Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Leho.

São Paulo Futebol Clube

Recommended Posts

SilveiraGOD.

São Paulo tem muito mais time pra fazer o que faz? Sei lá, achei meio escrota essa demissão. Na minha visão mais superficial, o Aguirre conseguiu fazer além do esperado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Stay Heavy

Bom, não sei do dia a dia do SP, mas achei essa demissão equivocada hein. SP esperava o que? Título? Time começou o BR voando, mas depois perdeu força, mas porra, G6 é a realidade desse time. O que pesou foi o segundo turno fraco e a falta de poder de reação.

Isso aí é lobby pro Ceni voltar hein.

Editado por Stay Heavy

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Aleef

Ricardo Rocha esta fora do SP.

 

LOL

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
SilveiraGOD.
20 minutos atrás, Stay Heavy disse:

Bom, não sei do dia a dia do SP, mas achei essa demissão equivocada hein. SP esperava o que? Título? Time começou o BR voando, mas depois perdeu força, mas porra, G6 é a realidade desse time. O que pesou foi o segundo turno fraco e a falta de poder de reação.

Isso aí é lobby pro Ceni volta hein.

Porra, pior que eu nem tinha pensado nisso, mas fica bastante óbvio mesmo. Com a ótima campanha do Ceni na série B, acho bem provável mesmo que ele acabe retornando pro SP, a não ser que caia um Flamengo na vida na mão dele.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
davidreisc
21 minutos atrás, SilveiraGOD. disse:

Porra, pior que eu nem tinha pensado nisso, mas fica bastante óbvio mesmo. Com a ótima campanha do Ceni na série B, acho bem provável mesmo que ele acabe retornando pro SP, a não ser que caia um Flamengo na vida na mão dele.

Acho que seria muita burrice dele voltar. Primeiro porque ele não tem relação boa com o presidente e depois porque ele saiu chutado de lá, acho que não seria a escolha mais sabia da parte dele. No Brasil, oportunidade não vai faltar..logo logo um time grande fica sem técnico e vai buscar ele. 

O Nenê mostrou porque é um dos jogadores mais mimados do Brasil, foi exatamente o que ele fez no Vasco ano passado. Foi pro banco e deu xilique até derrubar o técnico.

Falaram na ESPN que eles estão atrás do Abel ou Mano

Editado por davidreisc

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Bigode.

Não consigo imaginar o Ceni voltando. Não agora, não nessa gestão.

No mais, nas redes sociais falam em Abel, Luxa e o próprio Ceni, mas tenho a impressão de que o São Paulo vai atrás do Roger Machado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
JGDuarte

Veremos se a decisão foi acertada ou não em dois pontos:

1) Se Nenê permanecerá ou não para o ano que vem.

2) Quem será o nosso treinador na próxima temporada.

 

Realmente acho que a hora do Aguirre chegou, mas me preocupa saber se havia ou não um planejamento de sucessão para a temporada subsequente (provavelmente não, como já vimos em anos anteriores). 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Lucas.Duarte

@Leho. eu te avisei sobre o Aguirre em!?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Moura Edu
10 horas atrás, SilveiraGOD. disse:

Porra, pior que eu nem tinha pensado nisso, mas fica bastante óbvio mesmo. Com a ótima campanha do Ceni na série B, acho bem provável mesmo que ele acabe retornando pro SP, a não ser que caia um Flamengo na vida na mão dele.

Ceni só volta se for muito burro, iria para servir de escudo para o Leco, assim como o trio Rai, Ricardo Rocha e Lugano, agora a diretoria queima mais um técnico para tirar a culpa dela, o elenco do São Paulo não é bom, simplesmente isso, o Aguirre já fez muito com aquilo ali, o time tem dois jogadores bons/ótimos que são Sidão e Reinaldo  Arboleda e Everton, dois idosos que de vez em quanto decidem, mas por outro lado cobram cadeira cativa no time titular, o resto é de mediano para baixo.

