Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Herr Jones

Do outro lado das quatro linhas [14/3]

Recommended Posts

Herr Jones

GuCsXan.png

  • Considerações Iniciais:

Depois de passar um perrengue no ano passado com o computador, que queimou placa mãe e processador, consegui, com esforço, retomar o save com o Cannes que vinha compartilhando aqui na área. Esse ano, no entanto, percebi que o meu Windows estava com algum problema e decidi formatar o computador; decisão que possibilitou fazer o sistema rodar com melhor velocidade e segurança, mas que, por um equívoco impensado, acabei perdendo um dos arquivos que usava como base de dados para o jogo e, com isso, fiquei impossibilitado de carrega-lo para dar sequência.

Dessa vez, no entanto, como se pode ver pelo banner farei um save na Alemanha, pois não jogo há tempos por lá e tenho um particular apreço pelo estilo de futebol que se apresenta por lá. O clube escolhido, apesar da forma recente, possibilita uma progressão muito mais fácil do que eu tive no Cannes, por exemplo. Inicialmente fiquei em dúvida entre três times para iniciar, todos passando por maus bocados, então a escolha acabou sendo facilitada com a possibilidade de "facilitar uma rivalidade" durante o save. Posto isso, acredito que os objetivos mais plausíveis giram mais em torno do desenvolvimento do treinador do que do clube propriamente dito, já que a progressão do save na Alemanha, até onde me recordo, é bastante tranquila por conta das premiações/cotas de TV.

Uma única observação é que o save não termina se eu for demitido do clube, tratei de criar um contexto para o treinador justamente para que caso alguma coisa dê errado na trajetória seja possível dar sequência em busca dos objetivos sem, necessariamente, ter que encerrar precocemente a carreira.

O estilo de postagem será em formato de coluna de jornal, enfatizando alguns aspectos relevantes do período postado - mas nem sempre todos os aspectos de cada período. Para alguns, eventualmente, tratarei de forma específica em postagens.  Espero que vocês gostem! 🙂 

  • Objetivos:
    • Retornar à Bundesliga
    • Ganhar a DfB Pokal
    • Ganhar a Bundesliga
    • Vencer a UEFA Champions League
    • Entrar para o top 10 de treinadores mundiais
    • Revelar um grande jogador para a seleção alemã

Ligas Carregadas → base de dados grande + jogadores de Áustria, Polônia, Turquia e Croácia | carregados jogadores importantes das principais ligas europeias

***** **** *** ** * ** *** **** *****

MBxs01p.png
Bierofka não aceita renovação e se despede do clube

por Dieter Friedrich | 18.06.2018 | 10:30 a.m.

Apesar de ter conquistado o retorno dos leões à 3.Bundesliga como campeão regional da Bavária, o treinador optou por não assinar a renovação contratual com o clube para dedicar mais tempo à família, já que sua esposa está grávida. Também agradeceu à torcida que o acolheu com tanto carinho por suas duas passagens, sendo esta mais recente a maior delas: voltou como jogador ainda em 2007 e prosseguiu como atleta até 2014, quando se aposentou e tomou parte como preparador no clube de onde não saiu até os dias atuais.

"Eu sou grato a tudo o que este clube me proporcionou, mas sinto que é o momento de me dedicar a minha família. Minha esposa está grávida novamente, então é o momento ideal para me dedicar com maior tempo a eles.", comentou Bierofka após a reunião com a diretoria. Entretanto, ele diz que "gostaria muito de ver o Heinrich comandando o clube. Conheci ele mais propriamente numa das aulas da Federação Alemã para progredir nas licenças e, além de ter sido um bom jogador, tem a cara dos leões. Uma pessoa dedicada àquilo que faz e que se doa para alcançar.", indicou o ex-treinador do clube.

Com a indicação de Bierofka, a diretoria do clube estabeleceu contato para assinar com o ex-meio-campista Heinrich Weber, de 35 anos, para o cargo de treinador. Nascido na Alemanha Oriental, em Dresden na data de 31 de maio de 1983, o novo treinador do clube iniciou sua trajetória como jogador no Dynamo Dresden, atuando em sua primeira partida durante a temporada 1999/2000 e permaneceu por lá durante três temporadas, quando foi contratado pelo Hertha Berlim, em 2003, desenvolvendo suas habilidades como meia-atacante até chamar a atenção, em 2007, do Borussia Dortmund que conseguiu sua contratação sem custos após a desavença de Weber e a diretoria do Hertha que culminou na expiração do contrato do jogador com o clube.

Em Dortmund, Weber atingiu seu ápice na carreira ao levantar duas Bundesliga, uma Pokal e alcançar o vice-campeonato europeu contra o Bayern. No ano de 2014, aos 31 anos, Weber estava convivendo com sucessivas lesões e acertou sua transferência para o St. Pauli, clube em que reencontrou a forma e superou a má fase até decidir se aposentar dos gramados nesta última temporada, enquanto graduava-se no Curso Nacional C para treinadores promovido pela DFB.

O acordo de Weber com a diretoria do 1860 München é válido por uma temporada.

  • Historial como jogador:
    8CVRtSt.png

O treinador espera uma campanha acima da média em sua temporada de estréia e jogou as expectativas para o alto, em busca de alcançar logo de começo os play-offs de acesso.

- Acredito que o clube passou por problemas nas últimas temporadas até chegar à Regionalliga, embora tenha apresentado uma recuperação na volta para a 3.Liga. Confio que nosso plantel é bom o suficiente para disputar as ligas mais competitivas da Alemanha. [...] a diretoria me deu uma tarefa, que é a de brigar na parte superior da tabela, mas eu preciso mostrar que estou empenhado aqui no clube e me comprometi em brigar alcançar os play-offs e passar para a segunda eliminatória da Pokal.  - afirmou Weber em sua apresentação à imprensa.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Herr Jones

GuCsXan.png

Historial:

  • 2018/2019:  TSV 1860 München | 3. Liga
    • 3. Liga: 1º lugar (campeões)
    • DFB-Pokal: quartas-de-final (v. Borussia Dortmund, 1x2 e.t.)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
LC

Muito bom o texto de apresentação, mas gostaria de ver o treinador no Dynamo Dresden. Voltou a área em grande estilo. Acompanhando como sempre.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Darthz

Curioso que ainda há pouco tempo li uns artigos sobre as causas da queda do clube, e achei bem interessante.

