Ir para conteúdo
Seo Beraldo

Identidade FC - FM2018

Recommended Posts

Seo Beraldo

Lf4WhjN.png


Introdução


Salve Managers de plantao!

Ando bem desaparecido! Ano passado me mudei do Brasil, e agora ja bem instalado e vivendo “normalmente” novamente, decidi voltar a cena da melhor comunidade de Football Manager do mundo!!! 

Apesar de não estar participando do fórum no último ano, continuei a jogar FM, e dediquei este tempo a desenvolver algo que ha muito me perseguia! A parte de treinos. Anteriormente eu sempre buscava treinos publicados online para utilizar nos meus saves. Muitas vezes os treinos do Masca! Mas este Tópico eh para falar de Identidade, e não sobre treinos. 

Decidi me aprofundar no tópico após o save com o Hansa Rostock, que está disponível no Histórias Memoráveis. No caso, com o Hansa desenvolvi o clube implementando um forte sistema de transferências e um DNA focado em personalidades e alguns atributos chaves. Ao terminar o save, cheguei inclusive a iniciar um topico a falar de DNA. Porém, ao mesmo tempo iniciei o processo de imigração, e acabei largando o tópico após uma breve descrição.

Diferente do que fiz com o Identidade Football Club, terei um save dedicado a implementação deste conceito no setor de Profissão Manager. Tão logo o FM2018 sair, estarei iniciando este conto. De tal forma, no Profissão Manager teremos o acompanhamento do clube e os resultados. Já através deste Tópico, estarei postando dados, aprendizados e updates específicos do desenrolar desta implementação. Penso em manter também um blog para manter um banco de dados ativo do desenvolvimento de jovens jogadores.

Vou ignorar o topico de 2016, sobre identidade e iniciar um novo, pois mudei a minha forma de pensar em alguns pontos, e desenvolvi pontos que antes não levei em consideração. Este topico vai funcionar atraves de artigos, que promove uma leitura rápida. Estes serao lancados semanalmente, e espero que ate o lançamento do FM2018, todo conteudo ja esteja online para entao se dar inicio ao save paralelo. Em conjunto a estas postagens, e eventualmente havendo demanda para tal, estarei criando conteudo em forma de video adicionado ao canal Centro de Treinamento Seo Beraldo. Quem ainda não acompanha, passe por la, tem alguns videos antigos, mas preciso retomar o projeto.

Voltando ao assunto do topico. Abaixo o indice sobre os temas/artigos que teremos por aqui!

Premissas para uma criar uma Identidade

  • Like 1
  • Upvote 6

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
bstrelow

Show de bola, Beraldo. Suas histórias sempre me inspiraram muito no jogo.

Vê se não desaparece de novo. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Seo Beraldo
23 horas atrás, bstrelow disse:

Show de bola, Beraldo. Suas histórias sempre me inspiraram muito no jogo.

Vê se não desaparece de novo. 

Valeu!

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Seo Beraldo

Lf4WhjN.png

Filosofias

 

A implementação de filosofias no FM foi algo que achei sensacional! Deu um novo desafio ao tomar frente de um clube com filosofias mundialmente reconhecidas. Pessoalmente, fui um dos fatores determinantes para que eu começasse a tentar implementar uma identidade a clubes que não tinham muita reputação, ou uma dita forma de jogar/gerir o clube.

No jogo há algumas filosofias que podemos implementar, ou ser instruídos pela diretoria a seguir. Não vou entrar nesses detalhes, pois acredito que a maioria já iniciou ao menos uma vez a conversa de filosofias com a diretoria.

O fato é que muitas vezes ter uma filosofia aceita pela diretoria, facilitará a ter solicitações aceitas (desde que haja dinheiro em caixa para tal). Vejamos por exemplo, se tem a filosofia de desenvolver jovens, é muito provável que a diretoria aceite sua solicitação para melhorar a infraestrutura de treinos para jovens ou a quantidade de treinadores para a camada de jovens.

No caso desse tópico e save, estarei implementando as filosofias de:

  1. Desenvolver Jovens na camada de base
  2. Posse de bola
  3. Passes
  4. Personalidade*
  5. Atributos chaves*

Conclusão

Com essas três filosofias aceitas pela diretoria, começo a olhar para outras premissas e então focar na implementação da Identidade que quero que o clube tenha.

