Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Danut

Brazylijska magia - Não foi dessa vez [Fim de save]

Recommended Posts

Vannces

Danut, esse rendimento da equipe comparando ao rendimento da postagem anterior acabou sendo bem decepcionante. Houve alguma mudança nesse período que explique o péssimo rendimento defensivo? O que o Tusu sugeriu eu assino embaixo, embora o meu entendimento sobre táticas é demasiadamente baixo comparado ao dele e ao de muitos aqui no fórum, rsrs, ou seja, aqui eu mais aprendo que ajudo. De qualquer forma, se a equipe conseguir o equilíbrio ainda dá tempo para disputar o título. A história do brasileiro é bem interessante e obviamente que há inúmeras como essa espalhadas pelo mundo, não sei se com um gol daqueles no currículo, mas que há histórias assim, há. Bom trabalho na sequência!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Henrique M.

Fiquei surpreso pela queda de produção e agora o Pogon faz mais jus as suas previsões e até sua resposta ao meu comentário anterior. Pelo visto, se não se recuperar dessa queda de desempenho, o jeito vai ser se contentar em cumprir as expectativas da direção.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Master Darthz

Como tinha dito no comentário anterior, a liga é equilibrada, e isso ficou demonstrado nos últimos resultados. De qualquer forma ainda está tudo muito próximo em termos pontuais, então se acertar a defesa talvez dê para sonhar com algo mais.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
marciof89

Gostei da história que contou após o post, sempre muito legal ver esses "famosos desconhecidos" do mundo da bola, que fazem sucesso lá fora mas aqui são meros desconhecidos.

Na primeira atualização o time estava indo bem, li e achei que a equipe iria engrenar e te enganar nas suas previsões iniciais. Ai vi que tinha mais atualização, li e entendi que talvez eu estivesse me precipitando. Mas tudo bem, não é o fim do mundo, é uma temporada de consolidação, e no fim das contas ainda está bem aberto. Se acertar o percurso, até engrena.

Boa sorte!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Perissé

Ficou bem difícil agora só poder contratar brasileiros que tenham dupla nacionalidade ou contratar brasileiros comuns e esperar três anos para cada um se tornar polonês. Não me lembro se determinou alguma regra nos primeiros posts, mas só vai contratar brasileiros ou vai trazer europeus também?

Começou muito bem o Polonesão, mas qualquer tropeço pode ser fatal com os clubes vindo grudados na tabela e foi o que aconteceu: derrapou em outubro e dezembro, mas ainda dentro das expectativas.

Sobre a tática, gosto muito do 4-3-1-2, mas é bastante ofensivo (e vimos isso se refletindo no péssimo desempenho ofensivo). Só note que as equipes que jogam nessa formação na realidade defendem no 4-1-4-1. A única equipe que ataca e defende no 4-3-1-2 (que eu me lembre) é o Liverpool, mas o meio deles é extremamente combativo (MRB é uma boa função pra essa característica e pra esse esquema) e pouco criativo. Portanto, se o seu meio não é combativo, acho melhor fazer com que algum atacante volte pra marcar com marcação individual.

E, cara, que porra é essa de LARGAR o jogo e ir pegar água? Tinha mais é que tomar o quatro pra aprender, hahaha.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
baltazar

Gostei da proposta do save, espero que jogue muitas temporadas nesse também. ^^

Bom, o começo foi excelente, mas ai teve uma queda, apesar de que a campanha até está sendo boa, enfim, vamos ver o que acontece, espero que o clube volte a mostrar aquele bom desempenho do inicio e quem sabe não nos surprenda.

Boa sorte, acompanhando.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
ggpofm

Teve uma queda de desempenho abrupta, mas como o Henrique disse, mais adequada às previsões iniciais da temporada, então não é motivo de sustos.

Legal a história do Andradina. Sorte para ele por lá.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut
Em 28/12/2018 at 08:56, Tsuru disse:

Muito bom vê-lo de volta à área. Estou acompanhando o save e gostando bastante.

Muito interessante a história do Andradina - há muitos brasileiros que fazem sucesso em equipes menores do Leste Europeu e víram ídolos em seus países, mas a gente acaba nem ouvindo falar deles.

Sobre o desempenho em campo, o time começou muito bem, depois deu uma caída, mas no geral a campanha é boa. Talvez o esquema tático esteja sobrecarregando um pouco a defesa, mesmo. De repente vale tentar colocar os laterais como DL Atacar e DL Apoiar - Ala é muito ofensivo, mesmo em Defender - colocar o zagueiro com tarefa "Cobrir" do lado do lateral que ataca, e se você tiver condição, testar um Medio Recuperador de Bolas - Apoiar no lugar de um MC - Apoiar. Eu não gostava do MRB, mas fiz alguns testes aqui e ele realmente ajuda bastante a zaga e ainda arma contragolpes, compensando a falta de cobertura de um volante.

Boa sorte na continuação!

Valeu Tsuru, espero que continue curtindo o save 🙂

Eu achei a história do Andradina curiosa, bem representativa desses jogadores que não ouvimos falar mesmo. A julgar pela quantidade de material em polonês no YouTube, ele é muito querido por lá mesmo. Pelos números da carreira, dá pra entender.

Sobre tuas sugestões táticas, eu já joguei a primeira temporada inteira porque empolguei com o FM, mas vou levar elas em consideração para a segunda temporada. O ala eu já troquei por um lateral em apoiar mesmo, mas curiosamente o fiz por sentir que o ala em defender não estava ajudando o suficiente pra frente (ou seja, bem diferente da tua afirmação de que o ala é muito ofensivo...). Quanto ao MRB, é provável que eu passe a usar um na próxima temporada de qualquer modo pelas opções de elenco mesmo (mas isso ainda pode mudar, não passei a janela de transferências ainda).

