Jump to content
Sign in to follow this  
Vannces

Garbarnia Cracóvia – Entre a glória, a guerra e os novos tempos - Aguardando avaliação

Recommended Posts

Darthz

A política de transferências deu certo e isso é que importa, embora daqui para a frente talvez seja boa ideia começar a formar uma base de jogadores, para não estar tão dependente de empréstimos.

De qualquer forma muitos parabéns pela subida e título. Conseguiu o primeiro objetivo do save e agora vem mais uma fase complicada: tentar estabelecer o clube na primeira liga.

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Parabéns pelo título da divisão e a subida para a Liga principal. Agora é tentar ser o mais regular possível na nova Liga para evitar a alcunha de clube ioiô.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

A promoção sempre é o mais importante, entretanto, é muito melhor quando ela vem com um título. A equipe fez uma excelente temporada e soube manter-se calma e tranquila para conquistar os seus objetivos na temporada. Bom ver que a estratégia que traçou para trazer reforços funcionou e trouxe resultado nessa temporada.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Herr Jones

Penou algumas temporadas para encontrar o modelo adequado de gestão no clube e agora é só festejar o acerto. Um título merecido e bastante satisfatório que assegura um estatuto melhor para o clube, possibilitando buscar nomes mais importantes através de transferências em definitivo. Mesmo assim, acho que é importante manter alguns dos principais nomes emprestados ao clube para ter uma base na qual edificar o futuro do Garbarnia. Boa sorte na próxima temporada!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces
Em 10/02/2019 at 23:24, marciof89 disse:

Sua proposta de contratações deu certo, conseguiu montar uma equipe forte o suficiente para subir, e com título. Agora precisa olhar para o futuro, pois o próximo capítulo do time tem tudo para ser bem difícil, subir geralmente é mais fácil do que permanecer na divisão principal. Vamos ver como você se porta com esse pulo.

Boa sorte!

Pois é, no início quando decidi tomar esse rumo quanto a forma de montar a equipe, cheguei a pensar que não seria uma boa ideia. Ainda acho isso, mas estou contente como tudo está acontecendo e enquanto tiver funcionando, vou levando até que eu possa realmente fortalecer a equipe com jogadores do próprio clube. A próxima divisão me preocupa, mas permanecer já me parece possível se eu mantiver pelo menos esse tipo ou uma base parecida com essa que subiu. Valeu,  Marcio.

 

Em 11/02/2019 at 11:34, Neynaocai disse:

Creio que não existe melhor momento que a hora das contratações. Só tenho uma questão, que estou abordando no meu save, emprestar jogadores de times grandes como o Legia não seria desenvolver craques para um time adversário e superior?

Outrossim, é excelente jogar em ligas sem restrições. Muito mais tranquilo gerir um vestiário sem ter que dar satisfação porque deixou de inscrever o reforço por esquecer que já tinha quatro extracomunitários (obrigado França).

No mais, tem dado de resultado e isso que importa. Durante três rodadas a coisa apertou, mas o final foi fruto de todo o trabalho.

Negócio é mais embaixo na primeira.

Pensei muito nessa questão de jogadores emprestados e de fortalecer o adversário no futuro com seus atletas desenvolvidos, mas sem dinheiro e com jogadores da base fraquíssimos, não tive outra escolha se quiser a curto prazo ter equipes competitivas. Apesar disso, volta e meia eles esquecem de renovar o contrato dos jogadores e eu aproveito para assinar sem ter que comprar. Sempre com um pé atrás, vou levando essa política. É meio do tipo corda bamba, mas está funcionando bem, espero que por muito tempo, rs. Valeu, Ney.

 

Em 11/02/2019 at 12:27, Master Darthz disse:

A política de transferências deu certo e isso é que importa, embora daqui para a frente talvez seja boa ideia começar a formar uma base de jogadores, para não estar tão dependente de empréstimos.

De qualquer forma muitos parabéns pela subida e título. Conseguiu o primeiro objetivo do save e agora vem mais uma fase complicada: tentar estabelecer o clube na primeira liga.

Eu acho que vou sempre ficar preocupado com essa questão de muitos jogadores emprestados, por outro lado, há muitos clubes fortes na Europa que não usa seus jovens e que estes se enquadram no futebol polonês facilmente. Outra coisa interessante é que o time subindo, seu status também melhora, então terei um pouco mais de facilidade para conseguir atletas ainda mais capacitados para a divisão. Não quero ficar sempre na dependência de jogadores emprestados, mas sempre que for possível, acho que farei pelo bem do clube. Valeu, Master.

Em 11/02/2019 at 16:06, LC disse:

Parabéns pelo título da divisão e a subida para a Liga principal. Agora é tentar ser o mais regular possível na nova Liga para evitar a alcunha de clube ioiô.

Acho que essa primeira temporada na primeira divisão é para ser levada com muito cuidado, pois subir não foi fácil e continuar também não será. Espero não passar por apertos extremos na próxima temporada, acho que o clube já sofreu bastante e eu também, rs. Valeu, LC.

 

Em 11/02/2019 at 16:51, Henrique M. disse:

A promoção sempre é o mais importante, entretanto, é muito melhor quando ela vem com um título. A equipe fez uma excelente temporada e soube manter-se calma e tranquila para conquistar os seus objetivos na temporada. Bom ver que a estratégia que traçou para trazer reforços funcionou e trouxe resultado nessa temporada.

Exatamente, calma e tranquilidade foi a tônica para conseguir esse acesso. Lutamos para não cair no início do save, depois ficamos do meio da tabela para cima até que com um bom trabalho de gestão fora de campo o resultado veio e como você disse, com título, foi muito melhor. Como funcionou até o momento, vou tentar manter a estratégia, mas sempre com medo da coisa desandar. Valeu, Henrique.

 

Em 11/02/2019 at 23:52, Herr Jones disse:

Penou algumas temporadas para encontrar o modelo adequado de gestão no clube e agora é só festejar o acerto. Um título merecido e bastante satisfatório que assegura um estatuto melhor para o clube, possibilitando buscar nomes mais importantes através de transferências em definitivo. Mesmo assim, acho que é importante manter alguns dos principais nomes emprestados ao clube para ter uma base na qual edificar o futuro do Garbarnia. Boa sorte na próxima temporada!

Você disse tudo, tentar manter alguns dos principais nomes emprestados e buscar outros para ficar em definitivo. O que penso o tempo todo é que mesmo perdendo certas peças, tentarei sempre manter o nível de capacidade dos jogadores ou se possível melhorar, pois não dá para perder todo o trabalho que foi feito a duras penas. Valeu, Jones.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

A temporada foi muito boa né? Como já dito, o modelo de transferência funcionou bem nessa temporada, mas é capaz de que na primeira divisão precise de uma repensada. Será interessante como fazer essa transição.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces
6 horas atrás, Andreh68 disse:

A temporada foi muito boa né? Como já dito, o modelo de transferência funcionou bem nessa temporada, mas é capaz de que na primeira divisão precise de uma repensada. Será interessante como fazer essa transição.

Pode parecer loucura, mas ainda estou coma ideia de manter a política de transferência e deixar essa transição quando a equipe estiver mesmo já conseguindo ter grana para as contratações de peso para o nível do futebol polonês ou até mesmo continental. Se esse modelo for prejudicial, certamente terei que mudar (forçado), mas por enquanto acho que ainda dará certo, não sei até quando, mas acho que dará. Espero que funcione como funcionou para conseguirmos o acesso. Valeu, Andre.

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Novidades Vannces?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces
46 minutos atrás, LC disse:

Novidades Vannces?

Sim, pretendo postar amanhã pela manhã. Por enquanto tenho conseguido uma postagem por semana. Valeu, LC.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces

p6KczS3.png

 

"Você nunca sabe o quanto é forte até que ser forte seja sua única escolha."

Bob Mayley

 

Primeira divisão polonesa era um mundo novo para mim, mas a forma de preparar a equipe para a temporada continuava a mesma. Até quando? Não sei. As novas regras precisavam ser vista com mais atenção para que na Janela não fossem feitas loucuras como nas temporadas anteriores. De forma resumida há abaixo o que de mais importante era preciso saber. Mas também podemos conhecê-las de forma mais detalhada.

