Jump to content
Johann Duwe

Joinville Esporte Clube (12/05 Fevereiro 2023) - Começou a Temporada e a Recopa já é nossa.

Recommended Posts

vinny_dp

Copou tudo em 2022 e, pelo andar da carruagem, irá continuar nessa pegada neste ano.

Conseguiu reforçar um time já fortalecido, o que ajuda bastante nesse insano calendário brasileiro.

Pena não ter havido o Mundial de clubes, mas tem condições de revalidar o título da Libertadores e ganhar essa chance de taça.

Tá gostando do 4-3-3 com três atacantes de área?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tsuru

Tropeçou no Liverpool uruguaio, mas acho que deve se classificar sem sustos na Libertadores. Estadual já é pré-temporada de luxo, já é obrigação hahaha.

Essa temporada tem tudo para ser mais uma muito boa para o Joinville e a Recopa é um bom sinal disso. 

Boa sorte na continuação!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Johann Duwe
12 horas atrás, marciof89 disse:

Estadual já virou aquele momento da temporada que ninguém liga de fato, se não vencer é crise hahahaha

Na Libertadores, o empate contra um time modesto como o Liverpool é pra manter os olhos abertos. Mas seu grupo é bem acessível, então acredito que vá superar esse percalço.

Realmente, ir a final é obrigação nesse ponto do save. Apesar do empate no Uruguai, acabamos sendo melhores em campo e só não vencemos pois a defesa adversária esteve bem montada.

8 horas atrás, Herr Jones disse:

Esse Joinville tá uma máquina, bicho. Fez uma campanha irretocável na última temporada e não teve a oportunidade de disputar o Mundial, o que é uma pena, mas não sei que diabos o jogo faz com essa copa do mundo em 2022 que atrapalha o calendário de todo mundo. De qualquer forma, acho que qualificou bem o time com contratações pontuais e que certamente renderão bons frutos no futuro e acredito novamente em uma grande campanha nessa temporada.

O catarinense já virou brincadeira de criança, capaz até que dê pra colocar a garotada pra jogar e ainda assim sair campeão com folga; já a Libertadores pegou um grupo bem tranquilo e o resultado contra o Liverpool pode ser um ponto fora da curva, mas é bom manter o foco porque é uma competição sempre muito complicada e que qualquer erro pode fazer o time perder a classificação.

Boa sorte na sequência!

É uma infelicidade isso, mas não vejo uma saída em 2022, pois as competições continentais se encerram em diferentes períodos, não há como ter um meio termo para que essa competição seja disputada naquele ano.

6 horas atrás, Tsuru disse:

Tropeçou no Liverpool uruguaio, mas acho que deve se classificar sem sustos na Libertadores. Estadual já é pré-temporada de luxo, já é obrigação hahaha.

Essa temporada tem tudo para ser mais uma muito boa para o Joinville e a Recopa é um bom sinal disso. 

Boa sorte na continuação!

Na Recopa o time conseguiu duas boas exibições, o que é um bom sinal para a temporada. O Catarinense é uma competição onde posso realmente lançar jogadores da base/reservas, mas temo que a qualidade vá cair bastante.

6 horas atrás, vinny_dp disse:

Copou tudo em 2022 e, pelo andar da carruagem, irá continuar nessa pegada neste ano.

Conseguiu reforçar um time já fortalecido, o que ajuda bastante nesse insano calendário brasileiro.

Pena não ter havido o Mundial de clubes, mas tem condições de revalidar o título da Libertadores e ganhar essa chance de taça.

Tá gostando do 4-3-3 com três atacantes de área?

O 4-3-3 é uma tática que gostei bastante de usar, porém devo usar ela de forma moderada com o JEC, pois tenho excelentes jogadores pelos lados do campo, mas em alguns momentos irei sim usar ela, em especial qual haver lesão/cansaço dos pontas.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

Estranho esse empate com o Liverpool. É para preocupar?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces

Equilibradíssimo esse jogador Jean Pyerre e o bom desse jovem Vítor Rosa é o fato de ele poder jogar em mais de uma posição. A campanha do Joinville cotinua avassaladora. Na Libertadores não começou voando, mas também com a chegada de alguns jogadores, é normal que a equipe comece a se entrosar. De qualquer forma, há a possibilidade de poder fazer mais um ano espetacular. Bom trabalho na sequência.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Neynaocai
Em 12/05/2019 at 20:05, Johann Duwe disse:

Começamos a Temporada 2023 focados em revalidar os títulos conquistados na temporada passada

Veio decidido a destruir todo mundo que vier pela frente.

