Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Toggy81

Guia Teórico e Prático sobre o Football Manager

Recommended Posts

Rudsonnunes

 Olha a parte de tática e estrategias dos FM mudou muito, muita coisa pra melhor só que com isso passaram a engessar as táticas e função deixando o mais mecanico e menos previsível como é o futebol. Todos as funções dos jogadores agora já vem programado pra fazer algo (mesmo que vc não queira). Nenhum MC (qualquer função) deixa vc marca levar a bola pelos lado correr para direita ou esquerda, Se colocar 3 MC todos eles jogaram pelo meio, (ou tem que treinar movimento correr pela esquerda ou direita). 

 Mesma coisa para os Volantes (dependendo da função)  não deixa vc marcar a opção chutar mais ou chutar menos. 

 As funções tem que caber ao técnico pedir para fazer e não o programa restringir isso ( assim acaba a imprevisibilidade do futebol) se torna mecânico. Daqui a pouco vai aparecer uma tática  pronta com as funções já prontas onde só precisa colocar pra jogar e a maquina vai executar, e todos estarão jogando com a mesma tática e com as mesma funções. Ai acabou a diversidade tática e imprevisibilidade. 

 

  Hj se eu fizer uma tática e o Toggy fizer outra seria provavelmente 50% um diferente da outra. (Resultados Imprevisíveis) 

  Do jeito que esta indo o FM vai chegar uma hora que será a mesma tática porque vamos escolher a melhor tática programada que vai  dar um melhor resultado.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Toggy81
3 minutos atrás, Rudsonnunes disse:

 Olha a parte de tática e estrategias dos FM mudou muito, muita coisa pra melhor só que com isso passaram a engessar as táticas e função deixando o mais mecanico e menos previsível como é o futebol. Todos as funções dos jogadores agora já vem programado pra fazer algo (mesmo que vc não queira). Nenhum MC (qualquer função) deixa vc marca levar a bola pelos lado correr para direita ou esquerda, Se colocar 3 MC todos eles jogaram pelo meio, (ou tem que treinar movimento correr pela esquerda ou direita). 

 Mesma coisa para os Volantes (dependendo da função)  não deixa vc marcar a opção chutar mais ou chutar menos. 

 As funções tem que caber ao técnico pedir para fazer e não o programa restringir isso ( assim acaba a imprevisibilidade do futebol) se torna mecânico. Daqui a pouco vai aparecer uma tática  pronta com as funções já prontas onde só precisa colocar pra jogar e a maquina vai executar, e todos estarão jogando com a mesma tática e com as mesma funções. Ai acabou a diversidade tática e imprevisibilidade. 

  Hj se eu fizer uma tática e o Toggy fizer outra seria provavelmente 50% um diferente da outra. (Resultados Imprevisíveis) 

  Do jeito que esta indo o FM vai chegar uma hora que será a mesma tática porque vamos escolher a melhor tática programada que vai  dar um melhor resultado.

Aí eu discordo de vc Rudson.

O que aconteceu foi que na época dos slides vc tinha q praticamente virar um programador pra entender bem as alterações que iria fzr em cada jogador pra conseguir um bom resultado.

Sem contar que era um inferno quando vc substituia alguém com características diferentes e tinha q ir lá setar o cara novo todo inteiro pra ele não estragar o seu jogo. 

Aí apareceu aquela opção de gravar as instruções individuais para cada jogador dependendo do posicionamento, o que já amenizou um pouco a situação. Mesmo assim era um porre ter que ficar setando o Ganso pra jogar de MAC, de MC, de Vol, depois a mesma coisa pra outro jogador.

Já era chato pra quem sabia o que estava fazendo, imagina pra quem estava começando?!

Aí resolveram essa treta toda colocando esses pré sets com Volante, Lateral, Ala, Meio campista, Atacante Recuado e especialistas como o Falso 9, Armador Avançado, Enganche, Meia Recuperador de Bola... tudo isso pra dar mais dinamismo ao jogo, poupar tempo. 

Eu não vejo como retrocesso. Vejo como avanço. Quem está chegando agora tem condições de curtir o jogo e quem é das antigas consegue muito bem diferenciar as funções de uma posição para outra. 

Pra resolver esse "engessamento" que você fala pode ser que esteja faltando uma posição "Livre" pra vc pegar o jogador e setar exatamente da forma como quer, mesmo que seja com instruções que se contradigam, mas eu acho que hoje em dia seria uma baita perda de tempo se temos como resolver isso dentro do diversificado quadro de funções disponíveis. 

Se você quer que um volante chute mais, procure encaixá-lo em uma função em que ele apoie e você possa selecionar mais chutes nas instruções individuais. Ou treine o movimento favorito dele pra isso. Até pq jogar com um Primeiro Volante Defender, que teoricamente mal teria que passar do meio campo e querer que ele finalize pra gol é muito contraditório. 

Ou jogar com 3 meias centrais e querer que eles abram pra lateral tb é muito contraditório se você pode resolver isso jogando com um meia central e dois abertos. Se o problema for a marcação resolve-se facilmente mandando o time jogar bem fechado que defensivamente eles acabarão se agrupando mais próximos um ao outro no meio de campo. 

Se o problema é a imprevisibilidade é só deixar o time muito flexível e pedir para ser mais criativo. 

Não acho nada engessado o jogo, pelo contrário. Infinitas possibilidades, mas hoje em dia possibilitando que novos jogadores experimentem o jogo de uma forma menos traumática, mais casual e divertida.

Enfim... na minha opinião melhor FM já lançado ever.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Rudsonnunes
11 minutos atrás, Toggy81 disse:

Aí eu discordo de vc Rudson.

O que aconteceu foi que na época dos slides vc tinha q praticamente virar um programador pra entender bem as alterações que iria fzr em cada jogador pra conseguir um bom resultado.

Sem contar que era um inferno quando vc substituia alguém com características diferentes e tinha q ir lá setar o cara novo todo inteiro pra ele não estragar o seu jogo. 

Aí apareceu aquela opção de gravar as instruções individuais para cada jogador dependendo do posicionamento, o que já amenizou um pouco a situação. Mesmo assim era um porre ter que ficar setando o Ganso pra jogar de MAC, de MC, de Vol, depois a mesma coisa pra outro jogador.

Já era chato pra quem sabia o que estava fazendo, imagina pra quem estava começando?!

Aí resolveram essa treta toda colocando esses pré sets com Volante, Lateral, Ala, Meio campista, Atacante Recuado e especialistas como o Falso 9, Armador Avançado, Enganche, Meia Recuperador de Bola... tudo isso pra dar mais dinamismo ao jogo, poupar tempo. 

Eu não vejo como retrocesso. Vejo como avanço. Quem está chegando agora tem condições de curtir o jogo e quem é das antigas consegue muito bem diferenciar as funções de uma posição para outra. 

Pra resolver esse "engessamento" que você fala pode ser que esteja faltando uma posição "Livre" pra vc pegar o jogador e setar exatamente da forma como quer, mesmo que seja com instruções que se contradigam, mas eu acho que hoje em dia seria uma baita perda de tempo se temos como resolver isso dentro do diversificado quadro de funções disponíveis. 

Se você quer que um volante chute mais, procure encaixá-lo em uma função em que ele apoie e você possa selecionar mais chutes nas instruções individuais. Ou treine o movimento favorito dele pra isso. Até pq jogar com um Primeiro Volante Defender, que teoricamente mal teria que passar do meio campo e querer que ele finalize pra gol é muito contraditório. 

