Jump to content
Sign in to follow this  
Luchín

FC Andorra: Virtus Unita Fortior | Atualizado em 15/07

Recommended Posts

Andreh68

também achei que tivesse disputa de terceiro.

Não acho que viverei o suficiente para presenciar algo parecido na vida real!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces

Rapaz, que trabalho fantástico a frente da seleção andorrana. Uma curiosidade, não havia decisão de terceiro lugar na competição? De qualquer forma, os confrontos contra os espanhóis foram realmente muito emocionantes, vendeu caro as derrotas, mas foi bem longe na competição, parabéns. Bom trabalho na sequência.

Share this post


Link to post
Share on other sites
arecibo8

Esta indo incrivelmente bem com a seleção. Se continuar esta evolução deve ir muito bem na copa. 

Boa sorte nesta mudança. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

Campanha excelente para uma seleção em ascensão. Para o save foram boas as derrotas para a Espanha, assim não restaram muitas dúvidas sobre a qualidade do selecionado espanhol.  Parabéns pela campanha.

Se não for muita intromissão: para qual país está se mudando? 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Neynaocai

Caraca que sensacional essa EURO, uma pena a Espanha atravancando o caminho de Andorra (pra variar hahaha).

Mas, o caminho está asfaltado agora, na próxima não terá vez pra ninguém.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Luchín
20 horas atrás, Andreh68 disse:

também achei que tivesse disputa de terceiro.

Não acho que viverei o suficiente para presenciar algo parecido na vida real!

Não me lembro de ter em outra EURO, por isso nem me surpreendeu.

Também acho que não viverei, hehe. 

Valeu, Andreh. ????

15 horas atrás, Vannces disse:

Rapaz, que trabalho fantástico a frente da seleção andorrana. Uma curiosidade, não havia decisão de terceiro lugar na competição? De qualquer forma, os confrontos contra os espanhóis foram realmente muito emocionantes, vendeu caro as derrotas, mas foi bem longe na competição, parabéns. Bom trabalho na sequência.

Não há disputa do 3º na EURO. 

Fizemos ótimas partidas contra os espanhóis, quando muitos esperavam apenas que fôssemos goleados. 

Valeu, Vannces. ????

13 horas atrás, arecibo8 disse:

Esta indo incrivelmente bem com a seleção. Se continuar esta evolução deve ir muito bem na copa. 

Boa sorte nesta mudança. 

Primeiro temos que ir até a Copa. ? 

Valeu, arecibo. ????

3 horas atrás, ggpofm disse:

Campanha excelente para uma seleção em ascensão. Para o save foram boas as derrotas para a Espanha, assim não restaram muitas dúvidas sobre a qualidade do selecionado espanhol.  Parabéns pela campanha.

Se não for muita intromissão: para qual país está se mudando? 

A campanha foi bem além do que eu esperava, mesmo com a sorte que tivemos em cada sorteio, que nos emparelhou contra adversários "acessíveis". 

Vou me mudar para a Argentina.

Valeu, GG. ????

2 horas atrás, Neynaocai disse:

Caraca que sensacional essa EURO, uma pena a Espanha atravancando o caminho de Andorra (pra variar hahaha).

Mas, o caminho está asfaltado agora, na próxima não terá vez pra ninguém.

Fizemos uma campanha excelente e inapagável, mas não penso que ainda temos nenhuma condição de pensar em conquistas. Nos coloco mais como uma Turquia em 2008 ou a própria Islândia em 2016.

Valeu, Ney. ????

Share this post


Link to post
Share on other sites
Luchín

Sonejee.png

1. Marc, como você e seus companheiros se portavam nas partidas internacionais, em especial, nas partidas das eliminatórias, quando o que mais ocorriam eram derrotas dilatadas de Andorra e em raras ocasiões a equipe marcava gols ou pontos? Vocês conseguiam manter o prazer em jogar futebol, sem se abater com derrotas, estando conscientes de suas limitações perante à equipes mais fortes?

