Bigode.

fm 2017
Quem devo contratar?

65 posts neste tópico

Augusto Batalla - River Plate - GR

Abel Casquete - River Plate - MO (C)

Walter Gonzalez - Olimpia - PL

Miguel Almiron - Lanus - MO (C) 

Renan Gorne - Botafogo - PL

Emerson Santos - Botafogo - DC

0

Compartilhar este post


Link para o post

Estou com o galo em 2019 e já ganhei duas vezes o brasileiro, uma vez copa do brasil, libertadores e recopa, montei um time cheio de jovens jogadores (vendi o Pratto e Comprei todos eles haha) mesmo no primeiro ano como treinador foram a base do meu time titular, alguns paguei bem barato e outros um pouco mais caro, mas já adianto que para times brasileiros são excelentes e daqui alguns anos não tenho duvidas de que serão bons para times da Europa também. Então ai vai a lista:

 

- Luiz Felipe - Def Central (Defensor com Bola) - Santos - Contratei por 6,5M de reais em 2018, Joga muito! Muito veloz  e dificilmente perde uma corrida para um atacante (jogo com linha de impedimento alta). Desbancou o Miranda na seleção depois que ganhei o brasileiro mas infelizmente ficou fora da copa.

vTIUV8z.png

 

- Andres Cubas - Boca Jr - Joga de Armador Recuado no Centro do campo - Um dos jogadores mais fodas que tenho no time, contratei por empréstimo em 2017 com opção de compra de R$17,5M, é baixinho mas sabe jogar com a bola no pé, toda jogada passa pelos pés dele e é um monstro na marcação. Titular da Seleção argentina.

y4BRUtT.png

- Fabricio Oya - Corinthias 9,5M - Joga tanto de Meia Central como de Meia Atacante Direita (Segundo Atacante ou ponta), Foi eleito Revelação do brasileiro em 2017, decidiu várias partidas apertadas com gols fora da área jogando de Meia Direita, vale muito a pena.

rlpelcn.png

- Cristian Barrios - San Lorenzo - Veio Por 11.75M em 2017- Joga demais! Evolui Muito em pouco tempo, rejeitei uma proposta do Real Madrid de 45M por ele, joga bem tanto de Meia atacante como Segundo atacante no meu time. Foi eleito jovem jogador do ano em 2018.

jfIVyPO.png

Carlos - Atletico MG - Demorei uma temporada inteira pra descobrir que ele joga Muito de Atacante (Jogador alvo), depois disso virou o principal jogador do meu time por incrível que pareça, em 2018 fez 30 gols em 33 jogos, além de 8 assistências, em 2019 já tem 4 gols em 4 jogos, é o único jogador inegociável e já está sendo cotado na seleção, foi jogador do ano em 2018 com 17 gols em 19 jogos no brasileiro. Obs: Depois que ele aprende a Chutar com Jeito ele vira outro jogador kkk.

nAVCTUe.png

1

Compartilhar este post


Link para o post

Alguem sabe de algum meio campista lateral (de preferencia direito) pra que possa contratar? Estou com o Oeste serie a2 do paulista, começo de temporada. Pode ser emprestado ou definitivo é porque o meu titular adriano da matta se lesionou por tres meses...

0

Compartilhar este post


Link para o post
Em 01/02/2017 at 15:14, Rodrigo13 disse:

Estou com o galo em 2019 e já ganhei duas vezes o brasileiro, uma vez copa do brasil, libertadores e recopa, montei um time cheio de jovens jogadores (vendi o Pratto e Comprei todos eles haha) mesmo no primeiro ano como treinador foram a base do meu time titular, alguns paguei bem barato e outros um pouco mais caro, mas já adianto que para times brasileiros são excelentes e daqui alguns anos não tenho duvidas de que serão bons para times da Europa também. Então ai vai a lista:

 

