Jump to content
Darthz

Stefan Kovács: Legado dos Cárpatos [Março, Abril, Maio e Junho de 2021 - Objectivo: Permanência - atualizado a 11/05]

Recommended Posts

Vannces

A única preocupação é que esse Pucioasa está jogando bastante. Vê-se que eles venceram os últimos 5 jogos, uma sequência muito boa e não por acaso está na cola. Não pode dar mole nesse momento, pois um tropeço e eles encostam ou passam se mantiverem o rendimento. De qualquer forma, basta manter o foco e a tranquilidade. Boa sorte na sequência.

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

Está tudo bastante disputado e o Pucioasa vem forte atrás do Alexandria. A defesa e o ataque continuam entre os melhores do campeonato e as rodadas finais da temporada prometem muita emoção. Se o vice-líder mantiver o ritmo poderá ultrapassá-lo, mas será que ele consegue? E o Alexandria? Será que consegue evitar a perda de muitos pontos para manter a liderança?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Darthz
Em 10/03/2019 at 14:25, LC disse:

Vem indo muito bem na Liga, mas não pode dar espaço para má exibições, pois a diferença é muito pouca para os adversários. Boa sorte na sequência.

A diferença é pequena mesmo, e o final de temporada promete ser bem emocionante.

Em 10/03/2019 at 17:20, Andreh68 disse:

Bom se agora estas confiante eu fico preocupado :).

Mas sério tem uma boa campanha, mas sempre com alguém fungando na nuca. Como vc disse está tudo ainda aberto, mas tem boas chances de manter o ritmo, só não pode cochilar, passar por uma epidemia de contusões, essas coisas....

hehe, eu nunca consigo confiar muito com esta qualidade de jogadores, e mesmo sentindo que as coisas até vão bem, prefiro não me decepcionar. Temos feito jogos bons, mas o final de época promete.

Em 10/03/2019 at 21:44, marciof89 disse:

Quando vi a primeira atualização das 3 que não li, achei que o título já era possível. Agora acho mais ainda, apesar de estar tudo aberto. Por você ser técnico humano e pela divisão ser mt nivelada, acredito que você tenha vantagem sobre a máquina. A não ser que aconteça alguma coisa pelo caminho, acredito que venha coisa boa por ai.

Boa sorte!

O título tem muitas hipóteses de vir para o Alexandria, mas é necessário não escorregar. Eu acho que o factor "mais" da equipa tem sido a consistência defensiva, que tem feito com que soframos poucos golos.

Em 10/03/2019 at 23:23, Vannces disse:

A única preocupação é que esse Pucioasa está jogando bastante. Vê-se que eles venceram os últimos 5 jogos, uma sequência muito boa e não por acaso está na cola. Não pode dar mole nesse momento, pois um tropeço e eles encostam ou passam se mantiverem o rendimento. De qualquer forma, basta manter o foco e a tranquilidade. Boa sorte na sequência.

O Pucioasa vem forte mesmo, e essa é a razão porque eu não posso ainda contar com título nem com a promoção, já que nada está decidido. Vou tentar não colocar muita pressão nos jogadores e ver o que dá.

Em 11/03/2019 at 13:58, ggpofm disse:

Está tudo bastante disputado e o Pucioasa vem forte atrás do Alexandria. A defesa e o ataque continuam entre os melhores do campeonato e as rodadas finais da temporada prometem muita emoção. Se o vice-líder mantiver o ritmo poderá ultrapassá-lo, mas será que ele consegue? E o Alexandria? Será que consegue evitar a perda de muitos pontos para manter a liderança?

Eu continuo a dizer que se conseguirmos subir, vai ser graças à defesa e ao controlo da bola que temos tido, que no geral tem impedido os adversários de criarem muitas oportunidades de golo. Esperemos que eles não nos consigam ultrapassar, mas vai depender só de nós conseguirmos o título (e a subida) ou não.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Darthz

kovacsfinalcef1fd9e2f32209b.png

 

Temporada 2018/2019 

Outros Destaques - UEFA Champions League 2018/2019

O Liverpool venceu o Inter de Milão por três a um na final da Liga dos Campeões 2018/2019, e recuperou um título que não vencia desde 2005. O melhor marcador da competição foi o argentino Mauro Icardi, enquanto que Cristiano Ronaldo terminou com a melhor média da competição, com uma pontuação de 8,20.

Abril e Maio de 2019 -  Título da Seria III?

Surpreendentemente, o Alexandria chegava à ponta final da Liga III com grandes hipóteses de vencer a Seria III e subir de divisão. Depois de muita hesitação minha, e após um re-ínicio positivo, eu começava a acreditar na vitória final. Oito jogos eram o que separava o Alexandria da Liga II e, já que tínhamos desafiado as expectativas mais optimistas, eu queria garantir que terminávamos na primeira posição.

calmaio2019f13d2ae7e6e03689.png

A deslocação a casa do Voluntari II não correu bem, e perdemos por quatro a três. O equilíbrio imperou nos noventa minutos, mas a defesa dos visitantes esteve abaixo do esperado. Fiz alterações nesta zona do terreno, e a falta de rotinas fez com que isso se notasse no resultado final.

O Pucioasa tinha entrado para esta fase no segundo lugar, e a vitória do Alexandria por dois a um demonstrou a igualdade entre as duas equipas. Estivemos melhor que no jogo anterior, mas só conseguimos marcar no segundo tempo (duas vezes pelo jovem Barbalata). Se olharmos para as estatísticas, verificamos que o número de remates e cantos foi igual, e apenas existiu uma pequena diferença na classificação média.

Quatro pontos a mais no final do mês de Abril decorreram da vitória por um a zero sobre o Viitorul Domnesti e o empate a três com o Hermmanstadt II. Foi nesta partida com a equipa B do clube da cidade de Sibiu que senti verdadeiramente que subiríamos de divisão. Gostei da atitude da equipa, que nunca se rendeu, e mesmo quando esteve a perder, procurou sempre a baliza adversária. Quando o nosso guarda-redes defendeu uma bola para golo nos últimos minutos, senti que foi um “sinal” que já não perderíamos o título.