Em 12/05/2019 at 20:05, Johann Duwe disse:

O nome de craque.

 

O time é diferente em cada competição ou apenas adapta um esquema?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Johann Duwe
Em 14/05/2019 at 17:05, Andreh68 disse:

Estranho esse empate com o Liverpool. É para preocupar?

Não mesmo. Empatar fora de casa numa competição continental não pode ser considerado preocupante, afinal de contas não sou obrigado a vencer todas as partidas que eu disputar, apesar de ter já um elenco superior a 90% das equipes sul-americanas, tropeços sempre ocorrem e irão continuar acontecendo, seja no FM ou no futebol real.

Em 14/05/2019 at 21:56, Vannces disse:

Equilibradíssimo esse jogador Jean Pyerre e o bom desse jovem Vítor Rosa é o fato de ele poder jogar em mais de uma posição. A campanha do Joinville cotinua avassaladora. Na Libertadores não começou voando, mas também com a chegada de alguns jogadores, é normal que a equipe comece a se entrosar. De qualquer forma, há a possibilidade de poder fazer mais um ano espetacular. Bom trabalho na sequência.

O Jean Pyerre parece um all-rounded, bom em tudo mas não é espetacular em nada. De qualquer forma ele é consistente e isso é mais importante, o Vítor Rosa quem negociou foi meu Diretor de Futebol Jovem, parece que ele finalmente acertou a mão em uma contratação. Obrigado, infelizmente o Estadual não serve de parâmetro pois o nível é muito inferior as demais competições.

Em 15/05/2019 at 10:53, Neynaocai disse:

Veio decidido a destruir todo mundo que vier pela frente.

O nome de craque.

O time é diferente em cada competição ou apenas adapta um esquema?

Eu tenho mantido diferentes táticas ao longo do save, normalmente altero elas de acordo com o adversário e/ou lesões na minha equipe. Sobre os jogadores, gosto de estar sempre com força total, mas o ritmo de partidas no Brasil é muito alto, com isso eu deixo jogadores chaves descansando por um ou dois jogos, dessa forma posso observar outros jogadores e deixar os outros saudáveis.

Faço isso em quase todas as posições, acho que só o Goleiro é menos rodado do que os demais.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

  • Similar Content

    • Neynaocai
      By Neynaocai
      Prólogo
      Filho de mãe brasileira e pai português, André Rebouças nasceu em 08 de maio de 1980 na pequena cidade de Cachoeira, Bahia. Mas de baiano só carrega o sangue materno, pois ainda bebê seus pais foram obrigado a morar em Portugal. O pai, libertário convicto, criticava abertamente o regime militar em um jornal alternativo. Em tempos de ame-o ou deixei-o, a pátria escolhida não era mais um lar.
      Buscando apoio em seus familiares, o pai de André os levou a cidade de Funchal, na Ilha da Madeira, onde os ventos do destino determinariam a vida de nosso personagem.
      Assim, o menino André cresceu no bairro Santo Antônio, onde gostava de bater uma bola nas inúmeras ladeiras que permeavam aquele bairro montanhoso. Foi vizinho de um menino um pouco mais novo, bom de bola, mas muito xarope. Por tudo reclamava, chorava. O suportavam por seu futebol, sendo sempre o primeiro a ser escolhido na pelada.
      O tempo passou a molecada cresceu, cada um pro seu canto. André gostava muito de estudar e como não era um craque de bola, sabia que o caminho para fazer parte do mundo da bola seria pelos estudos mesmo.
      Gostava bastante de economia e direito, mas na hora de escolher o curso o coração falou mais alto: Licenciatura em Educação Física e Desporto, na Universidade da Madeira. Depois, entre as aulas na famosa Escola Secundária Jaime Moniz e um estágio no Banif, André ainda teve tempo para realizar um Mestrado em Educação Física, onde apresentou dissertação com o tema "A profissionalização do desporto: da base à direção". Com o tempo, o seu caminho começou a se afastar das quatro linhas. Era só um joguinho no fim de semana e pronto.
      No entanto, aos 38 anos, seja crise de meia idade ou que for, não bastava mais a carreira estruturada, a vida financeira e pessoal estável: aos poucos o sonho de gerenciar uma equipa de futebol voltava em seu peito.
       
