Jump to content
Sign in to follow this  
Henrique M.

A Veterana - Um periquito totalmente britânico [11/07]

Recommended Posts

Henrique M.
Em 03/01/2019 at 21:34, Thiago Snitram disse:

Vixe desempenho bem abaixo do mineiro, mas já não era de se esperar muita coia. Vamos ver com esse pouco dinheiro que entrou se vem uma fornada descente. 

Sim, talvez porque não tivemos nenhuma equipe no mesmo estado de elenco que nós para enfrentar. O dinheiro não impacta muito na fornada.

Em 03/01/2019 at 22:10, Master Darthz disse:

Série D muito complicada, a equipa não conseguiu confirmar o bom estadual, e foi visível a diferença entre a sua equipa e os adversários. Resta torcer para que apareçam bons jovens para que a situação melhore.

Sim, pelo menos não fomos goleados a torto e a direito, sempre perdendo por placares normais. Também aguardo com expectativa a fornada.

Em 03/01/2019 at 23:44, Danut disse:

Ih rapaz, eu achei que ia fazer melhor na Série D. Pelo visto há muito caminho pela frente.

Eu achava que não ia conseguir passar de fase, mas também não esperava essa tragédia.

Em 04/01/2019 at 11:41, André Honorato disse:

aguardando agora a base pra ver como ela vem, vai ter que contratar praticamente todos

Eu irei contratar todos.

Em 04/01/2019 at 11:42, Vannces disse:

Olha, esse desempenho não me parece ser o mais preocupante, apesar de decepcionante, mas a necessidade de qualificar o elenco e na contra-mão dessa necessidade, a falta de dinheiro para tal deve ser o maior desafio, está sendo na verdade. Algum coelho para tirar da cartola?

Eu não havia perguntado anteriormente, mas, você compreende que esse é um save só de base, né? Não importa ter ou não dinheiro, se é fácil conseguir empréstimos, o único coelho da cartola que se pode tirar é ter uma base boa.

Em 04/01/2019 at 16:12, LikeaBoss disse:

Eu andei um pouco afastado do fórum nos últimos tempos, mas fiz questão de relogar aqui para comentar no seu tópico.

Embora o Brasil seja uma bagunça, eu sou um fã de nossa liga e com certeza vou acompanhar sua saga. Gostei muito da escolha da querida Caldense, que em 2003 eliminou meu Juventude (na época na Série A) nos penaltis na copa do brasil.  Eu estava no estádio;

Achei também muito interessante a idéia de utilizar a base, acrescenta um desafio extra ao se jogar no Brasil.

A primeira temporada teve uma ótima participação no Mineiro, até acima das expectativas pela forma em que dificultou o jogo pro Cruzeiro, já no Brasileiro não teve o que fazer, com apenas 5 jogadores reais era bem complicado mesmo.

Só estranhei o fato de você, tendo apenas 5 jogadores reais, já ter liberado 3. Até fui reler as regras do save para entender se você teria se restringido a não poder renovar com eles. Ainda mais pensando que os jogadores da fornada levariam ainda no mínimo de 2 a 3 anos para estarem "prontos". O Jean Henrique foi pela questão salarial. Mas porque os outros 2 jogadores foram liberados? Não seria interessante mantê-los para ir mesclando com os jovens? Achei que agora no inicio seria interessante você segurar o máximo possível de jogadores. Bem como, creio que na fornada contratará todos jogadores possíveis, sem avaliar até não ter pelo menos o número de jogadores suficiente para realização de um coletivo nos treinamentos. hahahaha

Abraço e boa sorte na próxima temporada!

Fico lisonjeado que minha história fez você retornar ao fórum. Espero que continue por aqui, e por aqui, não só na minha história, mas na área e no fórum todo.

Eu não sabia desse detalhe, talvez você por estar no estádio, tenha uma lembrança mais vívida de toda essa situação.

Eu achei que seria menos complicado, não há ponto de subirmos, mas há ponte de não fazermos uma campanha tão ruim assim.

Não, eu não restringi. Mas eu liberei esses jogadores porque eu não tenho certeza se vou continuar no cargo. Já existe uma certa pressão pelos péssimos resultados, já existe uma certa pressão sobre a tática que não trouxe resultados e continuou sendo usado, eu não quis adicionar a pressão financeira que o salário acima do teto desses jogadores estava gerando. O ideal era que eu continuasse com os 5 e fosse complementando e usando eles para ajudar os jovens, mas, infelizmente, a situação financeira do time não permite.

23 horas atrás, Lucas Matías disse:

Uma campanha horrível da equipe, já não era de se esperar muita coisa com o elenco limitado que tinha, mas sair de um campeonato nacional sem nenhuma vitória é muito constrangedor. Ansioso pra ver as categorias de base em ação nesse time.

Eu achei que poderíamos mais, como disse acima para dois membros, mas realmente, a forma como correu a Série D foi constrangedora.

11 horas atrás, Perissé disse:

Eu tentei ser otimista quando examinei o seu grupo na atualização passada, mas sendo o mais pessimista possível não esperava isso. Parece que o Mineiro serviu pra iludir com aquele empate maroto contra o Tupi.

Enfim, ao menos agora terá xóvens vindos da fornada e não dependerá de quatro jogadores reais novamente.

O empate contra o Cruzeiro iludiu muita gente. Até me deu confiança de que dava para ir mais longe, mas essa confiança morreu depois do jogo contra o Operário.

Vamos ver de quantos jogadores dependerei.

3 horas atrás, ggpofm disse:

A qualificação da Caldense dentro do esperado na fase inicial do Mineiro e a quase zebra diante do Cruzeiro me deram a falsa esperança de uma campanha boa na Série D, mesmo com a infinidade de jogadores cinzas no elenco. Doce ilusão. A campanha foi bem fraca, mas não dava para exigir muito mesmo, as coisas serão feitas degrau por degrau neste save.

E aí, rola um "rebaixamento" pela posição que ficou ou a Série D é sempre recomposta pelos classificados pelos estaduais e em 2020 a Caldense está garantida pelo 7º lugar de 2019 e pelas demais equipes mineiras nas três primeiras divisões. Fiquei sem compreender.

Acho que todo mundo ficou com esse sentimento, eu fiquei e julgando pelas respostas de quem comenta, dá para inferir o mesmo. Sim, vamos ver qual a velocidade que os degraus serão colocados, acho que pelo menos o objetivo de ter a Caldense na Série A no centenário já posso esquecer. hahaha

Não rola rebaixamento, já que a Série D sempre é recomposta pelos times dos estaduais. Eu até pedi mais detalhes para o autor do update a respeito da classificação via estaduais. Pelas regras da Série D real, a Caldense estaria classificada para a Série D 2020. Mas eu lembro que ele teve um problema no ano passado, onde ele usava as regras antigas da Série D, que você classificava pelo estadual do ano corrente, ou seja, pode ser que precisemos fazer uma boa campanha no estadual de novo para confirmar a Série D.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces
6 minutos atrás, Henrique M. disse:

Eu não havia perguntado anteriormente, mas, você compreende que esse é um save só de base, né? Não importa ter ou não dinheiro, se é fácil conseguir empréstimos, o único coelho da cartola que se pode tirar é ter uma base boa.

Após ler  atualizações de vários saves em seguida, a acabei me perdendo quanto a essa informação importante do seu save, rs, de qualquer forma, precisará de dinheiro para estruturar o clube, principalmente no que diz respeito às categorias de base. Desafio realmente de alto nível, Henrique. Boa sorte na sequência!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.
2 minutos atrás, Vannces disse:

Após ler  atualizações de vários saves em seguida, a acabei me perdendo quanto a essa informação importante do seu save, rs, de qualquer forma, precisará de dinheiro para estruturar o clube, principalmente no que diz respeito às categorias de base. Desafio realmente de alto nível, Henrique. Boa sorte na sequência!

