ganhando 4,2 mil... Torcendo logo pelas voltas que o mundo dá para poder rir de toda essa situação.

 

7 horas atrás, Andreh68 disse:

Qué isso. Ainda passou o Angostura! E o Carabobo fez juz ao nome.

Uma pena se desvincular do Romero, mas melhor assim. Desse jeito o Nandez não ia conseguir comprar o Opalão nunca. E difícil ficar desempregado, mas as vezes há q se ter coragem.

Chato ver o cara novo ganhando mais, mas veja com um aprendizado para o Romero.

Valeu sempre por acompanhar, André!

Passar o Angostura foi o grande susto da temporada, quando fiz o gol e anunciou na tela eu nem acreditei. Mas foi um ano para esquecer do Angostura, começaram como favoritos e tiveram três treinadores nessa campanha mas nada deu certo. Foi bom terminar tão bem.

E, foi como comentei acima, estar desempregado é dureza mas é a única forma de movimentar as esperanças financeiras. Tem sido bem difícil negociar com alguém estando empregado, pelo menos por enquanto foi a solução encontrada.

 

6 horas atrás, felipevalle disse:

aí fica ruim sem poder se qualificar.

Com uma melhor licença logo estará em algum time da primeira divisão brasileira ou argentina.

Mas, curioso o Dep. Anzo ter ficado em último e o Carabobo nem ter se qualificado pra elite. Já vi esses times em competições internacionais...

Não sei se só a licença resolve não, a reputação e experiência seguem com muita relevância. Mas tá aí uma questão interessante para observar, se a melhora dos clubes vai ser tão sensível assim.

Com relação aos times, o Carabobo classificou para a Libertadores desse ano inclusive, só não sei jogou a pré ou foi direto a fase de grupos. É um time bem tradicional sim, como também o Anzoatégui, mas esse último não faço ideia de onde foi parar na vida real e porque foi tão mal no save.

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Para a ficção você tinha que ter dado o telefonema.🤣🤣🤣. Vida que segue e vamos ver se o treinador consegue a valorização em outro clube. Boa sorte na sequência.

Share this post


Link to post
Share on other sites
ElPerroMG

Final de temporada muito bom, Pepe. Acabou sendo coroado com uma bela vitoria sobre o Carabobo para calar a boca do treinador adversário. Foi fiel ao enredo do save, quem pagar mais leva. Depois de 3 temporadas, e sendo o maior ídolo do clube, o mínimo era aumentar sua pedida salarial. Sai com a cabeça erguida pelo título e boas campanhas.

Agota é esperar as propostas e ver qual se encaixa melhor nas suas ambições.

Saga está ótima, abraços!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe
21 horas atrás, LC disse:

Para a ficção você tinha que ter dado o telefonema.🤣🤣🤣. Vida que segue e vamos ver se o treinador consegue a valorização em outro clube. Boa sorte na sequência.

Estou trabalhando um perfil frouxo para o Nández KKKKKKKKKKKK teria sido ótimo mas faltou essa ousadia maior.

Muito obrigado por acompanhar, LC!

 

19 horas atrás, ElPeroMG disse:

Final de temporada muito bom, Pepe. Acabou sendo coroado com uma bela vitoria sobre o Carabobo para calar a boca do treinador adversário. Foi fiel ao enredo do save, quem pagar mais leva. Depois de 3 temporadas, e sendo o maior ídolo do clube, o mínimo era aumentar sua pedida salarial. Sai com a cabeça erguida pelo título e boas campanhas.

Agota é esperar as propostas e ver qual se encaixa melhor nas suas ambições.

Saga está ótima, abraços!

Valeu, ElPero, obrigado por acompanhar!

Foi uma passagem que fiz jus ao favoritismo da torcida, vou sentir saudades, mas a vida de um mercenário precisa andar melhor em busca da grana.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe

banner-sagae792e0c9f1caab80.png

Na paz do Senhor!

Final de Janeiro, 2023

Sentado na mesa de meu novo quarto e sala, numa aprazível cidade desconhecida com a taça de um bom vinho em cima da mesa. No telefone, mensagens aleatórias. Desde que eu comecei a receber e a quitar meus débitos, os bancos não perturbam tanto. Como o aparelho era venezuelano, ele tinha dificuldades em captar sinal daqui, mas em um dos vários lampejos pisca a tela. Era Rivaldo Rojas, o sempre presente jornalista paraguaio por whatsapp:

Nandito. Cadê você? Os clubes todos contratando treinador e nada do seu nome ser confirmado em algum lugar… Tá tudo bem? Me liga!”

Eu não podia ligar, o já questionado sinal da telefonia não me permitiria. Decidi escrever um e-mail, ele ia ver.

De: h.fnandez@gmail.com

Para: rivarojas@correoassuncion.com.py

 

Boa noite, Riva! Como vai?

Você sabe quem sou eu e dispenso apresentações. Antes de mais nada, quero informar que estou bem e com um emprego novo, só que um pouco abaixo do radar. Eu explico.

Na virada do ano, foi aquela loucura que você viu 2 anos atrás: uma série de clubes demite seus treinadores e passa a planejar a temporada que se inicia. Só que boa parte desses clubes era da terceira e última divisão de seus países. Eu tentei me manter numa segundona mas duas coisas atrapalharam: poucos clubes sem técnico e minha reputação. Os contatos feitos renderam algumas entrevistas, mas a verdade é que nenhuma proposta concreta pintou.

Eu comecei a ficar ansioso e certo dia, depois de algumas cervejas, eu disparei o famoso e-mail de sempre numa lista com todos os clubes das divisões inferiores (Você não acredita no que dá pra achar na internet). A partir daí foi aquele inferno de skype o dia inteiro e as propostas pipocaram aqui e ali. Eu tentava negociar: primeiro 4 mil por semana, depois 3,8 mil e até 3,5 mil mas ninguém quis. Cheguei a ser chamado de “Queridinho das Terceras” pois foram 10 clubes de 3ª divisão que me mandaram propostas.

No meio disso tudo, apenas um aceitou minha pedida de 3,8 mil reais: o Club Deportivo Sagrado Corazón do Equador. Vou ser bem sincero, Rivinha, eu estava na expectativa mesmo pelo Deportivo Quito: fiz uma entrevista com o presidente deles, fiquei ansioso mas nunca deram resposta. Pedi 2 semanas pro Sagrado Corazón, como forma de enrolar, e nada do contato deles. Como só restou uma saída, é para o Sagrado Corazón que eu vim, numa tal de Ciudad Esmeralda, e amanhã vou conhecer pessoalmente o clube em si. Espero que dê tudo certo mas não estou nada confiante, o time é um fantasma na internet e quando eu cheguei na cidade, procurei o presidente mas ele disse que hoje, domingo, era dia santo.

Mande lembranças aos amigos de Humaitá!

Hernández Fernandéz”

chegadab5f0fcb208358c85.png

Lista das Propostas que tive em Spoiler:

Spoiler

C.D San Antonio - Venezuela

1,8 mil

Deportivo Colonia - Venezuela

2,3 mil

Deportivo El Vigia - Venezuela

375

Minerven - Venezuela

2,1 mil

Chicó de Guayana - Venezuela

2,3 mil

CSC y D. Grécia – Equador

2,7 mil

Sagrado Corazón – Equador

2,6 mil (melhorado para 3,8 mil)

Athletic FBC – Paraguay

850

U.T.C – Equador

2,5 mil

Deportivo Azogues – Equador

2,6 mil

 

CLUB-DEPORTIVO-SAGRADO-CORAZON5297b5721b

No dia seguinte, as 7h da manhã, tocava minha campainha. Eu estava tão ansioso que já estava acordado, embora ainda com a cara amassada. Fui atender e era um homem de batina, olhar sério e assertivo:

- Desculpa o atraso, Hernández. Meu nome é Milton Quiñonez e eu sou presidente do Club Deportivo Sagrado Corazón. Soube que você chegou ontem, fez boa viagem?

- Olá, bom dia! Não se incomode com o atraso. - mal cheguei e meu lado sarcástico já estava a mil – foi uma viagem tranquila. As estradas desse país são ótimas.