 

Em 28/12/2018 at 12:55, Vannces disse:

Danut, esse rendimento da equipe comparando ao rendimento da postagem anterior acabou sendo bem decepcionante. Houve alguma mudança nesse período que explique o péssimo rendimento defensivo? O que o Tusu sugeriu eu assino embaixo, embora o meu entendimento sobre táticas é demasiadamente baixo comparado ao dele e ao de muitos aqui no fórum, rsrs, ou seja, aqui eu mais aprendo que ajudo. De qualquer forma, se a equipe conseguir o equilíbrio ainda dá tempo para disputar o título. A história do brasileiro é bem interessante e obviamente que há inúmeras como essa espalhadas pelo mundo, não sei se com um gol daqueles no currículo, mas que há histórias assim, há. Bom trabalho na sequência!

Olha, tem uma série de fatores que contribuíram: tive um zagueiro reclamando da falta de tempo de jogo e ele não foi bem quando entrou, uma ou outra lesão de jogador, coisas assim. Mas acho que o principal é mesmo que os adversários exploraram bem nossas falhas.

Acho que falar em briga pelo título já era excessivamente otimista nos primeiros meses. Agora então... Mas gostaria de melhorar em relação a posição atual.

Realmente existem muitas histórias como essa do Andradina. Eu nem tinha muita certeza se ia querer detalhar ela, mas já que ele resolveu sair do clube achei que era oportuno.

Obrigado 🙂

 

Em 28/12/2018 at 19:23, Henrique M. disse:

Fiquei surpreso pela queda de produção e agora o Pogon faz mais jus as suas previsões e até sua resposta ao meu comentário anterior. Pelo visto, se não se recuperar dessa queda de desempenho, o jeito vai ser se contentar em cumprir as expectativas da direção.

Eu meio que já esperava essa queda quando comecei, mas foi decepcionante mesmo assim. Em todo caso, estamos ainda dentro do previsto. Pra primeira temporada acho que cumprir a expectativa da diretoria não é de todo ruim. Se der pra fazer mais, ótimo. Se não der, paciência.

 

Em 28/12/2018 at 21:53, Master Darthz disse:

Como tinha dito no comentário anterior, a liga é equilibrada, e isso ficou demonstrado nos últimos resultados. De qualquer forma ainda está tudo muito próximo em termos pontuais, então se acertar a defesa talvez dê para sonhar com algo mais.

É mesmo, o campeonato tem se mostrado bastante equilibrado. Só o Nowy que é o Saczo de pancadas de todo mundo.

Ainda há tempo de brigar por mais, mas precisaremos mudar a defesa mesmo. Do jeito que está a equipe não vai longe. Vamos ver se o treinador arma alguma solução. 

 

Em 29/12/2018 at 12:27, marciof89 disse:

Gostei da história que contou após o post, sempre muito legal ver esses "famosos desconhecidos" do mundo da bola, que fazem sucesso lá fora mas aqui são meros desconhecidos.

Na primeira atualização o time estava indo bem, li e achei que a equipe iria engrenar e te enganar nas suas previsões iniciais. Ai vi que tinha mais atualização, li e entendi que talvez eu estivesse me precipitando. Mas tudo bem, não é o fim do mundo, é uma temporada de consolidação, e no fim das contas ainda está bem aberto. Se acertar o percurso, até engrena.

Boa sorte!

Que bom que curtiu a história. Não ia falar dela agora na real, mas como o cara resolveu abandonar o clube achei que era o momento. O curioso é que ele realmente parece bem famoso por lá, tem muito material no YouTube sobre o jogador. Pena que meu polonês anda enferrujado 😛

Como disse na resposta ao Henrique, não considero ruim ficar só na expectativa da diretoria em uma primeira temporada. Mas também ainda temos tempo de brigar por mais. Vai depender do trabalho do treinador nos próximos meses.

Valeu 🙂

 

Em 29/12/2018 at 21:51, Perissé disse:

Ficou bem difícil agora só poder contratar brasileiros que tenham dupla nacionalidade ou contratar brasileiros comuns e esperar três anos para cada um se tornar polonês. Não me lembro se determinou alguma regra nos primeiros posts, mas só vai contratar brasileiros ou vai trazer europeus também?

Começou muito bem o Polonesão, mas qualquer tropeço pode ser fatal com os clubes vindo grudados na tabela e foi o que aconteceu: derrapou em outubro e dezembro, mas ainda dentro das expectativas.

Sobre a tática, gosto muito do 4-3-1-2, mas é bastante ofensivo (e vimos isso se refletindo no péssimo desempenho ofensivo). Só note que as equipes que jogam nessa formação na realidade defendem no 4-1-4-1. A única equipe que ataca e defende no 4-3-1-2 (que eu me lembre) é o Liverpool, mas o meio deles é extremamente combativo (MRB é uma boa função pra essa característica e pra esse esquema) e pouco criativo. Portanto, se o seu meio não é combativo, acho melhor fazer com que algum atacante volte pra marcar com marcação individual.

E, cara, que porra é essa de LARGAR o jogo e ir pegar água? Tinha mais é que tomar o quatro pra aprender, hahaha.

Não determinei nenhuma regra, não. Inicialmente a ideia do save era apenas contratar brasileiros mesmo. Mas já estava meio assim com isso, pois meus últimos dois saves foram extremamente rígidos e eu não estava convencido que queria jogar dessa forma novamente. Daí antes de iniciar eu fui conferir essa questão dos estrangeiros e vi que havia mudado - foi a deixa para abandonar a ideia de um save com regras rígidas.

Então essa questão dos estrangeiros limita um pouco minhas possibilidades de contratação de brasileiros, mas não acho que vá dificultar tanto assim. Pretendo investir em jovens que possam terminar sua formação no clube, aí eles já ganham tempo no país para naturalização também. E claro, vou usar de jogadores de outras nacionalidades - nesse começo provavelmente mais, depois um pouco menos.

O campeonato está bem equilibrado, aí minha equipe acabou bobeando mesmo. Mas tem muita bola por rolar ainda. E de qualquer modo estamos dentro do esperado, como tu ressaltou.

