Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
SilveiraGOD.

Zidane deixa o Real Madrid e Lopetegui é o substituto

Recommended Posts

Henrique M.
6 minutos atrás, Ricardo Bernardo disse:

40kk num técnico ? Nunca que isso é barato pra qualquer time do mundo. Ainda mais se o time sofrer o desmanche que está se falando

Eu desistir de discuti depois desse ponto. Silveirinha vive num mundo à parte.

bobby_p-610x240.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
SilveiraGOD.
1 hora atrás, Ricardo Bernardo disse:

40kk num técnico ? Nunca que isso é barato pra qualquer time do mundo. Ainda mais se o time sofrer o desmanche que está se falando

Tem técnico que recebe 10~20kk de demissão. Villas Boas lá em 2011 (longos 7 anos atrás) rescindiu e o Chelsea pagou 15kk de euros. E estamos falando de Villas Boas. Quanto seria esse valor hoje? 

Real a última vez que gastou mais de 100kk de euros numa janela foi na temporada 14/15 (gastou 126, vendeu 112)).  O clube tem a fama de gastar muito, mas se tu pegar o time titular e alguns reservas tem um bilhão de pechinchas. Na última janela teve 90kk de lucro entre compras e vendas e vai ter mais 40kk do James entrando.

Real tá com papo de querer comprar o Neymar, tu acha que não vai pagaria rindo isso no Pochettino se quisesse? Tem todo dinheiro pra isso tranquilamente. 

Times como PSG, City, Chelsea, United, Real, 40kk não é nada, é troco.

No mundo dos clubes mortais é óbvio que é bastante dinheiro, mas não no universo de quem tem dinheiro pra caralho.

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
John the Baptist.

Vai ver Pochettino não é tão bom assim. Quer dizer, a gente tem que questionar a qualidade de um técnico que é tido como "um dos melhores do mundo" depois de ficar, sei lá, quatro anos no Tottenham (que subiu de patamar, ok, mas só isso) e a maior coisa que conseguiu foi... perder uma final de copa pro Manchester horrível do Mourinho (que o mesmo Silveira criticou horrores faz pouco tempo). É um Fernando Diniz com grife e levemente melhorado e mais endinheirado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
raskor

Lopetegui só cai pra cima.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
SilveiraGOD.
1 hora atrás, John the Baptist. disse:

Vai ver Pochettino não é tão bom assim. Quer dizer, a gente tem que questionar a qualidade de um técnico que é tido como "um dos melhores do mundo" depois de ficar, sei lá, quatro anos no Tottenham (que subiu de patamar, ok, mas só isso) e a maior coisa que conseguiu foi... perder uma final de copa pro Manchester horrível do Mourinho (que o mesmo Silveira criticou horrores faz pouco tempo). É um Fernando Diniz com grife e levemente melhorado e mais endinheirado.

A minha crítica em relação ao Mourinho não é pelo resultado, é pelo desempenho em campo, futebol jogado, pelo estilo de jogo e sobre o que ele pode fazer com o que tem. 

Sobre o Pochettino, eu sou suspeito pra falar. Quando o Klopp assumiu, eu disse que o modelo que eu adoraria ver o clube seguir era o do Tottenham, que trouxe bons jogadores que não eram tão badalados, trabalhou com menos dinheiro e montou um puta time sem grandes astros prontos. Eles foram criados sob o comando do treinador. Pouco tempo atrás eu disse isso aqui, depois que a gente levou 4x1 do Tottenham:

Em 22/10/2017 at 20:05, SilveiraGOD. disse:

Não esqueça que ele tem "apenas" duas temporadas (um ano e meio) a mais. Klopp tem 114 jogos no Liverpool, Pochettino tem 176.

Tottenham tá um ou dois estágios acima do Liverpool, mas isso tem mais a ver com o brilhante trabalho do Pochettino do que com o Liverpool em si. Hoje em dia não é demérito fazer um trabalho que não seja bom como o do argentino. ELe é um dos melhores técnicos do mundo atualmente. Caberia com facilidade num Barcelona, por exemplo.

E o trabalho do Klopp vive um momento muito ruim, mas não é um trabalho ruim. Com todo o choro, estamos 3 ou 4 pontos atrás do top .4.