Passadas algumas formalidades, Milton e eu fomos andando pelo bairro para conhecer o projeto do Sagrado Corazón. De forma calma e paciente, ele me explicou que o Sagrado Corazón é uma entidade religiosa que acredita no poder de transformação dos esportes para a juventude local, e por isso tem um projeto voltado ao futebol:

- Eu observei sua carreira, Hernández, eu vi o que você pode fazer com jogadores não profissionais e baixa expectativa. É exatamente isso que nossa comunidade precisa, um time que joga por amor, com amor e inspira crianças a querer a vida nos gramados e não nas drogas. - ele não me deixava falar, e ia acrescentando – Por isso, eu falei pro abade: não importa quanto ele quer, paguem! É ele que vai mexer com os brios da nossa comunidade, é ele que vai guiar nossos jovens ao sucesso.

- Se o objetivo era inspirar jovens. Por que não usar meu salário para fazer mais investimentos? O clube cresceria muito.

- Você não está entendendo. O objetivo é inspirar jovens fazendo outros jovens, amigos deles, jogarem. Não me importo em vencer, desde que o time não caía, o que eu quero é o sorriso no rosto de pessoas que jogam e vem ver o jogo. A nossa missão é maior, é a de salvar vidas.

- E eu sou o cara certo pra isso??

- É claro!! Você fez atacante que não sabia chutar virar artilheiro de campeonato, Hernandez. Eu nunca tive tanta certeza de algo como tive disso. É por isso que eu te entrego o clube com carta branca: faça a mágica acontecer para nós. Só te faço um pedido: dê uma chance aos garotos, só pense em reforços definitivos a partir do meio do ano, tudo bem? Nosso projeto não anda bem financeiramente e jogadores profissionais tirariam o espaço da nossa razão de existir. Além do mais, a gente só pensa em não fazer vergonha.

visao-do-clube4d4b4781ababecb2.png

Meus amigos, que desafio eu tinha pela frente. Nessas horas bate um arrependimento em ser tão mercenário… Encerramos a conversa de frente para o pequeno prédio que ficava meu quarto-sala. Fui subindo as escadas e o presidente veio junto. Eu tive de perguntar:

- Victor, você quer que eu te faça um café novamente?

- Não, meu filho, eu vou para casa, mas sou dono do seu e moro no apartamento ao lado, fico aqui quando os deveres de Padre me permitem. Quero te lembrar que faz parte da sua jornada o respeito pelos valores do seu clube. Pode parecer mera coincidência a moradia, mas eu fiz questão: suas histórias nas loterias são famosas e é preciso estar de olho, um grande exemplo arrasta mas um péssimo exemplo também.

- Boa tarde, então, Milton Após o almoço eu estarei presente para pensar no que podemos fazer até a estreia. Abraços!

Apresentação do Clube 

Nota sobre o que existe do time na realidade:

Spoiler

NADA!

O projeto “Sagrado Corazón” em Esmeraldas, Equador, é uma realidade, atua como uma escola local e tem esse cunho religioso. Já o Club Deportivo Sagrado Corazón é um verdadeiro fantasma em relação a sua atuação profissional, não tem página no Wikipedia (que sempre é uma referência ok nesses casos) e nada nas redes sociais. Encontrei apenas uma menção vazia na página do Estádio Folke Anderson que o clube atua por lá.

Duas coisas explicam essa situação: 1) o Equador também é adepto de dar espaço aos regionalismos dentro de sua divisão inferior (como era o Paraguai), isso faz com que cada federação regional selecione por méritos próprios os melhores clubes da região para disputar o Campeonato de Ascenso (nome da 3ª originalmente). Nesse processo, muito time amador surge e ressurge sazonalmente para tentar a sorte nos pequenos campeonatos locais, e o Sagrado é um desses. Pois, conforme notícia de fevereiro de 2020, o clube se organizou para disputar a división inferior desse nosso atual ano. Com a pandemia, não consegui ver se o torneio chegou a começar suas disputas. A notícia é essa!

Esse cenário um tanto quanto peculiar faz com que o clube não tenha data de fundação no jogo.

 

A estréia aconteceria no dia 11/02, minha chegada foi em 28/01. Sei o que o Milton pediu mas eu ignorei: fui atrás de reforços mesmo e se não podia contratar jogadores em definitivo até junho (algum bug do jogo que eu não identifiquei), fui atrás de jogadores por empréstimo pelo menos para ter um 11 titular decente. Foram 10 contratações, por enquanto, e o elenco que tinha 2 atletas, passou a ter 13 com os cinzas completando o banco. Milton não entendeu nada quando viu:

- Você disse que eu não devia contratar em definitivo, não falou nada por empréstimo.

- Mas nem precisava! E o que você fez com os garotos do time?

- Eles têm espaço no time reserva e no sub-21, aqui jogam vencedores que inspiram a comunidade a vencer… - Eu não conseguia largar o sarcasmo

- Deus está vendo, Nández, Deus está vendo – Milton não escondeu a decepção.

Apesar da decepção, eu nada posso falar do Miltinho porque o que eu peço, ele dá. Pedi para anunciar uma vaga para meu assistente, ele deu um jeito e anunciou. E ninguém demonstrou interesse. NINGUÉM.

zero-respostas-no-anunciod900e96fd66c859

E a Divisão Inferior do Equador, a terceirona equatoriana? Eu já estava pronto para pedir a ajuda de Deus para entender o regulamento, mas parece tudo muito simples. O Ayoví, treinador do sub-21 e dos reservas, além de professor de educação física das crianças ao longo do dia, me explicou e resolveu minha vida. O torneio funciona em 2 fases de grupo: a 1ª fase reúne 5 clubes no mesmo grupo, que se enfrentam em ida e volta, o líder é campeão e avança para a segunda fase. Uma nova fase de grupos, dessa vez com 8 times. Jogos em ida e volta, os 2 melhores conquistam o acesso. Bem simples mas bastante complicado: a falta de mata-matas exige uma maior regularidade. Nosso grupo está abaixo: o Audaz Octubrino é o favorito da imprensa no nosso grupo mas em posição média para o acesso, Deportivo Quevedo vem abaixo. Rocafuerte, nós e Atacames somos os patinhos feios. A imprensa nos coloca em 23º de 40 times na qualificação para título. O líder das cotações da imprensa e grande favorito é o Independiente Juniors, time de base do Independiente Del Valle.

grupo-b36dca960124905d7.png

O fato de não ter assistente me impede de mostrar o elenco com os Relatórios porque eles não existem. Mas o treinador do sub-21 e dos reservas, o único membro da comissão técnica, deu 4 a 5 estrelas para todos, menos os nossos certos: o goleiro Miguel Caicedo e o zagueiro Kléver Abril, os xodós da galera. Ainda existem diversas lacunas mas fiquei muito contente em ver a fácil aceitação dos times em negociar conosco e com o nível dos atletas, acima do Humaitá e um pouco abaixo do Loterías.

Por falar em Humaitá, tal qual naquela época, adotei um 4-4-2, esquema favorito da pelada, com um estilo direto de passes e jogo concentrado nos pontas. Não tive tempo para testes e muito menos para treino, boa parte dos reforços chegaram na véspera da estreia e teve atleta que bateu na porta do estádio com o contrato embaixo do braço e pedindo pra jogar contra o Deportivo Quevedo. Jogaram.

plantel-com-reforcos49b6aa4322eb395f.png

Carlos Nazareno | Gustavo Valencia | Marco Navarro | Wilson Zambrano

Relatório de Transferências

A estreia contra um favorito ao título, sem ter nenhum teste antes, foi um jogo e tanto. O Deportivo Quevedo veio como favorito e nossa cotação batia 7,50. Isso é mera curiosidade pois não existem bancas de apostas fáceis na minha região, e o Mílton bate na minha porta todo dia às 6h, ele diz que é para me dar boa sorte no dia mas tenho certeza que faz para observar se não há mulheres comigo. Ele é atento demais para permitir minha fézinha.

E foi num clima de paz, com roda de oração no vestiário, que fomos pra cima do Quevedo. O jogo não foi ruim, por vezes o tempo passou sem que nada acontecesse, mas aos 45’ um empurrão desnecessário deu um pênalti aos nossos adversários. Joao Ortega foi pra bola e Caicedo pegou! Era nosso “primeiro gol”. No segundo tempo, criamos boas chances: Zambrano sozinho estourou o travessão cara a cara com o goleiro e depois perdeu grande chance de cabeça. A bola acabou punindo. Aos 73’ após falta levantada na área, o zagueiro Byron Rurado empurrou de carrinho para o gol. Uma derrota pesada moralmente: num campeonato tão curto, de 8 jogos, é o tipo de confronto que precisamos ganhar mas deu um sentimento otimista pra frente, melhor do que os menos cotados nós somos com certeza.

estreia2c6ba0ce8c27be0f.png

Pelo menos a primeira vitória veio no modo aleatório de ser. A turma do Primeiro Ano do Sagrado Corazón Escolar montou um novo time, a famosa fornada. Como o professor de educação física deles é o treinador do Sub-21, alguém precisava ficar na beira do campo gritando com eles. Sobrou pra mim, que estava curioso pra vê-los jogar. Com garotos de ensino médio, por mais que a educação fosse rígida, deu pra puxar cânticos ofensivos ao adversário, que eram meus jogadores. Um conflito moral maravilhoso.