CsKoAyt.jpg

 

25 jogadores seria o máximo a serem inscritos na primeira divisão, então Muitas saídas e chegadas aconteceram novamete, desta vez com apenas 7 jogadores emprestados na equipe final. Preparar o time sem tanto radicalismo para não sofrer foi o que pensei em fazer, sempre é arriscado, assustador às vezes, mas também muito divertido. Lembrando que na Puchar Polski mantem-se a regra de ter pelo menos um jogador com menos de 21 anos formado no clube entre os 11 titulares.

 

Saídas
Eryk Krupa - 29 anos, lateral esquerdo saiu para o GKS Tychy por 25 mil. Veio a custo zero na última temporada e nos rendeu uma grana, eu não via nele "capacidade" para enfrentar a primeira divisão.

Przentskaw Lech - 28 anos, médio central que foi vendido ao Widzew Lódz por 27 mil.

Roberto Kupka - 18 anos, médio ofensivo central que veio (nessa janela) a custo zero. Novo e com potencial, mas logo emprestei ao Skra Czestochowa para melhorar seus atributos com minutos de jogo.

Konrad Matuszewski - 22 anos, Lateral esquerdo, jogador novo e equilibrado que poderia crescer no clube. Contratei, mas emprestei também ao Skra Czestochowa para ganhar rodagem.

Mikolaj Maschera, 24 anos, médio ofensivo central foi emprestado ao Stal Mielec, este tinha vindo para o clube a custo zero quando tinha 21 anos.

Bartosz Zurek - 31 anos, extremo esquerdo foi vendido por 25 mil ao Pogon Siedlce, a parte física já não era a mesma, não para a primeira divisão.

Mateusz Larmelita - chegou ao clube com 16 anos, atacante veio do Liedz Legnica e aos 19 anos, foi vendido ao Lech Poznan por 350 mil, bom negócio naquele momento. O jogador queria sair e nessas horas não é fácil segurar, era um jogador promissor, quase impossível convencê-lo a ficar, mas também não era indispensável.

Patryk Skorecki - 32 anos, médio ofensivo que foi bem utilizado, mas pela idade e pelos últimos jogos, queria vender, então emprestei para dar espaço na folha salarial do time.

Lukasz Krakowczyk - 26 anos, atacante, bom jogador, foi vendido ao Olimpia Grudziadz, este jogou algumas partidas e quando esteve em campo, ajudou o Garbarnia a subir, mas sua média de rendimento não era boa para ser usado na Ekstraklasa, a parte física deixava a desejar. 

Jakub Roswandowicz - 32 anos, extremo experiente que tentei vender, como não consegui, deixei o contrato vencer e ele acabou assinando com o Pogon Siedlce, mais espaço na folha salarial.

 

Chegadas

Zagueiro

Seweryn Michalski - 29 anos, zagueiro experiente comprado por 450 mil do Korona Lielce e que certamente me ofereceria qualidade no setor defensivo do time.

Jan Golinski - 23 anos, zagueiro que veio a custo zero. Jogador novo e que chegou para compor o elenco.

Lateral

 Krystian Mis, 28 anos, lateral esquerdo que foi emprestado pelo Widzew Lódz, assinou com o Garbarnia em definitivo.

Médio

Kelechi Nwakali - 26 anos, médio ofensivo central que veio emprestado pelo Jagiellonia Bialystok. Acredito que era o melhor jogador a defender o Garbarnia desde a minha chegada.

Przemyslaw Czado - 23 anos, médio ofensivo esquerdo com grande potencial.

Mikolaj Neuman - 24 anos, médio ofensivo direito e esquerdo, veio por 500 mil do Zalebie Lubin, jogador caro, mas com grande capacidade para ser usado nas duas extremidades de ataque do time.

Atacante

Mateusz Leszczuk - 23 anos, atacante que veio a custo zero. Este tinha potencial para fazer parte da equipe que jogaria o campeonato, foi uma ótima contratação.

Kamil Czarnecki - 19 anos, jovem atacante que poderia crescer no clube. Veio do SMS Lods por 275 mil.

 

Extensão do empréstimo

Rafal Nicinski - 19 anos, zagueiro.

Jakub Zima - 21 anos, zagueiro.

Szymon Radecki - 21 anos, zagueiro.

Jerzy Stanczyk - 21 anos, zagueiro e médio defensivo.

Gabor Grabowski - 22 anos, médio ofensivo direita.

Kamil Kumoch - 23 anos, médio ofensivo direito e central.

Marcin Mrozek - 20 anos, atacante.

 

O que mais me assustava era a expectativa, mas com ou sem susto, tínhamos que encarar esse novo desafio.

OgPndXk.jpg

Mudamos de divisão, mas não mudamos de tática e nem de instruções, pelo menos não de forma radical. Nos amistosos, além das equipes sempre mais fracas, dois jogos contra equipes similares (pela primeira vez).

Um dado importante, a partir de agora (na primeira divisão), os links das partidas oficiais, serão com os principais dados estatísticos, diferente das imagens que posto diretamente na página que só mostra a reportagem do pós jogo.

 

Jogos amistosos

o   Garbarnia 5 x 1 Zdrój Busko-Zdrój

o   Siarka Tarnobrzeg 1 x 3 Garbarnia

o   Sandecja Nowy Sacz 0 x 0 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 0 Korona Kielce

 

Quando achei que teria maiores dificuldades na primeira divisão, eis que me surpreendi com uma equipe jogando o mesmo futebol que nos proporcionou a subida. Muita posse de bola, equipe coesa e aplicada às instruções que já treinávamos anteriormente.

Jogos oficiais

o   Slask Wroclaw 1 x 1 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 1 Lech Posnan

o   Cracóvia 0 x 0 Garbarnia

o   Garbarnia 2 x 0 Lechia Gdansk

o   Garbarnia 2 x 2 Odra Opole

o   Pogon Szczecin 1 x 3 Garbarnia

o   Zaglebie Sosnowiec 1 x 2 Garbarnia

 

Este jogo não foi só uma grande atuação da equipe, mas pela primeira vez sentimos o gostinho e estar na ponta da tabela da Ekstraklasa, eu sabia que seria temporário, mas era para animar, pois me parecia despreocupante a luta na parte de baixo da tabela, o time estava realmente jogando bem.

o   Garbarnia 4 x 2 Sandecja Nowy Sacz

VnYXkOb.jpg

 

o   Garbarnia 2 x 0 LKS Lódz

o   Bytovia Bytów 0 x 2 Garbarnia (Puchar Polski 1º Elim.)

o   Wisla Plock 1 x 2 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 2 Piast Gliwice

o   Jagiellonia Bialystok 0 x 1 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 0 GKS Katowice

Após 13 rodadas, nosso time se mantinha na liderança da competição. Eu não sabia o que pensar, era tudo muito novo para mim.

 

o   Podbeskidzie Bielsko-Biala 0 x 2 Garbarnia (Puchar Polski 2º Elim.)

o   Korona Kielce 0 x 4 Garbarnia

 

Mas como nem tudo são flores, o Legia resolveu pôr um fim ao sonho que não pertencia a nós. Em casa jogamos bem, quase que de igual para igual, mas ao final prevaleceu o time mais técnico e melhor preparado para a divisão naquele momento.

o   Garbarnia 0 x 2 Legia Warszawa

lSkXuLp.jpg

 

o   Lech Posnan 0 x 2 Garbarnia

o   Garbarnia 0 x 0 Slask Wroclaw

 

Depois de passarmos pela primeira e segunda eliminatórias da copa, eis que nos deparamos com o time Slask Wroclaw novamente, dois jogos seguidos, eles conseguiram nos surpreender e com isso, nos eliminou na terceira partida da competição. Atuação boa, mas resultado decepcionante, principalmente por ser dentro de casa.

o   Garbarnia 1 x 2 Slask Wroclaw (Puchar Polski 3º Elim.)

5tiwOEL.jpg

 

o   Garbarnia 2 x 5 Cracóvia

o   Lechia Gdansk 2 x 1 Garbarnia

 

Os últimos jogos foram fracos, a derrota para o Legia por 2 a 0 era esperada, mas para o Cracóvia, time conterrâneo, chegou a me preocupar, pois levamos 5 gols quando buscávamos pelo menos um empate. Era como se alguém nos dissesse: "tá na hora de acordar, vocês não estão com essa bola toda."

fIp39BN.jpg

 

Ao fim dessa primeira parte da competição, estávamos em 4º e para mim um grande orgulho de estar conseguindo manter o bom rendimento da equipe com o 3º melhor saldo de gols da competição. Claro que o Legia sobrava na competição nesse momento.

