Jump to content
Sign in to follow this  
PedroJr14

Alma Verdiblanca | "No bolo." [Att. 03/05] - Em Pausa

Recommended Posts

PedroJr14
Em 01/11/2018 at 16:28, masterdungeom disse:

ótimo começo, o acesso deve vir de forma tranquila com titulo ou não

pegou uma pedreira na copa do rei heim ?

boa sorte estarei acompanhando 

Eu espero que o time não amarele mais na frente e essa boa campanha vá por água abaixo.

Uma hora essa pedreira ia chegar, já estávamos preparados pra a bomba.

Valeu por acompanhar!!

Em 06/11/2018 at 19:13, vinny_dp disse:

Caiu para quem tinha que cair na Copa del Rey e na Segunda B vem fazendo uma ótima sequência, sendo fortíssimo candidato ao acesso.

Vamos ver se surgem novos desafios na sequência.

Boa sorte.

Na verdade não caímos ainda, foi um equivoco. Ainda teremos o segundo jogo, quem sabe venha a virada histórica no Wanda Metropolitano. Lkkkkk

A equipe está bem, focada na liderança e não dá demonstrações de que vá ser ameaçado de fato. Acho que pelo menos a fase de grupos, a gente só perde pra si mesmo.

Os desafios eu também espero, acho que o maior é a dívida, como já falei. Grandes investimentos e grandes evoluções são praticamente impossíveis, enquanto essa dívida persistir.

Obrigado por acompanhar!

Share this post


Link to post
Share on other sites
thyagocda

Começou bem... Boa Sorte na continuação.

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Novidades Pedro?

Share this post


Link to post
Share on other sites
PedroJr14
Em 15/11/2018 at 19:15, thyagocda disse:

Começou bem... Boa Sorte na continuação.

Valeu, cara! Espero que sigamos bem assim.

Em 16/11/2018 at 11:13, LC disse:

Novidades Pedro?

Já tava no ponto de postar, mas apagou tudo. De hoje pra amanhã eu devo postar o novo capítulo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Neynaocai

Não sabia que o Racing estava afundado nessa situação. Na torcida que ele volte a La Liga. Lembro que o Henrique (zagueiro corinthians) jogou lá, na época que eu gostava dele. 

Aquele começo nos amistosos foi pro pessoal te subestimar ou a palestra do presidente realmente te motivou? hahaha

Boa sorte.

Share this post


Link to post
Share on other sites
PedroJr14
Em 23/11/2018 at 11:35, Neynaocai disse:

Não sabia que o Racing estava afundado nessa situação. Na torcida que ele volte a La Liga. Lembro que o Henrique (zagueiro corinthians) jogou lá, na época que eu gostava dele. 

Aquele começo nos amistosos foi pro pessoal te subestimar ou a palestra do presidente realmente te motivou? hahaha

Boa sorte.

Os amistosos foram realmente horríveis, só o presidente pra acordar a gente e mostrar o tamanho real do Racing, reacendendo a chama de torcedor que havia dentro do treinador. 

Valeu por acompanhar, Tmj!

Share this post


Link to post
Share on other sites
masterdungeom

excelente começo, provavelmente subira com folgas ai na proxima temporada o bixo vai pegar 

boa sorte, acompanhando 

Share this post


Link to post
Share on other sites
PedroJr14
5 horas atrás, masterdungeom disse:

excelente começo, provavelmente subira com folgas ai na proxima temporada o bixo vai pegar 

boa sorte, acompanhando 

Como eu já respondi em outros comentários, é depois dos grupos que as coisas ficam complicadas. Vamos trombar com outros times tradicionais e geralmente nos playoffs é que a coisa fica feia. Obrigado por acompanhar!

Share this post


Link to post
Share on other sites
PedroJr14

I Temporada, Capítulo 2 - Uma semana em La Liga.

Real-Racing-Club-Santander.png

Com a liderança do campeonato em nossas mãos, cabia apenas a nós mesmos garantir a classificação para os playoffs e buscar o título do nosso grupo. A caminhada seria muito longa, ainda não havíamos chegado nem na metade do campeonato, mas a nossa campanha impressionante já chamava a atenção de jornalistas, que causavam alarde em todas as publicações. Estavam cobrando ao Racing não só o título do seu grupo, mas também o título da divisão, como se fosse tão simples. Ainda haveríamos de disputar a segunda partida contra o Atlético de Madrid, mas essa era só pra cumprir tabela.

Estádio El Toralín, Sábado, 21/01/2017. 15h30min.
-Botín: Já poderíamos ter aberto uma vantagem considerável ao Ponferrada, que tropeçou na última rodada, mas vocês me fizeram o favor de empatar com o penúltimo colocado... Agora é obrigação de vocês hoje voltar daquele gramado com a vitória. A nossa última derrota foi exatamente num jogo contra eles e eu espero que vocês estejam com sede de vingança essa tarde.
-Granero: É isso aí, pessoal. Vamos deixar todas as picuinhas pra lá, é hora de lutarmos todos de um lado só. Se algum jogador está insatisfeito com a reserva, que entre e mostre o seu valor no decorrer do jogo, pois cada um aqui é importante, todos tem contribuição nessa sequência de bons resultados. Talvez as vezes o professor Botín seja duro demais com as palavras, mas é para o nosso bem!
-Botín: Eu quero ver suor, se preciso eu quero ver sangue! Hoje é o primeiro jogo da vida que vocês terão, vão ter que se acostumar porque outros vão vir. Sei que não temos o vestiário mais amistoso, mas está chegando a hora de virarmos uma família, de deixarmos de lutar por si e passarmos a lutar por nós.

15h48min.

-Coulibaly: Profe! Tem um minuto?
-Botín: Claro, garoto!

-Coulibaly: Sei que não tenho sido muito profissional, mas é que tenho pensado muita coisa errada, não estou tendo paciência e com isso tenho colocado em risco o trabalho de todo o grupo. Peço perdão pelas reclamações e de agora em diante trabalharei mais e mais para voltar ao time titular.
-Botín: Isso é o que eu esperava de você. A sua hora vai chegar. Está quase na hora de subirmos para o banco, vamos lá desejar boa sorte ao time.

 

Transferências e Finanças

No próximo capítulo detalharemos melhor a situação financeira do clube que surpreendentemente melhorou por conta de alguns investimentos.

Sobre as transferências, contratamos dois jovens jogadores italianos para ajudar a fortalecer o nosso time de base, são eles o goleiro Davide D'Ambrosio e o zagueiro Alessandro Di Pasquale. Ambos estavam sem clube e chegaram sem nenhum custo ao Sardinero. A má notícia fica por conta da futura saída de Samuel Llorca, nosso zagueiro decidiu não renovar e partir para o PAOK da Grécia, no início da próxima temporada.

 

Jogos

[Dezembro]

Começamos dezembro com dois empates, o primeiro foi em 1x1 com o Mieres Deportivo e o segundo em 2x2 contra o Celta de Vigo B. Reencontramos o rumo das vitórias na partida contra o Guijuelo, onde Lauren Egea garantiu seu nome entre os marcadores pelo terceiro jogo seguido. De Guijuelo partimos para Madri, para o segundo confronto contra o Atleti.

Atletico de Madrid: Só um verdadeiro milagre nos colocaria na próxima fase da Copa del Rey e não é que começamos na frente? Logo aos 8 minutos, Samu Llorca aproveitou cobrança de escanteio para abrir o placar. Pena que a alegria só durou dois minutos, aos 10 Griezmann deixou tudo igual e logo aos 13 Fernando Torres virou o jogo para o time da casa. Não desistimos, buscamos o contra-ataque e encontramos aos 35 minutos uma boa jogada que acabou nos pés de Pau Migueléz que finalizou para empatar o jogo. Fomos para o intervalo em 2x2. Tinhamos que jogar mais do que jogamos na nossa vida inteira para conseguir essa classificação e adivinha o que aconteceu na segunda etapa???? NADA. Placar final, 2x2.

A.-Madrid---R.-Santander_-Geral-Vista-Ge

FC Barcelona: No nosso primeiro encontro com o gigante Barcelona, tomamos a famosa SAPATADA. Suarez (2x), Rakitic, Busquets e Digne marcaram para o barça. Podia ser mais, já que Léo Messi saiu machucado ainda no início do jogo.

R.-Santander---Barcelona_-Geral-Vista-Ge

Depois de passar os últimos 10 dias do mês jogando contra os gigantes espanhóis, era hora de voltar à realidade.

Dez162.png

 

[Janeiro]

Iniciamos o mês de janeiro com uma vitória por 2x0 sobre o Mutilvera e um empate em 0x0 com o penúltimo colocado, Coruxo. Coulibaly tumultuava o elenco com reclamações vindas da insatisfação de estar no banco, era hora de controlar as coisas, já que mais cedo ou mais tarde precisaríamos dele.

