Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Herr Jones

A história de quem respira futebol

Recommended Posts

Herr Jones

ePV99Ay.jpg
Capítulo 15 - Queda brusca de rendimento e a busca por alternativas

Realizávamos, até o final de fevereiro, uma campanha bastante surpreendente para um time recém-promovido. Tudo corria muito bem, tudo muito bonito, até que uma sequência bastante ingrata de jogos e seus respectivos resultados acabou se impondo para me colocar à prova: como motivar o elenco depois de uma má sequência?

itVySe4.jpg

Como vocês podem ver, eu encontrei sérias dificuldades para contornar a má fase que começou a aparecer depois da derrota para a Roma, que buscou uma fantástica arrancada a partir dali. Um setor que eu considerava destaque no time começou subitamente a perder completamente a concentração e a exibir inúmeras falhas e o ataque, que era nosso ponto mais frágil, seguiu fragilizado - ainda mais sobre esse problema todo que pairava na minha defesa, sendo que eu priorizava a solidez lá atrás. Na minha opinião, o que aconteceu, foi a imprensa pressionando bastante a mim e aos jogadores de que "com uma vitória, manteríamos o acesso" por vários jogos e isso, de alguma forma, criou uma instabilidade na equipe que foi difícil contornar.

Apenas no final da temporada, quando eu considerava que estávamos com a permanência garantida, eu reestruturei o sistema tático partindo da mesma filosofia que já utilizávamos. Transformei o 3-5-2 em um 4-2-3-1 (funcionando como 4-4-2) e o time começou a ganhar um pouco mais de poder ofensivo, tanto que pontuamos em todos os jogos após essa mudança: empatamos com o Palermo, jogando muito melhor, e uma falha na concentração no final do jogo selou o empate; conquistamos os primeiros pontos, pela primeira vez nessa temporada, contra a Internazionale, após um jogo fantástico e bastante equilibrado; além da vitória contra o Bologna, que vinha surpreendendo, com muita autoridade.

wE2b9AM.jpg
Estatísticas de Equipe | Estatísticas de Jogadores

Mesmo com essa queda súbita de rendimento, conseguimos consolidar uma posição no meio da tabela que estava acima de nossas previsões iniciais. A Juventus consolidou o título com dois meses de antecedência, em uma campanha muito sólida, com Milan e Napoli indo para a Champions League; Bologna e Torino, em duas excelentes campanhas, garantiram a disputa da Liga Europa na próxima temporada e, no final, nós conseguimos tirar a Internazionale das competições européias com o empate que conquistamos contra eles. No descenso, se confirmaram a Sampdoria, Udinese e Genoa que terão a árdua tarefa de manter jogadores importantes - já estamos de olho em alguns deles para eventuais reforços - e, claro, a mais difícil ainda luta pelo acesso à elite do futebol italiano. Os três recém-promovidos fizeram campanhas consistentes e escaparam do rebaixamento com autoridade, apesar das quedas de rendimento dos três. Nós fizemos a melhor campanha dos que subiram, terminando na 11ª colocação, com Salernitana e Vicenza seguindo lado a lado para encerrar o campeonato com os 14º e 15º lugares, respectivamente.

Aliás, é importante ressaltar que os jogadores da Série A elegeram nossa equipe o melhor time do campeonato, por termos mostrado sempre um futebol bastante competitivo e pautado no controle do adversário. E, dentro do nosso time, a premiação dos onze melhores jogadores da temporada, em conjunto com suas estatísticas ficou sem muitos números expressivos, mas realmente importantes em vários aspectos. Além disso, com a boa campanha realizada, a diretoria me considera intocável no cargo de treinador, depositando toda sua confiança em meu trabalho, e me pagaram um curso de treinadores para que eu aprimore minhas capacidades.

ggFmy3L.jpg

Nosso quadro financeiro, ao final da temporada, mostra um rendimento global bastante alto, anunciando lucros beirando os €19 milhões. Nosso sumário de transferências aponta alguns indicadores interessantes como, por exemplo, Scozzarella, nosso capitão, liderando o índice de camisetas vendidas, com Montolivo e Mastalli, recém contratados e, na sequência; os aumentos nos patrocínios e nas cotas de televisão como principais alavancadores da nossa saúde financeira. Por fim, a notícia de que nossos lucros beiram 35% de nossas receitas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru

A queda de rendimento aliada a uma sequência contra adversários mais complicados minou a confiança do Parma, e não foi possível manter a pegada. Lembrou demais o primeiro ano do Nacional. O time vinha bem, disputando o 5º lugar, quando a tática parou de funcionar e a confiança foi para o espaço. Ficamos nove jogos sem vencer e terminamos no meio da tabela.

De qualquer forma terminou em uma posição excelente para um time recém-promovido, bem longe da zona de rebaixamento. As finanças estão em ordem e tem tudo para subir mais um degrau na temporada que vem.

Boa sorte na continuação!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Henrique M.

Fez uma campanha sólida, não correu riscos e é o que importa, agora é utilizar essa base para evoluir mais na próxima temporada.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Herr Jones
1 hora atrás, Tsuru disse:

A queda de rendimento aliada a uma sequência contra adversários mais complicados minou a confiança do Parma, e não foi possível manter a pegada. Lembrou demais o primeiro ano do Nacional. O time vinha bem, disputando o 5º lugar, quando a tática parou de funcionar e a confiança foi para o espaço. Ficamos nove jogos sem vencer e terminamos no meio da tabela.

De qualquer forma terminou em uma posição excelente para um time recém-promovido, bem longe da zona de rebaixamento. As finanças estão em ordem e tem tudo para subir mais um degrau na temporada que vem.

Boa sorte na continuação!

Oi, Tsuru. Valeu pelo comentário! Eu tenho pra mim que a sequência bastante difícil e os resultados não tão bons conseguidos ao longo dela foram fator chave para cair o rendimento. Realmente, as coisas aconteceram bem parecidas nos dois saves; até as posições estavam bem próximas, mas acontece. Eu tava esperando essa queda em algum momento, até porque nosso ataque não era lá muito goleador. Felizmente ela veio quando o time já estava bem encaminhado na manutenção, então fico satisfeito até com a classificação final.