O save que terei alinhado à este tópico será com um time “grande” atualmente jogando na terceira divisão. Quero desenvolver uma identidade para este clube voltar à elite e aos poucos ganhar seu espaço entre os grandes. Assim como fiz com o Hansa Rostock.

Com estas filosofias, o clube vai focar seu crescimento em jovens jogadores, em uma estratégia de jogo de posse de bola e muitas trocas de passes.

A personalidade e atributos a serem implementados, não eh algo q de para alinhar com a diretoria, mas dá pra ser monitorada na tela do clube e treinamentos. Falo mais sobre personalidades e atributos chaves nos próximos updates.

  • Upvote 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Seo Beraldo

Lf4WhjN.png&key=c13a174547ff7c8d9e4fbc55

Personalidades
Personalidades diz muito sobre um jogador, quica um elenco. Quando temos um elenco com diversas personalidades, o time pode atuar de maneiras inesperadas de acordo com as personalidades mais presentes no elenco. 

Se a gente focar em manter jogadores no elenco com um tipo de personalidade em maioria e uma menor quantidade de jogadores com personalidades variadas, teremos um elenco com um “padrão” definido e comportamento esperados!

Especialmente quando olhamos para fora do campo, nos treinamentos e atitudes que os jogadores têm. Personalidades vão diretamente afetar o desenvolvimento de jovens no clube, a dedicação aos treinamentos, a forma de renovar contratos e claro, no forma de se adaptar a estratégia de jogo.

No save do Hansa, eu foquei DEMAIS em personalidades profissionais, e confesso que fiquei um pouco restrito e preso a isso. Vendi ótimos jogadores apenas porque eles não desenvolveram personalidades profissionais e sim outras. O x da questao, eh que não precisamos de um elenco 100% profissional, apenas a grande maioria. Romário nunca foi um exemplo de profissionalismo, mas tinha o “tcham” de resolver qualquer parada que dentro de um elenco razoável, o time em questão ia bem. 

O que determina a personalidade dos jogadores sao o mix de atributos ocultos e a determinação dos atributos mentais. O que aconteceu no save do Hansa, e que algumas vezes jogadores com atributos razoáveis de profissionalismo, eram descartados por ter outras personalidades mais fortes, que não indicava mostrava o profissionalismo. 

Para este save, vou focar em desenvolver as personalidades abaixo listadas. Utilizando de jogadores mais experientes e treinadores com personalidades similares. Diferente do save do Hansa, vou aceitar qualquer uma. Visto que para se ter tais personalidades, profissionalismo é razoavelmente alto. E na média do elenco, acredito que a personalidade do time ficará entre Decidido, Profissional e Razoavelmente Profissional.

  • Cidadão Modelo
  • Decidido
  • Perfeccionista
  • Profissional
  • Razoavelmente Profissional
  • Profissional Exemplar

Conclusão 
Dito isso, finalizo esta seção explicando como a personalidade se encaixa no que já foi explicado sobre as filosofias. Confio plenamente que um elenco com umas das três personalidades descritas acima seja muito melhor que um time com uma mentalidade equilibrada ou mesmo cheia de energia ou perfeccionista. E claro, não preciso nem dizer que as personalidades temperamental, indiferente, preguiçoso e sem ambição sao péssimas individualmente, quem dirá dominando sobre todo um elenco.

Um elenco com personalidade dentro das que terei como premissa para a Identidade do Clube, terá jogadores:
Interessados em treinar, consequentemente desenvolveram seus atributos mais rapidamente;
Jogadores que serão menos influenciados psicologicamente por especulações de transferência, da mídia ou de outros treinadores;
Jogadores que dentro de campo respondem melhor aos gritos pedindo mais foco, atenção e respondem mais adequadamente as palestras de jogo.
Estas personalidades aderem melhor as instruções taticas, portanto vão jogar melhor alinhado a estratégia e filosofias de posse de bola e passe.

