Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Bigode.

Sou de Faro, Sou Farense! - Deu liga? [att: 24/01]

Recommended Posts

Ademare

Os 300 de faro!

Fiquei muito decepcionado com a atualização sem trocadalho.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Bigode.
Em 12/02/2018 at 03:22, Henrique M. disse:

Acho que nunca vi alguém utilizar a opção de experiência tão extensivamente quanto você, vamos ver se a experiência exagerada significa que terá uma equipe da qualidade necessária para a segunda divisão portuguesa.

Pois... eu também nunca tinha utilizado. Raramente faço uso da ferramenta, na verdade. Só vez ou outra, quando quero algum jogador e a contratação é difícil, aí tento trazer por experiência pra ver se ajuda. Agora vamos esperar a bola rolar, mas acredito que consegui montar um bom elenco.

Em 12/02/2018 at 04:22, Thiago Anjo disse:

Pra acelerar a avaliação dos jogadores em testes, eu coloco 2 amistosos por semana e os uso ao máximo para elevar o nível de conhecimento. Pra clubes sem recursos essa é uma ótima opção, principalmente quanto a diretoria não permite jogos a experiências (nossa famosa peneira).

300 jogadores em testes é coisa pra caramba e 16 contratações nossa, reformulação total, agora é só acelerar a coesão e mandar bala.  

De fato, fui colocando em alguns amistosos - só não tantos quanto você. Muitos dos jogadores, na real, ao virem por experiência, já tinha como eu saber mais ou menos se valiam a pena ou não, pelo "intervalo" dos atributos que era mostrado.

Em 12/02/2018 at 07:29, Danut disse:

Já fiz uso excessivo da ferramenta de testes, mas nunca cheguei perto desse teu nível. Particularmente, é o tipo de coisa que acho que fica meio irreal - nenhum time de verdade vai fazer um peneirão desses nesse nível. Gostaria mais de te ver encarando o desafio de ter que contratar sem recorrer a isso.

Mas enfim, é uma ferramenta que o jogo dá, e tu fez muito uso dela. Pelo que vi, montou um elenco com plenas capacidades de brigar no alto da tabela. Aposto em promoção.

Então, é um pouco irreal, mas creio que acaba compensando por outras coisas que existem na vida real, e não exatamente no jogo. Por exemplo: na vida real, enquanto treinador, posso estar constantemente observando jogadores - por vídeos ou mesmo comparecendo aos jogos quando possível [e aí seja eu, seja um auxiliar/analista meu]. No jogo, a gente até tem a ferramenta dos olheiros e conseguimos 'ver' partidas de outros clubes, mas creio que seja diferente, sabe? De certa forma, acabou que foi uma compensação por coisas que posso fazer na vida real para conhecer esses atletas, mas não consigo fazer exatamente no jogo. Por outro lado, se tu parar pra pensar, no FM temos aqueles tais Jogos de Experiência (que normalmente só contam com jogadores fraquíssimos), diferente do que acontece na vida real. Ao invés de usar algo que existe no FM e não na vida real, preferi "improvisar" tentando aproximar da vida real - no caso, não creio que times chamem tantos jogadores assim por experiência, mas os treinadores muitas vezes têm outros meios de conhecer jogadores de fora.

Não sei se a promoção será possível, mas acredito em uma lugar no meio da tabela sem grandes dificuldades.

Em 12/02/2018 at 10:57, Vannces disse:

Concordo c vc, Danut, na questão do jogo aceitar o recurso de utilizar tantos jogadores p testes (fora do mundo real), mas por outro lado o jogo tb tem umas situações q fogem um pouco da realidade (tornando-se mais difícil do q o mundo real do futebol) q é na hora da contratação uma vez q se vc colocar um jogador seu p ajudar na compra de outro, o valor dele nunca conta no valor final oferecido. Outro ponto fora do realismo (prejudicialmente falando) é q às vezes um jogador q quer jogar e vc não quer colocar no time titular, cria um desconforto p treinador q atinge toda a equipe tendo às vezes reuniões de cobrança do técnico p colocar o jogador no time, inclusive c participação, na reunião, do jogador q perderia a vaga de titular se o pedido fosse atendido (muito fora do realismo - mais desafiador tb, é claro).

Bem por essas e mais algumas outras pequenas situações q no final das contas acredito não ser de tudo um exagero se aproveitar desse recurso do jogo, embora eu concorde q 300 jogadores seja até complicado p gerenciar, mesmo no jogo, rs. Se chegou ao final c16 nomes, imagino q tem nas mãos os melhores ou no mínimo os q te darão sustentação nessa divisão.

Uma curiosidade, o futebol português não tem regras quanto à quantidade de jogadores estrangeiros na liga? Vi q vc tem vários.

Acompanhando aqui p ver o resultado. Boa sorte!

Falei um pouco dessa situação na resposta aí de cima, pro próprio Danut. Acho que cabe pro seu post também. rs

Acredito que montei um bom elenco sim. Deve ser mais do que suficiente para que nossos objetivos sejam cumpridos. Quanto ao número de estrangeiros: tal qual na Holanda, não há nenhuma regra em relação a isso. Não é a toa que a liga portuguesa é lotada de jogadores brasileiros e que os três grandes (especialmente o Porto) vivem investindo em jovens valores da América do Sul.

Valeu!

Em 12/02/2018 at 11:30, PedroJr14 disse:

Destaque para Ianis Hagi, filho da lenda romena Gheorghe Hagi que atuou por Steua, Real Madrid, Barcelona e Galatasaray e é também o fundador e técnico do Viitorul, atual campeão romeno. Será que o garoto fará um sucesso pelo menos semelhante ao do pai?

Matheus Pereira é outro que merece ser destacado. A jovem promessa brasileira tem tudo ara brilhar junto com o colega romeno no meio campo da equipe e no campeonato local.

Acho que você vai sobrar na segundona e que as expectativas da direção não são tão altas como você diz, já que o time tem tudo para cumpri-las. 

Boa sorte!

Eu tava na dúvida se era filho dele mesmo ou só coincidência, mas não fui atrás de pesquisar. A verdade é que o Hagi é um jogador em que aposto bastante pra crescer durante a temporada. Veremos como ele se porta. Matheus Pereira é outro jogador que espero ver evoluir e ganhar espaço, principalmente se o Vukcevic não se manter saudável.

Achei as expectativas altas, levando em conta que acabamos de subir, mas vamos ver...

Valeu!

Em 12/02/2018 at 19:53, ggpofm disse:

Começando atrasado, já encontro o Farense na Liga II e creio que fará uma campanha muita boa na 2ª divisão, passando bem distante do rebiaxamento e lutando pela promoção para a elite. Como não estabeleceu um objetivo específico para o save e nenhuma diretriz, acho que a estratégia de contratações que adotou na 1ª temporada, repetirá bons frutos nessa 2ª temporada do save.

O título do Campeonato de Portugal foi merecido pela temporada que fez e pela força que teve nos play-offs, mas não me surpreendo, levando-se em conta que era um dos candidatos ao 1º lugar de seu grupo atrás do Olhanense. Agora com a renovação da equipe também penso que se sairá melhor que as demais equipes da divisão.

Seja bem-vindo, Gilson!

De fato, fomos muito forte no Campeonato de Portugal. Confesso que me surpreendi. Esperava ir bem, mas superamos minhas expectativas - e meu medo de morrer na praia no mata-mata.

Agora, a coisa muda totalmente. O time é praticamente novo e o desafio inicial é diferente - meu foco é primeiro garantir a permanência, depois olhamos pro próximo degrau. De qualquer maneira, acredito que consegui montar um bom elenco pra isso e será só questão das peças se ajeitarem.

Em 12/02/2018 at 21:04, Leonardo Moreno disse:

Nessas sagas em que um time atravessa várias divisões, reformulações como essas são normais. Algum dos jogadores com contrato por mais de uma temporada?

Boa sorte na próxima temporada! Mesmo com a alta expectativa da diretoria, creio que o time tem capacidade de corresponder.

