Jump to content
vinny_dp

Nous sommes corses - Em bom ritmo (atualizado em 13/05)

Recommended Posts

vinny_dp
55 minutos atrás, andrefraga disse:

Boa subida vinny! 

Ainda acho preocupante o estado das suas finanças, mesmo com a injeção de receitas previstas para a próxima temporada, o clube precisa começar a dar um jeito de transformar o dinheiro em lucro, senão...

Parabéns pelo acesso e boa sorte na continuação!

Valeu!

Pois é, eu também me preocupo com isso. Ao menos já conseguimos reverter a situação no orçamento de transferências, ficando como problema para resolver o fato que temos dificuldades em liberar jogadores indesejados. 

Outras ações para melhora das finanças passam pelo bom desempenho esportivo e é isso que irei buscar a partir de agora. 

Valeu de novo, André!

Share this post


Link to post
Share on other sites
lakers20

Parabéns pelo acesso, que veio com estilo justamente contra o maior rival(mas tomaram que eles voltem pra ter o clássico na Ligue 1).

E isso dos jogadores reebolsarem  os torcedores achei bem legal, nunca tinha visto isso antes.

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Excelentes resultados e a subida de divisão. As finanças preocupam e se não conseguir vender um bom jogador a tendência é que piorem, mesmo com a verba da televisão da Ligue 1. Boa sorte na continuação.

Share this post


Link to post
Share on other sites
vinny_dp
17 minutos atrás, lakers20 disse:

Parabéns pelo acesso, que veio com estilo justamente contra o maior rival(mas tomaram que eles voltem pra ter o clássico na Ligue 1).

E isso dos jogadores reebolsarem  os torcedores achei bem legal, nunca tinha visto isso antes.

Valeu, também espero ver um clube da Córsega para disputar o clássico temporada que vem. 

Se não me engano já vi outras vezes. Justo, não? rs

Obrigado Lakers!

6 minutos atrás, LC disse:

Excelentes resultados e a subida de divisão. As finanças preocupam e se não conseguir vender um bom jogador a tendência é que piorem, mesmo com a verba da televisão da Ligue 1. Boa sorte na continuação.

Fala LC! Pois é, a situação é crítica, precisamos nos manter Ligue 1 para diminuir esse problema, já que a venda de jogadores não ajudará muito aqui. 

Valeu!

Share this post


Link to post
Share on other sites
guigasparotto

Foi tudo muito apertado, mas você conseguiu a promoção, curiosamente num clássico. Quero ver como será a primeira temporada na Ligue 1, visto que você está preocupado com as finanças do clube e pode ser mais cauteloso nas transferências. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
felipevalle

Ligue 1 promete!

Share this post


Link to post
Share on other sites
vinny_dp
3 horas atrás, guigasparotto disse:

Foi tudo muito apertado, mas você conseguiu a promoção, curiosamente num clássico. Quero ver como será a primeira temporada na Ligue 1, visto que você está preocupado com as finanças do clube e pode ser mais cauteloso nas transferências. 

Lavamos a alma! Estou curioso para ver se o time aguenta o tranco porque pretendo ser cuidados mesmo nessa parte.

Valeu Gui!

2 horas atrás, felipevalle disse:

Ligue 1 promete!

Ô se promete!

Valeu Felipe!

Share this post


Link to post
Share on other sites
vinny_dp

2JTF1.png

TEMPORADA 2017-18 - Ligando os motores para a Ligue 1

 

2VG1s.png

O momento de transição entre uma temporada e outra é sempre muito crítico. É preciso um planejamento cuidadoso para evitar que o time fique abaixo dos demais nas competições.

Além disso, devo levar em conta nossa situação financeira. Era preciso encontrar jogadores que não pedissem salários absurdos e estivessem livres ou disponíveis por empréstimo, mesmo que a Diretoria tenha disponibilizado um orçamento para transferências.

Também utilizei esse orçamento para reforçar a equipe técnica

2Yyg0.png

Tivemos um trabalho exaustivo para encaixar jogadores nessas características mas acho que dentro de nossas possibilidades conseguimos realizar um bom mercado de transferências. Tentei liberar o máximo de jogadores que não teriam capacidade para jogar a Ligue 1 e/ou estivessem insatisfeitos.

Hunou, vem por empréstimo do Stade Rennais, onde nós pagaremos seu salário integralmente mais o valor mensal de €7,75k. Minha intenção é que ele atue na construção das jogadas, sem obrigações defensivas muito elevadas.

2UFQJ.png

Louvion veio sem custos, sendo que seu último clube foi o Tours. Para a zaga quis adicionar mais experiência e creio que este jogador atende essa característica, matendo bons atributos (inclusive os físicos) necessários a posição.

2Uks7.png

Chemin é outro que vem do mesmo modo, do Órleans. No caso dele, existem problemas nos atributos físicos e técnicos para a posição, mas creio que para esta temporada será suficiente.

2YWQq.png

Devaux fecha os reforços na linha, outro nome experiente vindo do Stade de Reims, sem custos. Existe o problema em alguns atributos mas também acredito que ele possa contribuir no curto prazo.

2YGB2.png

Fechando os reforços, um nome para o gol. Sy é jogador do Mônaco e vem por empréstimo de uma temporada, para cobrir uma necessidade que detectei em nossa meta, onde tínhamos 3 goleiros mas apenas Mandanda me inspira confiança para esta nova fase do clube. Neste caso, como somos afiliados aos monegascos, não pagaremos os salários deste jogador.

2Ywx1.png

FINANÇAS

Falando um pouco sobre finanças, a Diretoria me abordou para determinarmos em qual área iríamos alocar recursos. Decidi por aumentar o orçamento para recrutamento de jovens.

2YTyc.png

Com a mudança de temporada, fomos notificados do recebimento do montante referente as receitas de TV. É uma quantia importante e que fará a diferença agora e espero que consigamos nos manter na Ligue 1 para que esta receita continue entrando em nossos cofres.

