Jump to content
  • ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

  • Similar Content

    • Tsuru
      By Tsuru
      Apresentação
      Olá pessoal. Quero dar as boas vindas a vocês no meu novo save aqui na área.
      Depois do fim precoce da trajetória do Olímpio - na qual não estava mais conseguindo me divertir - pensei em voltar à Europa e inclusive já tinha um desafio em mente. Mas, conversando com alguns colegas da área, concordei que era, digamos, muito complicado, no mesmo nível ou até mais do que os últimos. E que talvez fosse o momento de tentar algo diferente, mais simples, para não atrapalhar a diversão.
      A ideia de voltar a jogar no Brasil já vinha há algum tempo, até porque a última vez que treinei times em terras tupiniquins foi no FM 11, no save do Central, e por isso decidi colocá-la em prática. Apesar das muitas ideias e sugestões de possíveis clubes, fiz algo diferente: deixei o FM 15 rodando de férias por 5 temporadas, até dezembro de 2019, com objetivo de ver o que acontecia na Série C. Será que teríamos algum clube grande rebaixado? Viria algum time interessante das regionais? A ideia era, a partir daí, adotar um critério aleatório para a escolha final - separar três equipes com as quais eu simpatizasse, e jogar com a que tivesse menos títulos.
      O problema é que, por esse critério, o time com o qual eu jogaria seria o Madureira. Gosto bastante do Velho Madura, até pensei em fazer o save originalmente com eles (com o título "O despertar do Tricolor Suburbano"), mas sabe quando você vai assumir o clube e não dá vontade de continuar? Então acabei descartando essa possibilidade e optando por uma outra equipe da terceirona que achei bastante simpática, a única que estava sem treinador: o Santos do Amapá.
      Tem grau de desafio? Tem. É uma equipe do Norte do país, talvez a região hoje menos competitiva no futebol brasileiro, e que acabou de subir da Série D, o que significa que estabelecê-la entre os grandes não será fácil. Mas a ideia deste save novo não é ser fácil, é simplificar as coisas e jogar com um time que eu ache legal (até porque será um save de clube). Então acho que nesse sentido foi uma boa escolha.
       
      Objetivos
      - Ir da Série C ao topo das Américas, conquistando duas vezes a Copa Libertadores;
      - Ter instalações e infraestrutura de primeiro mundo;
      - Ter pelo menos um jogador convocado para a Seleção Brasileira.
       
      Regras
      - Se for demitido, o save acaba.
       
      Ligas carregadas
      - Inglaterra, França, Itália, Alemanha, Espanha, Argentina, Uruguai, Chile e Colombia (1ª divisão); Brasil (Série C, B e A).
       
