Jump to content
Sign in to follow this  
Danut

Brazylijska magia

Recommended Posts

Danut

hfSt_rx2OTP5TIgri6-3TS8atxnLVHHMg5wCq6O3

S15 E01 - Jogador chato pra c*ralho

Olá pessoal. Na última atualização vimos que o Pogon conseguiu chegar até as quartas de final da Champions League, onde foi eliminado pelo Manchester United. Hoje vamos dar início à 15ª temporada do save.

 

Expectativas

g4-Evf9dQZWh2aPSe2WvfxmkFheUELQn1WF9mBjc

Depois de muitos anos mantendo as mesmas expectativas, a diretoria resolveu subir a exigência. Agora, o mínimo esperado é que o time alcance as quartas de final da Champions League - o mesmo que atingimos na temporada passada. Considero que temos condições de chegar lá, mas vai depender muito do sorteio - a depender do adversário, cair nas oitavas não seria absurdo. Ficar no grupo, por sua vez, já pode ser considerado desastre em nosso momento atual.

 

Elenco

W0H4eXvwEimcoCnkaJ8fby9sVrNHXE-ooZP0wGwP

A janela não foi tão movimentada, com apenas quatro contratações e três saídas em definitivo. Mas o que chama a atenção são os valores envolvidos, bastante altos para o padrão do Pogon. Nas saídas, a principal notícia é a venda de Thibaud Lefeuvre ao Arsenal. Uma saída que se deu por motivos de jogador chato pra caralho. O atacante é muito bom de bola, mas vivia enchendo meu saco pedindo novo contrato ou querendo saber porque não lhe deixei sair para clube maior. Todo mês tinha que aguentar reunião com ele. Além de tudo, ainda é canela de vidro, de modo que a cada partida jogada precisava de outra descansando. Que vá incomodar o Antonio Conte, treinador do clube inglês.

Nas entradas, o principal negócio foi a contratação de Jerry de Boer. Eu já vinha namorando o lateral holandês a algum tempo, mas não estava disposto a gastar tanto dinheiro em um atleta que não é brasileiro. Ainda durante a pré-temporada, porém, sofremos com as baixas de Schumacher e Cesar Martín - os dois pontas esquerdos do elenco se lesionaram gravemente. Ainda temos Carlos Antônio, que pretendo utilizar mais por ali esse ano, mas não tenho muita certeza se vai funcionar - e de qualquer modo seria muito arriscado iniciar a temporada com apenas um jogador para a posição. Assim, uni o útil ao agradável - de Boer é lateral de origem, mas pode também jogar como ponta - e finalizei a contratação mais cara da história do Pogon.

Além do holandês, trouxemos três promessas brasileiras. Lorran, um atacante veloz e oportunista, já foi emprestado ao Lechia Gdansk. Nilson Martineli e Pacato vão ficar no time B - o primeiro até é bom jogador, mas a concorrência no meio de campo é muito grande. Já Pacato é mais um caso de atleta que chega ao clube mostrando bem menos futebol do que havia sido prometido por meu olheiro.

Aliás, esse problema dos jogadores que não tem o nível esperado está se repetindo com muita frequência. É claro que é normal que um clube que contrata garotos tão jovens - quase sempre com 16 ou 17 anos - acabe errando de vez em quando. Mas não tenho estado nada feliz com a quantidade de vezes que isso aconteceu nas últimas temporadas. Como consequência, comecei uma reformulação da minha equipe de olheiros. Os três piores olheiros do clube foram dispensados, e para seus lugares (e mais uma pequena expansão do quadro) contratei cinco novos olheiros entre os melhores que estavam disponíveis (com destaque para Lica e Tom Thacker). A mudança aumentou nossos gastos salariais com funcionários em cerca de 400 mil euros anuais, mas espero colher os frutos com a melhora na precisão dos relatórios. Durante os próximos anos, devo efetuar novas substituições na equipe de observadores.

Fechamos o plantel desse ano com 29 jogadores - ainda acima do ideal, mas uma pequena redução em relação ao ano que passou. 17 são brasileiros. Uma ótima notícia é a redução no número de jogadores extra-comunitários: apenas três dos atletas da equipe principal não possuem cidadania europeia. É uma situação muito mais confortável do que ano passado, quando tinha nove atletas estrangeiros no grupo.

 

Goleiros

vALDyXz1aBFYBZEe2VUdZ15BiDLuLBW0-J0FgSPm

Sem mudanças. Ano passado comentei que a avaliação de potencial de Ezequias flutuava bastante - ora era indicado como de nível mundial, ora como apenas um atleta razoável. Depois de um ano na equipe principal, parece claro que o jogador não vai atingir o mesmo nível de Dahl. Mesmo assim, é um bom reserva.

 

Laterais direitos

FF9MGS15pKq8b21W928ZP8YoilpV-_l5dFLUQY4a

Cléber Rech é outro jogador que viu a avaliação de potencial diminuir em seu primeiro ano com a equipe principal. Mas, assim como Ezequias, é um jogador que cumpre bem a função de reserva.

 

Laterais esquerdos

UHhG4_VAt8pGEbhW_JmIz2mykenpAHhboH6mEpN-

Como já havia mencionado acima, Jerry de Boer é a contratação mais cara da história do Pogon. Paguei 33 milhões de euros no holandês - o recorde anterior eram 19,5 milhões pagos por Badé. Além da ótima avaliação de potencial, me encantei pelo equilíbrio que de Boer mostra entre atributos ofensivos e defensivos. Por enquanto, vai ajudar também a tapar o buraco na ponta esquerda, mas seu futuro é como lateral ofensivo - justamente a falha de Gabriel Temporão, que tem excelentes atributos defensivos, mas cruza a bola que nem certos laterais esquerdos de times brasileiros (Cortez).

Com a chegada do holandês, já não havia a necessidade de manter José - o lateral já tinha perdido espaço para Gabriel Temporão, e só estava no elenco pela cidadania europeia. Assim, vendi o jogador ao Schalke por 21 milhões de euros. Contratado por 1,4 milhão junto ao Fluminense, José passou cinco temporadas no Pogon, tendo atuado em 127 partidas.

 

Zagueiros

UMvZzrvCjqKfnvuhvlLjbAL5JXETGbQMoVddi9yG

Extremamente criticado no ano passado, Badé (cl. 7,39) deu a resposta para aqueles que não entenderam a sua renovação contratual. O jogador foi o principal destaque de nossa defesa, com atuações sólidas durante todo o ano. É o único zagueiro da equipe que ficou com nota acima de sete na liga dos campeões (média 7,16 na competição).

Atrás de Badé, Elézio continua como primeira opção. Eduardo Luís e Diego Wendel receberam a cidadania polonesa e serão mais utilizados esse ano de forma a desenvolver seus potenciais. Por fim, Dean Krizman vai finalmente ter um ano inteiro no clube para mostrar o que sabe.

Com tantas opções para a defesa, sobrou para Fábio Gomes. O antigo homem do Cruzeiro é muito bom jogador, mas ficou para o fim da fila por já estar muito perto do seu potencial. E como seis zagueiros na equipe principal seria um exagero, acabou vendido ao Köln por 24 milhões de euros. Contratado por 6,25 milhões, ficou seis temporadas em Szczecin, atuando em 139 partidas.

Por fim, Dênis também deixou o clube, mas apenas por empréstimo.

 

Meio-campistas

tayvJyT5BcTUYnaWSaAqTnfgwfZ0o8_Ev5JTGD6j

Com seis nomes para apenas duas posições, nosso meio de campo está um tanto inchado. E isso que acabei negociando Rômulo Duarte com o Vasco por 6 milhões - o brasileiro de 19 anos tem potencial, mas não encaixou tão bem no nosso estilo de jogo. Fez apenas 15 partidas em duas temporadas. Rômulo só vai deixar o clube na próxima janela, mas com a negociação finalizada ficará no time B por enquanto.

Para o próximo ano, devo me desfazer de Matheusinho e/ou Richard Blaze. O primeiro até já acertou comigo que tem autorização para deixar o Pogon - só que o interesse dos outros clubes acabou não se transformando em proposta concreta.

 

Meias avançados

ON8nOydNAKkbp2QLPCeYkySS7fhCUk55yAsOQShr

Outra posição com excesso de pessoal. Aqui, quem está sobrando é Rocha Ferreira (cl. 6,93). Se ano passado o jogador já estava ficando para trás na disputa com Karol Zezula, esse ano sua situação ficou insustentável. São quatro assistências em 18 partidas - quase todas disputadas no fraco campeonato polonês. Números absolutamente incompatíveis com um atleta que ganha quase 2 milhões de euros por ano. O curioso é que os atributos do atleta são muito bons, mas ele simplesmente não consegue mostrar nada disso em campo. Só não saiu nessa janela porque nenhum clube mostrou interesse - mesmo depois de baixarmos o preço para apenas 15 milhões.

