Jump to content
Sign in to follow this  
CCSantos

RFC Liège - Le Matricule 4 - E começou! (19/06)

Recommended Posts

PedroJr14

Magar vem jogando muito nessa temporada e é uma das principais esperanças do clube para fazer bons jogos nos playoffs. Essa sequência final foi impecável e o Liége mostrou a sua força, principalmente no jogo que marcou o confronto direto dos líderes. Acredito que o seu time seja o favorito para terminar no lugar mais alto do pódio, é só manter a pegada.

Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
CCSantos

wS4iixj.jpg&key=b2ac83cd2ef49ad63df1e095

Em 23/04/2019 at 14:09, Neynaocai disse:

Marlon Luking correu 100 quilometros a mais que o restante. Jogou todos os jogos?

Que homem esse nepales.

O Charleroi e o Tienen precisam urgentemente rever seus interesses em ser clube de futebol.

3

Olá @Neynaocai, caiu tanto que o comentário duplicou, nobre? hahaha

Brincadeira a parte, confesso que nem tinha visto com exatidão esse dado que citou, rapaz. Só que te dou o porém que é de quem trabalhou nesses jogos: Eles CORREM ERRADO. Pra quem já estudou sobre análise de desempenho, sabe sobre essa parte de corrida efetiva, que nem sempre é necessário correr o tempo todo, mas sim saber quando correr e quando caminhar. É o caso do Bina Lemba e do Boadu. Ambos, ao meu ver, são dois dois mais irregulares da equipes, mesmo com as stats altas. Por qual motivo? Instabilidade. Não são jogadores que tem uma enorme consistência.

Gharti Magar realmente está muito fora da curva, ótimo desempenho dele.

Já Charleroi e Tienen são tradicionais nas divisões inferiores, mas não souberam montar um elenco. Pena, viu?

Abraço e valeu por comentar aqui.

16 horas atrás, PedroJr14 disse:

Magar vem jogando muito nessa temporada e é uma das principais esperanças do clube para fazer bons jogos nos playoffs. Essa sequência final foi impecável e o Liége mostrou a sua força, principalmente no jogo que marcou o confronto direto dos líderes. Acredito que o seu time seja o favorito para terminar no lugar mais alto do pódio, é só manter a pegada.

Boa sorte!

Realmente o nepalês vem fazendo uma boa fase final, @PedroJr14. Vai ficar realmente entre Liège e Virton pelo acesso, o Geel corre por fora, mas fico feliz de lutar por isso.

Abraço e valeu pelo comentário por aqui.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

ia reclamar de 3 pontos de vantagem virarem somente um, menos mal que foi falha do FM. Essas divisões inferiores  quebbvc rema rema rema e no final so sobe um sao muito madrastas.Boa sorte 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Conseguiu a liderança, mas não vale de muita coisa, pois o que conta é o playoff de acesso. Mas dada a campanha da equipe, é só controlar o Virton e correr pro abraço.

Share this post


Link to post
Share on other sites
AlexVivas

Acompanhando a partir de agora. Vem fazendo um trabalho excelente no "Matricule 4" honrando a sua camisa histórica. O problema das finanças é normal nas ligas inferiores, sofri um bocado na Itália até chegar no azul.

Me amarro em jogar em ligas inferiores ou com clubes bem antigos (no FM 2015 tive um save com o Sheffield, o time de futebol mais antigo do mundo, na Décima Divisão da Inglaterra).

Vamos pra cima, Le 4!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
CCSantos

wS4iixj.jpg&key=b2ac83cd2ef49ad63df1e095

Em 26/04/2019 at 07:26, Andreh68 disse:

ia reclamar de 3 pontos de vantagem virarem somente um, menos mal que foi falha do FM. Essas divisões inferiores  quebbvc rema rema rema e no final so sobe um sao muito madrastas.Boa sorte 

É, @Andreh68, o campeonato deu uma falha aí, pois era pra ser dois pontos a distância, mas tudo bem. Realmente, as leis de acesso e descenso belgas são bem maldosas mesmo, sobretudo de acesso, apenas com o campeão subindo de divisão, mas espero conseguir isso.

Abraço e valeu por comentar.

Em 26/04/2019 at 16:05, Henrique M. disse:

Conseguiu a liderança, mas não vale de muita coisa, pois o que conta é o playoff de acesso. Mas dada a campanha da equipe, é só controlar o Virton e correr pro abraço.

Exatamente @Henrique M., era o que falava para o pessoal antes. Valeu por conta da pontuação, mas agora o campeonato é outro. A vantagem é mínima, e teremos de ter cuidado.

Abraço, e muito obrigado por passar aqui.

Em 26/04/2019 at 19:26, AlexVivas disse:

Acompanhando a partir de agora. Vem fazendo um trabalho excelente no "Matricule 4" honrando a sua camisa histórica. O problema das finanças é normal nas ligas inferiores, sofri um bocado na Itália até chegar no azul.

Me amarro em jogar em ligas inferiores ou com clubes bem antigos (no FM 2015 tive um save com o Sheffield, o time de futebol mais antigo do mundo, na Décima Divisão da Inglaterra).

Vamos pra cima, Le 4!!

Então @AlexVivas, é bem complicada a parte das finanças mesmo, infelizmente. O bom é que, pelo menos, os resultados estão surgindo e, com isso, o cenário para melhorias pode se desenhar com mais nitidez nas próximas temporadas. A ver.

Gosto muito de ver a história dos clubes, de tudo que carregam. O Liège já estava 'secando' para fazer o save aqui.

Abraço, valeu por comentar e Allez, Le 4!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
CCSantos

CQIXx4H.jpg&key=802ee1b30b5147010d7e24db

O final da temporada

Chegamos na hora da verdade, nos seis jogos finais. Seis decisões para conferir se nossa equipe permanece na Derde Klasse ou sobe para a Proximus League. Vamos conferir o que foram estas partidas a partir de agora.

67Ug7tw.jpg&key=f7dc93c27e0dedeb8053d7c1

Nossa tabela nos direcionou logo de cara para uma espécie de 'final'. Enfrentar o Virton fora de casa seria um desafio imenso.

O Virton quis comandar o jogo logo de cara, finalizando mais, mas eles estavam com a mira descalibrada, assim como a nossa equipe. Na etapa complementar, o jogo se equiparou e ficou do jeito que nós queríamos.

No fim, o empate por 0 a 0 foi um bom começo de fase para Le 4, ainda mais para uma equipe que vinha com uma lesão importante: A do zagueiro Audoor. Em seu lugar, entrou Edge, que não comprometeu.

P197XtZ.jpg

A segunda rodada seria contra o Deinze, jogando no Rocourt e era uma partida que tínhamos que vencer, dado em vista a distância deles para a nossa equipe.

Estavámos jogando bem, mas ainda sem o gol, até que Gharti Magar se antecipou a zaga e fez 1 a 0. No segundo tempo, eles trocaram de um precavido 4-2-2-2 para um 3-5-2. Abriram o time, justamente para buscar a vitória, e tomaram dois gols em dez minutos, primeiro com Magar, depois com Boadu, de pênalti.

Eles ainda diminuíram, deram um sufoco com os gols de Ntambue, mas vencemos por 3 a 2, aumentando a vantagem para o Virton para três pontos, pois eles empataram com o Geel.

Falando em Geel... o que foi este jogo?!?!
Sem dúvida, foi a partida mais louca de toda a temporada, onde saímos na frente aos 37' segundos de jogo com Gharti Magar, ampliamos com o gol contra de Dijoux, e vimos um Geel quase na lona.

Chega a etapa complementar, eles abrem o time, e conseguem empatar com Van der Heyden, em cobrança de escanteio e com o artilheiro Samjin. Na saída de bola, Boadu acerta um chutaço e faz 3 a 2, mas D'Ostillo, que até estava fazendo um bom jogo, faz um gol contra e o Geel empata novamente.

Tivemos uma enorme sorte, pois o que não faltou foi pressão deles, com bola na trave de Samjin após os 40 da etapa complementar, mas saímos com o empate de 3 a 3. O lado ruim era que o Virton havia ganhado seu jogo e a distância caiu para 1 ponto.

dEcxSM6.jpg

A quarta rodada seria com o último jogo fora de Liège, contra o Deinze. Nós já sabíamos que o Virton havia empatado com o Geel e poderíamos abrir três pontos novamente. Que, se ganhassémos essa partida, iríamos jogar as duas últimas em Liège precisando vencer um jogo ou nem isso.

A partida em si teve um primeiro tempo de intensidade, mas faltava o gol. Pois é, faltava, pois eles vieram em demasia na etapa complementar. Gharti Magar, assumindo de novo a responsa de artilheiro abriu o placar aos 2' e De Smet ampliou aos 10. Mezine ainda dava uma ponta de esperança para o Deinze, que foi bem brigador durante a partida.

