Jump to content
Sign in to follow this  
CCSantos

RFC Liège - Le Matricule 4 - Casa renovada (17/08)

Recommended Posts

CCSantos

CQIXx4H.jpg&key=802ee1b30b5147010d7e24db

Um início bem interessante

Chegamos a primeira parte da temporada, onde temos até uma sequência interessante. Vamos conferir os resultados?

67Ug7tw.jpg

Nossa estreia na temporada foi contra o Seraing United, jogando fora de casa. O time não assustou em nenhum momento a equipe da casa. Saímos atrás no placar, ainda fizemos o empate no gol contra de Jalo, mas eles conseguiram fazer o 2 a 1.

No fim, foi um justo resultado. Na sequência, três jogos denominados chave para a equipe, pelo fato de jogar em casa.

Começamos contra o Deinze, onde a partida foi muito equilibrada, mas decidimos na bola parada. Em escanteio de Boadu, Szalega apareceu se antecipando no primeiro pau para fazer a vitória do Liège.

Depois do gol, demos uma estabilizada e controlamos o ímpeto do adversário. Vitória importante no início da Derde Klasse.

hU7zmPm.jpg

Na sequência, jogamos contra o Sprimont Comblain, onde fizemos uma importante modificação no estilo de jogo, que estava como Atacante, coloquei como Controlar. Tivemos uma maior estabilidade, e abrimos 2 a 0 antes do intervalo, com Boadu e Bina Lemba.

Sofremos um gol no primeiro minuto do 2ºtempo, mas a equipe não se abateu e Gharti Magar, aproveitando cruzamento de Razzi, garantiu os três pontos.

Para fechar os jogos em casa, um jogo difícil contra o Geel, onde fomos pressionados durante boa parte do jogo. Ainda tivemos uma boa chance em um cruzamento de D'Ostillo, que Mboko perdeu na pequena área, mas saí satisfeito do que vi.

Para fechar a sequência de jogos, enfrentaríamos dois jogos fora de casa. Começando contra o Oudenaarde, onde soubemos fechar bem os espaços. Outro fator foi a entrada de Brulmann no time titular, ao lado de De Smet como volantes.

As bolas na trave que eles acertaram foram em cruzamentos, mas nossa equipe soube se fechar muito bem, e sair nos contra-golpes, e foi em um desses lances que Boadu encontrou Gharti Magar (que virou titular) que fez o gol da vitória.

vI9xnKj.jpg

No último jogo, enfrentamos o Olympic Charleroi, onde não tomamos conhecimento do adversário e fizemos 3 a 0 em 20 minutos. Um dos gols de Gharti Magar foi com assstência do goleiro Ladas, pra se ter uma ideia. Esse resultado nos deu calmaria e levamos os outros 70 minutos em banho-maria, sabendo que estávamos levando os três pontos para Liège.

8j0GUyp.jpg&key=89545512c94c64a3b86588c3

Na Cofidis Cup, tivemos uma estreia boa contra o Sint-Eloois, que havia nos eliminado no ano passado.

Quem apareceu bem nesse jogo foi Bina Lemba, que entrava no lugar de Dufer (lesionado) como titular. Fez o dele no início e deu a assistência para Gharti Magar garantir a vaga para a 5ªeliminatória e cumprir as pretensões da diretoria.

7g5DHGF.jpg

Na fase seguinte, demos o azar de enfrentar logo o Royal Antwerp. Se tivéssemos o equilibrio que achamos durante o início da Derde Klasse, teríamos até vencido o jogo, que foi bem parelho.

A falha de Szalega, que cometeu pênalti infantil que Biset converteu, nos custou a eliminação na competição. Mas já serviria como uma prévia de que nossa equipe estava em um bom caminho.

EYOeOR6.jpg

67Ug7tw.jpg

eIHe2hv.jpg

rmeQMNO.jpg&key=137e8490d24cb57d06340ec9

Nxuuoob.jpg

556E7GR.jpg

Uma liderança bem surpreendente a nossa.
Com um certo equilibrio defensivo, conseguimos assumir a ponta da Derde Klasse, de forma isolada, mas não vamos nos animar ainda.
A meta continua sendo a manutenção. Tivemos uma sequência de jogos que nos favoreceu, mas sabemos que é só o início.

5GyioFF.jpg

g6hoNny.jpg

Bina Lemba e Gharti Magar podem ser os grandes destaques, mas aponto outros quatro jogadores que estão em bom momento:
De Smet: O defensor dá uma estabilidade grande na função de volante;
Brulmans: Desde o momento que ele entrou na equipe, o passe melhorou, as oportunidades surgiram com mais facilidade e não sofremos nenhum gol.
Razzi: Uma revelação. Aproveitou a lesão de Beridze e vem crecendo jogo-a-jogo. Ótimo destaque.
Ladas: O goleiro grego vem sendo um bom destaque da equipe, com defesas importantes.

2KuTv1y.jpg

qndk0f2.jpg

Não era pra ser diferente.
Mesmo com o orçamento de salários respeitado, temos o 2ºmaior gasto de salários da temporada, abaixo apenas do Royal Antwerp.
E a tendência é de queda progressiva das finanças.

twdHG3k.jpg

8gZP8nf.jpg

Uma dura sequência, com quatro jogos fora de casa.
Temos o dever de vencer do Tienen, que já perdeu de 9 e 11 a 0.
Nos outros jogos, paradas complicadíssimas contra Virton (2º), Royal Antwerp (6º) e Dessel (4º).
Vigor (8º) e Dender (9º) são jogos mais parelhos.
É nesse momento que vamos decidir se vamos nos mobilizar apenas para a manutenção, ou se vamos almejar coisas maiores na temporada.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tsuru

Os nomes de alguns clubes e jogadores são bem curiosos hehehe

A campanha é boa e acho que dá pra sonhar com uma briga pela subida, até pelo desempenho atual do time.

Share this post


Link to post
Share on other sites
CCSantos

wS4iixj.jpg

Em 09/04/2019 at 13:10, Tsuru disse:

Os nomes de alguns clubes e jogadores são bem curiosos hehehe

A campanha é boa e acho que dá pra sonhar com uma briga pela subida, até pelo desempenho atual do time.

Olá @Tsuru, o motivo dos nomes serem distintos é que, tem nomes que são ligados ao inglês, nomes que são ligados ao francês e nomes que são ligados ao holandês, que são as línguas oficiais da Bélgica.

Sobre a campanha, ainda estamos no início, prefiro não prospectar nada lá pra frente, mas que é um início bom, isso é fato.

Abraço pra ti, e obrigado por acompanhar.

Share this post


Link to post
Share on other sites
CCSantos

CQIXx4H.jpg&key=802ee1b30b5147010d7e24db

Defesa segura garante vitórias

Chegamos a segunda parte da temporada. Estamos na parte alta. Será que conseguimos nos manter por lá?

67Ug7tw.jpg&key=f7dc93c27e0dedeb8053d7c1

Nosso primeiro jogo foi contra o Virton, jogando em casa. Era um confronto chave pois ele estava na parte alta da tabela. Bru fez o gol ainda no 1ºtempo, e nossa equipe foi pressionada durante parte do tempo.

No fim, a derrota doeu, mas foi bem justa pelo que demonstramos, jogando no Rocourt.

UTVx3Fl.jpg

Na sequência (literalmente, pois o Virton foi adiado a nosso pedido, por conta da presença de atletas nas seleções), enfrentamos o Vigor, e não jogamos bem de novo, mas a culpa da derrota foi literalmente minha.

Até que buscávamos bem o jogo, mas avancei a equipe nos dez minutos finais, buscando a vitória nos últimos minutos, mas tomamos o gol aos 41' do 2ºtempo. Derrota do time? Não.
Derrota causada por mim? Seguramente.

O terceiro jogo tinha mais cara de amistoso, pois enfrentaríamos o lanterna Tienen, que já tinha perdido de 11 e 9 a 0.

Não tivemos outra atuação boa, e 'só' fizemos 2 a 0, com gols de Gharti Magar e Dufer, que aproveitava um descanso (leia-se geladeira) que dava ao instável Boadu.

Mas o importante era o jogo contra o Royal Antwerp. Não digo nem pelo fato de ser o Le Matricule 1 vs Le Matricule 4, mas pelo momento vivido por ambas as equipes, com instabilidade no campeonato. Os dois times com maiores gastos de salários na Derde Klasse estavam fora dos quatro primeiros.

O jogo em si foi bastante parelho, com chances de ambos os lados, bola na trave de Bina Lemba, Ladas trabalhando bastante, e a partida sendo definida na bola parada. Em escanteio de Brulmann, Audoor sobe no segundo pau e tira do alcance do goleiro. Vitória importantíssima sobre um possível rival direto. Nós estávamos neste momento na 7ºcolocação, e subimos pra 5º com essa vitória.

