Jump to content
Sign in to follow this  
Banton

Uma Nova Carreira: Belenenses

Recommended Posts

Banton

img_797x448$2017_07_05_22_08_31_240197.jpg

O Clube de Futebol Os "Belenenses", ComC  OB é um clube português fundado em 23 de setembro de 1919, e tem sede em Lisboa, na freguesia de Santa Maria de Belém.

Além de 3 Taças de Portugal, a vitória no Campeonato Nacional, em 1945/1946, foi o momento mais significativo da sua história. Até 1982, o Belenenses pertencia ao quarteto dos "Grandes", porém nesse ano, pela primeira vez na sua história, o clube foi despromovido à II Divisão, passando a serem considerados apenas "3 Grandes", por essa razão, ainda hoje muitos o consideram o 4º Grande, pelo seu historial e por somados todos os pontos de sempre do campeonato ainda ter uma boa vantagem sobre os restantes clubes. É também o quarto clube com mais participações na Primeira Liga.

FILOSOFIA: 

Os Pastéis tem como filosofia a valorização das promessas da base. Muitos dos jogadores que compõe a equipe principal, são crias das suas categorias de base. Hoje, seu principal jogador (Freddy) é formado nos juvenis do clube. O clube já teve em toda sua história 110 jogadores brasileiros e tem preferência por contratar jogadores de países lusófonos. Além disso, o clube sabe aproveitar bastante os jogadores colocados na "geladeira" pelos 3 Grandes.

LEITURA: 

---

 

UMA NOVA CARREIRA:

Curtiu a dica? Procurando por mais desafios? Clique aqui e conheça a história de outros clubes espalhados pelo mundo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Lowko é Powko

O Belenenses já foi considerado grande? Pra mim, sempre foi só tradicional, sendo a maior força histórica em Portugal fora os três grandes, mas muito, muito atrás deles. O único a ter vencido a Liga até 2000, quando o Boavista foi campeão.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Banton
9 minutos atrás, Lowko é Powko disse:

O Belenenses já foi considerado grande? Pra mim, sempre foi só tradicional, sendo a maior força histórica em Portugal fora os três grandes, mas muito, muito atrás deles. O único a ter vencido a Liga até 2000, quando o Boavista foi campeão.

Só quem pode falar isso é um português. Tenho conhecimento zero sobre os clubes de lá. Mas como você é vascaíno, me parece que sentiu-se atraido pela cruz de malta do Belenenses, né? De fato, é um escudo bonito pra c*$@... Inclusive, foi bom você ter respondido o tópico pois está sem um header.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Lowko é Powko

Em tese você estaria certo, mas eu sempre achei o Belenenses um clube muito sem graça. hahaha

Eu curto o Boavista desde 2005, quando joguei lá em Portugal pela primeira vez. Meus critérios de escolha de clubes quando o futebol mundial se abriu pra mim através do FM (e até um pouco antes) sempre foram por conta das cores, por causa do Vasco. Foi o caso do Boavista, do Newcastle, do FH (Islândia)... Hoje em dia já não me importa muito.

Eu lembro que nesse primeiro save com o Boavista eu já não curtia o clube, porque achava o escudo, na verdade, bem feio. Hoje em dia as cores são mais escuras, mas o da época era muito feio (o que é engraçado porque à primeira vista não mudou quase nada):

Belenenses-300x152.png9ce5a23ba624734f46c4a317c96dd20d.png

Eu não sei qual das versões é a de 2005. Comparando com o atual:

Os_Belenenses.png

Igual, mas muito diferente, não é?

Eu não curtia o azul anterior. Não sei como está a camisa.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Leho.

Belenenses marcou minha vida de manager em 2006, quando naquela versão do FM eu fiz um save com eles bom pra caralho, save de carreira em clube. Dominei o Nacional, e consegui inclusive chegar a uma conquista da Champions depois de alguns bons anos hehehe.

Lembro que como existe uma facilidade pra contratar brasileiros por lá, eu enchia o time com eles hahahaha.