Boa sugestão essa da marcação individual. Eu confesso que cheguei a cogitar usar ela, mas por algum motivo nunca levei a ideia adiante, mesmo jogando com um atacante defensivo... É algo que realmente vou considerar de agora em diante - só, como disse também ao Tsuru, não vou poder usar as dicas nessa temporada porque já joguei ela até o final.

Sobre o jogo com o Nowy Sacz, os caras tinham um ponto na tabela, três gols em 24 minutos... Tudo indicava uma vitória fácil, fácil. Mas realmente acho que merecia ter perdido no final. O empate já seria sorte nossa, a vitória foi presente divino.

 

11 horas atrás, baltazar disse:

Gostei da proposta do save, espero que jogue muitas temporadas nesse também. ^^

Bom, o começo foi excelente, mas ai teve uma queda, apesar de que a campanha até está sendo boa, enfim, vamos ver o que acontece, espero que o clube volte a mostrar aquele bom desempenho do inicio e quem sabe não nos surprenda.

Boa sorte, acompanhando.

Já eu espero que consiga meus objetivos em menos temporadas 😛

Ainda temos muito campeonato pela frente. Como já joguei toda a temporada, não vou dizer muito para evitar spoilers.

Valeu 🙂

 

 

4 horas atrás, ggpofm disse:

Teve uma queda de desempenho abrupta, mas como o Henrique disse, mais adequada às previsões iniciais da temporada, então não é motivo de sustos.

Legal a história do Andradina. Sorte para ele por lá.

Pois é, caímos bastante. Ainda acho que dá para bater a previsão da diretoria, mas a posição atual provavelmente reflete melhor a capacidade do clube que o segundo lugar da atualização anterior.

Que bom que curtiu a história. Pretendo trazer mais personagens como ele no futuro.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Banton

História muito foda! Não fazia idéia que existia esse fato bizarro no futebol polonês. Tenho certeza que a saga será bem executada, muito boa sorte e estou muito empolgado com esse seu desafio!

Só fiquei decepcionado com os gráficos que estão feios demais (com todo respeito)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut
5 horas atrás, Banton disse:

História muito foda! Não fazia idéia que existia esse fato bizarro no futebol polonês. Tenho certeza que a saga será bem executada, muito boa sorte e estou muito empolgado com esse seu desafio!

Só fiquei decepcionado com os gráficos que estão feios demais (com todo respeito)

É uma história bem curiosa mesmo. Achei muito engraçado quando ouvi a primeira vez.

Sobre os gráficos, que pena que não gostou. Tu pode me dizer o que achou que ficou tão ruim?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Luchín

É uma oscilação completamente normal e aceitável para a primeira temporada de trabalho, sobretudo em um campeonato equilibrado como parece ser o polonês. O importante mesmo é terminar a primeira temporada dentro do que a direção prevê para aumentar a confiança.
Quanto à tática, pensei em dar uma sugestão, a de colocar o Kort como Atacante Sombra, devido à minhas ótimas experiências com essa função tática nas versões mais recentes, mas como ele tem rendido bem da forma que vem atuando, não há porque mudar. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut
4 horas atrás, Luchín disse:

É uma oscilação completamente normal e aceitável para a primeira temporada de trabalho, sobretudo em um campeonato equilibrado como parece ser o polonês. O importante mesmo é terminar a primeira temporada dentro do que a direção prevê para aumentar a confiança.
Quanto à tática, pensei em dar uma sugestão, a de colocar o Kort como Atacante Sombra, devido à minhas ótimas experiências com essa função tática nas versões mais recentes, mas como ele tem rendido bem da forma que vem atuando, não há porque mudar. 

Pois é, não fiquei feliz com a oscilação mas também não acho que seja o fim do mundo. Se der pra ficar acima da previsão, ótimo. Mas ficando dentro já é um começo.

Sobre tua sugestão, o Kort tá jogando mais ou menos bem. Na maior parte do tempo ele vai mal na real, mas daí participa de quase todos os gols. Honestamente não sei como avaliar isso.

Eventualmente sou capaz de experimentar o atacante sombra. Mas nos FMs passados nunca consegui fazer essa função render. Não sei bem o que usar ao redor dele. Só vi render no FM14, ao jogar sem atacante (mas daí era explorar bug, a AI se perdia toda contra formação sem atacante, de ganhar tudo com time mediano mesmo).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
El Ligero

Creio que a irregularidade é natural nesse estágio, na medida em que o clube ganhar de vez a sua cara as coisas caminham com mais naturalidade. Qual é a filosofia de contratações pensada pra sequência?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut
12 horas atrás, El Ligero disse:

Creio que a irregularidade é natural nesse estágio, na medida em que o clube ganhar de vez a sua cara as coisas caminham com mais naturalidade. Qual é a filosofia de contratações pensada pra sequência?

Pois é, também acho que isso é normal para um começo de trabalho. Ainda não sei bem quem são meus jogadores, como quero fazer o time jogar e tudo mais. Com o tempo espero que tudo isso se encaixe, mas agora não vou cobrar demais.

Sobre as contratações, eu gostaria de trazer ao menos um ou dois jovens brasileiros na janela de final de ano. Antes disso deve ser difícil, pela falta de orçamento. De resto, não tenho muita política de curto prazo não. Vou trazer jogadores conforme a necessidade do elenco e o que me for disponibilizado. Também não sei ainda quanto que vou ter de dinheiro - no momento o clube está no negativo, não sei como será ao final do ano. Daí disso vai depender como vou poder atuar no mercado - se posso buscar jogadores pra qualificar o time principal ou apenas jovens apostas, por exemplo.

No longo prazo eu gostaria de ter uma equipe formada pela metade de brasileiros - tanto no geral do elenco quanto no time principal. Mas vamos ver se isso vai ser possível, não tenho certeza. E certamente não é algo que irei fazer tão rápido, ainda mais com a exigência de naturalização para driblar o limite de estrangeiros.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut

JaMi5voBuRBFaClbFTwJlYjJmW_v8JgoZGYaeHk-

Na última atualização vimos que o Pogon caiu bastante de forma nos meses de outubro a dezembro, indo da segunda para a sétima colocação. Ainda assim, a equipe está dentro do esperado pela diretoria - e a distância para o grupo de cima não é muito grande. Hoje vamos saber como foram os jogos da pausa de inverno até o final da primeira fase, e também falar um pouco sobre o mercado de transferências.

