Jump to content
Sign in to follow this  
Bruno Trink

'Til I Die... - Ninguém segura o Sunderland [15.07]

Recommended Posts

Bruno Trink
18 horas atrás, Maiiron_ disse:

Boas contratações, pena que o ganês não vai ficar. Pré-temporada é sempre enganosa, a gente não tem a realidade do time. Precisamos de jogos para saber o que ajustar.

Uma pergunta sobre a questão financeira: como vai tentar dar a volta nisso?

Primeira temporada será totalmente focada no acesso. Minha percepção é que, subindo para a Championship, essa projeção financeira deve, se não reverter, atenuar. Caso contrário, o plano é usar cada vez mais a base e prospectar jogadores baratos. Não tem muito como fugir disso.

 

8 horas atrás, Andreh68 disse:

Esse negocio de licença de trabalho na Inglaterra sempre me complicou. Com o Brexit deve piorar, né?

Sim, deve piorar. Mas, como meu plano é reaproximar o clube da torcida, a ideia é dar prioridade ao uso de jogadores vindos da base. Não será uma amarra no save, mas uma tendência.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bruno Trink

banner.thumb.png.5bdbcca2ab0a5e509b678180e03670c5.png

 

banner_talksport52a0bac4ad5f4e34.png
 

PRESSÃO TOTAL
Mais à vontade, Gary muda e equipe responde

Por Michael Gray
29 de setembro de 2018

Agosto: duas vitórias e três empates. Setembro: quatro vitórias e um empate. Claro, oponentes distintos mas, numa média, podemos comparar. Principalmente pelo que dá para analisar ao assistir as partidas. Houve uma perceptível mudança tática e de atitude dentro do campo a partir da vitória categórica sobre o Oxford City. Gary se mostrou muito cauteloso nas primeiras partidas, o time ficava com a bola e tinha dificuldade para agredir o adversário. Como consequência disso, a única vez em que conseguiu marcar dois gols foi contra o Gillingham que, convenhamos, não deve durar muito mais tempo na League One.

20180929_max_power952b928b92bdaa64.pngQuando assumiu, Gary se comprometeu a apresentar um jogo ofensivo e de posse de bola. O segundo ele estava entregando. Pelos corredores da Academy of Light, já se percebiam insatisfações veladas a respeito disso, ainda mais porque a posição na tabela não era tão confortável. Como eu disse, esperava-se que o Sunderland sobrasse na terceira divisão inglesa. Entretanto, dá para entender a precaução de um treinador ainda, de certa forma, inexperiente. A impressão é que, assim que se sentiu mais à vontade na posição, começou a implantar mais suas ideias. Passamos a ver uma equipe que já esboça uma pressão pós-perda e sufoca a saída de bola do adversário. Essa pressão ainda precisa de ajustes, atacantes e meias tem cometido muitas faltas.

Outra questão que já ficou clara é a prioridade total dada à liga. Gary escalou sempre reservas tanto na Carabao Cup quanto na Checkatrade Trophy. O time foi aos trancos e barrancos na Copa da Liga, precisando dos pênaltis para passar por Lincoln City e Preston North End e caiu para uma equipe alternativa do Manchester United. Confronto esse que valeu pelas farpas trocadas entre os treinadores antes e após a partida.

Max Power tem sido o coração desse time do Sunderland. Muita disposição para cobrir todo o campo e fôlego para chegar na frente e rematar de longe. Assim marcou seus cinco gols e divide a artilharia com Josh Maja. Max está emprestado pelo Wigan até o fim do ano mas já tem contrato definitivo acertado com os black cats. Gary, hoje, tem quase todo o elenco a disposição, ao contrário do início da temporada, quando o DM estava lotado.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Darthz

Esse Max tem dado um bom Power no Sunderland hehe. Está na liderança da divisão e a lutar pelo título, como esperado. E concordo consigo, a liga tem de ser prioridade, até pela questão financeira. Taças vêm depois.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bruno Trink
15 horas atrás, Master Darthz disse:

Esse Max tem dado um bom Power no Sunderland hehe. Está na liderança da divisão e a lutar pelo título, como esperado. E concordo consigo, a liga tem de ser prioridade, até pela questão financeira. Taças vêm depois.

