Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Tsuru

O Profeta de Fusignano - O caminho da manutenção [09/02]

Recommended Posts

Tsuru

OQNFukiRxHwkc9nif8ubpjaOL1oNnZgt0vrnlgeZ


CAPÍTULO 6 - VAI COMEÇAR A SÉRIE B

A temporada inicial no comando do Lecce foi muito boa: superamos as expectativas da diretoria, fizemos uma ótima Série C e conquistamos o título e a promoção. Agora era hora de nos prepararmos para  a disputa da segunda divisão. 
 

c10knb6000OIw1XPw_-7p3JOvCP5IxW3oqOG22u5


Com as finanças do clube no vermelho e uma boa margem para aumento da folha salarial, entendi que os reforços deveriam ser jogadores livres/em fim de contrato, ou emprestados. Com as restrições naturais de só contratar holandeses ou italianos, foi necessário garimpar bastante o mercado para encontrar as peças necessárias.

ENTRADAS

Foram onze reforços, sendo que algumas contratações já haviam sido acertadas durante a disputa da Série C, e outras aconteceram já com a segunda divisão iniciada. Para fins de praticidade, resumo todas aqui.

➡️ MAC - Dean Koolhof: Principal contratação desta janela, o holandês é um Atacante Sombra natural, inteligente, com ótima movimentação e visão de jogo. Tem 22 anos e acredito que ainda tem espaço para evoluir e se tornar uma grande estrela. Assinou de graça após o fim de seu contrato com o De Graafschap.
 

➡️ MAC/MC - Erik Bakker: O holandês de 27 anos nos custou 96 mil euros junto ao Cambuur, da primeira divisão de seu país, pagamento feito pela recisão de seu contrato que estava terminando. Armador Recuado natural, Bakker é capaz de atuar bem como meia central ou meia ofensivo, e assim como Koolhof tem ótimos atributos físicos e mentais.
 

➡️ LE - Sergio Sabatino: Veio de graça após o fim de seu contrato com o Arezzo para ocupar a vaga deixada por Giuseppe Agostinone. Técnica não é o seu forte, mas ele compensa com bons atributos mentais e muita força física.
 

➡️ MD/MC - Mattia Lombardo: Volante inteligente e muito forte, é capaz de atuar como meia defensivo - inclusive como Regista/Médio Criativo - e como meia central, sendo especializado na função de Recuperador de Bolas (na qual não atuará porque não uso). Também assinou de graça após o fim de seu vínculo com a Reggiana.
 

➡️ PL - Francesco Bonfiglio: Teoricamente não era para ele estar aqui, pois veio emprestado pelo Palermo para a disputa da Série C, não se destacou e eu não pretendia mantê-lo. O problema é que, ao fechar o empréstimo ainda na temporada passada, cometi um erro e coloquei “cláusula de venda obrigatória” em vez de “cláusula de venda opcional”, o que fez com que ao final do empréstimo fôssemos obrigados a comprá-lo. E assim o Lecce pagou por ele 1,2 MILHÕES de euros, uma verdadeira fortuna que aumentou ainda mais o rombo dos nossos cofres. Por outro lado, acredito sinceramente que nada é por acaso, que era o destino de Bonfiglio ficar no Lecce, e que ele ainda dará muitas alegrias para a nossa torcida.
 

➡️ GR - Alex Valentini: Achar um goleiro bom italiano ou holandês, não muito velho e com atributos decentes foi um inferno. Alex foi o melhor que consegui; como é para ser o reserva do Marco Bleve e normalmente não faço rodízio de goleiros, só deve jogar mesmo se houver alguma situação de emergência.
 

➡️ DC - Edoardo Sbampato: Jovem dispensado pela Inter de Milão, tem alguns bons atributos e irá para nossas categorias de base. Dependendo de seu desenvolvimento, poderá ser integrado ao elenco, emprestado ou dispensado.
 

➡️ MOD/MAC/PL - Zakaria Hamadi: Outro bambino dispensado de um grande clube, desta vez do Milan. Muito rápido e determinado, eu o enxergo como uma joia a ser lapidada e acredito que ele será um grande meia ofensivo do Lecce no futuro. A princípio pretendia usá-lo em algumas partidas, mas nosso satélite, o Nardo, o quis emprestado. Achei que a experiência seria boa para o garoto e o deixei ir.
 

➡️ DC - Elio Capradossi: Faltava um zagueiro no elenco e a Roma topou emprestar Capradossi desde que pagássemos seus salários, fixando seu passe em 1,2 milhões de euros (desta vez prestei atenção e coloquei a cláusula certa). Alto, forte e rápido, é um acréscimo importante ao nosso elenco.
 

➡️ LD - Giacomo Gambaretti: Atirei no que vi e acertei no que não vi, pois o contratei em transferência live para jogar na zaga e ele é lateral direito por natureza. Mas não tem problema porque desloquei Simone Ciancio, que já não tem mais explosão para ser um lateral ofensivo, para ser o quarto zagueiro.
 

➡️ MC/MAC - Antonio Romano: Jogador apenas mediano, vem para compor elenco e preencher a segunda vaga de Meia Ofensivo - Apoiar, para a qual estávamos com poucas opções.

Importante mencionar ainda que renovei o empréstimo de Fiordilino por duas temporadas e o de Patrick Cutrone e Michele Marconi por uma temporada cada, todos com passe fixado e cláusula certinha.

Fechando as contratações, trouxe de vota o senegalês Lys Gomis, que estava emprestado, para ser o nosso terceiro goleiro. Ao todo, gastamos 1,3 milhões nas transferências - que seriam apenas 100 mil sem a compra do Bonfiglio.


SAÍDAS

Um grupo de 28 atletas deixou o Lecce (lista completa em duas partes, aqui e aqui), sendo que 18 eram jovens dispensados por não terem futuro, outros dois eram bambinos emprestados para ganhar experiência, e um deles era o Hamadi. Destaco algumas saídas abaixo:
 

⬅️ MOD - Costa Ferreira: Eu tinha grandes esperanças no futebol do Avançado Interior português, mas ele nunca correspondeu e acabou encostado. Foi negociado com o Foggia por 105 mil euros.
 

⬅️ MOE - Marco Mancosu: Começou a temporada anterior muito bem, mas caiu de rendimento e assim como Costa Ferreira, nem no banco ficava mais. Vendido para o Livorno por 140 mil euros.
 

⬅️ LE - Giuseppe Agostinone: Herói e ídolo da torcida ao marcar o gol do título da Série C, já estava na casa dos 30 anos, com atributos em declínio e recebia um salário muito alto, o que me fez forçar sua saída. Foi emprestado ao Parma com o time da Emília-Romanha pagando seus salários integralmente.
 

⬅️ MOE/MOD - Mario Pacilli: Outro que já estava na casa dos 30 e que fez uma temporada irregular demais para o meu gosto. Vai fazer companhia a Agostinone no Parma, que também pagará seus salários.
 

⬅️ MOE - Matteo Rosafio: Gosto bastante do futebol do suíço, mas não pretendo jogar com pontas nesta temporada e achei que seria um desperdício deixar um jovem de 19 anos sem jogar. O Pratto concordou e o levou por empréstimo.
 

⬅️ MOE - Abdou Doumbia: O francês foi um dos destaques do Lecce na Série C, mas seu alto salário e o fato de atuar numa posição que não devemos utilizar me levou a negociá-lo. Assim, ele disputará novamente a terceira divisão, agora emprestado ao Matera Calcio.
 

⬅️ DD/DC/MD - Andrea Arrigoni: Outro ídolo da torcida, o versátil jogador fez uma temporada muito segura e eu não pretendia negociá-lo. Mas o SPAL (recém-promovido à Série A) colocou na mesa uma proposta de 450 mil euros podendo chegar a 650 mil, que considerei irrecusável por um atleta de mais de 30 anos. Curiosamente, a diretoria não gostou da negociação e achou baixo o valor pago por ele.
 

⬅️ MOD/PL - Adham El Idrissi: O holandês chegou com expectativas da minha parte, fez alguns bons jogos mas não me encheu os olhos. Espero que no empréstimo ao Volendam ele possa evoluir, caso contrário será vendido na janela seguinte.

E nosso elenco ficou assim. Talvez um pouco grande, mas como faço rodízio completo e gosto de ter o máximo de opções possível, fica mais ou menos desse tamanho mesmo.
 

YczPe9ZXvVoLpzUfDTX62jVYU_Rxj5QV6rii78GH


Em comparação com outros elencos da Série B, somos o time com a maior média de Determinação de toda a divisão, estando acima da média em Trabalho de Equipe e Índice de Trabalho. Por outro lado, nossa média de Decisões é a mais baixa de todas.
 

akvL9JanHBV3UafsJYvKXIbeVoBSdvEzP0IQcUAW

Comparação física | Comparação técnica | Comparação geral


Importante ressaltar que nossa folha salarial ficou dentro da margem estabelecida pela diretoria, e que algumas das vendas que fizemos ajudaram a amortecer o prejuízo.
 

