Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Danut

Brazylijska magia - Não foi dessa vez [Fim de save]

Recommended Posts

Lucas Matías

Mercado teve tudo pra ser movimentado com a chegada de um jogador consolidado e com uma venda que arrecadaria uma excelente grana ao time, mas foi cauteloso e nada se concretizou, exceto a chegada do zagueiro búlgaro que parece bem mais ou menos (depois de escrever isso que eu li que ele curte jogar contra o patrimônio também 🤣).

Encerrou essa primeira fase com uma sequencia ruim, o plano de jogo do time começou a ficar manjado pelos adversários pelo que parece, e isso culminou com cinco derrotas. Acreditei que essa pausa de quase dois meses no campeonato iria fazer com que o time voltasse melhor, é um longo tempo para corrigir o que vem dando errado, mas infelizmente isso nem sempre da certo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut
Em 06/01/2019 at 00:46, marciof89 disse:

Time bem 8 ou 80, ou perde ou ganha, empatar pra que?

Antológica a defesa do goleirão, apesar de vc dizer que não. Trave faz parte do jogo e defende! HAHAHAHHA

Bem fraquinha a fornada, ein? Acha que os jogadores tem nível para se desenvolver no futuro e fazerem parte do time principal?

O sistema de pontuação e classificação do polaco é estranho demais.

Boa sorte!

Empatar é sem graça 😛 E tem uma vantagem em ser 8 ou 80 - em termos de pontos, é mais negócio perder metade e ganhar metade do que empatar todas.

Eu achei a defesa muito boa, mas faltou um pouquinho pra ser um lance histórico - que teria sido se ele pegasse o último chute, que acabou indo fora. De qualquer modo foi um lance muito interessante. Pena que não alterou o resultado do jogo.

Pois é, eu não achei os jovens grande coisa não. Tem quem discorde - o Henrique achou o atacante ali um bom valor. Mas minha avaliação é que ele não é grande coisa mesmo. Acho que talvez até chegue no nível atual da equipe, como jogador mediano pra esse time mesmo. Mas até ele chegar lá imagino que a equipe já vai estar um nível acima.

Não entendi a que tu te refere por estranho. Os critérios de desempate? Porque o resto achei normal, só tem essa segunda fase ali pra dar uns jogos a mais pra cada time.

Se for os critérios de desempate, daí a coisa é meio esquisita mesmo. Inclusive eu tô meio em dúvida ainda sobre os critérios, até porque a forma que tá escrito no FM não ajuda muito:

1125993637_Semttulo.png.87ce7130f2c117b34238e75c1a6b756f.png

Olhando só pra isso aí eu não entendi nada. Ainda mais que tivemos três equipes empatando em pontos esse ano, e a com maior saldo de gols ficou em último... Daí indo na wikipedia também eu acho que entendi. Se estiver certo, o primeiro critério é o resultado entre as equipes. Só que, diferentemente do que normalmente ocorre, esse critério não é usado só quando duas equipes empatam. Ele pode ser usado mesmo que três equipes empatem entre si - como foi o caso agora. Daí ele pega os resultados das equipes entre si e vê quem tem mais pontos no confronto todo. No caso, o Jagiellonia somou 7 pontos nos jogos contra Gdansk e Poznan. O Gdansk somou 6, o Poznan 4. E daí com isso fica definido que o Jagiellonia termina na frente, seguido do Gdansk e depois o Poznan.

Achei isso muito esquisito mesmo. Mas foi a explicação que fez mais sentido considerando o que li na wiki e o que aconteceu no jogo.

 

Em 06/01/2019 at 09:48, Vannces disse:

Acompanhei suas dúvidas na hora de fazer a contratação, aquela situação em que fica receoso de contratar um jogador que pede para ser considerado jogador chave sendo que já há um jogador chave no elenco nessa posição, é realmente um desafio. 400 mil euros por um garoto da base mostra que o jogador tem potencial e merece se desenvolver mesmo no clube. A pausa de inverno tem como lado positivo um tempo a mais que dá para recuperar jogadores lesionados e estudar melhor os erros e acertos até o momento. Conseguiu fazer algum balanço quanto à necessidade de alguma mudança no elenco ou na tática e instruções? Os resultados mostram um tudo ou nada, vitória ou derrota, nenhum meio termo.

Sobre os lances, vi que foi um jogo atípico mesmo, o gol que fizeram desrespeitando o fair play é algo inédito para mim no FM e esse lance das bolas na trave é realmente antológico, o goleiro merece uma placa. O que o ggpofm citou como lembrança da copa de 78 faz sentido, até a cor do uniforme de quem ataca é parecido, rs. Boa sorte na sequência.

Pois é, eu fiquei bem em dúvida nessa situação da defesa ali. Não sei ainda se fiz o certo - provavelmente nunca vou saber, pois não é possível ter certeza do que aconteceria se agisse de outra forma.

Sobre o garoto da base, sabe que ele se lesionou por uns meses logo depois disso? Fiquei pensando se não deveria ter vendido ele... Com 50% da próxima transferência eu garantia o futuro, e os 400 mil poderiam ajudar bastante na primeira janela de transferências. Com essa lesão agora eu até fico com medo que o jogador não se desenvolva e acabe não levando nem esses 400 mil depois.

Sobre a tática, olha, eu justamente tentei deixar a equipe um pouco mais defensiva pra não ficar sempre no "tudo ou nada", mas os resultados acabaram não sendo bons. Com certeza precisamos mudar, mas o que tentei até agora deixou o time pior do que antes - então de imediato devo voltar ao esquema mais ofensivo mesmo.

Eu achei o gol esse do fair play muito curioso. Porque meu jogador pegou a bola em cima da linha lateral quase, ela já ia sair pro cara ser atendido. E não foi uma jogada rápida, foi muito tempo tocando de um lado pro outro e ignorando o adversário (tanto foi longo que eu não trouxe vídeo pra cá porque era muito tempo). O juiz dormiu também.

Valeu 🙂

 

Em 07/01/2019 at 09:50, Luchín disse:

Também acreditei que ia contratar o Boka após ele aceitar reduzir mais da metade de sua pedida inicial, mas esse é o tipo de decisão que devemos tomar e torcer para estarmos certos após um tempo. O Gramshov me pareceu um bom nome, sobretudo para mim, que estou acostumado com vários atributos <10, principalmente porque vem para ser reserva.

Gostei da postura para segurar os jogadores e vou sugerir que sempre venda jovens com 50% da próxima venda, pois, como você viu no FC Andorra, algumas vezes podem virar uma mini-bolada de muita utilidade para o clube no futuro próximo.

A queda, por mais que fosse esperada após o bom início de temporada, começa a preocupar, ainda que o clube esteja dentro do que a direção espera. A melhora da defesa é um alento, mas continuo com o pensamento que é melhor um ataque muito prolífico e uma defesa muito vazada que um 0-0 ou 1-0. 😜

Sorte para o término da temporada.

Pior que não foi nem um "aceitar reduzir", porque a segunda vez que entrei em contato com o jogador ele de cara já pediu muito menos. Nem precisei negociar. Mas daí teve o problema da posição no elenco e tal. Realmente é uma decisão que só posso torcer para estar certo. Ruim é que dificilmente poderei saber se acertei ou não - afinal, não tenho como saber o que aconteceria se tomasse a decisão contrária.