UcqvLWb.jpg

Após essa grande vitória em casa, dois compromissos fora, contra Dender e Dessel. No primeiro confronto, nós literalmente sobrevivemos, pois mesmo sendo uma das melhores defesas da competição, era um time bastante ofensivo.

Em um lindo contra-golpe, Gharti Magar encontrou Bina Lemba livre que tirou do alcance do goleiro, uma aula de contra-golpe. Depois do gol foi só pressão no 1ºtempo, mas na etapa complementar, conseguimos igualar as forças e sair com três importantíssimos pontos.

ChTzcKU.jpg

O último jogo da sequência era contra o melhor ataque, mas também a 3ªpior defesa, que era do Dessel. O jogo em si foi chato, com poucas chances.

Nossa equipe estava desfalcada de atletas que estavam atuando por seleções, casos de Beridze (Geórgia) e Gharti Magar (Nepal, por sinal, devo perder ele durante parte de Dezembro, devido a Copa do Sul Asiático), e coloquei Mouhine no lugar do nepalês e ele rendeu. D'Ostillo, importante na equipe, aproveitou lance de Bina Lemba para ampliar.

Eles ainda diminuíram em uma linda cobrança de falta de Smet, mas não conseguiram o empate, também por conta de uma segura atuação de Ladas. Ótima vitória por 2 a 1 que nos isolava e praticamente tirava a possibilidade de queda para as divisões regionais.

67Ug7tw.jpg&key=f7dc93c27e0dedeb8053d7c1

20uM8va.jpg

rmeQMNO.jpg&key=137e8490d24cb57d06340ec9

Nxuuoob.jpg&key=deb97423a7a04b24e3a02d53

vg91jFd.jpg

Com uma defesa bastante estável, sendo a melhor da competição, com média de só 0,5 gol sofrido/partida, nossa equipe está na vice-liderança, atrás somente do Seraing United, que teve uma incrível série de seis vitórias seguidas, saindo da distante 10ªcolocação para a ponta da Derde Klasse.

A decepção, obviamente é o Royal Antwerp, que está só a três pontos do play-out para as ligas regionais.

5GyioFF.jpg&key=0927cfe6e62dd9e6f71693a6

XJqcWYh.jpg

O ataque deu uma diminuída, e os destaques ficam na parte defensiva, com Szalega, Audoor, mas sobretudo, De Smet sendo os pilares da equipe. Ladas manteve o bom momento na equipe, mesmo com a concorrência de Matheus e Matrievics, que vem atuando no time sub-19.

Diakho foi embora da equipe, devido a divergências com o treinador do Coxyde.

2KuTv1y.jpg&key=cfafcf1797cb5ce23c689085

nqZwgKs.jpg

Nem me preocupo demais com as finanças, pois sei que vão ficar no vermelho, ao menos nessa temporada, infelizmente.

68uC2XM.jpg&key=b30001cdbb7f38304e9b58c1

Tivemos a chegada de três atletas na equipe (dois deles já jogaram) durante o período - estavam sem clube, logo a chegada deles era autorizada - e vocês vão ver quem são. Dois são meias e um é atacante.

Começando pelos meias. Nicolas Pagliarini é belga e atuou em uma partida na seleção sub20 do País. Estava no Montpellier, quando fora dispiensado.

Outro meia que chegou, este com passagem pelo Saint-Etienne é o iraquiano Ahmad Allée, de 21 anos. O atleta já possui 13 convocações pela seleção principal de seu País. Também teve passagem pelo Rennes.

fiche-stade-rennais-2015-2016-ahmad-alle

Para fechar, para compensar a saída de Diakho, chega o guineense Yady Bangoura, que atuava no Clermont Foot. Centroavante de 21 anos, teve quatro jogos na seleção de base, com três gols marcados.

11-08-2018_Portait-Officiel__-1-5.jpg

UvY6VVv.jpg&key=26b2c84e623bdaeec29eff72

Completei minha primeira qualificação, a Nacional C. A tendência é que demoremos para fazer as outras, devido a situação financeira da equipe. Este é o meu perfil neste momento.

WGnUyma.jpg

twdHG3k.jpg&key=7f02da5ee140ae7fc150f9f4

kgMttOr.jpg

Sequência decisiva de partidas que unem o final do turno e o início do returno. Destaque para as partidas contra Hasselt (3º) e Seraing United (1º), ambos atuando no Rocourt, o segundo abrindo o returno.

Outros jogos perigosos são contra Patro Eisden (9º, mas com tendência de alta), Royal Star (6º) e Deinze (8º). O único jogo mais 'tranquilo' será contra o Sprimont Comblain (13º), que luta para evitar o play-out.

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Começou mal, se equivocou na segunda partida, mas depois conseguiu encontrar o caminho das vitórias, engatando logo 4 de uma vez. E as contratações foram boas também, acredito que esse time aí vá dar liga, se tudo correr bem.

Boa sorte !

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

esquece essa parada de manutenção. O mínimo é o playoff de promoção, pena que só sobe um.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Neynaocai

Um time que é a cara da Bélgica, com inúmeras nacionalidades.

Bom trabalho até aqui, boa sorte na sequência!

Não consigo abrir imgur por aqui, então fico meio sem ter o que falar haahaha

Share this post


Link to post
Share on other sites
CCSantos

wS4iixj.jpg&key=b2ac83cd2ef49ad63df1e095

Em 13/04/2019 at 14:00, marciof89 disse:

Começou mal, se equivocou na segunda partida, mas depois conseguiu encontrar o caminho das vitórias, engatando logo 4 de uma vez. E as contratações foram boas também, acredito que esse time aí vá dar liga, se tudo correr bem.

Boa sorte !

Valeu @marciof89, realmente me equivoquei no jogo contra o Vigor, mas é aquilo: Você tenta o acerto o tempo todo, mas tem horas que dá ruim. Sobre a sequência, muito importante para nos dar calma no restante da temporada. Vamos ver o que nos espera.

Abraço e valeu por acompanhar.

Em 14/04/2019 at 18:27, Andreh68 disse:

esquece essa parada de manutenção. O mínimo é o playoff de promoção, pena que só sobe um.

Tô começando a acreditar nesse tipo de coisa, viu @Andreh68. O time vem em um bom momento.

Abraço, muito obrigado por comentar e acompanhar.

Em 16/04/2019 at 11:39, Neynaocai disse:

Um time que é a cara da Bélgica, com inúmeras nacionalidades.

Bom trabalho até aqui, boa sorte na sequência!

Não consigo abrir imgur por aqui, então fico meio sem ter o que falar haahaha

Pois é, rapaz... Muitas nacionalidades mesmo! Não buscava 100% isso, mas como abro buscando atletas com experiências em seleções principais e de base, aí aparecem estes jogadores mesmo, @Neynaocai.

Realmente, nosso momento é bom, vamos conferir o que nos espera lá na frente.

Abraço, muitíssimo obrigado por comentar, rapaz. (o Imagus não te ajuda nessa, rapaz? É só botar a seta em cima da imagem linkada que ela abre)

Share this post


Link to post
Share on other sites
CCSantos

CQIXx4H.jpg&key=802ee1b30b5147010d7e24db

Para se afirmar

Chegamos a terceira parte da temporada. Chegamos em um momento decisivo, onde vamos decidir para que lado vamos: A manutenção somente ou buscamos algo maior? Vamos acompanhar!

67Ug7tw.jpg&key=f7dc93c27e0dedeb8053d7c1

Nosso primeiro jogo foi contra o Hasselt e era um jogo que valia muito, já que era simplesmente um rival direto no pelotão de cima.

No jogo, soubemos controlar bem a equipe adversária e o gol de Gharti Magar aos 19 minutos nos deu uma calmaria. Com o avançar do jogo, sentimos que o Hasselt não conseguia nos ultrapassar e ficamos mais a vontade.

Mouhine, que entrou no lugar de Razzi, mal no jogo, garantiu de vez os três pontos.

ZGre7hq.jpg

Na sequência, um jogo um tanto quanto encardido. O Royal White Star buscava achar seu norte e nos complicou abrindo o marcador antes dos 15 minutos. Ainda tentaram mais, só que a defesa estava muito bem, após o gol sofrido.

Gharti Magar não estava bem, o tirei para colocar Bangoura e o togolês correspondeu, empatando o jogo. Não era o ideal, mas antes o empate por 1 a 1 que uma derrota, ainda mais sendo em casa.