Nós somos conscientes da realidade em que a nossa seleção vive. Ainda que sofremos muitas derrotas, nosso objetivo era tentar ser o mais competitivo e nos orgulhamos do nosso trabalho e de dar tudo de nós em cada partida. 

Sofrer tantas derrotas não é do gosto de ninguém, mas lutávamos contra e isso nos fez mais fortes, e graças a todo esforço conseguimos melhores resultados.

2. Após constituir quase toda a carreira no futebol andorrano e espanhol, você rumou para a Escandinávia, atuando em ligas, teoricamente, mais competitivas e reconhecidas. Como foi a experiência na Finlândia, e como está sendo na Noruega, em termos de estrutura do futebol, qualidade de vida, etc. 

Na Finlândia tive a minha primeira experiência fora da Espanha. Foi muito difícil tomar a decisão de "sair de casa", mas é uma decisão da qual nunca me arrependerei. Encontrei uma liga mais competitiva do que eu esperava e pude ganhar títulos como a Suomen Cup. A nível de país, qualidade de vida, só posso dizer coisas boas. São países muito organizados e avançados, onde você se sente muito seguro e é muito fácil construir a vida.

Na Noruega, onde estou agora, encontrei uma liga com várias equipes históricas, como o Rosenborg e o Molde, e o nível é muito alto. Estou feliz de estar na Escandinávia e de poder desfrutar tanto do futebol profissional, quanto da qualidade de vida.

3. Você nasceu mesmo em Andorra. Como é a experiência para um jovem nacional de se tornar jogador de futebol ali, falando em termos de categorias de formação, incentivo da federação, da família, etc.

Não é fácil deixar a sua casa, família e amigos para buscar um futuro longe de tudo isso. Eu tive a sorte de jogar em bons clubes na Espanha (Real Madrid, Real Zaragoza, At. Baleares…) e isso me ajudou a crescer como futebolista e poder competir em ligas melhores. Quanto à seleção, sempre é um incentivo para todas as equipes saber que sou um futebolista internacional e a me orgulha representar meu país e poder jogar contra os melhores jogadores do mundo.

Val-s1.png

4. Você ainda é novo e tem bons anos de carreira adiante, mas és um dos líderes da atual seleção andorrana e um dos mais experientes jogadores. Acredita que, quando Ildefons Lima parar, você será o capitão e expoente da seleção nacional? Após terminar a carreira, tem em mente seguir no futebol, trabalhar na seleção, etc.?
 
Ilde tem uma longa trajetória, também jogou em grandes ligas e ainda tem alguns anos adiante na seleção. É claro que um dia, se as coisas assim forem, me encheria de orgulho poder ser o capitão.
 
Quando acabar a minha carreira, é claro que quero continuar ligado ao futebol. Atualmente tenho todas as licenças de treinador e estou cursando Ciências da Atividade Física e do Esporte. Com isso tudo, acredito que poderei me manter próximo do futebol.
 
5. Quem você considera, excluindo conquistas coletivas, o melhor jogador da história do futebol? 
 
Desfruto das duas grandes estrelas do momento: Cristiano Ronaldo e Leo Messi. Cristiano é pura ambição e um atleta incrível, Messi é puro talento.
 
6. Você não é um jogador que marca muitos gols. No entanto, tem algum que você considere o mais especial da carreira?
 
Meu primeiro gol na Segunda B, cuando estreei pelo At. Baleares. 
 
7. Qual foi a partida que você considera a principal ou a melhor da sua carreira?
 
A partida que me deixou melhores recordações foi contra a Turquia, no Estadi Comunal. 

9. Qual é a reação de um jogador andorrano ao saber que tem fãs em um país tão distante como o Brasil? Conheces algo do futebol brasileiro, algum clube ou jogador em especial?

Sempre é bonito saber que existem seguidores distantes que entendem o nosso futebol. Quando jogava em Ibiza tive um companheiro brasileiro, chamado Adriano Inácio da Matta. Éramos bons amigos e ele seguiu jogando no futebol europeu.