A vitória veio por 2x1 com 2 gols bem finalizados de Darley Nazareno, apesar do meu interesse ser maior no colega de ataque, Stephano Castro. De qualquer forma, a contratação ou não ficará a cargo do treinador do sub-21.

Aproveitei a vitória e merecia comemorar. Passei no mercado, comprei umas cervejas e coloquei no congelador. Fui tirar uma soneca justa de vencedor, enquanto a cerveja gelava. Duas horas depois acordei molhado de suor, casa toda escura e a luz não acendia. Cortaram a energia. Quando vi os vizinhos todo com luz, estranhei. Bati na porta do Milton, ninguém atendeu mas eu vi o quadro de luz na parede. Ativei meu modo eletricista e fui dar uma olhada. Lá constava um bilhete:

Deus está vendo sua cerveja na geladeira, e eu achei mais prudente apagar sua energia.

Ligue o disjuntor de número 4 e 5 após jogar fora.

Abraços,

MQ”

Antes eu tivesse chamado o Milton para ser meu zagueiro. Que marcação cerrada! Joguei a cerveja fora, com as latas ainda cheias. Algo me dizia que ele olharia meu lixo. E fui dormir com a dor de cabeça natural da abstinência...

Share this post


Link to post
Share on other sites
PedroJr14

"Pessoas do mundo do futebol ficaram incomodadas", "contratação pode ser considerada um belo golpe para um clube do tamanho do Sagrado Corazón", agora eu fiquei na dúvida se gostaram ou não da contratação kkkkk

O time é realmente um fantasma e os objetivos são bem modestos, acredito que HF vá superar as expectativas e não vai se arrepender de sair do Loteria. Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Valismaalane

Realmente que loucura esse time hein? PQP apokposakpoaskpoaskposakposakops

Boa sorte, acho que precisara, e Milton, Milton... Deixa o maestro trabalhar meu amigo!

Pelo menos ja conseguiu a primeira vitória, mas acho que não vai aguentar essa pressão por muito tempo. 

Quanto as contratações, da uma olhada se tem algo nas regras, tem alguns campeonatos que proibem contratações ou por punições, ou por regra do campeonato (é diferente a abertura e encerramento da janela).

Boa sorte na sequencia, vai precisar! posakpoaskposakaospkpaos

Share this post


Link to post
Share on other sites
Seguradora Gralha Azul

Hernández de arapuca em arapuca vai fazendo o nome. Se no Loteros os 7 pecados eram liberados (alguns incentivados até), no Sagrado Corazón vai ter que andar pianinho... E rezar pra ganhar algum jogo, pelo jeito. Curioso pra ver quanto tempo vai durar no clube

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

O começo não foi dos mais promissores, com o time perdendo no principal e o sub-21 sofrendo contra o time dos futuros jovens do Sagrado Corázon. Vai ter muito trabalho, já que a própria perspectiva do clube não é das melhores.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

Nossa... o que aparece no caminho do nosso pecador!

Mas o cara virou aluno de Colégio de padre, é não é qualquer um não, é nível Opus Dei! Que marcação cerrada do Milton.

E pode ser sagrado como quiser, mas o Pe. Quevedo não cai em qualquer truque não!

A solução não está na parede. Ouça seu coração em contrição. A salvação estava no Loteria! Aular...  Jesus...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe
21 horas atrás, PedroJr14 disse:

"Pessoas do mundo do futebol ficaram incomodadas", "contratação pode ser considerada um belo golpe para um clube do tamanho do Sagrado Corazón", agora eu fiquei na dúvida se gostaram ou não da contratação kkkkk

O time é realmente um fantasma e os objetivos são bem modestos, acredito que HF vá superar as expectativas e não vai se arrepender de sair do Loteria. Boa sorte!

HAHAHA eu entendi como um incômodo e susto pq a reputação do Nandéz está acima do Sagrado. Mas ao fim, ninguém gostou: os torcedores que talvez se animassem,  ficaram arrependidos de contratar um homem tão mundano.

Muito obrigado pela companhia aqui, Xará!!

 

16 horas atrás, Valismaalane disse:

Realmente que loucura esse time hein? PQP apokposakpoaskpoaskposakposakops

Boa sorte, acho que precisara, e Milton, Milton... Deixa o maestro trabalhar meu amigo!

Pelo menos ja conseguiu a primeira vitória, mas acho que não vai aguentar essa pressão por muito tempo. 

Quanto as contratações, da uma olhada se tem algo nas regras, tem alguns campeonatos que proibem contratações ou por punições, ou por regra do campeonato (é diferente a abertura e encerramento da janela).

Boa sorte na sequencia, vai precisar! posakpoaskposakaospkpaos

Nandez pediu pra avisar que está aprendendo a fugir da concentração, para sobreviver às garras de Milton.

Eu olhei as regras mas não achei nada, vou olhar a noite quando abrir de novo o jogo mas me pareceu um bug mesmo, pq os emprestados vieram sem maiores problemas.

Muito obrigado por acompanhar, Vali, vai dar tudo certo!!

 

16 horas atrás, Khroiskantis disse:

Hernández de arapuca em arapuca vai fazendo o nome. Se no Loteros os 7 pecados eram liberados (alguns incentivados até), no Sagrado Corazón vai ter que andar pianinho... E rezar pra ganhar algum jogo, pelo jeito. Curioso pra ver quanto tempo vai durar no clube

Engraçado ver como as expectativas estão diversas, uns acreditam que Nández fica muito tempo, outros acham que ele vai pular fora do barco rápido. No que diz respeito as expectativas do clube, acho que dá pra cumprir e o salário em dia tá tudo certo. Pelo menos 1 ano nesse retiro espiritual é provável que ele fique.

Valeu por acompanhar, Khroinskantis!!

 

10 horas atrás, Henrique M. disse:

O começo não foi dos mais promissores, com o time perdendo no principal e o sub-21 sofrendo contra o time dos futuros jovens do Sagrado Corázon. Vai ter muito trabalho, já que a própria perspectiva do clube não é das melhores.

Os jogos de fornada contra sub-21 nesse nível tem essa peculiaridade, o sub-21 é composto de jogadores cinzas e a fornada, de jogadores que vão entrar no jogo, acaba tendo um ou outro que se sobressaem. Dessa forma, a fornada acaba sendo favorita mesmo. Ou seja, Nández cumpriu a obrigação.

Valeu por acompanhar, Henrique!!

 

3 horas atrás, Andreh68 disse:

Nossa... o que aparece no caminho do nosso pecador!

Mas o cara virou aluno de Colégio de padre, é não é qualquer um não, é nível Opus Dei! Que marcação cerrada do Milton.

E pode ser sagrado como quiser, mas o Pe. Quevedo não cai em qualquer truque não!

A solução não está na parede. Ouça seu coração em contrição. A salvação estava no Loteria! Aular...  Jesus...

HAHAHAHAHA é André, quem esperava a vida fácil para nosso herói, deu com os burros n'água. Eu confesso que foi a pior proposta em termos esportivos, aceitei sem acreditar que times com dinheiro para transferência negaram meus acordos.

Fazer o que?? É como clicar numa propaganda "Venha aumentar seus ganhos" e terminar como Consultor de produtos Hinode.

E eu não sei se isso foi uma indicação, mas lembrou bem, vou atrás do Aular assim que a janela permitir. Sei que o Díaz quebraria um bom galho por aqui.

Share this post


Link to post
Share on other sites
ElPerroMG

Em cada buraco você se mete em, Pepe? Hahahah 

Boa sorte no Equador, a história do clube é bem legal e tomara que você consiga se sair bem nesse novo desafio. 

Como tem poucos jogadores no elenco, não seria melhor se envolver e contratar alguns da fornada pessoalmente para subir pro profissional? 

Boa sorte no restante da competição!

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Tu deve estar cheio de pecados para ir ao equador e aceitar ser treinador de um time assim. Vade retro.Putz. Coitado do coração do nosso criador. Vai sofrer muito.