O pior foi que, buscando imagens do jogador para compor o post, descobri que Max Power é um estimulante sexual!!! ??

É isso mesmo, prioridade zero é subir de volta para a Championship. Só pra ter uma noção, a lotação no Stadium of Light tem sido um pouco superior a 50%. É muito pouco, precisamos recuperar isso e só será possível se subirmos.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Neynaocai

Vai liderando de boa, mas esse Charlton não é brincadeira. Ia criticar as derrotas pra Hamilton (amistosos) e Ursal (Waissall), mas entendi o que aconteceu.

Max Power representa é um daqueles meias que levantam a torcida. ba dum tss.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bruno Trink
Em 30/01/2019 at 13:53, Neynaocai disse:

Vai liderando de boa, mas esse Charlton não é brincadeira. Ia criticar as derrotas pra Hamilton (amistosos) e Ursal (Waissall), mas entendi o que aconteceu.

Max Power representa é um daqueles meias que levantam a torcida. ba dum tss.

Já não tem como considerar muito os resultados dos amistosos em condições normais. Nós passamos a pré-temporada toda com o DM cheio, a base participou muito das partidas. Com a bola rolando de verdade, o time já se mostrou mais do que suficiente para o título da League One.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

Não entendi muito a insatisfação da turma do amendoim'. Parece que as coisas vão indo bem obrigado.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces

A liderança não vem por acaso e a equipe está se comportando muito bem. Nenhuma derrota na league one até o momento e a média de avaliação de atuação dos jogadores estão em alta, o que mostra não só comprometimento, mas equilíbrio. Nesse ritmo e rendimento, conseguirá o acesso sem dúvida e por que não dizer com título? Você citou o Max Power como grande nome da equipe, mas a melhor média está com o Tom Flanagan. Bom trabalho na sequência.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bruno Trink
Em ‎01‎/‎02‎/‎2019 at 20:53, Andreh68 disse:

Não entendi muito a insatisfação da turma do amendoim'. Parece que as coisas vão indo bem obrigado.

A insatisfação é porque foi prometido futebol ofensivo e de posse de bola. Estava usando uma tática baseada no tiki-taka e o time controlava o jogo mas sem ser incisivo. Mas é aquilo: quando não se tem muito que reclamar, escolhe-se qualquer coisa..

 

19 horas atrás, Vannces disse:

A liderança não vem por acaso e a equipe está se comportando muito bem. Nenhuma derrota na league one até o momento e a média de avaliação de atuação dos jogadores estão em alta, o que mostra não só comprometimento, mas equilíbrio. Nesse ritmo e rendimento, conseguirá o acesso sem dúvida e por que não dizer com título? Você citou o Max Power como grande nome da equipe, mas a melhor média está com o Tom Flanagan. Bom trabalho na sequência.

Acho o título bem possível sim. Ainda mais porque as equipes que estão em cima são mais ou menos do mesmo nível e o Sunderland está, pelo menos, um acima. Sobre o Flanagan, ele só tinha uma partida jogada, por isso a média alta.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bruno Trink

banner.thumb.png.5bdbcca2ab0a5e509b678180e03670c5.png

 

banner_talksport52a0bac4ad5f4e34.png
 

SINAL DE ALERTA LIGADO
Galloway, nos acréscimos, salva Sunderland da segunda derrota seguida

Por Michael Gray
27 de novembro de 2018

Charlie-Wyke-vs.-Oxford-Sept-18.jpgEstava indo tudo tão impressionantemente bem. Desde o início de outubro, o Sunderland vinha numa sequência absurda de vitórias, foram oito seguidas apenas na League One. Aí Maja se machucou. Charlie Wyke, que chegou do Bradford City em junho como a maior transferência da janela para os black cats, perdeu o início da temporada com um estiramento nos ligamentos do joelho e era o substituto natural. O camisa 9, no entanto, tem características bem diferentes do cria da base. Maja é mais rápido, Wyke é mais forte e melhor no jogo aéreo. Para o estilo de jogo da equipe, o garoto encaixa melhor.