Era um time mais maduro. Hoje o jogo virou, essa é a temporada que o Liverpool mais cresceu, mas acho que toda a caminhada quase 3 anos atrás foi feita muito da forma como o Pochettino fez no Tottenham. Só que a diferença é que o Liverpool tem muito mais dinheiro e por isso tem mais lastro pra crescer.

Se tu comparar, vai ver que o Tottenham é tipo um Valencia da PL (não historicamente, mas atualmente). Não é primeira, segunda, terceira ou quarta força econômica e futebolística, é a quinta e nas últimas três temporadas, catou UCL, ficando em terceiro, segundo e quarto. Tu não espera que o Valencia ganhe alguma coisa né? Por isso que eu digo que é injusto esperar taças de alguém como o Tottenham, muito embora ele tenha tido uma temporada com pontuação de time campeão dependendo do ano, chegando aos 86 pontos. Só não esperava o Conte batendo 93. 

E o que mais impressiona do Pochettino é que "criando" jogadores como Alli, Kane, Dier, Son, Vertonghen, Eriksen, Dembele e por ai vai, ele desenvolve um futebol ofensivo, rápido, direto e simples. É um time extremamente agradável de se ver jogar (quando não tem cai-cai e jogador pedindo gol que nem tocou na bola). A grande vantagem econômica do top 4 não foi um impeditivo pra esse time ter o segundo/terceiro melhor futebol da PL. 

Portanto, eu acho o Pochettino um puta técnico por essas coisas. Não dá pra esperar títulos, mas dá pra esperar um futebol envolvente num clube que vem evoluindo contra 4 clubes muito mais endinheirados. Acho que se estivesse num clube com jogadores melhores, a resposta seria ainda mais superior.

E  cabe aqui o questionamento: a ausência de títulos descredencia alguém a ser um dos melhores técnicos do mundo? Eu acho que não, até porque tu tem normalmente um caneco europeu e um doméstico e uma porrada de times. Grandes times sempre vão ficar sem títulos na temporada, faz parte. Sarri pra mim é um dos melhores do mundo e não ganhou e tá desde 2015 no Napoli. Acho que se eu fizer um top 10, boa parte da galera não vai ter levantado nada nessa temporada. O contrário também funciona porque geral desce o pau no Zidane e ele ganhou uma UCL. Di Matteo ganhou UCL, cadê esse louco? Eu acho que a gente tem que analisar o todo, não só a pontuação final/título.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Douglas.

O Di Matteo ganhou UCL que nem o Roth ganhou Libertadores né. Ganhou mas não ganhou.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Roman

Único que pagaram pra ter mesmo foi o Villas-Boas. Ele é a exceção que confirma a regra de que é loucura pagar isso num treinador. O Chelsea que é o Chelsea já aprendeu e se recusou a pagar pelo Sarri, talvez o melhor treinador do mundo junto com o Guardiola hoje. E era um valor bem menor.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Thiago
1 hora atrás, Roman disse:

Único que pagaram pra ter mesmo foi o Villas-Boas. Ele é a exceção que confirma a regra de que é loucura pagar isso num treinador. O Chelsea que é o Chelsea já aprendeu e se recusou a pagar pelo Sarri, talvez o melhor treinador do mundo junto com o Guardiola hoje. E era um valor bem menor.

Acho que o Simeone e o Klopp não devem em nada para eles dois. É mais uma questão de preferência de estilo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Aleef

Um cara do Egito falou que o Zidane tem uma proposta de 40kk ano  pra ser o técnico de 2022 do Qatar.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
EduFernandes

Ganharia uma fortuna, mas também daria uma afundada na carreira.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • davidreisc
      Por davidreisc
      http://www.espn.com.br/futebol/artigo/_/id/4410884/santos-confirma-rodrygo-no-real-por-maior-receita-para-um-clube-em-toda-a-historia-na-america
       
