Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Tsuru

O Profeta de Fusignano - Haja coração, amigo! [04/03]

Recommended Posts

Danut

Havia dito na última atualização já que o time estava em ritmo para brigar por vaga continental. Depois desse período mantenho a mesma opinião. Acho que dá para sonhar com liga europa sim.

Esse jogo do 4 a 3 deve ter sido bem emocionante pro treinador. Foda é ver o time perder pênalti e levar o empate no minuto seguinte. Ainda bem que no fim conseguiu se recuperar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Herr Jones

Pra mim, a possibilidade de rebaixamento se extinguiu nesse período postado. O time tem mostrado um futebol de bom nível para uma equipe que acabou de retornar ao Calcio e é capaz, inclusive, de abocanhar uma vaga na Liga Europa embora seja difícil já que enfrentará alguns gigantes na reta final. De qualquer forma, é uma temporada louvável para o Lecce nessa volta à elite italiana.

Gostei que renovou com o Cutrone, já que ele é um dos grandes nomes do clube nesse renascimento do clube. Só achei a multa rescisória um pouco baixa pra um jogador do nível dele.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru
14 horas atrás, Danut disse:

Havia dito na última atualização já que o time estava em ritmo para brigar por vaga continental. Depois desse período mantenho a mesma opinião. Acho que dá para sonhar com liga europa sim.

Esse jogo do 4 a 3 deve ter sido bem emocionante pro treinador. Foda é ver o time perder pênalti e levar o empate no minuto seguinte. Ainda bem que no fim conseguiu se recuperar.

Sonhar não custa nada hehehe. Mas, ao mesmo tempo, acho difícil conseguir uma vaga continental sem roubar pontos dos gigantes italianos. O mais legal disso tudo é ser cotado para essa vaga quando a expectativa geral era ficar fora do Z3. 

Quase pulei da cadeira contra o Perugia hehehe...primeiro pelo Fabbro ter perdido o pênalti, que poderia ter decidido ali o jogo, e logo depois, eles empataram em dois lances. A sorte é que conseguimos fazer o quarto gol. Esse jogo é importante numa análise da temporada como um todo, voltarei a ele no momento certo.

Obrigado Danut!

8 horas atrás, Herr Jones disse:

Pra mim, a possibilidade de rebaixamento se extinguiu nesse período postado. O time tem mostrado um futebol de bom nível para uma equipe que acabou de retornar ao Calcio e é capaz, inclusive, de abocanhar uma vaga na Liga Europa embora seja difícil já que enfrentará alguns gigantes na reta final. De qualquer forma, é uma temporada louvável para o Lecce nessa volta à elite italiana.

Gostei que renovou com o Cutrone, já que ele é um dos grandes nomes do clube nesse renascimento do clube. Só achei a multa rescisória um pouco baixa pra um jogador do nível dele.

De fato, ficou remoto mesmo, ainda que não possa ser totalmente descartado. O que me deixa mais tranquilo é que, como você comentou, o time tem jogado bem, então não é como se ganhássemos na sorte ou numa bola parada. Isso às vezes é mais importante do que os resultados em si, que dependem de outros fatores.

Eu não quis colocar uma multa rescisória muito alta para facilitar a assinatura da renovação, porque tirei algumas cláusulas que ele queria (como bônus de suplente não utilizado, por exemplo). Achei que, para o nosso nível atual, 15 milhões de euros por um jogador é um valor bastante alto, considerando que nossas maiores vendas foram na casa de 1 milhão de euros, mais ou menos. Fico mais tranquilo também porque não houve qualquer interesse nele até agora, nem mesmo quando o contrato dele com o Milan estava expirando. 

Obrigado Herr Jones!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Vannces

Lendo atenciosamente, vejo que a homenagem é merecida, o
cara é um dos grandes do futebol mundial, com o Milan
fez história, com a itália, fez mais do que podia.
Sobre o clube, achei muito interessante a história, o
vídeo da galera dá um chave à narrativa e começar na
terceira divisão é realmente um desafio, mas buscou logo
de cara melhorar a equipe, já que a considerou
desbalanceada.
É um sonho para o treinador poder ter 12 jogadores no
banco para mexer durante a partida.
Com 11 rodadas, o time pareceu estar bem organizado,
boas vitórias e placares em sua maioria com no mínimo 2
gols no adversário. Melhor ainda o rendimento defensivo.
Manter a liderança na rodada 21 foi um bom indício de
trabalho coeso, embora tenha perdido um pouco na construção ofensiva. Como você disse, a mudança de
postura dos adversário explica a dificuldade em fazer
gols.
Com o título da série C, não teve o melhor ataque e nem
a melhor defesa, mas mostrou equilíbrio, o que lhe
rendeu o melhor saldo de gols da competição.
A pintura contra o Siracusa foi realmente um petardo.
Camisa igual a da seleção canarinho.