O time demorou para ajustar com a nova configuração de ataque. A derrota, enfim, aconteceu contra o Walsall e, por pouco, muito pouco mesmo, não perdemos a segunda seguida, o que seria a primeira no Stadium of Light. Galloway, nos acréscimos, empatou, de cabeça, aquele que era o confronto direto pela liderança contra o Barnsley. A vantagem na liderança continua sendo de dois pontos para o Sunderland. Para dar à torcida uma esperança de melhora, Maja já está fazendo a transição e atuou alguns minutos com os reservas.

Se, dentro do campo, tudo corre dentro das expectativas, fora dele Gary tem tido seus primeiros percalços. Duncan Watmore, já há alguns anos no clube, externou publicamente sua insatisfação com as poucas oportunidades que tem recebido do treinador. A questão, ao meu ver, é apenas tática. Watmore é mais um ponta, dá amplitude, enquanto Gary quer justamente o oposto. Ele quer que seus dois jogadores de lado de campo fechem para o meio e se juntem ao atacante central. Isso Gooch faz muito melhor do que Watmore, mesmo sendo destro. Outro que tem reclamado também, e até pediu para ser negociado, é Jon McLaughlin. Eu, particularmente, não confio em nenhum dos dois, acho ele e Ruiter goleiros apenas medianos.

O Sunderland volta a campo no próximo sábado, contra o Boston United pela FA Cup, e poderemos ver se Gary dará chance para os insatisfeitos.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces

Foi uma sequência realmente fantástica e só levou 3 gols nos jogos em questão. A liderança é um indício de que subirá de divisão sem dúvida, a menos que um desastre aconteça. Quando você disse sobre a lesão do jogador Maja, me senti parte do problema, pois vivo isso o tempo todo, às vezes o time está jogando bem encaixado, mas nessas horas começa a degringolar. Boa sorte na sequência.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Darthz

Mantém a vantagem para o segundo colocado e sinceramente não parece que vá perder a hipótese de subir, só com uma grande catástrofe. Tem notado muita insatisfação nos jogadores que entram menos em campo? Nesta versão do Football Manager acho que há muita reclamação..

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

Que dureza, mesmo com esse início absurdo de bom, a folga na liderança não resite a uma rodada com revés!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bruno Trink
Em ‎03‎/‎02‎/‎2019 at 14:36, Vannces disse:

Foi uma sequência realmente fantástica e só levou 3 gols nos jogos em questão. A liderança é um indício de que subirá de divisão sem dúvida, a menos que um desastre aconteça. Quando você disse sobre a lesão do jogador Maja, me senti parte do problema, pois vivo isso o tempo todo, às vezes o time está jogando bem encaixado, mas nessas horas começa a degringolar. Boa sorte na sequência.

Muito broxante quando seus melhores jogadores se lesionam, principalmente quando o time está certinho. Infelizmente, faz parte do futebol. Acho que, pelo menos nessa situação, temos um elenco razoavelmente equilibrado. A não ser que haja uma "epidemia" de lesões, não teremos muito problema para subir.

 

Em ‎03‎/‎02‎/‎2019 at 15:28, Master Darthz disse:

Mantém a vantagem para o segundo colocado e sinceramente não parece que vá perder a hipótese de subir, só com uma grande catástrofe. Tem notado muita insatisfação nos jogadores que entram menos em campo? Nesta versão do Football Manager acho que há muita reclamação..