- Luiz Felipe - Def Central (Defensor com Bola) - Santos - Contratei por 6,5M de reais em 2018, Joga muito! Muito veloz  e dificilmente perde uma corrida para um atacante (jogo com linha de impedimento alta). Desbancou o Miranda na seleção depois que ganhei o brasileiro mas infelizmente ficou fora da copa.

vTIUV8z.png

 

- Andres Cubas - Boca Jr - Joga de Armador Recuado no Centro do campo - Um dos jogadores mais fodas que tenho no time, contratei por empréstimo em 2017 com opção de compra de R$17,5M, é baixinho mas sabe jogar com a bola no pé, toda jogada passa pelos pés dele e é um monstro na marcação. Titular da Seleção argentina.

y4BRUtT.png

- Fabricio Oya - Corinthias 9,5M - Joga tanto de Meia Central como de Meia Atacante Direita (Segundo Atacante ou ponta), Foi eleito Revelação do brasileiro em 2017, decidiu várias partidas apertadas com gols fora da área jogando de Meia Direita, vale muito a pena.

rlpelcn.png

- Cristian Barrios - San Lorenzo - Veio Por 11.75M em 2017- Joga demais! Evolui Muito em pouco tempo, rejeitei uma proposta do Real Madrid de 45M por ele, joga bem tanto de Meia atacante como Segundo atacante no meu time. Foi eleito jovem jogador do ano em 2018.

jfIVyPO.png

Carlos - Atletico MG - Demorei uma temporada inteira pra descobrir que ele joga Muito de Atacante (Jogador alvo), depois disso virou o principal jogador do meu time por incrível que pareça, em 2018 fez 30 gols em 33 jogos, além de 8 assistências, em 2019 já tem 4 gols em 4 jogos, é o único jogador inegociável e já está sendo cotado na seleção, foi jogador do ano em 2018 com 17 gols em 19 jogos no brasileiro. Obs: Depois que ele aprende a Chutar com Jeito ele vira outro jogador kkk.

nAVCTUe.png

Po, n achei o Cubas, me interessava justamente nele. Apesar do meu time já ter muitos estrangeiros o Lugano aposenta agora no fim do ano e pretendo vender Centurión e Belluschi.

Atualmente meu time é um 4-1-1-3-1
Sidão; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio, Danilo Barcellos; Thiago Mendes, João Schmidt, Pottker, Belluschi, Cueva; Scocco.

O Mendes não me agrada o João Schmidt muitas vezes acaba precisando de um bom nomes para revezar. Pensei no Matheus Jesus, mas queria outras opções. Sabem porque não acho o Cubas?

0

Compartilhar este post


Link para o post
16 minutos atrás, FSimonetti disse:

Po, n achei o Cubas, me interessava justamente nele. Apesar do meu time já ter muitos estrangeiros o Lugano aposenta agora no fim do ano e pretendo vender Centurión e Belluschi.

Atualmente meu time é um 4-1-1-3-1
Sidão; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio, Danilo Barcellos; Thiago Mendes, João Schmidt, Pottker, Belluschi, Cueva; Scocco.

O Mendes não me agrada o João Schmidt muitas vezes acaba precisando de um bom nomes para revezar. Pensei no Matheus Jesus, mas queria outras opções. Sabem porque não acho o Cubas?

Não carregou a base de dados da Argentina? O Cubas é do Boca Juniors no inicio do jogo. Uma alternativa com jogo e consistência bem semelhante a dele é o Yuri, do Santos, só que com o passe pertencente ao Audax... Dá pra tirar por uns R$6,5MI mole. Menos da metade do preço do Cubas.

0

Compartilhar este post


Link para o post
1 hora atrás, jotaPeVaz disse:

Não carregou a base de dados da Argentina? O Cubas é do Boca Juniors no inicio do jogo. Uma alternativa com jogo e consistência bem semelhante a dele é o Yuri, do Santos, só que com o passe pertencente ao Audax... Dá pra tirar por uns R$6,5MI mole. Menos da metade do preço do Cubas.

