Jump to content
Herr Jones

Luz, câmera e... Futebol: l'histoire de Devereaux [17/05]

Recommended Posts

LC

Faltou pouco, mas um empate contra o lanterna do campeonato? E pior foi o empate contra o Croix dentro de casa. Quatro pontos que o afastaram do acesso.

 

PS: Tem como postar uma screen da tabela do Aviron Bayonnais FC? Se não me engano eles devem estar na CFA2.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Herr Jones
19 horas atrás, Nacho Libre disse:

Boa essa garotada, dá pra compor o elenco desde já em caso de muitas lesões. O acesso, como tá claro, escapou pela queda brusca de rendimento, infelizmente isso acontece em campeonato de pontos corridos. Creio que da próxima temporada não passa. Boa sorte, mano!

Opa, Nacho. Tranquilo? Na última temporada eu tinha apostado no Cardinale (tem um print dele numa das últimas postagens) para ser uma opção no banco de reservas e achei interessante o que vi. O grande problema é que ele é propenso a lesões (foram uma menor e duas moderadas totalizando 7 semanas de fora, sendo que ele jogou apenas 7 partidas) e acabei retornando ele para a categoria de base, onde eu deixo sempre em preparação física. Estou ponderando em subir dois meias centrais da base para compor o elenco, porque dessa vez é o setor que está em menor número em relação às posições em campo, mas ainda não decidi quem vai subir (e acho que devo fazer só mais adiante, caso venha a ter problemas com lesões). Obrigado pelo comentário!

2 horas atrás, LC disse:

Faltou pouco, mas um empate contra o lanterna do campeonato? E pior foi o empate contra o Croix dentro de casa. Quatro pontos que o afastaram do acesso.

 

PS: Tem como postar uma screen da tabela do Aviron Bayonnais FC? Se não me engano eles devem estar na CFA2.

Bah, LC! Foi tenebroso, pegamos três times na parte de baixo da tabela e praticamente entregamos os jogos. O Créteil-Lusitanos teve uma tabela de final semelhante à nossa e aproveitou melhor, o que acabou garantindo o acesso para eles. Mas acontece, o planejamento acabou sendo bem fraco e comprometeu tudo no final das contas. Vamos ver se o aprendizado faz o time melhorar nessa nova temporada que devo postar logo mais.

Quanto ao Aviron Bayonnais, era um time que eu pretendia treinar também. Ele está no National 3 (antigo CFA2) e permaneceram por lá nessas duas temporadas. Na primeira terminaram no meio da tabela, em 7º lugar, e o time promovido foi o Bordeaux B; na segunda melhoraram o desempenho e acabaram em 5º, tendo o Chamois Niortais B promovido (eles estão no nosso grupo no N2). Agora vou postar o print dessa temporada no spoiler abaixo (deixei o elenco de fora, porque não tenho nenhum conhecimento dele e nem dá pra destacar nenhum jogador):

Spoiler

LpiXu6i.jpg

Eles não fizeram uma boa pré-temporada, mas têm se saído bem nesse começo de campeonato e eles têm a obrigação de se sair bem, porque o único time B no grupo de Nouvelle-Aquitaine é bem fraquinho e brigou pra não cair nas duas temporadas anteriores.

Aqui está a classificação até a 7ª rodada:

hHe5eec.jpg

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Até que por enquanto estão bem e a 3 pontos do Cap-Ferret, mas pelo visto vão ter que ralar muito para poder subir de divisão. Valeu pela informação Herr.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Herr Jones
31 minutos atrás, LC disse:

Até que por enquanto estão bem e a 3 pontos do Cap-Ferret, mas pelo visto vão ter que ralar muito para poder subir de divisão. Valeu pela informação Herr.

Pois é, LC. Mas essa temporada eu acredito que seja a grande chance deles para subir pro N2. O time não me parece ruim, tem alguns jogadores se destacando bastante; principalmente o atacante Bradley Meledje. Na última temporada ele fez 12 jogos e 6 gols pelo clube; e nessa já tem 4 gols em 6 jogos oficiais. Um dos meus olheiros chegou a indicá-lo no começo da temporada e eu tinha solicitado ele pra direção, mas o diretor não conseguiu contratá-lo. Não sei os atributos, mas parece ter se acertado muito bem por lá e talvez servisse bem por aqui. Mas como não veio, espero que ajude o time basco a se sair bem no N3 e, quem sabe, conquistar o acesso.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Herr Jones

sljlaq9.jpg
ÉLECTIONS ET PLANIFICATION POUR 2019/2020 s03e01e02: organizando a casa

Sinópse: Logo após um final de temporada bastante desencorajador, acontecem as primeiras eleições diretas no Cannes e, logo após a posse do presidente eleito, as conversas para discutir o que deu errado e de planejamento se iniciam.

  • Sede do AS Cannes, La Bocca, Cannes: 17 de junho de 2019, 21h47.

LAMBOURDE: Com 63,8% dos votos, o presidente Johan Micoud é reeleito para exercer suas funções na liderança do clube para o próximo triênio!
MICOUD: Agradeço a todos os sócios que me escolheram para ocupar este posto, desta vez em um processo democrático e com outros candidatos. Tenho certeza de que nosso clube está no caminho certo e buscaremos, como sempre, seguir à risca todos os planejamentos que temos traçado para projetar o nosso querido time no cenário nacional. [...] <continua seu discurso por mais alguns minutos> Por fim, gostaria de agradecer ao Bernard por ter dado todo o suporte durante o primeiro mandato e dizer que ele sempre terá um espaço dentro da nova gestão, mas que por força maior ele não poderá estar conosco nesse triênio. Então, para seu lugar, eu nomeio um grande amigo: Pierre Dagba. Agora, se nos dão licença, iremos fazer uma breve reunião para traçar o planejamento para esta próxima temporada.

fkHeJWB.jpg

<Micoud se retira para uma pequena sala de reuniões localizada na sede do clube em conjunto com o treinador Damien Devereaux, o diretor Pierre Dagba e o ex-dirigente do clube Bernard Lambourde, assim como Alain Cantareil e Jean-Jacques Asso, dirigentes de futebol do time principal e dos juvenis respectivamente>

MICOUD: Bom, gente. Conseguimos! Teremos mais três anos juntos para organizar o time da melhor forma possível. [...] Gostaria de agradecer ao Damien pela paciência nesse processo e deixar claro de que a partir desse momento tudo será avaliado como se fosse o princípio de trabalho. Damien, qual sua avaliação sobre a nossa última temporada?
DEVEREAUX: Acho que o nosso grande trunfo na temporada passada foi adquirir o estatuto de semiprofissional. Porém o nosso maior equívoco foi não tirar o proveito adequado dela com o intuito de evitar um rombo financeiro... Primeiro porque nos tirou jogadores importantes do plantel. Então eu diria que para esta nova temporada a gente vai ter que fazer um esforço maior para manter o maior número de atletas possível sob contrato de tempo parcial. Porque foi no desmanche do nosso time que a promoção nos escapou da mão, e não na última rodada...
CANTAREIL: Concordo plenamente com Damien. Sabe, trabalhar com atletas sem contrato é ótimo porque os custos acabam sendo infinitamente menores... Mas não tem como comparar com o benefício de um atleta com contrato, entende? Porque eles têm um vínculo e dificulta a saída dele sem uma compensação interessante. A partir de amanhã eu vou tratar de conversar com os jogadores para oferecer suas renovações pelo maior prazo possível.
MICOUD: Certo, acho que estamos nos entendendo...
DAGBA <interrompendo Micoud>: Por que não damos o passo adiante e nos tornamos profissionais logo de uma vez? Acho que seria ótimo pra valorizar nosso time e daria um salto na forma como os adversários nos olhariam...
LAMBOURDE: Então, eu acho que a ideia é muito boa... Só que nós observamos uma diferença enorme no final das temporadas. Enquanto éramos amadores, conseguimos fechar a temporada com um pequeno superávit; mas logo que nos tornamos semiprofissionais, mesmo com poucos jogadores sob contrato, tivemos um déficit bem grande... Foram quase uns €500 mil. Agora imagine esses gastos em um time profissional? Acho que poderia ser um tiro no pé.
DEVEREAUX: Também acho isso. Por mais que me facilitaria bastante o trabalho comandar um time profissional, já que teríamos os jogadores disponíveis por muito mais tempo, eu acho que isso pode criar um rombo muito grande que não dê para contornar... A melhor saída é a que o Alain trouxe mesmo, de buscar o contrato com o maior número de jogadores possível. Porque o fato de não termos aproveitado plenamente o nosso estatuto de semiprofissional ajudou no desmanche de setores importantes do nosso plantel que, em função disso, acabou destruindo o nosso bom rendimento na temporada. Então acredito que o mais importante no momento é buscar estabelecer os vínculos em tempo parcial com nossos jogadores atuais antes de buscar novas movimentações no mercado; assim vamos ter um time bastante coeso e de muito mais difícil de se dispersar...