Não estou vendo muita diferença das outras versões, não. Sempre acontece quando você não dá jogo para quem tem status de que deveria jogar sempre. Acabo sempre esquecendo de mudar o status e acontece isso. Tem que ficar sempre atento a qualquer sinal de insatisfação.

 

20 horas atrás, Andreh68 disse:

Que dureza, mesmo com esse início absurdo de bom, a folga na liderança não resite a uma rodada com revés!

Impressionante, né? Mesmo ganhando direto, tem sempre alguém ali na cola. Mas, mesmo assim, vamos com tudo pro título.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Herr Jones

Vai fazendo uma campanha brilhante e embora o time tenha sentido falta do Maja nesses últimos jogos, conseguiu evitar a segunda derrota consecutiva e manteve o moral em alta. Acredito que o desempenho do time volte a crescer agora que o jovem voltará aos treinamentos para ser o grande reforço do ataque do time. O título vem!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bruno Trink
Em 05/02/2019 at 08:39, Herr Jones disse:

Vai fazendo uma campanha brilhante e embora o time tenha sentido falta do Maja nesses últimos jogos, conseguiu evitar a segunda derrota consecutiva e manteve o moral em alta. Acredito que o desempenho do time volte a crescer agora que o jovem voltará aos treinamentos para ser o grande reforço do ataque do time. O título vem!

A campanha é boa mesmo mas falta o arranque. Temos que descolar desses times que vem atrás, dois pontos ainda é muito pouco. Menino Maja realmente tem feito falta.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Perissé

Não sabia que o Sunderland estava na League One, quase caí da cadeira quando vi. Enfim, possui um elenco de favorito pra competição claramente e fez contratações de Championship, como Louis Thompson e Maja. Aliás, a diferença de Maja para Wyke é notória. Como vai fazer essa mudança de engrenagens?

Como o esperado, faz uma campanha excepcional, mas o Barnsley anda na mesma batida e qualquer tropeço de qualquer um dos dois é fatal mais pra frente.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bruno Trink
6 horas atrás, Perissé disse:

Não sabia que o Sunderland estava na League One, quase caí da cadeira quando vi. Enfim, possui um elenco de favorito pra competição claramente e fez contratações de Championship, como Louis Thompson e Maja. Aliás, a diferença de Maja para Wyke é notória. Como vai fazer essa mudança de engrenagens?

Como o esperado, faz uma campanha excepcional, mas o Barnsley anda na mesma batida e qualquer tropeço de qualquer um dos dois é fatal mais pra frente.

Recomendo, então, que você assista o documentário 'Til I Die, que conta a temporada da queda para a League One.

O Maja não é contratação, o garoto é da base do Sunderland. Já o Thompson é um jogador interessante mas está lutando para conseguir a vaga no time por causa das lesões.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bruno Trink

banner.thumb.png.5bdbcca2ab0a5e509b678180e03670c5.png

 

banner_talksport52a0bac4ad5f4e34.png
 

FICAR CALADO É MELHOR, JOSÉ!
Sunderland surpreende e elimina o Manchester United

Por Michael Gray
16 de janeiro de 2019

Quem imaginaria que a sorte (ou azar) colocaria, novamente, frente a frente Sunderland e Manchester United? No fim de setembro, pela Carabao Cup, um time reserva foi eliminado de forma indiscutível em Old Trafford. Dessa vez, em um momento um pouco mais folgado na League One, Gary Bennett optou por enviar os titulares para o Teatro dos Sonhos há duas semanas. O único reserva foi McLaughlin, escolhido como o goleiro das copas. E o escocês foi o grande responsável por segurar aquele 0 a 0 que obrigou a realização do replay.

