Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Tsuru

O Profeta de Fusignano - Haja coração, amigo! [04/03]

Recommended Posts

Tsuru
Em 09/10/2018 at 02:35, baltazar disse:

Montou um bom elenco mesmo, e a pré-temporada foi muito boa, servindo não apenas para melhorar a parte física e familiaridade dos jogadores, como tbm a moral.

Agora é ver se consegue repetir o bom desempenho nos jogos oficiais.

Vamos ver o que acontece.

Boa sorte.

A pré-temporada pode ser meio enganosa às vezes, mas ao mesmo tempo, dá pra sentir um pouco como está a equipe. E a sensação que tenho é que o Lecce vem muito forte e muito organizado para a disputa da Série C. Vamos ver se essa impressão se confirma nos jogos a valer.

Obrigado Balta!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
JFrias10

Save interessante, começando por ser um tributo. Já nem lembrava que o Lecce existia, bom ver que não caiu em falência nesses anos loucos do futebol italiano.

Quando ao jogo em sí, conseguiu contratar bem e a pré-temporada confirma isso mesmo e veremos se nos jogos oficiais corre do mesmo jeito.

Boa sorte!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru

 

OQNFukiRxHwkc9nif8ubpjaOL1oNnZgt0vrnlgeZ


CAPÍTULO 2 - A DEFESA É O MELHOR ATAQUE

Depois de conseguirmos montar um bom elenco, definirmos formação e tática e entrosarmos o time nos amistosos, era hora da bola rolar para valer. Antes da terceira divisão, porém, tivemos a disputa da Coppa Italia, que começou ainda durante a pré-temporada. 
 

C_qu-D-TiFWMD9QpMXKF5MvtAb21cYAxGJsVUh1V


Nosso primeiro adversário foi o Teramo. Com os jogadores ainda sem ritmo e sem entrosamento, até jogamos melhor, mas faltou fôlego e precisão na hora de finalizar. O jogo acabou indo para os pênaltis e vencemos por 5 a 4.
 

p3nMNJN3HaPMSqJmSmuzk-KUB0TX4Z8mibKO8PUm


Na fase seguinte o sorteio nos colocou diante do Spezia, que disputa a Série B. Novamente jogamos muito melhor, mas a pontaria continuava ruim. Melhor para o adversário, que soube aproveitar as chances que teve, marcou três vezes, decretou uma derrota dolorida e a nossa eliminação.
 

m5HCP5Dwc_U0psVrTGLUv-FHdvaGGVoIvue74B0w


A diretoria esperava apenas a classificação para a segunda fase de qualificação, então menos mal. Confesso que queria ir um pouco mais longe, não só pela questão financeira como para ver como nos sairíamos contra equipes de divisões superiores. Fica para a próxima temporada.
 

z0c53xED-vuLwkN73DGwP95ZW5HHZLOZsysWvsLn
 

Antes do início da competição, a grande pergunta era: será que o Lecce iria brigar pelo título como desejava seu treinador, ou teria de suar sangue nos playoffs para voltar à Série B? Quando a bola rolou, a equipe mostrou que está fechada com o técnico no desejo de buscar o topo da tabela.
 

mFEnTqy59G-Yaw87j7OGVtrEWnAcdkF1I9tSJF-8


Iniciamos a competição jogando muito mal e perdemos para o Foggia. Em seguida engatamos uma sequência de vitórias contra Fondi, Fidelis Andria e Cosenza, e depois empatamos com o Reggina. Nessa partida senti que o Lecce não estava bem e liguei o “Modo Celso Roth”, recuando a equipe para a mentalidade Contenção logo no início do segundo tempo. Deu certo e voltamos para casa com um pontinho na bagagem.
 

NkivbBjO37t3CXsx8URaQ73Ya7wKYQQJ6vfQ7c6d


Felizmente a atuação contra o Reggina era mesmo um dia ruim, e a equipe venceu o Vibonese, o Juve Stabia e, mesmo sem jogar bem, o Catania, que surpreendentemente briga para não cair para a Série D.
 

pipFKjaJQqzQlyNo85WJuqIUL4myiVkW8qo6q2ot


Depois de engatar a quarta vitória seguida na rodada seguinte, desta vez sobre o Akragas, fomos surpreendidos pelo modesto Siracusa, que vem fazendo uma campanha muito boa. Abrimos o placar com Torromino, eles empataram e, mesmo com um jogador a menos, conseguiram virar o jogo. Fomos para cima no “abafa” e, no último minuto, Bonfiglio marcou o gol do empate salvador.
 

39rNHzs_rS1jiuXTWYxEtrZ__DeMhRNzuJfoxxes


Fechando a sequência, derrotamos sem grandes dificuldades o Melfi fora de casa. A vitoria garantiu ao Lecce terminar o bimestre na liderança da Série C, com quatro pontos de vantagem para o Foggia.
 

4YBREs5OENq5bBd7Vc4VSQuiPda-fprJLOWc2Fsv


Apesar de termos o melhor ataque da competição, não consegui fazer os centroavantes renderem como esperado, e muitos dos gols têm sido marcados pelos meias centrais. As combinações Raumdetter/Falso Nove e Atacante Interior/Ponta de Lança Fixo não funcionaram e aboli a variação tática, passando a usar apenas uma combinação. Também troquei o Meia Area-a-Area por um Armador Recuado, a fim de tentar tornar o meio mais consistente e a zaga mais protegida.
 

FI7KPM-CqzvaUxC4MC_b4sw6-cxIxFielSwjO1GF


Se por um lado o ataque ainda não encontrou sua melhor forma, a defesa vai muito bem: são apenas três gols sofridos em 11 jogos, e chegamos a ficar oito partidas - ou 720 minutos - sem nosso goleiro ser vazado. Essa boa atuação evitou, por exemplo, a derrota contra o Reggina, assegurou a vitória sobre o Catania e garantiu que conseguíssimos segurar a vantagem em algumas partidas quando o placar estava 1 a 0. Importante fazer também um elogio individual a Marco Bleve, que eu achava que era um goleiro fraco mas que vem pegando até pensamento.

Ainda sobre o elenco, Patrick Cutrone sofreu uma lesão grave e vai ficar quase 5 meses parado, conforme relatório médico que recebi no final do bimestre.
 

DOd0gSx3G6xtIAv_xBoO6xlQCclc4ihNCMvHeUkr


A lesão de Cutrone acabou dando uma nova chance a Michele Marconi, que estava meio encostado após uma pré-temporada ruim. Marconi entrou bem no time, surpreendeu e tem jogado melhor que Francesco Bonfiglio - e mais do que o próprio Cutrone. Como diz o ditado, há males que vem para bem.


>>> Capítulo 3: O time a ser batido

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru
15 minutos atrás, JFrias10 disse:

Save interessante, começando por ser um tributo. Já nem lembrava que o Lecce existia, bom ver que não caiu em falência nesses anos loucos do futebol italiano.

Quando ao jogo em sí, conseguiu contratar bem e a pré-temporada confirma isso mesmo e veremos se nos jogos oficiais corre do mesmo jeito.

Boa sorte!

 

Rapaz, Sacchi e o Lecce mereciam uma homenagem. Como comentei, recentemente o clube conseguiu voltar à Série B após anos na terceira divisão, e até vem fazendo uma boa campanha. Espero que no jogo a gente consiga imitar a vida real e vá um pouco mais além. Se mantivermos a pegada da pré-temporada, chegaremos lá.