 

Pontas direitos

X7vIHepunp3FNxSvGL0_YlkTom8A1T5zSstPZeXd

Nikola Gavric (cl. 7,42) é outro atleta que decepcionou na temporada passada. Um dos melhores jogadores do clube nos anos anteriores, passou em branco nos jogos importantes desse ano - foram quatro atuações na Champions, sem qualquer gol ou assistência. É bem verdade que a grave lesão no primeiro semestre o atrapalhou, mas vai precisar mostrar que está recuperado nessa próxima temporada.

Mas se Gavric ficou muito abaixo do esperado, Cadão (cl. 7,74) surpreendeu positivamente. O brasileiro de 21 anos mostrou personalidade, participando de quatro gols em quatro partidas na Champions (e isso que em três das partidas disputadas entrou na segunda etapa). Também contribuiu com mais de um gol por jogo na liga local, mostrando que a posição está bem servida.

 

Pontas esquerdos

zLFq2nWnlZepw8YRPh0rv0piFTY-LZms5xoNKHX1

Nossa posição mais fraca do elenco. Schumacher e Cesar Martín não jogaram mal, mas também não convenceram muito. Já pretendia buscar alternativas para a posição, mas a situação ficou ainda mais urgente quando os dois pontas se lesionaram. Cesar Martín tem volta programada para metade de outubro, mas Schumacher só retorna aos treinos depois da virada de ano. Para resolver a situação, o meu plano é utilizar Carlos Antônio por aqui - aproveitando que ele perdeu espaço no comando de ataque. Se não der certo, temos também o lateral de Boer que pode fazer a função.

 

Atacantes

5c86LErQWhp4RFsjIqZ89XAx5G4Y3VC0Mngm8hI7

Luiz Alberto (cl. 7,81) é o grande destaque da última temporada. Visto por muito tempo como promessa, o atacante chamou a responsabilidade nos momentos decisivos e mostrou que já é realidade. Foram oito gols e duas assistências em oito partidas pela UCL, incluindo os quatro gols nos confrontos com o Hertha. Por tudo isso, ganhou um novo contrato, aumentando seu salário em mais de quatro vezes.

Já a maior decepção da temporada fica por conta de Carlos Antônio (cl. 7,50). O atleta quatro vezes melhor do mundo teve um ano para esquecer. Foram apenas 24 gols em 39 jogos, muito abaixo do que faz normalmente. Pela Champions, a situação é ainda pior: em oito partidas, participou de apenas dois gols. E isso que até pênalti ele bateu. No total do ano, participou de 1,07 gol por jogo - para comparação, Luiz Alberto atingiu 1,78 participações em gol por jogo. Não sei explicar o que levou a essa queda tão intensa na sua performance mas, aos 29 anos, Carlos Antônio precisará mostrar que ainda é o atleta que encantou o mundo - ou então seu tempo no Pogon pode estar contado.

Finalizando o elenco, tivemos a promoção do jovem da base Arkadiusz Rzepka. O garoto já vinha mostrando um potencial interessante, e com a saída de Thibaud Lefeuvre e a possível utilização de Carlos Antônio na ponta esquerda deve ter um bom tempo de jogo na equipe principal.

 

Liga dos Campeões

_ljhvjTsnosXdQ6zX_-ECjjDcwzLK0ol1cemYapn

Pegamos um grupo com algum potencial de complicar as coisas. Já enfrentamos o Monaco sete vezes no save e nunca vencemos - são três empates e quatro derrotas, incluindo nossa única final continental. Somos agora uma equipe mais forte do que no passado, mas é preciso ficar atento.

 

Notícias gerais

Era pra ter postado isso aqui na última atualização, mas esqueci. Então vamos lá:

  • Cristiano Brasília entrou para a lista dos 20 melhores técnicos europeus da história. A lista é encabeçada por José Mourinho, que tem quase o dobro de títulos do segundo colocado Sir Alex Ferguson.
  • O Pogon subiu quatro lugares, para a 12ª colocação, no ranking de coeficientes europeu. No ranking de reputações, no entanto, estamos ainda na 42ª posição do continente, atrás de gigantes como Ingolstadt, Celta de Vigo e Southampton.
  • Batemos nosso recorde de média de público: 23.186 espectadores acompanharam cada jogo do Pogon, contra 22.913 do recorde anterior. O número corresponde a 95% da capacidade do estádio, mas a diretoria não quer nem ouvir falar em construir um estádio maior - mesmo com quase 200 milhões de euros em caixa.
  • Tivemos oito atletas brasileiros convocados para a Copa América. Para comparação, nenhuma outra equipe no mundo tem mais do que dois atletas entre os convocados da seleção. Também tivemos três garotos convocados para a Copa do Mundo sub-20 (Carlos César, Dmitri e Ney Fabiano, do time B). 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Quando o sorteio facilitou, conseguiu uma boa campanha e quase chegou até a semi-final, foi por pouco, mas os diabos vermelhos fizeram valer o favoritismo, pois são mais tradicionais que o Pogon. Entretanto, isso mostra claramente a evolução da equipe, agora é ver se consegue repetir o feito com consistência para depois almejar a semi-final.

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89
Em 23/02/2020 em 04:03, Danut disse:

O detalhe é que a derrota para o Lech Poznan foi decretada aos 90+1, quando meu zagueiro simplesmente tropeçou na bola absolutamente sozinho dentro da área (o jogador correu na direção da bola, botou o pé nela, caiu, a bola rolou uns cinco metros pra frente e ficou parada até o atacante do Lech Poznan chegar pra finalizar).

 

Apesar da trapalhada, o time evoluiu nesta temporada já que não tinha um Manchester City para te atrapalhar. Se não tem City, tem United. Importante é manter a tradição 😛

Zueiras a parte, entendo que a equipe deu uma melhorada, e a diretoria aumentando o sarrafo significa que eles também acham que isso aconteceu.

Maneiro ver que seu time está fornecendo gente a rodo pra seleção. Bom sinal também.

Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

O Arsenal está na Champions? Espero que não, se não já sabe né?

Já definiu como vai ficar a tática com as alterações na escalação?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Nei não cai (38D)

Esse francês xarope veio de graça né? Negocião.

Nada de colocar Carlos e Luiz juntos, casal 20?

E o volante deu certo? Ou manteve a tática?

Um litro de atualizações.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut
On 2/25/2020 at 2:40 PM, Henrique M. said:

Quando o sorteio facilitou, conseguiu uma boa campanha e quase chegou até a semi-final, foi por pouco, mas os diabos vermelhos fizeram valer o favoritismo, pois são mais tradicionais que o Pogon. Entretanto, isso mostra claramente a evolução da equipe, agora é ver se consegue repetir o feito com consistência para depois almejar a semi-final.

Então, por um lado dá para dizer que só não passamos das oitavas antes porque pegamos sempre sorteios complicados. Por outro, é fato que ainda não conseguimos passar nenhuma eliminatória contra times realmente complicados. Estamos muito claramente no segundo grupo continental. No topo desse grupo, mas ainda atrás dos que integram o primeiro escalão. E isso é complicado quando se fala de UCL, porque sempre vai ter um monte de times de primeiro escalão, seja nas oitavas ou nas quartas.

 

On 2/25/2020 at 9:08 PM, marciof89 said:

 

Apesar da trapalhada, o time evoluiu nesta temporada já que não tinha um Manchester City para te atrapalhar. Se não tem City, tem United. Importante é manter a tradição 😛

Zueiras a parte, entendo que a equipe deu uma melhorada, e a diretoria aumentando o sarrafo significa que eles também acham que isso aconteceu.

Maneiro ver que seu time está fornecendo gente a rodo pra seleção. Bom sinal também.

Boa sorte!

Mais do que a tradição de perder para a equipe de Manchester, tem a tradição da eliminação pelos ingleses né. Antes dos três anos de City teve dois pro Liverpool. Será que depois vem o Chelsea ou o Arsenal?

Olha, eu acho que a gente tem melhorado sim. Mas como coloquei pro Henrique, ainda não estamos no primeiro escalão europeu. Em nenhum momento vencemos uma eliminatória contra uma equipe realmente grande. E esse é o problema: a gente tá acima do resto, mas não incomoda ninguém no grupo dos gigantes.

Considero que estamos cumprindo bem o objetivo de ter brasileiros de destaque no clube. Agora falta ter mais resultado em campo.

 

On 2/26/2020 at 8:14 AM, Andreh68 said:

O Arsenal está na Champions? Espero que não, se não já sabe né?

Já definiu como vai ficar a tática com as alterações na escalação?

Os times ingleses são United, City, Chelsea e Tottenham. O Arsenal terminou empatado com o Tottenham em pontos na liga, mas perdeu a vaga nos critérios de desempate.

Ou seja: vamos ser eliminados pelo Tottenham ou pelo Chelsea, rs.

Então, eu andei fazendo algumas alterações táticas, mas não estou 100% convencido de que vou manter as coisas como estão. Prefiro deixar pra falar de táticas quando sentir que tenho um plano mais organizado em mente.

 

On 2/27/2020 at 2:20 PM, Neynaocai said:

Esse francês xarope veio de graça né? Negocião.