Obrigado!

1 hora atrás, Henrique M. disse:

Fez uma campanha sólida, não correu riscos e é o que importa, agora é utilizar essa base para evoluir mais na próxima temporada.

Oi, Henrique. Obrigado pelo comentário! Exatamente esse é o meu pensamento. Acho que a temporada foi bastante produtiva e tem muita coisa boa para aproveitarmos na próxima. Serão necessários ajustes, com certeza, mas acredito que estamos trilhando o caminho certo. Crescendo aos poucos, mas de forma bastante consistente.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
LC

Passou sufoco, mas conseguiu se manter na divisão. Quais jogadores você vai tentar contratar dos clubes rebaixados?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Herr Jones
1 hora atrás, LC disse:

Passou sufoco, mas conseguiu se manter na divisão. Quais jogadores você vai tentar contratar dos clubes rebaixados?

Tenho vários em vista, mas vou dar prioridade para o miolo de zaga, lateral direita e atacantes. Mandei os olheiros caçar a galera toda, até dos que foram rebaixados da Série B pra C.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Herr Jones

ePV99Ay.jpg
Pré-temporada 2019/2020

Findada uma ótima temporada de nossa equipe, era o momento de buscar reforços para deixar a equipe mais forte e apta a competir melhor dentro do campeonato italiano. Nesse intuito, enviamos nosso plantel de olheiros para avaliar diversas equipes - principalmente as rebaixadas - em busca de jogadores que viessem para assumir algumas responsabilidades no time. O que eu não contava, porém, era com o inflacionamento muito grande do mercado e isso inviabilizou muitos negócios que tentamos fazer; além disso, outros jogadores, quando conseguíamos conversar, preferiram ir para outros clubes. Assim, ficamos um pouco abaixo do esperado nesse período de transferências e teremos, novamente, uma temporada para evitar o rebaixamento arriscando uma posição no meio da tabela.

2oDW4Xq.jpg

Tratamos inicialmente de liberar aqueles jogadores que estavam com seus vínculos contratuais se encerrando e não seriam aproveitados em nossa equipe. Posteriormente tentamos vender alguns jogadores que não seriam aproveitados em nosso time, mas encontramos dificuldade em nos desfazermos deles pelos valores esperados; mesmo assim, optamos em vender para que não ocupassem muito do nosso orçamento destinado aos salários. Assim, liberamos o zagueiro Sinisa Andjelkovic, titular em praticamente nossa última temporada inteira, por €60 mil ao Ternana, o zagueiro Adriano Russo ao Venezia por €45 mil e o também zagueiro Fabio Pisacane por €10 mil ao Taranto. Além deles, liberamos Capello, Rossi e Kanoute por empréstimo como forma de adquirirem mais experiência de jogo.

Eu estava feliz por ter a oportunidade de brigar por diversos jogadores nessa janela de transferências, mas ficamos só na briga mesmo. O primeiro nome que chegou, já estava planejado há algum tempo, foi o meio-campista Giovanni Sbrissa, de 22 anos, que chegou ao final de seu contrato com o Sassuolo. Posteriormente, com o objetivo de engrossar o caldo de jogadores apropriados para o sistema de jogo que proporemos nesta temporada, fomos repatriar o ponta-direito Jonathan Biabiany, de 31 anos, que estava sem contrato; além de Daniele Verde, de 23 anos, que teve breve passagem emprestado conosco, também veio sem contrato. Fomos buscar também o centroavante Samuele Longo, de 27 anos, que estava sem contrato para ser a primeira opção na linha de frente.

Os dois últimos contratados são jogadores de defesa, já que com as saídas que realizamos ao longo da janela, precisaríamos de novas peças para compor elenco. Zinho Vanheusden, de 20 anos, chega emprestado pela Internazionale e Michele Somma, de 24, chega do Cagliari por €2 milhões pagos à vista, valor de sua cláusula de rescisão. Com isso fechamos o elenco que, julgo, ser apto a competir melhor nessa temporada. Provavelmente não veremos muitas modificações na janela de inverno.

hiMvhPz.jpg
Apresentação dos novos uniformes do Parma para 2019/2020

A diretoria também apresentou os uniformes a serem utilizados pelo Parma nessa temporada 2019/2020. Nossa distribuidora de materiais esportivos, a Adidas, manteve os tradicionais padrões utilizados por nossa equipe nos dois uniformes e fez algo diferente no terceiro padrão. Vamos torcer para que esses novos uniformes nos tragam boa sorte e que façamos uma excelente temporada vestindo eles.

58J1hF0.jpg

Nos amistosos, buscamos mesclar um pouco nossos adversários para enfrentar equipe do nosso nível, com outras mais fortes e algumas mais fracas para dar ritmo de jogo a todos os jogadores. Cabe destacar apenas os jogos contra o Paris Saint-Germain, em que fizemos uma partida de igual para igual com o fortíssimo time dos franceses, perdendo o jogo por detalhe no final, e a ótima vitória contra o Sevilla, mostrando um ótimo futebol e dominando completamente o adversário. Na Coppa D'Italia passamos do Siracusa, com gol de pênalti marcado por Verde, e enfrentaremos o AlbinoLeffe na próxima fase.

Para a Série A, pegaremos um calendário bastante complicado, recebendo o Napoli na estreia e tendo que enfrentar Roma e Internazionale com jogos praticamente na sequência. Espero que consigamos começar bem o campeonato para não passar muito susto mais adiante. O acordo realizado entre eu e a diretoria foi o de que conseguíssemos evitar o rebaixamento nesta temporada, mas acredito que possamos brigar pelo meio de tabela, como na última temporada.

 

Editado por Herr Jones

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut

Insigne é uma ótima contratação, ainda mais de graça assim. Espero que ele ajude a equipe.

E acho que nunca vi um jogo sem momentos chave também. Muito curioso isso. Um tempo inteiro já vi, mas os 90 minutos é muita coisa. 