Boa sorte!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Neynaocai

Eu ia falar que só pela Allianz já valia a pena, mas parece que ele não tá jogando lá, confere?

Boa sorte aí.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
marciof89

Ontem votei no seu save como um dos representantes do save do ano, e me perguntei: Pô, quando que o Herr Jones vai começar a contar uma nova história por aqui?

Tá respondido. E ainda escolheu um time que eu gosto muito para esse início de save.

Seguindo aqui, e boa sorte!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Lucas Matías

Opa, desafio interessante, vai pegar um clube que vive os piores anos de sua história, boa sorte.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut

Pela descrição logo imaginei que ia pegar o 1860. Um clube que quase consegue ser ainda menos simpático que o time maior da cidade 😛 Mas vou suspender minha opinião sobre eles para esse save e te desejar boa sorte.

De curiosidade, quem eram os outros clubes que tu considerou? O Kaiserslautern era um deles?

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Herr Jones
11 horas atrás, LC disse:

Muito bom o texto de apresentação, mas gostaria de ver o treinador no Dynamo Dresden. Voltou a área em grande estilo. Acompanhando como sempre.

Valeu LC! Eu considerei, sim, começar no Dresden, mas optei pelo 1860 München por ser um time alemão que eu nunca havia jogado e estava numa fase bem ruim. De qualquer forma, nada impede que, eventualmente, Weber assuma posição no time da cidade onde nasceu. 

10 horas atrás, Master Darthz disse:

Curioso que ainda há pouco tempo li uns artigos sobre as causas da queda do clube, e achei bem interessante.

Boa sorte!

Eu achei bastante curioso o clube perder as licenças porque chegou alguém investindo no clube para quitar as dívidas. Normalmente isso é o que salva os times dessa perda... Valeu!

9 horas atrás, Neynaocai disse:

Eu ia falar que só pela Allianz já valia a pena, mas parece que ele não tá jogando lá, confere?

Boa sorte aí.

Fala Ney, não tá jogando lá mesmo, não. Tá jogando no Grünwalder Stadion, de 15 mil lugares, desde que caiu pra Regionalliga se não me engano. 

7 horas atrás, marciof89 disse:

Ontem votei no seu save como um dos representantes do save do ano, e me perguntei: Pô, quando que o Herr Jones vai começar a contar uma nova história por aqui?

Tá respondido. E ainda escolheu um time que eu gosto muito para esse início de save.

Seguindo aqui, e boa sorte!

Eu demorei mesmo porque estava tentando recuperar de todas as formas o save com o Cannes, estava bem legal e eu tinha alguma coisa pra atualizar do que eu havia jogado no final do ano. Tinha conseguido chegar à Ligue 1 e suportar a pressão contra o rebaixamento, além de um esquema tático que prezava muito a defesa (em vários jogos lá eu tinha conseguido resultados impressionantes sofrendo uma pressão absurda e conseguindo aquele golzinho espírita que brotava no único lance que fizemos no jogo hahahaha), mas, infelizmente, não consegui retomar por pura displicência minha em deletar um arquivo que eu criei pra modificar a base do jogo por jurar que havia um backup dele só pra colocar o Windows no pendrive.

Mas agora o desafio é outro e vamos tentar fazer um trabalho legal por aqui.

Valeu, Marcio! Tamo junto 🌟

7 horas atrás, Lucas Matías disse:

Opa, desafio interessante, vai pegar um clube que vive os piores anos de sua história, boa sorte.

Valeu, Lucas!

2 horas atrás, Danut disse:

Pela descrição logo imaginei que ia pegar o 1860. Um clube que quase consegue ser ainda menos simpático que o time maior da cidade 😛 Mas vou suspender minha opinião sobre eles para esse save e te desejar boa sorte.

De curiosidade, quem eram os outros clubes que tu considerou? O Kaiserslautern era um deles?

Se eu te confessar que também não tenho lá tanta simpatia pelo clube, você acredita? Os times que eu considerei foram o Cottbus (principalmente), Kaiserslautern e Dresden (que eu achei que estaria na 3.Liga, mas não). O 1860 sequer estava na lista. Quando carreguei o save nem tinha visto que o clube estava na terceira divisão, porque ia seco no Cottbus só que fiquei meio com o pé atrás porque faltava pra eles um time II e acredito que não saberia gerenciar direito os jogadores saindo do sub19 direto pro time principal sem passar por um time intermediário no clube e o Dresden estava na 2.Bundesliga. Havia sobrado o Kaiserslautern apenas quando eu notei que o 1860 estava por lá, porque tem uns 4 anos mais ou menos que não acompanho mais as ligas inferiores alemãs. Entre os dois, optei pelo time de Munique mais pela possibilidade de se retomar aquela rivalidade local do que por qualquer outra coisa, até porque achei o desafio em ambos nesse terceiro escalão bem tranquilo já que considero ambos com elencos num patamar acima do nível da divisão.

Valeu, Danut!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Herr Jones

MBxs01p.png
Os primeiros movimentos de 2018/2019
por Dieter Friedrich | 01.09.2018 | 10:00 a.m.

Muitas questões se colocavam acerca do trabalho de Weber no comando tático dos Leões, sobretudo em relação à sua inexperiência externa às quatro linhas do gramado. Eram muitas incógnitas a respeito de como ele se envolveria no dia-a-dia do clube e certamente muitas delas estão sendo bem enxergadas à medida em que o tempo tem passado. Talvez o principal movimento realizado pelo treinador nestes primeiros meses foi pedir um clube matriz para dinamizar as relações do 1860 München dentro do cenário alemão, já na reta final da janela de transferências e o aceite da diretoria a respeito da procura de uma parceria deste porte foi a sinalização de que dariam as condições necessárias para herr Weber ter uma transição dos gramados para o comando técnico de forma mais suave.