Tan0eKb5_KBx5pdFv5hxIFb-vREz4twGwAi1DGQp


Fizemos também os tradicionais amistosos de início de temporada. Eu pretendia disputar uma competição de verão que a princípio receberia o nome de “Trofeo Del Mare”, como aqueles torneios tipo Ramon de Carranza, mas a diretoria havia programado um estágio e o torneio acabou cancelado.

A ideia é realizar a competição de verão na pré-temporada que vem e o nome definitivo deve ser Taça Javier Chevantón, em homenagem ao uruguaio que é um dos maiores ídolos da história do Lecce.
 

Hqu-LNskwnDGK0b8adBfyxvfK0g3Omm7ij1C9eAe


Durante os amistosos aproveitei para mexer na parte tática e experimentar bastante. A princípio minha ideia era atuar no 4-3-2-1 Árvore de Natal, mas não sei o que acontece com essa formação que não consigo encaixá-la de jeito nenhum. Então experimentei um 4-2-3-1 com três meias ofensivos mas não fiquei muito satisfeito com o desempenho defensivo. Por fim troquei os dois meias centrais por dois volantes, resultando em um 4-2-3-1 profundo com três meias ofensivos.
 

RrwqDr4xe3vfnYpIXRaYirSrA0f8O8qE7jqYoM4Q


Ainda estou em dúvida sobre as funções da dupla de volantes. Gosto muito da atuação do Regista/Médio Criativo, que consegue ditar o ritmo de jogo e ajuda na defesa, e juntamente com o Meia Ofensivo - Apoiar, cobre o espaço deixado pela ausência de meias centrais. O problema é que o Regista por vezes é agressivo demais e abre uma avenida nas costas, escancarando a equipe para os contra-ataques.

Teoricamente o outro volante deveria cobrir esse espaço, mas ainda não consegui fazer isso acontecer. E se eu coloco o volante que sobe como “Volante - Apoiar” ele fica muito tímido na ajuda ao ataque e perdemos força ofensiva, já que nessa formação o Médio Criativo é o único organizador de jogo. Também tentei o “Armador Recuado - Apoiar”, mas não funciona direito. Na verdade eu detesto o AR apoiando, porque não sobe o suficiente para ajudar no ataque e não mantém a posição o suficiente para apoiar a defesa.

Lá na frente também há dúvidas. Eu espero de um Atacante Sombra que ele seja a principal ameaça de gol, mas isso nem sempre acontece e a carga acaba caindo sobre o atacante único, que teoricamente não tem esse papel. E do outro lado, o CJA - Atacar acaba puxando demais o jogo por aquele flanco. Tentei também um Meia Ofensivo - Atacar, que deveria tanto ser uma ameaça de gol quanto armar jogadas, mas o que mais acontece é que ele não faz direito nem uma coisa, nem outra. Assim, não bati o martelo sobre o que fazer e tomarei essa decisão observando os jogos a valer.

Seja como for, gostei dos resultados preliminares dessa formação e é com ela que vamos iniciar o campeonato. A mentalidade permanece a mesma - “Defender” - e a única instrução de equipe que por vezes uso é “Levar a Bola Até a Área”, quando sinto que o adversário está retrancado demais e que precisamos ter paciência para achar os espaços. Por outro lado, tomo especial cuidado com as palestras pré, durante e pós-jogo, e uso e abuso dos gritos na beira do gramado.
 

VkgtARiK_ZAN5JshneVr4NIqdDERXHO-qiTVPRat


A diretoria espera que o Lecce lute arduamente contra a queda. Como comentei, meu objetivo é manter a equipe na Série B, e se por acaso conseguirmos uma vaga nos playoffs estaremos muito no lucro.

A bola vai rolar em breve: vai começar a Série B!

 

-ig07Z_bfOCr1R5Crt59no8qSL8hMJ4HVTRivuNC


“Nunca pensei que para ser jóquei fosse necessário ter sido um cavalo”.
Resposta de Arrigo Sacchi a um repórter que o questionou, na coletiva de imprensa de apresentação do Milan, se o fato de nunca ter sido jogador não era um problema para exercer o papel de treinador.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Lanko

Difícil prever como vai ser a B, considerando tantas entradas e saídas de jogadores, além das dúvidas no esquema tático.

O interessante é ver o time com a Determinação mais alta do torneio, mas a mais baixa em Decisões. Aí dei uma olhada rápida nos stats e você deve ter um dos elenco mais jovens do torneio também. As Decisões virão, mas é ótimo ter Determinação com tanto jovem, pois eles também além de jogarem melhor irão treinar melhor, o que pode vir a dar ótimos frutos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
thyagocda
Em 25/10/2018 at 14:24, Tsuru disse:

95eWwUEzcR5OMMgLL9Q8LwoZ1jA-8XKt5mCMjAG9

Começando a acompanhar... Meus Parabéns pela promoção... Sabe me explicar pq o regulamento dos playoffs dessa série B? do 3ª ao 6ª disputam 2 vagas. é isso?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru
20 horas atrás, Lanko disse:

Difícil prever como vai ser a B, considerando tantas entradas e saídas de jogadores, além das dúvidas no esquema tático.

O interessante é ver o time com a Determinação mais alta do torneio, mas a mais baixa em Decisões. Aí dei uma olhada rápida nos stats e você deve ter um dos elenco mais jovens do torneio também. As Decisões virão, mas é ótimo ter Determinação com tanto jovem, pois eles também além de jogarem melhor irão treinar melhor, o que pode vir a dar ótimos frutos.

Oi Lanko!

Então, apesar de termos muitas entradas, a maioria vem pra reforçar o elenco que já temos - o time base é mais ou menos o mesmo, agora com mais opções. E entre os que saíram a maioria ou estavam encostados, ou não eram imprescindíveis. Assim, não acho que o mercado vai interferir muito na equipe. O que talvez "pegue" mesmo é o esquema tático, que é pouco usual e ainda não consegui encaixar legal.

Sobre a comparação é isso mesmo, temos uma das equipes mais jovens e com a maior Determinação. Então entrega em campo não vai faltar, e pode mesmo compensar a falta de experiência e de decisões. E ainda nos renderá ótimos frutos no futuro.

Obrigado pelo comentário!

1 hora atrás, thyagocda disse:

Começando a acompanhar... Meus Parabéns pela promoção... Sabe me explicar pq o regulamento dos playoffs dessa série B? do 3ª ao 6ª disputam 2 vagas. é isso?

Oi Thyago, seja bem-vindo e obrigado!

O regulamento da promoção na Sèrie B é bem estranho. Veja você mesmo no print abaixo.

Independente de quem se classificar para o playoff, apenas o vencedor sobe para a Série A, junto com o primeiro e o segundo colocados.

tq7YxK_QXQDuX9ZirEMXchUdRKHunb1tj9PIoA7i

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
ggpofm

Lembrei do Chevantón de FMs antigos. Boa lembrança.

Você arrisca qual palpite para a qualificação final do Lecce na Série B?

As apostas colocam o Lecce em qual posição?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
marciof89

Montou uma boa equipe mesmo com as limitações, mas confesso que ri do jogador que foi comprado definitivamente kkk quem nunca? Ainda bem que ele é jovem e pode ainda evoluir, o suficiente para dar alegrias ao Lecce. Ainda acho que terá dificuldades pra conseguir playoffs, mas deve ficar na divisão tranquilamente.

Vamos ver como essa tática se porta na divisão B da Itália. Boa sorte!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru
Em 31/10/2018 at 17:15, ggpofm disse:

Lembrei do Chevantón de FMs antigos. Boa lembrança.

Você arrisca qual palpite para a qualificação final do Lecce na Série B?

As apostas colocam o Lecce em qual posição?

Então, cheguei a pensar em homenagear o primeiro presidente do Lecce, mas no fundo acho que o futebol é muito mais dos jogadores que dos cartolas. Aí fiquei entre Antonio Conte e o Chevanton, e optei pelo segundo porque achei que o Conte tem maior identificação com a Juventus. 

Sobre a classificação, acho que dá um meio de tabela.

Vou ver a previsão da imprensa e te falo. Obrigado Gilson!

23 horas atrás, marciof89 disse:

Montou uma boa equipe mesmo com as limitações, mas confesso que ri do jogador que foi comprado definitivamente kkk quem nunca? Ainda bem que ele é jovem e pode ainda evoluir, o suficiente para dar alegrias ao Lecce. Ainda acho que terá dificuldades pra conseguir playoffs, mas deve ficar na divisão tranquilamente.