Perto dos 40 minutos, Bina Lemba (que estava em um mal momento) encontra Gharti Magar que finta o goleiro e faz o terceiro gol do Le 4. Mtambue diminuiu aos 43, botando tensão no jogo, mas a vitória por 3 a 2 dava um claro sinal para nossa equipe: Estávamos bem próximos do título.

A0lpA0n.jpg

Título esse que poderia vir contra o Virton, jogando no Rocourt completamente LOTADO. Capacidade máxima do estádio para a partida que poderia valer o título da Derde Klasse e o acesso a Proximus League. Um adendo importante: O artilheiro do Virton, Jeremy Bru, havia se lesionado na partida contra o Geel e estava fora da fase final. Isso dava um ânimo extra. E nessa partida, vieram os heróis improváveis.

4 minutos e 20 segundos. Escanteio para o Liège. Allée joga no primeiro pau, De Smet desvia e Jesse Edge, que era até bem contestado naquele instante da temporada, no segundo pau faz o 1ºgol dele com a camisa do Le 4. Delírio no Rocourt. Mesmo com Audoor a disposição, Cleyton preferiu manter o neo-zelandês.

Após o gol o Virton cresceu na partida, e empatou com um belo chute de Arenate, que era o cara dos momentos difíceis. Aquele resultado, é bem da verdade, ainda era de bom agrado, mas queríamos ter a garantia de acesso ali, e ele veio de uma forma um tanto quanto bizarra.

No início do segundo tempo, Beridze cruza, só que a bola vai em direção ao gol, mas acerta o travessão. No rebote, outro cara contestado nas últimas partidas pelo individualismo, Bina Lemba se antecipa a marcação e chuta com o gol vazio e o goleiro ainda se levantando. Liège 2 a 1 e o acesso estava próximo. O Virton, com o passar do tempo, aceitou que não era o dia eles, e ficamos mais próximos de fazer o 3ºgol do que sofrer o empate, mesmo com as chances finais nos acréscimos.

Ao apitar do árbtiro Vertenten, às 21h42 daquela quinta-feira, com aquela vitória por 2 a 1, nós tinhamos uma certeza: O título era nosso!

0ywezt9.jpg

A última rodada foi uma mera formalidade contra o Geel, onde valeu para um garoto, Razzi, que foi titular durante parte da campanha, quando substituiu Beridze, de fazer naquele jogo o que não conseguira nas outras partidas.

Dois gols do marroquino e uma segura vitória por 2 a 0 para fechar a temporada e mandar um Adieu para a Derde Klasse. Proximus League, nos aguarde.

67Ug7tw.jpg&key=f7dc93c27e0dedeb8053d7c1

kWkFXJA.jpg

rmeQMNO.jpg&key=137e8490d24cb57d06340ec9

Nxuuoob.jpg&key=deb97423a7a04b24e3a02d53

mwQVEj7.jpg

Conseguimos terminar com uma larga vantagem de oito pontos para o Virton, que acabou empatando em quatro oportunidades.
Nossa defesa sofreu bastante, mas tivemos um ataque bastante efeitvo, e conseguimos o acesso por conta disso.

b7ceaCL.jpg

Já na parte do descenso, o Oudenaarde conseguiu a permanência, deixando Royal Capellen, Molenbeek e Berchem Sport nas divisões regionais.

5GyioFF.jpg&key=0927cfe6e62dd9e6f71693a6

flDLeRH.jpg

Tivemos um grande ano, com Gharti Magar sendo o grande destaque ofensivo da temporada.
Mas, para mim, o grande destaque foi De Smet, que teve uma temporada maiúscula. Sem a estabilidade defensiva dele e sua presença nas partidas decisivas (seu gol e sua assistência vieram nesses jogos finais), acredito que nossa equipe não teria conseguido tanto êxito. Um destaque interessante: Dos 36 jogos, nossos jogadores de defesa foram HdJ em 10 partidas, um número bem considerável.

2KuTv1y.jpg&key=cfafcf1797cb5ce23c689085

nte2OFF.jpg

O acesso a Promixus League pode nos ajudar em alguns pontos aqui.
Ah, e o orçamento de salários para a próxima temporada é aquele ali, de 180k/mês.
Foi ajustado logo após a vitória sobre o Virton.

Um detalhe importante é que, por força de regulamento, o Rocourt vai receber um aumento de 1 mil lugares, indo para os 4 mil lugares obrigatórios na Proximus League. As obras serão concluídas em Dezembro.

fl6JZwz.jpg

Sumário Comercial

UvY6VVv.jpg&key=26b2c84e623bdaeec29eff72

Festa dos Adeptos

Satisfação da Direção

Na escolha de Jovem Atleta da Temporada, nossos jogadores dominaram, com Gharti Magar em 1º, com Bina Lemba e Boadu completando o pódio.

O3DkP64.jpg

Gharti Magar ficou em 3º na eleição de melhor Jogador da Temporada, ficando atrás de Brugelmans e Samjin. Discordo um pouco da escolha, mas os dois primeiros também fizeram excelentes temporadas por suas equipes.

prQp6My.jpg

Na artilharia, Vervaecke, atacante do Oudenaarde ficou com ela, graças ao playoff contra o descenso. Consideraria Mezine o artilheiro com Gharti Magar em 2º e Jeremy Bru em 3º.

hzjYZ5k.jpg

Na categoria Treinador do Ano, a minha escolha foi inevitável, com quase o triplo de pontos do 2ºcolocado, o treinador do Geel.

AaQegkF.jpg

De forma incrivel, nossa equipe não teve nenhum atleta na Equipe da Temporada.

Revista da Temporada
Parte 1 - Parte 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Muito louco quando não botam jogadores do time campeão na seleção da temporada. Além de geralmente não fazer sentido, é tosco mesmo hauhauhauha

Parabéns pela promoção e pelo título. Quais suas expectativas para a próxima temporada? Acha que vai ter que contratar bastante, ou o time aguenta o tranco?

Boa sorte.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tsuru

Campeão! O Liege não danutou na reta final, manteve a pegada e conquistou a promoção e o título. Parabéns!

Quais suas expectativas para a segunda divisão? Pretende manter o elenco, apostando no entrosamento, ou vai ter pacotão de reforços? Acha que dá para brigar por um meio de tabela ou se não for rebaixado está ótimo?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Felipe Soares

3º artilheiro e melhor jogador, o top 3 dos jovens, título e acesso e nenhum jogador na seleção é loucura kkk 

Parabéns pelo título! O acesso a Promixus League trouxe muitos benefícios financeiros? 

Share this post


Link to post
Share on other sites
PedroJr14

Meus parabéns pela temporada. A equipe foi muito brava e por já ter mostrado sua força na primeira fase eu já tinha o Liége como favorito à primeira colocação no final de tudo. O clube mostra que está crescendo e já vai dar início às obras de expansão do seu estádio, apesar do aumento ser pequeno, é um passo importante para que vocês ganhem ainda mais força no âmbito nacional. Magar matou a pau na temporada vamos ver como ele vai sair jogando com caras de um nível acima.

Muito boa sorte na continuação!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Neynaocai

Eu ia comentar que já tinha visto esse Cleyton Santos em outro save hahaha

Magar merecia o prêmio de melhor jogador do ano também.

O Dempsey Vervaecke é muito caro?

Parabéns pela temporada. Que tática tá usando, a mesma do início?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

E o Virton era Lassie no fim das contas. O Liége que nao tem nada com isso arrebentou.

Alguém de olho no Nepalês?

De forma incrível é engraçado

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
CCSantos

wS4iixj.jpg&key=b2ac83cd2ef49ad63df1e095

Em 29/04/2019 at 22:23, marciof89 disse:

Muito louco quando não botam jogadores do time campeão na seleção da temporada. Além de geralmente não fazer sentido, é tosco mesmo hauhauhauha

Parabéns pela promoção e pelo título. Quais suas expectativas para a próxima temporada? Acha que vai ter que contratar bastante, ou o time aguenta o tranco?

Boa sorte.

E realmente não faz o menor sentido mesmo @marciof89. Ainda mais sem sentido é não exaltarem o desempenho do De Smet. Tosco é pouco, rapaz. hahahahaha

As minhas expectativas tem um misto de precaução, mas também de confiança. Na temporada passada, vi o Beerchot (que havia ganhado a Derde Klasse) quase ganhar um período na Proximus League (perdeu na última rodada para o OH Leuven, que subiu). Espero fazer no mínimo, algo honesto para não ser rebaixado, mas não reclamaria, caso avancemos para o playoff da Liga Europa.

Valeu e muito obrigado por comentar. Abraço!

19 horas atrás, Tsuru disse:

Campeão! O Liege não danutou na reta final, manteve a pegada e conquistou a promoção e o título. Parabéns!