A incessante busca por uma parceria se findou com algumas propostas de importantes clubes da Bundesliga que foram conversados em reunião a portas fechadas entre diretoria e treinador, saindo desta reunião o Borussia Mönchengladbach como o indicado para estabelecer a parceria que renderá aos Leões uma verba anual de €58,6 mil em conjunto com um amistoso entre os clubes a ser sediado em Munique. Mas o que se esperava mesmo era saber como o clube se reforçaria para esta temporada que Weber afirmou buscar uma classificação para os play-offs de acesso.

KtUTiRA.png
Os Leões contrataram seis jogadores para esta temporada

Os indicativos iniciais mostravam que Weber gostaria de reforçar as opções que tinha à disposição no meio de campo e foram neste setor os três primeiros reforços desta temporada: Enis Alushi traz uma boa quantidade de experiência para atuar tanto na volância quanto na meia-central, enquanto o sérvio Dejan Janjatovic chega para incrementar ainda mais o setor com sua capacidade de atuar desde a posição de meia defensivo quanto no setor ofensivo do meio-campo pela faixa central e, para fechar as contratações para o meio, chega Dzenis Burnic, um jovem promissor que foi pessoalmente buscado em Dortmund pelo treinador em conversas com Watzke e o empresário do meia que impressiona em absolutamente todos os aspectos de jogo e chega emprestado com seus salários pagos pelo Borussia. Outro jogador que chegou com a negociação pessoal do treinador foi o lateral Sebastian Schachten, que atuou junto com Weber no St. Pauli, e deverá atuar mais pelo setor direito do campo.

Aproveitando-se da recente parceria entre 1860 München e Borussia Mönchengladbach, o jovem zagueiro francês Mamadou Doucouré fechou contrato de empréstimo por uma temporada com os salários pagos pelo time de Gladbach, mas não deve atuar por algumas semanas enquanto se encontra na reta final de uma lesão que o tirou dos gramados por um longo tempo. "Acho que não se deve dar importância pelo fato de Doucouré não poder atuar nesses primeiros jogos enquanto se recupera de lesão, já que ele tem tudo para trazer o diferencial que necessitaremos no decorrer da temporada", afirmou o treinador sobre a contratação do zagueiro. A última contratação da janela foi de Timothy Mason, de 20 anos, que é formado no Wolfsburg e estava sem contrato. O jovem chega para integrar o time II.

N3GKjUb.png
Painel de amostragem sobre o desempenho na pré-temporada

Durante os sete jogos de pré-temporada Weber rotacionou bastante o plantel para ter conhecimento de seus jogadores e alinhou o time num 4-4-1-1 e acabou conquistando quatro vitórias, um empate e duas derrotas, um desempenho satisfatório mas que não agradou ao treinador. "Penso que olhar resultados não é algo agradável, alcançamos a vitória nos jogos que esperávamos vencer, empatamos um jogo que esperava empatar e perdemos um jogo que possivelmente perderíamos. O único 'ponto fora da curva', talvez, foi o jogo contra o Weiche em que perdemos, mas com um time praticamente oriundo do nosso segundo plantel para analisar os jogadores e poupar atletas para o jogo contra o Hertha. [...] pretendo mudar o esquema, pois não me agradei com a harmonia dos jogadores dentro de campo. Acabei comprometendo o rendimento deles, então tenho de buscar uma forma em que possa extrair o que cada um pode oferecer de melhor.", declarou o treinador em uma das coletivas realizadas às vésperas do início da liga.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
DiogoHernandes

Bem vindo de volta Herr Jones! Ainda é cedo para fazer qualquer previsão para a temporada, mas podemos esperar tranquilidade no lado azul de Munique?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut

O Burnic é muito bom jogador para esse nível. Aliás, no geral achei as contratações bastante boas.

Uma dúvida: tu tá jogando com atributos mascarados ou não?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Darthz

Contratou jogadores de muita qualidade para a divisão. Se já era candidato, agora é ainda mais. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Neynaocai

Dificil ver o clube numa situação em que 1x0 pro Rerta Berlim não parece um mal resultado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
marciof89

Como o Diogo falou, ainda é cedo para se ter noção do que vai acontecer com o time, mas acho que o início do técnico foi "ok", principalmente pq alcançou resultados que imaginava alcançar, e entendeu que deve mudar a formação para adequar melhor o time às suas necessidades. Acho que teremos mais respostas na próxima atualização.

Boa sorte!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
17octavius

Acompanhando na medida do possível.

Foi bem nos amistosos, que traga coisas boas desses testes iniciais aí.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Herr Jones
15 horas atrás, DiogoHernandes disse:

Bem vindo de volta Herr Jones! Ainda é cedo para fazer qualquer previsão para a temporada, mas podemos esperar tranquilidade no lado azul de Munique?

Valeu, Diogo! Pela rápida análise que eu fiz enquanto decidia qual time escolher pra jogar, notei que o time destoava um pouco do nível da divisão. Minha aposta foi de brigar pelos play-offs, ali no 3º lugar, mas eu acredito que dê pra brigar pelo acesso direto.

13 horas atrás, Danut disse:

O Burnic é muito bom jogador para esse nível. Aliás, no geral achei as contratações bastante boas.

Uma dúvida: tu tá jogando com atributos mascarados ou não?

Também acho, Danut. Fui tentar o empréstimo dele só porque estava listado, mas não acreditei que o Dortmund liberaria ele pra jogar no terceiro escalão. Tanto que é,o melhor jogador do nosso plantel (e, imagino, um dos melhores da liga).