Sim, mas ainda estamos muito longe de qualquer melhoria na base.

Share this post


Link to post
Share on other sites
felipevalle

Estou curioso para saber qual será a tática escolhida quando tiver vários jovens à disposição, e se eles vingarão contigo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.
1 hora atrás, felipevalle disse:

Estou curioso para saber qual será a tática escolhida quando tiver vários jovens à disposição, e se eles vingarão contigo.

Saberá em breve.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

eossvsD.png&key=03d301ef4e2a84c2dbabc359

A classe de 2019

Depois de uma honrosa campanha no Mineiro, um desastre na Série D, chegou o momento mais aguardado dessa temporada: a hora da fornada. A classe de 2019 comporia o primeiro elenco "completo" da Caldense e a expectativa era grande. Conforme eu suspeitava, essa fornada iria ser considerada uma geração de ouro, simplesmente porque não existe nada para comparar atualmente. E sendo eles uma geração de ouro ou não, eles vão jogar.

Henrique-Melo_-Inbox11d1465f482bab22.png

A classe de 2019 é composta por 16 jogadores, todos foram contratados, é claro. Cerca de 25% desses jogadores já tem uma alta capacidade, comparada com seu potencial. Tem seis jogadores ali que vão ter oportunidade no clube porque é necessário, enquanto os outros seis, tem bom potencial para o atual nível do clube, e se evoluírem bem, tem futuro aqui. Entretanto, fiquei muito incomodado com a personalidade dominante dessa classe de jogadores. Quase metade dos jogadores, veio com uma personalidade acomodada. Como o processo de mentoria mudou, e eu só tenho dois jogadores veteranos, terei uma boa oportunidade de estudar o novo sistema.

Camadas-Jovens-do-Caldense_-Plantel-Joga

Antes de fazer uma análise individual dos atletas da fornada, gostaria de dizer que ficaremos com 18 atletas no elenco e eu optei por escolher uma tática, ao invés de observar o elenco e encaixar a maioria deles. Como podem observar, tivemos um pouco de azar em termos das posições naturais dos jogadores. Muito atletas de frente e defesa, poucos de meio. Entretanto, esses jogadores apresentam uma boa polivalência natural, por isso, foi mais fácil contornar essa situação. Eu escolhi o 4-2-1-3 para ser a tática da equipe, pois ela me permite mudar para o 4-1-4-1 de acordo com as necessidades do clube. Sendo assim, é mais fácil atingir familiaridade e desenvolver um estilo de jogo. 

Análise da classe de 2019

Gostaria de frisar que todos os atletas receberam ofertas de contrato profissional, logo após terem aceitado integrarem o clube. O único jogador que não quis conversar foi Hebert Gonçalves, o grande destaque da fornada. Ele acredita que a equipe não é forte o bastante para corresponder às suas ambições como jogador. Além disso, o diretor de categorias de base, Dodô, renovou seu contrato por mais uma temporada.

Goleiros

Táxi foi o único goleiro da fornada. Veio com boa capacidade e um certo potencial. Infelizmente, foi o único goleiro que subiu, espero que ele se mantenha sempre saudável. Vamos precisar. Em termos de atributos, o atleta não chama atenção, mas suas principais deficiências estão em questões técnicas de jogo com os pés. Ironicamente, sua melhor função foi dita como Goleiro Líbero.

Laterais-direito

Batata e Deyvison Denílson foram os escolhidos para a função. Batata é um dos atletas que já veio com alta capacidade e alto potencial, tem uma boa personalidade, e espero que possamos evoluí-lo de maneira a ser útil além desse começo sem elenco. Deyvison também veio com um bom potencial, mas sua capacidade é bem inferior à de Batata, naturalmente, irá ser o reserva. Com sua personalidade negativa, apesar de alguns bons atributos psicológicos, não vejo um cenário onde o atleta será capaz de atingir todo seu potencial, caso a mentoria falhe, obviamente.

Zagueiros

Junio César e Falcão foram os revelados nessa área do elenco. Nenhum dos dois tem um futuro brilhante, com Falcão sendo o melhor dos dois e tendo uma personalidade positiva. Ambos têm um longo caminho pela frente, e talvez a titularidade faça bem para Falcão e ele se revele um atleta de futuro. O que me preocupa é que ambos têm atributos físicos muito baixos para zagueiros.

Laterais-esquerdo

Charles foi o único atleta que subiu para os profissionais nessa posição. Assim como Deyvison na outra lateral, teria bastante futuro, mas sua personalidade me preocupa. Um mercenário de 16 anos é complicado, e ele não vai pensar muito no clube. O jogador não chama muita atenção em nenhum dos departamentos, mas tem um longo caminho para percorrer em seu desenvolvimento.

Volantes

Nada mais brasileiro que um volante apelidado de Pitbull. Entretanto, esse talvez seja o primeiro Pitbull acomodado que eu conheça. O atleta tem um bom passe e desarme, alguns atributos de jogo coletivo interessantes, mas a personalidade, aliada ao potencial inferior, fazem com que Pitbull seja só uma solução de curto-prazo. Essa é outra posição que vou ter que contar com a perfeita saúde do atleta, já que não tem reposição.

Meias-centrais

Alessander foi o selecionado para subir nessa posição. O atleta é do grupo de jogadores que podem evoluir e se tornarem úteis ou não, entretanto, sua personalidade é algo que joga contra, assim como boa parte dos atletas. Tem bons atributos coletivos e isso é importante, vamos ver como ele se desenvolve tecnicamente e fisicamente.

Meias/Pontas pela direita

Rômulo foi o única meia-lateral que nos agraciou com sua presença pelo lado direito do campo. Ele tem boa personalidade, bom potencial, e seu destaque é a velocidade e agilidade. Isso é importante, mas temos que desenvolver mais coisas no atleta para que ele se torne um bom produto futebolístico para a Caldense.

Meias/Pontas pela esquerda

Essa é a segunda posição mais recheada dessa fornada, com três atletas. Bruno César é meia-esquerda (por sorte, meia-direita também), enquanto Altamir Vicente e Marcus Vinícius seguem a polivalência, mas sem se aventurar pelo outro lado do campo. Bruno César também é do grupo de atleta intermediários, que podem ou não virar bons jogadores, mas assim como Alessander, sua personalidade não ajuda. Nesse momento, o atleta não se destaca em nenhum departamento. Já Altamir e Marcus Vinícius são dois atletas de grande potencial, mas personalidades negativas. Altamir se destaca pela velocidade, enquanto Marcus Vinícius tem um bom equilíbrio físico.

Atacantes

Essa foi a posição mais recheada da classe de 2019, com quatro atletas. Hebert Gonçalves é o grande destaque da fornada e não por menos, é o único jogador que tem um bom nível para ser atleta de Série D no atual momento. Alberis Buffara e Renato também são dois atletas de potencial, apesar de Renato já estar no meio do caminho do seu desenvolvimento e Alberis ter uma longa estrada. Renato também tem uma boa personalidade e bons atributos psicológicos para a idade, sua altura faz dele um atleta muito forte e preparado para níveis inferiores. Além disso, espero que ele possa passar um pouco desse profissionalismo para os outros atletas. Alberis tem uma personalidade negativa e se destaca pela velocidade. Por fim, Guilherme, o pior jogador da fornada, em termos de potencial. É triste que de tantas opções de personalidade para saírem, ele foi agraciado com uma positiva e outros mais promissores não. 

Ajeitando o elenco para o 4-1-2-3

Eu pensei muito e a escolha mais natural talvez fosse um 4-4-2, mas optei por esse caminho. Como vão perceber na imagem abaixo, eu classifiquei os jogadores de acordo com a fornada e seu nível relativo. O 19 marca o ano em que eles chegaram ao clube e a letra marca a qualidade relativa do jogador dentro da fornada. Com a letra A sendo a melhor e as outras subsequentes sendo níveis abaixo dela. Quando os jogadores tinham o mesmo potencial e capacidade, o desempate foi minha análise do jogador. 