Quais suas expectativas para a segunda divisão? Pretende manter o elenco, apostando no entrosamento, ou vai ter pacotão de reforços? Acha que dá para brigar por um meio de tabela ou se não for rebaixado está ótimo?

Conseguimos nos manter firmes e levamos o título, @Tsuru! Valeu! Agora é Proximus League!

Sobre as expectativas, já escrevi acima pro Marcio, então aqui falo do elenco: Tem peças que devem ir embora ali, mas quero segurar o máximo de gente que puder. Mas acho que preciso, principalmente a zaga (sobretudo as laterais) e a função de volante/meia. Uma sombra para o Boadu também vejo como boa opção. O resto pode vir como negócio de oportunidade.

Abraço e valeu por comentar, rapaz!

12 horas atrás, Felipe Soares disse:

3º artilheiro e melhor jogador, o top 3 dos jovens, título e acesso e nenhum jogador na seleção é loucura kkk 

Parabéns pelo título! O acesso a Promixus League trouxe muitos benefícios financeiros? 

@Felipe Soares, analisando sobre o fato do Gharti Magar, eu entendi da seguinte forma: Os dois melhores atacantes do time entraram. Se o esquema fosse, sei lá um 4-3-3, o nepalês entrava. Brugelmans e Samjin ficaram justamente na frente, sendo que Gharti Magar ainda ficou na frente de Jeremy Bru e Mezine, por exemplo.

Sobre benefícios financeiros, é ainda bem cedo apontar se houve ou não. Vou esperar com o andar da temporada que virá.

Abraço e muito obrigado pelo seu comentário. ?

11 horas atrás, PedroJr14 disse:

Meus parabéns pela temporada. A equipe foi muito brava e por já ter mostrado sua força na primeira fase eu já tinha o Liége como favorito à primeira colocação no final de tudo. O clube mostra que está crescendo e já vai dar início às obras de expansão do seu estádio, apesar do aumento ser pequeno, é um passo importante para que vocês ganhem ainda mais força no âmbito nacional. Magar matou a pau na temporada vamos ver como ele vai sair jogando com caras de um nível acima.

Muito boa sorte na continuação!

@PedroJr14, muito obrigado pelos parabéns! Realmente, a equipe foi bastante consistente durante a temporada. Uma coisa que não cheguei a falar tanto, mas o Le 4 foi uma das equipes com maior posse de bola - se não me engano, a 5ª nesse quesito - e soubemos, principalmente nossas características e virtudes de uma equipe que era muito rápida, com Beridze, Bina Lemba, Boadu, Gharti Magar, Razzi, Mouhine entre outros. TODOS VELOCISTAS, se você analisar.

Sobre as obras no Rocourt, era inevitável por conta da conquista, é o 'preço do sucesso', como dizem. Estou na expectativa,não apenas pelo ano do nepalês, mas da equipe de forma geral. Acho que podemos fazer um bom papel na Proximus League.

Muito obrigado por comentar. Abraço!

10 horas atrás, Neynaocai disse:

Eu ia comentar que já tinha visto esse Cleyton Santos em outro save hahaha

Magar merecia o prêmio de melhor jogador do ano também.

O Dempsey Vervaecke é muito caro?

Parabéns pela temporada. Que tática tá usando, a mesma do início?

Pois é, rapaz. hahahahah Não consegui pensar em um personagem para jogar aqui, @Neynaocai.

Na realidade, o prêmio de melhor do ano eu não daria para o Gharti Magar, acredita? Meu voto seria para o De Smet. Encontramos uma tranquilidade defensiva muito grande com a chegada dele. É um excepcional jogador, tenho que confessar.

O Vervaecke não é bom atacante quanto se espera. O número alto de gols mais ocorreu por terem jogado o Playoff do Descenso. Se não me engano, antes dessa fase, ele tinha feito 11 gols somente. Além disso, até aquela partida contra o Liège lá no turno, eles não tinham feito NENHUM GOL.

Muito obrigado pelas felicitações. Tenho revezado entre o 4-2-3-1 (com dois DM), 4-2-3-1 (com dois MC), 4-2-1-2-1 (Uma alteração puxando o MA C para o meio; normalmente faço para fechar mais o time, distribuir mais os passes, e isso eu fiz mais nos últimos 20, 25 minutos de algumas partidas mais agudas). Essa é a facilidade de procurar um elenco com atletas atuando em múltiplas posições.

Um detalhe que esqueci de ressaltar: Só tinha direito a QUATRO RESERVAS/JOGO. Traduzindo: Precisava ter: Um goleiro,um zagueiro que desempenhasse as três funções de zaga; um meia que desempenhasse bem no meio e um atacante, ou com características distintas ao Magar, ou que soubesse trabalhar bem com todas as funções nas partes de armação de jogadas e conclusão das mesmas.

Geralmente, o banco possuia: Matheus (GK); Szalega ou Edge (DC); Allée, Selak, Brullmans ou Pagliarini (MC); Bangoura, Razzi ou Mouhine (MA C ou PL C).

É isso. Abraço pra ti, e agora é esperar a Proximus League!

10 horas atrás, Andreh68 disse:

E o Virton era Lassie no fim das contas. O Liége que nao tem nada com isso arrebentou.

Alguém de olho no Nepalês?

De forma incrível é engraçado

Eles tiveram desfalques decisivos na fase final, como, por exemplo, Jeremy Bru, que era quem levava a equipe nas costas, @Andreh68.

Por enquanto, sem ninguém de olho nele, mas bem que poderiam ver, até estranhei mesmo, por ser um jovem atacante.

Pois é, também assim eu achei. Mas só achei injusta a não inserção do De Smet, como escrevi acima. Ele merecia mais que o Magar, ao meu ver.

Abraço e muito obrigado por comentar aqui. Valeu!

Share this post


Link to post
Share on other sites
CCSantos

CQIXx4H.jpg&key=802ee1b30b5147010d7e24db

O campeonato mais louco do mundo

Começamos uma nova temporada, agora em divisão nova. Vamos ver o que nos espera?

h00ldrq.jpg

ewTsFSQ.jpg

Acima: Beerschot Wilrijk, Cercle Brugge, Liège e Lierse;
Abaixo: Lommel United, Roeselare, Saint-Gilloise e Sint-Truiden

Estas são as oito equipes que vão disputar a Proximus League desta temporada. O Liège subiu da Derde Klasse, enquanto o Cercle Brugge retorna após o descenso na Jupiler Pro League.

O campeonato é assim: Aqui nós temos uma espécie de 'torneios curtos', que nem na América do Sul. São dois 'torneios curtos' de 14 rodadas cada um, totalizando 28 partidas.

Os campeões de cada torneio se enfrentam em dois jogos para definir o time que subirá para a Jupiler Pro League. No caso de uma mesma equipe ganhar os dois torneios, ela automaticamente sobe de divisão. O OH Leuven fez isso temporada passada.

Para definir o que vão fazer as outras sete equipes, vamos a tabela geral, que junta os dois torneios. Os quatro últimos vão para o Playoff contra o Rebaixamento, e se enfrentam mais seis vezes. Suas pontuações são diminuídas pela metade. O lanterninha após estas seis partidas vai para a Derde Klasse.

Ok, falamos de quatro equipes, mas sobraram três (a que perder no playoff do acesso e a 3ª a 4ªcolocadas), o que elas vão fazer? Vão disputar um torneio com mais nove equipes da JUPILER PRO LEAGUE, buscando uma VAGA PARA A EUROPA LEAGUE!

Essas três equipes se completam com as nove da 1ªDivisão e fazem dois grupos de seis. O campeão de cada grupo se enfrenta em uma 'semifinal'. Quem passar, pega o 5ºcolocado do Grupo que estava disputando o título belga. Quem vencer deste confronto, vai para a Europa League.

O campeão deste torneio maluco temporada passada foi o.... LIERSE! Sim, a equipe venceu seu grupo, bateu o Mouscron-Peruwelz na 'semifinal' e o Zulte Waregem na decisão. No fim, deu azar de enfrentar a Fiorentina logo de cara na Europa League desta temporada. Detalhe: Os três que disputam este torneio NÃO SOBEM. Eles apenas completam a quantidade de equipes. Por isso o Lierse está por aqui.

Acabei esquecendo de colocar a cotação, mas sim, estamos cotados para ser o lanterna da competição, mas lembro que a cotação não era tão distante dos outros times.

Favoritos ao acesso? Cercle Brugge, Beerschot Wilrijk e Lierse.

8j0GUyp.jpg&key=89545512c94c64a3b86588c3

Nosso adversário na 4ªRodada será o Gand-Zeehaven, jogando fora de casa. A partida está marcada para o dia 19/08. A expectativa é chegar na fase de 16ªavos de final (6ªRodada), que devemos conseguir concluir, pois vamos enfrentar na 5ªRodada (caso passemos) uma outra equipe das divisões inferiores belgas.