O jogo seguinte era contra uma equipe com tendência de alta, o Patro Eisden, jogando fora.

Esse foi o típico jogo onde quem ganhasse o meio-campo levava, e nossa equipe se deu melhor. Boadu - num raro momento de bom futebol na temporada - abriu o marcador, eles ainda empataram no início do segundo tempo, só que o goleiro Janssen fez contra.

Com isso, conseguimos manter o jogo em nossas mãos. Gharti Magar aproveitou bem cruzamento de Bina Lemba e garantiu o 3 a 1 e os três importantes pontos.

A quarta partida era a mais importante de todas: Seraing United, no Rocourt. Um jogo esperadíssimo, pelo que a equipe visitante vinha jogando.

Foi um jogo muitíssimo bem jogado, com chances claras para ambos os times. O maior público no Rocourt só não viu o gol, mas sobrou emoção em uma partida que demonstrava uma coisa: Ambas as equipes tinham condições de ficar na fase final da Derde Klasse.

QjjTZXA.jpg

Depois, o adversário nos considerava arquirival, mas nós, não. O Sprimont Comblain buscava evitar uma briga com a parte baixa da tabela, e nós queríamos nos manter na alta.

O jogo em si foi chato e travado, principalmente após o gol de Beridze (que entrava na equipe no lugar de Razzi, ainda lesionado). O 1 a 0 ficou de ótimo tamanho pelo que foi o jogo.

Para fechar, o Deinze, outra equipe de meio de tabela pra cima. Talvez tenha sido a melhor exibição da equipe na liga.

Nós mantivemos uma importante estabilidade durante os 90 minutos, e não sofremos nenhum perigo de uma equipe que se descontrolou, sobretudo no segundo tempo. A expulsão de Janssens não foi pelo fato que ele cometeu o pênalti,mas sim por conta de reclamação com a arbitragem. Audoor e Bangoura trataram de dar números finais ao confronyo.

WJ7fNK4.jpg

67Ug7tw.jpg&key=f7dc93c27e0dedeb8053d7c1

tbJamwk.jpg

rmeQMNO.jpg&key=137e8490d24cb57d06340ec9

Nxuuoob.jpg&key=deb97423a7a04b24e3a02d53

CQLbruG.jpg

Sim, nós vamos brigar na parte alta da tabela.
Com essa sequência de partidas, conseguimos entrar de vez no bolo que pode, sim, conquistar o acesso para a Proximus League,a segunda divisão belga.

Já o Royal Antwerp...

5GyioFF.jpg&key=0927cfe6e62dd9e6f71693a6

w9gKxM7.jpg

Período bom de Gharti Magar que fez três gols, outro destaque é Bangoura, que já fez dois, isso sendo reserva do nepalês.
Defensivamente, mais um bom período do soberano De Smet, mesmo com o bom momento do experiente Audoor.

O lateral Sall foi embora a pedido do Coxyde, time que detém seu passe.

2KuTv1y.jpg&key=cfafcf1797cb5ce23c689085

sEgosLm.jpg

Já aviso que todos estão mal desse jeito, Ok?
Não é privilégio de minha parte somente.

68uC2XM.jpg&key=b30001cdbb7f38304e9b58c1

Tivemos uma chegada de oportunidades. Trata-se do defensor Jesse Edge, neo-zelandês de 22 anos e com 20 jogos na seleção principal. Atualmente, ele é titular dos All Whites, que quase conseguiram a classificação para a Copa 2018, perdendo o playoff para o Paraguai, na prorrogação.

edge-12.jpg

UvY6VVv.jpg&key=26b2c84e623bdaeec29eff72

Perdi o print, mas segue a informação: Contrato RENOVADO até 2019.

twdHG3k.jpg&key=7f02da5ee140ae7fc150f9f4

RuAdfO6.jpg

A obrigação aqui é 12 em 18 pontos possíveis.
Vamos enfrentar o líder e o 3ºcolocado fora de casa? SIM.
Mas vamos enfrentar o 13º, 14º, 15º e 16º colocados EM CASA.
Esse é o momento que temos que garantir a ida ao playoff do acesso.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tsuru

A sequência foi muito boa e o Liege segue em ascensão. Acho que vem mesmo a vaga para a segunda divisão (rimou!). E para melhorar, ainda renovou contrato, sempre uma segurança a mais.

Simpatizei bastante com o Royal White Star, eu costumo gostar de times que têm nome de estrela. Vai entender...

Boa sorte na continuação!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Neynaocai

Fazendo uma temporada excelente, deve confirmar o acesso tranquilamente. Quantos sobem?

Vai ter Haka nessa defesa. Coitados dos adversários hahaha

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

provavelmente ganhando esses 4 em casa ja consegue o objetivo, mas empatando os jogos fora e tirando 2 pontos dos concorrentes sacramenta o acesso.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

A equipe vai fazendo uma boa temporada, buscando os lugares mais altos da tabela. Parece que a jornada começará com o pé direito.

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

É rapaz, começou com o pé direito mesmo, vai fazendo uma ótima campanha rumo a segundona belga. Só não pode dar mole.

Vi que perguntaram mas tb fiquei curioso: quantos sobem?

Jesse Edge, PUTA CONTRATAÇÃO para o nível da equipe. Não sei se me empolguei demais, mas realmente gostei do cara.

Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
CCSantos

wS4iixj.jpg&key=b2ac83cd2ef49ad63df1e095

Em 18/04/2019 at 07:11, Tsuru disse:

A sequência foi muito boa e o Liege segue em ascensão. Acho que vem mesmo a vaga para a segunda divisão (rimou!). E para melhorar, ainda renovou contrato, sempre uma segurança a mais.

Simpatizei bastante com o Royal White Star, eu costumo gostar de times que têm nome de estrela. Vai entender...

Boa sorte na continuação!

Realmente, foi uma boa sequência a nossa, e temos uma próxima sequência bastante interessante, contra equipes da parte baixa da tabela. Temos a obrigação de fazer, pelo menos, 12 pontos, levando em conta o nível das equipes adversárias, @Tsuru. A renovação veio antes do esperado, contava com ela lá pra fase final da Derde Klasse.

O WS Bruxelles começa sem treinador no FM17, caso queira jogar com a equipe, fica sendo uma boa pedida! ?

Abraço e valeu por comentar!

Em 18/04/2019 at 08:59, Neynaocai disse:

Fazendo uma temporada excelente, deve confirmar o acesso tranquilamente. Quantos sobem?

Vai ter Haka nessa defesa. Coitados dos adversários hahaha

A temporada vem sendo excelente, muito acima do que esperava @Neynaocai. Sobre quantos subirem, eu te respondo no final da postagem.

Sobre o Edge, foi uma surpresa ter visto ele sem time e com um valor acessível. Coloquei pra teste e, realmente, pode nos ser bem útil durante a campanha.

Abraço e muito obrigado por comentar.

Em 18/04/2019 at 13:31, Andreh68 disse:

provavelmente ganhando esses 4 em casa ja consegue o objetivo, mas empatando os jogos fora e tirando 2 pontos dos concorrentes sacramenta o acesso.

Nananinanão, meu caro @Andreh68! O acesso para a Proximus League não é tão fácil assim. Lembre-se, estamos na Belgica.

Sobre a sequência, realmente ela é bem positiva para nós, mas precisamos cumprir com ela.

Abraço e valeu por participar por aqui.

Em 19/04/2019 at 16:32, Henrique M. disse:

A equipe vai fazendo uma boa temporada, buscando os lugares mais altos da tabela. Parece que a jornada começará com o pé direito.

Ainda tem muito chão, @Henrique M. , mas estou satisfeito pelo que a equipe vem produzindo sim. Entendo até que já começamos com o pé direito, pois nossa briga inicial era contra o descenso.

Vamos ver no que vai dar. Abraço e valeu por comentar por aqui.

Em 20/04/2019 at 21:01, marciof89 disse:

É rapaz, começou com o pé direito mesmo, vai fazendo uma ótima campanha rumo a segundona belga. Só não pode dar mole.

Vi que perguntaram mas tb fiquei curioso: quantos sobem?

Jesse Edge, PUTA CONTRATAÇÃO para o nível da equipe. Não sei se me empolguei demais, mas realmente gostei do cara.

Boa sorte!

@marciof89, estou bastante satisfeito com a forma que estamos jogando, impondo nosso jogo, e com isso, fazendo uma bela campanha na Derde Klasse, mas não tem nada definido.

Sobre o Edge, realmente é um ótimo zagueiro, está no mesmo patamar do De Smet (que venho tendo problemas para renovar seu empréstimo - ele não quer ficar) e do Audoor (contrato termina no fim da temporada, e não tá muito animado em ficar), o que faz com que a chegada dele seja muito, mas muito importante.