Para o início da série B, trouxe uma garotada para
crescer no clube. A dúvida quanto à tática escolhida é
um desafio grande mesmo. No início da competição parece
ter feito um bom trabalho, ficou na parte de cima da
tabela. Depois o time perdeu o rumo e precisou mexer
novamente na tática. Acho que foi o problema a ser
resolvido naquele momento sem dúvida. Ao final, para
piorar, a direção ainda te deixa com a grana curta para
salários.
A segunda temporada na Série B, mostrou que seu trabalho
de tentar colocar o time todo com italianos e holandes
chegou bem perto dos 100%.
Na temporada, precisou mexer na tática e eu teria feito
o mesmo, usar a mesma com a qual treinou o time na série
C.
Com a mudança na direção do clube, pouco na verdade muda
para o treinador, mas a equipe dentro de campo conseguiu
terminar a competição bem melhor que o ano anterior. No
inicio do ano tudo pareci desmoronar novamente, mas
acabou conseguindo manter um bom rendimento.

No início da temporada seguinte, 15 saídas e 17 entradas
foi uma mexida que assusta, mas as contas no azul foi um
grande passo para a estruturação do clube rumo a série
A.
Estranho que na competição nessa temporada, o time renda
melhor fora de casa que dentro de casa. Acho que os
adversário jogando no contra ataque acaba por atrapalhar
bastante o estilo de jogo do time. A sensação que dá, é
que no final, o time acabou conseguindo mais um passo,
uma melhor atuação e um quase acesso. O acesso pareceu
perto naquele momento.

Outra temporada e muitas mexidas no elenco novamente,
nesse caso, pareceu funcionar bem, pois o time conseguiu
disputar a ponta da tabela.
As mexidas táticas e nas instruções parece ser uma
constante no seu trabalho, o que mostra a tentativa de
tentar sempre melhorar, ou seja, nunca satisfeito e não
por acaso, acabou vindo o tão esperado título da série
B, mais uma vez com melhor saldo de gols.
Essa Juventus precisa mesmo ser freada e esse também
pode ser um dos seus objetivos, rsrs.
Começar a Série A confirmando a expectativa baixa é uma
boa tática para não sofrer enorme pressão. Tentar
negociar Rosso e Rossi me pareceu engraçado, parecia
nome de dupla sertaneja, mas na Itália? Rsrs.
Inter fazer parte do Grupo 2 na Itália é estranho, como eles cairam, sempre os vi como time de topo de liga no país.
O começo na competição foi o que se espera, mas sempre com preocupação, um deslize e tudo pode virar pressão.Na sequência, o time conseguiu se firmar com um futebol mais competitivo. 
cheguei à última postagem e posso dizer que curti bastante o que li, crescimento da equipe a cada momento, na copa o time não chegou a mostrar o mesmo sucesso. As transferências foram feitas em grande quantidade, mas esse é um tipo de trabalho que gosto de fazer também dessa forma. 
Enfim, a partir daqui, acompanharei sem dúvida. Parabéns pela escalada e pela posição na Série A. Boa sorte na sequência.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru
Em 08/03/2019 at 15:01, Vannces disse:

Lendo atenciosamente, vejo que a homenagem é merecida, o
cara é um dos grandes do futebol mundial, com o Milan
fez história, com a itália, fez mais do que podia.
Sobre o clube, achei muito interessante a história, o
vídeo da galera dá um chave à narrativa e começar na
terceira divisão é realmente um desafio, mas buscou logo
de cara melhorar a equipe, já que a considerou
desbalanceada.
É um sonho para o treinador poder ter 12 jogadores no
banco para mexer durante a partida.
Com 11 rodadas, o time pareceu estar bem organizado,
boas vitórias e placares em sua maioria com no mínimo 2
gols no adversário. Melhor ainda o rendimento defensivo.
Manter a liderança na rodada 21 foi um bom indício de
trabalho coeso, embora tenha perdido um pouco na construção ofensiva. Como você disse, a mudança de
postura dos adversário explica a dificuldade em fazer
gols.
Com o título da série C, não teve o melhor ataque e nem
a melhor defesa, mas mostrou equilíbrio, o que lhe
rendeu o melhor saldo de gols da competição.
A pintura contra o Siracusa foi realmente um petardo.
Camisa igual a da seleção canarinho.