Xlq1yDE.jpg

 

No meio da temporada consegui o empréstimo de Pavol Zatko de 18 anos, médio central que pertence ao MSK Zilina. Jogador fantástico pela idade e pelo potencial que já mostrava. O Inter de Milão levou o jogador que acabara de chegar ao clube, Kamil Czarnecki, este fora comprado por 275 mil no início da temporada e foi vendido por 450. Não me importei, a grana que entrava era de suma importância. 

Parada de inverno e pouquíssima preocupação, apenas amistosos para manter o bom condicionamento da equipe e as duas mexidas na janela de transferência.

 

Jogos amistosos

o   Garbarnia  4 x 0 LKS Czaniec

o   Garbarnia 8 x 1 Polonia Laziska

o   Garbarnia 4 x 1 ROW Rybnik

 

Jogos oficiais

o   Garbarnia 2 x 0 Pogon Szczecin

o   Garbarnia 1 x 3 Zaglebie Sosnowiec

o   Odra Opole 1 x 0 Garbarnia

  Sandecja Nowy Sacz 1 x 1 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 0 Wisla Plock

o   LKS Lódz 1 x 1 Garbarnia

o   Piast Gliwice 1 x 0 Garbarnia

o   Garbarnia 2 x 3 Jagiellonia Bialystok

o   Garbarnia 1 x 0 Korona Kielce

o   Garbarnia 8 x 1 Warta Zawiercie (Jogo Amistoso)

o   GKS Katowice 2 x 3 Garbarnia

 

Na última partida da segunda parte da competição, enfrentamos novamente os líderes, na casa deles, e o que posso dizer é que fiquei muito orgulhoso do que a equipe conseguiu produzir. jogamos o fino da bola, encurralamos os caras com 65% de posse de bola e tivemos o dobro de finalizações. claro que nada disso teria importância se não saíssemos da partida com a vitória. 1 a 0, embora um placar baixo, foi um prêmio pela ótima atuação. 

o   Legia Warszawa 0 x 1 Garbarnia

 Z9hyafX.jpg

 

Após os 30 jogos iniciais, o campeonato se divide em dois grupos, os 8 primeiros jogam na disputa por "promoção" (título e vaga em competições continentais) e os 8 últimos disputam o grupo de despromoção (quem cairá para a I Liga).  Para nós seria sucesso absoluto conseguir nos manter na quinta posição.

DyKdfmK.jpg

 

Nessa parte da competição não fizemos feio, havíamos subido de divisão e acabamos a temporada disputando a parte de cima da tabela. E conseguimos nos manter na quinta posição da tabela. Felicidade pura pelos lados do Curtume de Cracóvia

Jogos oficiais (Grupo promoção)

o   Lech Posnan 1 x 1 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 1 Slask Wroclaw

o   Legia Warszawa 2 x 2 Garbarnia

o   Wisla Plock 0 x 2 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 2 Piast Gliwice

o   Lechia Gdansk 3 x 3 Garbarnia

  Garbarnia 0 x 0 Jagiellonia Bialystok

 

Na segunda parte e na parte final da competição não fizemos tanto como na primeira, mas o suficiente para terminarmos muito bem a temporada.

mbtL4Ka.jpg

 

A boa campanha nos rendeu mesmo a quinta colocação, posição fantástica, muito acima de nossas pretensões e das expectativas. Nesse trabalho, o Odra Opole, que subiu conosco na temporada passada, acabou carimbando seu passaporte de volta à I Liga junto com o GKS Katowice.

aJ6J97j.jpg

 

Além de felicidade pura, a temporada terminou de forma surpreendente para mim e muito agitada também nos bastidores.

A direção estava sem palavras de contentamento com meu trabalho. Por outro lado o clube passaria por mudanças na gestão novamente, nova aquisição aconteceu antes do fim da temporada. O Staff do time também melhorava junto com nossa melhora na principal divisão do país. O início foi tão bom que  no mês de agosto, o prêmio de melhor treinador ficou comigo. A qualificação para a Liga Europa foi uma das melhores conquistas da história do Garbarnia depois do título nacional de 1931. O sub 18 vence novamente a Liga polonesa sub 19 conquistando assim o bi-campeonato. Os torcedores escolheram Rafal Nicinski como o personagem do Garbarnia na temporada e não por acaso, ele foi o jogador do time na equipe do ano. A reputação do clube subiu de uma estrela e meia para 2 estelas. Na Revista da Época, o desempenho na Ekstraklasa foi o assunto mais abordado. Com as finanças em dia, o clube conseguiu na temporada de 2024/2025 o feito não só de se manter firma na primeira divisão, como também mostrou força para almejar voos maiores na sequência.

Para finalizar, preciso dizer que o rendimento da equipe na primeira divisão, logo no ano seguinte ao acesso, foi espetacular e a prova principal disso foi o prêmio de reconhecimento que recebi ao fim da temporada. Não posso, de forma alguma, querer algo além do que consegui com essa equipe até o momento. O trabalho, da forma como está sendo feito, está funcionando bem, então precisa continuar.

1OrmDZr.jpg

 

 

Kontynuowac...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut

Pô, deu spoiler da posição final já na tabela após os 30 jogos ?

No mais, fez uma ótima campanha na estreia na primeira divisão. Ter um campeonato equilibrado pode ser muito perigoso, mas também tem o lado bom de não ser tão difícil surpreender e ficar na parte de cima, como foi teu caso agora. E já vai começar com jogos internacionais, o que é o mais legal.

Acha que dá para sonhar com uma vaga na fase de grupos da UEL ou só os jogos das eliminatórias mesmo?

 

Eu estranhei que tu comentou que precisa ter um jogador abaixo de 21 nos convocados da copa, pois nunca tinha me dado conta disso. Fui olhar no meu save e não diz nada, acho que deve ser uma regra nova...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Darthz

Primeira temporada na divisão principal muito boa. Conseguiu um lugar no top 5, e acho que nem você esperava isso depois de um início de save muito complicado. 

Não dá para prever o que pode acontecer na Europa, acho que dependerá muito do sorteio. Se tiver sorte e a equipa jogar bem pode haver surpresa.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

Difícil de imaginar que alguém pudesse querer um desempenho melhor que o Garbarnia entregou nesse momento.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces
7 horas atrás, Danut disse:

Pô, deu spoiler da posição final já na tabela após os 30 jogos ?

No mais, fez uma ótima campanha na estreia na primeira divisão. Ter um campeonato equilibrado pode ser muito perigoso, mas também tem o lado bom de não ser tão difícil surpreender e ficar na parte de cima, como foi teu caso agora. E já vai começar com jogos internacionais, o que é o mais legal.

Acha que dá para sonhar com uma vaga na fase de grupos da UEL ou só os jogos das eliminatórias mesmo?

 

Eu estranhei que tu comentou que precisa ter um jogador abaixo de 21 nos convocados da copa, pois nunca tinha me dado conta disso. Fui olhar no meu save e não diz nada, acho que deve ser uma regra nova...

Não foi spoiler não, rs. Foi coincidência o time estar em quinto na rodada 30 e após os 7 jogos finais, termos mantido a mesma posição. A primeira divisão me assustava mais do que eu imaginava. O time se comportou bem e acabou fazendo uma boa campanha. Participar de uma competição internacional é muito bom para o aumento de status e melhoria do clube a curto prazo. Não sei ainda se dá para passar para os jogos de grupo, vai depender do sorteio. Não espero muito, não ainda. Sobre a regra da copa, talvez seja no FM 2019, pois se não tiver um jogador com no máximo 21 anos entre os 11, o jogo não acontece. Valeu, Danut.

 

6 horas atrás, Master Darthz disse:

Primeira temporada na divisão principal muito boa. Conseguiu um lugar no top 5, e acho que nem você esperava isso depois de um início de save muito complicado. 

Não dá para prever o que pode acontecer na Europa, acho que dependerá muito do sorteio. Se tiver sorte e a equipa jogar bem pode haver surpresa.