Passei agora a ler a atualização seguinte e... rapaz, o que dizer? Que desastre completo. Parece até o meu save isso. Felizmente, a campanha até ali tinha sido tão boa que conseguiu terminar em uma posição bem aceitável. Mas vai precisar recuperar a equipe para o ano seguinte, não dá para começar nesse mesmo ritmo. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Herr Jones
1 minuto atrás, Danut disse:

Insigne é uma ótima contratação, ainda mais de graça assim. Espero que ele ajude a equipe.

E acho que nunca vi um jogo sem momentos chave também. Muito curioso isso. Um tempo inteiro já vi, mas os 90 minutos é muita coisa. 

Passei agora a ler a atualização seguinte e... rapaz, o que dizer? Que desastre completo. Parece até o meu save isso. Felizmente, a campanha até ali tinha sido tão boa que conseguiu terminar em uma posição bem aceitável. Mas vai precisar recuperar a equipe para o ano seguinte, não dá para começar nesse mesmo ritmo. 

Oi, Danut. Valeu pelo comentário! O Insigne é uma boa contratação, mas ainda não tinha achado uma forma boa para ele jogar na última temporada; nessa, que voltei a priorizar um sistema mais equilibrado, ele tem dado uma boa contribuição na armação das jogadas. Até porque eu queria escalar ele como segundo atacante pela direita, mas o Verde chegou comendo a bola ali e preferi deixar ele mais centralizado, como jogador de criação para municiar o ataque. Tem dado certo, mas é só pré-temporada ainda...

Quanto à queda de rendimento, foi realmente muito feio. Se não me engano, caso não tivéssemos vencido o último jogo, bateríamos um recorde de mais jogos sem vencer na Série A (ou no Parma, não me lembro muito bem). A sorte foi que a campanha tinha sido maravilhosa até a queda de rendimento e conseguimos nos safar. Nesta nova temporada, como não consegui melhorar muito o elenco, acredito que brigaremos novamente por um lugar no meio de tabela; mas disse à diretoria que iríamos ser capazes de evitar o rebaixamento, pra não ter muito aperto no final das contas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
gbonanni

Se prepare Juven, o Parma tá chegando e vai lhe usar! 

Daniele Verde é um ótimo jogador, rende bastante de MAE. (Não sei porque nunca recebeu chances na Roma na vida real, entrou alguns jogos e foi bem)

Scozzarella & Sbrissa na meiúca, Insigne e Verde na frente. NINGUÉM MAIS SEGURA.

Acredito que essa temporada dê pra sonhar com uma semi da Copa da Itália e uma Liga Europa.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Henrique M.

Trouxe alguns jogadores mais velhos do que na temporada passada e com mais rodagem, esperava que fosse contratar um monte de gente, mas fiquei feliz com o mercado coerente com a realidade que o clube fez.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
vinny_dp

Fala @Herr Jones, me atualizei na história e gostei bastante de sua trajetória com o Parma, pegando o elevador rumo a Série A. 

Na primeira temporada na divisão principal fez a lição de casa no primeiro turno e, ainda que tenha tido uma queda acentuada no rendimento, no segundo conseguiu segurar as pontas e atingiu a manutenção. Fez ajustes na equipe para esta temporada e espero que isso sirva para que tenha um campeonato mais consistente.

Gostei também da evolução financeira da equipe, saindo do vermelho para os atuais €19 milhões. Com mais tempo de Série A deve conseguir fortalecer o clube nesse quesito sem problemas.

Boa sorte na sequência.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Herr Jones
13 horas atrás, gbonanni disse:

Se prepare Juven, o Parma tá chegando e vai lhe usar! 

Daniele Verde é um ótimo jogador, rende bastante de MAE. (Não sei porque nunca recebeu chances na Roma na vida real, entrou alguns jogos e foi bem)

Scozzarella & Sbrissa na meiúca, Insigne e Verde na frente. NINGUÉM MAIS SEGURA.

Acredito que essa temporada dê pra sonhar com uma semi da Copa da Itália e uma Liga Europa.

Oi, gbonanni. Valeu! O Verde teve uma rápida passagem comigo aqui no Parma, quando veio emprestado na minha segunda temporada. Infelizmente, apesar dele ter jogado muito quando esteve aqui, eu tive que fazer uma modificação no esquema tático e ele ficaria sem muitas chances (já que o sistema era um 3-5-2, com dois alas). Mas segui de olho nele e agora chegou muito bem para um setor que considero muito bom em nossa equipe - que é o de meio-campo. Ali para atuar nas pontas temos ele, o Ninkovic (que está emprestado desde a primeira temporada), o Palombi e o Biabiany.

Nessa temporada, até onde joguei, o Sbrissa mostrou um bom futebol e se apresenta como um excelente reserva do Mastalli, que está um monstro na construção das jogadas desde quando chegou ao clube. Scozzarella dispensa comentários, o cara é o maestro do time e assumiu a braçadeira de capitão com a aposentadoria do Lucarelli, ainda na segunda temporada. Tem uma consistência muito boa e cobra faltas com uma maestria invejável.

Quanto às expectativas, pelo que eu joguei, vão ser bastante surpreendentes.

8 horas atrás, Henrique M. disse:

Trouxe alguns jogadores mais velhos do que na temporada passada e com mais rodagem, esperava que fosse contratar um monte de gente, mas fiquei feliz com o mercado coerente com a realidade que o clube fez.

Oi, Henrique. Obrigado pelo comentário! Eu até fui atrás de muitos jogadores durante a janela de transferências, mas não consegui muito sucesso. Estava precisando arrumar alguns pontos que julguei bastante fragilizados na equipe, sobretudo na lateral direita. Vou citar alguns nomes que tentamos nessa janela:

  1. Abate, lateral direito. Estava sem contrato, mas preferiu ir para um time holandês.
  2. Talisca, meia-atacante. Também sem contrato, preferiu ir para o Flamengo.
  3. Negredo, centroavante. Também sem contrato, acabou acertando com o Swansea (se não me engano).
  4. Bonazzoli, centroavante. Estava disponível para transferências pelo Arsenal, acabou preferindo ir para o Aston Villa.
  5. Mastour, meio-campista. Estava disponível para empréstimo no Milan. Preferiu ir para o Perugia, na Série B!
  6. Enzo Zidane, meio-campista. Estava disponível para transferência/empréstimo no Madrid B. Tentamos o empréstimo, mas ele preferiu ser emprestado para o Nancy.