Obrigado pelo comentário!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
marciof89

Bom início de campeonato, acho que vai ser exatamente como eu disse, não deve ter times fortes o suficiente para impedirem que o Lecce suba sem dificuldades.

Uma pena a lesão de Cutrone, vai ficar um bom tempo ai parado e isso pode ser ruim.

Na Copa foi até onde prometeu que iria, não vejo problemas nisso. Se perde dinheiro, ganha foco na liga.

Boa sorte na sequência Tsuru!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Leonardo Moreno

Caralho. 9/11 clean sheets é ABSURDO. Tem algum segredo por trás dessa marca? 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru
57 minutos atrás, marciof89 disse:

Bom início de campeonato, acho que vai ser exatamente como eu disse, não deve ter times fortes o suficiente para impedirem que o Lecce suba sem dificuldades.

Uma pena a lesão de Cutrone, vai ficar um bom tempo ai parado e isso pode ser ruim.

Na Copa foi até onde prometeu que iria, não vejo problemas nisso. Se perde dinheiro, ganha foco na liga.

Boa sorte na sequência Tsuru!

Que assim seja! Agora que assumimos de vez a liderança e abrimos quatro pontos para o Foggia vamos virar o time a ser batido, então todo cuidado é pouco. Espero também que eu consiga ajeitar o ataque antes que os meias parem de fazer gols - ou então que os meias continuem fazendo os deles hehe

Apesar do Cutrone ter se machucado, pelo menos o Marconi entrou bem no time e vem dando conta do recado. Bonfiglio é que eu esperava bem mais, é muito irregular, em alguns momentos vai bem, em outros deixa a desejar. Mas acho que o encaixe de funções e tarefas tem atrapalhado ele também.

A copa seria legal pela grana e para enfrentarmos adversários maiores, mas como você comentou, com a eliminação focamos na liga.

Obrigado Marcio!

15 minutos atrás, Leonardo Moreno disse:

Caralho. 9/11 clean sheets é ABSURDO. Tem algum segredo por trás dessa marca? 

Então, acho que o uso de uma mentalidade de baixo risco, o volante na frente da zaga e as funções/tarefas dos laterais ajudam bastante (porque evitam os buracos que dão origem aos temíveis cruzamentos). Também não dá pra desprezar o fator Marco Bleve, o cara realmente tá em grande fase.

Obrigado Leo!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Bigode.

Que excelente início de temporada! Acima das expectativas, mas não pelos resultados, em minha opinião, e sim pelo desempenho tanto defensivo quanto ofensivo.

Quanto ao seu dilema tático, se posso fazer uma sugestão: ao invés de Avançado Recuado, tente utilizar um Atacante Completo ou Falso Nove. Aqui deu muito certo no meu Farense. Na verdade, eu SEMPRE busco utilizar o Atacante Completo e nunca me arrependo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Henrique M.

Excelente começo de temporada, começou com o pé esquerdo, mas foi só um susto. Os times com certa reputação na Lega Pro não tem lá muitas dificuldades para se manter na zona de playoffs, que é ridiculamente imensa atualmente, então, evitá-la, e buscar o título direto é sempre mais seguro.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru
18 horas atrás, Bigode. disse:

Que excelente início de temporada! Acima das expectativas, mas não pelos resultados, em minha opinião, e sim pelo desempenho tanto defensivo quanto ofensivo.

Quanto ao seu dilema tático, se posso fazer uma sugestão: ao invés de Avançado Recuado, tente utilizar um Atacante Completo ou Falso Nove. Aqui deu muito certo no meu Farense. Na verdade, eu SEMPRE busco utilizar o Atacante Completo e nunca me arrependo.

De fato, o time vem jogando muito bem e conseguindo os resultados, o que às vezes é difícil de fazer junto. E tem me passado bastante confiança também, pela entrega e pela postura em campo.

Sobre o atacante, eu tentei usar o Falso Nove, inclusive o Bonfiglio é especialista na posição. Mas não funcionou legal não, o desempenho tava bem ruim e as notas muito baixas. E no nível que o Lecce está não encontrei ninguém que jogue como Atacante Completo, daí mudei para o Recuado com tarefa Atacar. Ele meio que não faz bem nem uma coisa, nem outra - apoia menos do que poderia e joga um pouco longe demais do gol pro meu gosto - mas foi o que rendeu melhor.

Obrigado pelo comentário!

3 horas atrás, Henrique M. disse:

Excelente começo de temporada, começou com o pé esquerdo, mas foi só um susto. Os times com certa reputação na Lega Pro não tem lá muitas dificuldades para se manter na zona de playoffs, que é ridiculamente imensa atualmente, então, evitá-la, e buscar o título direto é sempre mais seguro.

Rapaz, quando perdemos para o Foggia achei que as coisas fossem desandar. Mas tive paciência, mantive o planejamento inicial e tudo foi dando certo nos jogos seguintes, a equipe começou a jogar bem e vencer, e a vencer mesmo quando não jogava bem.

E é exatamente como você disse, quero fugir dos playoffs porque o risco de permanecer mais um ano na Série C é bem alto. Esse sistema é bem cruel, porque os playoffs são briga de foice e qualquer bola na trave significa eliminação. A forma mais segura é mesmo a taça e vamos em busca dela.

Obrigado pelo comentário!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Bigode.
49 minutos atrás, Tsuru disse:

De fato, o time vem jogando muito bem e conseguindo os resultados, o que às vezes é difícil de fazer junto. E tem me passado bastante confiança também, pela entrega e pela postura em campo.

Sobre o atacante, eu tentei usar o Falso Nove, inclusive o Bonfiglio é especialista na posição. Mas não funcionou legal não, o desempenho tava bem ruim e as notas muito baixas. E no nível que o Lecce está não encontrei ninguém que jogue como Atacante Completo, daí mudei para o Recuado com tarefa Atacar. Ele meio que não faz bem nem uma coisa, nem outra - apoia menos do que poderia e joga um pouco longe demais do gol pro meu gosto - mas foi o que rendeu melhor.

Obrigado pelo comentário!

Sei que é arriscado, mas fosse você, eu tentava o Atacante Completo mesmo sem ninguém que seja proficiente na função. Pode dar certo. Comigo, ao menos, já funcionou mesmo nessas condições. Se tu acha que a função atual não tá valendo, por que não?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru
21 horas atrás, Bigode. disse:

Sei que é arriscado, mas fosse você, eu tentava o Atacante Completo mesmo sem ninguém que seja proficiente na função. Pode dar certo. Comigo, ao menos, já funcionou mesmo nessas condições. Se tu acha que a função atual não tá valendo, por que não?

Nunca tinha pensado nisso. Porém eu fico com medo de ser pior do que uma função que não funciona, por causa da penalidade no atributo Decisões - que normalmente é mais baixo em divisões inferiores. Na dúvida prefiro tentar encaixar as funções que os jogadores de fato sabem fazer.

Mas obrigado pela sugestão 🙂

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Lanko

Excelente começo. De fato a sua defesa chama a atenção pela quantidade de clean sheets. Apenas 3 gols sofridos, sendo 2 deles em uma única partida. E mesmo você achando a atuação dos atacantes ruim, ainda assim possui o melhor ataque da competição também. 