Não esperava mesmo, foi uma surpresa o time jogar bem e conseguir os resultados que acabaram por garantir a quinta posição. Me surpreendi principalmente por jogar com superioridade contra a maioria dos outros clubes, principalmente em um jogo contra o Legia, grande time do país. Sobre a UEL é ainda uma incógnita e das grandes. Valeu, Master.

 

24 minutos atrás, Andreh68 disse:

Difícil de imaginar que alguém pudesse querer um desempenho melhor que o Garbarnia entregou nesse momento.

Também acho, Andre. O time se comportou muito bem e me surpreendeu. As estatísticas da maioria dos jogos mostraram um Garbarnia superior e com muito poder de fogo. Gostei do que vi e espero poder continuar nessa ritmo. Valeu, Andre.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut
1 minuto atrás, Vannces disse:

Não foi spoiler não, rs. Foi coincidência o time estar em quinto na rodada 30 e após os 7 jogos finais, termos mantido a mesma posição.

Quis dizer porque tu colocou o print com a informação sobre quem pegou vaga na UCL e quem pegou vaga na UEL. Não dava pra saber que ficou em quinto exatamente, mas dava pra saber que ficou em vaga da UEL.

 

1 minuto atrás, Vannces disse:

Sobre a regra da copa, talvez seja no FM 2019, pois se não tiver um jogador com no máximo 21 anos entre os 11, o jogo não acontece. Valeu, Danut.

Deve ser novidade pra esse ano mesmo. Vai ver mudaram na vida real também.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces
12 horas atrás, Danut disse:

Quis dizer porque tu colocou o print com a informação sobre quem pegou vaga na UCL e quem pegou vaga na UEL. Não dava pra saber que ficou em quinto exatamente, mas dava pra saber que ficou em vaga da UEL.

Eu acho que ao invés de tirar o print quando completou a rodada 30, acabei tirando já no final da competição e por isso os 30 jogos mostraram as vagas, foi um spoiler mesmo, rsrs.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Neyguaín
23 horas atrás, Vannces disse:

A direção estava sem palavras de contentamento com meu trabalho.

Eu também. Cara, você pode até pegar a filha do presidente que ela ainda fica dando risada.

Que temporada surpreendente, especialmente especialmente se lembrarmos o início do save, aquelas duas primeiras patinadas.

Parabéns de coração.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tsuru

Que temporada incrível do Gabarnia, foi a grande sensação da competição e conquistou a merecida vaga para a Liga Europa.

Que venham os próximos desafios!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Achei que teria mais dificuldades, mas como já temos você e o Danut com histórias polonesas aqui na área, talvez o nível entre a elite polonesa e a segunda divisão não sejam tão diferentes assim. Agora é ver se foi sorte de principiante ou realmente méritos na próxima temporada.

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

É, fez uma temporada maravilhosa para os padrões de uma equipe recém-promovida, e agora vai encarar uma competição europeia, parabéns por isso!

Regras curiosas as da liga polonesa, até um pouco chatas eu diria. Mas bem, faz parte né.

Próxima temporada, quais suas expectativas?

Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Reeeh 85

Sou mais um a parabenizar o feito do Cracóvia Garbarnia, ótima temporada pós acesso, com as expectativas bem acima das esperadas.

Parabéns pela premiação de manager, foi merecida! O que esperar para a segunda temporada na elite polonesa? Entendo que a régua da diretoria subiu, junto a excelente performance, e lembrando que tem um competição continental, onde o plantel deverá ser reforçado em qualidade e quantidade!

 

Grandes desafios pela frente, grandes expectativas! Sigo acompanhando!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces
Em 18/02/2019 at 13:49, Neynaocai disse:

Eu também. Cara, você pode até pegar a filha do presidente que ela ainda fica dando risada.

Que temporada surpreendente, especialmente especialmente se lembrarmos o início do save, aquelas duas primeiras patinadas.

Parabéns de coração.

Eu acredito que o time, no momento em que subiu, conseguiu manter o rendimento da temporada passada principalmente devido à chegada de alguns jogadores que qualificaram ainda mais a equipe e também pelo fato de que nem todos os times da primeira divisão são tão diferentes dos da segunda. Há um nível muito baixo na maioria das equipes e o Garbarnia acabou se enquadrando entre os melhores, mas foi mesmo surpreendente, pois a expectativa não combina nada com o que ocorreu dentro de campo. Valeu, Ney.

 

Em 18/02/2019 at 19:32, Tsuru disse:

Que temporada incrível do Gabarnia, foi a grande sensação da competição e conquistou a merecida vaga para a Liga Europa.

Que venham os próximos desafios!

Eu ainda estou surpreso, Tsuru. A cada jogo, a equipe conseguia manter o mesmo rendimento da temporada passada mesmo jogando em uma divisão mais forte, minha dúvida é se é realmente tão forte, pois as mexidas na equipe mudaram bem pouco o que já tínhamos de potencial. Acho que um bom parâmetro para entender esse potencial será a participação na Liga Europa. Obrigado por comentar.

 

Em 19/02/2019 at 13:31, Henrique M. disse:

Achei que teria mais dificuldades, mas como já temos você e o Danut com histórias polonesas aqui na área, talvez o nível entre a elite polonesa e a segunda divisão não sejam tão diferentes assim. Agora é ver se foi sorte de principiante ou realmente méritos na próxima temporada.

Eu cheguei a me surpreender também, mas acho que dizer que a primeira divisão não é tão distante, tecnicamente falando, da segundona, não seria um exagero, é claro que os clubes que estão na ponta da tabela estão muito mais acima daqueles da I Liga, mas o Garbarnia está ali de intrometido, minha dúvida é se conseguirei manter a equipe com esse rendimento. O interessante é que o time conseguiu essa boa colocação jogando realmente bem. As estatísticas mostram isso em quase todos os jogos sempre com mais posse de bola e com mais finalizações. Valeu, Henrique.

 

Em 19/02/2019 at 15:54, marciof89 disse:

É, fez uma temporada maravilhosa para os padrões de uma equipe recém-promovida, e agora vai encarar uma competição europeia, parabéns por isso!

Regras curiosas as da liga polonesa, até um pouco chatas eu diria. Mas bem, faz parte né.

Próxima temporada, quais suas expectativas?

Boa sorte!

É, esse "sucesso" foi muito comemorado, mas não acho que a competição europeia vai mesmo me dar uma base de como está realmente a equipe nesse momento. Sobre as regras, é curioso como cada país destoa tanto um do outro. Podemos dizer que são chatas mesmo, mas tem que se adaptar, querendo ou não. Sobre a próxima temporada, só quero tentar manter esse nível de atuação, o que vier além disso, se acontecer, será muito lucro. Valeu, Marcio.

 

Em 20/02/2019 at 00:06, Reeeh 85 disse:

Sou mais um a parabenizar o feito do Cracóvia Garbarnia, ótima temporada pós acesso, com as expectativas bem acima das esperadas.

Parabéns pela premiação de manager, foi merecida! O que esperar para a segunda temporada na elite polonesa? Entendo que a régua da diretoria subiu, junto a excelente performance, e lembrando que tem um competição continental, onde o plantel deverá ser reforçado em qualidade e quantidade!

 

Grandes desafios pela frente, grandes expectativas! Sigo acompanhando!

Pensando com mais atenção e me baseando no que você disse, sobre a régua da diretoria, é possível dizer que a temporada que vem sofrerá certa pressão, pois com a competição europeia, a coisa poderá ficar cada vez  mais difícil. Sem falar que mexidas na equipe acontecerão e se isso não atrapalhar a coesão da equipe, talvez eu ganhar mais uma temporada sem sustos e com um pouco mais de sucesso, principalmente na copa nacional, pois o rendimento ali está sendo muito baixo até o momento. Valeu, amigo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Parabéns.Fez uma ótima campanha na estreia na primeira divisão. Pensei que ira penar um pouco, mas a equipe foi surpreendente.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces
Em 21/02/2019 at 11:27, LC disse:

Parabéns.Fez uma ótima campanha na estreia na primeira divisão. Pensei que ira penar um pouco, mas a equipe foi surpreendente.