O Gramchov eu na hora que contratei achei um reserva bem razoável. Mas até agora as exibições dele foram horrorosas, e eu já me arrependi um pouco da contratação. Em Andorra ele seria craque, mas parece que pra liga polonesa tá faltando um pouco.

Sobre os jovens, eu cheguei a balançar em relação à venda justamente porque tinha essa cláusula de 50% já. Gosto bastante de usar ela. Até acho que deveria ter aceitado a proposta pelo goleiro ao menos, porque era muito dinheiro pra um guri tão novo.

Eu também tô me convencendo que funcionamos melhor com muitos gols em ambos os lados do que com poucos. Até porque a queda no ataque foi maior do que a melhora na defesa. E a diretoria já tá começando a reclamar que eu não tô praticando o futebol ofensivo que prometi a eles. Então vou ter que mudar nesse setor.

Obrigado 🙂

 

16 horas atrás, Lucas Matías disse:

Mercado teve tudo pra ser movimentado com a chegada de um jogador consolidado e com uma venda que arrecadaria uma excelente grana ao time, mas foi cauteloso e nada se concretizou, exceto a chegada do zagueiro búlgaro que parece bem mais ou menos (depois de escrever isso que eu li que ele curte jogar contra o patrimônio também 🤣).

Encerrou essa primeira fase com uma sequencia ruim, o plano de jogo do time começou a ficar manjado pelos adversários pelo que parece, e isso culminou com cinco derrotas. Acreditei que essa pausa de quase dois meses no campeonato iria fazer com que o time voltasse melhor, é um longo tempo para corrigir o que vem dando errado, mas infelizmente isso nem sempre da certo.

Pois é, o torcedor do Szczecin acabou se sentindo que nem muito torcedor brasileiro, quando tem aqueles casos onde o jornalista diz que é quase certo a vinda de uma grande estrela internacional e no outro dia acordam com algum jogador obscuro do Santo André sendo apresentado.

E pior que até agora o cara tá jogando que nem se fosse jogador vindo do Santo André mesmo. A estreia foi terrível com o gol contra. Mas aí ainda pensei: tudo bem, Geromel também fez gol contra na estreia. Só que nesse caso o resto do que ele mostrou foi no mesmo nível da estreia.

Espero que pelo menos na parte de vendas a cautela se mostre a decisão correta. Já estou bem em dúvida...

Eu também achei que ia melhorar a equipe na pausa. Não foi o que vimos. Agora é tentar encerrar o campeonato de maneira digna e pensar melhor no próximo ano.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut

llFw6A_5uNC06ixvTh_VpTdI05ULQPpNG2KPHpbP

Bem pessoal, chegamos na última atualização da primeira temporada. A expectativa da diretoria já está garantida, pois terminamos a primeira fase no grupo de cima. Mas o treinador gostaria de terminar o ano em alta - até para tentar abocanhar um pouco mais da premiação da liga. É hora de ver o que aconteceu nos sete jogos finais.

 

HRkeNuNGrRUDzJdVkVNckLq8zuTN_eLze_J2Q51D

3CsP2jxXfoj1MAYhJYfiPo-wYmVFALhbAcNg5N_T

Terminamos a primeira fase jogando mal, começamos a segunda fase jogando mal também. Mesmo para uma equipe acostumada a sofrer muitos gols, a derrota por 5 a 2 contra o Gornik Zabrze foi bastante doída. Levamos muitos gols também nos confrontos com Poznan e Wroclaw - esse segundo em grande parte graças a meu zagueiro, que conseguiu cometer duas penalidades no mesmo jogo.

Curiosamente, a mesma defesa que levou onze gols em três jogos conseguiu manter tudo limpo em dois outros. Um deles na penúltima rodada, justamente contra o todo poderoso time da capital - então líder, e que acabaria por não levar o título em parte por essa derrota.

 

vk3ukrPYKGXTruJ5BKNvqc-IetMXjxtGUJ8De8dA

5HkF1pXkZghzbndIxfWmAG2Z-Kq17mS5MIMqz1E_

Enfrentamos o Lechia Gdansk na última rodada do campeonato. A situação de tabela era a seguinte: em último lugar, com 50 pontos, estava o Wroclaw. Logo a frente vinha o Szczecin, com 51 pontos. O próprio Gdansk vinha pouco acima, com 54 pontos - mas já tinha sua posição garantida pelos critérios de desempate.

De qualquer maneira, precisávamos da vitória para garantir que não seríamos ultrapassados pelo Wroclaw. Não parecia uma tarefa muito complicada, já que o Gdansk havia conquistado apenas um único ponto em todos os seis jogos da fase final. Só que meu time entrou em campo absolutamente letárgico. Os jogadores pareciam já estar pensando nas férias, querendo apenas que o jogo acabasse logo para poderem sair dali. No primeiro tempo, chutamos a bola uma única vez, de - e para - muito longe. A segunda etapa não foi muito diferente, ao menos no tempo regulamentar. Nossa única finalização foi aos 69 minutos. O adversário nem fez tanto assim, mas chutou cinco vezes e balançou as redes uma vez.

Mas aí entramos nos acréscimos, e de repente meus jogadores pareceram lembrar que aquele jogo era a última oportunidade de mostrar seu valor nessa temporada. Kowalczyk abriu na ponta para Rasmussen e correu pra dentro da área para cabecear no primeiro minutos dos acréscimos. O ataque seguinte viu novo cruzamento, dessa vez de Nunes para Fraczczak, à meia altura. E no minuto final foi o próprio Nunes que acertou um belo chute rasteiro para fechar o placar. Szczecin 3, Gdansk 1.

 

Q962WSh8kxfJeyPVtuPQc4f31YSyLNHUUJoZGpyv

x33ZRSYnRtV43X7_m-BH2ZcLpvgiEEf8felh8iNm

Grupo inferior

Ficamos na mesma posição da fase anterior. Infelizmente o polonesão adota os pontos da primeira fase como critério de desempate, então a vitória épica sobre o Gdansk não foi capaz de alterar nossa colocação. De positivo, fica que retomamos a posição de melhor ataque da competição - empatados com o Poznan. De negativo, que temos o pior saldo das oito primeiras equipes - graças a segunda pior defesa de toda liga.

Considerando tudo que aconteceu, acho que a nossa posição final é razoavelmente boa. Estou mais preocupado com o futebol apresentado pela equipe do que com a classificação em si. Por outro lado, fico feliz que conseguimos marcar bastante gols - algo que eu tenho dificuldade no FM.

Falando da liga como um todo, o Legia Warsaw foi a grande surpresa da reta final, ao conquistar apenas três pontos nos últimos quatro jogos e assim deixar o título escapar por um mísero ponto. No grupo inferior, o Nowy Sacz mostrou não ter ideia do que fazia jogando a Ekstraklasa, e foi rebaixado com apenas três vitórias e sete empates, além de um incrível saldo de -40 gols. Mas a história mais curiosa da liga é mesmo a do Gliwice. Aliás, essa história é tão curiosa que peço licença aos leitores para contar ela com um pouco mais de detalhes, apesar de não ser relacionada com minha equipe.