Todo mundo falando do atacante, mas como andam as chances criadas? Se ele tá jogando de recuado ele não tá embolando demais com os meias que vem de trás, os deixando sem opções de passe e preferindo chutar, explicando porque eles são os artilheiros? O ala ficando sem ter pra quem cruzar, ou o meia indo ainda mais fundo que o atacante? Até o Armador Recuado pode ter problemas em dar aqueles passes matadores se o atacante tá recuando tanto. Além disso, o Atacante Recuado vem travado com a ordem de prender a bola e esperar a movimentação dos outros, o que também ajuda a explicar o sucesso dos meias ou do atacante interno.

Mas é aquela história né... "Em time que tá ganhando..."

Vamos ver o que acontece conforme o segundo turno se aproxima e onde normalmente os adversários passam a te conhecer melhor e tendem a vir melhor preparados e ainda podendo vir com a normal queda de rendimento do próprio time.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru
Em 12/10/2018 at 22:26, Lanko disse:

Excelente começo. De fato a sua defesa chama a atenção pela quantidade de clean sheets. Apenas 3 gols sofridos, sendo 2 deles em uma única partida. E mesmo você achando a atuação dos atacantes ruim, ainda assim possui o melhor ataque da competição também. 

Todo mundo falando do atacante, mas como andam as chances criadas? Se ele tá jogando de recuado ele não tá embolando demais com os meias que vem de trás, os deixando sem opções de passe e preferindo chutar, explicando porque eles são os artilheiros? O ala ficando sem ter pra quem cruzar, ou o meia indo ainda mais fundo que o atacante? Até o Armador Recuado pode ter problemas em dar aqueles passes matadores se o atacante tá recuando tanto. Além disso, o Atacante Recuado vem travado com a ordem de prender a bola e esperar a movimentação dos outros, o que também ajuda a explicar o sucesso dos meias ou do atacante interno.

Mas é aquela história né... "Em time que tá ganhando..."

Vamos ver o que acontece conforme o segundo turno se aproxima e onde normalmente os adversários passam a te conhecer melhor e tendem a vir melhor preparados e ainda podendo vir com a normal queda de rendimento do próprio time.

O ataque realmente vai muito bem, mas a defesa vai melhor ainda. 

Sobre o atacante, é que meio que entrei na tentativa e erro. O Oportunista não rendeu, o Falso Nove também não, e o Atacante Interior com tarefa atacar tampouco - não sei bem o motivo, mas ele é desarmado sempre que pega na bola e não consegue fazer o "facão". Daí coloquei o AI em Apoiar mesmo, porque o Torromino chuta muito bem de longe, e deixei o Atacante Recuado em Atacar pra ver se rende um pouco mais que as outras opções. Por enquanto é a melhorzinha mesmo.

O segundo turno de fato vai ser mais difícil, viramos o time a ser batido e os adversários já devem ter decorado nossa forma de jogo. Precisaremos saber se mesmo assim conseguimos nos manter no topo ou se vamos precisar de alguns ajustes.

Obrigado Lanko!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru

OQNFukiRxHwkc9nif8ubpjaOL1oNnZgt0vrnlgeZ


CAPÍTULO 3 - O TIME A SER BATIDO

O Lecce começou a Série C com o pé direito: líder isolado após 11 jogos, sendo 8 vitórias, 2 empates e 1 derrota, melhor ataque com 20 gols marcados e melhor defesa com apenas três sofridos, sendo que em nove delas a equipe não levou gols. Após esse bom início, os Lupi viramos o time a ser batido e os adversários passaram a nos observar com mais atenção. Será que esses fatores fariam diferença no rendimento da equipe, colocando a liderança em risco, ou conseguiríamos nos manter no topo?

Antes da terceira divisão, porém, vamos falar um pouco sobre a Coppa Italia Lega Pro, competição eliminatória apenas para os times da terceira divisão.

 

0lrwrxo1derukd_pl7J8CwsqJsS8Ebi0nhJ_voFA

 

Estreamos contra o Messina e fizemos um jogo horrível, sendo eliminados logo de cara.
 

PnmgwrSiJr4R2PAPl6eJaT-nLDqanlFzudfRmh87
 

Como a diretoria não esperava nada dessa competição, tentei ver o lado bom e pensar que, com a derrota, poderíamos nos concentrar apenas na Série C.

 

Vvy_gSSQIcseuRiAaK1aJD9B3wFgFzh4nfEMRjy1

 

YplNcOLOuHFUqnRion__HUi5KBY8AJs1qh-EZknc


Iniciamos o bimestre com dificuldades contra o Virtus, que arrancou um empate no Via Del Mare, e contra o valente Monopoli que nos derrotou em seus domínios. Em comum em ambos os jogos, o ataque não funcionou, os meias não conseguiram fazer a diferença e a defesa não foi tão bem quanto nas partidas anteriores.

Nesse momento, avaliei que talvez uma mudança de formação conseguisse corrigir as dificuldades da equipe. Armei um 4-4-1-1 contra o Messina, mas não deu muito certo e só vencemos na base da sorte, graças a um gol de Torromino. Uma derrota ou empate nesse jogo não teriam sido nada injustas, vide o volume de jogo do adversário.

 

f8Zrcva9UuldrFhQqS2B-elq7iyZDBYogm7bXKbx

 

Ainda no 4-4-1-1, novamente tivemos dificuldades e empatamos contra a Casertana. Foi então que percebi que o problema não era a formação e achei melhor retornar ao 4-1-2-3. A escolha se revelou acertada e derrotamos a Paganese, vencemos de virada o Clássico Salentino contra o Taranto e batemos o Matera Calcio.

 

RCn58RbpoMmjqofqW8bM8dOPIxMkfDQVhkphiq2w


No último jogo do returno viajamos até Catanzaro e, apesar de jogarmos melhor, esbarramos na forte retranca do adversário, que acabou por vencer a partida num gol de contra-ataque. Em seguida empatamos com o Foggia - num jogo onde o vencedor se distanciaria na liderança - e fehcamos a sequência derrotando o Fondi no Via Del Mare, em um jogo muito difícil em que de novo o ataque não funcionava, até que Marconi entrou no segundo tempo e fez a diferença.
 

7L98UNDheV92HsVDhpXwVzmNSuEu7ZSx7kORGf6H

 

Já não temos mais o melhor ataque do campeonato, mas a defesa sim - agora empatados com o Foggia. De qualquer forma, o mais importante é que seguimos na liderança a três pontos do segundo colocado. 


bc2DbRpunrJU3lwX2InSo7zuN8YcQwWIW12vEati
 

Os adversários agora já descobriram nossa forma de jogar e passaram a adotar como formação um 4-2-3-1 profundo com dois volantes e dois pontas abertos. É uma estratégia inteligente, porque dessa maneira ficamos sem espaço no último terço - o que compromete nosso jogo de posse de bola e passes lentos. E se algum dos nossos jogadores tenta chutar de longe, normalmente tem tantos adversários na frente que dificilmente acerta. Sem contar que aumenta nossas chances de errar passes na intermediária deles e ceder contra-ataques velozes pelas laterais do campo. Nosso desafio, portanto, é encontrar dentro da própria formação soluções que nos ajudem a driblar essas dificuldades - como já ficou bem claro, simplesmente trocar a formação toda não resolverá nada.
 

ZjR4I3l65fMWTWt7I7289Z8VKzZT8XYnbqXqt8Zp


Torromino segue sendo nosso principal jogador, tendo marcado 7 dos 29 gols - cerca de 24% do total. Michele Marconi, que só entrou de vez no time por causa da lesão de Cutrone, também vem bem e já fez 4. Juntos, os dois foram responsáveis por 11 tentos, o que representa quase dois quintos do total.