Acho que você, eu e todos os outros pensaram isso e foi mesmo uma grande surpresa. O interessante é que a equipe rendeu muito, as estatísticas mostraram isso e é óbvio que  o contentamento com a campanha foi enorme. Espero poder no mínimo repetir o feito nessa próxima temporada. Valeu, LC.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces

p6KczS3.png

 

Spoiler

Por termos participação em uma competição continental pela primeira vez na história, resolvi jogar uma parte da temporada, até o fim do ano, e depois jogar o restante. Dessa forma com a temporada divida em duas postagens.

“Não podemos recriar sobre o que foi alcançado, porque o futebol

muitas vezes castiga aqueles que pensam que são muito bons.”

Vicente del Bosque.

 

Sim, castiga mesmo. Isso é um spoiler? Até pode ser, mas ainda que seja, só com os detalhes, você entenderá. Política de transferência bem movimentada e a todo vapor. Maneira arriscada, sempre arriscada, mas estava se transformando no DNA dessa gestão, pois fazia parte do prazer de comandar o Garbarnia Cracóvia. Então vamos a ela.

 

Saídas

 Witan - 35 anos, goleiro se aposentou e foi um dos grandes responsáveis pela subida do time à primeira divisão.

 Jan Golinski - 23 anos, zagueiro foi vendido ao Arka Dgynia por 1,7 Milhões. O jogador foi pouco utilizado.

 Przemyslaw Moskala - 20 anos, lateral da base do clube que fazia parte da equipe desde seus 16 anos. Deixei sair sem me preocupar em fazer uma grana, não podia crescer muito.

 Konrad Matuszewski - 23 anos, lateral esquerdo que tinha jogado emprestado do Legia, assinou em definitivo após ter sido dispensado pelo seu clube de origem, mas emprestei por duas temporadas ao Wigry Suwalki para ver se ganhava rodagem, pois para o Garbarnia, seu futebol não serviria no momento.

 Grajan Jarock - 27 anos, atacante saiu após eu ter negado a renovação de contrato. Jogou pouco e quando entrou nas partidas, pouco ofereceu ao time.

 Przemislaw Czado - 24 anos, extremo esquerdo que tinha vindo há duas temporadas a custo zero, nos rendeu 2,3 milhões na venda para o Slask Wroclaw, mas este só sairia no fim da competição.

 

 Chegada e saída

Kamil Kumoch - 24 anos, médio central mediano, tinha vindo emprestado na temporada passada para ficar por dois anos, mas acabei assinando com ele em definitivo, o jogador era do Pogon Szczecin. Mas com um time um pouco inchado, resolvi emprestá-lo por duas temporadas ao Siarka Tamobrzeg.

 

Chegadas

Zagueiro

 Jaroslaw Knapik - 22 anos, zagueiro contratado em definitivo do Wisla após ter jogado emprestado na temporada passada.

 Marek Zakrzewski - 22 anos, zagueiro vindo do Legia por uma negociação que beirava aos 2,7 milhões. Segundo meu olheiro, eu devia contratá-lo pelo preço que fosse, pois poderia ser estrela no futebol polonês, acreditei e confirmei o negócio. Fisicamente eu não tinha dúvidas.

Szymon Radecki - 22 anos, zagueiro do Legia que jogou emprestado quando tinha 20 anos, assinou em definitivo e era um bom jogador para a posição.

Médio central

Martin Zieba - 21 anos, médio ofensivo central que veio a custo zero e ainda que não fosse uma belíssima contratação, era novo e poderia crescer no clube, fisicamente era um bom jogador.

Kacper Janiak - 23 anos, médio ofensivo central assinou em fim de contrato. O jogador polonês com bom passe, drible, técnica e visão de jogo, era também o mais determinado que eu havia conhecido.

Gabor Grabowski - 23 anos, médio defensivo comprado do Legia por 49 mil após ter jogado emprestado por uma temporada. Para mim o jogador húngaro era bem equilibrado e tinha boa marcação e grande potencial para mostrar.

Nuno Cunha - 24 anos, médio central do que veio do Braga com assinatura de fim de contrato, talvez a melhor contratação do Garbarnia até o momento. Jogador de um bom nível para o futebol polonês.

Przemyslaw Lewandowski - 22 anos, médio ofensivo central comprado por 800 mil Zaglebie Lubin. Meu olheiro disse que eu deveria contratá-lo a qualquer preço, pois tinha um enorme potencial, então fiz.

Atacante

Slawomir Kak - 22 anos, atacante que veio a custo zero. Não era um grande jogador, mas sem gasto com transferência, no mínimo poderia render uma graninha no futuro.

Ardijan Miftari - 21 anos, atacante emprestado pela Inter de Milão. Além de ser um ótimo jogador para o time, eu já pensava em conseguir assinatura em definitivo com ele na próxima temporada, pois seu contrato chegava a última temporada com o time italiano.

 

 Extensão de Empréstimo

Jerzy Stanczyk - 22 anos, médio do Legia.

 

A expectativa não foi diferente do que aconteceu na temporada passada, por outro lado, a posição era sempre preocupante e apesar do grande jogador Nuno Cunha chegar para qualificar ainda mais o elenco, eu esperava melhor atuação na janela de transferência.

4pbD1fG.jpg

 

Jogos Amistosos

o   Garbarnia 4 x 0 Bochenski KS

o   Garbarnia 3 x 0 LKS Czaniec

o   Garbarnia 3 x 0 Sola Oswiecim

o   Garbarnia 4 x 0 Podhale

 

Jogos oficiais

o   Garbarnia 1 x 0 Pogon Szczecin

 

Então pisamos pela primeira vez num gramado de competição continental. Absolutamente fantástico o momento para o clube.

o   IFK Goteborg 2 x 2 Garbarnia Liga Europa - Melhor Colocado (1º Mão 2º Fase Qual.)

o   Wisla Kraków 2 x 0 Garbarnia

o   Garbarnia 0 x 0 IFK Goteborg Liga Europa - Melhor Colocado (2º Mão 2º Fase Qual.)

o   Garbarnia 1 x 1 Lech Posnan

o   Rapid Wien 1 x 1 Garbarnia Liga Europa - Melhor Colocado (1º Mão 3º Fase Qual.)

o   Piast Gliwice 2 x 1 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 0 Rapid Wien Liga Europa - Melhor Colocado (2º Mão 3º Fase Qual.)

o   Garbarnia 0 x 2 Lechia Gdansk

o   Garbarnia 1 x 0 Sparta Praha Liga Europa - Melhor Colocado (1º Mão 4º Fase Qual.)

  Korona Kielce 1 x 0 Garbarnia

 

O jogo dessa fase classificatória que mais me surpreendeu foi a vitória fora de casa contra o Sparta Praha. O time da República Tcheca chegou a ameaçar inúmeras vezes, mas acabamos fazendo uma ótima partida e conseguimos com isso outra vitória sobre eles.

o   Sparta Praha 0 x 1 Garbarnia Liga Europa - Melhor Colocado (2º Mão 4º Fase Qual.)

GbXK2cL.jpg

 

o   Garbarnia 0 x 1 LKS Lódz

 Como dito anteriormente, pisamos pela primeira vez nos gramados com o Garbarnia defendendo uma competição continental. Os jogos foram apertados, mas com resultados espetaculares. A classificação para a fase de grupos da Liga Europa foi absurdamente comemorada, ou seja, missão cumprida no que concerne à expectativa da direção para a competição.

Por outro lado, o time está deixando muito a desejar no campeonato polonês, pois nos 7 jogos iniciais, tivemos apenas uma vitória no primeiro jogo, um empate e 5 derrotas. 

iX7sAGu.jpg

 

A classificação nesse momento na Ekstraklasa era desesperadora. Muito tempo ainda para recuperar, mas longe do que eu imaginava, principalmente se comparasse com a temporada passada. E sempre faço essa comparação com a última temporada.

MYI5HwX.jpg

 

A fase de grupos da Liga Europa que faríamos parte era muito difícil, mas para mim, ver o nome do Garbarnia entre outros clubes do futebol europeu num mesmo grupo de disputa, já era de extrema felicidade.

1UlGEpw.jpg

 

Após a classificação para a fase de grupos da Liga Europa, tivemos uma sequência absolutamente desastrosa. O jogo contra o Legia por exemplo já mostrava que a ladeira estava cada vez mais íngreme e escorregadia.