qbXTNHC.jpg

<a reunião se estende por mais algumas horas>

MICOUD: Existe mais algum assunto a ser tratado por aqui?
DEVEREAUX: Eu gostaria apenas de fazer um pedido ao Alain. Pelo amor de Deus, traz um goleiro pra gente! Hahahaha!
CANTAREIL <rindo>: Hahahaha! Claro, cara. Pode deixar que vou procurar... Os olheiros disseram que você já tava procurando desde a última temporada. Se aparecer algum nome interessante, traz para fazer um teste. Se gostar, pode me passar que eu entro em contato com o jogador.
DEVEREAUX: Valeu, bicho. Você é o cara!
MICOUD: Ah, Jean! Deixa eu te pedir uma coisa: eu recebi uma carta de um repórter local solicitando uma entrevista para tratar de dois jogadores da nossa base. Você pode entrar em contato com ele para marcar um bate-papo?
ASSO: Claro, chefia. Podexá comigo!
MICOUD: Certo, então declaro encerrada a nossa reunião. Acho que pode desligar a câmera, Chris. Tenta dar uma editada nessa reunião, porque teve muita coisa sendo debatida...
DUBOIS: Tranquilo, Johan. Vou dar uma editada e depois te mostro como ficou. E você quer que eu acompanhe o Jean na entrevista?
MICOUD: Acho que eles vão levar alguma pessoa para gravar, mas seria bom você estar presente também para contarmos com nosso material próprio e facilitar seu trabalho na edição... Logo, logo a gente tem que te oferecer um contrato, porque teu trabalho tá muito pesado... Hahahaha!
DEVEREAUX: Que nada, ele tá se divertindo vendo as comissões de arbitragem dos jogos ficarem reclamando comigo quando fico com vontade de fumar... Hahahahahahaha!
DUBOIS: Verdade. Todo jogo, bicho... Tá na hora de você tomar vergonha nessa sua cara barbuda... Haha

<a câmera faz o corte da reunião e dá ênfase no e-mail recebido pela diretoria do AS Cannes em que Phillip Bousard pergunta a respeito de alguns jogadores da base do clube>

*** * ***

Em 19/03/2018 at 22:17, 2sakakibara disse:

To: AS Cannes <contact@as-cannes.com>
Subject: Entrevista com Lycée d'État Carnot

Boa tarde, sou integrante do clube de jornalismo do Lycée d'Etat Carnot, colégio de referência em Cannes. Gostaríamos de realizar uma curta matéria sobre dois jovens recentemente integrados à equipe, Antoine Renaud e Julien Mourey. Por serem residentes aqui do bairro de Carnot, o interesse sobre eles é grande. Agradeceríamos se um representante do corpo técnico pudesse nos dizer como vêm se saindo esses dois atletas, e quais são suas principais características e atributos.

Atenciosamente,
Phillip Bousard.

Spoiler

Bônus – entrevista de Jean-Jacques Asso a Phillip Bousard, do Lycée d’Etat Carnot:

  • Gramado do Stade Pierre de Coubertin, La Bocca, Cannes: 22 de junho de 2019, 14h36.

BOUSARD: Senhor Asso, agradeço por seu aceite nesta entrevista.
ASSO: É muito bom ver um repórter se interessar por jovens talentos em um clube em ascensão, como é o nosso caso. Então é importante que demos todo o espaço para conversar sobre nossos planejamentos desde o juvenil.
BOUSARD: Acho que é de conhecimento geral que os jovens atletas Antoine Renaud e Julien Mourey, integrantes do sub19 da equipe, são residentes no histórico bairro de Carnot, aqui em Cannes. Como foi o processo de encontrar estes jovens?

Cannes_-_Boulevard_Carnot_n%C2%B01_et_2.
O filme faz um pequeno corte para mostrar a entrada para o Boulevard Carnot, onde começa o bairro homônimo, em Cannes.

ASSO: Carnot é um lindo bairro, inscrito e vivido como patrimônio cultural da cidade de Cannes. Inclusive, é onde eu moro... A história desses dois é bastante curiosa, porque tem muito a ver com isso. Um dia desses eu tinha deixado meu filho lá no Lycée e resolvi passear por lá, para ver se alguém jogava futsal em uma das quadras. Acabei encontrando um grupo de jovens disputando um torneio do colégio, acho que é interclasse que chama. Me sentei em uma das bancadas e vi esses dois garotos se destacando no jogo. Eles de destacavam claramente dos demais colegas e, quando terminou a partida, fui conversar com ambos sobre a peneira que estávamos fazendo no clube e eles toparam o desafio.
BOUSARD: E quanto às características deles?
ASSO: Bem, no jogo que eu vi, o Antoine atuava como ala pela esquerda e o Julien jogava no meio mais adiantado, ditando o ritmo do seu time. Mas, pelas diferenças características entre uma quadra de futsal e um campo de futebol, eu diria que eles se adequariam melhor em outras funções. Por exemplo, atualmente o Antoine Renaud treina bastante como zagueiro, embora possa atuar como lateral esquerdo e volante, o que dá a ele um diferencial como defensor; já que é bem íntimo com a bola. Pelas avaliações feitas pelo Damien, nosso treinador, ele tem tudo para se destacar como um bom jogador no Championnat National. Quanto ao Julien Mourey, ele tem atuado como meia central. É um jogador com bons índices técnicos quando comparado com seus companheiros no juvenil e um exímio batedor de falta. Tem tudo para ser um meia bastante inteligente, capaz de organizar o jogo. Só precisamos lapidar de forma adequada.
BOUSARD: E como vocês pretendem trabalhar o desenvolvimento deles?
ASSO: Uma ótima pergunta! O corpo diretor e comissão técnica do clube buscou a melhor forma de desenvolvimento pessoal do atleta e chegamos à conclusão de que é um desenvolvimento holístico: desde o aprimoramento físico e técnico como também, principalmente, intelectual dos jovens. Dessa forma, fomos buscar algumas parcerias com colégios aqui na cidade e conseguimos firmar uma parceria com a École Élémentaire René Goscinny I, que fica aqui por perto. Os atletas que não tiverem condições de se manter tranquilamente numa instituição de ensino, serão integrados a esta escola onde serão acompanhados de perto por professores e membros do staff juvenil do clube, buscando o melhor aproveitamento intelectual possível. No caso destes dois atletas que o senhor me perguntou, eles seguirão estudando no Lycée d’Etat Carnot porque suas famílias têm condições de mantê-los por lá. A única coisa que fizemos foi conversar com a diretoria para que pudéssemos ter relatórios periódicos sobre seus rendimentos escolares para, assim, podermos oferecer o nosso suporte da forma mais adequada possível.
BOUSARD: E o colégio aceitou?
ASSO: Aceitou, sim. Inclusive eles deixaram em aberto a possibilidade de fornecer algumas bolsas de estudos para outros atletas do clube estudarem por lá no futuro, caso percebam que nosso projeto de incentivo escolar esteja dando certo.
BOUSARD: Mas os senhores não têm o receio de que isso pode sobrecarregar o jovem?
ASSO: Nós temos esse receio, sim. Mas nós somos um clube semiprofissional, treinamos poucas vezes na semana e utilizamos das pausas entre treinamentos e jogos para oferecer este suporte. Até porque, compreendemos que o melhor atleta não é apenas aquele qualificado tecnicamente; a parte intelectual e, portanto, mental do jovem é uma peça fundamental para que ele possa operar da melhor forma possível dentro de campo durante um jogo.
BOUSARD: Acho que tenho tudo o que preciso. Muito obrigado pelo seu tempo, e muito boa sorte para estes jovens jogadores!
ASSO: Eu agradeço a oportunidade de comentar sobre estes dois jovens atletas e, principalmente, sobre o trabalho que estamos fazendo com o nosso time juvenil. Até mais.

*** * ***

  • Setor de coletivas do Stade Pierre de Coubertin, La Bocca, Cannes. 1º de setembro de 2019, 14h28.

Alain Cantareil – Diretor de Futebol do AS Cannes:
Boa tarde a todos os presentes. Nós, da diretoria do AS Cannes, convocamos esta breve coletiva de imprensa para comentar a respeito de um processo de reorganização interno que passamos para esta temporada. Em primeiro lugar, acredito que seja mais importante apresentar a nossa movimentação durante essa janela de verão onde buscamos reforços importantes para setores que estavam bastante carentes no nosso plantel.

WJLJPnB.jpg

Tivemos cinco jogadores saindo do clube nessa janela de transferências, todos eles atletas de reposição para o plantel principal. Dois deles, jovens jogadores que optaram por buscar sua continuidade de formação em clubes poliesportivos. Em contrapartida, também tivemos cinco jogadores desembarcando como reforços. O primeiro deles é o meia-direita Youness Diatta, de 23 anos. Estava sem contrato e chega como uma opção de qualidade técnica para o setor direito do campo. Buscamos, também, o experiente goleiro Julien Robinet, de 32 anos, junto ao Maximoise, clube em que o atleta possuía um vínculo amador e chega para assumir a titularidade na meta do clube, setor em que tivemos diversas críticas na última temporada. Além deles, trouxemos dois atacantes por empréstimo junto ao Le Havre: Guillaume Dugain, de 21 anos, e Brandon Hoareau, de 20, chegam como peças importantes no elenco para brigar pela titularidade no setor. Por fim, fechamos contrato com o experiente Damien Tibéri, de 34 anos, jogador polivalente que pode atuar por toda a faixa esquerda do campo que estava sem contrato. Dessa forma julgamos nosso plantel devidamente fechado para esta primeira metade do campeonato.