68uC2XM.jpg&key=b30001cdbb7f38304e9b58c1

4Qjcwiq.jpg

Tivemos muitas transferências neste início de temporada. Vamos mostrar como ficou o elenco, mas antes, algumas regras importantes:

1º Teríamos que ter, majoritariamente, SETE ATLETAS inscritos cuja base tenha sido na Bélgica;
2º Estamos limitados a inscrever 25 atletas ACIMA DOS 21 ANOS;
3º NÃO HÁ LIMITAÇÃO DE INSCRITOS para atletas com MENOS DE 21 ANOS.

Vamos as posições:

Goleiro: Sem contratações;

Defesa: Senti que precisava de dois laterais seguros, um para cada lateral, ainda mais na esquerda, pois D'Ostillo saiu do clube, devido a divergências contratuais.
Na lateral direita, com possibilidade de atuar pelo meio, veio o melhor jogador do Torneio de Toulon desta temporada, Kyle Duncan (foto abaixo, o camisa 20). Vem emprestado junto ao Valenciennes. Além de Duncan, outro nome que veio foi de Jarzabek que fora dispensado do Club Brugge.

460594368.0.jpg

Na lateral-esquerda, que teve a perda de D'Ostillo, conseguimos dois ótimos nomes. O principal vem emprestado do Heerenveen, trata-se de Oosterlen (foto abaixo), que começa a temporada como titular. Já como segunda opção (não apenas para a lateral-esquerda, mas para ambos os lados em todos os setores), chegou Gmeiner, que foi dispensado do Standard Liège.
Outro que chegou no elenco, também vindo por empréstimo junto ao Lille foi Bassong, que pode dar ainda mais dificuldade na escolha de quem vai atuar como titular.

jair-oosterlen-during-the-team-presentat

No miolo de zaga, vieram os melhores reforços. Nós já tínhamos Audoor garantido, mas conseguimos a ampliação do empréstimo de De Smet por mais uma temporada, e ainda mais três excelentes nomes. Veio Jackson em um negócio de oportunidade (ele fora oferecido por seu empresário). Chega com o maior salário do elenco. Além disso, o australiano jogou a última edição da Copa do Mundo, era reserva dos Soccerroos.
Outro ótimo zagueiro que chegou foi Mayembo (foto abaixo), que também chega por empréstimo junto a equipe do Niort. Muito forte, pode dar mais tranquilidade para o setor.

C2n6V2lXgAEBbai.jpg

Meio-Campo: Para a posição de volante, não tivemos contratações.

Na parte central, apenas um jogador, Chromek, que havia sido contratado pelo Anderlecht. Vem para compôr elenco.

Uma posição que me dava dor de cabeça era de meia-atacante central. Não consegui ver um Boadu tão confiante assim, só que ele não tinha concorrentes para a posição, logo fui trazer logo dois atletas para disputar posição.
O primeiro deles foi Mansour, que vem por empréstimo junto ao Marítimo. Gostei da Imprevisibilidade e do seu Primeiro toque, além da típica velocidade de um atleta do Oriente Médio.
Já o segundo nome foi o de Cascio (foto abaixo), que fora dispensado pelo Royal Antwerp, onde não era utilizado. Talento desperdiçado por eles, aproveitado pelo Liège.

cascio1.jpg

Pelos lados, estamos bem servidos com Bina Lemba, Beridze, Razzi, Mboko e Mouhine por ali.

Ataque: Do elenco do ano passado, permaneceram Gharti Magar e Bangoura, mas gosto de ter variações de jogadores que podem trazer algo diferente. Quem chega para esta função é Borahsasar (foto abaixo), que pode atuar também como meia-atacante central.

?appId=21791a8992982cd8da851550a453bd7f&

Com a chegada destes reforços, chegamos ao início de temporada com este elenco:

5GyioFF.jpg&key=0927cfe6e62dd9e6f71693a6

ynCT57h.jpg

Teremos muitas variações interessantes de um elenco que, pra mim, tem plenas condições de permanecer na Proximus League.
Em tempo: Atletas como Gharti Magar, Bangoura, Boadu estão abaixo da idade mínima, logo eles não precisaram ser inscritos na temporada.

2KuTv1y.jpg&key=cfafcf1797cb5ce23c689085

m2a0ziO.jpg

Enfim, nossos diretores decidiram tirar o escorpião do bolso e começar a colocar dinheiro na equipe. Não é o ideal, mas já é um início. Lembrando que o Rocourt está em uma pequena reforma que deve ser concluída no Natal.

twdHG3k.jpg&key=7f02da5ee140ae7fc150f9f4

bvQtG5p.jpg

Teremos compromissos interessantes nesta primeira metade do 'Apertura'. Lommel e Sint-Truidense, pelo que vi, vão lutar para não cair, logo vale a pena conquistar bons resultados contra eles. Já as partidas mais complicadas serão contra Cercle Brugge e Beerschot-Wilrijk, ambas fora de Liège.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tsuru

Campeonato maluco mesmo. Confesso que li umas duas vezes e ainda não sei se entendi, hahaha

Tem um elenco grande, variado e cosmopolita, com gente de todo lugar do mundo. De quebra ainda manteve os destaques da temporada passada e a diretoria está começando a investir no clube.

Acho que o Liège tem tudo para fazer uma ótima temporada e, quem sabe, até mesmo brigar pelo acesso para a Jupiler.

Boa sorte na continuação!

Share this post


Link to post
Share on other sites
PedroJr14

Algumas boas contratações, o elenco é vasto e variado, isso é bom na parte da quantidade de opções que você pode ter, mas isso pode se virar contra você já que alguns jogadores podem acabar insatisfeitos se não jogarem o quanto querem. Espero que você consiga domar esse elenco.

Boa sorte na sequência.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Neynaocai

Proximus Carioca League cada vez mais evidenciando a formação dos cartolas fluminenses. Ficarei preocupado se ouvir alguém dizendo que tem experiência em gerenciamento de futebol na Bélgica hahaha

No campo, hora de afirmação pra uma galerinha aí. E quem sabe já não garante uma vaga na EURO. Já pensou subir e já com dinheiro?

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Que liga maluca. E eu achava a divisão principal maluca, mas isso daí é sacanagem até demais! HASHDUSAHDUSAHDUHASD

Bom, o elenco é interessante e acredito que tenha força pra permanecer. Subir vai ser complicado, até pq as regras são bem estranhas hahaha

Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

ainda bem q eu ja tinha esquecido dessas regras. e ainda reclamam os estaduais. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
CCSantos

wS4iixj.jpg&key=b2ac83cd2ef49ad63df1e095

Em 06/05/2019 at 10:01, Tsuru disse:

Campeonato maluco mesmo. Confesso que li umas duas vezes e ainda não sei se entendi, hahaha

Tem um elenco grande, variado e cosmopolita, com gente de todo lugar do mundo. De quebra ainda manteve os destaques da temporada passada e a diretoria está começando a investir no clube.

Acho que o Liège tem tudo para fazer uma ótima temporada e, quem sabe, até mesmo brigar pelo acesso para a Jupiler.

Boa sorte na continuação!

A sorte é que já tinha visto, lido e relido ele. Consegui ele numa boa, mas demorou, @Tsuru. hahahah

Sobre o elenco, é bem grande e com variações. É o ideal? Entendo que não, mas gosto de opções, de saídas, por isso o tamanho (e pode aumentar). Ótimo foi ver o presidente tirando o escorpião e começando a colocar grana dele.

Condições de ótima temporada? Concordo. Mas pra acesso pra Jupiler League, já entendo como bem complicado.

Abraço e valeu por comentar.

Em 06/05/2019 at 11:58, PedroJr14 disse:

Algumas boas contratações, o elenco é vasto e variado, isso é bom na parte da quantidade de opções que você pode ter, mas isso pode se virar contra você já que alguns jogadores podem acabar insatisfeitos se não jogarem o quanto querem. Espero que você consiga domar esse elenco.

Boa sorte na sequência.

Sim, caro @PedroJr14, entendo que podem acontecer problemas no elenco, mas estou conseguindo lidar com isso. Um fator que pesa a meu favor é que o elenco é bem jovem, logo ninguém pede tanto assim. Acho que tenho condições de segurar o ímpeto do pessoal.

Abraço e muito obrigado pelo comentário.

Em 06/05/2019 at 12:13, Neynaocai disse:

Proximus Carioca League cada vez mais evidenciando a formação dos cartolas fluminenses. Ficarei preocupado se ouvir alguém dizendo que tem experiência em gerenciamento de futebol na Bélgica hahaha

No campo, hora de afirmação pra uma galerinha aí. E quem sabe já não garante uma vaga na EURO. Já pensou subir e já com dinheiro?