 Jogos oficiais

Imagina um time que apresenta maior posse de bola, mais distância percorrida dentro de campo e mais finalizações, seja certa ou fora da direção do gol. Pois é, estou falando do Garbarnia e não do Legia que fez 5 gols e levou apenas um. Atuação estranhíssima.

o   Legia Warszawa 5 x 1 Garbarnia

 

Não jogamos mal essa partida contra o Braga, até começamos vencendo, mas a soberba nos fez perder o foco e com isso eles viraram, o começo da competição poderia ter sido melhor.

  Garbarnia 1 x 2 SC Braga Liga Europa – Grp. E

o   Slask Wroclaw 2 x 1 Garbarnia

o   ROW Rybnik 0 x 2 Garbarnia Puchar Polski (1º Eliminatória)

o   Garbarnia 1 x 2 Cracóvia

 

Fomos massacrados dentro de campo, mas nossa atuação acabou sendo boa, uma vez que bola na rede não aconteceu, os ingleses ficaram decepcionados, noite infeliz para eles.

o   Everton 0 x 0 Garbarnia Liga Europa – Grp. E

o   Garbarnia 1 x 1 Sandecja Nowy Sacz

 

Após o 1 a 1 contra o Sandecja Nowy Sacz, o time ficou sem goleiro pelos 4 jogos seguintes, além de outros vários e importantes jogadores machucados também. Tive que colocar no gol o português Nuno Cunha, pois goleiro da base, embora fosse aceito pela regra numa situação dessa, não tinha capacidade de pegar nem bola no fundo da rede.

wy6tarW.jpg

 

Esse momento era tenso, rodada 12 (após o jogo contra o Jagiellonia) estávamos na última colocação da tabela.

o   Jagiellonia Bialystok 0 x 0 Garbarnia

o   Hoffenheim 2 x 1 Garbarnia Liga Europa – Grp. E

 

E o terceiro jogo “sem goleiro”, foi pela copa e não só por isso, o Korona Kielce não tomou conhecimento. Cunha, no gol, até que saiu com uma boa atuação, com 6,5 de média, mas o atacante Zak esqueceu que bola foi feita para ser empurrada para dentro do gol.

Resultado: eliminação V-E-R-G-O-N-H-O-S-A.

o   Korona Kielce 5 x 0 Garbarnia Puchar Polski (2º Eliminatória)

WJGLeFn.jpg

 

Outro desastre desse período “sem goleiro” foi a humilhação que passamos no jogo contra o Wisla Plock. Não há muito o que dizer, a imprensa já disse tudo.

o   Wisla Plock 6 x 0 Garbarnia

HiBO32u.jpg

 

Após o período tão desastroso quanto estava sendo a temporada, eis que o time começa a render um futebol mais coeso, ainda que algumas derrotas tenham acontecido.

o   Garbarnia 0 x 0 Hoffenheim Liga Europa – Grp. E

o   Zaglebie Sosnoweiec 1 x 0 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 0 Wisla Kraków

 

A partida contra o Braga em território português nos fez acreditar que o time tinha potencial para jogar melhor do que jogava, principalmente na competição nacional, por outro lado, na Liga Europa, a classificação já não era possível.

o   SC Braga 0 x 1 Garbarnia Liga Europa – Grp. E

o   Pogon Szczecin 1 x 1 Garbarnia

 

Em meio a esses jogos equilibrados, eis que acontece outra catástrofe, dessa vez sem a desculpa de falta de goleiro. 11 gols num jogo em que quando resolvi colocar o time para atacar e buscar o empate, o mesmo levava outro gol. Até que fazíamos o nosso gol, mas depois levávamos outro e foi assim até que o 7 a 4 se tornou o jogo com maior número de gols numa partida oficial desde a minha chegada. Um tal de Cafu teve uma atuação de gala pelo Lech, fez barba, cabelo e bigode.

o   Lech Poznan 7 x 4 Garbarnia

pDPg31J.jpg

 

Após esse jogo, a equipe veio conversar comigo, havia uma pressão para que o rendimento fosse melhor, é claro que não era uma preocupação só deles. Mas acho que de certa forma, deu certo.

o   Garbarnia 0 x 0 Everton Liga Europa – Grp. E

  Garbarnia 1 x 1 Piast Gliwice

o   Garbarnia 2 x 1 Raków Czestochowa

 

UZ7Nllv.jpg

 

A essa altura, a desclassificação da Liga Europa para a fase seguinte, já esperada, não foi nada demais, triste sim, mas natural se levarmos em conta o poderio dos adversários e principalmente nossa inexperiência na competição. Por outro lado, foi muito gratificante, pois estou falando da parte financeira, mais de 14 milhões por termos participado.

Bj5O9H2.jpg[

 

Mas a desclassificação na Puchar Polski, com goleada, diga-se de passagem, e a pesada atuação na competição nacional até o momento, fazia a direção pensar na demissão do treinador, corda bamba novamente. Mas os três últimos jogos desse ano foram animadores (após a reunião), pois o empate contra o Everton (mesmo placar do jogo na Inglaterra), também contra o Piast Gliwice (10º colocado) e a vitória contra o Raków Czestochowa (último colocado), era indício de que a equipe poderia render mais.

dQWiA7p.jpg

 

Pensando no início da temporada em que fiz muitas mexidas na equipe (como sempre), já era tempo de o grupo começar a ganhar coesão. O setor defensivo precisava de um corretivo. Alguns ajustes táticos e nas instruções da equipe poderiam ser feitos no período das férias de inverno, mas nada que fizesse tudo desandar de vez.

A temporada, com seus altos a baixos, estava passando da metade, e com a equipe focada apenas na competição nacional a partir de agora, a tendência é a de conseguirmos melhores atuações, pelo menos é o que eu espero.

 

Kontynuowac...

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.
Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • tricolor de coraçao
      By tricolor de coraçao
      JOAÇABA ATLÉTICO CLUBE
      De volta ás atividades
      Joaçaba é um pequeno time do meu estado (SC), de cidade homônima, muito pequeno, que licenciou-se há alguns  anos embora jovem ainda. A situação não será nada fácil. Fundado em 1997 o time foi uma dissolução de Associação Desportiva Joaçaba. Em 2000 virou Joaçaba Atlético Clube. Licenciou-se de 2001 a 2007. Seus melhores momentos foram: - Melhor campanha no returno da segundona em 1999. - Vice-campeão catarinense da Segunda Divisão 2000. - 5º lugar na seletiva para a Primeira Divisão 2000. - Vice-campeão do returno Divisão de Acesso 2007. - Terceiro lugar no grupo A Divisão de Acesso 2008. - Vice-campeão do returno Divisão de Acesso 2009.
      O time no passado possuía um estadio chamado Oscar Rodrigues da Nova com capacidade para 5.500 pessoas. Mas atualmente é quase um time amador, mandando seus jogos no campo da Associação Frei Bruno com capacidade para apenas 500 torcedores e estruturas bem precárias. Tem menos de 200 adeptos, mas segundo soube parece que são muito fiéis e o time diz ser um time de muita raça.
      Segundo a wikipédia: "O JAC é caracterizado pela raça dos jogadores e por nunca desistir, por isto a alcunha de leão do vale. No ano de 2009, mais precisamente no segundo turno do campeonato, surgiu a Torcida Organizada Fúria do Leão, que formou uma banda, a qual toca instrumentos e apóia incondicionalmente o leão com cantos que levantam o moral do time. Apesar de não ser numerosa, canta o tempo todo pelo Leão do Vale. No final do torneio, surgiu uma outra torcida organizada, A Grande Leão do Vale, que não possui cantos, mas ama o clube da mesma maneira." Veremos então! Dificil até de encontrar fotos sobre estas!
      As finanças estão na casa dos 30 mil de orçamento e o salário sei que está no limite também com um time principal e um time reserva quase completo imagino que tenha uns 30 a 40 jogadores no minimo no elenco (não olhei bem). Ou seja está inviavel. Penso em tentar vender meio time, talvez esse time do grupo Reservas para levantar fundos e diminuir futuros custos ao menos de manutenção, e até mesmo em futuramente usar apenas jogadores vindos de fornadas num primeiro momento. Por que senão praticamente sem torcida as despesas superarão as receitas facilmente. E Bonfante, ex-jogador semi-profissional local assume o clube com a ardua missão de salvar as finanças e fazer história
      Sinceramente eu estive em dúvida quanto a fazer 3 possiveis saves, todos na quarta divisão de seus estados e as opções eram: Marilia (serie D); Uniao Beltrao-PR(Regional) ou Joaçaba (Pré Regional). Achei que seria só eu e Deus no comando mas há uns preparadores perdidos ali... rs rs
      Se eu vou conseguir aguentar um nível tão difícil só  o tempo dirá. Muito desafiante esse save pela questão de  pouco calendário. Penso em fazer bastante amistoso, vender ou emprestar...vamos ver.
      Notícias:
      Apresentação do uniforme da temporada
      Infra-estruturas encontradas
      Imagem da situação atual do estádio
      Finanças iniciais
      Projeções financeiras para o futuro
      Calendário de jogos
      Equipe técnica encontrada ao chegar no clube
      Elenco principal aqui..e aqui também. Além de Elenco reserva e Apresentação da equipe
       