10. Para um jogador andorrano, como é a experiência de enfrentar grandes jogadores como você enfrentou Zinedine Zidane, Wayne Rooney, entre outros? Em 2014, um professor/jogador amador do futebol francês, em uma partida da Copa da França, lesionou Falcão García e o tirou da Copa do Mundo, entrando em depressão e deixando o futebol após o episódio. Existiu algum temor quando enfrentaste esse tipo de jogador, por exemplo, de lesioná-lo e serem falados mundialmente por algo ruim?
 
Para nós, jogar contra os melhores jogadores do mundo é um privilégio e desfrutamos como tal. Sempre poderemos nos lembrar das grandes estrelas que enfrentamos. 
 
Quanto ao temor, não existe. As lesões são parte desse esporte e não são controláveis. As partidas se jogam 100%.
 
Val-s3.png
 
11. Como é a experiência de um jogador andorrano ao enfrentar grandes seleções em estádios lotados por dezenas de milhares de torcedores? 
 
É uma experiência única e que para muitos dos meus companheiros não é tão normal. Eu joguei em estádios como o do Rosenborg ou do Brann, com mais de 20.000 pessoas.
 
12. Marc Vales é torcedor de algum ou alguns clubes em especial?
 
Sou torcedor do Real Madrid e tive a grande sorte de jogar nessa grande equipe.
 
13. Qual foi a sua maior felicidade como jogador e também a maior tristeza, quanto às realizações da profissão?
 
Minha maior felicidade foi ganhar o título da Segunda B com o At. Baleares e também a Suomen Cup com o SJK da Finlândia.
 
O pior momento foi a lesão grave que tive quando estava no Hospitalet e tive que ficar de recuperação e fora dos campos por mais de oito meses.
 
Val-s2.png
 
14. Como é a realidade do futebol de Andorra, levanto em conta a questão de estrutura, treinos, viagens e partidas? 
 
O futebol está em evolução em Andorra e pouco a pouco o nível vai aumentando. Há muitas coisas para melhorar, mas as coisas estão encarrilhadas.
 
15. Qual é o treinador mais admirado por Marc Vales? Dos que trabalhaste, qual é o que você mais gostou?
 
Tenho uma admiração especial por Carlo Ancelotti. Quanto aos que me treinaram, posso nomear vários… Emilio Larraz, Gustavo Siviero, Martí Cifuentes, Simo Valakari... com todos aprendi muito.
 
16. Qual a perspectiva de Marc Vales para o futebol andorrano? Acreditas que podem evoluir e crescer no cenário futebolístico? A compra do FC Andorra pelo Cosmos, de Gerard Piquè, pode ser um fator chave para o crescimento do futebol nacional?
 
Como comentei antes, o futebol andorrano está em evolução e a compra do FC Andorra é muito positiva. Seria fantástico ver o FC Andorra em categorias superiores e profissionais e isso ajudaria o futebol a crescer no país.
 
Spoiler

Estou pausando o save por tempo indeterminado após essa entrevista pelo motivo que citei anteriormente. Espero poder retomá-lo o mais breve possível e continuar contando a história do FC Andorra para vocês. Conto com a compreensão de todos e agradeço a cada um que está aqui. 

Luiz.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut

Bom, me atualizei por aqui agora. Como fiquei bastante tempo longe e agora tu também vai dar uma pausa, não vou entrar em detalhes sobre as campanhas no campeonato espanhol ou mesmo aquelas com a seleção (que foram muito boas). O que quero mesmo é te dar os parabéns por essas entrevistas, que estão muito legais. Curti demais as duas.

Muito legal ver que os jogadores se disponibilizaram a isso também. Acho que no próximo jogo da seleção andorrana vou até acompanhar, pra ver esses caras em campo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

Outra entrevista muito bem feita, ta´melhor que muito jornalista xarope por ai kkk.

Tô com o Danut, fiquei até curioso em vê-los jogar.