Vamos ver como essa tática se porta na divisão B da Itália. Boa sorte!

Oi Marcio. Então, acho que playoffs vão depender muito do encaixe do time e de um pouco de sorte, mas como você disse, ficando na B já estou feliz. E tenho a sensação que o Bonfiglio ainda vai crescer muito, apesar de ter estourado as finanças do clube. Já que não tem jeito, que ele faça chover hehe.

Obrigado pelo comentário!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Henrique M.

Papai avisou sobre o holandês. hahahaha

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Andreh68

Conquistou a serie C como esperado, vamos ver como será a B. Já estão chegando os holandeses, será algum Gullit?

E como eram as táticas do Sacchi? Vc pretende espelhar alguma coisa?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Bigode.

Não sei ainda o que esperar dos reforços. De maneira geral, não tô botando muito fé nesse mercado, mas espero ser surpreendido. O Capradossi foi, provavelmente, o que mais me agradou. O Bakker creio que pode ir muito bem jogando na linha central do meio campo - não o vejo com potencial pra ir bem como MAC. O Bonfiglio é velho conhecido meu de Pro Vercelli e acredito que pode ser muito útil pra ti ao menos durante a jornada na B. Acredito até que pode ser treinado para jogar como um Avançado Interior pela esquerda, caso tu acabe por tentar um esquema com pontas durante a temporada.

Boa sorte nesse início!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru
Em 03/11/2018 at 19:13, Henrique M. disse:

Papai avisou sobre o holandês. hahahaha

Hahahaha, eu esperava que ele me surpreendesse. E me surpreendeu...negativamente. Quem sabe não rende algum dinheiro no futuro hehe

Obrigado pelo comentário.

Em 03/11/2018 at 21:58, Andreh68 disse:

Conquistou a serie C como esperado, vamos ver como será a B. Já estão chegando os holandeses, será algum Gullit?

E como eram as táticas do Sacchi? Vc pretende espelhar alguma coisa?

Oi André!

Vamos ver o que conseguimos fazer na Série B. Confesso que a boa campanha na terceira divisão me deixou animado, apesar de ser uma realidade completamente diferente. A segundona italiana é mais equilibrada e tem uns times encardidos, fora os que caíram da Série A.

Sobre os holandeses, acho difícil que sejam Gullit hehe. É provável que só consigamos neerlandeses desse nível quando estivermos consolidados na Série A e com a reputação maior.

Normalmente o Sacchi atuava em um 4-4-2. Pela descrição que ele faz no livro dele, entendo que seria um estilo "Muito Fluido", compacto, com os zagueiros ajudando no ataque e atacantes ajudando na defesa, atuando em uma faixa estreita do campo e sem nenhum jogador com função especializada, provavelmente uma mentalidade bem alta, para jogar pressionando o adversário e com velocidade. É bem provável que em algum momento eu utilize o 4-4-2, mas não necessariamente vou colocar a mesma filosofia e mentalidade de jogo usadas pelo Sacchi. O FM é bem diferente da vida real e, para conseguir espelhar, eu precisaria encontrar jogadores capazes de atuar dessa forma, o que nem sempre é possível.

Por outro lado, se em algum momento esses jogadores estiverem disponíveis e eu perceber que consigo espelhar, farei com o maior prazer. O que não quero é me prender a isso, entende? Enxergo formação e tática como um espelho do elenco que tenho, e todas as vezes que tentei forçar as coisas tive problemas nesse campo. Então se for naturalmente, tudo bem, mas não vou forçar nada.

Obrigado pelo comentário!

Em 04/11/2018 at 01:05, Bigode. disse:

Não sei ainda o que esperar dos reforços. De maneira geral, não tô botando muito fé nesse mercado, mas espero ser surpreendido. O Capradossi foi, provavelmente, o que mais me agradou. O Bakker creio que pode ir muito bem jogando na linha central do meio campo - não o vejo com potencial pra ir bem como MAC. O Bonfiglio é velho conhecido meu de Pro Vercelli e acredito que pode ser muito útil pra ti ao menos durante a jornada na B. Acredito até que pode ser treinado para jogar como um Avançado Interior pela esquerda, caso tu acabe por tentar um esquema com pontas durante a temporada.

Boa sorte nesse início!

É, eu espero também. A situação financeira apertada limitou bastante nosso poder de compra e não achei nenhum grande jogador disponível para empréstimo, fora o Capradossi. Da lista que você citou, eu incluiria ainda o Mattia Lombardo e o Dean Koolhof, acredito que no nível em que estamos podem ir muito bem. Legal também ter esse feedback sobre o Bonfiglio, bom saber que pelo menos gastamos bem o dinheiro.

Sobre o Bakker, interessante você ter observado isso. Meu adjunto concorda com você em parte e afirma que ele é um ótimo MC - Atacar, embora também o classifique bem para a função de meia ofensivo.

Obrigado pelo comentário!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
DiogoHernandes

Vejo que está se preparando bem a disputa da Serie B, no meu caso como eu fiquei um ano a mais na C o meu time chegou bem mais endividado do que o seu na Serie B, mas em contrapartida eu tinha um elenco mais estruturado e consegui vencer o título. Ainda é cedo para fazer qualquer previsão mas acho que o seu desafio será maior do que o meu quando estive neste escalão.

Outra coisa, não acho que vai haver muito espaço entre as linhas de meio campo? E já tentou usar seu volante mais defensivo como trinco mesmo? Assim ele vira um poste na cabeça da área e sempre vai estar ali para cobrir os avanços do regista.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru
26 minutos atrás, DiogoHernandes disse:

Vejo que está se preparando bem a disputa da Serie B, no meu caso como eu fiquei um ano a mais na C o meu time chegou bem mais endividado do que o seu na Serie B, mas em contrapartida eu tinha um elenco mais estruturado e consegui vencer o título. Ainda é cedo para fazer qualquer previsão mas acho que o seu desafio será maior do que o meu quando estive neste escalão.

Outra coisa, não acho que vai haver muito espaço entre as linhas de meio campo? E já tentou usar seu volante mais defensivo como trinco mesmo? Assim ele vira um poste na cabeça da área e sempre vai estar ali para cobrir os avanços do regista.

De fato, subir de primeira significou que a equipe não teve muito tempo de evoluir em relação ao time que venceu a Série C. Vamos precisar de sorte e bom encaixe tático pra não cairmos de novo.

Sobre o espaço entre as linhas, ele é o grande ponto fraco dessa tática. A ideia é que o MO - Apoiar e o Regista consigam cobrir o espaço, vamos ver se funciona. E sobre o volante como Trinco, o fato dele atuar mais lateralizado faz com que não consiga cobrir as subidas do Regista, principalmente se o adversário atua em velocidade, independente da função que eu use. Tentar corrigir isso é fundamental para essa tática funcionar legal.

Obrigado Diogo!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru

TIljkCa00pBRNUk7zGcnU7b5tMY-5udSTqy1xowY


CAPÍTULO 7 - ENTRE ALTOS E BAIXOS, UM BOM COMEÇO

A diretoria esperava apenas que o Lecce lutasse contra o rebaixamento em sua temporada de retorno à Série B; a imprensa cotava a equipe para a décima-oitava posição; e o treinador queria permanecer na divisão e sonhava ficar no meio da tabela, quem sabe beliscando uma vaga nos playoffs. E foi assim, cercado pelas mais variadas expectativas, que os Lupi começamos nossa segunda temporada.

Mas antes iniciamos a disputa da Coppa Italia, ainda no meio da pré-temporada.
 

GMQjtlY3tm6cgl5m51BmtRbQN5baTmxJEV0txU56


Estreamos na competição com uma magra e suada vitória por 1 a 0 sobre o Citta di Pontedera, atingindo a expectativa mínima da diretoria.

Na rodada seguinte o sorteio nos colocou diante do arquirrival Bari. Foi um jogo “pegado”, cheio de rivalidade e com os atletas ainda sem ritmo devido ao início de temporada. Mesmo assim, fizemos um jogo excelente e despachamos o adversário com dois gols de Torromino.
 

WJAnuu-Cxvz5wShKKKA_8kU-t5jBvbLuUk1Bhd8g


O desafio seguinte, já em novembro, foi “um pouco” maior: encarar a Fiorentina no Artemio Franchi. Fizemos um jogo excelente, dominamos do início ao fim, mas o Lecce sentiu a pressão e perdeu chances atrás de chances. Sem fazer esforço algum, a Viola marcou dois gols de bola parada e nos eliminou da competição.

