Jump to content
Sign in to follow this  
Lima7

Retirar a parte de fora do estádio

Recommended Posts

Lima7

Olá , eu não tenho um notebook muito bom mais até o FM 2016 conseguia rodar as partidas sem lag , eu retirava o cenário (ruas ao redor do estadio e o céu ) gostaria de saber se tem como eu fazer isso ainda pq do FM 2017 a diante não tem mais essas opções nas configurações .

Desde já obrigado

Share this post


Link to post
Share on other sites
CapitaoTsubasa
14 horas atrás, Lima7 disse:

Olá , eu não tenho um notebook muito bom mais até o FM 2016 conseguia rodar as partidas sem lag , eu retirava o cenário (ruas ao redor do estadio e o céu ) gostaria de saber se tem como eu fazer isso ainda pq do FM 2017 a diante não tem mais essas opções nas configurações .

Desde já obrigado

 

no fm 19 ta em preferencias, jogo, ai vc altera pra baixa, ou até para não usar algumas coisas como publico, anti alising, sombras etc...
mas vc quer da 17, 18? vc nao foi muito especifico qual versao, da 17 pra frente pode ser qualquer uma das 3 rsrs diz ai

Edited by CapitaoX

Share this post


Link to post
Share on other sites
Lima7
13 horas atrás, CapitaoX disse:

 

no fm 19 ta em preferencias, jogo, ai vc altera pra baixa, ou até para não usar algumas coisas como publico, anti alising, sombras etc...
mas vc quer da 17, 18? vc nao foi muito especifico qual versao, da 17 pra frente pode ser qualquer uma das 3 rsrs diz ai

Eu queria do 2019 , eu disse do 17 a diante pq as configurações não mudaram , até o 16 se eu não me engano podia tirar o céu , o exterior dos estádios e etc e depois já não pode mais 

Share this post


Link to post
Share on other sites
CapitaoTsubasa
10 horas atrás, Lima7 disse:

Eu queria do 2019 , eu disse do 17 a diante pq as configurações não mudaram , até o 16 se eu não me engano podia tirar o céu , o exterior dos estádios e etc e depois já não pode mais 

e irmão entoa no 19 nao tem muito jeito nesse eles fizeram melhorias nos estadios, o jeito é reduzir o que eu falei mesmo. 

 

Citar

Outra mudança visual que você irá notar, especialmente se você decidir treinar em uma liga menor, são as melhorias que foram feitas nos estádios que tem uma capacidade de até 5 mil lugares. Você verá uma maior variedade desses tipos de estádios, incluindo uma maior variedade de material das quais os estádios são feitos, o que dá mais personalidade aos clubes nesses níveis. Adicionalmente, incluímos torcedores com deficiências e necessidades especiais em todos os tipos de estádio.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • PedroJr14
      By PedroJr14
      O Real Club Deportivo de La Coruña é um clube de futebol galego fundado em 8 de dezembro de 1906, na cidade de Corunha, noroeste da Galiza. Seu maior rival é o Celta de Vigo, contra quem fazem o Derby da Galiza. O Deportivo é um time tradicional da Espanha que teve seu maior período de sucesso entre os anos de 95 e 2004, onde venceu duas vezes a Copa do Rei, uma vez La Liga e três vezes a Supercopa da Espanha, incluindo a do ano de 2000, conhecida como Centenariazo. O time blanquiazul já contou com jogadores brasileiros como Djalminha, Bebeto, Mauro Silva, Flávio Conceição, Filipe Luís, Rivaldo, César Sampaio e Donato, este último é um dos maiores ídolos da história do clube. Outros nomes importantes do período de outro foram: Roy Makaay, Naybet, Fran e Valerón.
      A equipe manda seus jogos no tradicional Estádio Municipal de Riazor, ou simplesmente Riazor, que pertence ao 'Concelho de La Coruña' e tem capacidade para 35.600 torcedores, localizado na mesma cidade de Corunha, que tem cerca de 250 mil habitantes.

      Após a queda para a segunda divisão e o anúncio da crise financeira, o Deportivo previu um corte enorme nos seus gastos e liberou logo um dos maiores astros do time, Florín Andone, que rumou à Inglaterra para jogar pelo Brighton. Seguindo esse mesmo pensamento de economia, o clube resolveu investir em alguém que já estava por aqui para treinar o clube, o treinador brasileiro Pedro Carvalho. Pedro já está no clube há 5 anos, onde foi treinador do time sub-20 e na última temporada treinou o Deportivo B, que acabou em segundo no seu grupo da Segunda B e atingiu os playoffs da competição. O Brasileiro tem 33 anos e essa será sua primeira experiência em um time principal.