Eu jogo com os atributos mascarados, sim. Acho que fica mais realista essa demora em descobrir os jogadores, mas tenho penado bastante em selecionar corretamente quais os jogadores devo observar melhor; tanto que das contratações só tinha noção da qualidade do Burnic e do Schachten; o Doucouré foi uma aposta às cegas no final da janela quando fechamos a parceria com o Gladbach e fui ver se tinha algum jogador pra defesa, quando chegou me surpreendeu bastante com seus atributos. 

7 horas atrás, Master Darthz disse:

Contratou jogadores de muita qualidade para a divisão. Se já era candidato, agora é ainda mais. 

Também acho, Darthz. São jogadores que chegam justamente para dar aquele passo além da expectativa inicial e colocar o time no páreo para disputar o acesso.

5 horas atrás, Neynaocai disse:

Dificil ver o clube numa situação em que 1x0 pro Rerta Berlim não parece um mal resultado.

Não considerei um mau resultado pelo fato de ser um jogo meio estranho de pré-temporada. Foi quase que imediatamente depois do jogo contra o Weicher e alguns dias depois (dois ou três, se não me falha a memória) teria a estréia na liga. Mas de modo geral, não gostei muito do comportamento do time na pré-temporada, mesmo obtendo os resultados dentro das expectativas. Faltou aquela excitação no jogo, sentir que o time fluía de modo interessante... Acho que foi a forma meio desbalanceada que eu montei o time que acabou deixando os setores muito desconexos entre si.

1 hora atrás, marciof89 disse:

Como o Diogo falou, ainda é cedo para se ter noção do que vai acontecer com o time, mas acho que o início do técnico foi "ok", principalmente pq alcançou resultados que imaginava alcançar, e entendeu que deve mudar a formação para adequar melhor o time às suas necessidades. Acho que teremos mais respostas na próxima atualização.

Boa sorte!

Pois é, Marcio. Eu tinha ficado em dúvida se postaria essa atualização só com a pré-temporada ou com os primeiros jogos da temporada justamente porque não dava pra ter uma base do que esperar do clube durante o campeonato; mas achei que pela proposta das postagens (e pelo fato de não ter terminado ainda o mês de setembro, já que o campeonato começa no final de julho), achei por bem deixar esse ar de incerteza. Valeu!

Agora, 17octavius disse:

Acompanhando na medida do possível.

Foi bem nos amistosos, que traga coisas boas desses testes iniciais aí.

Valeu, Octavius! 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Henrique M.

O começo deve ser fácil, já que é uma equipe com boas condições financeiras, o grande porém é como a equipe vai lidar com a Bundesliga 1 e 2.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut
4 horas atrás, Herr Jones disse:

Eu jogo com os atributos mascarados, sim. Acho que fica mais realista essa demora em descobrir os jogadores, mas tenho penado bastante em selecionar corretamente quais os jogadores devo observar melhor; tanto que das contratações só tinha noção da qualidade do Burnic e do Schachten; o Doucouré foi uma aposta às cegas no final da janela quando fechamos a parceria com o Gladbach e fui ver se tinha algum jogador pra defesa, quando chegou me surpreendeu bastante com seus atributos.

Pois é, eu também tô penando com isso no meu save. Tem ficado bem mais difícil fazer essa observação dos jogadores, antes era muito fácil de revelar mesmo quando se jogava com atributos mascarados. As vezes até enche um pouco o saco, ter que prestar atenção nisso o tempo todo. Mas o outro lado é que realmente torna tudo mais realista, e é também legal quando daí conseguimos encontrar bons nomes. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Herr Jones
15 horas atrás, Henrique M. disse:

O começo deve ser fácil, já que é uma equipe com boas condições financeiras, o grande porém é como a equipe vai lidar com a Bundesliga 1 e 2.

Eu também penso dessa forma. Acho que vou estranhar um pouco o fato de não precisar brigar tanto pra equilibrar as finanças porque já começaram com um balanço extremamente positivo (cerca de €5 milhões) e têm estruturas excepcionais.

11 horas atrás, Danut disse:

Pois é, eu também tô penando com isso no meu save. Tem ficado bem mais difícil fazer essa observação dos jogadores, antes era muito fácil de revelar mesmo quando se jogava com atributos mascarados. As vezes até enche um pouco o saco, ter que prestar atenção nisso o tempo todo. Mas o outro lado é que realmente torna tudo mais realista, e é também legal quando daí conseguimos encontrar bons nomes. 

No FM18 eu achei complicado porque não entendia - e ainda não entendo muito bem - o ponto dos orçamentos para observação quanto ao fato dele ser empregado pros olheiros buscarem os jogadores e se, caso eu queira observar um dos apontados por eles, abate também desse orçamento. A única coisa que era mais óbvia diz respeito à observação do jogador fora do raio, que aí sim há o custo adicional, mas nos que estão dentro do raio eu já não sei se existe esse custo adicional ou até mesmo se ele é coberto por aquele orçamento. Fato é que eu tenho me "aproveitado" do balanço positivo que o clube se encontra pra dedicar essas observações, já que o impacto financeiro não é lá muito alto em relação ao balanço de caixa.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Herr Jones

MBxs01p.png
Um grande começo de temporada
por Thorsten Boll |  01.10.2018 | 1:30 p.m.

Apesar do desempenho aceitável dentro da pré-temporada, herr Weber não se viu muito convencido da organização tática dos Leões dentro de campo e disse que sentiu o time refém da individualidade dos jogadores para se impor em campo e alcançar os resultados. Entretanto, o tempo para ajeitar essas observadas deficiências já era escasso pois o campeonato estava em vias de ter seu pontapé inicial e ele sabia do estranhamento que um novo sistema tático pode trazer para os jogadores; com isso, buscou fazer pequenos aperfeiçoamentos durante os primeiros jogos do campeonato até chegar no mês de setembro com uma ideia melhor definida num 4-1-4-1 que prezava o controle das ações do adversário através da posse de bola e uma pressão mais avançada em campo.