Pois é, reformulações são relativamente normais, mas minha ideia é sempre tentar manter um pouco da base. Por isso, por exemplo, procurei na 1ª temporada por empréstimos de jogadores com só mais um ano de contrato - política que procurei repetir agora, mas nem sempre é possível. A maioria dos jogadores só tem um ano de contrato, mas alguns têm mais do que isso e tem jogador que consegui adicionar cláusula de renovação por mais tempo, então na prática tem mais de um ano também.

Obrigado!

Em 16/02/2018 at 12:02, ZaMBiA disse:

Começando a acompanhar o save desde hoje. Parabéns, Gabriel! Pela iniciativa e pela primeira temporada. Vamos ver o que rola na sequência.

Quem sabe eu não animo pra fazer um save com a Académica também. :P

Bem vindo, cara! E muito obrigado! Vamos lutar pra surpreender nessa temporada.

Pô, anime sim e poste aqui! Seria ótimo mais um save por essas bandas aqui na área! :)

Em 16/02/2018 at 12:29, Ademare disse:

Os 300 de faro!

Fiquei muito decepcionado com a atualização sem trocadalho.

HAHAHA Não tinha pensado nisso.

Bicho, nessa última atualização não veio inspiração. Em parte porque eu tava focado tirando e cortando print, em parte porque o relógio marcava quase três da madrugada aqui e eu tava mortão. Mas NÃO PRIEMOS CÂNICO! Os trocadalhos jamais morrerão.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Bigode.

Banner.png.cd5791f68f23affd2e836880e37ce01f.png

8 - Faro Inconsistente

Reforços e elenco apresentados... é hora da bola rolar. Visando a preparação para a temporada oficial, fizemos um total de cinco amistosos, que acabaram intercalados com a Taça da Liga CTT. Enfrentamos dois clubes de mais qualidade (empate em 0x0 com Young Boys e derrota por 0x1 para o Olympiakos, ambos em casa) e outros três mais fracos (vitórias de 2x0 sobre o Mortágua FC, 5x2 sobre o ARC Oleiros e 3x1 sobre o Extremadura, todos fora de casa).

O momento importante, porém, era a bola rolando oficialmente. No primeiro desafio, recebemos o Sporting Covilhã, clube que também disputa a Liga II Ledman e não tivemos dificuldade para vencer por 2x0, com gols de Jorginho e Leo Stulac. Para a fase seguinte da Taça da Liga CTT, fomos sorteados para enfrentar o Nacional (alô, @Tsuru!). O clube da Madeira, na temporada passada, terminou a Liga II Ledman na 4ª colocação, atrás de Sporting B, Famalicão e Benfica B, conseguindo a promoção pra elite. Jogando fora de casa, o jogo não foi brilhante nem de um lado, nem de outro. Ambos pecaram muito na finalização e o placar não foi alterado. Nos pênaltis, fomos mais eficientes e saímos vitoriosos.

Era hora de mudar a chave para dar o pontapé em nossa campanha na liga. Fomos a Arouca e fizemos um jogo equilibrado com os mandantes, mas pecando na finalização, não conseguíamos balançar as redes. Isso mudou nos acréscimos do 1º tempo: após eles afastarem mal, Matheus Pereira ficou com a bola, avançou e tentou o cruzamento. Benny afastou, mas Stulac ficou com a sobra. O meia ajeitou no peito e tocou para Hagi na direita, dentro da área, bater de primeira e encobrir Lazarevic, marcando um golaço. Não conseguimos mais furar as redes do lazarento e, como diz o ditado... já nos acréscimos do 2º tempo, Bukia cobrou escanteio, a zaga bateu cabeça e Caetano pegou de primeira a sobra. O chute foi fraco, mas Stojkovic falhou e espalmou pro lado, facilitando a vida de Benny.

Depois desse empate frustrante, mais dois jogos sem vencer: primeiro recebemos o Porto B e fomos melhores, mas novamente pecamos na finalização. Ainda fomos castigados logo cedo, quando Duarte Valente não foi medroso e abriu o placar com apenas dois minutos. Na segunda etapa, os visitantes marcaram mais um pra definir nossa derrota. E aí veio uma derrota inadmissível, mesmo fora de casa: Jorginho abriu o placar, de pênalti, frente ao Oliveirense, mas depois disso, paramos e assistimos eles jogarem na 2ª etapa. Riascos, aos 47', e Bruno Amorim, aos 91', definiram a virada.

Após essa partida, promovi a primeira mudança que eu julgava necessária: no gol, saiu Stojkovic, entrou Gudiño. E foi assim que recebemos o Sporting Covilhã e demos show. Iniciamos os trabalhos com gol de Hagi logo aos 5'. Eles ensaiaram uma reação com Zé Francisco aos 18', mas pararam por aí. Outra das mudanças promovidas foi Bangu como titular no meio-campo, ao lado de Daniel Bragança e Filipe Oliveira. Ele já havia jogado nessa condição contra o próprio Covilhã, no jogo da Taça da Liga, e dessa vez não teve dó: após cruzamento de Hagi, Filipe finalizou, a zaga rebateu e, na sobra, Bangu desceu o sarrafo. No segundo tempo, as coisas ainda melhoraram, graças aos gols de Matheus Pereira - que ainda deu duas assistências e brilhou - e Hagi (pela segunda vez). A goleada só não foi maior porque o romeno perdeu um pênalti já nos minutos finais, em lance que ocasionou a expulsão de Yaya Bamba. De fato, os jogadores visitantes já pareciam estar com as pernas bambas desde o apito inicial.

5a89df030386a_SCFarense-SportingCovilh_MatchRelatrio.thumb.png.a23e2809743569b4eaaabe71965ea7fe.png

A goleada nos encheu de moral e arrebatamos mais duas vitórias: na primeira delas, viajamos para Varzim e mostramos quem mandava. Num jogo que parecia de um time profissional contra outro DE VÁRZEA, o 2x0 ficou baratíssimo (e foi fruto muito da nossa má pontaria). E o placar foi repetido em casa, quando enterramos o Cova da Piedade com gols já no fim. Sarkic e Filipe Oliveira marcaram os gols naquele que seria o primeiro episódio de outra mudança: o jovem montenegrino entrara no decorrer do 2º tempo no lugar de Jorginho, que não convencia, e daí em diante as coisas mudavam de cara.

Jorginho ainda foi titular três dias depois, na derrota para o Sporting B em pleno São Luís, mas essa foi a gota d'água. Péssima partida do atacante - e Sarkic não conseguiu fazer muito vindo do banco - e a certeza de que era hora de mudar. E não havia oportunidade melhor: partida contra o fraquíssimo IP Castelo Branco, pela 2ª Eliminatória da Taça de Portugal. Sarkic foi fenomenal, não deixou os mandantes rastrearem seu hack e fez um hat-trick. A goleada foi finalizada em gol de pênalti de Daniel Bragança (em sua segunda tentativa na partida) e poderia ter sido ainda mais ampla.

Na partida seguinte, recebemos o Penafiel e Sarkic novamente mostrou meu acerto: mais um gol dele e vitória por 2x0. Com o time ainda se entrosando, a duras PENAS seguíamos com FIDELIDADE nosso plano de jogo baseado na posse de bola e domínio amplo. E pra mostrar que o caminho ainda seria duro, veio um duro revés: tornamos nossa atenção a Taça de Portugal para enfrentar o Real, rebaixado da Liga II Ledman na temporada passada. Enfrentando seu ex-clube, Jorge Bernardo não foi bem - assim como todo nosso sistema defensivo. As coisas começaram a dar errado logo aos 7', quando Lytvyn abriu o placar pros mandantes. Nós chegamos a virar - e bem - a partida, com gols de Hagi, Sarkic e Rafael Barbosa. O problema é que o time não voltou para o 2º tempo: estavam em um mundo de fantasia e deixaram o empate chegar. Primeiro, comemos o pão que o diabo amassou ao ver Mafiamory Diaby descontar. Era a faísca que os donos da casa precisavam para jogar a real sobre nós: já no finalzinho, aos 87', Faísca empatou. Na prorrogação, voltamos ainda dormindo e levamos a virada aos 99'. Fui a loucura e fiz as três mudanças, mas o gol de empate saiu mesmo de jogadores que já estavam em campo antes. Bangu foi o autor do gol que nos levaria aos pênaltis. E lá, o herói virou vilão: o próprio meia perdeu sua cobrança, bem como Daniel Bragança, e fomos eliminados uma fase antes da meta estipulada pela diretoria. Demos quase o dobro de finalizações do adversário, mas fomos RIDÍCULOS no aproveitamento.