      - Voltar à La Liga.
      - Conseguir se manter na Primeira Divisão.
      -Ter pelo menos 2 jogadores brasileiros no elenco.
      - Conquistar uma vaga para competição continental.
      - 1 temporada sem perder para Real Madrid ou Barcelona.
      - Vencer o Real Madrid por 3 gols de diferença.
      - Conquistar o Campeonato Espanhol.
      - Desenvolver uma Categoria de Base capaz de nos dar bons jogadores para o time principal.
      - Pagar a dívida do clube (80 milhões de Euros).
      - Conquistar a Champions League.
    • Neynaocai
      By Neynaocai
      “Depois de maio de 1940, os bons tempos se acabaram: primeiro a guerra a capitulação, seguida da chegada dos alemães. Foi então que, realmente, principiaram os sofrimentos dos judeus. Decretos anti-semitas surgiam, uns após os outros, em rápida sucessão. Os judeus tinham de usar, bem à vista, uma estrela amarela; os judeus tinham de entregar suas bicicletas; os judeus não podiam andar de bonde; os judeus não podiam dirigir automóveis. Só lhes era permitido fazer compras das três as cinco e, mesmo assim, apenas em lojas que tivessem uma placa com os dizeres: LOSA ISRAELIA. Os judeus eram obrigados a se recolher a suas casas às oito da noite, e, depois dessa hora, não podiam sentar-se nem mesmo em seus próprios jardins. Os judeus não podiam frequentar teatros, cinemas e outros locais de diversão. Os judeus não podiam praticar esportes publicamente. Piscinas, quadras de tênis, campos de hóquei e outros locais para a prática de esportes eram-lhes terminantemente proibidos. Os judeus não podiam visitar os cristãos. Só podiam frequentar escolas judias, sofrendo ainda uma série de restrições semelhantes.
      Assim, não podíamos fazer isto e estávamos proibidos de fazer aquilo. Mas a vida continuava, apesar de tudo Jopie costumava dizer-me: _ A gente tem medo de fazer qualquer coisa porque pode estar proibido. _ Nossa liberdade era tremendamente limitada, mas ainda assim as coisas eram suportáveis.” Diário de Anne Frank, págs. 11 e 12.
       
      Não possuo qualquer ligação com a comunidade judaica, nem ascendência ou apreço maior por algum clube com tal relação. Por outro lado, os absurdos cometidos pelos nazistas foram muito bem documentados para não deixar ninguém incauto. Nada obstante, a idiotice humana aparece com mais força em tempos e situações de escassez (econômica, política, cultural...), portanto não me surpreendem que manifestações preconceituosas se reciclem em nossa história.
      A não ser que cheguemos em um tempo de disponibilidade total de recursos (o que considero improvável), entendo que o preconceito sempre existirá, transmutando-se em mentes fracas e com medo. Sim, o preconceito é a voz do medo e faz do ódio seu fio condutor. Por isso, não consigo ver muito sentido na frase comum: “não acredito que em 2019 alguém ainda pense assim”. Pois pensamos absurdos todo santo dia e o melhor que podemos fazer é explorar nossas opiniões, amadurecê-las e buscar evoluir – a expressão preconceituosa é imatura, fechada em si mesma e irracional.
      Apesar de não ser judeu, meu nome – para quem ainda não sabe – é Israel (tambores de revelação). O livro da Anne Frank chegou agora em minha vida e a genialidade, sensibilidade e capacidade de transmitir a crueldade e dor de um período com a sutileza do olhar de uma criança de 13 anos, me tocou demais.
      Pensei, portanto, em fazer uma jornada entre Alemanha e Holanda, lugares por onde Anne passou. Mas como ficaria um tanto limitado, decidi que vou começar de baixo, trabalhando em clubes com ligações à comunidade judaica, especialmente em Alemanha, Holanda e Israel, eventualmente jogando em algum clube dos EUA. O objetivo é chegar ao topo da carreira treinando Ajax e/ou Tottenham.
      A princípio começaria em Frankfurt, mas não consegui encontrar na base de dados (German System Football League - dica muito boa do @Johann Duwe) que estou utilizando o FC Gudesding Frankfurt, um clube criado por amigos judeus em Frankfurt an Main, cidade de nascimento de Anne. Enquanto procurava, me chamou atenção o TuS Makkabi Berlin e é por lá que vamos começar. Ou melhor, por onde Pedro Van Pels vai começar sua carreira.
       