      Histórico
      Temporada 1 
      Campeonato Amapaense: Campeão Copa Verde: Vice-campeão (derrotado pelo Remo na final) Copa do Brasil: Derrotado na segunda eliminatória pelo Internacional-RS Série C: Eliminado na primeira fase Temporada 2
      Campeonato Amapaense: Campeão Copa Verde: Campeão Copa do Brasil: Derrotado na primeira eliminatória pelo Guarani Série C: Eliminado nas quartas de final pelo Vila Nova (2 a 1 no agregado)  
      Temporada 3
      Campeonato Amapaense: Campeão Copa Verde:  Eliminado pelo Remo na primeira eliminatória (1 a 0 no agregado) Copa do Brasil: Eliminado pelo Coritiba na segunda eliminatória (3 a 1 no agregado) Série C: Eliminado na primeira fase
      Índice
      01 - A volta ao mundo em cinco temporadas
      02 - O mar está para peixe
      03 - A ponte, a taça e as copas
      04 - Se eles querem a bola, a gente também quer
      05 - El cuarteto argentino
      06 - Verdejantes tempos
      07 - No suor, na raça e na sorte
      08 - O Santos subiu para a Série B? Égua da potoca!
      09 - Doze homens e nenhum segredo
      10 - Encaixando as peças
      11 - A síndrome de Drew Johnson
      12 - Em busca de voos mais altos
    • Danut
      By Danut
      Olá a todos. Sejam bem-vindos à segunda versão do save Brazylijska magia. Como a maioria já deve estar sabendo, esse foi um save que eu iniciei no final de dezembro do ano passado, mas que acabou tendo uma vida muito curta. Depois de um tempo pensando, decidi que queria mesmo jogar o save outra vez. Como a versão original mal passou da primeira temporada, acredito que haja espaço para jogar a mesma proposta sem que acabe sendo apenas uma repetição do que já passou.
      A proposta para essa segunda versão é a mesma da versão anterior: conquistar títulos com uma equipe que jogo futebol ofensivo com ênfase na qualidade individual e que consiga incorporar um bom número de brasileiros ao elenco.
      Fiz, contudo, duas mudanças importantes para essa nova versão. A primeira delas é que decidi jogar com orçamentos para transferência já na primeira temporada. Normalmente, não gosto de usar essa opção. Mas acho que nessa situação específica ela pode ser uma boa arma para aumentar as possibilidades de mudança de elenco logo de saída, trazendo uma dinâmica diferente para a primeira temporada do que aquela do save anterior.
      A segunda mudança é que resolvi jogar as duas primeiras temporadas do save (quase) por inteiro antes de trazer ele para cá. Isso tem a óbvia desvantagem de fazer as interações com os leitores ficarem um pouco prejudicadas nesse momento inicial, pois vou estar trazendo a vocês algo que já sei o desfecho. Mas considerando o que ocorreu no save anterior, eu queria ter certeza de que conseguiria me envolver emocionalmente com a história antes de trazer ela para os leitores. Sinto que falhei no compromisso com os leitores na história passada, quando fiz bastante gente começar a acompanhar apenas para encerrar logo em seguida. Por isso agora preferi esperar até garantir que o save está me dando vontade de jogar.
       
      Encerrado o prefácio à segunda edição, voltamos com a programação normal. Abaixo segue a introdução da proposta do save em si. Ela é igual à introdução da versão anterior, então quem já leu por lá pode pular o resto do post.
       
      Introdução
      Szczecin, Polônia. Rua Mieczysława Karłowicza, número 28. 23 de agosto de 2005.
      P: Boguslaw, os nossos resultados estão uma merda.
      B: Tenha paciência, Ptak. Os jogadores ainda não incorporaram a minha ideia de jogo.
      P: Ideia de jogo é o caralho. Ninguém ganha com ideia de jogo. O importante é ter habilidade. Olha o Brasil. Destruíram a Argentina na Copa das Confederações. Tu acha que os argentinos não tinham ideia de jogo? Vocês treinadores sempre cheios de ideias. O futebol é uma arte, não uma ciência.
      B: Bem, as contratações são responsabilidade do presidente. Se falta habilidade, então precisamos trazer mais alguns bons nomes. O Przemyslaw e o Rafal poderiam falar com outros jogadores da seleção, quem sabe um deles não quer vir para cá?
      P: Boguslaw, eu aqui falando de habilidade, e tu me vem com seleção polonesa? Tu é burro mesmo, hein?! Que se foda a seleção polonesa. Eu quero o quadrado mágico!
      B: Mas Ptak, esses caras jogam nos melhores times do mundo. Barcelona, Real Madrid, Inter, Milan. Não temos dinheiro pra trazer um jogador de lá nem se vendermos o estádio com o time todo dentro.
      P: E quem falou em trazer alguém desses clubes, imbecil? Nós vamos montar o nosso próprio quadrado mágico. Trazer os caras direto do Brasil. Naquele país é todo mundo pobre, vai chover jogador querendo vir pra cá.
      B: Mas Ptak, ninguém da equipe técnica conhece os jogadores do Brasil. Precisamos contratar olheiros, enviar eles para lá, esperar até que comecem a se achar no futebol local e...
      P: Caralho Boguslaw, eu não sei porque continuo falando contigo. Que porra de olheiro que nada. Os caras são brasileiros, o futebol tá no sangue deles. Todo mundo nasce sabendo jogar naquele país. É só ir lá e pegar qualquer um. Não tem como dar errado.
      B: Tem também os nossos jogadores atuais. Eles não vão ficar felizes em ser reservas, ainda mais de jogadores desconhecidos por aqui.
      P: Quem não tiver feliz pode ir embora. É todo mundo perna de pau aqui mesmo. Vou encher esse time de brasileiros, de gente com habilidade. Vamos fazer mágica.
      B: Mas Ptak, eu não falo português, e os caras não vão saber falar polonês. Como vou treinar jogadores que não são capazes de me entender?
      P: Já pensei nisso. A habilidade brasileira não pode ficar presa nesse estilo de futebol ruim que a gente joga. O Cláudio disse que lá no Brasil eles falam que é preciso ter gingado. Eu quero um treinador com esse tal de gingado. Pode ir pegando tuas coisas. Na saída já aproveita e mostra a sala do treinador pro Zé Carlos, que é quem vai cuidar do time a partir de hoje.
       