Po, tinha carregado no começo, mas tirei. Se não adicionar certas ligas não aparecerão aqueles jogadores? Foda é que meu PC não é dos melhores ai o carregamento entre partidas fica bem demorado. Estou com o São Paulo e não pretendo treinar na Europa, o que sugere que eu faça? Carregue que ligas?

0

Compartilhar este post


Link para o post
3 minutos atrás, FSimonetti disse:

Po, tinha carregado no começo, mas tirei. Se não adicionar certas ligas não aparecerão aqueles jogadores? Foda é que meu PC não é dos melhores ai o carregamento entre partidas fica bem demorado. Estou com o São Paulo e não pretendo treinar na Europa, o que sugere que eu faça? Carregue que ligas?

Tu pode carregar pelo menos as primeiras divisões das ligas aqui na América do Sul. Não fica muito grande e já deixa a Libertadores e Sul-Americana mais emocionantes. Além de liberar os atletas da base de dados desses países é claro.
Eu jogo com vários países selecionado e não consigo nem pensar em não jogar com todos eles hahahahaha O jogo fica bem mais real, principalmente o mercado de transferência, mas no tópico do Brasil Mundi tem fixado lá no primeiro post as ligas fundamentais, que são ligas leves mas que fazem diferença no jogo, especialmente no mercado de transferência, você pode colocar essas ligas e depois ir nas preferências do jogo, na página "JOGO" e colocar pra simular os resultados das outras ligas de forma mais rápida, que fará com que os dias que tiver que simular jogos passe mais rápido.
 

6htts1W.jpg

1

Compartilhar este post


Link para o post
4 minutos atrás, jotaPeVaz disse:

Tu pode carregar pelo menos as primeiras divisões das ligas aqui na América do Sul. Não fica muito grande e já deixa a Libertadores e Sul-Americana mais emocionantes. Além de liberar os atletas da base de dados desses países é claro.
Eu jogo com vários países selecionado e não consigo nem pensar em não jogar com todos eles hahahahaha O jogo fica bem mais real, principalmente o mercado de transferência, mas no tópico do Brasil Mundi tem fixado lá no primeiro post as ligas fundamentais, que são ligas leves mas que fazem diferença no jogo, especialmente no mercado de transferência, você pode colocar essas ligas e depois ir nas preferências do jogo, na página "JOGO" e colocar pra simular os resultados das outras ligas de forma mais rápida, que fará com que os dias que tiver que simular jogos passe mais rápido.
 

6htts1W.jpg

Top, valeu pela dica, mano! Tinha começado com várias ligas e realmente tava top, mas tava muito demorado.

0

Compartilhar este post


Link para o post
6 minutos atrás, FSimonetti disse:

Top, valeu pela dica, mano! Tinha começado com várias ligas e realmente tava top, mas tava muito demorado.

Não exagere, mas use pelo menos as primeiras divisões dos países sulamericanos e alguns dos principais mercado europeus e asiáticos pra que tenha mais propostas de venda e opções de empréstimos pra seus jogadores. Colocando as definições de jogo pra simular mais rápido os outros jogos, vai ser tranquilo de jogar

0

Compartilhar este post


Link para o post
2 minutos atrás, jotaPeVaz disse:

Não exagere, mas use pelo menos as primeiras divisões dos países sulamericanos e alguns dos principais mercado europeus e asiáticos pra que tenha mais propostas de venda e opções de empréstimos pra seus jogadores. Colocando as definições de jogo pra simular mais rápido os outros jogos, vai ser tranquilo de jogar

Top top
Agora uma dúvida, quando adiciono uma liga, tenho que esperar aquela data que aparece (começo da temporada, pelo que acredito) ou tem algum jeito de acelerar esse início?
Queria o Cubas agora kk

0

Compartilhar este post


Link para o post
9 minutos atrás, FSimonetti disse:

Top top
Agora uma dúvida, quando adiciono uma liga, tenho que esperar aquela data que aparece (começo da temporada, pelo que acredito) ou tem algum jeito de acelerar esse início?
Queria o Cubas agora kk

Tem que esperar a data que aparece.. Não tem jeito. rs

0

Compartilhar este post


Link para o post

Aceito sugestões para volantes/meia pro lugar do Thiago Mendes e revezar com o João Schmidt.
A diretoria acreditou no meu trabalho e me deu 33M de orçamento.