 

Bons tempos.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.
8 hours ago, Lowko é Powko said:

O Belenenses já foi considerado grande? Pra mim, sempre foi só tradicional, sendo a maior força histórica em Portugal fora os três grandes, mas muito, muito atrás deles. O único a ter vencido a Liga até 2000, quando o Boavista foi campeão.

Não, aqui existem três times grandes, o resto alterna.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Lowko é Powko

Mas não existia a visão, até a ascensão do Braga, de que era o clube mais tradicional (menos menor kk) dos pequenos?

Carai, eu não sabia que o Belenenses tinha se repartido. Eu li em dois lugares que os torcedores ficaram atrás do clube original, mas as médias do novo na Primeira Liga são bem boas, quase iguais ao período antes da fusão. Jogue uma luz aí @Henrique M..

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bigode.
20 minutos atrás, Lowko é Powko disse:

Mas não existia a visão, até a ascensão do Braga, de que era o clube mais tradicional (menos menor kk) dos pequenos?

Carai, eu não sabia que o Belenenses tinha se repartido. Eu li em dois lugares que os torcedores ficaram atrás do clube original, mas as médias do novo na Primeira Liga são bem boas, quase iguais ao período antes da fusão. Jogue uma luz aí @Henrique M..

Mas ser tradicional é diferente de ser grande, né? Belenenses é tradicional, mas bem longe de ser grande.

E, sim, teve essa "divisão" aí. Acho que eles foram à falência, na real. Aí teve toda uma treta entre SAD e clube em si. Não lembro bem agora quem ficou com que pedaço, mas acho que a SAD manteve os jogadores, enquanto o clube (a pesquisar, mas acho que comandado pelos próprios torcedores) ficou com o nome e, acho, toda a história (títulos e tal). O estádio não lembro com quem ficou.

Na real que eu acho bem bizarro isso. Aqui é bastante comum até essa questão de clube e SAD, aí acaba que deixa brecha pra uma situação bizarra tipo essa aí.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Lowko é Powko

Por isso tratei a grandeza de forma bem asterística.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Zeka

Oi galera. 

Calhou vim dar nesse tópico. Sou português e deixa explicar um pouco algumas coisas sobre o Belenseses. Primeiro que tudo, eles até ao inicio dos anos 90 eram considerados sim o 4º grande mas muito por culpa do seu histórico por serem o unico clube campeão além dos 3 grandes (até 2000). E o Belenenses foi realmente grande, mas só até aos anos 50, onde era o 3º maior clube de Portugal, seguido de sporting e o Benfica respectivamente. Só após os anos 60 o Benfica se assumiu como o maior clube português ultrapassando o sporting, e só nos anos 80 o porto ultrapassou o Sporting e nesta altura já o Beleneses não passava dum time tradicional, tal como nos dias de hoje.
Quanto à divisão clube com o SAD: Todos os clubes profissionais portugueses têm que constituir uma SAD ou um SGPS, basicamente uma empresa, sendo que as SAD são cotadas. No caso do Belenenses o problema se deu (como em muitos outros clubes pelo mundo fora) quando venderam grande parte das acções do clube, ficando este com menos de 51% de controlo da SAD, logo deixando de ser o presidente do clube o principal "dono" do clube, e passando a direcção da SAD a mandar no clube. Devido a divergências entre ambas as direcções, cada um tomou seu rumo. Uma vez que o Belenenses clube é dono do simbolo, instalações, camadas jovens, nome, etc do clube manteve-se o Clube de Futebol "Os Belenenses" e recomeçar as provas do zero, começando na divisão mais baixa, no caso a 2ª Divisão Distrital de Lisboa. Até chegar à 1ª vão ter que passar pela 1ª Divisão distrital (onde já estão fruto da suibida logo na primeira epoca), Divisão de Honra - Pró Nacional, 3ª Divisão, CNS, 2ª Liga e finalmente 1ª Liga. Já a SAD detém apenas a licença de participação na Liga profissional bem como os contratos dos jogadores profissionais. Posto isto, tiveram que registar um novo nome para o clube (no caso B SAD apesar de muitos continuarem a chamar o clube de Beleneneses), teve que passar a jogar no Estádio Nacional também em Lisboa, criar equipas de camadas jovens e registar um novo simbolo, o simbolo que alguem já colocou que é um B com uma especie de Torre (B de Belenenses e a Torre representando a Torre de Belém).

