Jump to content
Sign in to follow this  
Danut

Podcasts

Recommended Posts

HrTr

Para melhorar o Listening no Inglês, qual Podcast vocês recomendam, que tenha uma linguagem mais simples, pra iniciante mesmo? Estou focado no inglês desde o início do ano, aprendi a ler e a escrever, mas o listening é o pior dos mundos pra mim. :(

Share this post


Link to post
Share on other sites
_Matheus_
1 hora atrás, HrTr disse:

Para melhorar o Listening no Inglês, qual Podcast vocês recomendam, que tenha uma linguagem mais simples, pra iniciante mesmo? Estou focado no inglês desde o início do ano, aprendi a ler e a escrever, mas o listening é o pior dos mundos pra mim. :(

China232 se pegar do começo, principalmente, é bem tranquilo: http://www.china232.com/category/fun-english-lessons

Eu recomendei outros num dos primeiros posts do tópico.

Share this post


Link to post
Share on other sites
SilveiraGOD.
2 horas atrás, HrTr disse:

Para melhorar o Listening no Inglês, qual Podcast vocês recomendam, que tenha uma linguagem mais simples, pra iniciante mesmo? Estou focado no inglês desde o início do ano, aprendi a ler e a escrever, mas o listening é o pior dos mundos pra mim. :(

Melhor podcast que eu já ouvi pra quem quer aprender inglês.

Share this post


Link to post
Share on other sites
_Matheus_
Em 8/31/2016 at 19:21, Danut disse:

AntiCast - Já mencionado aqui no tópico, é um programa que começou sendo mais voltado para Design mas hoje em dia (está no episódio 249) não tem mais nada a ver com o tema. Os temas são muito variados, indo de atualidades do mundo (Estado Islâmico, Cyberativismo, As políticas de Saúde no Brasil) até programas mais voltados para obras famosas (ou nem tanto) de literatura e arte. Um que eu gosto muito é o programa sobre A Divina Comédia (ep. 219), que é o que recomendaria pra quem quiser ouvir algo. Como já falaram, o maior problema deles é por vezes se perderem muito do tema, pela falta de roteiro.

Ouvi aqui e gostei bastante. Acho que eu não fazia ideia da grandeza nem do conteúdo dessa história. Deu bastante vontade de ler. Lembro que o pai de uma ex me recomendou, ele tinha um calhau de livro e eu nem dei bola.

Em 9/4/2016 at 20:45, Pac0 disse:

Como player eu uso atualmente o Pocket Casts que custa 8 reais e tem um layout bem simples e intuitivo, além de ter algumas funcionalidades legais como função sleep e equalizador. Antes eu usava o Podstore que, apesar de gratuito, sempre me serviu bem.

Ambos têm a função de fastforward? Eu gosto de ouvir algumas coisas numa velocidade mais rápida. É possível?

Gosto muito do Podcast Addict, a versão free tem tudo da completa, só que tem propagandas. O app é ótimo, só poderia ter um cuidado maior com a interface.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Pac0
Em 24/09/2016 at 11:35, _Matheus_ disse:

Ambos têm a função de fastforward? Eu gosto de ouvir algumas coisas numa velocidade mais rápida. É possível?

Gosto muito do Podcast Addict, a versão free tem tudo da completa, só que tem propagandas. O app é ótimo, só poderia ter um cuidado maior com a interface.

O pocket cast tem a opção de fastforward, mas soh se vc baixar o áudio. Via stream não. O podstore eu não lembro se tinha pois faz tempo que excluí o aplicativo.

O addict eh muito bom mesmo. Ateh para procurar novos podcasts, mas me adaptei mais ao podstore na época.

Share this post


Link to post
Share on other sites
_Matheus_
2 horas atrás, Pac0 disse:

O pocket cast tem a opção de fastforward, mas soh se vc baixar o áudio. Via stream não. O podstore eu não lembro se tinha pois faz tempo que excluí o aplicativo.

O addict eh muito bom mesmo. Ateh para procurar novos podcasts, mas me adaptei mais ao podstore na época.

Ótimo saber que o pocket cast não tem essa feature. Eu uso demais e julgo ser essencial. O podcast addict peca muito na interface, é bem pouco user friendly, mas é completasso.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Estou considerando fazer o concurso de diplomata e História, Geografia, Política Internacional e Economia são importantes e gostaria de saber quais são os melhores (em termos de veracidade dos fatos discutidos) em português e inglês. O ideal seria um para cada tema, mas não teria problema sugestões que misturem (pois a maioria anda junto) desde que mantenha-se a qualidade dos fatos e argumentos debatidos.