Não fiquei chateado, enfrentamos um adversário de um nível bem acima e fizemos uma excelente partida, daquelas em que seus jogadores dão tudo de si e te orgulham.
 

Aen5Qyry7IKnm94kr08h32FZjRWn6-Cb1O4ZnM3Z


A vantagem de não seguir adiante na Coppa Italia é que podemos nos focar totalmente na disputa da segunda divisão.
 

-7epZSeaMZZFHGJFfmmL2JtbZTAnwYTC7zvIKyeP


Agosto-setembro

O mês de agosto foi bastante curto, com apenas dois jogos. Em uma estreia difícil, nervosa, batemos o Pordenone por 2 a 1 fora de casa, com dois gols em jogadas de escanteio. Depois fomos visitar o Carpi, que é forte candidato ao título, e perdemos por 1 a 0.

Setembro começou com uma viagem até Brescia, onde a equipe da casa fez valer sua força e nos derrotou por 1 a 0. Na sequência o adversário era o bom time do Pescara e, contrariando as previsões das apostas e da imprensa, conseguimos uma excelente vitória por 3 a 1.

Embalados, visitamos o Perugia naquele que ficou conhecido como “Massacre do Renato Curi”. Fizemos uma partida quase perfeita e destruímos o time adversário, com um gol marcado por cada jogador do quarteto ofensivo do Lecce - Bakker, Bonfiglio, Torromino e Marconi - e um show do Regista Mattia Lombardo. Sem dúvida um momento de auge da nossa equipe.
 

EfhQENR8PLPOoKyOI5r98KNXT-KWAkxf_K2dw533


A rodada seguinte mostrou que o ponto forte do Lecce também poderia ser o ponto fraco: inteligente, o time do Empoli nos visitou no Via Del Mare e soube explorar as costas do nosso Regista, marcando duas vezes nos contragolpes em velocidade. Porém, fizemos mais gols do que eles, conseguindo uma suada (e ótima) vitória por 3 a 2.

A essa altura brigávamos no topo da tabela e o sonho de disputar o playoff parecia um pouquinho mais próximo. Mas, preocupado com os buracos defensivos, troquei as funções dos volantes, tentando equilibrar mais o time.

Não adiantou e o Novara fez o que quis em casa, vencendo com tranquilidade por 2 a 0. Fechamos o mês empatando em 0 a 0 com o então líder Frosinone, com alguma sorte, deixando no ar mais dúvidas do que certezas. Havíamos entrado em uma má-fase ou eram apenas dois jogos ruins?
 

4tlAyLnnCcnjc2E6ZKmpg3LuuzcsWIN9DzTb8O4_

 

Outubro-novembro

Se havia dúvidas de que o Lecce vivia um mau momento, se confirmou nas rodadas seguintes: derrotas para Salernitana (2 a 1) e Avellino (2 a 1) e três empates - 0 a 0 com o Pisa Calcio, 1 a 1 com o Verona e novamente 1 a 1 com o Cesena, no melhor jogo que fizemos no mês. Assim, fechamos outubro com o recorde negativo de sete jogos sem vitórias.


fkZEwhkzqpED0NRNDZY9I6mKVNrA8_uHyhyToj5e


Cheguei a ensaiar uma mudança de formação, mas minha intuição dizia que esse não era o problema e logo voltamos ao 4-2-3-1 profundo com três meias ofensivos. Fiz algumas modificações nas instruções individuais do trio de MACs para tentar torná-los mais efetivos e deu resultado: engatamos uma sequência de quatro vitórias contra Pro Vercelli (2 a 0), Latina Calcio (2 a 1), Fondi (1 a 0) e Crotone, em um jogaço onde simplesmente massacramos uma das equipes rebaixadas da Série A, e o placar final ficou barato.
 

-luoVpTLPLrg5YAvUiTtbxgItnGMO7kESVagoNdU

 

ETp434SdHxv-qKfqWyJu1___RkAaPSwTK6kCC5t8


Após 17 rodadas, somamos oito vitórias, quatro empates e cinco derrotas, com a sétima pior defesa da Série B (15 gols sofridos) e o sexto melhor ataque (23 marcados), ocupando uma excelente quinta colocação e a apenas um ponto do terceiro colocado.


v6vBopWf8Gx9VAzNRsnnQ8sVyo93CMJMtRJfiHZftjge3n4zLwjHMKTHQGOwgW7gjGG8Iho5vZLb-aiqdLeGNILn4U8tlqQInaAZ2D67X6P7k_J5zsQ7ijhMoeHyyYqM-GExML2AXqlmZDgQMeIwfASgk9KqeJsbM5fTwdCHDHiG3v2dx8rhDPnNI0rgvF5c_pm2P2k6AHkc9O9dcFNGihvK64xnwt2688SDU-WLz4wlWSW0E4GjeomI5ldw0KjbmVl0CW7GE4TKvo6LM_cGpsUYcEGVftG2tFCY8WORLrLllYC77GGIVvgxx-v7awZ9mqHi45XmeF2wkKaRSnan2eKgwXkOIHqp337PpesNxRglPOrudtbBnKr7tHCqD3zZT8JO1YeWmSNlquft9NYEakcdxDBTG6MQGyVf2_1VwvZE4BYcQgxtlUwS1_zvDi4TM4cmVN9i3mqfSIIbjeiK_3jW4Mhs7mn905jUHoPKarprY4DKS74wF13th-18H9WYtQgBrG6LsoaRfcVROBtL8Hoh_Td2_bJOn8KpR7V_78GFB95XLt9BGkRjo597deqFFcq7JIUPQWzHfELN0TtVNi0Uwe4V9uOGKMKdB0l1lyfUaStpLYZv3_unEdVhUupeSXBLoBnq1-qUMPNDycICEcL2IjIz6kSknIK2d6nop5O8=w601-h603-no


Mas, como o time oscilou bastante até aqui, fica muito difícil fazer qualquer previsão para a sequência do campeonato. Enfrentaremos Alessandria, Spezia, Ternana e o Bari antes de iniciarmos o returno.
 

QshWN4EF96K4V8YzCll9EwkaVZTmj12JdTsjsF4g


As estatísticas mostram três grandes destaques até aqui. Bonfiglio é o artilheiro com sete golsKoolhof é o grande “garçom” (cinco assistências) e Torromino continua em bom nivel (quatro gols e três assistências).

Por outro lado, as grandes decepções são Michele Marconi (apenas dois gols, e atuações horríveis) e Patrick Cutrone (só marcou uma vez).
 

y5zpwO3PLfR5zaqfak5QDNQ4TXKhHhrIoSIxqxW7vb8qe_RUffi5yYW1k243tvEzsIatPj2KX8W8IWLW5ALQhlonmIrtUVZtT4AuLjvtx-esqpflKgDdwNF1rb2QmRHp4VuyT7EryIjICqQCthpiqnpd_Z4UTBzjdHff93aihzoTObxdjodUWXAmkcLiB-_fwks3A0U1VnLx0zTI9CmDgYxFOQWkux0fGFJW1_zAZHY6PhpZp-TAzY3VuIdEp2tvAJ4PfOWG1poxJ8Ezg_1GrW8mSUZDc3mkUJkU8KROjTSCJuajtnIHzjLH-7tofu_kf7TPybdhVsOSXX4RqkPJLEXXdD-oAya_Oj-DQKqL8VHuVgY0Ye928odOCS4_JnahofMBY1hSeP7Tz7GbgQuVcgb-587upDHo51e-i6KFgwwRagEYlB0jFcyJSFlESJWJj3oXTe-HUeWtseyeMC68xxrTY9MXL3o2sL41IzylBy_UQPCFT0Y2qMSQty9sBnyyWUpI6fjfhCP5fbJ9oxDf8r60tYNcfn6WwsgcTCi_J7tm0rKWl2bFUL8sPtsUZ17oZfTSuQV6b_3aEB9PpAYWny4XHZiGmxjJIYL0G_KBR0bZ2MswnEQR02GKnOoUhYJ1QY0dsA5hQexcXbj3g1uGMkbKns2i3xabNe--DR777cBH=w660-h627-no


O objetivo para as próximas rodadas é tentar ajustar a defesa sem comprometer o ataque, e quem sabe podemos continuar a sonhar com o playoff. O mais importante, porém, será tentar continuar o mais longe possível da zona de rebaixamento.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Andreh68

Time segue as previsões mais otimistas. Será melhor esperar mais uma temporada para subir?

O  futuro dirá.

Na teoria gosto muito do Regista e mais ainda do Roaming Playmaker, mas nunca consegui que funcionasse como eu imaginava.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
LuisSilveira

Fala, Tsuru! Embora não consiga tempo para comentar, tô acompanhando o save.