A diretoria é a que mais vende bem os jovens e mais compra mal, só lembrar de 20M gastos em Diego Sousa e Jean(reserva do Sidão), os jogadores da base que sobem são a sobra que o mercado internacional não quis, pelo lado do justo erra em demitir Aguirre, pelo lado da diretoria se protegendo eles fizeram mais que certo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Thiago

O esquema é efetivar o Jardine.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Leho.
20 horas atrás, SilveiraGOD. disse:

São Paulo tem muito mais time pra fazer o que faz? Sei lá, achei meio escrota essa demissão. Na minha visão mais superficial, o Aguirre conseguiu fazer além do esperado.

19 horas atrás, Stay Heavy disse:

Bom, não sei do dia a dia do SP, mas achei essa demissão equivocada hein. SP esperava o que? Título? Time começou o BR voando, mas depois perdeu força, mas porra, G6 é a realidade desse time. O que pesou foi o segundo turno fraco e a falta de poder de reação.

Isso aí é lobby pro Ceni voltar hein.

Geeeeeente, gente...

É óbvio que, lá no início do ano, nenhum são-paulino esperava ou cobrava o título do Brasileiro. Os méritos do Aguirre estão aí, o time AINDA está brigando por uma vaga direta na Liberta justamente pelo ótimo início de trabalho do uruguaio, isso ninguém pode contestar. Não fosse isso, sabe-se lá se não estaríamos na metade de baixo da tabela como em 2017.

O Aguirre soube explorar mt bem o elenco do SP no início de seu trabalho. Elenco esse que SEMPRE FOI CURTO, vale ressaltar também. Tanto que a base acabou sim sendo promovida justamente pra dar um pouco de profundidade ao plantel, que só tinha algumas peças principais titulares, e o restante era jogador de mediano pra baixo.

Agora, na virada de turno e com os problemas aparecendo no time titular, o Aguirre se perdeu. Claramente se perdeu. Primeiro foi o Éverton no DM, e aí ele (Aguirre) não soube "criar" uma 2a alternativa pra ponta esq. Depois foi a queda de rendimento do Nenê, visível em campo. Ele também não soube solucionar. E por último foi o Rojas, seu ponteiro pela direita, que saiu do time por lesão e aí nosso esquema (reativo) morreu de vez...

Ou seja, o Aguirre começou MUITO BEM, nos colocou na briga, mesmo sabendo que o elenco era curto. Quando as lesões e mal rendimento apareceram, ele não soube o que fazer. E pior: sequer apostou na base pra isso, o que deixou a torcida ainda mais puta com a situação!

 

A demissão é escrota não pelo Aguirre, porque se for ver ele não iria mais reverter essa situação de vestiário (além do que eu já falei no parágrafo acima), mas sim pelos ANOS DE ESCÓRIA que esse clube vem vivendo, com gestões de um mesmo grupo político, UMA PIOR DO QUE A OUTRA. A demissão é mais uma CAGADA que o são-paulino tem que aturar desse monte de pau no cu que administra o clube e vem tentando enterrar a instituição num buraco negro.

Por isso é que a demissão é uma merda, e eu não a teria feito (não neste momento). Mas a julgar pelo trabalho do Aguirre, não tá incoerente não.

 

Quanto ao lobby pro Ceni: esquece. Enquanto o Leco for o presidente, ele jamais voltará.

Quem sabe um dia, depois de 2020...

 

19 horas atrás, Aleef disse:

Ricardo Rocha está fora do SP.

LOL

Nunca esteve dentro. Que vá pela sombra.

 

19 horas atrás, Bigode. disse:

[...], mas tenho a impressão de que o São Paulo vai atrás do Roger Machado.

Essa impressão vem baseada em quê, especificamente? Só na sua intuição mesmo?

 

18 horas atrás, JGDuarte disse:

Veremos se a decisão foi acertada ou não em dois pontos:

1) Se Nenê permanecerá ou não para o ano que vem.

2) Quem será o nosso treinador na próxima temporada.

Realmente acho que a hora do Aguirre chegou, mas me preocupa saber se havia ou não um planejamento de sucessão para a temporada subsequente (provavelmente não, como já vimos em anos anteriores). 