Quem eu trago?

Falaram em Andrés Cubas (mas não tinha carregado a liga). Penso em Cittadini, Sebastian Perez ou Matheus Jesus.

0

Compartilhar este post


Link para o post
39 minutos atrás, FSimonetti disse:

Aceito sugestões para volantes/meia pro lugar do Thiago Mendes e revezar com o João Schmidt.
A diretoria acreditou no meu trabalho e me deu 33M de orçamento.

Quem eu trago?

Falaram em Andrés Cubas (mas não tinha carregado a liga). Penso em Cittadini, Sebastian Perez ou Matheus Jesus.

Yuri(Santos/Audax), que eu citei anteriormente é um excepcional Armador Recuado jogando na posição de VOLANTE, mas rende bem também um pouco mais a frente, no meio. Outro que contratei pro Flu e me deu um maravilhoso retorno foi o Lucas Otávio, tbm do Santos. A posição dele que rendeu comigo foi Box to Box.

1

Compartilhar este post


Link para o post
Agora, jotaPeVaz disse:

Yuri(Santos/Audax), que eu citei anteriormente é um excepcional Armador Recuado jogando na posição de VOLANTE, mas rende bem também um pouco mais a frente, no meio. Outro que contratei pro Flu e me deu um maravilhoso retorno foi o Lucas Otávio, tbm do Santos. A posição dele que rendeu comigo foi Box to Box.

Massa, e sobre um meia armador mais na frente, pra substituir o Belluschi (mais ou menos na função do Cueva)?

Já que a galera aqui ta ajudando tanto foi deixar umas recomendações.
Danilo Barcelos (LE, América-MG) - jogador bem versátil na esquerda que pode jogar praticamente em qualquer altura
João Schmidt (MC, São Paulo) - jovem, completo, habilidoso, bom cobrador de faltas e evolui muito bem
Willian Pottker (MAD e PL, Ponte Preta) - quando não faz gol, da assistência. atualmente está numa seca comigo, mas também tem jogado de MAD
Belluschi (MAC, San Lorenzo-ARG) - jogador um pouco mais velho, mas que na primeira e segunda temporada rende demais. versátil e raçudo, além de bem baratinho
Cueva (MAC, MAE, São Paulo) - mostruoso, visão de jogo top
Scocco (PL, Newells Old Boys) - matador, mas que também joga um pouco mais atrás se precisar. demorou uns 8 meses a se adaptar comigo, mas hoje é essencial ao time.
 

0

Compartilhar este post


Link para o post

Estou com o São Paulo e sinto que preciso de alguns reforços, no início da temporada eu contratei o Diego Souza para centroavante, Yuri do Audax (mas só chega no início da próxima temporada) para disputar posição com Thiago Mendes e Schmidt. Acho que preciso de um ala esquerda e um direito bom e um atacante jovem para revezar com o Diego Souza.

0

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora
  • Conteúdo Similar

    • mfeitosa
      Por mfeitosa
      E aí, pessoal! Estou de volta novamente e trazendo mais uma história à área. Andei jogando o FM 2017 desde dezembro, embora nenhum save a sério, e obviamente bateu a saudade e a vontade de voltar a postar por aqui. Depois de muito pensar e, principalmente, após o incentivo dado pelo amigo @Bega Gomes, resolvi postar. Espero que tudo corra bem dessa vez, ao contrário das minhas últimas (e frustrantes) experiências. Não prometo vida longa ao save, mas costumo sempre levar até o final os meus saves "clubistas", em contraponto às minhas tentativas de "carreira". Pelo menos, foi o que aconteceu com o Bangu, Ceará e a Casale.
      A escolha pelo time do Ferroviário Atlético Clube foi algo que já vinha alimentando há algum tempo, mas que sempre acabava deixando de lado e fazendo mais um save com o Ceará, que é meu clube de coração. No entanto, me animei bastante com as possibilidades que o Brasil Mundi Up nos proporciona. Achei muito bacana e vou testar!