G3jLC_ETqfBI9saP1HylWSGo7CHuVWi7tU5pMrM49k2ul-cEc1R0JgxdVqr5Q4xJgps6XGQAmj9Qh7XJsEFo8juTEYmn69KgT7JxaoP0IS2SN-IU5aojYb88lzIGVMGPv_XhPfanypsReBgN9MkCHPx64Vc3HcpI3zPTW1nEQArC_NpkMwMTW3S6e5pGSajgU0DFXdHeL8_wNlq_SxAhyIh5gdDGJ_kmUiFsUeo3-FkmAFxULlmLNOHlGqW4rQgoinPtEnZAhSmQVrHo7tlaMo5QmrZr0Y2pIQ6mK2SAWASWof0oQMPOE4ps8YL2fifbR_L1KYbZgu-AOhGvvZHtRHsZ98MIFIUUHUhHFvdnTJ-NxjdLCOTgVfMj-lRBpetX0gETub5FmLAI8PlcwTH0YrS8xXjBBEGqWljNCRKqwTos-Qg435erYxEJQGT_I6UcklO0c2y1hQusTFRWXS7ZB5ZNONeKgQaSaVnj0SRKkEBUvtduMe6PQdJ3XdHmPrBB8GXy5W6EMcALTTf5togNhnj7x_qwNrOex8v9MIynbAcQ6U3KtweoeontiC8SEYscnWGPbQU0aprfgoSQ7aZvHwgTycgqihyo2-jRTDvNbds8kMYSZImhznSgeRrSUsLiR-WPDy3AOXIMdBPR2OeWia9CLYFvr8o=w800-h445-no

Os últimos quatro jogos começaram com uma deslocação a casa do desesperado Unirea Bascov. Vencemos por três a um, mas não gostei da qualidade do nosso jogo. Achei que o Alexandria nem fez uma exibição por aí além, e que o resultado até tinha sido um pouco exagerado, tendo em conta aquilo que conseguimos produzir.

A minha impressão que estávamos “em perda” foi confirmada com uma derrota horrorosa por quatro a um em casa, frente ao Flacara Moreni. Nada correu bem, estivemos irreconhecíveis na defesa, e até a posse de bola, que costuma ser um dos nossos pontos fortes, foi dividida com o adversário. Foi provavelmente o pior jogo que vi o Alexandria fazer desde que estou à frente dos destinos da equipa.

Antes do embate com o U. Craiova 1948, eu sabia que poderíamos ser campeões mesmo sem conseguir qualquer ponto, mas depois da derrota com o Flacara Moreni, tentei motivar a equipa e tirar a pressão do título de cima. Não consegui, e perdemos pela segunda partida consecutiva. Entrámos muito inseguros e permitimos muitas facilidades ao adversário. Até fomos para o intervalo a ganhar, mas o U. Craiova 1948 virou o jogo facilmente no segundo tempo. Eu já não esperava conquistar nada nesta jornada, mas uma conjugação de resultados deu-nos o título da Liga III Seria III e a subida à segunda liga, um grande feito para uma equipa que era apontada ao meio da tabela no início da temporada!

fkHzX9bPEUC3mux8An07I3rf2mfmPcCRmh26z-N6RG7fH1xb-hslV7CqorY2TefpFCFni7vk1SJTIO9ztOe9j9IGszWT37GrVLttaJma2yGR2iirt4CvUK8iy0GPba7CjQiordblp3cguHRbvfHtZQo0V2TSZW7Ac7OVMMYn5EUQapFwiKuhoEnKuH379Erbty8O3xeHq_vPE3w3xJUBreZYaf-ou5KOzzbb2jXhnssOBfWvAZZP8gStA-RYFd9g4u_7W7dFOmDpOwjg5_EJRRO8TS9qsUBte7N2HE9ZmNo6GVkTYCNa_xlZnBSAEo0ZxZvRuZjWI4Qa16-JYgu1X0Hsgz88ResSD5h6Rmz8rMqEzDksxiV1AVK2R6voS3Ub6V9V_tg1VSV4wZt3xvAjLXzFUnaaclXFbEcmZiDsiLxg-rbYCA7AadcpPRMbOZa4AXu5XRvnUg4wCULu-TUaFqEQdR2lmLueO4amxv9yik-e6Kosh3JSaAtGjlKLBRcbKgC-gJz0JPwx-o4tW51vyaICxf1fmQ2EeQf6SEpAn61W0zfXOo50bNQRbFDZiauHsc6VC14lIQ0ay5RVyQoAhWAL0KeJbxkNDOmM-mrjbdJ6r7ATGCjTe2G1NnAQyiTpZsqMyVx90o2i4yjghCvr7CUjJkFnRz0=w800-h443-no

A temporada terminou com um zero a zero em casa, frente ao SR Brasov. Queria vencer para acabar em beleza, mas não conseguimos ganhar em nossa casa, e ficou confirmada uma ponta final bem complicada, em que nos valeu os pontos já acumulados para assegurar o primeiro lugar da classificação geral.

Classificação Geral

Devido aos resultados fracos nos últimos jogos, terminámos com apenas 1 ponto de vantagem sobre o Turris Magurele, que fez uma boa ponta final. Como esperado, os quatro primeiros classificados ficaram muito próximos, com apenas três pontos a separar-nos do U. Craiova II.

Para mim a decepção principal foi Astra II, que terminou num péssimo 7º lugar. Muito pouco para uma equipa que tinha um dos melhores plantéis da divisão.

clamaio2019917ade0078b54853.png

Estatísticas

Os grandes destaques desta temporada foram Adelin David, Sabin Moldovan e Cristi Novacek. O central e o avançado foram decisivos em vários encontros, e ajudaram o Alexandria a chegar à Liga II. Vou tentar voltar a contar com Moldovan em 2019/2020, mas vai ser difícil renovar o empréstimo.

Cristi Novacek foi de longe o nosso melhor jogador, como é possível verificar na classificação média. Infelizmente parece não querer renovar, e com apenas um mês de contrato restante, provavelmente vou perder o jogador de graça, já que há vários clubes interessados.

Estou a contar fazer muitas alterações no plantel para a próxima época, já que há jogadores que claramente não têm qualidade para a segunda liga, e outros que ganham demasiado dinheiro para o que jogam. A minha ideia é manter alguns jovens que eu ache que têm potencial e “despachar” o resto.

estatisticasalexandriafinalepoca20182019

Situação Financeira, Profissionalização do Clube e Renovação de Contrato

O saldo final deste primeiro ano foi positivo também no campo das finanças. O saldo global de quase 40 mil euros é pequeno, mas é preferível que terminar no vermelho. Uma das minhas preocupações na contratações do ano que vem é não exagerar nos salários, para não comprometer as finanças, que é sempre um problema em clubes pequenos e sem grandes hipóteses de conseguir receitas de valores relevantes.

financasmaio20199c42a0dc2fac7739.png

Como esperado, com a subida à Liga II, o Alexandria tornou-se profissional. Isto vai permitir melhorar não só os valores para transferências e contratos, mas também permite qualificar melhor a equipa técnica. Os valores iniciais para 2019/2020 já foram definidos, mas provavelmente sofrerão alterações, dependendo dos objectivos estabelecidos.