Damien Devereaux – Treinador do AS Cannes:
– Boa tarde a todos. Considerando nossa dificuldade na última temporada com a variação tática, buscamos criar no elenco uma forma mais consistente para algumas necessidades que possamos ter ao longo da temporada. Temos um plantel bastante enxuto, com cerca de 20 jogadores, mas que entrega muita consistência em seus nomes; os jogadores de reforço imediato, caso seja necessário para alguma emergência, integram nossa categoria de base então, não constam na lista entregue aos senhores e mostrada no telão.

0KLaDc9.jpg

Com isso, temos à disposição uma nova gama para variação tática que os senhores e os demais treinadores adversários já perceberam que estão sendo postas em prática. Seguimos com o planejamento de utilizar aquela formação que nos assegurou um título invicto, algo de difícil alcance em qualquer que seja o escalão da liga, mas também buscaremos uma formação que nos ofereça uma maior proteção defensiva que, como pôde ser facilmente observado na última temporada, foi nosso calcanhar de Aquiles. Desta forma, portanto, um novo esquema a ser integrado no time principal que é um simples 3-5-2.

x176ow6.jpg

Jogamos praticamente este primeiro bimestre inteiro com ela, para que os nossos jogadores pudessem ter um melhor contato com ela dentro de jogos amigáveis e oficiais. Dessa forma, ao longo desse começo de temporada temos um desempenho bastante regular até aqui. Principalmente se considerarmos que os times promovidos ao nosso grupo no National 2 são o Tours B e o Chamois Niortais B; além da entrada do Lyon B que acabou sorteado por aqui. O Chambly, que caiu do National, possui um time muito bom e pode causar perigo. Pelo que eu percebo, as casas de apostas nos colocam ocupando a 10ª colocação na tabela, sendo o segundo time principal em termos de classificação. Com isso, e à luz do calendário, vemos que nosso time tem estado acima dessas expectativas iniciais. [...] e o primeiro passo aconteceu quando visitamos o AC Amiens e saímos vencedores com um placar de 4x1, com destaque para o estreante Guillaume Dugain que marcou dois gols. Também é válido destacar o jogo da 3ª rodada, em que fomos visitar o Lyon B e demos trabalho para eles nos vencerem por 4x3, mostrando que o nosso time é bastante brigador e não se dá por vencido. Uma pena que algumas exibições individuais abaixo do esperado acabaram nos custando um resultado melhor, mas fica o aprendizado.

u6RSgoJ.jpg

Dessa forma, encerramos essas primeiras cinco rodadas, ainda durante a janela de transferências, na 5ª colocação, a 5 pontos do Stade Reims B e como primeira equipe credenciada ao acesso para o Championnat National. Ainda temos algumas coisas a fazer antes de afinar completamente o nosso esquema tático para, enfim, passarmos a poder retomar o nosso sistema primário e ir variando conforme as necessidades. Agradeço a todos pela presença, agora tenho que voltar para o treinamento que será fechado à imprensa.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces

Sempre bom poder qualificar a equipe, Damien por exemplo trás grande qualidade para o time. Me surpreendeu as táticas bem arrojadas, botar o time para frente procurando sempre controlar o jogo, é de grande coragem e não por acaso parece estar funcionando.

Apesar da posição na tabela, o time tem feito muitos gols. Um ajuste ou outro, fará com que, ao tomar menos gol, o time consiga a ponta da tabela.

Gostei dos atributos dos garotos da base, ainda muito novos, mas com grande potencial.

Considero uma boa campanha até o momento e acredito que poderá melhorar assim que as táticas e as instruções forem assimiladas cada vez mais pelos jogadores. Boa sequência!

Share this post


Link to post
Share on other sites
2sakakibara

Nossa, confesso que não costumo ver esse desenho tático em ação, ansioso para ver como se sairá.
Curti muito como utilizou minha ideia! Os textos continuam muito bem redigidos. Que esses jovens possam ajudar a equipe titular em alguns anos. Abraço!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Depois da sua resposta para meu último comentário, bateu uma dúvida, você está na 3ª ou 4ª divisão?

Share this post


Link to post
Share on other sites
thyagocda
7 horas atrás, Vannces disse:

Apesar da posição na tabela, o time tem feito muitos gols. Um ajuste ou outro, fará com que, ao tomar menos gol, o time consiga a ponta da tabela.

Faço dessa frase a minha. #acompanhando.

Share this post


Link to post
Share on other sites
MitoMitológico

Retomando a Leitura..

Até que foi bom não conseguir o acesso agora. O time está em fase de mudança e não está preparado para um nível maior, então o jeito é continuar nessa 4ª Divisão e tentar não ter a irregularidade que tiveram nessa última temporada e conseguir o acesso, e para isso, terá que melhorar o elenco, pois você viu que a National 2 não é igual a National 3. E é bem legal ver essa organização e esse planejamento da diretoria, essa reeleição do presidente foi bastante merecida!

Conseguiu repor bem as saídas e fez um elenco enxuto porém um pouco melhor que na temporada passada. Gostei também de trabalhar em outras alternativas táticas para o jogo do time não ficar tão manjado. Não será tão difícil subir, pois a quantidade de times "B" é muito grande, então a campanha por aqui vem sendo boa, e a tabela está bastante embolada, portanto tudo pode mudar nos próximos jogos. Boa Sorte.

E a história está sendo muito bem contada, meus parabéns.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Herr Jones
Em 23/03/2018 at 19:27, Vannces disse:

Sempre bom poder qualificar a equipe, Damien por exemplo trás grande qualidade para o time. Me surpreendeu as táticas bem arrojadas, botar o time para frente procurando sempre controlar o jogo, é de grande coragem e não por acaso parece estar funcionando.

Apesar da posição na tabela, o time tem feito muitos gols. Um ajuste ou outro, fará com que, ao tomar menos gol, o time consiga a ponta da tabela.

Gostei dos atributos dos garotos da base, ainda muito novos, mas com grande potencial.

Considero uma boa campanha até o momento e acredito que poderá melhorar assim que as táticas e as instruções forem assimiladas cada vez mais pelos jogadores. Boa sequência!

Exatamente, Vannces. Tivemos algumas complicações na última temporada e a leitura que fiz dos erros foi apresentada na atualização. Assim buscamos corrigir esses equívocos, qualificando o time com a "contratação" de nossos próprios jogadores e a busca por novas peças. Acho que o elenco tá bem qualificado, principalmente no setor mais carente que era o gol; o Damien Tibéri tem mostrado um grande futebol até aqui e, por atuar praticamente ao longo de todo o setor esquerdo, é um bom coringa que tem colaborado bastante na minha possibilidade de ajeitar os esquemas táticos. A opção pelo controle de jogo se dá porque eu não vejo o time tão habilitado fisicamente para um jogo mais corrido, sobretudo quando enfrenta os times B adversários; além de ter percebido que isso funcionou na primeira temporada e por uma boa parte da última... Então, sigo na aposta.

Quanto à tabela, é meio complicado a nossa situação. Nós temos um elenco bom quando comparado aos demais times no nosso patamar, mas que está aquém dos times B. Ainda mais depois que brotou o Lyon no grupo, que tem um time monstruoso... Temos sofrido gols, pelo que eu entendi, em função da relativa lentidão do nosso setor defensivo que nem joga tão adiantado assim. E a garotada se mostra interessante, ainda mais porque estão apenas com 15 anos e possuem bons atributos. Esses dois, em particular, têm capacidade de atuar no National 3, de acordo com nossos preparadores. Com certeza eles podem ser importantes no futuro, mas acho difícil terem a longevidade no desenvolvimento para acompanhar o time ao longo de toda a trajetória até a elite; mas espero que façam sua parte quando for preciso. Obrigado pelo comentário, man!

 

23 horas atrás, 2sakakibara disse:

Nossa, confesso que não costumo ver esse desenho tático em ação, ansioso para ver como se sairá.
Curti muito como utilizou minha ideia! Os textos continuam muito bem redigidos. Que esses jovens possam ajudar a equipe titular em alguns anos. Abraço!

Opa, Saka, valeu! Achei que cairia muito bem como uma entrevista com a diretoria de futebol juvenil, até por conta da questão posta anteriormente a respeito do modelo estrutural proposto para a base e penso que mostrou um pouco de como tem sido (ficticiamente) o processo de captação juvenil no clube nesse primeiro momento. Fico feliz que tenha gostado! :)

Quanto à formação, é algo bem simples mas que ainda tá no modelo inicial. Escalei dois carrilleros para tentar suprir o buraco que fica nas laterais defensivas; mas ainda está em processo de ajuste principalmente pra guardar melhor o setor defensivo. E espero que a garotada dê um suporte no futuro, mesmo que não assumam protagonismo no time... Obrigado pelo comentário!