 

O3uAnIxV1rGRoS4ROVpSmoSlNcWb9_rHCiaxfBIE

Embora tenha iniciado o save sem orçamentos disponíveis para transferência - o que praticamente impede movimentações significativas na primeira temporada -, me vi obrigado a procurar alguma opção durante a janela de inverno. Isto porque nosso lateral esquerdo reserva havia sofrido uma lesão gravíssima e só iria voltar na próxima temporada. Como não havia dinheiro para transferência, fui atrás de algum jogador livre ou que aceitasse ser emprestado ao clube.

A primeira opção que encontrei quase resultou em um negócio surpreendente. O marfinense Arthur Boka, ex-estrela do Stuttgart, estava disponível. Abordei o jogador e ele pediu um salário fora de nossa realidade – quase 200 mil euros por ano. Mesmo assim, ofereci a ele um período de testes, pensando que não havia nada a perder. Dois dias depois, o jogador estava pedindo 80 mil por ano. Depois de alguma negociação, acordamos em 70 mil ao ano até o final da próxima temporada. Seria um nome de peso para um clube do tamanho do Pogon.

Mas aí bateu a dúvida na hora de fechar o negócio. Um dos pontos de que o jogador não abriu mão foi ser considerado jogador chave. Só que eu já tenho um bom lateral esquerdo que é considerado titular, Ricardo Nunes. Trazer um jogador com status maior significaria arrumar confusão com quem já está aqui. Para piorar, Boka não possui cidadania europeia. Ou seja: com o jogador sendo considerado chave para o elenco, eu estaria me obrigando a reservar uma das duas posições de estrangeiro. Somado a isso, havia o fato de que eu estaria esticando o orçamento do clube ao máximo para fechar o negócio nos termos previstos. Acabei achando que não valia a pena, mesmo por um jogador dessa qualidade.

Sem boas opções para a lateral, resolvi então buscar um zagueiro – o que liberaria Lasha Dvali a jogar pelo lado se necessário. Também aqui cheguei a acordar contrato com um jogador, mas voltei atrás depois. Alan Henrique seria o primeiro brasileiro do save. No entanto, não quis queimar meu espaço de estrangeiro com um zagueiro de 26 anos.

No fim, fechei contrato com o búlgaro Angel Gramchov. O jogador é um pouco pior do que a opção brasileira e vai receber salário um pouco maior, mas tem a seu favor a nacionalidade europeia.

 

Nas saídas, sofremos bastante com o assédio inglês por Walukiewicz. O Swansea chegou a oferecer 2 milhões pelo jogador, adicionando ainda metade do lucro da próxima transferência. O jogador, claro, gostaria de ir para lá. Mas me mantive firme. O bombardeio inglês continuou com Newcastle, Stoke e Brighton fazendo propostas – todas devidamente devolvidas.

Outro destaque foi a ofensiva de Mainz e Frankfurt sobre Jedrzej Grobelny, um goleiro de nossa base. Apesar de ele ter apenas 16 anos, o Mainz ofereceu 400 mil euros para levá-lo – e ainda ficaríamos com boa parte do lucro de uma próxima transferência. Uma proposta tentadora por um jogador tão jovem, mas quero ver o jogador se desenvolver em nosso clube.

 

ilNHnce8ZPiZwhflgYbVmIR7sCCXYOLPNBn3LfwQ

1FVNGVUcD-k3zDVDE3C5mvL05Jnv-DcHKfiQj47k

A pausa de inverno da Ekstraklasa é bastante longa - foram quase dois meses sem jogos oficiais. Nos amistosos, minha equipe até foi bem. Quando retornamos ao que realmente interessava, porém, o desempenho ficou abaixo do esperado. A defesa até conseguiu melhorar um pouco, mantendo o zero em três oportunidades. Mas em compensação nosso ataque caiu de produção. Nesse sentido o destaque negativo é o jogo com o Gornik Zabrze, onde jogamos mais de 45 minutos com um homem a mais mas não fomos capazes de balançar as redes. Mesmo quando vencemos, a equipe não mostrou muito. No jogo com o Korona, por exemplo, a vitória só veio graças a dois chutes de longe de Piotrowski - um em cima do apito para o intervalo, outro em cima do apito final. 

Algumas coisas ajudam a explicar o baixo desempenho ofensivo da equipe. Em primeiro lugar, há o desgaste natural da tática. Os adversários entenderam nossa forma de jogo, e tivemos dificuldade em criar novos caminhos. Somado a isso, perdemos muito de nossa (já pouca) força pelos lados do campo, já que o lateral Ricardo Nunes se lesionou logo antes do segundo jogo e só voltou para os dois últimos. Por sorte eu havia contratado uma nova opção para a defesa, pois senão a coisa ficaria ainda mais complicada. Outro fator importante é que em alguns jogos tentei mandar a equipe a campo de forma mais cautelosa, tentando justamente obter uma maior estabilidade defensiva. Os resultados mostram que essa não foi a abordagem correta.

 

hZllkTOHj6qhX4OOoNa9WfUiKjUp-qyJfKHK2reE

-3HQMB-ypOgKnzy_IhcuIAVV3NPYax31mgTIv4Oq

Ainda que não tenha sido um grande destaque em termos de importância na tabela, o jogo com o Lech Poznan chama a atenção pela quantidade de lances curiosos. O primeiro deles foi nosso gol de empate. A jogada se inicia com o Poznan no campo de ataque. O autor do primeiro gol, Bärkroth, cai no chão sozinho, indicando lesão. A bola rola em direção à linha lateral. Em vez de deixar ela sair para o atendimento do adversário, meu lateral corre desesperadamente para evitar a saída. Seguem-se 40 segundos de posse de bola, com o atacante adversário o tempo inteiro estirado no chão. Minha equipe simplesmente não quis saber de fair play, e o jogo só parou com a bola na rede.