Também importante é a notícia da minha renovação até 2021. Eu já tinha acertado a continuidade por mais um ano em Abril, mas com a profissionalização do clube, a direção ofereceu-me um novo contrato, desta vez por duas temporadas. Decidi aceitar, apesar de ter tentado negociar para apenas um ano, mas vamos ver como as coisas correm.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Neynaocai

Perdi algumas atualizações e diante da tua relutância inicial, cheguei a pensar que o título na viria.

Quando vi os jogos finais então, tava com uma cara de cheirinho 😂

Mas, tudo certo, parabéns pelo título e subida!

Você tem inspiração no Kovacs apenas pela história ou chega a parte tática também?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Darthz
10 horas atrás, Neynaocai disse:

Perdi algumas atualizações e diante da tua relutância inicial, cheguei a pensar que o título na viria.

Quando vi os jogos finais então, tava com uma cara de cheirinho 😂

Mas, tudo certo, parabéns pelo título e subida!

Você tem inspiração no Kovacs apenas pela história ou chega a parte tática também?

Eu próprio fiquei com algum receio com os resultados finais, mas os pontos amealhados anteriormente serviram para carregar o Alexandria para o título. Não tenho utilizado a parte táctica do Kovács, até porque temos pouca qualidade nos atributos, e não faria sentido tentar jogar um futebol vistoso com jogadores de nível baixo. Pode ser que para a frente isso mude, mas ainda não é objectivo por agora.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Parabéns pela conquista, a promoção vai ser importante para a equipe continuar se desenvolvendo e com a consequente profissionalização, pode buscar jogadores melhores para lutar pela permanência ou o que surgir na próxima temporada.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Darthz
15 horas atrás, Henrique M. disse:

Parabéns pela conquista, a promoção vai ser importante para a equipe continuar se desenvolvendo e com a consequente profissionalização, pode buscar jogadores melhores para lutar pela permanência ou o que surgir na próxima temporada.

Esta temporada vai ser muito complicada, já que é um patamar bem mais alto de dificuldade e há várias equipas tradicionais na divisão. O objetivo é tentar não descer, e é com base nisso que estou a desenhar a equipa.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Darthz

kovacsfinalcef1fd9e2f32209b.png

 

Temporada 2019/2020  

Previsões da época 2019/2020 e expectativas para as competições

Partimos para esta segunda temporada de save depois de uma subida inesperada na época passada, que me surpreendeu bastante, já que não esperava que com um plantel de qualidade duvidosa conseguíssemos tal feito. A dificuldade aumenta ainda mais este ano, já que somos um dos clubes mais fracos da Liga II, como confirmam as previsões, e eu espero muitas dificuldades.

expectativasepoca20192020alexandria4c313

Não fui capaz de arriscar muito mais do que a luta por evitar a despromoção, e a possibilidade de alcançar a 4ª eliminatória da Taça da Roménia. Tenho como objectivo para o campeonato ficar entre o 13º e o 15º lugar, mas não vai ser nada fácil, já que há muitas equipas bem mais qualificadas que o Alexandria.

Transferências, Plantel e Equipa Técnica

A lista de dispensados era longa, e como descrevi no último post, havia vários jogadores que não faziam parte dos meus planos para este Alexandria 2019/2020. Não renovei o contrato da maior parte que terminava em Julho de 2019, e mesmo assim ainda poderia ter saído mais um ou outro. Novacek acabou por não renovar contrato, mas consegui trazê-lo de volta quando nenhuma equipa se chegou à frente para levar o jogador.

A minha estratégia para as contratações assentava em dois princípios: jogadores com estatísticas interessantes que fossem baratos, ou empréstimos de jovens que pudessem acrescentar qualidade. Confesso que não fiquei totalmente satisfeito com o plantel, mas acho que dentro das possibilidades e limitações do Alexandria, até fiz um trabalho razoável.

entradas-alex2019cc2780b301e33cc6.png

Contratámos um total de 10 novas caras, sem contar com o regresso de Novacek, e penso que melhorámos a maioria dos sectores. A baliza foi onde gastei o valor maior, mas Gurau é um excelente guarda-redes, que vale cada cêntimo gasto. Não será pelos seus atributos que desceremos de divisão.

Na defesa apostei em Natea e Marina a título definitivo, e consegui o empréstimo de Cornea. Os dois primeiros são jogadores com alguma qualidade, e podem acrescentar alguma coisa à equipa. Cornea pode jogar como lateral e como médio, e gosto de jogadores polivalentes. Como já tinha dito, o regresso de Novacek foi uma boa notícia, e o jogador deverá assumir a lateral esquerda, como já aconteceu na última época.

O meio-campo foi a zona do terreno mais reforçada, com Chifu, Goge, e novo empréstimo de Neacsu para as alas, e Ursoi e Ivanescu para médios centro. Para mim as melhores compras são mesmo Chifu e os dois jovens para o meio, que me parecem com potencial para evoluir e que poderão dar retorno financeiro no futuro ao Alexandria.

O ataque recebeu dois jogadores, com as entradas de Militaru e o empréstimo de Iosipoi. Não fiquei muito satisfeito com as nossas opções neste sector, mas tentei vários jogadores que poderiam ter mais impacto e garantir golos, mas nenhum quis vir. Teremos que nos virar com o que temos, não há grande coisa a fazer.

O plantel desta temporada tem 24 jogadores, e não conto fazer mais alterações. Temos alguns jogadores de qualidade, mas as debilidades da equipa também são evidentes. Vou tentar “espremer” o máximo deste conjunto de jogadores para conseguirmos a manutenção, o que já será muito bom se for atingido, dada a concorrência que enfrentamos na Liga II.

plantelalexandria201920209d8a22e7af0da81

Não foi só o plantel que foi alterado, já que a equipa técnica também precisava de novos membros. Trouxe 5 novos elementos para o Alexandria, de forma a corresponder às exigências da competição. Melhorámos um pouco em termos de treino, mas ainda não estamos onde eu desejaria. De qualquer forma, uma pequena melhoria é melhor que nada.

eqtecag2019981e50894675ef89.png

Pré-temporada

Se contarmos com os resultados da pré-época, não passaremos grandes dificuldades na liga. A questão é que os jogos foram com equipas no geral mais fracas, e que não são parâmetro para nada.Testei algumas alterações tácticas de forma a melhorar as nossas possibilidades no campeonato, e isso foi mais importante que tudo o resto.

preepocaalex2019d163dac0cf2c6edd.png

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces

Uma coisa é fato, aceitar uma expectativa baixa, é uma forma de trabalhar com tranquilidade e sem a pressão de ter que fazer mais do que a equipe possa oferecer. Teve uma janela bem movimentada e com uma melhora no Staff, poderá conseguir um bom rendimento da equipe na competição. Acha que esses resultados nos amistosos refletem a capacidade da equipe para quando começar os jogos oficiais? Bom trabalho na sequência.