Para o início da série B, trouxe uma garotada para
crescer no clube. A dúvida quanto à tática escolhida é
um desafio grande mesmo. No início da competição parece
ter feito um bom trabalho, ficou na parte de cima da
tabela. Depois o time perdeu o rumo e precisou mexer
novamente na tática. Acho que foi o problema a ser
resolvido naquele momento sem dúvida. Ao final, para
piorar, a direção ainda te deixa com a grana curta para
salários.
A segunda temporada na Série B, mostrou que seu trabalho
de tentar colocar o time todo com italianos e holandes
chegou bem perto dos 100%.
Na temporada, precisou mexer na tática e eu teria feito
o mesmo, usar a mesma com a qual treinou o time na série
C.
Com a mudança na direção do clube, pouco na verdade muda
para o treinador, mas a equipe dentro de campo conseguiu
terminar a competição bem melhor que o ano anterior. No
inicio do ano tudo pareci desmoronar novamente, mas
acabou conseguindo manter um bom rendimento.

No início da temporada seguinte, 15 saídas e 17 entradas
foi uma mexida que assusta, mas as contas no azul foi um
grande passo para a estruturação do clube rumo a série
A.
Estranho que na competição nessa temporada, o time renda
melhor fora de casa que dentro de casa. Acho que os
adversário jogando no contra ataque acaba por atrapalhar
bastante o estilo de jogo do time. A sensação que dá, é
que no final, o time acabou conseguindo mais um passo,
uma melhor atuação e um quase acesso. O acesso pareceu
perto naquele momento.

Outra temporada e muitas mexidas no elenco novamente,
nesse caso, pareceu funcionar bem, pois o time conseguiu
disputar a ponta da tabela.
As mexidas táticas e nas instruções parece ser uma
constante no seu trabalho, o que mostra a tentativa de
tentar sempre melhorar, ou seja, nunca satisfeito e não
por acaso, acabou vindo o tão esperado título da série
B, mais uma vez com melhor saldo de gols.
Essa Juventus precisa mesmo ser freada e esse também
pode ser um dos seus objetivos, rsrs.
Começar a Série A confirmando a expectativa baixa é uma
boa tática para não sofrer enorme pressão. Tentar
negociar Rosso e Rossi me pareceu engraçado, parecia
nome de dupla sertaneja, mas na Itália? Rsrs.
Inter fazer parte do Grupo 2 na Itália é estranho, como eles cairam, sempre os vi como time de topo de liga no país.
O começo na competição foi o que se espera, mas sempre com preocupação, um deslize e tudo pode virar pressão.Na sequência, o time conseguiu se firmar com um futebol mais competitivo. 
cheguei à última postagem e posso dizer que curti bastante o que li, crescimento da equipe a cada momento, na copa o time não chegou a mostrar o mesmo sucesso. As transferências foram feitas em grande quantidade, mas esse é um tipo de trabalho que gosto de fazer também dessa forma. 
Enfim, a partir daqui, acompanharei sem dúvida. Parabéns pela escalada e pela posição na Série A. Boa sorte na sequência.

Muito obrigado pelos comentários e elogios, Vannces. Acho que nem eu resumiria tão bem o save hehehe

Gosto bastante de contratar, mas sei que manter uma base ajuda no entrosamento, e tenho tentado fazer apenas o que de fato é necessário. Mesma coisa em relação à parte tática: mudar e tentar acertar, sim, mas sempre tentando manter uma coerência e com um objetivo definido, senão a coisa não vai.

Obrigado pelo comentário e por acompanhar!

||||||

Pessoal, ando meio sem rotina no trabalho e deve continuar assim nas próximas 2 semanas. Por isso é provável que até o início de abril as atualizações fiquem meio irregulares. Mas continuo jogando na medida do possível e vou tentar atualizar sempre que der.