Ponferrada: A necessidade da vitória era grande, os 3 pontos trariam uma folga para a nossa equipe e nos deixaria mais tranquilos na ponta, mas sabíamos que o adversário era complicado. Num jogo que foi por vezes violento, tivemos que resistir à pressão do time da casa para poder segurar a vitória com um gol marcado por César Diaz, aos 18 minutos, em uma das nossas duas únicas finalizações no jogo.

Ponferrada---R.-Santander_-Geral-Vista-G

Neste mesmo mês, ainda venceríamos o Izarra por 2x0.

jan17.png

 

[Fevereiro]

O 0x0 contra o Arandina abriu o nosso mês, na sequência vencemos o Tudelano por 1x0 e o Pontevedra por 2x1.

Valladolid B: Fizemos um bom jogo contra o time B do Valladolid, não deixamos eles respirarem e o resultado saiu barato para o nosso adversário. Samuel Llorca está jogando um ABSURDO depois de acertar a saída para o PAOK, vai ser uma grande perca.

R.-Santander---Valladolid-B_-Geral-Vista

Fev2017.png

 

[Março]

Coulibaly aproveitou a sua chance contra o Cultura Leonesa e marcou, no empate em 2x2.

Burgos: Mais uma vez Coulibaly correspondeu e o Racing simplesmente passou por cima do Burgos. O atacante marcou três vezes, Diaz, Peña e seu substituto Egea completaram o placar da goleada.

 R.-Santander---Burgos_-Geral-Vista-Geral

Parece que gastamos os gols do mês no jogo contra o Burgos, empatamos em 0x0 contra o Lealtad e em 1x1 contra o Ferrol, permitindo uma aproximação do Ponferrada.

Mar2017.png

 

[Abril]

Atletico Pamplona: Voltamos ao caminho das vitórias com uma goleada. Díaz desperdiçou um pênalti logo aos 6 minutos, mas ainda na primeira etapa marcou duas vezes para se redimir. Rubio, contra, abriu 3x0 para a nossa equipe ainda no primeiro tempo. Nuha Marong diminuiu nos acréscimos da primeira etapa, mas Santi Jara fez o quarto e colocou números finais no jogo.
Atletico-Pamplona-B---R.-Santander_-Gera

Atletico-Pamplona-B---R.-Santander_-GeraEm seguida vencemos o Palencia por 1x0 e o Somoza por 2x0. Ainda enfrentaremos Mieres, Boiro e Guijuelo em abril, e por último o Celta de Vigo B já no mês de maio.

 

Competições

[Copa del Rey]

Villareal e Celta decidirão a Copa do Rei. O Barcelona foi eliminado pelo Lleida, na mesma fase que o Racing. Real Madrid e Atletico caíram na fase seguinte.

R.-Santander_-Competicoes-2.png

[Segunda División B1]

Com os últimos resultados, já estamos garantidos nos playoffs, tendo em vista que estamos 18 pontos na frente do quinto colocado e restam apenas 12 em disputa. Para chegarmos ao título precisamos de 2 vitórias e independente de quaisquer resultados conquistaremos o título do grupo.

Segunda-Divisao-Espanhola-B1_-Vista-Gera

 

Destaques

O destaque positivo fica por conta da nossa dupla de zaga. Samuel Llorca e Santamaría subiram muito de produção nessa segunda parte do campeonato, espero que o bom futebol se confirme nos playoffs e que eles nos ajudem na classificação para a segunda divisão. Outro jogador que vem bem é o atacante Coulibaly, que depois de ter causado alguns problemas aceitou o banco e conseguiu reconquistar o seu espaço marcandoa alguns gols importantes para a nossa equipe.


 

Share this post


Link to post
Share on other sites
PedroJr14

I Temporada, Capítulo 3 - Separando os homens dos meninos.

Real-Racing-Club-Santander.png

Com a classificação para a próxima fase já garantida, precisávamos ratificar o título. A sequência não era complicada e os jornais já nos apontavam como campeões, mas o título da B1 seria só mais um passo para o acesso, os passos mais difíceis teriam que ser dados nos playoffs, onde teríamos que enfrentar os campeões da B2, B3 e B4. Estes outros grupos contavam com times como Real Madrid Castilla, Albacete, Barcelona B, Hércules e Real Múrcia, alguns destes já disputaram a primeira divisão algumas vezes. Logo trataram de estampar nos principais jornais da cidade algumas capas maldosas como "Vale a pena torcer? Vale a pena ir ao estádio" e "Uma campanha maravilhosa, não podem amarelar outra vez", nenhum elogio escapava de uma demonstração de desconfiança logo em seguida.

3:30 da manhã, 14/06/2017.
"Telefone de Botín toca, Alessandro Di Pasquale chamando...
-Botín: Mas o que diabos garoto, você sabe que dia é hoje?
-Di Pasquale: Eu sei Profe e é por isso que estou ligando. - disse Alessandro, com voz trêmula - Pode me escutar um minuto?
-Botín: O que houve, aconteceu alguma coisa que eu deva saber?
-Di Pasquale: Sim, já faz três dias que eu não consigo dormir, do último jogo pra cá isso tem sido habitual. Eu não posso ser relacionado hoje, eu não suporto a pressão. Os jornais estão me condenando, eu sou o grande vilão dessa história, já conversei com os meus pais, estou pensando em voltar para a Itália, eu não mereço tudo isso! - disse em prantos.
-Botín:
 Calma, garoto! Você não vai à Itália coisa nenhuma!
-Di Pasquale: Eu fiz uma grande besteira, coloquei um ano de trabalho à beira do abismo e não tem nem seis meses que eu cheguei aqui.
-Botín: Nesses meses que tem estado no clube, eu tenho te observado atentamente e se não achasse que você estivesse preparado, não teria te colocado em campo. Se alguém tem culpa nessa história sou eu. Você está relacionado para o jogo e tem toda a minha confiança para entrar de novo em campo se for preciso. Se eu te chamar, esteja de pé. É hora de fazer história, você está realizando o sonho pelo qual batalhou por toda a sua vida, me ajude a realizar o meu também. Você está livre para chegar mais tarde, precisa descansar, me mande uma mensagem quando acordar, se não estiver bem, simplesmente não vá. Mas eu confio em você."

11:30 da manhã, 14/06/2017.
"O telefone vibra, mensagem de Alessandro...
-Di Pasquale: 
Bom dia, profe! Já estou em El Sardinero. ;D"

 

Transferências e Finanças

Um milagre aconteceu, conseguimos salvar as nossas finanças. As dívidas já superavam os 5 milhões de Euros, mas o Grupo Santander resolveu intervir e por meio de investimentos diminuiu o rombo nos nossos cofres. As despesas totais do ano foram de €13.132.155,00 e tivemos como principais gastos os salários dos jogadores, o pagamento dos empréstimos e juros, os custos extraordinários, salários da equipe técnica e impostos.

R.-Santander_-Financas-Despesas.png

Do lado das receitas, tivemos um total de €12.962.969,00, sendo que as principais fontes de renda foram os investimentos, bilhetes anuais, bilheteria, patrocínio e merchandising.

R.-Santander_-Financas-Receitas.png

Chegamos para o final da temporada sem novas aquisições para o nosso elenco.

 

 

Jogos

[Abril e Maio, jogos finais da Liga]

Depois de vencer Atlético Pamplona e Palencia (capítulo anterior), continuamos a sequência de vitória contra o Somozas (será que só jogam meninas lá), 2x0. Ficaríamos dependendo apenas de uma vitória contra o Mieres Deportivo, para conquistar o título, empatamos em 1x1.

Boiro: Entramos em campo com a certeza do título, afinal estavam no gramado a equipe que precisava de 3 pontos para conseguir a campanha mais bem sucedida da história da Segunda División B1 e o último colocado do campeonato. Tomamos um SUFOCO DA PORRA!!! Pedro Beda abriu o placar para os visitantes aos 21 minutos, mas a alegria do Boiro durou pouco, já que aos 26 o lateral David Soto empatou o jogo, marcando um gol contra. Borja Granero ainda foi expulso no segundo tempo. O placar de 1x1 garantiu o título da B1 e a festa da torcida, já que o Ponferrada perdia pela segunda vez consecutiva e não nos alcançaria mais em número de pontos (a sequência ruim continuou nos playoffs).

R.-Santander---Boiro_-Geral-Vista-Geral-

Encerramos a nossa participação no grupo vencendo o Guijuelo, antes de acabar a sequência impressionante de jogos invictos perdendo na última rodada para o Celta de Vigo B.

abr-maio.png

 

[Playoffs]

A segunda B é dividida em 4 grupos (B1, B2, B3, B4), os campeões de cada grupo se classificam para um playoff com semifinal e final, os dois finalistas garantem vaga para a Segunda División. Do 2º ao 4º colocado de cada grupo se classificam para outro Playoff, as 12 equipes são sorteadas e duelam em ida e volta, os 6 vencedores se classificam e recebem os dois eliminados nas semifinais dos playoffs que envolviam os campeões de cada grupo. Estes jogam quartas de final e uma espécie de semifinal, onde os dois vencedores também garantem vaga para a Segunda.