5a89e429c5faf_Real-SCFarense_MatchRelatrio.thumb.png.61fc52aa7443d82439f19ed59c558d99.png

A eliminação, seguida da derrota para o Benfica B, nos colocava em nosso devido lugar. E, pra fechar Outubro e jogar pra longe qualquer início de crise, tivemos uma partida eletrizante contra o Tondela, dessa vez com desfecho feliz para Faro. O time da casa começou com tudo e mostrou que queria abusar da gente quando abriu dois a zero com Jaime Pinto, mas mostramos o poder de reação que eu tanto esperava e descontamos ainda aos 45' com Sarkic. O gol foi essencial: dei uma bronca no intervalo e melhoramos muito. O gol não saía, até que, aos 78', Matheus Pereira, que vem sendo importante, deixou tudo igual. E, menos de dez minutos depois, para levar a loucura os 17 torcedores algarvios presentes em Tondela, Sarkic virou a partida. Vitória de virada merecida e mais três pontos na conta.

Julho-Outubro.thumb.png.64e2f2c013575fa75804b272e76dd254.png

---

| ESTATÍSTICAS E CLASSIFICAÇÃO |

Com uma renovação como a que passamos, momentos de instabilidade são normais e podemos definir esse início de temporada dessa maneira. Só fico bem chateado, para não dizer outra coisa, que isso culminou com a eliminação precoce na Taça de Portugal. Mas paciência: agora o foco é (principalmente) na Liga II Ledman e também na Taça da Liga. Nesta segunda, aliás, fomos sorteados para um complicadíssimo grupo com Braga, Vitória de Guimarães e Belenenses.

No campeonato, vamos nos mantendo na metade superior da tabela e, com 16 pontos, somente um nos separada da promoção, visto que Porto B, Benfica B e Sporting B não podem subir. O ataque vai relativamente bem, mas a defesa me preocupa muito, com os dez gols sofridos em dez partidas. É algo a ficar de olho.

5a89e7a028619_Classificao10Rodada.png.60b42d0bf3b4563522e9e7c87ef7d58b.png

No elenco, o grande destaque vem sendo Sarkic, que tomou a vaga de Jorginho e vem correspondendo. No meio-campo, Daniel Bragança é essencial como primeiro homem a frente da defesa e Leo Stulac e Bangu também estão cumprindo bom papel. Stulac começou como titular e vinha bem, mas Bangu teve suas chances e não saiu mais do time. Lembrando que esse último veio como opção a Bragança. Azar de João Cardoso. Mais a frente, Hagi e Matheus Pereira têm jogado bem, apesar de não contribuírem tanto a gol de forma direta. Ambos são muito habilidosos e importantes na construção de nossas jogadas.

5a89e99fbebaf_EstatsticasElencoOutubro.thumb.png.3a3131bbc1f5b98b350cd3d39a506d9f.png

---

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Inner Logic

Nova temporada, novos trocadalhos do carilho, haha.

Para uma equipe recém promovida, a campanha até o momento é muito boa. Tirando uma ou outra derrota, está num bom momento e basta aparar as arestas para tentar a promoção. Boa sorte para os próximos jogos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
PedroJr14

O seu time é muito jovem, então é normal essa inconsistência. É algo que deverá mudar com o passar do tempo.

Matheus Pereira e Hagi talvez ainda não tenham passado pelo seu auge durante o empréstimo, mas com certeza vão melhorar na continuação do campeonato. Hagi já vem marcando alguns gols importantes e fica atrás apenas de Sarkic que é o artilheiro isolado da equipe. Quais jogadores você destaca na equipe? Espera fazer uma campanha de arrancada ou está satisfeito com o desempenho da equipe?

Os times B de Porto, Sporting e Benfica não podem subir, certo? Isso quer dizer que teoricamente você esteja apenas 1 posição abaixo do acesso, espero que consiga!!

Boa sorte!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Vannces

Parece, pelo que você mostrou com o time até agora, que a tendência é o time subir. Você acha que estaria preparado para melhorar o time na próxima divisão? há dinheiro para fortalecer o elenco ou será um ano complicado se conseguir subir?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
ggpofm

Apesar de você ter focado da inconsistência no título do tópico, acredito que sua análise desse início de temporada mostra corretamente que o Farense tem grandes possibilidades de promoção. Com apenas 10 rodadas disputadas, a possibilidade de melhorar o desempenho é enorme. Infelizmente, o FM 18 continua sem punir quem modifica o time completamente como você fez ao ser promovido para a Liga II. Como sua equipe melhorou de qualidade, continuo apostando na promoção para a 1ª divisão ainda nesta temporada. Vou torcer para estar errado. :P

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Gabriel Kanaan

Bom, parabéns pelo acesso e pelo título!

Como já falaram, pela grande mudança no elenco, acredito que seja natural a inconsistência que tu falas, mas ainda é um campeonato bem parelho e possível de disputa.

Pela nacionalidade e pelo nome do Hagi que tu contratou, sabe se ele é parente daquele Hagi que ficou famoso?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Herr Jones

Comecei a acompanhar agora e tenho que parabenizar pela excelente campanha que levou o time à Liga II, foi merecido. Eu achei que usava bastante a parte das experiências, levando por volta de 5 jogadores para avaliar, em alguns momentos, mas depois que vi você levando 300 jogadores vou fazer a pergunta: como você avaliou os jogadores a permanecerem? Foi só pelos atributos que se revelaram ao longo das experiências? 

Em tempo, o time parece que está se encontrando com muita rapidez. Nessas dez primeiras rodadas faz uma boa campanha, melhor do que eu esperava. Achei que essas novidades do FM18 poderiam punir de alguma forma o rendimento de uma equipe praticamente inteiramente reformulada. Como não o fez, imagino que ainda haja algum espaço para afinar os jogadores e, assim, se posicionar mais ferozmente na busca por um novo acesso.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Inner Logic
Em 19/02/2018 at 13:32, Gabriel Kanaan disse:

Bom, parabéns pelo acesso e pelo título!

Como já falaram, pela grande mudança no elenco, acredito que seja natural a inconsistência que tu falas, mas ainda é um campeonato bem parelho e possível de disputa.

Pela nacionalidade e pelo nome do Hagi que tu contratou, sabe se ele é parente daquele Hagi que ficou famoso?

É o filho do famoso Hagi

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Gabriel Kanaan
8 horas atrás, Inner Logic disse:

É o filho do famoso Hagi

Então é torcer para puxar ao pai hahhaha

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Henrique M.

Não vejo inconsistência em um clube que acabou de subir, vejo mais uma boa e sólida campanha.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Thiago Anjo

Concordo com o pessoal que viu pouca inconsistência e mais sucesso, se levarmos em conta o nível dos times e a reformulação do seu elenco (concordo com o ggpofm, acho que tá fácil entrosar times no 18). Acho que você consegue já subir esta temporada, e ai a cobra vai fumar ano que vem, vamos ver se a Farense consegue bater e ficar.

Aproveitando o otimismo da subida, já vou lançar a pergunta: vai ter reformulação na próxima divisão?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
marciof89

Que loucura, 300 atletas em experiência! Já chamei muita gente pra experiência, mas isso foi insano (e muito irado) hahahha

Acho que consegue melhorar a campanha e subir direto também, apesar de achar que a equipe vai sofrer demais na divisão acima, com ou sem reformulação.