Jose Mourinho accepts 12 month jail sentenceTodos nós conhecemos o jeito Mourinho de ser. Ele fala mesmo o que pensa, usa muito o jogo psicológico para tentar desestabilizar seus oponentes. Falou antes da primeira partida, falou ontem na coletiva pré-jogo, sempre pontuando o óbvio, o favoritismo dos diabos vermelhos, mas alfinetando e menosprezando o adversário. O Stadium of Light estava com um clima excelente, voltou a lotar depois de muito tempo. A postura da equipe foi a mesma da partida anterior, fechada e apostando em uma bola. Gary surpreendeu com o Wyke no lugar do Maja. Após o jogo, ele explicou que foi para melhorar o jogo aéreo mas não funcionou como imaginara.

Era um dia em que não se podia vacilar. E Max Power vacilou. Segurou demais uma bola no meio de campo e Pogba roubou. O francês rapidamente lançou Rashford e o substituto do Lukaku, lesionado, abriu o placar. Ao menos mostraram maturidade e não se abateram com o gol sofrido. Só que o tempo foi passando e o United estava bem confortável com o placar e com o andamento do cotejo. Na volta do vestiário, a postura mudou. Do outro lado, o famoso ônibus. O empate saiu num lance de bola parada. Power cobra escanteio pelo lado esquerdo, a zaga afasta curto e a bola volta para o meia. Sozinho, sem marcação, ele invade a área e bate no canto oposto, deixando Romero sem reação.
Cautela não faz mal a ninguém. Ato contínuo ao gol, o time recuou mas não chegou a sofrer muita pressão. O cenário se encaminhava para um disputa por pênaltis quando o improvável aconteceu. Já nos acréscimos, duas estocadas, dois gols. Mourinho, no seu humor clássico, resmungou na coletiva:

Citar

Eles tiveram alguns contra-ataques de sorte e um resultado de sorte. A verdadeira margem de diferença entre nós e eles estará visível para todos na próxima vez.

20190116_mourinho0656d806f70de358.png

Na próxima fase, daqui a dez dias, o Sunderland enfrentará o Peterborough no Stadium of Light já com duas baixas no elenco. Glenn Loovens foi negociado com o Roda JC e passará os últimos anos da sua carreira em casa. Já Jerome Sinclair pediu para ter seu contrato de empréstimo rescindido e volta para o Watford.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Neynaocai

Cara, como eu gosto de epopéias, tenho torcido pra esse United 2019. Todavia, é sempre bom vê-los perdendo pra outra história melhor.

Sei não, a batata do Special One deve assar. E as desculpas de sempre, vão colar?

Tranquilidade na sequencia.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Darthz

Excelente eliminação do United, mostrou que nem sempre o melhor plantel ganha e que os pequenos podem surpreender.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

É sempre bom ver o Mourinho sifu! ?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces

Não adianta subestimar o adversário, Mourinho devia ter pensado isso. Jogar com cautela foi uma boa tática e ao final, a vitória não veio com dificuldade, pelo menos é o que mostra as estatísticas do jogo. Parabéns pelo grande resultado.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bruno Trink
Em ‎08‎/‎02‎/‎2019 at 10:50, Neynaocai disse:

Cara, como eu gosto de epopéias, tenho torcido pra esse United 2019. Todavia, é sempre bom vê-los perdendo pra outra história melhor.

Sei não, a batata do Special One deve assar. E as desculpas de sempre, vão colar?

Tranquilidade na sequencia.

Mourinho é bom de papo, acho que ele escapa dessa mesmo com a eliminação. Mas sempre dá uma balançada...

 

Em ‎08‎/‎02‎/‎2019 at 12:42, Master Darthz disse:

Excelente eliminação do United, mostrou que nem sempre o melhor plantel ganha e que os pequenos podem surpreender.

Claro, não podemos nunca dar uma situação como definida. Lutar sempre!

 

21 horas atrás, Andreh68 disse:

É sempre bom ver o Mourinho sifu! ?

?

 

20 horas atrás, Vannces disse:

Não adianta subestimar o adversário, Mourinho devia ter pensado isso. Jogar com cautela foi uma boa tática e ao final, a vitória não veio com dificuldade, pelo menos é o que mostra as estatísticas do jogo. Parabéns pelo grande resultado.