Basicamente é isto amigos! Tudo de bom para vocês. Um forte abraço. Tamos junto

Edited by Zeka

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • Henrique M.
      By Henrique M.
      Apresentação
      Como alguns sabem, eu moro em Portugal atualmente, e assim como o @Bigode. resido no sul de Portugal, precisamente em Faro. A ida a Portugal e à cidade de Faro, inspirou o Bigode a criar "Sou de Faro, sou Farense!". Quando vim pra cá, tinha a ideia de fazer um save carreira emulando o que estou buscando fazer na vida real, que é ser treinador de futebol. Entretanto, a convivência com o futebol da cidade, me levou por um caminho diferente. Acabei optando por pegar um dos clubes da cidade, mas que não se encontra em nenhuma divisão de futebol que não seja nas categorias de base. O clube escolhido é o Futebol Clube de São Luís, um clube que nasceu como filial do Porto, como podem ver pelo escudo e pelas cores, entretanto, o objetivo é transformar esse clube em algo mais do que filial de um clube grande do país.
      Hoje, o clube opera basicamente apenas com categorias de base, indo desde o sub-6 até o sub-19. E como só opera com categorias de base, apesar de existir na base de dados do Football Manager, o clube não se encontra em nenhuma liga. Seja na database oficial, que cobre as três primeiras divisões, seja pela database do Football Manager Portugal, que fez um excelente trabalho cobrindo toda a estrutura futebolística de Portugal.
      Dessa forma, eu fiz uma simples troca entre o São Luís e outro clube da Segunda Distrital do Algarve: o Sharks United. O Sharks United é um clube amador, da mesma região, que disputa a última divisão de futebol do Algarve. Ele foi fundado recentemente e fez sua primeira temporada na Segunda Distrital desse ano. O time, nessa temporada que foi cancelada devido à pandemia atual, era o último colocado na tabela e não havia conquistado nenhum ponto. E por causa dessa campanha deplorável, decidi trocar eles com o São Luís para poder dar asas à essa história, que nem era para ser história, entretanto, empolguei demais e passei a acreditar que valia uma história.
      Futebol Clube de São Luís
      O Futebol Clube de São Luís foi fundado em 1936, em Faro e é um dos diversos clubes da cidade que vive à sombra do Farense. O clube tem um estádio de propriedade do Concelho de Faro, o Campo da Horta da Areia, que na vida real não tem nem arquibancada, mas no FM, quando criei o save, apesar de ter zero lugares na base de dados, foram adicionados magicamente 200 lugares ao estádio. Quem é da região, conhece a fama do clube e a ideia é mudar essa fama, pelo menos nesse save. Infelizmente, a internet não possui muitas informações para dar. No FM, o clube funcionará nessa primeira temporada em regime de clube amador.
      Quando ao clube no FM, as informações são zero, já que é um clube que não anda jogando em divisões além das categorias de base. O elenco e o staff encontravam-se zerados, enquanto a situação financeira é de poucas centenas de euros no caixa. Entretanto, o clube já possui uma visão de trabalho mapeada e eu resolvi não negociar.

      O treinador
      Normalmente crio um personagem fictício para esse tipo de situação, mas decidi usar a minha persona como treinador. Criei ele com o mínimo exigido para ser treinador por aqui, que é a Licença Continental C (a Inglaterra é o único país da Europa que parece utilizar licenças abaixo dessa, por isso, não creio que seja algo que seja muito diferente da realidade). Além disso, se o coronavírus permitir, creio que daqui um ano, eu serei portador dessa mesma licença.