2UoLk.png

TÁTICAS

Nas táticas, irei com o esquema utilizado na temporada passada, que é um 4-3-1-2. Essa formação é baseada em forte apoio dos laterais, inclusive para cobrir a falta de pontas, meias que sejam capazes de determinar o ritmo da partida e atacantes que possam incomodar a defesa e se movimentar para criar espaços.

Não determinei instruções prévias. Mas na maioria das partidas, optei pelo contra-ataque, menos dribles e passes mistos.

2Y3kA.png

Share this post


Link to post
Share on other sites
guigasparotto

Você fez algumas contratações enquanto o clube ainda estava na Ligue 2 (antes da temporada virar), certo? Dessa forma, os relatórios dos olheiros indicavam as estrelas referentes a capacidade dos jogadores para a Ligue 2 ou Ligue 1? Sabe me responder essa pergunta? Se os relatórios faziam a avaliação para a Ligue 2, isso te atrapalhou de alguma forma para saber a real capacidade dos jogadores na Ligue 1?

Talvez a pergunta acima tenha ficado um pouco confusa. Qualquer coisa, posso tentar explicar melhor hahaha.

O 4-3-1-2 é a minha formação preferida no FM, mas há alguns anos eu não consigo utilizar ela, pois é difícil encontrar um plantel com muitos meias centrais de qualidade e sem pontas. Essa é uma formação que você gosta ou a que você acredita encaixar melhor com os jogadores que você tem a disposição?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tsuru

Adoro o 4-4-2 com meia atacante, mas eu prefiro com um MDC. Antigamente eu "forçava" todos os meus times no FM a jogar com essa tática, hoje normalmente eu escolho com base no plantel que tenho à disposição. Curiosamente, nos dois saves teste que fiz aqui, as equipes só se encaixavam nessa formação.

Fez boas contratações e vendeu os jogadores que estavam sobrando - receita certa pra montar um elenco equilibrado. Vamos ver como as peças se encaixam para a disputa da Ligue 1.

Share this post


Link to post
Share on other sites
bruno introvertido

Com certeza que o Sy foi a grande contratação (empréstimo) para a temporada, espero que ele não seja tão acionado em todos os jogos.

Não dava para trocar as cores dos atributos? E que tudo em verde fica meio difícil de enxergar e diferenciar os mesmos.

Chaibi continua? Certo?

Share this post


Link to post
Share on other sites
vinny_dp
3 horas atrás, guigasparotto disse:

Você fez algumas contratações enquanto o clube ainda estava na Ligue 2 (antes da temporada virar), certo? Dessa forma, os relatórios dos olheiros indicavam as estrelas referentes a capacidade dos jogadores para a Ligue 2 ou Ligue 1? Sabe me responder essa pergunta? Se os relatórios faziam a avaliação para a Ligue 2, isso te atrapalhou de alguma forma para saber a real capacidade dos jogadores na Ligue 1?

Talvez a pergunta acima tenha ficado um pouco confusa. Qualquer coisa, posso tentar explicar melhor hahaha.

O 4-3-1-2 é a minha formação preferida no FM, mas há alguns anos eu não consigo utilizar ela, pois é difícil encontrar um plantel com muitos meias centrais de qualidade e sem pontas. Essa é uma formação que você gosta ou a que você acredita encaixar melhor com os jogadores que você tem a disposição?

Haha pode deixar, entendi sua pergunta. Então, lembro que comecei a analisar o mercado assim que o campeonato acabou, só que observei os jogadores pelos atributos, histórico de lesões e pedida salarial (+bônus). É possível que se eu fosse analisar mais a frente o relatório poderia ser menos favorável, mas como não usei muito o relatório estou tranquilo quanto a isso.

Eu gosto de formações que tenham um meio campo forte, área onde prefiro atacar. A ideia de usar essa tática veio pelo mesmo motivo que usei em um save na Venezuela: sentia que o esquema com pontas (extremos ou meias laterais) não funcionava. 

Daí resolvi resgatar essa formação, que não usava desde o FM 14. Eu gosto dela porque se os meias são bons os suficiente é possível aumentar as chances de controlar o jogo.

Sim, além de gostar eu tenho jogadores que são capazes de atuar assim. Agora é ver se conseguirei usar essa formação na Ligue 1. 

Valeu Gui!

16 minutos atrás, Tsuru disse:

Adoro o 4-4-2 com meia atacante, mas eu prefiro com um MDC. Antigamente eu "forçava" todos os meus times no FM a jogar com essa tática, hoje normalmente eu escolho com base no plantel que tenho à disposição. Curiosamente, nos dois saves teste que fiz aqui, as equipes só se encaixavam nessa formação.

Fez boas contratações e vendeu os jogadores que estavam sobrando - receita certa pra montar um elenco equilibrado. Vamos ver como as peças se encaixam para a disputa da Ligue 1.

Essa é outra formação que me agrada. Mas aqui usei poucas vezes, preferindo deixar os meias trabalhando na mesma linha, para minimizar o problema das laterais. 

Sério? Dos saves que tenho visto aqui é difícil alguém usar esse esquema.

Espero que dê tudo certo.

Valei Tsuru!

Share this post


Link to post
Share on other sites
vinny_dp
56 minutos atrás, bruno introvertido disse:

Com certeza que o Sy foi a grande contratação (empréstimo) para a temporada, espero que ele não seja tão acionado em todos os jogos.

Não dava para trocar as cores dos atributos? E que tudo em verde fica meio difícil de enxergar e diferenciar os mesmos.

Chaibi continua? Certo?

Sim, acho que pode ser um jogador muito importante para nós. 

Hmm, bem observado. Vou pensar nisso para as próximas vezes. 

Continua sim, espero que minha decisão de mantê-lo se mostre acertada.

Valeu Bruno!