Racing Santander, Real Madrid B, Alcoyano e Real Múrcia, foram os campeões dos seus grupos. Ponferrada, Arandina, Cultura Leonesa, Albacete, Toledo, Logronés, Llagostera, Barça B, Hércules, Cartagena, Granada B e Villanovense, foram os classificados para o segundo playoff.

Real Madrid B:

1º jogo
O sorteio nos colocou frente a frente com outro dos favoritos ao título da divisão, o Real Madrid B. Fomos ao estádio que leva o nome do lendário Alfredo Di Steffano, onde estavam mais de 8 mil merengues, apoiando como se fosse o time principal em campo. Perdemos Alvaro Peña e Jagoba Beobide para os playoffs, Santi Jara jogaria improvisado no meio campo, mesmo assim não tomamos conhecimento do adversário e abrimos o placar logo aos 14 minutos, quando Samu Llorca aproveitou cobrança de escanteio para colocar a bola no fundo das redes. O primeiro tempo terminou assim, a nossa equipe era melhor e o Castilla não conseguia acertar o gol. Héber balançou o travessão com um chutaço, antes de Coulibaly ser derrubado pelo capitão Hermoso, na tentativa do rebote. PÊNALTI PARA O RACING! César Diaz foi pra a bola e converteu. 70 minutos, 2x0 e classificação praticamente encaminhada. Aos 80 minutos, o ato que mudaria o jogo. Saíram Coulibaly, Aquino e Santamaría, entraram Egea, Abdón e Di Pasquale. Aos 86 Castañeda e Di Pasquale se desentenderam, a bola sobrou para Toni Segura, que com segurança fuzilou Iván Crespo, 2x1. UM MINUTO DEPOIS, o Castilla pressionou a saída, Corcolés recuou estranho, Di Pasquale tentou tirar no chutão antes que Campuzano chegasse, a bola explodiu em Corcolés e entrou no cantinho de Crespo, era o empate. Dois lances bizarros, que abalaram o nosso time, não atacamos mais até o fim do jogo, mas acabou mesmo 2x2, empate com gosto de derrota.

R.-Madrid-B---R.-Santander_-Geral-Vista-

 

2º jogo
Precisávamos ter a cabeça no lugar, o jovem Di Pasquale sofreu com as cobranças da imprensa durante a semana que precedeu o segundo confronto, era hora da redenção. Não podíamos desapontar os 21 mil presentes, quase a lotação completa do estádio. O jogo foi tenso, pegado, os meninos do Real nos envolviam e tínhamos que usar a força para pará-los. O primeiro tempo acabou em 0x0, muita tensão e silêncio no estádio, a segunda etapa foi ainda pior, mais faltas duras, já tínhamos 4 amarelados e Santi Jara estava exausto, correndo em uma posição que não era a sua. Mais uma vez, aos 80 minutos, a atitude que mudaria o jogo. Jara estava extenuado, não tínhamos opções para o meio campo, quem colocar? A única saída era colocar Granero saindo com a bola e Di Pasquale de volante (esse também era a nossa única opção defensiva), foi o feito! Di pasquale jogou 10 minutos defendendo com toda a segurança do mundo, nem parecia ter falhado no primeiro jogo. Aos 91 minutos, num ataque pela direita, Díaz carregava a bola em direção ao canto da área, Castañeda fez a ultrapassagem, o lateral adversário abriu um pouco para acompanhá-lo, Díaz viu as meias e o calção verdes no espaço que o adversário abriu e jogou a bola... Nos pés de Alessandro Di Pasquale. O zagueiro saiu cara a cara com o goleiro Rúben Yañez, que até então havia feito uma partida sem erros e era o melhor em campo, só que Di Pasquale estava disposto a tomar esse posto e com um chute cruzado, certeiro, bateu Yañez e explodiu o Sardinero! 1x0 classificação para a Segunda División e vaga na final garantida!!!

R.-Santander---R.-Madrid-B_-Geral-Vista-

 

Alcoyano

1º jogo
O Alcoyano vinha animado, depois de sair como azarão contra o Múrcia e perder em casa por 2x1, conseguiu vencer fora por 2x0 e garantir a vaga para a final. Nós também estávamos muito empolgados, pois havíamos calado a imprensa e todos os que torciam contra nós, agora era hora de garantir o título. Tomamos logo um baque aos 17 minutos, quando Jorge Hernandez venceu a zaga e tirou Iván Crespo, marcando 1x0 para o time da casa. A partir daí dominamos o jogo e perdemos algumas chances claras de gol, fomos péssimos no ataque, jogamos melhor, mas saímos de Alcoy derrotados para a loucura da imprensa anti-Racing.

Alcoyano---R.-Santander_-Geral-Vista-Ger

 

2º jogo
Sabíamos da superioridade da nossa equipe, isso ficou evidente no primeiro jogo, os jogadores foram blindados nos dias que antecederam a partida final e treinamos muito para reverter o resultado. Focamos nos erros do primeiro jogo e tratamos de transformá-los em acertos para o segundo. Mais de 21 mil pessoas lotaram o Sardinero, 4x mais do que havia no primeiro jogo da final, era hora de retribuir esse apoio. A bola rolou e a festa na arquibancada não parava e só aumentou, já que aos 17 minutos Castañeda foi à linha de fundo, cruzou e Coulibaly acabou o jejum de quatro jogos sem um gol de um centroavante. Três minutos depois Dani Aquino recebeu de costas para a zaga e só rolou para Granero, que vinha de trás e acertou uma pancada sem chances para o goleiro do Alcoyano, 2x0. Continuamos em cima e a situação melhorou ainda mais quando Fran Miranda foi expulso nos acréscimos do primeiro tempo. Ao fim do primeiro tempo o clima no vestiário era engraçado, parecia que todos tinham um grito preso na garganta, e havia um sentimento de felicidade misturado com angústia, pois sabíamos que era muito difícil o Alcoyano reverter a situação com um a menos em campo. Voltamos para o segundo tempo ainda em cima do adversário, sabíamos que um esforço a mais resultaria no terceiro, mas a expulsão de Llorca aos 74 minutos poderia ter acabado com tudo. Sorte que o adversário fazia uma partida péssima e o último prego do caixão foi batido aos 83 minutos, quando Dani Aquino cobrou uma falta perfeita no ângulo do goleiro Bañuz. O Racing Santander estava de volta à Segunda División e como campeão!

R.-Santander---Alcoyano_-Geral-Vista-Ger

CAMPEONES!!!!

R.-Santander_-Calendario-Senior-7.png

Competições

[Copa del Rey]

A nossa participação na Copa do Rei foi discreta, porém satisfatória. Atingimos a meta da diretoria e a meta que nós mesmos colocamos, devagar iremos evoluindo e conquistando o nosso lugar em fases mais agudas da competição.
A final foi realizada no Santiago Bernarbeu e o Villareal bateu o Celta por 1x0, no Santiago Bernarbeu. O Celta cometeu 2 pênaltis antes dos 10 minutos de jogo. O primeiro, aos 4 minutos, foi desperdiçado pelo capitão Bruno. O segundo, aos 7 minutos, foi convertido por Ádrian e ficou como gol do título. O Villareal ainda teve mais chances, só que não conseguiu ampliar a vantagem. É o primeiro título nacional do Submarino Amarelo.

Taca-do-Rei_-Vista-Geral-Fases.png

 

[Segunda B]

Conseguimos lograr o nosso objetivo saindo como grandes campeões da Segunda B. Foi um ano difícil, porque o elenco era muito limitado em número de opções, mas a grande maioria era de boa qualidade. Conseguimos uma sequência incrível, algo difícil de ser repetido, muito por conta da falta de qualidade dos adversários, mas tem que se dar crédito ao nosso trabalho também. Esperamos nos sair bem na próxima temporada e ir marcando aos poucos os nossos nomes na história do Racing Santander. A última eliminatória do segundo playoff colocou frente à frente Arandina x Castilla e Hercules e Logroñés. O Castilla triunfou sobre o Arandina por 4x3 no agregado, já Hércules e Logroñés ficaram empatados em 2x2 no agregado, o Hércules garantiu o acesso já que a regra determina que em caso de empate suba a equipe com ranking mais alto.

playoffs.png

 

Registros da temporada

- Mikel Santamaría recebeu o prêmio de melhor jogador do clube na temporada.
- Mohamed Coulibaly marcou 15 vezes e foi o artilheiro da equipe na temporada.
- Héber foi o maior garçom da equipe com 14 assistências.
- Ivan Crespo colecionou 22 jogos sem sofrer gols na liga.