      Fundado em 1933, o Ferroviário Atlético Clube, carinhosamente chamado de Ferrão, Ferrim, Peixe, Tubarão da Barra... é um dos clubes de maior tradição do Estado do Ceará. O time coral já levantou a taça do certame local em 9 oportunidades e foi vice em outras 20. Seu último bom momento ocorreu entre 1988 e 1995, quando foi três vezes campeão estadual, incluindo o festejado Bi-Campeonato de 1994-95. 

      Todavia, hoje o time vive uma longa crise. Após ter passado a década de 2000 inteira sem títulos e iniciado a década de 2010 com campanhas pífias no Campeonato Cearense, o Ferroviário foi "finalmente" rebaixado à Segunda Divisão local em 2014.
      Em 2017, o Tubarão retornou à elite do futebol cearense, mas o feito foi alcançado fora das quatro linhas. Foi necessário que o time do Alto Santo, que havia conquistado o acesso com a 2º colocação da Segundona Cearense em 2016, abrisse mão de sua participação na 1ª Divisão para que o Ferrim conseguisse sua vaga, haja vista que encerraram a competição em 3º lugar. Com a chegada de novos investidores e uma diretoria aparentemente mais profissional, o Ferroviário sonha com dias melhores e tem feito uma boa campanha no Cearense 2017. E é a partir daqui que iniciamos a nossa história.

      - Conquistar o título Campeonato Cearense (último título em 1995);
      - Conquistar o acesso à Série C (última participação em 2006);
      - Conquistar o acesso à Série B (última participação em 1991);
      - Conquistar o acesso à Série A (última participação em 1984);
      - Conquistar o título da Copa do Brasil;
      - Conquistar o título da Série A;
      - Conquistar a Libertadores da América ou a Sul-Americana (nunca participou de competições internacionais);
      - Superar os rivais Ceará e Fortaleza no ranking de reputação;

      O técnico foi criado com meu nome (Marcelo Feitosa) e outros dados pessoais, sem nenhuma qualificação (licenças), experiência anterior de Futebol Amador e estilo de treino Original. O perfil ficou assim:

    • Tsuru
      Por Tsuru
      Quando retornei à área no início deste ano, pretendia fazer um save no CM 01/02, que descobri que ainda recebe updates. Mas a instalação de tudo que não era o jogo original causou tantos problemas no computador que perdi quase duas semanas tentando arrumar. Além disso, nenhuma ideia de save se encaixava com o jogo. Então desisti e voltei para o FM, decisão da qual não me arrependo.