AA-Caldense_-Jogadores-Jogadoresbca697b1

Além disso, acertei alguns nomes para ficarem menos feios ou desnecessários. Deyvison ficará só com seu primeiro nome, assim como Altamir e Hebert. O único jogador que ganhou um derivativo do seu nome original foi Alberis Buffara, que virou Alberinho. Em termos de posição, retreinarei Bruno César para ser ponta-direita, assim como Rômulo. Reforçarei o treino de Renato como meia-central, assim como transformarei Albertinho em meia-central. Altamir era uma opção mais natural para a posição, só que sua função de Atacante Interior me agrada para o meu esquema, já que do outro lado jogadores com um ponta tradicional e temos Edu Pina, na lateral-esquerda, que tem boa chegada ao ataque.

Os grupos de mentoria

Como são 18 atletas no elenco principal, criei três grupos de mentoria. Davy e Edu Pina chefiaram as duas primeiras, o plano é que Renato chefiasse a terceira, mas eu precisei equilibrar as personalidades positivas e negativas por grupo. O ideal é que metade fosse positiva ou neutra e a outra metade negativa, e que pelo menos dois jogadores tivessem um impacto médio dentro do grupo de atletas. Veremos como será a progressão desses grupos.

AA-Caldense_-Mentoringbe35d8c7f17ada78.p

Notícias e informações da Caldense

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut

Tu comentou que a tutoria mudou. O que mudou?

Sobre os jogadores, o Batata parece ser bem bom para esse nível mesmo. Espero que consiga manter ele no clube por um tempo.

Tive que rir do Pitbull acomodado.

E achei interessante que tu trocou os nomes. Nunca pensei em fazer isso, mas com os newgens as vezes tem sentido mesmo, porque vem cada nome feio...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Darthz

Esse Herbert é muito bom, pelo menos em comparação com os outros jogadores apresentados. O Batata também é um jogador interessante para esse nível.

As personalidades parecem não facilitar a evolução dos jogadores no geral, mas pode ser que alguns surpreendam e evoluam de forma a fazerem parte do futuro do clube.

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Eu as vezes renomeio os nomes, tipo quando vem jogador com o nome de 'MÃO'. Puta apelido feio da porra. O último que veio assim eu troquei para o nome dele, Demétrio.

Sobre a campanha da série D, foi um fiasco total, mas nem dá pra esperar muito no fim das contas. Deu a lógica. Inclusive, o Tupi subiu para a Série C?

Quanto a atual fornada, achei interessante. Tem alguns bons valores e outros bem desprezíveis, faz parte. O jogador mais completo é justamente o que não aceitou assinar definitivamente com o clube, isso é chato e provavelmente vai ser uma máxima nas primeiras temporadas.

Vamos ver como o clube se sai, agora que não vai ter que depender mais de jogadores cinzas.

Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces

Essa fornada me surpreende, pois dificilmente, em vários clubes que treinei, consegui receber jogadores já com potencial tão grande como o que aconteceu na Caldense. A possibilidade de crescimento de muitos deles é enorme, ou seja, esse potencial, se conseguir se completar, lhe darão ótimos jogadores para o futuro. Mas essa questão da personalidade acomodada chega a ser preocupante, pois se falta ambição, certamente o crescimento poderá até acontecer, mas numa lentidão enorme. De qualquer forma acredito que você esteja agora mais confiante diante dos nomes e da possibilidade de montar um time melhor que na temporada passada, principalmente após aquele jogo de avaliação, 3 a 0 com direito a melhor ataque que o sub-20. O pitbull você não quis renomear? Pela sua própria avaliação, não é tão pitbull assim, rs.

Bom trabalho na sequência.

Share this post


Link to post
Share on other sites
André Honorato

aguardando o mineiro agora para ver como que vai ficar, importante demais é nao ser rebaixado no mineiro, e muito mais importante ainda é conseguir uma vaga para serie D

Share this post


Link to post
Share on other sites
Ari Cesar

Fiquei surpreendido como a equipe jogou mal a série D depois que vi os jogos contra os grandes de MG.

Quanto a fornada vieram bons jogadores , mas agora precisamos ver como irão evoluir. Acho que a tua maior preocupação deverá ser as finanças porque com o tempo a camada de jovens começa a consumir muito do clube e fica bem difícil de equilibrar o orçamento. Meu conselho é ficar de olho nisso porque se não você poderá ter grandes problemas para evoluir financeiramente.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.
Em 05/01/2019 at 21:35, Danut disse:

Tu comentou que a tutoria mudou. O que mudou?

Sobre os jogadores, o Batata parece ser bem bom para esse nível mesmo. Espero que consiga manter ele no clube por um tempo.

Tive que rir do Pitbull acomodado.

E achei interessante que tu trocou os nomes. Nunca pensei em fazer isso, mas com os newgens as vezes tem sentido mesmo, porque vem cada nome feio...

Basicamente tudo. Mudou de novo, virou mentoria. Ficou mais lenta e não é mais individualizada, tem que ser feita por grupos de no mínimo 3 atletas e eles tem que estar no mesmo elenco do seu clube, ou seja, nada de mandar seu atacante lendário focar a atenção em uma jovem promessa do ataque na base.

Vamos ver, espero que sim, mas não é algo que eu consigo acreditar que efetivamente deve acontecer.

Eu ri também.

Porra, não veio nenhum nome tosco, mas sinceramente, havia uns exageros ali em termos de nomes compostos, pra que eu vou chamar um jogador de Deyvison Denílson? hahaha Além disso, Alberis Buffara é muito feio, melhor Alberinho mesmo hahaha.

Em 05/01/2019 at 21:39, Master Darthz disse:

Esse Herbert é muito bom, pelo menos em comparação com os outros jogadores apresentados. O Batata também é um jogador interessante para esse nível.

As personalidades parecem não facilitar a evolução dos jogadores no geral, mas pode ser que alguns surpreendam e evoluam de forma a fazerem parte do futuro do clube.

Sim, ele talvez seja o único atleta que fardaria normalmente em qualquer equipe da Série D, com potencial para mais. Batata se continuar a progressão, também entra nesse grupo.

Sim, fiquei muito chateado com essa quantidade de jogadores com personalidades negativas e como tudo é diferente, não sei se conseguirei contornar essa situação. Enquanto for necessário, esse tipo de jogar fará parte do clube, infelizmente, não é como se eu pudesse escolher.

Em 06/01/2019 at 02:39, marciof89 disse:

Eu as vezes renomeio os nomes, tipo quando vem jogador com o nome de 'MÃO'. Puta apelido feio da porra. O último que veio assim eu troquei para o nome dele, Demétrio.

Sobre a campanha da série D, foi um fiasco total, mas nem dá pra esperar muito no fim das contas. Deu a lógica. Inclusive, o Tupi subiu para a Série C?

Quanto a atual fornada, achei interessante. Tem alguns bons valores e outros bem desprezíveis, faz parte. O jogador mais completo é justamente o que não aceitou assinar definitivamente com o clube, isso é chato e provavelmente vai ser uma máxima nas primeiras temporadas.

Vamos ver como o clube se sai, agora que não vai ter que depender mais de jogadores cinzas.

Boa sorte!

Pô, se for goleiro, acho tranquilo. hahaha

Meu medo é ficar vindo apelidos repetitivos e nomes estranhos como os que editei, só isso.

Sim, subiu, chegou até a semi-final.

Curiosamente, achei que mais jogadores não fossem aceitar e meio que já estou arrependendo disso, não havia necessidade nenhuma de oferecer contratos profissionais a eles, eu que quis me antecipar aos tubarões, mas deveria ter guardado o foco para quem pudesse realmente se alvo de tubarões.

Espero que menos vergonhosamente.