Tirando a zoeira de lado...Desejo sorte.

Share this post


Link to post
Share on other sites
CCSantos

Opa @Peepe, tudo beleza? Meio raro comentar, mas achei um dado interessante, e você pode se apegar a ele.

A escolha por uma equipe de Esmeraldas é interessante, sabe o motivo? Lá é a cidade de onde sai a maioria dos atletas de elite do País. Lá é uma região que eles chamam de 'Equador Negro', pois ela difere de boa parte do País, onde dados apontam que o número de negros no País, não passa de 12%. Incrível, não? Muita gente pensa diferente ao ver a seleção jogar.

Sabe quem é de lá?

Então olha a lista: Alexander Domínguez, Juan Carlos Paredes, Jorge Guagua, Frickson Erazo, Walter Ayoví, Énner Valencia (todos TITULARES da seleção Equatoriana em 2014), Ivan Hurtado, Carlos Tenório (do time de 2002 e 2006), Neicer Riascos, Marlon Ayoví são TODOS DE ESMERALDAS. Além disso, ainda tem o Antonio Valencia, que nasceu em outra cidade, mas seus pais são de lá, e se diz culturalmente ligado a Esmeraldas.

Além disso, a região é quem vem tendo a maior participação de atletas na Primera División.

Você está em uma das regiões mais pobres do País, e ao mesmo tempo, uma das mais prolíficas para atletas do Equador.

Aproveite isso a seu favor. Boa jornada no Sagrado Corazón. Aliás, baita história a do Folke Anderson, vale dar uma pesquisada. Eu achei aqui e é muito legal.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe
Em 22/05/2020 em 08:00, ElPeroMG disse:

Em cada buraco você se mete em, Pepe? Hahahah 

Boa sorte no Equador, a história do clube é bem legal e tomara que você consiga se sair bem nesse novo desafio. 

Como tem poucos jogadores no elenco, não seria melhor se envolver e contratar alguns da fornada pessoalmente para subir pro profissional? 

Boa sorte no restante da competição!

Muito obrigado pela presença, ElPero.

Eu decidi não utilizar muito pois o nível era realmente baixo para o profissional, e como eu não pretendo criar uma longa história por aqui, deixei a cargo do treinador do sub-21 mesmo. E acho que ele fez boas escolhas, deu contrato para a dupla de ataque mencionada e o lateral Castillo, que jogou comigo vez ou outra durante a temporada.

Em 22/05/2020 em 13:38, LC disse:

Tu deve estar cheio de pecados para ir ao equador e aceitar ser treinador de um time assim. Vade retro.Putz. Coitado do coração do nosso criador. Vai sofrer muito.

Tirando a zoeira de lado...Desejo sorte.

Muito obrigado por acompanhar, LC!

A vida é dura nesse save mas quem sabe o Hernández não encontre a salvação a partir do Sagrado Corazon. Confesso que sofri menos do que esperava até aqui.

 

2 horas atrás, CCSantos disse:

Opa @Peepe, tudo beleza? Meio raro comentar, mas achei um dado interessante, e você pode se apegar a ele.

A escolha por uma equipe de Esmeraldas é interessante, sabe o motivo? Lá é a cidade de onde sai a maioria dos atletas de elite do País. Lá é uma região que eles chamam de 'Equador Negro', pois ela difere de boa parte do País, onde dados apontam que o número de negros no País, não passa de 12%. Incrível, não? Muita gente pensa diferente ao ver a seleção jogar.

Sabe quem é de lá?

Então olha a lista: Alexander Domínguez, Juan Carlos Paredes, Jorge Guagua, Frickson Erazo, Walter Ayoví, Énner Valencia (todos TITULARES da seleção Equatoriana em 2014), Ivan Hurtado, Carlos Tenório (do time de 2002 e 2006), Neicer Riascos, Marlon Ayoví são TODOS DE ESMERALDAS. Além disso, ainda tem o Antonio Valencia, que nasceu em outra cidade, mas seus pais são de lá, e se diz culturalmente ligado a Esmeraldas.

Além disso, a região é quem vem tendo a maior participação de atletas na Primera División.

Você está em uma das regiões mais pobres do País, e ao mesmo tempo, uma das mais prolíficas para atletas do Equador.

Aproveite isso a seu favor. Boa jornada no Sagrado Corazón. Aliás, baita história a do Folke Anderson, vale dar uma pesquisada. Eu achei aqui e é muito legal.

Poxa, CCSantos, obrigado pela rica colaboração. Confesso que eu não conhecia a tradição de Esmeraldas mas me deu uma força diferente nessa história, uma região tão rica em jogadores deve gerar boas coisas para meu futuro por aqui.

É curioso perceber que existe uma boa concentração de times na região, tanto que ao menos 7 times tem histórico de jogar no Folke Anderson. Inclusive é realmente uma grande história. Espero honrar a tradição dessa região.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Nei não cai (38D)

hahaha você deixou passar mas eu não, o rapaz chegou todo animado pra botar pra quebrar no Sagrado Corazon, mas o Quevedo foi logo mandando "Iczto non ecziste".

E que sem vergonhice dos clubes oferecendo 375 dinheiros pra te contratar. Falta de respeito.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe
2 horas atrás, Neynaocai disse:

hahaha você deixou passar mas eu não, o rapaz chegou todo animado pra botar pra quebrar no Sagrado Corazon, mas o Quevedo foi logo mandando "Iczto non ecziste".

E que sem vergonhice dos clubes oferecendo 375 dinheiros pra te contratar. Falta de respeito.

Hahahahah bela lembrança, e eu pensei nela mas essa é a referência de uma geração antes da minha e fiquei com medo de usar errado.

Mas sim, quanto a questão financeira, eu recebi algumas ofertas ofensivas. O que eu já percebi, e pretendo detalhar mais a frente, é que existe uma escadinha financeira no futebol: o Paraguai paga muito mal, Venezuela e Bolívia um pouco acima e o Equador vem a frente. No dia que o Hernández despontar por Colômbia, Uruguai e Chile, ele nunca mais volta para esses fins de mundo e vai se enfiar em outros. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe

CLUB-DEPORTIVO-SAGRADO-CORAZON5297b5721b

Paciente e de Joelhos...

A minha chegada ao Sagrado Corazón foi desanimadora: sem pompa, sem torcida e sem a crença na classificação. Ao menos, as expectativas foram cumpridas nessa primeira temporada. Vamos aos jogos:

calendariof391808543b0f4ad.png

0-2 Audaz Octubrino | 1-1 Deportivo Quevedo3-2 Audaz Octubrino | 4-1 Rocafuerte

Ciente de que os favoritos ao acesso eram o Audaz Octubrino e o Deportivo Quevedo, comecei a sequência ainda conhecendo os jogadores mas com a necessidade de vencer o Atacames. E ali o percebi que minha previsão era acertada: vencemos com certa facilidade, marcando dois gols cedos e desperdiçando outros tantos ao longo do jogo, 2-0. Nós realmente éramos melhores que os menos cotados. Faltava o teste de fogo contra os mais fortes.

Enfrentamos na sequência o Audaz Octubrino e o Deportivo Quevedo, em jogo que ninguém soube me explicar porque acontecia naquela data. A partida contra o Audaz foi bem equilibrada, é verdade mas eu seria bonzinho se dissesse que merecíamos sorte melhor. O que realmente me incomodou foi a reação do time antes e depois do jogo: uma pasmaceira inexplicável, só eu acreditava naquele acesso. Ouvindo dicas do Ayoví, eu até peguei leve com os jogadores no vestiário após a partida. No final do jogo, veio o feedback dele:

- Foi bem, Nández, o jogo foi fora e a gente competiu. Fora que aqui os jogadores ficam um pouco sensíveis a esporro, e o Milton também não gosta de abordagens agressivas. Pegue leve sempre.

Que arrependimento! Eu devia ter jantado aqueles desgraçados no vestiário. Cumpri o protocolo para o jogo seguinte, fizemos a oração pré-jogo e fomos para o campo serenos em Quevedo, contra o time da casa. Logo aos 17’, eles abriram a contagem com Dubar Bravo. Eu joguei tudo pra cima, era um péssimo começo no nosso último fio de esperança. No intervalo, fiz duas mexidas e incentivei o time, dava pra vencer. As mexidas surtiram efeito, e aos 59’ Marco Navarro acertou belo chute da entrada da área, 1-1. Os problemas começaram agora: empatar fora contra o Quevedo era bom resultado pra quem briga pra não ser o último, mas um mau resultado para quem faz uma campanha de recuperação e precisa ganhar pontos. O time não agrediu, contentou-se com o empate e não ouviam meus gritos esgoelados a beira do campo. Até levamos o pontinho para casa, mas a falta de ambição fez falta. Pensei em dar um grande esporro neles, mas a bem da verdade é que os garotos não tinham culpa.