      Entre as muitas ideias e até possíveis usos de ligas alternativas - das quais desisti após um problema na passagem de tempo - decidi qual caminho iria seguir.
      O maior objetivo dessa aventura, contada no estilo JET (jogo e texto), será transformar um pequeno clube português em uma grande equipe nacional. Um daqueles times que forma grandes jogadores, que é uma pedra no sapato dos grandes campeões, invencível em casa e temido fora dela. E que não só conquista títulos, como cria condições para que eles se sustentem a longo prazo.
        Será um save de clube, portanto se eu for demitido o save acaba.
      Vou incluir também alguns postos relacionados à história do clube e de seus rivais, como gg e Danut fazem em alguns de seus saves. Não era minha ideia a princípio, mas a pesquisa revelou uma história muito rica e interessante que merece ser compartilhada.   Por fim, para tornar o save um pouco mais desafiador, haverá uma cota máxima de quatro jogadores brasileiros no elenco principal.   Curiosamente, essa ideia de save que estou começando funcionaria no CM 01/02.     Conquistar duas vezes o Campeonato Português (Liga NOS) em um período de três anos;
        Ao longo do save, conquistar o bicampeonato da Taça da Liga e da Taça de Portugal;
        Estabelecer um recorde de pelo menos cinco vitórias seguidas sobre cada um dos três maiores times portugueses (Porto, Benfica e Sporting) no Campeonato Português;
        Estabelecer um recorde de dez jogos sem perder para os maiores rivais, somando todas as competições disputadas;
        Estabelecer um recorde de dez jogos sem perder em casa, independente do adversário, sendo pelo menos seis vitórias;
        Ter pelo menos três jogadores formados na base convocados para a Seleção Portuguesa;
        Transformar pelo menos um jogador formado na base em lenda do clube;
        Ter instalações e categorias de base de primeiro mundo.   Outras sugestões de objetivos e de regras, ou mesmo alterações nos que estabeleci, são sempre muito bem-vindos.   Não coloquei objetivos específicos sobre competições europeias porque acredito que a distância dos portugueses para clubes de outros países é muito grande, e levaria muito tempo para chegar nesse patamar. Mas, dependendo do andamento do save, conquistas continentais podem sim fazer parte do projeto.   E que role a bola em terras lusitanas!   Cenas dos próximos capítulos Uma viagem muito especial...  
    • Johann Duwe
      Por Johann Duwe
      Los Caballeros de la Noche será meu save de estreia no FM 2017 e se tudo correr bem, deve ser também meu único save aqui na área neste FM.
      Estou me adiantando para não perder o entusiasmo com a ideia e com o clube, visto que o Projeto Pentágono entrou em sua fase final, eu precisava já pensar em um outro save, troquei algumas ideias com o Baltazar sobre desenvolvimento de jovens e é nisso que eu irei me focar.
      Optei por sair um pouco da Europa e trabalhar mais em cima do nosso continente, então eu pesquisei um pouco e optei por jogar na Liga Mexicana, não irei negar que a série "Club de Cuervos" da Netflix, foi uma fonte de inspiração na hora de escolhe a liga principal do save, que é a mexicana.
      Neste save irei buscar apenas desenvolver jovens jogadores e lançando eles na equipe principal, para servir unicamente como fonte de receita. Apresentação do clube irá ficar para outro dia.
       
      Regras:
      - Não contratar jogadores, exceto na Fornada da Base.
      - Desenvolver os jogadores da base.
      - Obter receita com a venda de jovens jogadores.
       
      Objetivos:
      - Vencer a Liga Bancomer MX.
      - Vencer a Concacaf Champions League.
      - Vencer o Mundial de Clubes.
      - Formar jogadores para a Seleção Mexicana.
       