6DLgWGA.png

Na planilha acima, usada pelo treinador para analisar o desempenho bruto do time em termos da relação vitórias-empates-derrotas, é possível perceber claramente essa transição do 4-4-1-1 da pré-temporada para o 4-1-4-1 que se observou ao longo desdes primeiros jogos de campeonato. Decidimos destacar duas partidas para compreender como ocorreu o aprimoramento do esquema tático: o primeiro jogo foi a boa vitória em casa na estréia dos Leões na DfB Pokal contra o Hannover, por 2x1. Foi notável o domínio da posse de bola por parte dos Leões, que chegaram a obter 70% da posse ao final do jogo, sempre chegando com bastante perigo à meta dos visitantes, enquanto eles exploravam mais os contra-ataques velozes, abrindo o marcador no começo da segunda etapa após Bebou explorar bem o flanco direito e cruzar com precisão na cabeça de Füllkrug, que não desperdiçou a chance. A grande mudança veio aos 70 minutos, quando Lacazette passou a atuar um pouco mais avançado em campo, controlando bem a bola e sendo mais um homem na distribuição de jogo, assegurando maior criatividade. Entretanto, o empate não teve especificamente o dedo de nenhum destes jogadores e surgiu de um recuo mal feito de Julian Korb para Esser que acabou interceptado no meio do caminho por Mölders, que havia entrado minutos antes, para tirar o goleiro do lance e tocar com tranquilidade para o fundo das redes.

Percebendo que Lacazette estava enfrentando problemas na criatividade, Weber decidiu sacá-lo para dar oportunidade a Janjatovic fazer a função de volante criador e observou-se um aumento na criatividade no setor de meio de campo que acabou se cristalizando no gol da vitória: Janjatovic lançou Burnic em profundidade dentro da área adversária que, numa fração de segundos, matou toda a defesa com um passe simples para trás de onde vinha Quirin Moll para fuzilar as redes e marcar o gol da vitória.

O outro jogo destacado foi o empate sem gols contra o Kaiserslautern pela liga, em um jogo protagonizado pela solidez defensiva de ambas as equipes. Novamente o 1860 teve o domínio das ações dentro de campo, mas esbarrou numa defesa bem postada pelos adversários que oferecia bom potencial de marcação, anulando as jogadas mais criativas dos Leões, forçando, muitas vezes, as finalizações de fora da área.

HhpVObw.png

Com oito vitórias, três empates e nenhuma derrota os Leões ocupam a segunda posição na tabela de classificação, a dois pontos do lider Eintrach Braunschweig, sendo ambos os únicos times invictos no campeonato e travando desde esse começo uma saudável disputa pela ponta da classificatória. Mas nas estatísticas de clubes, nota-se que os Leões têm uma supremacia no que tange os levantamentos sobre disposição do jogo, com altos índices de posse de bola, passes completos e finalizações. Já nas estatísticas individuais, cabe destacar os elevados índices de passes corretos dos meio-campistas do clube: Alushi, Janjatovic e Burnic têm média de 93% de passes acertados por jogo em um time que troca uma média de 800 passes por jogo, sendo o jogador emprestado pelo Borussia Dortmund o principal elemento desse meio-campo com seis gols, quatro prêmios de melhor jogador em campo e uma média de 7,44.

Mais boas notícias
Tudo parece com flores no lado azul de Munique e além de uma boa campanha no campeonato, a diretoria fez importantes anúncios referentes às categorias de base do clube, que receberá um investimento de €6 milhões para ter seu centro de formação aprimorado para desenvolver jovens jogadores para o time principal e retomar uma projeção de clube formador, além de ampliar os orçamentos para a captação de jovens jogadores a um nível consideravelmente bom. A ideia é que este pacote de melhorias para as camadas juvenis tenha efeitos importantes num longo prazo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Neynaocai

Realmente começou muito bem. Esse jogo contra o Hannover tem volta?

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut

Bela classificação em cima do Hannover. A campanha na liga já era esperada, mas passar por um time de primeira divisão na copa merece os elogios.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Lucas Matías

Sobrando na 3. Liga, incrível que mesmo assim ainda não seja o líder. Ainda eliminou um adversário mais qualificado na DFB Pokal, de fato um começo muito empolgante.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
marciof89

Não destaco nem a campanha do time na 3. Liga, já que até esperava por isso, mas sim por eliminar o Hannover, uma ótima partida do clube de Munique.

Vamos ver o que o 1860 apronta agora. Boa sorte!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • Marcos Santos 10
      Por Marcos Santos 10
      Boa tarde pessoal,
       
      Estou tentando criar um novo save no FM19 com o patch 19.3 mas Brasil, Equador e Venezuela estão ilegíveis. Alguém já passou por isso e poderia me ajudar?
       