Depois do jogo em Quevedo, o calendário ficou extremamente espaçado e intensificamos alguns amistosos. Com isso, desenhei melhor o time titular e conheci o grande destaque da temporada, Carlos Nazareno. O meia esquerda não tem grandes atributos e já era titular, mas ali demonstrou uma veia artilheira: marcou os 2 gols na vitória contra o Rocafuerte, um jogo resolvido no final mas que sempre esteve sob controle. Na sequência, um jogo com a mesma característica: até sofremos o 0-1, mas em um segundo tempo impecável, viramos com tranquilidade sobre o Atacames para 3-1.

Naquele momento, nós chegamos a 10 pontos, enquanto o líder Audaz Octubrino foi a 14. Restavam 2 jogos para cada com o confronto direto entre eles. A calendarização é um pouco confusa, de modo que o Audaz jogaria contra o Rocafuerte em 18/6 e fechava o campeonato contra o Sagrado Corazón em 9/7. Enquanto nós ainda teríamos mais uma partida após o confronto decisivo. Indo direto ao ponto: numa rodada sem jogo nosso, o Audaz jogava por uma vitória contra o Rocafuerte, lanterna a época, para ficar inalcançável e ser campeão. Eu fui a cidade de Machala, no estádio 9 de Mayo, ver o jogo. Fui o ÚNICO torcedor visitante presente no estádio. E o clima de festa se concretizou: já aos 15’, a vitória era de 2-0. Deu tempo do Rocafuerte descontar mas nem aquela pressão característica rolou no final. A vitória de 2-1 encerrou nossas esperanças e deu o título simbólico ao Audaz Octubrino.

Estar em uma nova cidade me permitiu aproveitar o mundo sem Milton. Machala não é enorme, mas seus 200 mil habitantes promovem uma vida noturna bem animada, típica de uma cidade turística. Eu perdi o hábito de beber e me empolguei. Pedi referências ao taxista de uma boa boate e não me lembro de mais nada a partir de meia-noite. Ao acordar em um motel, ao lado de uma moça que eu não me recordo o nome, percebi que a noite foi épica para alguém que não os torcedores do Audaz.

O problema é que existe a internet.

Eu acordei às 10h e meu celular estava lotado de mensagens. Meu olho bateu direto na conversa com o Milton. Ele me mandou o endereço de uma notícia, de um jornal de Esmeraldas, com a manchete “Hernández visto nas arquibancadas do 9 de Mayo”. O problema foi um comentário abaixo, anônimo, com os dizeres “e nas boates também” acompanhada de fotos realmente comprometedoras. O presidente nem disse mais nada, mas eu respondi com um “Eu posso explicar quando chegar”. Voltei imediatamente, sem salvar o contato da mulher desconhecida deitada na cama. Depois de longas 7 horas de viagem e de ressaca, eu cheguei a Esmeraldas.

Fui direto a sede do Sagrado Corazón. Milton havia deixado o recado e estava a minha espera na paróquia. Ao vê-lo, a expressão facial dizia tudo: era um misto de desaprovação com decepção e raiva que eu sentia de longe.

- Bom dia, seu Milton, podemos conversar? - eu cheguei, bem receoso.

- Nós? Nem pensar. Sua conversa hoje é com Deus, Hernández, é a ele que você deve explicação. Eu falarei com você em outro momento. - antes que eu pudesse perguntar, ele completou – Quero ouvir uma confissão sua, e a partir de então conversaremos.

E com a cara de completa surpresa, eu me dirigi ao confessionário. Foi uma caminhada curta e tensa, como cobrar um pênalti em um jogo grande. Medi palavra por palavra para falar bem e ser claro. Na hora, apaguei tudo e improvisei.

- Boa noite, Milton.

- Milton não, sou apenas o Padre nesse momento. Dirija-se a Deus…

- Boa noite, então, Padre e Deus. Eu quero me confessar. - ele não respondeu, eu continuei – Ontem fui a cidade de Machala acompanhar o Audaz Octubrino, na esperança do time da casa perder pontos e manter o meu time vivo na luta pelos playoffs. Isso não aconteceu, eu fiquei bastante frustrado e tenho me sentido repreendido ultimamente, pela falta de ambição dos meus comandantes e comandados, além do meu estilo de vida. Ao sentir meia liberdade, confesso que procurei um ambiente onde eu pudesse afogar as mágoas com cerveja barata e mulheres bonitas.

O resto da conversa está sob sigilo e o acordo de confidencialidade divino e clérigo precisa ser respeitado. Ao terminar, eu fiquei reflexivo e olhando para a madeira maciça que compunha aquela cabine. Não sei se foram 30 segundos ou 5 minutos, mas fiquei ali repensando meu dia, e principalmente nas últimas palavras do padre Milton:

- Abraão abandonou sua casa e foi rumo a Terra Prometida, demorou mais de 40 anos andando pelo deserto e somente o filho de seu filho chegou ao local. Jó perdeu toda sua riqueza e sua família mas nunca se descolou do caminho da fé, e foi recompensado no final. Sabe o que isso significa? Você precisa ser paciente e seguir a sua fé, que seus objetivos vão se concretizar. Se não venceu o campeonato agora, se faltou ambição dos companheiros, volte a campo e demonstre ser possível, faça-os te seguir por esse deserto e o trajeto parecerá mais curto.

Eu repetia em looping aquelas palavras, e tentava entender o que aquela provação significava. Ao sair da cabine, Milton me esperava ainda com olhar sério e expressão decepcionada:

- Agora eu quero conversar como presidente do clube, e afirmo que estou decepcionado. Você não cumpriu com o prometido e foi um péssimo exemplo para nossa comunidade.

- Peço perdão e reconheço meus erros. Estou disposto a crescer e melhorar.

- Não bastam desculpas, eu quero que você realmente se arrependa e lhe dou duas opções: um desconto salarial de 40%, como previsto em contrato, ou o pagamento de suas penitências aqui, em minha frente.

- Minha penitência foi de 12 Pai Nosso e 18 Ave Maria. Eu prefiro pagar por ela aqui…

- Calma, não afirme nada ainda. - o tom de voz dele seguia severo – Sabe, Nández, eu sou um pouco ortodoxo e legalmente você já tem idade para se arrepender de verdade.

Aquela conversa estava estranha. Ficava mais conforme avançávamos ao fundo da igreja. Ele abriu uma sala, vazia mas com um altar e a imagem de Cristo. Uma baixa luz foi acesa.

- Tem certeza do que deseja, Nández?

- Sim, Milton, eu quero pagar meus pecados pedindo perdão a Deus e não aos bancos.

Milton tirou um saco de milho do bolso e foi jogando pelo chão, enquanto mandava eu ajoelhar e rezar em voz alta. De forma quase sádica, ele ainda dizia:

- Você pode mudar de opinião e ir embora quando quiser, a multa salarial resolve.

Mas no meu dinheiro ninguém mexe. Com muita dor, eu rezei as 30 vezes que me foram ordenadas na penitência. Quase chorando, eu concluí o último Pai Nosso, me levantei e fui para casa. Milton ainda com expressão impassível até ofereceu uma água e uma carona de volta, mas eu com uma expressão ainda mais forte e algumas lágrimas, recusei.