P.s.: Desculpa ter "ignorado" seu comentário na outra resposta. Estava fazendo isso pelo celular e só quando enviei a resposta vi que você tinha comentado.

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

Retomando a leitura. Bom que já completou a primeira temporada.  Esperava que não subisse, mas como não estive por aqui não deu para secar o Ajaccio. kkkk

Share this post


Link to post
Share on other sites
vinny_dp
8 minutos atrás, ggpofm disse:

Retomando a leitura. Bom que já completou a primeira temporada.  Esperava que não subisse, mas como não estive por aqui não deu para secar o Ajaccio. kkkk

Opa, bem-vindo de volta rs

Sim, consegui avançar bem agora. Pois é, mas agora que voltou sua corneta vai se justificar por um tempo.

Valeu Gilson!

Share this post


Link to post
Share on other sites
DiogoHernandes

Conquistou a subida com muita emoção na reta final hein. Gostei da maioria das contratações mas será que dá para se manter?

Boa sorte na sequência!

Share this post


Link to post
Share on other sites
vinny_dp
13 minutos atrás, DiogoHernandes disse:

Conquistou a subida com muita emoção na reta final hein. Gostei da maioria das contratações mas será que dá para se manter?

Boa sorte na sequência!

Se não é assim eu nem subo hahaha

Pois é, temos que ser no mínimo melhores do que as duas equipes que subiram com a gente, o que nos levaria ao playoff de rebaixamento. Mas vai ser difícil.

Valeu!

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Fez boas contratação e quase não gastou, mas...sempre existe um mas.kkk. A maioria dos jogadores saíram livres e sem retorno ao clube e o pouco dinheiro que entrou eu não acredito que fará diferenças nas finanças do clube. Na minha opinião elas são o seu calo, pois caso não consiga equilibrar as contas o emprego corre sérios riscos.Acompanhando sempre.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Parabéns pela promoção na temporada passada. Vamos ver como os novos reforços se encaixam na realidade da equipe de lutar contra as posições derradeiras da Ligue 1.

Gosto muito dessa tática que você está usando e acho interessante ter optado por ela para uma temporada diferente da anterior.

Share this post


Link to post
Share on other sites
thyagocda

Será que esses trintões aí vão dar conta do recado? hahaha Boa sorte na continuação...

Share this post


Link to post
Share on other sites
vinny_dp
Em 31/03/2017 at 10:17, LC disse:

Fez boas contratação e quase não gastou, mas...sempre existe um mas.kkk. A maioria dos jogadores saíram livres e sem retorno ao clube e o pouco dinheiro que entrou eu não acredito que fará diferenças nas finanças do clube. Na minha opinião elas são o seu calo, pois caso não consiga equilibrar as contas o emprego corre sérios riscos.Acompanhando sempre.

Eu não conto com a verba que recebemos em transferências para equilibrar as finanças, não agora, porque sei que é difícil recebermos um valor relevante. Minha expectativa é conseguir gerenciar o orçamento para salários, onde tenho mais meios para controlar a sangria. 

Concordo contigo, se não cuidar das finanças, a casa cai. 

Valeu LC!

Em 31/03/2017 at 16:54, Henrique M. disse:

Parabéns pela promoção na temporada passada. Vamos ver como os novos reforços se encaixam na realidade da equipe de lutar contra as posições derradeiras da Ligue 1.

Gosto muito dessa tática que você está usando e acho interessante ter optado por ela para uma temporada diferente da anterior.

Espero que se encaixem bem, se não estou ferrado. Pois é, a tática deu certo na Ligue 2 e vou tentar a chance na Ligue 1 também mas se a coisa apertar não pretendo me agarrar a ela. 

Valeu Henrique!

Em 01/04/2017 at 15:54, thyagocda disse:

Será que esses trintões aí vão dar conta do recado? hahaha Boa sorte na continuação...

Espero que sim! Quis compensar com os jovens jogadores que já temos aqui rs

Valeu Thyago!

Share this post


Link to post
Share on other sites
vinny_dp

2JTF1.png

TEMPORADA 2017-18 - Vai uma dose de sufoco?

 

2VyMK.png

Costumo dizer que a tabela de um recém-promovido não é fácil, independente do campeonato. Aqui, até parecia que tivemos um pouco de sorte ao enfrentar “apenas” 2 equipes consideradas mais fortes nos primeiros 5 jogos.

Porém, faltou combinar com o restante das equipes e o saldo acabou sendo de 4 derrotas e 1 vitória.

Na estreia demos azar, em um jogo que atuamos de igual para igual contra o Nice mas falhas individuais nos tiraram a chance de um resultado melhor.

A partida contra o também promovido Havre Athletic parecia uma boa oportunidade recuperação. Parecia, porque esquecemos de jogar e isso custou o resultado.

Contra o PSG tentamos nos segurar ao máximo e ainda bem que eles não estavam em um bom dia porque o 3x1 ficou barato.

2O2F1.png

Depois de mais uma derrota, resolvi abandonar o 4-3-1-2 e experimentei uma leve alteração, movendo um atacante para a ponta esquerda e substituindo o meia por um ponta-direita, montando assim um 4-3-3. E com essa formação conseguimos enfim os três primeiros pontos, contra o Stade Rennais de Gourcuff, onde brilharam as estrelas de Porsan-Clemente (MOE) e Nouri (MOD), justamente os nossos pontas.

Na continuação, jogos contra Nancy, Nantes e Bordeaux, cujo saldo final foram dois pontos a mais para nós.

Era de se esperar que mesmo jogando em casa não fossemos páreos para o Mônaco, com um time recheados de diamantes em estado bruto. Fomos com a proposta de jogar no contra-ataque e conseguimos executá-la com perfeição, enquanto para os monegascos pesou a falta de eficiência na frente do gol.