Enfim, esses são só algumas das tentativas que nos foram negadas. Claro que não pretendia trazer todos eles, mas queria alguns para complementar o elenco e garantir melhor profundidade. Mas, mesmo sem eles, fiquei satisfeito com o que nos estava disponível e acabaram fechando conosco. São jogadores de qualidade que chegam para somar bastante e, de fato, condizem com a nossa realidade.

1 hora atrás, vinny_dp disse:

Fala @Herr Jones, me atualizei na história e gostei bastante de sua trajetória com o Parma, pegando o elevador rumo a Série A. 

Na primeira temporada na divisão principal fez a lição de casa no primeiro turno e, ainda que tenha tido uma queda acentuada no rendimento, no segundo conseguiu segurar as pontas e atingiu a manutenção. Fez ajustes na equipe para esta temporada e espero que isso sirva para que tenha um campeonato mais consistente.

Gostei também da evolução financeira da equipe, saindo do vermelho para os atuais €19 milhões. Com mais tempo de Série A deve conseguir fortalecer o clube nesse quesito sem problemas.

Boa sorte na sequência.

Oi, vinny! Seja bem-vindo e muito obrigado pelo comentário! Ao longo da trajetória tivemos muito trabalho para buscar uma reestruturação adequada da equipe. Estou tentando me espelhar na forma como o Borussia Dortmund foi conduzido desde sua falência até a briga pelo título da Champions: buscando jogadores jovens, com potencial, para que sejam revelados no clube. Na trajetória até aqui, dois jogadores bastante jovens são figurinhas carimbadas no plantel principal: o goleiro Alborghetti, que trouxemos do AlbinoLeffe, se desenvolveu bastante desde que chegou e hoje é nosso titular. Além do meio-campista Lorenzo Vecchi, que integrava as categorias de base do Parma quando cheguei; ele tem perdido um pouco o espaço como titular em virtude da chegada de jogadores um pouco mais rodados, mas segue sempre que possível indo à campo.

A situação financeira deu um salto fantástico quando chegamos à Série A. De pronto, com o acesso, recebemos €35 milhões em cotas de TV; para essa temporada o mesmo montante novamente. Espero que consigamos nos estabilizar bem na divisão, para melhorar bastante nossa saúde financeira e, a partir disso, possamos começar a emplacar sequências melhores e até bater de frente com os gigantes, coisa que hoje enfrentamos muitas dificuldades.

Editado por Herr Jones

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Herr Jones

ePV99Ay.jpg
Capítulo 16 - Contrariando a todas minhas expectativas!

Após uma grande temporada realizada na reestreia do clube na Série A, as expectativas da torcida estavam no vislumbre de uma vaga para competições continentais, as minhas estavam entre manter a pegada do meio de tabela tentando beliscar uma vaga continental e a diretoria, mais pé no chão, queria que conseguíssemos evitar o rebaixamento, enquanto as casas de apostas nos davam como rebaixados. Quatro setores, quatro expectativas completamente diferentes. Alguma delas pode se confirmar, mas qual delas se confirmaria?

Temos à disposição um elenco bastante coeso, apesar de algumas deficiências aparentes, com vários jogadores já experientes na elite italiana, outros mais jovens em busca de se desenvolver e conquistar seu espaço no elenco. Um plantel mais encorpado em relação ao da última temporada, com maior disponibilidade para modificações táticas, mas, ainda assim, bastante longe, em termos de qualidade técnica, dos gigantes clubes da Itália. 

PFcrSzh.jpg

Fizemos uma primeira metade de temporada tão bizarra, mas tão bizarra que eu definitivamente não tenho palavras para explicar o que está acontecendo: em alguns jogos fomos fantásticos, completamente absolutos em campo, noutros uma negação completa. O sistema defensivo, quase em todas as oportunidades, entregava os gols para o adversário de bandeja. Consegui, finalmente, contornar o mau sucesso do ataque; mas acabei comprometendo absurdamente o rendimento defensivo da equipe. É incrível a quantidade de gols que tomamos nos momentos finais do jogo (últimos 15 minutos) e o desespero que eu me portava quando via um jogador avançando pelos flancos. Dali ou era um cruzamento para um atacante, meia ou outro ponta marcar o gol ou então era pênalti cometido pelo zagueiro. Não tinha meio termo.

Apesar do péssimo rendimento na Série A, parece que o time era outro jogando a Coppa D'Italia. Ali sim nossas partidas eram fantásticas, com um futebol muito mais consistente, com jogadas mais agudas e os jogadores mais concentrados. Em contrapartida, acho interessante pontuar que usarei essa reta final para aprimorar o processo tático da equipe, porque se mantiver do jeito que está, provavelmente o desfecho será o pior possível. Mesmo assim, com a péssima campanha que venho fazendo, ainda consigo atrair interesse de alguns clubes, como a Fiorentina, que está muito mal no campeonato. Decidi que não compareceria àquela entrevista, feita logo após a vitória sobre eles, por dois motivos: 1) estou feliz no Parma e sabia das dificuldades que encontraríamos com o acesso, então tenho de contorná-las e 2) a diretoria do Parma tem a mim no mais alto grau de estima e prefiro manter as coisas assim neste momento delicado. Aproveitei o assédio - e nossa má fase - e solicitei à diretoria que me pagasse um curso de treinador para melhorar minhas capacidades; além disso, foi entregue a melhoria da forma para captação de nossas categorias de base.

qzTPSPl.jpg
Estatísticas de Equipe | Estatísticas de Jogador

Como se pode ver, temos um dos melhores ataques do campeonato e, ainda assim, brigamos na parte de baixo da tabela com um rendimento pífio. Ainda não chegamos a figurar na zona de rebaixamento, mas estamos flertando muito bonito com ela. Existe o perigo de a Fiorentina começar uma arrancada, como fez a Roma na última temporada, com o bom time que tem, e colocar ainda mais pressão sobre nossos ombros e aí estaremos em situação ainda mais complicada. Além disso, vemos, nas estatísticas de jogador, a figuração de Roberto Insigne e Samuele Longo nas estatísticas de maior número de passes-chave, com 21 e 19, respectivamente, mas não conseguimos fazer esse índice se refletir em bons resultados para nós.