Com dois jogos da fase final disputados, o Gliwice estava em uma situação desesperadora. Oito pontos separavam eles do Arka Gdynia - a primeira equipe a se salvar. Nos 32 jogos disputados até então, o Gliwice havia vencido apenas cinco vezes. Um rebaixamento que todos já davam como certo. Só que aí, de repente, a coisa mudou. Na rodada 33, 1x0 sobre o Korona Kielce, com gol de Jankowski. Na rodada 34, 1x0 sobre o Arka Gdynia, com gol de Jankowski. Na rodada 35, 1x0 sobre o Nowy Sacz, com gol de Jankowski. Na rodada 36, 1x0 sobre o Cracovia. O gol, claro, de Jankowski - o atacante que havia feito um único gol nas 31 partidas que disputou antes disso.

O que parecia impossível havia acontecido. Como que carregado pelos deuses do futebol, o Gliwice tirou os oito pontos de vantagem do Gdynia, e chegou na última rodada à frente do adversário. Mais uma vitória e o time conseguiria se salvar do rebaixamento de maneira absolutamente épica. Mas chegamos então ao segundo plot twist. Jankowski pegou uma gripe. Ele até entrou em campo no jogo final, doente mesmo. Mas não conseguiu render e foi substituído pouco após o intervalo. Sem ele, o Gliwice levou uma goleada. Acabou rebaixado. 

Aqui a campanha do Gliwice desde a virada de ano para quem quiser visualizar o drama.

 

elwJ9oY3AFnIa_kEih3SESMR2v8S_n9Ukj34uJq-

9vtYbrvkRH4nij1sXtxKV1XbSa_qbPW4thz_0Wp2

Preciso da opinião de vocês: a imagem fica melhor com as divisões verticais separando apenas os grupos de estatísticas (como está acima) ou com barras verticais em cada estatística, tipo aqui?

Geralmente quando uma equipe tem resultados estilo "oito ou oitenta", isso é sinal de um desequilíbrio tático que se reflete na performance dos jogadores. Não foi diferente no caso do Pogon. A maioria dos meus jogadores terminou a temporada com média abaixo de sete, o que considero bem ruim. Temos bastante a melhorar na próxima temporada.

Destaques positivos:

  • Rafal Murawski (cl. 7.03): ao iniciar a temporada, disse que Murawski era o cérebro do time, mas que sua idade avançada seria um ponto negativo. O jogador acabou me surpreendendo no aspecto físico, tendo perdido apenas uma partida na temporada - ninguém no clube jogou mais vezes. E deu conta do recado, mostrando que seu futebol ainda é suficiente para a liga polonesa. Murawski já anunciou sua aposentadoria, mas estou tentando convencer o jogador a ficar por mais um ano.
  • Jakub Piotrowski (cl. 7.02): cotado para ser o substituto de Murawski, imaginei ao começo da temporada que utilizaria Piotrowski como jogador de rotação para descansar o titular. Mas se Murawski me surpreendeu pelo vigor físico, Piotrowski me surpreendeu pela personalidade. O jogador não apenas se mostrou capaz de atuar ao lado de Murawski, como logo ocupou o lugar deste como a peça central de meu meio de campo. É ele o jogador que mais passa a bola em minha equipe, atuando como ponto focal da transição defesa/ataque.
  • Adam Buksa (cl. 6.98): o atacante emprestado pelo Lubin participou de 21 gols na temporada - um a cada 87 minutos que esteve em campo - e certamente se qualifica para ganhar um contrato permanente no Pogon.

Destaques negativos:

  • Jaroslaw Fojut (cl. 6.80): uma das minhas regras como treinador é evitar zagueiros lentos. Por isso, iniciei a temporada com Fojut na reserva. O jogador ficou descontente, e acabei lhe prometendo a titularidade. Imaginei que talvez sua capacidade aérea compensasse a lentidão, mas os atacantes adversários passaram de tudo que é jeito pela minha defesa quando Fojut esteve em campo.
  • Cornel Râpa (cl. 6.81): apesar de ser um pouco menos qualificado do que o titular pelo lado esquerdo, nosso lateral direito possui bons atributos físicos e técnicos. Esperava que o jogador se tornasse uma das peças fundamentais da equipe. Em vez disso, ele sofreu demais com os ataques adversários e quase não contribuiu na parte ofensiva.
  • Tomasz Holota (cl. 6.66): Holota era a opção mais defensiva para meu meio de campo. Foi a ele que recorri para tentar proteger melhor meus zagueiros. Infelizmente, o jogador não conseguiu se encontrar em campo, tendo atuações dignas de pena.

 

2cMW7IhM7eXCa0Pl-R-X4ybdqDAWYu5e2nhCm1uY

Eu estava bastante preocupado com a situação financeira do clube, pois passamos todos os meses do ano tendo prejuízo. Felizmente a premiação de final de temporada nos deixou com o caixa positivo novamente. O lado ruim é que, embora esteja no azul, o caixa está praticamente zerado - temos apenas 55 mil euros. E mesmo com tudo que ganhamos ao final, a temporada soma 390 mil euros de prejuízo.

AIN8nJrvAcQPtwrYzngtNBDO4E569WzdQpePUB-g

Com a situação financeira delicada, eu imaginava que os orçamentos da próxima temporada seriam próximos aos atuais. Mas não foi isso que aconteceu. A diretoria simplesmente resolveu liberar o dobro do orçamento atual para salários - atualmente gastamos pouco menos de três milhões de euros anuais, enquanto que no próximo ano terei permissão para gastar mais de seis milhões.

Sinceramente, eu fico desconfiado de que isso seja erro do jogo. Nada do que vi nas movimentações desse ano permite acreditar que o clube terá condições de cobrir uma folha salarial desse tamanho. É verdade que com tanto dinheiro liberado é bem provável que seja possível montar uma equipe que leve no mínimo a vaga para a Liga Europa, o que ajudaria a cobrir o rombo depois. Mas também acho pouco realista simplesmente dobrar a folha salarial do clube de um ano para o outro, sem qualquer melhora relevante que explique essa mudança. Por isso, minha intenção nesse momento é aproveitar a margem que me foi dada para realizar algumas melhoras pontuais na equipe, mas evitando gastar uma fatia muito grande do orçamento.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Vannces

Fantástico essa atualização, o time não chegou a fazer um grande fim de campeonato, mas o que você disse sobre o dinheiro que entrou, parece fazer sentido se durante a temporada o clube teve boa presença de torcedores, premiações de tv etc e gastou pouco com cláusulas, no final a grana entra por já ser um clube bem estruturado. E o que você falou faz sentido, aproveitar a grana que entrou para qualificar o elenco ao ponto de fazer uma campanha melhor. Que posição na liga você precisa conquistar para ter uma vaga na UEL? A história do Gliwice é um achado, acho que nem no futebol real essas coisas acontecem, realmente demais a história, bem legal ter dividido no post, valia mesmo a pena. Parabéns pela postagem e melhor sorte com a equipe na próxima temporada.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Henrique M.