      Histórico de temporadas
      2016/2017 - 12º Lugar no Apertura | 10º Lugar no Clausura
      2017/2018 - Campeão no Apertura | 08º Lugar no Clausura | Derrota no Playoff de Promoção
      2018/2019 - Campeão no Apertura | Campeão Clausura | Subida de Divisão
      2019/2020 - 14º Lugar no Apertura | 09º Lugar no Clausura
      2020/2021 - 10º Lugar no Apertura | 06º Lugar no Clausura
    • Paulinho_Kayser
      Por Paulinho_Kayser
      Introdução
      Bielsa é para mim, a grande referência entre os treinadores atuais. É inegável a sua influência sobre o pensar o jogo dessa onda de treinadores argentinos no mercado europeu. Seja de forma clara e direta como é com Sampaoli, ou mais subjetivamente como em Simeone. Mas, a pressão, a influência do futebol total ali está. Neste contexto, resolvi criar minha primeira saga. Com pouco conteúdo ficcional, pretendo apenas a partir de um discípulo da lenda, percorrer o mesmo caminho que Bielsa trilhou, utilizando seus conceitos e ideias como os principais pré-requisitos. Creio que será extremamente difícil percorrer todos os clubes e seleções que ele também treinou e que por isso diversas vezes o trabalho será interrompido sem um desfecho completo. Devido a essa dificuldade, não estabelecerei ordem cronológica, a medida que as oportunidades surgirem, elas serão aceitas mesmo que com isso venha a treinar a seleção Chilena depois de treinar o Lille, por exemplo.
      Onde só havia bilardismo e menottismo, surgia uma influência arrebatadora que vem ao longo dos anos sendo chamada de bielsismo.
      Sobre mim, essa influência sempre esteve presente, amava assistir a albiceleste dele em campo, depois a roja mas, quando ele assumiu o Athletic eu nunca mais consegui deixar de prestar atenção a tudo que envolve "el loco". O que ele fez com aquele time, o nível de futebol que apresentou, foi algo que eu nunca tinha visto com nenhum outro treinador.
      Assim sendo, a aventura começa agora. 
    • ggpofm
      Por ggpofm
      Soccer. Uma palavra que para muitos remete ao futebol praticado nos Estados Unidos. Quando muito a outros países de colonização inglesa, tais como, a Austrália, África do Sul ou Nova Zelândia.
      O que muitos não sabem é que a palavra “Soccer” não é de origem americana, e sim britânica. Oficialmente chamado de Association Football para se diferenciar do Rugby Football, o “nosso” futebol recebeu dos universitários ingleses no final do século XIX, o apelido de “Soccer” como abreviação de “asSOCiation”.
      O termo atravessou o Oceano Atlântico e foi adotado rapidamente nos Estados Unidos para diferenciar o Association Football do Football (Futebol Americano). Em muitas publicações norte-americanas o esporte apareceu grafado como “Socker”, mas “Soccer” acabou prevalecendo e continua sendo utilizado pelos norte-americanos.
      No Reino Unido, o caminho que o termo seguiu foi diverso. Nas primeiras décadas do século XX ele foi pouco utilizado, mas com o fim da 2ª Guerra Mundial, a utilização da palavra “Soccer” ganhou força e surpreendentemente, como atesta Stefan Szymanski no artigo “It’s Football not Soccer”, tornou-se intercambiável com o termo “Football” entre as décadas de 1960 e 1980 ao ponto de grandes nomes do futebol britânico publicarem suas biografias utilizando-se do termo, como por exemplo, uma biografia de George Best, “The inside story of soccer’s super-star” ou a do treinador Matt Busby, “Soccer at the top”, ou revistas, tais como, a “Soccer Star”, publicada entre os anos de 1950 e 1970, e a conhecida “World Soccer” que é publicada desde os anos 1960. Contudo, a partir da década de 1980, o uso da palavra “Soccer” voltou a declinar no Reino Unido, sendo utilizada principalmente em contextos de futebol praticado nos Estados Unidos.
      Para efeitos do save, usarei os termos “Futebol” e “Soccer” ao me referir ao Association Football e ao esporte da bola oval chamarei exclusivamente como “Futebol Americano”.
       