      A estrutura do futebol português
      O futebol português é dividido em três divisões: a Primeira Liga (LIGA NOS), a Segunda Liga (Liga Ledman) e Campeonato Nacional de Seniores (CNS). A Primeira Liga conta com 18 equipes, que jogam em turno e returno para decidir o campeão e os classificados para as competições da UEFA, assim como quais duas equipes serão rebaixadas. Nem preciso dizer nada sobre Benfica, Porto e Sporting. Outros clubes dignos de nota, principalmente pela história recente são: Braga, Rio Ave e Famalicão.
      Na Segunda Liga, temos o mesmo modelo, com 18 equipes, que jogam em turno e returno. As duas primeiras sobem e as duas últimas descem para o CNS. A CNS já não opera somente com clubes profissionais, então, existem variações de formas de operação por aqui. É a última divisão controlada pela FPF e é dividida em 4 grupos regionalizados. Os grupos A e B são focados mais nas regiões norte e central do país, com bastante força para a região norte, que é um dos locais com mais clubes em atividade no país. Os grupos C e D já cuidam mais da região próxima à capital e do sul do país. Normalmente, as equipes do sul militam no grupo D.
      A estrutura do futebol do Algarve
      Antes de falarmos de como funcionam as duas divisões distritais do Algarve, vamos falar um pouco sobre os clubes da região. O Farense é o maior clube da cidade de Faro, disparadamente e está no rol dos maiores clubes da região sul de Portugal. O Farense costuma ostentar a nomenclatura de maior do sul, o que em termos históricos, não deixa de ser verdadeiro, apesar dos rivais do Olhanense não concordarem muito. Esta região atualmente conta com o Portimonense na Primeira Divisão, que em termos competitivos, é atualmente o maior do Sul, mas carece de história, já que é um clube de um empresário brasileiro, o próprio Farense que está na Segunda Divisão e alguns clubes na CNS: Armacenenses, Esperança de Lagos, Louletano e Olhanense. 
      Abaixo dessa linha, o futebol passa de condições profissionais e semi-profissionais para algo mais próximo do amadorismo. E falo amadorismo em termos de futebol mesmo, não, gestão. A Associação de Futebol do Algarve cuida de duas divisões distritais: a Primeira e a Segunda Distrital do Alrgave. A Primeira Distrital conta com 12 equipes (o número de times nem sempre é esse, pois às vezes é necessário acomodar clubes que descem da CNS), que disputam nessa atual temporada jogos em turno e returno, com os 6 melhores indo para o grupo de Promoção e os 6 piores indo para o grupo de rebaixamento. Os clubes entram com 50% dos pontos nessa fase, jogam mais duas partidas contra cada um e o melhor sobe para a CNS e os dois piores descem para a Segunda Distrital. A cidade de Faro possui os seguintes clubes nessa divisão: Os 11 Esperanças e Culatrense (apesar de serem de uma ilha próxima, treinam e jogam na cidade).
      Já na Segunda Distrital, temos 14 equipes, que jogam entre si em turno e returno. Os dois melhores sobem e o restante tenta novamente na próxima temporada. A cidade de Faro conta com a Associação Farense 1910 (vulgo Farense B) e agora, o São Luís.
      Dados do save
      Versão: Football Manager 2020 20.4.1 Base de dados: Distritais FMPT 3.0 + todos os jogadores baseados em Portugal Atributo dos jogadores exibidos Uso do editor desativado Ligas Selecionadas: Alemanha(Apenas Bundesliga), Escócia (Premiership apenas), França(apenas Ligue 1), Inglaterra(Apenas Premier League), Itália(Apenas Serie A), Espanha(Apenas LaLiga Santander), Portugal(2ª divisão distritais e acima), Rússia (Premier League apenas), Turquia (Apenas Süper Lig),Ucrânia (Apenas Prem'er Liha), Brazil (Apenas Brasileirão Série A) Objetivos
      Transformar o São Luís no maior clube do sul de Portugal; Ser o clube português com mais Champions Leagues; Histórico
      2019/2020: Campeão da 2ª Distrital do Algarve e eliminado na 1ª Eliminatória da Taça do Algarve; 2020/2021: 7º lugar na Primeira Fase da 1ª Distrital do Algarve, 4º na fase de Despromoção da 1ª Distrital do Algarve; 2021/2022: 3º lugar na Primeira da 1ª Distrital do Algarve, 2º na fase de Promoção da 1ª Distrital do Algarve; Índice
      Um novo clube; Um escrete azeitado; Bobeou, dançou; Nunca antes nessa indústria vital; Ricardo Fernandes chamou a responsa; Uma goleada acachapante nos desnorteou; Do susto ao alívio; Um clube brasileiro ou português?; O reduto brasileiro vem dando certo; Sem os velhinhos ficou mais difícil; Pipoca, pipoca murcha!;
    • Tsuru
      By Tsuru
      As Copas do Mundo são um baú de inúmeras histórias interessantes sobre futebol, e uma delas é a do atacante Stéphane Guivarc'h.
      Não conhece? Você não está sozinho. Campeão mundial em 1998 com a França, sendo titular e peça fundamental, o jogador se tornou um "campeão anônimo" e hoje vive discretamente em sua cidade natal.
      A ideia é assumir o perfil do próprio Guivarc'h e, através da carreira de treinador, levá-lo ao local de destaque que ele nunca conseguiu alcançar.
       