Eu já teria desligado o Nenê hoje mesmo do clube. Acho que tá claro que, daqui pra frente, ele vai ter carta branca pra fazer o que quiser, mesmo que esteja jogando porra nenhuma dentro de campo. Obrigado por nada, um abraço e segue a vida.

Quanto ao próximo treinador, eu vejo no Jardine toda a capacidade pra ser técnico do SPFC, mas não nesse momento, não com essa gestão. Se ele for bem e efetivarem-no pra 2019, já pode preparar o substituto porque ele não vai durar mt, não com esse ambiente do clube.

Isso posto, é difícil pensar em alguém. Não gosto de nenhum dos nomes ventilados até aqui.

 

Talvez voltar com um treinador estrangeiro? Gallardo, do River? Me agrada.

 

10 horas atrás, Lucas.Duarte disse:

@Leho. eu te avisei sobre o Aguirre em!?

Me avisou sobre o que mesmo? Hahahahaha tô perguntando na moral, não lembro. 😜

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Bigode.
37 minutos atrás, Leho. disse:

Essa impressão vem baseada em quê, especificamente? Só na sua intuição mesmo?

Basicamente, sim. Não sei precisar o motivo, mas o Roger me parece CASAR com esse São Paulo, sabe? Não sei se pelo estilo punhetagem, o estilo "não fode nem sai de cima". Fora que é aquele famoso nome que vai botar o time um degrau a frente, mas não vai terminar de subir as escadas (por culpa dele mesmo) e aí é perfeito para servir de bode expiatório lá na frente quando as coisas derem merda.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Lucas.Duarte
14 horas atrás, Leho. disse:

Me avisou sobre o que mesmo? Hahahahaha tô perguntando na moral, não lembro. 😜


Sobre o Aguirre, as invenções de moda, queda de desempenho hahahaha... No mais, achei vacilo demitir o cara, não acompanho o SP de perto mas faço um paralelo com o Galo... O elenco é limitado, ele depende de um jogador específico (Everton... sdds Roger Guedes) e fez o que pôde com o elenco que tinha nas mãos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
bernardog

Nenê é disparado o jogador mais mimado do futebol brasileiro. Aqui no Vasco derrubou o Milton Mendes e mais um que esqueci, mas lembro que teve outra vítima.

Mal chegou no SPFC e derrubou o Aguirre, pelo o que o pessoal está falando. Agora, ele deve ser um cara com o poder da palavra e liderança enorme para conseguir influenciar o vestiário desse jeito.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Stay Heavy

Não era de se esperar diferente de um cara com apelido de Nenê hehehehe.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Léo R.

Acho que o Ceni no SPFC, como comentei no grupaum, só daqui alguns anos, quando a maioria dos jogadores que jogaram com ele se aposentarem.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Leho.
5 horas atrás, Lucas.Duarte disse:

Sobre o Aguirre, as invenções de moda, queda de desempenho hahahaha... No mais, achei vacilo demitir o cara, não acompanho o SP de perto mas faço um paralelo com o Galo... O elenco é limitado, ele depende de um jogador específico (Everton... sdds Roger Guedes) e fez o que pôde com o elenco que tinha nas mãos.

Então, vacilo foi ter demitido o Aguirre agora (faltando apenas 5 rodadas), mas por exemplo: eu não renovaria o contrato dele pro ano que vem, entende? Esse "fez o que pôde" é relativo também. Ele errou bastante na montagem do time quando suas peças principais se machucaram ou caíram de rendimento.

Não soube armar o time sem o Éverton, por exemplo. Mas pior do que isso: insistiu até onde deu com o Reinaldo, que claramente não joga nada de ponta esquerda. Ou seja, é compreensível que ele teve dificuldades com o elenco curto (e era esperado também), o que não dava pra aguentar era a covardia e as más escolhas dele pra solucionar esses problemas.

 

4 horas atrás, bernardog disse:

[...] Agora, ele deve ser um cara com o poder da palavra e liderança enorme para conseguir influenciar o vestiário desse jeito.

Cara, o Nenê tem toda a pinta de "jogador resenheiro", boa praça, extrovertido e tudo mais. Isso cativa quem tá ao redor... eu não colocaria como "poder da palavra", mas sim o "poder do carisma". O cara contagia o restante, e aí o grupo vem com ele.