      Índice
      1ªTemporada - 2019
      Temporada de acessos: o vicecampeonato da 4ª divisão estadual
      Temporada de acessos: O acesso para o Brasileirão Regional e planos de fazer um novo estádio
       
      2ªTemporada - 2020
      O vicecampeonato de Série C estadual que não permitiu subir de Divisão
      O sufoco para não ser rebaixado no Brasileirão Regional.
       
      3ªTemporada - 2021
      Campeão da Série C estadual - o primeiro título da história do Leão do Vale
      Um mau início de Brasileirão Regional causa novo sufoco na luta contra a degola  e o aumento do endividamento
      POST ESPECIAL:   Avaliação de elenco e finanças
       
      4ªTemporada - 2022
      Boa campanha na primeira participação na Série B estadual
      Joaçaba investe alto para conquistar o acesso para a Série D, não consegue e pode se complicar....
       
      5ªTemporada - 2023
      Novos reforços, grande campanha... mas o Joaçaba também não consegue o acesso no estadual
      Os reforços dão muita liga e o time fatura o Brasileirão Regional numa grande campanha. Segundo título da história do clube
       
      6ªTemporada - 2024
      2024 - o melhor ano da história do clube: com grana o clube se reforça e é campeão invicto da Série B estadual
      Uma Série D muito boa para quem estava estreando nela
       
      7ªTemporada - 2025
      Bom Campeonato catarinense: atrás apenas dos grandes do estado
      O Joaçaba se classifica em segundo para o mata-mata da Série D mais uma vez
      Joaçaba perde o título da Série D para o Brasiliense mas vence a Copa Santa Catarina e conquista vaga na Copa do Brasil 2026
      POST ESPECIAL:   Análise de elenco: saídas e chegadas - a preparação para a temporada que se avizinha e também o primeiro mês da temporada 2026
       
      8ªTemporada - 2026
       
      POST ESPECIAL:  Temporada 2026 - Táticas, treinos e equipe técnica
      Temos um artilheiro, ou melhor um vice artilheiro: no embalado do emprestado atacante Marcio fizemos história e alcançamos a semifinal do Campeonato Catarinense
      Joaçaba começa muito mal o primeiro turno da Série C mas consegue se recuperar e entra no G4 ao fim do turno
      Fiasco na Série C: Dois pontos nos últimos 5 jogos nos tiram do G4. O Joaçaba não consegue o acesso e a crise financeira e estrutural leva o treinador a repensar como o vem sendo gerido. Qual o futuro desse clube?
       
      9ªTemporada - 2027
      Mais um bom estadual - Bem esportivamente, mal financeiramente
      Não da na qualidade se tenta na raça! O sofrido acesso para a Série B do Brasileirão
       
       
    • Neyguaín
      By Neyguaín
      “Depois de maio de 1940, os bons tempos se acabaram: primeiro a guerra a capitulação, seguida da chegada dos alemães. Foi então que, realmente, principiaram os sofrimentos dos judeus. Decretos anti-semitas surgiam, uns após os outros, em rápida sucessão. Os judeus tinham de usar, bem à vista, uma estrela amarela; os judeus tinham de entregar suas bicicletas; os judeus não podiam andar de bonde; os judeus não podiam dirigir automóveis. Só lhes era permitido fazer compras das três as cinco e, mesmo assim, apenas em lojas que tivessem uma placa com os dizeres: LOSA ISRAELIA. Os judeus eram obrigados a se recolher a suas casas às oito da noite, e, depois dessa hora, não podiam sentar-se nem mesmo em seus próprios jardins. Os judeus não podiam frequentar teatros, cinemas e outros locais de diversão. Os judeus não podiam praticar esportes publicamente. Piscinas, quadras de tênis, campos de hóquei e outros locais para a prática de esportes eram-lhes terminantemente proibidos. Os judeus não podiam visitar os cristãos. Só podiam frequentar escolas judias, sofrendo ainda uma série de restrições semelhantes.
      Assim, não podíamos fazer isto e estávamos proibidos de fazer aquilo. Mas a vida continuava, apesar de tudo Jopie costumava dizer-me: _ A gente tem medo de fazer qualquer coisa porque pode estar proibido. _ Nossa liberdade era tremendamente limitada, mas ainda assim as coisas eram suportáveis.” Diário de Anne Frank, págs. 11 e 12.
       
      Não possuo qualquer ligação com a comunidade judaica, nem ascendência ou apreço maior por algum clube com tal relação. Por outro lado, os absurdos cometidos pelos nazistas foram muito bem documentados para não deixar ninguém incauto. Nada obstante, a idiotice humana aparece com mais força em tempos e situações de escassez (econômica, política, cultural...), portanto não me surpreendem que manifestações preconceituosas se reciclem em nossa história.
      A não ser que cheguemos em um tempo de disponibilidade total de recursos (o que considero improvável), entendo que o preconceito sempre existirá, transmutando-se em mentes fracas e com medo. Sim, o preconceito é a voz do medo e faz do ódio seu fio condutor. Por isso, não consigo ver muito sentido na frase comum: “não acredito que em 2019 alguém ainda pense assim”. Pois pensamos absurdos todo santo dia e o melhor que podemos fazer é explorar nossas opiniões, amadurecê-las e buscar evoluir – a expressão preconceituosa é imatura, fechada em si mesma e irracional.
      Apesar de não ser judeu, meu nome – para quem ainda não sabe – é Israel (tambores de revelação). O livro da Anne Frank chegou agora em minha vida e a genialidade, sensibilidade e capacidade de transmitir a crueldade e dor de um período com a sutileza do olhar de uma criança de 13 anos, me tocou demais.
      Pensei, portanto, em fazer uma jornada entre Alemanha e Holanda, lugares por onde Anne passou. Mas como ficaria um tanto limitado, decidi que vou começar de baixo, trabalhando em clubes com ligações à comunidade judaica, especialmente em Alemanha, Holanda e Israel, eventualmente jogando em algum clube dos EUA. O objetivo é chegar ao topo da carreira treinando Ajax e/ou Tottenham.
      A princípio começaria em Frankfurt, mas não consegui encontrar na base de dados (German System Football League - dica muito boa do @Johann Duwe) que estou utilizando o FC Gudesding Frankfurt, um clube criado por amigos judeus em Frankfurt an Main, cidade de nascimento de Anne. Enquanto procurava, me chamou atenção o TuS Makkabi Berlin e é por lá que vamos começar. Ou melhor, por onde Pedro Van Pels vai começar sua carreira.
       