Temos que conhecer nossas limitações. Inviável jogar de igual para igual contra um time como o United. Fechamos a casinha nos dois jogos, sofremos bastante no primeiro mas, no segundo, como eles fizeram o gol logo no início, consegui controlar melhor. Até foi bom que o empate saiu já na metade do segundo tempo e não deu muito pra eles reagirem.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bruno Trink

banner.thumb.png.5bdbcca2ab0a5e509b678180e03670c5.png

 

banner_talksport52a0bac4ad5f4e34.png
 

O SONHO CONTINUA
Sunderland bate Blackburn e já está entre os oito na mais antiga competição de futebol do mundo

Por Michael Gray
26 de fevereiro de 2019

A surpreendente vitória sobre o Manchester United e a consequente classificação para a 4ª rodada da FA Cup mudaram algumas direções dentro do departamento de futebol do Sunderland. Não só elas, claro, mas também a grande vantagem que a equipe conseguiu na liderança da League One. Eram oito pontos na frente do Barnsley que permitiram que o Gary pudesse passar a dividir as atenções do elenco entre as duas competições. O time acabou tropeçando duas vezes, perdendo para o Oxford United, com titulares, e para o Bristol Rovers, com reservas. Mesmo assim, a diferença na frente ainda aumentou em um ponto.

Essa tática possibilitou força máxima para eliminar o Peterborough e ir, depois, até o Ewood Park. O Blackburn está naquela famosa zona da marola na Championship. Assim, em teoria, é um potencial adversário para o Sunderland na próxima temporada. De acordo com a mesma teoria, rovers e black cats deveriam fazer um confronto equilibrado pela Copa nesse ano. Gary repetiu o esquema que trouxe o confronto contra o United para o Stadium of Light. Fechadinho e apostando em contra-ataques rápidos e fluidos. Dessa vez, no entanto, o 0 a 0 acabou sendo um resultado bastante justo. Nenhuma chance clara num jogo igual. Apenas um gol anulado por um impedimento, no mínimo, discutível.

Resultado de imagem para bednarekHoje, sem Maja, novamente fora por causa de outra torção no tornozelo, vimos outra partida equilibrada. Com Wyke, o Sunderland perde muito na pressão pós-perda. A defesa, como sempre, bem postada. Faltava o punch. E o gol da classificação saiu numa jogada de bola parada. Oviedo cobrou muito bem uma falta lateral bem próxima à linha da grande área, cobrança tensa, e Bednarek subiu mais do que todos para marcar de cabeça.

Já estamos nas quartas de final e, mais uma vez, o Sunderland sairá de casa. Irá cortar a Inglaterra até Bournemouth para encarar os cherries.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • fae0zin
      By fae0zin
      Boa noite pessoal, só como distração mesmo (não sei se estou na área certa do fórum).
      Nunca havia visto uma noticia assim no jogo, olha que jogo bastante em rs.
      Desculpe a foto que só tinha essa mesmo que tirei para um amigo que também joga.