Quanto a entrosamento, não concordo muito com a galera daqui: Já fiz 4 saves no FM18 e em três eu tive dificuldade para entrosar os times, até passar a contratar jogadores com mais facilidade para entrosamento com o núcleo principal da equipe, o que resolveu bastante esse problema.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru

Achei boa a campanha do time, já que a equipe acabou de subir. Se mantiver essa pegada e conseguir ajeitar a defesa, a promoção é questão de tempo.

De repente vale ir observando jogadores da primeira divisão em fim de contrato, especialmente das equipes ameaçadas de rebaixamento - não sei se você já está fazendo isso. Mesmo que não consiga subir, de repente pode conseguir um bom negócio dessa forma.

Boa sorte na continuação!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
LC

Campanha boa até agora e se tirarmos os clubes B a equipe estaria em 4º lugar. Pode melhorar? Deve, pois perdeu pontos importantes para os times B e claro para o Oliveirense. Na Liga Ledman tem que manter uma regularidade para não perder pontos para os times B das grandes equipes. Se conseguir isso o restante do trabalho será facilitado. Boa sorte e acompanhando. Gostei d ever a classificação atual do União da Madeira, se bobear eles te ultrapassam.kkkk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
DiogoHernandes

Realmente o time está um pouco inconsistente não conseguindo engatar boas sequências de vitórias, mas o fato dos times B's dos três grandes estarem lá em cima te ajuda bastante na busca pela vaga na Liga NOS. Eles vão arrancar muitos pontos de seus concorrentes e se você aproveitar isso conseguirá um acesso tranquilo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Bigode.
Em 18/02/2018 at 21:12, Inner Logic disse:

Nova temporada, novos trocadalhos do carilho, haha.

Para uma equipe recém promovida, a campanha até o momento é muito boa. Tirando uma ou outra derrota, está num bom momento e basta aparar as arestas para tentar a promoção. Boa sorte para os próximos jogos.

Quando eu tô inspirado, sai de baixo! hahaha

Concordo que a campanha é boa, mas acho que dá pra fazer mais e melhor. O time ainda não tá totalmente encaixado. Mas veremos. Normal também, visto que passamos por uma reformulação. Valeu!

Em 19/02/2018 at 01:54, PedroJr14 disse:

O seu time é muito jovem, então é normal essa inconsistência. É algo que deverá mudar com o passar do tempo.

Matheus Pereira e Hagi talvez ainda não tenham passado pelo seu auge durante o empréstimo, mas com certeza vão melhorar na continuação do campeonato. Hagi já vem marcando alguns gols importantes e fica atrás apenas de Sarkic que é o artilheiro isolado da equipe. Quais jogadores você destaca na equipe? Espera fazer uma campanha de arrancada ou está satisfeito com o desempenho da equipe?

Os times B de Porto, Sporting e Benfica não podem subir, certo? Isso quer dizer que teoricamente você esteja apenas 1 posição abaixo do acesso, espero que consiga!!

Boa sorte!

O elenco é jovem e foi reformulado, né? Então é compreensível, mas eu ainda esperava mais mesmo assim.

Matheus e Hagi estão muito bem. Como falei: a contribuição direta não é das mais altas, mas eles estão jogando bem e participando bastante do jogo. Ambos têm sido importantes. Em relação aos destaque, eu citei todos ali no post mesmo: a trinca de meias, os dois pontas já citados, Sarkic no comando do ataque...

Não estou satisfeito. Creio que a equipe pode render mais dentro de campo. Vamos ver como isso se ajeita. Como também citei no post, as equipes B não sobem e estamos a um ponto da zona de promoção.

Obrigado!

Em 19/02/2018 at 11:11, Vannces disse:

Parece, pelo que você mostrou com o time até agora, que a tendência é o time subir. Você acha que estaria preparado para melhorar o time na próxima divisão? há dinheiro para fortalecer o elenco ou será um ano complicado se conseguir subir?

Veremos, né? Ainda existem alguns pontos a melhorar. Olha, será complicado. Terei que apelar novamente para os empréstimos e alguns reforços em fim de contrato. A situação financeira é delicada e deve permanecer assim até alcançarmos uma sobriedade na primeira divisão.

Em 19/02/2018 at 11:15, ggpofm disse:

Apesar de você ter focado da inconsistência no título do tópico, acredito que sua análise desse início de temporada mostra corretamente que o Farense tem grandes possibilidades de promoção. Com apenas 10 rodadas disputadas, a possibilidade de melhorar o desempenho é enorme. Infelizmente, o FM 18 continua sem punir quem modifica o time completamente como você fez ao ser promovido para a Liga II. Como sua equipe melhorou de qualidade, continuo apostando na promoção para a 1ª divisão ainda nesta temporada. Vou torcer para estar errado. :P

Foquei na inconsistência pois é isso que acabo vendo durante as partidas: uma incosistência e falhas que vão justamente contra algo que você pregou nesse post e sempre prega, que é o fato de que o FM não pune quem modifica completamente o time. Não posso discordar mais disso. Pune e pune muito. Sei porque fui diversas vezes vítima disso. Apesar dos pesares, creio que a tendência é o time se encaixar mais e mais com o passar do tempo. Não sei se será o suficiente pra promoção, mas espero que seja, pra contrariar um pouco essa energia negativa que tu sempre joga na gente querendo que fracassemos.

De qualquer maneira, obrigado pelo comentário e pelo incentivo! :)

Em 19/02/2018 at 16:32, Gabriel Kanaan disse:

Bom, parabéns pelo acesso e pelo título!

Como já falaram, pela grande mudança no elenco, acredito que seja natural a inconsistência que tu falas, mas ainda é um campeonato bem parelho e possível de disputa.

Pela nacionalidade e pelo nome do Hagi que tu contratou, sabe se ele é parente daquele Hagi que ficou famoso?

Obrigado! De fato, a grande mudança no elenco não ajude e nos pune um pouco, complicando nossa trajetória. Mas aos poucos vamos nos ajeitando.

Como o @Inner Logic respondeu depois, o Hagi é filho DAQUELE Hagi mesmo.

Em 21/02/2018 at 01:51, Herr Jones disse:

Comecei a acompanhar agora e tenho que parabenizar pela excelente campanha que levou o time à Liga II, foi merecido. Eu achei que usava bastante a parte das experiências, levando por volta de 5 jogadores para avaliar, em alguns momentos, mas depois que vi você levando 300 jogadores vou fazer a pergunta: como você avaliou os jogadores a permanecerem? Foi só pelos atributos que se revelaram ao longo das experiências? 

Em tempo, o time parece que está se encontrando com muita rapidez. Nessas dez primeiras rodadas faz uma boa campanha, melhor do que eu esperava. Achei que essas novidades do FM18 poderiam punir de alguma forma o rendimento de uma equipe praticamente inteiramente reformulada. Como não o fez, imagino que ainda haja algum espaço para afinar os jogadores e, assim, se posicionar mais ferozmente na busca por um novo acesso.

Opa, seja bem-vindo, cara! E muito obrigado!

Então, meu primeiro método de avaliação foram os atributos. Uma parte GRANDE da amostragem era de nível fraquíssimo - vale lembrar que os jogadores que não atuam em Portugal tinham TODOS os atributos escondidos, enquanto aqueles que atuavam em Portugal eram meio a meio. Então era fácil decidir que eles não seriam úteis. Em outros casos, as coisas já pareciam mais equilibradas. Nesses casos, eu mantive os jogadores o máximo possível pra adquirir total conhecimento deles e os botei pra jogar um amistoso aqui e ali, mas acabei decidindo num equilíbrio de 1- comparar o perfil dos jogadores (especialmente atributos) e 2- meu instinto. Procurei analisar os perfis e ver quais me pareciam melhores (e isso inclui também idade, curva de evolução, valores envolvidos). Pesei bastante e, muitas vezes, fui no instinto, sabe? No dedo de treinador mesmo, aposta pessoal e tal.

Então, está se encontrando mais ou menos. Temos melhorado, mas ainda pecamos MUITO dentro de campo e isso acaba se tornando latente em partidas como o empate com o Arouca, a derrota pro Oliveirense e a eliminação pro Real.