Talvez incentivado pela raiva de ver o adversário marcar ao desrespeitar o fair play, o Poznan veio com tudo para cima. Foram três bolas na trave ao total. Uma delas, na jogada mostrada abaixo, em que meu goleiro também brilhou:

ef5efc8ce39c9074dc4e7be3c455ecd8.gif

Só faltou o último chute ir na direção do gol e parar no goleiro. Aí sim seria um lance antológico.

Com meus zagueiros passando por maus momentos, resolvi promover a estreia do recém contratado Angel Gramchov. O defensor entrou em campo aos 75 minutos, quando o Szczecin tinha uma falta no campo de ataque. 30 segundos depois, ele balançou as redes pela primeira vez. Do lado errado. Uma estreia que, infelizmente, foi o prenúncio do que o jogador faria pelo clube nesse período.

 

txKc7y56UmUzAs-cdp2XUiqcNsiZVHn4qlJkQOUS

_yH7yahH2_aQFGKS52JcA9JwzCY3X2dw5GToRnqh

A recuperação esperada não veio. O Pogon acabou mesmo se arrastando por todo o segundo turno. A queda do desempenho ofensivo se reflete nos números - já não somos mais o melhor ataque da competição. Se a mudança fosse acompanhada de uma melhora significativa na defesa, tudo bem. Mas continuamos com a segunda pior defesa do campeonato. Ainda assim, foi o suficiente para garantir uma posição no grupo de cima da tabela. 

Agora iniciamos a segunda fase, onde enfrentaremos novamente as outras equipes da metade superior da tabela. Como os pontos são mantidos, nossa situação está praticamente definida. O título ainda está em disputa, com um jogo podendo alterar a situação desde o líder até o sexto colocado. Mas é justamente entre o Lech e o Pogon que o buraco se abre. Nossa missão agora é manter a distância do Wroclaw, e quem sabe lutar por uma posição mais honrosa caso uma das equipes de cima entre em crise.

 

9RrJ1CSWVS9kJT8dUenbEa2dKm1wAjwRPMWlTYS0

UNt7a72qedvXbV6101dH462pMJATLWgDdJm3DQWE

Dawid Poczobut / Jakub Morawski / Marcin Fijolek / Russ Thompson

Apesar do baixo nível da maior parte dos jogadores, optei por contratar todos os jovens surgidos neste ano. Isto porque ainda não olhei com atenção para as categorias de base, então não sei quais posições estão bem servidas e onde precisamos de mais nomes. Na virada de temporada pretendo começar a organizar melhor o time inferior, buscando implementar a filosofia de manter apenas dois jogadores por posição.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Master Darthz

Na questão das transferências, tocaste num ponto importante que eu muitas vezes desconsidero: será que vale a pena contratar um jogador que vai dar problemas no balneário e aumentar muito a questão dos salários, se a equipa já tem um jogador titular de nível. Eu diria que sim, mas depois de ver a reflexão que fizeste, começo a concordar contigo, apesar de eu normalmente tentar que os reforços procurem acrescentar sempre "algo mais" ao plantel.

A fase regular acabou por ser bem mais ou menos. O clube ficou no grupo de cima, mas como disseste, a desvantagem já é grande, e fica difícil subir na tabela a contar com os adversários perderem pontos. Falaste na questão de abordar os últimos encontros de maneira cautelosa não ter sido a mais correcta: achas que se tivesses apostado mais no ataque a coisa teria melhorado? É que eu pessoalmente penso que esse é o caminho certo: quando a equipa não consegue produzir muito ofensivamente, mais vale segurar a defesa e tentar ganhar pontos aqui e ali.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
ggpofm

Achei quer ia fechar com o Boka, mas não. Pensei que o Alan Henrique também seria contratado, mas não. Só gostaria de entender mais o raciocínio por trás da afirmação sobre o Alan Henrique: "não quis queimar meu espaço de estrangeiro com um zagueiro de 26 anos." O achou muito velho?

E essa jogada maluca do adversário, hein. Fez bem colocá-la para registro. Me fez lembrar de um gol da Copa de 78, curiosamente entre Brasil e Polônia. Claro que é bem diferente, mas...

Spoiler

 

Fez uma campanha bastante regular dentro da temporada, mas esperado pelos apostadores. Eu que errei achando pelo início que a equipe daria mais logo de cara. A defesa do time é defesa de time rebaixado, mas o ataque é muito positivo. Acha que dá para encontrar o o equilíbrio para a fase final?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut
2 horas atrás, Master Darthz disse:

Na questão das transferências, tocaste num ponto importante que eu muitas vezes desconsidero: será que vale a pena contratar um jogador que vai dar problemas no balneário e aumentar muito a questão dos salários, se a equipa já tem um jogador titular de nível. Eu diria que sim, mas depois de ver a reflexão que fizeste, começo a concordar contigo, apesar de eu normalmente tentar que os reforços procurem acrescentar sempre "algo mais" ao plantel.

A fase regular acabou por ser bem mais ou menos. O clube ficou no grupo de cima, mas como disseste, a desvantagem já é grande, e fica difícil subir na tabela a contar com os adversários perderem pontos. Falaste na questão de abordar os últimos encontros de maneira cautelosa não ter sido a mais correcta: achas que se tivesses apostado mais no ataque a coisa teria melhorado? É que eu pessoalmente penso que esse é o caminho certo: quando a equipa não consegue produzir muito ofensivamente, mais vale segurar a defesa e tentar ganhar pontos aqui e ali.

Pois é, eu fiquei bem em dúvida em relação ao Boka. O cara ia acrescentar qualidade à equipe, e o salário final foi muito bom para o nível do jogador. Mas acho que seria certo que acabaríamos com problemas no vestiário, e o Ricardo Nunes é um bom jogador também - outros setores precisam mais de reforços do que a lateral, que só precisava mesmo pela lesão do reserva. Normalmente também só contrato quem pode trazer algo mais ao plantel, mas nesse caso era menos uma contratação desejada para o plantel e mais um tapa-buraco. Daí por isso preferi seguir outro caminho.