Obrigado mais uma vez a todos que têm acompanhado e comentado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • AlexVivas
      Por AlexVivas
      APRESENTAÇÃO
      Em primeiro lugar, quero pedir perdão a todos os amigos que leram, acompanharam, comentaram e me incentivaram em minhas sagas anteriores, que infelizmente não consegui êxito. Isso se deu devido a alguns fatores como: depressão devido a estresse (Transtorno de Ansiedade Generalizada), que sem tratamento evolui para a Síndrome de Burnout, discussões com a esposa que quase resultaram em divórcio, mudança de endereço e enrolação da operadora de internet e telefone, isso tudo resultando em um enorme desânimo para fazer qualquer coisa - até trabalhar - quanto mais jogar e postar.
      Ontem, dia em que a internet finalmente voltou, verifiquei que os "Meninos de Milão" e os "Atletas de Cristo" não estão mais disponíveis. Respirei fundo e me animei para compartilhar com vocês minha nova odisséia, que será maior e não menos emocionante que as outras. Estou me divertindo à beça, e espero transmitir a vocês isso.
      Minha inspiração para essa empreitada são 2 sagas daqui do nosso fórum que em minha opinião estão entre as mais espetaculares:
      O Mochileiro , do usuário @Luchín; Desafio Europa, do usuário @CCSantos; E a verdadeira saga do Alfabeto que se encontra no nosso "irmão" lusitano, o fórum FM Portugal: Alfabeto FC
      Li as 3 sagas - e recomendo - e então abri o Football Manager e voltei com força total !!
       DADOS DO SAVE
      Football Manager - Edição 2017, versão 17.3.1
      Base de Dados  - Megapack de ligas do Classen
      REGRAS DO SAVE
      Começar desempregado, e no nível mais baixo de treinador (sem licença, passado como jogador amador). Não há ordem de país, somente da letra inicial do nome; mudar de letra após ser campeão de TODOS os países da mesma. Ao finalizar a letra, reiniciar o Football Manager (recriar o técnico, com última licença e atributos, e se possível, com conquistas adquiridas), retornando à primeira temporada do jogo - exemplo: 2016 no FM 2017, 2017 no FM 2018. Ser campeão da 1ª Divisão do país selecionado; após o fim do campeonato, demitir-se caso não disputar copas. Se escolhido por um clube das Divisões abaixo da elite, seguir nesse clube até o topo e ser campeão; demissão como acima. Se disputar copas - por exemplo: Taça da Itália, Champions - seguir até ser eliminado/campeão. Se a mesma ocorrer após ser campeão da divisão principal, demitir-se somente depois de disputar a copa. Ao mudar de clube, contratar no máximo 3 jogadores do clube anterior. Se possível, melhorar o elenco e estruturas do clube no decorrer do tempo que ficar. OBJETIVO - Ser campeão da primeira divisão de TODOS os países do mundo.  NAVEGUE POR AQUI
      1º Post = Introdução da Saga (chegada ao 1º país)
      Preparação = Config da Database, Treinador  
       Jennings Grenades United (Antígua e Barbuda)
      Temporada 2016/17
      ABFA Premier League       = 4º Lugar - qualificado para a ABFA Champions League ABFA Champions League = CAMPEÃO Temporada 2017/18
      ABFA Premier League       = vice-campeão - qualificado para a ABFA Champions League ABFA Champions League = BI-CAMPEÃO Temporada 2018/19
      ABFA Premier League       = CAMPEÃO - qualificado para a ABFA Champions League ABFA Champions League = TRI-CAMPEÃO Pós-Título:
      Coletiva de Imprensa do Fórum Manager
      Legado
      Férias I
      Atualização de Currículo + Roteiro de Viagem 
      Centro de Emprego
      U.E. Saint Julià (Andorra)
      Temporada 2019/20
      Primera Divisió   = 4º Lugar - qualificado para a UEFA Europa League Copa Constitució = Semi-Final Temporada 2020/21
      Primera Divisió            = 4º Lugar Copa Constitució          = 1ª Eliminatória UEFA Europa League  = 1ª Eliminatória Temporada 2021/22
      Primera Divisió = VICE-CAMPEÃO - qualificado para a UEFA Europa League Copa Contitució = Semi-Final Temporada 2022/23
      Primera Divisió            = CAMPEÃO - qualificado para a UEFA Champions League Copa Constitució         = Semi-Final UEFA Europa League = 1ª Eliminatória   Temporada 2023/24
      Primera Divisió                   = Não disputada Copa Constitució                = Não disputada UEFA Champions League = 2ª Fase de Qualificação Supertaça d'Andorra          = VICE-CAMPEÃO - derrotado pelo Lusitanos Coletiva do Fórum Manager = Parte 01  -  Parte 02
      Legado
       Férias II
      Roteiro de Viagem
      Atualização de Currículo + Centro de Emprego
      Desde já agradeço a todos que lerão, comentarão e principalmente se divertirão junto comigo !!
       Abraço !!
       
       
       
       
    • vinny_dp
      Por vinny_dp
      História
      Conhecida por muitos como terra natal de Napoleão (nascido pouco tempo após a anexação francesa), a Córsega é uma ilha situada no Mediterrâneo que pertence à França.
      A Córsega é uma ilha pequena, de pouco mais de oito mil e quinhentos quilômetros quadrados. Suas principais cidades são Bastia e Ajaccio, capital regional e, no total, a ilha tem cerca de trezentos e vinte mil habitantes.