2Oucc.png

Contra o Olympique de Marseille tentamos repetir a proposta mas ficamos apenas na tentativa e fomos esmagados em uma partida em que nos limitamos a defender.

2ON90.png

A expectativa era reverter o quadro contra o Saint-Étienne, mas também não conseguimos executar nosso plano de jogo e perdemos mais uma, ligando o sinal de alerta.

A situação estava bem complicada mas conseguimos nos recuperar. Com vitórias sobre o Metz e Lille, empate contra o Tolouse e uma derrota para o Guingamp, terminamos essa série com 7 pontos em 12 possíveis, tirando um pouco a cabeça fora d’água.

O detalhe é que a próxima partida nos reservava um duelo contra o Lyon. Tivemos um início de sonho contra os lioneses, com dois gols em 15 minutos e uma oportunidade de fazer uma grande surpresa.

Faltou combinar com Memphis Depay. O holandês marcou um hat-trick em 13 minutos e destruiu nossas chances de qualquer bom resultado.

Depois disso tomamos mais dois gols e ainda descontamos com Chaïbi no fim. Fica o destaque para a chuva de gols no jogo.

2Osnk.png

Fechamos o turno contra Caen, Montpellier e Lens, três times que brigavam conosco para fugir do rebaixamento. E com duas das partidas fora de casa, até que fomos bem e conquistamos 4 pontos em 9 possíveis, fechando o turno com 19 pontos e fora da zona maldita.

JOGOS

2LJdH.png

CLASSIFICAÇÃO

2O3GJ.png

ESTATÍSTICAS EQUIPE | JOGADORES

O 15º lugar diante de tudo o que passamos não é ruim. Temos dois pontos de distância para a posição do playoff de rebaixamento e precisamos abrir uma margem mais segura.

Vejo os 40 pontos com a pontuação ideal para se safar com folgas do rebaixamento. Com 19 pontos em 19 pontos está claro que precisamos melhorar um pouco para atingir a meta.

 

2VG1s.png

ESTATÍSTICAS

2OwS5.png2O4ZT.png

Sy tem se mostrado o goleiro ideal para nosso primeiro ano na Ligue 1 e juntamente com Cissé, são os destaques do setor defensivo.

No meio-campo, o versátil Devaux e Nouri, que ganhou chances após minha mudança para um esquema com pontas, tem se destacado e tornado nossa vida um pouco menos pior.

Por fim, o ataque. Chaïbi tem chamado a responsabilidade e com seus gols vem nos ajudando a garantir resultados importantes. Espero um dia poder contar com ele em definitivo.

Quando mudamos para um esquema com pontas, senti uma melhora na equipe. Dessa forma, estou cogitando a ideia de contratar pelo menos mais um jogador para a posição para não precisar improvisar Porsan-Clemente na ponta esquerda.

Além disso, não pretendo fazer muitas contratações em janeiro. Espero ir com essa base até o fim da temporada, onde aí sim poderei ter uma ideia das posições que temos que reforçar.

Alguns nomes são novos e não foram falados antes, tais como Touré, Nguiamba e Denys. Alguns deles foram contratados diretamente pelo Diretor da base, enquanto que outros já estavam por aqui e subiram para a equipe principal. Pretendo falar mais sobre eles em um post específico.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bigode.

Nem ao céu nem ao inferno: uma campanha na medida. Acho que você mesmo sabe que a situação seria algo nessa linha, né? Time recém-promovido, com muito menos recursos... seria surpresa se a distância pros últimos fosse muito maior que isso.

Tô gostando da campanha e, pelo tom do post, me parece que a equipe vem atuando relativamente bem. Dito isso, creio que não deve ter dificuldade para chegar a marca dos 40 pontos. É manter o que foi feito nesse 1º turno e, claro, contar com um pouco de sorte que vez ou outra parece ter faltado nessa primeira metade de temporada.

Você disse que pretende manter a base e não se movimentar muito no mercado. Apesar disso, há alguma necessidade imediata que você observou que precisa ser sanada, fora a busca por um jogador pros lados do campo, é claro?

Ah: sobre os três jovens ali que você citou, gostei da média do Nguiamba. Tá jogando realmente bem mesmo? Me parece que ele pode ganhar ainda mais chances, hein?!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Dada a campanha dos times abaixo de você, duvido muito que vá precisar chegar aos 40 pontos para se safar, posso estar errado, mas...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tsuru

Tá sendo no sufoco, mas meio que já esperávamos isso no primeiro ano na Ligue 1, não é?

Acho que não cai, vamos ver se consegue se manter fora da zona da degola.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