Ou jogar com 3 meias centrais e querer que eles abram pra lateral tb é muito contraditório se você pode resolver isso jogando com um meia central e dois abertos. Se o problema for a marcação resolve-se facilmente mandando o time jogar bem fechado que defensivamente eles acabarão se agrupando mais próximos um ao outro no meio de campo. 

Se o problema é a imprevisibilidade é só deixar o time muito flexível e pedir para ser mais criativo. 

Não acho nada engessado o jogo, pelo contrário. Infinitas possibilidades, mas hoje em dia possibilitando que novos jogadores experimentem o jogo de uma forma menos traumática, mais casual e divertida.

Enfim... na minha opinião melhor FM já lançado ever.

   Não disse que foi um retrocesso, disse que engessaram tiram um direito do técnico sobre a função do jogador. imagina vc sendo o técnico do flamengo real e vc não podendo pedir para o seu MC correr pra direita (leva para direita) porque ta bloqueado isso.  Vc não pode dizer para o seu volante (chuta mais) porque ta bloqueado. Na vida real (futebol) real isso não existi. 

  Não me referi a imprevisibilidade do time e sim do Treinador.

  Veja eu disse jogar com 3 MC, vc mudou pra 1 MC e 2meia lateral viu isso imprevisibilidade, com uma diferença eu não tenho o direito de pedir para o meu meia esquerda ir pra esquerda, se eu querer isso vou ter que fazer como vc (eu vou ser obrigado a jogar na mesma formação que vc 1 MC e 2 Meias laterais) perdeu a imprevisibilidade do Técnico.

  Procurar mudar a função do volante pra ele se adaptar ao programa (I.A), imagina eu não posso pedir ao meu volante Def pra ele chutar mais (onde esta isso ai na vida real hj) 

   Infelizmente muitas pessoas não sabem diferenciar o FM com a Programação do Jogo (falar que o modelo de táticas do FM vem implementando esta sendo controlado pela programação e restringindo a decisão do Player) não é dizer que o FM ta ruim ou retrocedeu em nhum momento eu disse isso, falei sobre a programação (linha de programação adotada na criação do jogo)  

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Anjo_Ed

Eu não entendi bem....

"...Veja eu disse jogar com 3 MC, vc mudou pra 1 MC e 2meia lateral..."

 

Não é a mesma coisa ? Pelo o que eu entendi, o FM 2016 facilitou para o usuário, só, não impediu. 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Rudsonnunes
22 minutos atrás, Anjo_Ed disse:

Eu não entendi bem....

"...Veja eu disse jogar com 3 MC, vc mudou pra 1 MC e 2meia lateral..."

 

Não é a mesma coisa ? Pelo o que eu entendi, o FM 2016 facilitou para o usuário, só, não impediu. 

 

    Exatamente não é a mesma coisa, eu disse eu quero o jogo com 3 MC o meia esquerda(MC) quero q ele leve pra esquerda coma bola (como os FM anteriores) hj não te mais esse opção. 

    Como o toggy ja disse pra fazer isso tem que colocar 1 MC e 2 Meias lateral, não por opção sua mas sim porque a programação do jogo foi feito assim. 

    O jogo como o toggy falou é o melhor, mas na linha de programação ele limita a opções (quem ja fez ou esta fazendo sistema de formação) vai entender exatamente o que to querendo dizer. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Perissé
3 horas atrás, Rudsonnunes disse:

Não disse que foi um retrocesso, disse que engessaram tiram um direito do técnico sobre a função do jogador. Imagina vc sendo o técnico do Flamengo real e você não poder pedir para o seu MC correr para direita (leva para direita) porque está bloqueado isso.  Vc não pode dizer para o seu volante (chuta mais) porque ta bloqueado. Na vida real (futebol) real isso não existi.

Dando um exemplo para cada situação. Se você quer que seu MC corra para a direita, coloque ele como MCD. Se você quiser colocar seu VL para chutar, coloque uma função que deixe ele subir mais e habilitar a instrução Chutar Mais.

Para cada situação tem uma solução, discordo disso que você falou. O que você quiser fazer (Desde que não seja fora da realidade) o FM te dará as ferramentas necessárias.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Toggy81
25 minutos atrás, Yan Perissé disse:

Dando um exemplo para cada situação. Se você quer que seu MC corra para a direita, coloque ele como MCD. Se você quiser colocar seu VL para chutar, coloque uma função que deixe ele subir mais e habilitar a instrução Chutar Mais.

Para cada situação tem uma solução, discordo disso que você falou. O que você quiser fazer (Desde que não seja fora da realidade) o FM te dará as ferramentas necessárias.

Mas então Yan, no caso o que o @Rudsonnunes está querendo dizer é que em versões anteriores tinhamos liberdade TOTAL para fazer o que quisessemos, por mais maluco que fosse. 

Eu sinceramente não sinto falta disso pois é relativamente fácil se adaptar ao novo setup, mas falando na visão de programador o programa está realmente "engessado", mais para proteger o pessoal que não tem tempo ou interesse de virar um estudioso, mas mesmo assim gosta do estilo do jogo.

Eu acho que a única forma de termos essa liberdade total seria a SI liberar uma função "Coringa" onde todo o set fosse liberado independente da posição, mas sinceramente não sinto a menor falta disso se posso usar os recursos que você exemplificou aqui para chegar no mesmo resultado de forma muito, mas muito menos trabalhosa (slides nunca mais por favor!).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Rudsonnunes
47 minutos atrás, Toggy81 disse:

Mas então Yan, no caso o que o @Rudsonnunes está querendo dizer é que em versões anteriores tinhamos liberdade TOTAL para fazer o que quisessemos, por mais maluco que fosse. 

Eu sinceramente não sinto falta disso pois é relativamente fácil se adaptar ao novo setup, mas falando na visão de programador o programa está realmente "engessado", mais para proteger o pessoal que não tem tempo ou interesse de virar um estudioso, mas mesmo assim gosta do estilo do jogo.

Eu acho que a única forma de termos essa liberdade total seria a SI liberar uma função "Coringa" onde todo o set fosse liberado independente da posição, mas sinceramente não sinto a menor falta disso se posso usar os recursos que você exemplificou aqui para chegar no mesmo resultado de forma muito, mas muito menos trabalhosa (slides nunca mais por favor!).

     Rs.... Calma ninguém disse aqui que quer o modelo antigo de volta, uma coisa nada tem com a outro vou mostra com desenho que é melhor rs... 

https://onedrive.live.com/?cid=2049EC9945CA2590&id=2049EC9945CA2590!2139&group=0&parId=2049EC9945CA2590!342&o=OneUp

ou

https://onedrive.live.com/redir?resid=2049EC9945CA2590!2139&authkey=!AEbDkZVDEMujvj0&v=3&ithint=photo%2cpng

 

 Veja a seta no MCE e no MCD isso não vai acontecer, existe a opção levar a bola para a lateral ou ficar mais aberto (mas isso ta bloqueado pela programação) vc pode mudar a função do jogador mais ainda assim nenhuma delas vai fazer isso, (isso é uma coisa Real do futebol) 

  Veja o Vol DEF ele ta proibido de chutar ( a onde tem essa regra no futebol onde um jogador por ser DEF ta proibido de chutar) se fosse assim então ZC, LT defensivo não poderiam chutar isso não existe.  A vc tem um Volante ótimo nos atributos Defensivos e ótimo de chute longo ai ele não pode fazer as 2 coisa sendo VOL Def. 