Nada de colocar Carlos e Luiz juntos, casal 20?

E o volante deu certo? Ou manteve a tática?

Um litro de atualizações.

Sim. Mas tive que pagar uma grana pra ele e pro empresário que não foi pouca coisa - entre o valor que pagamos inicialmente e mais a renovação contratual dele uns anos depois acho que gastei uns 20 milhões em luvas. Ainda assim lucramos bem na venda.

Então, em princípio Carlos e Luiz vão jogar na mesma equipe, mas com o Carlos jogando na ponta esquerda. Os dois de atacante não dá muito certo porque jogamos com dois pontas também, aí fica gente demais na frente.

Não cheguei a jogar realmente com volante. O Smejkal que contratei pra isso saiu logo depois, e de resto eu não usei ninguém por ali. Mais porque não quero mesmo, embora esteja quase me convencendo de que precisarei dar o braço a torcer. Em todo caso, a tática mudou, mas dentro do mesmo 4-2-3-1 de antes - só mudei as instruções e funções de cada jogador.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

sei la, de repente um 442 ingles com os 2 na frente

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut

hfSt_rx2OTP5TIgri6-3TS8atxnLVHHMg5wCq6O3

S15 E02 - De volta ao Olímpico

Olá pessoal. Hoje vamos dar início aos jogos da temporada 2031/32.

 

Ekstraklasa

Rqm7X83gUquILw-jgG35wbeYQlXMsVqELllv8Opg

Há um limite de quantas formas diferentes se pode arrumar para dizer a mesma coisa, e sinto que atingi o meu. Não tem mesmo o que falar do campeonato nacional. Perdemos um jogo contra o Lechia Gdansk, que assumiu temporariamente a ponta, mas no fim isso é só um detalhe. Logo recuperamos a primeira posição, que ocupamos com a tradicional folga pro segundo colocado. De novo não lembrei do print da tabela, mas isso ocorre justamente porque ele não importa muito - não muda nada de um ano pro outro. A partir do próximo ano devo trazer os jogos nacionais todos em uma só atualização, porque não tem sentido mais ficar contando cada semestre em separado.

 

Champions League

O Olímpico de Roma é um estádio que nos traz boas lembranças - foi lá que conquistamos nossa primeira vitória fora de casa em uma fase de grupos da Champions, ao derrotar a Roma com dois gols de Kwietniewski em 2019. Doze anos depois, voltamos ao estádio, mas para enfrentar a Lazio. O que se viu na primeira etapa foi um massacre do Pogon, que marcou dois gols. O problema é que a Lazio conseguiu balançar as redes no único ataque que tiveram em toda a primeira etapa, deixando o jogo em aberto. No segundo tempo o jogo foi um pouco mais equilibrado, mas dois gols de bola parada resolveram a situação.

n1JYNNrwJ3Kl3_XPs1YUwswmuqyh378LnTJ8ujo-

4 a 1 ficou muito barato pela quantidade de chances que criamos.

Na sequência, aquele que era teoricamente o jogo mais fácil do grupo: receber o Celtic em Szczecin. E como esperado, goleamos sem dificuldade.

S57mpimGUeOV3kvKeYkepnY3GB8awYoahQiBa-2I

O adversário mais complicado do grupo era o Monaco, que recebemos na sequência. Começamos a partida com tudo: Badé, aos três, e Terol, aos cinco minutos, nos deram a vantagem. E cabia mais. Mas acabamos não ampliando, o Monaco começou a gostar do jogo, e passada meia hora de bola rolando eles descontaram, complicando um pouco a situação. Na segunda parte o jogo foi bem mais equilibrado. Pra nossa sorte, duas falhas do goleiro deles nos garantiram a vitória.

uPHkj8RezYGWktNVJMWV_gxbA4VyJ0Ne_QOPlmu1

Voltamos a enfrentar o Monaco no primeiro jogo do returno. E tudo aquilo que funcionou em Szczecin deu errado no principado. Da defesa ao ataque, minha equipe não conseguiu mostrar seu futebol em nenhum momento. Nosso único gol saiu em um chute de longe do lateral esquerdo - um lance completamente aleatório, e que captura bem a nossa falta de capacidade de coordenar jogadas ofensivas.

ZQ2F1KnOzXhqCJrrEfbVgqsHQbYko_57PXRviyOr

Apesar da aleatoriedade do lance, o gol de Tite foi fundamental - com a repetição do placar do jogo de ida, a disputa pelo primeiro lugar do grupo deve ser resolvida pelo saldo de gols nos demais confrontos.

Sabendo da importância de fazer saldo para garantir a primeira posição do grupo, partimos para cima da Lazio com vontade. Com quatro gols (um deles o juiz registrou como contra do zagueiro, mas discordo da avaliação) e uma assistência de César Martín, despachamos o time italiano.

lt2ljrAzAVj32m_bQm6G2pAKvWHG9ut2fiLvqXwu

Para encerrar, a partida em Glasgow. Começamos muito bem, marcando dois gols em cinco minutos - e mais um aos 33. O Celtic descontou ao final da primeira etapa. No segundo tempo continuamos melhor, mas não colocamos a bola na rede. E aí o time da casa foi lá e marcou o segundo, deixando os minutos finais extremamente tensos. Mais um gol deles, e o Pogon perderia a primeira colocação no grupo. Fazia tempo que não ficava tão feliz ao ouvir o apito final.

4SGpZMttIisn3R0ks-qz0w3t-RO_IaQ2NW3A4JGT

Como era de se esperar, o Monaco também venceu todas as outras partidas do grupo, e a decisão de primeiro e segundo lugar foi no saldo de gols. Mas aí prevaleceu a vocação ofensiva do Pogon. Marcamos oito gols a mais do que o adversário, e isso foi o suficiente para garantir a vantagem.

nUtCzslnOl2Z9mEDXfSTXmBsaIlbsH14W0KcH4WF

Com o primeiro lugar no grupo, nossos possíveis adversários na fase seguinte eram Tottenham, Wolfsburg, Bilbao, Juventus, Vienna, Milan, e Barcelona. Desses, considero Wolfsburg, Milan, Bilbao e Vienna os mais fáceis - aqueles que seria obrigação passar. Tottenham e Juventus formam o grupo intermediário - adversários que poderiam complicar nossa vida, mas que ainda nos consideraria favoritos. E o Barcelona era o único gigante entre os possíveis adversários.

Não preciso nem dizer quem é que foi sorteado para enfrentar o Pogon:

XRMdqsPs2rWOxA61F7dFQrp1qwAsH3Ik-5vghTTl

A modéstia financeira de quem paga 32 milhões de euros de salário pra um só jogador. É mesmo uma história comovente.

Justiça seja feita, o Barcelona não vive o melhor momento de sua história. Nos últimos três anos, caiu duas vezes para o Arsenal na fase de oitavas da UCL, e uma vez para o City nas quartas. Mas o time espanhol continua entre os gigantes do continente, e será muito complicado passar até as quartas de final.

 

Notícias gerais

  • Carlos Antônio levou os usuais prêmios de melhor brasileiro na Europa e jogador do ano do Comitê Olímpico Brasileiro. Também entrou na seleção do melhor onze mundial, embora não tenha ficado entre os três primeiros.
  • Karol Zezula foi eleito o jogador do ano da Ekstraklasa. David Bartos levou o prêmio de melhor jogador estrangeiro do ano.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut
12 minutes ago, Andreh68 said:

sei la, de repente um 442 ingles com os 2 na frente

Então, aí a questão é que meus pontas não jogam bem no meio. Sei que poderia treinar eles para isso, mas também não quero perder a presença ofensiva do Nikola Gavric - o rapaz foi mal nesse último ano, mas antes disso vinha anotando quase duas contribuições a gol (gol + assistência) por jogo na Champions League. E quase tudo na mesma jogada de entrada em diagonal nas costas da zaga. Não imagino que ele faria isso se jogasse mais atrás.

PS: Postei atualização acima dessa resposta (avisando só pra tu não entrar aqui pela notificação do quote e perder a atualização).

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68
10 minutos atrás, Danut disse:

Então, aí a questão é que meus pontas não jogam bem no meio. Sei que poderia treinar eles para isso, mas também não quero perder a presença ofensiva do Nikola Gavric - o rapaz foi mal nesse último ano, mas antes disso vinha anotando quase duas contribuições a gol (gol + assistência) por jogo na Champions League. E quase tudo na mesma jogada de entrada em diagonal nas costas da zaga. Não imagino que ele faria isso se jogasse mais atrás.

PS: Postei atualização acima dessa resposta (avisando só pra tu não entrar aqui pela notificação do quote e perder a atualização).

Valeu, nem ia reparar...

Ta voando,acho que passa fácil pelo Barcelona. Foda e você esbanjar esse dinheiro ai kkkkkkkk

O FM fica de sacanagem nao e posivel. E so ter um sorteio para vc escolher esse não, que esse sai!

So de não ser inglês já ta bom.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut
13 hours ago, Andreh68 said:

Valeu, nem ia reparar...