O campeonato seguia, e eu precisava convencer meus companheiros a atravessar esse deserto. Eu queria ganhar do Audaz como forma de provar nossa força. Estive tão focado que ignorei os problemas com o Milton e trabalhei muito nosso jogo defensivo. Poderia ter funcionado, não fosse nosso goleiro: aos 14’ Angel Cortez, atacante adversário, cabeceia fraco e o goleiro Caicedo não alcança. Ao menos, no minuto seguinte, Nazareno empatou a nosso favor em petardo de fora. Testamos nosso poder de reação também no segundo tempo: eles abriram 1-2 aos 52’, e de novo não baixamos a guarda. Ordenei um ataque total, jogo irresponsável e bola pra dentro da área. Sem um auxiliar me puxando para coerência, não existia voz de bom senso. Deu certo. Aos 64’ Marco Navarro também acertou seu petardo de fora, 2-2. Seguimos em cima, ataque total, o elenco até pareceu ter se contagiado pela primeira vez na temporada, e criamos boas chances. Aos 70’ cruzamento longo de García e Stephano Castro, centroavante do sub-21 com 1 de cabeceio, acertou belíssimo cabeceio e fez o 3-2, virando o jogo ao nosso favor. Retranca em campo, adversário engessado, placar a nosso favor e festa no vestiário! Parece que encontramos uma bússola no deserto…

O último jogo era contra o Rocafuerte, pior campanha do torneio, e mesmo fora de casa, era dever nosso vencer. Vencemos. Jogo tranquilo, abrimos o placar logo aos 2’ e fomos administrando com o tempo. Destaque, sem dúvidas, para o pênalti aos 59’ que ao ordenar o cobrador, eu mandei nosso pupilo, goleiro e único jogador da comunidade no elenco, Miguel Caicedo cobrar. Ele foi pego de surpresa mas converteu a penalidade com muita categoria, deslocando o goleiro adversário. No final, o 4-1 resumiu bem a partida e nossa superioridade.

gol-do-goleiro8258bee5046f1681.png

(Goleiro Miguel Caicedo partindo pro abraço)

Classificação do Grupo B

classfi-final89d2fab10d9391bd.png

A classificação final, vista de forma crua, passa até a impressão que houve alguma disputa por essa vaga. Infelizmente, o Audaz liderou de ponta a ponta, sem nos dar chances. Apesar disso, a segunda colocação foi bem comemorada e representou a melhor campanha do Sagrado Corazón até aqui. Terminar com 5 vitórias em 8 jogos é mesmo um feito a ser celebrado.

Grande exemplo disso que, ao voltarmos do jogo contra o Rocafuerte, eu me preparava para dormir quando a campainha toca. Abri e não vi ninguém, mas tinha um embrulho no chão. Era uma garrava de vinho com um bilhete de duas faces.

Você merece, foi uma grande campanha. A melhor de nossa história. Parabéns!

Toda nossa comunidade está orgulhosa do seu trabalho

E do outro lado vinha escrito:

2 taças por dia. Não exagere.

Abraços,

Milton Quiñónez

Eu bebi tudo naquela noite...

Ao longo dessa caminhada, pelo largo espaço que o calendário nos ofereceu, também realizamos alguns amistosos, que perduraram até depois da nossa campanha na División Inferior. O desempenho foi para esquecer: o intuito era manter a forma física do elenco, além de promover alguns testes. É bem verdade que o bom desempenho nos primeiros jogos fez com que eu conhecesse o Nazareno, mas em resultado e atuação, estivemos sempre abaixo dos jogos na División Inferior e perdemos até para times que eram nossos fregueses, como o Atacames. Vale notar que as derrotas mais pesadas, sempre foram para times com uma melhor reputação que a nossa e de uma divisão acima.

 

Transferências

Para a loucura do Miltinho, eu realmente chutei o balde e foi de forma desmedida. Em fevereiro, ainda crente que chegaríamos a segunda fase, eu acertei contrato com 10 jogadores. Eles chegaram as vésperas do último jogo da Primeira Fase, e eu não permiti que jogassem. Passei os últimos amistosos dando chance para que eles joguem, até como forma de saber quem fica ou não para a próxima temporada. Como não fizeram nenhum jogo oficial e as permanências ainda serão pensadas, não trago nenhum destaque a ser printado (se for o caso, farei isso para a próxima temporada). Convém dizer que o desempenho baixo me deixou com uma pulga atrás da orelha, e reformularei o elenco.

O que fica de relevante é que no último dia da janela de fevereiro, o zagueiro e meia Kléver Abril, o segundo jogador do elenco (além do goleiro Caicedo) quando cheguei, recebeu uma proposta e pediu para sair. Foram os únicos 3 mil que ganhamos em transferências nessa temporada.

 

Elenco e Estatísticas

elenco-estatisticasc7e6bc489f9d09f0.png

Num campeonato tão curto, de 8 jogos, não dá para desenvolver maiores destaques ou números. Os mais bem avaliados foram o atacante Ricardo González, apesar de eu não ter gostado tanto, o já comentado meia esquerda e artilheiro Carlos Nazareno, além de Marco Navarro. Os três peças ofensivas importantes e que reforçam essa minha característica pessoal de valorizar as peças de frente com o estilo de jogo.

Destaco também o bom zagueiro Paúl Bone, o nosso goleiro Caicedo e Gustavo Valencia, que junto com o Nazareno, foram os únicos a jogarem as oito partidas. A torcida reconheceu esses nomes, e foram esses os prêmios da torcida no fim de temporada. Ainda nessa premiação, o Melhor Onze da História com alguns jogadores dessa atual temporada.

 

Fim da División Inferior

Após os playoffs, quem subiu para a Segundona foram Imbabura e Independiente Jrs, que é o time B do Independiente Del Valle. E subiram sobrando, com uma campanha arrasadora dentro dos playoffs. A liderança e título simbólico ficou com o Independiente Jrs, um projeto já consagrado pelos resultados continentais do clube principal (embora sem tanto sucesso nacionalmente falando).

playoff7ce77b2352fc012b.png

 

Clube-Mãe

clube-mae3a2602b8f4574b5d.png

Já como marca registrada das minhas passagens, aqui no Sagrado não podia faltar o pedido por um clube parceiro disposto a nos emprestar jogadores e a soltar uma graninha todo ano. Bons contatos me levaram ao Barcelona de Guayaquil, um dos gigantes e atual campeão do país (2023), que agora nos cede 32 mil anualmente. Por conta do calendário espremido e a parceria tardia, não procurei por jogadores para empréstimo ainda, mas isso deve acontecer caso eu permaneça.

 

Hernández Diplomado!

curso-concluidoad03f5e1f5aaeda1.png

Pouco depois de nossa estreia, eu concluí o curso para treinador por EAD aqui mesmo no Equador, e tirei a Licença Nacional C. Não que isso tenha tido significado prático até agora, mesmo com currículo maior, os clubes de segunda e primeira divisão de países que já me conhecem, como Paraguai e Venezuela, não me cogitam e pouco dão atenção quando eu inicio o contato me oferecendo para o trabalho. Mas foi uma evolução e um grande aprendizado.

 

Renovação ou Saída?

Dessa vez, eu tirei férias. E loooongas férias. A primeira parte foi ainda no Equador, aproveitando a pacata cidade de Esmeraldas e até participando de algumas gincanas escolares. Depois de setembro, após muita decepção com os amistosos, parei de organizar jogos e me dediquei apenas aos treinamentos. Em dezembro, dessa vez dezembro mesmo, fui rumo a minha casa no Paraguai para voltar a celebrar as festas com minha família. Levei para os sobrinhos o dvd de histórias bíblicas para crianças. De novo um fracasso, nem tanto pelo filme e sim pelo objeto: não existia aparelho de dvd na casa deles.

- Po, tio, como assim não tem no NetFlix?

Essa foi a pergunta, rapidamente respondida com o tradicional “Na minha época...” e uma longa explicação sobre vídeos cassetes. No dia de natal, o sempre presente Rivaldo Rojas me ligou com desejo de boas festas e aquele interesse dúbio:

- Então, Nández, está pronto para voltar ao nível do radar? Posso te cogitar nos times daqui logo?

- Ainda não, estou sob contrato até 31 de janeiro de 2024.

- E depois? Você vai renovar?

- Estou pensando, mas depende da ação do presidente no sentido financeiro. Por ora, estou certo até 31 de janeiro mesmo.

Rivaldo tentou, tentou mas não conseguiu tirar mais de mim. E nem tinha como, pois nem eu sei dizer. Normalmente em novembro eu já tenho na mesa uma proposta de renovação, mas não dessa vez.  Até agora tivemos apenas uma conversa sobre expectativas para 2024 e outra sobre o orçamento para a próxima temporada. Milton não parecia preocupado e não falava mais nada, nem uma conversinha informal. Ele só estava atento mesmo aos meus movimentos e continuava a bater na minha porta às 6h da manhã para saber se eu estava sozinho…

Hoje, 1º de janeiro de 2024, voltando para Esmeraldas, eu pretendo iniciar o planejamento, buscar algumas renovações e até mesmo acertar a permanência da comissão técnica, mas sem ter certeza da minha própria permanência. Por via das dúvidas, eu tento estabelecer contatos em outros clubes que considero boas oportunidades, mas nenhum contato feito nesse período avançou para que as negociações se abram.