Pior que o sujeito é mt burro, porque poderia se valer dessa "qualidade" pra melhorar as coisas dentro do clube, ao invés de pensar só nele. Mas não, prefere pensar somente no lado individual.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Thiago
Citar

Jardine usa novas marcações no campo em treino do São Paulo

Gramado onde elenco trabalha é demarcado com quadrados. Veja a provável escalação para enfrentar o Grêmio na 5f

 

O técnico André Jardine pediu, e o São Paulo fez novas marcações em um dos campos do CT da Barra Funda. O gramado foi demarcado com diversos quadrados, usados no trabalho desta terça-feira à tarde.

Durante o aquecimento, tempo no qual a imprensa pôde acompanhar a atividade, Jardine cobrou passes de primeira e dividiu o elenco do São Paulo em grupos distribuídos nesses quadrados.

André Jardine comanda treino do São Paulo no CT da Barra Funda
André Jardine comanda treino do São Paulo no CT da Barra Funda

Jardine comandou nesta terça-feira seu segundo treino após a saída de Diego Aguirre, desligado do clube no domingo.

O primeiro desafio do novo técnico é o duelo com o Grêmio, nesta quinta-feira, às 19h, no Morumbi, pela 34ª rodada do Brasileirão. Trata-se de um confronto direto pelo G-4: os dois times têm 58 pontos, mas os gaúchos levam vantagem no número de vitórias (16 a 15).

Treino do São Paulo nesta terça-feira — Foto: Marcelo Hazan

Para este jogo, Jardine faz mistério e não revela o time titular. Ele não terá Rojas, Gonzalo Carneiro, Luan e Igor Gomes (todos lesionados). O zagueiro Anderson Martins sentiu uma contratura na região do pescoço, mas trabalhou normalmente em campo nesta terça-feira. Não há atletas suspensos.

Assim, sem pistas da equipe titular, um possível São Paulo para o jogo é o seguinte: Jean; Bruno Peres, Arboleda, Rodrigo Caio (Bruno Alves) e Reinaldo; Jucilei, Liziero (Shaylon) e Nenê (Shaylon); Everton, Diego Souza e Helinho.

https://globoesporte.globo.com/futebol/times/sao-paulo/noticia/jardine-usa-novas-marcacoes-no-campo-em-treino-do-sao-paulo.ghtml

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Leho.

Esse papo de "marcações novas no gramado" é legal e tals, mas é mais pra setorista ter alguma matéria pra escrever do que qualquer outra coisa. O Jardine é um cara capacitado, inteligente e que tá sempre buscando aprimoramento. Além disso, sempre deixou claro (lá na base de Cotia) sua filosofia de jogo bem definida.

A grande notícia de ontem relacionada a ele é esta aqui:

 

Fico feliz e triste ao mesmo tempo. Feliz porque, do que eu acompanhei do Jardine na base, como já deixei claro ali em cima, sempre gostei de seu trabalho. É um cara talhado pra comandar o SPFC... mas fico triste, triste porque o momento pra ele ser lançado NÃO É ESSE, não com o Leco na presidência, não nesse momento escroto da política do clube.

Vou torcer demais pra ele dar certo e conseguir vencer todos esses "poréns" do péssimo momento do clube, mas tenho a impressão de que vamos sacrificar um "embrião de bom treinador" por besteira, por capricho, por falta de planejamento.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
JGDuarte
19 horas atrás, Leho. disse:

Fico feliz e triste ao mesmo tempo. Feliz porque, do que eu acompanhei do Jardine na base, como já deixei claro ali em cima, sempre gostei de seu trabalho. É um cara talhado pra comandar o SPFC... mas fico triste, triste porque o momento pra ele ser lançado NÃO É ESSE, não com o Leco na presidência, não nesse momento escroto da política do clube.

Deve ficar feliz também porque foi o Leco que garantiu, ou seja, não é a hora do Jardine ainda hahaha

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Leho.
4 horas atrás, JGDuarte disse:

Deve ficar feliz também porque foi o Leco que garantiu, ou seja, não é a hora do Jardine ainda hahaha

Hahahahahaha, pois é.
 