Eu, que havia fechado o elenco já no início da temporada, terei que buscar um jogador para atuar na lateral direita, porque não estou satisfeito com o rendimento de nenhum jogador que lá atuou. Nas outras posições, apesar do péssimo rendimento, considero que nossos jogadores são bons e acho difícil reformar o time inteiro; será mais adequado conversar com cada um dos jogadores e explicar que eles estão comprometendo a equipe com a má fase deles em campo.

Nossa sequência de jogos, novamente, será bastante difícil - ainda mais na situação bastante fragilizada em que nos encontramos. A prioridade, até aqui, será o desempenho na Coppa D'Italia, que estamos nas quartas-de-final e enfrentaremos o poderosíssimo time da Lazio, de quem ainda não consegui vencer desde que assumi o Parma. Se, porventura, eu conseguir encontrar uma forma mais adequada de jogo e nosso rendimento melhorar no campeonato, certamente, enfrentaremos a Coppa com força total, deixando alguns reservas irem a campo pelo campeonato.

Além do excelente desempenho na Coppa, outro lugar que nosso desempenho tem sido fabuloso são nas finanças. Seguimos registrando margens de lucro estupendas, desta vez beirando os €23 milhões até aqui, com projeção de melhorar ainda mais até o final do campeonato.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Henrique M.

Curioso que a equipe teve um começo pior do que a primeira temporada na elite, vamos ver como a equipe se comporta e se pode encontrar uma maneira de afastar-se rapidamente dessa situação.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
vinny_dp

Sua primeira perna na próxima sequência é bastante dura, terá que arrancar pontos contra os grandes para não se preocupar ainda mais com o rebaixamento. Ainda assim acredito que a equipe possa se safar do rebaixamento.

Agora sobre dar muita atenção a Coppa, discordo. Brigando pelo rebaixamento, algo que seria certeza de prejuízo, acho que você deveria focar 100% das forças no campeonato até se safar. Mas isso, claro, é com você.

Acompanhando!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
gbonanni

Crise no Parma. Os tifosi tão maluco só de pensar em cair novamente.

O que está acontecendo de errado? Tática? Moral do time? 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru

A queda de rendimento foi grande, o time não conseguiu emplacar uma boa sequência.

Será que a busca por resultados não acabou jogando o time para o ataque e colaborando para o desequilíbrio defensivo? É algo a se pensar. 

Eu tentaria primeiro arrumar a defesa, parar de perder, e aí pensaria em como voltar a ganhar. 

Vamos ver como se sai na sequência. Boa sorte!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Herr Jones
19 horas atrás, Henrique M. disse:

Curioso que a equipe teve um começo pior do que a primeira temporada na elite, vamos ver como a equipe se comporta e se pode encontrar uma maneira de afastar-se rapidamente dessa situação.

Oi, Henrique. Obrigado pelo comentário! Realmente a equipe fez essa primeira metade de ano completamente abaixo das expectativas, até porque não tivemos uma mudança tão profunda no elenco que justificasse isso. Certamente que esse problema no rendimento é, em grande parte, minha. 

8 horas atrás, vinny_dp disse:

Sua primeira perna na próxima sequência é bastante dura, terá que arrancar pontos contra os grandes para não se preocupar ainda mais com o rebaixamento. Ainda assim acredito que a equipe possa se safar do rebaixamento.

Agora sobre dar muita atenção a Coppa, discordo. Brigando pelo rebaixamento, algo que seria certeza de prejuízo, acho que você deveria focar 100% das forças no campeonato até se safar. Mas isso, claro, é com você.

Acompanhando!

Oi, vinny. Obrigado pelo comentário! Teremos, sim, uma sequência complicada e ainda o agravante de uma campanha bem fraca. 

Acho que não me expressei bem sobre a prioridade ser a Coppa no momento. Disse aquilo porque, apesar do rendimento ser muito abaixo do esperado, o time ainda consegue se manter dentro da expectativa proposta, que é a de manutenção. O objetivo que tracei para o restante do campeonato era simplesmente permanecer na elite, nada mais. Se as coisas seguirem complicadas, como estão, a Coppa será completamente deixada de lado; se melhorar o rendimento, ou pelo menos conseguir afastar mais o perigo da despromoção, vamos com força total já que é uma oportunidade muito boa para tentar salvar uma campanha triste. A nossa proposta é bem nesse sentido que você trouxe mesmo! :) 

7 horas atrás, gbonanni disse:

Crise no Parma. Os tifosi tão maluco só de pensar em cair novamente.

O que está acontecendo de errado? Tática? Moral do time? 

Oi, gbonanni. Obrigado pelo comentário! Então, eu inicialmente não identifiquei absolutamente nada de errado na equipe além de uns apagões defensivos. Mas fiz questão de rever por completo alguns jogos péssimos que fizemos e notei algumas falhas na marcação dos jogadores. Resolvi fazer alguns testes nessa transição de ano contra equipes fracas para verificar o posicionamento, a forma de criação de jogadas e, também, avaliar o posicionamento defensivo e acabei ficando satisfeito com o desempenho. Claro que eram amistosos e no campeonato as coisas são muito diferentes. 

5 horas atrás, Tsuru disse:

A queda de rendimento foi grande, o time não conseguiu emplacar uma boa sequência.

Será que a busca por resultados não acabou jogando o time para o ataque e colaborando para o desequilíbrio defensivo? É algo a se pensar. 

Eu tentaria primeiro arrumar a defesa, parar de perder, e aí pensaria em como voltar a ganhar. 

Vamos ver como se sai na sequência. Boa sorte!

Oi, Tsuru. Obrigado pelo comentário! Como eu disse ao gbonanni, identifiquei erros no processo de marcação dos jogadores, em que algumas vezes nos faltava cobertura. E fiz algumas simples modificações, para melhorar a perspectiva de defesa sem tirar muito do poder ofensivo, que considero bem melhor do que na última temporada. Os resultados me agradaram. 