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Fez uma boa pré-temporada, mas os amigáveis só serve para dar conjunto a equipe e para eles se familiarizar com a tática proposta. Vamos ver como a equipa se porta nos jogos a valer.

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Conseguiu subir com moral e título. Parabéns!

Fez uma pré-temporada maneira, mas como falei antes, amigável não diz muito, mas é bom ver que o time jogou bastante partidas e não perdeu.

Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
mfeitosa

Desafio muito interessante, gostei da proposta. Boa sorte com o save!

E começou muito bem, já assumindo a liderança da Liga III desde o princípio, apesar de sempre haver duas ou três equipes na sua cola. No final da temporada, foi coroado com o título. Foi apertado, mas deu tudo certo! Parabéns!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Darthz
Em 16/03/2019 at 00:45, Vannces disse:

Uma coisa é fato, aceitar uma expectativa baixa, é uma forma de trabalhar com tranquilidade e sem a pressão de ter que fazer mais do que a equipe possa oferecer. Teve uma janela bem movimentada e com uma melhora no Staff, poderá conseguir um bom rendimento da equipe na competição. Acha que esses resultados nos amistosos refletem a capacidade da equipe para quando começar os jogos oficiais? Bom trabalho na sequência.

Eu nunca gostei de aceitar expectativas acima do que acho possível, até porque se não conseguir, há problemas com a direção. As alterações eram necessárias, pois como expliquei, havia muita falta de qualidade na equipa e no staff. A pré-época nunca me serve de parâmetro, mas pelo menos deu para melhorar o entrosamento dos jogadores.

Em 16/03/2019 at 12:53, LC disse:

Fez uma boa pré-temporada, mas os amigáveis só serve para dar conjunto a equipe e para eles se familiarizar com a tática proposta. Vamos ver como a equipa se porta nos jogos a valer.

É isso mesmo, o que importa é os jogos a sério, os amigáveis de pouco servem, além da consistência táctica e melhoria da capacidade física.

17 horas atrás, marciof89 disse:

Conseguiu subir com moral e título. Parabéns!

Fez uma pré-temporada maneira, mas como falei antes, amigável não diz muito, mas é bom ver que o time jogou bastante partidas e não perdeu.

Boa sorte!

Valeu Márcio. É pelo menos serve de alento não ter perdido para ninguém na pré-temporada, tomara que isso acontecesse sempre na Liga hehe.

4 horas atrás, mfeitosa disse:

Desafio muito interessante, gostei da proposta. Boa sorte com o save!

E começou muito bem, já assumindo a liderança da Liga III desde o princípio, apesar de sempre haver duas ou três equipes na sua cola. No final da temporada, foi coroado com o título. Foi apertado, mas deu tudo certo! Parabéns!

Valeu Feitosa. O título na época passada foi bem surpreendente, e como você disse, foi apertado, já que vantagem de um ponto não é quase nada. Vamos ver o que dá para fazer na Liga II, mas espero mais dificuldades.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Darthz

kovacsfinalcef1fd9e2f32209b.png

 

Temporada 2019/2020 

Regras da Liga II

O segundo escalão do futebol romeno (Liga II) é constituído por vinte equipas, que jogam duas vezes entre si, perfazendo um total de trinta e oito jogos. Os dois primeiros classificados sobem à Liga I, enquanto que o terceiro classifica-se para o playoff, em que disputa a subida de divisão com o 12º classificado da Liga I. No caso da despromoção, as últimas cinco equipas descem diretamente à Liga III.

Relevante também dizer que não pode haver mais do que dois jogadores extra-comunitários no onze inicial, e há a obrigatoriedade da utilização de pelo menos três jogadores sub-21 que tenham sido formados por um clube romeno nos últimos três anos na equipa titular.

Agosto e Setembro de 2019 - Menos mal

A temporada seria de dificuldades, até pela adaptação a um nível mais alto de competição, com adversários bem mais duros que os que o Alexandria tinha enfrentado até aqui. Eu queria apenas cumprir os objectivos mínimos na taça, para focar toda a atenção no campeonato, e tentar fazer o melhor arranque possível.

calset20196bc5cd8b82fb2764.png

Iniciámos a Liga II com uma vitória por um a zero sobre o Metaloglobus, e uma derrota em nossa casa frente ao FC Arges. Neste primeiro jogo no nosso estádio tivemos muitas dificuldades em finalizar, e apesar de termos terminado com 11 remates contra 3 do adversário, não acertámos com a baliza. O Arges foi eficaz, e fez dois golos.

fcargesagosto201903e9982d792fedc5.png

Nas três partidas seguintes, mais duas vitórias e uma derrota. Vencemos o Academia Clinceni, numa partida em que o jovem Iosipoi foi o herói da partida, ao apontar dois golos e perdemos como seria de esperar com o Universitatea Cluj, por três a um, num encontro sem história, em que os da casa demonstraram porque são candidatos ao título. Na terceira eliminatória da Taça da Roménia eliminámos o Recolta da Liga III, numa partida fácil. Marcámos por quatro vezes e poderíamos ter feito mais um ou dois tentos.

A derrota com o ACS Poli foi um pouco complicada de engolir. Até gostei da nossa capacidade de manter a posse de bola, e rematámos mais que no embate com o U. Cluj, mas mais uma fez não estivemos bem à frente da baliza. A equipa de Timisoara resolveu o jogo logo nos primeiros 45 minutos, e mesmo tendo o Alexandria marcado a meio do segundo tempo, nunca causámos grandes calafrios à equipa da casa.

acspoliset2019ae62f146880687dc.png

Uma das formas de escapar da descida de divisão era a vitória sobre os adversários directos nessa luta, e conseguimos 6 pontos fundamentais contra Otelul Galati e CS Afumati, que subiram de divisão juntamente com o Alexandria. Fomos superiores aos dois, e as vitórias por um a zero e dois a zero assentam bem à nossa equipa. Para melhorar ainda a moral da equipa, conseguimos passar à 5ª eliminatória da Cupa României, mesmo não sendo uma prioridade. Rodei um pouco o onze, e vencemos pela margem mínima.