Já nas assistências o principal “garçom” é Doumbia, com 4, seguido de perto pelos laterais Eros de Santis e Mirko Druidi - o que mostra a importância dos alas para nosso esquema tático. Mas é possível observar ainda que em termos de assistências o Lecce é mais "diluído" do que em gols, talvez resultado de uma tática que prioriza posse de bola e jogo coletivo, inclusive com a rotação completa do elenco entre uma partida e outra.
 

OaETdeGvOnjum1bhedztEECdx2aTkuXFpIwNax9E


Mesmo com os salários sob controle e a folha abaixo do limite da diretoria, as contas estão no vermelho, por causa da arrecadação baixa. O retorno à Série B é essencial para equilibrarmos as contas.
 

26-BoH4g1yhwBfXiNeLrVWAsL0MQOAn5jCLB-fao


Ainda durante o bimestre, a presidência do Lecce me procurou para renovar o contrato, pois estão muito satisfeitos com o trabalho e me consideram “intocável”. Conversamos e aceitei a proposta.


>>> Capítulo 4: O primeiro holandês

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Henrique M.

Aparentemente Foggia e Juve Stabia devem brincar pelo título com você nas próximas rodadas. Obviamente que esse desenho pode mudar rapidamente em divisões onde a irregularidade impera, mas, está passando por todas as etapas com muita solidez.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Bigode.

Uma (muito) leve queda de rendimento, mas tudo dentro do esperado e segue superior ao restante das equipes. Mas precisa mesmo achar rapidamente uma solução para esse problema tático antes que isso gere uma sequência ruim. Tem já algo em mente pra isso ou ainda está no processo de pensar em algo? Talvez mudar um pouco o modo de jogar da equipe, passando dos passes lentos (e, imagino, curtos) para algo mais direto e rápido, visando quebrar a linha defensiva dos adversários? Isso, atrelado a um Falso Nove puxando ao menos um defensor central, por exemplo, pode ser uma boa estratégia, não acha?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
marciof89

Queda no rendimento por conta das equipes terem aprendido como o Lecce joga, algo completamente natural (ainda mais no jogo). Como disse, se acertar dentro da sua própria tática meios de driblar isso, é certo que consegue subir com título. Por ora, não tem o que se desesperar, até pq tem a melhor defesa do campeonato. Vamos ver, a próxima atualização vai ditar o rumo do Lecce.

Boa sorte!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Lanko

Uma queda de produção leve e completamente esperada. Até porque nem daria pra manter o ritmo e continuar atropelando os outros. De fato, conseguiu contornar o problema muito bem, e continua na ponta do torneio. 

Muito bom que a defesa não tenha começado a vazar, já que isso evita situações de desespero, e pode sempre ir pros jogos jogando com paciência e calma, do que se tivesse que virar várias partidas. Bem melhor tentar furar uma retranca do que sair que nem louco pra tentar virar jogos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru
21 horas atrás, Henrique M. disse:

Aparentemente Foggia e Juve Stabia devem brincar pelo título com você nas próximas rodadas. Obviamente que esse desenho pode mudar rapidamente em divisões onde a irregularidade impera, mas, está passando por todas as etapas com muita solidez.

Então, acho que o Foggia mesmo. O terceiro colocado já mudou algumas vezes ao longo do campeonato, como você observou, pois a irregularidade é muito grande. Por isso acredito que a briga pela taça vai ser mesmo na Apúlia. Se mantivermos essa solidez até o fim, temos grandes possibilidades de levantar o troféu.

Obrigado Henrique!

12 horas atrás, Bigode. disse:

Uma (muito) leve queda de rendimento, mas tudo dentro do esperado e segue superior ao restante das equipes. Mas precisa mesmo achar rapidamente uma solução para esse problema tático antes que isso gere uma sequência ruim. Tem já algo em mente pra isso ou ainda está no processo de pensar em algo? Talvez mudar um pouco o modo de jogar da equipe, passando dos passes lentos (e, imagino, curtos) para algo mais direto e rápido, visando quebrar a linha defensiva dos adversários? Isso, atrelado a um Falso Nove puxando ao menos um defensor central, por exemplo, pode ser uma boa estratégia, não acha?

Então, o problema é que pra jogar com passes mais diretos no FM eu precisaria naturalmente de uma estratégia com mais riscos (mentalidades mais altas). Além disso também não faz muito o meu estilo, prefiro posse de bola mesmo. Então vou tentar encontrar dentro da própria tática alguma maneira de vencer isso, seja usando alguma instrução específica ou mexendo nas funções dos jogadores.

Obrgado Bigode!

10 horas atrás, marciof89 disse:

Queda no rendimento por conta das equipes terem aprendido como o Lecce joga, algo completamente natural (ainda mais no jogo). Como disse, se acertar dentro da sua própria tática meios de driblar isso, é certo que consegue subir com título. Por ora, não tem o que se desesperar, até pq tem a melhor defesa do campeonato. Vamos ver, a próxima atualização vai ditar o rumo do Lecce.

Boa sorte!

Nem fala...esse processo de adaptação dos rivais é bem rápido no FM. O desafio é tentar entender que ferramentas existem dentro da tática - instruções e funções dos jogadores - que possam nos ajudar a driblar o problema. Como já ficou bem claro, mudanças drásticas a essa altura do campeonato (literalmente) podem complicar mais do que ajudar.

Vamos ver se conseguimos encontrar o caminho para seguir na luta pela taça.

Obrigado Marcio!

8 horas atrás, Lanko disse:

Uma queda de produção leve e completamente esperada. Até porque nem daria pra manter o ritmo e continuar atropelando os outros. De fato, conseguiu contornar o problema muito bem, e continua na ponta do torneio. 

Muito bom que a defesa não tenha começado a vazar, já que isso evita situações de desespero, e pode sempre ir pros jogos jogando com paciência e calma, do que se tivesse que virar várias partidas. Bem melhor tentar furar uma retranca do que sair que nem louco pra tentar virar jogos.

É, então, ainda não contornei completamente. A mudança inicial, que foi a de formação, não deu resultado e voltei a anterior, que pelo menos era mais sólida. Mas concordo com você, o importante é que a defesa segue sólida e é mais fácil furar retrancas do que jogar contra adversários que pressionam o tempo todo. Deixa essa última parte para quando chegarmos à Série A hehehe

Obrigado Lanko!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru

OQNFukiRxHwkc9nif8ubpjaOL1oNnZgt0vrnlgeZ


CAPÍTULO 4 - O PRIMEIRO HOLANDÊS

Depois de 21 jogos disputados pela Série C, o Lecce seguia na liderança a três pontos do Foggia. Os Lupi começamos bem o campeonato, tivemos uma pequena - e normal - queda de rendimento, e agora precisavámos encontrar uma maneira de adequar nosso estilo de jogo às retrancas adversárias, que buscavam dificultar o toque de bola e o futebol de posse.

Enquanto isso, a janela de transferências se abriu novamente.
 

Nzl-KFcjXc_tFIeTFqgjuJ2Jb5ISxG6ZxrOI7IUG


Vasculhando o mercado, encontramos o jovem ponta Adham El Idrissi já em fins de seu contrato com o FC Emmen, da segunda divisão da Holanda. Gostei bastante do jogador, que parece ter ótimo potencial, e assim, ele se tornou o primeiro holandês do Lecce.
 