O time teve uma campanha um pouco irregular, mas segue até muito bem no campeonato, dadas as expectativas iniciais. Os próximos jogos estão até com um bom distanciamento, mas ainda assim espero que a parte física não deixe a desejar e você consiga manter o ritmo do time.

Houve alguma mudança tática importante em relação ao 4-2-3-1 profundo? Tô curioso para acompanhar (e quem sabe usar) esse esquema.

Bom jogo!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
AlexVivas

Leitura em dia, fico feliz que seja mais um que curte o gênio Sacchi. Meu projeto "Meninos de Milão" voltará - quando possível - replicando seu estilo de jogo fielmente.

Sobre o Lecce, sempre foi o time que joga com a torcida, pela camisa, e não pela técnica. Já joguei com ele e sei do que digo. Vem fazendo um excelente trabalho, contratando com sabedoria e no gramado o elenco vem no "estilo Lecce", que é mais defensivo por contar com o fator experiência.

Agora é permanecer na Série B e tentar algo mais ousado quando as finanças melhorarem, pois o Calcio tem esse grande problema há muito tempo.

Abraço e acompanhando.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Lanko

Uma série ruim de jogos, mas felizmente ajustada e já com resultados bem melhores. A um ponto do terceiro mesmo com sete jogos sem vencer indica que os outros também estão e até continuarão a tropeçar também. Mostra o equilíbrio do torneio.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
marciof89

Deu uma derrapada, mas conseguiu reencontrar os bons jogos, chegando a uma posição tranquila no campeonato; Como o Lanko disse, o torneio está equilibrado (como costumam ser as divisões inferiores), e você pode tirar proveito disso, basta acertar a tática direitinho pra não passar sustos. Acredito que esse perigo de rebaixamento nem seja levado em consideração, no fim das contas.

Esse Cutrone ai ein? Tem que melhorar isso daí, tá jogando mal demais pra quem chegou com pampa de "jogador que toda pessoa que joga FM contrata" hahahha.

Boa sorte Tsuru!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Bigode.

Teve ali um período ruim, mas o início é excelente para uma equipe que acabou de subir e passa por dificuldades financeiras.

Não tem muito o que falar, tu deu a linha já: buscar alternativas para melhorar o aspecto defensivo, sem prejudicar o ataque. Felizmente, esse pepino não é meu. hahaha

No mais: bom jogo contra a Fiorentina e EU AVISEI sobre o Bonfiglio. 😛 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
baltazar

Gostei das contratações, reforçou bem e agora está com um elenco mais encorpado, capaz de disputar todos os jogos da série B sem grande queda de rendimento caso haja algum jogador lesionado/suspenso das partidas.

Quanto a esse começo, sensacional, está jogando muito mais que o esperado por você e pela imprensa, portanto está fazendo um belo trabalho, que espero que seja coroado com quem sabe uma inesperado promoção.

Vamos ver o que acontece.

Boa sorte.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
ggpofm

Não me lembro se você disse, mas como é o regulamento da promoção da B para A? Sobem três?

Começou bem acima da expectativas de torcedores e da imprensa o que parece sugerir que as contratações deixaram seu elenco mais forte do que imaginavam que o Lecce estaria. Eu aposto que subirá.

Parabéns pela intuição em resistir às mudanças táticas por contas de alguns resultados ruins.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru
Em 07/11/2018 at 01:11, Andreh68 disse:

Time segue as previsões mais otimistas. Será melhor esperar mais uma temporada para subir?

O  futuro dirá.

Na teoria gosto muito do Regista e mais ainda do Roaming Playmaker, mas nunca consegui que funcionasse como eu imaginava.

O futuro dirá! Hehe. Eu já fico feliz se a gente não cair de novo, porque seria um grande passo atrás.

Também nunca consegui fazer funcionar nenhuma das duas funções. Mas no meu caso, treinei apenas times pequenos e nunca tive acesso a jogadores de qualidade muito elevada, que fossem de fato capazes de executar bem esses papéis. Então não sei se é a função ou se são os jogadores.

Obrigado André!

Em 07/11/2018 at 09:17, LuisSilveira disse:

Fala, Tsuru! Embora não consiga tempo para comentar, tô acompanhando o save.

O time teve uma campanha um pouco irregular, mas segue até muito bem no campeonato, dadas as expectativas iniciais. Os próximos jogos estão até com um bom distanciamento, mas ainda assim espero que a parte física não deixe a desejar e você consiga manter o ritmo do time.

Houve alguma mudança tática importante em relação ao 4-2-3-1 profundo? Tô curioso para acompanhar (e quem sabe usar) esse esquema.

Bom jogo!

Oi Luis. Seja bem vindo!

Disse tudo, o começo foi bom mesmo com as oscilações. Sobre a parte física, normalmente eu contrato dois jogadores para cada posição e faço rodízio completo entre as partidas. Assim consigo ter sempre a equipe na ponta dos cascos.

Sobre o 4231 profundo, a versão que tô usando tem dois volantes, nenhum meia central e três meias ofensivos - é um pouco diferente do 4231 profundo "tradicional", que usa um meia ofensivo apenas e dois pontas abertos.

As mudanças que fiz na tática foram dar algumas instruções individuais aos meias ofensivos para tentar fazer eles renderem um pouco mais. Por exemplo, eu peguei o Meia Ofensivo - Atacar e coloquei todas as instruções de um Trequartista, de forma que pudesse ter um MO Atacar que se mexesse mais e participasse mais do jogo, mas sem comprometer a parte defensiva (que o Treq não faz). Da mesma forma, peguei o MO Apoiar e coloquei todas as instruções individuais de um Armador Avançado - Apoiar, de forma que esse MO pudesse executar as mesmas funções sem ter o "peso" de ser um organizador de jogo. 

Inicialmente até funcionou, mas assim, depois de algumas partidas parou de fazer efeito e o desempenho dos MACs voltou a cair, por isso tirei as instruções. Fazer MACs renderem é difícil demais, e com três eu senti essa dificuldade triplicar. Eu acredito que é pelo nível que está o Lecce - pro cara ser um MAC bom ele precisa ser um jogador realmente capaz de fazer a diferença, e não vejo isso em nenhum dos atletas que temos para essa posição.

Obrigado pelo comentário!

Em 07/11/2018 at 10:08, AlexVivas disse:

Leitura em dia, fico feliz que seja mais um que curte o gênio Sacchi. Meu projeto "Meninos de Milão" voltará - quando possível - replicando seu estilo de jogo fielmente.

Sobre o Lecce, sempre foi o time que joga com a torcida, pela camisa, e não pela técnica. Já joguei com ele e sei do que digo. Vem fazendo um excelente trabalho, contratando com sabedoria e no gramado o elenco vem no "estilo Lecce", que é mais defensivo por contar com o fator experiência.

Agora é permanecer na Série B e tentar algo mais ousado quando as finanças melhorarem, pois o Calcio tem esse grande problema há muito tempo.

Abraço e acompanhando.

Oi Alex. Que bom ver mais um fã do Sacchi por aqui! Tomara que você tenha sucesso replicando o estilo de jogo dele 🙂

E cara, você tem razão sobre o Lecce. É sempre uma equipe muito batalhadora, muito determinada e que nunca se entrega, o que faz com que consiga algumas viradas heróicas de jogo - e cause alguns princípios de infarto no treinador hehe. Isso ficou bem claro no jogo que definiu o título...foi suado, sofrido até o finalzinho.

Vamos ver se conseguimos nos manter na B. Ajeitar as finanças está complicado...sem grana fica difícil contratar, sem contratar é difícil fazer frente aos outros times da segundona e isso compromete o plano de subir para a A. Mas por enquanto quero mesmo não cair, esse passo atrás comprometeria todo o planejamento da equipe.

Obrigado pelo comentário!

Em 08/11/2018 at 01:27, Lanko disse:

Uma série ruim de jogos, mas felizmente ajustada e já com resultados bem melhores. A um ponto do terceiro mesmo com sete jogos sem vencer indica que os outros também estão e até continuarão a tropeçar também. Mostra o equilíbrio do torneio.

Nossa, a Série B é equilibrada demais. Num dia você vence o líder, no outro toma um vareio do lanterna em casa. 

O lado bom é que a gente pode explorar isso também - se fosse muito desnivelado, provavelmente teríamos mais dificuldades do que estamos tendo.

Obrigado Lanko!

Em 08/11/2018 at 13:46, marciof89 disse:

Deu uma derrapada, mas conseguiu reencontrar os bons jogos, chegando a uma posição tranquila no campeonato; Como o Lanko disse, o torneio está equilibrado (como costumam ser as divisões inferiores), e você pode tirar proveito disso, basta acertar a tática direitinho pra não passar sustos. Acredito que esse perigo de rebaixamento nem seja levado em consideração, no fim das contas.