Em 06/01/2019 at 12:07, Vannces disse:

Essa fornada me surpreende, pois dificilmente, em vários clubes que treinei, consegui receber jogadores já com potencial tão grande como o que aconteceu na Caldense. A possibilidade de crescimento de muitos deles é enorme, ou seja, esse potencial, se conseguir se completar, lhe darão ótimos jogadores para o futuro. Mas essa questão da personalidade acomodada chega a ser preocupante, pois se falta ambição, certamente o crescimento poderá até acontecer, mas numa lentidão enorme. De qualquer forma acredito que você esteja agora mais confiante diante dos nomes e da possibilidade de montar um time melhor que na temporada passada, principalmente após aquele jogo de avaliação, 3 a 0 com direito a melhor ataque que o sub-20. O pitbull você não quis renomear? Pela sua própria avaliação, não é tão pitbull assim, rs.

Bom trabalho na sequência.

Você tem que levar em conta que não tem atletas no clube, então, essas avaliações acabam distorcidas. Provavelmente, em um clube com elenco normalizado, tivesse um maior espaçamento entre capacidade e potencial nesses jogadores 5 estrelas em tudo.

O problema é que muito dos jogadores que tem potencial para evoluir tem personalidades bostas e como o sistema mudou, vamos ver como isso progredirá.

O sub-20 só tinha jogador cinza, era normal perder. Não, apelidos não me incomodam, desde que não sejam repetitivos. E é bom que fica essa ironia bacana aí. hahaha

15 horas atrás, André Honorato disse:

aguardando o mineiro agora para ver como que vai ficar, importante demais é nao ser rebaixado no mineiro, e muito mais importante ainda é conseguir uma vaga para serie D

O importante é a vaga na Série D, sempre.

7 horas atrás, Ari Cesar disse:

Fiquei surpreendido como a equipe jogou mal a série D depois que vi os jogos contra os grandes de MG.

Quanto a fornada vieram bons jogadores , mas agora precisamos ver como irão evoluir. Acho que a tua maior preocupação deverá ser as finanças porque com o tempo a camada de jovens começa a consumir muito do clube e fica bem difícil de equilibrar o orçamento. Meu conselho é ficar de olho nisso porque se não você poderá ter grandes problemas para evoluir financeiramente.

 

As outras equipes eram melhores e mais completas e eu não ativei o retrancão igual no mineiro.

As finanças já estão na merda e devem continuar assim por um longo tempo, vamos ver como a diretoria lida com isso.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Lucas Matías

A cada FM que lança eles conseguem se superar nos apelidos dos jogadores brasileiro, incrível. Enfim, sobre a fornada conseguiu ter uma leva de jogadores com potencial, mas como você mesmo frisou, a personalidade pode vir a atrapalhar o desenvolvimento destes atletas, vai ter que trabalhar bastante isso para não deixar que os jogadores virem eternas promessas e acabem jogando a carreira fora.

Hebert e Batata os dois grandes jogadores desta fornada, e ainda bem que a personalidade de ambos é diferente dos demais.

Share this post


Link to post
Share on other sites
LikeaBoss

Gostei da fornada, vendo que o nível de recrutamento do clube é "bastante básico", surgiram pelo menos 3 jogadores que podem te ajudar bastante nas primeiras temporadas. (Série D, talvez Série C).

Uma pena o Hebert ainda não ter assinado, espero que consiga convencê-lo. Com o encorpamento do grupo, terá uma melhor avaliação de nível de jogadores para as próximas fornadas, com opções de comparação e avaliações mais precisas por parte dos olheiros. Espero também que este encorpamento de elenco ajude a conseguir atrair/assinar com os jogadores promissores das próximas fornadas.

Boa sorte no mineiro, agora com uma equipe de meninos! Tomara que valha a campanha do ano passado para a vaga na série D. Mesmo sem perspectiva de acesso, acho que é importante participar da competição nacional e não ficar sem divisão. Pena não existir mais a Taça MG. Além de ajudar na conquista de vaga em competições nacionais, daria mais jogos por temporada para esse time.

Estou jogando um save com time gaúcho, com o update do mrt90 e possui a Copa RS muito bem configurada, inclusive, quando subi para a série B, parei de ser convidado para não inchar o calendário. Pena não ter uma copa MG para jogar.

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Hebert ainda não assinou? Espero que consiga convence-lo, pois o moleque parece ser muito bom, pelo menos nas skills parece.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.
Em 08/01/2019 at 12:15, Lucas Matías disse:

A cada FM que lança eles conseguem se superar nos apelidos dos jogadores brasileiro, incrível. Enfim, sobre a fornada conseguiu ter uma leva de jogadores com potencial, mas como você mesmo frisou, a personalidade pode vir a atrapalhar o desenvolvimento destes atletas, vai ter que trabalhar bastante isso para não deixar que os jogadores virem eternas promessas e acabem jogando a carreira fora.

Hebert e Batata os dois grandes jogadores desta fornada, e ainda bem que a personalidade de ambos é diferente dos demais.

O problema é quando eles se tornam muito repetitivos. Táxi é comum (em saves por aí) já tem um tempo, o que me irritou foi esse tanto de nome composto desnecessário. Pra que diferenciar um Deyvison? Um Alberis?

Fiquei bastante chateado com essa questão das personalidades, se fosse no sistema antigo, rapidinho a gente resolvia, mas agora, ninguém sabe mais quanto tempo demora e se vai ter efeito.

Sim, talvez por isso eles sejam os grandes jogadores desta fornada.

Em 08/01/2019 at 12:18, LikeaBoss disse:

Gostei da fornada, vendo que o nível de recrutamento do clube é "bastante básico", surgiram pelo menos 3 jogadores que podem te ajudar bastante nas primeiras temporadas. (Série D, talvez Série C).

Uma pena o Hebert ainda não ter assinado, espero que consiga convencê-lo. Com o encorpamento do grupo, terá uma melhor avaliação de nível de jogadores para as próximas fornadas, com opções de comparação e avaliações mais precisas por parte dos olheiros. Espero também que este encorpamento de elenco ajude a conseguir atrair/assinar com os jogadores promissores das próximas fornadas.

Boa sorte no mineiro, agora com uma equipe de meninos! Tomara que valha a campanha do ano passado para a vaga na série D. Mesmo sem perspectiva de acesso, acho que é importante participar da competição nacional e não ficar sem divisão. Pena não existir mais a Taça MG. Além de ajudar na conquista de vaga em competições nacionais, daria mais jogos por temporada para esse time.

Estou jogando um save com time gaúcho, com o update do mrt90 e possui a Copa RS muito bem configurada, inclusive, quando subi para a série B, parei de ser convidado para não inchar o calendário. Pena não ter uma copa MG para jogar.

Agora é convencer eles a ficarem aqui até dar tempo de fazer isso tudo.

Vamos aguardar, essa questão do Hebert me fez arrepender de assinar contrato profissional com todo mundo. Acho que fui cauteloso demais, já que ninguém mostrou o mínimo de interesse nos meus jogadores.

Sim, o objetivo mínimo é manter a vaga na Série D, seria triste não participar dela e atrasaria bastante o desenvolvimento da própria Caldense, já que os jogadores ficariam sem jogar jogos oficias.

Até o ano passado tinha, talvez tenha e o clube não foi convidado. Ou não possa participar. Vou até conferir depois.

Em 09/01/2019 at 15:32, LC disse:

Hebert ainda não assinou? Espero que consiga convence-lo, pois o moleque parece ser muito bom, pelo menos nas skills parece.