_wPXG3gPdoNiJHKC0ASgvt6EcWxDAOiQ1o9wfGn3


Outro reforço da janela foi o meia ofensivo Luigi Scotto, que veio do Rieti, da Itália, por 60 mil euros. Esse é mais uma aposta do que qualquer outra coisa, vem a princípio para compor elenco e, se der certo, melhor ainda.
 

payr37ixxmOU5iGt-iufs3qbYIIibgXZDEgDFmbf

 

Tivemos também a venda do jovem Giacomo Lezzi, prata da casa, ao Chievo por 130 mil euros. Eu não contava mesmo com o jogador, então achei ótimo despachá-lo.

 

kQShBmjorztEz-AIadKft7zZTv7CfKgejsOtmgYr


E assim reforçados seguimos a disputa da terceira divisão.


QYofc1QEenp8quBaDTq_ytoLlNYROE-1kZYTIw4M


Janeiro

Devido á pausa para Natal e Ano Novo, só disputamos duas partidas oficiais. Contra o Fidelis Andria, jogávamos melhor mas não conseguíamos abrir o placar, até que Arrigoni cobrou falta, a bola desviou na barreira e entrou. A partir daí abrimos a porteira e vimos um show do ponta Mario Pacilli, que marcou o segundo após bate-rebate na área e deixou Vitofrancesco livre para fazer o terceiro. Já no fim, de novo Arrigoni marcou de falta, após mais uma cobrança que desviou na barreira e "matou" o goleiro - um replay quase exato do primeiro gol.
 

rjfjiTUJc4Ricl1MNwCUSAxZ3mCuu7taAuFn3NeO


Na outra partida do mês, fizemos um jogo bem ruim e perdemos para o Cosenza Calcio pelo placar mínimo.
 

yV27ryaKsnd6uk_BbbVmOpsfBqnLQ2plzDNMJAU8


Fevereiro

Abrimos o mês vencendo o Reggina por 1 a 0, e depois não conseguimos mais ganhar: 1 a 0 para o Vibonese, 1 a 1 com o Juve Stabia no Via Del Mare e 1 a 0 para o Catania na Sicília.

O jogo com o Catania ficou marcado pelo equilíbrio, e nesses casos o detalhe costuma fazer a diferença. No caso, bastou um cochilo da nossa zaga para Pozzebon aproveitar cobrança de escanteio e mandar para as redes.
 

JUMNVHP89dbbDiHMTR4ycJ4yz3talrNb07buIWYN


Fechamos assim o mês com apenas uma vitória em quatro jogos, o suficiente para o Foggia roubar a liderança e ficar um ponto a nossa frente.
 

98MzTlgwuQCoqoZ6JTjbW7uw2Fz6cNXZer9PuFh7

 

Março

Abrimos o mês espantando a crise ao vencer o Akragas por 1 a 0 no Via Del Mare. Para ficar ainda melhor, o Foggia perdeu e reassumimos a liderança, agora dois pontos na frente deles.

Em seguida, conseguimos um empate razoável em 1 a 1 com o Siracusa fora de casa e derrotamos o Melfi por 1 a 0.

Fechando o mês, viajamos até Francavilla para encarar o Virtus. Começamos bem, com o volante Maimone abrindo o placar após ótimo passe de El Idrissi, e Marconi ampliando de cabeça após cruzamento perfeito do lateral De Santis. Tudo resolvido? Nada disso. Alessandro marcou dois gols - o primeiro de cabeça, o segundo em um lindo chute de longe - e empatou um jogo que parecia ganho. Gritei para encorajar meus jogadores e eles parecem ter ouvido: em rápido conta-ataque, Arrigoni lançou Pacilli nas costas da zaga; o ponta foi à linha de fundo e cruzou para Marconi fazer o gol da vitória.
 

JeWOBsckVrQ4P1_f_A803oh6m5F3decjBVtqtSAe


Assim, fechamos março com três vitórias e um empate, espantando de vez a má fase.
 

SMxJlMxARMHE52eSEvyV9Cddz8akGY4SzVnsKkwQ


A boa sequência nos garantiu a liderança isolada do campeonato, quatro pontos a frente do Foggia.
 

o5yw5lwSYWnFdAhrfmieCeJm9gTA90GjeMQOZJjV


A briga pelo título deve ficar mesmo entre Lecce e Foggia, embora o Cosenza Calcio também tenha entrado na briga. Como não há mais confrontos diretos daqui até o final do campeonato, vai ganhar quem errar menos nas últimas sete rodadas.

Pelo andar da carruagem, temos grandes chances de levantar a taça diante da nossa torcida, contra o Catanzaro, na última rodada. Pode até acontecer antes, mas aí não dependemos apenas de nós mesmos.
 

nica6qMx5_Y2E8K0HY16elJVOkRgkKQYG4jCzcjT


Em relação á formação, enfim consegui fazer os atacantes renderem mais ao utilizá-los como Ponta de Lança (Centroavante). Atuando dessa forma eles têm participado mais do jogo, pois ficam mais perto do gol e têm mais chance de quebrar as retrancas adversárias. Também troquei o Armador Recuado - Apoiar por um Médio Area-a-Area, que tem mais presença e chegada ao ataque, e o time correspondeu em campo.

Ainda estou em dúvida se mantenho um dos pontas como Extremo ou fico com dois Atacantes Interiores, estou observando o comportamento em campo para poder decidir.
 

ka7YPNJ_yEKwBi6ia7zFgKyoYRM2dfgPLuPmdEIH

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Lanko

Boa fase. A queda de rendimento o fez perder a liderança por um momento, mas logo conseguiu recuperar o time e a reassumiu. Quatro pontos é uma boa vantagem.

Os dois times bem similares tanto no ataque quanto na defesa. Eles perderam menos mas empataram muito mais. Olho aberto.

Vai pegar o quarto colocado, um na zona de rebaixamento e depois times no meio da tabela. Acho que deu até sorte, os times na zona de baixo normalmente trocar o treinador e começam a reagir causando aqueles choques de resultados. Os no meio costumam estar "mal acostumados" e ao mesmo tempo sem muitas pretensões.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
DiegoCosta7

@Tsuru, como sempre mais uma boa história, eu não acompanhei muito o Projeto Nacional, mas até onde pude ver, é uma excelente história...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
marciof89

Legal saber que tá conseguindo fazer a formação funcionar. Pela formação, talvez um extremo seja bom sim, ou até os 2 como extremos, já testou isso?

No mais vai disparando na liderança e já tem uma gordura acumulada de 4 pontos, mas qualquer derrapada pode ser fatal. Todo cuidado é pouco. Eu sempre acho ruim não enfrentar os concorrentes diretos na reta final, a gente fica muito preso tendo que torcer contra os adversários até o fim hahahha

Boa sorte no fim da temporada!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
LC