21 horas atrás, Henrique M. disse:

Depois da sua resposta para meu último comentário, bateu uma dúvida, você está na 3ª ou 4ª divisão?

Oi, Henrique. Estamos no National 2, equivalente à 4ª divisão francesa.

16 horas atrás, thyagocda disse:

Faço dessa frase a minha. #acompanhando.

Realmente, Thyago. Temos feito vários gols desde o começo do trabalho, acho que a minha preocupação maior no momento é acertar a defesa. Falhei miseravelmente na última temporada e espero me redimir nessa... Hahahaha! Tanto que esse 3-5-2 é um esboço pra melhorar a guarda defensiva que estou, aos poucos, aprimorando com as opções que eu tenho disponíveis. Obrigado!

6 horas atrás, MitoMitológico disse:

Retomando a Leitura..

Até que foi bom não conseguir o acesso agora. O time está em fase de mudança e não está preparado para um nível maior, então o jeito é continuar nessa 4ª Divisão e tentar não ter a irregularidade que tiveram nessa última temporada e conseguir o acesso, e para isso, terá que melhorar o elenco, pois você viu que a National 2 não é igual a National 3. E é bem legal ver essa organização e esse planejamento da diretoria, essa reeleição do presidente foi bastante merecida!

Conseguiu repor bem as saídas e fez um elenco enxuto porém um pouco melhor que na temporada passada. Gostei também de trabalhar em outras alternativas táticas para o jogo do time não ficar tão manjado. Não será tão difícil subir, pois a quantidade de times "B" é muito grande, então a campanha por aqui vem sendo boa, e a tabela está bastante embolada, portanto tudo pode mudar nos próximos jogos. Boa Sorte.

E a história está sendo muito bem contada, meus parabéns.

Opa MM, achei perfeito seu posicionamento. Realmente o fato de não termos subido o degrau foi bom para entender melhor o processo todo que nos tirou o acesso na reta final da última temporada. Acho que as movimentações (tanto internas quanto externas) apontam uma qualificação mais adequada para o time; o problema é que agora o nosso grupo tem adversários ainda mais fortes (que são os três times B que agora integram conosco o grupo); em contrapartida melhora nossas chances já que, por eles serem muito mais qualificados que quaisquer outras equipes que competem pelo acesso, temos a oportunidade de brigar em um "campeonato particular" com outras equipes mais equivalentes à nossa.

Acredito, como os próprios associados, que a manutenção da diretoria atual é um elemento-chave nessa reestruturação do time. Já subimos um degrau na escalada rumo à elite e o processo de estruturação no estatuto semiprofissional realizado nessa temporada nos coloca em um plano bem favorecido na disputa pelo acesso - já que os times B ficam fora desse plano. Tanto que, no papel, podemos subir de divisão mesmo terminando em 8º; basta que todos os times à nossa frente sejam planteis de reservas dos times das divisões acima da nossa.

Eu acho que as movimentações nesse mercado de transferência foram bem cirúrgicas. A maioria dos nomes foram apostas do diretor de futebol, mas ele conseguiu trazer o Tibéri que eu tinha pedido a ele. E nesse começo de temporada, todos os jogadores têm se mostrado boas alternativas e o time está fazendo uma campanha mais consistente; minha única preocupação, por enquanto, é com o setor defensivo. Porque eu tinha colocado a culpa praticamente toda na falta de um goleiro à altura pelo desastre que foi o final da última temporada, mas nessa eu notei que o time não está tão bem encaixado defensivamente e temos escapado por méritos do nosso ataque, que produz bastante em ambos os esquemas.

Obrigado, man!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Herr Jones

sljlaq9.jpg
NOËL, NOUVELLE AN ET UN CONFLITs03e03: decisões

Sinópse: Em duas tomadas, este episódio conta como foi a reta final de ano do Cannes e mostra uma primeira divergência entre o clube e seu treinador.

  • Casa dos Devereaux, Croix des Gardes quartier, Cannes: 24 de dezembro de 2020, 16h28.

     

DAMIEN: Ainda tem cerveja por aqui?
ALBERT: Tem não, filho. Mas sua mãe vai trazer quando voltar da rua.
DAMIEN: Beleza.
ALBERT: E como tá o trabalho lá?
DAMIEN: Poxa, tá complicado mas tem dado certo. Acho que dessa vez a gente consegue... Não é possível que não dê... Hahahaha!
ALBERT: Vai com calma, filho. Se você for com muita sede ao pote vai dar tudo errado.
DAMIEN: É isso aí... Mas o que você tem achado dos jogos?
ALBERT: Não é nenhum jeu à la nantaise, mas tenho gostado bastante do seu time. Só parece que nessa fase da temporada o sangue do time acaba...
DAMIEN: Nem fala, tô meio perdido nisso aí. Acho que a defesa tá meio ruim. Tivemos uma sequência recorde de 7 jogos vencidos na liga, mas praticamente em todos a gente deu um jeito de entregar um gol pro adversário.

H8Pw4Gv.jpg

ALBERT: Eu gostei bastante ver duas partidas do time: uma que vocês ganharam do Troyes B por 3x1, eu acho, e a goleada no Amiens por 5x0. Nos dois jogos o seu time tava bem concentrado, parecia difícil passar pela defesa.
DAMIEN: Poxa, pai... Nem fala. Esses jogos foram muito bons, parecia até aquele time de quando eu cheguei... Hahahaha! Pena que você não viu o desastre que foi a gente perder pro Lens B. Não fizemos quase nada, acabamos completamente anulados e demos a sorte de achar um golzinho no final pra não ficar tão feio... Hahahahaha!

CopTrC8.jpg

ALBERT: Uma coisa legal que você fez foi dar uma canseira no Châteauroux nessa Coupe de France.
DAMIEN: HAHAHAHA! Acho que se tivéssemos condições parelhas de treinamento dava pra ganhar deles aqui, faltou fôlego... Hahahaha! Quando eu vi o primeiro sorteio, achei bacana porque dava pra escalar a gurizada e funcionou bem, acabamos ganhando tranquilamente do Saint-Maurice por 3x1. Depois veio um jogo legal, um pequeno clássico contra o Cannet-Rocheville e destruímos eles por 3x0 com um time misto, tendo em ambos os jogos o menino Cardinale como destaque. Só achei sacanagem o outro sorteio colocar o Châteauroux. Achei que a gente ia tomar um baile, já que eles tão na Ligue 2... Mas o time se superou ofensivamente, a defesa que foi uma mãe. Deixava passar até sem querer.
ALBERT: Verdade, aqueles seus zagueiros entregaram os dois gols deles na prorrogação. Foi feio demais. Mas eu lembro que chegou até a ser destaque nos jornais...
AMÉLIE: Cheguei, gente! Trouxe as compras.
DAMIEN: Opa, mãe! Massa! A cerveja tá gelada? Tô querendo tomar uma. [...] Mas é isso, pai... De qualquer forma, o time tá muito bem no campeonato. Estamos em quarto lugar, isolados como candidato à promoção. Essa temporada é a temporada, pode anotar!

*** ** * * ** ***

  • Píer de La Croisette, Cannes: 31 de dezembro de 2020, 23h41.

     

MICOUD: Damien, seu contrato vence na metade do ano que vem e nós queremos renovar seu vínculo conosco com os mesmos termos1. Você pode passar no meu gabinete no dia 3?
DEVEREAUX: Mesmos termos? Eu tô sabendo que a situação tá complicada financeiramente mas o trabalho que eu tô tendo aqui tá bem grande e eu tô querendo sair da casa dos meus pais, mas com o salário que eu ganho fica difícil arrumar um outro lugar...
MICOUD: É, infelizmente não dá pra aumentar seu salário. Ainda mais porque com a nossa folha depois de estabelecermos contrato com os jogadores ficou bem cheia.
DEVEREAUX: E quanto à possibilidade de eu organizar meu próprio staff?
MICOUD: Por enquanto não tem condições. É apenas sua terceira temporada a frente do clube, acho que você ainda não tá preparado para mexer com isso...
DEVEREAUX: Já que vocês acham que eu não tô preparado pra mexer com isso, então é melhor eu pensar a respeito do meu futuro por aqui. No final da temporada a gente conversa de novo. <Damien se retira da conversa e vai até seus amigos>