      Desde já agradeço!
    • Luchín
      Por Luchín
      Prólogo
      Após quase dois anos ausente do fórum, devido à vários motivos, o lançamento de uma nova versão do Football Manager me trouxe novamente até aqui e estar no fórum e ler algumas excelentes histórias de alguns companheiros, é impossível que o bichito não te pique. Ainda não me adaptei completamente a essa nova versão, que, para quem vem do FM17, apresenta muitas novas features, principalmente no âmbito tático e de controle de plantel, mas, como vinha tendo algumas dificuldades para me empolgar em saves offline, acabei me decidindo a contar uma história, que, de antemão, afirmo que será simples, nada mais que um relato do que estou jogando. 
      O clube escolhido é o Fútbol Club Andorra, que participa da pirâmide espanhola, estando, na vida real, na Preferente Catalana, equivalente ao quinto nível, mas como a expansão de ligas ainda não está completa, o coloquei na Tercera División, que é o quarto nível, substituindo a equipe de menor reputação presente. 
      A minha ideia para esse save será utilizar apenas jogadores andorranos. Para isso, habilitei, além da pirâmide espanhola, as duas divisões do futebol andorrano. 
      O treinador do clube será o ex-zagueiro Antoni "Toni" Lima, que, apesar de nunca ter atuado no clube, é um dos maiores jogadores da história do futebol andorrano. Antoni tem um irmão mais novo, Ildefons, que atualmente atua no próprio futebol andorrano, mas foi formado no FC Andorra e rodou por vários clubes, passando até mesmo pelo futebol da América, onde atuou no Pachuca. Via editor, coloquei o no clube para que termine sua carreira onde começou e "comandado" pelo irmão. 
      Concluindo, acredito que possa não receber a melhor recepção nesse retorno, pois cometi erros no passado, ofendi alguns membros desnecessariamente, e sei que após errar, a confiança não retorna de imediato, mas espero pode demonstrar que os erros ficaram no passado e que retorno à área com uma nova forma de pensar e me comportar. De todas as maneiras, um sincero pedido de desculpas para aqueles com quem não me portei bem no passado.
      Espero me divertir e que vocês também se divirtam com a história.
      Luiz. 
    • Henrique M.
      Por Henrique M.
      Depois de muito tempo sem jogar um save no Brasil, decidi que era hora de retornar ao nosso país e começar uma nova aventura. Com o recém-lançamento do patch 19.2 do Football Manager 2019 e o final da temporada brasileira, e consequentemente atualização da database que irei utilizar para adicionar a Série D ao jogo, é hora do anúncio. Para o meu retorno ao Brasil, escolhi um clube mineiro, a Associação Atlética Caldense, também conhecida como A veterana.
      Coincidentemente ou não, é meu terceiro save consecutivo aqui com uma equipe alviverde (Shamrock Rovers em Uma Só Nação e Werder Bremen). E se não fosse a Caldense, aparentemente, a outra opção também seria alviverde. Acaba sendo uma curiosidade, apesar de não ter muita relevância, achei interessante mencionar. O clube é de Poços de Caldas, cidade do interior de Minas Gerais. Poços de Caldas conta com quase 170 mil habitantes, portanto, é uma cidade com potencial para um clube de futebol.
      A Caldense foi fundada em 1925, logo, a ideia é estarmos ao menos na Série A no ano do centenário. Como entre a temporada 2019 e 2025 ocorrem cinco temporadas, seria uma meta plausível, entretanto, algumas ideias surgiram para tornar esse save diferente do tradicional. Não via muito sentido em fazer uma jogatina tradicional, tal qual fiz com o Werder Bremen no FM 2018, por isso, decidi pensar algumas estratégias para tornar o desafio de levar uma equipe brasileira do anonimato ao estrelato.
      Categoria de base ou Diretor de Futebol?
      Existem alguns desafios tradicionais no Football Manager, como o desafio de San Marino, o Desafio do Sir Alex Ferguson, o Desafio da Base, o Desafio do Diretor de Futebol e muitos outros. Os dois primeiros são específicos da liga italiana e inglesa, respectivamente, enquanto a aplicação dos outros dois é universal. Eu já realizei um save da base, nos moldes idealizados no FM 2016, mas não fui muito além. Assumi o Concarneaux, na última divisão francesa e apesar de ter jogado seis temporadas, não foi de muito sucesso. Consegui subir e jogar a Ligue 2 na quinta temporada, mas caímos na primeira participação de volta à National, mas encerramos a sexta temporada com o retorno a Ligue 2 e título da divisão.
      O desafio do Diretor de Futebol eu nunca tentei e por isso, ficava o desejo. E temos que lembrar que a liga brasileira é uma das mais recomendadas para esse tipo de abordagem, já que simula bem a realidade dos treinadores brasileiros. Esse desafio consiste em delegar todas as contratações ao seu Diretor de Futebol, com o treinador podendo apenas realizar indicações.
      Até pensei em mesclar as duas coisas em uma só, mas o fato de poder recomendar contratações, tiraria todo o sentido de fazer um save de categoria de base. Por isso, para o save com a Caldense, retirando o atual elenco, eu apenas utilizarei jogadores oriundos da base nesse save. Logo, A Veterana será a busca de fazer com que a base da Caldense leve a equipe até o ápice do futebol continental e mundial.
      Apresentação do save sem FM
      Meu tempo está meio curto nesse final de ano, mas deve melhorar a partir da próxima semana, mas eu quis utilizar um pouco do tempo que tenho para fazer o anúncio e apresentar o save. Desde que o FM 2019 foi lançado, meu tempo passou a ser dividido entre FM 2017, recentemente o 2018 e The Witcher 3. Ao optar por fazer isso, terei tempo para fazer uma apresentação mais detalhada e não algo apressado apenas para jogar o FM 2019.
      Por isso, essa apresentação veio assim, sem muito FM, entretanto, para compensar resolvi trazer algumas informações para que vocês possam conhecer melhor o clube.
      Informações sobre a Caldense
      Como já mencionamos, as cores da equipe são verde e branco e o mascote da veterana é um periquito. A sua grande rivalidade futebolística é o Rio Branco de Andradas Futebol Clube. A equipe joga no Estádio Dr. Ronaldo Junqueira, carinhosamente apelidado de Ronaldão. O estádio tem capacidade para 7600 pessoas (vida real), e sua maior lotação foi de 14200 pessoas. Infelizmente, o proprietário não é o clube. Felizmente, algumas dessas informações divergem do que está na base de dados do Football Manager. O estádio é maior e do clube no jogo.

      Periquitão, o mascote da Caldense
      Principais conquistas
      Em termos de título, a equipe ganhou o Campeonato Mineiro em 2002. Entretanto, nesse ano, o campeonato foi uma espécie de Campeonato do Interior, já que os grandes da capital não participaram. Enquanto em 2015, a Caldense fez uma brilhante campanha, chegou até a final contra o Atlético-MG e foi prejudicada pela arbitragem no jogo decisivo, onde o mando de campo era seu. Infelizmente, esses são os maiores momentos de glória da Veterana.