Gostei do desafio meu amigo. Lecce é um bom clube para iniciar um save.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • Henrique M.
      Por Henrique M.
      Reflexões, ponderações e filosofias
      Antes de falar do save em si, queria aproveitar o espaço para fazer um desabafo. Parece que a cada novo FM que surge eu vou perdendo cada vez mais o contato que eu tinha com o jogo no passado, mas vejo alguns exemplos de pessoas na mesma faixa de idade, mesma faixa de afazeres ou até em faixa maiores, jogando e tendo a boa e velha conexão com o jogo. Não sei se posso culpar o jogo em si ou culpar o jogo com relação a mim. Poderia ser pessoal, mas recentemente venho me divertindo no Football Manager 2008 e poderia facilmente migrar para o Football Manager Touch, que foi minha grande empolgação com um save, tirando os playoffs de promoção com o Santarcangelo. Então acredito que o problema não é do jogo, nem da minha relação com o jogo. É do que eu quero ver acontecendo no jogo.
      Infelizmente eu escolhi um desafio que o jogo não estava disposto a aceitar nas minhas condições, era possível, mas eu precisava aceitar as condições que o jogo impunha e isso não era o suficiente, eu precisava de mais e não aguentava ver o resultado do que eu queria dentro de campo. Não ligo para derrotas, para os percalços, desde que eles ocorram com meu time atuando da maneira pela qual ele foi desenhado para atuar. Se eu me comprometo com a retranca, tenho que estar ciente do que ela causa, se eu me comprometo com o jogo ofensivo, tenho que estar ciente do que ele causa e assim por diante. A questão é que eu me comprometi com uma coisa diferente, que era o líbero, não era uma questão de tática, não era uma questão de estilo de jogo. Era uma questão de trazer uma função morta para o FM e fazê-la funcionar tanto defensivamente quanto ofensivamente, mas isso limitava meu estilo de jogo a ser puramente defensivo ou contra-ofensivo. E as equipes que tiveram grandes líberos ofensivos não jogavam exclusivamente assim e muitas poderiam ser descritas como equipes fluidas e ofensivas.
      Eu passei do estágio de querer ver um desafio impossível sendo feito por mim, passei do estágio de querer acumular títulos e fazer grandes saves em termos de troféus e vitórias. Tive um dos maiores prazeres no FM 2015 com uma equipe que ganhou 3 italianos em umas 15 temporadas, perdeu 2 vezes a Champions e até hoje sinto saudades desses momentos, pois ali eu não estava construindo a minha dinastia, ali eu estava construindo uma história em conjunto com um clube. Tinha aquele apego, tinha aquela paixão de transformar o mundo do futebol. E esse é um problema grande, não consigo fazer igual a maioria das pessoas e escolher um save simples, seguro e que seja factível de se encerrar. Eu quero o desafio de modificar a história, criar momentos que só o FM proporciona e isso acredito que vem dificultando o processo de jogar FM.
      Desafabo feito, hora de seguir adiante e tentar mais uma vez. Se falharmos, levantamos, sacudimos a poeira e tentamos de novo.
      Introdução
      No Football Manager 2014 eu tentei aquele desafio impossível, meu grande feito até hoje foi conquistar a Champions League com o Rangers da Escócia no FM 2012. Por isso, decidi apimentar as coisas e buscar o título da Champions League com outro clube britânico, só que dessa vez advindo da Irlanda. Foram lindas 12 temporadas com 10 títulos nacionais, 9 deles consecutivos e incontáveis títulos nas copas domésticas, transformando o Shamrock Rovers no maior vencedor de todas as competições irlandesas. Em nível continental, realizamos o feito que o Dundalk realizou nessa temporada, ao se tornar o primeiro clube irlandês a participar de uma fase de grupos de uma competição europeia e fomos além, chegamos até as oitavas-de-final da Champions em uma ocasião e participamos por 3 ou 4 vezes do mata-mata da Liga Europa. Porém, apesar de nunca sequer estar perto de alcançar o único objetivo do save, transformei o Shamrock Rovers, mas isso não foi o suficiente para alavancar o futebol irlandês e sem a alavancagem do futebol irlandês seria impossível chegar até o objetivo do save. Eu me frustrei com isso, encerrei o save, depois me arrependi, mas a decisão já estava feita. Contudo, nesse save desenvolvi jogadores, criei ícones e lendas do clube, inclusive consegui segurar uma gigante promessa irlandesa por mais de 10 temporadas na equipe, fazendo com que um jogador da base se tornasse um importante jogador da história da equipe. E eram essas pequenas coisas que seguravam o save, mas infelizmente, ele estaria fadado a nunca dar certo da maneira que eu gostaria.
      Por isso, no ano passado, o ggpofm traduziu e adaptou um texto sobre como tornar uma liga competitiva e eu decidi que era hora de tentar realizar o impossível novamente, porém eu incuti no erro de começar o jogo no FM 2014 e comparar as duas histórias e é óbvio que isso deu errado, pois eu me frustrava com o que ocorria e olhava e comparava com o que havia sido feito e me perguntava o que estava acontecendo e o que estava sendo feito de errado, até o ponto em que eu comecei a tentar emular as decisões do passado. Isso ruiu a tentativa.
      É hora de aprender com o passado e recomeçar um desafio diferente que é transformar uma liga com um desafio do passado, a busca do impossível. Sinceramente, espero que seja esse o combustível necessário, pois o fato de querer continuar participando ativamente da área me fez retornar rapidamente com uma história. Quando não estou contando um save, a atenção que dou a área é totalmente diferente e sinceramente, como é uma área que pulsa numa vibração interessante e revigorante, acho injusto comigo mesmo não estar aqui, mesmo que o preço seja mais uma história inacabada.
      Objetivo
      Conquistar a Champions League com o Shamrock Rovers Regras do save
      Se o jogador não serve mais para o Shamrock Rovers, a prioridade é repassá-lo para uma equipe irlandesa, mesmo que isso signifique aceitar uma oferta menor ou perder o jogador de graça. Não contratar destaques de outras equipes irlandesas. Buscar repatriar jogadores irlandeses de ligas estrangeiras. Buscar contratar jovens promessas de equipes irlandesas, com o propósito de acelerar a evolução do mesmo. Buscar antecipar a concorrência externa pelos principais jogadores da liga, evitando que jogadores de bom nível ou alto potencial saiam do país. (A única condição que permite contratar um jogador adversário que seja importante para o clube) Caso alguma nova necessidade vá surgindo, irei informar num post e adicionar aqui Histórico
      2017 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado na 1ª rodada qualificatória da Europa League
      2018 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado no Playoff dos campeões da Champions League, 4º lugar no Grupo K da Europa League
      2019 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Cup, 4º colocado no Grupo C da Champions League
      2020 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, eliminado na 3ª Qualificatória da Champions League e nos Playoffs da Europa League
      2021 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup e 4º colocado no Grupo C da Champions League
      2022 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º colocado no Grupo H da Champions League
      2023 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 2º colocado no Grupo J da Europa League
      2024 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup, eliminado nos 32-avos-de-final da Europa League e 3º colocado no grupo G da Champions League
      2025 - 2º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, eliminado nos 32-avos-de-final da Europa League e 4º colocado no grupo B da Champions League
      2026 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º colocado no Grupo L da Europa League
      2027 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup e 3º colocado no Grupo H da Champions League
      2028 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup e eliminado nas oitavas-de-final da Europa League e 3º colocado no Grupo E da Champions League
      2029 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado nos 32-avos de final da Europa League, 4º lugar no Grupo A da Champions League