      :: A proposta do save

      Faz tempo que desejo voltar a jogar um save nos Estados Unidos (EUA), mas sempre adiei a ideia. Geralmente, a liga norte-americana é um local que poucos gostam de jogar por conta das várias regras que existem na Major League Soccer (MLS) e de outras peculiaridades que deixam tudo bastante diferente do que estamos acostumados e para jogar lá é preciso paciência e vontade para se adaptar. 
      Escolhi fazer um save de carreira, no entanto não queria começar diretamente na MLS, a única disponível no Football Manager 2017 (FM 17). Queria começar por baixo e vivenciar o desenvolvimento da carreira de treinador, que tem como uma de suas peculiaridades o fato de que não há promoção/rebaixamento entre as divisões, o que me obrigará a percorrer um caminho menos usual para se desenvolver e alcançar o ponto mais alto nos Estados Unidos, a MLS.
      Com o uso do editor do FM, ativei outras três divisões, a National American Soccer League (NASL), a United Soccer League (USL) e a Premier Development League (PDL). Inicialmente, a ativação de três divisões abaixo da MLS foi feita com as regras básicas do editor. Contudo, resolvi fazer alguns ajustes na fórmula das competições ativadas e foi preciso usar as “regras avançadas” do editor. Além de ajustes na fórmula das competições, fiz as seguintes alterações:
      Inclusão de clubes na PDL; Designação de estádios para clubes da PDL que estavam sem estádio; Criação de prêmios esportivos para jogadores e técnicos para a NASL e USL; Criação de prêmios financeiros por classificação na temporada e também pelo título para as equipes da NASL, USL e PDL; Criação de direitos televisivos para as equipes da NASL e USL. Além das quatro divisões dos Estados Unidos, carreguei as duas do México e outras 10 ligas. Ao todo serão mais de 56 mil jogadores. Os demais detalhes da configuração do save podem ser vistos aqui.
      O save não será ficcional, mas não ficará limitado à narrativa dos acontecimentos do jogo. Farei no tópico o mesmo que fiz no save “Um clube, um troféu e outras histórias” e trarei informações atuais e históricas sobre o futebol nos Estados Unidos. Acho que será uma oportunidade bastante interessante para abordar vários temas como complemento ao save e espero que os leitores gostem.
       
      :: O perfil do técnico

      Para o save, escolhi o pseudônimo de Gus Gibson, norte-americano natural de Harrison, New Jersey. Nascido em 1987 em uma região ligada historicamente ao soccer, ele viveu o “renascimento” do esporte nos Estados Unidos com a Copa do Mundo de 1994 e a estreia da MLS em 1996. Quando criança foi torcedor do extinto MetroStars, franquia rebatizada como New York Red Bulls a partir de 2006.
      Fiz o que geralmente faço ao jogar FM e escolhi o nível mais baixo possível, ou seja, passado como jogador amador e sem nenhuma licença de treinador. A expectativa é que a escolha desse perfil traga alguma dificuldade para o save, porém não ficarei surpreso se isso não acontecer.
      Aos 28 anos, o estilo de Gus Gibson será focado no desenvolvimento de jovens e na prática de um futebol ofensivo. Ele promoverá e utilizará jovens em todos os clubes pelos quais passar e isso fará parte da filosofia de trabalho dele, mesmo que resulte na redução da qualidade da equipe. Sempre que houver categorias de base em um clube será incluída no contrato a cláusula de “desenvolver jogadores recorrendo às camadas jovens do clube”. Além disso, ele priorizará investimentos na infraestrutura e em recrutamento em vez de investimentos em contratações de jogadores. Quanto à ofensividade, ele sempre negociará nos contratos a filosofia de “praticar um futebol ofensivo” e procurará protagonizar as partidas, buscando marcar muitos gols.
      Minha ideia é fazer da carreira de Gus Gibson algo que não se limite a conquistar títulos. Logicamente que eles são essenciais, mas quero que Gibson fique conhecido pelas vitórias e títulos, mas principalmente por ajudar a fortalecer a formação de jogadores estadunidenses ao desenvolver os jovens talentos daquele país. Quem sabe se ele não alcança a seleção norte-americana de futebol ou até mesmo se ele não é convidado para trabalhar na Europa?
      Pelo fato de não existir promoção/rebaixamento entre as divisões é provável que Gus Gibson não permaneça muito tempo nos clubes durante a formação e a ascensão na carreira de treinador. Contudo é bastante provável que ele faça um trabalho de médio ou longo prazos mais adiante na carreira.
      Agora é começar o save e procurar me divertir bastante no futebol dos Estados Unidos e se você quiser acompanhar essa aventura, espero que se divirta também.