 

-------

Eu já terminei a temporada, depois de ficar tão entretido mexendo na organização do time, que nem vi passar. Assim que eu chegar em casa, faço a postagem do que aconteceu nesse final de temporada. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Herr Jones

ePV99Ay.jpg
Capítulo 17 - Colocando as coisas nos eixos

Após fazer uma primeira metade de temporada repleta de fiascos, era a hora de aproveitar o recesso de inverno para acertar as coisas dentro do time. Busquei reassistir integralmente algumas partidas que fomos bastante aquém dos oponentes para tentar encontrar problemas que não conseguia ver durante o jogo. De pronto, percebi que havia muitas falhas nas coberturas quando os laterais adversários subiam em nosso campo, o que facilitava bastante aos oponentes marcarem seus gols de bolas cruzadas para nossa área. Assim, projetei um meia central para tentar recuperar as bolas, pelo lado esquerdo, enquanto mantive Palombi mais enfiado pelas pontas, como alternativa para puxar os contra-ataques e trouxe nosso segundo atacante da esquerda, Verde, para fazer a cobertura no setor.

Essas pequenas e bem simples modificações foram testadas em dois amistosos contra equipes pequenas ainda no final do ano, logo após o início da pausa de inverno. Os jogos, com resultados bastante expressivos, claro, não eram parâmetros para absolutamente nada. Mas foi uma forma que busquei para manter o time em forma na pausa e fazer alguns testes de mentalidades mais defensivas, de forma a buscar um balanço melhor para explorar jogos contra adversários bem mais fortes (como os casos de Juventus, Internazionale, Napoli e Milan).

mKq9bI2.jpg

Os acertos táticos surtiram efeito quase que imediatamente, porque, de fato, os pontos que eu entendi como problemáticos na equipe eram justamente os que nos separavam do caminho das vitórias. Assim, logo na volta da pausa de inverno, conseguimos resultados importantes como o empate com o Palermo em 1x1 e endurecer o jogo numa derrota contra o Napoli, por 2x3. O time dava sinal de que estava encontrando o balanço certo - e isso fez com que o time voltasse a vencer no campeonato, numa goleada contra o Verona.

Como eu vi o time mais confortável na tabela com as alterações propostas, acabei enviando um time titular com a presença de alguns jogadores jovens para o jogo contra a Lazio, válido pelas quartas-de-final da Coppa D'Italia. O motivo foi bastante simples: dar sequência à adaptação dos titulares no novo esquema tático e garantir um tempo qualificado de jogo para nossos jovens. O resultado foi muito bom, surpreendendo a todos os presentes, e derrubando um tabu pessoal: eu ainda nunca havia vencido a Lazio desde que assumi o Parma. Enfrentaríamos, nas semi-finais o Vicenza, que passava por uma turbulência muito grande na Serie A, brigando conosco contra o rebaixamento.

Outro jogo que considero importante comentar foi o lindo empate contra a Juventus, no Ennio Tardini. Entrei em casa com o único objetivo de conseguir pontuar para manter o moral do time em crescimento - e conseguimos! No jogo seguinte, contra a Internazionale, a proposta foi exatamente a mesma mas tivemos o azar do excelente ponta croata, Ivan Perisic, achar um golaço numa batida de fora da área no final do jogo. Resultado que considero normal, pelo grande abismo entre as duas equipes, mas muito melhor do que as sacoladas que tomamos na última temporada.

Depois, mais adiante, teríamos um jogo contra o Vicenza, pelas semi-finais da Coppa. Como jogaríamos com eles logo na sequência, em jogo válido pelo campeonato, optei por escalar um time completamente reserva para ter força total disponível contra eles na esperança de despachá-los pelo campeonato. Achei que perderíamos - ou empataríamos - na Coppa, porém, eles pensaram justamente como eu e escalaram um time misto. Conseguimos uma boa vitória por 3x0 e assegurar uma ótima vantagem para o jogo de volta. Depois, ainda, conseguimos vencê-los pelo campeonato em um jogo tranquilo sem sustos. No jogo de volta, já com um time misto, conseguimos a classificação à final apesar da derrota por 3x1, avançando pelo o número de gols marcados.

Já na reta final do returno, fizemos um jogo completamente épico contra a Juventus, apesar da derrota por 3x2. Acredito que se tivesse mais uns 3 minutos nós poderíamos ter empatado, mas tudo bem. Foi uma boa partida! E, no último jogo, nosso time reserva - com exceção do Insigne, trucidou o Bologna por 4x1.

DChoTRz.jpg

Ao final das 38 rodadas, a Juventus confirmou mais um título, com Milan e Napoli conquistando as vagas restantes à Champions League; Internazionale e Sassuolo conseguiram a vaga para a Liga Europa. A Roma, novamente, fez uma campanha pífia e acabou de fora das competições continentais, mas dessa vez não chegou a correr risco de rebaixamento; o treinador da equipe, Phillip Cocu, foi especulado para assumir o time de Mônaco, mas são apenas rumores que circulam na imprensa. Já a Fiorentina, com uma campanha horrorosa, acabou rebaixada para a Série B, onde fará companhia à Sampdoria ou Udinese (não lembro qual das duas equipes não subiu). Nós conseguimos, no final das contas, retomar o caminho do bom futebol e encerramos o campeonato, novamente, no meio da tabela e - pela segunda vez consecutiva - conquistamos o prêmio de melhor equipe da Série A*.

boka9A3.jpg

A grande final da Coppa D'Italia foi esse belo jogo de futebol, mostrado acima. O nosso centroavante Samuele Longo estava se recuperando de um resfriado e foi baixa para o jogo, assim como seu reserva, Federico Macheda, que havia se transferido um pouco antes, para o futebol árabe. Sobrou para o garoto Gianmarco Alesso, de apenas 19 anos, assumir a titularidade no ataque. E ele foi muito participativo, mas acabou devendo na experiência e malícia de jogo contra a fortíssima zaga milanesa. Sofremos um gol no finalzinho do primeiro tempo, quando jogávamos bem melhor. E, no segundo, nos lançamos ao ataque para tentar o empate, o que acabou culminando no gol de Kasper Dolberg, aos 61 minutos de jogo. Mesmo assim, não desisti do jogo, e continuamos pressionando freneticamente os adversários, porém sem muito sucesso.