Ta voando,acho que passa fácil pelo Barcelona. Foda e você esbanjar esse dinheiro ai kkkkkkkk

O FM fica de sacanagem nao e posivel. E so ter um sorteio para vc escolher esse não, que esse sai!

So de não ser inglês já ta bom.

Olha, espero que sim. O que me preocupa foi o 4 a 1 que levamos do Monaco. Tipo, no primeiro jogo passamos por cima deles. Mas aí no segundo foi feio. Fica a dúvida qual o Pogon que vai aparecer contra o Barça.

A questão do dinheiro é meio curiosa. Tipo, o Pogon tem 200 milhões de euros em caixa. Estamos entre os dez clubes mais ricos do mundo em termos de dinheiro na mão. Só que não conseguimos fazer muita coisa com esse dinheiro. Porque se tirar transferências nosso balanço anual é de uns 60 milhões negativos. Então já agora gastamos muito mais do que recebemos se não contar as vendas de jogadores. Apesar de ter todo esse dinheiro, não é como se o Pogon pudesse sair pagando salários nível Barcelona - ou mesmo nível Dortmund ou alguém assim. E aí fica difícil achar algum jogador que acrescente ao clube para além do nível dos jogadores atuais, mas ganhe um salário que a gente possa pagar...

E nem me fala, esses sorteios tão um azar só. Pelo menos não é o Tottenham - certeza que ia perder pra eles só pelo fato de serem ingleses.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Já tive uma mensagem dessa do poderio financeiro contra o pobre Manchester City. É de cair o cu da bunda mesmo. Os caras tem zero noção. No mais, patrolou todo mundo na temporada, menos dois clubes. Vai ter a chance de ver se o atacante de 32 milhões anuais vai ser decisivo ou se o trabalho realizado no Pogon pode novamente chegar as quartas, dessa vez derrotando um clube com mais credenciais.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut
14 minutes ago, Henrique M. said:

Já tive uma mensagem dessa do poderio financeiro contra o pobre Manchester City. É de cair o cu da bunda mesmo. Os caras tem zero noção. No mais, patrolou todo mundo na temporada, menos dois clubes. Vai ter a chance de ver se o atacante de 32 milhões anuais vai ser decisivo ou se o trabalho realizado no Pogon pode novamente chegar as quartas, dessa vez derrotando um clube com mais credenciais.

O FM dá uma importância exagerada ao dinheiro em caixa, ignorando o fluxo financeiro. Aí uma equipe como o Barcelona, que tem um retorno de mais de meio bilhão de euros por ano (o segundo maior do save, atrás só do United), é considerada pobre porque torra um monte em contratação de jogadores. Já o Pogon que ganha 1/10 disso por ano é rico...

É o mesmo problema que faz o jogo me dar um orçamento de 350 milhões de euros pra transferência sendo que por ano a gente já fica 60 milhões no prejuízo (ignorando transferências). Não tem nenhuma condição de sustentar 350 milhões de gasto, mas o jogo só olha pro fato de que temos grana em caixa, ignorando que no fluxo nossa situação é péssima.

Esse Cecco já me incomodou no passado, quando jogava pelo Liverpool. Espero que dessa vez seja diferente.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut

IsYBThvTrxUbjwW1QTpgdVjtEx5j_9AMsXLZxtCm

S15 E03 - Jogar como nunca...

Olá pessoal. Na última atualização vimos que o Pogon deu azar e, apesar da primeira colocação na fase de grupos, vai enfrentar o Barcelona já nas oitavas da Champions. Hora de ver como foi o segundo semestre.

 

Transferências

WSbpuNVNE5k5TciY4NFUXqocVdtjB77hdSKM-orU

Hamit Faber é um zagueiro holandês de apenas 18 anos, mas que já mostra grandes capacidades - e tem potencial para chegar muito longe. Assim que foi indicado por meus olheiros, corri para pagar a multa rescisória junto ao Den Haag. Meu plano é que ele ocupe, nos próximos anos, o lugar de Dean Krizman, que não evoluiu tanto quanto esperava.

Datkovic, por sua vez, é um jovem atacante de 20 anos. Não é nenhum grande jogador, mas estava bem barato. Será apenas segundo reserva do ataque.

Nas saídas, o destaque é a venda de Matheusinho. A passagem do brasileiro por Szczecin teve momentos distintos: começou muito bem, passou por dois anos terríveis, e se encerrou com um período em que o atleta foi bastante constante, mas sem o brilho inicial. Como não era protagonista, receber 38 milhões pelo jogador está muito bom. Foram onze temporadas no Pogon, com 321 partidas disputadas, 46 gols e 42 assistências.

Além disso, completamos a venda já acertada de Romulo Duarte ao Vasco da Gama. Também para o futebol brasileiro saiu Marinaldo. O meia atacante chegou no Pogon por 4,5 milhões de euros, mas se mostrou um grande erro de nossa parte. Acabamos perdendo 4 milhões nessa história.

 

Ekstraklasa

ZQF8uxZWuNqZr_iq5FmQWtdIjIUKrh199bxVhMaT

Crise no Pogon: perdemos três jogos na temporada - dois apenas no segundo semestre!

6Vr0OV-TM0r39ZjOnL1nBNe809F-_DHb8ySNhi6Z

O curioso é que essa temporada desastrosa do ponto de vista de resultados (rs) foi a melhor em termos de gols marcados. Com 136 gols, uma média de 3,68 por jogo, superamos em muito os 123 gols da melhor temporada até aqui. A defesa não foi a melhor, mas com o ataque produzindo tanto não é surpresa que o saldo também seja recorde - 112 gols de diferença, contra 100 da marca anterior.

 

Puchar Polski

5ym7XiFEsTb1_giFZRC9L-y6yOP-2-3YPSiakVsb

Campanha tranquila até a final, onde enfrentamos o Legia no tradicional jogo em campo "neutro". O time da casa saiu na frente logo aos cinco minutos e segurou a vantagem até o intervalo. Na segunda etapa o Legia continuou jogando muito melhor, mas quem colocou a bola na rede foi a minha equipe. No final ainda nos aproveitamos do desespero do time local pra transformar o resultado em goleada.

1to-sDigDAL6pqVG_9Chowoo5TvHlo6RFor-71PH

Olhando a criação de chances dá para dizer que o Legia jogou como nunca, mas perdeu como sempre.

 

Champions League

Como já adiantado, nosso adversário nas oitavas era o Barcelona. O primeiro jogo foi no Camp Nou. Na primeira etapa vimos um jogo muito amarrado, lembrando fortemente o confronto com o Manchester United no último ano. Mas havia uma diferença fundamental: enquanto aquela vez o jogo amarrado era parte do plano do United, agora ficava claro que nem Pogon nem Barcelona estavam confortáveis com o que acontecia em campo. Na segunda etapa, o Barcelona finalmente conseguiu se soltar e tomar conta do jogo, construindo boa vantagem para o jogo de volta.

nM9F6fHKXJgWGJYL9-bm2-g0Dz8m1y6hX38kmZto

Se o primeiro tempo foi ruim de ambos os lados, o segundo foi horrível de nossa parte. Não chutar uma única vez é completamente inaceitável.

Fomos para o segundo jogo sabendo que a tarefa seria bastante complicada. E fizemos tudo certo: saímos na frente com um gol cedo, pressionamos em busca do segundo, não deixamos o Barcelona criar quase nada. Só que os dois primeiros chutes deles no jogo foram gol.

UaIgIAq3SGPmMYR8sr3j2g6MuT48bTc_l4aVCao3

Jogamos como nunca...

O Barcelona seguiu para eliminar o Manchester United (2 a 1 no agregado) e o PSG (2 a 1 no agregado) e, na final, derrotar o Real Madrid (1 a 0).

 

Infraestruturas

NyNtPykLb8Gn1CsMk5ccEVRHVLAZo7nsofLoa4It

Há anos que sempre que posso faço a solicitação à diretoria de construção de um novo estádio, e nunca sou atendido. Aí agora, poucos meses depois de negar o meu pedido mais uma vez, a diretoria resolve começar os planos por conta própria. Bem, não vou reclamar, ao menos o novo estádio vai sair.

A mensagem não diz, mas olhando na parte de infraestruturas do clube é mencionado que se está planejando a construção de um estádio com 32 mil lugares - o atual tem 24.200. Considero um bom número, especialmente se houver a possibilidade de ampliação posterior (o que imagino que seja o caso).

E já que estamos falando de infraestruturas, queria mencionar um outro ponto que observei recentemente. Sempre que possível, tenho pedido para a diretoria realizar melhoras nas infraestruturas de treino e recrutamento. Há algum tempo, não tem mais sido possível pedir melhorias nas infraestruturas de treino - seja das camadas jovens ou do time principal -, exceto quando há notícia de que o avanço da tecnologia fez nossa estrutura decair. Olhando para a situação das infraestruturas do clube, o motivo parece esclarecido: nossas instalações de treino para a equipe principal, as instalações de análise de dados e as condições das camadas jovens já estão em nível "última geração", o melhor que se pode atingir. Também as condições de treino de camadas jovens estão no melhor nível possível (nesse caso, "excepcional"). 