      2030 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º lugar no Grupo C da Champions League
      2031 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup e 2º lugar no Grupo H da Champions League
      2032 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2031/2032  e 2º lugar no Grupo F da Champions League 2032/2033
      2033 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2032/2033 e 3º lugar no Grupo G da Champions League 2033/2034
      2034 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas quartas-de-final da Europa League 2033/2034 e 3º lugar no Grupo C da Champions League 2034/2035
      2035 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da Europa League 2034/2035, Campeão da Super Copa da UEFA 2035 e 1º lugar no Grupo H da Champions League 2035/2036
      2036 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2035/2036 e 3º lugar no Grupo E da Champions League 2036/2037
      2037 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, 4º lugar no grupo C da Champions League 2037/2038
      2038 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, 3º lugar no Grupo F da Champions League 2038/2039
      Histórico de posts
      Shamrock Rovers e Irlanda A primeira pré-temporada Algumas surpresas na tabela Liderança na Irlanda, decepção na Europa Vantagem é sempre importante A baciada fica para o meio do ano Uma temporada mais competitiva Irlanda x Escócia Celtic Park, Olympiyskyi, Vélodrome e King Power Stadium 3 contratações, 32 despedidas Enfim mediremos força com o Dundalk? Onde os outros perdem, nós vencemos Um empate que vale por duas temporadas e meia Em time que está ganhando não se mexe? Mais um voo solo? Dois patetas, as traves e um muro espanhol Em terra de irlandês, quem é Shamrock, é rei! As primeiras cifras em reforços Um começo de temporada inédito 166 convocações no elenco Os desafios financeiros da Irlanda Um estádio para chamar de nosso Alguém parará o Shamrock Rovers? Muita movimentação no Tallaght Uma Irlanda que dá trabalho O retorno do atacante solitário Falta embalar Uma chance inesperada Deem um pouco mais de crédito para a Liga Irlandesa Vendas milionárias Sentimos sua falta, O’Brien! Gribbinaldinho Fenômeno! A 5ª maior instituição da Irlanda Remodelagem tática A melhor campanha da história do primeiro turno Na perseguição do Cork City Verde é a cor da Irlanda Um vacilo milionário A melhor campanha da história do primeiro turno – Parte 2 Mais Irlanda na Europa Forde, por que faz isso comigo? Batemos a marca de 2 milhões Um carrossel verde e branco Simplesmente avassalador! Um péssimo ano para ser Bohemian Um mercado prolífico Um novo concorrente no horizonte? Eurocopa 2028 A solução que veio e que foi Chora, Allegri! Reaprendendo a jogar Tudo conforme o script Dinamo Zagreb A única vez foi em 2017 O bom filho a casa torna Uma máquina chamada Conor Wilson Copa do Mundo 2030 Maldito sorteio da Champions League Uma abordagem renovada Poxa, UCD! Um dia ruim por turno O doce aroma da elite europeia De pontas para volante Uma noite irlandesa em Londres As dificuldades de ser maior que a liga irlandesa Meus jogadores são de um material superior Que venha o Lyon! Teremos um campeonato!? Segue o líder! A gente bem que tentou, mas o Cork não quis! Regulamento debaixo do braço Faltaram apenas 6 minutos Mais uma vaga na Champions League! Dosharaithe E estamos de volta A estrada até aqui... Real Madrid x Shamrock Rovers Super Copa da UEFA Green Stadium Uma homenagem à Conor Wilson Começo claudicante, mas final esperado O fim de duas eras Sob nova direção A Airtricity Premier League é uma das 10 maiores da Europa 20 anos de Danny Green Um campeonato que ainda está em aberto Vexatório! O plano quinquenal Zero gols, zero derrotas Uma nova era para o Hoops Tinha um italiano no meio do caminho Uma insípida janela de transferências
    • AlexVivas
      Por AlexVivas
      APRESENTAÇÃO
      Em primeiro lugar, quero pedir perdão a todos os amigos que leram, acompanharam, comentaram e me incentivaram em minhas sagas anteriores, que infelizmente não consegui êxito. Isso se deu devido a alguns fatores como: depressão devido a estresse (Transtorno de Ansiedade Generalizada), que sem tratamento evolui para a Síndrome de Burnout, discussões com a esposa que quase resultaram em divórcio, mudança de endereço e enrolação da operadora de internet e telefone, isso tudo resultando em um enorme desânimo para fazer qualquer coisa - até trabalhar - quanto mais jogar e postar.
      Ontem, dia em que a internet finalmente voltou, verifiquei que os "Meninos de Milão" e os "Atletas de Cristo" não estão mais disponíveis. Respirei fundo e me animei para compartilhar com vocês minha nova odisséia, que será maior e não menos emocionante que as outras. Estou me divertindo à beça, e espero transmitir a vocês isso.
      Minha inspiração para essa empreitada são 2 sagas daqui do nosso fórum que em minha opinião estão entre as mais espetaculares:
      O Mochileiro , do usuário @Luchín; Desafio Europa, do usuário @CCSantos; E a verdadeira saga do Alfabeto que se encontra no nosso "irmão" lusitano, o fórum FM Portugal: Alfabeto FC
      Li as 3 sagas - e recomendo - e então abri o Football Manager e voltei com força total !!
       DADOS DO SAVE
      Football Manager - Edição 2017, versão 17.3.1
      Base de Dados  - Megapack de ligas do Classen
      REGRAS DO SAVE
      Começar desempregado, e no nível mais baixo de treinador (sem licença, passado como jogador amador). Não há ordem de país, somente da letra inicial do nome; mudar de letra após ser campeão de TODOS os países da mesma. Ao finalizar a letra, reiniciar o Football Manager (recriar o técnico, com última licença e atributos, e se possível, com conquistas adquiridas), retornando à primeira temporada do jogo - exemplo: 2016 no FM 2017, 2017 no FM 2018. Ser campeão da 1ª Divisão do país selecionado; após o fim do campeonato, demitir-se caso não disputar copas. Se escolhido por um clube das Divisões abaixo da elite, seguir nesse clube até o topo e ser campeão; demissão como acima. Se disputar copas - por exemplo: Taça da Itália, Champions - seguir até ser eliminado/campeão. Se a mesma ocorrer após ser campeão da divisão principal, demitir-se somente depois de disputar a copa. Ao mudar de clube, contratar no máximo 3 jogadores do clube anterior. Se possível, melhorar o elenco e estruturas do clube no decorrer do tempo que ficar. OBJETIVO - Ser campeão da primeira divisão de TODOS os países do mundo.  NAVEGUE POR AQUI
      1º Post = Introdução da Saga (chegada ao 1º país)
      Preparação = Config da Database, Treinador  
       Jennings Grenades United (Antígua e Barbuda)
      Temporada 2016/17
      ABFA Premier League       = 4º Lugar - qualificado para a ABFA Champions League ABFA Champions League = CAMPEÃO Temporada 2017/18
      ABFA Premier League       = vice-campeão - qualificado para a ABFA Champions League ABFA Champions League = BI-CAMPEÃO Temporada 2018/19
      ABFA Premier League       = CAMPEÃO - qualificado para a ABFA Champions League ABFA Champions League = TRI-CAMPEÃO Pós-Título:
      Coletiva de Imprensa do Fórum Manager
      Legado
      Férias I
      Atualização de Currículo + Roteiro de Viagem 
      Centro de Emprego
      U.E. Saint Julià (Andorra)
      Temporada 2019/20
      Primera Divisió   = 4º Lugar - qualificado para a UEFA Europa League Copa Constitució = Semi-Final Temporada 2020/21
      Primera Divisió            = 4º Lugar Copa Constitució          = 1ª Eliminatória UEFA Europa League  = 1ª Eliminatória Temporada 2021/22
      Primera Divisió = VICE-CAMPEÃO - qualificado para a UEFA Europa League Copa Contitució = Semi-Final Temporada 2022/23
      Primera Divisió            = CAMPEÃO - qualificado para a UEFA Champions League Copa Constitució         = Semi-Final UEFA Europa League = 1ª Eliminatória   Temporada 2023/24
      Primera Divisió                   = Não disputada Copa Constitució                = Não disputada UEFA Champions League = 2ª Fase de Qualificação Supertaça d'Andorra          = VICE-CAMPEÃO - derrotado pelo Lusitanos Coletiva do Fórum Manager = Parte 01  -  Parte 02
      Legado
       Férias II
      Roteiro de Viagem
      Atualização de Currículo + Centro de Emprego
      Desde já agradeço a todos que lerão, comentarão e principalmente se divertirão junto comigo !!
       Abraço !!
       