Não, vamos aguardar. Também espero que consiga.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

eossvsD.png&key=03d301ef4e2a84c2dbabc359

Déjà Vu

O Campeonato Mineiro dessa temporada foi uma espécie de Déjá Vu para a Caldense, mas antes, vamos abordar um pouco da preparação da Caldense para a competição, que começou da pior maneira possível. Eu não tive como escolher a data da pré-temporada e ela começou exatamente com 15 dias para a estreia no estadual. Não tive tempo de acostumar o elenco a nova tática, não tive tempo de fazer uma preparação física dedicada e os receios do impacto isso tudo poderiam ser grandiosos. Além disso, em alguns jogos, utilizei um estilo de jogo diferente, o Contra-Ataque Direto.

AA-Caldense_-Vista-Geral-20da642780529e1

Um inesperado sorteio

Mas o começo da temporada não foi só de más notícias, apesar de não termos recebido nenhuma informação, a Caldense havia se classificado para a Copa do Brasil desse ano. O adversário inicial seria a Ponte Preta, mas eu não estava me preocupando com isso, afinal de contas, a Copa do Brasil não estava nos nossos planos, então, vamos tentar fazer o nosso melhor e ver no que dá.

Henrique-Melo_-Inbox512789524e5bf571.png

Pré-temporada, Copa do Brasil e Campeonato Mineiro

Com pouco espaço de tempo, realizamos apenas dois jogos de pré-temporada e não foram lá jogos muitos promissores. Mas como a equipe ainda está adquirindo lentamente a familiaridade tática, era esperado. Infelizmente, precisaríamos de mais jogos para acertar tudo isso. O Campeonato Mineiro desse ano contaria com três equipes de Série A (Cruzeiro, Atlético e América), uma de Série B (Tombense), duas de Série C (Tombense e Tupi) e três de Série D (URT, Patrocinense e nós). Democrata de Governador Valadares, Tupynambás e Uberlândia não possuem divisão. O correto seria o Tupynambás estar na Série D e não a Patrocinense, mas pelo que percebi, infelizmente, não tem classificação via estadual para a Série D. Em termos de elenco, apenas o Tupynambás está com poucos atletas, enquanto Patrocinense e Democrata estão mais ou menos na nossa situação.

O objetivo era vencer os clubes sem divisão e os de Série D, mesmo que nossa cotação inicial fosse para ser rebaixado. Demos o azar de começar com dois confrontos difíceis, Tupi e Atlético. Fizemos nosso melhor contra o Galo Carijó e conseguimos uma derrota magra, entretanto, contra o Atlético, fomos atropelado sem dó e piedade. A nota feliz fica pelo primeiro gol de um atleta da base em jogos oficiais. Nós recuperamos de maneira complicada diante da Patrocinense, precisando de um pênalti para superar o adversário. Na rodada seguinte, emendamos a segunda vitória seguida ao repetirmos o placar magro da partida anterior, com um novo gol de bola parada, dessa vez de Davy.

No meio da semana estreamos na Copa do Brasil e como era de se esperar, a Ponte Preta não precisou de muito esforço para nos vencer. Esperava oferecer uma maior resistência, mas deu a lógica. Na sequência, nos recuperamos e conquistamos mais uma vitória no Estadual, numa partida bem disputada diante da URT, Hebert abriu o placar, tomamos o empate, mas Rômulo se juntou ao atacante na lista de marcadores para dar números finais. Na outra rodada, parecia que teríamos vida fácil quando Alessander abriu o placar logo cedo, mas o meia-central complicou nossa vida ao ser expulso no final do primeiro tempo. O Tupynambás aproveitou a superioridade numérica para empatar logo no começo da segunda etapa, mas não conseguiu mais que isso. Na bacia das almas, Renato marcou o gol de uma vitória inesperada, principalmente pelo que ocorreu durante a partida depois da expulsão.

Nas próximas quatro rodadas, tivemos só pedreira. Mas como já estávamos com a vida segura no Mineiro, resolvi deixar minha equipe jogar na tática que desenhei e menos no estilo de contra-ataque direto. Começamos com uma derrota honrosa para o Cruzeiro, mesmo que tenhamos sido atropelados no primeiro tempo e eles se acomodaram no segundo. A seguir, fizemos um jogo de igual para igual com o Coelho, mas eles conseguiram sair com a vitória de 1 x 0.Depois, confronto contra o Boa e um pênalti no começo da partida foi muito cruel, pois fizemos um jogo equilibrado. Nos minutos finais saíram mais dois gols, um para cada lado, mas o pênalti fez a diferença para o time de Varginha. 

Encerrando a sequência de pedreiras, a Tombense que estava fazendo um estadual exemplar, não teve dificuldades em nos vencer. Essa foi nossa pior atuação nesses quatro jogos. Na última rodada, para fechar contra um Democrata que sonhava com a classificação para as quartas, fizemos nosso melhor jogo. Abrimos dois gols de vantagem logo cedo, a Pantera diminuiu, mas uma expulsão complicou qualquer reação para eles. Ainda mais que ela veio quando o jogador cometeu um pênalti prontamente convertido por Edu Pina. Marcus Vinícius fechou a goleada nos minutos finais e garantiu nosso sétimo lugar pela segunda temporada seguida. Assim como no ano passado, o adversário da próxima fase seria o Cruzeiro.

Dizem que gato escaldado tem medo de água fria e podemos dizer que a Raposa também pode ter esse tipo de atitude. Novamente, o time azul celeste abriu vantagem logo cedo, mas dessa vez, ao invés de parar de buscar a vitória, ampliaram o placar ainda no primeiro tempo e passaram a dominar o jogo, mesmo sem levar real perigo a nossa meta. Conseguimos arrumar um golzinho com Hebert no segundo tempo, mas foi aquele lance de time que joga por uma bola, mesmo quando não está jogando por ela. Foi o que o Cruzeiro nos permitiu e ao menos, fizemos eles "passarem dificuldade" de novo, mesmo que não tenhamos ido para os pênaltis.

AA-Caldense_-Calendario-Seniordb352f47e5
v Atlético-MG (F) | v Patrocinense (C) | v Ponte Preta (C) | v Tupynambás (C) | v Cruzeiro (F) | v América-MG (C) | v Democrata (F) | v Cruzeiro (F)

Campeonato Mineiro 2020

Nossa posição final e pontuação foi a mesma, nosso adversário nas quartas-de-final também. Por isso, o campeonato mineiro desse ano foi um déjà vu da temporada passada. Podemos dizer que não houve evolução, principalmente porque temos um "elenco" agora. Mas a equipe venceu todos os adversários da divisão, e todos os times que subiram e o Tupynambás, que subiu na temporada passada e ficou. Tivemos certas dificuldades nesse aspecto na temporada passada e evoluímos, mesmo que não tenhamos roubados pontos de equipes melhores como na temporada passada. Novamente, nossa premiação foi de 801 mil reais.

Henrique-Melo_-Iniciofc7036379094f134.pn
Tabela Completa | Estatísticas gerais e individuais do Campeonato Mineiro

Desempenho do elenco

Hebert foi o grande destaque do elenco, fez 5 gols e ainda faturou o prêmio de revelação do estadual. Fiquei surpreso com a premiação, principalmente se compararmos com quem ele estava concorrendo. Mas é importante dizer que o elenco oscilou muito, e eu nunca vi tanta resposta negativa em termos de linguagem corporal em atletas no FM igual eu vi nesse elenco durante os jogos. Não sei se tem alguma relação com as personalidades negativas ou com a juventude, mas o time vivia nervoso, apreensivo, complacente e raramente motivado e com brilho nos olhos.

Henrique-Melo_-Inicio-22988270ee300fbb0.

Análise do grupo da Série D

Como disse acima, acredito que a Série D não tenha classificação pelo estaduais. Iremos defrontar dois times que estavam na Série D do ano passado e não fizeram campanhas no estadual que justificassem sua classificação. A Ferroviária, por exemplo, caiu no Paulistão e o Itaboraí só participou da primeira fase do Carioca, aquela onde só entram times pequenos. Fiquei chateado com isso, mas vida que segue, talvez se acerte para a próxima temporada.