Por fim, respondendo a sua pergunta e a do @Neynaocai, vou responder em uma única frase:

SÓ SOBE O CAMPEÃO!

Aquela zona azul são dos quatro primeiros que vão para o playoff do acesso, não o acesso em si. Chegando lá, a pontuação será reduzida pela metade, e se a pontuação ficar 'quebrada' (39 dividido por 2 = 19,5, por exemplo), eles arredondam PRA CIMA. Daí, jogam mais seis pontos e quem ficar na frente, conquista o título e a vaga para a Proximus League. Em caso de empate nessa segunda pontuação, o desempate é a pontuação total nos 30 primeiros jogos (por exemplo: Um time que terminou, por exemplo, com 46 pontos - pontuação cravada - , leva vantagem de uma equipe que fez 45 na fase regular, mas que teve sua pontuação jogada pra cima na fase do playoff do acesso). Não há playoff contra equipes da Proximus League.

Neste momento, a situação no playoff do acesso para a Proximus League estaria assim:

Virton 21 pontos
Liege 20 pontos
Geel 18 pontos
Seraing 17 pontos

Resumindo: FALTA MUITO AINDA!

Abraço Marcio, bom trabalho aqui na PM, e muito obrigado por participar aqui.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
CCSantos

CQIXx4H.jpg&key=802ee1b30b5147010d7e24db

Mirando a ponta

Estamos chegando na parte final da Derde Klasse, onde nossa equipe precisa de bons resultados para ficar na parte alta da tabela. Vamos conferirse tudo ocorreu dentro do esperado?

67Ug7tw.jpg&key=f7dc93c27e0dedeb8053d7c1

Nosso primeiro jogo foi bem amarrado contra o Oudenaarde. A equipe buscava sair da zona vermelha, e vinha até em um momento interessante.

Felizmente, a nossa equipe não deu moleza para os visistantes e, com gols de Bina Lemba e Gharti Magar, vencemos por 2 a 0, jogando no Rocourt.

Na sequência, dois jogos fora de casa, contra equipes da parte alta. Começando pelo Geel. A equipe deles tem ótimos valores e, não a toa, está em 3º na tabela.

Fomos pressionados durante boa parte da tabela, mas conseguimos conter os ânimos dos mandantes, e saímos com um empate em 0 a 0.

Depois, o jogo mais esperado: Virton, jogando na região de Luxemburgo. O Virton possui uma equipe com uma mescla de franceses e belgas, mas Gharti Magar não ligou para isso e fez um golaço em um contra-ataque, ainda no 1ºtempo.

A segunda etapa foi bem parelha, com chances de ambos os lados, mas Arenate empatou a partida. Mesmo assim, o empate por 1 a 1 ficou de bom tamanho pelo que foi o jogo.

9OL10Bk.jpg

Pra fechar, três jogos sendo dois contra equipes praticamente rebaixadas. Começando pelo Olympic Charleroi, sendo que todas as partidas são no Rocourt.

Contra os Bulldogs, o jogo foi bem tranquilo, com Boadu e Gharti Magar deixando a equipe em um bom 2 a 0, e Bina Lemba fechando o placar por 3 a 0. Uma vitória segura.

Depois, o jogo mais tenso contra o Vigor Hamme, onde eles nos pressionaram durante boa parte da partida. Nem parecia que era uma equipe que lutava para evitar o rebaixamento.

Gharti Magar fez 1 a 0, mas Vandierendonck empatou na saída de bola. Nos últimos 25 minutos, tirei o nepalês, que estava mal mesmo tendo feito o gol do Liège, e coloquei Bangoura. Deu certo, e com um gol aos 43 do 2ºtempo, conseguimos sair de um buraco que estava difícil de escapar. 2 a 1 Liège, mas nos serviu como sinal de atenção.

NDcB2uK.jpg

Para fechar, enfrentamos o Tienen, onde entrei com uma formação mista, dado em vista o momento do adversário, já rebaixado e que tinha perdido todas as partidas.

O homem do jogo foi o iraquiano Ahmad Allée, que fez o primeiro e deu o passe para o segundo gol, marcado por Pagliarini. Bina Lemba, que entrou no 2ºtempo, garantiu o 3 a 0 e um dado curioso: Foi o 100º gol sofrido pelo Tienen na temporada. E ainda faltam seis partidas...

67Ug7tw.jpg&key=f7dc93c27e0dedeb8053d7c1

1GoTBBH.jpg

rmeQMNO.jpg&key=137e8490d24cb57d06340ec9

Nxuuoob.jpg&key=deb97423a7a04b24e3a02d53

UtpAyAi.jpg

Estamos com um pé e meio no playoff de acesso.
Abrimos distância ao lado do Virton, inclusive na pontuação no playoff do acesso, onde chegaríamos empatados, caso a liga terminasse agora.
A pontuação para o playoff de acesso estaria assim:

Virton 27
Liège 27 (perde no desempate)
Geel 23
Seraing 21

Já no descenso, Olympic Charleroi e Tienen já caíram. A terceira vaga tende a ficar entre Oudenaarde e Vigor Hamme. O Royal Antwerp parece que conseguiu se salvar.

5GyioFF.jpg&key=0927cfe6e62dd9e6f71693a6

PY1pzFO.jpg

Ótimo período de Gharti Magar, que vem sendo o atleta da temporada, ao lado de De Smet e Ladas. Honestamente, prefiro o Ladas, pois vem em um grande momento.

Daniel Lubunda foi devolvido ao Coxyde por (tenta descobrir!!!).... claro, treta com o treinador atual deles.

2KuTv1y.jpg&key=cfafcf1797cb5ce23c689085

zNIU0aJ.jpg

Financeiramente falando, um acesso não seria nada mal, muito pelo contrário. Quase 1M de Euros no vermelho. Mas é o preço de montar um time deles.

68uC2XM.jpg&key=b30001cdbb7f38304e9b58c1

Na última semana de transferências,tivemos uma chegada excelente. Estou falando do volante/meia croata Martin Selak, de 22 anos e atributos mentais sensacionais, ainda mais pra um jovem que nem ele. Fica emprestado sem custos ao Liège, vindo do Mouscron-Peruwelz.

B9710785612Z.1_20170112094126_000+GE48AJ

twdHG3k.jpg&key=7f02da5ee140ae7fc150f9f4

F5aFVss.jpg

Chegamos a fase final dos 30 jogos na Derde Klasse.
Em Liège, teremos jogos interessantes contra Dender (7º), Dessel (6º, mas é o melhor ataque da Liga) e Patro Eisden (12º). Todos bastante equilibrados.
Já fora de casa, os desafios serão maiores contra Royal Antwerp (11º), Hasselt (5º) e RWS Bruxelles (9º).
Três dos seis adversários buscam ir ao playoff do acesso, já dois podem chegar no 'modo férias'.
Apenas o Patro Eisden pode chegar mais preocupado em evitar o descenso, mas depende dos acontecimentos até a última rodada.
O importante é pontuar bastante, visando o playoff do acesso.

Share this post


Link to post
Share on other sites
PedroJr14

Há 6 jogos do fim, apenas 1 ponto separa o Liége da liderança. O time tem que manter o ritmo e não pode deixar a peteca cair, caso queira chegar ao final do campeonato no topo do pódio. Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tsuru

Um pontinho de diferença e uma boa distância para o Geel - o Liege está praticamente garantido nos playoffs e chega com grandes chances de título. O fim da temporada tem tudo para ser emocionante e, espero, com final feliz.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Neynaocai
4 horas atrás, CCSantos disse:

Aquela zona azul são dos quatro primeiros que vão para o playoff do acesso, não o acesso em si. Chegando lá, a pontuação será reduzida pela metade, e se a pontuação ficar 'quebrada' (39 dividido por 2 = 19,5, por exemplo), eles arredondam PRA CIMA. Daí, jogam mais seis pontos e quem ficar na frente, conquista o título e a vaga para a Proximus League. Em caso de empate nessa segunda pontuação, o desempate é a pontuação total nos 30 primeiros jogos (por exemplo: Um time que terminou, por exemplo, com 46 pontos - pontuação cravada - , leva vantagem de uma equipe que fez 45 na fase regular, mas que teve sua pontuação jogada pra cima na fase do playoff do acesso). Não há playoff contra equipes da Proximus League.

Resumindo, o Campeonato Carioca nem é tão bagunçado/complicado assim hahaha

O quarto lugar chega treze pontos a menos, mas pode ser campeão dependendo dos resultado no play-off

Share this post


Link to post
Share on other sites
Felipe Soares

Campeonato Carioca? Que regulamento maluco, haha. 