Os empates contra Voluntari, Farul e Energeticianul foram bem positivos, mesmo com exibições fracas da nossa parte. Para mim o destaque vai para o zero a zero com o FC Voluntari, que desceu da primeira divisão, e é considerado o principal candidato ao título. Fomos quase nulos no ataque, é verdade, mas conseguimos suster o Voluntari, que tem um plantel de fazer inveja a qualquer clube desta divisão.

Como eu já tinha referido, a Taça não era prioridade, e devido a minha política de rotação, fomos eliminados pelo Afumati na 5ª eliminatória da competição. O tempo regulamentar terminou com um a um, e nenhuma equipa marcou no prolongamento. Nos penalties o Afumati foi mais feliz, e o Alexandria ficou pelo caminho na segunda competição mais importante da Roménia.

Classificação Geral

Com 10 partidas jogadas estamos num óptimo 9º lugar. Dez golos marcados e dez sofridos não são um resultado nada mau para uma equipa que acabou de subir. Continuo com a opinião que a nossa luta é a permanência, já que o equilíbrio é grande até ao 15º classificado.

claset201990de4d10f67ff08a.png

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

O que houve? Time totalmente irregular na Liga. 4 vitórias, mas 3 empates e 3 derrotas. Os clubes vencedores foram melhores ou o time vacilou? Se não resolver esse problema de irregularidade vai ser complicado se manter na Liga.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Rico Orestes

5 rebaixados em um campeonato de 20 clubes ???? Tem que fazer uma grande campanha para não ser assombrado pelo rebaixamento até o final da temporada.

A equipe começou oscilando demais nas primeiras partidas mas vem encontrando um ritmo melhor, pena que não passou de empates.

Para a temporada de estreia em uma divisão superior a situação é bem interessante.

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

Particularmente tenho achado muito bom esse início do Alexandria na Liga II. Para quem lutaria apenas contra o rebaixamento, a coisa tá pra lá de boa. Sei  que não dá para exigir muito para uma equipe recém-promovida, mas do jeito que vai dá até para falar que a Liga II talvez seja menos assustadora do que pareceu. Vamos ver se será isso mesmo. Esse é o meu pensamento. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Fez uma boa pré-temporada e vai até o momento, jogando sem sustos na nova divisão. Uma boa sequência de resultados pode mudar as expectativas, mas acho que o importante nesse momento é focar na manutenção mesmo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
vinny_dp

Conseguiu se equilibrar em um início de campeonato em uma nova divisão, algo que poderia ser bem mais complicado. 

Os reforços no elenco foram cruciais para nivelar as coisas Liga II, ainda mais com um calendário absurdo em setembro. 

Agora é tentar algum ajuste para buscar vitórias onde sairiam empates para ficar bem porque cinco rebaixados é complicado.

Sobre o personagem no qual você se inspirou, tive a oportunidade de ler um pouco sobre eles em um livro (chama-se Noites Europeias) sobre a história das competições europeias. Inclusive os autores são portugueses.

Boa sorte nesse retorno.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Darthz
Em 17/03/2019 at 19:05, LC disse:

O que houve? Time totalmente irregular na Liga. 4 vitórias, mas 3 empates e 3 derrotas. Os clubes vencedores foram melhores ou o time vacilou? Se não resolver esse problema de irregularidade vai ser complicado se manter na Liga.

É normal a irregularidade inicial, até eu não sabia muito bem o que esperar da equipa, então 15 pontos não é nada mau. No geral quando perdemos, perdemos bem, e os adversários foram melhores que nós. Vamos ver, vou fazer algumas alterações.

Em 17/03/2019 at 20:18, Rico Orestes disse:

5 rebaixados em um campeonato de 20 clubes ???? Tem que fazer uma grande campanha para não ser assombrado pelo rebaixamento até o final da temporada.

A equipe começou oscilando demais nas primeiras partidas mas vem encontrando um ritmo melhor, pena que não passou de empates.

Para a temporada de estreia em uma divisão superior a situação é bem interessante.

Considero a oscilação normal, até pela estreia na Liga II, e a qualidade diferente dos clubes do campeonato. Melhorámos um pouco no final, mas eu quero que conquistemos o máximo de pontos possível. O Alexandria está até acima do que todos esperavam, então, não há do que reclamar.

Em 18/03/2019 at 12:37, ggpofm disse:

Particularmente tenho achado muito bom esse início do Alexandria na Liga II. Para quem lutaria apenas contra o rebaixamento, a coisa tá pra lá de boa. Sei  que não dá para exigir muito para uma equipe recém-promovida, mas do jeito que vai dá até para falar que a Liga II talvez seja menos assustadora do que pareceu. Vamos ver se será isso mesmo. Esse é o meu pensamento. 

Concordo, para a quantidade de partidas e para os clubes que enfrentámos, acho que foi bom. Assusta um  pouco porque há equipas que se destacam claramente em relação ao Alexandria, mas se continuar assim, está óptimo.

11 horas atrás, Henrique M. disse:

Fez uma boa pré-temporada e vai até o momento, jogando sem sustos na nova divisão. Uma boa sequência de resultados pode mudar as expectativas, mas acho que o importante nesse momento é focar na manutenção mesmo.

Está relativamente tranquilo, só nos jogos com os candidatos é que fica mais complicado. O objectivo é a manutenção, mais do que isso fica em stand-by enquanto não confirmarmos a permanência na divisão.

22 minutos atrás, vinny_dp disse:

Conseguiu se equilibrar em um início de campeonato em uma nova divisão, algo que poderia ser bem mais complicado. 

Os reforços no elenco foram cruciais para nivelar as coisas Liga II, ainda mais com um calendário absurdo em setembro. 

Agora é tentar algum ajuste para buscar vitórias onde sairiam empates para ficar bem porque cinco rebaixados é complicado.

Sobre o personagem no qual você se inspirou, tive a oportunidade de ler um pouco sobre eles em um livro (chama-se Noites Europeias) sobre a história das competições europeias. Inclusive os autores são portugueses.

Boa sorte nesse retorno.