SOz686B-FWJhmyBwmLtg0KHtju8s_ua-Lw3bGLXy

O que me chamou a atenção, no entanto, é que mesmo sempre pedindo melhorias - e tendo o pedido atendido -, ainda me é possibilitado continuar pedindo melhorias no recrutamento de jovens. Só que a tela de infraestruturas do clube informa que ele já está como "extensivo", o que, segundo o guia sobre o assunto que temos aqui no fórum, é o melhor nível possível de ser atingido. Achando essa situação curiosa, resolvi apelar para ferramentas externas: baixei o FMRTE e procurei o Pogon no programa. E isso confirmou minhas suspeitas: nossas captação de jovens já é nível 20, o melhor possível. E mesmo assim posso continuar pedindo por melhorias, que são atendidas pela diretoria. Me parece bem claro que isso é bug do jogo. Resta saber se o pedido tem algum impacto financeiro ou se apenas aparece a mensagem de aceite da diretoria e nada acontece.

 

Notícias gerais

  • Com o 15º título da liga, nos tornamos o maior campeão polonês da história, superando o Gornik Zabrze.
  • Cadão se tornou o jogador com a melhor média na liga em uma temporada: 8,07 em 29 jogos, batendo os 8,05 de Carlos Antônio em 19 jogos em 2026.
  • Cadão também quebrou o recorde de assistências da liga - geral, não apenas do Pogon - ao atingir 22 assistências em uma temporada. O recorde anterior pertencia a um atleta do Legia, com 17 assistências em 2028.
  • Para a surpresa de absolutamente ninguém, Cadão foi eleito o jogador da temporada da Ekstraklasa.
  • Caímos duas posições no ranking de coeficientes, para a 14ª posição. Já no ranking de reputações subimos dois lugares, estando agora na 40ª colocação.
  • Onze jogadores do Pogon foram convocados para os jogos olímpicos - sete brasileiros, três holandeses e um sérvio. Brasil e Holanda foram as duas seleções a chegarem até a final, que terminou com vitória dos europeus. Damiën Terol foi eleito o melhor jogador da competição. Curiosidade: em quatro edições de jogos olímpicos no save, duas tiveram como melhor jogador um atleta do Pogon. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89
Em 29/02/2020 em 23:24, Danut disse:

A modéstia financeira de quem paga 32 milhões de euros de salário pra um só jogador. É mesmo uma história comovente.

Risos.

O abismo financeiro é alto, mas não jogou mal contra eles. Infelizmente, era outsider e a lógica prevaleceu, mas bicho, vai ser azarado assim na casa do carvalho. Pegou o único time que não podia pegar.

Cacete, média de 8,07 pra um jogador, nem em campeonatos curtos eu consegui que um jogador tivesse essa média monstruosa.

Vamos ver o que sai na próxima temporada.

Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Queria ter chegado nesse nível de recrutamento com o Shamrock Rovers. Uma das minhas grandes picuinhas com o save era essa, a dificuldade em fazer esse nível aumentar, ficava sempre ali no meio da tabela. Quanto ao Marinaldo, por que você acha que ocorreu um erro na avaliação do jogador? Quanto ao Barça, você mencionou que o Cecco já havia lhe atormentado anteriormente, e ele voltou a aparecer, marcando um gol em cada confronto.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Luiz A. Borel

Barcelona é Barcelona, ainda mais no FM. Parece que, com exceção ao Hertha, os sorteios são sempre ruins para o Pogon. Mas felizmente a equipe vem fazendo bons jogos contra esses times e caminhando, crescendo e evoluindo para dar o próximo passo. 

Vou fazer mea culpa porque realmente não lembro, mas já saiu algum brasileiro na fornada de jovens? Ter elementos do staff brasileiros podem ajudar com isso ou não influi? Pergunto porque no FC Andorra, mesmo tendo o Dir. Futebol Jovem estrangeiro e diversos olheiros, nunca revelei um jogador não-andorrano.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut
On 3/3/2020 at 4:19 PM, marciof89 said:

Risos.

O abismo financeiro é alto, mas não jogou mal contra eles. Infelizmente, era outsider e a lógica prevaleceu, mas bicho, vai ser azarado assim na casa do carvalho. Pegou o único time que não podia pegar.

Cacete, média de 8,07 pra um jogador, nem em campeonatos curtos eu consegui que um jogador tivesse essa média monstruosa.

Vamos ver o que sai na próxima temporada.

Boa sorte!

Então, não jogamos mal mesmo. O que me frustra é que apesar disso perdemos os dois jogos né? Tipo, ok, estamos conseguindo jogar bem contra os gigantes em alguns momentos. Mas mesmo nessa situação olhando o resultado passamos muito longe da classificação.

E sim, foi um azar desgraçado. Qualquer outra equipe e acho que a gente passaria de fase. Mas o outro lado é que daí pegaria um time difícil nas quartas igual. Uma hora precisamos vencer um desses times se quisermos chegar longe na competição, não adianta só ficar esperando sorteio favorável - até porque isso só ajuda mesmo nas oitavas.

Com o domínio do Pogon no futebol polonês e nosso estilo extremamente ofensivo de jogo, as médias têm sido bem altas. Essa do Cadão foi o recorde, mas temos vários jogadores com média bem alta. Tanto que pouco trago a nota média dos jogadores na temporada pra cá, porque ela acaba sendo um número meio sem sentido. Tem jogador que foi destaque negativo de temporada (por jogar terrivelmente mal nos jogos importantes) e terminou o ano com média 7,40...

Olha, minha previsão para os próximos anos não é muito otimista. Mas vamos ver...

 

17 hours ago, Henrique M. said:

Queria ter chegado nesse nível de recrutamento com o Shamrock Rovers. Uma das minhas grandes picuinhas com o save era essa, a dificuldade em fazer esse nível aumentar, ficava sempre ali no meio da tabela. Quanto ao Marinaldo, por que você acha que ocorreu um erro na avaliação do jogador? Quanto ao Barça, você mencionou que o Cecco já havia lhe atormentado anteriormente, e ele voltou a aparecer, marcando um gol em cada confronto.

Aqui toda vez que eu pedia a diretoria dizia que não, eu insistia, ela dizia que não, eu pressionava de novo, ela dizia que não, eu insistia uma terceira vez, aí ela aceitava. Em todos os pedidos foi o mesmo roteiro. Mas ao menos sempre aceitaram. É legal ter uma base bem desenvolvida - acho que primeira vez que chego no 20 no FM. Tem trazido alguns garotos interessantes. Uma hora preciso até falar sobre eles com mais detalhes.

Sobre o Marinaldo, acho que é uma conjunção de fatores: primeiro que contratamos muitos garotos quando eles tem 16 anos ainda. É muito difícil prever o crescimento de um atleta dessa idade. Na vida real também tá cheio de jogador que é visto como grande promessa e depois flopa. Não ajuda que o Pogon já é um time de altíssimo nível, então o cara pode até se tornar um bom jogador, mas ainda assim ficar abaixo do mínimo para o Pogon - pra jogar aqui tem que ser craque mesmo. Tem também o fato de que meus olheiros não estavam todos no nível esperado de uma equipe que nem o Pogon - o que eu corrigi nesses últimos tempos. Então acho que é essa combinação de dificuldade de prever potencial de garotos tão jovens, olheiros meia boca e nível de exigência muito alto. O próprio Marinaldo não é ruim. Só não é tão bom também.

O Cecco é um dos jogadores que me causam calafrios só de ouvir o nome. Toda vez que enfrento ele me ferro. Infelizmente não consegui parar o rapaz dessa vez também.

 

1 hour ago, Luiz | 🇦🇩 🇦🇷 said:

Barcelona é Barcelona, ainda mais no FM. Parece que, com exceção ao Hertha, os sorteios são sempre ruins para o Pogon. Mas felizmente a equipe vem fazendo bons jogos contra esses times e caminhando, crescendo e evoluindo para dar o próximo passo. 

Vou fazer mea culpa porque realmente não lembro, mas já saiu algum brasileiro na fornada de jovens? Ter elementos do staff brasileiros podem ajudar com isso ou não influi? Pergunto porque no FC Andorra, mesmo tendo o Dir. Futebol Jovem estrangeiro e diversos olheiros, nunca revelei um jogador não-andorrano.

Então, é aquilo que falei pro Marcio: sim, os sorteios têm sido complicados. Mas também não dá pra ficar só reclamando deles, porque se a ambição do Pogon é chegar longe na UCL então precisa ser capaz de bater de frente com essas equipes fortes também. Ok, com mais sorte a gente chegaria de forma mais consistente nas quartas de final. Mas e daí? Na prática isso não muda nada. Dinheiro a gente já tem, e de resto oitavas ou quartas dá na mesma. Então hoje em dia eu não vejo esse azar no sorteio como um problema tão grande. A questão é o Pogon ser capaz de bater os gigantes pelo menos de vez em quando.