Ressalto que isso não impede de no elenco, ter um jogador com personalidade não aderente a filosofia. Especialmente se este jogador for um grande talento, e mostrar isso em campo. Obviamente este jogador não será utilizado como mentor de jovens. 

Há muito o que se falar sobre personalidades, mas não vou entrar em detalhes. Acho que hoje em dia há muitos artigos que aborda este tema. Não sei em português, mas caso tenham interesse no assunto e queiram que eu escreva mais, explicando as diversas personalidades e como elas afetam o jogo, comentem, peçam, e eventualmente arrumo tempo para escrever algo a respeito. 

Falaremos sobre atributos chaves para a Identidade do clube no próximo Update.
 

  • Upvote 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Seo Beraldo

Lf4WhjN.png&key=c13a174547ff7c8d9e4fbc55

Atributos Chaves
Vou usar alguns exemplos para falar sobre o tema, e explicar melhor a ideia por trás de atributos chaves. O Barcelona pode ser usado para diversos exemplos dentro de uma identidade de um clube, mas vamos focar no que talvez seja o mais impressionante, ao menos em minha opinião... No caso, o controle de bola ou como o FM chama, primeiro toque. Não importa a posição do jogador de campo, ele tem que ter bom domínio da bola. Zagueiros que saibam dominar a bola e sair tocando curto é fundamental para a estratégia maior do clube de jogar com domínio da bola. A Seleção Japonesa, sempre teve como grande atributo chave a velocidade dos jogadores. No FM lemos isso como aceleração e PACE. O Arsenal de 2003-2004, também conhecidos como Invencíveis, tinha como característica o alto índice de trabalho de todos jogadores, salvo Bergkamp que tinha maior liberdade de buscar jogo por todo o campo.

No Hansa, eu foquei apenas em Índice de Trabalho como atributo chave. Mas deixei de lado a oportunidade de criar um legado focando em desenvolver certo aspecto nos jovens desde o início. Já havia sido levemente influenciado pelo artigo que comentei no save do Hansa, sobre o Ajax. Onde os jogadores nas camadas de jovens tem como premissa ter habilidade para jogar com os dois pés. E aqui neste save eh algo que vou levar em consideração. Apesar de não ser um atributo chave, vou tratar como sendo.

Para jogar dentro da filosofias preteridas, terei Identidade de desenvolver o controle de bola, habilidade táticas e MPJs que trarão benefícios a forma de jogar.

Vamos aos atributos chaves que o treino de controle de bola leva aos jogadores a desenvolver.

  • Drible
  • Primeiros Toques
  • Cabeceio
  • Tecnica
  • Imprevisibilidade

O meu foco em desenvolver estas habilidades, especialmente na camada de jovem, eh justamente para eles “evoluírem” dominando técnicas importantes que garantam a posse de bola. Salvo cabeceio, todos outros fundamentos aqui impactam demais a posse de bola. Um jogador bom de primeiro toque e técnica, vai conseguir ter controle da bola ao receber um passe. Ser imprevisível e saber conduzir a bola, novamente sao atributos fortes para conseguir manter a posse de bola e evitar que o adversário a tome.

Os atributos chaves do treino tático sao:

  • Antecipação
  • Compostura
  • Concentacao
  • Decisao
  • Trabalho em equipe

Aqui observamos bem como os atributos não ajudará na filosofia de posse de bola como também de passe. Jogadores com boa antecipação conseguem ter uma melhor leitura do jogo, assim melhorando as linhas de passe. Alta compostura e concentração têm alta influência na qualidade dos passes no decorrer da partida. O atributo de decisão diz o quanto o jogador racionaliza antes de fazer um passe. Se vai ser arriscado ou não, qual o risco de perder a bola. O trabalho em equipe tira aquele lado fominha de querer resolver tudo sozinho. Faz com que o jogador procure colegas de equipe para distribuir a bola. Visto isso esses atributos todos contribuem para uma
Filosofia de posse de bola e estilo de passar a bola.

