Jump to content

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Lusitano99

Portugal Campeão do Mundo de Futebol Praia

Recommended Posts

Lusitano99
 
Portugal vence Taiti (5-3) e sagra-se campeão do Mundo
futebolpraiaespinho.jpg
A Seleção Nacional venceu o Taiti, por 5-3, na final do campeonato do mundo de futebol de praia, disputado em Espinho, e sagrou-se campeão mundial. A equipa lusa confirmou o favoritismo e venceu a prova disputada em casa.

Os golos portugueses foram apontados por Madjer, Belchior, Bruno Novo, Coimbra e Alan. Os tentos de Tahiti tiveram a assinatura de Labaste e Kuee (2).

No jogo do 3º e 4º lugares a Rússia venceu a Itália (5-2) e arrecadou um lugar no pódio.
 
 
A Bola

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

  • Similar Content

    • Lanko
      By Lanko
      Próxima>>>                 
       
      ATUALIZAÇÃO MAIS RECENTE!
      ÍNDICE
       
      E aê galera, tudo bom? Descobri o fórum recentemente há uns dias atrás, especificamente a área de histórias. Li algumas e adorei o formato e o fato que a galera resolveu postar suas jornadas e challenges interessantíssimos. 
      Enquanto jogava o FM18 fiquei pensando nas várias coisas que aconteceram e que dificilmente conseguiria guardar pra lembrar depois, especialmente as coisas memoráveis.
      Deixei quieto e segui em frente, mas como disse, encontrei essa área aqui e me arrependo de não ter pesquisado e encontrado antes. Mas antes tarde do que nunca, né! O save não tem tanto tempo e muitas dos principais eventos estão frescas na memória.
      Esse save não tem objetivos específicos a serem alcançados, simplesmente criei um perfil de treinador (sem escolher clube, comecei desempregado) e saí pro mundo pra ver no que vai dar. 
      PERFIL DO TREINADOR:
       
      Lanko Askarian sempre teve interesse por futebol, principalmente na parte tática, já que jogando ele é um grande perna de pau. Decidiu ir adiante com esse pensamento e resolveu estudar para ser técnico e dirigir uma equipe.
      Diante dos vários fracassos do Brasil na área, decidiu, corretamente ou não, ir estudar e fazer cursos na Europa. Escolheu a Inglaterra já que sabia inglês e nada dos outros idiomas. Depois de algum tempo, adquiriu profundo conhecimento tático, de treinamentos, de filosofias de jogo.
        
       
      Agora só faltava botar tudo isso em prática, e é aí que morava o problema. Lanko entrou determinado a começar 2018 como técnico, mas passou o primeiro semestre desempregado. Nem clubes brasileiros da 3a divisão quiseram sequer conceder uma entrevista.
      No fim da temporada europeia, Lanko voltou a Inglaterra, disposto a aceitar propostas da 5a ou 6a divisão inglesas só pra começar a trabalhar, mas mesmo dessa vez conseguindo entrevistas, não foi o escolhido em nenhum dos oito clubes em que bateu a porta.
       

       
      Jovem (30 anos, muito menos que muitos jogadores em atividade), sem ter comandado vestiário antes e ainda por cima estrangeiro, esses foram os principais motivos das recusas.
      Até que viu um anúncio de um clube de Portugal (o único), a Mondinense, da terceira divisão portuguesa, e decidiu entrar em contato com eles.
      O presidente foi surpreendido pelo contato. Ele acabou gostando do perfil. Avisou que o clube era pequeno, mas gostaria de ver o clube crescer e talvez tentar algo inusitado seria o primeiro passo ideal. O presidente convidou Lanko para a cidade de Mondim de Basto para assinarem o contrato.
       

       
      Lanko aceitou, muito feliz. Portugal não estava nos planos iniciais, mas quem sabe, caindo do céu, seria o melhor lugar para começar a carreira. O idioma não seria problema e Portugal era um bom país, além de ter certa história no futebol e um cenário respeitável.