Assim, com a derrota, encerramos uma temporada que teve períodos bem claros de baixos - na primeira metade - e altos, na segunda, com um jogo digno de time grande. Caímos de pé para um fortíssimo time.

Na próxima temporada, a expectativa da diretoria é terminar no meio da tabela e espero muito bem cumprir com ela, afinal de contas já fizemos nas duas vezes em que estávamos cotados para o rebaixamento. Dessa forma, meus esforços se voltarão para reforçar a defesa com zagueiros mais velozes. Mas terei de buscar boas peças no mercado, vamos ver o que nos aguarda na próxima temporada!

 

Spoiler

* - infelizmente acabei perdendo vários prints, por ter deletado a pasta errada. Tentei achar essas premiações, mas não consegui...

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
DiogoHernandes

Oi, Jones!

Rapaz você começou a postar outro dia e já me passou no número de temporada jogadas. Tá empolgado hein.

A trajetória do Parma tem sido fantástica até aqui, está de Parabéns!E Espero que o meu Venezia siga os passos de seu time.

Pelo que entendi este é um save de carreira né? Ou vai ficar no Parma o save todo?

Boa sorte na sequência, e vamos buscar a Europa League!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Henrique M.

Que bom que as coisas se ajustaram e acabou terminando o campeonato numa posição confortável e ainda conseguiu chegar na decisão da Coppa, uma pena que o adversário foi uma equipe tradicional e que não deu espaço para zebras.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Herr Jones
Em 21/09/2017 at 08:51, DiogoHernandes disse:

Oi, Jones!

Rapaz você começou a postar outro dia e já me passou no número de temporada jogadas. Tá empolgado hein.

A trajetória do Parma tem sido fantástica até aqui, está de Parabéns!E Espero que o meu Venezia siga os passos de seu time.

Pelo que entendi este é um save de carreira né? Ou vai ficar no Parma o save todo?

Boa sorte na sequência, e vamos buscar a Europa League!

Oi, Diogo. Hahahah, verdade! Tô empolgadissimo com o save, até porque faziam anos que não jogava FM, e também porque acabou coincidindo com um período que eu estou mais livre, aí da tempo pra jogar. Hahahahaha

Pelo que eu acompanho do seu Venezia, tenho certeza que conseguirá as mesmas façanhas. Tá com um timaço por lá :) 

É um save de carreira mesmo. Claro que, no momento, não acredito que cumpri com a proposta fictícia do treinador em sua plenitude. Acho que é, também, porque ainda não chegou nenhuma proposta que balançasse. 

E vamos lá, acredito que o time esteja cada vez mais organizado e se aprontando para tentar o retorno às competições continentais. Ano passado, apesar de uma campanha irregular no campeonato, quase conseguimos a vaga na Liga Europa. Pena que o Milan não deixou. Hahahahah

Obrigado pelo comentário! 

18 horas atrás, Henrique M. disse:

Que bom que as coisas se ajustaram e acabou terminando o campeonato numa posição confortável e ainda conseguiu chegar na decisão da Coppa, uma pena que o adversário foi uma equipe tradicional e que não deu espaço para zebras.

Oi, Henrique. É uma pena, sim. Inclusive, o vacilo foi completamente meu por não ter ido buscar qual era o problema com maior antecedência, se eu tivesse parado pra analisar antes, certamente a campanha seria bem melhor. Mas tudo bem, acho que mesmo com a irregularidade a campanha foi boa e cumprimos a expectativa de não ser rebaixados. 

Na Coppa foi interessante, conseguimos uma boa campanha e não fomos campeões por pouco, mas foi justa a derrota. Fizemos um bom jogo, mas o time do Milan foi mais preciso e mereceu o título. Bom que dá moral pra equipe nessa nova temporada. 

Obrigado pelo comentário! 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru

Conseguiu ajustar o time e a campanha melhorou bastante na reta final, terminando longe da zona de rebaixamento.

Pena que o Milan não deu chances na final da Coppa da Italia, teria sido um título importante para coroar o ano de recuperação do Parma. Mas não faltará oportunidade de dar o troco.

Agora é continuar evoluindo e quem sabe buscar a vaga na Liga Europa.

Boa sorte na continuação!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Ricardo Colin Filho

O melhor da campanha na copa para um time médio é a premiação, da um baita alívio nas contas (no seu caso uma boa gordura). O que vocêpretende fazer com essa grana? Você entende que a estrutura e o staff estão adequados para o clube subir de patamar ou necessita de mais investimento? 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.

  • Conteúdo Similar

    • math6667
      Por math6667
      Eae galera,queria saber se tem alguma atualização de elencos atual para o Football manager 2017 de 2018,pq meu pc só roda ele e tá ficando chato com os mesmos elencos???
    • Tsuru
      Por Tsuru
      APRESENTAÇÃO

      E cá estou eu de volta. As coisas se acalmaram aqui em Portugal, fiquei com mais tempo para jogar e decidi começar a retornar ao FM aos poucos; quando vi, já estava mais que viciado no jogo e empolgadíssimo com um novo desafio. Como jogar sem postar não tem a menor graça, inicio assim uma nova jornada aqui na área - o tempo longe do Projeto Nacional me fez perder o gás e, quando voltei a jogar FM, estava sem vontade nenhuma de continuá-lo.
      A ideia desse save surgiu há mais ou menos um ano, quando li o livro “Futbol Total” em que Arrigo Sacchi narra suas memórias. Desde então estava com vontade de fazer um tributo a ele. 
      Apesar de ser um tributo, farei um save de clube, que hoje é um formato que me agrada mais, podendo assumir uma seleção (ver objetivos abaixo). As atualizações serão semanais, e a ideia é que cada uma consiga cobrir um bimestre inteiro.
      Até pensei em iniciar no Pro Piacenza, que é uma equipe rossoneri como o Milan e fica na mesma região onde Sacchi nasceu (Emília-Romanha). Mas como no save não terei obrigação de seguir os mesmos passos do técnico, preferi ir para o Sul da Itália, onde há muitas equipes interessantes - e uma em especial com a qual tenho vontade de jogar há bastante tempo. 
      O nome do treinador será Alfredo Beletti, um personagem fictício que tem o mesmo nome de um dos mentores e melhores amigos de Arrigo Sacchi.
       