      Estádio Dr. Ronaldo Junqueiro, o Ronaldão, a casa da Caldense

      Elenco da equipe na conquista do Campeonato Mineiro de 2002
      A equipe participa do Campeonato Mineiro desde 1960, são 43 participações ao longo desses anos todos. A equipe esteve na elite mineira em 36 delas, e desde 1986 foi rebaixada apenas uma vez. A queda em 2007 levou a equipe ao Módulo II, onde levou duas temporadas para retornar. E desde 2009, a equipe está ininterruptamente no Módulo I do Campeonato Mineiro, apesar de ter flertado com o rebaixamento nesse ano.

      Elenco da Caldense que foi vice-campeão do Campeonato Mineiro em 2015
      Participações em competições nacionais
      A equipe participou apenas uma vez da elite do futebol brasileiro, em 1979. Além disso, também só tem uma participação na Série B e Série C. Mas em termos de Série D, ela é uma das equipes que mais representou Minas Gerais. São cinco participações em 10 anos de competição, e apenas o Villa Nova tem mais participações que a Veterana.
      A equipe de Nova Lima participou por seis vezes do último escalão nacional. Curiosamente, nenhuma das duas conquistou a promoção para a Série C, mesmo com uma participação enorme na divisão. Em Minas Gerais, apenas Tombense e Tupi já conquistaram o acesso, com a equipe de Juiz de Fora sendo a equipe que mais vezes subiu para a Série C na história da competição, com dois acessos.
      Curiosidades e ídolos do clube
      No site oficial da Caldense, a equipe cita algumas curiosidades como ter sido a última equipe que Garrincha enfrentou, a primeira equipe que Ronaldo Fenômeno enfrentou, ter recebido um prêmio das mãos de Galvão Bueno e ter disputado uma partida com a seleção brasileira.
      Os ídolos são o goleiro Paulão (jogador que mais vezes vestiu a camisa do clube), o goleiro Gilberto Voador (considerado o melhor goleiro da história do clube), o zagueiro Fábio Paulista (que chegou ao clube no último rebaixamento ao módulo II e ajudou na transformação da Veterana em uma das forças do interior mineiro), o zagueiro Buzuca (considerado o maior zagueiro da história do clube), o lateral-direito Orlando (um dos quatro jogadores que vestiram a camisa da seleção brasileira na história do clube), o também lateral-direito Arnaldo, o ponta-direita Augusto (um dos maiores artilheiros da história do clube), o atacante Mirandinha (o maior artilheiro da história da Caldense e não é o ex-São Paulo), e o atacante Walderi. Além disso, Walter Casagrande já passou pelo clube e é o jogador de maior renome a vestir a camisa da veterana.
      Objetivos do save
      Conquistar o Mundial de Clubes; Conquistar a Libertadores da América; Conquistar o Campeonato Brasileiro - Série A; Conquistar a Copa do Brasil; Conquistar o Campeonato Mineiro; Ser o clube mineiro com a maior quantidade de campeonatos brasileiros (Cruzeiro possui 4); Ser o clube brasileiro com a maior quantidade de Libertadores (Grêmio, São Paulo e Santos possuem 3); Ser o clube mineiro com a maior quantidade de Copas do Brasil (Cruzeiro possui 6); Ser o clube do interior com a maior quantidade de estaduais (Villa Nova possui 5); Ter, simultaneamente, 11 jogadores da base da Caldense na seleção brasileira; Ser o clube brasileiro com a maior quantidade de jogadores formados no clube na Série A; Ser o clube brasileiro com a maior quantidade de jogadores formados no clube nas principais ligas europeias; Ter superioridade de vitórias no confronto direto contra as grandes equipes do Estado; Estar na Série A no ano do centenário do clube; Mais objetivos podem ser adicionados, caso eu julgue necessário; Continuidade de Uma Só Nação
      O save Uma Só Nação continuará a todo vapor. Não tenho intenção de pará-lo.
      Histórico da Caldense
      2019: 7º lugar no Campeonato Mineiro, eliminado nas quartas-de-final, 4º lugar no Grupo M da Série D; 2020: 7º lugar no Campeonato Mineiro, eliminado nas quartas-de-final, 4º lugar no Grupo N da Série D; 2021: 5º lugar no Campeonato Mineiro, eliminado nas quartas-de-final, 3º lugar no Grupo M da Série D; 2022: 6º lugar no Campeonato Mineiro, eliminado nas quartas-de-final, 3º lugar no Grupo M da Série D; 2023:  Índice da história
      Apresentação do save; Começo de trabalho no Mineiro; Um periquito costuma ser inofensivo; A classe de 2019 Déjà Vu Uma pequena evolução A classe de 2020 A Veterana vai encorpando Copo meio cheio ou meio vazio? A classe de 2021 Aos trancos e barrancos é o suficiente O verdadeiro primeiro adeus A classe de 2022 Nos restabelecendo como força do interior A dois pênaltis do paraíso
    • LC
      Por LC
      Zurique, Suiça. 15 de Dezembro de 2063
      Verão europeu e eu aqui vestindo um terno Dolce & Gabana para a minha homenagem na festa da Fifa como o melhor treinador de Futebol. Engraçado que só agora que cheguei  aos 90 anos sou homenageado, ainda bem que estou vivo para rir deles. A Lete chega ao quarto e me ajuda a dar o nó na gravata, pois ela sabe que nunca aprendi a fazer isso. Chega a limousine e vamos para a sede da Fifa.
      Lá encontro velhos amigos dos tempos de gramados, como o Joaquim Cycle, Alex Watson, Speedmaster, Lipe Rocha, Riquelme, Cadete, Burkina,Oplaay, Janeka, Reus, Soldado, Doutor Andreh, Gilson, Danut, Jio Hernandes, Kixa, Henrique M, Jirimias, entre tantos outros. Começa a grande festa e já estou com vontade de sair rápido dali e ir tomar uma cerveja com meus amigos, que minha esposa não me escute.Ficamos para a festa e cumprimento cada um dos meus amigos e começamos a lembrar dos tempos de glória e quando sentados no banco transformávamos um simples time num verdadeiro esquadrão de ganhar títulos. Lembramos dos que já partiram também e a emoção é tão forte que a Lete me passa o remédio do coração, é meus amigos o tempo passa e é cruel. Final da festa e pegamos um jatinho de volta a velha e boa Bilbao aonde vamos ficar dois dias antes de voltar para nossa casa em Nottingham, estamos quase em finais de Dezembro e meus netos, Gabriel - 12 anos e Pablo -8 anos, estão vindo. A casa ficará cheia de novo.
       - Os meninos chegam no voo das 08:00 horas e é melhor você vir dormir. Não tem mais idade para ficar até tarde acordado.