Em 21/02/2018 at 23:14, Henrique M. disse:

Não vejo inconsistência em um clube que acabou de subir, vejo mais uma boa e sólida campanha.

Pensando que acabamos de subir, é de fato uma campanha sólida, mas eu sinto que dava pra ser ainda melhor, entende? Isso que me pega...

Em 21/02/2018 at 23:53, Thiago Anjo disse:

Concordo com o pessoal que viu pouca inconsistência e mais sucesso, se levarmos em conta o nível dos times e a reformulação do seu elenco (concordo com o ggpofm, acho que tá fácil entrosar times no 18). Acho que você consegue já subir esta temporada, e ai a cobra vai fumar ano que vem, vamos ver se a Farense consegue bater e ficar.

Aproveitando o otimismo da subida, já vou lançar a pergunta: vai ter reformulação na próxima divisão?

Bom, já discordei dele e discordarei agora novamente: não acho que esteja fácil. A galera adora pregar isso, mas eu sempre senti o contrário - e as respostas de quem está acompanhando, justamente apontando a reformulação como fator preponderante pra inconsistência, só corroboram isso.

Acho difícil responder essa pergunta agora porque não sei nem se subiremos nessa temporada ou na próxima (ou próximas) e minha abordagem no mercado passa muito por isso, visto que provavelmente a situação do elenco ao fim dessa temporada seria totalmente diferente da situação daqui duas temporadas, por exemplo. A ideia, porém, é manter uma espinha, mas isso é muito difícil de saber agora. Poderei responder isso com mais precisão a partir da segunda metade dessa temporada.

Em 22/02/2018 at 19:32, marciofujarra89 disse:

Que loucura, 300 atletas em experiência! Já chamei muita gente pra experiência, mas isso foi insano (e muito irado) hahahha

Acho que consegue melhorar a campanha e subir direto também, apesar de achar que a equipe vai sofrer demais na divisão acima, com ou sem reformulação.

Quanto a entrosamento, não concordo muito com a galera daqui: Já fiz 4 saves no FM18 e em três eu tive dificuldade para entrosar os times, até passar a contratar jogadores com mais facilidade para entrosamento com o núcleo principal da equipe, o que resolveu bastante esse problema.

Pois é, foi absurdo e eu sei bem disso porque eu tava aqui com essa ida e saída de jogadores em experiência. Foi insano! Nunca mais faço isso! hahaha

Então, foi o que respondi ali em cima: balela. Cansei já de sofrer por causa de reformulações. No meu save mesmo com a Pro Vercelli, que contei aqui e está nas Histórias Memoráveis, sofri um bocado com isso - e olha que lá as reformulações foram menos "intensas". Mas tem gente que adora bater nessa tecla versão após versão só pra tentar nos desmotivar. Paciência, né...

Em 22/02/2018 at 20:01, Tsuru disse:

Achei boa a campanha do time, já que a equipe acabou de subir. Se mantiver essa pegada e conseguir ajeitar a defesa, a promoção é questão de tempo.

De repente vale ir observando jogadores da primeira divisão em fim de contrato, especialmente das equipes ameaçadas de rebaixamento - não sei se você já está fazendo isso. Mesmo que não consiga subir, de repente pode conseguir um bom negócio dessa forma.

Boa sorte na continuação!

Veremos, né? A defesa tá sofrendo um pouco mesmo e tem sido minha maior dor de cabeça. Engraçado que o Tiago Matos, que vem jogando e é muito jovem, é o que mais tá surpreendendo positivamente.

Sim, essa é uma ótima ideia! Eu ainda não comecei a olhar, mas é algo que tenho em mente sim, como fiz na última temporada - o Jorge Bernardo, por exemplo, foi fruto disso, assinando depois de seu contrato com o Real (rebaixado pra terceira divisão) ter encerrado. É algo que valorizo muito! Todo save meu gosto de ficar de olho em negociações a custo zero.

Valeu!

Em 22/02/2018 at 20:25, LC disse:

Campanha boa até agora e se tirarmos os clubes B a equipe estaria em 4º lugar. Pode melhorar? Deve, pois perdeu pontos importantes para os times B e claro para o Oliveirense. Na Liga Ledman tem que manter uma regularidade para não perder pontos para os times B das grandes equipes. Se conseguir isso o restante do trabalho será facilitado. Boa sorte e acompanhando. Gostei d ever a classificação atual do União da Madeira, se bobear eles te ultrapassam.kkkk

É esse meu pensamento: a campanha é boa, principalmente porque acabamos de subir, mas dava pra ser ainda melhor.

Obrigado! Mas eu prefiro que o União da Madeira fique atrás mesmo. Podem até subir, mas deixa a gente ficar na frente! hahaha

Em 23/02/2018 at 15:26, DiogoHernandes disse:

Realmente o time está um pouco inconsistente não conseguindo engatar boas sequências de vitórias, mas o fato dos times B's dos três grandes estarem lá em cima te ajuda bastante na busca pela vaga na Liga NOS. Eles vão arrancar muitos pontos de seus concorrentes e se você aproveitar isso conseguirá um acesso tranquilo.

Sim, sim, a presença dos times B acabam "ajudando", mas não podemos contar com isso, né? Precisamos melhorar, acabar com essa inconsistência e engatar pra não correr riscos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Bigode.

Banner.png.03250d2391cf07a78e9df544633faf79.png

9 - Que cheiro é esse?

Dois meses se passaram desde a vitória contra o Tondela, que fechou o mês de Outubro. De lá pra cá, entramos em campo mais sete vezes - seis pela Liga II Ledman, uma pela Taça da Liga CTT. Que tal ver como tudo correu?

Começamos o mês de Novembro recebendo a Académica Coimbra, que não fazia bom campeonato, e massacramos. Mesmo. Tivemos mais de 70% da posse de bola durante toda a partida (esse valor só caiu nos minutos finais e terminamos com 69% da posse) e sacramentamos a vitória por 2x0 com dois gols de Matheus Pereira, que voou pela esquerda. A Académica não foi capaz de exercer perigo nenhum. Apenas quatro minutos depois, entramos novamente em campo, dessa vez longe de nossos domínios e tratamos de garantir mais uma vitória CONVINCENTE. Em Barcelos, não demos chances ao goleiro Rui Sacramento e SACRAMENTAMOS uma goleada por 3x0 sobre o Gil Vicente. Matheus Pereira, novamente, fez uma atuação de gala, com um gol e uma assistência. E poderia ter sido ainda melhor, mas veio a notícia ruim: já perto do fim do 1º tempo, saiu machucado. Uma lesão que o deixaria fora de ação por um mês.

5a9c6f5aee145_GilVicente-SCFarense_MatchRelatrio.thumb.png.edc9f80fce244e5d268f109587093161.png

Pra nossa sorte, Novembro se encerrou ali. Isso mesmo: o mês teve apenas dois jogos, dias 3 e 7. Ainda teríamos o desfalque do nosso ponta esquerda, mas por um número muito menor de jogos. Sem ele, recebemos o Académico de Viseu e vimos seu substituto (Vukcevic), que já passou dos tempos acadêmicos faz tempo, marcar logo aos 10' e abrir o caminho para a vitória por 2x0, com Sarkic completando o placar.

Viramos a chave. Era hora de confronto de gente grande - como é normal após o período acadêmico da vida, não é mesmo? Pela Taça da Liga CTT, recebemos o Braga e não abdicamos do nosso modelo de jogo. A recompensa veio cedo: aos 7', Hagi carregou na diagonal e enfiou pra Sarkic entre três jogadores adversários. O atacante correu vindo do centro e virou sanduíche do trio formado por Baixinho, Carvalho e Soares, sendo derrubado por esse último. Na cobrança, Daniel Bragança acertou o canto esquerdo de Marafona, que não é Maradona e não conseguiu encostar a mão na bola: 1x0. O jogo seguiu pendendo pro nosso lado - a posse de 66% confirma isso - até o fim, mas pecamos na finalização e ainda paramos no goleiro adversário. O Braga, do outro lado, aproveitou ainda menos suas chances e não trouxe real perigo a Gudiño. Apito final e uma vitória gigantesca.