  • Similar Content

    • AlexVivas
      By AlexVivas
      APRESENTAÇÃO
      Em primeiro lugar, quero pedir perdão a todos os amigos que leram, acompanharam, comentaram e me incentivaram em minhas sagas anteriores, que infelizmente não consegui êxito. Isso se deu devido a alguns fatores como: depressão devido a estresse (Transtorno de Ansiedade Generalizada), que sem tratamento evolui para a Síndrome de Burnout, discussões com a esposa que quase resultaram em divórcio, mudança de endereço e enrolação da operadora de internet e telefone, isso tudo resultando em um enorme desânimo para fazer qualquer coisa - até trabalhar - quanto mais jogar e postar.
      Ontem, dia em que a internet finalmente voltou, verifiquei que os "Meninos de Milão" e os "Atletas de Cristo" não estão mais disponíveis. Respirei fundo e me animei para compartilhar com vocês minha nova odisséia, que será maior e não menos emocionante que as outras. Estou me divertindo à beça, e espero transmitir a vocês isso.
      Minha inspiração para essa empreitada são 2 sagas daqui do nosso fórum que em minha opinião estão entre as mais espetaculares:
      O Mochileiro , do usuário @Luchín; Desafio Europa, do usuário @CCSantos; E a verdadeira saga do Alfabeto que se encontra no nosso "irmão" lusitano, o fórum FM Portugal: Alfabeto FC
      Li as 3 sagas - e recomendo - e então abri o Football Manager e voltei com força total !!
       DADOS DO SAVE
      Football Manager - Edição 2017, versão 17.3.1
      Base de Dados  - Megapack de ligas do Classen
      REGRAS DO SAVE
      Começar desempregado, e no nível mais baixo de treinador (sem licença, passado como jogador amador). Não há ordem de país, somente da letra inicial do nome; mudar de letra após ser campeão de TODOS os países da mesma. Ao finalizar a letra, reiniciar o Football Manager (recriar o técnico, com última licença e atributos, e se possível, com conquistas adquiridas), retornando à primeira temporada do jogo - exemplo: 2016 no FM 2017, 2017 no FM 2018. Ser campeão da 1ª Divisão do país selecionado; após o fim do campeonato, demitir-se caso não disputar copas. Se escolhido por um clube das Divisões abaixo da elite, seguir nesse clube até o topo e ser campeão; demissão como acima. Se disputar copas - por exemplo: Taça da Itália, Champions - seguir até ser eliminado/campeão. Se a mesma ocorrer após ser campeão da divisão principal, demitir-se somente depois de disputar a copa. Ao mudar de clube, contratar no máximo 3 jogadores do clube anterior. Se possível, melhorar o elenco e estruturas do clube no decorrer do tempo que ficar. OBJETIVO - Ser campeão da primeira divisão de TODOS os países do mundo.  NAVEGUE POR AQUI
      1º Post = Introdução da Saga (chegada ao 1º país)
      Preparação = Config da Database, Treinador  
       Jennings Grenades United (Antígua e Barbuda)
      Temporada 2016/17
      ABFA Premier League       = 4º Lugar - qualificado para a ABFA Champions League ABFA Champions League = CAMPEÃO Temporada 2017/18
      ABFA Premier League       = vice-campeão - qualificado para a ABFA Champions League ABFA Champions League = BI-CAMPEÃO Temporada 2018/19
      ABFA Premier League       = CAMPEÃO - qualificado para a ABFA Champions League ABFA Champions League = TRI-CAMPEÃO Pós-Título:
      Coletiva de Imprensa do Fórum Manager
      Legado
      Férias I
      Atualização de Currículo + Roteiro de Viagem 
      Centro de Emprego
      U.E. Saint Julià (Andorra)
      Temporada 2019/20
      Primera Divisió   = 4º Lugar - qualificado para a UEFA Europa League Copa Constitució = Semi-Final Temporada 2020/21
      Primera Divisió            = 4º Lugar Copa Constitució          = 1ª Eliminatória UEFA Europa League  = 1ª Eliminatória Temporada 2021/22
      Primera Divisió = VICE-CAMPEÃO - qualificado para a UEFA Europa League Copa Contitució = Semi-Final Temporada 2022/23
      Primera Divisió            = CAMPEÃO - qualificado para a UEFA Champions League Copa Constitució         = Semi-Final UEFA Europa League = 1ª Eliminatória   Temporada 2023/24
      Primera Divisió                   = Não disputada Copa Constitució                = Não disputada UEFA Champions League = 2ª Fase de Qualificação Supertaça d'Andorra          = VICE-CAMPEÃO - derrotado pelo Lusitanos Coletiva do Fórum Manager = Parte 01  -  Parte 02
      Legado
       Férias II
      Roteiro de Viagem
      Atualização de Currículo + Centro de Emprego
      Desde já agradeço a todos que lerão, comentarão e principalmente se divertirão junto comigo !!
       Abraço !!
       
       
       