      Ilha da Córsega
      Apesar de pertencente à França, a proximidade com a Itália e o fato de ter sido parte do Reino de Gênova de 1347 a 1769 (quando a ilha foi vendida aos franceses) ligaram a população de tal maneira aos italianos que foi necessário o uso de força militar para que se completasse a anexação.
      Dentre esse período de mais de 400 anos, a ilha foi independente por 14 anos (1755-1769) e sua constituição foi redigida em italiano e corso.

      Bandeira da Córsega
      Desde que se tornou território francês a ilha foi colocada sempre em segundo plano. Na década de 1950 cogitou-se a criação de uma base para testes nucleares no local, além de ter havido a imigração de um grande número de argelinos que fugiam da crise que levou a independência do país. Situações essas que desencadearam um forte sentimento nacionalista na Córsega, causando o confronto entre os partidários dessa causa e a polícia.
      Outro fator importante nessa questão é que o idioma corso não é ensinado nas escolas da ilha, por determinação do governo. Esses fatores combinados fazem com que a Córsega possua diversos grupos nacionalistas, nas mais variadas frentes de ação, desde da pacífica até a que faz uso de ataques terroristas.
      O futebol na ilha
      No futebol, a ilha é representada pela seleção da Córsega. No entanto ela participa de jogos apenas em caráter amador e não filiada a FIFA e a UEFA.
      Oficialmente, a seleção disputou apenas seis amistosos: o primeiro, em 1967, foi contra a França, país que administra a ilha; em 1998, um amistoso preparatório contra Camarões (vitória africana por 1 a 0); outro em 2009, contra o Congo; dois amistosos em 2010, contra Gabão e Bretanha, e o último foi em 2011, contra a Bulgária.
      Desde então, o selecionado fez apenas mais um amistoso, contra um combinado de jogadores internacionais, em 2012. Entre times de futebol, fez três partidas, contra Nice (1962), Stade de Reims (1963) e Juventus (1992).
      Sem estádio fixo, a seleção da Córsega manda seus jogos nos principais estádios da ilha (Armand Césari, em Bastia, François-Coty, em Ajaccio, e Ange Casanova, também em Ajaccio).
      Os principais clubes da Córsega são o GFC Ajaccio, que tem como maior feito a chegada as semis da Copa da França em 2011-2012, o AC Ajaccio que é bicampeão da Ligue 2 (1966-1967,2001-2002) e o SC Bastia, o mais bem-sucedido dos três, tendo conquistado uma Copa da França (1981), um bicampeonato da Ligue 2 (1967-1968, 2011-2012) e uma Supercopa da França (1972).
      O Save
      Depois de duas tentativas frustradas de emplacar uma história aqui, começo mais uma vez. Agora, quero fazer um save de clube, focado em um dos clubes da região, buscando seu desenvolvê-lo o máximo possível.
      Apesar de toda a tendência nacionalista do local, quero trazer uma proposta de agregação. Por isso, aceitarei no time jogadores de países que foram colônias francesas e hoje sofrem com a discriminação. 
      É claro que em termos de FM buscarei implementar essa ideia com coerência, mantendo uma maioria francesa.
    • PedroJr14
      Por PedroJr14
      Real Racing Club Santander, S.A.D.
      O clube da cidade de Santander teve sucesso relativo na Espanha, mantendo-se na primeira divisão do país em 15 das 16 temporadas entre 1996/97 e 2011/2012, só não esteve presente em 2001/02. Em todas essas temporadas em La Liga, o Racing superou a décima posição apenas uma vez, quando terminou em sexto na temporada 2007/08, ganhando assim a vaga continental. Los Verdiblancos terminaram em quarto, num grupo que continha Twente, Manchester City, Schalke e PSG, perdendo apenas um jogo e vencendo o Manchester City, que terminou na liderança do grupo. Conseguiram se manter na liga principal até 2011/12, quando começou a cair sucessivamente até chegar à Terceira Divisão, 2 anos mais tarde. O clube ensaiou uma reação em 2014/15, quando conseguiu o acesso para a Segunda Divisão, mas logo caiu de volta e até o presente não mais saiu de lá.