- Lauren Egea foi eleito como a contratação do ano.
- Nilli ganhou jovem jogador do ano, no clube.
- Lauren Egea marcou o gol mais rápido da temporada contra o Izarra, aos 2 minutos e 7 segundos de partida.
- Alessandro Di Pasquale se tornou o jogador mais jovem a marcar pelo clube em toda a sua história, tendo apenas 17 anos e 54 dias no dia em que marcou pela semifinal da Liga.
Passamos 22 jogos sem perder na liga, do dia 3 de dezembro de 2016 ao dia 29 de abril de 2017.
O maior público registrado foi na partida contra o Atlético de Madrid, pela Copa do Rei, onde 21,792 pessoas assistiram o jogo, para uma renda de 285 mil Euros.
Melhor jogo: 6x0 contra o Burgos.
Pior jogo: 0x4 contra o Atlético.

 

Retornaremos em breve com a preparação e o início da próxima temporada. Obrigado por acompanharem!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Thiago Snitram

Profe?? ? Pq marcou amistoso contra o Barça? Graça ou pra sofrer mesmo?
Parabéns pelo título e boa sorte na luta contra o rebaixamento na próxima temporada

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
PedroJr14
4 minutos atrás, Thiago Snitram disse:

Profe?? ? Pq marcou amistoso contra o Barça? Graça ou pra sofrer mesmo?
Parabéns pelo título e boa sorte na luta contra o rebaixamento na próxima temporada

 

No início da temporada nós firmamos um acordo de filiação ao Barça que nos garante a prioridade no empréstimo dos jogadores deles, pelo menos um amistoso por ano e uma boa quantia em dinheiro kkkk

Share this post


Link to post
Share on other sites
DiegoCosta7

Excelente campanha, o time até por ter os problemas que você já apresentou aqui teve um desempenho ao meu ver melhor, agora na segundona, espero que o time faça um bom papel e não brigue pra não cair, o que vier acima disso é lucro total, já na copa do rei, teve um desempenho que pavimenta o caminho para voos maiores no futuro. Sucesso com o Racing.

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Tomou um piau do Barça, mas 5 gols foi até pouco, considerando a disparidade dos elencos hahahaha

Na 2ª B você sobrou ein? Fez uns jogos muito bons e despachou até o Real Madrid B nos playoffs, garantindo o título final da divisão.

Próxima temporada promete. Vai mexer muito no time? 

Boa sorte Pedro!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Parabéns pela promoção, o modelo adotado pela terceirona espanhola é muito traiçoeiro, tanto é que o próprio Racing sempre vai bem na temporada normal e roda nos playoffs.

Share this post


Link to post
Share on other sites
PedroJr14
Em 14/12/2018 at 15:24, DiegoCosta7 disse:

Excelente campanha, o time até por ter os problemas que você já apresentou aqui teve um desempenho ao meu ver melhor, agora na segundona, espero que o time faça um bom papel e não brigue pra não cair, o que vier acima disso é lucro total, já na copa do rei, teve um desempenho que pavimenta o caminho para voos maiores no futuro. Sucesso com o Racing.

Acho que vai ser muito difícil buscar algo que fuja da luta contra o rebaixamento. Pelo que eu vi, a qualidade dos times da Segunda é muito maior do que os da Segunda B, mas é muito mesmo. Tomara que o time encaixe com as alterações pontuais no elenco e que a gente consiga surpreender. Valeu por acompanhar!

Em 14/12/2018 at 21:08, marciof89 disse:

Tomou um piau do Barça, mas 5 gols foi até pouco, considerando a disparidade dos elencos hahahaha

Na 2ª B você sobrou ein? Fez uns jogos muito bons e despachou até o Real Madrid B nos playoffs, garantindo o título final da divisão.

Próxima temporada promete. Vai mexer muito no time? 

Boa sorte Pedro!

O ano foi muito bom, não tivemos nenhum grande destaque individual, nenhum jogador que chamou mais a responsabilidade do que os demais. Fomos um time, no sentido literal da palavra.

Anossa equipe contava com alguns jogadores de categoria superior à 2B, acho que esse é um dos fatores que fez com que a equipe sobrasse. Há que destacar César Diaz, acredito que ele tenha vaga até em alguns times que lutam na parte de baixo da tabela de La Liga, é um jogador muito interessante.

O presidente é quem negocia as novas contratações do clube, por mim só passa a última decisão, assinar ou não. Dei a ele essa liberdade porque não conhecia as camadas mais baixas do futebol espanhol e não saberia como contratar. Nessa temporada que vai ser iniciada, acredito que eu tome um pouco mais o controle das coisas, mas a prioridade das negociações é do presidente. A situação financeira do clube não vai nos deixar fazer grandes investimentos ou tirar jogadores importantes de outros clubes, vamos ter que manter o olho atento para aproveitar as oportunidades de mercado, começando pelos jogadores que não terão contratos renovados em La Liga, pode sair algo interessante dali. O meu desejo mesmo é manter a base e fazer só uma ou outra alteração.

Valeu por acompanhar!

Em 14/12/2018 at 23:51, Henrique M. disse:

Parabéns pela promoção, o modelo adotado pela terceirona espanhola é muito traiçoeiro, tanto é que o próprio Racing sempre vai bem na temporada normal e roda nos playoffs.

Muito obrigado! Eu tratei de frisar isso por muito tempo, o Racing venceu seu grupo na Segunda B em 3 oportunidades nos 4 últimos anos e só conseguiu o acesso uma vez, caindo de volta logo em seguida. Tivemos que manter a cabeça no lugar pra fazer o time superar o status de "amarelão".

Obrigado por acompanhar! 

Share this post


Link to post
Share on other sites
RuanCharles

Parabéns Pedro pelo acesso e pelo título.

Sou novo por aqui, mais achei sua saga muito legal, o Racing é um time que trás uma nostalgia, isso faz da sua saga ser ainda mais legal, boa sorte na próxima temporada.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
PedroJr14

Fala, Ruan!

Muito obrigado pelas felicitações, seja bem-vindo à área. É sempre bom compartilhar as nossas histórias com gente nova, espero que em breve você possa compartilhar a sua também.

De fato o Racing traz uma nostalgia, no meu caso me leva aos tempos de La Liga na Band e do Brasfoot, antes mesmo que eu pudesse descobrir o Football Manager. Eu espero que você esteja se divertindo, obrigado por acompanhar!

Share this post


Link to post
Share on other sites
PedroJr14

II Temporada, Capítulo 1 - O garoto problema está de volta?

Real-Racing-Club-Santander.png

Antes mesmo que pudesse viajar para curtir suas merecidas férias, Marco Botín teve sua presença solicitada no escritório do presidente afim de iniciar os planejamentos para a temporada seguinte. A situação financeira do clube parecia estar estável, mas o presidente ainda estava com um pé atrás para liberar uma boa quantia em dinheiro para que Botín pudesse fazer negócios visando a próxima temporada. Por mais que pudesse ser persuasivo o treinador do Racing não conseguia fazer o presidente do clube abrir a mão de forma alguma, então só restaria a ele aproveitar as oportunidades que o mercado lhe oferecesse.

O bom trabalho de Botín havia despertado o olhar de outros clubes, a imprensa já falava no interesse de Oviedo, Bétis e Almería, todos clubes recém promovidos à La Liga, mas quem chegou mesmo com uma proposta concreta foi o Sporting Gijón, que acabara de ser relegado à Segunda Divisão. O clube que tem como capitão o muito promissor Jorge Meré chegou a convidar Botín para ir conhecer o estádio e ter uma reunião com a sua presidência, mas o técnico negou prontamente a oferta, pois seu coração falou mais alto.

"Sei que tenho que ser profissional, trabalhar com a razão e não com o coração. Agradeço à oferta de entrevista feita pelo Dono e Presidente do clube, José Fernandez e ao Sporting Gijón por reconhecer o meu trabalho, mas hoje o meu coração falou mais alto. Sinto-me feliz por estar em casa e me sinto valorizado pelo clube, não é hora de sair." - Disse Botín, em entrevista coletiva no Sardinero.

Às vésperas do início da preparação para a Pré-temporada, o técnico do Racing Santander foi fotografado com duas mulheres misteriosas numa balada em Ibiza, sua reputação de playboy voltou à tona após entrevistas de antigos colegas de aula e ex-namoradas que relatavam o estilo de vida excêntrico que levava Botín, anos antes. Filho de um famoso banqueiro e de uma artista plástica o talentoso garoto não deu certo no futebol por conta de indisciplina e bebedeiras, já aos 22 anos quando as possibilidades de se tornar jogador de uma grande liga já não existiam, Botín resolveu mudar de vida e se dedicar ao mundo do futebol, dessa vez fora das 4 linhas.