O grupo que nos foi sorteado, como podem ter percebido, contém a Ferroviária, de São Paulo e dois clubes fluminenses, Itaboraí e Portuguesa. A Caldense é o clube com a segunda pior cotação da divisão inteira, portanto, o que vier nessa temporada é lucro. A Ferroviária disputou a Série B do Paulista e foi campeão, tem um elenco completo e é considerado a grande favorita a promoção e ao título. O Itaboraí disputou a fase preliminar do carioca, não foi rebaixada, mas também não seguiu adiante. Também tem um elenco completo e tem a sexta maior cotação da divisão. A Portuguesa disputou a segunda fase do Carioca, com os grandes do estado e teve a pior campanha. Tem um elenco completo e é considerado o 24º clube favorito ao título e promoção.

Campeonato-Brasileiro---Serie-D_-Vista-G

Notícias, informações e estatísticas da Caldense

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Henrique eu vi na tática que alguns jogadores estavam em vermelho, jogavam fora de posição? Conseguiram se adaptar a nova função?

Herbert foi a revelação do campeonato. Perguntas: Herbert assinou com o clube? Por quantas temporadas? Qual o valor dele após esse prêmio?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Darthz

O tal do Herbert foi mesmo o melhor jogador da equipa. Tal como o LC estou curioso para saber se conseguiu contrata-lo. 

Quanto ao Campeonato Mineiro, da posição no estadual ter sido a mesma do ano anterior, mostrou algumas melhoras em relação à época anterior, e isso também é importante. É normal que com as regras que impôs a evolução da equipa seja mais lenta,e penso que deve valorizar as pequenas melhorias que vai conseguindo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Ari Cesar

Conseguiu repetir o bom desempenho no estadual ( sim considero bom para uma equipe repleta de juniores)  e deu a lógica na Copa do Brasil. Agora esperar a série D.

A parte chata do FM 19 é ver que você passa pela mesma dificuldade que eu passo em meu save do FM 18. Alias,  no meu save o problema é tão estranho que as equipes maiores voltam com os jogadores com ritmo de jogo completo  dando a impressão que eles fazem uma boa pré-temporada. Pensei que isso fosse problema do FM 18.

Share this post


Link to post
Share on other sites
André Honorato

Sobre as regras da Serie D, esses updates que usamos, Brasil up, MRT, ideal é que se use ele em sua totalidade para que nao de problemas, e vi voce comentando que nao usou ele por completo no topico do proprio update, pode ser que daqui pra frente ira acontecer esses problemas

sobre os jogos, deu a logica, ganhou de quem tinha que ganhar, perdeu de quem tinha que perder, e foi goleado de quem tinha que ser goleado rs

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces

O LC disse uma coisa sobre a tática (jogador em vermelho por estar "fora" de sua posição natural) e eu também fiquei pensando sobre isso, não por achar estranho, mas pela falta de experiência no jogo, não saber exatamente até que ponto isso pode influenciar o seu rendimento na equipe de forma negativa, se é que pode. Me surpreendeu a classificação da Tombense num estado que já tem no mínimo 3 clubes que sempre disputam a ponta. Sobre a expressão corporal, acho que é uma a coisa a desvendar, mas acho que a falta de experiência (muita pressão sobre os jogadores) pode ser um fator que explique. Dá para imaginar uma campanha melhor na Série D dessa vez ou ainda é cedo? Bom trabalho na sequência.

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89
6 horas atrás, Vannces disse:

Me surpreendeu a classificação da Tombense num estado que já tem no mínimo 3 clubes que sempre disputam a ponta.

As primeiras 3 temporadas da Tombense no FM costumam ser as melhores, pois como é um time "laranja" que empresta bons jogadores para clubes maiores, eles acabam voltando quando os empréstimos acabam e, com isso, ficam com vários jogadores bons, mesmo que sugando toda a grana do time. Alguns saem, mas alguns permanecem. Com isso, geralmente o time consegue fazer algumas boas temporadas, geralmente chega a Série B, etc.

De qualquer forma, ficarem em primeiro realmente foi surreal. hahahah

Bom, o seu desempenho não mudou em nada, mas pelo menos tem elenco. Eu acho que só vai melhorar mesmo quando você tiver mais umas 2 fornadas pra poder mesclar jogadores. Por ora você vai continuar patinando. E que bom que pelo menos se classificou para as quartas do mineiro, antes isso do que jogar contra o rebaixamento.

Legal ver o Tupynambás na Série A, pena que caíram.

Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

Apesar de sua polida humildade sempre aprendemos coisas em seus saves.

Que bom que não rolou demissão, e que com a nova diretoria se esqueceu a campanha tenebrosa da série D passada. Tomara que a desse ano seja um pouco melhor.

Pelo que entendi a seleção de clubes para a série D não teve a ver com os estaduais dessa ou da temporada anterior, então o MRT não ta funcionando né? Que pena. QUeira uma alternativa ao Mundi Up que tem suas limitações também.

Nas tutorias eu sempre me preocupava em não estragar a personalidade dum Renato por ex, bastante profissional. O que exatamente acontece nesse grupão? As personalidades todas se misturam?

Qual a importância de Dodô no save, ja que nao vai usar as contratacoes do diretor de futebol? A não ser que a Caldense não possa usar diretor juvenil e ele ocupa as funções deste.

Boa sorte na manutenção no cargo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • Selat
      By Selat
      Fala galera!
      Não sei se é válido dizer que sou novo aqui no fórum pois sou membro desde 2006 🤣. Mas o fato é que passei mais de uma década aqui apenas aproveitando o grande serviço que o FManager oferece para a comunidade FM, sempre nos bastidores. Achei que seria hora de eu tentar reverter isso e conseguir proporcionar para a comunidade algo em “troca”. Então decidi promover esse pequeno entretenimento em forma de história fictícia. 
      Me chamo Tales, tenho 27 anos e sou fã de FM desde o 2005. Sou de Belém do Pará e tenho apenas um time do coração: Paysandu Sport Club. Que por sinal foi a equipe escolhida para iniciar este save, "aproveitando" o mal momento do time estando recém-rebaixado para a Série C e me dando o desafio de subir de volta para a elite do futebol brasileiro.
      Apesar de ser jogador de FM desde quase os primórdios, confesso que tem algumas coisas que nunca consegui atingir em um save. Vou me dar o desafio de conseguir atingir algumas dessas coisas com este. Por exemplo: Nunca fui campeão de uma libertadores ou um mundial de clubes em qualquer FM (sempre gosto de começar com um time lá embaixo nas divisões até chegar ao sucesso, mas sempre abandono o save antes do grande sucesso chegar 😂 – às vezes por falta de tempo, às vezes porque lançou outro FM melhor e às vezes simplesmente porque perco o interesse). Nunca fui campeão de uma champions (embora tenha chegado na final certa vez com o PSG no FM2014, perdendo de 3x2 pro Chelsea, mas isso é outra história) ou de uma Copa do Mundo (na verdade nunca nem treinei uma seleção no FM).
      Enfim, deu pra ver que apesar de ter tempo e experiência com o jogo, tem muitas coisas que ainda não alcancei, e algumas delas pretendo alcançar com este save, jogando o FM2019 pela primeira vez, segue a lista de objetivos abaixo:
      Objetivos:
      - Campeão de ao menos 5 estaduais, não importando quais estados. (Faltam 4)
      - Campeão Brasileiro 3 vezes (Ao menos um deles deve ser a Série A).
      - Campeão da Copa do Brasil ao menos uma vez.
      - Libertadores ao menos uma vez.
      - Mundial de Clubes ao menos uma vez.
      Ao ver esses objetivos já deve ficar claro que meu save se passará no Brasil. Começarei no Paysandu mas não pretendo me limitar apenas nele. Caso outro clube me chame durante a jornada, posso acabar optando por ir treiná-lo, me limitando apenas no Brasil.
      Ligas selecionadas (Tem bastante coisa mas o PC aguenta).
      A História
      A partir do próximo post, vamos acompanhar a história de dois amigos: Edílio Marques, um jornalista esportivo, e Donald Santos, um jovem recém promovido a técnico de futebol. Ao saber que o amigo conseguiu uma promoção dentro do Paysandu Sport Club como técnico da equipe principal para a temporada 2019, Edílio decide “abusar” da amizade para ter acesso aos bastidores de tudo o que rola dentro do clube, decidindo então escrever vários relatos sobre a trajetória que se iniciava ali.
       