Se viramos a chave antes da última partida, era hora de fazer isso novamente. O problema é que não tivemos paciência com o Chaves, tentamos entrar na casa adversária pra tomar um café sem nem mesmo levar flores e acabamos castigados por Pedro Tiba, que não é a Bruxa do 71, mas parecia o Satanás, de tanto que o procuramos em campo. Por duas vezes, abrimos dois gols de vantagem, mas tal qual Seu Barriga fugindo das boladas do Chaves, não conseguimos escapar dos gols do Chaves. O resultado foi um incrível 4x4, em uma partida totalmente equilibrada em números de chances, apesar do nosso amplo domínio da posse. Talvez a bola estivesse muito redonda...

5a9c781fd40c8_GDChaves-SCFarense_MatchRelatrio.thumb.png.1b48ef29b0549f15ae96a80c63532d98.png

Uma semana depois, contamos com a volta de Matheus Pereira, embora saindo do banco, mas novamente nos desligamos e sofremos o mesmo problema: abrimos 2x0 com gols de Hagi e Sarkic nos minutos finais do 1º tempo, mas com oito minutos da etapa final, o placar já apontava 2x2. De quebra, ainda perdemos o jovem Tiago Matos, consolidado na zaga titular, por lesão e não conseguimos voltar a ficar a frente do placar contra o União de Leiria.

Pra fechar o mês e jogar pra longe qualquer chance de crise, mostramos que é preciso muita árvore unida pra fechar nosso caminho: nosso trio formado por Hagi, Matheus Pereira e Sarkic brilhou, desmatou a zaga adversária e goleamos o União da Madeira por 3x0, com um gol e uma assistência de cada um deles, naquele que foi o primeiro jogo de Matheus Pereira como titular após a lesão.

Novembro-Dezembro.thumb.png.a37d242fab164d3984adcd6058e1c5ce.png

---

| ESTATÍSTICAS E CLASSIFICAÇÃO |

Se eu considerava a equipe ainda muito instável antes, isso mudou agora. Conseguimos uma boa sequência invicta (que se iniciou com a vitória sobre a Tondela na última atualização) e o único tropeço real foi o empate com o União de Leiria, visto que o Chaves também luta pela promoção e o jogo ainda foi fora de casa. A melhora é notável: pulamos dos 16 pontos em 10 partidas para 14 pontos em 6 partidas. Com o 2º melhor ataque e a 3ª melhor defesa, não fosse o tropeço, estaríamos possivelmente na 3ª colocação, dentro da zona de promoção. Apesar disso, estamos ali no bolo e brigando forte. Falta agora um pouquinho de fermento pra fazer render.

5a9c7c475b1ac_LigaIILedman_VistaGeralFases.png.c39c951333c702de66bfc4ebfa5605fc.png

Em relação ao elenco, é difícil não falar de Sarkic, que segue voando e marcando seus gols. Foram cinco gols nessas sete partidas, além de duas assistências. Hagi ainda segue instável, mas cresceu nas últimas três partidas, enquanto Matheus Pereira acabou ficando fora de três partidas, mas mostrou um altíssimo nível antes e depois da lesão, com 4 gols e 2 assistências em 4 jogos. Surreal.

Mais atrás, quero destacar o jovem Tiago Matos, que assumiu a titularidade, apesar de ter apenas 17 anos e é nosso melhor e mais consistente zagueiro, sendo até mesmo premiado com dois gols no louco empate com o Chaves. Nas laterais, Jorge Bernardo e Mattiello são unânimes e também merecem citação. No meio-campo, Daniel Bragança segue sendo vital pro nosso jogo fluir e é excelente jogador tanto na fase ofensiva quanto defensiva.

---

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Vannces

Cara! Que jogo é esse contra o Chaves? 4 gols! Emocionante esse tipo de jogo. Com 16 rodadas dá para ver que o time vai bem, está a 6 pontos do líder e em segundo lugar em gols marcados. Belíssima campanha até o momento! Qual é a expectativa da direção para a temporada?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Herr Jones

É sempre ruim perder um jogador que vem jogando bem por lesão, mas teve uma tremenda sorte por ele acabar se machucando em um "momento bom" quando teve uma pequena pausa no calendário, o que facilita o trabalho de retorno. Espero que tenha regressado jogando bem!

Com relação à sequência de jogos, o time mostrou uma consistência que ainda não tinha encontrado. Acho que o momento para ela ter chegado é o melhor possível, já que tem um turno quase inteiro pra buscar o acesso. E que jogo maluco esse contra o Chaves, hein? Oito gols não é brincadeira, não... Me lembrou um momento que tive no meu save com o Parma, que peguei o Shakhtar na Liga Europa e, mesmo eliminado, foram dois jogos com um agregado de 12x7 (perdi os dois, um por 6x2 e o outro por 6x5) hahaha

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
marciof89

Adoro o time do Chaves, e é legal ver que eles também estão bem no campeonato (e ainda mais, fazendo um épico contra o Farense). Está jogando o fino da bola nessa sequência, e o mais bacana foi essa vitória contra o Braga na copa. Olho pro lado e vejo o elevador: O acesso é logo ali!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Henrique M.

Perdeu a chance de usar Faro de Promoção como sub-título.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
felipevalle

Gabriel, o mestre das contratações!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
ggpofm

A largada inicial muito boa de uma equipe recém-promovida já sugeria que o Farense faria uma boa campanha na temporada, possivelmente disputando a promoção, mesmo com um elenco praticamente novo, mas vindo de grandes equipes. Isso vem se confirmando nesse últimos dois meses em uma sequência com apenas 4 pontos perdidos em 28 disputados. Com um dos melhores ataques e melhores defesas do campeonato até o momento, a minha expectativa que a equipe ocupe uma das vagas em pouco tempo.

E você acha que sobe?

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • Danut
      Por Danut
      Olá a todos. Sejam bem-vindos à segunda versão do save Brazylijska magia. Como a maioria já deve estar sabendo, esse foi um save que eu iniciei no final de dezembro do ano passado, mas que acabou tendo uma vida muito curta. Depois de um tempo pensando, decidi que queria mesmo jogar o save outra vez. Como a versão original mal passou da primeira temporada, acredito que haja espaço para jogar a mesma proposta sem que acabe sendo apenas uma repetição do que já passou.
      A proposta para essa segunda versão é a mesma da versão anterior: conquistar títulos com uma equipe que jogo futebol ofensivo com ênfase na qualidade individual e que consiga incorporar um bom número de brasileiros ao elenco.
      Fiz, contudo, duas mudanças importantes para essa nova versão. A primeira delas é que decidi jogar com orçamentos para transferência já na primeira temporada. Normalmente, não gosto de usar essa opção. Mas acho que nessa situação específica ela pode ser uma boa arma para aumentar as possibilidades de mudança de elenco logo de saída, trazendo uma dinâmica diferente para a primeira temporada do que aquela do save anterior.
      A segunda mudança é que resolvi jogar as duas primeiras temporadas do save (quase) por inteiro antes de trazer ele para cá. Isso tem a óbvia desvantagem de fazer as interações com os leitores ficarem um pouco prejudicadas nesse momento inicial, pois vou estar trazendo a vocês algo que já sei o desfecho. Mas considerando o que ocorreu no save anterior, eu queria ter certeza de que conseguiria me envolver emocionalmente com a história antes de trazer ela para os leitores. Sinto que falhei no compromisso com os leitores na história passada, quando fiz bastante gente começar a acompanhar apenas para encerrar logo em seguida. Por isso agora preferi esperar até garantir que o save está me dando vontade de jogar.
       
      Encerrado o prefácio à segunda edição, voltamos com a programação normal. Abaixo segue a introdução da proposta do save em si. Ela é igual à introdução da versão anterior, então quem já leu por lá pode pular o resto do post.
       