Comecei a acompanhar agora o save, na Bélgica não existem restrições à quantidade de estrangeiros? 
O acesso vai ser crucial mesmo pra salvar as finanças. Os acionistas estão malucos, kkk

Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

Humm... Pior que fez os pontos pedidos mas o Virton segurou as pontas e se manteve no topo. Talvez o playoff seja a salvação do Liege.

Share this post


Link to post
Share on other sites
beto7

Um único ponto te separa da primeira colocação. Se a equipe voar nesses últimos confrontos quem sabe o título não venha. 

Boa sorte! 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
CCSantos

wS4iixj.jpg&key=b2ac83cd2ef49ad63df1e095

23 horas atrás, PedroJr14 disse:

Há 6 jogos do fim, apenas 1 ponto separa o Liége da liderança. O time tem que manter o ritmo e não pode deixar a peteca cair, caso queira chegar ao final do campeonato no topo do pódio. Boa sorte!

Sim @PedroJr14. Mas lembremos que ainda teremos o playoff do acesso, onde as equipes começam com a metade dos pontos da classificação geral, não é de todo garantido. hahahaha Vamos ver o que me espera nesses jogos finais.

Abraço e valeu por comentar aqui.

23 horas atrás, Tsuru disse:

Um pontinho de diferença e uma boa distância para o Geel - o Liege está praticamente garantido nos playoffs e chega com grandes chances de título. O fim da temporada tem tudo para ser emocionante e, espero, com final feliz.

Felizmente já estamos nos playoffs, @Tsuru, mas não podemos tirar o pé. O importante neste momento é pontuar bastante, para chegar no playoff do acesso, onde a pontuação diminui pela metade em boas condições. Acho que vai ficar entre a gente, o Virton e, correndo por fora, o Geel. São os melhores times do campeonato, mas não dou nada garantido.

Abraço e muito obrigado por participar.

22 horas atrás, Neynaocai disse:

Resumindo, o Campeonato Carioca nem é tão bagunçado/complicado assim hahaha

O quarto lugar chega treze pontos a menos, mas pode ser campeão dependendo dos resultado no play-off

Sinceramente não achei tão complicado assim, @Neynaocai. Na realidade esse tipo de regulamento já ocorre em outras ligas europeias, casos da Liga Búlgara e acontecia também na Liga Polonesa. Na primeira divisão também existe este regulamento. Agora, espera ver o regulamento da Proximus League, caso a gente suba de divisão.

Aí você vai ver o que é zona mesmo. hahahaha

Abraço e valeu por comentar, nobre.

22 horas atrás, Felipe Soares disse:

Campeonato Carioca? Que regulamento maluco, haha. 

Comecei a acompanhar agora o save, na Bélgica não existem restrições à quantidade de estrangeiros? 
O acesso vai ser crucial mesmo pra salvar as finanças. Os acionistas estão malucos, kkk

Boa sorte!

Olá @Felipe Soares, seja muito bem-vindo!

Sobre as restrições, elas não ocorreram neste momento. Os limitadores na divisão são dois: Limite de 7 atletas com contrato parcial (é uma divisão meio profissional, meio amadora, lembremos) e três atletas sub-21 entre os relacionados, além de somente 4 reservas, como acontece em alguns lugares do Reino Unido. Mas como a Bélgica faz parte da UE, boa parte do elenco possui dupla nacionalidade, logo não é entrave.

Já sobre a parte financeira, é um problema de toda a Bélgica, não a toa diversas equipes do cenário local desapareceram, devido a falta de grana. Triste isso.

Abraço, e valeu pelo comentário.

18 horas atrás, Andreh68 disse:

Humm... Pior que fez os pontos pedidos mas o Virton segurou as pontas e se manteve no topo. Talvez o playoff seja a salvação do Liege.

Pois é @Andreh68, os caras são bons também, sempre me dificultaram. Vai ser uma parada duríssima enfrentar eles, por isso não dou nada de garantido. Melhor esperar para conferir.

Abraço, e muito obrigado pela participação sempre presente aqui.

2 horas atrás, beto7 disse:

Um único ponto te separa da primeira colocação. Se a equipe voar nesses últimos confrontos quem sabe o título não venha. 

Boa sorte!

 

Como disse pro @PedroJr14: CALMA! Ainda temos o playoff do acesso. Ainda teremos mais seis partidas, e ainda não tem absolutamente nada definido na disputa. O importante é conseguir ficar entre os quatro, e ter um bom cenário para este playoff, rapaz.

Abraço, e valeu por seu comentário aqui.

Share this post


Link to post
Share on other sites
CCSantos

CQIXx4H.jpg&key=802ee1b30b5147010d7e24db

Pegou a bola e botou embaixo do braço!

Chegamos aos seis últimos compromissos válidos pela Classificação Geral da Derde Klasse. Vamos conferir se a equipe conseguiu bons resultados ou não. Bora!

67Ug7tw.jpg&key=f7dc93c27e0dedeb8053d7c1

Começamos com um duro compromisso contra o Royal Antwerp, no confronto dos mais antigos da Bélgica. Nesse jogo eu preciso dizer com orgulho: EU QUE GANHEI ESSE JOGO! Vou explicar.

Nossa equipe começou mal e dois atletas destoavam disso: Boadu e Mboko, ambos "desinteressados". Esse estado, pra mim, é o pior deles. Tenho o hábito de tirar automaticamente jogadores que estejam assim. Foi o que fiz com Mboko, após ver o gol de Dierckx surgir em sua lateral. Entrou Edge. No intervalo, decidi ousar ainda mais, queimando as outras duas alterações e mudando de vez a formação da equipe, de um 4-2-3-1 para um 4-2-4, com as entradas de Janssen e Bangoura no lugar de Boadu e Allée.

AS MUDANÇAS SURTIRAM EFEITO QUASE QUE IMEDIATO. Janssen, não muito acostumado com gols, fez dois, virando o jogo. Bangoura fez 3 a 1, Owusu diminuiu, mas Bangoura fez o 4ºgol, dando números finais ao confronto. Outro destaque foi Gharti Magar, que deu assistência para OS QUATRO GOLS. O próprio jornal destacou: "Uma vitória histórica." Bem isso mesmo.

FIuXy76.jpg

Depois, enfrentamos o Dender onde buscávamos manter a rédea curta sobre o Virton, jogando no Rocourt.

Com um jogo muito bem controlado, muito por conta do gol de Gharti Magar no início do jogo, soubemos garantir mais três pontos com uma simples vitória por 1 a 0. O fato importante foi que garantimos nossa ida ao playoff de acesso com esta vitória em casa.

O jogo seguinte foi contra o Hasselt, jogando fora de casa. Sinceramente não foi aquele enorme jogo interessante.

Soubemos jogar, e poderíamos até mesmo vencer o jogo, mas ficou mesmo no 0 a 0.

Depois, era um compromisso em casa, contra o Dessel. Nessa partida, foi um tempo de cada time.

Chegamos a fazer 2 a 0, com Bina Lemba e Gharti Magar, mas eles conseguiram empatar a partida. Ficou um gostinho amargo pelo que foi o jogo, mas, tendo em vista que eles dominaram a etapa complementar, o empate em 2 a 2 saiu de bom tamanho.

Nosso penúltimo compromisso, o último fora de Liège, jogando contra o RWS Bruxelles, enfrentamos uma equipe que tinha bons destaques individuais, mas no coletivo, pecava bastante.

Praticamente decidimos o jogo com os belos gols de Boadu e Ghart Magar, que saíram em sequência. Orly anda diminuiu pra eles, mas Boadu, de pênalti e Bangoura, que entrou no segundo tempo no lugar de Magar, que vinha jogando mal, mesmo com o gol, nos deram enorme tranquilidade. Um 4 a 1 para lavar a alma.

PJqtAbn.jpg

Para fechar, o Patro Eisden, já despreocupado em relação ao descenso - havia se garantido na penúltima rodada - mas buscando se despedir com uma vitória, jogando fora de casa.

A dupla Boadu-Gharti Magar funcionou bem nesta partida: Duas assistências do ganês, dois gols do nepalês. Ainda tomamos um susto, mas saímos com a vitória por 2 a 1. E ainda tivemos sorte: O Deinze venceu o Virton na última rodada, o que nos deixou na ponta da tabela, três pontos na frente da equipe da região de Luxemburgo.