Se eu estou ansioso? É claro, mas das muitas coisas que aprendi nessa temporada foi a ter paciência e em breve isso se resolverá...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Valismaalane

É meus amigos. Nandez surpreendeu no Sagrado Corazon. Fez uma campanha digna para um time que não esperava muito além de fugir do rebaixamento.

O padre até que é gente boa, mas é dificil lidar, mas parece que ele ta colocando um juizo na cabeça do Nandez, que ainda da suas escapadinhas, me lembra aqueles jogadores do inicio dos anos 2000 que fugiam da concentração para ir ai "Forro do Gerso" sakopaskpoaskposakposakposa.

Boa sorte na sequencia, ano longo para o Nandez e essas contratações ainda vão dar o que falar!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe
2 horas atrás, Valismaalane disse:

É meus amigos. Nandez surpreendeu no Sagrado Corazon. Fez uma campanha digna para um time que não esperava muito além de fugir do rebaixamento.

O padre até que é gente boa, mas é dificil lidar, mas parece que ele ta colocando um juizo na cabeça do Nandez, que ainda da suas escapadinhas, me lembra aqueles jogadores do inicio dos anos 2000 que fugiam da concentração para ir ai "Forro do Gerso" sakopaskpoaskposakposakposa.

Boa sorte na sequencia, ano longo para o Nandez e essas contratações ainda vão dar o que falar!

Nandez é um jogador a moda antiga, gosta de uma fugidinha de vez em quando. Mas estamos na expectativa da recuperação religiosa dele kkkkk é aguardar o que o futuro tem a nos oferecer.

Muito obrigado sempre por acompanhar, Vali.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

É isso, o cara ignora a levantada do padre Quevedo, faz-se de moco para a verdade absoluta de que só Jesus salva, mas aida assim é abençoado. O Senhor escreve certo por linhas tortas, ainda que incompreensíveis e pôs no caminho do time divino Ele, o Nazareno! É pouco ou quer mais?

Bem fez o Miltão com seu Cilício tentando trazer esse pecador a uma senda santa. Mas apesar do bom rendimento do Cordis Divino,e como é injusto campeonato que só premia o primeiro, Nandez tal qual Iscariotes,se venderá por quaisquer 30 moedas de prata!

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Nada que uma ajoelhada no milho não resolva. Deus é top. E eu também beberia a garrafa de uma vez se estivesse na pele dele. hahahahah

Voltando a atualizações anteriores, acho que foi muito bem no Loterias, achei que engrenaria ali. Pena que não tenham aumentado seu salário. Aí foi parar em outro fim do mundo e, quando achei que iria dar ruim, deu até que bom. Boa campanha. Agora, tem que qualificar esse elenco ai né?

Vamos ver o que apronta. Não deve ser demitido não, apesar de você estar apreensivo com o futuro no time.

Boa sorte.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • MitoMitológico
      By MitoMitológico
      Notas do Autor:
       
    • PedroJr14
      By PedroJr14
      Eu já venho matutando há algum tempo uma nova história com um time do meu estado. Depois que o Altos conseguiu o acesso à Série C essa vontade aumentou mais ainda. A grande cereja do bolo foi o relatório sobre a última história que eu fiz aqui, onde o nosso querido @Peepedisse que ainda esperava uma história minha com começo, meio e fim. Desafio aceito!
      O CLUBE
      Muitos aqui sabem que o Altos subiu para a Série C de 2021, mas acredito que poucos sabem das dificuldades enfrentadas pelo clube durante o ano de 2020. A Associação Atlética de Altos fundada como equipe amadora em 2013, na cidade de Altos-PI, cerca de 40km de distância da capital Teresina, se profissionalizou em 2015 e logo obteve sucesso a nível estadual. A organização do clube impressionava e logo no seu primeiro ano profissional conquistou o título da Segunda Divisão do Piauí, garantindo assim o acesso para a Primeira Divisão no ano seguinte. Já no seu primeiro ano na elite, o Altos obteve a melhor campanha do campeonato e venceu a final sobre o River por 4x2 no agregado, porém perdeu o título no tribunal, por conta da escalação de um jogador irregular. Ainda em 2016 o altos obteve a melhor campanha da história da primeira fase da Série D, naquela época(5v-1e-0d), mas acabou eliminado pelo CSA, que conseguiria acessos consecutivos até a primeira divisão.
      O ESTÁDIO

      O Altos manda seus jogos no Estádio Municipal Felipe Raulino, o "FELIPÃO", que tem capacidade para cerca de 4 mil torcedores. Apesar de ficar muito próxima à capital Teresina, o Altos prefere mandar até os jogos grandes no seu estádio, mesmo às vezes sendo menos vantajoso financeiramente, só não joga lá quando é obrigado pela federação. O acanhado Felipe Raulino se transforma em Felipão, um verdadeiro caldeirão quando o time do Altos pisa lá dentro, que já fez o clube conseguir resultados improváveis.
      O MASCOTE

      Particularmente a coisa mais espetacular que eu acho nesse time é o mascote, que além de ser LINDO e SENSUAL, literalmente vive para o clube. E por conta dele eu criei o clássico dos mascotes entre Altos e Piauí Esporte Clube, que também tem um mascote espetacular, nada mais nada menos que um RATO MOLHADO, que se enxuga durante os jogos.
      O QUE ACONTECEU EM 2020?
      A nossa história começará no início de 2020, ignorando os acontecimentos desde ano, mas sem a maioria dos jogadores importantes contratados no ano, diria que sem os mais importantes. Nossas finanças estão zeradas, não temos dinheiro para contratações ou salários e contamos com apenas 18 jogadores no elenco, com posições muito carentes como a presença de apenas 1 goleiro, 1 lateral-direito e 3 zagueiros e 3 meias de ofício.
      Os desafios para um time como o Altos vão bem além das 4 linhas. O clube não tem estrutura, nem investimentos, não tem um banco de análise de dados, nem categorias de base. Vai ser um grande desafio comandar esse time nas próximas temporadas, ainda que eu já conheça alguns atalhos nas divisões inferiores e no Nordeste do Brasil.
      Ainda não posso adiantar qual será a meta para o fim da história, mas acredito que eu só vá parar depois de pelo menos um título de Campeonato Brasileiro, já que eu costumo dar sorte em Copas, então não vou colocar a Copa do Brasil como meta principal. O intervalo (ingame) entre os capítulos também ainda não foi determinado, mas pode ser de 3/3 meses, 4/4 ou 6/6. Devo fazer uma história baseada em tudo que rodeia o clube, passando pelo treinador, presidente e a relação do Altos com a política, o que não costuma dar certo no futebol.
      Estou aberto a dicas, críticas e tudo que possa me ajudar a melhorar como contador dessa história, espero contar com vocês.
      É possível ter uma temporada semelhante à que aconteceu na vida real em 2020-21? Como fazer um time tão limitado ser competitivo? Veremos nos próximos capítulos.
      Sala de troféus
      Capítulos
    • Donato de Assis
      By Donato de Assis
      Eu abri o FM e entrei no meu save, fiz as alterações para conseguir habilitar os 'graphics' e não estou conseguindo entrar novamente, alguém pode me ajudar?
    • Valismaalane
      By Valismaalane
      O nosso primeiro clube na carreira será o:
        Paide Linnameeskond
       
      Paide Linnameeskond é um clube estoniano de futebol, fundado em 1990 e refundado em 2004, com sede em Paide e manda seus jogos no Paide Linnastaadion. O Paide iniciou como um clube filial do FC Flora (O maior time da Estonia), e no ano de 2005, conseguiu 4 acessos consecutivos, uma coisa inédita no campeonato Estoniano, sendo o primeiro a fazer isso e o único, por enquanto. O Paide é um time com um grande projeto, sendo o time que busca todo seu sucesso baseado em se sustentar na elite do campeonato estoniano. Neste sentido, rapidamente o Paide se tornou a quarta força do país conseguindo um Vice-campeonato da copa em 2015, ainda não foi campeão de nada, mas o seu desenvolvimento chama atenção, principalmente pela contratração de jogadores estrangeiros e repatriação de jogadores estonianos que já estiveram na seleção. O Paide ainda não venceu nada na Estonia, mas vamos mudar isso!
      Site oficial do clube: https://www.paidelinnameeskond.ee/ 
      Técnico: O Técnico sera Ragnar Dragunov, um antigo jogador da seleção estoniana e revelado pelo próprio Paide. Embora não tenha sido um jogador de sucesso, é um jogador relativamente conhecido entre os torcedores estonianos. Ragnar foi contratado com apenas 19 anos como uma das maiores promessas do país pelo Schalke 04, mas não conseguiu espaço no clube e rodou por diversos países como Japão, Uzbequistão, Cazaquistão, Russia e armênia, retornou a Estonia e encerrou sua carreira no Valga Warriors de Valga na segunda divisão estoniana. (Experiência passada no clube // História ficticia)
       