       
      Cara, o Real tá apostando pesado hein.
      Quase 100 milhões de Euros em dois jogadores que são apostas... enfim, quem tem dinheiro pode se dar ao luxo. 
    • davidreisc
      Por davidreisc
      https://globoesporte.globo.com/futebol/selecoes/espanha/noticia/as-vesperas-da-copa-julen-lopetegui-e-demitido-da-selecao-espanhola.ghtml
      Acho que é uma das notícias mais bizarras da história das Copas. E depois de amanhã tem Espanha x Portugal
    • Bruno Caetano.
      Por Bruno Caetano.
      Final da UEFA Champions League 2017/2018
      Data/Hora Sábado, 26 de maio de 2018 15h45.
      Estádio Estádio Olímpico de Kiev
      Árbitro Milorad Mazic (Sérvia)
      Transmissão Rede Globo e EI Max
      Prováveis Escalações Real Madrid Navas; Carvajal, Varane, Ramos, Marcelo; Casemiro, Kroos, Modric, Isco; Ronaldo, Benzema.
      Liverpool Karius; Trent, Lovren, Van Dijk, Robertson; Henderson, Milner, Wijnaldum; Salah, Mané, Firmino.
      — — —
      Liverpool, Real Madrid e o choque de visões do jogo que começa nos microfones 
      Klopp e Zidane tentam desarmar o adversário antes da final da Liga dos Campeões
      KIEV - Jurgen Klopp senta-se à mesa de entrevistas coletivas do Estádio Olímpico de Kiev ao lado do capitão do Liverpool, Jordan Henderson, e do zagueiro Virgil Van Dijk. O mediador pede que as primeiras questões sejam direcionadas aos jogadores, e só depois o treinador responderá. Klopp aquiesce, mas está agitado: sorri ou franze o cenho a cada pergunta, reagindo ao que é dito para os (e pelos) atletas. Ao sentir que falta algo numa resposta protocolar de Henderson, sobre os ingleses que tiveram dificuldades para achar hospedagem na sede da final da Champions, o técnico pede a palavra. Troca o olhar brincalhão por uma expressão séria e frisa que o clube está fazendo "todo o possível" para ajudar sua torcida.

      Zinedine Zidane, por sua vez, só entra na sala depois que o lateral Marcelo e o zagueiro Sergio Ramos encerram sua participação. Opta por respostas curtas, e vez ou outra certifica-se com um homem de terno a seu lado se o substantivo ou o verbo em castelhano escolhidos para determinada resposta estão corretos. Zidane só parece fazer questão de responder à última pergunta, quando se ajeita na cadeira, inclina-se para frente - certificando-se de que está sendo bem escutado - e diz como é difícil não pode escalar, por falta de espaço, todos os talentos disponíveis no elenco do Real.
      A final da Liga dos Campeões só terá início às 15h45m deste sábado (horário de Brasília), mas jogos deste porte começam a ser disputados antes, nos microfones. Cientes do alcance de seu discurso, reproduzido por centenas de jornalistas presentes em Kiev para bilhões de espectadores e leitores em todo o mundo, os treinadores procuram já aplicar suas filosofias na tradicional entrevista pré-jogo. Klopp, conhecido por seus times tão intensos que não dão respiro ao adversário, usa e abusa de sua expansiva linguagem corporal. A cada brincadeira, sutilmente empurra a responsabilidade da vitória para o Real Madrid, mas sem dizer explicitamente que o adversário é favorito - afinal, estratégia que se preze não é entregue assim, de mão beijada, para uma legião de jornalistas.
      Quando perguntado, por exemplo, sobre as críticas feitas a Zidane por seu suposto pouco conhecimento tático, Klopp responde com uma piada dirigida a si mesmo, como se estivesse no mesmo barco de seu rival. Na verdade, Klopp "esquece" que é elogiado justamente pela genialidade na montagem de equipes que, mesmo tecnicamente inferiores, são capazes de envolver e subjugar times adversários.
      - Se as pessoas realmente dizem isso sobre Zidane, seria muito engraçado: teríamos dois treinadores sem conhecimento tático na final. O que isso diria sobre a situação atual do futebol, hein? - sorriu Klopp, antes de fazer um elogio mais sério ao técnico rival:
      - Este Real Madrid é organizado quando precisa, mas também sabe criar um pouco de caos quando necessário. Zidane... não tenho nem palavras. Ele é um guerreiro desde a infância. Tenho uma origem diferente, mas o que importa é que nós somos dois lutadores e estamos aqui para a final.
      Mesmo com toda sutileza, a estratégia do treinador do Liverpool não passou despercebida para Sergio Ramos. Ao ouvir, cerca de 1h depois, um jornalista citar os elogios de Klopp - especificamente o fato de dizer que o time espanhol "funciona tal qual um relógio suíço", o capitão do Real Madrid deixou escapar uma risada.
      - Elogiar o adversário é sempre uma boa estratégia, não? Para nós, o Liverpool também funciona como um relógio suíço.
      Mesmo sem ouvir a resposta do zagueiro, o treinador francês mostrou que o discurso do vestiário estava afinado - e blindado para as armadilhas do Liverpool.
      - Não é assim. E você sabe. Podem falar muitas coisas, mas isto é uma final, então ambos têm a mesma oportunidade. Não somos favoritos nós, nem o Liverpool. Não se preocupe, dentro do vestiário não nos sentimos favoritos de nada - disse Zidane, com firmeza.
      Embora deixasse escapar uma e outra brincadeira, o treinador do Real Madrid manteve uma seriedade protocolar que ficou ainda mais evidente no contraste com Klopp, que havia falado à imprensa cerca de 1h antes. Enquanto o técnico do Liverpool sorria largamente em vários momentos de sua conferência, Zidane usava as brincadeiras quando entrava em modo defensivo - como ao ser perguntado sobre suas semelhanças com o rival deste sábado.