      Índice
      Capítulo I
      Capítulo II - Presente de Natal e Pré-temporada "fabulosa"
      Capítulo III - "É no detalhe que se define um clássico"
      Capítulo IV - "Diga ao Don que estou procurando ele"
      Capítulo V - 3 semanas, 3 decisões
      Capítulo VI - Um sobe, outro desce
    • Daniel Souza
      By Daniel Souza
      Tática que vi desenvolvendo nos ultimos dias,um Flamengo de puro controle de jogo,sem muita itensidade mas com troca de passes e movimentações o tempo todo,e marcação pressionando o adversário,em varias ocasiões terminei o primeiro tempo com 20 chutes enquanto o adversário terminava com 0,posse de bola sempre nos 60% até em 70% se o time for muito fraco,o ponto forte da tática é a sua bola parada,é muito forte se vc tiver bons cobradores e jogadores que tenham impulsão.
       Nas imagens a seguir vemos a formação da minha equipe e as estatisticas dominantes que ela vem trazendo:
      https://ibb.co/QbMC1Hy
      https://ibb.co/Jys0x02
      a tática não é opressora de criar muitas chances por isso um pivo ofensivo tem que ser um cara que tenha:Visão de jogo,Técnica,Passe.É fundamental isso,ele é o centro do time,é um Messi do seu time ou se preferir,um Zico,espero que possam desfrutar dessa tática,alias botei equilibrada porque defensivamente minha equipe fica muito forte assim,mas jogando de forma positiva também funciona muito bem,abraços.
       
      Download> https://www.4shared.com/file/dnHk2YL1gm/Tiki_Taka_1981_Flamengo.html
    • LuizH
      By LuizH
      Afastado durante longo período, senti que era hora de retornar à área para compartilhar uma nova experiência dentro deste jogo que tanto nos ocupa. A compra recente de um novo computador - o primeiro com capacidades dignas - unido a vontade de concretizar um objetivo que há bastante tempo almejo, levou-me a criação deste tópico e realização vasta pesquisa sobre o histórico do clube que possui comigo uma ligação bastante particular e que pretendo relatar no capítulo seguinte, o qual deixarei, por questões visuais, à disposição apenas daqueles que realmente se interessarem pelas motivações que levaram à escolha.
      Aos demais, resumidamente: A motivação é o futebol (hoje inexistente) da minha cidade, qual seja: Cachoeira do Sul(RS). O clube é o que leva o nome dela: Cachoeira FC; O início é na Terceira Divisão do Rio Grande do Sul. Te aguardo no capítulo 2.1!
      1.1 AS MOTIVAÇÕES EM UM BREVE RELATO HISTÓRICO:
      2.1 - DA CIDADE, DO CLUBE E DO ESTÁDIO:

      Cachoeira do sul é uma cidade do Rio Grande do Sul, localizada a 196 km de Porto Alegre. É uma cidade de aproximadamente 90 mil habitantes que ostenta o título de "capital nacional do arroz". Orgulha-se por ser o quinto município mais antigo do Estado, emancipando-se da cidade de Rio Pardo no ano de 1820. Dispondo de vastos territórios, pertenciam a Cachoeira do Sul municípios como Alegrete, Santa Maria, Santana do Livramento e São Gabriel.
      Cachoeira do Sul pertence a região econômica da Metade Sul do Rio Grande do Sul, grupo de municípios que teve prosperidade na primeira metade do século XX graças à agropecuária, mas que não se industrializaram ou tiveram uma industrialização tardia, mantendo seus tradicionais tipos de economia, empobrecendo e perdendo a concorrência para outros municípios.

      O Foot Ball Club Cachoeira, hoje Cachoeira Futebol Clube, é um clube fundado em 24 de fevereiro de 1914, na cidade de Cachoeira do Sul(RS), na residência do estudante Henrique Müller Barros, que mais tarde se tornaria médico no município. Em um período onde o campeonato gaúcho era disputado por regiões, em um sistema eliminatório entre o campeão da capital e um número variável de clubes das demais regiões do estado, o Cachoeira FC fora ter suas primeiras aparições no então campeão estadual somente no início da década de 40, mais precisamente em 1944. Até então, o clube viu-se ser amplamente dominado por seu grande rival, o Guarany de Cachoeira.  
      2.1.1 - A PRIMEIRA ERA
      Em 1944, depois de ser campeão municipal, a equipe derrotou o Inter de Santa Maria, pela final da Zona Centro, e o Floriano (após duas prorrogações), pelas quartas do estadual. Na semifinal, entretanto, o Cachoeira veio a ser facilmente eliminado pelo Bagé. Esse foi um momento muito importante na história do Cachoeira, pois, no ano anterior, o Guarany havia sido vice-campeão estadual e uma vitória contra o Bagé teria, ao menos, igualado o feito. O Cachoeira esteve ainda mais próximo da grande final estadual em 1948, quando foi eliminado, outra vez na semifinal, pelo Grêmio Santanense, em Porto Alegre. Na ocasião, o Cachoeira chegou a estar vencendo o jogo por 3 a 1, mas cedeu o empate e foi derrotado na prorrogação. O Cachoeira ainda voltaria ao Estadual em 1951 e 1955, mas nessas vezes seria eliminado em fases mais precoces.

      (Cachoeira FC, campeão citadino de 1942)
      2.1.2 - A GLORIOSA DÉCADA DE 70
      A partir da unificação do Campeonato Gaúcho em 1961, houve uma realocação dos clubes por meio de divisões: os clubes da capital e outros mais tradicionais foram incluídos na primeira divisão enquanto aqueles de regiões menos qualificadas foram alocados em uma segunda divisão, o do Cachoeira FC fora um destes clubes. 
      Dentro de um sistema bastante confuso de campeonatos que não davam acesso e nem rebaixavam, além das fórmulas mirabolantes existentes da década de 70, o Cachoeira FC conseguiu estar presente em 5 temporadas na primeira divisão do Campeonato Gaúcho: 72/73/75/77/79. O que causa surpresa, no entanto, é o fato de o clube ter sido promovido pela via tradicional em apenas uma oportunidade, quando obteve o acesso pelo vice campeonato da segunda divisão em 1978. 
      Considerada a melhor (e unica) década de sucesso na história do clube, o fim dos anos 70 culminariam com desaparecimento do Cachoeira FC na elite do futebol gaúcho. Após um péssimo desempenho campeonato de 1979, amargando a última posição entre 20 clubes, o clube ainda manteria, precariamente, suas atividades profissionais durante as temporadas de 80,81 e 82, até decidir-se pelo abandono do futebol profissional. 
      2.1.3 - O RETORNO AO FUTEBOL PROFISSIONAL E O PRIMEIRO E ÚNICO TÍTULO
      Foram necessários 17 anos até que o Cachoeira FC novamente voltasse a disputar uma competição profissional. Somente no ano de 2000, após a autorização para refiliação do clube à FGF, o Cachoeira FC voltaria a Terceira divisão do campeonato gaúcho.
      Eliminado precocemente na primeira temporada de retorno, o clube voltaria a campo para fazer história na temporada de 2001. Após vencer o Farroupilha por 3-2 no agregado (1-1 em Pelotas e 2-1 em Cachoeira do Sul) o clube alcançava seu primeiro e único título de sua história de 115 anos. 