Em relação a evitar a briga no elenco, acho que foi a decisão certa. Mas também tem o fato de que o Gramchov jogou mal demais. Talvez não contratar ninguém e usar um homem da base teria sido melhor.

Sobre a fase regular, não encantamos ninguém mesmo. Ao menos cumprimos o esperado pela diretoria - já não podemos mais ficar abaixo do 8º lugar, então a expectativa foi cumprida.

Sobre a abordagem, a questão é que a equipe até estava produzindo ofensivamente. Foi a partir das minha mudanças que isso parou. E não houve uma melhora defensiva correspondente. Por isso acho que não era o caminho. Antes a equipe fazia uma coisa muito bem e outra muito mal. Passamos a fazer duas mal.

 

1 hora atrás, ggpofm disse:

Achei quer ia fechar com o Boka, mas não. Pensei que o Alan Henrique também seria contratado, mas não. Só gostaria de entender mais o raciocínio por trás da afirmação sobre o Alan Henrique: "não quis queimar meu espaço de estrangeiro com um zagueiro de 26 anos." O achou muito velho?

E essa jogada maluca do adversário, hein. Fez bem colocá-la para registro. Me fez lembrar de um gol da Copa de 78, curiosamente entre Brasil e Polônia. Claro que é bem diferente, mas...

  Mostrar conteúdo oculto

 

Fez uma campanha bastante regular dentro da temporada, mas esperado pelos apostadores. Eu que errei achando pelo início que a equipe daria mais logo de cara. A defesa do time é defesa de time rebaixado, mas o ataque é muito positivo. Acha que dá para encontrar o o equilíbrio para a fase final?

Sobre o Boka, é o que falei na resposta ao Master Darthz. O cara ia trazer qualidade e tal, mas os problemas no vestiário seriam basicamente certos. E não sei se valeria a pena isso para trazer alguém em uma posição onde estamos bem servidos de titular.

Quanto ao Alan Henrique, eu não gostei de duas coisas nele. Primeiro, achei ele meio velho mesmo. Não é um jovem que possa evoluir no clube, ficar anos e anos e se tornar titular. É um cara que já tá no auge e que não seria titular aqui. Nesse sentido, acho um jogador velho. Claro, o Gramchov é basicamente da mesma idade. Mas tem a seu favor não ser estrangeiro. Não quis queimar o lugar de estrangeiro com alguém sem perspectivas de virar titular.

A segunda coisa é que ele é zagueiro. E eu não queria que o primeiro jogador brasileiro do save fosse um zagueiro meio grosso. Não que não possa vir a contratar um mais adiante, mas achei que não ficava legal dentro da narrativa de formar uma equipe com o espírito brasileiro começar trazendo justamente um cara que não tem nada do que eu quero buscar.

Sobre o gol: rapaz, que jogada foi essa aí? Na terceira bola na trave comecei a rir. Muito legal ele, e muito interessante ter ocorrido justamente no Brasil e Polônia. Gostei de ver o vídeo.

Olha, eu achava que dava pra encontrar o equilíbrio para esse segundo semestre. Tentei mudar a equipe pra isso e não deu certo. Agora acho que vamos até o final do ano desequilibrados mesmo, depois a gente vê o que faz.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Henrique M.

Surgiu um bom valor nesse Poczobut, dependendo da necessidade, quando ele completasse 16 anos, eu já colocaria ele no elenco principal.

No mais, o time vai seguindo a lógica do treinador, o que é bastante raro de ver aqui, geralmente as pessoas acabam fazendo uma análise mais pé no chão e surpreendendo ou então, acham que vão longe e não vão a lugar nenhum.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut
4 horas atrás, Henrique M. disse:

Surgiu um bom valor nesse Poczobut, dependendo da necessidade, quando ele completasse 16 anos, eu já colocaria ele no elenco principal.

No mais, o time vai seguindo a lógica do treinador, o que é bastante raro de ver aqui, geralmente as pessoas acabam fazendo uma análise mais pé no chão e surpreendendo ou então, acham que vão longe e não vão a lugar nenhum.

Achei curioso tu dizer isso, pois na minha avaliação não achei o jogador tão grande coisa assim. Não acho que ele vá chegar a ser relevante no time principal.

Sobre a segunda parte, eu diria que minha análise foi bem pé no chão. O time só não surpreendeu porque o treinador não foi bem mesmo, pois cumprir o esperado pela diretoria costuma ser o mínimo no FM.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
felipevalle

Já contratei o Boka por pré-contrato em versões anteriores. Na época era um bom reforço, mas agora, devido a idade, te ajudaria mais em dar experiência a sua lateral. Mas não sei se seria suficiente para evitar essa queda de rendimento. 

Ainda sim, espero que dê mais trabalho para os adversários nessa fase decisiva. Se não na obtenção do título, ao menos esboçar uma reação de competividade.

 

Editado por felipevalle

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut
2 horas atrás, felipevalle disse:

Já contratei o Boka por pré-contrato em versões anteriores. Na época era um bom reforço, mas agora, devido a idade, te ajudaria mais em dar experiência a sua lateral. Mas não sei se seria suficiente para evitar essa queda de rendimento. 

Ainda sim, espero que dê mais trabalho para os adversários nessa fase decisiva. Se não na obtenção do título, ao menos esboçar uma reação de competividade.

 

O nível do polonesão é baixo. Com os atributos que tinha, ele provavelmente seria estrela da equipe mesmo, ao menos por esse ano.

Olha, também espero que a equipe reaja um pouco. Nem que seja só pra terminar dando um pouco mais de alegria ao torcedor.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
marciof89

Time bem 8 ou 80, ou perde ou ganha, empatar pra que?

Antológica a defesa do goleirão, apesar de vc dizer que não. Trave faz parte do jogo e defende! HAHAHAHHA

Bem fraquinha a fornada, ein? Acha que os jogadores tem nível para se desenvolver no futuro e fazerem parte do time principal?