      REGRAS
      Se for demitido, o save acaba;
        Em homenagem ao grande Milan de Arrigo Sacchi, só poderei contratar jogadores italianos e holandeses;
        Poderei utilizar todos os jogadores surgidos na base do clube, independente da nacionalidade;
        A partir do primeiro ano na Série A, os contratos de jogadores que não forem italianos, holandeses ou criados na base do clube não poderão mais ser renovados, podendo o jogador ser vendido ou sair de graça. Esta regra não muda em caso de rebaixamentos para a Série B.
        OBJETIVOS
      Ser bicampeão da Série A e da Supercopa Italiana, superando Arrigo Sacchi;
        Ser bicampeão da Liga dos Campeões e do Mundial de Clubes, se igualando a Arrigo Sacchi;
        Depois de atingir todos os objetivos com o clube, deixar a equipe, assumir uma seleção e ganhar a Copa do Mundo, superando Arrigo Sacchi (pode ser com qualquer seleção e pode ser tentado mais de uma vez)
        O PROFETA
      Arrigo Sacchi nasceu em Fusignano, Itália, e é considerado por muitos um dos maiores treinadores italianos de todos os tempos. Ele ficou especialmente conhecido pelo Milan que comandou entre 1987 e 1991, que era inspirado na Holanda de Rinus Michels mas tinha uma identidade própria bastante forte.
      Contando com a força econômica de Silvio Berlusconi e a confiança do diretor de futebol Adriano Galliani, Sacchi montou uma verdadeira seleção, que incluía nomes como Carlo Ancelotti, Franco Baresi, Alessandro Costacurta, Paolo Maldini e os holandeses Ruud Gullit, Frank Rijkaard e Marco Van Basten. O treinador exigia uma intensidade enorme de seus jogadores, tanto na defesa quanto no ataque, e propunha um futebol ofensivo, vibrante e que fosse para divertir as pessoas. Para sorte dele, o grupo que foi montado à época compreendeu bem sua filosofia de jogo e conseguiu executá-la com perfeição.
      Unido dentro e fora de campo, o Milan venceu a Série A uma vez (desbancando o Napoli de Maradona e Careca) e foi bicampeão da Liga dos Campeões, da Supercopa Italiana, Supercopa da Europa e do Mundial de Clubes. O sucesso e o estilo arrojado levaram a equipe a ser eleita pela revista World Soccer como a quarta melhor da história do futebol, atrás apenas das seleções da Hungria (1954), Brasil (1970) e Holanda (1974).
      Depois do Milan, Arrigo Sacchi assumiu o comando da seleção da Itália que foi à Copa do Mundo de 1994, mas não teve o mesmo sucesso. Os jogadores da seleção não compreenderam bem seus conceitos e a Itália foi avançando na base da sorte, aos trancos e barrancos, conforme relata o próprio treinador. Ainda assim, a Azzurra chegou até a final com o Brasil de Bebeto e Romário e foi derrotada após o famoso pênalti perdido por Roberto Baggio, o Codino Divino.
      O modo revolucionário de Sacchi ver o futebol italiano - que até então era refém de esquemas com um líbero - deu origem ao apelido “Profeta de Fusignano”. Ironia do destino ou não, muitos dos conceitos utilizados por Sacchi nos anos 80 pareciam mesmo "futuristas" e se tornaram bastante comuns no futebol anos mais tarde, inspirando por exemplo Pep Guardiola e Jupp Heynckes. 

      HISTÓRICO
      Temporada 16/17 - Série C, Girone C - CAMPEÃO (promovido à Série B) Temporada 17/18 - Série B - 12º lugar Temporada 18/19 - Série B - 6º lugar / Classificado para os playoffs e eliminado pelo Verona (2 a 1) Temporada 19/20 - Série B - 5º lugar / Classificado para os playoffs e eliminado pelo Carpi na semifinal (5 a 2 no agregado) Temporada 20/21 - Série B - CAMPEÃO (promovido à Série A)
        SALA DE TROFÉUS
      🏆 Série C, Girone C - 16/17
      🏆 Série B - 20/21
    • Neynaocai
      Por Neynaocai
      PRA QUEM CHEGOU AGORA, RECOMENDO DAR APENAS UMA OLHADA POR CIMA NA PRIMEIRA TEMPORADA E IR LOGO AO QUE INTERESSA, QUE A PARTIR DE HOJE (07/12/2018) SERÁ INDICADO ABAIXO:
       
      CLUBE
      Uma nova jornada. Capítulo 1: La voix du peuple est la voix de Dieu.
      Uma nova jornada. Capítulo 2: Entre grandes expectativas e a realidade!
      Uma nova jornada. Capítulo 3: A segunda temporada.
      Uma nova jornada. Capítulo 4: X-saladas, caldo-de-canas, bolachas, refrigerantes e gols.
      Uma nova jornada. Capítulo 5: Tem que ter pojeto?
      Uma nova jornada. Capítulo 6: Tutorial de como ser campeão em menos de duas temporadas.
      Uma nova jornada. Capítulo 7: Em segundo, se virares a mesa.
       
      SELEÇÃO
      You are fake news. Um desabafo contra a imprensa.
      Copa do Mundo Sub-20 2017.
      Copa Ouro 2019 - Campeonato Mundial Sub-20 2019.
      Pré-olímpico 23:
       
      ESPECIAIS
      Copa do Mundo 2018
       
       
    • LucaSilva32
      Por LucaSilva32
      Bom, eu usava normalmente o FM 17 com as faces que eu tenho (85.000 faces ao total), funcionava perfeitamente. Hoje quando fui entrar no meu save, vi que quase todas as faces do jogo sumiram.
      Pensei que fosse o fato de eu tentar colocar a face do meu treinador, mas exclui a foto do meu treinador na facepack e tirei o id do meu treinador do config.xml localizado na facepack, ao recarregar a skin dentro do jogo continuou o mesmo problema.
      Desde já agradeço a quem tentar me ajudar.
×