      Aos corajosos
      Vamos tentar fazer algo diferente. Vai dar certo? Não sei. Que seja a primeira de muitas tentativas de inovar. O erro não me preocupa, o importante é mirar alto.
      Passos:
      1) Ao fim de cada capítulo você terá uma decisão a fazer, um caminho a seguir.
      2) Não se trata de enquete, mas talvez possa ter, fique atento.
      3) Como não dá pra antecipar tudo que será jogado, senão teria que ter uma história completa (e eu não sou Netflix), faremos assim:
      a) Leia o capítulo, comente, critique, observe as decisões a serem tomadas e aguarde.
      b) Após os caminhos alternativos ficarem prontos, colocarei as indicações e avisarei os interessados (portanto, se você quiser participar só deixar um: eu quero).
      c) Aí, até perceber algum erro, deve ser assim.
      4) Evite spoiler.
       
      Dados do save
      FM 2019, base de dados padrão, liga portuguesa ativada apenas (por enquanto).
      Objetivos:
      a) se divertir e proporcionar o mesmo.
      b) uma temporada (ou ano - você entenderá) por sessão - depois avaliarei o custo/benefício de seguir.
       
      Vamos lá.
      Se você chegou até aqui, se interessou na brincadeira, siga indicando:
      - Interesse em ser chamado para escolher os caminhos seguintes (pensei agora: avise qual caminho escolheu no comentário e na sequência eu te marco na sequência respectiva).
      Pra ver se entenderam, primeira decisão:
       
      Começar desempregado                                                                 
      Começar em um clube
       
      RESULTADOS DA PRIMEIRA DECISÃO
      RESULTADOS DA SEGUNDA DECISÃO
      RESULTADOS DA TERCEIRA DECISÃO
      RESULTADOS DA QUARTA DECISÃO 
    • jbds.sccp
      By jbds.sccp
      Boa noite
      Jogo FM a questão de 1 mês
      E gostaria de saber
      Como colocar mais patchs no meu jogo...
      Até então só tenho do Brasil e de Portugal

      Em compensação tenho escudos e uniformes de outros países e continentes..
      Alguém pode me ajudar?
    • Henrique M.
      By Henrique M.
      Depois de muito tempo sem jogar um save no Brasil, decidi que era hora de retornar ao nosso país e começar uma nova aventura. Com o recém-lançamento do patch 19.2 do Football Manager 2019 e o final da temporada brasileira, e consequentemente atualização da database que irei utilizar para adicionar a Série D ao jogo, é hora do anúncio. Para o meu retorno ao Brasil, escolhi um clube mineiro, a Associação Atlética Caldense, também conhecida como A veterana.
      Coincidentemente ou não, é meu terceiro save consecutivo aqui com uma equipe alviverde (Shamrock Rovers em Uma Só Nação e Werder Bremen). E se não fosse a Caldense, aparentemente, a outra opção também seria alviverde. Acaba sendo uma curiosidade, apesar de não ter muita relevância, achei interessante mencionar. O clube é de Poços de Caldas, cidade do interior de Minas Gerais. Poços de Caldas conta com quase 170 mil habitantes, portanto, é uma cidade com potencial para um clube de futebol.
      A Caldense foi fundada em 1925, logo, a ideia é estarmos ao menos na Série A no ano do centenário. Como entre a temporada 2019 e 2025 ocorrem cinco temporadas, seria uma meta plausível, entretanto, algumas ideias surgiram para tornar esse save diferente do tradicional. Não via muito sentido em fazer uma jogatina tradicional, tal qual fiz com o Werder Bremen no FM 2018, por isso, decidi pensar algumas estratégias para tornar o desafio de levar uma equipe brasileira do anonimato ao estrelato.
      Categoria de base ou Diretor de Futebol?
      Existem alguns desafios tradicionais no Football Manager, como o desafio de San Marino, o Desafio do Sir Alex Ferguson, o Desafio da Base, o Desafio do Diretor de Futebol e muitos outros. Os dois primeiros são específicos da liga italiana e inglesa, respectivamente, enquanto a aplicação dos outros dois é universal. Eu já realizei um save da base, nos moldes idealizados no FM 2016, mas não fui muito além. Assumi o Concarneaux, na última divisão francesa e apesar de ter jogado seis temporadas, não foi de muito sucesso. Consegui subir e jogar a Ligue 2 na quinta temporada, mas caímos na primeira participação de volta à National, mas encerramos a sexta temporada com o retorno a Ligue 2 e título da divisão.
      O desafio do Diretor de Futebol eu nunca tentei e por isso, ficava o desejo. E temos que lembrar que a liga brasileira é uma das mais recomendadas para esse tipo de abordagem, já que simula bem a realidade dos treinadores brasileiros. Esse desafio consiste em delegar todas as contratações ao seu Diretor de Futebol, com o treinador podendo apenas realizar indicações.
      Até pensei em mesclar as duas coisas em uma só, mas o fato de poder recomendar contratações, tiraria todo o sentido de fazer um save de categoria de base. Por isso, para o save com a Caldense, retirando o atual elenco, eu apenas utilizarei jogadores oriundos da base nesse save. Logo, A Veterana será a busca de fazer com que a base da Caldense leve a equipe até o ápice do futebol continental e mundial.
      Apresentação do save sem FM
      Meu tempo está meio curto nesse final de ano, mas deve melhorar a partir da próxima semana, mas eu quis utilizar um pouco do tempo que tenho para fazer o anúncio e apresentar o save. Desde que o FM 2019 foi lançado, meu tempo passou a ser dividido entre FM 2017, recentemente o 2018 e The Witcher 3. Ao optar por fazer isso, terei tempo para fazer uma apresentação mais detalhada e não algo apressado apenas para jogar o FM 2019.
      Por isso, essa apresentação veio assim, sem muito FM, entretanto, para compensar resolvi trazer algumas informações para que vocês possam conhecer melhor o clube.
      Informações sobre a Caldense
      Como já mencionamos, as cores da equipe são verde e branco e o mascote da veterana é um periquito. A sua grande rivalidade futebolística é o Rio Branco de Andradas Futebol Clube. A equipe joga no Estádio Dr. Ronaldo Junqueira, carinhosamente apelidado de Ronaldão. O estádio tem capacidade para 7600 pessoas (vida real), e sua maior lotação foi de 14200 pessoas. Infelizmente, o proprietário não é o clube. Felizmente, algumas dessas informações divergem do que está na base de dados do Football Manager. O estádio é maior e do clube no jogo.