      - você está certa, mas vou demorar mais um pouco aqui, a festa de ontem ainda não saiu da minha mente. São muitas lembranças.


      17 de Dezembro de 2044 - A chegada dos netos.


      Acordo cedo para ir com o motorista ao aeroporto buscar meus netos Gabriel e Pablo, a Esther, minha filha chegará somente na manhã do dia 24 e até lá terei tempo suficiente para fazer uma bagunça com meus netos, que a Lete não me ouça se não acabo levando uma panelada. Caraca depois de tanto tempo ela não perdeu essa mania. No aeroporto meus netos correm para me abraçar e na ida para casa eu passo na loja do Nottingham e compro dois kits de camisas do Forest para presentea-los. Chegamos em casa e logo correm para vestir as camisas e irem bater bola no campinho da Mansão.

      - Vem vovô. Vamos jogar bola.
      - Quer me matar do coração Gabriel? faz muito tempo que não jogo bola
      - Então conta como o senhor começou no futebol,pois sabemos que o senhor jogou no América FC. Só não sabemos por onde começou.Qual foi seu primeiro clube como treinador?
      - É verdade Pablo. Essa história eu nunca contei a vocês. Venham aqui e fiquem quietos, pois vou precisar de silêncio para lembrar. A minha memória anda fraca e por isso quero que fiquem quietos e ouçam a história...
       

       
       - Tudo começou quando eu estava em Bilbao visitando meu Bisabuelo. Tinha acabado de me formar em Biologia e por ter me formado com as melhores notas o meu pai, seu Bisavô, me deu de presente 30 dias em Bilbao para visitar a família. Eu estava numa adega bebendo uma caneca de vinho com alguns amigos quando Rosita, minha prima, nos falou sobre um festival de rua. Fete de Bayonne - Maior Festa de Rua da França e que que ficava no lado Basco da França.Tome o hedonismo desenfreado da festa de rua espanhola e depois faça do jeito que os franceses maravilhosos fariam, e você terá uma grande festa. Durante cinco noites as ruas da antiga capital basca francesa de Bayonne se enchem de foliões.  
       

       
      O festival estava lotado de pessoas vinda de diversos lugares da Europa e também da América do Sul. Achamos uma adega e começamos a beber e a cantar. Reparei que num canto da adega tinham algumas pessoas reunidas e uma menina de traços orientais não tirava o olho aqui do seu avô.
      - Ai lete porque me deu essa panelada?
      - A história é sobre futebol e não de antigas namoradinhas, principalmente essa.
      - Se continuar me dando paneladas eu perco a memória de vez e neste caso a pessoa em questão é parte importante da história.
      - Vó deixa o vovô contar a história.
      - Está bem, vou ver como estão os preparativos do almoço, mas seu Luiz César eu estou de olho...
      - Resumindo. Eu conheci a Keiko neste festival, ela estava na França estudando artes cênicas e também jogava bola num time amador de Bayonne. Passamos a namorar e sempre que podia eu ia até Bayonne ver ela jogar bola. Jogava no time feminino do Aviron e eles já haviam sidos campeões regionais e fariam a grande final contra o time do Bordeuax Femme. Eu e a turma de amigos chegamos cedo ao pequeno Estádio do Aviron e ficamos conversando quando as meninas chegaram e falaram que o Técnico ( meio período) e Médico Obstetra tinham ido embora realizar um parto e que precisavam de alguém apenas para ficar na beira do gramado para fazer figuração. Eu e o Jonas Llorente nos prontificamos de imediato e eu avisei que ele seria o técnico e eu o Auxiliar Massagista. hehehe.

      - Vô porque o senhor colocou a mão na cabeça? Parece assustado. A vovó está preparando o almoço. kkkk
      - Fica quieto pablo. vai que sua avó escuta. Continuando. Neste dia Aviron perdeu por 3x2 para o time do Bordeaux, mas isso fez com que eu começa-se a gostar de ser treinador. Fiz um curso d etreinador na França e por indicação da Keiko eu acabei sendo auxiliar do doutor quando tinha jogos do Aviron. Como era apenas meio período eu trabalhava como Biólogo no Laboratório do Hospital de Bayonne. Um ano depois eu fui convidado a trabalhar no Sub-17 do Aviron e para isso acontecer eu fui a Itália aonde tirei meu Diploma pela UEFA:

       
      Assim começa minha aventura no Aviron Bayonnais, Clube da National 3- Região Nouvelle - Aquitaine. O correspondente a 5ª Divisão da França. Sejam todos bem vindos.
       
       

       
       
       
       
       

    • LcStrike
      Por LcStrike
      E aí galera, se alguém souber me diz, estou em 2027, conquistei alguns campeonatos nacionais, como o Brasileiro, o Espanhol 3x e agora o mais difícil pra mim (pois demorei 3 temporadas pra conseguir), o Italiano, porém obtive 24 vitórias (apertadas) e 11 delas foram consecutivas, contudo... Com exceção do Brasileiro, em nenhum outro campeonato eu obtive o prêmio de Treinador do Ano, pergunto, o que fiz de errado? O que tenho que fazer pra conquistar um título individual?
×