      - Pergunta como jogador ou como treinador? Porque como jogador eu era um pouco melhor, mas ele não jogava mal - disse Zidane, fazendo uma pausa deliberada para escutar as risadas que esperava (e conseguiu) arrancar, mas sem mudar o semblante e o tom formal. - Tenho muito respeito por este senhor, que tem muita experiência. O que fez no futebol tem que ser respeitado. Não posso falar de semelhanças porque cada treinador é distinto. Mas tenho respeito por ele, isso sim.
      Espontaneamente caótico quando precisa, Klopp também consegue encadear um raciocínio organizado para defender os méritos de seu time. Seu discurso mostra três camadas: na primeira, o técnico alemão faz questão de lembrar a história vencedora do Liverpool, dono de cinco títulos europeus que são sempre cantados pela fanática torcida.
      - Eles são fortes, mas nunca jogaram contra nós. E nós somos o Liverpool, nosso DNA nos permite buscar grandes coisas.
      Depois da exaltação, Klopp adota um discurso "pés no chão":
      - Não podemos jogar no nível deles, mas tática e empenho existem para que você consiga trazer um elenco superior ao seu nível.
      E, por fim, mistura os dois lados da moeda.
      - Talvez alguns clubes tenham coisas melhores do que nós. Mas nós estamos na final, e eles não.
      No fundo, os treinadores, cada um a seu estilo, buscavam o mesmo: não dar armas ao adversário. Klopp e Zidane usaram sua 1h de treino aberto aos jornalistas - uma exigência da Uefa - para fazer um coletivo em campo reduzido. Titulares habituais se dividiam entre os times com e sem colete, evitando maiores indicações sobre quem entrará em campo. Os detalhes do jogo ficam para o sábado, quando Real e Liverpool finalmente poderão pensar apenas um no outro como adversários. O duelo contra os microfones, seja quem for o vencedor, só recomeça depois do apito final.
      O Globo
      — — —
      — — —
      Em maio de 2005...

      @SilveiraGOD. lembre-se: amanhã não é só você torcendo pro Liverpool. Então cuidado com o que você vai falar.
    • Bruno Caetano.
      Por Bruno Caetano.
      Barcelona x Real Madrid
      La Liga — Jornada 36
      Estádio: Camp Nou
      Data / Hora: 06 de março de 2018, 15h45 Brasília
      Transmissão: FOX Sports
      Escalações
      — — — —
    • Gourcuff
      Por Gourcuff
      4-4-2
      : Navas; Lucas Vázquez, Varane, Sergio Ramos, Marcelo; Kroos, Modric, Kovacic, Asensio; Benzema, Ronaldo
      Casilla, Nacho, Bale, Casemiro, Theo Hernández, Mayoral, Ceballos
      ZINEDINE ZIDANE
      4-2-3-1
      : Ulreich; Kimmich, Hummels, Süle, Alaba; Tolisso, Thiago; Müller, James Rodríguez, Ribéry; Lewandowski
      Starke, Wagner, Javi Martínez, Rafinha, Mai, Rudy, Dorsch
      JUPP HEYNCKES
      15h45 - Globo, Band, Space e Esporte Interativo
×