      Periquitão, o mascote da Caldense
      Principais conquistas
      Em termos de título, a equipe ganhou o Campeonato Mineiro em 2002. Entretanto, nesse ano, o campeonato foi uma espécie de Campeonato do Interior, já que os grandes da capital não participaram. Enquanto em 2015, a Caldense fez uma brilhante campanha, chegou até a final contra o Atlético-MG e foi prejudicada pela arbitragem no jogo decisivo, onde o mando de campo era seu. Infelizmente, esses são os maiores momentos de glória da Veterana.

      Estádio Dr. Ronaldo Junqueiro, o Ronaldão, a casa da Caldense

      Elenco da equipe na conquista do Campeonato Mineiro de 2002
      A equipe participa do Campeonato Mineiro desde 1960, são 43 participações ao longo desses anos todos. A equipe esteve na elite mineira em 36 delas, e desde 1986 foi rebaixada apenas uma vez. A queda em 2007 levou a equipe ao Módulo II, onde levou duas temporadas para retornar. E desde 2009, a equipe está ininterruptamente no Módulo I do Campeonato Mineiro, apesar de ter flertado com o rebaixamento nesse ano.

      Elenco da Caldense que foi vice-campeão do Campeonato Mineiro em 2015
      Participações em competições nacionais
      A equipe participou apenas uma vez da elite do futebol brasileiro, em 1979. Além disso, também só tem uma participação na Série B e Série C. Mas em termos de Série D, ela é uma das equipes que mais representou Minas Gerais. São cinco participações em 10 anos de competição, e apenas o Villa Nova tem mais participações que a Veterana.
      A equipe de Nova Lima participou por seis vezes do último escalão nacional. Curiosamente, nenhuma das duas conquistou a promoção para a Série C, mesmo com uma participação enorme na divisão. Em Minas Gerais, apenas Tombense e Tupi já conquistaram o acesso, com a equipe de Juiz de Fora sendo a equipe que mais vezes subiu para a Série C na história da competição, com dois acessos.
      Curiosidades e ídolos do clube
      No site oficial da Caldense, a equipe cita algumas curiosidades como ter sido a última equipe que Garrincha enfrentou, a primeira equipe que Ronaldo Fenômeno enfrentou, ter recebido um prêmio das mãos de Galvão Bueno e ter disputado uma partida com a seleção brasileira.
      Os ídolos são o goleiro Paulão (jogador que mais vezes vestiu a camisa do clube), o goleiro Gilberto Voador (considerado o melhor goleiro da história do clube), o zagueiro Fábio Paulista (que chegou ao clube no último rebaixamento ao módulo II e ajudou na transformação da Veterana em uma das forças do interior mineiro), o zagueiro Buzuca (considerado o maior zagueiro da história do clube), o lateral-direito Orlando (um dos quatro jogadores que vestiram a camisa da seleção brasileira na história do clube), o também lateral-direito Arnaldo, o ponta-direita Augusto (um dos maiores artilheiros da história do clube), o atacante Mirandinha (o maior artilheiro da história da Caldense e não é o ex-São Paulo), e o atacante Walderi. Além disso, Walter Casagrande já passou pelo clube e é o jogador de maior renome a vestir a camisa da veterana.
      Objetivos do save