Esse Cutrone ai ein? Tem que melhorar isso daí, tá jogando mal demais pra quem chegou com pampa de "jogador que toda pessoa que joga FM contrata" hahahha.

Boa sorte Tsuru!

Rapaz, acertar a tática ainda é difícil pra mim, especialmente quando as coisas não vão bem. Eu tô aprendendo a ter paciência e a testar as mudanças antes de bater o martelo, pra não comprometer todo o desempenho do time por causa de uma sequência ruim. Mas te confesso que tem horas que é difícil saber o que fazer/mudar, e aí nesse caso prefiro recorrer à intuição mesmo. 

Também acho que rebaixamento ficou mais longe, mas não dá pra vacilar. Se o time engatar outra sequência muito ruim, pode acabar indo para perto da zona e a pressão acabar comprometendo todo o trabalho. Só vou respirar aliviado mesmo quando a gente estiver confirmado na Série B do ano que vem.

E o Cutrone é irregular demais, ou tem sido irregular demais, não sei. Nunca treinei ele antes então não o conhecia, mas tem jogo que o cara liga o "Modo Romário" e destrói, e tem outros que entra em campo no "Modo Val Baiano" e perde gols a rodo. Eu espero que ele seja mais Romário que Val Baiano daqui por diante, senão ninguém mais vai querer contratá-lo no FM hahahah

Obrigado Marcio!

Em 11/11/2018 at 05:02, Bigode. disse:

Teve ali um período ruim, mas o início é excelente para uma equipe que acabou de subir e passa por dificuldades financeiras.

Não tem muito o que falar, tu deu a linha já: buscar alternativas para melhorar o aspecto defensivo, sem prejudicar o ataque. Felizmente, esse pepino não é meu. hahaha

No mais: bom jogo contra a Fiorentina e EU AVISEI sobre o Bonfiglio. 😛 

E aí Bigode! Começamos bem mesmo, vamos ver se conseguimos arrumar a defesa e continuar fazendo os gols...fácil fácil...hehehe.

Bonfiglio é ÍDOLO, gosto muito de trabalhar com ele e até apelidei de "Bonfa" hehe. É um jogador extremamente regular, não tem essa de uma partida boa e outra ruim, e ainda é decisivo. Sem querer, fiz a melhor contratação do save até agora.

Obrigado pelo comentário!

Em 11/11/2018 at 19:36, baltazar disse:

Gostei das contratações, reforçou bem e agora está com um elenco mais encorpado, capaz de disputar todos os jogos da série B sem grande queda de rendimento caso haja algum jogador lesionado/suspenso das partidas.

Quanto a esse começo, sensacional, está jogando muito mais que o esperado por você e pela imprensa, portanto está fazendo um belo trabalho, que espero que seja coroado com quem sabe uma inesperado promoção.

Vamos ver o que acontece.

Boa sorte.

E aí Balta. Pois é, o objetivo era esse mesmo...ainda que o elenco não seja assim uma coisa que se diga "caramba, que elenco qualificado", ele é numeroso e encorpado, permitindo rodízio completo de jogadores e mantendo a equipe sempre na ponta dos cascos. Mesmo quando ocorre uma lesão e preciso escalar um jogador por duas ou mais partidas seguidas, ele não está tão desgastado por se revezar constantemente com outro.

Se a promoção vier seria sensacional, mas fico feliz em continuar na B. Se eu chegar no playoff já vou considerar a missão mais que cumprida. 

Obirgado pelo comentário!

Em 11/11/2018 at 20:49, ggpofm disse:

Não me lembro se você disse, mas como é o regulamento da promoção da B para A? Sobem três?

Começou bem acima da expectativas de torcedores e da imprensa o que parece sugerir que as contratações deixaram seu elenco mais forte do que imaginavam que o Lecce estaria. Eu aposto que subirá.

Parabéns pela intuição em resistir às mudanças táticas por contas de alguns resultados ruins.

Oi Gilson!

Dois times sobem direto para A, o campeão e o vice. O terceiro promovido pode ser o terceiro colocado, de forma direta, ou pode vir de um playoff, que tem número variável de participantes. Achei as regras uma enorme bagunça, veja você mesmo:

OM5UKnwwf1zcbAujz29V2-cOYpoHqrAYbZ0cABTn

Também me surpreendi com o começo, mas não estou tão otimista depois da sequência ruim que tivemos. O equilíbrio é muito grande e só vou respirar mesmo quando estivermos garantidos na próxima Série B.

Sobre a parte tática, como comentei com o Marcio ainda estou aprendendo. Tem horas que não sei bem o que fazer, então dependendo da situação eu faço uma mudança dentro da formação, uso uma instrução de equipe ou até mesmo testo uma mudança completa de formação - que em 99% dos casos é treinada previamente - para entender se era coisa de momento ou se nossa forma de jogo ficou mesmo "viciada".

Se perceber que era coisa de momento, volto atrás; se as coisas de fato melhorarem,  testo mais um pouquinho e avalio se é hora de seguir adiante com a mudança. Seja como for, tenho usado a intuição pra tomar as decisões, em conjunto com o que vejo no campo, e acho que no geral os resultados têm sido bons. 

Obrigado pelo comentário!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
LC

Essas regras da Série B Italiana parecem as do Carioqueta do Falecido Caixa d’Água.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
ggpofm
1 hora atrás, Tsuru disse:

Achei as regras uma enorme bagunça,

Havia esquecido que na Itália tem essa questão da vantagem de pontos criada para evitar que equipes que disparam na frente em relação a outras equipes sejam eliminadas em um provável play-off mais adiante, mas deixa tudo mais confuso mesmo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • Neynaocai
      Por Neynaocai
      PRA QUEM CHEGOU AGORA, RECOMENDO DAR APENAS UMA OLHADA POR CIMA NA PRIMEIRA TEMPORADA E IR LOGO AO QUE INTERESSA, QUE A PARTIR DE HOJE (07/12/2018) SERÁ INDICADO ABAIXO:
       
      CLUBE
      Uma nova jornada. Capítulo 1: La voix du peuple est la voix de Dieu.
      Uma nova jornada. Capítulo 2: Entre grandes expectativas e a realidade!
      Uma nova jornada. Capítulo 3: A segunda temporada.
      Uma nova jornada. Capítulo 4: X-saladas, caldo-de-canas, bolachas, refrigerantes e gols.
      Uma nova jornada. Capítulo 5: Tem que ter pojeto?
      Uma nova jornada. Capítulo 6: Tutorial de como ser campeão em menos de duas temporadas.
      Uma nova jornada. Capítulo 7: Em segundo, se virares a mesa.
       
      SELEÇÃO
      You are fake news. Um desabafo contra a imprensa.
      Copa do Mundo Sub-20 2017.
      Copa Ouro 2019 - Campeonato Mundial Sub-20 2019.
      Pré-olímpico 23:
       