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Mais uma vez, parabéns pela entrevista, muito boa por sinal. Dos entrevistados até aqui, ele foi quem eu achei mais simpático. Vou ter que concordar com o Danut e o Jirimias, pois estou começando a ficar curioso pra ver eles jogando na vida real.

Share this post


Link to post
Share on other sites
lakers20

Mais uma entrevista muito bacana. Parabéns !

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

Parabéns pela entrevista.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces

Belíssima entrevista e moral lá em cima com o feedback do jogador. Parabéns.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Darthz

Mais uma excelente entrevista, parabéns!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Luchín

Buenas, pessoal. Como estão?

Estou passando aqui para dar uma satisfação a vocês pela pausa do save um pouco mais longa do que eu previa. Já me mudei para a Argentina, me ajeitei e comecei o estudos -me mudei para estudar Medicina na Universidad de Buenos Aires-, e eles, como vocês devem imaginar, estão consumindo uma grande parte do meu tempo, junto com o trabalho com a minha página de desenhos. O acesso ao fórum, que era diário, tornou-se quase semanal e para terem uma pequena ideia, abri o FM apenas 4 vezes durante esse mês que estou vivendo aqui. Ainda assim, consegui jogar e pretendo atualizar o save hoje, no máximo amanhã, e ir levando em um ritmo mais lento do que o que tinha antes e tentar ao máximo ler e dar um apoio na história dos companheiros de fórum.

Então é isso e muito em breve vocês terão novidades do FC Andorra, que, na vida real, conseguiu o acesso para a Tercera División e começou a sua escalada. Que tenham o mesmo êxito que venho tendo aqui no save.

Um abraço a todos,

Luiz. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Luchín

5H8rPOb.png

Barra2.png

Thierry Poirier é cria da UE Engordany, onde pouco atuou. Saiu do futebol andorrano com apenas 18 anos, com destino ao FC Porto. Foram quatro anos de contrato com o clube português, sendo que em um deles atuou pelo Porto B e outro cedido ao Málaga. Na temporada 2023/24, o Valencia contratou-o a custo zero. Após três regulares temporadas nos Che, foi emprestado ao Sevilla, que exerceu a opção de compra de 14,25M€. Após seis temporadas, o Sevilla não renovou o contrato do defensor, atualmente com 31 anos, e o FC Andorra aproveitou para contratá-lo a custo zero e realizar um desejo antigo de Toni Lima.

Kévin Pérez é cria do FC Andorra, mas optou por deixar o clube após fazer apenas 8 partidas, indo para o CD Varea. Chamou a atenção e acabou contratado pelo Espanyol como uma aposta de baixo risco. Após duas temporadas alternando entre o time B e o time A, se firmou na temporada 2022/23. Fez três boas temporadas e o Newcastle levou-o por 10,5M€. No futebol inglês alternou entre boas temporadas e temporadas com poucos jogos, sendo que em uma delas fez apenas 4 partidas devido a uma lesão que o tirou de campo por oito meses. Também não renovou e o FC Andorra conseguiu contratá-lo a custo zero e Kevin poderá atuar no clube do qual é torcedor. 

A pré-temporada foi mais do mesmo, com o destaque estando na realização do VIII Trofeu Ildefons Lima, que não contou com equipes tradicionais nessa edição. FC Barcelona B, Luzenac e FC Encamp foram os convidados e como seria esperado, o FC Andorra venceu as três partidas e levou o troféu.

Al-Camp.png

O FC Andorra teve um ótimo início de temporada. Na primeira partida, atropelo contra o Real Betis por 5 a 0, com um doblete do jovem Jesús Anguix. Kevin Pérez, Asensio e Eduardo Coelho (contra) completaram. Na segunda, vitória por 4 a 1 contra o Real Zaragoza em La Romareda. Marco Asensio marcou dois, enquanto Javier Miguel Díaz e Ahumada marcaram um.