Share this post


Link to post
Share on other sites
CCSantos

Confesso que, quando comecei a ler o tópico,já estava pensando que ia rolar um FMCast, pois se fosse por ausência de quem comandasse, me colocaria a disposição, até por ter feito isso anteriormente.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bega Gomes

Caipirinha Appreciation Society

 http://cas.podomatic.com

Sobre música brasileira que circula fora do eixo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut
Agora, Bega Gomes disse:

Caipirinha Appreciation Society

 http://cas.podomatic.com

Sobre música brasileira que circula fora do eixo.

Baita sugestão. Eu ouvia um tempo atrás, se perdeu em alguma troca que fiz aqui e tinha esquecido. Vou voltar a ouvir :)

Share this post


Link to post
Share on other sites
Soares

Anticast, Bibotalk, Crentassos, Escriba Cafe, Gymcast, Mamilos, Não ouvo, O nome disso é mundo, Papo Lendário, RPGnext,  Scicast, Ultrageek e Xadrez Verbal

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut

@vinny_dp, acho que pode te interessar o tópico. Tem sugestão pra muitas horas de podcast aqui.

Share this post


Link to post
Share on other sites
grollinho

Um podcast que ninguém comentou é o Fronteiras da Ciência, que é feito pelo pessoal da UFRGS, os episódios são de 30 min em média, dá pra aprender várias coisas só com o podcast.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vini - Ministro da saúde
Em 16/09/2017 at 00:35, grollinho disse:

Um podcast que ninguém comentou é o Fronteiras da Ciência, que é feito pelo pessoal da UFRGS, os episódios são de 30 min em média, dá pra aprender várias coisas só com o podcast.

Rapaz, bati o olho nos temas e eles me chamaram a atenção. Valeu pela dica, darei uma chance!

Share this post


Link to post
Share on other sites
grollinho
4 horas atrás, vinny_dp disse:

Rapaz, bati o olho nos temas e eles me chamaram a atenção. Valeu pela dica, darei uma chance!

Os episódios sobre teorias conspiratórias/pseudo ciências são os melhores, principalmente os que o Dr. Zamora Flores comparece, esse cara é engraçado demais.

Share this post


Link to post
Share on other sites
P.S.Y.

Usuários do IOS: Vocês usam o app de podcasts do sistema ou algum outro? 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • Tsuru
      By Tsuru
      As Copas do Mundo são um baú de inúmeras histórias interessantes sobre futebol, e uma delas é a do atacante Stéphane Guivarc'h.
      Não conhece? Você não está sozinho. Campeão mundial em 1998 com a França, sendo titular e peça fundamental, o jogador se tornou um "campeão anônimo" e hoje vive discretamente em sua cidade natal.
      A ideia é assumir o perfil do próprio Guivarc'h e, através da carreira de treinador, levá-lo ao local de destaque que ele nunca conseguiu alcançar.
       
      A carreira
      Começou a jogar em 1988, no Brest. Destacou-se com as camisas de Guingamp, principalmente Auxerre, pelo qual venceu o Campeonato Francês e a Copa da França de e onde jogou por 3 oportunidades. Em seu país, defendeu ainda o Rennes durante um ano. Entre 1998 e 1999 jogou no futebol britânico, tendo atuado pelo Rangers, onde venceu a Premier League e a Copa Escocesa, e pelo Newcastle, onde conquistou o esquecível título de pior atacante da história da Premier League. Tem ainda duas chuteiras de ouro de artilheiro da França, e uma da Copa da Uefa.
      Entre 1997 e 1999, defendeu a Seleção Francesa em 11 partidas, marcando um gol. Credenciado por suas atuações no Auxerre, o atacante foi convocado pelo técnico Aimé Jacquet, que até hoje não compreende porque o jogador é visto como um flop. Para o treinador, Guivarc'h era essencial para segurar a bola e permitir que Djorkaeff e Zidane, os meias do 4-3-2-1 "árvore de natal", pudessem se movimentar e fazer os gols.
      Prejudicado por uma lesão no joelho, encerrou sua carreira em 2002, com apenas 31 anos. Já aposentado, virou comentarista de televisão, chegando inclusive a emprestar sua voz para os comentários da versão francesa do jogo Pro Evolution Soccer 3. É também o presidente do US Trégunc, equipe amadora onde exerce paralelamente o cargo de treinador, e vive em Concarneau, na Bretanha, onde nasceu.
      Fonte: Wikipedia
       