 

  Não falei que quero voltar ao modelo antigo das táticas, falei de que a linha de programação não pode criar uma regra onde quem determina quem vai chutar ou não, quem vai correr pela lateral ou não seja um regra feita pela programação. Quem tem que dizer ao jogador se ele vai pela direita ou se vai chutar deve ser opção do técnico. 

 

   Nada cotra a evolução do modelo de táticas do FM.

 

Editado por Rudsonnunes

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
LuizH

Concordo com o Rudson em algumas questões. Como praticamente não joguei o FM15, tive um grande "baque" quando peguei o FM16 e esta questão foi uma das coisas que mais me chamaram a atenção: a impossibilidade de exigir que o jogador pratique determinadas tarefas dentro de campo.

Não penso que isto interfira no jogo e nem desmereça a qualidade desta versão, afinal, ao meu ver, temos a melhor versão do FM. Mas confesso que também acho que isto torna o jogo um pouquinho "engessado", como vocês disseram.

No entanto, acho que esta é apenas uma jogada da SI para introduzir um modo mais acessível de jogar àqueles que estão começando e não tem paciência de entender os pormenores do jogo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Perissé
3 horas atrás, Rudsonnunes disse:

Veja o Volante Defender ele está proibido de chutar (Aonde tem essa regra no futebol onde um jogador por ser Defesa está proibido de chutar) se fosse assim então ZC, LT defensivo não poderiam chutar isso não existe. Aí você tem um Volante ótimo nos atributos Defensivos e ótimo de chute longo ai ele não pode fazer as 2 coisa sendo VOL Def.

Um MRB Apoiar tem a função de roubar a bola e ajudar defensiva, e ao mesmo tempo apoiar as subidas ofensivas. Talvez seria bom essa função, não?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Felipe Siman

Vi o debate, e troca de ideias... Pra mim está engessado sim, apesar de todos os argumentos, ficou bem falhado essas opções táticas assim. Aos novatos, opção de novatos ao iniciar a carreira, aos expert, opção de que manja da coisa. Se é por isso pensaram em melhorar aos novatos, e tocaram o foda-se a quem quer ter o dedo em cada detalhe tático. Vi falar que era um saco setar cada jogador, dentro do jogo tem que setar, na vida real falar, (os treinadores falarem), excelente o nível do jogo, porém táticas e treinos muito simples, o treino tem que evoluir. Mas, voltando as táticas em si, faltou sensibilidade, e inteligência pra SI. Mesmo que o objetivo seja captar novatos, vejo muitos criticando, seja aqui, ou no FMScout, ou também no FMSite.net . Virou polemica.. a SI devia gravar um vídeo com funcionários homens se beijando.

Agora com licença vou voltar ao FM16, mesmo com as coisas que não gostei. Vicio!!! hahahhaha 

Editado por Felipe Siman

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Perissé

@Toggy81, o MP "Explora os Espaços" é equivalente à qual no 1º capítulo?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
sonolento

As figuras sumiram. Alguém teria as figuras do Apendice salvas em algum lugar?

 

Como faz pra ativar as figuras novamente?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
AdamSwen

Excelente guia, abriu minha mente para diversas questões do jogo, obrigado e parabens pelo trabalho!!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Oliver Araújo

Obrigado meu amigo me ajudou muito na construção do meu elenco 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
André Fernandes
Em 17/11/2015 at 14:18, senna889091 disse:

ambos validos :D

parabéns pelo guia. há possibilidade de colocarem o .doc e .pdf novamente?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Toggy81
1 hora atrás, André Fernandes disse:

parabéns pelo guia. há possibilidade de colocarem o .doc e .pdf novamente?

Nessas formatadas da vida acabei perdendo esses arquivos.

Espero que alguém do fórum tenho guardado pois eu também quero.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
André Fernandes
Em 19/10/2017 at 14:31, Toggy81 disse:

Nessas formatadas da vida acabei perdendo esses arquivos.

Espero que alguém do fórum tenho guardado pois eu também quero.

eu só precisava de ter as fotos que publicas aí no tópico

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
ggpofm
Em 19/10/2017 at 09:41, André Fernandes disse:

parabéns pelo guia. há possibilidade de colocarem o .doc e .pdf novamente?

 

Em 19/10/2017 at 11:31, Toggy81 disse:

Nessas formatadas da vida acabei perdendo esses arquivos.

Espero que alguém do fórum tenho guardado pois eu também quero.

Descobri que tenho o arquivo em pdf e coloquei em um local onde ele não será apagado. Se alguém puder, por favor, coloque o link no post inicial também.

Download Guia Teórico e Prático sobre o Football Manager (pdf)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
André Fernandes
Em 29/10/2017 at 15:26, ggpofm disse:

 

Descobri que tenho o arquivo em pdf e coloquei em um local onde ele não será apagado. Se alguém puder, por favor, coloque o link no post inicial também.

Download Guia Teórico e Prático sobre o Football Manager (pdf)

obrigado por disponibilizares. 

esta parte já não é considerado guia? não está no pdf

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
André Fernandes

é possível postar a imagem ? aqui não aparece as imagens do ponto 3

 

cualquier posición:

 

 

 

formacindesequilibrada.png

eguinte esquema:

formacinequilibrada.png

Editado por André Fernandes

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Perissé
11 horas atrás, André Fernandes disse:

é possível postar a imagem ? aqui não aparece as imagens do ponto 3

Isso foi um problema do autor do guia lá no FMSite, já que as imagens são dele.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • Henrique M.
      Por Henrique M.
      Uma das melhorias mais importantes do Football Manager 2018 foi a melhoria nos goleiros. Mais especificamente na função de Goleiro Líbero e na forma que ela atua dentro do próprio jogo. Antigamente eu ficava entre a função tradicional de Goleiro e talvez Goleiro Líbero - Apoiar, mas realisticamente quase não havia diferenças. Especialmente quando eu dava instruções ao meu goleiro para tocar a bola para os zagueiros. Eu raramente via o tipo de futebol que espera-se de um goleiro líbero, mas graças as modificações dessa nova edição, ela se tornou primordial para meu sistema de jogo no Bournemouth. Portanto, nesse guia você vai entender como usar eficientemente o goleiro líbero no FM, por que ele é tão importante e os exemplos de como ele adiciona positivamente ao estilo de jogo da minha equipe.
      Primeiramente, vou apresentar o jogador que utilizo na função: Timo Horn. Com uma clausula de rescisão de apenas 17,5 milhões de euros, você pega um dos melhores goleiros do jogo por um preço absurdamente baixo. Uma olhada rápida em seu perfil e já dar para perceber que ele tem a maioria dos atributos necessários para um bom goleiro líbero. Ele é muito bom no Um para Um, algo que certamente pode ocorrer num esquema mais agressivo, excelentes atributos de distribuição de bola (e com bastante espaço para melhorar seu atributo de Passe). Além disso, com excelente Frieza e Antecipação ele se torna adequado demais para fazer a função.