67Ug7tw.jpg&key=f7dc93c27e0dedeb8053d7c1

Fly2dIz.jpg

rmeQMNO.jpg&key=137e8490d24cb57d06340ec9

Nxuuoob.jpg&key=deb97423a7a04b24e3a02d53

cQzkOWT.jpg

Fizemos 67 pontos contra 64 do Virton e conseguimos ficar na ponta. Longe de ser o melhor ataque, mas sendo uma das melhores defesas, nossa equipe soube manter uma enome sequência de partidas sem perder.

O Vigor Hamme foi rebaixado na última rodada, e só um adendo sobre o Royal Antwerp na penúltima rodada, quando abriu três pontos para o Oudenaarde.

Com estes resultados, a tabela do playoff de acesso ficou assim:

lh1cZQA.jpg

Ao contrário do que acontece, a pontuação foi jogada PARA BAIXO, não PARA CIMA, como ocorre na realidade. Logo temos somente um ponto de vantagem para o Virton.

aNgegS2.jpg

Já no playoff do rebaixamento, o Oudenaarde terá camisas pesadas pela frente: Berchem Sport, Molenbeek e Royal Cappellen serão seus adversários. Só o campeão fica na Derde Klasse.

5GyioFF.jpg&key=0927cfe6e62dd9e6f71693a6

B8hCEdB.jpg

Gharti Magar foi o maior destaque do período, com cinco gols e quatro assistências (todas na mesma partida), o nepalês simplesmente pegou a bola, botou embaixo do braço e passou a decidir sozinho.
Importante momento do jogador ex-Anderlecht na temporada.

2KuTv1y.jpg&key=cfafcf1797cb5ce23c689085

Q18pqh3.jpg

Chegamos a 1M de dívida! Realmente, não há muito o que fazer neste momento, mas, ao menos, o retorno vai acontecendo.

UvY6VVv.jpg&key=26b2c84e623bdaeec29eff72

Tivemos nossa primeira fornada, mas ela não foi lá muito interessante, logo não preferi não dar destaques.
Mas nossos 'cinzinhas' fizeram bem o papel e conquistaram o título da categoria juniores, com três rodadas de antecedência.

Além disso, contratamos como Diretor das Categorias de Base o ex-atacante do Liverpool Sinama-Pongolle, recem-aposentado do Chainat.

twdHG3k.jpg&key=7f02da5ee140ae7fc150f9f4

Ry6aYGo.jpg

CHEGOU A HORA!
Estes serão os últimos seis compromissos pela Derde Klasse, já com uma decisão contra o Virton, jogando fora de casa. Nossa possibilidade de acesso passa DIRETAMENTE pelos quatro primeiros jogos, pois vamos jogar três deles fora de casa.
Se vamos conseguir subir ou não, só o tempo dirá.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Neynaocai

Marlon Luking correu 100 quilometros a mais que o restante. Jogou todos os jogos?

Que homem esse nepales.

O Charleroi e o Tienen precisam urgentemente rever seus interesses em ser clube de futebol.

Marlon Luking correu 100 quilometros a mais que o restante. Jogou todos os jogos?

Que homem esse nepales.

O Charleroi e o Tienen precisam urgentemente rever seus interesses em ser clube de futebol.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • Tsuru
      By Tsuru
      Os celtas eram um conjunto de povos que ocupava grande parte do território da Europa por volta de 1.000 a.C., indo desde a atual Grã-Bretanha até o local onde hoje é a Turquia. Há muitas teorias sobre a origem e a expansão desses povos, mas é um período tão antigo que as raízes se perdem no tempo. É inclusive dessa época que surge a lenda do Rei Arthur, que teria liderado a resistência dos bretões celtas contra os romanos.
      Outro detalhe interessante é que, na cultura celta, "Brasil" era uma ilha mística situada em algum local do oceano, e a própria origem desse nome é céltica. Há quem acredite que os povos antigos já conheciam a origem do Brasil e que foram eles que introduziram, na cultura popular europeia, a informação de que existiam terras além mar cheias de riquezas e animais exóticos. Esse detalhe eu não sabia e quem compartilhou a informação foi o @Inner Logic.
      Entre outras coisas que se sabe concretamente, é notório que os celtas veneravam a natureza e que, entre seus pares, existiam os druidas, pessoas encarregadas das tarefas de aconselhamento, ensino, orientações filosóficas e jurídicas, e rituais religiosos. 
      Entre os druidas famosos, reais ou imaginários, estão o lendário Merlin e o Panoramix, que preparava a poção mágica do Asterix. E essa figura do druida sempre fascinou este que vos fala, o que levou a pesquisar mais sobre a cultura em questão e sobre sua história.
      Descobri, inclusive, que hoje existem seis nações apontadas como “célticas originais”, por manterem traços culturais ou de linguagem desse povo - País de Gales, Escócia, Irlanda, Bretanha (no norte da França), Cornualha (sul da Inglaterra) e Isle of Man (entre a Inglaterra e a Irlanda). Há ainda outras regiões onde a influência celta é considerada forte, como o Norte de Portugal, as regiões da Galícia e Astúrias na Espanha, e a antiga Gália (atuais França, Bélgica e norte da Itália). E há ainda territórios ocupados por antigas tribos celtas onde pouco se sabe sobre o legado deixado por eles, como o sul da Alemanha/Áustria e diversos países do Leste Europeu.
      No futebol, talvez a influência mais clara desses povos seja o Celtic FC da Escócia, batizado com objetivo de propagar o orgulho que os fundadores tinham dessa origem.
      Já havia lido sobre a liga de futebol do País de Gales e sentido bastante vontade de experimentá-la, talvez porque seja um país muito associado aos druidas. E a ideia se complementou com a descoberta das nações célticas.
      Assim, narrarei a carreira de Drew Johnson, um treinador galês fictício sem qualquer experiência, apelidado de “O Druida” por ser um adepto do Neodruidismo.
      A jornada se iniciará na terra natal de Johnson, uma vila de 7 mil habitantes chamada Cefn Mawr (se lê "Kevin Maur"), localizada no condado de Wrexham.

       


       


      Carreguei todas as nações celtas “originais”, algumas delas representadas pelo país onde se situam, e escolhi outras para representar os territórios com forte influência céltica. 
      Na database original do FM, a liga galesa só tem a Welsh Premier League, a elite do futebol local; para dar um pouco mais de emoção, ativei a segunda divisão através do update do Classen.
      Foi necessário deixar alguns países de fora - por exemplo, Itália, Alemanha e Áustria - até porque não sei se meu notebook aguentaria o tranco. Só para garantir, diminuí a qualidade gráfica e tirei as animações, aparentemente o jogo está rodando sem problemas.
      Acho que, no geral, ficou bem representativo e com boas opções de progressão de carreira.
       

       
      Conquistar pelo menos um título por cada país onde passar País de Gales Inglaterra - National League (Forest Green Rovers)
        Conquistar um título invicto; Conquistar, em uma temporada, todos os títulos em disputa; Vencer a Liga dos Campeões da Europa; Vencer a Copa do Mundo; Me divertir.
       
       
      Nunca pedir demissão no meio de uma temporada;
      Se receber uma proposta e estiver empregado, priorizar a assinatura de novos contratos para o início da temporada seguinte, fazendo o máximo possível para não abandonar nenhum clube durante uma competição.
       