       
       
       
    • vinny_dp
      Por vinny_dp
      História
      Conhecida por muitos como terra natal de Napoleão (nascido pouco tempo após a anexação francesa), a Córsega é uma ilha situada no Mediterrâneo que pertence à França.
      A Córsega é uma ilha pequena, de pouco mais de oito mil e quinhentos quilômetros quadrados. Suas principais cidades são Bastia e Ajaccio, capital regional e, no total, a ilha tem cerca de trezentos e vinte mil habitantes.

      Ilha da Córsega
      Apesar de pertencente à França, a proximidade com a Itália e o fato de ter sido parte do Reino de Gênova de 1347 a 1769 (quando a ilha foi vendida aos franceses) ligaram a população de tal maneira aos italianos que foi necessário o uso de força militar para que se completasse a anexação.
      Dentre esse período de mais de 400 anos, a ilha foi independente por 14 anos (1755-1769) e sua constituição foi redigida em italiano e corso.

      Bandeira da Córsega
      Desde que se tornou território francês a ilha foi colocada sempre em segundo plano. Na década de 1950 cogitou-se a criação de uma base para testes nucleares no local, além de ter havido a imigração de um grande número de argelinos que fugiam da crise que levou a independência do país. Situações essas que desencadearam um forte sentimento nacionalista na Córsega, causando o confronto entre os partidários dessa causa e a polícia.
      Outro fator importante nessa questão é que o idioma corso não é ensinado nas escolas da ilha, por determinação do governo. Esses fatores combinados fazem com que a Córsega possua diversos grupos nacionalistas, nas mais variadas frentes de ação, desde da pacífica até a que faz uso de ataques terroristas.
      O futebol na ilha
      No futebol, a ilha é representada pela seleção da Córsega. No entanto ela participa de jogos apenas em caráter amador e não filiada a FIFA e a UEFA.
      Oficialmente, a seleção disputou apenas seis amistosos: o primeiro, em 1967, foi contra a França, país que administra a ilha; em 1998, um amistoso preparatório contra Camarões (vitória africana por 1 a 0); outro em 2009, contra o Congo; dois amistosos em 2010, contra Gabão e Bretanha, e o último foi em 2011, contra a Bulgária.
      Desde então, o selecionado fez apenas mais um amistoso, contra um combinado de jogadores internacionais, em 2012. Entre times de futebol, fez três partidas, contra Nice (1962), Stade de Reims (1963) e Juventus (1992).
      Sem estádio fixo, a seleção da Córsega manda seus jogos nos principais estádios da ilha (Armand Césari, em Bastia, François-Coty, em Ajaccio, e Ange Casanova, também em Ajaccio).
      Os principais clubes da Córsega são o GFC Ajaccio, que tem como maior feito a chegada as semis da Copa da França em 2011-2012, o AC Ajaccio que é bicampeão da Ligue 2 (1966-1967,2001-2002) e o SC Bastia, o mais bem-sucedido dos três, tendo conquistado uma Copa da França (1981), um bicampeonato da Ligue 2 (1967-1968, 2011-2012) e uma Supercopa da França (1972).
      O Save
      Depois de duas tentativas frustradas de emplacar uma história aqui, começo mais uma vez. Agora, quero fazer um save de clube, focado em um dos clubes da região, buscando seu desenvolvê-lo o máximo possível.
      Apesar de toda a tendência nacionalista do local, quero trazer uma proposta de agregação. Por isso, aceitarei no time jogadores de países que foram colônias francesas e hoje sofrem com a discriminação. 
      É claro que em termos de FM buscarei implementar essa ideia com coerência, mantendo uma maioria francesa.
    • PedroJr14
      Por PedroJr14
      Real Racing Club Santander, S.A.D.
      O clube da cidade de Santander teve sucesso relativo na Espanha, mantendo-se na primeira divisão do país em 15 das 16 temporadas entre 1996/97 e 2011/2012, só não esteve presente em 2001/02. Em todas essas temporadas em La Liga, o Racing superou a décima posição apenas uma vez, quando terminou em sexto na temporada 2007/08, ganhando assim a vaga continental. Los Verdiblancos terminaram em quarto, num grupo que continha Twente, Manchester City, Schalke e PSG, perdendo apenas um jogo e vencendo o Manchester City, que terminou na liderança do grupo. Conseguiram se manter na liga principal até 2011/12, quando começou a cair sucessivamente até chegar à Terceira Divisão, 2 anos mais tarde. O clube ensaiou uma reação em 2014/15, quando conseguiu o acesso para a Segunda Divisão, mas logo caiu de volta e até o presente não mais saiu de lá.

      O Racing Santander manda seus jogos no folclórico estádio El Sardinero, que tem capacidade para pouco mais de 22 mil espectadores. Entre os nomes que desfilaram por esse aconchegante estádio vestindo a camisa do Racing, estão: Felipe Melo (Palmeiras), Henrique (Corinthians), Ezequiel Garay (Valencia), Yossi Benayoun (ex-Chelsea e Liverpool), Giovanni Dos Santos (LA Galaxy), Sérgio Canales (ex-Real Madrid), Marcos Alonso (ex-Barcelona e A. Madrid, pai de Marcos Alonso do Chelsea) e Christian Stuani.

      Sem nunca ter conquistado um título de expressão, o Racing Santander caiu ao fundo do poço por causa de uma crise financeira e nunca mais conseguiu se reerguer. A saída do treinador Pedro Muntis para o Ponferradina e a falta de recursos para buscar um técnico fora de Santander, obrigaram o clube a promover o Técnico Marco Botín, que terá um contrato curto, de apenas 1 ano. O jovem treinador de 26 anos terá que provar o seu valor e o seu amor pelo clube da cidade.
       
      Objetivos
      [Secundários]
      - Subir de volta à La Liga
      - Ter um jogador convocado por uma seleção top 10 mundial
      - Fortalecer as estruturas das divisões de base do clube ao máximo
      - Construir um novo estádio, ou ampliar o Sardinero
      - Transformar ao menos 3 jogadores contratados por mim em lendas do clube

      [Primários]
      - Terminar acima do décimo lugar em La Liga
      - Chegar a uma competição continental
      - Vencer uma competição de nível nacional 
      - Vencer uma competição intercontinental
      - Ser Campeão Mundial de Clubes
      - Tornar-se uma lenda no clube
       
    • Edma
      Por Edma
      Pessoal tenho um save no FM com o Bayer Leverkusen onde resumidamente se tornamos uma potencia mundial e etc. Só q nosso estadio (a BayArena) só tem capacidade pra 30K de pessoas oq é muito pouco pra um time como o nosso, então eu sempre peço a diretoria pra construir um novo estadio e eles nunca aceitam alegando que sem um aumento de torcedores nao é viavel. Só q todos os anos vendemos TODOS os bilhetes da temporada, sempre lideramos a bundesliga em % de lotação e em lotações esgotadas, então alguém sabe oq eu tenho que fazer pra ter meu pedido aceito?

      obs: já sou um icone do clube, ja ganhei uma UCL e 4 Bundesligas, tenho 7 anos de casa e temos mais de 470M de euros em caixa. 
×