Era esperado que terminasse nessa faixa, e inclusive, o grupo dos melhores colocados mostra que o lugar da equipe talvez fosse ali mesmo. Talvez em 6º, se as regras fossem diferentes, mas agora com a experiência da primeira temporada, pode usar o que viu e observou para construir a base para uma temporada mais consistente.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
DiegoCosta7

Bom desempenho na primeira temporada, @Danut, gostei do que eu vi, e seu time apresentou uma boa base pro seu propósito de trabalho, e essa história do Gliwice, é algo muito surreal, eu já vi esse tipo de história e protagonizei algumas assim também, eles mereciam ter se salvado, mas como estamos falando de futebol... Um achado e tanto essa história do Gliwice, no futebol real está difícil ver histórias assim..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
ggpofm

Completou a temporada sem conseguir o equilíbrio que desejava, mas ficou bem classificado como era o esperado no início da temporada. Não dá para reclamar, não é mesmo?

Não penso que seja um erro do jogo a ampliação da folha salarial e que por isso você deva segurar artificialmente os gastos para evitar uma possível promoção para a Liga Europa. Você começou um save com um clube cotado para a metade de cima da tabela e é mais do que esperado que a partir da 2ª temporada, o Pogon comece a disputar colocações superiores e aí entram as vagas na Liga Europa. Isso é o esperado e desejável na minha opinião. Ruim seria se você começasse a ficar nesse meio de tabela sem evoluir ou até caindo nela nas próximas temporadas. Sendo assim, creio que valha a pena seguir o caminho "previsto" para o clube, foi o que você escolheu ao escolher o save, e nesse sentido, seria até bom, pois você poderia começar a implantar a "Mágica Brasileira" no Pogon.😉

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
LC

Rapaz que jogo foi esse contra o Lechia Gdansk ? Três gols após os acréscimo.😮.

Melhor ataque, mas a  defesa...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut
23 horas atrás, Vannces disse:

Fantástico essa atualização, o time não chegou a fazer um grande fim de campeonato, mas o que você disse sobre o dinheiro que entrou, parece fazer sentido se durante a temporada o clube teve boa presença de torcedores, premiações de tv etc e gastou pouco com cláusulas, no final a grana entra por já ser um clube bem estruturado. E o que você falou faz sentido, aproveitar a grana que entrou para qualificar o elenco ao ponto de fazer uma campanha melhor. Que posição na liga você precisa conquistar para ter uma vaga na UEL? A história do Gliwice é um achado, acho que nem no futebol real essas coisas acontecem, realmente demais a história, bem legal ter dividido no post, valia mesmo a pena. Parabéns pela postagem e melhor sorte com a equipe na próxima temporada.

O esquisito sobre o dinheiro é que entrar mesmo não entrou tanto assim. Terminamos com um pouquinho em caixa, mas bem pouco. O polonesão não dá muito não. O que veio mesmo foi dinheiro no orçamento de salários, mas não parece haver dinheiro no clube para justificar esse orçamento. Na minha opinião a diretoria tá querendo colocar o carro na frente dos bois, gastando antes de ter o dinheiro em mãos.

Para chegar na UEL precisamos ficar em terceiro.

Essa do Gliwice eu achei muito curiosa. Estava olhando a tabela casualmente, aí vi que eles ganharam quatro dos cinco jogos finais. Abri o calendário pra ver melhor e daí que descobri a história das vitórias por 1x0 com gol do cara que nunca fazia gol antes e tudo mais. Acho bem curioso ver essas coisas no FM. Daí por ser uma história tão curiosa resolvi trazer aqui também.

Obrigado 🙂

 

23 horas atrás, Henrique M. disse:

Era esperado que terminasse nessa faixa, e inclusive, o grupo dos melhores colocados mostra que o lugar da equipe talvez fosse ali mesmo. Talvez em 6º, se as regras fossem diferentes, mas agora com a experiência da primeira temporada, pode usar o que viu e observou para construir a base para uma temporada mais consistente.

Pois é, acho que terminamos dentro do que era a nossa capacidade mesmo. Pena não ter dado pra pegar o sexto lugar pelos critérios, mas também não vou reclamar muito por isso. Não é uma diferença tão grande.

Espero que na próxima temporada consiga uma colocação melhor.

 

14 horas atrás, DiegoCosta7 disse:

Bom desempenho na primeira temporada, @Danut, gostei do que eu vi, e seu time apresentou uma boa base pro seu propósito de trabalho, e essa história do Gliwice, é algo muito surreal, eu já vi esse tipo de história e protagonizei algumas assim também, eles mereciam ter se salvado, mas como estamos falando de futebol... Um achado e tanto essa história do Gliwice, no futebol real está difícil ver histórias assim..

Não sei se chegaria a dizer que o desempenho foi bom. Mas foi razoável pelo menos.

Essa história do Gliwice eu achei muito curiosa quando vi. Tive que trazer para cá. O mais interessante é que venceram as quatro seguidas da mesma forma. Por muito pouco o Jankowski não vira o grande herói, mas aí a gripe derrubou ele.

 

3 horas atrás, ggpofm disse:

Completou a temporada sem conseguir o equilíbrio que desejava, mas ficou bem classificado como era o esperado no início da temporada. Não dá para reclamar, não é mesmo?

Não penso que seja um erro do jogo a ampliação da folha salarial e que por isso você deva segurar artificialmente os gastos para evitar uma possível promoção para a Liga Europa. Você começou um save com um clube cotado para a metade de cima da tabela e é mais do que esperado que a partir da 2ª temporada, o Pogon comece a disputar colocações superiores e aí entram as vagas na Liga Europa. Isso é o esperado e desejável na minha opinião. Ruim seria se você começasse a ficar nesse meio de tabela sem evoluir ou até caindo nela nas próximas temporadas. Sendo assim, creio que valha a pena seguir o caminho "previsto" para o clube, foi o que você escolheu ao escolher o save, e nesse sentido, seria até bom, pois você poderia começar a implantar a "Mágica Brasileira" no Pogon.😉

 

 

Olha, poderia ter sido melhor? Poderia. Mas ficamos dentro da colocação esperada, quase pegando o sexto lugar ainda. Está razoável.

Eu achei esquisito essa ampliação da folha porque ela veio sem nenhuma mudança que explicasse. O time não teve um lucro grande na temporada (pelo contrário, ficamos no prejuízo). Não superou as expectativas da diretoria. Não tem um treinador de renome que pudesse justificar a aposta da diretoria. E daí de um ano pro outro dobra a margem salarial? Não me convenci ainda de que isso seja normal.

Por outro lado, concordo que ficar estagnado não seria bom. Espero que a equipe consiga evoluir na próxima temporada.

 

2 horas atrás, LC disse:

Rapaz que jogo foi esse contra o Lechia Gdansk ? Três gols após os acréscimo.😮.

Melhor ataque, mas a  defesa...

Foi muito curioso mesmo. Ainda mais que o time não jogou nada a partida inteira. Pena que no fim não serviu de muita coisa a vitória, mas foi um jogo muito interessante.

Nesse tópico não se fala sobre defesa 😛 A gente finge que ela não existe.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
marciof89

Venceu o Legia, time tradicional, e ferrou com a vida deles na disputa pelo título. Só por isso já valeu a pena hahahha

A partida contra o Lechia foi um deleite a parte, e pelo que li aqui, já vi que jogaram mal, o mais divertido do FM é isso, jogar bem nem sempre garante vitória.