Movimentos Preferidos

O foco principal dos MPJs eh q todos jogadores desenvolvam o pé mais fraco até completar 20 anos. Por que? Um jogador que saiba controlar a bola com os dois pés perderá menos bolas ao receber um passe na perna fraca. Ou mesmo, terá melhor qualidade de passses com a perna fraca. Já os atacantes, terão melhores chances de finalizar bola mesmo com know mais fraco. Concordam que desenvolver o pé mais fraco é fundamental para uma filosofia que visa posse de bola e altas trocas de passes?

Não vou entrar em detalhes aqui das MPJ’s a serem utilizadas. Porém, terei combinações entre elas para chegar a funções táticas que quero. Por exemplo, um meia criativo terá passe a rasgar e ficar recuado. Mas se ele tiver bom atributo para chutar de longe, espero desenvolver está MPJ. Há diversos artigos online que falam das MPJs, mas caso tenham interesse e não encontrem artigos em português, me convençam a escrever sobre o tema!

No decorrer do save paralelo a este tópico, poderão observar algumas das combinações “mortíferas” que desejo ter junto a identidade do clube.

Conclusão 
Como expliquei, desenvolver o pé fraco eh algo que aumenta a habilidade de um time de manter a posse de bola e melhorar a qualidade de passes de forma exponencial. Estou bastante interessado em saber como em 10 anos do início do save, o clube estará atuando com jogadores “ambidestros”. Apenas para ficar claro o quanto eu espero implementar isso, qualquer jogador de defesa ou meio de campo que não consiga desenvolver o pé fraco, será vendido ou liberado.

Os treinos de Controle de Bola e Táticos, de acordo com minha explicação, sao os que acho mais adequados para desenvolver a identidade de jogar controlando a posse de bola e dominando através de passes.

Para fechar, falo mais sobre o tema de treinos mais adiante, pois recentemente foi a forma que encontrei de exponencialmente desenvolver jovens. Espero que estejam gostando! Logo mais falo sobre o Pipeline de jogadores no elenco.
 

  • Upvote 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Seo Beraldo

Lf4WhjN.png&key=c13a174547ff7c8d9e4fbc55

 

Pipeline de Jogadores
No save do Hansa, acredito que falei algo sobre o que seria um Pipeline dentro do mundo corporativo. Vejo que podemos usar o mesmo conceito dentro de um clube de futebol. Aqui um bom link para ler sobre o tema. 

Para início de conversa, como uma das filosofias eh de desenvolver jogadores jovens, tenho que criar espaço para estes jovens no elenco principal. Dito isso, pretendo ter não mais do que 23-25 jogadores no elenco principal. Onde espero que a cada avaliação de jovens na pré-temporada, no mínimo 3 possam ser promovidos para o elenco principal para dar sequência ao desenvolvimento profissional.

Vamos ao que interessa, para este save, estarei criando um pipeline de acordo com as funções que espero adotar dentro de uma formação tática que leva a ter domínio da posse de bola e excelentes linhas de passes. No meu ultimo save de sucesso aqui no fórum, com o Hansa, eu foquei num esquema com três centro campistas e três atacantes. Desta vez quero explorar algo com pelo menos dois atacantes dentro da área e três centro campistas atuando pelo meio. Dito isso, veremos variações de 4132 , 4312, 352 ou 41212. 

Falo do pipeline como se fosse 4312, formação que estou mais inclinado a usar. O pipeline para este elenco seria mais ou menos assim:

  • 3 goleiros (Titular, Reserva e promessa)
  • 2 Laterais Direitos (Titular e Reserva)
  • 2 Laterais Esquerdos (Titular e Reserva)
  • 1 lateral para emergência, que seja uma promessa ou veterano, hábil para jogar em ambas laterais
  • 4 Zagueiros (2 titulares, 1 reserva, 1 promessa ou veterano)
  • 7 Centrocampistas (3 titulares, 3 reserva, 1 promessa)
  • 2 Segundo Atacantes (1 titular e 1 promessa)
  • 4 Atacantes (2 titulares, 1 reserva e 1 promessa)

Isso eh apenas um esboço de como pode ser o pipeline. Eventualmente, se a formação tática mais utilizada for um 352, este pipeline tera de ser ajustado de acordo com a necessidade. Mas o esqueleto esta montado. Quando o save tiver início, e a tática for definida, entro em especialização de papéis em campo. Por exemplo, um construtor recuado, sem reserva mas com uma promessa.