      O Racing Santander manda seus jogos no folclórico estádio El Sardinero, que tem capacidade para pouco mais de 22 mil espectadores. Entre os nomes que desfilaram por esse aconchegante estádio vestindo a camisa do Racing, estão: Felipe Melo (Palmeiras), Henrique (Corinthians), Ezequiel Garay (Valencia), Yossi Benayoun (ex-Chelsea e Liverpool), Giovanni Dos Santos (LA Galaxy), Sérgio Canales (ex-Real Madrid), Marcos Alonso (ex-Barcelona e A. Madrid, pai de Marcos Alonso do Chelsea) e Christian Stuani.

      Sem nunca ter conquistado um título de expressão, o Racing Santander caiu ao fundo do poço por causa de uma crise financeira e nunca mais conseguiu se reerguer. A saída do treinador Pedro Muntis para o Ponferradina e a falta de recursos para buscar um técnico fora de Santander, obrigaram o clube a promover o Técnico Marco Botín, que terá um contrato curto, de apenas 1 ano. O jovem treinador de 26 anos terá que provar o seu valor e o seu amor pelo clube da cidade.
       
      Objetivos
      [Secundários]
      - Subir de volta à La Liga
      - Ter um jogador convocado por uma seleção top 10 mundial
      - Fortalecer as estruturas das divisões de base do clube ao máximo
      - Construir um novo estádio, ou ampliar o Sardinero
      - Transformar ao menos 3 jogadores contratados por mim em lendas do clube

      [Primários]
      - Terminar acima do décimo lugar em La Liga
      - Chegar a uma competição continental
      - Vencer uma competição de nível nacional 
      - Vencer uma competição intercontinental
      - Ser Campeão Mundial de Clubes
      - Tornar-se uma lenda no clube
       