Agora vamos ver como você faz o time funcionar na próxima temporada. O que você acha que deve mudar no time e o que acha que tem que mudar?

Boa sorte!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Master Darthz

Final de temporada acima do esperado. A Vitória contra o Lechia deve ter sido muito emocionante mesmo. Como planeja abordar a próxima época?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Andreh68

Pô Danut. Volto e começo me atualizar nos novos saves e o seu já tem 4 páginas. Não chega a ser um FC United, mas já dificulta! 😛

Tendo a pensar como vc com relação aos objetivos,

Em 22/12/2018 at 17:19, Henrique M. disse:

 Os objetivos existem para dar um norte, não para mensurar a qualidade de um save.  ....

Acho que esse debate gira em torno da sua noção de objetivos ser diferente da minha, mas compartilhar história não é um jogo de RPG onde você precisa cumprir os objetivos para zerar o jogo.

e também concordo palavra por palavra com o Henrique. Mas como acho que vemos nas apurações das histórias memoráveis, é uma área um pouco cinzenta, afinal nem todos aqui pensam igual.Mas no fim das contas, são detalhes periféricos.

Mas esse treinador ta pior que mulher(preconceitos de gênero a parte). Pesquisa, negocia, acerta o contrato mas na hora H, não assina! Ia falar que talvez tenha feito mal em não assinar com o brasileiro e ter trazido o búlgaro, mas ele tirou qualquer dúvida sobre isso, kkkk. Também não sei se foi o melhor segurar o Walukiewicz, a defesa já ta uma peneira mesmo, não vi ele sendo tão importante para o time e a proposta do save..

kkkk, que viagem esses 3 gols nos acréscimos. Mas cara, fiquei com pena do Gliwice!

@ggpofm, não lembrava desse gol do Roberto. Na verdade não lembro nada desse jogo, apesar de muito importante, que quase deu ao Brasil a vaga na final da copa de 78, se não houvesse uma ditadura militar no caminho. Talvez o trauma pelo jogo da noite, a vez em que eu chorei devido a um jogo de futebol, tenha apagado ele totalmente da minha memória.

Concordo com o Gílson em questão ao orçamento. Se devemos ter uma postura financeiramente responsável, se a direção ta oferecendo, não podemos simplesmente desprezar a possibilidade de melhorar o elenco. Não é gastar por gastar, mas se aparecer alguma situação vantajosa, e o dinheiro ta ali na conta, não faz sentido não usar.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
ggpofm
1 hora atrás, Andreh68 disse:

 

@ggpofm, não lembrava desse gol do Roberto. Na verdade não lembro nada desse jogo, apesar de muito importante, que quase deu ao Brasil a vaga na final da copa de 78, se não houvesse uma ditadura militar no caminho. Talvez o trauma pelo jogo da noite, a vez em que eu chorei devido a um jogo de futebol, tenha apagado ele totalmente da minha memória.

Eu lembro muito desse jogo, mas não tenho nenhuma lembrança do jogo da Argentina e o Peru. Chorar por futebol eu só chorei duas vezes: Flamengo e Botafogo (fim da invencibilidade de 52 jogos do Flamengo) e Brasil e Itália (Copa de 82). Depois eu aprendi que o futebol é como a vida, imprevisível.

E antes desse gol teve o 1º do Roberto Dinamite que também teve bola na trave.😲

Spoiler

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Luchín

No fim, foi uma temporada dentro da expectativa inicial e acredito que você deve estar contente, com a sensação de ter cumprido o que era previsto. A partida contra o Lechia foi uma loucura, mas tenho percebido nesse FM um número maior de gols nos acréscimos, com algumas viradas acontecendo em espaços de 2 a 3 minutos. Pior seria se fosse ao contrário, acho que o computador poderia sofrer (risos).

É bom ter mais dinheiro para investir e qualificar a equipe. Atuando com cautela, será de excelente valia, talvez até para trazer algum brasileiro. Não penso que seja um erro, pois tive uma situação parecida no FC Andorra, que mesmo em dívida, me deu um orçamento para transferências e salários altos para os padrões do clube. 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut
Em 11/01/2019 at 20:10, marciof89 disse:

Venceu o Legia, time tradicional, e ferrou com a vida deles na disputa pelo título. Só por isso já valeu a pena hahahha

A partida contra o Lechia foi um deleite a parte, e pelo que li aqui, já vi que jogaram mal, o mais divertido do FM é isso, jogar bem nem sempre garante vitória.

Agora vamos ver como você faz o time funcionar na próxima temporada. O que você acha que deve mudar no time e o que acha que tem que mudar?

Boa sorte!

Na real eles se complicaram mais sozinhos do que por mérito nosso né. Mas foi bom vencer o líder.

Essa questão de jogar bem ou mal é o que ocorre no futebol de verdade também né. Mas no longo prazo as coisas sempre se ajeitam, o desafio então é saber identificar quando estamos perdendo porque jogamos mal e quando é apenas azar. O mesmo para as vitórias. Nesse caso ali foi na sorte mesmo que ganhamos. Mas tudo bem, a essa altura do campeonato eu aceito.

Olha, eu tô agora mesmo dando uma olhada no meu elenco. Eu gostaria de ter um novo goleiro, pois nenhum dos que temos convence muito. Mas o titular tem contrato por mais um ano, acho que vou trocar só na outra temporada. Precisamos com certeza de um volante com capacidade pra ser titular. E ao menos um meia central reserva. Mais à frente depende muito do que quisermos implementar. De qualidade mesmo só o atacante emprestado ao clube, que gostaria de contratar em definitivo. O resto tá bem mal ocupado, então temos espaço pra trazer gente - mas se quiser jogar com pontas, por exemplo, preciso contratar ao menos um titular e dois reservas, talvez mais. Daí não defini ainda se vou mudar o estilo ou continuar com o jogo mais pelo meio.

Valeu 🙂

 

Em 11/01/2019 at 22:21, Master Darthz disse:

Final de temporada acima do esperado. A Vitória contra o Lechia deve ter sido muito emocionante mesmo. Como planeja abordar a próxima época?

Foi um jogo muito curioso. Não foi tão emocionante assim porque eu sabia que valia pouca coisa, se fosse um jogo decisivo teria me matado do coração.

Sobre tua pergunta final, tu diz em relação a que aspecto? Porque tem muita coisa que pode caber na resposta a isso 😛

 

Em 13/01/2019 at 16:36, Andreh68 disse:

Pô Danut. Volto e começo me atualizar nos novos saves e o seu já tem 4 páginas. Não chega a ser um FC United, mas já dificulta! 😛

Tendo a pensar como vc com relação aos objetivos,

e também concordo palavra por palavra com o Henrique. Mas como acho que vemos nas apurações das histórias memoráveis, é uma área um pouco cinzenta, afinal nem todos aqui pensam igual.Mas no fim das contas, são detalhes periféricos.