      As opções no FM
      O US Concarnoise, clube da cidade natal de Guivarc'h, ou o próprio US Trégunc são as opções naturais para iniciar o save, dependendo da database utilizada e da versão que se está jogando. Dá também para assumir o Brest ou o Auxerre, clubes nos quais ele se destacou, embora nesse caso o grau de desafio seja menor.
      Uma outra opção é assumir um clube que não está diretamente ligado à vida ou a carreira do jogador, mas que também é um "campeão anônimo": o FC Sète 34. Nos anos 30 os Les Dauphins foram uma grande equipe da França, tendo conquistado o Campeonato Francês e a Copa da França, e hoje militam esquecidos nas divisões inferiores do país.
      O save pode ser de clube ou de carreira, mas eu incluiria um objetivo específico: conquistar algumas vezes a Premier League e superar o título de pior atacante do campeonato. Se fosse com um dos rivais do Newcastle - Sunderland, Manchester United, Liverpool, Middlesbrough ou Tottenham - poderia ser ainda mais interessante.
      Outro objetivo interessante pode ser assumir o topo do quadro de honra dos treinadores mundiais, tornando-o um campeão conhecido e respeitado.
      Como alternativa, usar apenas a formação 4-3-2-1 "árvore de natal" pode agregar um elemento tático e um desafio a mais ao save.
    • Tsuru
      By Tsuru
      Entre os séculos 13 e 19, os europeus colonizaram boa parte do mundo conhecido - primeiro da forma tradicional, no modelo colônia-metrópole, e depois partilhando territórios da África e Ásia. Formaram-se grandes impérios que se sucediam no tempo e moldaram o curso da história.
      O objetivo aqui é levar o futebol praticado nas ex-colônias para os gramados europeus, fazendo no futebol o caminho inverso ao dos antigos conquistadores.

      Regras
      Escolher um país que tenha formado um império colonial no passado e iniciar um save nele, começando na última divisão jogável; Contratar apenas jogadores surgidos na base do clube, ou nascidos no país ou em alguma de suas ex-colônias; A lista de ex-colônias pode ser filtrada pelas ligas que podem ser ativadas no jogo ou carregando todos os jogadores dos respectivos países.
      Os antigos impérios e suas colônias
      O nível fácil do desafio é provavelmente a Espanha, que em dado momento da história chegou a controlar o território do que são hoje 27 países, e também porque muitos deles têm um bom nível de futebol, especialmente na América do Sul. E o mais difícil é provavelmente a Bélgica, que tinha apenas três colônias na África. Ao mesmo tempo alguns dos campeonatos dos ex-impérios têm regras que limitam o número de extra-comunitários ou ao contrário, como no caso da França que estimula essa participação, de forma que é possível construir saves bem diferentes entre si.
      Observa-se também que alguns países foram colonizados por mais de uma potência europeia - muitos locais que eram de posse de Portugal e Espanha trocavam de domínio constantemente, enquanto outros foram ocupados pela Holanda e em seguida pela Inglaterra, por isso vários aparecem na lista mais de uma vez. E por fim há o caso chinês, em que vários territórios foram entregues a potências diferentes e hoje fazem parte do mesmo país.
      As listas abaixo são sugestões com base no que encontrei na internet, mas podem e devem ser ajustadas conforme necessário. Ainda faltaria o Império Russo, mas não acrescentei por ser muito parecido com a área de influência soviética no Leste Europeu na época da Guerra Fria, que para mim é outro save.
       