aZRAGH4.jpg

DUPONT: E aí, cachorrão, o que vocês tavam conversando?
DEVEREAUX: Tretas, mano. Tretas... Eles querem que eu continue trabalhando por esse pouco de dinheiro e também não vão me deixar mexer na minha comissão técnica. Aí me complica as coisas.
DUBOIS: Poxa, vei... Que sacanagem isso, hein?
DEVEREAUX: Pois é, cara. Eu tô indo bem, fazendo tudo certinho, inclusive coisas para além da “minha função”, como ele me disse, e eu não tenho direito nem de arrumar uma comissão técnica própria? Aí me quebra muito.
MOREAU: Mas você tentou explicar isso?
DEVEREAUX: Eu não... Fiquei revoltado com essa situação, acho que ia piorar as coisas... Hahahaha! Vamo beber porque tá difícil!
DUPONT: Pera aí que eu vou pegar um steinhäeger pra gente, rapidão.
LAMBOURDE: E aí, pessoal, como vocês tão?
DEVEREAUX: Tudo tranquilo, cara. Você tá fazendo falta na direção, viu?
LAMBOURDE: Hahahaha! Eu tive que sair pra cuidar da família... O que aconteceu?
DEVEREAUX: Tô com alguns problemas com o Micoud. Ele quer manter meu salário baixo e minha limitação com a comissão técnica. Tá difícil, acabei de falar com ele e disse que não renovaria o contrato por enquanto.
LAMBOURDE: Mas você vai sair mesmo?
DEVEREAUX: Eu pretendo ficar, mas já é difícil lidar com as coisas que chegam. Imagina sem poder aprimorar nossa comissão técnica? Tem jogador reclamando dos treinamentos...
DUPONT: Mas você não sabe treinar, bicho... Pega essa aí, vamo virar esses gole.
DEVEREAUX: Hahahaha, sai pra lá, cara. <Damien vira o copinho e faz uma careta> Só acho que esses entraves me complicam a vida ainda mais...
LAMBOURDE: Boa sorte, então, Damien. Espero que você permaneça no clube! Vou ali no bar ver se precisam de alguma coisa, até mais.
DEVEREAUX: Também espero seguir por aqui. Vamos ver, ainda tenho esse resto de temporada. Falou, cara!
MOREAU: Gente, vem cá, olhem os fogos!

rygGpYY.jpg

DUPONT: Olha isso, cara. Eles tão se pegando ali! Tá pegando fogo mesmo!
MOREAU: O que foi?
DUBOIS: Me pareceu apropriado, ele tava revoltado com o que aconteceu...
DEVEREAUX: Vocês não prestam, suas pragas! Hahaha!
MOREAU: Ué, mas não era isso que vocês queriam?
DUPONT: Meu querido Damien! Até que você não dorme em serviço, hein? Moscou, já era...
DEVEREAUX: Que nada, bicho. A Annette já tava de olho em mim, hahahah!
MOREAU: Ele tava precisando de carinho, tava todo chateado... Bêbado, mas chateado.

Spoiler

1 Esqueci de tirar o print sobre a renovação de contrato. Acabou que as minhas pedidas não se acertavam com as oferecidas pela diretoria, então sigo com contrato até o dia 30 de junto de 2020.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Entre 30 de Outubro até 21 de Dezembro foi só dificuldades. Quatro empates, 3 derrotas e apenas uma vitória neste período. Pergunta: O que houve com a equipe? Cansaço? Tática conhecida pelo adversário?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces

A subida parece certa depois desses 19 jogos, mas as oscilações ficaram estranhas nesses últimos jogos. Se o moral do time estiver bom, o resto se resolverá. Boa sequência na reta final. Não entendi uma coisa, na tabela de classificação o OL B está em primeiro e uma tarja verde aparece, como aparece para o Cannes, existe a possibilidade deles subirem também?

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Ih rapaz, na reta final do ano a equipe deu uma oscilada ali meio estranha. Espero que recupere o fôlego. Ainda sim, a promoção parece não ter sido afetada e parece certo que subirá na próxima temporada. Porém tenho uma dúvida: Você está no nível 3 ou no nível 2 das divisões da França? Pq se for o nível 3, os times B poderiam subir, não?

Share this post


Link to post
Share on other sites
EduardoSofiate

Vamos lá...
Boas contratações na janela de transferências, Brandon fazendo bastante gols e trouxeram um goleiro experiente! 
E sobre a tática, ao primeiro olhar, 3-5-2 sempre remete a uma tática defensiva, porém o Cannes é o time de melhor ataque da competição.
Os papéis do meio campo bem arrojados, imagino a quantidade de chances criadas por jogo. 
Tá muito legal ver esse futebol ofensivo do Cannes, porém nas últimas partidas essa sequencia ruim preocupa.
Abraço HJ!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Herr Jones
8 horas atrás, LC disse:

Entre 30 de Outubro até 21 de Dezembro foi só dificuldades. Quatro empates, 3 derrotas e apenas uma vitória neste período. Pergunta: O que houve com a equipe? Cansaço? Tática conhecida pelo adversário?

Então, o que aconteceu foi que eu passei um longo período meio revoltado com a defesa e tentando acertar as coisas ali no setor. Acabei cometendo alguns erros táticos na hora de organizar o time, como tentar priorizar demais a linha de trás e esquecer completamente da frente. Eu fiz isso, principalmente, porque eu julgo que nosso setor defensivo não é tão ruim a ponto de ter que tomar pelo menos um gol por partida; movimentei bastante a linha para ver se o problema era na correria, mudei função de goleiro e nada que me entregasse que ali era onde o problema se encontrava. Até em escanteios, que o time sempre se saiu bem, as coisas complicavam. Contra o Chateauroux o 4º e o 5º gols, na prorrogação, foram todos por erros infantis na defesa dos escanteios: um zagueiro dava uma bicuda, pegava em algum jogador e sobrava limpa pra um adversário encostar pro gol. Mas tem alguns jogadores que estão acertados, todos por indicação, e espero, com isso, sanar as dificuldades. Obrigado pelo comentário, LC!

7 horas atrás, Vannces disse:

A subida parece certa depois desses 19 jogos, mas as oscilações ficaram estranhas nesses últimos jogos. Se o moral do time estiver bom, o resto se resolverá. Boa sequência na reta final. Não entendi uma coisa, na tabela de classificação o OL B está em primeiro e uma tarja verde aparece, como aparece para o Cannes, existe a possibilidade deles subirem também?

Então, Vannces, como disse ao LC eu fiz uma aposta nesses últimos jogos para ajeitar de vez o setor defensivo. Modifiquei tudo quanto foi possível, desde instruções às bolas paradas quanto às funções e posicionamentos de jogadores. Até mentalidade do time eu tentei ajeitar. Acabou que nestes quatro últimos jogos, apesar de nenhuma vitória, o time tem agradado mais defensivamente. Faltou, em certo ponto, estar com o moral mais alto - que foi o preço que paguei pelos maus resultados durante o processo de organização.

Quanto à tarja verde no Lyon B, eu imagino que o padrão do FM é manter uma tarja verde para o campeão e a outra, que dá o acesso, para o time principal melhor colocado que, no caso, somos nós. Na última temporada, com a subida do Lusitanos foi assim também; só deve ter passado meio despercebido porque eles subiram na segunda colocação. Agora, que o nosso time é o melhor colocado mas está em 4º fica mais perceptível por conta do "vácuo" no 2º e 3º. Mas se recordarmos as últimas temporadas, o Lens B foi campeão do grupo em ambas e permanece no National 2, novamente brigando pelo título (com Lyon B e Troyes B). Então, os campeões com time B não sobem porque, no editor, tem o impedimento desses times no Championnat National. Obrigado pelo comentário!

4 horas atrás, marciof89 disse:

Ih rapaz, na reta final do ano a equipe deu uma oscilada ali meio estranha. Espero que recupere o fôlego. Ainda sim, a promoção parece não ter sido afetada e parece certo que subirá na próxima temporada. Porém tenho uma dúvida: Você está no nível 3 ou no nível 2 das divisões da França? Pq se for o nível 3, os times B poderiam subir, não?

Verdade, Marcio... Tivemos uma oscilada, mas que ainda nos mantém em uma posição confortável na tabela em relação aos demais candidatos ao acesso. Eu notei que eles têm muitas dificuldades contra os times B, como nós também, então é essencial que o time dispute um campeonato a parte buscando tirar o máximo de pontos dos outros candidatos.

Nós estamos na 4ª divisão. O sistema de ligas francês só aceita os plantéis principais até o Championnat National que, teoricamente, deveria ser formado apenas por times (semi)profissionais; mas para a temporada 2017/2018 a Federação modificou as regras e os nomes. Antigamente depois do National as ligas se chamavam CFA (Championnat Français de Amateur) e era dividido em CFA e CFA 2 (novos National 2 e 3 eram compostos apenas por times amadores, mas com o excesso de clubes em processo de falência e se tornando semiprofissionais, como o caso do SC Bastia, por exemplo, eles optaram por mudar a nomenclatura como uma extensão das divisões nacionais e para ajudar os times grandes, que têm times espalhados por toda a pirâmide francesa, de ter uma qualidade melhor de jogo pra desenvolver melhor seus jovens atletas); abaixo eram as Divisions Régionales (divisões de honra e regionais) que são integradas apenas por times amadores bem como divididas em grupos regionais para comportarem equipes das colônias francesas (Guiana, Mayotte, Martinica e Ilhas Reunião) e seguem até o nível 10 do escalão inferior.