Em Setembro, após derrotas contra Valencia, Atlético de Madrid e Real Madrid, o FC Andorra atropelou um Athletic Club que faz um início de temporada ruim, por 4 a 0. Kevin Pérez, duas vezes, Javier Miguel Díaz e Rubén Moreno marcaram. 

Na primeira partida de Outubro, o FC Andorra enfrentou o Deportivo Alavés, que havia perdido a seis partidas que fez. Em campo, entretanto, deram uma aula de eficiência e venceram por 3 a 1. Foi o único revés de um mês bom para o FC Andorra, que venceu o Osasuna e o Athletic (pela Copa do Rei), além de uma vitória estrondosa contra o Espanyol por 7 a 1,  de virada ainda, e de um empate por 1 a 1 contra o Villarreal. 

Em Novembro, vitória por 4 a 0 contra o Deportivo, após um empate contra o Levante e uma derrota contra o Real Oviedo.

Na sequência, o FC Andorra confirmou mais uma vez a sua presença nas quartas de final da Copa do Rei, após empatar por 0 a 0 contra o Athletic. Em La Liga, o mesmo resultado do mês anterior: uma vitória, um empate e uma derrota. O FC Andorra terminou o ano em sétimo e sonhando com uma vaga na próxima Liga Europa. 

As primeiras partidas de 2033 foram pela Copa do Rei e, mais uma vez, o Valencia foi o adversário do FC Andorra. Na primeira partida, em Andorra, o Valencia venceu por 2 a 0, com gols dos brasileiros Valinhos Bentinho, para dar um grande passo para a semifinal. Em Valencia, o placar foi o mesmo e o Valencia confirmou a qualificação. 

A eliminação não abalou o FC Andorra, que venceu as duas partidas seguintes em La Liga, contra Mallorca e Real Betis [partida adiantada]. Na conclusão do "primeiro turno", o FC Andorra enfrentou o Valencia pela terceira vez no mês e pela terceira vez perdeu: 3 a 4. Foi a 14.ª vez que as equipes se enfrentaram, com o Valencia vencendo 12 vezes. 

A campanha do FC Andorra é excelente. O FC Andorra é o 8.º colocado, com 30 pontos e com esse rendimento todos acreditam que a equipe pode acreditar em uma vaga na Liga Europa. O Villarreal, com uma partida a mais, tem 34 pontos. O rendimento é até inesperado, devido à renovação que Toni Lima se propôs a fazer nesta temporada. Nela, jogadores experientes como Diego Llorente e Saúl, além de históricos como Bernardo Guedes e José Cruzado perderam espaço e sequer jogaram, enquanto jovens como Jesus Anguix (18) e Killian Viaud (17) vem atuando com grande frequência. O primeiro, por sinal, é um dos artilheiros da equipe, com 9 gols em 21 partidas, fazendo jus as expectativas que recaíram sobre o jogador quando chegou ao clube. A personalidade de cidadão-modelo certamente influiu muito na rápida evolução do ponta-esquerda, que teve um ótimo aumento em seus atributos, chegando a ganhar até quatro pontos, como no atributo "aceleração".

La-Liga-Santander-Vis-o-Geral-Fases.png

FAF.png

Com tranquilidade, Andorra venceu o Grupo 1 da Liga das Nações C. Foram três vitórias e um empate e a Tricolor voltou ao segundo nível da competição para buscar ali continuar na próxima edição.

No fim do ano foram sorteados os grupos das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2034, que será disputada na Coréia do Sul. Andorra foi sorteada em um grupo difícil, mas com o inchaço da Copa do Mundo, a ida a segunda Copa do Mundo em sequência é possível. 