      Ele sabia que o começo ia ser difícil, mas até chegar em Portugal e ver a sede da Mondinense de perto, ele não fazia ideia do quão difícil…
       
      Próxima>>>
    • EduFernandes
      By EduFernandes
      Tópico criado para o debate do restante das ligas que não possuem tanto prestígio, mas ainda são importantes no futebol da Europa.
    • Leho.
      By Leho.
      🏟️ ESTÁDIO: Estádio do Dragão 🐲 (Porto, POR)
      ⏰ HORÁRIO: às 15h45
      🗣️ ARBITRAGEM: Alberto Undiano (ESP)
      📺 TRANSMISSÃO: TNT e EI Plus
       
    • TH3 K1LL3R
      By TH3 K1LL3R
      Download:
       
      https://www.fmportugal.org/index.php?threads/download-fmpt-distritais-fm2019.6002/
       
       
      Instruções de instalação:
       
      Fazer download para Documentos\Sports Interactive\Football Manager 2019\editor data. Caso não tenham a pasta Editor Data devem-na criar. Ao criar novo jogo clicar em "Configuração Avançada" e depois garantir que está seleccionado este update. Devem ao criarem novo jogo seleccionarem a opção de adicionar jogadores a todas as equipas existentes e também devem configurar a DB para incluir todos os jogadores a jogarem em Portugal, para máximo realismo  
      Presente no update:
      Criados todos os clubes existentes a nível sénior, cidades e estádios; 4 níveis distritais seniores + 3 níveis distritais juniores; adicionado históricos de época de todas as equipas (grande maioria tem histórico desde a época 2005/06 - desde que tenham tido seniores); corrigido históricos de alguns clubes (como por exemplo Atlético dos Arcos, Naval, Atlético CP, Quarteirense e Belenenses) e também histórico de jogadores; adicionados rivais e derbys (muito inventados ou exagerados, mas se querem chegar com o clube do bairro à Primeira Liga, querem ter rivais quando lá chegarem); criação de prémios individuais; todos os nomes dos clubes e das competições foram editados (se usarem real names, apaguem desse ficheiro os nomes dos clubes e das competições nacionais); alterado Divisão sub-19 de Ponta Delgada para Açores (são 17 equipas, total de equipas dos Açores com juniores, em vez de 2 voltas para 9 equipas apenas de Ponta Delgada); retirado Quarteirense SAD da 1ª Divisão da AF do Algarve; V1 alteração da taça de Portugal, sem repescagens, mas também para ter vice-campeões das 1ª divisões distritais e também os vencedores das taças distritais; V1 todas as taças distritais e supertaças distritais mas também interdistritais (como Taça dos Campeões do Minho), assim como taças de honra, abertura e encerramento. V1 No Futuro:
      correcção de prémios individuais; criação de ainda mais jogadores. Logos: Brevemente
       
      Qualquer erro reportem, por favor.
      Se tiverem alguma ideia de como melhorar update digam.
       
      ALERTA: Infelizmente o update demora a carregar in-game, tempo que pode variar conforme as capacidades do vosso computador.
       
      Agradecimentos:
      Fmportugal.org
    • Tsuru
      By Tsuru
      Quando retornei à área no início deste ano, pretendia fazer um save no CM 01/02, que descobri que ainda recebe updates. Mas a instalação de tudo que não era o jogo original causou tantos problemas no computador que perdi quase duas semanas tentando arrumar. Além disso, nenhuma ideia de save se encaixava com o jogo. Então desisti e voltei para o FM, decisão da qual não me arrependo.