Qual a importancia do Pipeline? Posso falar algumas
Manter um fluxo constante de jogadores para o time principal;
Manter equilíbrio do elenco sabendo quem pode ser vendido quando tivermos propostas;
Rápida resposta em caso de lesões ou jogadores ausentes em suas seleções;
Objetividade no mercado de transferências ou desenvolvimento de jovens;
Capacidade de dizer “Ninguém é insubstituível”.

Antes de entrar nos detalhes de transferências, falo sobre status de jogadores. No save do Hansa, no dado momento que estava começando a dominar a liga e diversos jogadores passaram pela base e assumiram posições no time principal, jogadores com status de chave desapareceram. Dou valor a isso por não ter ninguém se achando uma estrela! E facilita também na hora de negociar vendas, seus salários não são estupidamente altos e fica mais fácil aceitar propostas de outros clubes.

Estrategia de Transferencias

Aqui cito não apenas o save do Hansa, mas também o que conduzi com a Udinese, também no Profissão Manager. Focar em reforçar o time com jovens a longo prazo é uma forma de garantir sucesso financeiro. Ao invés de gastar milhões em estrelas de sucesso, prefiro gastar milhoes desenvolvimento infraestrutura de treino para jovens, capacidade de treino, treinadores, ate clubes afilhados com boa estrutura de desenvolver jovens. Resumindo, jogadores jovens sao mais baratos que estrelas, e na pior das hipóteses, se ele não aderiu a identidade do clube, podemos vender ele. É muito provável que possamos no mínimo recuperar o valor investido nele. Caso contrário vc precisa urgente rever seus conceitos de minar jovens diamantes.

Mas não vou restringir contratações apenas a jovens. Pois quero estabelecer um elenco com uma das personalidades já descritas. Jogadores jovens nem sempre tem a personalidade moldada. E precisam da influência de jogadores mais velhos e experientes. Pensando nisso, estarei sim indo ao mercado da bola para trazer jogadores consagrados ou não, que estejam dentro das premissas de personalidade e atributos chaves. Mas claro, além buscar jogadores que tenham aderência ao sistema, so vou olhar para jogadores desvinculados, listados para venda ou que estejam em fim de contrato. Em outras palavras, quero fazer bons negócios, e não investir dinheiro desnecessário contratando um jogador que não está dentro destas condições junto a seu clube. No save do Hansa, consegui fisgar o Moritz Leitner, que apesar de ser mediano, aderiu fortemente ao sistema, e tornou-se uma lenda no clube. Além de ser consistentemente uma das médias mais altas do elenco.

Ja fiz um post longo sobre a forma que eu lido com a procura por jovens e diamantes a serem lapidados. Aqui um link que falo sobre este sistema que uso para peneirar jogadores para meus times. 

Voltado a falar sobre transferências, vou manter como padrão de venda na pré-temporada, que o jogador saia apenas no fim da temporada. De forma que eu possa melhor preparar o reserva ou jovem potencial para assumir a condição de titular. No mínimo acertar aquela cláusula que obriga o empréstimo do jogador de volta ao clube vendedor.

Por falar em empréstimos chegando, pretendo minimizar a quantidade de jogadores emprestados a partir da 3a temporada. Porém desejo emprestar os jovens acima de 20-21 anos que não chegaram ao time principal. Falarei mais sobre empréstimo de jovens mais adiante.

Conclusão
O pipeline vai ajudar a dar objetividade as transferências e aos gaps que precisam ser preenchidos por jogadores jovens. Gosto do sistema por facilmente identificar onde preciso focar e após algum tempo, você já sabe dentro do seu elenco quem vai assumir as posições importantes no futuro próximo.
 