       
    • Henrique M.
      By Henrique M.
      Reflexões, ponderações e filosofias
      Antes de falar do save em si, queria aproveitar o espaço para fazer um desabafo. Parece que a cada novo FM que surge eu vou perdendo cada vez mais o contato que eu tinha com o jogo no passado, mas vejo alguns exemplos de pessoas na mesma faixa de idade, mesma faixa de afazeres ou até em faixa maiores, jogando e tendo a boa e velha conexão com o jogo. Não sei se posso culpar o jogo em si ou culpar o jogo com relação a mim. Poderia ser pessoal, mas recentemente venho me divertindo no Football Manager 2008 e poderia facilmente migrar para o Football Manager Touch, que foi minha grande empolgação com um save, tirando os playoffs de promoção com o Santarcangelo. Então acredito que o problema não é do jogo, nem da minha relação com o jogo. É do que eu quero ver acontecendo no jogo.
      Infelizmente eu escolhi um desafio que o jogo não estava disposto a aceitar nas minhas condições, era possível, mas eu precisava aceitar as condições que o jogo impunha e isso não era o suficiente, eu precisava de mais e não aguentava ver o resultado do que eu queria dentro de campo. Não ligo para derrotas, para os percalços, desde que eles ocorram com meu time atuando da maneira pela qual ele foi desenhado para atuar. Se eu me comprometo com a retranca, tenho que estar ciente do que ela causa, se eu me comprometo com o jogo ofensivo, tenho que estar ciente do que ele causa e assim por diante. A questão é que eu me comprometi com uma coisa diferente, que era o líbero, não era uma questão de tática, não era uma questão de estilo de jogo. Era uma questão de trazer uma função morta para o FM e fazê-la funcionar tanto defensivamente quanto ofensivamente, mas isso limitava meu estilo de jogo a ser puramente defensivo ou contra-ofensivo. E as equipes que tiveram grandes líberos ofensivos não jogavam exclusivamente assim e muitas poderiam ser descritas como equipes fluidas e ofensivas.
      Eu passei do estágio de querer ver um desafio impossível sendo feito por mim, passei do estágio de querer acumular títulos e fazer grandes saves em termos de troféus e vitórias. Tive um dos maiores prazeres no FM 2015 com uma equipe que ganhou 3 italianos em umas 15 temporadas, perdeu 2 vezes a Champions e até hoje sinto saudades desses momentos, pois ali eu não estava construindo a minha dinastia, ali eu estava construindo uma história em conjunto com um clube. Tinha aquele apego, tinha aquela paixão de transformar o mundo do futebol. E esse é um problema grande, não consigo fazer igual a maioria das pessoas e escolher um save simples, seguro e que seja factível de se encerrar. Eu quero o desafio de modificar a história, criar momentos que só o FM proporciona e isso acredito que vem dificultando o processo de jogar FM.
      Desafabo feito, hora de seguir adiante e tentar mais uma vez. Se falharmos, levantamos, sacudimos a poeira e tentamos de novo.
      Introdução
      No Football Manager 2014 eu tentei aquele desafio impossível, meu grande feito até hoje foi conquistar a Champions League com o Rangers da Escócia no FM 2012. Por isso, decidi apimentar as coisas e buscar o título da Champions League com outro clube britânico, só que dessa vez advindo da Irlanda. Foram lindas 12 temporadas com 10 títulos nacionais, 9 deles consecutivos e incontáveis títulos nas copas domésticas, transformando o Shamrock Rovers no maior vencedor de todas as competições irlandesas. Em nível continental, realizamos o feito que o Dundalk realizou nessa temporada, ao se tornar o primeiro clube irlandês a participar de uma fase de grupos de uma competição europeia e fomos além, chegamos até as oitavas-de-final da Champions em uma ocasião e participamos por 3 ou 4 vezes do mata-mata da Liga Europa. Porém, apesar de nunca sequer estar perto de alcançar o único objetivo do save, transformei o Shamrock Rovers, mas isso não foi o suficiente para alavancar o futebol irlandês e sem a alavancagem do futebol irlandês seria impossível chegar até o objetivo do save. Eu me frustrei com isso, encerrei o save, depois me arrependi, mas a decisão já estava feita. Contudo, nesse save desenvolvi jogadores, criei ícones e lendas do clube, inclusive consegui segurar uma gigante promessa irlandesa por mais de 10 temporadas na equipe, fazendo com que um jogador da base se tornasse um importante jogador da história da equipe. E eram essas pequenas coisas que seguravam o save, mas infelizmente, ele estaria fadado a nunca dar certo da maneira que eu gostaria.
      Por isso, no ano passado, o ggpofm traduziu e adaptou um texto sobre como tornar uma liga competitiva e eu decidi que era hora de tentar realizar o impossível novamente, porém eu incuti no erro de começar o jogo no FM 2014 e comparar as duas histórias e é óbvio que isso deu errado, pois eu me frustrava com o que ocorria e olhava e comparava com o que havia sido feito e me perguntava o que estava acontecendo e o que estava sendo feito de errado, até o ponto em que eu comecei a tentar emular as decisões do passado. Isso ruiu a tentativa.
      É hora de aprender com o passado e recomeçar um desafio diferente que é transformar uma liga com um desafio do passado, a busca do impossível. Sinceramente, espero que seja esse o combustível necessário, pois o fato de querer continuar participando ativamente da área me fez retornar rapidamente com uma história. Quando não estou contando um save, a atenção que dou a área é totalmente diferente e sinceramente, como é uma área que pulsa numa vibração interessante e revigorante, acho injusto comigo mesmo não estar aqui, mesmo que o preço seja mais uma história inacabada.
      Objetivo
      Conquistar a Champions League com o Shamrock Rovers Regras do save
      Se o jogador não serve mais para o Shamrock Rovers, a prioridade é repassá-lo para uma equipe irlandesa, mesmo que isso signifique aceitar uma oferta menor ou perder o jogador de graça. Não contratar destaques de outras equipes irlandesas. Buscar repatriar jogadores irlandeses de ligas estrangeiras. Buscar contratar jovens promessas de equipes irlandesas, com o propósito de acelerar a evolução do mesmo. Buscar antecipar a concorrência externa pelos principais jogadores da liga, evitando que jogadores de bom nível ou alto potencial saiam do país. (A única condição que permite contratar um jogador adversário que seja importante para o clube) Caso alguma nova necessidade vá surgindo, irei informar num post e adicionar aqui Histórico
      2017 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado na 1ª rodada qualificatória da Europa League
      2018 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado no Playoff dos campeões da Champions League, 4º lugar no Grupo K da Europa League
      2019 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Cup, 4º colocado no Grupo C da Champions League
      2020 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, eliminado na 3ª Qualificatória da Champions League e nos Playoffs da Europa League
      2021 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup e 4º colocado no Grupo C da Champions League
      2022 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º colocado no Grupo H da Champions League
      2023 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 2º colocado no Grupo J da Europa League
      2024 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup, eliminado nos 32-avos-de-final da Europa League e 3º colocado no grupo G da Champions League