      Um dos melhores goleiros líberos do jogo e por apenas 17,5 milhões de euros
      No passado, quando eu escolhia por usar um Goleiro Líbero, a função seria Apoiar. Entretanto, eu queria tirar testar e tirar o máximo possível da capacidade de Timo Horn com a bola e usá-lo efetivamente na nossa construção de jogo a partir da defesa. Tendo isso em vista, passei a usar o Goleiro Líbero - Atacar. 
      Apesar de a descrição oficial da função falar dos goleiros fazer realmente a função de Líbero defensivamente, saindo para cortar bolas na intermediária ou na lateral, como em algumas ocasiões já vimos Neuer fazendo, o jogo realmente não aplica isso adequadamente. Portanto, é algo que pode estar vindo nas próximas edições, caso continuem seguindo na melhoria dessa função. Afinal de contas, essa é a principal característica que associamos com um Goleiro Líbero, e foi isso que marcou os grandes nomes da função como Grosics, Jongbloed, Gatti, Valdes e Neuer. É o próximo passo na replicação na definição natural da função dentro do jogo. E esse é um comportamento que já tinha sido descrito por Kenneth Wolstenholme em 1954 como:
      Essa citação refere-se ao uso de Gyula Grosics (você pode conhecê-lo melhor nesse artigo em inglês da These Football Times) na seleção húngara de 1954 e exaltava a importância do arqueiro para o estilo de jogo do time. Essa geração de jogadores da Hungria ficou conhecida como Aranycsapat ou Time de Ouro. Da mesma maneira que Grosics era vital para a Húngria, e Honved, Timo Horn tornou-se para o meu Bournemouth.
      No começo, enquanto treino o passe do goleiro, resolvi ser mais cauteloso, pedindo passes mais curtos, mas assim que o atributo começar a progredir, removerei a instrução. Além dessa instrução, também peço para que ele distribua para os zagueiros. Naturalmente a função já conta com as instruções Driblar mais e Mais passes de risco. Essas instruções fazem com que ele seja mais ativo na reposição curta de jogo, ajudando na construção do jogo, ao passar a bola para seus companheiros de zaga.
      ,
      Quando analisamos algo no Football Manager, ou no futebol em geral, você não pode olhar apenas para um ponto de vista isolado. Você tem que analisar como os jogadores ou as funções encaixam em todo o sistema. Eu poderia criar a função perfeita para um camisa 10, mas se ele não encaixar com o restante do time, ele torna-se inútil. É a mesma coisa no caso do Goleiro Líbero. Na minha tático com o Bournemouth, Horn fica atrás da linha de quatro defensores, com um Defesa com Bola - Defender e um Defesa Central - Defender e dois Ala - Apoiar. Eu mostrarei posteriormente a forma que a equipe sai jogando em breve, mas isso acaba gerando o ambiente perfeito para Horn ter a bola e fazer os passes adequados para a bola progredir cuidadosamente pelo campo. Ter um Construtor de Jogo Recuado - Defender também é extremamente importante, como verão posteriormente.
      Você deve até estar pensando que eu uso a instrução Jogar A Partir da Defesa para tirar o máximo de Horn, mas eu não tenho necessidade dela. É possível enxergar constantemente meu time fazendo isso sem a instrução, já que peço Passes Mais Curtos nas Instruções à Equipa. Isso significa que todo o meu time irá procurar o jogador que estiver mais próximo dele na hora de passar, o que logicamente faz com que a defesa já tenha que sair jogando sem rifar a bola. Com uma mentalidade Controlar e com um maior Liberdade Criativa, o time também tem a oportunidade de fazer passes mais longos caso seja necessário, e meu goleiro líbero tira vantagens disso.
      Previamente eu disse que era importante envolver qualquer função no FM com um esquema de funções adequados para os outros jogadores. Como você pode ver, o Goleiro Líbero não é diferente. Nesse exemplo o goleiro tem que sair para recolher um cruzamento e movimentar até a entrada da área para inciar um ataque. Afinal de contas, goleiros líberos são os primeiros atacantes. Perceba que ele tem diversas opções disponíveis e graças a sua alta mentalidade, ele decide tocar para o lateral (linha de passe amarela), demonstrando que nem sempre ele irá sair jogando com os zagueiros. Note também que ele tinha o Defesa Central disponível (linha de passe laranja) e o Construtor de Jogo Recuado (linha vermelha) recuando para dar outra opção. Com tudo isso disponível, o adversário com a camisa 17 não pode cobrir todas as opções, e Horn pode usar sua mentalidade alta, além de bons atributos de Frieza e Decisões, para escolher o passe correto. Isso parece óbvio, mas essa abordagem é aplicável em qualquer outra função do jogo, apenas faça com que eles tenham opção para tocar a bola. Isso não é muito diferente do que um goleiro numa função tradicional faria, mas é importante para começar a construção do jogo a partir do goleiro. Na continuação desse lance, o ala tocou para o Atacante Sombra da esquerda e imediatamente estávamos no campo de ataque.

      SK-A: Goleiro Líbero Atacar, CD-D: Defesa Central Defender, DLP-D: Construtor de Jogo Recuado Defender, BPD-D: Defesa com Bola Defender, WB-S: Ala Apoiar, CAR-S: Carrilero Apoiar, MEZ-S: Mezzalla Apoiar, SS-A: Atacante Sombra Atacar e AM-A: Meia-Atacante Atacar
      Você quer um exemplo melhor do que eu disse a respeito das opções e funções à volta de um jogador? A bola foi passada para nosso Defesa Central e ele começou a ser pressionado pelo número 17 do adversário. Entretanto, o zagueiro tem diversas opções disponíveis através de nosso Ala, Carrilero, Construtor de Jogo Recuado e Atacante Sombra. Dessa forma, criamos um losango (Goleiro Líbero, Defesa Central, Defesa com Bola e Construtor de Jogo Recuado) para construir a jogada pelo meio, enquanto tínhamos dois Alas para dar largura em caso de pressão adversário e opções mais abertas de passe.

      SK-A: Goleiro Líbero Atacar, CD-D: Defesa Central Defender, DLP-D: Construtor de Jogo Recuado Defender, BPD-D: Defesa com Bola Defender, WB-S: Ala Apoiar, CAR-S: Carrilero Apoiar, MEZ-S: Mezzalla Apoiar, SS-A: Atacante Sombra Atacar e AM-A: Meia-Atacante Atacar
      E algumas vezes, o goleiro líbero pode adotar uma posicionamento mais ousado, apesar de não ser tão frequente quanto eu gostaria. Nesse exemplo, você pode ver que o adversário está recuado e Horn sentiu-se confortável o suficiente para avançar com a bola nos pés, ultrapassando até o Defesa com Bola. Isso gera diversas opções à sua frente e é muito bacana de ver acontecer dentro do jogo. Apesar de Horn ter lidado muito mal com a bola nesse exemplo, você pode enxergar o potencial que existe (principalmente se você conseguir alguém melhor ainda com a posse da bola) para o Defesa com Bola ou Ala estarem livres para receber a bola a medida que o número 17 ou 9 quebram a linha defensiva para pressionar o goleiro.

      Temos outros exemplos também em partidas que fomos pressionados mais agressivamente, tentando apertar o Defesa Central. Entretanto, somos capazes de lidar com esse tipo de pressão tranquilamente, já que Horn vai até a zona roxa para dar a opção de passe, e o zagueiro faz a opção correta ao recuar para ele. Então, Timo Horn passa a bola para nosso Defesa com Bola e rapidamente nos livramos da pressão alta do adversário. A jogada progride com o zagueiro passando para o lateral na esquerda, e rapidamente chega aos nossos jogadores mais avançados, nos colocando em posição para agredir o terço final do campo. Novamente, isso é simplório, mas mostra como a função adiciona muito ao nosso estilo de jogo por fornecer um passador (de vontade própria) extra na construção do jogo. A capacidade dele receber a bola e mudar a direção do jogo faz dele uma peça importante no nosso losango central de armação. Por isso, em jogos que nosso adversário tenta pressionar agressivamente nossa equipe, a presença do Goleiro Líbero é indispensável. Nós mantemos a bola e movimentamos-a agilmente, com a função do guarda-redes nos permitindo fazer isso sem que nosso Defesa Central tome uma decisão errada ou arriscada com seu passe.