      ESPECIAIS
      Copa do Mundo 2018
       
       
    • LucaSilva32
      Por LucaSilva32
      Bom, eu usava normalmente o FM 17 com as faces que eu tenho (85.000 faces ao total), funcionava perfeitamente. Hoje quando fui entrar no meu save, vi que quase todas as faces do jogo sumiram.
      Pensei que fosse o fato de eu tentar colocar a face do meu treinador, mas exclui a foto do meu treinador na facepack e tirei o id do meu treinador do config.xml localizado na facepack, ao recarregar a skin dentro do jogo continuou o mesmo problema.
      Desde já agradeço a quem tentar me ajudar.
    • Henrique M.
      Por Henrique M.
      Reflexões, ponderações e filosofias
      Antes de falar do save em si, queria aproveitar o espaço para fazer um desabafo. Parece que a cada novo FM que surge eu vou perdendo cada vez mais o contato que eu tinha com o jogo no passado, mas vejo alguns exemplos de pessoas na mesma faixa de idade, mesma faixa de afazeres ou até em faixa maiores, jogando e tendo a boa e velha conexão com o jogo. Não sei se posso culpar o jogo em si ou culpar o jogo com relação a mim. Poderia ser pessoal, mas recentemente venho me divertindo no Football Manager 2008 e poderia facilmente migrar para o Football Manager Touch, que foi minha grande empolgação com um save, tirando os playoffs de promoção com o Santarcangelo. Então acredito que o problema não é do jogo, nem da minha relação com o jogo. É do que eu quero ver acontecendo no jogo.
      Infelizmente eu escolhi um desafio que o jogo não estava disposto a aceitar nas minhas condições, era possível, mas eu precisava aceitar as condições que o jogo impunha e isso não era o suficiente, eu precisava de mais e não aguentava ver o resultado do que eu queria dentro de campo. Não ligo para derrotas, para os percalços, desde que eles ocorram com meu time atuando da maneira pela qual ele foi desenhado para atuar. Se eu me comprometo com a retranca, tenho que estar ciente do que ela causa, se eu me comprometo com o jogo ofensivo, tenho que estar ciente do que ele causa e assim por diante. A questão é que eu me comprometi com uma coisa diferente, que era o líbero, não era uma questão de tática, não era uma questão de estilo de jogo. Era uma questão de trazer uma função morta para o FM e fazê-la funcionar tanto defensivamente quanto ofensivamente, mas isso limitava meu estilo de jogo a ser puramente defensivo ou contra-ofensivo. E as equipes que tiveram grandes líberos ofensivos não jogavam exclusivamente assim e muitas poderiam ser descritas como equipes fluidas e ofensivas.
      Eu passei do estágio de querer ver um desafio impossível sendo feito por mim, passei do estágio de querer acumular títulos e fazer grandes saves em termos de troféus e vitórias. Tive um dos maiores prazeres no FM 2015 com uma equipe que ganhou 3 italianos em umas 15 temporadas, perdeu 2 vezes a Champions e até hoje sinto saudades desses momentos, pois ali eu não estava construindo a minha dinastia, ali eu estava construindo uma história em conjunto com um clube. Tinha aquele apego, tinha aquela paixão de transformar o mundo do futebol. E esse é um problema grande, não consigo fazer igual a maioria das pessoas e escolher um save simples, seguro e que seja factível de se encerrar. Eu quero o desafio de modificar a história, criar momentos que só o FM proporciona e isso acredito que vem dificultando o processo de jogar FM.
      Desafabo feito, hora de seguir adiante e tentar mais uma vez. Se falharmos, levantamos, sacudimos a poeira e tentamos de novo.
      Introdução
      No Football Manager 2014 eu tentei aquele desafio impossível, meu grande feito até hoje foi conquistar a Champions League com o Rangers da Escócia no FM 2012. Por isso, decidi apimentar as coisas e buscar o título da Champions League com outro clube britânico, só que dessa vez advindo da Irlanda. Foram lindas 12 temporadas com 10 títulos nacionais, 9 deles consecutivos e incontáveis títulos nas copas domésticas, transformando o Shamrock Rovers no maior vencedor de todas as competições irlandesas. Em nível continental, realizamos o feito que o Dundalk realizou nessa temporada, ao se tornar o primeiro clube irlandês a participar de uma fase de grupos de uma competição europeia e fomos além, chegamos até as oitavas-de-final da Champions em uma ocasião e participamos por 3 ou 4 vezes do mata-mata da Liga Europa. Porém, apesar de nunca sequer estar perto de alcançar o único objetivo do save, transformei o Shamrock Rovers, mas isso não foi o suficiente para alavancar o futebol irlandês e sem a alavancagem do futebol irlandês seria impossível chegar até o objetivo do save. Eu me frustrei com isso, encerrei o save, depois me arrependi, mas a decisão já estava feita. Contudo, nesse save desenvolvi jogadores, criei ícones e lendas do clube, inclusive consegui segurar uma gigante promessa irlandesa por mais de 10 temporadas na equipe, fazendo com que um jogador da base se tornasse um importante jogador da história da equipe. E eram essas pequenas coisas que seguravam o save, mas infelizmente, ele estaria fadado a nunca dar certo da maneira que eu gostaria.
      Por isso, no ano passado, o ggpofm traduziu e adaptou um texto sobre como tornar uma liga competitiva e eu decidi que era hora de tentar realizar o impossível novamente, porém eu incuti no erro de começar o jogo no FM 2014 e comparar as duas histórias e é óbvio que isso deu errado, pois eu me frustrava com o que ocorria e olhava e comparava com o que havia sido feito e me perguntava o que estava acontecendo e o que estava sendo feito de errado, até o ponto em que eu comecei a tentar emular as decisões do passado. Isso ruiu a tentativa.
      É hora de aprender com o passado e recomeçar um desafio diferente que é transformar uma liga com um desafio do passado, a busca do impossível. Sinceramente, espero que seja esse o combustível necessário, pois o fato de querer continuar participando ativamente da área me fez retornar rapidamente com uma história. Quando não estou contando um save, a atenção que dou a área é totalmente diferente e sinceramente, como é uma área que pulsa numa vibração interessante e revigorante, acho injusto comigo mesmo não estar aqui, mesmo que o preço seja mais uma história inacabada.
      Objetivo
      Conquistar a Champions League com o Shamrock Rovers Regras do save
      Se o jogador não serve mais para o Shamrock Rovers, a prioridade é repassá-lo para uma equipe irlandesa, mesmo que isso signifique aceitar uma oferta menor ou perder o jogador de graça. Não contratar destaques de outras equipes irlandesas. Buscar repatriar jogadores irlandeses de ligas estrangeiras. Buscar contratar jovens promessas de equipes irlandesas, com o propósito de acelerar a evolução do mesmo. Buscar antecipar a concorrência externa pelos principais jogadores da liga, evitando que jogadores de bom nível ou alto potencial saiam do país. (A única condição que permite contratar um jogador adversário que seja importante para o clube) Caso alguma nova necessidade vá surgindo, irei informar num post e adicionar aqui Histórico
      2017 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado na 1ª rodada qualificatória da Europa League
      2018 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado no Playoff dos campeões da Champions League, 4º lugar no Grupo K da Europa League
      2019 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Cup, 4º colocado no Grupo C da Champions League
      2020 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, eliminado na 3ª Qualificatória da Champions League e nos Playoffs da Europa League
      2021 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup e 4º colocado no Grupo C da Champions League
      2022 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º colocado no Grupo H da Champions League
      2023 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 2º colocado no Grupo J da Europa League
      2024 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup, eliminado nos 32-avos-de-final da Europa League e 3º colocado no grupo G da Champions League
      2025 - 2º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, eliminado nos 32-avos-de-final da Europa League e 4º colocado no grupo B da Champions League
      2026 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º colocado no Grupo L da Europa League
      2027 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup e 3º colocado no Grupo H da Champions League
      2028 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup e eliminado nas oitavas-de-final da Europa League e 3º colocado no Grupo E da Champions League
      2029 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado nos 32-avos de final da Europa League, 4º lugar no Grupo A da Champions League
      2030 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º lugar no Grupo C da Champions League
      2031 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup e 2º lugar no Grupo H da Champions League
      2032 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2031/2032  e 2º lugar no Grupo F da Champions League 2032/2033
      2033 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2032/2033 e 3º lugar no Grupo G da Champions League 2033/2034
      2034 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas quartas-de-final da Europa League 2033/2034 e 3º lugar no Grupo C da Champions League 2034/2035
      2035 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da Europa League 2034/2035, Campeão da Super Copa da UEFA 2035 e 1º lugar no Grupo H da Champions League 2035/2036
      2036 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2035/2036 e 3º lugar no Grupo E da Champions League 2036/2037
      2037 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, 4º lugar no grupo C da Champions League 2037/2038
      Histórico de posts
      Shamrock Rovers e Irlanda A primeira pré-temporada Algumas surpresas na tabela Liderança na Irlanda, decepção na Europa Vantagem é sempre importante A baciada fica para o meio do ano Uma temporada mais competitiva Irlanda x Escócia Celtic Park, Olympiyskyi, Vélodrome e King Power Stadium 3 contratações, 32 despedidas Enfim mediremos força com o Dundalk? Onde os outros perdem, nós vencemos Um empate que vale por duas temporadas e meia Em time que está ganhando não se mexe? Mais um voo solo? Dois patetas, as traves e um muro espanhol Em terra de irlandês, quem é Shamrock, é rei! As primeiras cifras em reforços Um começo de temporada inédito 166 convocações no elenco Os desafios financeiros da Irlanda Um estádio para chamar de nosso Alguém parará o Shamrock Rovers? Muita movimentação no Tallaght Uma Irlanda que dá trabalho O retorno do atacante solitário Falta embalar Uma chance inesperada Deem um pouco mais de crédito para a Liga Irlandesa Vendas milionárias Sentimos sua falta, O’Brien! Gribbinaldinho Fenômeno! A 5ª maior instituição da Irlanda Remodelagem tática A melhor campanha da história do primeiro turno Na perseguição do Cork City Verde é a cor da Irlanda Um vacilo milionário A melhor campanha da história do primeiro turno – Parte 2 Mais Irlanda na Europa Forde, por que faz isso comigo? Batemos a marca de 2 milhões Um carrossel verde e branco Simplesmente avassalador! Um péssimo ano para ser Bohemian Um mercado prolífico Um novo concorrente no horizonte? Eurocopa 2028 A solução que veio e que foi Chora, Allegri! Reaprendendo a jogar Tudo conforme o script Dinamo Zagreb A única vez foi em 2017 O bom filho a casa torna Uma máquina chamada Conor Wilson Copa do Mundo 2030 Maldito sorteio da Champions League Uma abordagem renovada Poxa, UCD! Um dia ruim por turno O doce aroma da elite europeia De pontas para volante Uma noite irlandesa em Londres As dificuldades de ser maior que a liga irlandesa Meus jogadores são de um material superior Que venha o Lyon! Teremos um campeonato!? Segue o líder! A gente bem que tentou, mas o Cork não quis! Regulamento debaixo do braço Faltaram apenas 6 minutos Mais uma vaga na Champions League! Dosharaithe E estamos de volta A estrada até aqui... Real Madrid x Shamrock Rovers Super Copa da UEFA Green Stadium Uma homenagem à Conor Wilson Começo claudicante, mas final esperado O fim de duas eras Sob nova direção A Airtricity Premier League é uma das 10 maiores da Europa 20 anos de Danny Green Um campeonato que ainda está em aberto Vexatório! O plano quinquenal
    • AlexVivas
      Por AlexVivas
      APRESENTAÇÃO
      Em primeiro lugar, quero pedir perdão a todos os amigos que leram, acompanharam, comentaram e me incentivaram em minhas sagas anteriores, que infelizmente não consegui êxito. Isso se deu devido a alguns fatores como: depressão devido a estresse (Transtorno de Ansiedade Generalizada), que sem tratamento evolui para a Síndrome de Burnout, discussões com a esposa que quase resultaram em divórcio, mudança de endereço e enrolação da operadora de internet e telefone, isso tudo resultando em um enorme desânimo para fazer qualquer coisa - até trabalhar - quanto mais jogar e postar.
      Ontem, dia em que a internet finalmente voltou, verifiquei que os "Meninos de Milão" e os "Atletas de Cristo" não estão mais disponíveis. Respirei fundo e me animei para compartilhar com vocês minha nova odisséia, que será maior e não menos emocionante que as outras. Estou me divertindo à beça, e espero transmitir a vocês isso.
      Minha inspiração para essa empreitada são 2 sagas daqui do nosso fórum que em minha opinião estão entre as mais espetaculares:
      O Mochileiro , do usuário @Luchín; Desafio Europa, do usuário @CCSantos; E a verdadeira saga do Alfabeto que se encontra no nosso "irmão" lusitano, o fórum FM Portugal: Alfabeto FC
      Li as 3 sagas - e recomendo - e então abri o Football Manager e voltei com força total !!
       DADOS DO SAVE
      Football Manager - Edição 2017, versão 17.3.1
      Base de Dados  - Megapack de ligas do Classen
      REGRAS DO SAVE
      Começar desempregado, e no nível mais baixo de treinador (sem licença, passado como jogador amador). Não há ordem de país, somente da letra inicial do nome; mudar de letra após ser campeão de TODOS os países da mesma. Ao finalizar a letra, reiniciar o Football Manager (recriar o técnico, com última licença e atributos, e se possível, com conquistas adquiridas), retornando à primeira temporada do jogo - exemplo: 2016 no FM 2017, 2017 no FM 2018. Ser campeão da 1ª Divisão do país selecionado; após o fim do campeonato, demitir-se caso não disputar copas. Se escolhido por um clube das Divisões abaixo da elite, seguir nesse clube até o topo e ser campeão; demissão como acima. Se disputar copas - por exemplo: Taça da Itália, Champions - seguir até ser eliminado/campeão. Se a mesma ocorrer após ser campeão da divisão principal, demitir-se somente depois de disputar a copa. Ao mudar de clube, contratar no máximo 3 jogadores do clube anterior. Se possível, melhorar o elenco e estruturas do clube no decorrer do tempo que ficar. OBJETIVO - Ser campeão da primeira divisão de TODOS os países do mundo.  NAVEGUE POR AQUI
      1º Post = Introdução da Saga (chegada ao 1º país)
      Preparação = Config da Database, Treinador  
       Jennings Grenades United (Antígua e Barbuda)
      Temporada 2016/17
      ABFA Premier League       = 4º Lugar - qualificado para a ABFA Champions League ABFA Champions League = CAMPEÃO Temporada 2017/18
      ABFA Premier League       = vice-campeão - qualificado para a ABFA Champions League ABFA Champions League = BI-CAMPEÃO Temporada 2018/19
      ABFA Premier League       = CAMPEÃO - qualificado para a ABFA Champions League ABFA Champions League = TRI-CAMPEÃO Pós-Título:
      Coletiva de Imprensa do Fórum Manager
      Legado
      Férias I
      Atualização de Currículo + Roteiro de Viagem 
      Centro de Emprego
      U.E. Saint Julià (Andorra)
      Temporada 2019/20
      Primera Divisió   = 4º Lugar - qualificado para a UEFA Europa League Copa Constitució = Semi-Final Temporada 2020/21
      Primera Divisió            = 4º Lugar Copa Constitució          = 1ª Eliminatória UEFA Europa League  = 1ª Eliminatória Temporada 2021/22
      Primera Divisió = VICE-CAMPEÃO - qualificado para a UEFA Europa League Copa Contitució = Semi-Final Temporada 2022/23
      Primera Divisió            = CAMPEÃO - qualificado para a UEFA Champions League Copa Constitució         = Semi-Final UEFA Europa League = 1ª Eliminatória   Temporada 2023/24
      Primera Divisió                   = Não disputada Copa Constitució                = Não disputada UEFA Champions League = 2ª Fase de Qualificação Supertaça d'Andorra          = VICE-CAMPEÃO - derrotado pelo Lusitanos Coletiva do Fórum Manager = Parte 01  -  Parte 02
      Legado
       Férias II
      Roteiro de Viagem
      Atualização de Currículo + Centro de Emprego
      Desde já agradeço a todos que lerão, comentarão e principalmente se divertirão junto comigo !!
       Abraço !!
       