      Makkabi Berlin
      Fundado em 1898, o clube antecessor Bar Kochba Berlin era uma das maiores organizações judaicas do mundo em 1930, com mais de 40.000 membros de 24 países, parte do movimento geral de Bar-Kochba destinado a promover a educação física e a herança judaica. O clube organizou equipes em vários esportes, incluindo um time de futebol que competiu nas ligas da cidade entre 1911 e 1929. Em 1924, Lilli Henoch, recordista mundial de eventos de discus, arremesso de peso e revezamento de 4 × 100 metros, treinou as mulheres. (Henoch foi assassinada pelos nazistas em um gueto próximo a Riga, Letônia, em 1942).
      Em 1929, o Bar Kochba fundiu-se com o Hakoah Berlin para formar o clube esportivo Bar Kochba-Hakoah . O lado Hakoah teve um sucesso cada vez maior, conquistando três campeonatos consecutivos na divisão inferior entre 1925 e 1927. Eles eram promovidos a cada vez até que, em 1928, jogavam futebol de primeira linha. O lado recém-combinado continuou a competir como Hakoah depois de 1929.
      A ascensão ao poder dos nazistas no início dos anos 30 levou à discriminação contra judeus e, em 1933, as equipes judias foram excluídas da competição geral e limitadas a jogar em ligas ou torneios separados. Em 1938, as equipes judaicas foram banidas imediatamente, quando a discriminação se transformou em perseguição.
      Em 26 de novembro de 1970, o TuS Makkabi Berlin foi formado a partir da fusão da Bar-Kochba Berlin (ginástica e atletismo), Hakoah Berlin (futebol, restabelecido em 1945) e Makkabi Berlin (boxe).
      Aparentemente não possui quaisquer títulos, mas poderei descobrir mais sobre o clube no decorrer.
      O clube joga a Berlin Liga, que faz parte do sexto nível do futebol alemão, tendo o seguinte caminho de ascensão:

       
      Índice:
      Histórico:
      Ligas selecionadas:
       
    • AllMight
      By AllMight
      A REENCARNAÇÃO DO HERÓI
      Olá, aqui estou de volta, já faz algum tempo que estava planejando este save mas nos últimos meses não tinha motivação para jogar FM novamente, isso tudo voltou quando estava com um PC velho e resolvi baixar o FM13 para passar um tempo, foi baixar o game e vontade de jogar veio com tudo pra cima de mim. Isso já faz um tempo, fui me segurando para não começar o save sem um formato estabelecido e conversando com um pessoal daqui da área e especialmente o @Tsuru fui estabelecendo as diretrizes do save.
      O save será totalmente dentro da Dinamarca, embora eu tenha carregado mais algumas ligas elas estão como "ver apenas", e terá como objetivo principal treinar a Seleção Dinamarquesa e superar a melhor campanha da seleção em Copas do Mundo, mas para isso preciso percorrer um longo caminho, meu treinador começará sua jornada com 20 anos e sem qualificações anteriores e com um passado somente no futebol amador. O nome dele será Holger Dasnke, o mesmo nome do herói que segundo a lenda quando a Dinamarca passar por um perigo iminente ele levantará do seu trono e libertará a nação.

       
      DIRETRIZES DO SAVE
      Não sair dos clubes pedindo demissão ou se candidatando a outros clubes, só sair em fim de contrato ou sendo demitido. Não assumir clubes de divisões superiores ao meu antigo clube. Na primeira divisão até ganhar um título nacional, só assumir clubes que acabaram de subir ou da segunda divisão. Não assumir a seleção principal da Dinamarca sem antes ganhar um título nacional de primeira divisão. Não usar a barra de pesquisas para contratação de jogadores/staff, usar somente a base de dados fornecidas pelos olheiros do clube e pelos agentes.  
      OBJETIVOS DO SAVE
      Ganhar o Campeonato Dinamarquês Ganhar a Eurocopa Ganhar as Olimpíadas Chegar em uma Semi-Final de Copa do Mundo  
      ÍNDICE
      Temporada 1
      O primeiro emprego
      Os heróis improváveis
      Uma contratação mágica: Ibra chega ao Kolding!
      Um pistoleiro sem balas
      Temporada 2
      Seguindo os passos do mestre Fernando
      Um segundo turno complicado
      Um pouco de esperança
      Temporada 3
      Início muito promissor
      Consistência
      A primeira conquista do herói
      Temporada 4
      Novo lar
      Os verdes
      Trapalhões
       