@Neynaocai, deixa eu explicar um negócio aqui: Ou é o acesso ou buscar a vaga para a Europa League. Os dois, NÃO! hahaha

Sobre a competição, concordo que é confusa, mas já joguei competições piores, vai por mim. hahahaha

Abraço e valeu pelo comentário.

Em 06/05/2019 at 15:26, marciof89 disse:

Que liga maluca. E eu achava a divisão principal maluca, mas isso daí é sacanagem até demais! HASHDUSAHDUSAHDUHASD

Bom, o elenco é interessante e acredito que tenha força pra permanecer. Subir vai ser complicado, até pq as regras são bem estranhas hahaha

Boa sorte!

@marciof89, e se eu te disser que já joguei competição pior.... E com save contado aqui na PM, você acredita? hahahahaha

Em relação ao elenco, concordo que possamos ter forças para permanecer, e as regras de acesso são praticamente proibitivas. ahahahha

Muito obrigado pelo comentário, um abraço!

2 horas atrás, Andreh68 disse:

ainda bem q eu ja tinha esquecido dessas regras. e ainda reclamam os estaduais. 

@Andreh68, eu já estou tranquilo dessas regras, rapaz. hahahaha Já joguei save aqui na PM com regras BEM PIORES que essa. hahahahaha

Mas é um regulamento bem confuso mesmo.

Abraço e valeu pelo comentário.

Share this post


Link to post
Share on other sites
CCSantos

CQIXx4H.jpg&key=802ee1b30b5147010d7e24db

Uma catarse

Enfim, começamos a Proximus League! Vamos conferir o que aconteceu no turno do primeiro 'torneio curto'. De quebra, ainda temos a Cofidis Cup. Vamos lá!

67Ug7tw.jpg&key=f7dc93c27e0dedeb8053d7c1

Estreamos contra o Lommel United, jogando no Rocourt lotado, com expectativa de um bom resultado, e conseguimos fazer o esperado.

Com boa atuação de Boadu, que sofreu o pênalti que Audoor cobrou e fez o dele, nossa equipe teve a tranquilidade para bater os visitantes. Gharti Magar foi mal e Borahsasar fez em três minutos o 3ºgol, que serviu para sacramentar uma boa vitória por 3 a 1.

Na segunda vitória veio o Lierse. Atuando fora de casa, era o primeiro grande teste do time e até fizemos um bom jogo, só que pecávamos nas finalizações.

No fim, um bom empate por 1 a 1 atuando longe de casa.

Depois, dois jogos em sequência em casa, contra Sint-Truidense e Saint-Gilloise.

Contra o Sint-Truidense, senti que não fizemos um jogo tão agudo, pressionando a equipe visitante, jogando nas cordas, por assim dizer.

No fim, mesmo acertando duas vezes a trave, o empate por 0 a 0 serviu como aviso que precisávamos melhorar.

Melhoria essa que veio no jogo seguinte, contra o Saint-Gilloise. Bina Lemba fez logo de casa, e isso obrigou o Saint-Gilloise a avançar, e eles conseguiram empatar com o artilheiro Bo van Essen, só que Boadu deixou novamente a equipe na frente.

Na etapa complementar, Gharti Magar fez o 3ºgol aos 30 minutos, nos dando uma sensacional calma para segurar o 3 a 1 e nos solidificar na parte alta da tabela.

wNocTTh.jpg

A partida seguinte foi contra o Roeselare, no menor gramado da Liga. Conseguimos fazer 1 a 0 com Gharti Magar, que enfim estava acordando para a temporada. Mas depois sofremos muita pressão por parte deles.

Acabamos cedendo o empate nos minutos finais, mas poderia ter sido bem pior do que o empate por 1 a 1.

Dái chegamos ao confronto contra o Beerschot-Wilrijk, novamente jogando fora de casa. A expectativa era de um jogo dominado por parte deles, e isso se concretizou.

A única chance no jogo foi de Gharti Magar, que fintou dois zagueiros, e obrigou boa defesa do goleiro, mas foi só. Quando estávamos caminhando para um empate, Druijf fez um belo chute da entrada da área, dando números finais ao confronto, com nossa primeira derrota na temporada. 1 a 0 para o time da casa.

TGPWwrh.jpg

Fechamos o turno contra o Lierse, em um outro jogo onde esperava pressão. Novamente isso aconteceu, mas foi menor do que eu esperava, tanto que gostei bastante do jogo.

Na etapa complementar, soltei o time, até mudando o comportamento de 'Controlar' para 'Atacante', e fui premiado com o gol da vitória marcado por Gharti Magar. Vitória simples, mais um 1 a 0, mas estávamos muito bem, obrigado.

89EDXrr.jpg

8j0GUyp.jpg&key=89545512c94c64a3b86588c3

Nossa estreia contra o Gand-Zeehaven foi um tanto quanto tensa, muito por conta do nosso ataque.

Após um primeiro tempo sem sal, conseguimos pressionar e abrir o marcador com o gol contra de Becker. Cinco minutos depois, foi a vez do estreante da noite Samjin (confira em transferências) dar números finais ao confronto com a vitória por 2 a 0.

NCsQEJr.jpg

Na 5ªEliminatória, enfrentamos uma camisa até de certa tradição na Bélgica, a do Harelbeke, mas conseguimos definir a partda em treze minutos, muito por conta do nervosismo deles.

Bom para a nossa equipe,que com dois gols de pênalti de Audoor e Bina Lemba, sacramentou nossa classificação por 3 a 0 e as pretensões da diretoria haviam sido cumpridas.

RLd0yWi.jpg

A fase de 16ªvos é onde basicamente entram os times da Jupiler Pro League, e nossa tabela nos colocou para enfrentar a maior surpresa daquela competição, o Eupen, que era cotado para a penúltima colocação, mas estava em 6º naquele momento.

O primeiro tempo foi bastante sonolento, o que era bom para nossa equipe. Queríamos um jogo travado sim, e assim fomos para o intervalo.

A partida seguia bastante travada, até que em um escanteio cobrado pelo saudita Mansour, "Seo" Jair Oosterlen fez 1 a 0 e as arquibancadas ficaram em delírio no Rocourt.

Depois disso, foi só pressão do Eupen, e nisso havia decidido colocar um cara que estava encostado, Yady Bangoura, no lugar de Gharti Magar, mal na partida. Eis que, aos 39 minutos, de tanto pressionar, com direito a bola na trave de Ladas, Haugan empata o jogo.

Pronto! Caiu o muro, ferrou! Mas durou só um minuto. Na saída de bola, Bina Lemba recebeu na ponta, escapou e cruzou. Bangoura subiu inteiro, pleno, voo a la Dadá Maravilha, para transformar um cenário de semi-velório em CATARSE, DELÍRIO, GLÓRIA. Liège 2 x 1 Eupen. A camisa pesou no final.

Estamos nas oitavas de final, na maior vitória sob o comando do Le 4. Inesquecível resultado.

tb3GDEs.jpg

Nosso adversário ainda não foi definido, mas deve ser outra equipe da Pro League. O sorteio será realizado durante o returno do 'primeiro torneio', e a partida, somente na metade de Dezembro, já com o 'segundo torneio' iniciado.

Como que vamos segurar a ansiedade até lá? Eu, sinceramente, não sei. Mas vamos curtir o momento.

5oArwIm.jpg

67Ug7tw.jpg&key=f7dc93c27e0dedeb8053d7c1

BWazgDP.jpg

h00ldrq.jpg&key=c8f1634fcb012b779826ae79

Nxuuoob.jpg&key=deb97423a7a04b24e3a02d53

Lzsbe68.jpg

Cumprimos nosso turno - a maioria tem oito partidas, pois houve um adiamento de partida contra o Cercle Brugge, por conta de jogadores do Liège sendo convocados para suas seleções - em uma ótima 3ªcolocação, a cinco do Beerschot, mas a uma boa margem de três pontos para o Saint-Gilloise.

Seria ótimo ficar fora dessa zona dos quatro últimos. Um detalhe interessante: Dos três primeiros, dois estavam no começo do save na Derde Klasse ou em divisão inferior a ela.

5GyioFF.jpg&key=0927cfe6e62dd9e6f71693a6

FtKdiLc.jpg

Acho que rodamos muito bem o elenco nestes primeiros jogos.
Destaque para o bom início de Audoor, que se tornou um reserva de luxo e Boadu.
De negativo? O péssimo início de Stephen Jackson.

68uC2XM.jpg&key=b30001cdbb7f38304e9b58c1

Vocês já notaram pelos jogos que tivemos reforços. Um reforço, em específico, e que é até bem conhecido do Liège.

Trata-se de Emiel Samjin. Lembra dele? Atacante do Geel na temporada passada, fez 22 gols, o atacante que, ao meu ver, foi o Jogador do Ano na Derde Klasse? Pois é, agora ele está conosco.