O sistema de pontuação e classificação do polaco é estranho demais.

Boa sorte!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Vannces

Acompanhei suas dúvidas na hora de fazer a contratação, aquela situação em que fica receoso de contratar um jogador que pede para ser considerado jogador chave sendo que já há um jogador chave no elenco nessa posição, é realmente um desafio. 400 mil euros por um garoto da base mostra que o jogador tem potencial e merece se desenvolver mesmo no clube. A pausa de inverno tem como lado positivo um tempo a mais que dá para recuperar jogadores lesionados e estudar melhor os erros e acertos até o momento. Conseguiu fazer algum balanço quanto à necessidade de alguma mudança no elenco ou na tática e instruções? Os resultados mostram um tudo ou nada, vitória ou derrota, nenhum meio termo.

Sobre os lances, vi que foi um jogo atípico mesmo, o gol que fizeram desrespeitando o fair play é algo inédito para mim no FM e esse lance das bolas na trave é realmente antológico, o goleiro merece uma placa. O que o ggpofm citou como lembrança da copa de 78 faz sentido, até a cor do uniforme de quem ataca é parecido, rs. Boa sorte na sequência.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Luchín

Também acreditei que ia contratar o Boka após ele aceitar reduzir mais da metade de sua pedida inicial, mas esse é o tipo de decisão que devemos tomar e torcer para estarmos certos após um tempo. O Gramshov me pareceu um bom nome, sobretudo para mim, que estou acostumado com vários atributos <10, principalmente porque vem para ser reserva.

Gostei da postura para segurar os jogadores e vou sugerir que sempre venda jovens com 50% da próxima venda, pois, como você viu no FC Andorra, algumas vezes podem virar uma mini-bolada de muita utilidade para o clube no futuro próximo.

A queda, por mais que fosse esperada após o bom início de temporada, começa a preocupar, ainda que o clube esteja dentro do que a direção espera. A melhora da defesa é um alento, mas continuo com o pensamento que é melhor um ataque muito prolífico e uma defesa muito vazada que um 0-0 ou 1-0. 😜

Sorte para o término da temporada.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • joao filipe farias
      Por joao filipe farias
      Faala pessoal, a retratação do esquema tático do Tite de 2015.
      Vou deixar o link do vídeo aí pra vocês, além do link da tática para darem uma analisada. 
       
      Download da tática: https://www.4shared.com/file/dF_guvTbfi/Tite_2015_by_Apodi.html
    • thyagocda
      Por thyagocda
      SUMÁRIO

      Apresentação
      Sou mais um daqueles apaixonados por FM, mas por conta dos compromissos pessoais, o tempo gasto com o jogo deve ser bem equilibrado. Ano passado criei uma história aqui na PM com o Porto mas acabei interrompendo depois que descobri que eu seria pai, a gravidez passou, meu filho (Thayler) já nasceu com saúde graças a Deus. E agora que as coisas acalmaram vinha planejando o retorno a área.
       
      Estilo de Postagem
      Tentarei seguir um padrão de postagens bimestrais sobre os acontecimentos no jogo. Mas pretendo utilizar as probabilidades de apostas do jogo para gerar interatividade com os leitores entre as postagens. Pelo menos a introdução do save contará com uma "pequena ficção" e ao longo do save tentarei dar prosseguimento.
       
       

      O Desafio Real #1 | A Dany - MAI/17
      Valência - ESP

      Clique aqui para a próxima postagem
    • Miguelus
      Por Miguelus
      Decidi fazer uma série de listas com jogadores de mercados mais acessíveis. Para aqueles saves com equipas mais pequenas/médias estes mercados são fundamentais já que o brasileiro ou argentino tem os preços completamente inflacionados. Aqui encontra-se bons jogadores e o custo ainda é baixo. Mercados como o Colombiano são mercados acessíveis e uma aposta segura para equipas com menos recursos.
      Para a tabela completa com mais informações (idade, clube, nacionalidade, valor) podem consultar o site FMTalks.pt bem como as listas do mercado Sérvio e Norueguês.
      Mercado Sérvio
      Mercado Norueguês

      Estes jogadores estão todos no mercado colombiano.
      GR
      Carlos Bejarano Joel Silva Fernando Monetti Robinson Zapata
      DR
      Daniel Bocanegra Juan Camilo Angulo Gilberto García Iván Vélez Juan Roa
      DC
      William Tesillo Diego Herner Carlos Henao Diego Braghieri Rafael Pérez Hernán Pertuz
      DE
      Felipe Banguero Juan Dominguéz Juan David Valencia
      MDC
      Andrés Pérez Diego Arias
      MC
      Jesús Marimón Jhon Duque Gonzalo Castellani Abel Aguilar
      MOE
      Matías Mier Yohandry Orozco Vladimir Hernández Leyvin Balanta
      MOD
      John Edison Hernández
      MOC
      Omar Pérez Santiago Montoya Andrés Ricaurte Andrés Roa Daniel Hernández Macnelly Torres Fabián Sambueza
      PLC
      Cristian Martínez Borja Dayro Moreno Germán Cano Juan Fernando Caicedo Wilfrido De La Rosa Leonardo Castro Roberto Ovelar Ayron del Valle Marco Pérez Alguns exemplos de jogadores da lista:



    • Lucas Matías
      Por Lucas Matías
      :: APRESENTAÇÃO
      Após longos meses no fórum apenas acompanhando por cima as histórias do pessoal aqui na área, resolvi me aventurar agora que estou com mais tempo livre para finalmente conseguir passar horas à frente do FM.
      O desafio que irei compartilhar com vocês é um que eu já faço a muito tempo, desde o FM 14 pra ser mais exato, porém, apenas no 16 eu consegui ter êxito. É simples, passar por todos os países da Europa e conquistar o campeonato nacional em todos eles.
      O desafio terá algumas regras para que o save flua de uma maneira mais rápida, já que meu PC não é dos melhores e consequentemente com uma base de dados grande ele acaba ficando bem lento. Uma delas é que a cada objetivo alcançado, um novo save será criado. Exemplo: Após conquistar títulos em San Marino, irei para o próximo desafio em um novo save, sempre seguindo a ordem do Ranking de Coeficientes da UEFA.
      Não vou tentar conquistar a Champions League com clubes de Andorra e Gibraltar, nesses países de menor expressão o objetivo é se consolidar nacionalmente com conquistas e entrar no quadro de honra nacional como um dos treinadores mais vitoriosos do país. Claro que uma boa campanha na UCL será bem vinda, mas esse não será o principal objetivo.
      Sempre irei iniciar no clube que está cotado para terminar a primeira divisão nacional na última colocação e irei trocar de clube caso receba uma proposta de uma equipe de maior expressão nacionalmente.
      O manager será o pseudônimo Giovanni Rizzo, italiano de 38 anos que terá a licença para treinador A continental e a experiencia anterior como futebolista profissional nível local.
      A principio é isso, quero fazer algo bem simples mas que agrade a todos, então qualquer dica é bem vinda, até porque essa será a primeira vez que irei tentar jogar com essas regras que criei. Valeu!
       
      :: HISTÓRICO
      01. SAN MARINO
       
    • marciof89
      Por marciof89
      Eis que, enfim, criei coragem para postar uma história aqui no Profissão Manager. Frequento o fórum a muitos anos mas sou um completo bicho do mato, portanto interajo muito pouco, motivo pelo qual demorei a adentrar aqui. Agradeço desde já quem tiver interesse em seguir, e ouvirei todas as dicas que quiserem sugerir, sejam sobre organização, táticas, etc. Li as regras e as recomendações antes de começar, mas deslizes podem acontecer. Os gráficos foi eu mesmo quem fiz, não reparem! hahaha
      Sem mais delongas, vamos ao que interessa.
      Eu tenho um carinho muito grande pelo Tupi, apesar de não ser mineiro. A torcida do Tupi, apesar de pequena como de praxe entre os times pequenos, é muito apaixonada. Não são muitos os times brasileiros sem muita relevância no cenário nacional que mantenham uma torcida apaixonada assim. E como sou da época do Elifoot 2 e 98, então sempre achei graça em pegar um time lá das divisões de baixo e levar até a glória.
       

      O Tupi Futebol Clube é um clube da cidade de Juiz de Fora, Minas Gerais, e foi fundado no dia 26 de maio de 1912 por moradores ilustres da cidade. Durante os primeiros anos, era chamado de Tupy, já que muitos de seus fundadores eram dissidentes do Tupynambás (atualmente seu maior rival). É o maior clube da cidade, e tem como maior glória a conquista da Série D em 2011. A equipe manda seus jogos no estádio Radialista Mário Heleno (estádio da cidade), com capacidade para mais de 30 mil pessoas.
      Seu maior rival, como dito anteriormente, é o Tupynambás, time também de Juiz de Fora, com quem faz o clássico Tu-Tu. Durante um curto período de tempo na década de 90, ele se fundiu com o Tupynambás e o Sport (outro time da cidade) e formaram a Cooperativa Manchester de Futebol, inspirados no sucesso da fusão do Paraná Clube. Porém, resultados pífios e crises de ego fizeram com que a fusão não aguentasse, tendo disputado apenas 3 estaduais com o novo nome.
      O time carece de ídolos, e não revelou grandes jogadores para o futebol mundial. Apesar disso, dois nomes notáveis passaram pela equipe. Muller, campeão mundial pelo São Paulo, e Romário, que apesar de ter sido proibido pela FIFA de atuar pelo time por ter jogado por 2 equipes num período de um ano, chegou a treinar com o elenco e atraiu a atenção da mídia para o time.
      O mascote do time é o Galo-Carijó, em homenagem ao principal fundador da equipe, que tinha o apelido de carijó, e que inspira o nome da história.

      Estádio Municipal Radialista Mário Helênio
       

      Vou jogar esse save com o Brasil Mundi Up, pois apesar de muita gente falar que ele pode dar uns crashs, eu sempre usei ele (com uma quantidade bacana de ligas ativadas) sem ter problema algum, inclusive passando de 2030. Gosto da organização dele, além do acréscimo de outros níveis do brasileirão e disputas de taças que costumam ajudar até mesmo no teste de táticas e jogadores.
      • Início: 18/12/17
      • Ligas adicionais ativadas: Todas as sulamericanas, China, Alemanha, EUA, Espanha, Inglaterra, Itália, Portugal, Rússia e Ucrânia. (todas elas apenas as primeiras divisões, apenas para deixar a Libertadores mais realística e as transferências também).
       

      O save vai se basear no meu nome pessoal, mas com uma idade mais elevada que a minha, até para condizer com uma experiência razoável futebolística pré-vida de treinador.
       

      Escolhi sugestões baseadas no nível do Tupi, pra não ficar roubado nem absurdamente difícil também pois não sou o Mourinho do FM haha.
      Gosto de fazer técnicos que são mais voltados para o conhecimento do elenco em si, deixando o grosso do desenvolvimento e contratação de jovens jogadores a cargo do auxiliar e diretor desportivo. Claro que estou sempre acompanhando e impedindo algumas burradas que eles costumam cometer, mas meu foco, ao menos inicial, é me dedicar ao elenco principal.
      E aqui um panorama inicial do time:

       

      • Subir a Série B
      • Subir a Série A
      • Ganhar a Copa do Brasil
      • Ganhar o Campeonato Brasileiro
      • Ganhar a Copa Libertadores da América
      • Ser o time do interior de Minas Gerais com o maior número de títulos do Campeonato Mineiro (Villa Nova detém 5 títulos)
      • Desenvolver a infraestrutura de treinos do time para, ao menos, 4 estrelas
      • Ser um dos times mais bem reputados do Brasil (Top 5)
      • Melhorar as finanças do clube
      Objetivos complementares:
      • Ganhar o Mundial de Clubes
       
       

       
×