      O dialogo acima é, obviamente, fictício. Mas poderia muito bem ter ocorrido. Naqueles dias, o Pogon Szczecin passava por um mau momento. Os resultados não estavam de acordo com o que o presidente imaginava. Foi aí que ele teve uma ideia brilhante: ora, se o clube não está jogando bem, por que não trocar todo mundo por brasileiros? Afinal, o Brasil é a terra do futebol. País campeão mundial. País que encantava a todos com Ronaldo e Ronaldinho – para não falar de Kaká, Adriano e tantos outros craques.
      É claro que havia algumas falhas no plano do presidente. Afinal, mesmo o Brasil tendo grandes jogadores, nem todo brasileiro é um grande jogador. Para qualquer um de nós, isso é uma obviedade. Antoni Ptak, porém, parece jamais ter pensado nisso.
      Aproveitando-se que a liga polonesa não possuía qualquer restrição ao número de estrangeiros, o Pogon Szczecin trouxe, em uma única temporada, dezoito jogadores brasileiros. A maior parte deles de grandes clubes do futebol nacional, como Sorocaba, Atlético Guaçuano ou União Barbarense.
      Do outro lado, boa parte do elenco do Szczecin saiu quase de graça – afinal, era preciso abrir espaço para os craques brasileiros. A estratégia, é claro, não deu nada certo. Os resultados pioraram ainda mais, a torcida se desencantou com o time, e o Pogon afundou em dívidas, chegando até mesmo a fechar as portas. Mas os detalhes eu conto depois.
       
      Ligas carregadas: Polônia e Brasil (ambos 2ª divisão); Inglaterra, Espanha e Alemanha (todos 1ª divisão).
      Base de dados: pequena, mas com todos os jogadores brasileiros.
      Data de início: 29.05.2017
      Outras opções: mascarar atributos, não adicionar equipe técnica, impedir uso de editor do jogo, ativar orçamentos na primeira janela
    • thyagocda
      By thyagocda
      SUMÁRIO

      Apresentação
      Sou mais um daqueles apaixonados por FM, mas por conta dos compromissos pessoais, o tempo gasto com o jogo deve ser bem equilibrado. Ano passado criei uma história aqui na PM com o Porto mas acabei interrompendo depois que descobri que eu seria pai, a gravidez passou, meu filho (Thayler) já nasceu com saúde graças a Deus. E agora que as coisas acalmaram vinha planejando o retorno a área.
       
      Estilo de Postagem
      Tentarei seguir um padrão de postagens bimestrais sobre os acontecimentos no jogo. Mas pretendo utilizar as probabilidades de apostas do jogo para gerar interatividade com os leitores entre as postagens. Pelo menos a introdução do save contará com uma "pequena ficção" e ao longo do save tentarei dar prosseguimento.
       
       

      O Desafio Real #1 | A Dany - MAI/17
      Valência - ESP

      Clique aqui para a próxima postagem
    • Banton
      By Banton
      Eu só jogo na Europa e o campeonato português é sempre o meu principal alvo nas janelas de transferência. Jogadores dos clubes pequenos saem por uma barganha.
      Mas resolvi me aventurar no Bacalhauzão e gostaria de saber se existe uma possibilidade dos jogadores serem mais valorizados?
      Os valores dos meus jogadores estão abaixo de 1M. Recebo propostas absurdamente ofensivas pelos meus atletas. Como resolver? 
      Pensei em aumentar o nível de reputação da liga mas outros campeonatos tem menos reputação e os jogadores são mais valorizados que os portugueses.
       
    • caioba99
      By caioba99
      Galera, tô jogando o FM 2018 e estou com o ABC e queria dicas de quem contratar.
×
×
  • Create New...