Obrigado pelo comentário e espero que tenha tirado sua dúvida. :)

2 horas atrás, EduardoSofiate disse:

Vamos lá...
Boas contratações na janela de transferências, Brandon fazendo bastante gols e trouxeram um goleiro experiente! 
E sobre a tática, ao primeiro olhar, 3-5-2 sempre remete a uma tática defensiva, porém o Cannes é o time de melhor ataque da competição.
Os papéis do meio campo bem arrojados, imagino a quantidade de chances criadas por jogo. 
Tá muito legal ver esse futebol ofensivo do Cannes, porém nas últimas partidas essa sequencia ruim preocupa.
Abraço HJ!

É isso mesmo. As movimentações na janela de transferências foram de suma importância pra eu tentar buscar um estilo de jogo mais diferenciado. Como contávamos com 4 atacantes, achei que um esquema que usasse dois seria interessante e eu queria testar uma formação com 3 zagueiros para ver como o time se porta nesse FM, porque consegui bons resultados no 17, e acabei chegando àquele 3-5-2. Parece defensivo, mas ele sabe fazer o trabalho sujo de propor o jogo muito bem hahahaha!

A sequência ruim é mais por conta das experiências pra tentar melhorar o setor defensivo. Espero que em 2020, com as novas contratações, o time consiga contornar a baixa no moral por conta dos maus resultados e consiga fazer uma campanha mais sólida. Obrigado pelo comentário, Eduardo!

Share this post


Link to post
Share on other sites
thyagocda

Com esse tanto de times B na liga, mesmo que vc não melhore muito o acesso sempre estará por perto :D

Share this post


Link to post
Share on other sites
Herr Jones
59 minutos atrás, thyagocda disse:

Com esse tanto de times B na liga, mesmo que vc não melhore muito o acesso sempre estará por perto :D

É exatamente por isso que me dei ao "luxo" de fazer vários testes nessa parte final de ano, mas não encontrei a melhor forma de jogar. Vou seguir nessa busca de um esquema mais equilibrado por algumas rodadas, depois volto à proposta inicial que, mesmo tomando gols, tava funcionando bem... hahahah

Obrigado pelo comentário, Thyago!

Share this post


Link to post
Share on other sites
2sakakibara

A diretoria está vacilando, mas adiar as conversas foi uma boa. Pode ser que eles mudem de ideia e te deem condições melhores de trabalho no futuro.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Herr Jones
39 minutos atrás, 2sakakibara disse:

A diretoria está vacilando, mas adiar as conversas foi uma boa. Pode ser que eles mudem de ideia e te deem condições melhores de trabalho no futuro.

Pois é, man... Essa divergência aí complicou bastante as coisas pro Damien. Principalmente porque o contrato vence no final da temporada e, com essa negativa antecipada, pode ser que a diretoria prefira seguir por outro caminho. Espero que as coisas dêem certo e, no final, consiga uma renovação. Mas se não der, bola pra frente... Obrigado pelo comentário! :)

Share this post


Link to post
Share on other sites
PedroJr14

Acredito bastante na valorização dos treinadores, sem essa valorização eu costumo picar a mula e buscar alguma equipe que me dê melhores condições de trabalho.

A sua equipe tem alguns nomes que podem evoluir bastante e se destacar dentro da sua liga, mas você não vai ficar estagnado nessa liga para sempre, vai subir e vai precisar de jogadores ainda melhores, por isso é bom ficar observando a galera dos times rivais da sua divisão e tentar contratar os principais destaques. Geralmente os jogadores de divisões inferiores tem contrato curto, ou nem tem contrato, observá-los desde já pode ser bastante benéfico e pode trazer bons nomes para que você peça a contratação junto à diretoria. 

Boa sorte na sequência!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Herr Jones
Spoiler
Em 27/03/2018 at 10:21, PedroJr14 disse:

Acredito bastante na valorização dos treinadores, sem essa valorização eu costumo picar a mula e buscar alguma equipe que me dê melhores condições de trabalho.

A sua equipe tem alguns nomes que podem evoluir bastante e se destacar dentro da sua liga, mas você não vai ficar estagnado nessa liga para sempre, vai subir e vai precisar de jogadores ainda melhores, por isso é bom ficar observando a galera dos times rivais da sua divisão e tentar contratar os principais destaques. Geralmente os jogadores de divisões inferiores tem contrato curto, ou nem tem contrato, observá-los desde já pode ser bastante benéfico e pode trazer bons nomes para que você peça a contratação junto à diretoria. 

Boa sorte na sequência!

Pois é, Pedro. Já teve um corte bem grande no salário que foi aceito de bom grado, até. Mas pretendo que o Damien siga treinando o clube, só preciso ver se a diretoria pretende manter ele no comando. Hahahah

Quanto à garotada, também acho que eles podem se destacar bastante no futuro, mas acredito que poucos dele sejam realmente aproveitáveis à medida que o clube suba de patamar. A ideia é deixá-los no melhor ponto possível para que, pelo menos, dêem um retorno financeiro. Quanto às observações, eu tenho uma grave limitação que é o orçamento e a outra é a reputação. No momento eu não estou me preocupando tanto em buscar jovens jogadores de outros clubes, tenho prezado mais pra qualificar o time. Mas temos esbarrado muito na reputação: eu tô querendo um jovem meia-esquerda de um time sem divisão, mas que tem instalações fantásticas, e o garoto não tem interesse em vir pra cá de jeito nenhum. O mesmo acontece com alguns outros jogadores que poderiam ser bons elementos pro meu time principal, mas tá complicado pelo mesmo motivo.

No momento os esforços estão todos voltados para ajeitar o time para alcançar o acesso, principalmente porque essa deve ser a chave para conseguir um novo contrato com o clube. A possibilidade de subir é bem alta porque os times B sobram contra os candidatos ao acesso e estes, por sua vez, acabam trocando pontos entre si o que aumenta ainda mais nossas chances. Vamos ver como nos desenrolamos nessa reta final.

sljlaq9.jpg
PROMISSEURS DE CANNES - s03e04: novos integrantes juvenis do clube

Sinópse: a aparição de novos jogadores para adentrar à equipe juvenil do clube faz com que Asso e Devereaux comentem sobre o processo de captação e o jogo entre os jovens contra o sub19 do clube.

Jean-Jacques Asso - Diretor de futebol juvenil do AS Cannes:
- Depois de toda o processo que passamos para assimilar os acertos e erros da última temporada, acredito que estamos caminhando rumo a um futuro promissor. E eu acabo sendo uma parte muito importante desse trabalho, porque preciso sempre buscar jovens que tenham capacidade de contribuir com o clube em alguma etapa de seu desenvolvimento. [...] Desta vez, antes de iniciar a busca por jovens para avaliar se seriam peças que podem integrar nosso elenco juvenil, eu fui buscar mais parcerias com escolas e colégios da cidade para ampliar nossa rede. O único lugar que topou facilitar nosso acesso foi o Lycée d'État Carnot, que ofereceu bolsas de 50% para nossos jogadores que já estudavam por lá, além de assegurar maior acessibilidade para nossos colaboradores no acompanhamento destes jovens.

Durante o meu contato com os colégios para ver a possibilidade das parcerias, fizemos diversas apresentações para buscarmos jovens interessados em se inscrever para uma rápida competição a ser realizada no Stade Pierre de Coubertin como parte da nossa avaliação deles para mostrarem suas habilidades frente nossa equipe sub19 e, quem sabe, garantir uma vaga no nosso time juvenil. Foi um sucesso! Conseguimos reunir oito equipes que disputaram uma espécie de mata-mata em jogo único para podermos dinamizar o processo. No final das contas nós selecionamos 16 jovens para integrar um pequeno plantel que, mais adiante, enfrentou o nosso time juvenil.

QWTp2Qt.jpg

A aposta nesse modelo de captação de jovens acabou sendo bem interessante já que pudemos selecionar jogadores melhor habilitados e que teriam um bom potencial para o futuro. De longe, o setor que trouxe os melhores jovens foi o de meio-campo; só sentimos bastante falta de aparecer um jogador mais habilitado para atuar como centroavante, daqueles mais altos e capazes de segurar mais o jogo. [...] Só que mesmo assim, a gurizada se mostrou muito boa e...

Damien Devereaux - treinador do AS Cannes:
- A proposta bastante inventiva do Asso em trazer vários jovens para realizar um torneio com o único propósito de avaliar suas capacidades foi algo que mostrou bastante de sua proatividade aqui dentro do clube. Estamos sempre em constante comunicação, principalmente pelos repasses que ele me traz sobre a garotada dos juniores. [...] Quando chega essa época, em que ele busca fazer a captação de jovens, ele já vem logo dizendo "É agora, viu, cara?" e eu fico entusiasmado para ver quais as surpresas que podem aparecer por aqui.

[...] Acompanhei bastante o treinamento desses meninos para o jogo contra nosso sub19 e eu fiquei abismado com a capacidade do Timothée Valette. Um menino de 15 anos que se dedica muito e tem uma habilidade invejável pra sua idade. Eu já tava quase pedindo pro Asso fechar contrato com ele antes mesmo do jogo, pra ver ele atuando pelo sub19... Mas pensei melhor e achei que seria legal ver ele atuando junto com esses outros meninos que se colocaram à prova para tentar a carreira no futebol. [...] e à medida que o tempo passava, eu via os treinamentos e decidi que veria o jogo deles. Não ia ver porque eu tava mais preocupado lidando com o time principal, ainda resolvendo algumas deficiências, mas acho que a garotada ali merecia minha observação.