Mas esse treinador ta pior que mulher(preconceitos de gênero a parte). Pesquisa, negocia, acerta o contrato mas na hora H, não assina! Ia falar que talvez tenha feito mal em não assinar com o brasileiro e ter trazido o búlgaro, mas ele tirou qualquer dúvida sobre isso, kkkk. Também não sei se foi o melhor segurar o Walukiewicz, a defesa já ta uma peneira mesmo, não vi ele sendo tão importante para o time e a proposta do save..

kkkk, que viagem esses 3 gols nos acréscimos. Mas cara, fiquei com pena do Gliwice!

ggpofm, não lembrava desse gol do Roberto. Na verdade não lembro nada desse jogo, apesar de muito importante, que quase deu ao Brasil a vaga na final da copa de 78, se não houvesse uma ditadura militar no caminho. Talvez o trauma pelo jogo da noite, a vez em que eu chorei devido a um jogo de futebol, tenha apagado ele totalmente da minha memória.

Concordo com o Gílson em questão ao orçamento. Se devemos ter uma postura financeiramente responsável, se a direção ta oferecendo, não podemos simplesmente desprezar a possibilidade de melhorar o elenco. Não é gastar por gastar, mas se aparecer alguma situação vantajosa, e o dinheiro ta ali na conta, não faz sentido não usar.

 

Ah, são quatro páginas mas tem pouquinha atualização. A maior parte é porque o pessoal tá comentando bastante por aqui. Não joguei tanto assim.

Pois é, essa questão dos objetivos é bem subjetiva no fim das contas (aliás, assim como toda a apuração das histórias memoráveis). Mas não tem muito como fazer todo mundo pensar igual. O máximo que podemos é discutir com os demais e agregar opiniões ao nosso próprio ponto de vista 🙂

O treinador realmente hesitou demais nessa janela. E concordo que acabou tomando a decisão errada. O Gramchov foi mal demais quando jogou. Não esperava muito dele, mas nem isso ele entregou.

Sobre o Walukiewicz, na verdade ele praticamente não jogou no time de cima nessa temporada. Ele tem 18 anos ainda, então tava jogando mais na base mesmo. Por isso não dá pra culpar ele pela peneira que foi a defesa. Claro que dá pra discutir se vale a pena segurar o jogador com a proposta que recebemos, mas não por conta do seu impacto atual na equipe. A questão é a perspectiva de futuro mesmo.

O jogo dos três gols nos acréscimos foi muito louco, nunca vi algo assim. E também nunca vi uma série que nem aquela do Gliwice ali no final, deu pena deles mesmo.

Não vou comentar sobre essa história de copa do mundo aí porque quando isso aconteceu eu nem sonhava em nascer ainda 😛 Essa parte fica pro pessoal da ala mais antiga do fórum.

Sobre o orçamento, a questão é que a diretoria tá oferecendo um dinheiro que o clube não tem. Isso que me incomodou. Entendo a tua posição e do @ggpofm. Se o dinheiro estivesse ali na conta, beleza, temos que gastar mesmo. Mas a conta tá zerada. O clube fechou a temporada no prejuízo. E sem qualquer razão me oferecem o dobro do que gastamos? 6 milhões de euros anuais é mais ou menos o que gasta o Legia Warsaw. Fora eles o Lechia também chega perto, e o Poznan tá ali nos 4,5 milhões. O resto da liga gasta de 3,5 milhões pra baixo. Por que é que de um ano pro outro o Pogon Szczecin vai passar a competir pelo posto de folha mais cara da liga, com o dobro do que gastam os times do mesmo escalão? Realmente acho que isso não tá certo.

 

Em 14/01/2019 at 18:01, Luchín disse:

No fim, foi uma temporada dentro da expectativa inicial e acredito que você deve estar contente, com a sensação de ter cumprido o que era previsto. A partida contra o Lechia foi uma loucura, mas tenho percebido nesse FM um número maior de gols nos acréscimos, com algumas viradas acontecendo em espaços de 2 a 3 minutos. Pior seria se fosse ao contrário, acho que o computador poderia sofrer (risos).

É bom ter mais dinheiro para investir e qualificar a equipe. Atuando com cautela, será de excelente valia, talvez até para trazer algum brasileiro. Não penso que seja um erro, pois tive uma situação parecida no FC Andorra, que mesmo em dívida, me deu um orçamento para transferências e salários altos para os padrões do clube. 

 

Olha, contente é um pouco forte. Mas aceito o resultado final, não foi ruim. Para ficar contente faltou um pouco mais de equilíbrio na equipe.

O jogo do Lechia foi realmente muito curioso. Talvez seja coisa dessa versão do FM mesmo. Vou observar se também percebo mais gols nesse período que nem tu comentou.

E sim, sorte do computador que não foi ao contrário. Mesmo sendo um jogo que não vale tanto, se perdesse com três gols nos acréscimos ia ficar muito puto.

Eu expliquei ali no fim da resposta ao Andreh68 nesse mesmo post porque acho que isso não está certo, dá uma olhada ali. Quero sim trazer algum brasileiro dentro do orçamento e tal, mas gostaria de não utilizar todo ele.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Lucas Matías

Para uma primeira temporada e com um elenco bem limitado foi muito bem, terminou na parte de cima da tabela e se não fosse a defesa frágil, talvez conseguisse ir até mais longe. Vai dar prioridade para reforçar esse setor na próxima temporada?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Neynaocai

Uma boa temporada, especialmente pela perspectiva inicial. A diretoria não parece muito motivada a colocar dinheiro na brincadeira, paciência.

Boa sorte na sequência.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut
3 horas atrás, Lucas Matías disse:

Para uma primeira temporada e com um elenco bem limitado foi muito bem, terminou na parte de cima da tabela e se não fosse a defesa frágil, talvez conseguisse ir até mais longe. Vai dar prioridade para reforçar esse setor na próxima temporada?

Muito bem é um pouco forçado. Cumprimos o esperado pela diretoria. Diria que foi um ano razoável.

Olha, a minha prioridade não é tanto mudar a defesa em si, e sim trazer um volante. Acho que com mais proteção à zaga a coisa vai melhorar mais do que com simples troca de nomes na defesa mesmo. Mas claro que também estou de olho pra ver se tem algum zagueiro interessante no mercado.

 

16 minutos atrás, Neynaocai disse:

Uma boa temporada, especialmente pela perspectiva inicial. A diretoria não parece muito motivada a colocar dinheiro na brincadeira, paciência.

Boa sorte na sequência.

Vocês estão todos muito positivos. Eu diria que foi uma temporada ok. Para boa faltou um pouquinho. Mas cumprimos o esperado.

Valeu 🙂

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Master Darthz
15 horas atrás, Danut disse:

Foi um jogo muito curioso. Não foi tão emocionante assim porque eu sabia que valia pouca coisa, se fosse um jogo decisivo teria me matado do coração.

Sobre tua pergunta final, tu diz em relação a que aspecto? Porque tem muita coisa que pode caber na resposta a isso 😛

Eu referia-me se você acha que pode lutar pela Europa, já que a direção deu um orçamento bem acima do esperado.

Editado por Master Darthz

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut
54 minutos atrás, Master Darthz disse:

Eu referia-me se você acha que pode lutar pela Europa, já que a direção deu um orçamento bem acima do esperado.

Entendi.