    • Henrique M.
      By Henrique M.
      Reflexões, ponderações e filosofias
      Antes de falar do save em si, queria aproveitar o espaço para fazer um desabafo. Parece que a cada novo FM que surge eu vou perdendo cada vez mais o contato que eu tinha com o jogo no passado, mas vejo alguns exemplos de pessoas na mesma faixa de idade, mesma faixa de afazeres ou até em faixa maiores, jogando e tendo a boa e velha conexão com o jogo. Não sei se posso culpar o jogo em si ou culpar o jogo com relação a mim. Poderia ser pessoal, mas recentemente venho me divertindo no Football Manager 2008 e poderia facilmente migrar para o Football Manager Touch, que foi minha grande empolgação com um save, tirando os playoffs de promoção com o Santarcangelo. Então acredito que o problema não é do jogo, nem da minha relação com o jogo. É do que eu quero ver acontecendo no jogo.
      Infelizmente eu escolhi um desafio que o jogo não estava disposto a aceitar nas minhas condições, era possível, mas eu precisava aceitar as condições que o jogo impunha e isso não era o suficiente, eu precisava de mais e não aguentava ver o resultado do que eu queria dentro de campo. Não ligo para derrotas, para os percalços, desde que eles ocorram com meu time atuando da maneira pela qual ele foi desenhado para atuar. Se eu me comprometo com a retranca, tenho que estar ciente do que ela causa, se eu me comprometo com o jogo ofensivo, tenho que estar ciente do que ele causa e assim por diante. A questão é que eu me comprometi com uma coisa diferente, que era o líbero, não era uma questão de tática, não era uma questão de estilo de jogo. Era uma questão de trazer uma função morta para o FM e fazê-la funcionar tanto defensivamente quanto ofensivamente, mas isso limitava meu estilo de jogo a ser puramente defensivo ou contra-ofensivo. E as equipes que tiveram grandes líberos ofensivos não jogavam exclusivamente assim e muitas poderiam ser descritas como equipes fluidas e ofensivas.
      Eu passei do estágio de querer ver um desafio impossível sendo feito por mim, passei do estágio de querer acumular títulos e fazer grandes saves em termos de troféus e vitórias. Tive um dos maiores prazeres no FM 2015 com uma equipe que ganhou 3 italianos em umas 15 temporadas, perdeu 2 vezes a Champions e até hoje sinto saudades desses momentos, pois ali eu não estava construindo a minha dinastia, ali eu estava construindo uma história em conjunto com um clube. Tinha aquele apego, tinha aquela paixão de transformar o mundo do futebol. E esse é um problema grande, não consigo fazer igual a maioria das pessoas e escolher um save simples, seguro e que seja factível de se encerrar. Eu quero o desafio de modificar a história, criar momentos que só o FM proporciona e isso acredito que vem dificultando o processo de jogar FM.
      Desafabo feito, hora de seguir adiante e tentar mais uma vez. Se falharmos, levantamos, sacudimos a poeira e tentamos de novo.
      Introdução
      No Football Manager 2014 eu tentei aquele desafio impossível, meu grande feito até hoje foi conquistar a Champions League com o Rangers da Escócia no FM 2012. Por isso, decidi apimentar as coisas e buscar o título da Champions League com outro clube britânico, só que dessa vez advindo da Irlanda. Foram lindas 12 temporadas com 10 títulos nacionais, 9 deles consecutivos e incontáveis títulos nas copas domésticas, transformando o Shamrock Rovers no maior vencedor de todas as competições irlandesas. Em nível continental, realizamos o feito que o Dundalk realizou nessa temporada, ao se tornar o primeiro clube irlandês a participar de uma fase de grupos de uma competição europeia e fomos além, chegamos até as oitavas-de-final da Champions em uma ocasião e participamos por 3 ou 4 vezes do mata-mata da Liga Europa. Porém, apesar de nunca sequer estar perto de alcançar o único objetivo do save, transformei o Shamrock Rovers, mas isso não foi o suficiente para alavancar o futebol irlandês e sem a alavancagem do futebol irlandês seria impossível chegar até o objetivo do save. Eu me frustrei com isso, encerrei o save, depois me arrependi, mas a decisão já estava feita. Contudo, nesse save desenvolvi jogadores, criei ícones e lendas do clube, inclusive consegui segurar uma gigante promessa irlandesa por mais de 10 temporadas na equipe, fazendo com que um jogador da base se tornasse um importante jogador da história da equipe. E eram essas pequenas coisas que seguravam o save, mas infelizmente, ele estaria fadado a nunca dar certo da maneira que eu gostaria.
      Por isso, no ano passado, o ggpofm traduziu e adaptou um texto sobre como tornar uma liga competitiva e eu decidi que era hora de tentar realizar o impossível novamente, porém eu incuti no erro de começar o jogo no FM 2014 e comparar as duas histórias e é óbvio que isso deu errado, pois eu me frustrava com o que ocorria e olhava e comparava com o que havia sido feito e me perguntava o que estava acontecendo e o que estava sendo feito de errado, até o ponto em que eu comecei a tentar emular as decisões do passado. Isso ruiu a tentativa.
      É hora de aprender com o passado e recomeçar um desafio diferente que é transformar uma liga com um desafio do passado, a busca do impossível. Sinceramente, espero que seja esse o combustível necessário, pois o fato de querer continuar participando ativamente da área me fez retornar rapidamente com uma história. Quando não estou contando um save, a atenção que dou a área é totalmente diferente e sinceramente, como é uma área que pulsa numa vibração interessante e revigorante, acho injusto comigo mesmo não estar aqui, mesmo que o preço seja mais uma história inacabada.
      Objetivo
      Conquistar a Champions League com o Shamrock Rovers Regras do save
      Se o jogador não serve mais para o Shamrock Rovers, a prioridade é repassá-lo para uma equipe irlandesa, mesmo que isso signifique aceitar uma oferta menor ou perder o jogador de graça. Não contratar destaques de outras equipes irlandesas. Buscar repatriar jogadores irlandeses de ligas estrangeiras. Buscar contratar jovens promessas de equipes irlandesas, com o propósito de acelerar a evolução do mesmo. Buscar antecipar a concorrência externa pelos principais jogadores da liga, evitando que jogadores de bom nível ou alto potencial saiam do país. (A única condição que permite contratar um jogador adversário que seja importante para o clube) Caso alguma nova necessidade vá surgindo, irei informar num post e adicionar aqui Histórico
      2017 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado na 1ª rodada qualificatória da Europa League
      2018 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado no Playoff dos campeões da Champions League, 4º lugar no Grupo K da Europa League
      2019 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Cup, 4º colocado no Grupo C da Champions League
      2020 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, eliminado na 3ª Qualificatória da Champions League e nos Playoffs da Europa League
      2021 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup e 4º colocado no Grupo C da Champions League
      2022 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º colocado no Grupo H da Champions League
      2023 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 2º colocado no Grupo J da Europa League
      2024 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup, eliminado nos 32-avos-de-final da Europa League e 3º colocado no grupo G da Champions League
      2025 - 2º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, eliminado nos 32-avos-de-final da Europa League e 4º colocado no grupo B da Champions League
      2026 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º colocado no Grupo L da Europa League
      2027 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup e 3º colocado no Grupo H da Champions League
      2028 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup e eliminado nas oitavas-de-final da Europa League e 3º colocado no Grupo E da Champions League
      2029 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado nos 32-avos de final da Europa League, 4º lugar no Grupo A da Champions League
      2030 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º lugar no Grupo C da Champions League
      2031 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup e 2º lugar no Grupo H da Champions League
      2032 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2031/2032  e 2º lugar no Grupo F da Champions League 2032/2033
      2033 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2032/2033 e 3º lugar no Grupo G da Champions League 2033/2034
      2034 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas quartas-de-final da Europa League 2033/2034 e 3º lugar no Grupo C da Champions League 2034/2035
      2035 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da Europa League 2034/2035, Campeão da Super Copa da UEFA 2035 e 1º lugar no Grupo H da Champions League 2035/2036
      2036 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2035/2036 e 3º lugar no Grupo E da Champions League 2036/2037
      2037 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Europa League 2036/2037, 4º lugar no grupo C da Champions League 2037/2038
      2038 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, 3º lugar no Grupo F da Champions League 2038/2039
      2039 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Europa League 2038/2039, 3º lugar no Grupo G da Champions League 2039/2040
      2040 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Europa League 2039/2040, 1º lugar no Grupo G da Europa League 2040/2041
      Histórico de posts
      Shamrock Rovers e Irlanda A primeira pré-temporada Algumas surpresas na tabela Liderança na Irlanda, decepção na Europa Vantagem é sempre importante A baciada fica para o meio do ano Uma temporada mais competitiva Irlanda x Escócia Celtic Park, Olympiyskyi, Vélodrome e King Power Stadium 3 contratações, 32 despedidas Enfim mediremos força com o Dundalk? Onde os outros perdem, nós vencemos Um empate que vale por duas temporadas e meia Em time que está ganhando não se mexe? Mais um voo solo? Dois patetas, as traves e um muro espanhol Em terra de irlandês, quem é Shamrock, é rei! As primeiras cifras em reforços Um começo de temporada inédito 166 convocações no elenco Os desafios financeiros da Irlanda Um estádio para chamar de nosso Alguém parará o Shamrock Rovers? Muita movimentação no Tallaght Uma Irlanda que dá trabalho O retorno do atacante solitário Falta embalar Uma chance inesperada Deem um pouco mais de crédito para a Liga Irlandesa Vendas milionárias Sentimos sua falta, O’Brien! Gribbinaldinho Fenômeno! A 5ª maior instituição da Irlanda Remodelagem tática A melhor campanha da história do primeiro turno Na perseguição do Cork City Verde é a cor da Irlanda Um vacilo milionário A melhor campanha da história do primeiro turno – Parte 2 Mais Irlanda na Europa Forde, por que faz isso comigo? Batemos a marca de 2 milhões Um carrossel verde e branco Simplesmente avassalador! Um péssimo ano para ser Bohemian Um mercado prolífico Um novo concorrente no horizonte? Eurocopa 2028 A solução que veio e que foi Chora, Allegri! Reaprendendo a jogar Tudo conforme o script Dinamo Zagreb A única vez foi em 2017 O bom filho a casa torna Uma máquina chamada Conor Wilson Copa do Mundo 2030 Maldito sorteio da Champions League Uma abordagem renovada Poxa, UCD! Um dia ruim por turno O doce aroma da elite europeia De pontas para volante Uma noite irlandesa em Londres As dificuldades de ser maior que a liga irlandesa Meus jogadores são de um material superior Que venha o Lyon! Teremos um campeonato!? Segue o líder! A gente bem que tentou, mas o Cork não quis! Regulamento debaixo do braço Faltaram apenas 6 minutos Mais uma vaga na Champions League! Dosharaithe E estamos de volta A estrada até aqui... Real Madrid x Shamrock Rovers Super Copa da UEFA Green Stadium Uma homenagem à Conor Wilson Começo claudicante, mas final esperado O fim de duas eras Sob nova direção A Airtricity Premier League é uma das 10 maiores da Europa 20 anos de Danny Green Um campeonato que ainda está em aberto Vexatório! O plano quinquenal Zero gols, zero derrotas Uma nova era para o Hoops Tinha um italiano no meio do caminho Uma insípida janela de transferências Um paredão azul Winner Winner Chicken Dinner Um quinquênio que durou dois anos Uma debandada do Green Stadium A lei do ex é terrível Em meio a Euro 40, Hoops quebram recordes Dois pênaltis, dois destinos Um pardal verde Queria contra-atacar como a máquina
    • PedroJr14
      By PedroJr14
      Real Racing Club Santander, S.A.D.
      O clube da cidade de Santander teve sucesso relativo na Espanha, mantendo-se na primeira divisão do país em 15 das 16 temporadas entre 1996/97 e 2011/2012, só não esteve presente em 2001/02. Em todas essas temporadas em La Liga, o Racing superou a décima posição apenas uma vez, quando terminou em sexto na temporada 2007/08, ganhando assim a vaga continental. Los Verdiblancos terminaram em quarto, num grupo que continha Twente, Manchester City, Schalke e PSG, perdendo apenas um jogo e vencendo o Manchester City, que terminou na liderança do grupo. Conseguiram se manter na liga principal até 2011/12, quando começou a cair sucessivamente até chegar à Terceira Divisão, 2 anos mais tarde. O clube ensaiou uma reação em 2014/15, quando conseguiu o acesso para a Segunda Divisão, mas logo caiu de volta e até o presente não mais saiu de lá.