 

Transferências e Finanças

O presidente anunciou que estariam disponíveis inicialmente a grande quantia de 33 MIL euros e um orçamento para salários de cerca de 100 mil por semana. O nosso foco era nos jogadores livres, já que não tínhamos como nos movimentar de outras formas no mercado. A nossa sorte é que com o momento de estabilidade financeira o presidente liberou 50% dos valores ganhos em transferências para serem retidos e gastos em novos jogadores. Pudemos tirar 425 mil da venda de Aquino ao Lugo para aumentar o orçamento de salários e também fazer ofertas em alguns jogadores. O fim do mês de julho trouxe uma carrada de finais de contrato, entre eles estava o do ponta experiente Salva Sevilla, que deixava o Espanyol e assinava de graça com a nossa equipe, era o primeiro nome com alguma mídia que assinava com a nossa equipe. Ao todo foram 23 entradas, entre juniores e equipe principal e 30 saídas. Hoje contamos com 21 jogadores emprestados e recebemos cerca de €1 milhão em transferências, gastando apenas €195 mil.

Aqui estão alguns destaques desta janela:

Carlos Badal: Jogador badalado nas categorias de base do Valencia, não chegou a um acordo com a equipe e chegou livre ao Sardinero, com expectativas de brigas por uma posição no time principal. É visto pelo Staff como nossa principal promessa, mas eu sinceramente não sei se devo esperar muito dele, já que ele precisaria de um tutor muito bom e acho que não temos isso.

Edward Lambert: Se eu dissesse que ele foi trocado por um conjunto de bolas de futebol e alguns pares de chuteira, eu não estaria exagerando muito. No final da temporada conseguimos com a direção o direito de observar o continente e tivemos algumas gratas surpresas, Lambert foi uma delas e nos custou apenas 5 mil.

Dani Estrada: Vindo do Real Irún, Dani chega de graça e é pra colocar a camisa e assumir a lateral direita. Passou 10 anos na Real Sociedad, antes de jogar por Alavés e Irún, nessas últimas 2 temporadas.

Rafa de Vicente: Formado no Málaga, passou emprestado por Múrcia e Huelva, antes de assinar de graça com a nossa equipe. Chega para compor o meio-campo ao lado do capitão Granero.

R.-Santander_-Financas-Despesas-2.png

Os pagamentos de empréstimos e juros ainda estão nos comprometendo um pouco, mas até agora estamos com um balanço positivo nessa temporada. Salários de jogadores e impostos completam o pódio de maiores despesas.

R.-Santander_-Financas-Receitas-2.png

O que tem feito a diferença nessa temporada são os bilhetes anuais. Na última temporada foram quase 1,9 milhões, na atual superamos os €2,7 milhões. As receitas televisivas são 4x maiores que as do último ano e as receitas de transferências subiram de €481 para €1 milhão.

 

Táticas

A tática continua parecida com a da temporada passada, é o mesmo 4-2-3-1, mas com jogadores em funções diferentes. Os atacantes interiores passaram a ser pontas e o meia ofensivo agora é um construtor de jogo avançado. Outra mudança está no meia recuperador de bolas, que antigamente jogava na função de meia-central. A base está mantida e espero que esse seja um dos pilares para o nosso sucesso.

R.-Santander_-Vista-Geral-3.png

 

Jogos

[Amistosos]

Fizemos uma série de 8 jogos amistosos, onde contamos com 5 vitórias e 3 derrotas. Esses jogos até fizeram parecer que a equipe continuava encaixada, mas a maioria dos jogadores que atuaram nesses jogos nem fariam parte do time titular durante o campeonato.

ams17.png

 

[Agosto]

Mallorca: Nosso primeiro jogo na Segunda Divisão, foi contra o tradicional time do Mallorca. Apesar de termos criado mais saímos atrás no placar, fomos parados pela trave uma vez e só conseguimos o empate aos 36 da segunda etapa com Rafa de Vicente.

R.-Santander---Mallorca_-Geral-Vista-Ger

Empatamos em 0x0 com o Mirandés, antes de sermos derrotados em casa pela boa equipe do Sporting Gijón.

ago17.png

 

[Setembro]

Iniciamos o mês perdendo para o Lugo, com grande partida de César Diaz e gol contra de Badal. Figurávamos na 19ª posição entre 22 times e a cabeça do treinador já estava a prêmio. Pra piorar as coisas, o sorteio da Copa do Rei nos colocou frente ao Getafe, vice campeão dos playoffs da Segunda Divisão no ano anterior.

Os ataques da imprensa fizeram o treinador do Racing perder a cabeça e entrar em um bate-boca com um repórter que insinuava que os maus resultados eram por conta de que o futebol estava deixando de ser a prioridade de Botín, que respondeu que o repórter teria que enfiar no c* as suas palavras depois que o Racing se classificasse na copa.

Getafe: Com alguns ajustes aqui e outros ali, fomos até o estádio Coliseum Alfonso Perez e vimos o time da casa nos abafar e sair na frente com Aketxe aos 13 minutos. Depois daí, foi um atropelamento no meio campo, o goleiro Vicente Guaita terminou o primeiro tempo como melhor em campo. Na segunda etapa o Getafe não aguentou a pressão e cedeu o empate aos 2 minutos, Egea foi o nome do gol. A pressão continuou e aos 11, em jogada individual pela esquerda, Héber virou o jogo ao nosso favor. O Getafe ainda perdeu Damián Suárez e Faurlín, expulsos na reta final de jogo, o que facilitou ainda mais o nosso trabalho e a nossa classificação.

Getafe---R.-Santander_-Geral-Vista-Geral

A nossa primeira vitória em casa no ano aconteceu na quinta rodada da Segunda División, quando batemos o Córdoba por 1x0, Santi Jara marcou de pênalti o único gol do jogo. A boa sequência foi quebrada pelo Girona, que apesar de ter saído atrás no placar, buscou a virada nos 10 minutos finais.

Real Madrid B: Nosso velho conhecido, o Real B foi nos visitar pela sétima rodada do campeonato e aposto que depois do fim dos 90 minutos, eles preferiram ter ficado em casa. De formação nova, atropelamos o time da Castilla e abrimos 4x0 nos 26 minutos iniciais. Tiramos um pouco o pé depois disso, mas ainda faríamos o quinto com Santamaría em jogada ensaiada de escanteio, nos acréscimos do segundo tempo. Depois desse jogo Santiago Solari ficou com o pescoço pendurado e recebeu duras críticas por ter preferido não contar com Enzo Zidane para o elenco da temporada.

R.-Santander---R.-Madrid-B_-Geral-Vista-

O mês terminou com mais um resultado positivo, dessa vez foi frente ao Valladolid, vitória difícil por 3x2.

Set17.png

 

Competições

[Copa del Rey]

R.-Santander_-Competicoes-3.png

Fomos sorteados frente ao Gijón, sabemos da qualidade deles, mas também temos consciência da nossa melhora e de que dá pra ter um resultado melhor do que o que tivemos na terceira rodada da Segunda Divisão.

[Segunda Divisão]

Segunda-Divisao-Espanhola_-Vista-Geral-F

Pra quem já figurou na zona de rebaixamento no início do campeonato, a décima posição é uma posição bem confortável. Eu tenho em mente que ainda podemos alçar vôos mais altos. A previsão da época apontava que a nossa equipe terminaria em 18º, escapando do rebaixamento na rabada, no início eu pensei que essa previsão se confirmaria, mas agora já estou bem mais otimista. Os outros 3 promovidos deveriam cair, segundo as previsões e seriam acompanhados do Mirandés. Por enquanto só estão acertando o líder Gijón e a presença de Real e Hércules na zona de rebaixamento.

 

Destaques

O nosso principal destaque fica por conta das nossas categorias de base, que sofreram bastante nas competições no ano passado, mas que nessa temporada estão atropelando todo mundo no sub-19 e no momento o nosso time encontra-se empatado em número de pontos com o Gijón na primeira colocação do seu grupo. 

Grupo-4---Juniores-Espanha_-Vista-Geral-

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Teve um péssimo começo de competição, mas a equipe já encontrou um meio termo e vai demostrando que tem objetivos maiores que lutar para não cair na temporada de retorno à segunda divisão.

Share this post


Link to post
Share on other sites
PedroJr14
Em 26/12/2018 at 18:28, Henrique M. disse:

Teve um péssimo começo de competição, mas a equipe já encontrou um meio termo e vai demostrando que tem objetivos maiores que lutar para não cair na temporada de retorno à segunda divisão.

Jurei que tinha te respondido. Mudamos a formação e estamos melhorando a cada jogo, acho que realmente podemos sonhar com vôos mais altos ainda nessa temporada.