Então, acho que esse ano ainda não vamos brigar, não. Eu não quero utilizar todo o dinheiro justamente por achar que não faz sentido essa grana toda. Então os reforços serão pontuais.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut

7sYNPhPhyqwFaval7YdPmNXUwPmIExALBQ8nJOKz

Bem pessoal, a atualização de hoje não traz notícias boas. Na última temporada vimos que o Pogon conseguiu cumprir as expectativas da diretoria apesar de certas dificuldades em encontrar a estabilidade defensiva. Minha equipe sofria bastante com a falta de proteção aos zagueiros e também pelos lados do campo. Imaginei que seria possível corrigir os problemas adicionando um volante à equipe, e essa foi a prioridade para a janela de verão. Trouxe também alguns outros jogadores - incluindo dois brasileiros. É verdade que acho que não reforcei a equipe tão bem quanto deveria - apanhei um pouco do sistema de jogadores conhecidos do FM18, que é bem diferente do FM16 e me deu muito menos opções do que eu esperava. Mas ainda assim estava bem otimista para a temporada. 

O resultado foi esse aqui:

tRWqqbCaKS54Mhv-xyReG2Fvg9S3PUebpcqVyi2H

Não há muito o que acrescentar à imagem. Eu tentei de tudo que é jeito aumentar a proteção pelos lados do campo, mas nada funcionou. Os adversários simplesmente passavam com lateral e meia pra cima do meu lateral, ele ficava perdido e daí vinha o cruzamento com espaço. Tentei marcação individual, pressão, mudança de funções, tudo. Nada deu o menor resultado.

Sem saber mais o que fazer, eu tentei voltar para a tática da temporada passada. Coloquei o time pra jogar exatamente da forma que jogamos no último ano, mesmas instruções, tudo. E fui pra uma última tentativa de mudar a situação, contra o Gornik Zabrze.

OWmASzrPb-0FJxwsDZHdsr_1ToSodLlyYiHLtLal

Nesse ponto eu desisti. A demissão provavelmente viria de qualquer forma (entrei de férias só pra ver, e de fato fui demitido poucos jogos depois). Mas já não tava mais tendo graça nenhuma jogar. Eu não tenho a menor ideia de como seria possível resolver a situação. Parece que é impossível fazer uma tática que não tenha jogadores pelas pontas. E já tava frustrado pra caralho com o FM. Não tinha razão pra continuar sem qualquer ideia de como mudar.

 

Enfim, peço desculpas a todo mundo que veio ler o save e esperava uma história longa. Essa realmente não era a história que eu queria contar. Mas parece que não sei mais jogar FM.

Não sei o que vou fazer daqui pra frente. Já andava desanimado demais com o FM nos últimos meses. Comecei esse save e tinha voltado a me divertir. Agora o desânimo é gigantesco novamente. Tô saindo uns dias de férias (na vida real mesmo) e quando voltar eu decido.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
ggpofm

Como você já chegou decidido fica até complicado contra-argumentar. Já vi pessoas na sua situação reiniciarem o save, mas não parece que existam brechas na sua decisão. Como disseram, diversão em primeiro lugar.  😉

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Andreh68

Que pena Danut. A historia era promissora e vc parecia ter dados a acrescentar. FM é assim mesmo, as vezes parece facil demais, as vezes tem uma nuvem negra na cabeça da gente, e perder perder perder desanima um pouco. Mas em algum momento passa.

Um adendo pouco importante, se nada convencional ta funcionando, tem varias coisas esquisitas que podemos tentar, tipo o que o Ivan faz :). Como vc sabe haveriam formas de continuar o save, mas o mais importante é seu divertimento.

Boas férias, aproveite. Quando voltar talvez enxergue o contexto em outra perspectiva.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
marciof89

Putz, que merda mano, muito ruim quando o FM faz a gente passar mais raiva do que se divertir. Pior ainda quando a gente sequer entende o pq das merdas acontecendo, mas bem, faz parte. Espero que você curta suas férias e dê uma espairecida na mente. Diversão em primeiro lugar sempre.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Vannces

Danut, o desânimo que acontece às vezes ao jogar FM é normal, sem falar que o desafio é sempre grande, independente do time que se escolhe. Eu tava curtirndo muito o seu save, principalmente por considerá-lo um co-irmão do que jogo por ser no mesmo país. Outro detalhe é que tenho enfrentado o seu time na segunda divisão. No FM 19 ele está na I Liga também, ou seja, na vida real ele caiu de divisão na temporada 2017/18, o time era fraco e ainda assim você fez uma ótima primeira temporada. Por estar desanimado, talvez você não queira investir no FM 19, mas acho que vale a pena, mudanças táticas e instruções acontecem de formas mais próximas do que pedimos, gostei muito disso, pelo menos é a sensação que tenho. Enfim, curta suas férias e quem sabe alguma ideia de novo save, nova proposta venha à tua cabeça e a diversão apareça novamente, o que não pode é se estressar mais do que se divertir.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • joao filipe farias
      Por joao filipe farias
      Faala pessoal, a retratação do esquema tático do Tite de 2015.
      Vou deixar o link do vídeo aí pra vocês, além do link da tática para darem uma analisada. 
       
      Download da tática: https://www.4shared.com/file/dF_guvTbfi/Tite_2015_by_Apodi.html
    • thyagocda
      Por thyagocda
      SUMÁRIO

      Apresentação
      Sou mais um daqueles apaixonados por FM, mas por conta dos compromissos pessoais, o tempo gasto com o jogo deve ser bem equilibrado. Ano passado criei uma história aqui na PM com o Porto mas acabei interrompendo depois que descobri que eu seria pai, a gravidez passou, meu filho (Thayler) já nasceu com saúde graças a Deus. E agora que as coisas acalmaram vinha planejando o retorno a área.
       
      Estilo de Postagem
      Tentarei seguir um padrão de postagens bimestrais sobre os acontecimentos no jogo. Mas pretendo utilizar as probabilidades de apostas do jogo para gerar interatividade com os leitores entre as postagens. Pelo menos a introdução do save contará com uma "pequena ficção" e ao longo do save tentarei dar prosseguimento.
       
       

      O Desafio Real #1 | A Dany - MAI/17
      Valência - ESP

      Clique aqui para a próxima postagem
    • Miguelus
      Por Miguelus
      Decidi fazer uma série de listas com jogadores de mercados mais acessíveis. Para aqueles saves com equipas mais pequenas/médias estes mercados são fundamentais já que o brasileiro ou argentino tem os preços completamente inflacionados. Aqui encontra-se bons jogadores e o custo ainda é baixo. Mercados como o Colombiano são mercados acessíveis e uma aposta segura para equipas com menos recursos.
      Para a tabela completa com mais informações (idade, clube, nacionalidade, valor) podem consultar o site FMTalks.pt bem como as listas do mercado Sérvio e Norueguês.
      Mercado Sérvio
      Mercado Norueguês

      Estes jogadores estão todos no mercado colombiano.
      GR
      Carlos Bejarano Joel Silva Fernando Monetti Robinson Zapata
      DR
      Daniel Bocanegra Juan Camilo Angulo Gilberto García Iván Vélez Juan Roa
      DC
      William Tesillo Diego Herner Carlos Henao Diego Braghieri Rafael Pérez Hernán Pertuz
      DE
      Felipe Banguero Juan Dominguéz Juan David Valencia
      MDC
      Andrés Pérez Diego Arias
      MC
      Jesús Marimón Jhon Duque Gonzalo Castellani Abel Aguilar
      MOE
      Matías Mier Yohandry Orozco Vladimir Hernández Leyvin Balanta
      MOD
      John Edison Hernández
      MOC
      Omar Pérez Santiago Montoya Andrés Ricaurte Andrés Roa Daniel Hernández Macnelly Torres Fabián Sambueza
      PLC
      Cristian Martínez Borja Dayro Moreno Germán Cano Juan Fernando Caicedo Wilfrido De La Rosa Leonardo Castro Roberto Ovelar Ayron del Valle Marco Pérez Alguns exemplos de jogadores da lista:



    • Lucas Matías
      Por Lucas Matías
      :: APRESENTAÇÃO
      Após longos meses no fórum apenas acompanhando por cima as histórias do pessoal aqui na área, resolvi me aventurar agora que estou com mais tempo livre para finalmente conseguir passar horas à frente do FM.
      O desafio que irei compartilhar com vocês é um que eu já faço a muito tempo, desde o FM 14 pra ser mais exato, porém, apenas no 16 eu consegui ter êxito. É simples, passar por todos os países da Europa e conquistar o campeonato nacional em todos eles.
      O desafio terá algumas regras para que o save flua de uma maneira mais rápida, já que meu PC não é dos melhores e consequentemente com uma base de dados grande ele acaba ficando bem lento. Uma delas é que a cada objetivo alcançado, um novo save será criado. Exemplo: Após conquistar títulos em San Marino, irei para o próximo desafio em um novo save, sempre seguindo a ordem do Ranking de Coeficientes da UEFA.
      Não vou tentar conquistar a Champions League com clubes de Andorra e Gibraltar, nesses países de menor expressão o objetivo é se consolidar nacionalmente com conquistas e entrar no quadro de honra nacional como um dos treinadores mais vitoriosos do país. Claro que uma boa campanha na UCL será bem vinda, mas esse não será o principal objetivo.
      Sempre irei iniciar no clube que está cotado para terminar a primeira divisão nacional na última colocação e irei trocar de clube caso receba uma proposta de uma equipe de maior expressão nacionalmente.
      O manager será o pseudônimo Giovanni Rizzo, italiano de 38 anos que terá a licença para treinador A continental e a experiencia anterior como futebolista profissional nível local.
      A principio é isso, quero fazer algo bem simples mas que agrade a todos, então qualquer dica é bem vinda, até porque essa será a primeira vez que irei tentar jogar com essas regras que criei. Valeu!
       
      :: HISTÓRICO
      01. SAN MARINO
       
    • marciof89
      Por marciof89
      Eis que, enfim, criei coragem para postar uma história aqui no Profissão Manager. Frequento o fórum a muitos anos mas sou um completo bicho do mato, portanto interajo muito pouco, motivo pelo qual demorei a adentrar aqui. Agradeço desde já quem tiver interesse em seguir, e ouvirei todas as dicas que quiserem sugerir, sejam sobre organização, táticas, etc. Li as regras e as recomendações antes de começar, mas deslizes podem acontecer. Os gráficos foi eu mesmo quem fiz, não reparem! hahaha
      Sem mais delongas, vamos ao que interessa.
      Eu tenho um carinho muito grande pelo Tupi, apesar de não ser mineiro. A torcida do Tupi, apesar de pequena como de praxe entre os times pequenos, é muito apaixonada. Não são muitos os times brasileiros sem muita relevância no cenário nacional que mantenham uma torcida apaixonada assim. E como sou da época do Elifoot 2 e 98, então sempre achei graça em pegar um time lá das divisões de baixo e levar até a glória.
       

      O Tupi Futebol Clube é um clube da cidade de Juiz de Fora, Minas Gerais, e foi fundado no dia 26 de maio de 1912 por moradores ilustres da cidade. Durante os primeiros anos, era chamado de Tupy, já que muitos de seus fundadores eram dissidentes do Tupynambás (atualmente seu maior rival). É o maior clube da cidade, e tem como maior glória a conquista da Série D em 2011. A equipe manda seus jogos no estádio Radialista Mário Heleno (estádio da cidade), com capacidade para mais de 30 mil pessoas.
      Seu maior rival, como dito anteriormente, é o Tupynambás, time também de Juiz de Fora, com quem faz o clássico Tu-Tu. Durante um curto período de tempo na década de 90, ele se fundiu com o Tupynambás e o Sport (outro time da cidade) e formaram a Cooperativa Manchester de Futebol, inspirados no sucesso da fusão do Paraná Clube. Porém, resultados pífios e crises de ego fizeram com que a fusão não aguentasse, tendo disputado apenas 3 estaduais com o novo nome.
      O time carece de ídolos, e não revelou grandes jogadores para o futebol mundial. Apesar disso, dois nomes notáveis passaram pela equipe. Muller, campeão mundial pelo São Paulo, e Romário, que apesar de ter sido proibido pela FIFA de atuar pelo time por ter jogado por 2 equipes num período de um ano, chegou a treinar com o elenco e atraiu a atenção da mídia para o time.
      O mascote do time é o Galo-Carijó, em homenagem ao principal fundador da equipe, que tinha o apelido de carijó, e que inspira o nome da história.

      Estádio Municipal Radialista Mário Helênio
       

      Vou jogar esse save com o Brasil Mundi Up, pois apesar de muita gente falar que ele pode dar uns crashs, eu sempre usei ele (com uma quantidade bacana de ligas ativadas) sem ter problema algum, inclusive passando de 2030. Gosto da organização dele, além do acréscimo de outros níveis do brasileirão e disputas de taças que costumam ajudar até mesmo no teste de táticas e jogadores.
      • Início: 18/12/17
      • Ligas adicionais ativadas: Todas as sulamericanas, China, Alemanha, EUA, Espanha, Inglaterra, Itália, Portugal, Rússia e Ucrânia. (todas elas apenas as primeiras divisões, apenas para deixar a Libertadores mais realística e as transferências também).
       

      O save vai se basear no meu nome pessoal, mas com uma idade mais elevada que a minha, até para condizer com uma experiência razoável futebolística pré-vida de treinador.
       

      Escolhi sugestões baseadas no nível do Tupi, pra não ficar roubado nem absurdamente difícil também pois não sou o Mourinho do FM haha.
      Gosto de fazer técnicos que são mais voltados para o conhecimento do elenco em si, deixando o grosso do desenvolvimento e contratação de jovens jogadores a cargo do auxiliar e diretor desportivo. Claro que estou sempre acompanhando e impedindo algumas burradas que eles costumam cometer, mas meu foco, ao menos inicial, é me dedicar ao elenco principal.
      E aqui um panorama inicial do time:

       

      • Subir a Série B
      • Subir a Série A
      • Ganhar a Copa do Brasil
      • Ganhar o Campeonato Brasileiro
      • Ganhar a Copa Libertadores da América
      • Ser o time do interior de Minas Gerais com o maior número de títulos do Campeonato Mineiro (Villa Nova detém 5 títulos)
      • Desenvolver a infraestrutura de treinos do time para, ao menos, 4 estrelas
      • Ser um dos times mais bem reputados do Brasil (Top 5)
      • Melhorar as finanças do clube
      Objetivos complementares:
      • Ganhar o Mundial de Clubes
       
       

       
×