      O Racing Santander manda seus jogos no folclórico estádio El Sardinero, que tem capacidade para pouco mais de 22 mil espectadores. Entre os nomes que desfilaram por esse aconchegante estádio vestindo a camisa do Racing, estão: Felipe Melo (Palmeiras), Henrique (Corinthians), Ezequiel Garay (Valencia), Yossi Benayoun (ex-Chelsea e Liverpool), Giovanni Dos Santos (LA Galaxy), Sérgio Canales (ex-Real Madrid), Marcos Alonso (ex-Barcelona e A. Madrid, pai de Marcos Alonso do Chelsea) e Christian Stuani.

      Sem nunca ter conquistado um título de expressão, o Racing Santander caiu ao fundo do poço por causa de uma crise financeira e nunca mais conseguiu se reerguer. A saída do treinador Pedro Muntis para o Ponferradina e a falta de recursos para buscar um técnico fora de Santander, obrigaram o clube a promover o Técnico Marco Botín, que terá um contrato curto, de apenas 1 ano. O jovem treinador de 26 anos terá que provar o seu valor e o seu amor pelo clube da cidade.
       
      Objetivos
      [Secundários]
      - Subir de volta à La Liga
      - Ter um jogador convocado por uma seleção top 10 mundial
      - Fortalecer as estruturas das divisões de base do clube ao máximo
      - Ampliar o Sardinero
      - Transformar ao menos 3 jogadores contratados por mim em lendas do clube

      [Primários]
      - Terminar acima do décimo lugar em La Liga
      - Chegar a uma competição continental
      - Construir um novo estádio
      - Vencer uma competição de nível nacional 
      - Vencer uma competição intercontinental
      - Ser Campeão Mundial de Clubes
      - Tornar-se uma lenda no clube
       
    • IgorNatalino
      By IgorNatalino
      Estamos animados em apresentar a todos, a criação do tópico para os kits FC'12, um projeto do FM Slovakia, para a temporada 2018-2019.
      Para os que gostam do nosso estilo de kits, aqui ficarão todos os links úteis e atualizações sobre o lançamentos dos kits, principalmente os brasileiros feitos por mim; A ideia principal do tópico é entregar packs de qualidade para todos jogadores do FM.
      Gosta de acompanhar o desenvolvimento dos kits e saber quais estão sendo produzidos?
      Nos acompanhe no Facebook - https://www.facebook.com/groups/allstar.kitmakers/
      Parceiros:
      FM Slovakia - http://fmslovakia.com/

      Todos os Kits produzidos na temporada 2016-2017:
      http://fmslovakia.com/downloads/kitpacks/fc12-season-201617/
      Todos os Kits produzidos na temporada 2017-2018:
      http://fmslovakia.com/downloads/kitpacks/fc12-season-201718/
      Todos os Kits produzidos na temporada 2018-2019:
      https://fmslovakia.com/en/downloads/kitpacks/fc12-season-2018-19/
      Todos os Kits produzidos na temporada 2019-2020:
      https://fmslovakia.com/en/downloads/kitpacks/fc12-season-2019-20/

      Como instalar:
      Passo 1:
      Faça o download do pack e extraia usando Winrar ou 7-zip.
      Passo 2:
      Copie a pasta com os arquivos para:
      \Documents\Sports Interactive\Football Manager 201x\graphics\kits\
      p.s: Crie as pastas Graphics e Kits caso não existam.
      Passo 3:
      Abra o FM e vá em Preferências > Interface
      Marque "Recarregar Skin quando confirmar alterações nas preferências"
      Desmarque "Usar cache para reduzir o tempo de carregamento das telas"
      Tutoriais FC'12 (Inglês):
      Como criar kits com templates:
      https://www.youtube.com/watch?v=RDCOCkivnP4
      Como criar um template (Do zero):
      https://www.youtube.com/watch?v=up4P2sMZaus
      Política de Redistribuição:
      Para as pessoas que queiram disponibilizar packs em seus sites, vocês deveram linkar a respectiva página do pack oficial no FMSlovakia, não podendo ter seu próprio host do arquivo. Obrigado!
      FMSlovakia.com não como objetivo o lucro, só queremos ajudar a comunidade de Football Manager. Entretanto, considerando a quantidade de trabalho, um reconhecimento não seria de todo ruim, então obrigado em adianto por respeitar nosso trabalho e regras.
      ATENÇÃO
      O pack pertence ao seu criador, e ao site FMSlovakia.com. Disponível para quem quiser usar, mas apenas para uso pessoal . Os únicos links de downloads autorizados são no site oficial ou qualquer outro autorizado pelo autor. Ações legais poderão ser tomadas pelo autor.
      Gostou do nosso trabalho e esta disposto a doar uma pequena quantia?
      Sua doação será muito mais que bem vinda e garantirá o futuro do projeto.
      https://fmslovakia.com/donate/
      PS: Qualquer doação é destinada ao criador do projeto (Patres10) e ao site oficial FMSlovakia.
       
      Qualquer dúvida, sugestão ou comentário, deixe sua postagem!

      Quer nos ajudar?
      Me contate para fazer parte do All Star Kitmakers.
    • El Ligero
      By El Ligero
      Boa noite a todos! Retorno a esta área após algum tempo de reflexão depois de abandonar o Mogi Mirim por ter perdido a graça muito cedo. Espero que dessa vez eu consiga levar a história até o final.

      “Depois de cair na primeira fase da Copa do Rei e da Copa da Federação Espanhola, o Extremadura Unión Deportiva continuou sua odisséia de más atuações e chegou há 13 rodadas para o fim da Segunda División abrindo a zona de descenso para o quarto escalão do futebol espanhol.

      Desesperados, Los Azulgranas demitiram o técnico Juan Sabas e anunciaram até o final da época o antigo treinador das camadas jovens, um uruguaio de 38 anos chamado Viktor Tabárez. O sobrenome não é mera coincidência, Viktor é filho do técnico lendário da seleção do Uruguai Óscar Tabárez e tentará seguir os passos do seu pai.
      Com mais da metade da época transcorrida terá a ingrata missão de salvar o clube do descenso apesar das limitações técnicas e dos cofres vazios.”

×
×
  • Create New...