Obrigado por comentar.

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

3V 2E 3D não é uma campanha magnífica, mas não tá de todo ruim. Pode melhorar, e playoffs é totalmente possível, se acertar o passo.

O maior destaque fica mesmo para os juniores, mandando muito bem hahahha

Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
thyagocda
Em 25/12/2018 at 17:17, PedroJr14 disse:

Pra quem já figurou na zona de rebaixamento no início do campeonato, a décima posição é uma posição bem confortável. Eu tenho em mente que ainda podemos alçar vôos mais altos. A previsão da época apontava que a nossa equipe terminaria em 18º, escapando do rebaixamento na rabada, no início eu pensei que essa previsão se confirmaria, mas agora já estou bem mais otimista. Os outros 3 promovidos deveriam cair, segundo as previsões e seriam acompanhados do Mirandés. Por enquanto só estão acertando o líder Gijón e a presença de Real e Hércules na zona de rebaixamento.

Se as coisas continuarem nesse ritmo as chances de sucesso são grandes. O Castilla está tão ruim assim mesmo? Não tem nenhum Vinicius Junior pra ajudar lá não? hehehe

Share this post


Link to post
Share on other sites
Thiago Snitram

33 mil em contratações é melhor que 0 ... kkkkkkkkkkk
conseguiu se recuperar bem em setembro na competição e o playoff é totalmente possível. Se não vier creio que nem brigará pelo rebaixamento. Juniores muito bem? será que saí uns 3 jogadores pro elenco principal?

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Se recuperou bem e agora já pode tentar chegar aos playoff. Bela vitória em cima do Getafe na Copa do Rey. Vamos ver até onde pode chegar com o time.Boa sorte na sequência.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • Henrique M.
      By Henrique M.
      Reflexões, ponderações e filosofias
      Antes de falar do save em si, queria aproveitar o espaço para fazer um desabafo. Parece que a cada novo FM que surge eu vou perdendo cada vez mais o contato que eu tinha com o jogo no passado, mas vejo alguns exemplos de pessoas na mesma faixa de idade, mesma faixa de afazeres ou até em faixa maiores, jogando e tendo a boa e velha conexão com o jogo. Não sei se posso culpar o jogo em si ou culpar o jogo com relação a mim. Poderia ser pessoal, mas recentemente venho me divertindo no Football Manager 2008 e poderia facilmente migrar para o Football Manager Touch, que foi minha grande empolgação com um save, tirando os playoffs de promoção com o Santarcangelo. Então acredito que o problema não é do jogo, nem da minha relação com o jogo. É do que eu quero ver acontecendo no jogo.
      Infelizmente eu escolhi um desafio que o jogo não estava disposto a aceitar nas minhas condições, era possível, mas eu precisava aceitar as condições que o jogo impunha e isso não era o suficiente, eu precisava de mais e não aguentava ver o resultado do que eu queria dentro de campo. Não ligo para derrotas, para os percalços, desde que eles ocorram com meu time atuando da maneira pela qual ele foi desenhado para atuar. Se eu me comprometo com a retranca, tenho que estar ciente do que ela causa, se eu me comprometo com o jogo ofensivo, tenho que estar ciente do que ele causa e assim por diante. A questão é que eu me comprometi com uma coisa diferente, que era o líbero, não era uma questão de tática, não era uma questão de estilo de jogo. Era uma questão de trazer uma função morta para o FM e fazê-la funcionar tanto defensivamente quanto ofensivamente, mas isso limitava meu estilo de jogo a ser puramente defensivo ou contra-ofensivo. E as equipes que tiveram grandes líberos ofensivos não jogavam exclusivamente assim e muitas poderiam ser descritas como equipes fluidas e ofensivas.
      Eu passei do estágio de querer ver um desafio impossível sendo feito por mim, passei do estágio de querer acumular títulos e fazer grandes saves em termos de troféus e vitórias. Tive um dos maiores prazeres no FM 2015 com uma equipe que ganhou 3 italianos em umas 15 temporadas, perdeu 2 vezes a Champions e até hoje sinto saudades desses momentos, pois ali eu não estava construindo a minha dinastia, ali eu estava construindo uma história em conjunto com um clube. Tinha aquele apego, tinha aquela paixão de transformar o mundo do futebol. E esse é um problema grande, não consigo fazer igual a maioria das pessoas e escolher um save simples, seguro e que seja factível de se encerrar. Eu quero o desafio de modificar a história, criar momentos que só o FM proporciona e isso acredito que vem dificultando o processo de jogar FM.
      Desafabo feito, hora de seguir adiante e tentar mais uma vez. Se falharmos, levantamos, sacudimos a poeira e tentamos de novo.
      Introdução
      No Football Manager 2014 eu tentei aquele desafio impossível, meu grande feito até hoje foi conquistar a Champions League com o Rangers da Escócia no FM 2012. Por isso, decidi apimentar as coisas e buscar o título da Champions League com outro clube britânico, só que dessa vez advindo da Irlanda. Foram lindas 12 temporadas com 10 títulos nacionais, 9 deles consecutivos e incontáveis títulos nas copas domésticas, transformando o Shamrock Rovers no maior vencedor de todas as competições irlandesas. Em nível continental, realizamos o feito que o Dundalk realizou nessa temporada, ao se tornar o primeiro clube irlandês a participar de uma fase de grupos de uma competição europeia e fomos além, chegamos até as oitavas-de-final da Champions em uma ocasião e participamos por 3 ou 4 vezes do mata-mata da Liga Europa. Porém, apesar de nunca sequer estar perto de alcançar o único objetivo do save, transformei o Shamrock Rovers, mas isso não foi o suficiente para alavancar o futebol irlandês e sem a alavancagem do futebol irlandês seria impossível chegar até o objetivo do save. Eu me frustrei com isso, encerrei o save, depois me arrependi, mas a decisão já estava feita. Contudo, nesse save desenvolvi jogadores, criei ícones e lendas do clube, inclusive consegui segurar uma gigante promessa irlandesa por mais de 10 temporadas na equipe, fazendo com que um jogador da base se tornasse um importante jogador da história da equipe. E eram essas pequenas coisas que seguravam o save, mas infelizmente, ele estaria fadado a nunca dar certo da maneira que eu gostaria.
      Por isso, no ano passado, o ggpofm traduziu e adaptou um texto sobre como tornar uma liga competitiva e eu decidi que era hora de tentar realizar o impossível novamente, porém eu incuti no erro de começar o jogo no FM 2014 e comparar as duas histórias e é óbvio que isso deu errado, pois eu me frustrava com o que ocorria e olhava e comparava com o que havia sido feito e me perguntava o que estava acontecendo e o que estava sendo feito de errado, até o ponto em que eu comecei a tentar emular as decisões do passado. Isso ruiu a tentativa.
      É hora de aprender com o passado e recomeçar um desafio diferente que é transformar uma liga com um desafio do passado, a busca do impossível. Sinceramente, espero que seja esse o combustível necessário, pois o fato de querer continuar participando ativamente da área me fez retornar rapidamente com uma história. Quando não estou contando um save, a atenção que dou a área é totalmente diferente e sinceramente, como é uma área que pulsa numa vibração interessante e revigorante, acho injusto comigo mesmo não estar aqui, mesmo que o preço seja mais uma história inacabada.
      Objetivo
      Conquistar a Champions League com o Shamrock Rovers Regras do save
      Se o jogador não serve mais para o Shamrock Rovers, a prioridade é repassá-lo para uma equipe irlandesa, mesmo que isso signifique aceitar uma oferta menor ou perder o jogador de graça. Não contratar destaques de outras equipes irlandesas. Buscar repatriar jogadores irlandeses de ligas estrangeiras. Buscar contratar jovens promessas de equipes irlandesas, com o propósito de acelerar a evolução do mesmo. Buscar antecipar a concorrência externa pelos principais jogadores da liga, evitando que jogadores de bom nível ou alto potencial saiam do país. (A única condição que permite contratar um jogador adversário que seja importante para o clube) Caso alguma nova necessidade vá surgindo, irei informar num post e adicionar aqui Histórico
      2017 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado na 1ª rodada qualificatória da Europa League
      2018 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado no Playoff dos campeões da Champions League, 4º lugar no Grupo K da Europa League
      2019 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Cup, 4º colocado no Grupo C da Champions League
      2020 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, eliminado na 3ª Qualificatória da Champions League e nos Playoffs da Europa League
      2021 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup e 4º colocado no Grupo C da Champions League
      2022 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º colocado no Grupo H da Champions League
      2023 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 2º colocado no Grupo J da Europa League
      2024 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup, eliminado nos 32-avos-de-final da Europa League e 3º colocado no grupo G da Champions League
      2025 - 2º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, eliminado nos 32-avos-de-final da Europa League e 4º colocado no grupo B da Champions League
      2026 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º colocado no Grupo L da Europa League
      2027 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup e 3º colocado no Grupo H da Champions League
      2028 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup e eliminado nas oitavas-de-final da Europa League e 3º colocado no Grupo E da Champions League
      2029 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado nos 32-avos de final da Europa League, 4º lugar no Grupo A da Champions League
      2030 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º lugar no Grupo C da Champions League
      2031 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup e 2º lugar no Grupo H da Champions League
      2032 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2031/2032  e 2º lugar no Grupo F da Champions League 2032/2033
      2033 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2032/2033 e 3º lugar no Grupo G da Champions League 2033/2034
      2034 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas quartas-de-final da Europa League 2033/2034 e 3º lugar no Grupo C da Champions League 2034/2035
      2035 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da Europa League 2034/2035, Campeão da Super Copa da UEFA 2035 e 1º lugar no Grupo H da Champions League 2035/2036
      2036 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2035/2036 e 3º lugar no Grupo E da Champions League 2036/2037
      2037 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Europa League 2036/2037, 4º lugar no grupo C da Champions League 2037/2038
      2038 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, 3º lugar no Grupo F da Champions League 2038/2039
      2039 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Europa League 2038/2039, 3º lugar no Grupo G da Champions League 2039/2040
      2040 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Europa League 2039/2040, 1º lugar no Grupo G da Europa League 2040/2041
      Histórico de posts
      Shamrock Rovers e Irlanda A primeira pré-temporada Algumas surpresas na tabela Liderança na Irlanda, decepção na Europa Vantagem é sempre importante A baciada fica para o meio do ano Uma temporada mais competitiva Irlanda x Escócia Celtic Park, Olympiyskyi, Vélodrome e King Power Stadium 3 contratações, 32 despedidas Enfim mediremos força com o Dundalk? Onde os outros perdem, nós vencemos Um empate que vale por duas temporadas e meia Em time que está ganhando não se mexe? Mais um voo solo? Dois patetas, as traves e um muro espanhol Em terra de irlandês, quem é Shamrock, é rei! As primeiras cifras em reforços Um começo de temporada inédito 166 convocações no elenco Os desafios financeiros da Irlanda Um estádio para chamar de nosso Alguém parará o Shamrock Rovers? Muita movimentação no Tallaght Uma Irlanda que dá trabalho O retorno do atacante solitário Falta embalar Uma chance inesperada Deem um pouco mais de crédito para a Liga Irlandesa Vendas milionárias Sentimos sua falta, O’Brien! Gribbinaldinho Fenômeno! A 5ª maior instituição da Irlanda Remodelagem tática A melhor campanha da história do primeiro turno Na perseguição do Cork City Verde é a cor da Irlanda Um vacilo milionário A melhor campanha da história do primeiro turno – Parte 2 Mais Irlanda na Europa Forde, por que faz isso comigo? Batemos a marca de 2 milhões Um carrossel verde e branco Simplesmente avassalador! Um péssimo ano para ser Bohemian Um mercado prolífico Um novo concorrente no horizonte? Eurocopa 2028 A solução que veio e que foi Chora, Allegri! Reaprendendo a jogar Tudo conforme o script Dinamo Zagreb A única vez foi em 2017 O bom filho a casa torna Uma máquina chamada Conor Wilson Copa do Mundo 2030 Maldito sorteio da Champions League Uma abordagem renovada Poxa, UCD! Um dia ruim por turno O doce aroma da elite europeia De pontas para volante Uma noite irlandesa em Londres As dificuldades de ser maior que a liga irlandesa Meus jogadores são de um material superior Que venha o Lyon! Teremos um campeonato!? Segue o líder! A gente bem que tentou, mas o Cork não quis! Regulamento debaixo do braço Faltaram apenas 6 minutos Mais uma vaga na Champions League! Dosharaithe E estamos de volta A estrada até aqui... Real Madrid x Shamrock Rovers Super Copa da UEFA Green Stadium Uma homenagem à Conor Wilson Começo claudicante, mas final esperado O fim de duas eras Sob nova direção A Airtricity Premier League é uma das 10 maiores da Europa 20 anos de Danny Green Um campeonato que ainda está em aberto Vexatório! O plano quinquenal Zero gols, zero derrotas Uma nova era para o Hoops Tinha um italiano no meio do caminho Uma insípida janela de transferências Um paredão azul Winner Winner Chicken Dinner Um quinquênio que durou dois anos Uma debandada do Green Stadium A lei do ex é terrível Em meio a Euro 40, Hoops quebram recordes Dois pênaltis, dois destinos
    • Bruno Caetano.
      By Bruno Caetano.
      La Liga 19/20
      Esta será a 89ª edição da La Liga.
      REGRAS
      ATUAL CAMPEÃO
      ÚLTIMOS VENCEDORES
      La Liga (em espanhol)
      CALENDÁRIO
      PICHICHI
      JORNADA 1
      EL CLASICO
      ASCENSOS Y DESCENSOS
      BOLA OFICIAL