      A carreira
      Começou a jogar em 1988, no Brest. Destacou-se com as camisas de Guingamp, principalmente Auxerre, pelo qual venceu o Campeonato Francês e a Copa da França de e onde jogou por 3 oportunidades. Em seu país, defendeu ainda o Rennes durante um ano. Entre 1998 e 1999 jogou no futebol britânico, tendo atuado pelo Rangers, onde venceu a Premier League e a Copa Escocesa, e pelo Newcastle, onde conquistou o esquecível título de pior atacante da história da Premier League. Tem ainda duas chuteiras de ouro de artilheiro da França, e uma da Copa da Uefa.
      Entre 1997 e 1999, defendeu a Seleção Francesa em 11 partidas, marcando um gol. Credenciado por suas atuações no Auxerre, o atacante foi convocado pelo técnico Aimé Jacquet, que até hoje não compreende porque o jogador é visto como um flop. Para o treinador, Guivarc'h era essencial para segurar a bola e permitir que Djorkaeff e Zidane, os meias do 4-3-2-1 "árvore de natal", pudessem se movimentar e fazer os gols.
      Prejudicado por uma lesão no joelho, encerrou sua carreira em 2002, com apenas 31 anos. Já aposentado, virou comentarista de televisão, chegando inclusive a emprestar sua voz para os comentários da versão francesa do jogo Pro Evolution Soccer 3. É também o presidente do US Trégunc, equipe amadora onde exerce paralelamente o cargo de treinador, e vive em Concarneau, na Bretanha, onde nasceu.
      Fonte: Wikipedia
       
      As opções no FM
      O US Concarnoise, clube da cidade natal de Guivarc'h, ou o próprio US Trégunc são as opções naturais para iniciar o save, dependendo da database utilizada e da versão que se está jogando. Dá também para assumir o Brest ou o Auxerre, clubes nos quais ele se destacou, embora nesse caso o grau de desafio seja menor.
      Uma outra opção é assumir um clube que não está diretamente ligado à vida ou a carreira do jogador, mas que também é um "campeão anônimo": o FC Sète 34. Nos anos 30 os Les Dauphins foram uma grande equipe da França, tendo conquistado o Campeonato Francês e a Copa da França, e hoje militam esquecidos nas divisões inferiores do país.
      O save pode ser de clube ou de carreira, mas eu incluiria um objetivo específico: conquistar algumas vezes a Premier League e superar o título de pior atacante do campeonato. Se fosse com um dos rivais do Newcastle - Sunderland, Manchester United, Liverpool, Middlesbrough ou Tottenham - poderia ser ainda mais interessante.
      Outro objetivo interessante pode ser assumir o topo do quadro de honra dos treinadores mundiais, tornando-o um campeão conhecido e respeitado.
      Como alternativa, usar apenas a formação 4-3-2-1 "árvore de natal" pode agregar um elemento tático e um desafio a mais ao save.
    • Tsuru
      By Tsuru
      Entre os séculos 13 e 19, os europeus colonizaram boa parte do mundo conhecido - primeiro da forma tradicional, no modelo colônia-metrópole, e depois partilhando territórios da África e Ásia. Formaram-se grandes impérios que se sucediam no tempo e moldaram o curso da história.
      O objetivo aqui é levar o futebol praticado nas ex-colônias para os gramados europeus, fazendo no futebol o caminho inverso ao dos antigos conquistadores.