      Makkabi Berlin
      Fundado em 1898, o clube antecessor Bar Kochba Berlin era uma das maiores organizações judaicas do mundo em 1930, com mais de 40.000 membros de 24 países, parte do movimento geral de Bar-Kochba destinado a promover a educação física e a herança judaica. O clube organizou equipes em vários esportes, incluindo um time de futebol que competiu nas ligas da cidade entre 1911 e 1929. Em 1924, Lilli Henoch, recordista mundial de eventos de discus, arremesso de peso e revezamento de 4 × 100 metros, treinou as mulheres. (Henoch foi assassinada pelos nazistas em um gueto próximo a Riga, Letônia, em 1942).
      Em 1929, o Bar Kochba fundiu-se com o Hakoah Berlin para formar o clube esportivo Bar Kochba-Hakoah . O lado Hakoah teve um sucesso cada vez maior, conquistando três campeonatos consecutivos na divisão inferior entre 1925 e 1927. Eles eram promovidos a cada vez até que, em 1928, jogavam futebol de primeira linha. O lado recém-combinado continuou a competir como Hakoah depois de 1929.
      A ascensão ao poder dos nazistas no início dos anos 30 levou à discriminação contra judeus e, em 1933, as equipes judias foram excluídas da competição geral e limitadas a jogar em ligas ou torneios separados. Em 1938, as equipes judaicas foram banidas imediatamente, quando a discriminação se transformou em perseguição.
      Em 26 de novembro de 1970, o TuS Makkabi Berlin foi formado a partir da fusão da Bar-Kochba Berlin (ginástica e atletismo), Hakoah Berlin (futebol, restabelecido em 1945) e Makkabi Berlin (boxe).
      Aparentemente não possui quaisquer títulos, mas poderei descobrir mais sobre o clube no decorrer.
      O clube joga a Berlin Liga, que faz parte do sexto nível do futebol alemão, tendo o seguinte caminho de ascensão:

       
      Índice:
      Histórico:
      Ligas selecionadas:
       
    • div
      By div
      Olá! Tudo bem com vocês? Espero que sim. 
      Sou novo aqui, pelo menos em relação a uma participação mais ativa. Acesso o fórum há algum tempo, costumava ler sobre dicas táticas ou contratações para me atualizar no FM (tive um hiato bem longo entre edições do jogo). De um tempo pra cá, passei também a frequentar esta zona do fórum e foi aqui que mais gastei meu tempo, li diversas histórias e resolvi criar a minha própria.
      Como o próprio nome da história já fala, este save tem foco na carreira de um treinador, não em um clube específico. Assim, não terei compromisso com nenhum clube caso surja proposta que represente um avanço na carreira do treinador. Tudo dependerá da proposta e do que for mais adequado para a história. Comecei o jogo desempregado, com a menor reputação e experiência possíveis e tentarei subir na carreira de técnico, até chegar ao topo (considero que os principais objetivos seriam: Chegar num clube da Série A, ganhar a Libertadores, treinar na Europa, ganhar a Champions, treinar uma seleção e ganhar a Copa do Mundo. Muita coisa? Talvez, mas por que não?).
      Como verão abaixo, carreguei Brasil, Argentina, Uruguai e as principais ligas europeias apenas. Confesso que tentei carregar mais divisões inferiores e mais ligas sul-americanas, mas o jogo ficou com um processamento muito lento e tive que refazer o save pra retirar algumas ligas e divisões (notebook do milhão é complicado). Como a ideia é começar no Brasil, além do nosso país só carreguei a Argentina e o Uruguai, pra ver se a Libertadores não ficava uma Copa do Brasil 2.0, e as principais ligas europeias, que são uns dos objetivos finais do save.
      De antemão já peço desculpas em razão da longuíssima introdução que fiz antes de adentrar no save (vocês verão nos próximos posts), mas sinto que era necessário para que pudesse estabelecer algumas bases para a história.
      Pra terminar essa apresentação, queria dizer que espero que gostem de acompanhar essa história, e que críticas e sugestões são sempre bem-vindas.
       

       
      Versão do Jogo: Fm 2019
      Update: Brasil MundiUp, atualizado até novembro de 2019, com algumas transferências atualizadas por mim nos times da Série A do brasileiro (já joguei outro save com esta db e não tive problemas de crash ou erro no jogo).
      Ligas: Brasil (Divisão Inferior e acima), Inglaterra (Sky Bet Championship e acima), Argentina, Uruguai, Portugal, Itália, Holanda, Alemanha, Espanha e França (somente a primeira divisão nacional).
    • Athos Alves
      By Athos Alves
      Application error: as serious was encontered and the application will now close. An error file has been generated in:
      C:\Users\alves\zonedrive\Documentos\SportsInteractive\Football Manager 2019\crash dumps\FM 2019 v19.3.6.1242975 (2020.09.11).dmp
      Please accept our apologies for the inconvenience and visit techinical support
    • Neyguaín
      By Neyguaín
      Por um erro meu o tópico anterior foi arquivo/apagado, mas o save continuou firme e forte. Algumas alterações pequenas neste, para melhor acomodar a história.

      Dez anos depois
      Quando contrataram Robbie Keanne para treinar o Killie, ninguém podia imaginar o que aquilo significava para cidade de Kilmarnock. Muito menos, poderiam imaginar o que representava para o Robert Davie Keanne.
      Como poucos sabiam, apesar de nascido em Dublin, Robbie crescer nos arredores do Castelo De Turnberry e embora amasse a Irlanda e fizesse sucesso com a camisa verde, as vezes pegava-se a pensar em como teria sido se tivesse ficado em sua cidade. Se ganharia títulos, se seria convocado para seleção escocesa.
      Essa história começou em 2018, logo após ele anunciar sua aposentadoria. Muitos contam um encontro inesperado quando foi encontrar velhos amigos no pub Oceans 11. Mas a verdade, senhoras e senhores, desconhecida do público, foi revelada aos poucos, com esse final bombástico.
      Começar essa história pelo final é para te convidar a participar da epopeia que movimentou o futebol da Escócia – e do mundo, por que não? Durante os dez anos de ligação entre Robbie e Kilmarnock. Hoje ele deixa o clube, mas estará para sempre em nossos corações.
       
      A contratação
      Angus, seu amigo de longa data, começou o brinde:
      _ Ao nosso Keane, que não é o irmão do Roy! O irlandês mais escocês que essas colinas já vira. Seja bem-vindo a vida mansa, companheiro. Brincou o ruivo McDonald.
      _ Senhores, senhores, ainda não estou no ritmo de férias, passei apenas para vê-los. Amanhã, iniciarei o módulo final do curso para retirar a Licença Pro Continental. Contestou Robbie e continuou. Como anda as coisas no nosso Killie?
      Neste momento, uma figura imensa entra no pub e um silêncio se impera. Alguns cochichos nos grupos, mas ninguém volta a conversar até que o recém-chegado anuncia aos brados:
      _ Cerveja liberada até eu sair!
      E chegando-se a mesa de Robbie gritou, em bom e velho galês:
      _ Dea-oíche, mister Robbie. Serei direto, para que possamos beber tranquilamente. Meu nome é Billy Bowie, sou descendente de Arthur Guinnes e CEO da cervejaria. O nosso amigo Angus me convenceu a patrocinar um projeto em que você é a figura principal, pelo nome e história.
      Robbie demonstrou surpresa, mas aguardava aquele encontro há muito tempo. Tudo corria conforme esperado.
       
      Kilmarnock  FC
      O Clube leva o nome dessa cidadezinha bem de boas, no leste escocês, a poucos quilômetros de Glasglow. Fica próxima ao Castelo de Turnberry, onde Robert The Bruce nasceu e cresceu.
      A cidade possui pouco mais de 45.000 habitantes e deu ao mundo o whiske Jhonnie Walker. Ocorre que em 2009, a atual dona da marca tirou a centenária fábrica de Kilmarnock, o que gerou protestos, mas não teve jeito. Por isso, em nossa história, a também centenária cervejaria Guinnes é que irá patrocinar o clube. Afinal, eles estão buscando criar raízes na terra da aguardente vermelha.
      Também em Kilmarnock viveu um cara chamado Alexander Fleming que ganhou o Nobel da Medicina por criar uma coisa não muito útil chamada Penicilina.
      Já o clube é apenas o profissional mais velho da Escócia, o que me fez acreditar que eu fazia parte do Clube dos Pioneiros, mas daí eu vi que o clube mais antigo do Queens Park FC, que agora é um time semiprofissional. Já adiantando, Queens Park é nosso parceiro.
      Enfim, o Killie como é chamado, conquistou um escocesão em 1964/65, três copas da Escócia 1919/20, 1928/29 e 1996/97, além de uma copa da Liga em 2011/12.
      Jogamos no acanhado, mas aconchegante Rugby Park, com capacidade para 18.128 torcedores.
      O presidente do Clube, Billy Bowie, que na nossa história é dono da Guinnes, na vida real é dono de uma empresa de transporte de resíduos e talvez não seja um bilionário.
       
      Regras, objetivos e curiosidades do save:
       
×
×
  • Create New...