      HISTÓRICO DE CLUBES
      Kolding BK - (2019 - 2022)
      (2019/20) 15º na 2. Division / Eliminado na Terceira Eliminatória na DBU Pokalen
      (2020/21) 7º na 2. Division / Eliminado na Segunda Eliminatória na DBU Pokalen
      (2021/22) 1º na 2. Division 🏆 / Eliminado na Segunda Eliminatória na DBU Pokalen
      Viborg FF - (2022 - ?)
      (2022/23) 
       
      TÍTULOS DO TREINADOR
      2. Division
      (2021/22) Kolding BK
       

    • tricolor de coraçao
      By tricolor de coraçao
      APRESENTAÇÃO DO SAVE – CLUBE E OBJETIVOS

      Fundado em 1942, o Marília Atlético Clube, também chamado de MAC ou Tigrão, é uma agremiação esportiva brasileira da cidade de Marília, interior do estado de São Paulo e seu mascote o Tigre. Suas cores são azul e branco. Seus maiores rivais são o derbi regional com o Noroeste, no clássico Norus-MAC, e também possui alguma rivalidade com o Santo André.
      ESTÁDIO
      Seu estádio é o Bento de Abreu, ou Abreuzão, com capacidade para 19.800 pessoas. Portanto não precisaremos tão cedo ampliar o caldeirão.
                                                                         
      CAMPANHAS
      No inicio dos anos 2000 (2006) por muito pouco não subiu para a elite nacional do futebol, desde então só despencou nas tabelas.
      Possui poucos títulos ainda - nenhum ainda de revelância fora de São Paulo - apenas os estaduais de acesso (A2) de 1971 e 2002, portanto já são mais de 15 anos de jejum.
      Atualmente (2019) disputa as 4ªs divisões estaduais e nacionais.
      Por isso em 2019, a Direção contrata e estudioso técnico, ex-jogador semi-profissional e com uma ou outra licença.
       
      PLANEJAMENTO

      Planos a curto prazo(5 anos)
      -Chegar a elite estadual e à Série B
      -aos poucos reforçar a base do clube

      Planos a médio prazo (10 anos)
      -estabelecer-se no Brasileirão
      -ter uma base atuante e que revele jogadores pra fazer caixa

      Plano a longo prazo (15 anos)
      - disputar torneios internacionais e ganhar corpo
      -ter uma base forte que atraia, revele, forneça ao Senior e venda
       
      INFRAESTRUTURA
      Importante para o desenvolvimento dos atletas o clube possui estruturas médias.
                                                                    
       
      OBSERVAÇÕES QUANTO A FINANÇAS INICIAIS
      As primeiras 3 temporadas a serem contadas já estão um pouco mais adiantada na verdade, e por um problema que tive eu perdi um pouco do material em termos de finanças que havia salvo em word. Todavia o clube no primeiro ano gastou algo em torno de 200 mil reais  do orçamento de 400 mil disponiveis em Folha de pagamento. Para contratações salvo engano teve algo em torno de 1M para gastar. (Peço desculpa e irei me esforçar para deixar o mais certo possível).
      Nos próximos links começarei a contar a temporada 2019: o inicio da retomada do clube rumo ao sucesso.
       
      ÍNDICE
      TEMPORADA 2019
      A retomada rumo a gloria
      A ilusão do estadual - Começa a Série D
      TEMPORADA 2020
      2a temporada...sucesso no primeiro semestre
      Não subimos pra Série C.... mas o titulo da Copa Paulista rende vaga na Copa do Brasil 2021
      TEMPORADA 2021
      3a Temporada - uma temporada muito maluca
      TEMPORADA 2022
      4a Temporada 2022 Parte 1- O Tigre começa rugir mais alto
      Segundo semestre de 2022 - A arrancada espetacular rumo a Série B
    • Neynaocai
      By Neynaocai
      Por um erro meu o tópico anterior foi arquivo/apagado, mas o save continuou firme e forte. Algumas alterações pequenas neste, para melhor acomodar a história.