    • Tsuru
      By Tsuru
      Os celtas eram um conjunto de povos que ocupava grande parte do território da Europa por volta de 1.000 a.C., indo desde a atual Grã-Bretanha até o local onde hoje é a Turquia. Há muitas teorias sobre a origem e a expansão desses povos, mas é um período tão antigo que as raízes se perdem no tempo. É inclusive dessa época que surge a lenda do Rei Arthur, que teria liderado a resistência dos bretões celtas contra os romanos.
      Outro detalhe interessante é que, na cultura celta, "Brasil" era uma ilha mística situada em algum local do oceano, e a própria origem desse nome é céltica. Há quem acredite que os povos antigos já conheciam a origem do Brasil e que foram eles que introduziram, na cultura popular europeia, a informação de que existiam terras além mar cheias de riquezas e animais exóticos. Esse detalhe eu não sabia e quem compartilhou a informação foi o @Inner Logic.
      Entre outras coisas que se sabe concretamente, é notório que os celtas veneravam a natureza e que, entre seus pares, existiam os druidas, pessoas encarregadas das tarefas de aconselhamento, ensino, orientações filosóficas e jurídicas, e rituais religiosos. 
      Entre os druidas famosos, reais ou imaginários, estão o lendário Merlin e o Panoramix, que preparava a poção mágica do Asterix. E essa figura do druida sempre fascinou este que vos fala, o que levou a pesquisar mais sobre a cultura em questão e sobre sua história.
      Descobri, inclusive, que hoje existem seis nações apontadas como “célticas originais”, por manterem traços culturais ou de linguagem desse povo - País de Gales, Escócia, Irlanda, Bretanha (no norte da França), Cornualha (sul da Inglaterra) e Isle of Man (entre a Inglaterra e a Irlanda). Há ainda outras regiões onde a influência celta é considerada forte, como o Norte de Portugal, as regiões da Galícia e Astúrias na Espanha, e a antiga Gália (atuais França, Bélgica e norte da Itália). E há ainda territórios ocupados por antigas tribos celtas onde pouco se sabe sobre o legado deixado por eles, como o sul da Alemanha/Áustria e diversos países do Leste Europeu.
      No futebol, talvez a influência mais clara desses povos seja o Celtic FC da Escócia, batizado com objetivo de propagar o orgulho que os fundadores tinham dessa origem.
      Já havia lido sobre a liga de futebol do País de Gales e sentido bastante vontade de experimentá-la, talvez porque seja um país muito associado aos druidas. E a ideia se complementou com a descoberta das nações célticas.
      Assim, narrarei a carreira de Drew Johnson, um treinador galês fictício sem qualquer experiência, apelidado de “O Druida” por ser um adepto do Neodruidismo.
      A jornada se iniciará na terra natal de Johnson, uma vila de 7 mil habitantes chamada Cefn Mawr (se lê "Kevin Maur"), localizada no condado de Wrexham.

       


       


      Carreguei todas as nações celtas “originais”, algumas delas representadas pelo país onde se situam, e escolhi outras para representar os territórios com forte influência céltica. 
      Na database original do FM, a liga galesa só tem a Welsh Premier League, a elite do futebol local; para dar um pouco mais de emoção, ativei a segunda divisão através do update do Classen.
      Foi necessário deixar alguns países de fora - por exemplo, Itália, Alemanha e Áustria - até porque não sei se meu notebook aguentaria o tranco. Só para garantir, diminuí a qualidade gráfica e tirei as animações, aparentemente o jogo está rodando sem problemas.
      Acho que, no geral, ficou bem representativo e com boas opções de progressão de carreira.
       

       
      Conquistar pelo menos um título por cada país onde passar; Conquistar um título invicto; Conquistar, em uma temporada, todos os títulos em disputa; Vencer a Liga dos Campeões da Europa; Vencer a Copa do Mundo; Me divertir.
       