Eu já mencionei isso brevemente lá atrás, mas é natural que não lembre com tanto save na área. E até porque falei pouco sobre. Mas sim, temos vários brasileiros surgindo na base. Pelo que li na internet a nacionalidade do diretor de futebol jovem influencia - o meu é brasileiro. No que li não dizia nada sobre outros fatores, mas nós temos metade da equipe técnica (e o próprio treinador) como brasileiros também, né. Talvez tenha algum impacto, não sei.

Em todo caso, o principal jogador brasileiro surgido na base do Pogon é o goleiro Ezequias, que nessa temporada que postei aqui foi meu reserva imediato para o gol. Eu acabei me adiantando um pouco no jogo nesses últimos dias e já joguei uma temporada além do narrado aqui. Normalmente tenho um save para cada uma das temporadas que já joguei, mas justo essa última que postei aqui eu esqueci de fazer um save separado, então não tenho mais o print do jogador no momento que estamos aqui no tópico. Mas dando o spoiler já, vendi ele ao Schalke por 20 milhões de euros, e esse é o perfil atual do rapaz nascido no Acre.

Além dele, temos o também goleiro Ney Fabiano, que é quem assumiu a posição de reserva imediato do Pogon. No time B tem o zagueiro Baratinha - não deve chegar a ser jogador pro nível do Pogon, mas tem algum potencial. E no sub-19 temos mais dois zagueiros (Ricardo e Cezar Augusto) e um lateral direito (Ângelo), mas que acho que não vão dar em nada.

Fora esses que estão atualmente no Pogon, já tive o surgimento de Péricles, um meia ofensivo que tá no Malaga; de Edson, um ponta direita que tá no Bayern II; e de uns garotos que acabaram demitidos ali pelos 17-18 anos porque não tinham potencial.

E também revelamos um bom número de jogadores de outras nacionalidades por conta das parcerias da equipe. Temos parcerias com times na Espanha, na Bósnia, na Croácia, na Eslováquia, na Romênia e na Chéquia, todas voltadas para trazer garotos para treinarem na base do Pogon. A parceria espanhola já rendeu vários garotos para a base. O mais notável (dos que já deixaram o clube) é o Sergio, hoje zagueiro no Eibar. Ninguém que saiu virou craque, mas vários viraram jogadores profissionais em ligas menores. Mas também tem um garoto espanhol de 17 anos atualmente começando a aparecer pelo time principal e que promete ser craque (mas esse não trouxe o print pra não dar spoiler, vou falar sobre no futuro). 

Dos outros países a coisa rendeu menos, mas já tive um ou outro aparecendo na base. Hoje além do espanhol com jeito de craque temos um esloveno de relativamente bom potencial na base (e um romeno, mas esse é ruim). E pra finalizar, tem também um italiano - que não sei bem porque chegou ao Pogon, já que não tenho parcerias com equipes de lá.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

Como disse o Henrique ta reclamando de barriga cheia. Lembra o sofrimento do United para melhorar o recrutamento? No Uralan ainda sofro com isso, to meioque la no meio da tabela e nunca mais apareceu chance de melhorar.

Essa derrota pro Barcelona no fim das contas foi normal. Talvez num dia inspirado tivesse passado. Vamos lá, mais uma!

Parece o dia da Marmota rs...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut
1 hour ago, Andreh68 said:

Como disse o Henrique ta reclamando de barriga cheia. Lembra o sofrimento do United para melhorar o recrutamento? No Uralan ainda sofro com isso, to meioque la no meio da tabela e nunca mais apareceu chance de melhorar.

Essa derrota pro Barcelona no fim das contas foi normal. Talvez num dia inspirado tivesse passado. Vamos lá, mais uma!

Parece o dia da Marmota rs...

No caso do United nem era sofrimento para melhorar. Era bug mesmo né. Nunca melhorou e nunca ia melhorar. Inclusive agora que sei que no FM18 isso funciona, a coceira por um novo save de base de vez em quando aparece...

Mas do recrutamento não posso reclamar mesmo. Já apareceram alguns bons nomes no clube, e a tendência é aparecer mais gente interessante. O problema é que precisamos de jogadores extraordinários, não só jogadores interessantes.

Normal a derrota foi. Mas o problema é que a gente precisa ganhar desse tipo de time se quer avançar. Aí não dá pra se contentar com o normal.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Nei não cai (38D)

É sempre bom pro futebol quando o time mais fraco vence o mais forte.

Para o teu azar, viva a zebra Barcelona.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut
8 hours ago, Neynaocai said:

É sempre bom pro futebol quando o time mais fraco vence o mais forte.

Para o teu azar, viva a zebra Barcelona.

 

Histórias incríveis do futebol: o pequeno e pobre Barcelona não só ultrapassou o poderoso e rico Pogon, como ainda conseguiu superar três outros grandes adversários e se tornar campeão europeu. Por essa ninguém esperava.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut

D6XfOM-ySAfTegNI1o5lStt5Q7V3dqCc0ewu2YaS

S16 E01 - Os frutos da base

Olá pessoal. Na última atualização vimos que o Pogon deu azar no sorteio das oitavas da UCL e acabou eliminado com duas derrotas para o Barcelona. Hoje vamos dar início à temporada 2032/33 - a 16ª do save.

 

Elenco

BobAwzpG7jZVg8iToJDCUk0PO-hyekNWlrXBi81W

Valores totais incluem a janela de meio de temporada. Éder Gabriel / Luiz Gabriel   

Uma janela de poucas chegadas - a maioria para o time B - e muitas saídas, incluindo alguns garotos surgidos na base do clube. Os principais destaques são justamente as saídas de dois atletas formados pelo clube. O primeiro deles foi Ezequias. Embora tenha nascido no interior do Acre, o goleiro de 21 anos surgiu para o futebol na base do Pogon, tendo assumido a posição de reserva imediato há duas temporadas. No entanto, o valor oferecido pelo Schalke - 26,5 milhões de euros - era grande demais para recusar por um goleiro reserva, ainda mais que considero que o atleta não tem potencial para assumir a titularidade. Sua venda quebrou o recorde de maior valor que já recebemos por um atleta surgido em nossa base. E isso com muita distância: o recorde anterior era a venda do meia Dawid Kort ao Krasnodar por 2,1 milhões em 2023. 

Mas se Ezequias quebrou um recorde que já durava nove anos, o seu próprio recorde acabou tendo vida bem mais curta. Exatamente um mês depois de sua saída fechamos a venda do atacante Arkadiusz Rzepka, também ao Schalke, por 34 milhões de euros.

Como curiosidade, fica aqui a lista de todos os atletas surgidos na base do Pogon e vendidos por valores significativos, bem como, entre parênteses, a maior transferência do resto da carreira do atleta até aqui, para se ter uma ideia do desenvolvimento dos jogadores depois de deixarem o Pogon:

  • 2018: Sebastian Walukiewicz - DC - Stoke City - 1,8 milhão (3,3 milhões do Nürnberg ao Zaragoza em 2028)
  • 2023: Dawid Kort - MC/MAC - Krasnodar - 2,1 milhões (se aposentou no Krasnodar)
  • 2023: Sebastian Rudol - DC - Jagiellonia - 1,1 milhão (se aposentou no Jagiellonia)
  • 2023: Sebastian Kowalczyk - MC - Zaglebie Lubin - 1 milhão (1,2 milhão do Zaglebie Lubin ao Lechia Gdansk em 2025)
  • 2025: Jedrzej Polaczek - GR - HSV - 1,3 milhão (48,5 mil do HSV para o Karlsruhe em 2030)
  • 2026: Kacper Kaczmarek - DC - Jagiellonia - 1,7 milhão (775 mil do Jagiellonia ao Lech Poznan em 2029)
  • 2029/30: Kamil Lisiecki - PL - Lechia Gdansk - 650 mil (3,2 milhões do Lechia Gdansk ao Milan em 2031 - hoje avaliado em 10 milhões)
  • 2029/30: Sergio - DC - Alcorcon - 74 mil (1,6 milhão do Villareal ao Eibar em 2032 - hoje avaliado em 5,5 milhões)
  • 2030/31: Mariusz Bubnowicz - MC - Lech Poznan - 1,2 milhão (ainda no Lech Poznan - avaliado em 2,5 milhões)

Em resumo, a base do Pogon nos trouxe, até antes da atual janela, cerca de 11 milhões de euros - não incluídos aí valores recebidos por cláusulas de percentual de vendas posteriores. É interessante notar que os atletas mais novos acabaram sendo negociados por valores significativamente mais altos depois, o que não aconteceu nos jogadores mais antigos. Mas faz sentido: os atletas antigos acabavam se desenvolvendo integralmente no Pogon mesmo. Já os mais novos surgem com bom potencial, mas com o nível de exigência no Pogon sendo tão alto acabam ficando sem espaço por aqui.