      Entre as muitas ideias e até possíveis usos de ligas alternativas - das quais desisti após um problema na passagem de tempo - decidi qual caminho iria seguir.
      O maior objetivo dessa aventura, contada no estilo JET (jogo e texto), será transformar um pequeno clube português em uma grande equipe nacional. Um daqueles times que forma grandes jogadores, que é uma pedra no sapato dos grandes campeões, invencível em casa e temido fora dela. E que não só conquista títulos, como cria condições para que eles se sustentem a longo prazo.
        Será um save de clube, portanto se eu for demitido o save acaba.
      Vou incluir também alguns postos relacionados à história do clube e de seus rivais, como gg e Danut fazem em alguns de seus saves. Não era minha ideia a princípio, mas a pesquisa revelou uma história muito rica e interessante que merece ser compartilhada.   Por fim, para tornar o save um pouco mais desafiador, haverá uma cota máxima de quatro jogadores brasileiros no elenco principal.   Curiosamente, essa ideia de save que estou começando funcionaria no CM 01/02.     Conquistar duas vezes o Campeonato Português (Liga NOS) em um período de três anos;
        Ao longo do save, conquistar o bicampeonato da Taça da Liga e da Taça de Portugal;
        Estabelecer um recorde de pelo menos cinco vitórias seguidas sobre cada um dos três maiores times portugueses (Porto, Benfica e Sporting) no Campeonato Português;
        Estabelecer um recorde de dez jogos sem perder para os maiores rivais, somando todas as competições oficiais disputadas;
        Estabelecer um recorde de dez jogos sem perder em casa em jogos oficiais, independente do adversário, sendo pelo menos seis vitórias;
        Ter pelo menos três jogadores formados na base convocados para a Seleção Portuguesa;
        Transformar pelo menos um jogador formado na base em lenda do clube;
        Ter instalações e categorias de base de primeiro mundo.   Outras sugestões de objetivos e de regras, ou mesmo alterações nos que estabeleci, são sempre muito bem-vindos.   Não coloquei objetivos específicos sobre competições europeias porque acredito que a distância dos portugueses para clubes de outros países é muito grande, e levaria muito tempo para chegar nesse patamar. Mas, dependendo do andamento do save, conquistas continentais podem sim fazer parte do projeto.   E que role a bola em terras lusitanas!  

      Temporada 1: 2016-2017
        A chegada ao Funchal Entre altos e baixos, o meio Não existe jogo fácil nas taças Brilha a estrela de Tiago Rodrigues A mosca na teia Podia ser melhor Um dia histórico A hora da verdade Temporada 2: 2017-2018
      A barca que vai, a barca que vem Uma pré-temporada bem movimentada O início da segunda temporada Goleada de um lado, Batistuta do outro Ajustando as engrenagens Altos, baixos, lesões e Bonilla Retrancas no caminho da Liga Europa A sorte virou? Sabor de derrota, sabor de vitória Em busca da vaga no continente Temporada 3: 2018-2019
      Mercado movimentado na Madeira Rola a bola na pré-temporada Um início surpreendente Nacional oscila, mas segue no G4 Aos trancos e barrancos A opção pelo 4-1-2-3 Invertendo o teorema de Billardo Trocando o pneu com o carro andando Mudando para melhor Cinco passos para a Europa Temporada 4: 2019-2020
      Mestres e Alunos O retorno à Liga Europa Pegando o elevador Dilemas de dezembro Um time que (quase) só empata O fim da empatite Quem não faz, leva Temporada 5: 2020-2021
      As três surpresas da pré-temporada Finanças, táticas e amistosos Dez dias que abalaram a Choupana Um mau começo E agora, José? Dança das cadeiras Tinha uma janela no meio do caminho Nada a perder Seis passos para a Europa Temporada 6: 2021-2022
      Os homens fazem planos, os deuses riem deles Com o pé direito Acorda, Nacional! Seis por meia dúzia A maldição do pé torto O tiquitaca madeirense Liga Europa ou Liga dos Campeões? Temporada 7: 2022-2023
      Chovendo na horta Posts históricos
      Viagem à Ilha da Madeira O nascimento do futebol português Uma ilha, três paixões Anos 20: O maior das ilhas As revoltas madeirenses Tempos sombrios: as primeiras taças As muitas glórias de Otto Um jovem chamado Eusébio O Benfica no topo da Europa A maldição do Feiticeiro Húngaro Rumo à Copa do Mundo Da euforia à decepção A maldição em ação O dia em que Eusébio quase foi parar no Vasco O futebol e a Revolução dos Cravos O fim de uma era O Dia da Madeira O Dragão se apresenta à Europa O estádio que virou a casa do maior rival O Esquadrão Imortal O Dragão no topo do mundo Bruxaria sem fim
×
×
  • Create New...