  • Upvote 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Yan Perisse

@Seo Beraldo, por ter pego um clube de divisão inferior (falo aqui de terceira divisão no mínimo), como seria essa filosofia de jovens até chegar a elite já que terá promoções e consequentes aumentos de nível? O que eu falo é do jovem precisar de no mínimo três anos pra começar a se tornar realidade, nisso a equipe provavelmente já terá passado de divisão e ele se tornará inútil.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Seo Beraldo
23 horas atrás, Yan Perisse disse:

@Seo Beraldo, por ter pego um clube de divisão inferior (falo aqui de terceira divisão no mínimo), como seria essa filosofia de jovens até chegar a elite já que terá promoções e consequentes aumentos de nível? O que eu falo é do jovem precisar de no mínimo três anos pra começar a se tornar realidade, nisso a equipe provavelmente já terá passado de divisão e ele se tornará inútil.

Fala @Yan Perisse! Estes jogadores sao fundamentais para montar a estrutura financeira do clube. Ainda vou falar sobre treino e desenvolvimento de jovens. Mas a ideia, e manter muitos jovens na base, promover os melhores entre 18-20 anos para o time principal, o restante que nao puder mais atuar no subs... vao para os times reservas, e esperamos que consigamos vendelos.

Geralmente eu os mantenho sob contrato ate conseguir vender. Aos 20 anos, empurro um contrato de 4/5 anos. Se o cara estiver sendo usado e for bom, vai logo querer um novo contrato. Caso contrario, nao deve custar tao caro manter o jogador no elenco com um contrato de jovem jogador. 

No meu save com o Hansa, passei por isso! Em dado momento, praticamente todos jogadores que desenvolvi nos anos anteriores, eram muito inferiores que os jogadores que estavam por aparecer na fornada de jovens, ou contratados como especulacoes. Eu procurei mante-los ate conseguir vender. Alguns, especialmente da fornada, eu ja via que teriam pouquissimas chances de desenvolver muito, ja os liberava. Especialmente os com personalidades negativas... Tambem fugia dos jogadores que tivessem determinacao ou indice de trabalho muito baixo.

Desculpa pela falta de acentos, estou usando um computer com teclados sem acentos! rs 

concordo em parte com o inutil, ele ainda tera um valor financeiro!

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
fferreira

Acabou os artigos?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Yagamiiori

Excelente artigo, vou acompanhar o desenvolver dele nas das frentes (aqui no centro tático e no PM).
Uma pena eu ter tempo pra ler e pouco tempo para jogar e por tudo em prática :(

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Rudsonnunes

 E a continuação?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


  • Conteúdo Similar

    • phelipeg1
      Por phelipeg1
      Bom, esse é o meu primeiro tópico e resolvi falar de uma assunto bem legal que rola em todo FM, qual clube começar no FM18? Além do nosso clube do coração que sempre é uma boa pedida, existem diversos clubes com muita história e que necessitam de uma ajuda nossa!

      Alemanha:
      - Kaiserslautern
      - Hansa Rostock
      Espanha:
      - Racing Santander
      - Hercules de Alicante
      - Maiorca
      - Real Club Recreativo de Huelva

      França:
      - Grenoble
      - Stade de Reims

      Inglaterra:
      - Aston Villa
      - Stockport County
      - York City
      - Nottingham Forest
      - Leeds United
      Itália:
      - Livorno
      - Siena
      - Vicenza
      - Padova
      - Reggiana
      - Lecce
      - Catania

      Portugal:
      - Espinho
      - Salgueiros
      - Leiria
      - Farense
      - Olhanense
    • Jorudess
      Por Jorudess
      Iniciei um save desempregado, sem experiência nenhuma como técnico, sem licença, experiência só em futebol amador e tal. Depois de suar muito pra arrumar um time, fui contratado por um time da segunda divisão da Croácia. 
      Eu até consegui montar uma boa tática com o time, fazer com que trocassem passes pra construir um jogada ao invés de dar um monte de bico pra frente. O problema é que os jogadores não me davam moral, pelo fato de eu não ter reconhecimento/experiência e aí não ouviam absolutamente nada das instruções pré-jogo e no intervalo. No máximo ouviam no final do jogo caso (um elogio por uma vitória, ou uma "comida de rabo" caso jogassem muito mal).
      No final da história eu não consegui livrar o time do rebaixamento e fui demitido, mas desde o começo a imprensa já falava que o clima no vestiário não tava bom e tal. E acho que isso influenciou muito no desempenho dos jogadores.
       