      Nas condições adequadas, o Goleiro Líbero vai transformar a defesa em ataque. Nesse exemplo, o oponente bateu um lateral bem próximo a nossa área, e nosso Construtor de Jogo Recuado passou para nosso Defesa com Bola. De maneira corajosa, ele viu Timo Horn posicionando-se para receber o passe e tocou para ele (linha vermelha). Em seu processo de decisão e com muita frieza, Horn decide dar um passe para nosso Meia-Atacante (linha amarela) e claramente dá para perceber que foi uma decisão pensada. É importante ressaltar que ele não afastou a bola e ela magicamente foi para nosso Meia-Atacante. Ele fez esse passe de forma deliberada e pensada. Isso nos ajudou a evitar a pressão do adversário novamente, e nosso trio de frente combinou para marcar um gol. Enquanto o goleiro não irá receber a assistência, esse gol foi claramente criado por ele. Esse é um exemplo claro de quando um Goleiro Líbero fará algo que um goleiro tradicional não vai, e essa jogada originou um gol.

      Dessa forma, fica claros o potencial de utilizar um Goleiro Líbero no FM para melhorar seu estilo de jogo (se você estiver jogando com foco na posse de bola) e ajudar na construção do jogo e retenção da posse de bola. Provavelmente com um goleiro que tenha maiores capacidades de passe que Timo Horn, você pode melhorar e muito essa abordagem dentro do jogo e usá-la ao seu favor.
      Texto traduzido por Henrique M. para o FManager Brasil e Engenharia do Futebol
      Fonte: https://cdeekyfm.wordpress.com/2018/03/03/how-to-utilise-the-sweeper-keeper-effectively-on-football-manager/
      Banner: @_Matheus_
       
    • Henrique M.
      Por Henrique M.
      Introdução
      O treinamento é parte fundamental da carreira de um jogador de futebol. Os avanços científicos e tecnológicos nas últimas décadas transformaram os regimes de treino em algo cada vez mais meticuloso na preparação das equipes para os seus jogos. Os grandes clubes do mundo gastam milhões melhorando seus centros de treinamentos e trazendo os melhores preparadores, equipe médica e qualquer outra peça que possa ser determinante no sucesso e desenvolvimento dos jogadores. Esses clubes entenderam a real importância de se preparam adequadamente em suas sessões de treinos.
      O treinamento é igualmente importante no Football Manager. Alguns jogadores costuram ignorar ou neglicenciar parcialmente esse aspecto do jogo e não percebe as repercussões desse tipo de atitude. Quanto mais você se dedicar aos treinamentos da sua equipe, melhores serão seus resultados. Se você preparar-se adequadamente e gastar seus recursos sabiamente para melhorar a qualidade dos seus treinos, seus jogadores irão jogar melhor e desenvolver melhor. Será que ainda é necessário te provar da importância de entender e usar os treinamentos no Football Manager?
      Como conseguir cinco estrelas em todas as áreas de treinamento?
      A única maneira de conseguir treinos cinco estrelas no jogo é contratando um preparador que seja capaz de fazer isso possível. Existe muito a se considerar quando estiver contratando um preparador, e não somente seus atributos específicos para a área de treinamento desejada. Obviamente que você pode contratar aquele que tem 20 em treino defensivo, mas não é garantia de que ele vá te entregar um treino cinco estrelas. Você tem que considerar diversos outros fatores antes de contratar um preparador, e mesmo assim não é garantido que se você o contratar, ele te dará um treino cinco estrelas.
      Junto com seus atributos de treinamento, você tem que considerar outros como: Determinação, Motivação e Nível de Disciplina. Outros pontos interessantes de se observar são a experiência anterior do preparador e se ele é capaz de falar o mesmo idioma que a maioria de seus jogadores. Não faz sentido contratar um preparador para um clube espanhol que não saiba espanhol. Isso foi até aliviado com a opção de mandar jogadores e staff para um curso intensivo de idiomas, mas até que a nova língua seja aprendida, demora um tempo. Outro bom indicador são os clubes anteriores do preparador desejado. Por exemplo, alguém que trabalhou no Chelsea tem a tendência de ser melhor que alguém que trabalhou na sexta divisão inglesa. No fim das contas, você só saberá se um preparador entregará um treino cinco estrelas após contratá-lo. Você pode acabar tendo que contratar diversos, mas se você tem capacidade de atrair diversos preparadores de qualidade, em breve terá um treino cinco estrelas em todas as áreas.
      Também é importante notar que preparadores desenvolvem-se da mesma forma que jogadores. Com tempo e experiência, eles se tornam melhores em suas sessões de treino. Um preparador pode começar com três estrelas no treino ofensivo, mas dez anos depois ser um treinador quatro estrelas e meia. Você também deve considerar a carga de trabalho. Um preparador pode não ser o suficiente para cada área de treinamento, dependendo do tamanho do seu elenco. O ideal é sempre contratar funcionários, caso o clube permite, até ter uma carga abaixo de média.
      Contudo, em termos gerais, basta que você tenha uma estrutura de treinos 5 estrelas e contrate preparadores que tenham acima de 15 nos atributos destacados pelo Football Manager. Abaixo, um exemplo de treinador cinco estrelas para o treino tático.