    • Henrique M.
      Por Henrique M.
      Reflexões, ponderações e filosofias
      Antes de falar do save em si, queria aproveitar o espaço para fazer um desabafo. Parece que a cada novo FM que surge eu vou perdendo cada vez mais o contato que eu tinha com o jogo no passado, mas vejo alguns exemplos de pessoas na mesma faixa de idade, mesma faixa de afazeres ou até em faixa maiores, jogando e tendo a boa e velha conexão com o jogo. Não sei se posso culpar o jogo em si ou culpar o jogo com relação a mim. Poderia ser pessoal, mas recentemente venho me divertindo no Football Manager 2008 e poderia facilmente migrar para o Football Manager Touch, que foi minha grande empolgação com um save, tirando os playoffs de promoção com o Santarcangelo. Então acredito que o problema não é do jogo, nem da minha relação com o jogo. É do que eu quero ver acontecendo no jogo.
      Infelizmente eu escolhi um desafio que o jogo não estava disposto a aceitar nas minhas condições, era possível, mas eu precisava aceitar as condições que o jogo impunha e isso não era o suficiente, eu precisava de mais e não aguentava ver o resultado do que eu queria dentro de campo. Não ligo para derrotas, para os percalços, desde que eles ocorram com meu time atuando da maneira pela qual ele foi desenhado para atuar. Se eu me comprometo com a retranca, tenho que estar ciente do que ela causa, se eu me comprometo com o jogo ofensivo, tenho que estar ciente do que ele causa e assim por diante. A questão é que eu me comprometi com uma coisa diferente, que era o líbero, não era uma questão de tática, não era uma questão de estilo de jogo. Era uma questão de trazer uma função morta para o FM e fazê-la funcionar tanto defensivamente quanto ofensivamente, mas isso limitava meu estilo de jogo a ser puramente defensivo ou contra-ofensivo. E as equipes que tiveram grandes líberos ofensivos não jogavam exclusivamente assim e muitas poderiam ser descritas como equipes fluidas e ofensivas.
      Eu passei do estágio de querer ver um desafio impossível sendo feito por mim, passei do estágio de querer acumular títulos e fazer grandes saves em termos de troféus e vitórias. Tive um dos maiores prazeres no FM 2015 com uma equipe que ganhou 3 italianos em umas 15 temporadas, perdeu 2 vezes a Champions e até hoje sinto saudades desses momentos, pois ali eu não estava construindo a minha dinastia, ali eu estava construindo uma história em conjunto com um clube. Tinha aquele apego, tinha aquela paixão de transformar o mundo do futebol. E esse é um problema grande, não consigo fazer igual a maioria das pessoas e escolher um save simples, seguro e que seja factível de se encerrar. Eu quero o desafio de modificar a história, criar momentos que só o FM proporciona e isso acredito que vem dificultando o processo de jogar FM.
      Desafabo feito, hora de seguir adiante e tentar mais uma vez. Se falharmos, levantamos, sacudimos a poeira e tentamos de novo.
      Introdução
      No Football Manager 2014 eu tentei aquele desafio impossível, meu grande feito até hoje foi conquistar a Champions League com o Rangers da Escócia no FM 2012. Por isso, decidi apimentar as coisas e buscar o título da Champions League com outro clube britânico, só que dessa vez advindo da Irlanda. Foram lindas 12 temporadas com 10 títulos nacionais, 9 deles consecutivos e incontáveis títulos nas copas domésticas, transformando o Shamrock Rovers no maior vencedor de todas as competições irlandesas. Em nível continental, realizamos o feito que o Dundalk realizou nessa temporada, ao se tornar o primeiro clube irlandês a participar de uma fase de grupos de uma competição europeia e fomos além, chegamos até as oitavas-de-final da Champions em uma ocasião e participamos por 3 ou 4 vezes do mata-mata da Liga Europa. Porém, apesar de nunca sequer estar perto de alcançar o único objetivo do save, transformei o Shamrock Rovers, mas isso não foi o suficiente para alavancar o futebol irlandês e sem a alavancagem do futebol irlandês seria impossível chegar até o objetivo do save. Eu me frustrei com isso, encerrei o save, depois me arrependi, mas a decisão já estava feita. Contudo, nesse save desenvolvi jogadores, criei ícones e lendas do clube, inclusive consegui segurar uma gigante promessa irlandesa por mais de 10 temporadas na equipe, fazendo com que um jogador da base se tornasse um importante jogador da história da equipe. E eram essas pequenas coisas que seguravam o save, mas infelizmente, ele estaria fadado a nunca dar certo da maneira que eu gostaria.
      Por isso, no ano passado, o ggpofm traduziu e adaptou um texto sobre como tornar uma liga competitiva e eu decidi que era hora de tentar realizar o impossível novamente, porém eu incuti no erro de começar o jogo no FM 2014 e comparar as duas histórias e é óbvio que isso deu errado, pois eu me frustrava com o que ocorria e olhava e comparava com o que havia sido feito e me perguntava o que estava acontecendo e o que estava sendo feito de errado, até o ponto em que eu comecei a tentar emular as decisões do passado. Isso ruiu a tentativa.
      É hora de aprender com o passado e recomeçar um desafio diferente que é transformar uma liga com um desafio do passado, a busca do impossível. Sinceramente, espero que seja esse o combustível necessário, pois o fato de querer continuar participando ativamente da área me fez retornar rapidamente com uma história. Quando não estou contando um save, a atenção que dou a área é totalmente diferente e sinceramente, como é uma área que pulsa numa vibração interessante e revigorante, acho injusto comigo mesmo não estar aqui, mesmo que o preço seja mais uma história inacabada.
      Objetivo
      Conquistar a Champions League com o Shamrock Rovers Regras do save
      Se o jogador não serve mais para o Shamrock Rovers, a prioridade é repassá-lo para uma equipe irlandesa, mesmo que isso signifique aceitar uma oferta menor ou perder o jogador de graça. Não contratar destaques de outras equipes irlandesas. Buscar repatriar jogadores irlandeses de ligas estrangeiras. Buscar contratar jovens promessas de equipes irlandesas, com o propósito de acelerar a evolução do mesmo. Buscar antecipar a concorrência externa pelos principais jogadores da liga, evitando que jogadores de bom nível ou alto potencial saiam do país. (A única condição que permite contratar um jogador adversário que seja importante para o clube) Caso alguma nova necessidade vá surgindo, irei informar num post e adicionar aqui Histórico