Os reforços ajudaram bastante, por isso é que alterei a equipa, já a contar com dificuldades neste primeiro ano de Liga II. Vou tentar fazer algumas alterações na tácticas para que não tenhamos tantas dificuldades contra adversários deste nível. Eu conhecia o livro que você citou, mas nunca tive oportunidade de lê-lo. Valeu vinny!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Darthz

kovacsfinalcef1fd9e2f32209b.png

 

Temporada 2019/2020 

Outubro, Novembro e Dezembro de 2019 - Muito equilíbrio

Com 10 partidas disputadas na Liga II, o Alexandria encontrava-se num 9º lugar bem acima do esperado. A sequência de vitórias em Setembro, e os empates com adversários de maior estatuto davam-nos uma “almofada” que seria importante manter, de forma a afastar a hipótese de despromoção o mais rapidamente possível. Nestes últimos meses de 2019 o meu objectivo era manter e se possível aumentar a distância para a zona de “degola”.

caldez2019b29e2bde7588d922.png

O Alexandria começou Outubro com uma recepção ao Resita, que venceu por um a zero, e uma derrota fora de casa com o Pandurii, por três a dois. Nesta partida até começámos a ganhar, mas o Pandurii foi mais forte, e criou mais chances. Na segunda parte viraram o encontro, apenas conseguimos reduzir já para lá dos noventa minutos. É perceptivel que temos mantido a posse de bola, mas com clubes de qualidade mais alta, a posse não se tem traduzido em resultados positivos.

panduriiout2019b228a3a803ec31ca.png

Voltámos às vitórias, ao derrotar o Ripensia e o ASU Politehnica. Na deslocação a Timisoara, o equilíbrio entre o Alexandria e o Politehnica foi evidente, e as estatísticas refletem isso mesmo. Tivemos a sorte de conseguir marcar dois golos em menos de 5 minutos, após termos sofrido 1 golo de penalty aos quarenta do primeiro tempo.

Os dois despromovidos da Liga I estão a fazer uma competição miserável, e encontram-se numa posição bem desconfortável na tabela classificativa. Conseguimos vencer o Concordia Chiajna por um a zero, e dominámos a equipa de Chiajna, afundando mais os visitantes. Para compensar, a equipa decidiu não jogar praticamente nada contra o Dunarea Calarasi. É certo que eles também não quiseram nada com o jogo, mas foi um encontro aborrecido da nossa parte.

Sanatatea Cluj e o UTA Arad possivelmente vão ter destinos diferentes no final desta Liga II, e deu bem para ver a diferença de qualidade entre ambos. Ganhámos fora de portas aos primeiros com um grande golo de Ivanescu, e fomos goleados por quatro a zero em Arad. Mais uma vez senti muitas dificuldades em parar jogadores adversários, e rezei para que a goleada não fosse ainda maior. É a nossa primeira experiência neste escalão, mas custa levar quatro golos, contra quem quer que seja.

utaaradnov20197e12a13104532a12.png

O ano de 2019 terminou com dois empates e uma vitória. Em casa retribuímos a goleada por quatro a zero, com uma goleada por quatro a um ao Metaloglobus. Nos dois jogos fora, empatámos a um com um Daco-Getica com grandes dificuldades no campeonato, e um zero a zero com o FC Arges, que nos tinha levado de vencida na última vez que os defrontámos.

Classificação Geral

Os 40 pontos, que me pareciam o suficiente para evitarmos a descida, estão praticamente atingidos. Estamos no 6º lugar, mas há algumas equipas em recuperação, e poderemos cair posições. De qualquer forma, estou satisfeito porque o objectivo da manutenção na Liga II está bem perto, e tudo o que vier a mais é lucro.

cladez201977478908ab4692e4.png

Estatísticas

Mais uma vez, as boas médias dos nosso jogadores defensivos estão a “carregar” o Alexandria. Novacek, David e  Marina têm estado muito bem. Mas para mim o destaque desta primeira metade é o jovem médio Cioccoteala, que não tem uma média acima de 7, mas tem sido o ponto de equilíbrio da equipa. Os golos têm estado entregues a Iosipoi, e curiosamente, o jovem foi também emprestado pelo CSM Poli Iasi, clube “mãe” do nosso goleador da Liga III, Sabin Moldovan.

estatisticasdez2019330e36f5528a83e7.png

Share this post


Link to post
Share on other sites
vinny_dp

Iosipoi monopolizou o trabalho de fazer gols e ainda bem que permanece em boa fase. Bom também é notar que Novacek está bem, após o esforço para que ele seguisse no Alexandria.

O time vai bem e começa a olhar mais para a parte de cima do que a de baixo. Ainda restam 17 jogos o que é muito para tentar definir algo, mas creio que vá terminar acima das expectativas.

Boa sorte.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces

O que aconteceu com o time nesse jogo contra o Uta Arad? Porque a estatística não mostra tanta diferença assim de rendimento. O time vai bem na classificação, mas precisa de um melhor rendimento se quiser lutar lá em cima. Acha que consegue isso? Essa defesa precisa de um corretivo. Boa sorte na sequência.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Luchín

Ê, Darthz, está empolgado mesmo, hein? Em menos de uma semana já está bem adiantado e eu perdi várias atualizações. 😂 Campanha excelente, como sempre, espero que em breve as coisas comecem a se dificultar, para que a conquista da Romênia não venha tão rápido. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

  • Similar Content

    • Johann Duwe
      By Johann Duwe
      Fonte
       
       
      Fonte
      Inspirado no Ypiranga do @Leonardo Moreno e no Tupi do @marciof89 vem aí mais um save em terras tupiniquins, eu, pessoalmente, não gosto de jogar no Brasil, mas irei abrir uma exceção pois como disse o @CCSantos, promessa é dívida.
      A cidade de Joinville é mais reconhecida pela sua equipe de Futsal, que por muitas vezes eu vi jogar contra a equipe de Malwee/Jaraguá quando a mesma tinha o craque Falcão e tantos outros dando show.
    • Neynaocai
      By Neynaocai
      Prólogo
      Filho de mãe brasileira e pai português, André Rebouças nasceu em 08 de maio de 1980 na pequena cidade de Cachoeira, Bahia. Mas de baiano só carrega o sangue materno, pois ainda bebê seus pais foram obrigado a morar em Portugal. O pai, libertário convicto, criticava abertamente o regime militar em um jornal alternativo. Em tempos de ame-o ou deixei-o, a pátria escolhida não era mais um lar.
      Buscando apoio em seus familiares, o pai de André os levou a cidade de Funchal, na Ilha da Madeira, onde os ventos do destino determinariam a vida de nosso personagem.
      Assim, o menino André cresceu no bairro Santo Antônio, onde gostava de bater uma bola nas inúmeras ladeiras que permeavam aquele bairro montanhoso. Foi vizinho de um menino um pouco mais novo, bom de bola, mas muito xarope. Por tudo reclamava, chorava. O suportavam por seu futebol, sendo sempre o primeiro a ser escolhido na pelada.
      O tempo passou a molecada cresceu, cada um pro seu canto. André gostava muito de estudar e como não era um craque de bola, sabia que o caminho para fazer parte do mundo da bola seria pelos estudos mesmo.
      Gostava bastante de economia e direito, mas na hora de escolher o curso o coração falou mais alto: Licenciatura em Educação Física e Desporto, na Universidade da Madeira. Depois, entre as aulas na famosa Escola Secundária Jaime Moniz e um estágio no Banif, André ainda teve tempo para realizar um Mestrado em Educação Física, onde apresentou dissertação com o tema "A profissionalização do desporto: da base à direção". Com o tempo, o seu caminho começou a se afastar das quatro linhas. Era só um joguinho no fim de semana e pronto.
      No entanto, aos 38 anos, seja crise de meia idade ou que for, não bastava mais a carreira estruturada, a vida financeira e pessoal estável: aos poucos o sonho de gerenciar uma equipa de futebol voltava em seu peito.
       