O Roeselare emprestou o atleta até o término dessa temporada. A tendência é que ainda acertemos com um ou até mesmo dois atacantes para, aí sim, fechar o elenco.

20150706-204504-NIKONPRO-13-DCA15071717.

2KuTv1y.jpg&key=cfafcf1797cb5ce23c689085

P1gPMG5.jpg

Estamos no vermelho por um valor bem menor do que nós esperávamos.
Leva em conta também o fato que somos a 2ºequipe que menos gasta em salários, ficando só abaixo do Sint-Truidense.

twdHG3k.jpg&key=7f02da5ee140ae7fc150f9f4

Ldz05hq.jpg

Teremos quatro jogos complicados fora de Liège, sobretudo o jogo contra o Cercle Brugge. Dos jogos em casa, em nosso radar fica a expectativa de atrapalhar as pretensões do Beerschot na última rodada do primeiro 'torneio curto'.

Acho que podemos fazer um bom papel nesse returno.

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Fez um início de campeonato bem satisfatório, já deixando claro que rebaixamento não deve ser uma preocupação. E a 5 pontos do líder, quem sabe? Quem saaaaaaabe...

A classificação na Cofidis Cup também é interessante, vai galgando aos poucos os passos pra chegar nas próximas fases, e é possível que passe de novo de fase. De lá em diante, o que vier é lucro.

Boa sorte! Acredito num bom returno.

EDIT:

Fiquei curioso pra saber que campeonato é mais zoneado que esse. hahahaha

Share this post


Link to post
Share on other sites
Neynaocai

AHHHHHHH, pera. O time não sobe e ganha como prêmio de consolação uma chance de ir pra Europa League? hahaha

Magar parece ter sentido a subida de divisão, ainda bem que vem reposição. Tomara que o Nepalense se recupere.

Cadê o neozelandês?

Share this post


Link to post
Share on other sites
DiogoHernandes

Passou muito bem pelo Eupen na Copa, e está tendo menos dificuldade do que eu esperaria na Proximus League por ser o segundo menor gasto com salários. Acredita que dá para beliscar um acesso já nesta temporada ou acha que em alguma hora o elenco barato vai cobrar seu preço?

Me estranha ver o Cercle Brugge tendo dificuldades na segunda divisão, sempre achei que eles era um time médio na primeira divisão belga.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • Tsuru
      By Tsuru
      Os celtas eram um conjunto de povos que ocupava grande parte do território da Europa por volta de 1.000 a.C., indo desde a atual Grã-Bretanha até o local onde hoje é a Turquia. Há muitas teorias sobre a origem e a expansão desses povos, mas é um período tão antigo que as raízes se perdem no tempo. É inclusive dessa época que surge a lenda do Rei Arthur, que teria liderado a resistência dos bretões celtas contra os romanos.
      Outro detalhe interessante é que, na cultura celta, "Brasil" era uma ilha mística situada em algum local do oceano, e a própria origem desse nome é céltica. Há quem acredite que os povos antigos já conheciam a origem do Brasil e que foram eles que introduziram, na cultura popular europeia, a informação de que existiam terras além mar cheias de riquezas e animais exóticos. Esse detalhe eu não sabia e quem compartilhou a informação foi o @Inner Logic.
      Entre outras coisas que se sabe concretamente, é notório que os celtas veneravam a natureza e que, entre seus pares, existiam os druidas, pessoas encarregadas das tarefas de aconselhamento, ensino, orientações filosóficas e jurídicas, e rituais religiosos. 
      Entre os druidas famosos, reais ou imaginários, estão o lendário Merlin e o Panoramix, que preparava a poção mágica do Asterix. E essa figura do druida sempre fascinou este que vos fala, o que levou a pesquisar mais sobre a cultura em questão e sobre sua história.
      Descobri, inclusive, que hoje existem seis nações apontadas como “célticas originais”, por manterem traços culturais ou de linguagem desse povo - País de Gales, Escócia, Irlanda, Bretanha (no norte da França), Cornualha (sul da Inglaterra) e Isle of Man (entre a Inglaterra e a Irlanda). Há ainda outras regiões onde a influência celta é considerada forte, como o Norte de Portugal, as regiões da Galícia e Astúrias na Espanha, e a antiga Gália (atuais França, Bélgica e norte da Itália). E há ainda territórios ocupados por antigas tribos celtas onde pouco se sabe sobre o legado deixado por eles, como o sul da Alemanha/Áustria e diversos países do Leste Europeu.
      No futebol, talvez a influência mais clara desses povos seja o Celtic FC da Escócia, batizado com objetivo de propagar o orgulho que os fundadores tinham dessa origem.
      Já havia lido sobre a liga de futebol do País de Gales e sentido bastante vontade de experimentá-la, talvez porque seja um país muito associado aos druidas. E a ideia se complementou com a descoberta das nações célticas.
      Assim, narrarei a carreira de Drew Johnson, um treinador galês fictício sem qualquer experiência, apelidado de “O Druida” por ser um adepto do Neodruidismo.
      A jornada se iniciará na terra natal de Johnson, uma vila de 7 mil habitantes chamada Cefn Mawr (se lê "Kevin Maur"), localizada no condado de Wrexham.

       


       


      Carreguei todas as nações celtas “originais”, algumas delas representadas pelo país onde se situam, e escolhi outras para representar os territórios com forte influência céltica. 
      Na database original do FM, a liga galesa só tem a Welsh Premier League, a elite do futebol local; para dar um pouco mais de emoção, ativei a segunda divisão através do update do Classen.
      Foi necessário deixar alguns países de fora - por exemplo, Itália, Alemanha e Áustria - até porque não sei se meu notebook aguentaria o tranco. Só para garantir, diminuí a qualidade gráfica e tirei as animações, aparentemente o jogo está rodando sem problemas.
      Acho que, no geral, ficou bem representativo e com boas opções de progressão de carreira.
       

       
      Conquistar pelo menos um título por cada país onde passar; Conquistar um título invicto; Conquistar, em uma temporada, todos os títulos em disputa; Vencer a Liga dos Campeões da Europa; Vencer a Copa do Mundo; Me divertir.
       
       
      Nunca pedir demissão no meio de uma temporada;
      Se receber uma proposta e estiver empregado, priorizar a assinatura de novos contratos para o início da temporada seguinte, fazendo o máximo possível para não abandonar nenhum clube durante uma competição.
       
    • Henrique M.
      By Henrique M.
      Geralmente quando se fala em reforços para nossas equipes, buscamos sempre o melhor para a nossa equipe, não importando a nacionalidade. Se é uma boa contratação e o clube é capaz de arcar com financeiramente com ela, muitas vezes é uma decisão simples e direta, buscar a contratação e esperar os frutos serem colhidos ao longo da temporada. Essa é uma filosofia que tende a dar certo em qualquer nível do FM, mas ao jogarmos em divisões inferiores ou em ligas com uma reputação bem menor do que os grandes palcos europeus, esse tipo de abordagem traz consequências financeiras.
      A tendência quando jogamos em países estabelecidos e que o dinheiro flui tranquilamente, é não se preocupar com essa tipo de questão, mas em certos saves pode ser a diferença a longo prazo de uma equipe bem-sucedida ou então de algumas dificuldades ao longo do caminho. Infelizmente, o FM ainda não consegue lidar com os impactos financeiros em certos níveis de futebol praticados pelo globo, sempre tratando essas questões de uma maneira unidimensional. Se não tem dinheiro, o clube vai se afundando em dívidas e é vendido ou socorrido por uma diretoria injetando dinheiro. Não tem jogadores descontente porquê a equipe não tem dinheiro para pagar seus salários, não tem jogador querendo sair porquê tem medo do futuro da equipe.
      A decisão de se preocupar ou não com isso cabe ao jogador e sendo um jogador novo, casual, veterano ou hardcore, tudo depende do que queremos num save que criamos. Um save curto provavelmente não se beneficiaria de nada que vai ser falado aqui, mas essa é a beleza do Football Manager: milhares de jogadores que enxergam o jogo de milhares de maneiras diferentes. Esse texto é voltado para aqueles que gostam dos desafios das ligas menos tradicionais e para aqueles que jogam sempre começando do nível mais baixo da pirâmide do país escolhido. Contudo, não deixa de existir lições importantes para qualquer jogador de FM.
      Com orçamentos reduzidos, a importância de se acertar no mercado de transferências é muito maior do que quando você tem espaço para manobrar e corrigir erros e muitas vezes, para dar uma maior profundidade no elenco, não há como trazer todo mundo que você quer ou deseja e tem que se preocupar com o que seu clube pode pagar e quanto um salário para aquele jogador fenomenal pode lhe custar ao longo da temporada, principalmente se a diretoria começar a barrar aquelas contratações que você precisa para equilibrar o time, porque o orçamento já superou o limite imposto.
      Um grande jogador ou três jogadores para equilibrar o elenco? Trazer dois ou três jogadores para desequilibrar e serem o diferencial ou balancear a equipe e ter um elenco coeso? Para quem está chegando num clube que luta contra o rebaixamento ou que está querendo diminuir a diferença entre ele e os clubes do topo da tabela, essas são questões importantes que são levantadas em toda pré-temporada, dependendo da situação em que sua equipe se encontra.
      Por que não ter os dois? Provavelmente aqueles 25 mil euros que sua diretoria lhe deu a mais no orçamento são o motivo. Você achou 2 jogadores perfeitos, mas vai ter que se contentar com reservas ruins ou até titulares meia-boca para realizar esse sonho. Ou então vai ter que engolir as dificuldades e trazer jogadores um pouco piores, mas você estava precisando de quantidade e não qualidade naquele momento.
      Em alguns países e divisões, existe uma solução que vai lhe ajudar a ter as duas coisas ao mesmo tempo. O livre trânsito de pessoas na União Europeia é lindo e maravilhoso e isso gerou consequências muito importantes na dinâmica do futebol, fazendo com que os grandes talentos estivessem nas grandes ligas. O FM consegue recriar isso e muitas vezes, um elenco tem mais jogadores estrangeiros do que locais.
      A solução é simples e é o título lá em cima: apostar em jogadores locais. Se pegarmos jogadores de reputação similar e nível técnico similar, provavelmente você será capaz de contratar o jogador do seu país pela metade do salário (ou até menos) do que um jogador estrangeiro. Obviamente que quando um jogador local tem uma reputação maior ou está, por exemplo, jogando em uma liga ou divisão bem mais interessante que a sua, essa diferença provavelmente não importará, mas em condições normais, o talento local sempre será mais barato que o estrangeiro.
      E com isso, você pode fazer as duas coisas ao mesmo tempo: ter vários jogadores que podem desequilibrar, enquanto equilibra o seu elenco, fazendo com que a qualidade vá aparecendo tanto no seu onze inicial quanto no seu banco de reservas. Para exemplificar, veja a situação abaixo:

      O zagueiro Álvaro Molina e o zagueiro Lee Desmond apresentam a mesma Capacidade Atual e o último tem um potencial um pouco maior do que o primeiro. A diferença é que Molina é espanhol e Desmond é irlandês. Porém, a variação nas exigências salarias dos dois é bem interessante, já que Desmond exigirá metade do salário que Molina está pedindo. Ou seja, eu reforçaria com qualidade minha equipe e ainda sobraria espaço no orçamento para que eu continuasse trabalhando no mercado de transferências.
      Agora vamos observar o fenômeno oposto, um talento estrangeiro que é muito melhor do que um talento local.

      Reece Mitchell é bem mais jogador do que Will Hayburst e sem sombras de dúvidas é uma escolha muito mais simples do que Will para reforçar o time, porém, levando em conta o exemplo de um aumento de apenas 25 mil euros no orçamento salarial, utilizado acima, ao tentar contratar Hayburst, eu gastaria ao menos 1/3 desse dinheiro apenas com o salário do jogador. E ainda vale lembrar que Desmond e Mitchell tem as mesmas avaliações de CA e PA pelos olheiros, mas aí a diferença salarial aumenta para quase o triplo.
      Esses casos são apenas exemplo que demonstram que é possível juntar qualidade e quantidade na hora de reforçar sua equipe no mercado de transferências, é só começar a se preocupar com a origem dos jogadores e isso pode ter uma grande diferença nos elencos que você monta. Você pode ter 5 Desmonds ou 2 Hayburst no seu elenco, basta apenas saber como proceder melhor no mercado de transferências e você será capaz de montar equipes de qualidades gastando muito menos dinheiro.
    • DiegoCosta7
      By DiegoCosta7
      Alguém sabe me dizer porquê o FM não baixa o conteudo selecionado da oficina para ele ? (Eu estou inscrito em varios conteúdos mas o fm não baixa todos eles ou só baixauma parte do conteúdo que estou inscrito. Porquê isso acontece ?
    • Henrique M.
      By Henrique M.
      Reflexões, ponderações e filosofias
      Antes de falar do save em si, queria aproveitar o espaço para fazer um desabafo. Parece que a cada novo FM que surge eu vou perdendo cada vez mais o contato que eu tinha com o jogo no passado, mas vejo alguns exemplos de pessoas na mesma faixa de idade, mesma faixa de afazeres ou até em faixa maiores, jogando e tendo a boa e velha conexão com o jogo. Não sei se posso culpar o jogo em si ou culpar o jogo com relação a mim. Poderia ser pessoal, mas recentemente venho me divertindo no Football Manager 2008 e poderia facilmente migrar para o Football Manager Touch, que foi minha grande empolgação com um save, tirando os playoffs de promoção com o Santarcangelo. Então acredito que o problema não é do jogo, nem da minha relação com o jogo. É do que eu quero ver acontecendo no jogo.
      Infelizmente eu escolhi um desafio que o jogo não estava disposto a aceitar nas minhas condições, era possível, mas eu precisava aceitar as condições que o jogo impunha e isso não era o suficiente, eu precisava de mais e não aguentava ver o resultado do que eu queria dentro de campo. Não ligo para derrotas, para os percalços, desde que eles ocorram com meu time atuando da maneira pela qual ele foi desenhado para atuar. Se eu me comprometo com a retranca, tenho que estar ciente do que ela causa, se eu me comprometo com o jogo ofensivo, tenho que estar ciente do que ele causa e assim por diante. A questão é que eu me comprometi com uma coisa diferente, que era o líbero, não era uma questão de tática, não era uma questão de estilo de jogo. Era uma questão de trazer uma função morta para o FM e fazê-la funcionar tanto defensivamente quanto ofensivamente, mas isso limitava meu estilo de jogo a ser puramente defensivo ou contra-ofensivo. E as equipes que tiveram grandes líberos ofensivos não jogavam exclusivamente assim e muitas poderiam ser descritas como equipes fluidas e ofensivas.
      Eu passei do estágio de querer ver um desafio impossível sendo feito por mim, passei do estágio de querer acumular títulos e fazer grandes saves em termos de troféus e vitórias. Tive um dos maiores prazeres no FM 2015 com uma equipe que ganhou 3 italianos em umas 15 temporadas, perdeu 2 vezes a Champions e até hoje sinto saudades desses momentos, pois ali eu não estava construindo a minha dinastia, ali eu estava construindo uma história em conjunto com um clube. Tinha aquele apego, tinha aquela paixão de transformar o mundo do futebol. E esse é um problema grande, não consigo fazer igual a maioria das pessoas e escolher um save simples, seguro e que seja factível de se encerrar. Eu quero o desafio de modificar a história, criar momentos que só o FM proporciona e isso acredito que vem dificultando o processo de jogar FM.
      Desafabo feito, hora de seguir adiante e tentar mais uma vez. Se falharmos, levantamos, sacudimos a poeira e tentamos de novo.
      Introdução
      No Football Manager 2014 eu tentei aquele desafio impossível, meu grande feito até hoje foi conquistar a Champions League com o Rangers da Escócia no FM 2012. Por isso, decidi apimentar as coisas e buscar o título da Champions League com outro clube britânico, só que dessa vez advindo da Irlanda. Foram lindas 12 temporadas com 10 títulos nacionais, 9 deles consecutivos e incontáveis títulos nas copas domésticas, transformando o Shamrock Rovers no maior vencedor de todas as competições irlandesas. Em nível continental, realizamos o feito que o Dundalk realizou nessa temporada, ao se tornar o primeiro clube irlandês a participar de uma fase de grupos de uma competição europeia e fomos além, chegamos até as oitavas-de-final da Champions em uma ocasião e participamos por 3 ou 4 vezes do mata-mata da Liga Europa. Porém, apesar de nunca sequer estar perto de alcançar o único objetivo do save, transformei o Shamrock Rovers, mas isso não foi o suficiente para alavancar o futebol irlandês e sem a alavancagem do futebol irlandês seria impossível chegar até o objetivo do save. Eu me frustrei com isso, encerrei o save, depois me arrependi, mas a decisão já estava feita. Contudo, nesse save desenvolvi jogadores, criei ícones e lendas do clube, inclusive consegui segurar uma gigante promessa irlandesa por mais de 10 temporadas na equipe, fazendo com que um jogador da base se tornasse um importante jogador da história da equipe. E eram essas pequenas coisas que seguravam o save, mas infelizmente, ele estaria fadado a nunca dar certo da maneira que eu gostaria.
      Por isso, no ano passado, o ggpofm traduziu e adaptou um texto sobre como tornar uma liga competitiva e eu decidi que era hora de tentar realizar o impossível novamente, porém eu incuti no erro de começar o jogo no FM 2014 e comparar as duas histórias e é óbvio que isso deu errado, pois eu me frustrava com o que ocorria e olhava e comparava com o que havia sido feito e me perguntava o que estava acontecendo e o que estava sendo feito de errado, até o ponto em que eu comecei a tentar emular as decisões do passado. Isso ruiu a tentativa.
      É hora de aprender com o passado e recomeçar um desafio diferente que é transformar uma liga com um desafio do passado, a busca do impossível. Sinceramente, espero que seja esse o combustível necessário, pois o fato de querer continuar participando ativamente da área me fez retornar rapidamente com uma história. Quando não estou contando um save, a atenção que dou a área é totalmente diferente e sinceramente, como é uma área que pulsa numa vibração interessante e revigorante, acho injusto comigo mesmo não estar aqui, mesmo que o preço seja mais uma história inacabada.
      Objetivo
      Conquistar a Champions League com o Shamrock Rovers Regras do save