    • Xablau007
      By Xablau007
      alguém por aqui já testou um sistema com 3 zagueiros no fm 19? sabe se funciona nessa versão do jogo? comecei um save com a Roma e pretendo adotar um 3-4-3 ou 3-5-2 no maior estilo Antonio Conte
    • Luchín
      By Luchín
      Prólogo
      Após quase dois anos ausente do fórum, devido à vários motivos, o lançamento de uma nova versão do Football Manager me trouxe novamente até aqui e estar no fórum e ler algumas excelentes histórias de alguns companheiros, é impossível que o bichito não te pique. Ainda não me adaptei completamente a essa nova versão, que, para quem vem do FM17, apresenta muitas novas features, principalmente no âmbito tático e de controle de plantel, mas, como vinha tendo algumas dificuldades para me empolgar em saves offline, acabei me decidindo a contar uma história, que, de antemão, afirmo que será simples, nada mais que um relato do que estou jogando. 
      O clube escolhido é o Fútbol Club Andorra, que participa da pirâmide espanhola, estando, na vida real, na Preferente Catalana, equivalente ao quinto nível, mas como a expansão de ligas ainda não está completa, o coloquei na Tercera División, que é o quarto nível, substituindo a equipe de menor reputação presente. 
      A minha ideia para esse save será utilizar apenas jogadores andorranos. Para isso, habilitei, além da pirâmide espanhola, as duas divisões do futebol andorrano. 
      O treinador do clube será o ex-zagueiro Antoni "Toni" Lima, que, apesar de nunca ter atuado no clube, é um dos maiores jogadores da história do futebol andorrano. Antoni tem um irmão mais novo, Ildefons, que atualmente atua no próprio futebol andorrano, mas foi formado no FC Andorra e rodou por vários clubes, passando até mesmo pelo futebol da América, onde atuou no Pachuca. Via editor, coloquei o no clube para que termine sua carreira onde começou e "comandado" pelo irmão. 
      Concluindo, acredito que possa não receber a melhor recepção nesse retorno, pois cometi erros no passado, ofendi alguns membros desnecessariamente, e sei que após errar, a confiança não retorna de imediato, mas espero pode demonstrar que os erros ficaram no passado e que retorno à área com uma nova forma de pensar e me comportar. De todas as maneiras, um sincero pedido de desculpas para aqueles com quem não me portei bem no passado.
      Espero me divertir e que vocês também se divirtam com a história.
      Luiz. 
    • AlexVivas
      By AlexVivas
      E aí, meus amigos managers, beleza? Após o "acidente" envolvendo o falecimento precoce do Alphabet Challenge, volto com um novo desafio. 
      Não tenho certeza, mas acho que a partir da Copa do Mundo de 1994 venho percebendo que muitas Seleções vêm meio que priorizando os atletas que jogam fora de seu país, menosprezando o futebol local. Pesquisando mais a fundo me deparei com a imagem acima, o emblema da Legião Estrangeira e seu Lema.
      Então decidi fazer uma nova saga de "volta ao mundo" treinando somente em países onde a maior parte da Seleção Nacional joga no exterior. Desta vez a jornada não será em ordem alfabética, e sim de acordo com o ranking de seleções da FIFA de 20 de Dezembro de 2018. Criei uma tabela no Excel dividindo todas as Seleções em 08 "grupos" distribuídos conforme as Licenças de Treinador do FM: Nenhuma - Nacional C - Nacional B - Nacional A - Continental C - Continental B - Continental A - Pro Continental. 
      Dessa forma, a trajetória se torna mais realista, onde um técnico começa no meio amador e alcança o status mundial no fim da carreira. Vejamos abaixo as metas que nortearão este save:  

      nacionalizar a Seleção, fazendo pelo menos 80% a 90% do elenco jogar no País, independente do Clube; feito isso, fazer pelo menos 50% da Seleção jogar no Clube escolhido; o Clube escolhido deve ser o maior campeão da Liga Principal/Primeira Divisão;  nacionalizar o Clube, vendendo todos os jogadores estrangeiros, com exceção dos atletas Naturalizados, os quais aparecem como primeira Nacionalidade a do país ativo; priorizar a venda dos jogadores dispensáveis para os demais clubes do país, nivelando a Liga e tornando-a mais competitiva; tentar trazer as maiores lendas do país para o Staff do clube; tornar o Clube hegemônico em todos os campeonatos Nacionais. Caso ele já seja soberano no país, tentar ser o maior campeão Continental; o prazo para alcançar a hegemonia segue a seguinte fórmula: nº de títulos do maior campeão + 1;   melhorar o nível do futebol local chegando o mais longe possível nas competições Continentais, aumentando a quantidade de clubes que disputarão as mesmas e assim tornando o País mais atrativo para os atletas locais; reiniciar o FM ao concluir o país em questão. Essa nova jornada é baseada no artigo "Construindo uma liga Competitiva" do nosso colega @ggpofm e na saga "Uma só Nação" do @Henrique M..
      Grande abraço !!
       