      Aos corajosos
      Vamos tentar fazer algo diferente. Vai dar certo? Não sei. Que seja a primeira de muitas tentativas de inovar. O erro não me preocupa, o importante é mirar alto.
      Passos:
      1) Ao fim de cada capítulo você terá uma decisão a fazer, um caminho a seguir.
      2) Não se trata de enquete, mas talvez possa ter, fique atento.
      3) Como não dá pra antecipar tudo que será jogado, senão teria que ter uma história completa (e eu não sou Netflix), faremos assim:
      a) Leia o capítulo, comente, critique, observe as decisões a serem tomadas e aguarde.
      b) Após os caminhos alternativos ficarem prontos, colocarei as indicações e avisarei os interessados (portanto, se você quiser participar só deixar um: eu quero).
      c) Aí, até perceber algum erro, deve ser assim.
      4) Evite spoiler.
       
      Dados do save
      FM 2019, base de dados padrão, liga portuguesa ativada apenas (por enquanto).
      Objetivos:
      a) se divertir e proporcionar o mesmo.
      b) uma temporada (ou ano - você entenderá) por sessão - depois avaliarei o custo/benefício de seguir.
       
      Vamos lá.
      Se você chegou até aqui, se interessou na brincadeira, siga indicando:
      - Interesse em ser chamado para escolher os caminhos seguintes (pensei agora: avise qual caminho escolheu no comentário e na sequência eu te marco na sequência respectiva).
      Pra ver se entenderam, primeira decisão:
       
      Começar desempregado                                                                 
      Começar em um clube
       
      RESULTADOS DA PRIMEIRA DECISÃO
      RESULTADOS DA SEGUNDA DECISÃO
      RESULTADOS DA TERCEIRA DECISÃO
      RESULTADOS DA QUARTA DECISÃO 
    • jbds.sccp
      By jbds.sccp
      Boa noite
      Jogo FM a questão de 1 mês
      E gostaria de saber
      Como colocar mais patchs no meu jogo...
      Até então só tenho do Brasil e de Portugal

      Em compensação tenho escudos e uniformes de outros países e continentes..
      Alguém pode me ajudar?
    • Henrique M.
      By Henrique M.
      Depois de muito tempo sem jogar um save no Brasil, decidi que era hora de retornar ao nosso país e começar uma nova aventura. Com o recém-lançamento do patch 19.2 do Football Manager 2019 e o final da temporada brasileira, e consequentemente atualização da database que irei utilizar para adicionar a Série D ao jogo, é hora do anúncio. Para o meu retorno ao Brasil, escolhi um clube mineiro, a Associação Atlética Caldense, também conhecida como A veterana.
      Coincidentemente ou não, é meu terceiro save consecutivo aqui com uma equipe alviverde (Shamrock Rovers em Uma Só Nação e Werder Bremen). E se não fosse a Caldense, aparentemente, a outra opção também seria alviverde. Acaba sendo uma curiosidade, apesar de não ter muita relevância, achei interessante mencionar. O clube é de Poços de Caldas, cidade do interior de Minas Gerais. Poços de Caldas conta com quase 170 mil habitantes, portanto, é uma cidade com potencial para um clube de futebol.
      A Caldense foi fundada em 1925, logo, a ideia é estarmos ao menos na Série A no ano do centenário. Como entre a temporada 2019 e 2025 ocorrem cinco temporadas, seria uma meta plausível, entretanto, algumas ideias surgiram para tornar esse save diferente do tradicional. Não via muito sentido em fazer uma jogatina tradicional, tal qual fiz com o Werder Bremen no FM 2018, por isso, decidi pensar algumas estratégias para tornar o desafio de levar uma equipe brasileira do anonimato ao estrelato.
      Categoria de base ou Diretor de Futebol?
      Existem alguns desafios tradicionais no Football Manager, como o desafio de San Marino, o Desafio do Sir Alex Ferguson, o Desafio da Base, o Desafio do Diretor de Futebol e muitos outros. Os dois primeiros são específicos da liga italiana e inglesa, respectivamente, enquanto a aplicação dos outros dois é universal. Eu já realizei um save da base, nos moldes idealizados no FM 2016, mas não fui muito além. Assumi o Concarneaux, na última divisão francesa e apesar de ter jogado seis temporadas, não foi de muito sucesso. Consegui subir e jogar a Ligue 2 na quinta temporada, mas caímos na primeira participação de volta à National, mas encerramos a sexta temporada com o retorno a Ligue 2 e título da divisão.
      O desafio do Diretor de Futebol eu nunca tentei e por isso, ficava o desejo. E temos que lembrar que a liga brasileira é uma das mais recomendadas para esse tipo de abordagem, já que simula bem a realidade dos treinadores brasileiros. Esse desafio consiste em delegar todas as contratações ao seu Diretor de Futebol, com o treinador podendo apenas realizar indicações.
      Até pensei em mesclar as duas coisas em uma só, mas o fato de poder recomendar contratações, tiraria todo o sentido de fazer um save de categoria de base. Por isso, para o save com a Caldense, retirando o atual elenco, eu apenas utilizarei jogadores oriundos da base nesse save. Logo, A Veterana será a busca de fazer com que a base da Caldense leve a equipe até o ápice do futebol continental e mundial.
      Apresentação do save sem FM
      Meu tempo está meio curto nesse final de ano, mas deve melhorar a partir da próxima semana, mas eu quis utilizar um pouco do tempo que tenho para fazer o anúncio e apresentar o save. Desde que o FM 2019 foi lançado, meu tempo passou a ser dividido entre FM 2017, recentemente o 2018 e The Witcher 3. Ao optar por fazer isso, terei tempo para fazer uma apresentação mais detalhada e não algo apressado apenas para jogar o FM 2019.
      Por isso, essa apresentação veio assim, sem muito FM, entretanto, para compensar resolvi trazer algumas informações para que vocês possam conhecer melhor o clube.
      Informações sobre a Caldense
      Como já mencionamos, as cores da equipe são verde e branco e o mascote da veterana é um periquito. A sua grande rivalidade futebolística é o Rio Branco de Andradas Futebol Clube. A equipe joga no Estádio Dr. Ronaldo Junqueira, carinhosamente apelidado de Ronaldão. O estádio tem capacidade para 7600 pessoas (vida real), e sua maior lotação foi de 14200 pessoas. Infelizmente, o proprietário não é o clube. Felizmente, algumas dessas informações divergem do que está na base de dados do Football Manager. O estádio é maior e do clube no jogo.