      Conquistar o Mundial de Clubes; Conquistar a Libertadores da América; Conquistar o Campeonato Brasileiro - Série A; Conquistar a Copa do Brasil; Conquistar o Campeonato Mineiro; Ser o clube mineiro com a maior quantidade de campeonatos brasileiros (Cruzeiro possui 4); Ser o clube brasileiro com a maior quantidade de Libertadores (Grêmio, São Paulo e Santos possuem 3); Ser o clube mineiro com a maior quantidade de Copas do Brasil (Cruzeiro possui 6); Ser o clube do interior com a maior quantidade de estaduais (Villa Nova possui 5); Ter, simultaneamente, 11 jogadores da base da Caldense na seleção brasileira; Ser o clube brasileiro com a maior quantidade de jogadores formados no clube na Série A; Ser o clube brasileiro com a maior quantidade de jogadores formados no clube nas principais ligas europeias; Ter superioridade de vitórias no confronto direto contra as grandes equipes do Estado; Estar na Série A no ano do centenário do clube; Mais objetivos podem ser adicionados, caso eu julgue necessário; Continuidade de Uma Só Nação
      O save Uma Só Nação continuará a todo vapor. Não tenho intenção de pará-lo.
      Histórico da Caldense
      2019: 7º lugar no Campeonato Mineiro, eliminado nas quartas-de-final, 4º lugar no Grupo M da Série D; 2020: 7º lugar no Campeonato Mineiro, eliminado nas quartas-de-final, 4º lugar no Grupo N da Série D; 2021: 5º lugar no Campeonato Mineiro, eliminado nas quartas-de-final, 3º lugar no Grupo M da Série D; 2022: 6º lugar no Campeonato Mineiro, eliminado nas quartas-de-final, 3º lugar no Grupo M da Série D; 2023: 4º lugar no Campeonato Mineiro, eliminado nas semi-finais, 1º lugar no Grupo M da Série D, eliminado nas quartas-de-final; 2024: 5º lugar no Campeonato Mineiro, eliminado nas semi-finais, 1º lugar no Grupo M da Série D, eliminado na 1ª Eliminatória; Índice da história
      Apresentação do save; Começo de trabalho no Mineiro; Um periquito costuma ser inofensivo; A classe de 2019 Déjà Vu Uma pequena evolução A classe de 2020 A Veterana vai encorpando Copo meio cheio ou meio vazio? A classe de 2021 Aos trancos e barrancos é o suficiente O verdadeiro primeiro adeus A classe de 2022 Nos restabelecendo como força do interior A dois pênaltis do paraíso A classe de 2023 Periquito contra Raposa, um duelo previsível A marca da cal que machuca
    • Paulo Barrionuevo Jr.
      By Paulo Barrionuevo Jr.
      Existem algum arquivo ou alguma forma de colocar "faces" nos jovens que vão surgindo durante o jogo??
    • Ketaros
      By Ketaros
      Pessoal,
       Estou começando um pack com a idéia de ser o kit SEM propagandas, acho que as propagandas estragam toda a arte das camisas, e ainda mais, para mim fica irreal no jogo pois não tem nenhum sentido com os patrocinadores de dentro do johgo...
       Bem, estou começando a Série A, esses são os primeiros.
       Sou relativamente novo em kits, considerem isso não precisa pegar pesado, mas comentários são bem vindos.
       Sobre as golas, vou manter a mesma em todo pack, apenas por questão de estilo, antes que falem. 🙂
       Planeja ir reportando aqui o andamento.
      Espero que gostem.

       
×