Encerrada essa pequena digressão, volto a falar do plantel para essa temporada. Como tivemos algumas voltas de empréstimo e jogadores subindo da equipe B, iniciamos a temporada com 28 jogadores, um a menos do que no último ano. Já o número de brasileiros se manteve constante - são 17 no time principal. Aliás, desde 2026 que minha equipe quase sempre mantém os mesmos 17 brasileiros no elenco. Das últimas sete temporadas, só em 27/28 (14 brasileiros) e 30/31 (21 brasileiros) que o elenco não manteve o número de atletas do país. Achei isso bem curioso, pois em momento algum fiz esforço nesse sentido - sequer tinha notado a coincidência até agora.

 

Goleiros

95uZNztjCLDvNYvZdJCHkxsEAAIuKqs54d_9KSh3

Sebastian Dahl continua como nosso titular. Já na reserva saiu Ezequias, vendido ao Schalke por 26,5 milhões de euros - conforme comentado acima. Para seu lugar subi Ney Fabiano, que embora seja um pouco pior tem perfeitas condições de assumir a posição de reserva - e é também um ano mais novo. Ezequias fez 49 jogos pelo time principal do Pogon, tendo sofrido 35 gols.

 

Laterais direitos

n4zmjgfhcN5r0gNyUsgXsdD-y-lJvP4kE-JnUsEK

Sem alterações. Boulesteix tá toda hora enchendo o saco pra sair do clube, mas preciso aguentar porque o atleta é bom demais para se deixar partir.

 

Laterais esquerdos

SnmqYSwbPX7p0s323JJDT93eRM6ldBfWjcWsPoNd

Os mesmos três do último ano. Destaque para as evoluções dos dois garotos. De Boer e Temporão ganharam uma estrela de capacidade nesse último ano, deixando Tite pelo caminho. Por enquanto ainda vou ficar com os três porque de Boer pode acabar sendo usado fora de posição, mas o futuro não parece muito promissor para Tite.

Curiosidade: Temporão deve ser o cara que menos se importa com dinheiro do mundo. Ele até pede um novo contrato volta e meia, mas sempre é convencido pelos companheiros a deixar isso pra lá. E assim continua ganhando míseros 75 mil euros por ano - enquanto seus colegas de mesmo nível levam isso em duas semanas.

 

Zagueiros

pJrYoaYzYLD0InjUV0cFemnDE71WqTMK00FXf9qr

Minha defesa jogou bem nos momentos importantes, então não senti necessidade de mudar. Hamit Faber, contratado na metade da última temporada, foi novamente emprestado - ainda planejo utilizá-lo mais para a frente. Já Dênis, que estava emprestado no último ano ao Lechia, acabou ficando por lá em definitivo: sem espaço em meio a tantos bons zagueiros (foram apenas sete jogos pelo Pogon), foi vendido por 6 milhões. O valor é menos do que pagamos na sua contratação junto ao Santos (8,25 milhões), mas como garantimos 50% da próxima transferência o atleta deve acabar se transformando em lucro para o Pogon no futuro, mesmo que a aposta não tenha dado certo.

 

Meio-campistas

FDZWriXc5uaY9rb1P_9dkkDqwf5HMynszDPolEvz

Já havia dito no começo da última temporada que eventualmente iria me desfazer de Matheusinho e/ou Richard Blaze. O brasileiro já havia saído em janeiro. Já Richard Blaze deixou o clube agora, vendido ao Arsenal por 29 milhões. Blaze fez um trabalho sólido no Pogon, mas nunca foi destaque. Contratado junto ao Nice por 7,25 milhões, ficou cinco temporadas no clube, atuando em 109 partidas, marcando 10 gols e dando 14 assistências.

Com a saída de Blaze, senti que precisava de mais um meia - considerando que Dimitri ainda não é muito confiável, seriam apenas três jogadores para a posição. O escolhido foi Pol Lozano, que estava livre no mercado depois de uma temporada no Manchester City (antes disso passou anos no Dortmund). O espanhol de 33 anos é um jogador de grande qualidade de passe e atributos defensivos relativamente bons, o que faz dele um ótimo encaixe para a nossa primeira posição de meio campo. Seu contrato é de apenas um ano.

No mais, já que estamos falando dos frutos da base vale destacar Marek Piatek. O principal nome de nosso meio de campo é prata da casa. Já recebeu propostas beirando os 50 milhões de euros, mas não pretendo vendê-lo por muitos anos ainda.

 

Meias avançados

UeQG4Dcl2UenX3f4St7HiI17CcLQmHwS2a0FuY86

Sem transferências na equipe principal. A única mudança é que Rocha Ferreira saiu da lista porque vai ser usado em outra posição.

Tivemos também uma venda importante no time B: Nilson Martinelli, que havia sido contratado duas temporadas atrás junto ao Palmeiras por 2,9 milhões, foi vendido ao HSV por 7 milhões. Eu sinceramente acho que o atleta tem um bom futuro pela frente, mas com Carlos César e Karol Zezula já temos dois bons reservas para a posição - além da estrela Damiën Terol, titular absoluto.

Karol Zezula é outro prata da casa a fazer parte da equipe principal. Não tem o mesmo nível de Marek Piatek, mas é um jogador importante para o grupo.

 

Pontas direitos

xYZRn7sxo8AVoDvBMvcv9gbCFyPw68u-cM5fNT6o

Sem mudanças. Gavric é o titular, mas Cadão tem feito exibições muito boas quando é chamado - muito acima do que eu achei que ele seria capaz de mostrar quando o contratei.

 

Pontas esquerdos

-_dG5CcEz6xyg32Wl_m4CYwXfcgXgPIywDHXOHPd

Carlos Antônio perdeu de vez o espaço no comando de ataque para Luiz Alberto. Mas ele ainda é um dos melhores jogadores do Pogon, e com isso passou a ser titular na ponta esquerda. Atrás dele, César Martín e Schumacher brigam pela posição de reserva imediato.

 

Atacantes

Z6nqU4mayUm7NsleUi2Vcj-KbDcpwvBI7PsfiiHB

Luiz Alberto é o novo rei do ataque do Pogon. Vale destacar que seu estilo de jogo é um pouco diferente do de Carlos Antônio, pois Luiz Alberto participa melhor da construção das jogadas. Com a mudança de estilo de jogo acabei encontrando também um lugar para Rocha Ferreira, que até aqui só havia decepcionado como meia ofensivo. O atleta será o reserva imediato do ataque - ele não tem tanto cacoete de matador, mas é bem capaz de fazer o papel de atacante mais participativo, estilo falso nove ou assemelhados.

Quem saiu em definitivo foi Arkadiusz Rzepka. O garoto da base tem potencial, mas não acho que seja bom o suficiente pra passar o nível atual de Luiz Alberto. E, até aqui, não jogou grandes coisas. Aí quando o Schalke ofereceu 30 milhões de euros ficou difícil recusar. Pelo Pogon, fez 22 jogos, marcando 10 gols e dando 4 assistências.

Para completar o elenco, subi o garoto Lorran do time B. Não espero muito dele, mas vamos ver.

 

Champions League

pavsCaC28WqvDShUvZSU9v5Y4KSazEQEdG-1eXx9

O grande duelo da fase de grupos será o reencontro com o Manchester City, que tantas tristezas trouxe ao torcedor do Pogon. Mas dessa vez o confronto deve ter menos em jogo, já que CSKA e Dinamo dificilmente serão capazes de brigar por uma das duas vagas na próxima fase.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

Ainda não sei como vc encaixou o ataque com o Carlos Antonio na ponta. Li mal?

Já disse mais de uma vez, fora Tite!

O bom de pegar o City no grupo é que não cruza com eles nas oitavas!!!

Cara, deixa de ser um burgues opressor e dá aumento pro Temporão!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces

Fui buscar as postagens que não havia lido e me impressionei com o crescimento da equipe em gramados internacionais, isso vem acontecendo aos poucos. A contratação mais cara, o Jerry de Boer, não podia ser diferente, um lateral com a resistência desse garoto, pode fazer idas e vindas no corredor esquerdo o tempo todo para ajudar a equipe. Nessa última postagem gostei do jovem Lorran, acho que dará fruto no time principal. Concordo com o Andre, pegar o M City no grupo é uma forma de não enfrentá-lo nas oitavas. 