NiqpAbk.jpg

Definitivamente eu não me arrependi de ter ido ver esse jogo. Que passeio desses meninos no nosso time sub19. Eles jogavam com uma facilidade tremenda, uma fluidez invejável... Coisa que eu ainda não tinha visto no nosso time profissional. Fizeram um 4x0 sem dó nem piedade e mereceram completamente a oportunidade de fecharem contrato para integrar nossa categoria de base. [...] só que agora teremos um plantel bastante extenso para o time juvenil e eu tenho ponderado subir alguns jogadores mais importantes para o time de reservas e avaliar uma forma adequada para, no futuro, integrarem nosso time principal.

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Rapaz esse Valette é turbinado. Se continuar assim vai ser melhor que o Messi.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Herr Jones
21 horas atrás, LC disse:

Rapaz esse Valette é turbinado. Se continuar assim vai ser melhor que o Messi.

Pois é, LC. Fiquei impressionado com os atributos dele, acho que ele serve como um bom jogador no National 3 desde já, o que poderia dar a ele uma vaga como reserva no meu time. Só que não posso usar ele por enquanto em função da idade... Mas o que ele fez contra o time sub19 foi um desrespeito, o cara simplesmente acabou o jogo. HAHAHAHA

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

  • Similar Content

    • Jirimias
      By Jirimias
      Fala aí, povo!   Depois de muito tempo, eis que decidi retornar ao ofício de jogar e contar saves. Apesar do tempo está ainda mais curto do que antes, a saudade era maior, e depois de ensaiar vários retornos, enfim tomei coragem. A versão do jogo escolhida é o FM 2018, pois comprei e não havia jogado. Como já estamos quase no meio do ano, achei conveniente esperar para comprar o 20, e não o 19. 
      Como vocês podem ver eu escolhi a Hungria tema deste save, e isso deve-se muito à admiração adquirida por ter conhecido um pouco do futebol mágico do país na década de 50. Soma-se a isso o imenso desafio que é jogar e desenvolver um trabalho num país que hoje vive uma realidade no futebol muito diferente daquela do passado. Estes dois fatores foram fundamentais para minha escolha.   Peço apenas a compreensão se não houver postagens regulares, mas farei o possível para tentar duas por semana, exceto por este início que há capítulos introdutórios que já estão prontos.   
      Conhecer o passado nos ajuda a compreender suas consequências no presente, seja ele este atual que estamos vivendo agora, ou aquele que virá a ser presente, a qual chamamos de futuro. Só que na maioria das vezes mexer no passado é abrir feridas , e é isso que veremos em  "O sonho proibido" . Se esta aventura de voltar ao passado sem máquina do tempo pode ser perigoso, por outro lado, também é somente através desta visita ao passado que tanto o personagem  como o próprio futebol húngaro encontrarão respostas que poderão mudar suas histórias.
      A trama passa pelo encontro entre dois personagens que viveram em épocas diferentes, mas que tem em comum um sonho: trazer de volta a glória do futebol húngaro. Átila é um jovem recém-formado em Educação Física que tem como sonho treinar um time de futebol profissional. A inspiração para sua carreira é um ex-treinador que não teve uma carreira brilhante, mas que tinha a mesma determinação em fazer de sua carreira um combate pelo resgate da grandeza do futebol da Hungria. Tal dedicação  pela Causa Húngara, como ele mesmo denominou sua busca, fez o velho treinador ser tido como lunático. Sem familiares e esquecido, o velho treinador interna-se voluntariamente num asilo onde inicia a carreira de escritor.  Quando estas duas gerações se encontrarem, nem a vida dos dois, e nem o futebol húngaro serão mais os mesmos.  
      O "Sonho proibido" tem como objetivo principal levar a Hungria ao centro das atenções do futebol mundial, e para isso, a pretensão não é fazer o save de uma única liga, mas  de uma nação. Desta forma, terei a liberdade de mudar de liga, treinar mais de um clube da Hungria, treinar seleções, trabalhar com a revelação de talentos húngaros, enfim, buscar em todos horizontes resgatar as glórias do passado do futebol do país. Em síntese, são estes os objetivos:
      Ser campeão treinando um time brasileiro, remontando a ligação do passado entre húngaros e brasileiros no futebol; Revelar um novo Puskás; Levar a Seleção Húngara à disputa de uma Copa do Mundo, que desde 1986 não acontece; Vencer uma competição europeia com um clube húngaro; Ser o melhor treinador húngaro no quadro de Honra; Colocar a Primeira Divisão Húngara entre as dez primeiras do mundo:

      (atualmente atrás das ligas de Catar, segunda divisão da Turquia, segunda divisão da Áustria, Moldávia, Egito, entre outras)        
       
    • thyagocda
      By thyagocda
      SUMÁRIO

      Apresentação
      Sou mais um daqueles apaixonados por FM, mas por conta dos compromissos pessoais, o tempo gasto com o jogo deve ser bem equilibrado. Ano passado criei uma história aqui na PM com o Porto mas acabei interrompendo depois que descobri que eu seria pai, a gravidez passou, meu filho (Thayler) já nasceu com saúde graças a Deus. E agora que as coisas acalmaram vinha planejando o retorno a área.
       
      Estilo de Postagem
      Tentarei seguir um padrão de postagens bimestrais sobre os acontecimentos no jogo. Mas pretendo utilizar as probabilidades de apostas do jogo para gerar interatividade com os leitores entre as postagens. Pelo menos a introdução do save contará com uma "pequena ficção" e ao longo do save tentarei dar prosseguimento.
       
       