      Dez anos depois
      Quando contrataram Robbie Keanne para treinar o Killie, ninguém podia imaginar o que aquilo significava para cidade de Kilmarnock. Muito menos, poderiam imaginar o que representava para o Robert Davie Keanne.
      Como poucos sabiam, apesar de nascido em Dublin, Robbie crescer nos arredores do Castelo De Turnberry e embora amasse a Irlanda e fizesse sucesso com a camisa verde, as vezes pegava-se a pensar em como teria sido se tivesse ficado em sua cidade. Se ganharia títulos, se seria convocado para seleção escocesa.
      Essa história começou em 2018, logo após ele anunciar sua aposentadoria. Muitos contam um encontro inesperado quando foi encontrar velhos amigos no pub Oceans 11. Mas a verdade, senhoras e senhores, desconhecida do público, foi revelada aos poucos, com esse final bombástico.
      Começar essa história pelo final é para te convidar a participar da epopeia que movimentou o futebol da Escócia – e do mundo, por que não? Durante os dez anos de ligação entre Robbie e Kilmarnock. Hoje ele deixa o clube, mas estará para sempre em nossos corações.
       
      A contratação
      Angus, seu amigo de longa data, começou o brinde:
      _ Ao nosso Keane, que não é o irmão do Roy! O irlandês mais escocês que essas colinas já vira. Seja bem-vindo a vida mansa, companheiro. Brincou o ruivo McDonald.
      _ Senhores, senhores, ainda não estou no ritmo de férias, passei apenas para vê-los. Amanhã, iniciarei o módulo final do curso para retirar a Licença Pro Continental. Contestou Robbie e continuou. Como anda as coisas no nosso Killie?
      Neste momento, uma figura imensa entra no pub e um silêncio se impera. Alguns cochichos nos grupos, mas ninguém volta a conversar até que o recém-chegado anuncia aos brados:
      _ Cerveja liberada até eu sair!
      E chegando-se a mesa de Robbie gritou, em bom e velho galês:
      _ Dea-oíche, mister Robbie. Serei direto, para que possamos beber tranquilamente. Meu nome é Billy Bowie, sou descendente de Arthur Guinnes e CEO da cervejaria. O nosso amigo Angus me convenceu a patrocinar um projeto em que você é a figura principal, pelo nome e história.
      Robbie demonstrou surpresa, mas aguardava aquele encontro há muito tempo. Tudo corria conforme esperado.
       
      Kilmarnock  FC
      O Clube leva o nome dessa cidadezinha bem de boas, no leste escocês, a poucos quilômetros de Glasglow. Fica próxima ao Castelo de Turnberry, onde Robert The Bruce nasceu e cresceu.
      A cidade possui pouco mais de 45.000 habitantes e deu ao mundo o whiske Jhonnie Walker. Ocorre que em 2009, a atual dona da marca tirou a centenária fábrica de Kilmarnock, o que gerou protestos, mas não teve jeito. Por isso, em nossa história, a também centenária cervejaria Guinnes é que irá patrocinar o clube. Afinal, eles estão buscando criar raízes na terra da aguardente vermelha.
      Também em Kilmarnock viveu um cara chamado Alexander Fleming que ganhou o Nobel da Medicina por criar uma coisa não muito útil chamada Penicilina.
      Já o clube é apenas o profissional mais velho da Escócia, o que me fez acreditar que eu fazia parte do Clube dos Pioneiros, mas daí eu vi que o clube mais antigo do Queens Park FC, que agora é um time semiprofissional. Já adiantando, Queens Park é nosso parceiro.
      Enfim, o Killie como é chamado, conquistou um escocesão em 1964/65, três copas da Escócia 1919/20, 1928/29 e 1996/97, além de uma copa da Liga em 2011/12.
      Jogamos no acanhado, mas aconchegante Rugby Park, com capacidade para 18.128 torcedores.
      O presidente do Clube, Billy Bowie, que na nossa história é dono da Guinnes, na vida real é dono de uma empresa de transporte de resíduos e talvez não seja um bilionário.
       
      Regras, objetivos e curiosidades do save:
       
×
×
  • Create New...