  • Quinta, 24/03: vs. is.png Islândia no Estadi Nacional
  • Sexta, 03/06: vs. fo.png Ilhas Faroe, no Tórsvøllur
  • Segunda, 06/06: vs. fo.png Ilhas Faroe, no Estadi Nacional
  • Sexta, 02/09: vs. at.png Áustria, no Estadi Nacional
  • Segunda, 05/09: vs. de.png Alemanha, no Stadion im Borussia-Park
  • Sexta, 07/10: vs. is.png Islândia, no Laugardalsvöllur
  • Quinta, 10/11: vs. at.png Áustria, no Ernst-Happel-Stadion
  • Domingo, 13/11: vs. de.png Alemanha, no Estadi Nacional

Vencer as quatro partidas contra os escandinavos e vencer a Áustria em Andorra será essencial para a Tricolor pleitear a vaga na Copa do Mundo, contando com derrotas [quase] certas para a Alemanha e para a Áustria, em Vienna. Ainda assim, nenhuma seleção com menos de 16 pontos se qualificou nas edições anteriores, assim, Andorra terá que buscar ir além. 

-----------

Aproveitar a atualização para mostrar o que recebi hoje:

JbavFXh.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Apesar de ter pego uma sequência bem desagradável no início do campeonato, conseguiu se recuperar bem e agora está no pelotão da parte de cima. Se apertar o passo, quem sabe não pinta uma vaguinha europeia ein?

Bom jogador esse Kevin Perez!

Com a seleção, o grupo é difícil e curiosamente dividido: 2 países que falam alemão e 2 escandinavos. Vai ter trabalho, e de fato, a ideia passa em vencer Faroe e Islândia e tentar a sorte com Áustria e (quem sabe) Alemanha.

Boa sorte para sequência!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces

Pelo desempenho do Andorra na liga das nações, não acho que seja impossível conseguir uma vaga na Copa do Mundo, não estou dizendo que será fácil, mas impossível não é. Quem sabe o presente lhe dê sorte.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • fae0zin
      By fae0zin
      Boa noite pessoal, só como distração mesmo (não sei se estou na área certa do fórum).
      Nunca havia visto uma noticia assim no jogo, olha que jogo bastante em rs.
      Desculpe a foto que só tinha essa mesmo que tirei para um amigo que também joga.

    • Xablau007
      By Xablau007
      alguém por aqui já testou um sistema com 3 zagueiros no fm 19? sabe se funciona nessa versão do jogo? comecei um save com a Roma e pretendo adotar um 3-4-3 ou 3-5-2 no maior estilo Antonio Conte
    • AlexVivas
      By AlexVivas
      E aí, meus amigos managers, beleza? Após o "acidente" envolvendo o falecimento precoce do Alphabet Challenge, volto com um novo desafio. 
      Não tenho certeza, mas acho que a partir da Copa do Mundo de 1994 venho percebendo que muitas Seleções vêm meio que priorizando os atletas que jogam fora de seu país, menosprezando o futebol local. Pesquisando mais a fundo me deparei com a imagem acima, o emblema da Legião Estrangeira e seu Lema.
      Então decidi fazer uma nova saga de "volta ao mundo" treinando somente em países onde a maior parte da Seleção Nacional joga no exterior. Desta vez a jornada não será em ordem alfabética, e sim de acordo com o ranking de seleções da FIFA de 20 de Dezembro de 2018. Criei uma tabela no Excel dividindo todas as Seleções em 08 "grupos" distribuídos conforme as Licenças de Treinador do FM: Nenhuma - Nacional C - Nacional B - Nacional A - Continental C - Continental B - Continental A - Pro Continental. 
      Dessa forma, a trajetória se torna mais realista, onde um técnico começa no meio amador e alcança o status mundial no fim da carreira. Vejamos abaixo as metas que nortearão este save:  