      O Desafio Real #1 | A Dany - MAI/17
      Valência - ESP

      Clique aqui para a próxima postagem
    • Bigode.
      By Bigode.
      Olá, pessoal! É chegada a hora de voltar a contar histórias por aqui. Ou melhor: a frequentar a área. Já tenho ensaiado a volta nas últimas semanas (ainda timidamente), mas agora é o momento. Depois de uma saga de muito sucesso, acredito eu, com a Pro Vercelli e o fracasso na tentativa com o Nottm Forest, espero acertar mais uma vez.
      O clube escolhido, levando em conta os acontecimentos do último mês, não poderia ser outro: Sporting Clube Farense. Como alguns sabem, me mudei no ano passado para Portugal e estou residindo em Faro, cidade bem ao sul do país. De fato: hoje completo 5 meses aqui. A data, simbólica, é a ideal para se iniciar a nova trajetória.
      Minha vinda para cá teve como objetivos terminar a faculdade e iniciar minha carreira (ou continuar, sendo que já atuei na área no Brasil) e, pensando em uma ideia de save, o estalo veio: por que não iniciar no FM uma, digamos, "preparação" para o que pode ser minha vida/carreira real?
      Chega de papo, né? Deixo algumas informações iniciais sobre o save e é isso. No mais: um agradecimento gigante e mais do que especial ao @Tsuru, que providenciou esse excelente e maravilhoso banner pra saga.
      Quanto aos OBJETIVOS, decidi não estabelecer nada de início. A ideia é levar o clube da 3ª divisão até a elite portuguesa e elevar o clube a um patamar de altíssimo nível, como consegui fazer com a Pro Vercelli. As boas campanhas (e títulos) são consequência. Obviamente, é claro, quero conquistar tudo o que for possível e desbancar os três grandes. Mas veremos como as coisas correm quanto a isso futuramente. Outro ponto que pode ser considerado é sempre buscar se superiorizar em relação aos grandes rivais.
      | DADOS DO JOGO | 
      Base de Dados: original
      Versão 18.2.2
      - Países Selecionados:
      Europa: Portugal (Campeonato Nacional Prio e superiores), Alemanha (Bundesliga apenas), Espanha (La Liga Santander apenas), França (Ligue 1 apenas), Inglaterra (Sky Bet Championship e superiores) e Itália (Serie B Eurobet e superiores)
      América do Sul: Brasil (Campeonato Brasileiro Série A apenas) - ver apenas
      Tamanho da Base de Dados: Grande
      + Jogadores de clubes do escalão máximo (América do Sul)
      + Jogadores de clubes do escalão máximo (África)
      + Jogadores no país + Jogadores da nacionalidade (Portugal)
      [x] Não Adicionar Equipe Técnica Chave
      [x] Impedir uso do Editor de Jogo
      *** Como pretendo emular um pouco da vida real, decidi não marcar (ao contrário do que faço normalmente) e caixa "Desativar Disfarce de Atributos de Jogadores", deixando o jogo mais real. Isso não significa que contratarei, por exemplo, somente jogadores observados pelos olheiros ou algo do tipo. Terei total liberdade no mercado. Só um pouco mais de dificuldade. ***
      Data de Início do Jogo: Portugal - Fase Inicial de Pré-Época 2017/18 (3/7/2017)
      ---
      É isso aí. Sejam bem-vindos a minha nova saga.
    • arecibo8
      By arecibo8
      O nome da Saga vem de uma teoria do Gramsci da hegemonia cultural. Gramsci é o fundador do Partido Comunista italiano, que foi fundado na região da cidade. O partido hoje está extinto.
      Estava vendo 'Club de cuervos', e lá se fala de um clube, que é a paixão da cidade e que o clube acabou por colocar a cidade no mapa (Não falarei mais sobre a série). Eu escolhi o clube por ser o maior da cidade e por levar o nome da cidade e que com o tempo, creio que podemos ajudar as demais equipes a crescer. Temos outros dois clubes na cidade, mas não disputam as competições nacionais, por isso não vou pensar em como fazer isso agora (até por que o próprio clube está em situação complicada).
      Pela situação ser complicada, não farei ainda planos para um futuro muito distante, mas desejo utilizar a base, que sempre revelou bons jogadores para a seleção italiana.
      O save é do clube, não de uma carreira.
      1° ano 
      - Conhecer a equipe
          Creio que este sempre seja o primeiro passo, no Palmeiras eu conhecia todo o elenco, aqui poucas figuras.
      - Rejuvenescer a equipe
      Temos uma média de idade de 26 anos, algo que considero ok, mas os principais jogadores, sobretudo do meio campo, tem mais de 33 anos. Com isto em vista, esta temporada pode ser a última deles em alto nível (talvez a última da carreira), por isso já colocarei olheiros para observar jogadores desta área de campo sem contrato para a próxima temporada
      -Criar uma filosofia de trabalho
          Além de trabalhar com jovens, quero fazer da posse de bola uma marca registrada da equipe. Ainda não coloquei isto como uma das filosofias para a diretoria, por não saber se será possível fazer isso com os jogadores atuais, e não temos condições financeiras para contratações.
      2° ano
      -Reformular a base
          Temos muitos jogadores sem futuro, e que só consomem os recursos já escassos do clube, prefiro me focar em poucos, mesmo que custe em desempenho nas competições de base. Mas creio que a médio prazo isso será revertido.
      -Comissão técnica renovada
          O que não mudar no primeiro ano (pouquíssima coisa, talvez nada), mudará aqui. Quero que o clube tenha o que pode ter melhor em profissional, na equipe profissional, sub-20 e sub-18.
      -equipe competitiva
          Com a base formada no outro ano, desejo ter uma equipe que brigue para subir, não necessita subir, mas estar na briga vai ser o objetivo.
      -Olheiros
          Com o meio campo não sendo mais urgente, eles procuraram por jogadores jovens para as categorias de base do clube. Mesmo sabendo que isso não é tão efetivo como no Brasil (que um jogador de base tem uma clausula próxima de 1M e o clube acaba por não ter como segurar, creio ser mais viável que comprar jogador pronto), creio que colheremos frutos a médio prazo. Colocarei eles em países periféricos da europa (como Sérvia, Suíça, Suécia, Dinamarca, Polônia), pois devo ter menos concorrência.
      Como tudo pode mudar nesse meio tempo, me reservo a planejar só estes 2 anos
      Principais jogadores
      Mais famoso: Alessandro Diamanti - jogador com passagens em diversas grandes equipes pela europa e pela seleção, veio do Palermo sem custo. Meio que veio para se aposentar.
      Jogador mais antigo do clube: Luca Mazzoni - Desde 2001 clube, vai ficar até se aposentar e depois espero que assuma alguma função no clube.
      Capitão: Andrea Luci - no clube desde 2010, um dos nomes que estão na história do clube.
      Futura estrela: Gabriel Santini - Zagueiro, 17 anos, tem muito a ser lapidado ainda, mas tem tudo para ser um zagueiro bem técnico, mas tem que melhorar o físico para não virar um Rodrigo Caio.
      Primeiros atos
      Mesmo sendo um bom jogador, o salário era muito alto para a equipe, por isso o Niccolò Giannetti teve seu empréstimo rescindido, mesmo que isso impossibilite jogar com dois atacantes.
      Como pretendo jogar com 3 zagueiros e o clube só possui 3 com condições, pretendo contratar para agora outros para ter reservas.
      No resto estamos bem servidos, pelo menos em quantidade.
       
      Estrutura 

       
      Finanças

      Comissão técnica

    • marciof89
      By marciof89
      Eis que, enfim, criei coragem para postar uma história aqui no Profissão Manager. Frequento o fórum a muitos anos mas sou um completo bicho do mato, portanto interajo muito pouco, motivo pelo qual demorei a adentrar aqui. Agradeço desde já quem tiver interesse em seguir, e ouvirei todas as dicas que quiserem sugerir, sejam sobre organização, táticas, etc. Li as regras e as recomendações antes de começar, mas deslizes podem acontecer. Os gráficos foi eu mesmo quem fiz, não reparem! hahaha
      Sem mais delongas, vamos ao que interessa.
      Eu tenho um carinho muito grande pelo Tupi, apesar de não ser mineiro. A torcida do Tupi, apesar de pequena como de praxe entre os times pequenos, é muito apaixonada. Não são muitos os times brasileiros sem muita relevância no cenário nacional que mantenham uma torcida apaixonada assim. E como sou da época do Elifoot 2 e 98, então sempre achei graça em pegar um time lá das divisões de baixo e levar até a glória.
       

      O Tupi Futebol Clube é um clube da cidade de Juiz de Fora, Minas Gerais, e foi fundado no dia 26 de maio de 1912 por moradores ilustres da cidade. Durante os primeiros anos, era chamado de Tupy, já que muitos de seus fundadores eram dissidentes do Tupynambás (atualmente seu maior rival). É o maior clube da cidade, e tem como maior glória a conquista da Série D em 2011. A equipe manda seus jogos no estádio Radialista Mário Heleno (estádio da cidade), com capacidade para mais de 30 mil pessoas.
      Seu maior rival, como dito anteriormente, é o Tupynambás, time também de Juiz de Fora, com quem faz o clássico Tu-Tu. Durante um curto período de tempo na década de 90, ele se fundiu com o Tupynambás e o Sport (outro time da cidade) e formaram a Cooperativa Manchester de Futebol, inspirados no sucesso da fusão do Paraná Clube. Porém, resultados pífios e crises de ego fizeram com que a fusão não aguentasse, tendo disputado apenas 3 estaduais com o novo nome.
      O time carece de ídolos, e não revelou grandes jogadores para o futebol mundial. Apesar disso, dois nomes notáveis passaram pela equipe. Muller, campeão mundial pelo São Paulo, e Romário, que apesar de ter sido proibido pela FIFA de atuar pelo time por ter jogado por 2 equipes num período de um ano, chegou a treinar com o elenco e atraiu a atenção da mídia para o time.
      O mascote do time é o Galo-Carijó, em homenagem ao principal fundador da equipe, que tinha o apelido de carijó, e que inspira o nome da história.

      Estádio Municipal Radialista Mário Helênio
       

      Vou jogar esse save com o Brasil Mundi Up, pois apesar de muita gente falar que ele pode dar uns crashs, eu sempre usei ele (com uma quantidade bacana de ligas ativadas) sem ter problema algum, inclusive passando de 2030. Gosto da organização dele, além do acréscimo de outros níveis do brasileirão e disputas de taças que costumam ajudar até mesmo no teste de táticas e jogadores.
      • Início: 18/12/17
      • Ligas adicionais ativadas: Todas as sulamericanas, China, Alemanha, EUA, Espanha, Inglaterra, Itália, Portugal, Rússia e Ucrânia. (todas elas apenas as primeiras divisões, apenas para deixar a Libertadores mais realística e as transferências também).
       

      O save vai se basear no meu nome pessoal, mas com uma idade mais elevada que a minha, até para condizer com uma experiência razoável futebolística pré-vida de treinador.
       

      Escolhi sugestões baseadas no nível do Tupi, pra não ficar roubado nem absurdamente difícil também pois não sou o Mourinho do FM haha.
      Gosto de fazer técnicos que são mais voltados para o conhecimento do elenco em si, deixando o grosso do desenvolvimento e contratação de jovens jogadores a cargo do auxiliar e diretor desportivo. Claro que estou sempre acompanhando e impedindo algumas burradas que eles costumam cometer, mas meu foco, ao menos inicial, é me dedicar ao elenco principal.
      E aqui um panorama inicial do time:

       

      • Subir a Série B
      • Subir a Série A
      • Ganhar a Copa do Brasil
      • Ganhar o Campeonato Brasileiro
      • Ganhar a Copa Libertadores da América
      • Ser o time do interior de Minas Gerais com o maior número de títulos do Campeonato Mineiro (Villa Nova detém 5 títulos)
      • Desenvolver a infraestrutura de treinos do time para, ao menos, 4 estrelas
      • Ser um dos times mais bem reputados do Brasil (Top 5)
      • Melhorar as finanças do clube
      Objetivos complementares:
      • Ganhar o Mundial de Clubes
       
       

       
×