      França: Canadá, Estados Unidos, Guadalupe, Haiti, St. Pierre e Miquelon, Martinica, St. Martin, Guiana, Marrocos, Tunísia, Guiné, Camarões, Togo, Senegal, Madagascar, Benin, Níger, Burkina Faso, Costa do Marfim, Chade, República do Congo, Gabão, Mali, Mauritânia, Argélia, Comores, Djibouti, República Centro Africana, Ilhas Seychelles, Ilhas Maurício, Ilhas Reunião, Laos, Vietnã, Camboja, Índia, Sri Lanka, Taiwan, China, Síria, Líbano, Polinésia Francesa, Papua Nova-Guiné, Nova Caledônia e Vanuatu.
        Espanha: Argentina, Bélgica, Belize, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, Estados Unidos, El Salvador, Filipinas, Guatemala, Guiné Equatorial, Honduras, Marrocos, México, Nicarágua, Holanda, Panamá, Paraguai, Peru, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.
        Inglaterra: Estados Unidos, Canadá, África do Sul, Egito, Sudão, Zâmbia, Gâmbia, Zimbabue, Namíbia, Antígua e Barbuda, Austrália, Bahamas, Barbados, Belize, Índia, Jamaica, Botswana, Brunei, Chipre, Dominica, Fiji, Hong Kong, Nova Zelândia, Mianmar, Guiana e Uganda
        Holanda:  Bélgica, Austrália, Nova Zelândia, Japão, Indonésia, Malásia, Taiwan, Sri Lanka, Índia, Irã, Estados Unidos, Brasil (se considerado o período de ocupação do Nordeste), Trinidad e Tobago, Suriname, St. Martin, Guiana, África do Sul e Gana.
        Portugal: Brasil, Antigua e Barbuda, Barbados, Granada, Angola, Cabo Verde, Guiné Equatorial, Guiné Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Timor Leste, Macau, Singapura, Índia, Uruguai e Japão.
        Alemanha: Togo, Camarões, Namíbia, Tanzânia, Papua Nova-Guiné, Micronésia, Samoa e China.
        Itália:  Albânia, Croácia, Grécia, Montenegro (se considerados os países anexados durante a Segunda Guerra Mundial), Somália, Eritréia, Líbia, Etiópia e China.
        Bélgica: Congo, Ruanda e Burundi.
    • edusuliano
      By edusuliano
      Falae, galera. 
      Aqui é o Edu, sou dono do site Webrothers (we-brothers.net) sobre Pro Evolution Soccer. 
      Estou voltando a jogar e a editar FM e queria saber se tem algum grupo maneiro aqui do fórum. 
      Um Abraço!
    • Henrique M.
      By Henrique M.
      Findada as eleições do FManager, que segundo a apuração deu empate técnico entre Ciro Gomes e Marina Silva, gostaria de fazer uma pergunta diferente.
      Independente de partido, afiliação, história política, alcance, etc, etc. Qual político você considera seu candidato ideal à Presidência da República?
      Eu considero o meu candidato ideal o Eduardo Suplicy, sua história política fala por si só, é um dos poucos nomes que saiu imaculado dessa polarização esquerda x direita que o Brasil vive e eu compartilho a maioria das ideias dele, além de achar que o conhecimento e parcimônia do mesmo, ajudariam muito a negociar com o legislativo.
    • CCSantos
      By CCSantos
      No futebol mundial, existe uma espécie de 'Clube de Pioneiros', que são as primeiras equipes - ou as primeiras instituições ligadas a futebol.
      No caso, as equipes que estão neste clube são estas:

      Os requisitos para entrar neste clube são esses:
      1- Equipes que estejam atuando até hoje, seja amador ou profissional;
      2- Ser 'o decano' de seu País - traduzindo: O mais antigo clube do País;
      3- Se manter como instituição ligada ao futebol (a exceção são motivos de paralisação, no caso, guerras)
      4- Ter a vivência e utilizar os conceitos de Integridade, Respeito e Comunidade em prol do futebol.
      Nesse caso espcífico, o Brasil só pode ter dois clubes que podem tentar aderir a esse 'clube': O Rio Grande e a Ponte Preta, mas, como o Rio Grande vez ou outra, fecha seu departamento de futebol por motivos financeiros, e a Ponte Preta não é a equipe mais antiga do País, dificilmente devem entrar neste seleto grupo.
      A maioria desses clubes está disponível para jogar na database oficial, já outros, é possível com DBs alternativas, o que deve acontecer em breve.
      O tradicional player smp20 está fazendo um save ligado ao 'Club of Pioneers', mas fazendo um trabalho utilizando somente as categorias de base e, pelo visto, só com equipes europeias (se não me engano, o Albion (URU) e o Hong Kong FC (HKG) fizeram liberados após uma temporada, pois vem de divisões inferiores, assim como o First Vienna (AUT). O link do save dele está aqui.
      EDIT: Conversei com ele no tópico, e ele acabou esqucendo de colocar as equipes da América do Sul e da Ásia. Mas ele já colocou no save que deve assumir o time uruguaio (atualizou a tabela de equipes, então, quem quiser conferir quais times dá pra se jogar com a db oficial LOGO DE CARA, é só dar uma olhada lá no tópico dele. Ficam ótimas sugestões de times, para todos os gostos.
      Obrigado, smp20 pela cordialidade na resposta.
      Thank You smp20 for the cordiality of the answer.
×
×
  • Create New...