      2017 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado na 1ª rodada qualificatória da Europa League
      2018 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado no Playoff dos campeões da Champions League, 4º lugar no Grupo K da Europa League
      2019 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Cup, 4º colocado no Grupo C da Champions League
      2020 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, eliminado na 3ª Qualificatória da Champions League e nos Playoffs da Europa League
      2021 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup e 4º colocado no Grupo C da Champions League
      2022 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º colocado no Grupo H da Champions League
      2023 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 2º colocado no Grupo J da Europa League
      2024 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup, eliminado nos 32-avos-de-final da Europa League e 3º colocado no grupo G da Champions League
      2025 - 2º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, eliminado nos 32-avos-de-final da Europa League e 4º colocado no grupo B da Champions League
      2026 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º colocado no Grupo L da Europa League
      2027 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup e 3º colocado no Grupo H da Champions League
      2028 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup e eliminado nas oitavas-de-final da Europa League e 3º colocado no Grupo E da Champions League
      2029 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado nos 32-avos de final da Europa League, 4º lugar no Grupo A da Champions League
      2030 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º lugar no Grupo C da Champions League
      2031 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup e 2º lugar no Grupo H da Champions League
      2032 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2031/2032  e 2º lugar no Grupo F da Champions League 2032/2033
      2033 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2032/2033 e 3º lugar no Grupo G da Champions League 2033/2034
      2034 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas quartas-de-final da Europa League 2033/2034 e 3º lugar no Grupo C da Champions League 2034/2035
      2035 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da Europa League 2034/2035, Campeão da Super Copa da UEFA 2035 e 1º lugar no Grupo H da Champions League 2035/2036
      2036 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2035/2036 e 3º lugar no Grupo E da Champions League 2036/2037
      2037 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, 4º lugar no grupo C da Champions League 2037/2038
      2038 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, 3º lugar no Grupo F da Champions League 2038/2039
      Histórico de posts
      Shamrock Rovers e Irlanda A primeira pré-temporada Algumas surpresas na tabela Liderança na Irlanda, decepção na Europa Vantagem é sempre importante A baciada fica para o meio do ano Uma temporada mais competitiva Irlanda x Escócia Celtic Park, Olympiyskyi, Vélodrome e King Power Stadium 3 contratações, 32 despedidas Enfim mediremos força com o Dundalk? Onde os outros perdem, nós vencemos Um empate que vale por duas temporadas e meia Em time que está ganhando não se mexe? Mais um voo solo? Dois patetas, as traves e um muro espanhol Em terra de irlandês, quem é Shamrock, é rei! As primeiras cifras em reforços Um começo de temporada inédito 166 convocações no elenco Os desafios financeiros da Irlanda Um estádio para chamar de nosso Alguém parará o Shamrock Rovers? Muita movimentação no Tallaght Uma Irlanda que dá trabalho O retorno do atacante solitário Falta embalar Uma chance inesperada Deem um pouco mais de crédito para a Liga Irlandesa Vendas milionárias Sentimos sua falta, O’Brien! Gribbinaldinho Fenômeno! A 5ª maior instituição da Irlanda Remodelagem tática A melhor campanha da história do primeiro turno Na perseguição do Cork City Verde é a cor da Irlanda Um vacilo milionário A melhor campanha da história do primeiro turno – Parte 2 Mais Irlanda na Europa Forde, por que faz isso comigo? Batemos a marca de 2 milhões Um carrossel verde e branco Simplesmente avassalador! Um péssimo ano para ser Bohemian Um mercado prolífico Um novo concorrente no horizonte? Eurocopa 2028 A solução que veio e que foi Chora, Allegri! Reaprendendo a jogar Tudo conforme o script Dinamo Zagreb A única vez foi em 2017 O bom filho a casa torna Uma máquina chamada Conor Wilson Copa do Mundo 2030 Maldito sorteio da Champions League Uma abordagem renovada Poxa, UCD! Um dia ruim por turno O doce aroma da elite europeia De pontas para volante Uma noite irlandesa em Londres As dificuldades de ser maior que a liga irlandesa Meus jogadores são de um material superior Que venha o Lyon! Teremos um campeonato!? Segue o líder! A gente bem que tentou, mas o Cork não quis! Regulamento debaixo do braço Faltaram apenas 6 minutos Mais uma vaga na Champions League! Dosharaithe E estamos de volta A estrada até aqui... Real Madrid x Shamrock Rovers Super Copa da UEFA Green Stadium Uma homenagem à Conor Wilson Começo claudicante, mas final esperado O fim de duas eras Sob nova direção A Airtricity Premier League é uma das 10 maiores da Europa 20 anos de Danny Green Um campeonato que ainda está em aberto Vexatório! O plano quinquenal Zero gols, zero derrotas Uma nova era para o Hoops
    • Edma
      Por Edma
      Pessoal tenho um save no FM com o Bayer Leverkusen onde resumidamente se tornamos uma potencia mundial e etc. Só q nosso estadio (a BayArena) só tem capacidade pra 30K de pessoas oq é muito pouco pra um time como o nosso, então eu sempre peço a diretoria pra construir um novo estadio e eles nunca aceitam alegando que sem um aumento de torcedores nao é viavel. Só q todos os anos vendemos TODOS os bilhetes da temporada, sempre lideramos a bundesliga em % de lotação e em lotações esgotadas, então alguém sabe oq eu tenho que fazer pra ter meu pedido aceito?

      obs: já sou um icone do clube, ja ganhei uma UCL e 4 Bundesligas, tenho 7 anos de casa e temos mais de 470M de euros em caixa. 
×