      Regras
      Escolher um país que tenha formado um império colonial no passado e iniciar um save nele, começando na última divisão jogável; Contratar apenas jogadores surgidos na base do clube, ou nascidos no país ou em alguma de suas ex-colônias; A lista de ex-colônias pode ser filtrada pelas ligas que podem ser ativadas no jogo ou carregando todos os jogadores dos respectivos países.
      Os antigos impérios e suas colônias
      O nível fácil do desafio é provavelmente a Espanha, que em dado momento da história chegou a controlar o território do que são hoje 27 países, e também porque muitos deles têm um bom nível de futebol, especialmente na América do Sul. E o mais difícil é provavelmente a Bélgica, que tinha apenas três colônias na África. Ao mesmo tempo alguns dos campeonatos dos ex-impérios têm regras que limitam o número de extra-comunitários ou ao contrário, como no caso da França que estimula essa participação, de forma que é possível construir saves bem diferentes entre si.
      Observa-se também que alguns países foram colonizados por mais de uma potência europeia - muitos locais que eram de posse de Portugal e Espanha trocavam de domínio constantemente, enquanto outros foram ocupados pela Holanda e em seguida pela Inglaterra, por isso vários aparecem na lista mais de uma vez. E por fim há o caso chinês, em que vários territórios foram entregues a potências diferentes e hoje fazem parte do mesmo país.
      As listas abaixo são sugestões com base no que encontrei na internet, mas podem e devem ser ajustadas conforme necessário. Ainda faltaria o Império Russo, mas não acrescentei por ser muito parecido com a área de influência soviética no Leste Europeu na época da Guerra Fria, que para mim é outro save.
       
      França: Canadá, Estados Unidos, Guadalupe, Haiti, St. Pierre e Miquelon, Martinica, St. Martin, Guiana, Marrocos, Tunísia, Guiné, Camarões, Togo, Senegal, Madagascar, Benin, Níger, Burkina Faso, Costa do Marfim, Chade, República do Congo, Gabão, Mali, Mauritânia, Argélia, Comores, Djibouti, República Centro Africana, Ilhas Seychelles, Ilhas Maurício, Ilhas Reunião, Laos, Vietnã, Camboja, Índia, Sri Lanka, Taiwan, China, Síria, Líbano, Polinésia Francesa, Papua Nova-Guiné, Nova Caledônia e Vanuatu.
        Espanha: Argentina, Bélgica, Belize, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, Estados Unidos, El Salvador, Filipinas, Guatemala, Guiné Equatorial, Honduras, Marrocos, México, Nicarágua, Holanda, Panamá, Paraguai, Peru, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.
        Inglaterra: Estados Unidos, Canadá, África do Sul, Egito, Sudão, Zâmbia, Gâmbia, Zimbabue, Namíbia, Antígua e Barbuda, Austrália, Bahamas, Barbados, Belize, Índia, Jamaica, Botswana, Brunei, Chipre, Dominica, Fiji, Hong Kong, Nova Zelândia, Mianmar, Guiana e Uganda
        Holanda:  Bélgica, Austrália, Nova Zelândia, Japão, Indonésia, Malásia, Taiwan, Sri Lanka, Índia, Irã, Estados Unidos, Brasil (se considerado o período de ocupação do Nordeste), Trinidad e Tobago, Suriname, St. Martin, Guiana, África do Sul e Gana.
        Portugal: Brasil, Antigua e Barbuda, Barbados, Granada, Angola, Cabo Verde, Guiné Equatorial, Guiné Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Timor Leste, Macau, Singapura, Índia, Uruguai e Japão.
        Alemanha: Togo, Camarões, Namíbia, Tanzânia, Papua Nova-Guiné, Micronésia, Samoa e China.
        Itália:  Albânia, Croácia, Grécia, Montenegro (se considerados os países anexados durante a Segunda Guerra Mundial), Somália, Eritréia, Líbia, Etiópia e China.
        Bélgica: Congo, Ruanda e Burundi.
    • CCSantos
      By CCSantos
      No futebol mundial, existe uma espécie de 'Clube de Pioneiros', que são as primeiras equipes - ou as primeiras instituições ligadas a futebol.
      No caso, as equipes que estão neste clube são estas:

      Os requisitos para entrar neste clube são esses:
      1- Equipes que estejam atuando até hoje, seja amador ou profissional;
      2- Ser 'o decano' de seu País - traduzindo: O mais antigo clube do País;
      3- Se manter como instituição ligada ao futebol (a exceção são motivos de paralisação, no caso, guerras)
      4- Ter a vivência e utilizar os conceitos de Integridade, Respeito e Comunidade em prol do futebol.
      Nesse caso espcífico, o Brasil só pode ter dois clubes que podem tentar aderir a esse 'clube': O Rio Grande e a Ponte Preta, mas, como o Rio Grande vez ou outra, fecha seu departamento de futebol por motivos financeiros, e a Ponte Preta não é a equipe mais antiga do País, dificilmente devem entrar neste seleto grupo.
      A maioria desses clubes está disponível para jogar na database oficial, já outros, é possível com DBs alternativas, o que deve acontecer em breve.
      O tradicional player smp20 está fazendo um save ligado ao 'Club of Pioneers', mas fazendo um trabalho utilizando somente as categorias de base e, pelo visto, só com equipes europeias (se não me engano, o Albion (URU) e o Hong Kong FC (HKG) fizeram liberados após uma temporada, pois vem de divisões inferiores, assim como o First Vienna (AUT). O link do save dele está aqui.
      EDIT: Conversei com ele no tópico, e ele acabou esqucendo de colocar as equipes da América do Sul e da Ásia. Mas ele já colocou no save que deve assumir o time uruguaio (atualizou a tabela de equipes, então, quem quiser conferir quais times dá pra se jogar com a db oficial LOGO DE CARA, é só dar uma olhada lá no tópico dele. Ficam ótimas sugestões de times, para todos os gostos.
      Obrigado, smp20 pela cordialidade na resposta.
      Thank You smp20 for the cordiality of the answer.
    • Banton
      By Banton
      "Na capital, há 2 grandes. No interior, um gigante."
      Club Plaza Colonia de Deportes é um clube de Futebol Uruguaio, da cidade de Colônia do Sacramento. Fundado em 22 de abril de 1917, manda as suas partidas no Estádio Profesor Alberto Suppici, com capacidade para 12.000 torcedores.
      FILOSOFIA:
      Como maioria dos clubes pequenos, a filosofia do Plaza Colonia sempre foi recorrer a sua categoria de base e conseguir jogadores emprestados dos gigantes do país. E em um desses empréstimos surgiu um moleque do Nacional (URU) aos 21 anos chamado Diego Lugano. O atual dirigente do São Paulo é um dos maiores ídolos da história do time! Os albiverdes nem só de empréstimo vivem. Eles também apostam muito nas suas categorias de base tendo Nicolás Dibble e Facundo Waller como um de seus maiores prospectos. O jogador de maior renome é o volante do San Lorenzo chamado Diego Rodríguez.
      LEITURA:
      Raízes portuguesas do Plaza Colonia Será capitão do Uruguai (Diego Lugano)  O "Leicester Uruguaio" Carpinteiro, professor, técnico na várzea: Espinel viveu o inimaginável com o Plaza Colonia O evangelho do futebol segundo Lucas  
      =//=//=
       
      UMA NOVA CARREIRA:
      Curtiu a dica? Procurando por mais desafios? Clique aqui e conheça a história de outros clubes espalhados pelo mundo.
×
×
  • Create New...