    • OBiotecnologista
      By OBiotecnologista
      Sobre o autor
      Olá, tudo bem? Esta é minha primeira história no profissão manager. Jogo FM desde 2017 e nunca tive me aventurado em tentar o desafio da base. Tenho dois motivos por aceitar este desafio: O primeiro é que em média gasto 1/3 do meu tempo em buscar e analisar novas contatações, sendo que atualmente não possuo tempo para jogar FM por mais de uma hora e meia por dia. Então um save neste termos seria uma otimização de tempo para mim. O segundo é que o primeiro save da área que acompanhei completamente foi " A Base do Sucesso - Araban Belediyespor Kulübü", que achei lindo, e gostaria de repetir o feito.
      Uma questão relevante é que sou disléxico e recebo acompanhamento de monitores que revisam meus textos. Porém como este não é um texto acadêmico, não receberei auxilio para escrever, então se em alguma parte faltou coesão ou coerência pode mandar uma mensagem privada que terei o prazer de consertar o texto. Sou aberto a críticas.
       
      Apresentação do save
      Como já mencionei acima, este save é desafio da base, no qual só utilizarei jogadores que já estão no clube ou jogadores que serão formados nele. O título é Die Jugend, pois sua tradução é A juventude, devido ao time composto por jovens. Eu escolhi a Alemanha devido a sua alta classificação júnior, logo iremos ter grandes jogadores por aqui. Então para me certificar em ter um save longo e complexo eu escolhi o pior time da última divisão disponível. O Fußballclub Carl Zeiss Jena, mais conhecido simplesmente como Jena. Eu tentarei dividir o save em quatro postagens anuais, logo a cada 8/9 partida terá uma nova postagem.
      Dados do save
      Para ser fiel a realidade, adicionei todas as liga recomendadas mais a liga portuguesa.No total 33.000 jogadores serão simulados.

      História do clube
      O Jena  é um clube de relevância regional que disputa  a terceira divisão da escalada alemã, fundado em 1903 e que possui um grande historial. Sediada em sua pequena cidade homônima ( Jena), também possua em seu nome a fabricante internacional de lentes Carl Zeiss, que patrocina o time. Sua fundação deu-se quando os trabalhadores da fabrica resolveram fundar um time de futebol. "Com o passar dos anos, o clube passou por diversas mudanças de nome e por um período de paralisação devido à Segunda Guerra Mundial. Após o conflito, e com a separação da Alemanha em duas, Jena ficou no lado socialista. Ainda como SC Motor Jena, o clube conquistou seu primeiro título de primeira divisão da DDR, em 1963. Em 1966, foi renomeado, dessa vez retornando às origens: FC Carl Zeiss Jena." Referência. Tornou-se um dos times dominantes da Alemanha socialista, conquistando duas vezes o campeonato nacional e quatro vezes a copa. Entretanto com a reunificação da Alemanha foi rebaixada a divisão inferior e desde então não conseguiu grande destaque no cenário nacional.
      Estádio
      O Jena joga no Ernst Abbe Sportfeld Haupttribüne,um estádio bem antigo com a capacidade de 10.445 torcedores.

       
      Perfil do técnico
      Eu não sou uma pessoa tão criativa então usei um homônimo de mim mesmo como avatar.

      Objetivos
       
      Ganhar a Champions League. Ganhar a Europa League( Cumprir o objetivo anterior invalida este). Ganhar a copa da Alemanha. Ganhar a Bundesliga. Tem ao menos 7 jogadores formados na Nationalmannschaft. Regras
      Não poder contratar jogadores não formados no clube. Índice 
      1- Apresentação do save
       
×
×
  • Create New...