      nacionalizar a Seleção, fazendo pelo menos 80% a 90% do elenco jogar no País, independente do Clube; feito isso, fazer pelo menos 50% da Seleção jogar no Clube escolhido; o Clube escolhido deve ser o maior campeão da Liga Principal/Primeira Divisão;  nacionalizar o Clube, vendendo todos os jogadores estrangeiros, com exceção dos atletas Naturalizados, os quais aparecem como primeira Nacionalidade a do país ativo; priorizar a venda dos jogadores dispensáveis para os demais clubes do país, nivelando a Liga e tornando-a mais competitiva; tentar trazer as maiores lendas do país para o Staff do clube; tornar o Clube hegemônico em todos os campeonatos Nacionais. Caso ele já seja soberano no país, tentar ser o maior campeão Continental; o prazo para alcançar a hegemonia segue a seguinte fórmula: nº de títulos do maior campeão + 1;   melhorar o nível do futebol local chegando o mais longe possível nas competições Continentais, aumentando a quantidade de clubes que disputarão as mesmas e assim tornando o País mais atrativo para os atletas locais; reiniciar o FM ao concluir o país em questão. Essa nova jornada é baseada no artigo "Construindo uma liga Competitiva" do nosso colega @ggpofm e na saga "Uma só Nação" do @Henrique M..
      Grande abraço !!
       
    • OBiotecnologista
      By OBiotecnologista
      Sobre o autor
      Olá, tudo bem? Esta é minha primeira história no profissão manager. Jogo FM desde 2017 e nunca tive me aventurado em tentar o desafio da base. Tenho dois motivos por aceitar este desafio: O primeiro é que em média gasto 1/3 do meu tempo em buscar e analisar novas contatações, sendo que atualmente não possuo tempo para jogar FM por mais de uma hora e meia por dia. Então um save neste termos seria uma otimização de tempo para mim. O segundo é que o primeiro save da área que acompanhei completamente foi " A Base do Sucesso - Araban Belediyespor Kulübü", que achei lindo, e gostaria de repetir o feito.
      Uma questão relevante é que sou disléxico e recebo acompanhamento de monitores que revisam meus textos. Porém como este não é um texto acadêmico, não receberei auxilio para escrever, então se em alguma parte faltou coesão ou coerência pode mandar uma mensagem privada que terei o prazer de consertar o texto. Sou aberto a críticas.
       
      Apresentação do save
      Como já mencionei acima, este save é desafio da base, no qual só utilizarei jogadores que já estão no clube ou jogadores que serão formados nele. O título é Die Jugend, pois sua tradução é A juventude, devido ao time composto por jovens. Eu escolhi a Alemanha devido a sua alta classificação júnior, logo iremos ter grandes jogadores por aqui. Então para me certificar em ter um save longo e complexo eu escolhi o pior time da última divisão disponível. O Fußballclub Carl Zeiss Jena, mais conhecido simplesmente como Jena. Eu tentarei dividir o save em quatro postagens anuais, logo a cada 8/9 partida terá uma nova postagem.
      Dados do save
      Para ser fiel a realidade, adicionei todas as liga recomendadas mais a liga portuguesa.No total 33.000 jogadores serão simulados.

      História do clube
      O Jena  é um clube de relevância regional que disputa  a terceira divisão da escalada alemã, fundado em 1903 e que possui um grande historial. Sediada em sua pequena cidade homônima ( Jena), também possua em seu nome a fabricante internacional de lentes Carl Zeiss, que patrocina o time. Sua fundação deu-se quando os trabalhadores da fabrica resolveram fundar um time de futebol. "Com o passar dos anos, o clube passou por diversas mudanças de nome e por um período de paralisação devido à Segunda Guerra Mundial. Após o conflito, e com a separação da Alemanha em duas, Jena ficou no lado socialista. Ainda como SC Motor Jena, o clube conquistou seu primeiro título de primeira divisão da DDR, em 1963. Em 1966, foi renomeado, dessa vez retornando às origens: FC Carl Zeiss Jena." Referência. Tornou-se um dos times dominantes da Alemanha socialista, conquistando duas vezes o campeonato nacional e quatro vezes a copa. Entretanto com a reunificação da Alemanha foi rebaixada a divisão inferior e desde então não conseguiu grande destaque no cenário nacional.
      Estádio
      O Jena joga no Ernst Abbe Sportfeld Haupttribüne,um estádio bem antigo com a capacidade de 10.445 torcedores.