      O que fazer numa situação dessa? Tem alguma coisa que a gente pode fazer pra dar uma motivação para os jogadores e unir a equipe? 
    • Roman
      Por Roman

      E aí pessoal,
      fui muito ativo aqui na área que me apresentou o fórum mas por diversos motivos me afastei por um longo período. Esse FM, no entanto, veio com muita qualidade e reacendeu minha vontade de jogar o simulador. A ideia aqui é simples, até porque não disponho de muito tempo. Vou apresentar o jogo no clássico modelo de relatar o que tá rolando no save e espero que o máximo de pessoas possa dar uma olhada na evolução do save de vez em quando.
       
      Real Royal Football - Leicester F.C
      Existem, na minha visão, duas verdades incontestáveis sobre o Leicester: a primeira é que eles foram donos de uma campanha fantástica que os levou ao título da Premier League 15/16 e a segunda é que eles sempre jogaram e, ainda jogam, um péssimo futebol. Não só isso, o título e a consequente classificação para a Liga dos Campeões foram extremamente mal geridos, perderam a oportunidade de montar um time que maximizasse ao máximo as chances de êxito num jogo, isso é, montando um time que saiba jogar futebol, mas preferiram usar o dinheiro para replicar um modelo de jogo que deu certo uma vez na vida, e dificilmente dará de novo.
      O que poderia emergir como uma potencial força recorrente no futebol inglês, disputando toda temporada com Arsenal, Liverpool, etc. a classificação para a Champions League, com um elenco estruturado, um bom treinador e um sistema de jogo competitivo e bem definido, logo se esvaiu e virou novamente um time que luta contra o rebaixamento à mercê do treinador que chegar pra comandar a equipe, seja Ranieri, Shakespeare ou Puel.
      A ideia aqui é desenvolver um modelo de clube que entendo ser o mais sustentável possível no Leicester e, logicamente, como um torcedor do Arsenal e fã do Wenger, espero ter algumas coisas em comum com ele. A primeira delas é causar uma revolução na forma de jogar futebol semelhante à que Wenger realizou no Arsenal, colocando a equipe pra jogar um futebol que a diferencie das demais na Premier League, com qualidade, protagonismo, bola como aliada e não adversária. A segunda, criar uma identidade com uma escola europeia de peso e que contribua para essa ideia de jogar com qualidade. Assim como o Wenger faz com a França no Arsenal com ampla rede de observação (i.e. Vieira, Nasri, Anelka, Lacazette, Koscielny, Henry, etc.), vou ter preferência à adesão dos jogadores holandeses e da Eredivisie ao longo do save. E por último, longevidade no cargo.
      Chamam os campeões da Premier League de reis, representado pela coroa no troféu, mas de realeza o futebol do Leicester nunca teve nada. Vamos ver se isso muda, pelo menos no FM.
       
      Dados do Save
      Quanto aos dados do save, além das ligas carregadas na imagem, carreguei alguns jogadores de lugares importantes para um save que tem como intenção ser de longo-prazo, como América do Sul, África e alguns asiáticos. Já o treinador foi o mais 'cruyffiano' possível.
      Informações do Save | Treinador
    • helderm77
      Por helderm77
      Nas taticas, os jogadores aparecem com bola preta, e antes aparecia verde/laranja, como corrijo o bug? Obrigado.
    • Matheus G.
      Por Matheus G.
      Mais alguém notou dificuldade de fazer esses gols? Jogo com o Milan e tenho bons batedores de penaltys, mas eles têm errado demais...Outra coisa que notei é a dificuldade de fazer gols de fora da área, uso o Çalhanoglu(17 de remates de longe) ali na entrada da área, e nunca sai um golzinho sequer. 
      E para fechar são os gols de rebote que não acontecem, várias e várias vezes noto que meu jogador chuta, o goleiro dá um rebote perto dele e ele fica ali meio "abobalhado" sem ir na bola e esperando a zaga chegar pra cortar. Quando o rebote vai em direção à algum jogador próximo acontece a mesma coisa.
      Claro que isso são impressões minhas, pode ser questão tática ou algo assim, mas eu tenho notado bastante essas questões.
×