      Melhorando sua infraestrutura de treino
      A qualidade das suas infraestruturas de treino é absolutamente vital para seu elenco principal, e também para os jovens. O quão melhores forem suas infraestruturas, melhor será o desenvolvimento dos seus jogadores e o seu preparo para as necessidades da temporada. Além disso, ganhar condição de jogo torna-se mais fácil, assim como a recuperação física entre as partidas.
      Não é uma área do seu clube que vale a pena neglicenciar. Mesmo que as melhorias possam custar uma boa quantidade de dinheiro para um curto espaço de tempo, você deve encará-las como investimento à longo prazo. Os benefícios apareceram em forma de aceleração no desenvolvimento dos jogadores, uma melhoria na condição física padrão do elenco e menos lesões ocorrerão em treinos. E também se torna algo para atrair jogadores, já que podem fazer a diferença no interesse de um jogador quando ele se deparar com duas ofertas de clubes similares. 
      Entretanto, antes de melhorar suas infraestruturas, observe a situação financeira do clube. Dificilmente uma diretoria vai aceitar se não houver recursos, mas caso você os convença, a situação financeira do time pode piorar se você não tiver dinheiro em caixa para arcar com o investimento. Ou seja, apenas peça melhorias quando não existir chances de prejudicar as finanças do seu clube num curto prazo.
      Foco Principal no Treino Geral
      Qual é o aspecto mais importante para o seu time focar? Na página de Treino, na aba da sua equipe, você tem sete opções para seu time focar: Equilibrado, Aptidão, Tácticas, Controlo de Bola, Defender, Ataque, Coesão da Equipa. Mas no que cada uma dessas opções ajuda seu time a focar?
      Equilibrado: Nesse foco, seu time terá um abordagem equilibrada nos treinamentos e não focará em nenhum dos outros seis aspectos. O foco será igualmente dividido entre as outras áreas, essa é a abordagem padrão caso você tenha dúvidas de qua foco seu time deve ter. Aptidão: Nesse foco, sua equipe irá trabalhar aos aspectos físicos. É o treino ideal para focar no começo da pré-temporada e início da temporada, quando seu elenco não está com a condição de jogo ideal e pode não estar na melhor forma para jogar. Se você tiver um calendário rigoroso na temporada, incluindo jogos de competições continentais, é a opção perfeita para focar na pré-temporada e preparar seu time para o calendário mais apertado. A melhoria nos atributos físicos será a mais afetada por esse foco. Tácticas: Quando você estiver mudando o esquema tático, colocar esse foco é importante e agilizará o entendimento do novo esquema pela sua equipe. Se os seus jogadores não tiverem inteligência tática para entender o que você deseja durante a temporada, seu time pode se tornar irregular. A melhoria nos atributos táticos do jogador será a mais afetada por esse foco. Controlo de Bola: Você quer foco no lado técnico da sua equipe? Você ganha jogos marcando gols com a bola e se você não for capaz de controlar a bola, você pode não controlar o jogo. Se você melhorar o trabalho dos seus jogadores com a bola, com um aumento de habilidades técnicas e maior eficiência do time quando estiver com a posse, esse é o treino para você. A melhoria nos atributos técnicos será a mais afetada por esse foco. Defesa: Sua equipe está tendo dificuldades em não sofrer gols? Focar no treino defensivo pode ajudar sua equipe a trabalhar melhor na prevenção de gols do adversário. Pode demorar algum tempo para você ver os resultados, mas solidez defensiva é importante em todos os times, e se você estiver tendo problemas lá atrás, esse foco deve retificar isso. A melhoria nos atributos defensivos será a mais afetada por esse foco. Ataque: Mas e se seu problema é marcar gols? Seu time é capaz de criar chances para marcar ou é o famoso arame liso? Focar no treino de ataque trará melhorias no jogo ofensivo da sua equipe nas partidas. Assim como o treino defensivo, pode demorar algum tempo para surtir efeito. A melhoria nos atributos ofensivos será a mais afetada por esse foco. Coesão da Equipa: Se você trouxe diversos novos jogadores, e o pessoal ainda não se conhece bem, ou ainda se a harmonia e o ambiente não estão bacanas, é esse o seu foco. Trabalhar na Coesão da Equipe vai aumentar os laços entre seu jogadores e eles trabalharão melhor como uma unidade em campo. Futebol é um esporte coletivo e é importante que seus jogadores atuem como um time, ao invés de apenas cada um por si. Uma boa coesão gera melhores atuações.
      Foco Principal na Preparação do Jogo
      Além de poder escolher um treino geral, você pode escolher um treino específico para cada jogo. Eles estão divididos nas seguintes áreas: Tácticas de Jogo, Trabalho de Equipa, Posicionamento Defensivo, Movimento Ataque, Bolas Paradas Defensivas, Bolas Paradas Ofensivas. Cada um desses treinos traz benefícios diferentes ao longo da semana de treinamentos e você pode optar por ter mais preparação de jogo ou treino geral. O ideal é dedicar um ou dois dias para a preparação de jogo.
      Tácticas de Jogo: Esse treino acelera a assimilação dos seus jogadores com as táticas de jogo da equipe. Ou seja, você acelera o processo de familiarização do seu elenco com suas táticas nessa opção. Sempre que você quiser usar uma tática nova, essa opção deve ser escolhida. Trabalho de Equipa: Esse treino aumento a coesão e harmonia da sua equipe, fazendo com que os jogadores criem laços mais rapidamente, gerando um ambiente positivo no vestiário do clube e um maior entendimento do estilo de jogo de cada um por seus companheiros. Posicionamento Defensivo: Esse treino diminui as probabilidades da sua equipe sofrer gols e deve ser usado sempre que você vai enfrentar um adversário mais forte ou que tem um ataque mais poderoso que o seu. Movimento Ataque: Esse treino aumenta as probabilidades da sua equipe em marcar gols e deve ser usado sempre que você vai enfrentar um adversário mais fraco ou que tenha uma defesa muito sólida. Bolas Paradas Defensivas: Esse treino diminui as probabilidades da sua equipe em sofrer gols de bolas paradas e deve ser usado sempre que você vai enfrentar um adversário muito forte nesse quesito. Bolas Paradas Ofensivas: Esse treino aumenta as probabilidades da sua equipe em marcar gols de bolas paradas e deve ser usado sempre que você vai enfrentar um adversário muito frágil nas bolas paradas defensivas ou então num confronto muito igual que pode ser definido nos mínimos detalhes. Carga de treinos
      O quanto você bota seu elenco para treinar? Quanto que é excessivo para os seus jogadores? Existe uma linha tênue entre puxar seus jogadores até o limite e puxar além deles, e é muito importante compreender o quanto você pode exigir nos seus treinos. A quantidade exata de treinamento fará com que seus jogadores cresçam e desenvolvam, mas o excesso pode causar lesões ou até retrocesso no seu desenvolvimento.
      Mas como encontrar o equilíbrio ideal? O ideal é sempre buscar uma carga mediana para o treinamento da equipe. A maioria dos jogadores ficará feliz com essa carga, já que não os desgasta demais, mas é o suficiente para trazer benefícios. Além disso, você tem espaço adequado para trabalhar treinos individuais sem medo de sobrecarregar o jogador. A maioria aceita uma carga de treino mediano e um tipo de treinamento individual sem muitos problemas. 
      Já a carga de treino individual é uma história diferente. Se você está treinando um jogador em uma nova posição, pode esquecer de querer que ele trabalhe um atributo específico ou um movimento preferido até ele estar apto a jogar na nova posição. Se eles estiverem com bastante focos individuais, eles podem ficar infelizes com a carga de treinos. Para funções individuais e atributos, a intensidade mediana também parece ser o suficiente. Contudo, alguns jogadores não são tão profissionais e ficam infeliz com uma carga mediana ou alta de treinos individuais, com isso, talvez seja melhor deixá-lo com uma carga mais leve.
      A cada mês, é importante notar as observações do staff sobre quem está feliz ou infeliz com sua carga de treino. Isso pode ser checado manualmente no relatório de treinos de cada jogador também. Caso eles estejam felizes, tente aumentar e ver se eles aceitam uma carga maior, caso isso mude no próximo mês, você já conhece o limite desse jogador. Caso eles estejam infeliz, cheque qual o problema. Se for a carga, diminua, se for o jogador achando que o treino não está dando resultados, escolha outro. Com a intensidade balanceada e o jogador feliz com sua carga de treinos, eles poderão se desenvolver de uma maneira adequada.

      Treino individual de atributos
      Esse é bem simples de entender, na tela de desenvolvimento e na aba de treinamentos, conforme demonstrado na figura acima, você pode definir um treino individual. Você pode escolher uma função ou atributo específico para o jogador treinar. Além disso, você pode definir a intensidade desse treino. Ou seja, uma maior intensidade, maior foco do jogador no que foi pedido e uma menor intensidade, menos foco.
      Para jogadores que ainda tem espaço para se desenvolver, o ideal é trabalhá-lo na função que você acha mais adequada ou que ele rende mais. Assim você focará numa gama maior de atributos, fazendo com o que o jogador tenda a desenvolver aquelas áreas do seu jogo, para se tornar cada vez mais competente naquela função. Normalmente, tendemos a treinar o jogador na função que ele mais atua em campo, já que isso fortalece o seu entendimento da função e deixa-o mais preparado para tal. Contudo, seu papel com treinador é identificar o que é melhor para o jogador ou para o time, e talvez, uma mudança de função pode transformar um jogador mediano em uma peça-chave do seu time.
      Porém, para jogadores já consolidados e veteranos, é melhor tentar trabalhar certas deficiências que o jogador possua no seu jogo. O treino de atributos entra nessa parte e irá fazer com que o jogador foque seu treinamento em melhorar determinado atributo. Tenha certeza de escolher o atributo certo, pois a escolha errada fará você perder seu tempo.