      Introdução
      Szczecin, Polônia. Rua Mieczysława Karłowicza, número 28. 23 de agosto de 2005.
      P: Boguslaw, os nossos resultados estão uma merda.
      B: Tenha paciência, Ptak. Os jogadores ainda não incorporaram a minha ideia de jogo.
      P: Ideia de jogo é o caralho. Ninguém ganha com ideia de jogo. O importante é ter habilidade. Olha o Brasil. Destruíram a Argentina na Copa das Confederações. Tu acha que os argentinos não tinham ideia de jogo? Vocês treinadores sempre cheios de ideias. O futebol é uma arte, não uma ciência.
      B: Bem, as contratações são responsabilidade do presidente. Se falta habilidade, então precisamos trazer mais alguns bons nomes. O Przemyslaw e o Rafal poderiam falar com outros jogadores da seleção, quem sabe um deles não quer vir para cá?
      P: Boguslaw, eu aqui falando de habilidade, e tu me vem com seleção polonesa? Tu é burro mesmo, hein?! Que se foda a seleção polonesa. Eu quero o quadrado mágico!
      B: Mas Ptak, esses caras jogam nos melhores times do mundo. Barcelona, Real Madrid, Inter, Milan. Não temos dinheiro pra trazer um jogador de lá nem se vendermos o estádio com o time todo dentro.
      P: E quem falou em trazer alguém desses clubes, imbecil? Nós vamos montar o nosso próprio quadrado mágico. Trazer os caras direto do Brasil. Naquele país é todo mundo pobre, vai chover jogador querendo vir pra cá.
      B: Mas Ptak, ninguém da equipe técnica conhece os jogadores do Brasil. Precisamos contratar olheiros, enviar eles para lá, esperar até que comecem a se achar no futebol local e...
      P: Caralho Boguslaw, eu não sei porque continuo falando contigo. Que porra de olheiro que nada. Os caras são brasileiros, o futebol tá no sangue deles. Todo mundo nasce sabendo jogar naquele país. É só ir lá e pegar qualquer um. Não tem como dar errado.
      B: Tem também os nossos jogadores atuais. Eles não vão ficar felizes em ser reservas, ainda mais de jogadores desconhecidos por aqui.
      P: Quem não tiver feliz pode ir embora. É todo mundo perna de pau aqui mesmo. Vou encher esse time de brasileiros, de gente com habilidade. Vamos fazer mágica.
      B: Mas Ptak, eu não falo português, e os caras não vão saber falar polonês. Como vou treinar jogadores que não são capazes de me entender?
      P: Já pensei nisso. A habilidade brasileira não pode ficar presa nesse estilo de futebol ruim que a gente joga. O Cláudio disse que lá no Brasil eles falam que é preciso ter gingado. Eu quero um treinador com esse tal de gingado. Pode ir pegando tuas coisas. Na saída já aproveita e mostra a sala do treinador pro Zé Carlos, que é quem vai cuidar do time a partir de hoje.
       
      O dialogo acima é, obviamente, fictício. Mas poderia muito bem ter ocorrido. Naqueles dias, o Pogon Szczecin passava por um mau momento. Os resultados não estavam de acordo com o que o presidente imaginava. Foi aí que ele teve uma ideia brilhante: ora, se o clube não está jogando bem, por que não trocar todo mundo por brasileiros? Afinal, o Brasil é a terra do futebol. País campeão mundial. País que encantava a todos com Ronaldo e Ronaldinho – para não falar de Kaká, Adriano e tantos outros craques.
      É claro que havia algumas falhas no plano do presidente. Afinal, mesmo o Brasil tendo grandes jogadores, nem todo brasileiro é um grande jogador. Para qualquer um de nós, isso é uma obviedade. Antoni Ptak, porém, parece jamais ter pensado nisso.
      Aproveitando-se que a liga polonesa não possuía qualquer restrição ao número de estrangeiros, o Pogon Szczecin trouxe, em uma única temporada, dezoito jogadores brasileiros. A maior parte deles de grandes clubes do futebol nacional, como Sorocaba, Atlético Guaçuano ou União Barbarense.
      Do outro lado, boa parte do elenco do Szczecin saiu quase de graça – afinal, era preciso abrir espaço para os craques brasileiros. A estratégia, é claro, não deu nada certo. Os resultados pioraram ainda mais, a torcida se desencantou com o time, e o Pogon afundou em dívidas, chegando até mesmo a fechar as portas. Mas os detalhes eu conto depois.
       
      Ligas carregadas: Polônia e Brasil (ambos 2ª divisão); Inglaterra, Espanha e Alemanha (todos 1ª divisão).
      Base de dados: pequena, mas com todos os jogadores brasileiros.
      Data de início: 29.05.2017
      Outras opções: mascarar atributos, não adicionar equipe técnica, impedir uso de editor do jogo, ativar orçamentos na primeira janela
    • Lucas Matías
      Por Lucas Matías
      :: APRESENTAÇÃO
      Após longos meses no fórum apenas acompanhando por cima as histórias do pessoal aqui na área, resolvi me aventurar agora que estou com mais tempo livre para finalmente conseguir passar horas à frente do FM.
      O desafio que irei compartilhar com vocês é um que eu já faço a muito tempo, desde o FM 14 pra ser mais exato, porém, apenas no 16 eu consegui ter êxito. É simples, passar por todos os países da Europa e conquistar o campeonato nacional em todos eles.
      O desafio terá algumas regras para que o save flua de uma maneira mais rápida, já que meu PC não é dos melhores e consequentemente com uma base de dados grande ele acaba ficando bem lento. Uma delas é que a cada objetivo alcançado, um novo save será criado. Exemplo: Após conquistar títulos em San Marino, irei para o próximo desafio em um novo save, sempre seguindo a ordem do Ranking de Coeficientes da UEFA.
      Não vou tentar conquistar a Champions League com clubes de Andorra e Gibraltar, nesses países de menor expressão o objetivo é se consolidar nacionalmente com conquistas e entrar no quadro de honra nacional como um dos treinadores mais vitoriosos do país. Claro que uma boa campanha na UCL será bem vinda, mas esse não será o principal objetivo.
      Sempre irei iniciar no clube que está cotado para terminar a primeira divisão nacional na última colocação e irei trocar de clube caso receba uma proposta de uma equipe de maior expressão nacionalmente.
      O manager será o pseudônimo Giovanni Rizzo, italiano de 38 anos que terá a licença para treinador A continental e a experiencia anterior como futebolista profissional nível local.
      A principio é isso, quero fazer algo bem simples mas que agrade a todos, então qualquer dica é bem vinda, até porque essa será a primeira vez que irei tentar jogar com essas regras que criei. Valeu!
       
      :: HISTÓRICO
      01. SAN MARINO
       
    • marciof89
      Por marciof89
      Eis que, enfim, criei coragem para postar uma história aqui no Profissão Manager. Frequento o fórum a muitos anos mas sou um completo bicho do mato, portanto interajo muito pouco, motivo pelo qual demorei a adentrar aqui. Agradeço desde já quem tiver interesse em seguir, e ouvirei todas as dicas que quiserem sugerir, sejam sobre organização, táticas, etc. Li as regras e as recomendações antes de começar, mas deslizes podem acontecer. Os gráficos foi eu mesmo quem fiz, não reparem! hahaha
      Sem mais delongas, vamos ao que interessa.
      Eu tenho um carinho muito grande pelo Tupi, apesar de não ser mineiro. A torcida do Tupi, apesar de pequena como de praxe entre os times pequenos, é muito apaixonada. Não são muitos os times brasileiros sem muita relevância no cenário nacional que mantenham uma torcida apaixonada assim. E como sou da época do Elifoot 2 e 98, então sempre achei graça em pegar um time lá das divisões de baixo e levar até a glória.
       