      Se o jogador não serve mais para o Shamrock Rovers, a prioridade é repassá-lo para uma equipe irlandesa, mesmo que isso signifique aceitar uma oferta menor ou perder o jogador de graça. Não contratar destaques de outras equipes irlandesas. Buscar repatriar jogadores irlandeses de ligas estrangeiras. Buscar contratar jovens promessas de equipes irlandesas, com o propósito de acelerar a evolução do mesmo. Buscar antecipar a concorrência externa pelos principais jogadores da liga, evitando que jogadores de bom nível ou alto potencial saiam do país. (A única condição que permite contratar um jogador adversário que seja importante para o clube) Caso alguma nova necessidade vá surgindo, irei informar num post e adicionar aqui Histórico
      2017 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado na 1ª rodada qualificatória da Europa League
      2018 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado no Playoff dos campeões da Champions League, 4º lugar no Grupo K da Europa League
      2019 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Cup, 4º colocado no Grupo C da Champions League
      2020 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, eliminado na 3ª Qualificatória da Champions League e nos Playoffs da Europa League
      2021 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup e 4º colocado no Grupo C da Champions League
      2022 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º colocado no Grupo H da Champions League
      2023 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 2º colocado no Grupo J da Europa League
      2024 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup, eliminado nos 32-avos-de-final da Europa League e 3º colocado no grupo G da Champions League
      2025 - 2º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, eliminado nos 32-avos-de-final da Europa League e 4º colocado no grupo B da Champions League
      2026 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º colocado no Grupo L da Europa League
      2027 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup e 3º colocado no Grupo H da Champions League
      2028 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup e eliminado nas oitavas-de-final da Europa League e 3º colocado no Grupo E da Champions League
      2029 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado nos 32-avos de final da Europa League, 4º lugar no Grupo A da Champions League
      2030 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º lugar no Grupo C da Champions League
      2031 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup e 2º lugar no Grupo H da Champions League
      2032 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2031/2032  e 2º lugar no Grupo F da Champions League 2032/2033
      2033 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2032/2033 e 3º lugar no Grupo G da Champions League 2033/2034
      2034 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas quartas-de-final da Europa League 2033/2034 e 3º lugar no Grupo C da Champions League 2034/2035
      2035 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da Europa League 2034/2035, Campeão da Super Copa da UEFA 2035 e 1º lugar no Grupo H da Champions League 2035/2036
      2036 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2035/2036 e 3º lugar no Grupo E da Champions League 2036/2037
      2037 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, 4º lugar no grupo C da Champions League 2037/2038
      2038 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, 3º lugar no Grupo F da Champions League 2038/2039
      2039 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, 3º lugar no Grupo G da Champions League 2039/2040
      Histórico de posts
      Shamrock Rovers e Irlanda A primeira pré-temporada Algumas surpresas na tabela Liderança na Irlanda, decepção na Europa Vantagem é sempre importante A baciada fica para o meio do ano Uma temporada mais competitiva Irlanda x Escócia Celtic Park, Olympiyskyi, Vélodrome e King Power Stadium 3 contratações, 32 despedidas Enfim mediremos força com o Dundalk? Onde os outros perdem, nós vencemos Um empate que vale por duas temporadas e meia Em time que está ganhando não se mexe? Mais um voo solo? Dois patetas, as traves e um muro espanhol Em terra de irlandês, quem é Shamrock, é rei! As primeiras cifras em reforços Um começo de temporada inédito 166 convocações no elenco Os desafios financeiros da Irlanda Um estádio para chamar de nosso Alguém parará o Shamrock Rovers? Muita movimentação no Tallaght Uma Irlanda que dá trabalho O retorno do atacante solitário Falta embalar Uma chance inesperada Deem um pouco mais de crédito para a Liga Irlandesa Vendas milionárias Sentimos sua falta, O’Brien! Gribbinaldinho Fenômeno! A 5ª maior instituição da Irlanda Remodelagem tática A melhor campanha da história do primeiro turno Na perseguição do Cork City Verde é a cor da Irlanda Um vacilo milionário A melhor campanha da história do primeiro turno – Parte 2 Mais Irlanda na Europa Forde, por que faz isso comigo? Batemos a marca de 2 milhões Um carrossel verde e branco Simplesmente avassalador! Um péssimo ano para ser Bohemian Um mercado prolífico Um novo concorrente no horizonte? Eurocopa 2028 A solução que veio e que foi Chora, Allegri! Reaprendendo a jogar Tudo conforme o script Dinamo Zagreb A única vez foi em 2017 O bom filho a casa torna Uma máquina chamada Conor Wilson Copa do Mundo 2030 Maldito sorteio da Champions League Uma abordagem renovada Poxa, UCD! Um dia ruim por turno O doce aroma da elite europeia De pontas para volante Uma noite irlandesa em Londres As dificuldades de ser maior que a liga irlandesa Meus jogadores são de um material superior Que venha o Lyon! Teremos um campeonato!? Segue o líder! A gente bem que tentou, mas o Cork não quis! Regulamento debaixo do braço Faltaram apenas 6 minutos Mais uma vaga na Champions League! Dosharaithe E estamos de volta A estrada até aqui... Real Madrid x Shamrock Rovers Super Copa da UEFA Green Stadium Uma homenagem à Conor Wilson Começo claudicante, mas final esperado O fim de duas eras Sob nova direção A Airtricity Premier League é uma das 10 maiores da Europa 20 anos de Danny Green Um campeonato que ainda está em aberto Vexatório! O plano quinquenal Zero gols, zero derrotas Uma nova era para o Hoops Tinha um italiano no meio do caminho Uma insípida janela de transferências Um paredão azul Winner Winner Chicken Dinner Um quinquênio que durou dois anos Uma debandada do Green Stadium
    • IgorNatalino
      By IgorNatalino
      Estamos animados em apresentar a todos, a criação do tópico para os kits FC'12, um projeto do FM Slovakia, para a temporada 2018-2019.
      Para os que gostam do nosso estilo de kits, aqui ficarão todos os links úteis e atualizações sobre o lançamentos dos kits, principalmente os brasileiros feitos por mim; A ideia principal do tópico é entregar packs de qualidade para todos jogadores do FM.
      Gosta de acompanhar o desenvolvimento dos kits e saber quais estão sendo produzidos?
      Nos acompanhe no Facebook - https://www.facebook.com/groups/allstar.kitmakers/
      Parceiros:
      FM Slovakia - http://fmslovakia.com/

      Todos os Kits produzidos na temporada 2016-2017:
      http://fmslovakia.com/downloads/kitpacks/fc12-season-201617/
      Todos os Kits produzidos na temporada 2017-2018:
      http://fmslovakia.com/downloads/kitpacks/fc12-season-201718/
      Todos os Kits produzidos na temporada 2018-2019:
      https://fmslovakia.com/en/downloads/kitpacks/fc12-season-2018-19/
      Todos os Kits produzidos na temporada 2019-2020:
      https://fmslovakia.com/en/downloads/kitpacks/fc12-season-2019-20/

      Como instalar:
      Passo 1:
      Faça o download do pack e extraia usando Winrar ou 7-zip.
      Passo 2:
      Copie a pasta com os arquivos para:
      \Documents\Sports Interactive\Football Manager 2017\graphics\kits\
      p.s: Crie as pastas Graphics e Kits caso não existam.
      Passo 3:
      Abra o FM e vá em Preferências > Interface
      Marque "Recarregar Skin quando confirmar alterações nas preferências"
      Desmarque "Usar cache para reduzir o tempo de carregamento das telas"
       
      Qualquer dúvida, sugestão ou comentário, deixe sua postagem!

      Quer nos ajudar?
      Me contate para fazer parte do All Star Kitmakers.
×
×
  • Create New...