Citar

SÃO PAULO
Paciência, por favor

Por Pedro Galante (@Pedro17Galante)

 

Resultado de imagem para andre jardine

Aguirre foi demitido após o empate contra o Corinthians. Vamos analisar a seguir o trabalho de Aguirre como um todo, a decisão da diretoria e o cenário do clube.

Diego Aguirre foi anunciado como treinador no dia 11 de março. Sua primeira partida no comando foi no dia 17, frente ao São Caetano, pelas quartas de final do Campeonato Paulista. Foram 43 partidas, 19 vitórias, 15 empates e nove derrotas, totalizando 55,8% de aproveitamento.

No início do campeonato, a expectativa era de meio de tabela apenas. Aguirre conduziu seu trabalho de maneira inteligente, fortaleceu o setor defensivo, afim de ter alguma segurança, depois desenvolveu mecanismos de pressão e combate pela bola, que foram a marca do time durante sua passagem, por fim, ajustou o setor ofensivo, muito baseado nos contra-ataques e no jogo vertical. Tudo isso sem uma pré-temporada e herdando um trabalho que usava conceitos bem diferentes dos seus.

Caiu no Paulistão frente ao Corinthians, nos pênaltis. Caiu na Copa do Brasil para o Atlético Paranaense de Fernando Diniz, que apesar de ruir posteriormente, era naquele momento um trabalho mais consolidado.

Formou com um elenco mediano – e que sofreu perdas importantes ao longo do tempo – uma equipe valente, difícil de ser batida e muito competitiva.

Sem reposição de mesmo nível para Militão e com a lesão do importantíssimo Everton, a equipe caiu muito de rendimento. Sendo líder e não encontrando mais o cenário onde seu jogo reativo se encaixava, a situação só piorou. O uruguaio não teve repertório para lidar com a perda de jogadores importantes e com um contexto que pedia um jogo com mais posse e criação. É preciso destacar também que o elenco não é o mais propício para esse estilo. Nesse meio tempo, caiu na Sul-Americana, também nos pênaltis, contra o Colón.

Depois de sair da briga pela taça, finalmente reinventou o time. Com a ascensão de Carneiro, tirou Nenê dos titulares e apostou em um jogo mais direto. Também deu espaço ao jovem Luan. Foi jogando assim que empatou contra o Atlético-PR e venceu o Vitória, no entanto nessa última partida, Rojas se machucou. Contra o Flamengo armou um 3-5-2 interessante e coerente as características do time. Na sequência empatou com o Corinthians e foi demitido.

A conclusão é de que não se trata de um trabalho ruim. O time rendeu muito mais do que se esperava e se tornou competitivo. Se Aguirre errou em algo foi na falta de repertório quando o time precisava criar mais.

A decisão da diretoria é bem questionável, uma vez que faltam apenas cinco rodadas para o fim do campeonato. O único cenário onde essa demissão faz algum sentido é se Jardine for efetivado e mantido para a temporada que vem. Mas não sabemos se esse é o caso, já que os pronunciamentos da diretoria foram totalmente inconclusivos.

Agora falando do cenário do clube. Desde 2015 um técnico não é mantido por mais de um ano, esse é um dado preocupante uma vez que o futebol se trata de um processo e consequentemente se aperfeiçoa com o tempo. Antes de contratar qualquer técnico, ou efetivar Jardine, é preciso pensar qual tipo de trabalho será desenvolvido, traduzir isso em um planejamento, alinhar todos os aspectos do clube (elenco, categorias de base, metodologia do clube, comissão técnica e afins) a esse planejamento e sobretudo ACREDITAR NO PROCESSO.

Jardine tem o perfil para encabeçar esse projeto, é estudioso, vitorioso e conhece o clube. O principal empecilho é a paciência que tem de partir da diretoria e da torcida. Paciência essa que não tiveram com Aguirre.

https://mwfutebol.com.br/2018/11/14/paciencia-por-favor/

Texto mais sóbrio e lúcido sobre o trabalho do Aguirre e seu desfecho.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×