      2025 - 2º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, eliminado nos 32-avos-de-final da Europa League e 4º colocado no grupo B da Champions League
      2026 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º colocado no Grupo L da Europa League
      2027 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup e 3º colocado no Grupo H da Champions League
      2028 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup e eliminado nas oitavas-de-final da Europa League e 3º colocado no Grupo E da Champions League
      2029 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado nos 32-avos de final da Europa League, 4º lugar no Grupo A da Champions League
      2030 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º lugar no Grupo C da Champions League
      2031 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup e 2º lugar no Grupo H da Champions League
      2032 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2031/2032  e 2º lugar no Grupo F da Champions League 2032/2033
      2033 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2032/2033 e 3º lugar no Grupo G da Champions League 2033/2034
      2034 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas quartas-de-final da Europa League 2033/2034 e 3º lugar no Grupo C da Champions League 2034/2035
      2035 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da Europa League 2034/2035, Campeão da Super Copa da UEFA 2035 e 1º lugar no Grupo H da Champions League 2035/2036
      2036 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2035/2036 e 3º lugar no Grupo E da Champions League 2036/2037
      2037 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, 4º lugar no grupo C da Champions League 2037/2038
      2038 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, 3º lugar no Grupo F da Champions League 2038/2039
      Histórico de posts
      Shamrock Rovers e Irlanda A primeira pré-temporada Algumas surpresas na tabela Liderança na Irlanda, decepção na Europa Vantagem é sempre importante A baciada fica para o meio do ano Uma temporada mais competitiva Irlanda x Escócia Celtic Park, Olympiyskyi, Vélodrome e King Power Stadium 3 contratações, 32 despedidas Enfim mediremos força com o Dundalk? Onde os outros perdem, nós vencemos Um empate que vale por duas temporadas e meia Em time que está ganhando não se mexe? Mais um voo solo? Dois patetas, as traves e um muro espanhol Em terra de irlandês, quem é Shamrock, é rei! As primeiras cifras em reforços Um começo de temporada inédito 166 convocações no elenco Os desafios financeiros da Irlanda Um estádio para chamar de nosso Alguém parará o Shamrock Rovers? Muita movimentação no Tallaght Uma Irlanda que dá trabalho O retorno do atacante solitário Falta embalar Uma chance inesperada Deem um pouco mais de crédito para a Liga Irlandesa Vendas milionárias Sentimos sua falta, O’Brien! Gribbinaldinho Fenômeno! A 5ª maior instituição da Irlanda Remodelagem tática A melhor campanha da história do primeiro turno Na perseguição do Cork City Verde é a cor da Irlanda Um vacilo milionário A melhor campanha da história do primeiro turno – Parte 2 Mais Irlanda na Europa Forde, por que faz isso comigo? Batemos a marca de 2 milhões Um carrossel verde e branco Simplesmente avassalador! Um péssimo ano para ser Bohemian Um mercado prolífico Um novo concorrente no horizonte? Eurocopa 2028 A solução que veio e que foi Chora, Allegri! Reaprendendo a jogar Tudo conforme o script Dinamo Zagreb A única vez foi em 2017 O bom filho a casa torna Uma máquina chamada Conor Wilson Copa do Mundo 2030 Maldito sorteio da Champions League Uma abordagem renovada Poxa, UCD! Um dia ruim por turno O doce aroma da elite europeia De pontas para volante Uma noite irlandesa em Londres As dificuldades de ser maior que a liga irlandesa Meus jogadores são de um material superior Que venha o Lyon! Teremos um campeonato!? Segue o líder! A gente bem que tentou, mas o Cork não quis! Regulamento debaixo do braço Faltaram apenas 6 minutos Mais uma vaga na Champions League! Dosharaithe E estamos de volta A estrada até aqui... Real Madrid x Shamrock Rovers Super Copa da UEFA Green Stadium Uma homenagem à Conor Wilson Começo claudicante, mas final esperado O fim de duas eras Sob nova direção A Airtricity Premier League é uma das 10 maiores da Europa 20 anos de Danny Green Um campeonato que ainda está em aberto Vexatório! O plano quinquenal Zero gols, zero derrotas Uma nova era para o Hoops Tinha um italiano no meio do caminho Uma insípida janela de transferências Um paredão azul Winner Winner Chicken Dinner
    • Tsuru
      By Tsuru
      Os celtas eram um conjunto de povos que ocupava grande parte do território da Europa por volta de 1.000 a.C., indo desde a atual Grã-Bretanha até o local onde hoje é a Turquia. Há muitas teorias sobre a origem e a expansão desses povos, mas é um período tão antigo que as raízes se perdem no tempo. É inclusive dessa época que surge a lenda do Rei Arthur, que teria liderado a resistência dos bretões celtas contra os romanos.
      Outro detalhe interessante é que, na cultura celta, "Brasil" era uma ilha mística situada em algum local do oceano, e a própria origem desse nome é céltica. Há quem acredite que os povos antigos já conheciam a origem do Brasil e que foram eles que introduziram, na cultura popular europeia, a informação de que existiam terras além mar cheias de riquezas e animais exóticos. Esse detalhe eu não sabia e quem compartilhou a informação foi o @Inner Logic.
      Entre outras coisas que se sabe concretamente, é notório que os celtas veneravam a natureza e que, entre seus pares, existiam os druidas, pessoas encarregadas das tarefas de aconselhamento, ensino, orientações filosóficas e jurídicas, e rituais religiosos. 
      Entre os druidas famosos, reais ou imaginários, estão o lendário Merlin e o Panoramix, que preparava a poção mágica do Asterix. E essa figura do druida sempre fascinou este que vos fala, o que levou a pesquisar mais sobre a cultura em questão e sobre sua história.
      Descobri, inclusive, que hoje existem seis nações apontadas como “célticas originais”, por manterem traços culturais ou de linguagem desse povo - País de Gales, Escócia, Irlanda, Bretanha (no norte da França), Cornualha (sul da Inglaterra) e Isle of Man (entre a Inglaterra e a Irlanda). Há ainda outras regiões onde a influência celta é considerada forte, como o Norte de Portugal, as regiões da Galícia e Astúrias na Espanha, e a antiga Gália (atuais França, Bélgica e norte da Itália). E há ainda territórios ocupados por antigas tribos celtas onde pouco se sabe sobre o legado deixado por eles, como o sul da Alemanha/Áustria e diversos países do Leste Europeu.
      No futebol, talvez a influência mais clara desses povos seja o Celtic FC da Escócia, batizado com objetivo de propagar o orgulho que os fundadores tinham dessa origem.
      Já havia lido sobre a liga de futebol do País de Gales e sentido bastante vontade de experimentá-la, talvez porque seja um país muito associado aos druidas. E a ideia se complementou com a descoberta das nações célticas.
      Assim, narrarei a carreira de Drew Johnson, um treinador galês fictício sem qualquer experiência, apelidado de “O Druida” por ser um adepto do Neodruidismo.
      A jornada se iniciará na terra natal de Johnson, uma vila de 7 mil habitantes chamada Cefn Mawr (se lê "Kevin Maur"), localizada no condado de Wrexham.