      Periquitão, o mascote da Caldense
      Principais conquistas
      Em termos de título, a equipe ganhou o Campeonato Mineiro em 2002. Entretanto, nesse ano, o campeonato foi uma espécie de Campeonato do Interior, já que os grandes da capital não participaram. Enquanto em 2015, a Caldense fez uma brilhante campanha, chegou até a final contra o Atlético-MG e foi prejudicada pela arbitragem no jogo decisivo, onde o mando de campo era seu. Infelizmente, esses são os maiores momentos de glória da Veterana.

      Estádio Dr. Ronaldo Junqueiro, o Ronaldão, a casa da Caldense

      Elenco da equipe na conquista do Campeonato Mineiro de 2002
      A equipe participa do Campeonato Mineiro desde 1960, são 43 participações ao longo desses anos todos. A equipe esteve na elite mineira em 36 delas, e desde 1986 foi rebaixada apenas uma vez. A queda em 2007 levou a equipe ao Módulo II, onde levou duas temporadas para retornar. E desde 2009, a equipe está ininterruptamente no Módulo I do Campeonato Mineiro, apesar de ter flertado com o rebaixamento nesse ano.

      Elenco da Caldense que foi vice-campeão do Campeonato Mineiro em 2015
      Participações em competições nacionais
      A equipe participou apenas uma vez da elite do futebol brasileiro, em 1979. Além disso, também só tem uma participação na Série B e Série C. Mas em termos de Série D, ela é uma das equipes que mais representou Minas Gerais. São cinco participações em 10 anos de competição, e apenas o Villa Nova tem mais participações que a Veterana.
      A equipe de Nova Lima participou por seis vezes do último escalão nacional. Curiosamente, nenhuma das duas conquistou a promoção para a Série C, mesmo com uma participação enorme na divisão. Em Minas Gerais, apenas Tombense e Tupi já conquistaram o acesso, com a equipe de Juiz de Fora sendo a equipe que mais vezes subiu para a Série C na história da competição, com dois acessos.
      Curiosidades e ídolos do clube
      No site oficial da Caldense, a equipe cita algumas curiosidades como ter sido a última equipe que Garrincha enfrentou, a primeira equipe que Ronaldo Fenômeno enfrentou, ter recebido um prêmio das mãos de Galvão Bueno e ter disputado uma partida com a seleção brasileira.
      Os ídolos são o goleiro Paulão (jogador que mais vezes vestiu a camisa do clube), o goleiro Gilberto Voador (considerado o melhor goleiro da história do clube), o zagueiro Fábio Paulista (que chegou ao clube no último rebaixamento ao módulo II e ajudou na transformação da Veterana em uma das forças do interior mineiro), o zagueiro Buzuca (considerado o maior zagueiro da história do clube), o lateral-direito Orlando (um dos quatro jogadores que vestiram a camisa da seleção brasileira na história do clube), o também lateral-direito Arnaldo, o ponta-direita Augusto (um dos maiores artilheiros da história do clube), o atacante Mirandinha (o maior artilheiro da história da Caldense e não é o ex-São Paulo), e o atacante Walderi. Além disso, Walter Casagrande já passou pelo clube e é o jogador de maior renome a vestir a camisa da veterana.
      Objetivos do save
      Conquistar o Mundial de Clubes; Conquistar a Libertadores da América; Conquistar o Campeonato Brasileiro - Série A; Conquistar a Copa do Brasil; Conquistar o Campeonato Mineiro; Ser o clube mineiro com a maior quantidade de campeonatos brasileiros (Cruzeiro possui 4); Ser o clube brasileiro com a maior quantidade de Libertadores (Grêmio, São Paulo e Santos possuem 3); Ser o clube mineiro com a maior quantidade de Copas do Brasil (Cruzeiro possui 6); Ser o clube do interior com a maior quantidade de estaduais (Villa Nova possui 5); Ter, simultaneamente, 11 jogadores da base da Caldense na seleção brasileira; Ser o clube brasileiro com a maior quantidade de jogadores formados no clube na Série A; Ser o clube brasileiro com a maior quantidade de jogadores formados no clube nas principais ligas europeias; Ter superioridade de vitórias no confronto direto contra as grandes equipes do Estado; Estar na Série A no ano do centenário do clube; Mais objetivos podem ser adicionados, caso eu julgue necessário; Continuidade de Uma Só Nação
      O save Uma Só Nação continuará a todo vapor. Não tenho intenção de pará-lo.
      Histórico da Caldense
      2019: 7º lugar no Campeonato Mineiro, eliminado nas quartas-de-final, 4º lugar no Grupo M da Série D; 2020: 7º lugar no Campeonato Mineiro, eliminado nas quartas-de-final, 4º lugar no Grupo N da Série D; 2021: 5º lugar no Campeonato Mineiro, eliminado nas quartas-de-final, 3º lugar no Grupo M da Série D; 2022: 6º lugar no Campeonato Mineiro, eliminado nas quartas-de-final, 3º lugar no Grupo M da Série D; 2023: 4º lugar no Campeonato Mineiro, eliminado nas semi-finais, 1º lugar no Grupo M da Série D, eliminado nas quartas-de-final; 2024: 5º lugar no Campeonato Mineiro, eliminado nas semi-finais, 1º lugar no Grupo M da Série D, eliminado na 1ª Eliminatória; Índice da história
      Apresentação do save; Começo de trabalho no Mineiro; Um periquito costuma ser inofensivo; A classe de 2019 Déjà Vu Uma pequena evolução A classe de 2020 A Veterana vai encorpando Copo meio cheio ou meio vazio? A classe de 2021 Aos trancos e barrancos é o suficiente O verdadeiro primeiro adeus A classe de 2022 Nos restabelecendo como força do interior A dois pênaltis do paraíso A classe de 2023 Periquito contra Raposa, um duelo previsível A marca da cal que machuca
    • Paulo Barrionuevo Jr.
      By Paulo Barrionuevo Jr.
      Existem algum arquivo ou alguma forma de colocar "faces" nos jovens que vão surgindo durante o jogo??
×