Um detalhe pouquíssimo importante: meu Vasco está com dinheiro no seu save, pois duas contratações em milhões de euros não acontece todo dia, rs

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • flalutaina
      By flalutaina
      Há um tempo atrás criei um banco de dados no editor do fm2018, carreguei e funciona normalmente. Só que agora eu quis inserir mais jogadores, fiz a inserção,  só que nao aparece  no jogo, inclusive em um novo save. O que pode estar faltando? Obrigado aí!
    • Lohan
      By Lohan
      São quase 51 estadios de clubes das Series A,B, C e D do brasileirão, assim como as faixas das torcidas     
      A posição do sol é de acordo com a vida real nas partidas que ocorrem durante a tarde, para causar um maior impacto e imersão nas partidas 3D
      OBS: por limitaçoes dos estadios 3D (sabemos que não existe um editor) tive que fazer na mão grande da melhor maneira que pude, nao tem como fazer detalhes, alguns ficaram bem parecidos, outros mais ou menos, porem ainda assim, creio que bem melhores do que comparados aos estadios genericos que vem no jogo, mas tem um detalhe, os estadios de maior capacidade para que ficassem o mais parecido possivel,   ❌ tive que diminuir a capacidade deles, senão pelas limitaçoes do 3D, eles nao iriam ficar parecidos.
      ✔️ Porem com o uso do FMRTE vc pode deixar os estadios com a capacidade real sem modificar o 3D, e com o uso do FMRTE vc pode tb deixar os estadios mais parecidos ainda, como por exemplo colocando 0 na parte da arquibanca da fonte nova, vai fazer ter aquela abertuda igual na vida real, assim como Sao Januario que nao tem a parte esquerda, e varios outros estadios, por esse motivo vai um template grafico incluso na instalaçao pra quem quiser fazer essas melhorias, fica a seu criterio, e é bastante facil de fazer                                                                                                                                                                                                                                                                          
      DOWNLOAD:  V.4    https://www.4shared.com/file/IUioZD6Fei/Estadios_Brasileiros_3D_v4__FM.html?
      Versão sem instalador: https://www.4shared.com/rar/NAKktw5Nca/Estadios_Brasileiros_3D_v4__FM.html?
      Instalação: Após baixar o arquivo ¨Estadios 3D e Faixas de torcidas FManager Brasil¨ dê um duplo clique que vai ser instalado automaticamente no diretorio do FM18. se pedir para subscrever arquivos aceite..... Depois vá em preferencias do FM, e na aba interface, clique para ¨recarregar skin quando confirmar¨ e ¨desmarcar skin em cache¨
       
      ARENA FONTE NOVA

      BRINCO DE OURO

      MORUMBI

      BARRADÃO

       

       
       
    • thyagocda
      By thyagocda
      SUMÁRIO

      Apresentação
      Sou mais um daqueles apaixonados por FM, mas por conta dos compromissos pessoais, o tempo gasto com o jogo deve ser bem equilibrado. Ano passado criei uma história aqui na PM com o Porto mas acabei interrompendo depois que descobri que eu seria pai, a gravidez passou, meu filho (Thayler) já nasceu com saúde graças a Deus. E agora que as coisas acalmaram vinha planejando o retorno a área.
       
      Estilo de Postagem
      Tentarei seguir um padrão de postagens bimestrais sobre os acontecimentos no jogo. Mas pretendo utilizar as probabilidades de apostas do jogo para gerar interatividade com os leitores entre as postagens. Pelo menos a introdução do save contará com uma "pequena ficção" e ao longo do save tentarei dar prosseguimento.
       
       

      O Desafio Real #1 | A Dany - MAI/17
      Valência - ESP

      Clique aqui para a próxima postagem
    • Bruno Miguel Colombo Silva
      By Bruno Miguel Colombo Silva
      Boa noite
      Não sei se já existe algum tópico que fale exatamente sobre isso, mas analisando e estudando vendo alguns vídeos ainda do fm 18 no canal do YouTube, em um vídeo vi ele falando que tal função de meia não combina com outra função de meia atuando juntos ou até mesmo estando ele como meia atacante.
      Gostaria de saber quais funções “casam” melhor e quais não dão certo.
      Muito obrigado desde já.
    • Perissé
      By Perissé
      Introdução: Sejam bem-vindos ao meu mais novo save! Já tinha essa ideia de save na minha cabeça e, com o infeliz final do save com a Portuguesa da Ilha, decidi pôr em prática um pouco antes do planejado.
      Antes de tudo, devo falar dos velhos erros pessoais nos últimos saves. O primeiro deles, que já tinha apontado, mas não corrigi de fato, é a questão do espaçamento das atualizações, que provoca uma confusão na leitura e será corrigida, já que jogarei em uma velocidade maior, passando do jogo completo para o alargado e prolongado. Já o segundo é a questão da falta de backups do arquivo do save, o que já ocasionou o fim de dois saves e que será corrigido com backups semanais.
      Seguindo para o save em si, a escolha pelo Rayo Vallecano de Madrid aconteceu por ser um dos clubes que mais simpatizo no país pela história oposta ao Real Madrid, seu maior rival, e pelo engajamento em questões sociais. Além disso, devo investir bastante no relato das inúmeras histórias que o clube franjirrojo. 
      Sobre o clube: O Rayo Vallecano de Madrid foi fundado em maio de 1924 no antigo município de Vallecas, hoje um charmoso bairro operário de Madrid após uma anexação durante a ditadura de Francisco Franco. O clube nasceu com o uniforme inteiramente branco, porém teve que firmar um acordo com o Atlético de Madrid na temporada de 1949-50, o que fez com que mudasse para a tradicional faixa diagonal vermelha.
      Sufocado na própria cidade pelos gigantes Real Madrid e Atlético de Madrid, o clube se agarrou às suas raízes de Vallecas e levou os valores locais adiante, sendo conhecido por ser um dos maiores clubes de bairro e acreditando no futebol como algo além do esporte, servindo para educar e orientar a luta por suas causas. Ademais, tal sentimento de pertencimento ao bairro provoca uma enorme relação de proximidade com o local, onde ambos nunca estarão sozinhos, e uma forte oposição ao Real Madrid, que sempre teve uma proximidade com o poder e com parte da torcida possuindo ligações fascistas.
      Desde a sua fundação, a maioria das partidas do clube eram disputadas no primitivo terreno conhecido como Campo del Rodival, que possuía apenas pequenas arquibancadas e não existe mais na atualidade. 

      Já em 1973, o clube se mudou definitivamente para o Estádio de Vallecas, recém-reconstruído sobre o antigo campo construído em 1930 pelo extinto Racing de Madrid. Atualmente, o estádio possui capacidade para quase 15 mil torcedores, sendo 2 mil destinados ao único setor atrás do gol, onde ficam os ultras do clube conhecidos como Los Bukaneros, que protagonizam inúmeras cenas marcantes em suas manifestações nas arquibancadas.

      INFRAESTRUTURA
      Nas conquistas, o clube espanhol não possui uma vasta coleção, possuindo apenas três: duas Segunda División B e uma La Liga 2, conquistada na última temporada. No entanto, a sua melhor temporada foi a de 2000-01, quando teve a sua primeira participação em competições continentais jogando a Europa League. A campanha da equipe foi inesquecível, chegando até as quartas de final e passando por clubes como Lokomotiv de Moscou e Bordeaux.
      Quanto aos ídolos, o maior ídolo do clube é, sem dúvidas, Jesús Diego Cota, ex-lateral-direito que dedicou os seus 17 anos de carreira somente ao Rayo. O madrilenho foi o que possui mais partidas pelo clube (mais de 400) e participou de quatro promoções à La Liga, além de ser o capitão na inesquecível campanha na Europa League.
      O clube, durante a sua história, não precisou de títulos ou mesmo de participações na La Liga para ser reconhecido. A fama não se concentra na bola, mas sim na postura da instituição. Entretanto, o objetivo do save é levar o clube a ser reconhecido também nesta vertente.
      Dados do save: O save será realizado no Football Manager 2018, por esse motivo o clube ainda estará na La Liga 2, com uma base de dados grande. Quanto às ligas carregadas, as divisões da Turquia e China foram escolhidas por serem aquelas que mais movimentam o mercado do futebol espanhol. Além delas, as principais ligas da Argentina e México serão carregadas no momento em que alcançarmos a promoção para a La Liga.
      Treinador: Como é de praxe nos meus saves, o treinador será alguém com forte ligação ao Rayo Vallecano. Desta forma, Roberto Trashorras foi o escolhido para assumir o comando do franjirrojo. O meia espanhol atuou no clube de 2011 até a última temporada, quando anunciou sua aposentadoria dos gramados. Durante este período, Trashorras foi o capitão da equipe que atingiu a maior quantidade seguidas de participações na La Liga na história do clube (5) e participou do maior título do clube na temporada de 2017-18 (La Liga 2).

      Nas responsabilidades, o treinador poderá apresentar propostas por jogadores e será o encarregado pela renovação dos contratos. No entanto, o diretor de futebol David Cobeño, além de poder apresentar propostas por jogadores, negociará os contratos com esses novos jogadores e dará a palavra final para a transferência. Já nas saídas, Roberto Trashorras poderá indicar jogadores dispensáveis e o diretor será o responsável por negociar os valores e pela palavra final.
      Quanto ao estilo do treinador, utilizei a qualificação e experiência equivalentes à equipe. Na hora de escolher os atributos, dei destaque para aquilo que considero realista com o treinador escolhido.

      Objetivos a curto prazo (atualizados a cada três temporadas): Alcançar a promoção para a La Liga; Estar entre os 20 clubes mais ricos da Espanha, o que demanda dobrar o valor atual (€ 7 M); Terminar todas as temporadas com o saldo global positivo; Ter cinco pratas da casa no elenco principal (atualmente dois).
×
×
  • Create New...