       
      Nunca pedir demissão no meio de uma temporada;
      Se receber uma proposta e estiver empregado, priorizar a assinatura de novos contratos para o início da temporada seguinte, fazendo o máximo possível para não abandonar nenhum clube durante uma competição.
       
    • IgorNatalino
      By IgorNatalino
      Estamos animados em apresentar a todos, a criação do tópico para os kits FC'12, um projeto do FM Slovakia, para a temporada 2018-2019.
      Para os que gostam do nosso estilo de kits, aqui ficarão todos os links úteis e atualizações sobre o lançamentos dos kits, principalmente os brasileiros feitos por mim; A ideia principal do tópico é entregar packs de qualidade para todos jogadores do FM.
      Gosta de acompanhar o desenvolvimento dos kits e saber quais estão sendo produzidos?
      Nos acompanhe no Facebook - https://www.facebook.com/groups/allstar.kitmakers/
      Parceiros:
      FM Slovakia - http://fmslovakia.com/

      Todos os Kits produzidos na temporada 2016-2017:
      http://fmslovakia.com/downloads/kitpacks/fc12-season-201617/
      Todos os Kits produzidos na temporada 2017-2018:
      http://fmslovakia.com/downloads/kitpacks/fc12-season-201718/
      Todos os Kits produzidos na temporada 2018-2019:
      https://fmslovakia.com/en/downloads/kitpacks/fc12-season-2018-19/
      Todos os Kits produzidos na temporada 2019-2020:
      https://fmslovakia.com/en/downloads/kitpacks/fc12-season-2019-20/

      Como instalar:
      Passo 1:
      Faça o download do pack e extraia usando Winrar ou 7-zip.
      Passo 2:
      Copie a pasta com os arquivos para:
      \Documents\Sports Interactive\Football Manager 2017\graphics\kits\
      p.s: Crie as pastas Graphics e Kits caso não existam.
      Passo 3:
      Abra o FM e vá em Preferências > Interface
      Marque "Recarregar Skin quando confirmar alterações nas preferências"
      Desmarque "Usar cache para reduzir o tempo de carregamento das telas"
       
      Qualquer dúvida, sugestão ou comentário, deixe sua postagem!

      Quer nos ajudar?
      Me contate para fazer parte do All Star Kitmakers.
    • Lohan
      By Lohan
      BRASIL MUNDI UP  (26-05-2019)    
      ✔️Séries A, B, C e D (formato original) 
      ✔️Serie Regional, equivalente a uma 5 divisão fictícia, nas qual faz com que os estaduais fiquem mais realistas e disputados (grupos verdadeiramente regionalizados)
      ✔️Segundonas, Terceiras e Quartas Estaduais
       ✔️Copa SP de Futebol Júnior, Copa BH, Copa do Brasil e Brasileirão sub-20, Brasileirão sub-17
       ✔️Copas Estaduais (quando os times sobem pra Seria A e B, deixam de participar pra não inflar o calendário)
      ✔️ Novidade Todos os Campeonatos Estaduais Sub-20
      Colocar o arquivo .FMF na pasta (editor data) que fica em: documentos / Sports Interactive / Football Manager 2017 / editor data,
      e depois selecioná-lo antes de criar o Save.
      Testado 3 vezes até 2030 sem bugs! (protegido contra cópia)
      DOWNLOAD:  
                        Brasil Mundi Up (26-05-2019) 
                      4Shared: https://www.4shared.com/file/uCfFcoiUda/Brasil_Mundi_UP_FM17__26-05-19.html?
      ❌  (Só funciona no patch 17.3 em diante)
       
       
      Ligas fundamentais que não vem no FM17 e fazem muita diferença, principalmente pra quem joga no Brasil (só funciona se deixar como "Jogáveis", não adianta nada ativar essas ligas ao criar o save e deixar em "Ver apenas"?
      Libertadores mais difícil e realista
      Deixando as primeiras divisões de todas as ligas Sulamericanas + México ativadas, a Libertadores e a Copa Sulamericana ficam mais difícil
      Mercado de transferências bastante ativo
      Ativando Japão, Emirados Árabes, Arábia Saudita, Qatar, Portugal, China e Itália você vai ver bastante transferências realistas, e vai conseguir vender ou emprestar facilmente até jogadores encostados sugando a folha salarial

      DOWNLOAD:  http://www.fmscout.com/a-fm17-leagues-megapack-by-claassen.html
       
      Apos fazer o download extraia o arquivo na pasta editor data, a mesma pasta em que fica o Brasil Mundi UP
       
      Amigos, a pouco estava tirando as dúvidas de uma pessoa sobre se fazer a série D real ou não, com os times participando dela baseado em suas classificações via estaduais, e tive a ideia de escrever esse texto, para ajudar a esclarecer algumas coisas, dando minha opinião pessoal sobre o jogo, e sobre o motivo de não fazer nesse formato mesmo sendo realista.
      Como todos sabem, o FM é um jogo Inglês, feito de acordo em teoria, baseado na realidade do futebol inglês e europeu, então infelizmente algumas coisas que estão programadas pra funcionar lá, não são bem geridas pela inteligência artificial do jogo no Brasil, e até por esse motivo, muita gente não gosta de jogar aqui, preferindo até ir pra China rsrs.
      Ao longo dos anos, venho estudando e analisando os mecanismos de muitas dessas configurações no editor, tem algumas pessoas que tem essa mesma visão e linha de raciocínio, como o amigo Leon Coutinho, então começamos a implementar isso aos poucos, sempre testando massivamente.
      Eu me senti satisfeito, por achar que consegui atingir no FM14, um nível de realismo absurdo (dentro das limitações do jogo), seja no mercado de transferências, nas finanças, cotas dos clubes e etc, lembrando que nossos pesquisadores nacionais fazem um excelente trabalho, até porque não é nada fácil ter que estar atento a cada mínimo detalhe de uma Database tão grande e complexa.
      É difícil saber o valor correto exato da parte financeira dos clubes, mas o pessoal faz isso bem, o problema é como o jogo gere as finanças no nosso país, fazendo os grandes clubes ficarem ricos em 2 ou 3 anos, tirando assim grande parte da graça de jogar por ficar muito fácil.
      A partir do momento em que vc cria o save e clica em continuar, vc esta entrando em um mundo de simulação futebolística virtual, onde tudo pode acontecer, (vírgula), muitas coisas precisam de coerência, o Brasil tomar 7 da Alemanha não parece ser nada coerente né? Então, isso pode acontecer no jogo tb, só não pode acontecer o tempo todo.
      O que eu quero dizer, é que o FM tem simulado muito melhor e com mais realismo e dinamismo muitas coisas do mundo do futebol nas ultimas versões, as opções de configuração são bastante complexas, mas se tivermos atenção a isso o jogo fica muito melhor, basta analisarmos e testarmos com parcimônia.
      Sempre fui muito perfeccionista e detalhista, o jogo perde a graça quando vejo em 2015, Tite treinando o Goiás ou Renato Gaúcho sendo contratado para treinar o Inter (what? Só acho que a Sigames deveria me adicionar a folha salarial deles rsrs.
      Quanto a Série D real, com os times provindo de suas classificações nos estaduais, deixando o jogo supostamente mais realista (porém sem graça), é aí que entra o que falei (pra se ter mais realismo no Brasil, é preciso configurar algumas coisas diferentes, para num todo, termos um jogo bem melhor, e sim, mais realista e divertido!
      Então ter uma Série D com 128 clubes, nos moldes da Série C dos antigos CM´s e FM´s (oh nostalgia que me faz envelhecer rs) e ter uma série Regional, onde muito mais clubes pequenos participam, privilegia justamente os estaduais, faz com que os times menores busquem reforços no mercado, por terem uma divisão ativa, ao invés de ficar com jogadores cinzas, levando goleadas e mais goleadas dos grandes todos os anos, sem contar que fica mais fácil ainda vc vender ou emprestar aquela naba que fica escanteada, sugando toda sua folha salarial.
      Sou da opinião que é muito mais divertido pegar um time da Série A3 do Paulistão ou da Segundona Gaúcha e tentar levar pra Série D ou C, de maneira suada, do que pegar o Paysandu no estadual do Pará (com a Série D real), enfiar goleadas nos minúsculos do estado (por não terem divisão) e ir simplesmente participar da Série C na cara de pau (essa é minha opinião) acho totalmente sem graça isso!
      *Campeonatos estaduais precisam ser mais difíceis e realistas! (o Ituano Campeão Paulista de 2014 manda abraços!)
      *Libertadores não pode ter todos os anos uma semi-final com 3 ou 4 brasileiros! (O papa torcedor do San Lorenzo que o diga) 
      Mas quem disse que isso não foi a primeira coisa que eu tentei melhorar? =P
      Abraços e bom final de semana cambada!
×
×
  • Create New...