       
      Perfil do técnico
      Eu não sou uma pessoa tão criativa então usei um homônimo de mim mesmo como avatar.

      Objetivos
       
      Ganhar a Champions League. Ganhar a Europa League( Cumprir o objetivo anterior invalida este). Ganhar a copa da Alemanha. Ganhar a Bundesliga. Tem ao menos 7 jogadores formados na Nationalmannschaft. Regras
      Não poder contratar jogadores não formados no clube. Índice 
      1- Apresentação do save
       
    • Selat
      By Selat
      Fala galera!
      Não sei se é válido dizer que sou novo aqui no fórum pois sou membro desde 2006 🤣. Mas o fato é que passei mais de uma década aqui apenas aproveitando o grande serviço que o FManager oferece para a comunidade FM, sempre nos bastidores. Achei que seria hora de eu tentar reverter isso e conseguir proporcionar para a comunidade algo em “troca”. Então decidi promover esse pequeno entretenimento em forma de história fictícia. 
      Me chamo Tales, tenho 27 anos e sou fã de FM desde o 2005. Sou de Belém do Pará e tenho apenas um time do coração: Paysandu Sport Club. Que por sinal foi a equipe escolhida para iniciar este save, "aproveitando" o mal momento do time estando recém-rebaixado para a Série C e me dando o desafio de subir de volta para a elite do futebol brasileiro.
      Apesar de ser jogador de FM desde quase os primórdios, confesso que tem algumas coisas que nunca consegui atingir em um save. Vou me dar o desafio de conseguir atingir algumas dessas coisas com este. Por exemplo: Nunca fui campeão de uma libertadores ou um mundial de clubes em qualquer FM (sempre gosto de começar com um time lá embaixo nas divisões até chegar ao sucesso, mas sempre abandono o save antes do grande sucesso chegar 😂 – às vezes por falta de tempo, às vezes porque lançou outro FM melhor e às vezes simplesmente porque perco o interesse). Nunca fui campeão de uma champions (embora tenha chegado na final certa vez com o PSG no FM2014, perdendo de 3x2 pro Chelsea, mas isso é outra história) ou de uma Copa do Mundo (na verdade nunca nem treinei uma seleção no FM).
      Enfim, deu pra ver que apesar de ter tempo e experiência com o jogo, tem muitas coisas que ainda não alcancei, e algumas delas pretendo alcançar com este save, jogando o FM2019 pela primeira vez, segue a lista de objetivos abaixo:
      Objetivos:
      - Campeão de ao menos 5 estaduais, não importando quais estados. (Faltam 4)
      - Campeão Brasileiro 3 vezes (Ao menos um deles deve ser a Série A).
      - Campeão da Copa do Brasil ao menos uma vez.
      - Libertadores ao menos uma vez.
      - Mundial de Clubes ao menos uma vez.
      Ao ver esses objetivos já deve ficar claro que meu save se passará no Brasil. Começarei no Paysandu mas não pretendo me limitar apenas nele. Caso outro clube me chame durante a jornada, posso acabar optando por ir treiná-lo, me limitando apenas no Brasil.
      Ligas selecionadas (Tem bastante coisa mas o PC aguenta).
      A História
      A partir do próximo post, vamos acompanhar a história de dois amigos: Edílio Marques, um jornalista esportivo, e Donald Santos, um jovem recém promovido a técnico de futebol. Ao saber que o amigo conseguiu uma promoção dentro do Paysandu Sport Club como técnico da equipe principal para a temporada 2019, Edílio decide “abusar” da amizade para ter acesso aos bastidores de tudo o que rola dentro do clube, decidindo então escrever vários relatos sobre a trajetória que se iniciava ali.
       
      Índice
      Capítulo I
      Capítulo II - Presente de Natal e Pré-temporada "fabulosa"
      Capítulo III - "É no detalhe que se define um clássico"
      Capítulo IV - "Diga ao Don que estou procurando ele"
      Capítulo V - 3 semanas, 3 decisões
×
×
  • Create New...