      Metas do Save:
       
       - Me tornar um dos maiores técnicos da Estonia
       - Classificar um clube estoniano para fase de grupos da EURO
      Classificar um clube estoniano para fase de grupos da Champions
      Revelar jogadores estonianos com nível para seleção (Zarikov - Cap. 30)
      - Ver ou Classificar a Estonia para uma copa do mundo inédita
      - Ver ou Classificar a Estonia para uma Eurocopa Inédita
      Objetivos do save:
      - Permitido trocar de clube durante o save
      - Se assumir a seleção tenho que estar sem clube ou trocar o clube pela seleção (não comandar os dois simultaneamente)
      - O save é voltado para o técnico e não para a liga estoniana (embora seja uma das minhas vontades crescer o futebol estoniano)
      - Se for necessário, posso mudar os objetivos do save durante a temporada.
      - Me divertir
      Início da Carreira:
       Temporada 01/2019

       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       Temporada 02/2020

       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       - Primeira fase Mata-Mata
       Temporada 03/2021
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       - Fase de Grupos
       Temporada 04/2022
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Vice-Campeão)
      Copa da Estonia (Eliminado pelo Kalju nas Quartas-Final)
       - Não classificado para nenhuma competição Continental
       Temporada 05/2023
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       - Eliminado no Mata-Mata para o Heerenveen
       Temporada 06/2024
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       Champions League (Eliminado na fase de Grupos)
       Temporada 07/2025 e 2026
      Juventus Football Club - Demitido
       Campeonato Italiano (4º Lugar)
       Copa da Italia (Eliminado)
       Champions League (Eliminado nas Quartas)
       Temporada 08/2026 e 2027
       Sassuolo -
       Campeonato Italiano (Campeão)
       Copa da Italia (Eliminado)
       - Quartas-de-Finais (Eliminados)
       Temporada 09/2027 e 2028 -
      Monaco -
       
      Base do Jogo:
      *Foram adicionados no ano de 2021 o Brasil, Portugal e a Italia
      Notas do Jogador:
      Espero me divertir e que todos os leitores se divirtam. Criticas construtivas sempre serão bem recebidas, e espero uma boa interação com todos! Obrigado e "NAUTIGE"!
      Obs: Kogemus Jalgpall significa algo como: "Sinta o futebol", "experiencie o futebol" (não tem um significado literal para português, mas é utilizado para vivenciar algo)
       
      Gostaria de deixar aqui um agradecimento especial ao @ggpofm pelas varias dicas e conselhos e por ter feito o Banner da saga! Também gostaria de agradecer a todos que estão dando seus respectivos feedback e acompanhando, interagindo com a saga! Obrigado!
    • ElPerroMG
      By ElPerroMG
      Em todos os meus saves, desde que comecei a jogar FM, sempre fui vislumbrado por utilizar a divisão de base no FM. Esse amor pelo base só aumentou quando comecei acompanhar de perto o futebol argentino nos últimos anos. Devido a crise no país, os times são obrigados a utilizar o que de melhor em sua categoria jovem para formar elencos competitivos. O maior exemplo disso, e minha maior inspiração, é o que faz Gallardo no comando do River. Nos últimos anos, Gallardo revelou diversas jóias como Emanuel Mammana, Exequiel Palacios, Gonzalo Montiel, Martinez Quarta, Júlian Alvarez, Benjamín Rollheiser entre outros. Devido a essa inspiração no trabalho do Muñeco e minha idolatria pela utilização da base, resolvi abraçar o Desafio da base no FM20, principalmente por conta das melhorias que foram feitas no acompanhamento da base nessa versão do FM. Acompanhei 2 sagas com esse modelo aqui no fórum, a do Ari com o Jaraguá e a do Henrique com a Caldense, que também me serviram de inspiração.

      Como um bom mineiro, não quis fugir do estado na escolha do clube, e, pra falar verdade foi até fácil a escolha. Escolhi o Boston City FC Brasil, time criado em 2018 exatamente com essa ideia - O clube brasileiro foi criado com a missão de ser autossuficiente no que diz respeito ao desenvolvimento de seus próprios atletas. O clube hoje já conta com uma excelente infraestrutura para o apoio, suporte e desenvolvimento de seus jogadores.

      Utilizando somente nossas fornadas, tentaremos atingir os seguintes objetivos:
      Equipe
      Utilizar somente a base Aplicar o modelo de jogo ofensivo visando a posse de bola e passes rápidos.  Reter o máximo de jogadores na equipe impedindo que saiam para a Europa.  Ter um jogador formado no time convocado para a seleção (Maikon Motta (38B), Adriel Luciano (42A), Allanzinho (44A)) Ter um jogador formado no clube disputando uma Copa do Mundo (Allanzinho 44A Copa 2050 e 2054); (Adriel Luciano 42A Copa 2054); (Felipe Bezerra 46F Copa 2054) Ter eleito o melhor jogador da América do Sul Ter eleito o melhor jogador jovem do mundo formado na base do Boston.  Ter eleito o melhor jogador do mundo formado na base do Boston. Clube
      Possuir o melhor centro de treinamento profissional de Minas Gerais Possuir o melhor centro de treinamento de base de Minas Gerais Possuir o melhor centro de treinamento profissional do Brasil Possuir o melhor centro de treinamento de base do Brasil Possuir a melhor estrutura de clube Sul Americano Se tornar o principal clube formador de Minas Gerais (2042, 2043) Se tornar o principal clube formador do Brasil  (2042, 2043) Se tornar o principal clube formador da América do Sul Se tornar o principal clube Mineiro Se tornar o principal clube Brasileiro (2053) Se tornar o principal clube da América do Sul (2053) Ficar entre os 5 melhores clubes do mundo: (Recorde: 8º em 2053) Títulos
      Chegar a elite do campeonato mineiro (2025) Ganhar o Campeonato mineiro (2045), (2046) (2047) (2048), (2049), (2050), (2051), (2053), (2054) Ganhar a Taça Minas Gerais (2036) Chegar a elite do campeonato brasileiro (2042) Ganhar o Brasileiro série A. (2051), (2052), (2053), (2054) Ganhar a Copa do Brasil (2046), (2050), (2051), (2054) Ganhar a Super Copa do Brasil (2047), (2051), (2053), (2054) Ganhar a Sul Americana (2046), (2049) Ganhar a Libertadores (2050), (2052), (2053) Ganhar a Recopa Sulamericana (2047), (2050), (2051), (2053), (2054) Ganhar o Mundial de clubes (2053)
      O Boston City F.C Brasil é um clube de futebol brasileiro profissional sediado na cidade de Manhuaçu – MG. O Clube foi fundado no Brasil em Janeiro de 2018 por seus idealizadores, o empresario brasileiro Renato Valentim e o Ex Craque do futebol Internacional o brasileiro Jorge Ferreirra, mais conhecido como Palhinha.
      A filial brasileira do Boston City F.C Brasil foi criada após o enorme sucesso e destaque de sua matriz americana, o Boston City F.C, que hoje tem sua sede na cidade de Boston – EUA . O Clube brasileiro foi criado com a missão de ser autossuficiente no que diz respeito ao desenvolvimento de seus próprios atletas. O clube hoje já conta com uma excelente infraestrutura para o apoio, suporte e desenvolvimento de seus jogadores.
      No mesmo ano de sua fundação o clube teve sua filiação junto ás principais entidades do futebol brasileiro, Federação Mineira de Futebol (FMF) entidade maxima do futebol para o Estado de Minas Gerais e Confederação Brasileira de Futebol (CBF), entidade máxima do futebol para o Brasil. O Clube já conta com quatro categorias de base e uma equipe profissional nas quais disputam os principais campeonatos estaduais.
      O Escudo bem como as cores oficiais do Boston City F.C Brasil seguem as mesmas de sua matriz americana, O escudo: Leão Rampante dominando uma bola de futebol com a cidade de Boston como plano de fundo da imagem. Suas cores oficiais são: Vermelho, Azul e Branco.





×
×
  • Create New...