      O Tupi Futebol Clube é um clube da cidade de Juiz de Fora, Minas Gerais, e foi fundado no dia 26 de maio de 1912 por moradores ilustres da cidade. Durante os primeiros anos, era chamado de Tupy, já que muitos de seus fundadores eram dissidentes do Tupynambás (atualmente seu maior rival). É o maior clube da cidade, e tem como maior glória a conquista da Série D em 2011. A equipe manda seus jogos no estádio Radialista Mário Heleno (estádio da cidade), com capacidade para mais de 30 mil pessoas.
      Seu maior rival, como dito anteriormente, é o Tupynambás, time também de Juiz de Fora, com quem faz o clássico Tu-Tu. Durante um curto período de tempo na década de 90, ele se fundiu com o Tupynambás e o Sport (outro time da cidade) e formaram a Cooperativa Manchester de Futebol, inspirados no sucesso da fusão do Paraná Clube. Porém, resultados pífios e crises de ego fizeram com que a fusão não aguentasse, tendo disputado apenas 3 estaduais com o novo nome.
      O time carece de ídolos, e não revelou grandes jogadores para o futebol mundial. Apesar disso, dois nomes notáveis passaram pela equipe. Muller, campeão mundial pelo São Paulo, e Romário, que apesar de ter sido proibido pela FIFA de atuar pelo time por ter jogado por 2 equipes num período de um ano, chegou a treinar com o elenco e atraiu a atenção da mídia para o time.
      O mascote do time é o Galo-Carijó, em homenagem ao principal fundador da equipe, que tinha o apelido de carijó, e que inspira o nome da história.

      Estádio Municipal Radialista Mário Helênio
       

      Vou jogar esse save com o Brasil Mundi Up, pois apesar de muita gente falar que ele pode dar uns crashs, eu sempre usei ele (com uma quantidade bacana de ligas ativadas) sem ter problema algum, inclusive passando de 2030. Gosto da organização dele, além do acréscimo de outros níveis do brasileirão e disputas de taças que costumam ajudar até mesmo no teste de táticas e jogadores.
      • Início: 18/12/17
      • Ligas adicionais ativadas: Todas as sulamericanas, China, Alemanha, EUA, Espanha, Inglaterra, Itália, Portugal, Rússia e Ucrânia. (todas elas apenas as primeiras divisões, apenas para deixar a Libertadores mais realística e as transferências também).
       

      O save vai se basear no meu nome pessoal, mas com uma idade mais elevada que a minha, até para condizer com uma experiência razoável futebolística pré-vida de treinador.
       

      Escolhi sugestões baseadas no nível do Tupi, pra não ficar roubado nem absurdamente difícil também pois não sou o Mourinho do FM haha.
      Gosto de fazer técnicos que são mais voltados para o conhecimento do elenco em si, deixando o grosso do desenvolvimento e contratação de jovens jogadores a cargo do auxiliar e diretor desportivo. Claro que estou sempre acompanhando e impedindo algumas burradas que eles costumam cometer, mas meu foco, ao menos inicial, é me dedicar ao elenco principal.
      E aqui um panorama inicial do time:

       

      • Subir a Série B
      • Subir a Série A
      • Ganhar a Copa do Brasil
      • Ganhar o Campeonato Brasileiro
      • Ganhar a Copa Libertadores da América
      • Ser o time do interior de Minas Gerais com o maior número de títulos do Campeonato Mineiro (Villa Nova detém 5 títulos)
      • Desenvolver a infraestrutura de treinos do time para, ao menos, 4 estrelas
      • Ser um dos times mais bem reputados do Brasil (Top 5)
      • Melhorar as finanças do clube
      Objetivos complementares:
      • Ganhar o Mundial de Clubes
       
       

       
    • thyagocda
      Por thyagocda
      SUMÁRIO

      Apresentação
      Sou mais um daqueles apaixonados por FM, mas por conta dos compromissos pessoais, o tempo gasto com o jogo deve ser bem equilibrado. Ano passado criei uma história aqui na PM com o Porto mas acabei interrompendo depois que descobri que eu seria pai, a gravidez passou, meu filho (Thayler) já nasceu com saúde graças a Deus. E agora que as coisas acalmaram vinha planejando o retorno a área.
       
      Estilo de Postagem
      Tentarei seguir um padrão de postagens bimestrais sobre os acontecimentos no jogo. Mas pretendo utilizar as probabilidades de apostas do jogo para gerar interatividade com os leitores entre as postagens. Pelo menos a introdução do save contará com uma "pequena ficção" e ao longo do save tentarei dar prosseguimento.
       
       

      O Desafio Real #1 | A Dany - MAI/17
      Valência - ESP

      Clique aqui para a próxima postagem
    • Ari Cesar
      Por Ari Cesar
      Olá a todos.
      Comprei o FM 18 e resolvi iniciar um save no Brasil de formação e base. Já estava realizando em off no FM 17 com o Milan RS e ai com a nova versão resolvi jogar da mesma forma e compartilhar. A ideia é bem similar aos demais saves de base: levar o clube a glória usando apenas a base.
      Escolha do clube
      Para escolher o clube resolvi pesquisar na base do brasil up qual seria o clube profissional com menor estádio no Brasil. Inicialmente havia encontrado um clube do RS com um estádio de 200 lugares, mas procurando um pouco mais encontrei o SC Jaraguá que possui um estádio com apenas 100 lugares. Após isso resolvi pesquisar um pouco da história e descobri que SC Jaraguá foi criado graças ao desenvolvimento da base. Dessa forma resolvi escolher o Leão do Vale para iniciar minha empreitada.
      Objetivos do save
      Resolvi colocar algumas metas que em sua maioria serão atingidos a longo prazo. Coloquei asterisco naqueles que acho ser quase impossíveis mas que gosta de ver como o FM se comporta.
      Equipe
      Utilizar a base Aplicar o modelo de jogo ofensivo visando a posse de bola e passes rápidos.  Reter o máximo de jogadores na equipe impedindo que saiam para a Europa. * Ter eleito o melhor jogador jovem do mundo. * Ter eleito o melhor jogador do mundo. *  
      Clube
      Possuir a melhor estrutura de Santa Catarina Possuir a melhor estrutura do Brasil Possuir a melhor estrutura de clube Sul Americano Se tornar o principal clube formador de Santa Catarina Se tornar o principal clube formador do Brasileiros Se tornar o principal clube formador Sul Americano Se tornar o principal clube Catarinense Se tornar o principal clube Brasileiro Se tornar o principal clube da América do Sul Ficar entre os 5 melhores clubes do mundo * Títulos
      Ganhar a campeonato catarinense Ganhar o Brasileiro série A Ganhar a copa do Brasil Ganhar a Sul Americana Ganhar a libertadores Ganhar o mundial de clubes Técnico
      Me tornar o melhor técnico brasileiro de todos os tempos História do clube
      O Sport Club Jaraguá nasceu inicialmente com o nome de: Associação Catarinense de Futebol Arte, quando foi fundado em 15 de abril de 2008, e no dia 25 de março de 2011, passou a ser chamado pelo nome atual. O clube iniciou suas atividades com o intuito de trabalhar com atletas da região, com idade de categorias de base. Com o passar do tempo a base foi se estruturando, parcerias foram sendo firmadas com outros clubes e empresários e, no ano de 2011, um novo clube de futebol profissional foi lançado no futebol catarinense.
      O Sport Club Jaraguá possui as cores preto, vermelho e amarelo, devido a forte imigração alemã da região.Sua estreia em competições oficiais, ocorreu na disputa da Divisão de acesso do Campeonato Catarinense de 2011 quando terminou a competição como vice-campeão.
       
      Historia do manager
      Lucas Castro é morador de Jaraguá e em sua infância/adolescência atuou na Associação Catarinense de Futebol Arte. No período de transição dos nomes Lucas abandonou a equipe por perceber que não possuía qualidade suficiente para atuar como jogador. Apesar de sua paixão pelo clube e pelo futebol Lucas decidiu cursar Educação física para no futuro ajudar a equipe fora das 4 linhas. Agora chegou esse dia e Lucas foi escolhido como técnico do Sport Clube Jaraguá. Ele não possui licença e seu passado esta como futebol amador.
       
      Em breve coloco informações sobre a equipe, formação, competições e início da aplicação da filosofia na equipe.
       
×