      Elenco campeão da Série C do Campeonato Gaúcho em 2001 (Terceirona)
      O acesso à segunda divisão trouxe nova esperança ao clube que passara seu últimos anos na obscuridade. Durante 7 temporadas consecutivas a equipe buscou retornar a elite do futebol gaúcho sem obter sucesso em nenhuma delas. O período, ainda, ficou marcado pela realização dos primeiros clássicos CA-SÉ (Cachoeira FC x São José-CS) em nível profissional. 
      Entre boas e más campanhas, o clube ainda teria que amargar ver o seu principal rival disputando a elite gaúcha durante as temporadas de 2003-2007. O retorno do clássico se daria na temporada de 2008, quando após uma campanha melancólica, ambos os clubes fechariam seus departamentos profissionais para nunca mais voltar. 
      2.1.4 - JOGOS MEMORÁVEIS
      Em 19 de junho de 1962, ocorre um fato marcante na história do clube: um amistoso contra o Racing Club de Montevideo, como preliminar de Uruguai e Checoslováquia (que alguns dias antes havia perdido a Copa do Mundo para o Brasil, no Chile), no Estádio Centenário. Logo no primeiro tempo, o Racing abre cinco gols de vantagem. Na segunda etapa, o time da casa tirou o pé e o Cachoeira diminuiu o placar para 5 a 3. Dois anos mais tarde, o Racing iria a Cachoeira do Sul para a revanche e seria derrotado no Estádio Municipal por 1 a 0.
      No jogo da volta, o goleiro do Racing era um jovem Ladislao Mazurkiewicz em começo de carreira, pouco antes de se transferir para o Peñarol e de jogar três Copas do Mundo. 
      Além disto, outros dois jogos são lembrados como memoráveis na história do clube, mesmo que se tratassem apenas de amistosos. 
      16.05.1965 - Cachoeira FC 2 x 1 Grêmio 
      31.05.1972 - Cachoeira FC 1 x 0 Internacional
      2.1.5 - O ESTÁDIO
      Estádio Joaquim Vidal
      O estádio Joaquim Vidal pertence ao município de Cachoeira do Sul. Atualmente, encontra-se dentro de um projeto de revitalização infraestrutural uma vez que a deterioração de sua estrutura o levara à interdição. Com a necessária destruição de um setor de arquibancadas que ficava no lado oposto ao pavilhão central, não se sabe qual sera a capacidade do estádio após o fim da referida reforma, mas acredita-se que o estádio deva ter capacidade para 2 a 3 mil pessoas (no FM são 5 mil lugares)
      2.2 - DO JOGO EM SI:
      A estrutura exigia o máximo de realidade possível e eis o que eu tentei buscar dentro do que eu entendia do editor do jogo. Diante da disponibilidade aqui no fórum do update MRT90 e a realidade estrutural alcançada dentro dele, restou a mim a parte fácil: encontrar uma forma de tornar "real" o possível retorno do Cachoeira FC ao futebol profissional.
      Considerando que o update não dispunha da segunda e terceira divisão gaúcha, fora necessário apenas alterar algumas configurações para incluí-las ao jogo. Mesmo que sem a reprodução perfeita das estruturas reais dos campeonatos, consegui criar as respectivas divisões. Atualizados os elencos da primeira e segunda divisão e habilitado novamente o profissionalismo ao futebol do Cachoeira FC (constava como extinto) estava tudo pronto.
      Em relação aos clubes da terceira divisão, optei por incluir aqueles que de fato participam da terceira divisão estadual em 2019 e fiz um apanhado de algumas pequenas equipes que estiveram presentes nos últimos anos para completar os 16 clubes da estrutura.
      Já a questão dos jogadores em si, nada foi alterado. Com exceção de alguns jogadores perdidos que já constavam em algumas equipes, a maioria das outras inicia com os conhecidos jogadores "cinzentos", inclusive o Cachoeira FC.
      2.3 - DOS OBJETIVOS:
      De início, há apenas um único objetivo que é algo que está ligado mais a minha forma de jogar FM do que propriamente a desafio na história: o desenvolvimento das categorias de base. 
      Confesso que por um determinado período eu até dividi a vontade de unir o youth challenge a esta história, afinal, gosto da ideia e e algo que ainda não fiz. Porém, no fim das contas, acabei optando por jogar de forma mais casual (com contratações).
      No mais, por ser um desafio, tentarei buscar incluir objetivos mais dinâmicos, temporada a temporada. 

      Créditos ao trabalho de Evaldo Júnior (www.erojkit.com)
      3 - REFERÊNCIAS:
      Jamais havia encontrado na internet muito material acerca do Cachoeira FC, portanto, deixo aqui meus créditos de pesquisa ao excelente trabalho do blog "um pequeno museu do futebol gaúcho" (Disponível em: (https://1pmfg.com/home/)).
    • CapitaoX
      By CapitaoX
      São 27 pastas contendo + de 930 kits aonde cada clube do pais fica no seu estado natal facilitando a atualização dos times pequenos dos campeonatos estaduais e divisões inferiores ou que disputam o regional/divisões de acesso. Também evita necessidade de sobe e desce e mudanças na config, pois os times estarão sempre na pasta certa.
      Série A,B,C,D 100% atualizada alem dos times pequenos de divisão cada região que não se acha facilmente
      O Formato de Referencia seguido é o padrão do FC12 420x420.
      com apenas 85 mbs  é o maior compilação de kits brasileiro já reunida em link unico para o brasil.
      Downloads
       
                                                                         créditos para os Kitmakers do Fmanager Brasil e suas equipes.
      Principais membros envolvidos  e base de tudo a galera brasileira do SSKits megapack ss kits 2017 
       @Clayton_Padula, @Fab Cardoso, @VictorDomingos, @yanfer, @Sheldon Cooper km 18, @lucasaplima  e, @cheirador 
      FBkits D(Cavalcanti) :https://fm-view.net/forum/topic/18322-fbkits-download-area-season-1819/
      FC12 Kits ABC(IgorNatalino,HugoFera,Blaijin) FMSlovakia: https://fmslovakia.com/en/downloads/kitpacks/fc12-season-2018-19/
      GTCamisas D e Regionais(RomarioAlves) http://gtcamisas.blogspot.com

      +-628 times já foram atualizados,contando as 128 clubes da series ABCD feitas pelas equipes.
      esse trabalho colaborativo interequipes seria de referência pra todos Fms futuros e de ajuda para os kitmakers já que essas camisas de times pequenos regionais não eram atualizadas a mais de 2 anos algumas eram tão genericas q nem patrocínio tinham.
      novos kits estão sendo feitos no topico FC 12 Kits e serão atualizados gradualmente no pack.
    • Johann Duwe
      By Johann Duwe
      Banner by @Tsuru
      Estava entre duas situações distintas para este save, ou eu começaria na Ásia ou em alguma liga periférica na Europa. Acabei decidindo, ajudado por outros amigos da área, a começar na Europa, mais precisamente na região Escandinava.
      Um dos motivos que me fez escolher essa região foi o fato de eu não jogar em nenhuma liga escandinava desde o FM 2013, então é bom poder voltar novamente para a área nórdica do mundo.
       
       
      Ligas Selecionadas:
      Todas divisões de Dinamarca, Finlândia, Islândia, Noruega e Suécia.
      Ver apenas a primeira divisão de Bélgica, Inglaterra, Alemanha, Holanda, Polônia, Irlanda e Rússia.
      Perfil do Treinador: Aron Steffarsson, treinador de 21 anos nascido em Ilhas Faroé, sem licença e com experiência no futebol amador. Começarei desempregado e irei trilhar meu caminho para o sucesso.

       
      Por se tratar de um save carreira, o único objetivo a longo prazo que irei impor é:
      Vencer 01 Eurocopa e 01 Copa do Mundo com alguma das seleções nórdicas.
       
       
×
×
  • Create New...