       


       


      Carreguei todas as nações celtas “originais”, algumas delas representadas pelo país onde se situam, e escolhi outras para representar os territórios com forte influência céltica. 
      Na database original do FM, a liga galesa só tem a Welsh Premier League, a elite do futebol local; para dar um pouco mais de emoção, ativei a segunda divisão através do update do Classen.
      Foi necessário deixar alguns países de fora - por exemplo, Itália, Alemanha e Áustria - até porque não sei se meu notebook aguentaria o tranco. Só para garantir, diminuí a qualidade gráfica e tirei as animações, aparentemente o jogo está rodando sem problemas.
      Acho que, no geral, ficou bem representativo e com boas opções de progressão de carreira.
       

       
      Conquistar pelo menos um título por cada país onde passar; Conquistar um título invicto; Conquistar, em uma temporada, todos os títulos em disputa; Vencer a Liga dos Campeões da Europa; Vencer a Copa do Mundo; Me divertir.
       
       
      Nunca pedir demissão no meio de uma temporada;
      Se estiver empregado, priorizar a assinatura de novos contratos para o início da temporada seguinte, a fim de não abandonar nenhum clube durante uma competição.
       
    • Neynaocai
      By Neynaocai
      PRA QUEM CHEGOU AGORA, RECOMENDO DAR APENAS UMA OLHADA POR CIMA NA PRIMEIRA TEMPORADA E IR LOGO AO QUE INTERESSA, QUE A PARTIR DE HOJE (07/12/2018) SERÁ INDICADO ABAIXO:
       
       
      Uma nova jornada. Capítulo 1: La voix du peuple est la voix de Dieu.
      Uma nova jornada. Capítulo 2: Entre grandes expectativas e a realidade!
      Uma nova jornada. Capítulo 3: A segunda temporada.
      Uma nova jornada. Capítulo 4: X-saladas, caldo-de-canas, bolachas, refrigerantes e gols.
      Uma nova jornada. Capítulo 5: Tem que ter pojeto?
      Uma nova jornada. Capítulo 6: Tutorial de como ser campeão em menos de duas temporadas.
      Uma nova jornada. Capítulo 7: Em segundo, se virares a mesa.
      Uma nova jornada. Capítulo 8: O último a sair apague a luz.
      Uma nova jornada. Capítulo 9: Prioridades.
      Uma nova jornada. Capítulo 10: Um Chicago a sorrir.
      Uma nova jornada. Capítulo 11: Dias de luta, dias de glória. Off: RIP Flecha Loira.
      Uma nova jornada. Capítulo 12: Estava escrito num papel de pão.
      Uma nova jornada. Capítulo Final: Um até breve.
      ESPECIAIS
      You are fake news. Um desabafo contra a imprensa.
      Copa do Mundo Sub-20 2017.
      Copa do Mundo 2018
      Copa Ouro 2019 - Campeonato Mundial Sub-20 2019.
      Pré-olímpico 23: Sem chance.
       
       
       
    • PedroJr14
      By PedroJr14
      Real Racing Club Santander, S.A.D.
      O clube da cidade de Santander teve sucesso relativo na Espanha, mantendo-se na primeira divisão do país em 15 das 16 temporadas entre 1996/97 e 2011/2012, só não esteve presente em 2001/02. Em todas essas temporadas em La Liga, o Racing superou a décima posição apenas uma vez, quando terminou em sexto na temporada 2007/08, ganhando assim a vaga continental. Los Verdiblancos terminaram em quarto, num grupo que continha Twente, Manchester City, Schalke e PSG, perdendo apenas um jogo e vencendo o Manchester City, que terminou na liderança do grupo. Conseguiram se manter na liga principal até 2011/12, quando começou a cair sucessivamente até chegar à Terceira Divisão, 2 anos mais tarde. O clube ensaiou uma reação em 2014/15, quando conseguiu o acesso para a Segunda Divisão, mas logo caiu de volta e até o presente não mais saiu de lá.

      O Racing Santander manda seus jogos no folclórico estádio El Sardinero, que tem capacidade para pouco mais de 22 mil espectadores. Entre os nomes que desfilaram por esse aconchegante estádio vestindo a camisa do Racing, estão: Felipe Melo (Palmeiras), Henrique (Corinthians), Ezequiel Garay (Valencia), Yossi Benayoun (ex-Chelsea e Liverpool), Giovanni Dos Santos (LA Galaxy), Sérgio Canales (ex-Real Madrid), Marcos Alonso (ex-Barcelona e A. Madrid, pai de Marcos Alonso do Chelsea) e Christian Stuani.

      Sem nunca ter conquistado um título de expressão, o Racing Santander caiu ao fundo do poço por causa de uma crise financeira e nunca mais conseguiu se reerguer. A saída do treinador Pedro Muntis para o Ponferradina e a falta de recursos para buscar um técnico fora de Santander, obrigaram o clube a promover o Técnico Marco Botín, que terá um contrato curto, de apenas 1 ano. O jovem treinador de 26 anos terá que provar o seu valor e o seu amor pelo clube da cidade.
       
      Objetivos
      [Secundários]
      - Subir de volta à La Liga
      - Ter um jogador convocado por uma seleção top 10 mundial
      - Fortalecer as estruturas das divisões de base do clube ao máximo
      - Ampliar o Sardinero
      - Transformar ao menos 3 jogadores contratados por mim em lendas do clube

      [Primários]
      - Terminar acima do décimo lugar em La Liga
      - Chegar a uma competição continental
      - Construir um novo estádio
      - Vencer uma competição de nível nacional 
      - Vencer uma competição intercontinental
      - Ser Campeão Mundial de Clubes
      - Tornar-se uma lenda no clube
       
×