       
       
       
    • PedroJr14
      Por PedroJr14
      Real Racing Club Santander, S.A.D.
      O clube da cidade de Santander teve sucesso relativo na Espanha, mantendo-se na primeira divisão do país em 15 das 16 temporadas entre 1996/97 e 2011/2012, só não esteve presente em 2001/02. Em todas essas temporadas em La Liga, o Racing superou a décima posição apenas uma vez, quando terminou em sexto na temporada 2007/08, ganhando assim a vaga continental. Los Verdiblancos terminaram em quarto, num grupo que continha Twente, Manchester City, Schalke e PSG, perdendo apenas um jogo e vencendo o Manchester City, que terminou na liderança do grupo. Conseguiram se manter na liga principal até 2011/12, quando começou a cair sucessivamente até chegar à Terceira Divisão, 2 anos mais tarde. O clube ensaiou uma reação em 2014/15, quando conseguiu o acesso para a Segunda Divisão, mas logo caiu de volta e até o presente não mais saiu de lá.

      O Racing Santander manda seus jogos no folclórico estádio El Sardinero, que tem capacidade para pouco mais de 22 mil espectadores. Entre os nomes que desfilaram por esse aconchegante estádio vestindo a camisa do Racing, estão: Felipe Melo (Palmeiras), Henrique (Corinthians), Ezequiel Garay (Valencia), Yossi Benayoun (ex-Chelsea e Liverpool), Giovanni Dos Santos (LA Galaxy), Sérgio Canales (ex-Real Madrid), Marcos Alonso (ex-Barcelona e A. Madrid, pai de Marcos Alonso do Chelsea) e Christian Stuani.

      Sem nunca ter conquistado um título de expressão, o Racing Santander caiu ao fundo do poço por causa de uma crise financeira e nunca mais conseguiu se reerguer. A saída do treinador Pedro Muntis para o Ponferradina e a falta de recursos para buscar um técnico fora de Santander, obrigaram o clube a promover o Técnico Marco Botín, que terá um contrato curto, de apenas 1 ano. O jovem treinador de 26 anos terá que provar o seu valor e o seu amor pelo clube da cidade.
       
      Objetivos
      [Secundários]
      - Subir de volta à La Liga
      - Ter um jogador convocado por uma seleção top 10 mundial
      - Fortalecer as estruturas das divisões de base do clube ao máximo
      - Construir um novo estádio, ou ampliar o Sardinero
      - Transformar ao menos 3 jogadores contratados por mim em lendas do clube

      [Primários]
      - Terminar acima do décimo lugar em La Liga
      - Chegar a uma competição continental
      - Vencer uma competição de nível nacional 
      - Vencer uma competição intercontinental
      - Ser Campeão Mundial de Clubes
      - Tornar-se uma lenda no clube
       
×