      Treino de função versus Treino de posição
      Antigamente eram questões separadas, mas atualmente, para treinar uma posição, você deve escolher uma função, por isso, analise bem os atributos de um jogador que está sendo treinado em uma nova posição para que você escolha a função que melhor se encaixa com aquele jogador. Não faz sentido pegar um meia-central que atua como Armador Avançado e treiná-lo como um volante que atua como Médio Recuperador de Bolas se ele não tiver os atributos para isso.
      Temos um guia completo sobre retreinamento aqui.
      Movimentos Preferidos do Jogador
      Movimentos Preferidos do jogador, ou MPJ na sigla, são características que seu jogador possui. Elas definem como seu jogador irá agir em determinadas situações durante o jogo e variam entre como eles se movem pelo campo e até que eles fazem quando estão em posição de finalizar. Se você conseguir treinador jogadores para terem MPJs que complementam suas habilidades e funções, elas se tornaram uma ferramenta bastante efetiva.
      É importante ter um bom conhecimento dos MPJs disponíveis. Existem cinco tipos diferentes: Movimento, Passe, Finalização, Defesa e Técnica. Cada um desse tipos tem diversas opções. Vale a pena gastar um tempinho observando e tentando entender cada uma dessas opções e o que os jogadores que possuem determinados MPJs fazem e quais atributos adequados para cada um. Eles são auto-explicativos e fáceis de entender.
      Antes de escolher um MPJ e iniciar um treinamento desse tipo de coisa, você deve considerar quais irão ajudar a melhorar o nível de seus jogadores. Veja em quais atributos eles são bons ou ruins, qual a posição que jogam e qual a função dele no time. Você tem que escolher MPJs que complementam o estilo de um jogador e ajudam a melhorar seu jogo. Por exemplo, um atacante com Frieza elevante seria ideal ter o MPJ Tenta chutes colocados. Vale mencionar que quanto mais velho um jogador for, mais complicado se torna para ele aprender um novo movimento.
      Temos um guia completo sobre os Movimentos Preferidos do jogador aqui.
      Como a personalidade afeta a evolução de um jogador?
      Assim como na vida real, os jogadores no FM também tem personalidades. Essas personalidades afetam como cada um treina e desenvolve-se. Existem as personalidades positivas, que os fazem treinar e desenvolver melhor e as negativas, que atrapalham o treinamento e o desenvolvimento. É importante entender porquê elas afetam a evolução de um jogador, para que você possa guiar melhor seu atleta.
      Idealmente as melhores personalidades para treinar e desenvolver são as profissionais, ambiciosas e determinadas. Jogadores mais profissionais cuidam melhor de si no treino e fora de campo. Se um jogador é determinado, ele vai se dedicar mais nas sessões de treino. Personalidades positivas são importantes pois irão garantir que os jogadores deixaram o seu melhor tanto no treino como no jogo. Além disso, um grupo de jogadores com personalidade positiva trabalham melhor em conjunto, e ajudam um aos outros. Não se esqueça que a personalidade geral do seu elenco importa, principalmente na adaptação de novos jogadores e pode refletir na mentalidade dos jovens da sua equipe.
      Se seus jogadores são preguiçosos ou não são profissionais, eles não vão treinar bem e nem se dedicar adequadamente. E se ele não se dedica, ele terá resultados negativos nos treinos. E isso pode acabar influenciando no seu elenco, já que uma maçã podre pode gerar problemas no vestiário e na harmonia do clube.
      Temos um guia completo sobre personalidades para você conhecer essa área melhor.
      Meus jovens talentos devem treinar nos juniores ou no time principal? 
      O treinamento de jovens jogadores vem ganhando cada vez mais destaque para os jogadores de Football Manager, com diversos desafios surgindo em torno do uso de jogadores da base de um clube. Obviamente que é fundamental que seus jogadores recebem o melhor treino possível para que possam alcançar todo seu potencial. Assim como é importante investir nas infraestruturas e staff da equipe principal, o mesmo é válido para as categorias de base. Todo dinheiro gasto aqui será retornado adequadamente para você no futuro, portanto, não poupe esforços nessa área. Uma dica importante é observar bem o treinador que você está contratando, a personalidade e o estilo de jogo dele podem ser determinantes no futuro de suas promessas.
      Assim como qualquer outro jogador do seu clube, você deve analisar regularmente como está a performance e felicidade dos seus jovens jogadores nos treinamentos e ajustar a carga de treinos para melhores resultados. Isso inclui dar atenção ao treino de função ou de posição e principalmente, tutoria. Ache um ciclo de tempo que lhe agrade e observe de perto seus jovens.
      Quando você ver que um jovem talento está se tornando bom demais para o futebol de júniores, promova-o para a equipe principal. Trabalhar com seu elenco profissional traz grandes benefícios, principalmente se eles se encaixarem no seu sistema de jogo. Você provavelmente não vai querer colocar todo o peso do mundo nas costas dos seus jovens atletas, mas um nível de treino superior e tempo de jogo com os profissionais são vitais para a continuidade do desenvolvimento dos jovens.
      Obviamente que tempo de jogo é crucial, mas apenas coloque seus jovens lá se você tem intenção de desenvolvê-los. Faz parte oscilar nessa idade e se você queimar o jogador, poderá trazer consequências negativas para o atleta. Se você tem medo que seu jovem talento vai comprometer sua equipe, não coloque ele em campo, apenas dê tempo de jogo quando você estiver disposto ou achar que ele tem capacidade para jogar de igual para igual com os outros.
      Temos um guia completo sobre o desenvolvimento de jogadores aqui
      Treinamento na pré-temporada
      A pré-temporada pode forjar um campeão ou destruir sua temporada. Existem diversos fatores que podem se tornar maçantes para jogadores menos experientes do jogo. Mas se você arregaçar as mangas e trabalhar adequadamente nessa época do ano, você terá uma boa temporada. Portanto, a pré-temporada não deve ser encarada como um período de férias e relaxamento para o treinador.
      Durante a sua pré-temporada é importante focar em quatro aspectos: condição de jogo, coesão da equipe, táticas e moral. Se você focar essas questões corretamente, seu time estará pronto para uma temporada brilhante.
      Condição de jogo: Jogadores que não estão em condição de jogo tem mais probabilidade de se lesionar e isso pode fazer com que ele dê o azar de contundir-se gravemente. Imagina ficar sem seu principal jogador até o segundo turno do campeonato? Durante a pré-temporada é importante que todo mundo jogue e chegue na estreia ao menos com 80% de condição de jogo. Uma boa estratégia é dividir seus jogadores em dois times e um deles jogar no final de semana e o outro no meio da semana. Coesão da Equipe: Mudanças no elenco são comuns nesse período, sejam por contratações, vendas ou jovens promovidos para o time principal. Isso pode gerar uma queda brusca na harmonia do elenco. Depois que você treinou o aspecto físico do seu time, pode ser útil trabalhar coesão e entrosamento para ajudar seus jogadores a se conhecerem melhor dentro de campo e evitar problemas durante a temporada. Táticas: Se o time não faz ideia de como jogar, você ficará sem emprego em breve. Esse é o aspecto mais importante de toda pré-temporada, portanto, trate de jogar o máximo de amistosos possíveis nesse período. Moral: Melhorar o moral do time é fácil, basta vencer. Por isso, não faça uma pré-temporada caça-níquel e reserva os últimos jogos para enfrentar equipes que você tem certeza que vai vencer de barbada. Um bom regime de treino em pré-temporada é escolher ao menos seis semanas de treino. Comece com duas semanas de treino físico intenso (alto ou muito alto, ou então alterne os dois ao seu gosto). Depois, marque uns oito amistosos. Comece com dois ou três de nível elevado, mais dois ou três de mesmo nível e mais uns três ou quatro que você deve golear. Dessa forma, você testa sua tática contra três níveis diferentes de adversário e garante um moral alto para o começo da temporada. Caso você esteja trabalhando táticas novas, foque nisso na Preparação de Jogo, caso contrário, escolha Trabalho de Equipa.
      Dias de descanso
      Dias de descanso são vitais para os jogadores recuperarem-se de jogos intensos e desgastantes. No FM, você pode descansar seu time antes e/ou depois de um jogo, mas se preferir, pode mandar seus jogadores descansar por um período superior. Se você apenas decidir descansá-lo nos treinos, pode deixá-lo por até sete dias sem treinar. Mas caso prefira dar umas "férias" fora de época, o jogador pode ficar fora por até um mês. Não subestime a capacidade dos dias de descanso fazerem a diferença entre uma derrota e uma vitória na reta final de uma temporada.
      O mínimo recomendado é que seu time sempre descanse depois das partidas, já que essa é a opção padrão para recuperar os jogadores no jogo. Contudo, caso o calendário esteja apertado, treinar pode acabar não te valendo de muita coisa e você vai estar apenas desgastando desnecessariamente seu elenco, portanto, nessas épocas, talvez seja melhor liberar o descanso antes e depois do jogo.
      Ajustando seus treinos de acordo com os resultados
      Anteriormente foi explicado como o foco no treino da sua equipe funciona e o que cada um traz para seu treinamento. Dependendo de como seu time está atuando e dos resultados da partida, em conjunto com os resultados dos treinos, você deve continuar ajeitando suas sessões de treino. Uma variedade de treinos oferece uma especialização em mais áreas.
      Mas como eu decido a hora de mudar? A função primordial de um treinador é vencer, portanto, você tem que escolher o treino que vai lhe ajudar a obter resultados. Se a defesa anda sendo vazada constantemente, talvez seja o momento de melhorar as habilidades defensivas no treinamento. O mesmo se aplica para os outros treinos. O que vale aqui é ajudar seu time a atuar melhor em campo e trazer os resultados necessários.
      Texto traduzido e adaptado por Henrique M. para o FManager Brasil e Engenharia do Futebol.
      Fonte: https://www.fmscout.com/a-how-to-master-training-on-football-manager.html
      Banner: @_Matheus_
    • DiegoCosta7
      Por DiegoCosta7
      Como fazer capturas de imagem no FM usando programas específicos? Tô tentando mas não sai...
    • Henrique M.
      Por Henrique M.
      Eu sempre tive a intenção de testar utilidades diferentes para a pré-temporada dentro do Football Manager e ir além da questão de dar condição física e trabalhar as táticas. O primeiro teste era ver e avaliar como podemos utilizar a pré-temporada como ferramenta de desenvolvimento de jovens. Será que se eu escolhesse um grupo de jovens jogadores e colocasse eles para treinar com os profissionais e fazer o nível de amistosos que geralmente o elenco principal faz, isso traria algum tipo de benefício para o desenvolvimento desses jogadores?
      O primeiro passo foi simples, marcar o máximo possível de amistosos para que todo mundo fosse contemplado. Normalmente marco em todas as datas disponíveis (final de semana e meio de semana), a partir do segundo final de semana de pré-temporada. Com a necessidade de trabalhar essa questão, marquei um amistoso a cada dois dias. O calendário ficou apertado, obviamente, mas a equipe de jovens escolhida teria bastante jogos para treinar. Seriam cinco datas e oito semanas de treinamento.

      Os jogos correram em nível normal e eles fizeram resultados que poderiam ocorrer com qualquer equipe, mas venceram quem tinha que vencer na reta final. Contudo, o foco não eram os placares e sim ver como os atletas se desenvolveriam nesse meio tempo.
      Antes e depois dos jogadores avaliados
      Peter Brandt (Antes - Depois) Hasan Karaca (Antes - Depois) Marcel Deilmann (Antes - Depois) Giorgio Finke (Antes - Depois) Artur Wieczorec (Antes - Depois) Franck Doumbia (Antes - Depois) Thomas Schäfer (Antes - Depois) Axel Ach (Antes - Depois) Felix Dose (Antes - Depois) Marco Schlösser (Antes - Depois) Hasan Atoui (Antes - Depois) Dirk Geiger-Stadelmann (Antes - Depois) Arne Pläschke (Antes - Depois) Sebastian Kern (Antes - Depois) Stefan Kaufmann (Antes - Depois) Maximilian Backes (Antes - Depois) Jannis Korb (Antes - Depois) Peter Zellner (Antes - Depois) Os mais generalistas vão perceber que não houve tanta diferença entre o jogador no começo da pré-temporada e ao final dela. Foram pequenas mudanças de atributos que não se pode ser creditada direta ou indiretamente ao experimento realizado. Como existe a progressão natural desses jogadores por causa da idade, essa questão fica meio que no plano do que você deseja acreditar. Você que decide se foi a pré-temporada que ajudou nessa evolução.
      Contudo, apesar de não ter o efeito imaginado quando eu iniciei esse experimento, esse período de jogos e treinamento com a equipe foi muito importante para mim e para o meu staff conhecerem melhor esses jovens jogadores. Hasan Karaca teve sua avaliação de potencial revisada para cima, Marco Schlösser ganhou mais meia estrela de capacidade e Jannis Korb teve uma revisão para baixo no seu potencial.

      (Essa imagem é um gif e mudará de dois em dois segundos)
      Além disso, se você retornar e avaliar de pertinho todas as mudanças no antes e depois dos jogadores, notará que na maioria deles, houve um aumento nos destaques positivos e/ou negativos. Isso demonstra que o período foi importante para que todo o meu staff pudesse ver aqueles jogadores de perto e retirar as dúvidas quanto as características, qualidades e defeitos dos jovens atletas.
      No final das contas, pode não ter tido o efeito esperado, mas mesmo assim, a pré-temporada se mostrou uma excelente forma de conhecer melhor seus jovens atletas e inclusive, ter mais confiança em utilizá-los ao longo da temporada. Por exemplo, nessa temporada, ocorreram duas ocasiões que precisei puxar um lateral-esquerdo para o time principal e como Arne Pläschke participou desse experimento, me senti confortável em utilizá-lo e ele não me decepcionou em campo. Ele pode não ser uma peça importante para o futuro do Werder Bremen, mas meus receios em escalá-lo foram diminuídos pela experiência positiva que tivemos nessa época do ano.
      Conteúdo original produzido por Henrique M. para o FManager Brasil e Engenharia do Futebol
      Banner: @_Matheus_
×